SDN: Evolução das Redes Programáveis

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SDN: Evolução das Redes Programáveis"

Transcrição

1 SDN: Evolução das Redes Programáveis Marcelo Fernandes Systems Engineer Setembro, 2013

2 SDN: O que há de novo? Redes que conhecem as aplicações Aplicações que conhecem as redes Redes provêem serviços e aplicações Aplicações conhecem o estado da rede SDN é o conhecimento mútuo entre Aplicações e Redes Infomações sobre a Rede Programação para Experiência Otimizada 2

3 Visibilidade Tecnologia SDN no Ciclo de Adoção SDN Pico de Expectativas* Produtividade* Curva de Conhecimento/ Amadurecimento * Desilusão* Gatilho Tecnológico* Maturidade * Terminologia do Wikipedia Gartner Technology Hype Cycle 3

4 Adoção de SDN nos EUA Pesquisa realizada pelo Infonetics Reseach em 2012 com 103 empresas com porte médio de funcionários 33% das empresas vão implementar SDN em seu DC em 2013 (22% já haviam implementado e 29% iriam implementar até final de 2012) Impulsionadores do uso de SDN Virtualização (74%) Simplificação do provisionamento de rede (70%) Redes virtuais entre fabricantes (68%) Barreiras ao uso de SDN Escala (55%) Interoperabilidade com infraestrutura existente (52%) Ruptura com infraestrutura (52%) 4

5 Modelo Software Defined Networking (SDN) Plano de Controle e Gerenciamento Programável Inteligência de Rede Centralizado Abstrair Infraestrutura de Rede para as Aplicações Separar o Plano de Controle do Plano de Dados 5

6 Evolução da Arquitetura com SDN Programável Programável - SDN APP APP APP APP APP APP SOAP, XML REST CLI, SNMP SOAP, XML REST Controle Controle Dados Controle Dados OpenFlow Dados 6

7 OpenFlow OpenFlow definido pela ONF OpenFlow switch com tabela de fluxos interna (Plano de Dados) Controlador remoto para manipular as entradas de fluxos (Plano de Controle) Protocolo OpenFlow padronizado usando SSL/TCP Tabela de Fluxos Condicionais Ações Contadores Porta Entrada VLAN ID & Ethernet Prioridade SA DA Type IP SA DA Proto SRC TCP DST Ações Encaminhar Porta Saída/Fila/Controlador Descarte: Descarte um pacote (Segurança) Modicar um pacote (MAC origem/destino, VLAN ID etc). Contadores Por Tabela Por Fluxo Por Porta 7

8 Evolução do Padrão OpenFlow OF 1.0 Tabela única Foco em L2 IPv4 openas OF 1.2 IPv6 Flexível (Cond) Melhorado Trat. Falhas OF Melhorias OF Config 1.1 OF Config Dez 2009 Fev 2011 Dez 2011 Jun 2012 Set 2012 Abr 2013 OF Config 1.0 OF 1.1 Multi Tabelas Grupos MPLS Q-in-Q (VMAN) Portas Virtuais Editar VLAN OF 1.3 Túneis Melhorias IPv6 MPLS BoS Tags PBB Métric p. Fluxo OF Melhorias 8

9 OpenStack APL APL APL APL APL NOVA Provisionamento e Gerenciamento de VM QQ Hypervisor QUANTUM (Neutron) Serviço Redes Virtuais Abstração de Rede SWIFT Storage Object & Block para servidores & aplicações 9

10 OpenStack - Provisionamento de POD Internet Núcleo do Data Center Zona 1 Rede Computação Rede Computação VM provisionado no Pod 1 baseado no algoritimo de proximidade do Topology Scheduler Mobilidade da VM mobility, vmotion, pode se restringir a Pods ou Zonas. Storage Storage 10 Pod 1 Pod 2

11 Melhor Experiência? Abrir a torneira Acionar o interruptor E com a Rede?

12 Uso prático de SDN Virtual Desktop Interface Automação das políticas de segurança Gerenciamento automatizado de carga para Computação, Storage & Rede usando OpenStack Monitoramento legal de dados e transaçãoes Uso de SDN para monitoramento em qualquer ponto da rede Bring Your Own Device Políticas de segurança automatizadas usando SDN baseadas em usuários, dispositivos, localidade e período Acesso seguro a recursos na rede que se adapta sob demanda baseado na identidade do usuário, dispositivo, localização e período 12

13 Uso prático de SDN IXC/IXP ARP Sponge Transformar ARPs em Unicast enviados a um servidor ARP Fuxos entre IXPs programados via SDN/OpenFlow Monitoração dos caminhos na rede IXP para fins de SLA Aplicações que criam encadeamento dinâmico de serviços podem interagir com OpenFlow para controlar encaminhamento de tráfego Reserva de recursos na rede feita por usuários, sem tarefas complexas de configuração Atendimento das demandas de usuários a partir das melhores localizações das aplicações, eliminando soluções complexas de Engenharia de Tráfego 13

14 Evolução da Extreme Applications & Portals XNV IDM Aplicação em Nuvem BVS BigTap.. Management & Controller Platforms Extreme XOS CLI Scripts SOAP/XML OpenFlow NBI (Future) Abstração de HW Modular Proteção de Memória High Performance Infrastructure Baixa Latência Multi- Caminho Baixa Energia Ethernet s/ Perda 14

