Um Ambiente Virtual de Aprendizagem na Web para Apoiar o Ensino da Linguagem Brasileira de Sinais - LIBRAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Um Ambiente Virtual de Aprendizagem na Web para Apoiar o Ensino da Linguagem Brasileira de Sinais - LIBRAS"

Transcrição

1 Um Ambiente Virtual de Aprendizagem na Web para Apoiar o Ensino da Linguagem Brasileira de Sinais - LIBRAS Evandro de B. Costa 1, Hyggo O. de Almeida 2, Daniel deoliveira 3,4, Edilson Ferneda 4,5, Joaquim E. L. Barbosa 3, Rodrigo Nunes 3, Thiago N. Figueiredo 6 1 Departamento de Tecnologia da Informação - Universidade Federal de Alagoas (UFAL) Campus A. C. Simões, Tab. do Martins, Maceió -AL Brasil, Fone: Programa de Pós-Graduação em Informática - Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) Av. Aprigio Veloso, 882, Campina Grande, PB Brasil, Fone: Instituto Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Tecnologia de Software (CTS), SCRN716, Bl. G, ent 42, sala 202, CEP: , Brasília DF, Brasil, Fone: Diretoria de Tecnologia de Informação e Comunicação, Universidade Católica da Brasília (UCB) Campus Universitário II Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa SGAN 916 Módulo B Asa Norte, Brasília, DF, Fone: /159 5 Pesquisador associado ao Departamento de Ciência da Computação, Universidade de Brasília (UnB) 6 Bacharelando em Ciência da Computação, Universidade Católica de Brasília (UCB) Resumo. Uma parte significativa da população brasileira é portadora de deficiência auditiva. Este trabalho tem por objetivo introduzir um ambiente virtual de ensino/aprendizagem na Web voltado para o domínio da Linguagem Brasileira de Sinais LIBRAS. Esse ambiente oferece suporte para a integração de pessoas, sistemas computacionais e conteúdos, permitindo interações cooperativas e colaborativas entre alunos e destes com o professor, inclusive por meio de comunicação móvel. Neste artigo, será dada ênfase ao sistema de comunicação via aparelho celular como um componente no apoio às interações entre os participantes, além de discutir adaptações nas ferramentas de interação tradicionais. Palavras-chave: Informática na Educação Especial, Inclusão Digital, Educação à Distância, LIBRAS. Abstract. A big part of brazilian population has hearing disabilities. This work aims to introduce a web-based teaching-learning in the LIBRAS (Brazilian language of Signs) domain. This environment supports means to provide integration among people, computer systems, and contents. It allows cooperative and collaborative interactions between both student-student, student-teach. Such interactions may also be by means of mobile communication. In this paper, we emphasize the communication system via mobile cell as a component to support interactions among people. Also, we discuss adaptations concerning interaction tools. Keywords: Special Education, Digital Inclusion, Distance Learning, LIBRAS.

2 1. Introdução De acordo com o Censo 2000 e com a Organização Mundial da Saúde - OMS, estima-se em 3,5% a população brasileira portadora de surdez em diferentes graus, de leve a profunda. Entre esta população encontram-se os surdos oralizados (que não fazem uso das Línguas de Sinais) e os surdos não oralizados (que utilizam a Língua Brasileira de Sinais LIBRAS, entre outras, para se comunicarem). Em 2002 o Congresso Nacional e o Presidente da República aprovaram e sancionaram a Lei nº , de 24 de abril de 2002, que reconhece a LIBRAS como meio legal de comunicação e expressão. O contexto acima e a atenção ao sentimento amplo de cidadãos interessados em contribuir para a redução da exclusão digital, constituem a motivação social do presente trabalho. Do ponto de vista técnico, o ambiente aqui proposto significa uma união de esforços de grupos de interesse no tema. De um lado os projetos em desenvolvimento no Departamento de Tecnologia da Informação da UFAL (FALIBRAS [CORADINE 2002], graw [COSTA 2002]) e do outro projetos como o Programa JavaS (Java Surdos), do DFJUG - Brasília Java Users Group, que objetiva treinar surdos no sentido de inseri-los no mercado de trabalho relacionado a esta linguagem de programação. Como primeiro trabalho foram produzidos dois CDs multimídia, nos quais os surdos deste grupo descrevem, de forma oralizada e em LIBRAS, diversas dificuldades pelas quais já passaram em suas vidas, e que, pelo fato de estarem com um telefone celular, puderam superá-las, ou o contrário, onde, por não possuírem um celular naquele momento, terem ficado em sérias dificuldades. Neste contexto, surgiu a proposição de um ambiente virtual de ensino-aprendizagem na Web voltado para o domínio da Linguagem Brasileira de Sinais LIBRAS. Este ambiente oferece suporte para a integração de pessoas, sistemas computacionais e conteúdos, permitindo interações cooperativas e colaborativas entre alunos e destes com o professor, inclusive por meio de comunicação através de aparelhos celulares. A materialização deste ambiente redundou na construção de um esquema de comunidade virtual de aprendizagem, que teve como ponto de partida o ambiente graw, no suporte a cursos via Web. Daí, nossa proposta passou a ser a concepção e o desenvolvimento de um graw-s com todas as suas ferramentas de apoio à interação (bate-papo, fórum, whiteboard,...) revistas e adaptadas aos propósitos e necessidades do público de deficientes auditivos e características da linguagem LIBRAS. Este ambiente oferece suporte para a integração de pessoas, sistemas computacionais e conteúdos, permitindo interações cooperativas e colaborativas entre alunos e destes com o professor, inclusive por meio de comunicação móvel. Neste artigo, será dada uma ênfase ao sistema de comunicação via aparelho celular como um componente no apoio às interações entre os participantes, além de discutir adaptações nas ferramentas de interação tradicionais, tais como: bate-papo, fórum, correio eletrônico e whiteboard. Este artigo está estruturado da seguinte forma. Na Seção 2, serão discutidos o contexto, a motivação e a problemática do projeto em questão. Na Seção 3, será apresentado o ambiente virtual de ensino-aprendizagem na Web voltado para a LIBRAS, exibindo e discutindo sua arquitetura. Na Seção 4, discute-se em mais detalhes o componente de suporte à comunicação via celular. Por fim, as considerações finais são apresentadas.

