CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO"

Transcrição

1 CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO 1

2 CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO SUMÁRIO Apresentação da UFJF A Universidade Federal de Juiz de Fora, 3 Formas de Ingresso, 5 Institutos e Faculdades, 6 Bacharelados Interdisciplinares, 7 Central de Atendimento, 9 Biblioteca, 11 Escola de Governo e Cidadania, 16 Unidades Acadêmicas Faculdade de Administração e Ciências Contábeis, 18 Faculdade de Comunicação Social, 19 Faculdade de Direito, 21 Faculdade de Economia, 22 Faculdade de Educação, 23 Faculdade de Educação Física e Desportos, 26 Faculdade de Enfermagem, 32 Faculdade de Engenharia e Departamento de Arquitetura, 34 Faculdade de Farmácia, 37 Faculdade de Fisioterapia, 40 Faculdade de Medicina e Hospital Universitário, 43 Faculdade de Odontologia, 47 Faculdade de Serviço Social, 49 Instituto de Ciências Exatas, 51 Instituto de Artes e Design, 56 Instituto de Ciências Biológicas e Departamento de Nutrição, 58 Instituto de Ciências Humanas, 64 Outras Unidades Arquivo da UFJF, 70 Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (Caed), 73 Centro de Educação a Distância (Cead), 76 Centro Regional de Inovação e Transferência de Tecnologia, 78 Cine-Theatro Central, 84 Colégio de Aplicação João XXIII, 86 Museu de Arte Murilo Mendes (MAMM), 91 Outros Museus, 95 Fórum da Cultura, 99 2

3 APRESENTAÇÃO A Universidade Federal de Juiz de Fora A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) foi criada por meio do decreto 3.858, assinado no governo do então presidente Juscelino Kubitschek. Posteriormente ocorreu a federalização da mesma. Atualmente é uma das melhores universidades públicas do Brasil, atendendo cerca de 20 mil alunos. Atua em duas cidades: Juiz de Fora e Governador Valadares, sendo que o campus desta última encontra-se em fase de construção. O campus universitário de Juiz de Fora fica à Rua José Lourenço Kelmer, s/n, no bairro São Pedro. São ministrados diversos cursos na UFJF, nas duas cidades onde a instituição atua e também pelo Núcleo de Educação a Distância: Em Juiz de Fora: - Administração; - Bacharelado Interdisciplinar em Artes e Design; - Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas; - Arquitetura e Urbanismo; - Bacharelado em Música; - Ciências Biológicas; - Ciências da Computação; - Ciências Econômicas; - Ciências Exatas; - Ciências Sociais; - Comunicação Social; - Direito; - Educação Física; - Enfermagem; - Engenharia Civil, Engenharia Computacional, Engenharia de Produção, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Engenharia Sanitária e Ambiental; - Estatística; - Farmácia; - Filosofia; - Física; - Fisioterapia; - Geografia; - História; - Letras; - Matemática; - Medicina; - Nutrição; - Odontologia; - Psicologia; - Serviço Social; - Turismo. 3

4 Em Governador Valadares: - Administração; - Ciências Contábeis; - Direito; - Economia; - Farmácia; - Fisioterapia; - Medicina; - Nutrição; - Odontologia. Ensino a Distância: - Administração; - Administração Pública e licenciaturas em Enfermagem; - Física; - Matemática; - Química; - Pedagogia. 4

5 FORMAS DE INGRESSO A Copese A Comissão Permanente de Seleção (Copese) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) é o órgão responsável pela realização dos Programas de Ingresso da UFJF e pela seleção de técnicoadministrativos em educação (TAEs), além de desenvolver outros processos seletivos da Universidade e de diversas instituições. Os Programas de Ingresso da UFJF têm o objetivo de realizar o preenchimento das vagas disponíveis nos cursos de graduação oferecidos pela instituição, quer seja na modalidade presencial ou na modalidade à distância, dentre outros critérios de ingresso na mesma. Estes Programas são distribuídos em dois formatos: Concurso Vestibular e o Programa de Ingresso Seletivo Misto (Pism) que é a seleção pelo sistema seriado em três módulos consecutivos e anuais. Diante de sua principal missão de viabilizar o acesso ao ensino superior, vinculada a toda regulamentação e decisões do Conselho Superior e do Conselho Setorial de Graduação, a Copese oferece à sociedade a execução de ações e procedimentos que visam processos equânimes e com resguardo da segurança, sigilo e transparência necessários ao atingimento de formas adequadas e dentro de iguais condições de entrada no ensino público para obtenção da formação em nível superior. Vestibular e Pism Em novembro de 2011 a UFJF decidiu acabar com o vestibular tradicional. Passou a contar com o modo de ingresso via Enem e com o Programa de Ingresso Seletivo Misto, aplicado a estudantes de ensino médio. - Enem: desde 2012 a nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) corresponde à seleção de 70% das vagas oferecidas pela universidade, enquanto a seleção dos 30% restantes é feita pelo Programa de Ingresso Seletivo Misto (Pism). O ingresso via Enem é feito através do Sistema de Seleção Unificada (SiSU). - Pism: o Pism é um concurso vestibular seriado, em que provas nas áreas de conhecimento avaliadas pela Universidade (língua portuguesa, literatura, história, geografia, matemática, física, química e biologia) são aplicadas aos candidatos a cada fim de ano letivo do Ensino Médio. O estudante obtém uma pontuação a cada prova (ou módulo), sendo a mesma acumulada ao longo dos três anos e, ao fim do módulo três do Pism, têm-se a classificação para as vagas disponibilizadas pela UFJF para este modelo de ingresso. Hoje, 30% das vagas são oferecidas no Pism. Reserva de vagas - Cotas: das vagas destinadas ao Concurso Vestibular e para o Programa de Ingresso Seletivo Misto Módulo III, 50% ficam reservadas, em cada um dos cursos, para os egressos das escolas públicas que tenham cursado, pelo menos, quatro séries do ensino fundamental e a totalidade do ensino médio na rede pública de ensino. Desse percentual, 25% são para candidatos autodeclarados negros. 5

6 INSTITUTOS E FACULDADES Faculdade de Administração e Ciências Contábeis Faculdade de Comunicação Social Faculdade de Direito Faculdade de Economia Faculdade de Educação Faculdade de Educação Física e Desportos Faculdade de Enfermagem Faculdade de Engenharia e Departamento de Arquitetura Faculdade de Farmácia Faculdade de Fisioterapia Faculdade de Medicina e Hospital Universitário Faculdade de Odontologia Faculdade de Serviço Social Instituto de Artes e Design Instituto de Ciências Biológicas e Departamento de Nutrição Instituto de Ciências Humanas Instituto de Ciências Exatas 6

7 BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES SERVIÇOS Os Bacharelados Interdisciplinares A UFJF criou, em 2007, uma nova estrutura de graduação. Além das formas de ingresso tradicionais, em que o candidato escolhe o curso que vai fazer logo na inscrição para o Enem ou PISM III, a Universidade oferece, atualmente, os cursos de dois ciclos, também conhecidos como Bacharelados Interdisciplinares (BI). Juntos, os BIs em Artes e Design, Ciências Humanas e Ciências Exatas representam cerca de 30% das vagas oferecidas todos os anos. Eles constituem uma alternativa de renovação da arquitetura curricular das universidades brasileiras, seguindo uma tendência internacional, cujo objetivo maior é solucionar problemas enfrentados pelo ensino superior em todo o país. O fato de os estudantes terem que escolher qual carreira seguir em torno dos 17 anos, a pouca formação cultural e humanística dos graduandos e a necessidade de mais interdisciplinaridade nos cursos foram alguns dos motivos que fizeram a Universidade adotar o modelo. A Estrutura curricular de todos os cursos de bacharelado interdisciplinar oferecidos pela UFJF é semelhante: o aluno passa por um primeiro ciclo de formação mais abrangente, com disciplinas de áreas diversas de interesse, tendo até mesmo mais liberdade para montar sua grade curricular. Ao final deste ciclo, que pode durar de dois anos e meio a três anos, o estudante recebe o título de bacharel no curso. Este título é de ensino superior. Dessa forma, pode-se escolher já ingressar no mercado de trabalho ou começar o segundo ciclo. Nele, o aluno se especializa em uma das áreas oferecidas pelos institutos, sem precisar de um novo vestibular. 7