15 Arquitetura Extreme para SDN OpenFlow (em Evolução) Virtualizaçã o de Redes Aplicação Monitoração Aplicação Ger Banda Outra Aplicação.. NOX Floodlight BSN-C NEC-C VMware Switch Light 15

16 Olhando para o futuro do SDN SDN se tornando o Android das redes SO e controladores de rede abertos para roteadores e switches Ethernet OpenFlow e especificações relacionadas disponíveis como Open Source Aplicações para qualquer necessidade De QoS, a PBR, a Gerenciamento de Identidade, a Gerenciamento de Mobilidade, a multi-tenant e mais Fabricantes de Controladores desenvolvendo aplicações Aplicações em ofertas gratuitas, premium e freemium Fabricantes de Switches continando a construir e vender Switches Assim como os fabricantes de telefones continuam a vender telefones Novos mercados para aplicações SDN 16

17 Obrigado!

Tópicos Especiais em Redes de Telecomunicações

Tópicos Especiais em Redes de Telecomunicações Tópicos Especiais em Redes de Telecomunicações Redes definidas por software e Computação em Nuvem Prof. Rodrigo de Souza Couto Informações Gerais Prof. Rodrigo de Souza Couto E-mail: rodsouzacouto@ieee.org

Leia mais

SejaBem-vindo! 2014 Extreme Networks, Inc. All rights reserved.

SejaBem-vindo! 2014 Extreme Networks, Inc. All rights reserved. SejaBem-vindo! 0 CIO Weekend DF 2014 Segurança Digital: do risco à solução Redes criadas a partir de softwares Momemntoeconômico Hoje consumimos mais mídias socias, mobilidade e Cloud BYOD, Internet das

Leia mais

INTRODUÇÃO ÀS REDES DEFINIDAS POR SOFTWARE - SOFTWARE DEFINED NETWORK: OPENFLOW E OPENDAYLIGHT

INTRODUÇÃO ÀS REDES DEFINIDAS POR SOFTWARE - SOFTWARE DEFINED NETWORK: OPENFLOW E OPENDAYLIGHT INTRODUÇÃO ÀS REDES DEFINIDAS POR SOFTWARE - SOFTWARE DEFINED NETWORK: OPENFLOW E OPENDAYLIGHT Perito Criminal - POLITEC/RO Arquitetura tradicional de rede: Configuração e topologias rígidas; Estruturas

Leia mais

Minicurso Computação em Nuvem Prática: Openstack

Minicurso Computação em Nuvem Prática: Openstack Minicurso Computação em Nuvem Prática: Openstack Glauber Cassiano Batista Ricardo Sohn Membros Colméia Roteiro Geral Definições Virtualização Data center Computação em Nuvem Principais classificações:

Leia mais

Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment

Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment Visão geral da solução Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment Visão geral À medida que tecnologias como nuvem, mobilidade, mídias sociais e vídeo assumem papéis

Leia mais

OpenStack. Cloud Software

OpenStack. Cloud Software OpenStack Cloud Software O que é o OpenStack? Concebido como um SO para a nuvem Todo em código aberto Infraestrutura de nuvem como serviço (IaaS) Nuvens públicas ou privadas Composto por um conjunto de

Leia mais

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes EN-3610 Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes Redes Definidas por Software Black-Box Networking vs. Software Defined Networking AppAppAppAppAppAppAppAppAppAppApp Funcionalidades especializadas Plano

Leia mais

Módulo corporativo do Cisco APIC simplifica as operações de rede

Módulo corporativo do Cisco APIC simplifica as operações de rede Módulo corporativo do Cisco APIC simplifica as operações de rede Janeiro de 2014 Preparado por: Zeus Kerravala Módulo corporativo do Cisco APIC simplifica as operações de rede por Zeus Kerravala Janeiro

Leia mais

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito - QoS e Engenharia de Tráfego www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Introdução Em oposição ao paradigma best-effort (melhor esforço) da Internet, está crescendo

Leia mais

Gerenciando TI - do físico ao virtual para o cloud. Guilherme Azevedo EMC Ionix. Copyright 2009 EMC Corporation. All rights reserved.

Gerenciando TI - do físico ao virtual para o cloud. Guilherme Azevedo EMC Ionix. Copyright 2009 EMC Corporation. All rights reserved. Gerenciando TI - do físico ao virtual para o cloud Guilherme Azevedo EMC Ionix 1 O trajeto do data center virtualizado Desafios de gerenciamento Exigências essenciais Gerenciar entre domínios Adotar a

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 1 Conceitos da Computação em Nuvem A computação em nuvem ou cloud computing

Leia mais

Link Aggregation IEEE 802.3ad Uma Visão Geral

Link Aggregation IEEE 802.3ad Uma Visão Geral Link Aggregation IEEE 802.3ad Uma Visão Geral Marcelo Fernandes Systems Engineer Dezembro, 2013 Introdução Link Aggregation (LA): Combinação de múltiplos enlaces físicos funcionando como um único enlace

Leia mais

Proposta de Treinamento em Especificação de Switches

Proposta de Treinamento em Especificação de Switches Proposta de Treinamento em Especificação de Switches 1. APRESENTAÇÃO Os recentes movimentos de mercado em relação à contratação de bens e serviços de Tecnologia da Informação, notadamente os relacionados

Leia mais

Ficha técnica: Visual Performance Manager e Pacote TruView Advanced MPLS (SKU 01654)