3 2. Contexto do trabalho No advento da Sociedade da Informação, a área de Informática na Educação Especial em particular, necessita oferecer respostas à questão da exclusão digital. Na verdade, as iniciativas nessa direção já começam a apresentar resultados, como, por exemplo, os trabalhos de M. B. Campos [CAMPOS 2000, 2002] e de S. Crespo [SOUZA 2003a, 2003b]. No que concerne ao contexto do presente trabalho, tal como foi dito na Introdução, há uma união de esforços sobre resultados obtidos no âmbito de pesquisas de grupos em Alagoas e no Distrito Federal. Na Universidade Federal de Alagoas, no Departamento de Tecnologia da Informação, desenvolvem-se os projetos Falibras e graw Comunidades Virtuais de Aprendizagem na Web, de onde recentemente se originou o graw-s, voltado para o ensino de LIBRAS. O projeto FALIBRAS consiste na implementação de um sistema que, ao captar a fala no microfone, exibe, no monitor de um computador, a interpretação do que foi dito, em LIBRAS, na sua forma gestual, animada. Isto ocorrendo, de preferência, em tempo real. Já o grupo de trabalho de Brasília, seguiu o exemplo do trabalho desenvolvido no âmbito do Falibras [CORADINE 2002], investindo no projeto de desenvolvimento em Java, baseado no banco de dados MySQL, no reconhecedor de fala IBM ViaVoice e em animações vetoriais desenvolvidas no Flash da Macromedia. No que diz respeito a dispositivos móveis, o referido grupo constatou que grande parte da população surda do Distrito Federal usa celulares como meio de comunicação, através da troca de s SMS. Este serviço apresenta uma série de dificuldades como a incerteza da chegada da mensagem ao destino e atrasos de até 24 horas no envio. Assim, este grupo JavaS decidiu iniciar o desenvolvimento de um sistema de comunicação (chat), em Java, que permitisse a comunicação, escrita e bi-direcional, entre emissor e receptor. Como se constatou também que uma parcela significativa da população surda é analfabeta, e, portanto, não teria acesso a este bate-papo, decidiu-se que a linguagem de comunicação deveria também contemplar a LIBRAS, pois esta língua é usada por 60% da comunidade. Uma vez que a necessidade de aporte tecnológico para este projeto ultrapassava os recursos disponíveis no DFJUG, em 2003 realizou-se um acordo onde o Instituto CTS passou a fornecer todos os recursos necessários para o desenvolvimento deste sistema: infra-estrutura de logística e tecnológica e apoio financeiro. O time de desenvolvedores reunidos para este projeto é composto de um analista de sistemas, um programador Java (surdo) responsável pelo acesso ao banco de dados, um programador responsável pelo reconhecedor ViaVoice (cadeirante) e por um WebDesigner criador das imagens utilizadas. A equipe conta ainda com a colaboração de um analista de sistemas (cego), que nos auxiliou na compreensão dos softwares ledores de tela, como o Jaws para Windows. Dados os esforços citados acima, envolvendo o ambiente graw, resultados do Falibras e o sistema proposto para dar suporte a comunicação via celular, definiu-se o presente ambiente descrito na seção seguinte. 3. O Ambiente Proposto O ambiente virtual de ensino-aprendizagem na Web é voltado para o domínio da Linguagem Brasileira de Sinais LIBRAS, destinado a dois tipos de público: a

4 comunidade de deficientes auditivos e pessoas que interagem de algum modo com essa comunidade. Este ambiente, conforme foi dito, oferece suporte para a integração de pessoas, sistemas computacionais e conteúdos. No que toca a pessoas, incluem-se os papéis de professores facilitadores, alunos e monitores. Isto tem se traduzido, neste trabalho, em interações cooperativas e colaborativas entre os participantes, inclusive por meio de comunicação através de aparelhos celulares. Daí, nossa proposta passou a ser a concepção e o desenvolvimento do ambiente graw-s com todas as suas ferramentas de apoio à interação (bate-papo, fórum, whiteboard,...), revistas e adaptadas aos propósitos e necessidades do público de deficientes auditivos e características da linguagem LIBRAS. A arquitetura do ambiente é composta por cinco módulos principais, apresentados na Figura 1. Figura 1. Arquitetura do ambiente. 1. O ambiente graw dá suporte de comunicação entre os usuários e fornece ferramentas como bate-papo, whiteboard e fórum com adaptações para os deficientes auditivos. Estas adaptações dizem respeito à possibilidade da escrita de libras nas conversas de bate-papo e nas mensagens do fórum. O módulo de acesso a libras por parte do graw ainda está em desenvolvimento. 2. O repositório de LIBRAS é uma base de dados contendo um dicionário da linguagem brasileira dos sinais, assim como sua história e exercícios referentes ao seu aprendizado. Este repositório é a base do conteúdo acessado através da fachada de serviços. 3. A fachada de serviços representa o gerenciador dos serviços disponibilizados pelo graw e pelo repositório de libras. Este módulo provê independência entre as camadas de apresentação e o conteúdo armazenado pelo repositório e a comunicação entre os usuários provida pelo graw. O funcionamento segue o modelo arquitetural Modelo-Visão-Controlador (MVC). 4. O módulo Web implementa, através de JSP, a visualização dos recursos de Libras e a disponibilização dos serviços do graw através de um navegador. O dicionário de termos da linguagem LIBRAS está no formato flash e, portanto, executam

5 também no navegador com um plugin instalado. A comunicação entre o flash e a fachada de serviços acontece via requisição http usando servlets, da mesma forma que ocorre com JSP. Os dados trafegam no formato XML, garantindo total independência dos módulos de visão/apresentação. A tecnologia Flash MX foi utilizada para implementar esta comunicação. 5. O módulo celular, da mesma forma que o módulo Web, utiliza a independência no fornecimento dos serviços para acessar os dados do repositório de libras. Atualmente, não há ligação entre as requisições vindas de celulares e a comunicação provida pelo ambiente graw. Isto seria interessante para armazenar, em um repositório único, informações de perfil do usuário, para que fosse possível acessar suas informações de qualquer meio de apresentação (celular ou web). 4. Sistema para Comunicação Móvel No que se segue, apresenta-se uma discussão mais detalhada sobre o componente que permite a comunicação via celular entre os participantes da comunidade virtual para o ensino de LIBRAS. Assim, estão descritas as diversas etapas do projeto e a arquitetura do sistema. Através do dicionário português-libras armazenado no repositório de LIBRAS, podese reconhecer cada termo solicitado pelo usuário e transmiti-lo em forma de animação ao seu celular. Caso uma palavra não tenha correspondência no banco de dados, as imagens de todos os caracteres da mesma são transmitidas letra a letra (módulo soletrador) para o dispositivo móvel de origem. A Figura 2 representa genericamente tal arquitetura. Figura 2. Arquitetura do Sistema de Comunicação Móvel Quatro fases foram definidas e passam por processos de integração. A primeira, em andamento, corresponde à definição de um banco de gestos em Flash, para permitir o

6 desenvolvimento de uma linha de montagem de palavras. A segunda, também em andamento, é o desenvolvimento de um banco imagens das 300 palavras mais utilizadas pelo Help Desk. A terceira, já concluída, é o desenvolvimento da aplicação Java (BB Fala) processadora de palavras na língua portuguesa traduzindo-as em LIBRAS. A quarta fase, também em andamento, é o desenvolvimento do módulo de reconhecimento e sintetização de voz como módulo principal para interação com os usuários. Para simplificação do processo nesta fase, decidiu-se pela não utilização das animações em LIBRAS nos testes, mas sim uma versão simplificada da mesma chamada de Português Sinalizado. Esta versão representa em sinais a língua portuguesa, palavra a palavra, e não como em LIBRAS onde uma frase pode ter um único sinal para representá-la. O sistema está sendo desenvolvido em JBuilder 8, versão Mobile, da Borland, por sua capacidade de emular o celular Sony Ericsson, modelo P800, que é um dispositivo embarcado de terceira geração, e que foi definido como plataforma de desenvolvimento para este projeto. Este aparelho foi selecionado por ser capaz de receber imagens padrão Mpeg 4 e executar aplicações Java J2ME em ambiente operacional Symbian. Na Figura 3 é mostrada uma imagem do P800 executando a palavra banco. Figura 3. A palavra banco da LIBRAS no celular P Conclusões Este trabalho introduziu um ambiente virtual de ensino/aprendizagem na estrutura Web para o domínio da Linguagem Brasileira de Sinais LIBRAS. Trata-se de um trabalho em desenvolvimento, mas já sinalizando com vários componentes implementados, passando atualmente por uma etapa de experimentações junto à população alvo. Por exemplo, o sistema de apoio à comunicação móvel está em sua fase final de validação no âmbito de um projeto de inclusão digital de surdos no uso de telefonia móvel. Uma vez concluída a fase de integração dos módulos que compõem o sistema de processamento de palavras BB Fala, que no momento envia as imagens somente em Português

