Ciclo de vida do alumínio é mais ecológico que aço e magnésio

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ciclo de vida do alumínio é mais ecológico que aço e magnésio"

Transcrição

1 + Entrevista: Alumínio deve substituir cobre em componentes de eletrônica embarcada + Rodas: Montadoras apostam em rodas forjadas de alumínio para veículos de passeio + Transportes: Alumínio aumenta capacidade de carga de carretas em 6,5% + Meio Ambiente: Ciclo de vida do alumínio é mais ecológico que aço e magnésio + Pesquisa: Onde e como pesquisar sobre o alumínio + SUV: Novo Explorer: mais leve e econômico com alumínio Ciclo de vida do alumínio é mais ecológico que aço e magnésio Novo estudo compara emissões de poluentes e consumo energético de componentes automotivos fabricados com os três materiais e comprova economia de 20% no uso do metal não ferroso Um novo estudo comparou os impactos ambientais da fabricação das partes traseiras e dianteiras de um Cadillac CTS 2007, originalmente em aço, com partes equivalentes fabricadas em alumínio e magnésio. A comparação avaliou todo o ciclo de vida dos componentes, desde a extração das matérias primas até a produção, uso, reciclagem e reutilização dos componentes ao final de sua vida útil. O objetivo era identificar quais dentre os três metais, quando transformados em itens automotivos, resultam em maior ou menor consumo de combustível e de emissões de gases poluentes. A conclusão apontou o alumínio como o metal mais ecologicamente correto. A análise do ciclo de vida mostra que uma solução de alumínio apresenta economia potencial de 20% tanto em consumo de energia quanto em emissões de CO 2, em comparação com uma estrutura de aço tradicional, diz trecho do estudo Um comparativo do ciclo de vida de partes traseiras e dianteiras de automóveis fabricadas com magnésio (ou, em inglês, A Comparative Life Cycle Assessment of Magnesium Front End Autoparts ), patrocinado pelo Canadá, pela China e pelos Estados Unidos. O magnésio também pontuou bem e mostrou 15% de economia potencial de energia e de emissões de CO 2, comparado ao aço. Em geral, grandes peças estruturais de magnésio podem proporcionar benefícios ambientais em termos de consumo de energia e de emissões de poluentes vis-à-vis de aço, na expectativa de vida do carro, mas, no geral, os projetos de alumínio são ainda melhores para atingir as metas de consumo de combustível e de emissões nocivas durante o ciclo de vida do veículo, conclui o estudo. Os aspectos ambientais considerados foram consumo total de energia primária; emissões de Green House Gasses (GHG), ou seja, gases causadores do efeito estufa (CO 2, CH 4, N 2 O e perfluorocarbonos) e emissões de outros poluentes (particulados, NOx, SOx, CO, compostos orgânicos voláteis a exceção do metano). Veja os desempenhos do alumínio, do magnésio e do aço, compilados na tabela abaixo.

2 Emissões de GHG relativas ao ciclo de vida de componentes dianteiros e traseiros de automóveis Na análise específica sobre GHG, a pesquisa comprovou que embora o alumínio seja mais carbono intensivo na fase de produção, as economias, em relação ao aço, realizadas nas fases de uso e de reciclagem do metal compensam em muito as emissões nesta primeira etapa. Veja gráfico abaixo. Em outra representação gráfica (abaixo) é ainda mais fácil identificar a potencialidade das economias em emissões atmosféricas proporcionadas pelo alumínio durante a fase de uso ou seja, quando os componentes estão em pleno funcionamento durante um ciclo de vida de 200 mil km percorridos pelo veículo. Acompanhe: partindo de um valor inicial (eixo Y) que considera as emissões de CO 2 provocadas durante a produção dos metais e dos componentes, o gráfico demonstra o volume de emissões de GHG dos três materiais em função da quilometragem percorrida. Nota-se, assim, que embora o ponto de partida do alumínio tenha sido levemente mais carbono intensivo que o do aço, as emissões resultantes do uso do metal não ferroso empatam com as do metal ferroso logo no início da vida útil do veículo, a partir de exatos km percorridos. A partir desse ponto, o alumínio só oferece benefícios.

3 Relação entre emissões de GHG e a distância percorrida por um veículo com componentes dianteiros e traseiros de material específico Até mesmo as partes frontais e dianteiras de magnésio (mais leves que as de alumínio) só conseguem este empate com os componentes fabricados em aço a partir de km rodados. O desempenho do alumínio em termos de consumo de energia também apresenta resultados muito satisfatórios. Como se pode ver no gráfico abaixo, a solução de alumínio, embora exija um pouco mais de energia que as de aço para ser fabricada, oferece, a partir de km rodados, uma economia significativa de energia devido ao baixo peso dos componentes. (O valor de origem no eixo Y é o valor da energia necessária para a produção dos componentes, incluindo o crédito da reciclagem). Relação entre energia acumulada e distância percorrida por um veículo com componentes dianteiros e traseiros de material específico Neste comparativo energético, o ponto de empate para o magnésio, em relação às partes de aço, é de km. No estado atual da tecnologia automotiva e na vida útil do veículo, o alumínio tem uma performance melhor do que o magnésio, diz o estudo. Para justa comparação, os exemplares em alumínio e magnésio foram projetados para desempenharem performance equivalente às do aço em termos de resistência e dureza. Na opinião da European Aluminium Association, o estudo mostra que o alumínio pode contribuir significativamente para tornar os carros mais ecológicos, sem comprometer o conforto e a segurança. Os componentes de alumínio avaliados na pesquisa foram projetados com ligas AA 5754 usadas em chapas estampadas, além das ligas A 356 para partes fundidas e AA 6061 para extrudadas e hidroconformadas. No total, os componentes em alumínio somaram 61 kg, enquanto os de aço, 82,2 kg, e os de magnésio, 45,2 kg. Veja, na tabela abaixo, as aplicações de cada um dos metais na fabricação das partes traseiras e dianteiras analisadas na pesquisa.