Ficha técnica: Visual Performance Manager e Pacote TruView Advanced MPLS (SKU 01654) Ficha técnica: Visual Performance Manager e Pacote TruView Advanced MPLS (SKU 01654) Principais características: Notificação por SNMP do limite do desempenho proativo em tempo real Monitoração contínua

Leia mais

The Eucalyptus Open-source Cloud-computing System

The Eucalyptus Open-source Cloud-computing System The Eucalyptus Open-source Cloud-computing System O sistema Open Source de nuvens computacionais Eucalyptus Daniel Nurmi, Rich Wolski, Chris Grzegorczyk, Graziano Obertelli, Sunil Soman, Lamia Youseff,

Leia mais

INFRAESTRUTURA DE TI E TECNOLOGIAS EMERGENTES

INFRAESTRUTURA DE TI E TECNOLOGIAS EMERGENTES Sistema de Informação e Tecnologia FEQ 0411 Prof Luciel Henrique de Oliveira luciel@uol.com.br Capítulo 5 INFRAESTRUTURA DE TI E TECNOLOGIAS EMERGENTES PRADO, Edmir P.V.; SOUZA, Cesar A. de. (org). Fundamentos

Leia mais

Tópicos Especiais em Redes de Telecomunicações

Tópicos Especiais em Redes de Telecomunicações Tópicos Especiais em Redes de Telecomunicações Redes definidas por software e Computação em Nuvem Prof. Rodrigo de Souza Couto PARTE 1 REDES DEFINIDAS POR SOFTWARE (SDN) 2 Bibliografia Esta aula é baseada

Leia mais

Avaya Virtualization Provisioning Service

Avaya Virtualization Provisioning Service Avaya Virtualization Provisioning Service Uma solução que fornece visibilidade, validação, automatização e geração de relatórios ao longo dos diferentes servidores, aplicações e dispositivos de rede para

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação Uma estação é considerada parte de uma LAN se pertencer fisicamente a ela. O critério de participação é geográfico. Quando precisamos de uma conexão virtual entre duas estações que

Leia mais

NetMRI. Reduzir riscos e melhorar a eficiência da área de TI através de Configuração de rede automática e Gestão de mudança(s)

NetMRI. Reduzir riscos e melhorar a eficiência da área de TI através de Configuração de rede automática e Gestão de mudança(s) Benefícios para os Negócios Detecte e automatize mudanças de rede, e veja quem mudou o que, quando e onde, e monitore qual o impacto na condição e estabilidade da rede. Reduza as suposições com total descoberta,

Leia mais

The Eucalyptus Open- source Cloud-computing System. Janaina Siqueira Lara Wilpert Marcelo Scheidt Renata Silva

The Eucalyptus Open- source Cloud-computing System. Janaina Siqueira Lara Wilpert Marcelo Scheidt Renata Silva The Eucalyptus Open- source Cloud-computing System Janaina Siqueira Lara Wilpert Marcelo Scheidt Renata Silva Sumário Introdução Trabalhos Correlatos Eucalyptus Design Conclusões Visão Geral Introdução:

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA Nº 003/2015

CONSULTA PÚBLICA Nº 003/2015 CONSULTA PÚBLICA Nº 003/2015 TI APPLICATION DELIVERY CONTROLLER ESCLARECIMENTOS AOS QUESTIONAMENTOS APRESENTADOS PELAS EMPRESAS INTERESSADAS País: BRASIL Nome do Projeto: PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Virtualização de Sistemas Operacionais

Virtualização de Sistemas Operacionais Virtualização de Sistemas Operacionais Felipe Antonio de Sousa 1, Júlio César Pereira 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil felipeantoniodesousa@gmail.com, juliocesarp@unipar.br Resumo.

Leia mais

Experiência da AmLight com SDN: Desafios, Resultados e Futuro

Experiência da AmLight com SDN: Desafios, Resultados e Futuro Experiência da AmLight com SDN: Desafios, Resultados e Futuro GTER 39 29 de Maio de 2015 Rio de Janeiro, RJ Jeronimo Bezerra e Humberto Galiza {jab,galiza}@amlight.net Quem somos? AMPATH: Ponto de Troca

Leia mais

QoS and Dynamic Shaping and Dynamic Shaping

QoS and Dynamic Shaping and Dynamic Shaping QoS and Dynamic Shaping Eficiência End to End Bart Van Utterbeeck 1 Agenda O que é Quality of Service Impacto do VCM/ACM sobre QoS? Diferentes modelos de Shaping em VCM/ACM? Conclusão 2 What s in the cloud?