7 Sinalizado, será integrado um analisador de contexto para permitir a comunicação completa sobre o padrão LIBRAS. As demais ferramentas de interação encontram-se em fase de conclusão de implementação, o que está significando pouco esforço de codificação, pois apenas estende o que havia sido desenvolvido no contexto do ambiente graw. Concluindo as pendências citadas acima, virá o trabalho de integração e testes funcionais, que seguirão por testes de usabilidade. Com o co-patrocínio do Instituto CTS (através do projeto Rybená), do Banco do Brasil e do Brasilia Java Users Group (através do projeto social JavaS Java Surdos), desde o dia 13 de dezembro de 2003 o código fonte deste software e seus componentes estão liberados nos termos da licença BSD e estão disponíveis em Agradecimentos Este projeto é parcialmente financiado pelo Instituto Centro de Pesquisa em Desenvolvimento em Tecnologia de Software (CTS) do Banco do Brasil, pela Universidade Católica de Brasília, através do projeto Avaliação de Ambientes Educacionais Corporativos Baseados em EAD, coordenado pelo Prof. Edilson Ferneda, e pelo projeto MUSA, firmado entre UnB, Banco do Brasil, IBM e Solectron. Agradecimentos especiais aos membros do projeto FALIBRAS, da UFAL, em especial ao Prof. L. C. Coradine, e à aluna Rosemeire Silva, pelo apoio. Referências [CAMPOS 2000] CAMPOS, M. B., GIRAFFA, L. M. M., SANTROSA, L. M. C. Ferramentas para Suporte à Educação Bilíngüe à Distância: Língua Brasileira de Sinais e Língua Portuguesa. Anais do Simpósio Brasileiro de Informática na Educação. As novas tecnologias da informação e comunicação na aprendizagem, 08 a 10 de novembro de 2000, Maceió (AL), pp [CAMPOS 2002] CAMPOS, M. B., Workshop: Escrita de Língua de Sinais na Interação em Redes. III Congresso Ibero-Americano de Informática na Educação Especial - CIIEE 2002, Fortaleza (CE). [CORADINE 2002] CORADINE, L. C., ALBUQUERQUE, F. C., BRITO, P. H. S., SILVA R. L., SILVA, T. F. L. Sistema Falibras: Interpretação animada, em LIBRAS, de palavras e expressões em português. II Congresso Ibero-Americano de Informática na Educação Especial CIIEE [COSTA 2002] LEITE, C.; JUNIOR, M.; PAES, R.; COSTA, E. B. graw: A Web Interactive Environment to Support Undergraduate Courses. Proceedings of the World Conference on E-Learning in Corporate, Government, Healthcare, & Higher Education E-Learn Montréal, Canadá, [SOUZA 2003a] SOUZA, V. C. CRESPO, S. Sign Web-Message: Um ambiente para comunicação via internet baseada na escrita da Língua Brasileira de sinais, Mostra de software do XIV Simpósio Brasileiro de Informática na Educação, Rio de Janeiro (RJ), novembro 2003.

8 [SOUZA 2003b] SOUZA, V. C. CRESPO, S., PINTO, C. S. Sign WebMessage: uma ferramenta para comunicação via web através da Língua Brasileira de Sinais Libras. Anais do XIV Simpósio Brasileiro de Informática na Educação, Rio de Janeiro (RJ), novembro 2003.

Um Arcabouço de Software Livre baseado em Componentes para a Construção de Ambientes de Comunidades Virtuais de Aprendizagem na Web

Um Arcabouço de Software Livre baseado em Componentes para a Construção de Ambientes de Comunidades Virtuais de Aprendizagem na Web Um Arcabouço de Software Livre baseado em Componentes para a Construção de Ambientes de Comunidades Virtuais de Aprendizagem na Web Hyggo Oliveira de Almeida 1, Luiz Eugênio Fernandes Tenório 2, Evandro

Leia mais

VIRTUAL ENVIRONMENT TO ASSIST THE DEAF IN LEARNING PORTUGUESE

VIRTUAL ENVIRONMENT TO ASSIST THE DEAF IN LEARNING PORTUGUESE VIRTUAL ENVIRONMENT TO ASSIST THE DEAF IN LEARNING PORTUGUESE João Carlos Lopes Fernandes (Faculdade de Tecnologia Eniac - FAPI, SP, Brasil) joao.carlos@eniac.com.br Silvia Cristina Martini Rodrigues (Universidade

Leia mais

Caracterização da Modelagem de Ambientes de Aprendizagem a distância

Caracterização da Modelagem de Ambientes de Aprendizagem a distância Caracterização da Modelagem de Ambientes de Aprendizagem a distância Adja F. de Andrade adja@inf.pucrs.br 1 Beatriz Franciosi bea@inf.pucrs.br Adriana Beiler 2 adrianab@inf.pucrs.br Paulo R. Wagner prwagner@inf.pucrs.br

Leia mais

Virtual - Ensino a Distância ( EAD ) Prof. José Silvério Edmundo Germano silverio@ita.br

Virtual - Ensino a Distância ( EAD ) Prof. José Silvério Edmundo Germano silverio@ita.br Laboratório rio de Física F Virtual - Ensino a Distância ( EAD ) Prof. José Silvério Edmundo Germano silverio@ita.br Roteiro da Apresentação Introdução Objetivos da nossa pesquisa Como tudo começou? Projetos

Leia mais

UMA EXTENSÃO AO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE PARA A ADAPTAÇÃO DE CONTEÚDOS A PORTADORES DE NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS

UMA EXTENSÃO AO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE PARA A ADAPTAÇÃO DE CONTEÚDOS A PORTADORES DE NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS UMA EXTENSÃO AO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE PARA A ADAPTAÇÃO DE CONTEÚDOS A PORTADORES DE NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS Sérgio M. Baú Júnior* e Marco A. Barbosa* *Departamento de Informática

Leia mais

Tutorial de ensino de LIBRAS para crianças com elevado grau de perda auditiva

Tutorial de ensino de LIBRAS para crianças com elevado grau de perda auditiva Tutorial de ensino de LIBRAS para crianças com elevado grau de perda auditiva João Carlos de C. e Silva Ribeiro 1, Ana Cláudia Fagundes Antunes 2, Úrsula A. Lisboa Fernandes Ribeiro 1, Jiani Cordeiro Cardoso

Leia mais

1o. Seminário Gestão de Informação Jurídica em Espaços Digitais. Acessibilidade. Prof. José Antonio Borges NCE/UFRJ Fev / 2007

1o. Seminário Gestão de Informação Jurídica em Espaços Digitais. Acessibilidade. Prof. José Antonio Borges NCE/UFRJ Fev / 2007 1o. Seminário Gestão de Informação Jurídica em Espaços Digitais Acessibilidade Prof. José Antonio Borges NCE/UFRJ Fev / 2007 Entendendo o problema: Porque desenvolver sistemas que permitam o acesso a pessoas

Leia mais

PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE AUTORIA PARA A GERAÇÃO DE CONTEÚDOS ON-LINE. Maio/2005 023-TC-C5

PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE AUTORIA PARA A GERAÇÃO DE CONTEÚDOS ON-LINE. Maio/2005 023-TC-C5 1 PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE AUTORIA PARA A GERAÇÃO DE CONTEÚDOS ON-LINE Maio/2005 023-TC-C5 Viviane Guimarães Ribeiro Universidade de Mogi das Cruzes vivianegr@yahoo.com.br Saulo Faria Almeida Barretto

Leia mais

Um jogo para aprender libras e português nas séries iniciais utilizando a tecnologia da realidade aumentada

Um jogo para aprender libras e português nas séries iniciais utilizando a tecnologia da realidade aumentada Um jogo para aprender libras e português nas séries iniciais utilizando a tecnologia da realidade aumentada Luiz C. M. Santos 12, Theresinha Miranda 2, Maria A. Icó 3, Antonio C. S. Souza 12, Márcio C.