4 Ciclo de vida A Environmental Protection Agency, dos Estados Unidos, define Avaliação de Ciclo de Vida como uma ferramenta para avaliar, de forma holística, um produto ou uma atividade durante todo seu ciclo de vida. O método considera o ciclo de vida completo do produto, ou seja, a extração e o processamento de matérias-primas, a fabricação, o transporte, a distribuição, o uso, o reemprego, a manutenção, a reciclagem, a reutilização e a disposição final. O ciclo de vida do alumínio pode ser dividido em: obtenção (por meio da mineração, refino e redução); transformação (que passa por processos de produção diversos como laminação, estampagem, extrusão, forjamento, fundição, soldagem, usinagem e acabamentos); uso (em produtos diversos como para-choques, painéis, blocos de motores etc.); descarte e reciclagem; re-fabricação e reuso. A pesquisa Um comparativo do ciclo de vida de partes traseiras e dianteiras de automóveis fabricadas com magnésio considerou um rendimento de 98% para o processo de refusão dos retalhos oriundos da estampagem do alumínio. O rendimento metálico no processo de reciclagem dos componentes estampados em alumínio foi assumido como sendo de 95%. Veja, abaixo, o diagrama esquemático do ciclo de vida das chapas estampadas usadas na fabricação dos componentes automotivos de alumínio em questão. Procedimentos similares foram aplicados aos demais componentes de alumínio (fundidos, extrudados e hidroconformados).

5 Os pesquisadores também consideraram que os produtos de alumínio, assim como os de aço, trafegam por 800 km para chegarem às fabricantes de autopeças, e que têm uma fase de uso correspondente a 200 mil km rodados pelo veículo.

Indústria Automotiva

Indústria Automotiva UsodoAlumíniona na Indústria Automotiva Desenvolvimento de novos materiais metálicos para a indústria automotiva B.Horizonte 28.10.2010 Eng. Ayrton Filleti Diretor Técnico - ABAL Índice Introdução Porque

Leia mais

As novas aplicações para o alumínio na indústria automotiva

As novas aplicações para o alumínio na indústria automotiva As novas aplicações para o alumínio na indústria automotiva Preparado por: Eng. Ayrton Filleti Coordenador do Comitê de Mercado de Transportes da ABAL Roteiro Introdução Propriedades do alumínio Redução

Leia mais

ALTERNATIVAS DE DESTINAÇÃO DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS. Apresentação: Ana Rosa Freneda Data: 17/10/2014

ALTERNATIVAS DE DESTINAÇÃO DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS. Apresentação: Ana Rosa Freneda Data: 17/10/2014 ALTERNATIVAS DE DESTINAÇÃO DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS Apresentação: Ana Rosa Freneda Data: 17/10/2014 3 Elos Soluções Ambientais Alternativa para otimizar a destinação de resíduos: Crescente necessidade das

Leia mais

Processo de fundição: Tixofundição

Processo de fundição: Tixofundição Processo de fundição: Tixofundição Disciplina: Processos de Fabricação. Professor Marcelo Carvalho. Aluno: Gabriel Morales 10/44940. Introdução O processo de fabricação conhecido como fundição pode ser

Leia mais

SUGESTÃO PARA REDUÇÃO GLOBAL DA EMISSÃO DE POLUENTES DOS AUTOMOVEIS José Góes de Araujo Prof. Aposentado Abstract Comments about the reduction possibility of CO² on the atmosphere by the limitation of

Leia mais

Automóveis no mercado norte-americano terão em média 179 kg de alumínio em 2015, diz estudo

Automóveis no mercado norte-americano terão em média 179 kg de alumínio em 2015, diz estudo + Entrevista: Uma questão de combustível + Produção Fábrica de componentes em alumínio fundido deve entrar em operação em 2015 + Transportes Ideais para pegar no pesado + Inovação Inédita, leve e robusta

Leia mais

Estudo revela penetração do alumínio por montadora

Estudo revela penetração do alumínio por montadora + Na linha de montagem: Estudo revela penetração do alumínio por montadora + Acabamento: Alumínio em pó para tintas automotivas + Transportes: Alcoa, Sergomel e CTC desenvolvem carroceria leve, resistente

Leia mais

GNV. Combustível de baixo impacto ambiental para frotas de Táxis.

GNV. Combustível de baixo impacto ambiental para frotas de Táxis. GNV Combustível de baixo impacto ambiental para frotas de Táxis. REUNIÃO DE ESPECIALISTAS SOBRE TRANSPORTE URBANO SUSTENTÁVEL MODERNIZAR E TORNAR ECOLÓGICA A FROTA DE TÁXIS NAS CIDADES LATINO AMERICANAS

Leia mais

Energia e Processos Industriais. Estimativas Emissões GEE 1970-2013

Energia e Processos Industriais. Estimativas Emissões GEE 1970-2013 Energia e Processos Industriais Estimativas Emissões GEE 1970-2013 Energia Estimativas Emissões GEE 1970-2013 Equipe Técnica André Luís Ferreira David Shiling Tsai Marcelo dos Santos Cremer Karoline Costal

Leia mais

Tecnologia Audi Space Frame

Tecnologia Audi Space Frame + Entrevista: Alumínio é tendência global + Tendência: Consumo contingenciado + Transporte: Ônibus do futuro + Na linha de montagem: GM sai na frente + Tecnologia: Audi space frame Tecnologia Audi Space

Leia mais

Estimativa de emissões de poluentes e GEE em frotas: Aplicação Prática.

Estimativa de emissões de poluentes e GEE em frotas: Aplicação Prática. Estimativa de emissões de poluentes e GEE em frotas: Aplicação Prática. Marcelo Pereira Bales (1) ; Cristiane Dias (1) ; Silmara Regina da Silva (1) (1) CETESB Companhia Ambiental do Estado de São Paulo

Leia mais

VEICULAR COMO VOCÊ DECIDE A COMPRA DO SEU CARRO

VEICULAR COMO VOCÊ DECIDE A COMPRA DO SEU CARRO VEICULAR A COMPRA DO? COMO VOCÊ DECIDE SEU CARRO Como você decide a compra do seu carro? A escolha de um veículo é resultado de uma análise que considera várias características. O preço é certamente uma

Leia mais

Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG - Campus CETEC

Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG - Campus CETEC Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG Campus CETEC O Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG Campus CETEC, compõe-se por um conjunto de institutos de inovação e institutos de tecnologia capazes