Leia mais

Consolidação inteligente de servidores com o System Center

Consolidação inteligente de servidores com o System Center Consolidação de servidores por meio da virtualização Determinação do local dos sistemas convidados: a necessidade de determinar o melhor host de virtualização que possa lidar com os requisitos do sistema

Leia mais

Convergência por Design

Convergência por Design Convergência por Design Ronaldo Aloise Diretor de Vendas ESSN 2009 Hewlett-Packard Development Company, L.P. 1 As informações contidas neste documento estão sujeitas a alterações sem aviso. A Transformação

Leia mais

O Datacenter Virtualizado e Definido por Software. Thiago Bessa Senior Systems Engineer tbessa@vmware.com

O Datacenter Virtualizado e Definido por Software. Thiago Bessa Senior Systems Engineer tbessa@vmware.com O Datacenter Virtualizado e Definido por Software Thiago Bessa Senior Systems Engineer tbessa@vmware.com Desafios de uma nova era Eras da tecnologia de TI Mainframe Cliente-servidor Nuvem-móvel Expectativas

Leia mais

Gestão e operação do Datacenter, Servidores e Aplicações com vrealize Operations João Patara, Strategic System Engineer

Gestão e operação do Datacenter, Servidores e Aplicações com vrealize Operations João Patara, Strategic System Engineer Gestão e operação do Datacenter, Servidores e Aplicações com vrealize Operations João Patara, Strategic System Engineer 13/10/2015 Datacenter Definido por Software e Nuvem Híbrida Automação Baseada em

Leia mais

Cloud Computing. Andrêza Leite. andreza.lba@gmail.com

Cloud Computing. Andrêza Leite. andreza.lba@gmail.com Cloud Computing Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Roteiro O que é cloud computing? Classificação O que está 'por traz' da cloud? Exemplos Como montar a sua? O que é cloud computing? Cloud Computing O

Leia mais

Automação em Redes de Transmissão IP

Automação em Redes de Transmissão IP Automação em Redes de Transmissão IP Tarcisio B Pilati - Setembro 2015 A era SDN está se aproximando.. Transmissão Elástica SDN Visão Prática A era comercialsdn estáchegando A comercialização de SDN está

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação Design de Rede Local Design Hierárquico Este design envolve a divisão da rede em camadas discretas. Cada camada fornece funções específicas que definem sua função dentro da rede

Leia mais

Cloud Computing O novo paradigma de Custeio. Anderson Baldin Figueiredo Consultor

Cloud Computing O novo paradigma de Custeio. Anderson Baldin Figueiredo Consultor Cloud Computing O novo paradigma de Custeio Anderson Baldin Figueiredo Consultor O momento da 3ª. Plataforma $$$$$ $ Conceituando Cloud Computing Mas o que significa cloud computing mesmo? Cloud = Evolução

Leia mais

João Víctor Rocon Maia Engenharia de Computação - UFES

João Víctor Rocon Maia Engenharia de Computação - UFES João Víctor Rocon Maia Engenharia de Computação - UFES Agenda Quem usa? Conceito Ilustração Vantagens Tipologia Topologia Como fazer? O que é preciso? Infraestrutura Sistema Operacional Software Eucalyptus

Leia mais

SDN-WISE: Design, prototyping and experimentation of a stateful SDN solution for WIreless SEnsor networks

SDN-WISE: Design, prototyping and experimentation of a stateful SDN solution for WIreless SEnsor networks SDN-WISE: Design, prototyping and experimentation of a stateful SDN solution for WIreless SEnsor networks Universidade Federal Fluminense - UFF Instituto de Computação - IC Disciplina: Engenharia de Redes

Leia mais

Minicurso Computação em Nuvem Prática: Openstack

Minicurso Computação em Nuvem Prática: Openstack Grupo de Pesquisa em Software e Hardware Livre André Rover de Campos Membro Colméia andreroverc@gmail.com Joinville Minicurso Computação em Nuvem Prática: Openstack Roteiro Definições Virtualização Data

Leia mais

Automatização de redes para experimentação: o caso da AmLight. Humberto Galiza.::. Senior Network Engineer Salvador, Brasil, 28 de Setembro 2015

Automatização de redes para experimentação: o caso da AmLight. Humberto Galiza.::. Senior Network Engineer Salvador, Brasil, 28 de Setembro 2015 Automatização de redes para experimentação: o caso da AmLight Humberto Galiza.::. Senior Network Engineer Salvador, Brasil, 28 de Setembro 2015 Quem somos? AMPATH Ponto de Troca de Tráfego (PTT ou IXP)

Leia mais

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia.

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A EMPRESA A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A experiência da Future Technology nas diversas áreas de TI disponibiliza aos mercados público

Leia mais

OptiView. Total integração Total controle Total Network SuperVision. Solução de Análise de Rede. Ninguém melhor que os. Engenheiros de Rede e a Fluke

OptiView. Total integração Total controle Total Network SuperVision. Solução de Análise de Rede. Ninguém melhor que os. Engenheiros de Rede e a Fluke Ninguém melhor que os OptiView Solução de Análise de Rede Total integração Total controle Total Network SuperVision Engenheiros de Rede e a Fluke Networks para saber o valor de uma solução integrada. Nossa

Leia mais

GE Intelligent Platforms. Automação em alta performance Soluções para um mundo conectado

GE Intelligent Platforms. Automação em alta performance Soluções para um mundo conectado GE Intelligent Platforms Automação em alta performance Soluções para um mundo conectado Na vanguarda da evolução da automação industrial. Acreditamos que o futuro da automação industrial seguirá o mesmo

Leia mais

Estratégia da VMware: O modelo corporativo definido por software e o desafio de simplificar a TI. Anderson Ferreira Bruno Amaral 22 Ago 2014

Estratégia da VMware: O modelo corporativo definido por software e o desafio de simplificar a TI. Anderson Ferreira Bruno Amaral 22 Ago 2014 Estratégia da VMware: O modelo corporativo definido por software e o desafio de simplificar a TI Anderson Ferreira Bruno Amaral 22 Ago 2014 Desafios de TI Arquitetura da VMware Estratégia da VMware Sucesso