Leia mais

Utilização do Ambiente virtual de aprendizagem TelEduc para a aprendizagem de línguas estrangeiras Girlene Medeiros (2013)

Utilização do Ambiente virtual de aprendizagem TelEduc para a aprendizagem de línguas estrangeiras Girlene Medeiros (2013) Utilização do Ambiente virtual de aprendizagem TelEduc para a aprendizagem de línguas estrangeiras Girlene Medeiros (2013) Questionamentos que devem ser enfrentados 1. Como você descreveria esse ambiente

Leia mais

DESAFIOS DO SKYPE NA COLETA DE DADOS NA PESQUISA EM EDUCAÇÃO ONLINE

DESAFIOS DO SKYPE NA COLETA DE DADOS NA PESQUISA EM EDUCAÇÃO ONLINE DESAFIOS DO SKYPE NA COLETA DE DADOS NA PESQUISA EM EDUCAÇÃO ONLINE Mayara Teles Viveiros de Lira (UFAL) Maria Helena de Melo Aragão (UFAL) Luis Paulo Leopoldo Mercado (UFAL) Resumo Este estudo analisa

Leia mais

WebLivro: Desenvolvimento e avaliação de um protótipo para aprendizagem colaborativa utilizando multimídia

WebLivro: Desenvolvimento e avaliação de um protótipo para aprendizagem colaborativa utilizando multimídia WebLivro: Desenvolvimento e avaliação de um protótipo para aprendizagem colaborativa utilizando multimídia Adson Diego Dionisio SILVA 1, Robson Pequeno de Sousa², Yuri Bandin Satiro³ 1 Departamento de

Leia mais

REQUISITOS PARA A MODELAGEM DE AMBIENTES DE APRENDIZAGEM A DISTÂNCIA: UMA PROPOSTA DA PUCRS VIRTUAL

REQUISITOS PARA A MODELAGEM DE AMBIENTES DE APRENDIZAGEM A DISTÂNCIA: UMA PROPOSTA DA PUCRS VIRTUAL REQUISITOS PARA A MODELAGEM DE AMBIENTES DE APRENDIZAGEM A DISTÂNCIA: UMA PROPOSTA DA PUCRS VIRTUAL Adja F. de Andrade 1 Beatriz Franciosi Adriana Beiler 2 Paulo R. Wagner Pontifícia Universidade Católica

Leia mais

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Fabrício Viero de Araújo, Gilse A. Morgental Falkembach Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção - PPGEP Universidade

Leia mais

Planejamento de TI usando Cenários Prospectivos: Tecnologias de Desenvolvimento de Sistemas

Planejamento de TI usando Cenários Prospectivos: Tecnologias de Desenvolvimento de Sistemas Planejamento de TI usando Cenários Prospectivos: Tecnologias de Desenvolvimento de Sistemas Sidnei da Silva 11 de julho de 2007 1 Sumário 1 Dados Fundamentais 3 2 Definição do Problema 3 2.1 Questão...............................

Leia mais

Edna Misseno Universidade Católica de Goiás ednamisseno@ucg.br. Rose Mary Almas de Carvalho Universidade Católica de Goiás rose.cead@ucg.

Edna Misseno Universidade Católica de Goiás ednamisseno@ucg.br. Rose Mary Almas de Carvalho Universidade Católica de Goiás rose.cead@ucg. CURSO DE LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS LIBRAS ON-LINE: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA Edna Misseno Universidade Católica de Goiás ednamisseno@ucg.br Rose Mary Almas de Carvalho Universidade Católica de Goiás

Leia mais

Realidade Virtual Aplicada à Educação

Realidade Virtual Aplicada à Educação Realidade Virtual Aplicada à Educação Sandra Dutra Piovesan 1, Camila Balestrin 2, Adriana Soares Pereira 2, Antonio Rodrigo Delepiane de Vit 2, Joel da Silva 2, Roberto Franciscatto 2 1 Mestrado em Informática

Leia mais

Proposta de um Ambiente Interativo para Aprendizagem em LIBRAS Gestual e Escrita

Proposta de um Ambiente Interativo para Aprendizagem em LIBRAS Gestual e Escrita Proposta de um Ambiente Interativo para Aprendizagem em LIBRAS Gestual e Escrita Rosemeire Lima Secco 1, Maicon Herverton Lino Ferreira da Silva 1 1 Professor(a) Assistente da Universidade Federal Rural

Leia mais

Thiago Corrêa da Silva Eduardo Stuhler Neves

Thiago Corrêa da Silva Eduardo Stuhler Neves Avaliação de Acessibilidade e adequação da interface do Repositório de Objetos de Aprendizagem para a Área de informática da UDESC com foco da Deficiência Visual Thiago Corrêa da Silva Eduardo Stuhler

Leia mais

UM AMBIENTE ABERTO DE ENSINO À DISTÂNCIA PELA INTERNET

UM AMBIENTE ABERTO DE ENSINO À DISTÂNCIA PELA INTERNET RESUMO UM AMBIENTE ABERTO DE ENSINO À DISTÂNCIA PELA INTERNET Paulo Roberto de Castro Villela Agrosoft - Softex / Universidade Federal de Juiz de Fora Caixa Postal 20.037, Juiz de Fora MG, 36.016-970 Telefone:

Leia mais

Desenvolvendo e Integrando Serviços Multiplataforma de TV Digital Interativa

Desenvolvendo e Integrando Serviços Multiplataforma de TV Digital Interativa Desenvolvendo e Integrando Serviços Multiplataforma de TV Digital Interativa Agenda Introdução Aplicações interativas de TV Digital Desafios de layout e usabilidade Laboratório de usabilidade Desafios

Leia mais

PORTUGUÊS PARA DEFICIENTES AUDITIVOS: EXPERIÊNCIAS INICIAIS COM UM EDITOR DE TEXTOS BASEADO NA LIBRAS

PORTUGUÊS PARA DEFICIENTES AUDITIVOS: EXPERIÊNCIAS INICIAIS COM UM EDITOR DE TEXTOS BASEADO NA LIBRAS PORTUGUÊS PARA DEFICIENTES AUDITIVOS: EXPERIÊNCIAS INICIAIS COM UM EDITOR DE TEXTOS BASEADO NA LIBRAS Ronnie E. S. Santos Universidade Federal de Pernambuco/Brasil ress@gmail.com Ellen P. R. Souza Universidade

Leia mais

MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID

MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID Alessandro Teixeira de Andrade¹; Geazy Menezes² UFGD/FACET Caixa Postal 533,

Leia mais

A INCLUSÃO DIGITAL E SOCIAL FORNECIDA PELA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO AOS DEFICIENTES AUDITIVOS

A INCLUSÃO DIGITAL E SOCIAL FORNECIDA PELA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO AOS DEFICIENTES AUDITIVOS A INCLUSÃO DIGITAL E SOCIAL FORNECIDA PELA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO AOS DEFICIENTES AUDITIVOS Aldo Ventura da Silva * RESUMO Este trabalho demonstra como a tecnologia da informação pode contribuir para

Leia mais

TÍTULO: KOUPHÓS IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA PARA AUXÍLIO/TRADUÇÃO DE LIBRAS-ASL

TÍTULO: KOUPHÓS IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA PARA AUXÍLIO/TRADUÇÃO DE LIBRAS-ASL TÍTULO: KOUPHÓS IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA PARA AUXÍLIO/TRADUÇÃO DE LIBRAS-ASL CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA SUBÁREA: COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE TECNOLOGIA