8 Bacharelado Interdisciplinar em Artes e Design O Bacharelado Interdisciplinar em Artes e Design da UFJF é proposto como uma modalidade de curso de formação superior com duração padrão de seis semestres letivos ou três anos, oferecido em período diurno. Sua proposta pedagógica e curricular tem como orientação a compreensão das Artes e do Design como campos epistemológicos expandidos, cuja cultura e posturas se fortalecem no trânsito de seus saberes no seio da cultura geral, lugar e fundamento de suas respectivas intervenções. Configura-se, assim, como um curso de formação superior que se organiza no cruzamento de saberes transversais, especialmente considerados no contexto da experimentação criativa dos seus meios, instrumentos e estratégias. O curso propõe equilibrar o tempo destinado à formação geral e específica e tem sua justificativa baseada na defesa de uma formação integral que possibilitará uma leitura pertinente, sensível e crítica da realidade. Tal modelo deverá formar indivíduos críticos e sintonizados com o seu tempo. Uma das principais diferenças do Bacharelado Interdisciplinar em relação ao modelo de formação superior tradicional, praticado até hoje no Brasil, diz respeito ao modo de preparação para o trabalho. Enquanto o modelo tradicional se volta de forma direta e imediata para certos campos do saber ou uma profissionalização que se expressa no desenvolvimento de competências específicas, o bacharelado Interdisciplinar visa a preparação para o desempenho de ocupações diversas que mobilizem, de modo flexível, conhecimentos, competências e habilidades. Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Exatas O Instituto de Ciências Exatas (ICE) busca, através de suas atividades de ensino, pesquisa e extensão, ser referência em sua área de atuação. Composto pelos departamentos de Ciência da Computação, Estatística, Física, Matemática e Química, oferece cursos de graduação em 2 ciclos. O Primeiro ciclo corresponde ao Curso de Ciências Exatas que busca dotar seu aluno de uma formação universitária baseada em conceitos amplos e básicos, mais próxima da interdisciplinaridade que marca os caminhos contemporâneos da educação. Os alunos do curso de Ciências Exatas têm acesso aos cursos de segundo ciclo com as seguintes formações profissionais: bacharelado em Ciência da Computação, Estatística e bacharelado e licenciatura em Física, Matemática, Química. Em nível de pós-graduação são oferecidos os seguintes cursos: mestrados acadêmicos em Física, Matemática, Modelagem Computacional e Química, o mestrado profissional em Educação Matemática, os doutorados em Física e Química, além de diversos cursos de especialização. Com uma expressiva produção acadêmica, o ICE tem como meta tornar-se polo de excelência no desenvolvimento tecnológico e científico. Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas O curso de Bacharelado em Ciências Humanas é um curso que gera um diploma específico e corresponde (se o acadêmico desejar) a um primeiro ciclo de formação. Isto porque ele está dentro de um processo de renovação na formação de Ciências Humanas com dois ciclos : o primeiro oferta o bacharelado com formação geral em Ciências Humanas e ênfase (ou área de concentração ) em uma das áreas de conhecimento aderentes ao projeto. E o segundo ciclo, onde o acadêmico transita para a 8

9 formação específica nos mesmos campos (pré-definidos pela ênfase ), gerando um diploma específico. O primeiro ciclo tem duração de dois anos e meio, enquanto o segundo tem duração entre um ano e meio e dois anos e meio. Os cursos de formação específica têm plena liberdade para ofertar seu bacharelado específico e/ou licenciatura. No primeiro Ciclo, o aluno pode escolher cursar disciplinas de sociologia, ciência política, antropologia, ciência da religião, filosofia, história, geografia, estatística, psicologia, artes, letras e turismo. Uma vez de posse deste diploma inicial o aluno poderá, se desejar, passar aos cursos profissionais de Ciências Sociais, Turismo, Ciência da Religião e Filosofia, completando sua formação. CENTRAL DE ATENDIMENTO SERVIÇOS A Central de Atendimento A Central de Atendimento (CAT) é um órgão da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), localizado na reitoria do campus de Juiz de Fora, que realiza o contato mais próximo com a comunidade acadêmica, com os servidores e a comunidade externa. A Central possui a função de intermediadora, a fim de centralizar e facilitar os atendimentos presenciais de vários setores da universidade. Desse modo, os interessados não precisam percorrer todo o campus para obter serviços que a instituição oferece, podendo obtê-los em um único lugar. Além dos atendimentos de serviços, a Central de Atendimento é o foco do público para informações sobre toda a universidade e também o auxílio em casos de dúvidas ou problemas. Se em alguma hipótese não puder solucionar, ela deverá sempre procurar encaminhar a outro setor, que possa resolver a demanda. Serviços oferecidos - Retirada de documentos Documentos podem ser retirados na Central de Atendimento, apenas pelo interessado ou por terceiros mediante apresentação de procuração. A emissão de documentos está sujeita a prazos, que são estipulados pelo setor da UFJF que é responsável por emiti-los. Caso seja necessária, para o usufruto de algum dos serviços oferecidos pela Central, a autenticação de documentos, o interessado deve levar o documento original junto à cópia a ser autenticada. A autenticação é feita no ato e sem custos. Coordenadoria de Assuntos e Registros Acadêmicos (CDARA): a CDARA é o órgão da UFJF responsável pela emissão e registro de documentos acadêmicos da Universidade, tanto da graduação quanto da pós-graduação. Ela não realiza atendimentos presenciais, cuja função foi delegada à Central de Atendimento. Emite: - histórico escolar; segunda via de histórico; fotocópia de histórico; histórico de pós-graduação; histórico de abandono, desistente, jubilado ou transferido; histórico de disciplina isolada; histórico veredas (históricos entregues na Faculdade de Educação); - atestado de vínculo (em curso e trancado); atestado de integralização; atestado de desligamento; atestado de reconhecimento de curso de graduação; atestado de previsão de colação de grau; - critério de promoção; - ementas ou programas de disciplinas; 9

10 - certidão de registro de diploma; - atualização do nome que consta nos registros; correção de dados cadastrais; - grade curricular dos cursos da UFJF; - cálculo do Índice de Rendimento Acadêmico (IRA); - Guia de Transferência de alunos; - dilatação ou prorrogação da dilatação do curso, cancelamento de curso, reintegração de curso; - trancamento de matrícula no curso, trancamento de matrícula em disciplina, trancamento de matrícula excepcional, destrancamento (ou reingresso); - transferência; - preenchimento de vagas ociosas; ingresso de excedentes, reinscrição, mudança de curso; inscrição em segundo curso de graduação, ingresso como graduado; - Ingresso para obtenção de nova habilitação ou modalidade; - matrícula em disciplinas isoladas; - ingresso de refugiados; - revalidação de diplomas de estrangeiros; - aproveitamento de créditos; - emissão de certificados de graduação, especialização, MBAs, mestrados e doutorados; - emissão de segunda via do diploma de graduação ou pós-graduação; - alteração de informações que constam no diplima; Pró-Reitoria de Graduação (Prograd): a Pró-Reitoria de Graduação emite os seguintes certificados: - monitoria; - Programa de Educação Tutorial (PET); - Grupo de Educação Tutorial (GET); - monitoria júnior; - Coordenação de Graduação; Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq): a Pró-Reitoria de Pesquisa emite os seguintes certificados: - relator final/parcial de bolsa; - certificado de conclusão de Bolsa de Iniciação Científica; - certificado de participação e de menção honrosa; - certifica do premiação; Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proexc): o aluno que tenha concluído um projeto de extensão pode solicitar um Certificado de Conclusão do Projeto à Proexc. Pró-Reitoria de Recursos Humanos (ProRH): os principais serviços de atendidos pela Central de Atendimento em nome da ProRH são: - recadastramento de aposentado ou pensionista; - certificado de capacitação; SERVIÇOS CENTRO DE DIFUSÃO DO CONHECIMENTO (CDC) O centro: O Centro de Difusão do Conhecimento (CDC) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) é responsável pelo gerenciamento das 13 bibliotecas da Instituição: a Biblioteca Universitária e 12 10

11 bibliotecas setoriais, localizadas nas unidades acadêmicas e culturais com acervos especializados. Tem como missão a centralização e coordenação dos serviços e produtos informacionais das bibliotecas da UFJF. Reúne, organiza e difunde a informação documental necessária ao desenvolvimento das atividades de ensino, pesquisa e extensão da UFJF. O acervo do Centro de Difusão do Conhecimento é formado por várias coleções, abrangendo as áreas de Ciências Sociais e Aplicadas, Ciências Humanas, Ciências Exatas e da Terra, Ciências da Saúde, Ciências Biológicas, Engenharias, Linguística, Letras e Artes. Todas as obras podem ser pesquisadas pela internet através do catálogo on-line, no endereço da Biblioteca da UFJF. O acervo é formado por livros, folhetos, publicações avulsas, obras de referência, periódicos, material audiovisual, trabalhos de conclusão de curso, dissertações e teses. O CDC possui um repositório de teses e dissertações produzidas na Universidade, denominado BDTD-UFJF, a qual está integrada a Biblioteca Digital de Teses e Dissertações do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), cujo objetivo é disponibilizar na rede a produção acadêmica da Instituição. Consultas, empréstimos e outros serviços: A UFJF possui 15 bibliotecas, sendo que cada uma possui regras e horários de funcionamento específicos. O acesso e consulta são livres a qualquer pessoa, excetuando as bibliotecas da Faculdade de Engenharia, Serviço Social e Administração e Ciências Contábeis, que possuem acervos restritos. Nestas, para ir até as estantes é preciso acompanhamento de um funcionário. Todas estão no Campus da UFJF, exceto a do Colégio de Aplicação João XXIII, que fica no prédio do Colégio, no bairro Santa Helena; a do Museu de Arte Moderna Murilo Mendes (MAMM), localizada no Museu; e a do Instituto Itamar Franco. - Para realizar consulta: basta comparecer às bibliotecas que permitem o acesso sem acompanhamento profissional, nos horários de funcionamento. - Para realizar empréstimo: é preciso, caso seja professor, aluno ou servidor da UFJF, comparecer ao Restaurante Universitário (RU) do Campus, nos dias e horários estabelecidos pela UFJF, para fazer a carteirinha de uso das bibliotecas e do RU. Se for pertencente à comunidade em geral, o interessado deve ir à Biblioteca Universitária, levando comprovante de residência, documento de identidade e foto 3x4 atual para fazer o cadastro. - Para doar livros: é preciso baixar o formulário de doação no endereço da biblioteca na internet, listar os livros e encaminhar o formulário preenchido para o e- mail Após análise dos títulos o interessado receberá uma resposta, informando se há interesse ou não por parte da biblioteca pela possível doação. - Outros serviços: o CDC também presta serviços de orientação à pesquisa local, treinamentos de turmas e grupos de pesquisa no Portal de Periódicos Capes e outras bases científicas, comutação bibliográfica (Comut), Serviço Cooperativo de Acesso a Documentos (Scad), Normalização e Elaboração de Ficha Catalográfica. Estes últimos são serviços oferecidos, exclusivamente, à comunidade acadêmica da UFJF. O Comut e o Scad são serviços de obtenção de cópia de partes de documentos (artigos, livros, teses). As bibliotecas da UFJF participam desses dois sistemas nacionais e, caso o usuário precise, é possível conseguir um artigo que esteja na biblioteca de outra universidade conveniada aos mesmos. O serviço é cobrado e o valor é próximo de uma cópia comum. 11