Leia mais

Nós somos a Hydro... Guiando a energia do sol

Nós somos a Hydro... Guiando a energia do sol Nós somos a Hydro... Guiando a energia do sol Componentes extrudados para estruturas de apoio, placas e sistemas de montagem A Hydro Soluções Solares é líder no fornecimento de componentes estruturais

Leia mais

A briga pelo menor consumo

A briga pelo menor consumo + Entrevista: Mais informação para o consumidor + Mercado: Carroceria 100% em alumínio será realidade nos veículos de produção em massa, nos EUA, diz especialista + Transportes: O alumínio no semirreboque

Leia mais

Emissões de gases de efeito estufa durante o ciclo de vida das fachadas de edifícios comerciais

Emissões de gases de efeito estufa durante o ciclo de vida das fachadas de edifícios comerciais Emissões de gases de efeito estufa durante o ciclo de vida das fachadas de edifícios comerciais Vanessa Montoro Taborianski, Racine T. A. Prado Laboratório de Sistemas Prediais da Escola Politécnica da

Leia mais

1. PROCESSOS DE CONFORMAÇÃO MECÂNICA

1. PROCESSOS DE CONFORMAÇÃO MECÂNICA 1 1. PROCESSOS DE CONFORMAÇÃO MECÂNICA Os processos de conformação mecânica são processos de fabricação que empregam a deformação plástica de um corpo metálico, mantendo sua massa e integridade. Alguns

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CICLO DE VIDA

AVALIAÇÃO DO CICLO DE VIDA AVALIAÇÃO DO CICLO DE VIDA 2 - Metodologia 3 - Aplicação x Legislação 4 - Análise de Inventário 5 - Avaliação de Impacto 6 - Interpretação Avaliação A Análise de Ciclo de Vida (ACV) avalia as interações

Leia mais

NOVO REGIME AUTOMOTIVO INOVAR-AUTO

NOVO REGIME AUTOMOTIVO INOVAR-AUTO NOVO REGIME AUTOMOTIVO INOVAR-AUTO OBJETIVOS Atração de Investimentos Inovação Tecnológica Incorporação Tecnológica Competitividade da Cadeia Automotiva Adensamento da Cadeia Automotiva Abrangência Automóveis,

Leia mais

Emissão Veicular de Gases de Efeito Estufa (GEE) Em Automotivos Movidos a Diesel

Emissão Veicular de Gases de Efeito Estufa (GEE) Em Automotivos Movidos a Diesel Emissão Veicular de Gases de Efeito Estufa (GEE) Em Automotivos Movidos a Diesel *MELO JUNIOR, A. S a.;gatti, L. b.; FERREIRA, P. G c.; FRUGOLLI, A. d a.universidade de São Paulo (USP)/Universidade Paulista,

Leia mais

Análise de indústrias cimenteiras e seus impactos socioambientais

Análise de indústrias cimenteiras e seus impactos socioambientais VII Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG campus Bambuí VII Jornada Científica 21 a 23 de outubro de 2014 Análise de indústrias cimenteiras e seus impactos socioambientais Warley Alves Coutinho CHAVES

Leia mais

Controlador de Energia Eléctrica. Redutores de Caudal de Água. Supertech o Génio do Depósito do Combustível

Controlador de Energia Eléctrica. Redutores de Caudal de Água. Supertech o Génio do Depósito do Combustível Controlador de Energia Eléctrica Redutores de Caudal de Água Supertech o Génio do Depósito do Combustível 2 O QUE SÃO OS CONTROLADORES? Os controladores são equipamentos de tecnologia inteligente que optimizam

Leia mais

O Alumínio nos Transportes

O Alumínio nos Transportes O Alumínio nos Transportes R. Humberto I, nº 220-4º andar CEP: 04018-030 São Paulo SP Brasil Tel.: +55 (11) 5904-6450 Fax: +55 (11) 5904-6459 www.abal.org.br e-mail: aluminio@abal.org.br Técnica Comunicação

Leia mais

Definição do gás natural. Desenvolvimento do mercado de gás natural no Brasil. O uso do gás natural. Sobre a ANP. O uso do gás natural

Definição do gás natural. Desenvolvimento do mercado de gás natural no Brasil. O uso do gás natural. Sobre a ANP. O uso do gás natural Definição do gás natural. Desenvolvimento do mercado de gás natural no Brasil. O gás natural é uma mistura de hidrocarbonetos gasosos, dentre os quais se destacam o metano, o etano e o propano, resultantes

Leia mais

Mais clima para todos

Mais clima para todos Mais clima para todos 1 Mais clima para todos Na União Europeia, entre 1990 e 2011, o setor dos resíduos representou 2,9% das emissões de gases com efeito de estufa (GEE), e foi o 4º setor que mais contribuiu

Leia mais

Volvo HÍBRIDO. Ônibus HÍBRIDO TECNOLOGIA, ECONOMIA E RESPEITO AO MEIO AMBIENTE

Volvo HÍBRIDO. Ônibus HÍBRIDO TECNOLOGIA, ECONOMIA E RESPEITO AO MEIO AMBIENTE Volvo HÍBRIDO Ônibus HÍBRIDO TECNOLOGIA, ECONOMIA E RESPEITO AO MEIO AMBIENTE O DESAFIO VERDE O cuidado com o meio ambiente está no centro das discussões da agenda social em todo o mundo. Cada vez mais,

Leia mais

Congresso Nacional Comissão Especial Carro Diesel

Congresso Nacional Comissão Especial Carro Diesel Congresso Nacional Comissão Especial Carro Diesel Brasília, 28 de Outubro de 2015 O que é a APROVE DIESEL Associados: Apoio Institucional: Contexto econômico e tecnológico brasileiro atual difere muito

Leia mais

Processo de Forjamento

Processo de Forjamento Processo de Forjamento Histórico A conformação foi o primeiro método para a obtenção de formas úteis. Fabricação artesanal de espadas por martelamento (forjamento). Histórico Observava-se que as lâminas

Leia mais

Associação Brasileira da Indústria Química INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL

Associação Brasileira da Indústria Química INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL Associação Brasileira da Indústria Química INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL Sumário da apresentação Desenvolvimento do ISA Indicadores de Sustentabilidade Ambiental Indicadores Sustentabilidade

Leia mais

PLANTAS PARA FABRICAÇÃO DE TUBOS HELICOIDAIS. Soluções sob medida com benefícios mensuráveis para o cliente