Leia mais

Desenvolvimento de um Ambiente Virtual de Aprendizagem

Desenvolvimento de um Ambiente Virtual de Aprendizagem Desenvolvimento de um Ambiente Virtual de Aprendizagem Felipe Becker Nunes 1, Fernando Sarturi Prass 2 1 Curso de Sistemas de Informação Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) CEP 97.020-001 Santa Maria

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras MBA Gestão em TI Tópicos Especiais Informática Educativa no Brasil Professor: Fernando Zaidan 1 Referências: SANTINELLO, J. Informática educativa no Brasil e ambientes

Leia mais

Departamento de Governo Eletrônico Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

Departamento de Governo Eletrônico Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. 215 Departamento de Governo Eletrônico Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. www.governoeletronico.gov.br Recomendações de Acessibilidade para

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem Multimídia por Streaming e Realidade Virtual

Ambiente Virtual de Aprendizagem Multimídia por Streaming e Realidade Virtual Ambiente Virtual de Aprendizagem Multimídia por Streaming e Realidade Virtual Benjamin G. Moreira 1, Fernando M. de Azevedo 1, Fabiano L. S. Garcia 2 1 Instituto de Engenharia Biomédica - Universidade

Leia mais

Uma Discussão Sobre o Papel das Tecnologias no Ensino Aprendizagem de Alunos Surdos

Uma Discussão Sobre o Papel das Tecnologias no Ensino Aprendizagem de Alunos Surdos II ENINED - Encontro Nacional de Informática e Educação ISSN:2175-5876 Uma Discussão Sobre o Papel das Tecnologias no Ensino Aprendizagem de Alunos Surdos Jeferson José Baqueta, Clodis Boscarioli UNIOESTE

Leia mais

FALIBRAS E SIGN WEBMESSAGE: NOVAS TECNOLOGIAS PARA A TRADUÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA/LIBRAS

FALIBRAS E SIGN WEBMESSAGE: NOVAS TECNOLOGIAS PARA A TRADUÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA/LIBRAS FALIBRAS E SIGN WEBMESSAGE: NOVAS TECNOLOGIAS PARA A TRADUÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA/LIBRAS Dannytza Serra Gomes (PPGL/UFC) dannytzasg@gmail.com Vicente Lima Neto (Hiperged/PPGL/UFC) netosenna@yahoo.com.br

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA JNC MOBILE 2.0. Anderson Buon Berto Gilberto Torrezan Filho. Florianópolis - SC 2005/1

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA JNC MOBILE 2.0. Anderson Buon Berto Gilberto Torrezan Filho. Florianópolis - SC 2005/1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA JNC MOBILE 2.0 Anderson Buon Berto Gilberto Torrezan Filho Florianópolis - SC 2005/1 1 Sumário 1 Introdução 3 2 Denição do Problema 3 3 Trabalhos Correlatos 4 4 Solução

Leia mais

UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE

UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS EM WINDOWS MOBILE. PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO Aluno:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA COMPUTAÇÃO MÓVEL CONTROLE DE GASTOS PARA ORÇAMENTO DOMÉSTICO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA COMPUTAÇÃO MÓVEL CONTROLE DE GASTOS PARA ORÇAMENTO DOMÉSTICO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA COMPUTAÇÃO MÓVEL CONTROLE DE GASTOS PARA ORÇAMENTO DOMÉSTICO Fred Paulino Ferreira, Leonardo Couto, Renato Maia, Luiz G. Montanha Departamento

Leia mais

VIII Semana de Ciência e Tecnologia IFMG campus Bambuí VIII Jornada Científica TECLADO VIRTUAL ACESSÍVEL PARA SMARTPHONES E TABLETS

VIII Semana de Ciência e Tecnologia IFMG campus Bambuí VIII Jornada Científica TECLADO VIRTUAL ACESSÍVEL PARA SMARTPHONES E TABLETS TECLADO VIRTUAL ACESSÍVEL PARA SMARTPHONES E TABLETS Daniele Nazaré Tavares¹; Daniela Costa Terra² ¹Estudante de Engenharia da Computação. Instituto Federal Minas Gerais (IFMG) campus Bambuí. Rod. Bambuí/Medeiros

Leia mais

Deficiência auditiva parcial. Annyelle Santos Franca. Andreza Aparecida Polia. Halessandra de Medeiros. João Pessoa - PB

Deficiência auditiva parcial. Annyelle Santos Franca. Andreza Aparecida Polia. Halessandra de Medeiros. João Pessoa - PB 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA COMITÊ DE INCLUSÃO E ACESSIBILIDADE MATERIAL DIDÁTICO- ORIENTAÇÕES AOS DOCENTES Deficiência auditiva parcial Annyelle Santos Franca Andreza Aparecida Polia Halessandra

Leia mais

Aprova IF: desenvolvimento de um aplicativo para acompanhamento de notas

Aprova IF: desenvolvimento de um aplicativo para acompanhamento de notas 189 Aprova IF: desenvolvimento de um aplicativo para acompanhamento de notas Wagner S. Marques, Jaline Gonçalves Mombach Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha - Campus Alegrete

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DOS SOFTWARES LEITORES DE TELA UTILIZANDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE

ANÁLISE COMPARATIVA DOS SOFTWARES LEITORES DE TELA UTILIZANDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE 1 ANÁLISE COMPARATIVA DOS SOFTWARES LEITORES DE TELA UTILIZANDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE Porto Alegre RS - maio de 2012. Clóvis da Silveira PUCRS csclovis@gmail.com Adriana Beiler PUCRS

Leia mais

Sistema Gerenciador de Conteúdo OpenCms: um caso de sucesso no CEFET-MG

Sistema Gerenciador de Conteúdo OpenCms: um caso de sucesso no CEFET-MG Sistema Gerenciador de Conteúdo OpenCms: um caso de sucesso no CEFET-MG Marco T. A. Rodrigues*, Paulo E. M. de Almeida* *Departamento de Recursos em Informática Centro Federal de Educação Tecnológica de

Leia mais

WebUML: Uma Ferramenta Colaborativa de Apoio ao Projeto e Análise de Sistemas Descritos em Classes UML

WebUML: Uma Ferramenta Colaborativa de Apoio ao Projeto e Análise de Sistemas Descritos em Classes UML Carlos Henrique Pereira WebUML: Uma Ferramenta Colaborativa de Apoio ao Projeto e Análise de Sistemas Descritos em Classes UML Florianópolis - SC 2007 / 2 Resumo O objetivo deste trabalho é especificar

Leia mais

Sérgio Crespo Engenharia de Software EMAIL: SCRESPO@ID.UFF.BR TWITTER: @SCRESPO HTTP://WWW.PROFESSORES.UFF.BR/SCRESPO

Sérgio Crespo Engenharia de Software EMAIL: SCRESPO@ID.UFF.BR TWITTER: @SCRESPO HTTP://WWW.PROFESSORES.UFF.BR/SCRESPO Sérgio Crespo Engenharia de Software EMAIL: SCRESPO@ID.UFF.BR TWITTER: @SCRESPO HTTP://WWW.PROFESSORES.UFF.BR/SCRESPO Formação Graduação em Tecnólogo em Processamento de dados, 1987. Especialização em

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO DO TIPO SECRETÁRIO VIRTUAL PARA A PLATAFORMA ANDROID

DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO DO TIPO SECRETÁRIO VIRTUAL PARA A PLATAFORMA ANDROID DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO DO TIPO SECRETÁRIO VIRTUAL PARA A PLATAFORMA ANDROID Maik Olher CHAVES 1 ; Daniela Costa Terra 2. 1 Graduado no curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Leia mais