12 O serviço de normalização é prestado a estudantes que estão redigindo o Trabalho de Conclusão de Curso. O objetivo é orientar os acadêmicos quanto às normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que devem ser cumpridas na entrega dos trabalhos. A ficha catalográfica faz parte dessas normas. Bases Digitais Adequando-se à crescente digitalização das formas de produção e aquisição de produções acadêmicas, a UFJF está adquirindo, desde o início de 2012, plataformas online de acervo digital, que contemplam todas as áreas do conhecimento. Por meio dessas bases, professores, estudantes e servidores têm acesso a e-books, normas técnicas, periódicos, discursos, palestras, teses, dissertações, leis, entre outros arquivos, de forma gratuita. Para facilitar o acesso a essas bases digitais no campus, a UFJF está providenciando a aquisição de cem tablets e outros cem notebooks. São as bases adquiridas pela UFJF: - Atheneu: a editora disponibiliza, em sua base online, 361 obras. As publicações englobam as áreas de Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Medicina, Odontologia, Saúde Coletiva, Nutrição, Biofísica, Biologia Geral, Bioquímica, Farmacologia, Fisiologia, Genética, Imunologia, Morfologia, Parasitologia e Zoologia. Os textos são publicados em português e com texto completo dos capítulos, permitindo o download e a impressão das obras; - HeinOnline: a base possui mais de 40 bibliotecas integradas com grande acervo de fontes raras e com cerca de cem mil imagens em PDF de documentos oficiais, incluindo tabelas, gráficos, fotos, notas escritas à mão, fotografias e notas de rodapé. Seu conteúdo é voltado principalmente para a área de Ciências Sociais. Possui 70 milhões de páginas da história jurídica. Tanto o download quanto a impressão são permitidos sem restrições. - Vlex: a plataforma Vlex é o mais completo banco de dados sobre assuntos ligados ao Direito. O seu conteúdo soma mais de 83 mil documentos em e-books e periódicos de direito, incluindo legislação, jurisprudência e doutrina, em 13 idiomas. O banco de dados da Vlex ainda inclui mais de 130 jurisdições de diferentes países. O download e a impressão de página são permitidos para os usuários. - JStor: A plataforma possui conteúdo multidisciplinar. A UFJF assinou o acesso ao conteúdo completo que compreende amis de mil periódicos acadêmicos e mais de um milhão de imagens, correspondências e outras fontes primárias. O JStor é uma das bibliotecas virtuais mais completas do mundo, disponibiliza periódicos e monografias com permissão para dowload e impressão. - Biblioteca Virtual 3.0 Universitária: inclui livros em português de importantes editoras nacionais em diversas áreas do conhecimento. Sua aquisição pela UFJF busca, principalmente, suprir os cursos de graduação, já que seu acervo possui os livros que estão incluídos nos cursos. Nesta plataforma os downloads não são permitidos. É possível imprimir na Biblioteca Universitária até 50% de cada livro. O acervo reúne 1400 livros. - ABNT: a coleção reúne as normas técnicas de todos os comitês da ABNT e Mercosul, universalizando a consulta rápida a qualquer uma dessas informações. É necessária a instalação de um software que permite a visualização integral da norma. Bibliotecas da UFJF 12

13 - Biblioteca Central (prédio da Reitoria) Rua José Lourenço Kelmer, s/n Campus Universitário Bairro São Pedro CEP: Juiz de Fora MG Horário de Funcionamento: segunda à sexta-feira 7h às 23h sábado 8h às 14h Tel.: (32) Fax: (32) Site:http://www.ufjf.br/biblioteca - Biblioteca da Administração e Ciências Contábeis Fac. Administração e Ciências Contábeis 1º andar Horário de Funcionamento: segunda à sexta-feira 8h às 22h sábado 10h às 14h Tel.: (32) Biblioteca da Faculdade de Odontologia Faculdade de Odontologia 2º andar com elevador Horário de Funcionamento: segunda à sexta-feira 7h às 18h Tel.: (32) Biblioteca do Centro de Ciências da Saúde (CCS) Centro de Ciências da Saúde Térreo Horário de Funcionamento: segunda à sexta-feira 8h às 18h - Biblioteca da Faculdade de Direito Faculdade de Direito - Térreo Biblioteca Rodrigues Valle Júnior Horário de Funcionamento: segunda à sexta-feira 7h às 22h sábado 8h às 12h Tel.: (32) Biblioteca da Faculdade de Economia Faculdade de Economia 3º andar Horário de Funcionamento: segunda à sexta-feira 8h às 22h sábado 10h às 14h= Tel.: (32) Biblioteca da Faculdade de Educação Faculdade de Educação Térreo Horário de Funcionamento: segunda à sexta-feira 8h às 12h e 13h às 21h Tel.: (32) Site:http://www.ufjf.br/faculdadedeeducacao/biblioteca 13

14 - Biblioteca da Faculdade de Engenharia Faculdade de Engenharia - Térreo Biblioteca Clorindo Burnier Horário de Funcionamento: segunda à sexta-feira 8h às 22h Tel.: (32) Biblioteca do Instituto de Artes e Design (IAD) Instituto de Artes e Design (IAD) 1º andar Horário de Funcionamento: segunda à sexta-feira 8h às 18h Tel.: (32) Biblioteca do Instituto de Ciências Biológicas Instituto de Ciências Biológicas 1º andar Horário de Funcionamento: segunda à sexta-feira 7h às 18h Tel.: (32) Blog:http://bibliotecaicb.wordpress.com - Biblioteca do Instituto de Ciências Exatas Instituto de Ciências Exatas Térreo Horário de Funcionamento: segunda à sexta-feira 7h às 22h Tel.: (32) Blog:http://bibliotecaice.wordpress.com Site:http://www.ufjf.br/bibliotecaice - Biblioteca do Colégio de Aplicação João XXIII Colégio de Aplicação João XXIII - 1º andar Biblioteca Cecília Meirelles Rua Visconde de Mauá, 300 Bairro Santa Helena Horário de Funcionamento: segunda à sexta-feira 7h às 21h Tel.: (32) Biblioteca do Museu de Arte Moderna Murilo Mendes (MAMM) Museu de Arte Murilo Mendes 1º andar Rua Benjamin Constant, 790 Centro Horário de Funcionamento: terça à sexta-feira 10h às 18h Tel.: (32) Biblioteca da Faculdade de Medicina 14

15 Faculdade de Medicina Térreo Av. Eugênio do Nascimento s/nº Bairro Dom Bosco Horário de funcionamento: segunda e quinta-feira 8h às 12h e 13h às 16h; terça, quarta e sextafeira 8 às 12h e 13 às 17h. Tel. (32) Biblioteca da Faculdade de Serviço Social Fac. de Serviço Social Térreo Horário de Funcionamento: segunda à sexta-feira 7h às 21h Tel.: (32)

16 SERVIÇOS ESCOLA DE GOVERNO E CIDADANIA/ESCRITÓRIO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS A Escola de Governo e Cidadania O objetivo da Escola de Governo e Cidadania da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) é contribuir para o desenvolvimento institucional da administração pública, articulando atores públicos e privados para o aprimoramento da prestação dos serviços públicos. Desta forma, a administração pública pode constituir-se, sobretudo, como elemento de suporte ao fortalecimento da sociedade civil. A Escola de Governo promove, portanto, ações de formação, consultoria e geração de conhecimento científico aplicado à gestão de recursos públicos e à sua integração com as demandas da sociedade civil. A partir deste repertório, a mesma contribui para o desenvolvimento regional, em especial das áreas de atuação da UFJF. - Público A Escola de Governo e Cidadania pretende atuar em todo o território nacional, com foco inicial nas regiões da Zona da Mata e do Rio Doce, onde estão instalados os dois campi da UFJF, em Juiz de Fora e Governador Valadares. O público alvo é composto por: - agentes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário; - associações civis; - organizações não governamentais (ONGs) - Cursos de Capacitação O conteúdo dos cursos de capacitação oferecidos pela Escola de Governo e Cidadania abrange diversos temas e abordagens, fundamentais ao cumprimento do papel proposto pelo órgão. Entre eles, estão: - formulação, análise e avaliação de políticas públicas; - análise de dados; - elaboração de projetos e captação de recursos, por meio de convênios, leis de incentivo, entre outros mecanismos; - gestão pública municipal, abrangendo plano diretor, mobilidade urbana e política participativa; - direito público e administrativo, abrangendo lei de licitações, orçamento público e legislação municipal; - capacitação em processo legislativo. - Consultorias e projetos Entre os projetos desenvolvidos e consultorias prestadas pela Escola de Governo e Cidadania, estão a formulação e análise de políticas públicas, bem como a busca pela modernização e desenvolvimento institucional do setor público. A Escola ainda trabalha na gestão de projetos, no planejamento estratégico, normatização política para o setor público e do processo legislativo e da participação social. 16