PLANTAS PARA FABRICAÇÃO DE TUBOS HELICOIDAIS. Soluções sob medida com benefícios mensuráveis para o cliente PLANTAS PARA FABRICAÇÃO DE TUBOS HELICOIDAIS Soluções sob medida com benefícios mensuráveis para o cliente SMS GROUP Líder na fabricação de equipamentos e máquinas Sob o amparo da SMS Holding GmbH, o SMS

Leia mais

Produtividade de eletrodos fabricados com a liga de Cu-Cr utilizados no processo de solda por ponto pelo processo de forjamento

Produtividade de eletrodos fabricados com a liga de Cu-Cr utilizados no processo de solda por ponto pelo processo de forjamento Produtividade de eletrodos fabricados com a liga de Cu-Cr utilizados no processo de solda por ponto pelo processo de forjamento Lincoln Cardoso Brandão (UFSJ) Lincoln@sc.usp.br Resumo Este trabalho compara

Leia mais

COMPLEXO AMBIENTAL DIRETORIA INDUSTRIAL AMÉRICA LATINA ENGENHARIA AMBIENTAL E ENERGIA

COMPLEXO AMBIENTAL DIRETORIA INDUSTRIAL AMÉRICA LATINA ENGENHARIA AMBIENTAL E ENERGIA COMPLEXO AMBIENTAL FIAT DIRETORIA INDUSTRIAL AMÉRICA LATINA ENGENHARIA AMBIENTAL E ENERGIA VALORES EQUIPE DA GESTÃO AMBIENTAL ALTA ADMINISTRAÇÃO ENGENHARIA AMBIENTAL e ENERGIA U. OP. PRENSAS U. OP. FUNILARIA

Leia mais

MANEIRAS DE SE OBTER UMA DETERMINADA FORMA

MANEIRAS DE SE OBTER UMA DETERMINADA FORMA AS VÁRIAS V MANEIRAS DE SE OBTER UMA DETERMINADA FORMA Forjado Sinterizado Usinado Fundido A diferença estará apenas nos custos e tempos de fabricação? 1 EVOLUÇÃO DAS PROPRIEDADES COM O TRATAMENTO TERMOMECÂNICO

Leia mais

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PROJETO DE LEI N o 1.013, DE 2011 Dispõe sobre a fabricação e venda, em território nacional, de veículos utilitários movidos a óleo diesel, e dá

Leia mais

RELATÓRIO DE COMPENSAÇÃO DE EMISSÕES DE CO 2

RELATÓRIO DE COMPENSAÇÃO DE EMISSÕES DE CO 2 RELATÓRIO DE COMPENSAÇÃO DE EMISSÕES DE CO 2 XIV Simpósio Nacional de Auditoria de Obras Públicas (SINAOP) Centro de Eventos do Pantanal - Cuiabá 1 Novembro 2011 Nome do Evento: XIV SINAOP 2011 Cuiabá

Leia mais

A primeira análise do ciclo de vida da embalagem de leite UHT em toda a Europa

A primeira análise do ciclo de vida da embalagem de leite UHT em toda a Europa Título 10 / 11 A primeira análise do ciclo de vida da embalagem de leite UHT em toda a Europa A análise do IFEU compara os impactos ambientais das embalagens cartonadas, as garrafas PEAD e PET: as embalagens

Leia mais

Especial Brasileiros Meio Ambiente

Especial Brasileiros Meio Ambiente Especial Brasileiros Meio Ambiente OBJETIVOS DO PROJETO A Revista Brasileiros quer oferecer ao leitor uma visão abrangente e singular do Meio Ambiente, com ênfase nas áreas de Pegada de Carbono, Ano da

Leia mais

Para o diretor geral da IHS Automotive South America, Paulo Cardamone, a tendência é o Brasil repetir o que ocorreu na Europa.

Para o diretor geral da IHS Automotive South America, Paulo Cardamone, a tendência é o Brasil repetir o que ocorreu na Europa. + Entrevista: INOVAR-AUTO trará benefícios ao consumidor + Matéria-Prima: Extremamente versátil + Transportes: Cardan até 220 kg mais leve e simples + Mercado: Na Europa, uso do alumínio pode chegar a

Leia mais

Emprego da Contabilidade de Custos Ecológicos em um Projeto de Produção Enxuta de uma Indústria Automobilística Brasileira

Emprego da Contabilidade de Custos Ecológicos em um Projeto de Produção Enxuta de uma Indústria Automobilística Brasileira Emprego da Contabilidade de Custos Ecológicos em um Projeto de Produção Enxuta de uma Indústria Automobilística Brasileira Fabiana Giusti Serra 2015 Indústria automobilística brasileira A indústria automobilística

Leia mais

TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE

TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE BARRAS E PERFIS AÇO PARA INDÚSTRIA TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE Ao usar a ampla linha de Barras e Perfis Gerdau, você coloca mais qualidade no seu trabalho. Cada produto foi desenvolvido

Leia mais

CST Processos Gerenciais

CST Processos Gerenciais CST Processos Gerenciais Padrão de Resposta O estudante deve redigir texto dissertativo, abordando os seguintes tópicos: A A ideia de que desenvolvimento sustentável pode ser entendido como proposta ou

Leia mais

Pegada de Carbono. Carbon Footprint. Abril 2013

Pegada de Carbono. Carbon Footprint. Abril 2013 Pegada de Carbono Carbon Footprint Abril 2013 O que é pegada de carbono Carbon Footprint É o total de emissões de CO2 e de quaisquer outros gases (GEE), expressas em termos de carbono equivalentes de dióxido

Leia mais

ACV: Uma ferramenta para os desafios da Sustentabilidade

ACV: Uma ferramenta para os desafios da Sustentabilidade FÓRUM MINEIRO DE PRODUÇÃO E CONSUMO SUSTENTÁVEL Avaliação do Ciclo de Vida: Tendências, Aplicabilidade Oportunidades e Perspectivas ACV: Uma ferramenta para os desafios da Sustentabilidade GP2 Grupo de

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MEIO AMBIENTE - DMA/FIESP FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SÃO PAULO FIESP

DEPARTAMENTO DE MEIO AMBIENTE - DMA/FIESP FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SÃO PAULO FIESP FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SÃO PAULO FIESP Inventário GEE- São Paulo MAIO - 2014 Sumário - Base Legal Inventário - Sugestão para elaboração de inventário 2/40 Base Legal Lei 13.798 de 09 de

Leia mais

Aditivos para Redução de Atrito em Lubrificantes Industriais e Automotivos

Aditivos para Redução de Atrito em Lubrificantes Industriais e Automotivos Aditivos para Redução de Atrito em Lubrificantes Industriais e Automotivos Conteúdo Agente de Lubricidade Polimérico para Óleos Integrais de Usinagem Agente de Lubricidade Não-Polimérico para Fluidos Hidráulicos

Leia mais

Redução do impacto ambiental através das práticas lean Autor: Lando Tetsuro Nishida.