AMBIENTE VIRTUAL PARA DIVULGAÇÃO DE ATIVIDADES DE INCLUSÃO EM AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

AMBIENTE VIRTUAL PARA DIVULGAÇÃO DE ATIVIDADES DE INCLUSÃO EM AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA AMBIENTE VIRTUAL PARA DIVULGAÇÃO DE ATIVIDADES DE INCLUSÃO EM AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA P. M. S. Barboza 1, A. F. Frére 1, M. L. Silva 1 Núcleo de Pesquisas Tecnológicas (NPT) Laboratório de Ambientes Virtuais

Leia mais

Agendamento de Atividades e Tarefas Apoiado por Sistemas Multiagente em Ambientes Virtuais de Aprendizagem

Agendamento de Atividades e Tarefas Apoiado por Sistemas Multiagente em Ambientes Virtuais de Aprendizagem Agendamento de Atividades e Tarefas Apoiado por Sistemas Multiagente em Ambientes Virtuais de Aprendizagem Márcia da C. Pimenta 1, José Francisco M. Netto 1 1 Programa de Pós-Graduação em Informática (PPGI)

Leia mais

ABINEE - MCT. Sergio Cavalcante sergio.cavalcante@cesar.org.br

ABINEE - MCT. Sergio Cavalcante sergio.cavalcante@cesar.org.br II Seminário Resultados da Lei de Informática ABINEE - MCT Sergio Cavalcante sergio.cavalcante@cesar.org.br Nossa missão: Parceria Realizar a Transferência Auto-Sustentada de Conhecimento em Tecnologia

Leia mais

Unidade I TECNOLOGIA. Material Instrucional. Profª Christiane Mazur

Unidade I TECNOLOGIA. Material Instrucional. Profª Christiane Mazur Unidade I TECNOLOGIA EDUCACIONAL EM EAD Material Instrucional Profª Christiane Mazur Ensinar Ensinar é, também, a arte de estimular o desejo de saber. EAD - Brasil 1904: Correspondência impressos; 1923:

Leia mais

DESENVOLVENDO HABILIDADES E CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NO AMBIENTE VIRTUAL CYBERNAUTAS. Maio/2005 216-TC-C3

DESENVOLVENDO HABILIDADES E CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NO AMBIENTE VIRTUAL CYBERNAUTAS. Maio/2005 216-TC-C3 1 DESENVOLVENDO HABILIDADES E CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NO AMBIENTE VIRTUAL CYBERNAUTAS Maio/2005 216-TC-C3 José Antonio Gameiro Salles UNISUAM / CCET / Desenv. de Softwares & UNISUAM/LAPEAD - antoniosalles@gmail.com

Leia mais

Uma Arquitetura Independente de Domínio e Plataforma para Apresentação de Comportamentos em Agentes Pedagógicos Animados

Uma Arquitetura Independente de Domínio e Plataforma para Apresentação de Comportamentos em Agentes Pedagógicos Animados Uma Arquitetura Independente de Domínio e Plataforma para Apresentação de Comportamentos em Agentes Pedagógicos Animados Ronaldo dos Santos Motola Centro Universitários La Salle (Unilasalle) ronaldomotola@yahoo.com.br

Leia mais

MOODLE é o acrónimo de "Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment. Executado em um AVA - Ambiente Virtual de Apresendizagem;

MOODLE é o acrónimo de Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment. Executado em um AVA - Ambiente Virtual de Apresendizagem; MOODLE é o acrónimo de "Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment Software livre, de apoio à aprendizagem; Executado em um AVA - Ambiente Virtual de Apresendizagem; A expressão designa ainda

Leia mais

CONSTRUINDO UM JOGO EDUCATIVO UTILIZANDO O SOFTWARE DE AUTORIA ADOBE FLASH

CONSTRUINDO UM JOGO EDUCATIVO UTILIZANDO O SOFTWARE DE AUTORIA ADOBE FLASH CONSTRUINDO UM JOGO EDUCATIVO UTILIZANDO O SOFTWARE DE AUTORIA ADOBE FLASH Francielly Falcão da Silva¹, Samuel Carlos Romeiro Azevedo Souto², Mariel José Pimentel de Andrade³ e Alberto Einstein Pereira

Leia mais

Análise do processo de avaliação contínua em um curso totalmente à distância

Análise do processo de avaliação contínua em um curso totalmente à distância Análise do processo de avaliação contínua em um curso totalmente à distância Joice Lee Otsuka Instituto de Computação Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) 1 Caixa Postal 6176 CEP: 13083-970 - Campinas,

Leia mais

Sign WebMessage: uma ferramenta para comunicação via web através da Língua Brasileira de Sinais Libras

Sign WebMessage: uma ferramenta para comunicação via web através da Língua Brasileira de Sinais Libras Sign WebMessage: uma ferramenta para comunicação via web através da Língua Brasileira de Sinais Libras ViníciusCostadeSouzaeSérgioCrespoC.daSilvaPinto Programa Interdisciplinar de Pós-Graduação em Computação

Leia mais

PROPLAN Diretoria de Informações. Tutorial SisRAA Biblioteca

PROPLAN Diretoria de Informações. Tutorial SisRAA Biblioteca PROPLAN Tutorial SisRAA Biblioteca Ana Carla Macedo da Silva Jaciane do Carmo Ribeiro Diego da Costa Couto Mauro Costa da Silva Filho Dezembro 2014 SUMÁRIO 1. Menu: Acessibilidade... 3 1.1 Opção de menu:

Leia mais

TELEFONIA MÓVEL - UM NOVO OLHAR PARA O DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIA ACESSÍVEL

TELEFONIA MÓVEL - UM NOVO OLHAR PARA O DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIA ACESSÍVEL TELEFONIA MÓVEL - UM NOVO OLHAR PARA O DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIA ACESSÍVEL Anapaula Oliveira Araújo Ex-aluna do curso de Sistemas de Informação da PUC Minas São Gabriel Soraia Lúcia da Silva Professora

Leia mais

GeCA: Uma Ferramenta de Engenharia Reversa e Geração Automática de Código

GeCA: Uma Ferramenta de Engenharia Reversa e Geração Automática de Código GeCA: Uma Ferramenta de Engenharia Reversa e Geração Automática de Código Igor Steinmacher 1, Éderson Fernando Amorim 1, Flávio Luiz Schiavoni 1, Elisa Hatsue Moriya Huzita 1 1 Departamento de Informática

Leia mais

Informática na Educação Especial

Informática na Educação Especial Informática na Educação Especial Ciência da Computação Informática na Educação Educação Psicologia Sociologia... Profª. Dr ª. Márcia de Borba Campos - marciabc@inf.pucrs.br Profª. Dr ª. Milene Selbach

Leia mais

SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA 2014 FORMULÁRIO PARA SUBMISSÃO DE PROJETOS

SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA 2014 FORMULÁRIO PARA SUBMISSÃO DE PROJETOS SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA 2014 FORMULÁRIO PARA SUBMISSÃO DE PROJETOS Formulário para submissão de projeto Dados do Projeto e do (a) Orientador (a) do Projeto Título do Projeto: Um aplicativo

Leia mais

M-Learning. Tendências da educação com o uso de dispositivos móveis.