17 - Etapas em andamento Entre as etapas em andamento nos projetos da Escola de Governo e Cidadania, estão: - diagnóstico das demandas de modernização institucional do setor público na Zona da Mata e Vale do Rio Doce; - montagem de um banco de dados de órgãos, entidades e instituições das mesorregiões; - montagem de um banco de dados de produtos e serviços; - captação de parcerias; - Parcerias Entre os parceiros da Escola de Governo e Cidadania, estão: - Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais (ALMG); - Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-MG); - Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG); - Prefeitura de Juiz de Fora; - Prefeitura de Governador Valadares; - Câmara Municipal de Juiz de Fora; - Câmara Municipal de Governador Valadares. 17

18 UNIDADES ACADÊMICAS Faculdade de Administração Serviços A Faculdade A Faculdade de Administração e Ciências Contábeis da UFJF oferece cursos de graduação e pósgraduação com foco na excelência pedagógica e na inovação. Conta, atualmente, com cerca de 1800 alunos, divididos entre os cursos de graduação em Administração e Ciências Contábeis, nos cursos de pós-graduação lato sensu em Projetos, Pessoas, Negócios e Empreendimentos, Marketing e Finanças. Oferece serviços à comunidade por meio da atuação da empresa júnior Campe Consultoria Jr. e dos projetos de extensão ligados aos professores. Campe Consultoria Jr. A Campe Consultoria Jr., empresa júnior das Faculdades de Economia, Administração e Ciências Contábeis da UFJF, desenvolve projetos de consultoria administrativa e econômica desde 1992 para empresas de Juiz de Fora e região, empreendedores, órgãos governamentais e sociedade em geral. Destaque em seu setor de atuação, por oferecer serviços com excelência e qualidade, a Campe foi agraciada com a Medalha de Prata no Prêmio Juiz de fora de Qualidade e Produtividade (PJFQP), Medalha de Bronze (2008) e Prata (2009) no Prêmio Mineiro da Qualidade e Títulos de Utilidade Pública Municipal e Estadual, sendo, ainda, a primeira Empresa Júnior do mundo a obter certificação NBR ISO 9001:2000. Fomentando o desenvolvimento sustentável a Campe atua fortemente em ações socialmente responsáveis, através de seus programas Programa Acadêmico Voluntário e RSE e campanhas de disseminação e incorporação de tais valores. Referência no MEJ, a obtenção de prêmios em 2006 (cases vencedores no COMEJ em Eindhoven Holanda), 2007 (Prêmio FEJEMG, case Vencedor do Paraná Jr. e top of mind do EMEJ) e 2010 (3º lugar no Sistema de Medição de Desempenho Nacional e 1º no Estadual) ressalta e valoriza o trabalho sério da Campe e seu empenho em ocupar cargos no Movimento, em âmbitos municipal, estadual e nacional. Atua nas áreas de: - Recursos Humanos: descrição de cargos, planos de salários e carreiras; pesquisa de clima; avaliação de desempenho; - Gestão: estruturação organizacional, planejamento estratégico, plano de negócios; - Produção: mapeamento de processos; - Marketing: pesquisa de mercado, pesquisa de opinião e satisfação, plano de marketing; - Finanças: análise de investimento e viabilidade econômico-financeira, gestão financeira, mensuração do valor de mercado de uma organização através da análise dos fluxos de caixa, análise de custos e preço de venda. Interessados em contratar os serviços prestados pela Campe devem entrar em contato com a empresa, por ou telefone. 18

19 CAMPE CONSULTORIA JÚNIOR Universidade Federal de Juiz de Fora Rua José Lourenço Kelmer, s/n Bairro São Pedro CEP: Juiz de Fora/MG Telefone: (32) Faculdade de Comunicação Serviços A Faculdade O curso de jornalismo da UFJF nasceu na contramão do pensamento predominante na sociedade à época. Naquele momento, havia o senso de que jornalismo não se aprendia na escola, e a maioria dos jornalistas eram graduados em Direito e Filosofia, que acabaram aprendendo a profissão na prática. No entanto, após um jantar com a presença de muitos jornalistas, em 1958, o professor Joaquim Ribeiro de Oliveira, fundador da Faculdade de Filosofia e Letras, decidiu pela criação da graduação em jornalismo. Durante algum tempo, o curso de Jornalismo e, depois, Comunicação Social, funcionou no Instituto de Ciências Humanas, transferindo-se mais tarde para a Faculdade de Direito, onde funcionou como departamento. Ao longo deste percurso, o curso passou por diversas modificações curriculares e de estrutura. Surgiram o Jornal de Estudo (que a principio era um jornal feito por toda a faculdade), a Rádio Universitária e, mais tarde, a Produtora de Multimeios. Mais tarde, o curso de Comunicação se tornou faculdade, ganhando sede própria e passando a oferecer três habilitações: Relações Públicas, Radialismo e Jornalismo. Mais tarde, manteve-se apenas a opção Jornalismo. Desde então, a faculdade conquistou grande importância dentro da Universidade, com diversos projetos de pesquisa e extensão, além da participação nos trabalhos de comunicação de toda a UFJF. Serviços oferecidos - Rádio Facom 103,9 FM Sediada na Faculdade de Comunicação da UFJF, a Rádio Facom 103,9 FM é um espaço aberto aos estudantes do curso de Jornalismo, que são responsáveis pela programação, sob a supervisão de professores. Na rádio, os acadêmicos aprendem os gêneros, formatos, técnicas de redação e de produção de diversificados programas, com ênfase no radiojornalismo. Em atividade desde 1997, a Rádio Facom funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h. Além do estúdio, alunos e professores utilizam o espaço do laboratório de rádio da Facom, que atende às disciplinas de Roteiro em Rádio, Dramatização em Rádio, Técnica de Produção em Rádio, entre outras. No radiojornalismo, o noticiário Repórter Facom, com as edições diurna e noturna, é referência na formação jornalística dos acadêmicos que, orientados pelos professores, mergulham num intenso processo de produção de informações levadas ao ar. O Repórter Facom é realizado na 19

20 disciplina Técnica de Produção em Rádio. Por meio da exploração dos recursos oferecidos pelo veículo, os futuros jornalistas atuam na produção de entrevistas ao vivo, flashes de diferentes pontos da cidade e reportagens que abordam os principais fatos da cidade, em suas diversas áreas, como esporte, cultura, economia e política. A Rádio ainda oferece oportunidades para que os alunos recebam bolsas de treinamento profissional e possam aprimorar a formação na área. Para ouvir os programas da Rádio Facom, o ouvinte pode sintonizar a frequência FM 103,9, no campus da UFJF e nos bairros do entorno, ou ouvir pela internet, no site: Quem quiser sugerir pautas para os noticiários ou participar ao vivo dos programas deve entrar em contato com a rádio, por telefone. Telefone: (32) Produtora de Multimeios A Produtora de Multimeios pertence à Faculdade de Comunicação da Universidade Federal de Juiz de Fora. Ela foi criada em 12 de agosto de 1996 com o objetivo de ser um local onde os alunos da Facom ampliassem os conhecimentos da prática de produção audiovisual, saindo mais qualificados para o mercado de trabalho. As atividades da produtora se estendem à produção de programas de TV, CDs, DVDs, CD- ROMs, vídeos institucionais e publicitários, além da cobertura de eventos. Dentre os projetos desenvolvidos pela Produtora de Multimeios, estão: - Produtora de Notícias: As atividades da produtora se estendem à produção de programas de TV, CDs, DVDs, CD-ROMs, vídeos institucionais e publicitários, conversões, além da cobertura de eventos. - Programa Mosaico : O Mosaico é um programa de cunho cultural, que apresenta a cada edição as particularidades e as curiosidades dos bairros de Juiz de Fora. Através de bate-papos e da apresentação dos lugares visitados, é possível montar, de forma descontraída, um mosaico da identidade da cidade. O programa estreou no dia 2 de julho de 2007 pela TVE, canal 12 de Juiz de Fora, entrando para a história como o primeiro programa produzido por alunos a ser transmitido em canal aberto local. A Produtora de Multimeios da UFJF disponibiliza para toda a população de Juiz de Fora e região cópias dos programas já exibidos. Os interessados devem entram em contato com a Produtora de Multimeios, por telefone. Telefone: (32) /3680/ Acesso Comunicação Jr. A Acesso Comunicação Jr. é a empresa júnior de Comunicação Social da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). No mercado desde 2001, a empresa é formada por jovens estudantes cheios de atitude e visão de mercado. Preocupados em apresentar soluções em comunicação, seus integrantes trabalham com 20