Redução do impacto ambiental através das práticas lean Autor: Lando Tetsuro Nishida. Redução do impacto ambiental através das práticas lean Autor: Lando Tetsuro Nishida. O sistema de gerenciamento ambiental está se tornando cada vez mais uma prioridade na gestão das empresas. Em diversas

Leia mais

PRESS info. Vantajoso para a ecologia e economia Ecolution by Scania. P10902PT / Per-Erik Nordström 22 de Setembro de 2010

PRESS info. Vantajoso para a ecologia e economia Ecolution by Scania. P10902PT / Per-Erik Nordström 22 de Setembro de 2010 PRESS info P10902PT / Per-Erik Nordström 22 de Setembro de 2010 Vantajoso para a ecologia e economia Ecolution by Scania Ecolution by Scania é uma nova linha de produtos e serviços verdes com que os operadores

Leia mais

USIMOR USINAGEM INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA.

USIMOR USINAGEM INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. USIMOR USINAGEM INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. A USIMOR Desde 1987 instalada na cidade de Jarinu em uma área total de 24.347m², conta com um quadro funcional altamente capacitado e um parque industrial equipado

Leia mais

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Ano de referência do inventário: 2013 Ford Nome fantasia: Ford - CNPJ: 03.470.727/0001-20 Tipo da empresa: Matriz Setor econômico: C. Indústrias de transformação

Leia mais

Indústrias Química, do Plástico, do Vidro e dos Metais

Indústrias Química, do Plástico, do Vidro e dos Metais Indústrias Química, do Plástico, do Vidro e dos Metais Trabalho realizado por: Leonardo Vieira R. da Silveira Marcelo Henrique G. Bueno Ralf Marcelo. S. de Oliveira Professor: Renato de Sousa Dâmaso Disciplina:

Leia mais

Indicadores de Sustentabilidade utilizando ACV

Indicadores de Sustentabilidade utilizando ACV Indicadores de Sustentabilidade utilizando ACV Indicadores de Sustentabilidade utilizando ACV Indicator selection in life cycle assessment to enable decision making: issues and solutions. Int J Life Cycle

Leia mais

Tecnologia Mecânica. Programa. Processamento Mecânico de Materiais Metálicos. Fundamentos. Estampagem. Luís Alves. Corte Arrombamento.

Tecnologia Mecânica. Programa. Processamento Mecânico de Materiais Metálicos. Fundamentos. Estampagem. Luís Alves. Corte Arrombamento. Tecnologia Mecânica Programa Processamento Mecânico de Materiais Metálicos Fundamentos Estampagem Luís Alves Corte Arrombamento Forjamento Hydroforming Bárbara Gouveia Tecnologia Mecânica 1 Tecnologia

Leia mais

A POLUIÇÃO DO AR POR NAVIOS

A POLUIÇÃO DO AR POR NAVIOS A POLUIÇÃO DO AR POR NAVIOS A crescente preocupação da comunidade internacional com a proteção do meio ambiente tem trazido à baila a poluição do ar causada pelas embarcações. Em conseqüência, o Anexo

Leia mais

PLANTAS PARA FABRICAÇÃO DE TUBOS HELICOIDAIS. Soluções sob medida com benefícios mensuráveis para o cliente

PLANTAS PARA FABRICAÇÃO DE TUBOS HELICOIDAIS. Soluções sob medida com benefícios mensuráveis para o cliente PLANTAS PARA FABRICAÇÃO DE TUBOS HELICOIDAIS Soluções sob medida com benefícios mensuráveis para o cliente GRUPO SMS Líder na fabricação de equipamentos e máquinas Sob o amparo da SMS Holding GmbH, o Grupo

Leia mais

Ecogerma 2012 Lean Production na redução de uso de recursos em processos produtivos

Ecogerma 2012 Lean Production na redução de uso de recursos em processos produtivos Ecogerma 2012 Lean Production na redução de uso de recursos em processos produtivos Paulino G. Francischini pgfranci@usp.br Conteúdo 1. Conceito de Lean Production 2. Desperdícios no processos produtivo

Leia mais

Reduction in Generation of Scrap Metal by Internal Reuse and

Reduction in Generation of Scrap Metal by Internal Reuse and Reduction in Generation of Scrap Metal by Internal Reuse and External Recycling at Serralheria Montanheza Redução da geração de sucatas metálicas por meio da reutilização interna e reciclagem externa na

Leia mais

Vantagens do Veículo Híbrido:

Vantagens do Veículo Híbrido: Vantagens do Veículo Híbrido: VANTAGENS PARA O OPERADOR É um veículo que não tem câmbio, sua aceleração e frenagem é elétrica, o motor a combustão, além de pequeno, opera numa condição ideal (rotação fixa).

Leia mais

Aço. Ciclo de vida é o conjunto de todas as etapas necessárias para que um produto cumpra sua função na cadeia de produtividade.