M-Learning. Tendências da educação com o uso de dispositivos móveis. M-Learning Tendências da educação com o uso de dispositivos móveis. Mauro Faccioni Filho, Dr.Eng. Fazion Sistemas mauro@fazion.com.br Unisul Virtual mauro.faccioni@unisul.br Novembro/2008 www.fazion.com.br

Leia mais

PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS

PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS Élysson Mendes Rezende Bacharelando em Sistemas de Informação Bolsista de Iniciação Científica

Leia mais

e-mag Checklist de Acessibilidade Manual para Deficientes Visuais

e-mag Checklist de Acessibilidade Manual para Deficientes Visuais Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Governo Eletrônico Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica

Leia mais

Um ambiente de apoio ao ensino presencial

Um ambiente de apoio ao ensino presencial Um ambiente de apoio ao ensino presencial Gisele R. Brugger 1, José Wilson Costa 1, Theldo Cruz Franqueira 1, Lucila Ishitani 1 1 Instituto de Informática Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Leia mais

DMS Documento de Modelagem de Sistema. Versão: 1.4

DMS Documento de Modelagem de Sistema. Versão: 1.4 DMS Documento de Modelagem de Sistema Versão: 1.4 VERANEIO Gibson Macedo Denis Carvalho Matheus Pedro Ingrid Cavalcanti Rafael Ribeiro Tabela de Revisões Versão Principais Autores da Versão Data de Término

Leia mais

Síntese de voz panorama tecnológico ANTONIO BORGES

Síntese de voz panorama tecnológico ANTONIO BORGES Síntese de voz panorama tecnológico ANTONIO BORGES Quase todos nós vamos precisar de óculos um dia (a menos que a tecnologia médica promova a substituição deste artefato por alguma outra coisa tecnológica,

Leia mais

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem 2.1 Introdução Caro Pós-Graduando, Nesta unidade, abordaremos o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) que será utilizado no curso: o Moodle. Serão

Leia mais

Edutivo Possibilidades de Interação para Pessoas com Deficiência Auditiva em Software Educacional

Edutivo Possibilidades de Interação para Pessoas com Deficiência Auditiva em Software Educacional Edutivo Possibilidades de Interação para Pessoas com Deficiência Auditiva em Software Educacional Cristina Paludo Santos, Cristiane Ellwanger Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões

Leia mais

Mobile Learning para apoio ao ensino de Lógica Proposicional

Mobile Learning para apoio ao ensino de Lógica Proposicional Mobile Learning para apoio ao ensino de Lógica Proposicional Andrew Rabelo Ruiz 1 Programa de Iniciação Científica Graduação em Ciência da Computação 1 Faculdade Campo Limpo Paulista (FACCAMP) Rua Guatemala,

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTAS DE APOIO AO ENSINO EM AMBIENTES VIRTUAIS 3D

DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTAS DE APOIO AO ENSINO EM AMBIENTES VIRTUAIS 3D CESAR DA CONCEIÇÃO RODRIGUES FILHO DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTAS DE APOIO AO ENSINO EM AMBIENTES VIRTUAIS 3D Projeto de Pesquisa para ingresso no programa de Iniciação Científica da Universidade Municipal

Leia mais

Procedimentos para a análise de acessibilidade de sites

Procedimentos para a análise de acessibilidade de sites Procedimentos para a análise de acessibilidade de sites Agebson Rocha Façanha, Renato Busatto Figueiredo, Phyllipe do Carmo Félix Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) Campus

Leia mais

ENSINET/NAV: UMA FERRAMENTA PARA ESTRUTURAÇÃO DE CURSOS BASEADOS EM OBJETOS DE APRENDIZAGEM *

ENSINET/NAV: UMA FERRAMENTA PARA ESTRUTURAÇÃO DE CURSOS BASEADOS EM OBJETOS DE APRENDIZAGEM * ENSINET/NAV: UMA FERRAMENTA PARA ESTRUTURAÇÃO DE CURSOS BASEADOS EM OBJETOS DE APRENDIZAGEM * Diego Lemos de Souza ** Graçaliz Pereira Dimuro *** Antônio Carlos da Rocha Costa **** Raquel Mello de Miranda

Leia mais

Elaboração de videoaulas seguindo padrões de objetos de aprendizagem para disponibilização no serviço de educação a distância (EDAD) da RNP

Elaboração de videoaulas seguindo padrões de objetos de aprendizagem para disponibilização no serviço de educação a distância (EDAD) da RNP Elaboração de videoaulas seguindo padrões de objetos de aprendizagem para disponibilização no serviço de educação a distância (EDAD) da RNP Eduardo Barrére Liamara Scortegagna Atualizando o título: Elaboração

Leia mais

Proposta de Um Tutorial De Ensino de Libras Auxiliado Por Um Agente de Software Via Web

Proposta de Um Tutorial De Ensino de Libras Auxiliado Por Um Agente de Software Via Web Proposta de Um Tutorial De Ensino de Libras Auxiliado Por Um Agente de Software Via Web Isis Karine Santana Ormonde 1, Soraia Silva Prietch 2 Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) Campus de Rondonópolis

Leia mais

Metodologia de Integração entre Aplicações Web e Aplicações para TV Digital

Metodologia de Integração entre Aplicações Web e Aplicações para TV Digital 1 Metodologia de Integração entre Aplicações Web e Aplicações para TV Digital Eduardo Barrére Universidade Federal de Juiz de Fora eduardo.barrere@ice.ufjf.br Paula Marin Leite Universidade Federal de

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E A TV DIGITAL: UMA ABORDAGEM DO POTENCIAL DA INTERATIVIDADE

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E A TV DIGITAL: UMA ABORDAGEM DO POTENCIAL DA INTERATIVIDADE 1 EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E A TV DIGITAL: UMA ABORDAGEM DO POTENCIAL DA INTERATIVIDADE Bauru, 05/2011 Valquiria Santos Segurado UNESP - valquiria.segurado@mstech.com.br Profª Drª Vânia Cristina Pires Nogueira

Leia mais

Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless

Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless Este tutorial apresenta uma visão geral da arquitetura para implantação de aplicações móveis wireless. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME

Leia mais

NOVA ABORDAGEM PARA O ENSINO DE GEOMETRIA DESCRITIVA BÁSICA

NOVA ABORDAGEM PARA O ENSINO DE GEOMETRIA DESCRITIVA BÁSICA NOVA ABORDAGEM PARA O ENSINO DE GEOMETRIA DESCRITIVA BÁSICA Jocelise J. Jacques 1, Gabriela Z. Azevedo 2, José L. F. Aymone 3 e Fábio G. Teixeira 4 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Departamento

Leia mais

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3 ENSINO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DO MOODLE COMO INSTRUMENTO NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM DO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE (IFC) - CÂMPUS ARAQUARI

Leia mais

Convergência tecnológica em sistemas de informação

Convergência tecnológica em sistemas de informação OUT. NOV. DEZ. l 2006 l ANO XII, Nº 47 l 333-338 INTEGRAÇÃO 333 Convergência tecnológica em sistemas de informação ANA PAULA GONÇALVES SERRA* Resumo l Atualmente vivemos em uma sociedade na qual o foco

Leia mais

Bringing All Users to the Television

Bringing All Users to the Television PUC Minas Campus de Poços de Caldas Departamento de Ciência da Computação Laboratório de Televisão Digital Interativa Bringing All Users to the Television Guia de Instalação, Configuração e Desenvolvimento

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS EM CAMPO UTILIZANDO REDES MÓVEIS

GESTÃO DE PROJETOS EM CAMPO UTILIZANDO REDES MÓVEIS GESTÃO DE PROJETOS EM CAMPO UTILIZANDO REDES MÓVEIS Estudo de caso em empresa de instalação de Cabeamento Mauro Faccioni Filho, Dr. Eng. Pedro Moritz de Carvalho Neto FAZION Sistemas CREARE Engenharia

Leia mais

Plataforma Interativa de Vídeo

Plataforma Interativa de Vídeo Plataforma Interativa de Vídeo Milonga DWM Soluções em Comunicação e Tecnologia Interativa, empresa do Grupo Ciclotron. Desenvolvemos soluções com foco na experiência do usuário, implantado um novo conceito

Leia mais

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 SUMÁRIO DEFINIÇÃO DE REQUISITOS 4 1. INTRODUÇÃO 4 1.1 FINALIDADE 4 1.2 ESCOPO 4 1.3 DEFINIÇÕES, ACRÔNIMOS