Leia mais

EXIN Cloud Computing Fundamentos

EXIN Cloud Computing Fundamentos Exame Simulado EXIN Cloud Computing Fundamentos Edição Maio 2013 Copyright 2013 EXIN Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser publicado, reproduzido, copiado ou armazenada

Leia mais

Uma infraestrutura centrada em aplicativos possibilitará agilidade comercial

Uma infraestrutura centrada em aplicativos possibilitará agilidade comercial Uma infraestrutura centrada em aplicativos possibilitará agilidade comercial Março de 2014 Preparado por: Zeus Kerravala Uma infraestrutura centrada em aplicativos possibilitará agilidade comercial by

Leia mais

Redes e Internet do Futuro

Redes e Internet do Futuro Redes e Internet do Futuro ::: SDN e NDN ::: Samuel Henrique Bucke Brito Departamento de Engenharia de Computação e Automação Industrial (DCA) Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC) Universidade

Leia mais

Apresentação resumida

Apresentação resumida New Generation Data Protection Powered by AnyData Technology Apresentação resumida Para obter apresentação completa ou mais informações ligue (11) 3441 0989 ou encaminhe e-mail para vendas@dealerse.com.br

Leia mais

Garantindo a. Máquinas Virtuais do. alta disponibilidade nas. Microsoft Azure MDC305

Garantindo a. Máquinas Virtuais do. alta disponibilidade nas. Microsoft Azure MDC305 Garantindo a alta disponibilidade nas Máquinas Virtuais do Microsoft Azure MDC305 Palestra Quem são os palestrantes? Daniel Mauser Senior Techical Advisor LATAM Escalation Team Lead Email: dmauser@microsoft.com

Leia mais

Professor Esp.: Douglas Diego de Paiva douglas.ddp@gmail.com

Professor Esp.: Douglas Diego de Paiva douglas.ddp@gmail.com VIRTUALIZAÇÃO Professor Esp.: Douglas Diego de Paiva douglas.ddp@gmail.com Virtualização o que é? É uma forma de esconder as características físicas de uma plataforma computacional dos usuários, emulando

Leia mais

Aceleração da inovação dos negócios em um mundo instável

Aceleração da inovação dos negócios em um mundo instável Aceleração da inovação dos negócios em um mundo instável O caminho: Data Center Definido por Software Fernando Nakamura Setembro de 2015 2014-2015 VMware Inc. Todos os direitos reservados. CONFIDENCIAL

Leia mais

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Obtenha soluções em nuvem comprovadas para as suas prioridades mais urgentes Destaques da solução Saiba sobre os benefícios mais comuns de implementações

Leia mais

Descritivo Técnico. SLAView - Descritivo Técnico Build 5.0 release 4 16/02/2011 Página 1

Descritivo Técnico. SLAView - Descritivo Técnico Build 5.0 release 4 16/02/2011 Página 1 Descritivo Técnico 16/02/2011 Página 1 1. OBJETIVO O SLAview é um sistema de análise de desempenho de redes IP por meio da monitoração de parâmetros de SLA (Service Level Agreement, ou Acordo de Nível

Leia mais

Tendências em TI Aula: 01 versão: 1.1 30/06/2014

Tendências em TI Aula: 01 versão: 1.1 30/06/2014 Tendências em TI Aula: 01 versão: 1.1 30/06/2014 Robson Vaamonde http://www.vaamonde.com.br http://www.procedimentosemti.com.br Professor do Curso Prof. Robson Vaamonde, consultor de Infraestrutura de

Leia mais

Acesso Ethernet com Hubs

Acesso Ethernet com Hubs Acesso Ethernet com Hubs O dado é enviado de um por vez Cada nó trafega a 10 Mbps Acesso Ethernet com Bridges Bridges são mais inteligentes que os hubs Bridges reuni os quadros entre dois segmentos de

Leia mais

Redes Definidas por Software

Redes Definidas por Software Redes de Computadores I Redes Definidas por Software Antonio Gonzalez Pastana Lobato Ulisses da Rocha Figueiredo Redes de Computadores I Introdução Introdução Aplicações Atuais Data-Centers Muitas máquinas

Leia mais

Maestro. Arthur Kazuo Tojo Costa 317497. Universidade Federal de São Carlos Campus Sorocaba Bacharelado em Ciência da Computação

Maestro. Arthur Kazuo Tojo Costa 317497. Universidade Federal de São Carlos Campus Sorocaba Bacharelado em Ciência da Computação Maestro Arthur Kazuo Tojo Costa 317497 Universidade Federal de São Carlos Campus Sorocaba Bacharelado em Ciência da Computação Introdução Sistema Operacional de Redes Detalhes do hardware Multiplexação

Leia mais

Aplicações. Sistema Operacional Hardware. Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: Máquinas Virtuais e Emuladores

Aplicações. Sistema Operacional Hardware. Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: Máquinas Virtuais e Emuladores Máquinas Virtuais e Emuladores Marcos Aurelio Pchek Laureano Sistemas de Computadores Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: hardware sistema operacional aplicações Sistemas

Leia mais

agility made possible

agility made possible RESUMO DA SOLUÇÃO Gerenciamento da infraestrutura convergente da CA Technologies Como posso fornecer serviços inovadores ao cliente com uma infraestrutura cada vez mais complexa e convergente? E com gerenciamento