21 um mix de publicidade e jornalismo. Com pensamento inovador, procuram fazer a diferença para todos os seus públicos. Contam também com o apoio dos professores da instituição, que orientam todos os serviços prestados. Dentre os serviços prestados pela Acesso, estão: - Jornalismo; - Publicidade e propaganda; - Relações públicas; - Assessoria de Comunicação; - Assessoria de Imprensa; - Cerimonial; - Design gráfico; - Planejamento em Comunicação; - Roteiro e edição de vídeo; - Roteiro para rádio. Interessados em contratar os serviços da Acesso Comunicação Jr. devem entrar em contato com a empresa, por ou telefone. Telefone: (32) Faculdade de Direito Serviços A Faculdade Fundada em 1934, a Faculdade de Direito oferece curso de cinco anos, distribuído em disciplinas gerais e específicas, atualizadas de acordo com as demandas contemporâneas. O perfil acadêmico da instituição impõe a constante implantação de disciplinas de complementação, eletivas, a permitir uma frequente atualização do curso, conforme as necessidades de aprofundamento e sistematização do conteúdo jurídico e de constante diálogo com o fato social. Para permitir o melhor contato do graduando com a atuação profissional, a Faculdade conta com um escritório escola, o Núcleo de Prática Jurídica, que integra a instituição à população por meio do atendimento a pessoas de baixa renda. Serviços prestados - Núcleo de Prática Jurídica Criado há quase 30 anos, o Núcleo de Prática Jurídica (ou Escritório Escola) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) presta serviços de assistência jurídica junto à comunidade. Também é o lugar onde são dadas as aulas práticas aos alunos do curso de Direito que, a partir do 7º período, fazem o estágio curricular obrigatório (caso não estejam estagiando em outros escritórios ou órgãos públicos conveniados). Entre os serviços oferecidos estão: - produção de peças jurídicas; - acompanhamento de processos judiciários; 21

22 - tomada de decisões em casos nos quais os estudantes são os responsáveis. Todas as atividades são desenvolvidas com a orientação e supervisão dos professores da Faculdade de Direito. Além destes professores orientadores, trabalham aproximadamente 300 estagiários por ano e quatro funcionários. Escritório Escola da UFJF Rua Espírito Santo, 933 Centro Juiz de Fora/MG Telefone: (32) / (32) Atividades de extensão - Projeto Bioética e Cidadania no Ensino Médiio O projeto Bioética e Cidadania no Ensino Médio estabelece parceria com escolas públicas para a realização de palestras sobre temas pertinentes ao direito e à saúde, tais como bioética, dependência de álcool e drogas, bem como questões de responsabilidade civil e penal relacionadas aos mesmos. O trabalho pode ser desenvolvido por meio de seminários isolados, ministrados dia marcado pela escola, ou aulas com acompanhamento durante um semestre. Atuam no projeto graduandos em direito e medicina, sob orientação de um professor. Diretores de escolas interessados em receber o projeto devem entrar em contato com a secretaria da Faculdade de Direito da UFJF. Telefone: (32) Faculdade de Economia Serviços A Faculdade A Faculdade de Economia da UFJF busca tornar seus estudantes capazes de utilizar as categorias do pensamento econômico e os instrumentos da política econômica, enfatizando a formação de profissionais com aguçada sensibilidade para compreender os fenômenos econômicos. São inerentes ao campo profissional do economista as seguintes atividades: planejamento, projeção, programação e análises econômico-financeira de investimentos de qualquer natureza; estudos, análises e pareceres pertinentes a questões econômicas; perícias, avaliações e arbitramentos; ensino de estatística, economia e finanças em cursos técnicos e superior podendo atuar em consultoria e assessoria econômica de empresas e no desenvolvimento e análises do projeto. A faculdade oferece três cursos de pós-graduação lato sensu (em Gestão Ambiental e Desenvolvimento Sustentável; em Gestão de Saúde, Acreditação e Auditoria; e em Comércio Exterior). No âmbito da pós-graduação stricto sensu, oferece mestrado em Economia Aplicada e doutorado em Economia. 22

23 Serviços prestados - Projetos e Negócios Os professores da Faculdade de Economia desenvolvem projetos de consultoria avançada em vários setores. São realizados trabalhos tais como: planejamento e previsão de mercado, análise de segmentação e definição de perfis de clientes, diagnóstico e planejamento financeiro, estudos de viabilidade técnica, econômica, comercial e de impacto ambiental e social (EVTECIAS), gestão na área da saúde, dentre vários outros. Os profissionais da Faculdade de Economia, oferecem treinamento e desenvolvem projetos para empresas diversas nacionais e internacionais em todo o Brasil. Além disso, realizaram trabalhos para agências reguladoras como ANP e ANEEL. A contratação dos serviços dos profissionais da Faculdade de Economia é feita com interveniência da Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Fadepe). Interessados devem entrar em contato com a Faculdade de Economia da UFJF, por telefone ou mensagem eletrônica, ou com a Fadepe. Telefone: (32) /3542 Mensagem eletrônica: Fadepe Prédio do Centro Regional de Inovação e Transferência de Tecnologia (Critt) Campus da UFJF Rua José Lourenço Kelmer, s/n Bairro São Pedro, Juiz de Fora/MG CEP: Faculdade de Educação Serviços A Faculdade Atualmente, a Faculdade de Educação (Faced) da UFJF ministra disciplinas nos turnos diurno e noturno. Além da graduação em Pedagogia e das licenciaturas, oferece regularmente cursos de especialização e extensão, atendendo à demanda de toda a Região da Zona da Mata Mineira e alguns municípios fluminenses, localizados próximo à cidade de Juiz de Fora. A Faced possui, ainda, o Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Educação, criado em 1994 e reconhecido pela CAPES em 1999, abarcando os cursos de Mestrado (1994) e Doutorado (2008) e obtendo com conceito 4 nos métodos de avaliação da mesma agência. Em 2007 foi criado o Curso de Pedagogia à distância, dentro do sistema da Universidade Aberta do Brasil UAB. Com isso, a Faced atende hoje a nove pólos localizados em diferentes cidades mineiras, a saber: Bicas, Boa Esperança, Coromandel, Durandé, Ilicínea, Ipanema, Pescador, Salinas, Santa Rita de Caldas, e Tiradentes. Outra importante instituição pertencente a FACED é o Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (CAEd), que tem sua atuação ampliada 23

24 gradativamente. Fundada em 1997, a instituição firmou-se como referência no campo da Gestão Educacional e realiza projetos que atingem o âmbito nacional. Serviços prestados - Grupo de Pesquisa de Formação de Professores em Alfabetização, Linguagem e Ensino (FALE) FALE na Escola é uma ação do Grupo de Pesquisa FALE que envolve atividades práticas em escolas de Juiz de Fora, realizada pelos professores do Grupo, bolsistas e voluntários. Os projetos são desenvolvidos por meio de financiamentos de bolsas de graduação da UFJF, nos programas de Treinamento Profissional e Extensão. Veja abaixo, alguns projetos em andamento e finalizados. - Práticas de leitura e escrita no Ensino Fundamental: o projeto pretende detectar as possíveis causas do fracasso escolar de alunos das séries iniciais de uma escola estadual de Juiz de Fora/MG, bem como realizar uma intervenção pedagógica de forma a minimizar as dificuldades de leitura e escrita. ] Os profissionais baseiam-se em autores como Freire (1988), Soares (2006), Kleiman (2008), e Kato (2010), que concebem a leitura numa perspectiva sociocognitiva. Local: Escola Estadual São Vicente de Paulo Rua Margarida Lima, 200 Borboleta Juiz de Fora (32) Ações de Letramento Neste projeto são desenvolvidas ações com alunos do Colégio Militar de Juiz de Fora. Apoiando-se nos princípios sócio-interacionistas para tratamento da linguagem, busca-se a inserção desses alunos no mundo letrado, através de práticas efetivas de oralidade e escrita, do reconhecimento e do desenvolvimento de competências de produção de alguns gêneros textuais. As atividades didáticas têm incluído trabalho com a tecnologia digital, especificamente com a construção de blog. O trabalho é desenvolvido por graduandos, que atuam sob coordenação da professora Lucia Mendonça Cyranka. Telefone: (32) / Alfabetização de Letramento nas Séries Iniciais Este projeto tem como objetivo promover a integração Universidade/Comunidade, através da extensão na área da alfabetização. Sua metodologia está pautada tanto nas ações de formação, quanto de intervenção direta no ambiente escolar. Espera-se como resultados a capacitação de futuros alfabetizadores críticos e conscientes de seu trabalho; a reflexão acerca da prática por parte dos 24