Leia mais

MATEMÁTICA Ellen Hertzog ** RESUMO

MATEMÁTICA Ellen Hertzog ** RESUMO MATEMÁTICA Ellen Hertzog ** O TWITTER COMO FERRAMENTA DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE RESUMO Este artigo trata da utilização do Twitter como uma ferramenta de ensino e aprendizagem de Matemática. A experiência

Leia mais

J2ME PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO JAVA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS

J2ME PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO JAVA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS J2ME PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO JAVA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Ana Paula Carrion 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1, Jaime Willian Dias 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil anapaulacarrion@hotmail.com,

Leia mais

SISGEP SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO

SISGEP SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO FACSENAC SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO Projeto Lógico de Rede Versão: 1.2 Data: 25/11/2011 Identificador do documento: Documento de Visão V. 1.7 Histórico de revisões Versão Data Autor Descrição 1.0 10/10/2011

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE DE HELP DESK. Frederico Calazans Barbosa UBC - Universidade Braz Cubas Mogi das Cruzes/ SP

SISTEMA DE CONTROLE DE HELP DESK. Frederico Calazans Barbosa UBC - Universidade Braz Cubas Mogi das Cruzes/ SP SISTEMA DE CONTROLE DE HELP DESK Frederico Calazans Barbosa UBC - Universidade Braz Cubas Mogi das Cruzes/ SP Antonio Carlos da Cunha Migliano UBC - Universidade Braz Cubas Mogi das Cruzes/ SP RESUMO Este

Leia mais

A Utilização de Softwares Livres no Desenvolvimento de Cursos de Educação a Distância (EAD) nas Universidades e a Inclusão Digital² RESUMO

A Utilização de Softwares Livres no Desenvolvimento de Cursos de Educação a Distância (EAD) nas Universidades e a Inclusão Digital² RESUMO 1 A Utilização de Softwares Livres no Desenvolvimento de Cursos de Educação a Distância (EAD) nas Universidades e a Inclusão Digital² Bruna Barçante¹ Aylla Barbosa Ribeiro¹ Fernanda Teixeira Ferreira Leite¹

Leia mais

Tecnologias de Informação voltadas para pessoas com deficiência visual

Tecnologias de Informação voltadas para pessoas com deficiência visual Tecnologias de Informação voltadas para pessoas com deficiência visual (Technologies of Information destined to peoples with visual deficiency) Daniela Ragazzi dos Santos 1 ; Sérgio Ricardo Borges 2 1

Leia mais

Uso do Moodle para Criação de Cursos à Distância na Web

Uso do Moodle para Criação de Cursos à Distância na Web Uso do Moodle para Criação de Cursos à Distância na Web Paulo Roberto Pereira dos Santos Departamento de Informática Aplicada CCET UNIRIO Av. Pasteur, 458, sala 114 cep: 22290-240, Urca, Rio de Janeiro,

Leia mais

O tradutor e intérprete de língua brasileira de sinais e língua portuguesa

O tradutor e intérprete de língua brasileira de sinais e língua portuguesa O tradutor e intérprete de língua brasileira de sinais e língua portuguesa Dra. (página 7 a 11 do livro) O Mini-dicionário dos intérpretes de língua de sinais Intérprete Pessoa que interpreta de uma língua

Leia mais

Estamos muito felizes por compartilhar com você este novo serviço educacional do Centro Universitário de Patos de Minas.

Estamos muito felizes por compartilhar com você este novo serviço educacional do Centro Universitário de Patos de Minas. PALAVRA DO COORDENADOR Estimado, aluno(a): Seja muito bem-vindo aos Cursos Livres do UNIPAM. Estamos muito felizes por compartilhar com você este novo serviço educacional do Centro Universitário de Patos

Leia mais

Fundamentos da Computação Móvel

Fundamentos da Computação Móvel Fundamentos da Computação Móvel (Plataformas Sistemas Operacionais e Desenvolvimento) Programação de Dispositivos Móveis Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus

Leia mais

AUTOR(ES): MARGHEL RAIMUNDO DA COSTA VASCONCELOS, BRUNO ALEXANDRE PEREIRA, SERGIO DIAS VIEIRA

AUTOR(ES): MARGHEL RAIMUNDO DA COSTA VASCONCELOS, BRUNO ALEXANDRE PEREIRA, SERGIO DIAS VIEIRA Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: RECONHECIMENTO DE GESTOS - OPENCV CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: ENGENHARIAS E TECNOLOGIAS SUBÁREA:

Leia mais

Daniel no mundo do silêncio

Daniel no mundo do silêncio Guia para pais Daniel no mundo do silêncio Walcyr Carrasco série todos juntos ilustrações de Cris Eich Daniel perde a audição nos primeiros anos de vida, e sua família dá todo o apoio para ele se comunicar

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Nome Sílvia Maria Gonçalves Tavares Morada Rua do Outeiro, nº250 Ameal 3750-303 Águeda Telemóvel +351 91 200 60 70 +351 96 299 36 29 Correio electrónico Nacionalidade

Leia mais

SISTEMA BASEADO EM LOCALIZAÇÃO DE SERVIÇOS DE TÁXI

SISTEMA BASEADO EM LOCALIZAÇÃO DE SERVIÇOS DE TÁXI SISTEMA BASEADO EM LOCALIZAÇÃO DE SERVIÇOS DE TÁXI Acadêmico: Arthur Henrique Kienolt Orientador: Prof. Dr. Mauro Marcelo Mattos ROTEIRO Introdução Objetivos do trabalho Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

BUSCANDO UM PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PARA AUXILIAR A GESTÃO DE PRODUÇÃO DO PBL-VE E DO PBL-VS

BUSCANDO UM PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PARA AUXILIAR A GESTÃO DE PRODUÇÃO DO PBL-VE E DO PBL-VS 973 BUSCANDO UM PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PARA AUXILIAR A GESTÃO DE PRODUÇÃO DO PBL-VE E DO PBL-VS Jéssica Magally de Jesus Santos 1 ; Gabriela Ribeiro Peixoto Rezende Pinto 2 1. Bolsista

Leia mais

Autor(es) TIAGO CINTO. Orientador(es) CECÍLIA SOSA ARIAS PEIXOTO. Apoio Financeiro FAPIC/UNIMEP. 1. Introdução

Autor(es) TIAGO CINTO. Orientador(es) CECÍLIA SOSA ARIAS PEIXOTO. Apoio Financeiro FAPIC/UNIMEP. 1. Introdução 19 Congresso de Iniciação Científica MODULO DE GERÊNCIA DE INTERFACES COM O USUÁRIO: ESTUDO, DEFINIÇÃO E ELABORAÇÃO DE INTERFACES INTELIGENTES PARA A FERRAMENTA KIRA Autor(es) TIAGO CINTO Orientador(es)

Leia mais

ANIMAÇÕES WEB AULA 2. conhecendo a interface do Adobe Flash. professor Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com

ANIMAÇÕES WEB AULA 2. conhecendo a interface do Adobe Flash. professor Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com ANIMAÇÕES WEB AULA 2 conhecendo a interface do Adobe Flash professor Luciano Roberto Rocha www.lrocha.com O layout do programa A barra de ferramentas (tools) Contém as ferramentas necessárias para desenhar,

Leia mais

ANEXO 05 ARQUITETURAS TECNOLÓGICAS PROCERGS

ANEXO 05 ARQUITETURAS TECNOLÓGICAS PROCERGS ANEXO 05 ARQUITETURAS TECNOLÓGICAS PROCERGS Este anexo apresenta uma visão geral das seguintes plataformas: 1. Plataforma Microsoft.NET - VB.NET e C#; 2. Plataforma JAVA; 3. Plataforma Android, ios e Windows

Leia mais