Leia mais

Computação em Nuvem com Openstack

Computação em Nuvem com Openstack Allan Krueger Glauber C. Batista Charles Christian Miers Membros Colméia Grupo de Pesquisa em Software e Hardware Livre Computação em Nuvem com Openstack Roteiro Geral OpenStack 2 OpenStack 3 Openstack

Leia mais

Tecnologias, conceitos e serviços emergentes: Openflow. Leandro Bertholdo (PoP-RS/Ufrgs)

Tecnologias, conceitos e serviços emergentes: Openflow. Leandro Bertholdo (PoP-RS/Ufrgs) Tecnologias, conceitos e serviços emergentes: Openflow Leandro Bertholdo (PoP-RS/Ufrgs) 1 Agenda O Objetivo desta apresentação é explicar: Qual o problema a ser solucionado pela tecnologia OpenFlow O que

Leia mais

OpenFlow: abrindo portas para inovações nas redes de nossos campi

OpenFlow: abrindo portas para inovações nas redes de nossos campi 1 OpenFlow: abrindo portas para inovações nas redes de nossos campi Leandro Haruo Aoyagi Universidade Federal de São Carlos, Campus Sorocaba Sorocaba, São Paulo Email: aoyagi.haruo@gmail.com Resumo A comunidade

Leia mais

CLOUD COMPUTING. Andrêza Leite. andreza.leite@univasf.edu.br

CLOUD COMPUTING. Andrêza Leite. andreza.leite@univasf.edu.br CLOUD COMPUTING Andrêza Leite andreza.leite@univasf.edu.br Roteiro O que é cloud computing? Classificação O que está 'por traz' da cloud? Exemplos Como montar a sua? O que é cloud computing? Cloud Computing

Leia mais

5 motivos pelos quais as empresas estão mudando suas WANs para Banda Larga

5 motivos pelos quais as empresas estão mudando suas WANs para Banda Larga 5 motivos pelos quais as empresas estão mudando suas WANs para Banda Larga Como os tempos mudaram e por quê está na hora de Evoluir a TI A WAN sempre teve como objetivo conectar usuários à aplicativos

Leia mais

Enfrente os atuais desafios de BYOD

Enfrente os atuais desafios de BYOD Folheto Enfrente os atuais desafios de BYOD HP Intelligent Management Center para BYOD Quem é você? Seu dispositivo está em conformidade? Atribuído para redes de aplicativos virtuais de identidade Usuário

Leia mais

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento HOME O QUE É TOUR MÓDULOS POR QUE SOMOS DIFERENTES METODOLOGIA CLIENTES DÚVIDAS PREÇOS FALE CONOSCO Suporte Sou Cliente Onde sua empresa quer chegar? Sistemas de gestão precisam ajudar sua empresa a atingir

Leia mais

Computação em Nuvens IaaS com Openstack. Eng. Marcelo Rocha de Sá marcelo@jambu.com.br FLISOL - Belém - Pará 25 de abril 2015

Computação em Nuvens IaaS com Openstack. Eng. Marcelo Rocha de Sá marcelo@jambu.com.br FLISOL - Belém - Pará 25 de abril 2015 Computação em Nuvens IaaS com Openstack Eng. Marcelo Rocha de Sá marcelo@jambu.com.br FLISOL - Belém - Pará 25 de abril 2015 Nuvens Computacionais IaaS com Openstack Nuvens Computacionais Serviços em nuvens

Leia mais

EMC UNIFIED INFRASTRUCTURE MANAGER

EMC UNIFIED INFRASTRUCTURE MANAGER EMC UNIFIED INFRASTRUCTURE MANAGER Facilite a transição para uma infraestrutura em nuvem privada ou híbrida nos Vblock Systems Crie um ambiente único e virtualizado Provisione como uma só infraestrutura

Leia mais

Características: Switch Industrial Ethernet: Cisco Secure Agent: É isolado de todas as outras redes por um firewall ou por uma lista de acesso

Características: Switch Industrial Ethernet: Cisco Secure Agent: É isolado de todas as outras redes por um firewall ou por uma lista de acesso O switch Industrial Ethernet Cisco Catalyst 2955 garante a confiabilidade o determinismo e a segurança fundamentais para uma rede de controle de produção. A confiabilidade é obtida evitando que PLCs e

Leia mais

OCEL001 Comércio Eletrônico Módulo 9_4: OpenStack

OCEL001 Comércio Eletrônico Módulo 9_4: OpenStack OCEL001 Comércio Eletrônico Módulo 9_4: OpenStack Prof. Charles Christian Miers e-mail: charles.miers@udesc.br OpenStack OpenStack é um projeto de computação em nuvem criado em julho de 2010, fruto de

Leia mais

Aula 03 Regras de Segmentação e Switches

Aula 03 Regras de Segmentação e Switches Disciplina: Dispositivos de Rede II Professor: Jéferson Mendonça de Limas 4º Semestre Aula 03 Regras de Segmentação e Switches 2014/1 19/08/14 1 2de 38 Domínio de Colisão Os domínios de colisão são os

Leia mais

Tópicos Especiais em Redes de Telecomunicações

Tópicos Especiais em Redes de Telecomunicações Tópicos Especiais em Redes de Telecomunicações Redes definidas por software e Computação em Nuvem Prof. Rodrigo de Souza Couto PARTE 1 REDES DEFINIDAS POR SOFTWARE (SDN) 2 Bibliografia Esta aula é baseada