Aço. Ciclo de vida é o conjunto de todas as etapas necessárias para que um produto cumpra sua função na cadeia de produtividade. Ciclo de Vida Ciclo de vida é o conjunto de todas as etapas necessárias para que um produto cumpra sua função na cadeia de produtividade. Sua análise permite a quantificação das emissões ambientais e o

Leia mais

TECNOLOGIA DA DEFORMAÇÃO PLÁSTICA. VOL II APLICAÇÕES INDUSTRIAIS (Enunciados de Exercícios Complementares)

TECNOLOGIA DA DEFORMAÇÃO PLÁSTICA. VOL II APLICAÇÕES INDUSTRIAIS (Enunciados de Exercícios Complementares) TECNOLOGIA DA DEFORMAÇÃO PLÁSTICA VOL II APLICAÇÕES INDUSTRIAIS (Enunciados de Exercícios Complementares) Nota Introdutória Este documento é um anexo ao livro Tecnologia Mecânica Tecnologia da Deformação

Leia mais

1º. Seminário Internacional Sobre Eficiência Energética de Veículos Pesados DESPOLUIR/CNT PNEUS VERDES. 06 de Junho de 2013

1º. Seminário Internacional Sobre Eficiência Energética de Veículos Pesados DESPOLUIR/CNT PNEUS VERDES. 06 de Junho de 2013 01 1º. Seminário Internacional Sobre Eficiência Energética de Veículos Pesados DESPOLUIR/CNT PNEUS VERDES 06 de Junho de 2013 02 Índice A Indústria Brasileira de Pneus ANIP pg 03-09 Pneus Verdes ou Biopneus

Leia mais

Guia de sustentabilidade para plásticos

Guia de sustentabilidade para plásticos Guia de sustentabilidade para plásticos Maio 2014 1 2 3 4 5 6 7 8 Introdução... 4 Contextualização dos plásticos... 6 Composição dos móveis e utensílios de plásticos...7 Requerimentos para materiais que

Leia mais

Empresas brasileiras emitiram 85,2 milhões de toneladas de gases de efeito estufa no ano passado

Empresas brasileiras emitiram 85,2 milhões de toneladas de gases de efeito estufa no ano passado Empresas brasileiras emitiram 85,2 milhões de toneladas de gases de efeito estufa no ano passado (Dados divulgados hoje no lançamento do programa Empresas pelo Clima, do GVCes, estão disponíveis em www.fgv.br/ces/epc

Leia mais

são mesmo o futuro? Pedro Meunier Honda Portugal, S.A.

são mesmo o futuro? Pedro Meunier Honda Portugal, S.A. Automóveis Híbridos: H são mesmo o futuro? Pedro Meunier Honda Portugal, S.A. Veículos em circulação por região Biliões de Veículos 2.5 2 1.5 1 0.5 0 2000 2010 2020 2030 2040 2050 Total África América

Leia mais

ENSINO DE QUÍMICA: VIVÊNCIA DOCENTE E ESTUDO DA RECICLAGEM COMO TEMA TRANSVERSAL

ENSINO DE QUÍMICA: VIVÊNCIA DOCENTE E ESTUDO DA RECICLAGEM COMO TEMA TRANSVERSAL ENSINO DE QUÍMICA: VIVÊNCIA DOCENTE E ESTUDO DA RECICLAGEM COMO TEMA TRANSVERSAL MENDONÇA, Ana Maria Gonçalves Duarte. Universidade Federal de Campina Grande. E-mail: Ana.duartemendonca@gmail.com RESUMO

Leia mais

Preocupada com o meio ambiente, a Grosfillex encomendou um Estudo do Balanço Ecológico sobre Móveis de Jardim.

Preocupada com o meio ambiente, a Grosfillex encomendou um Estudo do Balanço Ecológico sobre Móveis de Jardim. Apresentação: Preocupada com o meio ambiente, a Grosfillex encomendou um Estudo do Balanço Ecológico sobre Móveis de Jardim. Este estudo foi feito em 27 num laboratório independente especializado nas problemáticas

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CICLO DE VIDA. Fernanda Margarido (2008)

AVALIAÇÃO DO CICLO DE VIDA. Fernanda Margarido (2008) AVALIAÇÃO DO CICLO DE VIDA Fernanda Margarido (2008) ACV - Avaliação do Ciclo de Vida dos Produtos ou Serviços Uma técnica de quantificação do impacte ambiental de um produto ou Serviço. Responsabilização

Leia mais

RASTREAMENTO DE FROTAS COMO FORMA DE ECONOMIZAR COMBUSTÍVEL E TORNAR MAIS SUSTENTÁVEL O TRANSPORTE

RASTREAMENTO DE FROTAS COMO FORMA DE ECONOMIZAR COMBUSTÍVEL E TORNAR MAIS SUSTENTÁVEL O TRANSPORTE RASTREAMENTO DE FROTAS COMO FORMA DE ECONOMIZAR COMBUSTÍVEL E TORNAR MAIS SUSTENTÁVEL O TRANSPORTE por Cileneu Nunes Painel 3: Tecnologias para monitoramento de risco e produtividade logística O mercado

Leia mais

EM908 SEGUNDA AULA PROJETO DE MATRIZES PARA EXTRUSÃO A FRIO DE UM EIXO

EM908 SEGUNDA AULA PROJETO DE MATRIZES PARA EXTRUSÃO A FRIO DE UM EIXO Nesta aula iniciaremosoplanejamento do processo para a extrusão a frio deum eixo escalonado. O número de estágios a ser utilizado e as dimensões das matrizes serão definidos utilizando-se os critérios

Leia mais

LEVANTAMENTO DO PERFIL E AVALIAÇÃO DA FROTA DE VEICULOS DE PASSEIO BRASILEIRA VISANDO RACIONALIZAR AS EMISSÕES DE DIÓXIDO DE CARBONO

LEVANTAMENTO DO PERFIL E AVALIAÇÃO DA FROTA DE VEICULOS DE PASSEIO BRASILEIRA VISANDO RACIONALIZAR AS EMISSÕES DE DIÓXIDO DE CARBONO LEVANTAMENTO DO PERFIL E AVALIAÇÃO DA FROTA DE VEICULOS DE PASSEIO BRASILEIRA VISANDO RACIONALIZAR AS EMISSÕES DE DIÓXIDO DE CARBONO Leonardo Eustáquio Guimarães Francis Lee RESUMO: O objetivo deste trabalho

Leia mais

Gás Natural Veicular alternativa para uma mobilidade mais inteligente. 9º Encontro Transportes em Revista Lisboa, 25 Junho 2015

Gás Natural Veicular alternativa para uma mobilidade mais inteligente. 9º Encontro Transportes em Revista Lisboa, 25 Junho 2015 Gás Natural Veicular alternativa para uma mobilidade mais inteligente 9º Encontro Transportes em Revista Lisboa, 25 Junho 2015 Índice 1. Grupo Dourogás 2. O Gás Natural 3. UE: mobilidade sustentável 4.