25 professores alfabetizadores regentes e a promoção do aprendizado eficiente da leitura e da escrita, pelos alunos do 2º ano do ensino fundamental. O trabalho é desenvolvido por graduandos, que atuam sob coordenação da professora Luciane Manera Magalhães. Telefone: (32) / Leitura e Escrita no Ensino Médio Este projeto tem o objetivo de desenvolver atividades para atuar no desempenho de leitura e escrita de alunos do Ensino Médio do Colégio de Aplicação João XXIII. Para tanto, pretende-se fazer levantamentos das maiores dificuldades de tais alunos; elaborar estratégias (atividades, exercícios, seqüências didáticas e projetos de trabalho) que procurem minimizar as dificuldades leitura e escrita dos alunos. Atuam no projeto graduandos em pedagogia, sob coordenação da professora Tânia Guedes Magalhães. Telefone: (32) / Oficinas de Escrita e Reescrita de Textos nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental O Projeto promove oficinas de leitura, escrita e reescrita de textos junto aos alunos com histórias de repetência escolar com o objetivo de assegurar avanços significativos no processo de aquisição e desenvolvimento da escrita e da leitura dessas crianças e adolescentes, considerando-se os usos e as funções dos diversos gêneros discursivos. Desde 2007, o Laboratório de Alfabetização (LABOALFA), situado na sala 09 da Faculdade de Educação, desenvolve de forma continuada, o atendimento pedagógico de alunos na faixa etária de 07 a 15 anos de idade. No ano de 2009, atendendo ao pedido das escolas, o projeto ampliou o trabalho oferecendo o atendimento a um aluno com Síndrome de Down e a um grupo de Educação de Jovens e Adultos. Todos os alunos estão matriculados do 2º ao 5º ano do ensino fundamental nas escolas municipais situadas no entorno da UFJF, quais sejam: E.M. Pres. Tancredo Neves e E.M. Ademar Rezende de Andrade. Em 2010, optamos por centrar as ações pedagógicas com os alunos do 5 ano que apresentavam grandes defasagens em relação à produção e revisão textual. Todos os alunos atendidos pelo Projeto de Extensão são encaminhados para o LABOALFA pelas professoras e coordenadoras pedagógicas das escolas em função do seu atraso no processo de aprendizagem da leitura e da escrita. Os atendimentos pedagógicos ora são feitos com grupos de seis alunos e ora individualmente, conforme o diagnóstico da equipe. As sessões, para cada um dos grupos, acontecem em dois períodos semanais, de duas horas cada um, sob a direção de um aluno-bolsista do Curso de Letras ou de Pedagogia da UFJF. O projeto recebe a atuação de graduandos, entre bolsistas e voluntários, cujo trabalho é coordenado pela professora Suzana Lima Vargas. Telefone: (32) /

26 LABORATÓRIO DE ALFABETIZAÇÃO LABOALFA Campus da UFJF Rua José Lourenço Kelmer, s/n São Pedro Juiz de Fora/MG CEP: Auxiliando a Alfabetização Nesse projeto, as alunas do Curso de Letras trabalham, no Laboratório de Alfabetização da FACED/UFJF e na Escola Municipal Tancredo Neves, com alunos do 6º e 7º anos dessa escola, indicados por apresentarem defasagem no desenvolvimento de competência de leitura e escrita. Apoiando-se nos princípios sócio-interacionistas para tratamento da linguagem, busca-se a inserção desses alunos no mundo letrado, através de práticas efetivas de oralidade e escrita, através do reconhecimento e do desenvolvimento de competências de produção de alguns gêneros textuais. As atividades didáticas têm incluído trabalho com a tecnologia digital, especificamente com a construção de blog. Telefone: (32) / Faculdade de Educação Física e Desportos Serviços A Faculdade A Faculdade de Educação Física e Desportos (Faefid) da UFJF integra pesquisa, ensino e extensão na formação de um profissional capacitado. Mantém atividades de extensão que merecem destaque, mantidas por meio da atuação da Comissão de Extensão, criada para fomentar os projetos e alinhá-los dentro de um plano de ação único. O objetivo é beneficiar academicamente a faculdade, estreitar seus laços com a comunidade de Juiz de Fora, especialmente com a região vizinha ao campus universitário. Além do curso de graduação, a Faefid oferece um Programa de Pós-Graduação em Educação Física, com especialização, mestrado e doutorado. Serviços prestados - Esporte e lazer na UFJF A Faculdade de Educação Física e Desportos (Faefid) recebe semanalmente em suas atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão, aproximadamente 2000 pessoas. O acesso às atividades se dá da seguinte maneira: - Por meio das atividades de ensino, nas quais os acadêmicos do curso de Educação Física desenvolvem suas atividades práticas e teóricas; 26

27 - Por meio das atividades de pesquisa, nas quais os sujeitos dos estudos são acompanhados e orientados pelos professores; - Por meio das atividades nos projetos de extensão, que atendem à comunidade interna da UFJF (professores, servidores, alunos de graduação e pós-graduação, tutores a distância, alunos do Ensino a Distância e terceirizados que prestam serviço à UFJF) e à comunidade externa. Os projetos de extensão da Faefid atendem a crianças a partir de seis anos de idade, adultos, terceira idade e pessoas com deficiência, dentro da perspectiva de trabalho de cada projeto. - Por meio da realização de eventos diversos realizados por instituições, tais como o Exército Brasileiro, a Federação Mineira de Atletismo, clubes de futebol, Prefeitura de Juiz de Fora, colégios particulares, entre outros. Para utilizar as instalações da Faefid é preciso entra em contato com o Núcleo de Extensão da faculdade, por telefone ou . Telefone: (32) Atividades de extensão - Academia ao Ar Livre (AAL) da UFJF O espaço contempla um local para a diversão infantil, formado de brinquedos como a escalada comum, a escalada torcida e o carrossel. Para os adultos, a praça traz diversos aparelhos de ginástica, constituindo-se num verdadeiro centro de treinamento. Os aparelhos instalados permitem a execução de exercícios físicos tais quais os de uma academia normal, com a prática da remada, esqui, simulador de caminhadas e cavalgadas, pranchas de alongamento, barras para flexões e alongamentos, pressão de pernas, rotação diagonal, dentre outros. A ALL recebe quaisquer pessoas que queiram utilizar os brinquedos e aparelhos, não sendo preciso realizar inscrição. Oferece assistência opcional de graduandos em Educação Física que, mediante o preenchimento de um cadastro, acompanham o desempenho físico e técnico dos praticantes de exercícios. Às terças-feiras e quintas-feiras, pela manhã, é oferecida avaliação médica. O horário de funcionamento da academia é: De segunda a sábado: das 8h às 11h e das 14h às 17h. Aos domingos: das 9h às 12h. - Projeto Equipe de Voleibol da UFJF A Equipe de Voleibol da UFJF é um projeto de extensão da Faculdade de Educação Física e Desportos (Faefid) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Além de manter a equipe de Vôlei da UFJF, que disputa a Superliga Masculina de Vôlei, também desenvolve atividades de iniciação ao voleibol nos bairros Bandeirantes e Santa Cruz. Em ambos os bairros, quatro bolsistas trabalham com meninos e meninas na faixa etária entre 11 e 14 anos. Nestes núcleos, o projeto conta com cerca de 60 alunos inscritos, que são divididos em três turmas, de acordo com sexo e faixas etárias determinadas, sendo que cada uma delas treina uma hora por dia e duas vezes por semana. 27

28 No bairro Santa Cruz, os treinos acontecem todas as segundas e sextas-feiras, no horário de 17h30m às 20h30min. Já no bairro Bandeirantes, as atividades são desenvolvidas todas as segundas e quartas-feiras, no mesmo horário. O objetivo do trabalho, além de difundir o voleibol na cidade, é procurar novos talentos para a equipe profissional. Outras informações: - Caminhada Orientada O Programa de Caminhada Orientada foi criado para estimular a mudança de hábitos e garantir a melhoria da saúde e da qualidade de vida da população. Sua conduta principal é a elaboração de ações personalizadas, aplicando ciência à prática, com qualidade total de atendimento aos participantes. Para isso, são desenvolvidas estratégias motivacionais de integração, de socialização e de condicionamento físico. Prevê a realização do encaminhamento, acolhimento, orientação, prescrição e o acompanhamento da atividade física, com respeito às necessidades individuais. As atividades direcionam-se, principalmente, a pacientes hipertensos e diabéticos que procuram uma ação não farmacológica coadjuvante ao tratamento médico. Atualmente, o projeto também acolhe pessoas que têm na caminhada sua atividade física preferida e que buscam orientação para o desenvolvimento dos exercícios de forma adequada. Os participantes contam com o auxílio de acadêmicos das áreas de Educação Física, Enfermagem, Fisioterapia e Medicina para a prática correta da caminhada. Durante as aulas, são ensinados: - Técnicas para a execução correta de exercícios de alongamento e aquecimento; - Métodos de identificação e controle da freqüência cardíaca; - Identificação do Nível de Esforço Percebido (Escala de Borg); - Caminhar com eficiência e conforto; - Executar a respiração de modo adequado à intensidade do esforço; - Como o exercício físico contribui para a saúde do seu coração. O programa acolhe pessoas de diferentes idades, mediante o pagamento de uma mensalidade, para pessoas vinculadas à universidade. Participantes encaminhados pelo SUS ou pelo Hospital Universitário ficam isentos do pagamento. Para participar, o interessado deve entrar em contato com o programa, por ou telefone, para verificar a disponibilidade de vagas e o horário das turmas. Deve apresentar atestado de liberação médica para a prática da caminhada e comprovante de depósito bancário da primeira mensalidade. Uma vez identificado que o candidato não tenha restrições à prática da caminhada, são agendadas consultas para a realização dos seguintes procedimentos: - Clínico-Cardiológica; - Avaliação do Perfil Nutricional; - Avaliação Física e de Composição Corporal; - Realização de teste de caminhada em pista ou esteira; - Orientação psico-fisiológica para a prática da atividade física e esportiva; - Preenchimento da ficha de cadastro; - Início das primeiras orientações. 28