Leia mais

Objetivo Geral - Apender conceitos, protocolos e técnicas na gerencia de redes

Objetivo Geral - Apender conceitos, protocolos e técnicas na gerencia de redes Aula 5 - Projeto de Lei 2126/11 (Marco Civil da Internet). Gerência de Redes de Computadores Objetivo Geral - Apender conceitos, protocolos e técnicas na gerencia de redes Objetivos Específicos - Entender

Leia mais

Instrumentos de alinhamento do negócio

Instrumentos de alinhamento do negócio Virtualização e Consolidação: Instrumentos de alinhamento do negócio com as TIC José Casinha (Oni Communications) jose.casinha@oni.pt i Alinhamento das TI com o negócio Pessoas Skills Conhecimento Produtividade

Leia mais

Virtualização Gerencia de Redes Redes de Computadores II

Virtualização Gerencia de Redes Redes de Computadores II Virtualização Gerencia de Redes Redes de Computadores II *Créditos: baseado no material do Prof. Eduardo Zagari Virtualização - Introdução Introduzido nos anos 60 em Mainframes Em 1980 os microcomputadores

Leia mais

Classificação::Modelo de implantação

Classificação::Modelo de implantação Classificação::Modelo de implantação Modelo de implantação::privado Operada unicamente por uma organização; A infra-estrutura de nuvem é utilizada exclusivamente por uma organização: Nuvem local ou remota;

Leia mais

AmLight SDN: Futuro da Colaboração Acadêmica Internacional

AmLight SDN: Futuro da Colaboração Acadêmica Internacional AmLight SDN: Futuro da Colaboração Acadêmica Internacional Palestrante: Jerônimo Aguiar Bezerra AmLight Project Florida International University Agenda Apresentação dos Atores Envolvidos Topologias da

Leia mais

Virtualização e Consolidação de Centro de Dados O Caso da UTAD António Costa - acosta@utad.pt

Virtualização e Consolidação de Centro de Dados O Caso da UTAD António Costa - acosta@utad.pt Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Virtualização e Consolidação de Centro de Dados O Caso da UTAD António Costa - acosta@utad.pt Agenda A UTAD Virtualização Uma definição Introdução e abrangência

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS. Maquinas Virtuais e Emuladores

SISTEMAS OPERACIONAIS. Maquinas Virtuais e Emuladores SISTEMAS OPERACIONAIS Maquinas Virtuais e Emuladores Plano de Aula Máquinas virtuais Emuladores Propriedades Benefícios Futuro Sistemas de Computadores Os sistemas de computadores são projetados com basicamente

Leia mais

SISGEP SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO

SISGEP SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO FACSENAC SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO Projeto Lógico de Rede Versão: 1.2 Data: 25/11/2011 Identificador do documento: Documento de Visão V. 1.7 Histórico de revisões Versão Data Autor Descrição 1.0 10/10/2011

Leia mais

Virtualização: VMWare e Xen

Virtualização: VMWare e Xen Virtualização: VMWare e Xen Diogo Menezes Ferrazani Mattos Professor: Otto Carlos Disciplina: Redes I Universidade Federal do Rio de Janeiro POLI/COPPE 1 Introdução Virtualização Divisão da máquina física

Leia mais

Top-Down Network Design

Top-Down Network Design Top-Down Network Design Chapter Nine Developing Network Management Strategies Copyright 2010 Cisco Press & Priscilla Oppenheimer Gerencia da Rede Contribui para atingir os objetivos dos requisitos Contribui

Leia mais

Administração e Desenvolvimento de Soluções em TI

Administração e Desenvolvimento de Soluções em TI Administração e Desenvolvimento de Soluções em TI Projeto Corporativo Missão: Oferecer soluções corporativas em Tecnologia da Informação, fornecendo e integrando produtos e serviços profissionais de alta

Leia mais

CA Infrastructure Management Resolvendo os problemas mais complexos de TI

CA Infrastructure Management Resolvendo os problemas mais complexos de TI CA Infrastructure Management Resolvendo os problemas mais complexos de TI As empresas são confrontadas com iniciativas críticas de TI 1. Transformação das Atividades de TI Reestruturar e consolidar os

Leia mais

Relatório de Piloto Tecnológico Plataforma de Cloud Privada baseada em OpenStack Março 2015

Relatório de Piloto Tecnológico Plataforma de Cloud Privada baseada em OpenStack Março 2015 Relatório de Piloto Tecnológico Plataforma de Cloud Privada baseada em OpenStack Março 2015 Resumo Executivo: A Inok realizou uma instalação piloto para analisar as funcionalidades, características técnicas,

Leia mais

Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS. Prof. Victor Halla

Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS. Prof. Victor Halla Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS OPERACIONAIS Prof. Victor Halla Conteúdo Arquitetura de Processadores: Modo Operacional; Velocidade; Cache; Barramento; Etc. Virtualização: Maquinas virtuais; Gerenciamento

Leia mais

Desmitificando OpenStack. Filipe Fernandes S B de Matos

Desmitificando OpenStack. Filipe Fernandes S B de Matos Desmitificando OpenStack Filipe Fernandes S B de Matos Objetivo Apresentar a arquitetura da ferramenta OpenStack e descrever de forma geral seus principais componentes. Apresentar uma breve descrição sobre

Leia mais

Experiência da AmLight com SDN: Desafios, Resultados e Futuro.