Leia mais

GEOGRAFIA - 1 o ANO MÓDULO 62 O PETRÓLEO EM DESTAQUE

GEOGRAFIA - 1 o ANO MÓDULO 62 O PETRÓLEO EM DESTAQUE GEOGRAFIA - 1 o ANO MÓDULO 62 O PETRÓLEO EM DESTAQUE Como pode cair no enem? (ENEM) No mundo contemporâneo, as reservas energéticas tornam-se estratégicas para muitos países no cenário internacional. Os

Leia mais

10 dicas para uma condução mais ecológica

10 dicas para uma condução mais ecológica A Campanha Torne os Automóveis Mais Ecológicos procura reduzir o impacto dos carros no meio ambiente bem como ajudar a que os condutores pensem ecologicamente antes de conduzirem. 10 dicas para uma condução

Leia mais

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento.

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. Case de Sucesso Integrando CIOs, gerando conhecimento. TEKSID DESENVOLVE FERRAMENTA PARA INFORMATIZAÇÃO DOS RESULTADOS DAS ANÁLISES METALÚRGICAS E METALOGRÁFICAS, COMPLETANDO A AUTOMATIZAÇÃO DAS INFORMAÇÕES

Leia mais

CONTROLE DA POLUIÇÃO DO AR - PROCONVE/PROMOT RESOLUÇÃO CONAMA nº 15 de 1995

CONTROLE DA POLUIÇÃO DO AR - PROCONVE/PROMOT RESOLUÇÃO CONAMA nº 15 de 1995 RESOLUÇÃO CONAMA nº 15, de 13 de dezembro de 1995 Publicada no DOU n o 249, de 29 de dezembro de 1995, Seção 1, páginas 22876-22877 Correlações: Altera a Resolução n os 18/86 e 3/89 para os limites de

Leia mais

Equipamentos de Controle de

Equipamentos de Controle de Módulo VI Equipamentos de Controle de Poluição do Ar Equipamentos de Controle de Poluição do Ar Controle da emissão de material particulado Filtros de Manga Coletores Inerciais ou Gravitacionais Coletores

Leia mais

Desempenho ao longo da linha. Sistemas Schuler de automação. Forming the Future

Desempenho ao longo da linha. Sistemas Schuler de automação. Forming the Future Desempenho ao longo da linha. Sistemas Schuler de automação. Forming the Future Desempenho ao longo da linha Sistemas Schuler de automação Automaticamente mais Know-how. Bem-vindo à Schuler. Como líder

Leia mais

Representante Exclusivo No Brasil Meritum Comex LTDA -F (51) 3356-2531 / F (51) 8168-4464

Representante Exclusivo No Brasil Meritum Comex LTDA -F (51) 3356-2531 / F (51) 8168-4464 Representante Exclusivo No Brasil Meritum Comex LTDA -F (51) 3356-2531 / F (51) 8168-4464 Índice: Sobre Nós:...2 Indústrias Atendidas:... 3-4 Materiais:... 5-6 Formas Forjadas:... 7-8 Capacidade de Produção:...

Leia mais

Ciências Econômicas. O estudante deve redigir texto dissertativo, abordando os seguintes tópicos:

Ciências Econômicas. O estudante deve redigir texto dissertativo, abordando os seguintes tópicos: Ciências Econômicas Padrão de Resposta O estudante deve redigir texto dissertativo, abordando os seguintes tópicos: A A ideia de que desenvolvimento sustentável pode ser entendido como proposta ou processo

Leia mais

Sistema de Informações da Mobilidade Urbana. Relatório Geral 2011

Sistema de Informações da Mobilidade Urbana. Relatório Geral 2011 Sistema de Informações da Mobilidade Urbana Relatório Geral 2011 Dezembro/2012 Relatório Geral 2011 1 Sumário executivo... 3 2 Mobilidade... 28 2.1 Valores para Brasil (municípios acima de 60 mil habitantes)...

Leia mais

GAMA FIAT GPL BI-FUEL: PROJECTADA, FABRICADA E GARANTIDA PELA FIAT

GAMA FIAT GPL BI-FUEL: PROJECTADA, FABRICADA E GARANTIDA PELA FIAT GAMA FIAT GPL BI-FUEL: PROJECTADA, FABRICADA E GARANTIDA PELA FIAT GPL Euro 5 da Fiat Segurança Economia Tecnologia Ecologia A Gama Fiat GPL Bi-Fuel 1 GPL Euro 5 da Fiat A nova oferta GPL Euro 5 da Fiat

Leia mais

PROGRAMA DE COLETA SELETIVA

PROGRAMA DE COLETA SELETIVA PROGRAMA DE COLETA SELETIVA PROGRAMA DE COLETA SELETIVA Usando Bem Ninguém Fica Sem. PROGRAMA DE COLETA SELETIVA 1. O QUE É COLETA SELETIVA 2. DESTINO FINAL DO LIXO DE SÃO PAULO 3. COMPOSIÇÃO DO LIXO SELETIVO

Leia mais

Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática

Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática A Abiquim e suas ações de mitigação das mudanças climáticas As empresas químicas associadas à Abiquim, que representam cerca

Leia mais

Tuesday, April 3, 12

Tuesday, April 3, 12 No começo, era apenas a eco-eficiência Zerar emissões Reduzir, reutilizar, reciclar Minimizar o impacto ecológico Reduzir o consumo Eco produtos Sustentável Neutralizar carbono Eficiência energética No

Leia mais

- PLACA DE CHOQUE: É construída com material Aço 1045, podendo levar um tratamento térmico para alcançar uma dureza de 45-48 HRC, se necessário.

- PLACA DE CHOQUE: É construída com material Aço 1045, podendo levar um tratamento térmico para alcançar uma dureza de 45-48 HRC, se necessário. Estampagem A estampagem é o processo de fabricação de peças, através do corte ou deformação de chapas em operação de prensagem geralmente a frio. A conformação de chapas é definida como a transição de

Leia mais

RECICLAGEM DOS MATERIAIS

RECICLAGEM DOS MATERIAIS RECICLAGEM DOS MATERIAIS Bibliografia MANO, E. B., PACHECO, E. B.; BONELLI, C. M. C. Meio ambiente, poluição e reciclagem. São Paulo: Edgard Blucher, cap 10, 2005. C-H Leea, C-T Chang, K-Sh Fan, T-C Chang.