29 Tal acompanhamento será realizado por uma equipe multidisciplinar, formada por graduandos em Educação Física, Fisioterapia, Enfermagem Medicina e Comunicação Social, que atuam sob coordenação de professores das respectivas áreas. PROGRAMA DE CAMINHADA ORIENTADA Universidade Federal de Juiz de Fora Faculdade de Educação Física e Desportos Rua José Lourenço Kelmer, s/n Bairro São Pedro CEP: Telefone: (32) Projeto Minas Olímpica À frente do projeto Minas Olímpica, resultado de parceria entre a UFJF e a Secretaria Estadual de Esportes e da Juventude, um professor da Faefid treina atletismo com cem crianças. A iniciativa busca atender crianças carentes financeiramente, que estudam em escolas públicas do entrono da Universidade, e que não teriam acesso a atividades físicas orientadas. Foi formada uma equipe para participar de competições promovidas pela Federação Mineira de Atletismo. Nove atletas mirins da UFJF já foram premiados. Para participar do Minas Olímpica, é preciso ter entre 7 e 16 anos, estudar em escola pública e residir nos bairros do entorno da UFJF, como São Pedro, Dom Bosco, Dom Orione e outros. Os interessados devem comparecer aos treinos que acontecem segundas, quartas e sextas-feiras, das 8h às 10h (para os que estudam à tarde) e das 14h às 16h (para os que estudam pela manhã). Outras informações: Faefid (32) Programa Vida Saudável O programa Vida Saudável busca proporcionar a prática de atividades físicas, culturais e de lazer, tendo como prioritário o atendimento a pessoas com idade a partir de 45 anos. O programa é fruto de uma parceria do Ministério do Esporte com a Faculdade de Educação Física. Já foram formados cinco núcleos de atuação na cidade, que funcionam nos bairros São Pedro, Borboleta e Teixeiras, no campus da UFJF e na Associação dos Aposentados e Pensionistas, no bairro Jardim Glória. As atividades não se limitam à prática de exercícios. Além de oferecer aulas de alongamento, musculação, caminhada e ginástica, o projeto implantado em Juiz de Fora prevê ações com dança, artesanato e cinema. Para participar do programa Vida Saudável, o interessado deve comparecer em um dos núcleos, munido de seu Cadastro de Pessoa Física (CPF), e informar a atividade da qual deseja participar. Dependendo da escolha, o participante também deverá apresentar um atestado médico autorizando-o praticar exercícios físicos, em prazo a ser determinado pelo coordenador do núcleo. É possível se inscrever em mais de uma atividade e, provisoriamente, as vagas não são limitadas. 29

30 Endereços e horários de inscrição: Núcleo São Pedro: Paróquia de São Pedro Av. Senhor dos Passos, 1592 Secretaria da paróquia. Tel: (32) Horário: de segunda a sexta, de 9h às 12h. Núcleo Borboleta Paróquia Santíssimo Redentor Rua Ten. Paulo Maria Delage, 325 Secretaria da paróquia. Tel: (32) Horário: de segunda a sexta, de 13h às 17h30. Núcleo Teixeiras Paróquia São Geraldo R. Nair Furtado de Souza,10 Secretaria da paróquia. Tel: Horário: de segunda a sexta. Núcleo UFJF Faculdade de Educação Física e Desportos (Faefid) Secretaria do Núcleo de Extensão (ao lado da cantina) Tel: (32) Horário: de segunda a sexta, de 9h às 12h. Núcleo Associação dos Aposentados e Pensionistas (Jardim Glória) Travessa Clério Bortelli, 100. Secretaria da Associação. Tel: (32) Horário: de segunda a sexta, de 13h às 16h. - Grupo de dança da UFJF O grupo de dança da UFJF representa a instituição em festivais de dança desde O projeto é aberto tanto para alunos e funcionários da UFJF como para a comunidade em geral, sendo necessário apenas ter entre 18 e 40 anos. O curso tem duração de um ano. O programa do curso inclui aulas teóricas e práticas de formação técnica e performática, desenvolvimento de técnicas criativas, laboratórios de expressão corporal, criação e produção coreográficas e apresentações 30

31 artísticas. Não trabalha com modalidades específicas de dança, uma vez que o principal objetivo da atividade é aguçar o experimento, a inovação e a criatividade dos participantes. As atividades são ministradas por graduandos, que atuam sob coordenação de um professor. Para saber se o projeto está recebendo novos participantes, os interessados devem entrar em contato com o Núcleo de Extensão da Faculdade de Educação Física (Faefid). Núcleo de Extensão da Faefid: (32) Projeto Ultimate Frisbee O objetivo do projeto Ultimate Frisbee é implementar em Juiz de Fora e região o esporte recreativo denominado Frisbee, que combina técnicas do futebol, voleibol de praia, futebol americano e basquetebol. Tal modalidade pode ser praticada em campos abertos, gramados, praias e, também, adaptada para quadras. Não há delimitações de locais, quantidade de jogadores, faixa etária ou sexo. O projeto é voltado para pessoas a partir de 17 anos, de ambos os sexos. Acontece na quadra society da Faefid. Um aluno graduando em Educação Física organiza, juntamente com a professora coordenadora, o conteúdo do mesmo. Participam efetivamente como condutores do projeto a professora e o bolsista de extensão. No que se refere, em específico, ao esporte Ultimate Frisbee, algumas peculiaridades são fundamentais para a sua prática, como o número de participantes, o tempo de duração das partidas e os movimentos corporais, para que não haja transgressões às regras. Devido ao fato de não haver árbitros, as dúvidas que ocorrem durante o jogo são decididas entre os jogadores envolvidos no lance. O projeto acontece todas as segundas-feiras e quartas-feiras, das 13h às 14 h. E nas quartas-feiras, das 17 às 18 horas, na quadra society da Faefid. Interessados em se inscrever no projeto devem entrar em contato com o Núcleo de Extensão da Faefid, para verificar disponibilidade de vagas. Núcleo de Extensão da Faefid: (32) Aprendizagem de Natação O projeto de aprendizagem e aperfeiçoamento da natação proporciona à população de Juiz de Fora, especialmente às comunidades no entorno da UFJF, a oportunidade de praticar natação. As atividades focam tanto na aprendizagem da natação, para iniciantes, quanto no aperfeiçoamento das técnicas da atividade física, atendendo a alunos com experiência no esporte. As inscrições para o projeto de natação são realizadas ao início de cada ano letivo, permanecendo abertas até o preenchimento de todas as vagas. São 108 vagas divididas em três faixas etárias. 36 vagas para crianças (6 a 10 anos), 36 para adolescentes (11 a 16 anos) e 36 para a turma de adultos (maiores de 16 anos). As atividades são ministradas por graduandos, que atuam sob supervisão do professor responsável pelo projeto. Os horários são definidos no início de cada ano. Os interessados em participar devem procurar, por telefone, a Faculdade de Educação Física. Faculdade de Educação Física: (32) Ginástica para mulheres em recuperação do tratamento contra o câncer de mama 31

32 O projeto Ginástica para mulheres com câncer, organizado pela Coordenação de Acessibilidade da UFJF, é coordenado por professores da UFJF. Realiza atividades para a recuperação do condicionamento físico e da atividade motora de mulheres que passaram por tratamento contra o câncer de mama. Uma vez liberadas pelo médico para realizar exercícios, as mulheres participam de atividades que objetivam minimizar o comprometimento dos membros superiores e a sensação permanente de fadiga, consequências comuns das intervenções cirúrgicas e quimioterápicas. Além da abordagem física, o projeto também trabalha a socialização e a reinserção social das participantes. Trabalham no projeto graduandos e pós-graduandos, todos sob coordenação das professoras responsáveis. A mulher interessada em participar deve entra em contato com a Coordenação de Acessibilidade da UFJF, por ou telefone. Telefone: (32) / Prodema: atividade física para autistas O projeto Prodema: atividade física para autistas, organizado pela Coordenação de Acessibilidade da UFJF, é coordenado por professores da UFJF. Realiza atividades de condicionamento físico e motor para pessoas com autismo. Além da abordagem física, o projeto também trabalha a socialização e a reinserção social das participantes. Trabalham no projeto graduandos e pós-graduandos, todos sob coordenação das professoras responsáveis. Pessoas interessadas em participar devem entra em contato com a Coordenação de Acessibilidade da UFJF, por ou telefone. Telefone: (32) / Educação motora adaptada O projeto Educação motora adaptada, organizado pela Coordenação de Acessibilidade da UFJF, é coordenado por professores da UFJF. Realiza atividades que trabalham o condicionamento físico e a atividade motora de pessoas com deficiência visual, auditiva ou intelectual. São realizadas atividades adequadas às necessidades específicas de cada deficiência. Além da abordagem física, o projeto também trabalha a socialização e a reinserção social das participantes. Trabalham no projeto graduandos e pós-graduandos, todos sob coordenação das professoras responsáveis. A mulher interessada em participar deve entra em contato com a Coordenação de Acessibilidade da UFJF, por ou telefone. Telefone: (32) / Departamento de Enfermagem Serviços 32