Experiência da AmLight com SDN: Desafios, Resultados e Futuro. Experiência da AmLight com SDN: Desafios, Resultados e Futuro. LACNIC 24 / LACNOG 2015 Bogotá, Colombia - 02 Outubro 2015 Humberto Galiza Senior Network Engineer galiza@amlight.net Quem somos? AMPATH Ponto

Leia mais

Foundation Fieldbus HSE

Foundation Fieldbus HSE Foundation Fieldbus HSE Diego Silva Eduardo Coelho Plínio Altoé Professor Luiz Affonso Introdução HSE: High Speed Ethernet Conjunto de especificações criado pela Fieldbus Foundation Especificações Foundation

Leia mais

Mobilidade para Desktops e Aplicativos com Horizon Suite Daniel Bronzatti, System Engineer

Mobilidade para Desktops e Aplicativos com Horizon Suite Daniel Bronzatti, System Engineer Mobilidade para Desktops e Aplicativos com Horizon Suite Daniel Bronzatti, System Engineer 13/10/2015 Quem sou eu? 5+ anos de arquitetura técnica em virtualização para usuários finais (>8000 usuários)

Leia mais

EA080- Laboratório de Redes de Computadores Laboratório 2 Virtualização (Relatório Individual) Prof. Responsável: Mauricio Ferreira Magalhães

EA080- Laboratório de Redes de Computadores Laboratório 2 Virtualização (Relatório Individual) Prof. Responsável: Mauricio Ferreira Magalhães EA080- Laboratório de Redes de Computadores Laboratório 2 Virtualização (Relatório Individual) Prof. Responsável: Mauricio Ferreira Magalhães A virtualização de processadores é uma tecnologia que foi inicialmente

Leia mais

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer lugar e independente da plataforma, bastando para isso

Leia mais

TÍTULO: ARCASE - AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL COM ANDROID E SISTEMAS EMBARCADOS

TÍTULO: ARCASE - AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL COM ANDROID E SISTEMAS EMBARCADOS Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: ARCASE - AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL COM ANDROID E SISTEMAS EMBARCADOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA:

Leia mais

Sistemas Operacionais 1/66

Sistemas Operacionais 1/66 Sistemas Operacionais 1/66 Roteiro Máquinas virtuais Emuladores Propriedades Benefícios Futuro 2/66 Sistemas de Computadores Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: hardware

Leia mais

CLOUD COMPUTING PEDRO MORHY BORGES LEAL. MAC0412 - Organização de Computadores Prof. Alfredo Goldman 7 de dezembro de 2010

CLOUD COMPUTING PEDRO MORHY BORGES LEAL. MAC0412 - Organização de Computadores Prof. Alfredo Goldman 7 de dezembro de 2010 CLOUD COMPUTING PEDRO MORHY BORGES LEAL MAC0412 - Organização de Computadores Prof. Alfredo Goldman 7 de dezembro de 2010 0 CLOUD COMPUTING 1 1. Introdução Com o grande avanço da tecnologia de processadores,

Leia mais

Software-Defined Data Center. Welson Barbosa Twitter @welsonbarbosa Cloud Business Director Latin America

Software-Defined Data Center. Welson Barbosa Twitter @welsonbarbosa Cloud Business Director Latin America Software-Defined Data Center Welson Barbosa Twitter @welsonbarbosa Cloud Business Director Latin America 1 Copyright 2014 EMC Corporation. Todos All rights os reserved. direitos reservados. 2 GPS 4 O surgimento

Leia mais

Configurando o DDNS Management System

Configurando o DDNS Management System Configurando o DDNS Management System Solução 1: Com o desenvolvimento de sistemas de vigilância, cada vez mais usuários querem usar a conexão ADSL para realizar vigilância de vídeo através da rede. Porém

Leia mais

CA Access Control for Virtual Environments

CA Access Control for Virtual Environments PERGUNTAS FREQUENTES for Virtual Environments Outubro de 2011 Dez principais perguntas 1. O que é o for Virtual Environments?... 2 2. Quais são os principais benefícios do for Virtual Environments?...

Leia mais

Sistemas Operacionais. Roteiro. Sistemas de Computadores. Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: Marcos Laureano

Sistemas Operacionais. Roteiro. Sistemas de Computadores. Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: Marcos Laureano Sistemas Operacionais Marcos Laureano 1/66 Roteiro Máquinas virtuais Emuladores Propriedades Benefícios Futuro 2/66 Sistemas de Computadores Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3

Leia mais

ESTRUTURA E ASPECTOS. 3S Networks. Tecnologia alinhada ao seu negócio

ESTRUTURA E ASPECTOS. 3S Networks. Tecnologia alinhada ao seu negócio ESTRUTURA E ASPECTOS 3S Networks. Tecnologia alinhada ao seu negócio A 3S Networks surgiu com a proposta de oferecer as mais avançadas soluções tecnológicas a empresas dos setores privado e público, atuamos

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 2 Computação em Nuvem Desafios e Oportunidades A Computação em Nuvem

Leia mais

Virtualização e economia de recursos públicos

Virtualização e economia de recursos públicos Virtualização e economia de recursos públicos Tópicos Proposta Objetivos 1. Missão do PRODEST 2.O que é virtualização de servidores? 3. Histórico 4. Evolução em números 5. Infraestrutura alocada 6. Dados

Leia mais