Leia mais

Tecnologia de Tração Elétrica

Tecnologia de Tração Elétrica REV.00 01 Tecnologia de Tração Elétrica Veículos a Bateria Trólebus Híbridos Hidrogênio Fuel Cel ou Pilha a Combustível 02 Veículos a Bateria VANTAGENS 1. TOTALMENTE ELÉTRICO. POLUIÇÃO PRATICAMENTE ZERO.

Leia mais

Emissões e Consumo do Veículo Convencional e VEH: Resultados Medidos

Emissões e Consumo do Veículo Convencional e VEH: Resultados Medidos Emissões e Consumo do Veículo Convencional e VEH: Resultados Medidos Suzana Kahn Ribeiro Programa de Engenharia de Transportes COPPE/UFRJ IVIG Instituto Virtual Internacional de Mudanças Climáticas Estrutura

Leia mais

Imagem Global e Reputação da Indústria Automobilística

Imagem Global e Reputação da Indústria Automobilística Imagem Global e Reputação da Indústria Automobilística Contexto Durante a história recente, as percepções públicas a respeito da indústria automobilística tem reagido de acordo com eventos e marcos globais

Leia mais

De onde vêm as lágrimas?

De onde vêm as lágrimas? De onde vêm as lágrimas? É toda substância que, em solução aquosa, sofre dissociação, liberado pelo menos um cátion diferente de H + e um ânion diferente de OH -. a) Presença de oxigênio b) Sal não oxigenado

Leia mais

LOGÍSTICA REVERSA DE SUCATAS

LOGÍSTICA REVERSA DE SUCATAS E S C O L A P O L I T É C N I C A DA U N I V E R S I D A D E DE S ÃO P A U L O - D E P A R T A M E N T O DE E N G E N H A R I A M E T A L Ú R G I C A E DE M A T E R I A I S - - L A B O R A T Ó R I O DE

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico. Parecer Técnico n.º 06478/2006/RJ

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico. Parecer Técnico n.º 06478/2006/RJ MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer Técnico n.º 06478/2006/RJ COGCE/SEAE/MF Rio de janeiro, 28 de novembro de 2006 Referência: Ofício n 5715/2006/SDE/GAB de 13 de novembro

Leia mais

A importância da eficiência energética para redução de consumo de combustíveis e emissões no transporte de cargas e passageiros

A importância da eficiência energética para redução de consumo de combustíveis e emissões no transporte de cargas e passageiros A importância da eficiência energética para redução de consumo de combustíveis e emissões no transporte de cargas e passageiros Brasíli, 05 de junho de 2013 1 Consumo Final Energético por Queima de Combustíveis

Leia mais

O que um carro precisa ter para ser especial para você? Novo Civic 2015. Feito especialmente para você.

O que um carro precisa ter para ser especial para você? Novo Civic 2015. Feito especialmente para você. Honda Civic 2015 O que um carro precisa ter para ser especial para você? Design? Tecnologia? Conforto? Desempenho? Segurança? Ou tudo isso junto? O novo Honda Civic vai superar suas expectativas. Porque

Leia mais

APLICAÇÃO DO PROGRAMA SIMAPRO NA AVALIAÇÃO DO CICLO DE VIDA DO GERADOR A DIESEL

APLICAÇÃO DO PROGRAMA SIMAPRO NA AVALIAÇÃO DO CICLO DE VIDA DO GERADOR A DIESEL TECLIM Rede de Tecnologias Limpas da Bahia Departamento de Engenharia Ambiental APLICAÇÃO DO PROGRAMA SIMAPRO NA AVALIAÇÃO DO CICLO DE VIDA DO GERADOR A DIESEL Disciplina: ENG E76 Ecologia Industrial Professor:

Leia mais

Magazine Meio Ambiente

Magazine Meio Ambiente Página 1 de 5 Magazine Meio Ambiente MEIO AMBIENTE Dez atitudes domésticas ecologicamente corretas Publicado a 28 Janeiro 2011 por Danielrox01 Substituir sacolas de plástico A sacola de plástico é a atual

Leia mais

A Visão do Transporte Aéreo sobre as Fontes Renováveis de Energia

A Visão do Transporte Aéreo sobre as Fontes Renováveis de Energia A Visão do Transporte Aéreo sobre as Fontes Renováveis de Energia Seminário DCA-BR - Fontes Renováveis de Energia na Aviação São José dos Campos 10 de junho de 2010 Cmte Miguel Dau Vice-Presidente Técnico-Operacional

Leia mais

PRODUÇÃO INDUSTRIAL CRESCIMENTO ECONÔMICO

PRODUÇÃO INDUSTRIAL CRESCIMENTO ECONÔMICO UNIVERSIDADE DE CAIAS DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO Produção mais Limpa: O Caso do Arranjo Produtivo Local Metal-Mecânico Mecânico Automotivo da Serra Gaúcha Eliana Andréa

Leia mais

VARREDEIRA GREEN MACHINES 636HS A mais moderna varredeira de aspiração

VARREDEIRA GREEN MACHINES 636HS A mais moderna varredeira de aspiração VARREDEIRA GREEN MACHINES 636HS A mais moderna varredeira de aspiração Remova resíduos e sujeiras de forma mais eficiente com a versatilidade da varredeira de aspiração 636HS. Garanta lugares públicos

Leia mais

Sistemas de codificação a laser de fibra

Sistemas de codificação a laser de fibra Contraste de marcação superior a uma alta velocidade em matéria plástica e metais robustos Guia de amostra de codificação e marcação Sistemas de codificação a laser de fibra Realizar marcações a laser

Leia mais

Assunto: Pedido de alteração do Imposto de Importação Regime de Autopeças Não Produzidas

Assunto: Pedido de alteração do Imposto de Importação Regime de Autopeças Não Produzidas Ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior MDIC Secretaria de Desenvolvimento da Produção SDP Esplanada dos Ministérios, Bloco J, andar Térreo Brasília DF CEP: 70.053-900 Assunto:

Leia mais