33 A Faculdade A Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) tem como missão formar enfermeiros e capacitar recursos humanos em enfermagem, a partir do ensino, pesquisa e extensão, contribuindo efetivamente para promover a saúde e a qualidade de vida da população dentro do contexto social, político e econômico em que se insere. Oferece diversos serviços à comunidade, atuando no Hospital Universitário (HU) e por meio de atividades de extensão. Serviços oferecidos - Atuação no Hospital Universitário A atuação da Faculdade de Enfermagem no HU zela pelo bem-estar e saúde física e psicológica dos pacientes em tratamento no hospital, bem como aos familiares dos internos. Os profissionais em fase de residência e graduandos que realizam estágios e/ou participam de projetos de extensão no hospital universitário são preparados para, entre outras atividades: - cumprir com as prescrições médicas indicadas aos pacientes e verificar se o tratamento está sendo seguido corretamente; - observar horários de aplicação de medicações; - auxiliar o trabalho dos médicos em tarefas como: dar pontos, aplicar injeções, medir a pressão, fazer curativo, remover o paciente, entre outras. Os profissionais atuam nos mais diversos setores de clínica, cirurgias e exames do hospital, além de trabalharem no apoio psicológico às famílias de pacientes em fase de tratamento. A Faculdade de Enfermagem mantém grupos ligados a atividades de extensão da faculdade, que atuam no suporte a familiares de internos adultos, pacientes da enfermaria infantil e pessoas em estágio de terminalidade. Para melhor eficácia das atividades de acompanhamento de pacientes e apoio a familiares, a faculdade oferece aos graduandos formação profissional qualificada dos pontos de vista técnico e humano, com atividades de pesquisa e extensão durante a graduação e o oferecimento de três cursos de pós-graduação lato sensu (especializações em: Terapia Intensiva Neopediátrica; Terapia Intensiva Adulto e Neonato; Estomaterapia) e um curso de pós-graduação stricto sensu (mestrado em Enfermagem.) - Hospital Universitário UNIDADE SANTA CATARINA Rua Catulo Breviglieri s/nº Bairro Santa Catarina CEP.: Juiz de Fora MG Telefone (32) /5179 UNIDADE DOM BOSCO Av. Eugênio do Nascimento s/nº Bairro: Dom Bosco CEP.: Juiz de Fora MG Telefone (32) /

34 - Atividades de extensão Adolescer: Enfermagem educando e promovendo saúde Projeto coordenado pela professora Marli Salvador, o Adolescer promove discussões sobre sexualidade junto a escolas públicas, na educação de pré-adolescentes e adolescentes. O projeto estabelece vínculo mediante disponibilidade de horário e de bolsistas de graduação, e desenvolve trabalho educativo no transcorrer de todo o ano escolar. O método de ensino utilizado pelos educadores inclui conversas sobre sexualidade, exibição de filmes e interações lúdicas como jogos e brincadeiras, objetivando a conscientização dos jovens quanto ao próprio corpo, à gravidez e às doenças sexualmente transmissíveis. Atuam no projeto graduandos em Enfermagem e professores da UFJF. Para receber o projeto Adolescer, a escola pública deve garantir aos profissionais e graduandos da Faculdade de Enfermagem a periodicidade de um encontro por semana, durante todo o ano escolar. Grupo de Apoio diante da Iminência da Terminalidade O Grupo de Apoio diante da Iminência da Terminalidade presta assistência a familiares de pessoas internadas e/ou em estágio de terminalidade. Atua predominantemente junto a famílias de pacientes do HU, mas é aberto a todas as pessoas interessadas em participar. É formado por graduandos e pós-graduandos que participam do núcleo de estudos sobre Morte, Terminalidade da Vida e Desenvolvimento Humano da Faculdade de Enfermagem da UFJF. Os estudantes buscam partilhar o aprendizado teórico e profissional com os demais participantes dos encontros, por meio de reflexões, conversas, discussões sobre textos e exibição de filmes. Todo o trabalho é coordenado pela professora Teresa Cristina Soares. O horário e o local de atendimento não são fixos. Quem se interessar em participar dos encontros deve entrar em contato com o Hospital Universitário, ou encaminhar um à coordenadora do projeto. Hospital Universitário: (32) Faculdade de Engenharia Serviços A Faculdade Com quase 100 anos de existência, a Faculdade de Engenharia oferece sete cursos de graduação, em Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia de Produção, Engenharia Computacional, Engenharia Mecânica e Engenharia Sanitária e Ambiental. Em todos eles, docentes e estudantes usufruem de uma tecnologia moderna e da atuação de profissionais comprometidos com a humanização, a ética e a responsabilidade social. Além dos cursos de graduação, são oferecidas três pós-graduações lato-sensu (especialização), em Análise Ambiental, Engenharia de Segurança do Trabalho e Engenharia de Produção; e três stricto 34

35 sensu (mestrado), em Engenharia Elétrica (mestrado e doutorado), Ambiente Construído e Modelagem Computacional. Quanto aos serviços prestados pela Faculdade de Engenharia, destacam-se a atuação das empresas júnior, os serviços de consultoria prestados pelas faculdades e as atividades de extensão coordenadas por professores. Arquitetura e Urbanismo - Escritório Modelo de Arquitetura e Urbanismo (Emau-Rua) O Escritório Modelo de Arquitetura e Urbanismo (Emau) é um projeto conceituado e fomentado pela Federação Nacional dos Estudantes de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (FeNEA). Ele busca a melhoria da educação e da formação profissional através da vivência social e da experiência teórico-prática como um todo. Iniciativa estudantil, não deve ser instrumento das universidades para suprir deficiências acadêmicas, mas sim como um complemento à formação profissional. Todo Emau possui sua própria dinâmica de trabalho a partir de sua realidade acadêmica e regional, no entanto todos devem respeitar alguns princípios para que sejam considerados escritórios modelo. O eixo norteador ético destes princípios são os quatro postulados da Unesco e União Internacional de Arquitetos para educação em Arquitetura e Urbanismo: - Garantir qualidade de vida digna para todos os habitantes dos assentamentos; - Uso tecnológico que respeite as necessidades sociais, culturais e estéticas dos povos; - Equilíbrio ecológico e desenvolvimento sustentável do ambiente construído; - Arquitetura valorizada como patrimônio e responsabilidade de todos. O Relações Urbanas e Arquitetônicas (Rua) é o Emau do departamento de Arquitetura e Urbanismo da UFJF. Ele tem como objetivo principal atuar junto a parcelas da população que não têm acesso, ou conhecimento, do trabalho do arquiteto e urbanista. Na UFJF o Emau conta com duas professoras orientadoras. Seus integrantes desenvolvem atividades junto à comunidade, priorizando a troca de experiências de modo a enriquecer a formação do estudante; possibilitar a integração do conhecimento acadêmico com a real problemática das cidades brasileiras. Com base nisso, o escritório busca soluções inovadoras e sustentáveis, apropriadas a cada realidade trabalhada. Os interessados em estabelecer contato devem procurar o curso de Arquitetura e Urbanismo da UFJF. Telefone: (32) Porte Engenharia e Arquitetura Jr. A Porte Engenharia e Arquitetura Júnior é uma empresa totalmente gerida por acadêmicos de Engenharia e Arquitetura da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Atualmente, a empresa conta com 21 membros, os quais se dividem em departamentos de marketing, gestão de pessoas, de projetos, de qualidade e administrativo financeiro, além de cargos de presidência e vice-presidência. Cada departamento é formado por um diretor e um gestor, responsáveis por cumprir as metas idealizadas por cada departamento para um eficiente funcionamento da empresa. 35

36 Atua nas áreas de Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Sanitária e Ambiental e Arquitetura e Urbanismo. A equipe tem a orientação de professores da Faculdade de Engenharia e do curso de Arquitetura e Urbanismo da UFJF, proporcionando aos clientes serviços de qualidade e preços acessíveis. Serviços de arquitetura prestados pela Porte Engenharia e Arquitetura Júnior: - Projetos arquitetônicos; - Arquitetura de interiores; - Projetos paisagísticos; - Projetos urbanísticos. Telefone: (32) Engenharia Civil - Porte Engenharia e Arquitetura Jr. Serviços de Engenharia Civil prestados pela Porte Engenharia e Arquitetura Júnior: - Projetos topográficos; - Projetos hidráulicos; - Usucapião; - Regularização. Telefone: (32) Engenharia Elétrica - Porte Engenharia e Arquitetura Jr. Serviços de Engenharia Elétrica prestados pela Porte Engenharia e Arquitetura Júnior: - Eficiência Energética - Projetos Elétrico-prediais Telefone: (32) Laboratório Solar Fotovoltaico A Usina Solar Fotovoltaica de Juiz de Fora, também denominada de Laboratório Solar Fotovoltaico da UFJF (Labsolar/UFJF) foi construída com recursos da Finep e atualmente é a maior usina experimental em instituição de ensino e pesquisa do Brasil, pois apresenta capacidade instalada de aproximadamente 30 kwp (quilo-watt-pico) produzida a partir de 264 painéis fotovoltaicos de 120Wp cada, agrupados em 11 arranjos independentes. O laboratório solar fotovoltaico da UFJF é aberto a visitas guiadas para toda a comunidade, mas o público alvo são estudantes do ensino médio e de outras instituições de ensino superior. Além da visita às dependências do laboratório, o projeto também promove palestra, na qual os processos de geração de energia são contextualizados. 36

37 Pessoas interessadas em visitar o laboratório, bem como diretores de instituições de ensino que desejam agendar visitas de alunos, devem entrar em contato com o Labsolar/UFJF, por telefone ou mensagem eletrônica enviada ao site do laboratório. Telefone: (32) Engenharia Sanitária e Ambiental - Porte Engenharia e Arquitetura Jr. Serviços de Engenharia Elétrica prestados pela Porte Engenharia e Arquitetura Júnior: - Educação Sanitária e Ambiental - Projetos de redes de água e esgoto - Gestão de resíduos sólidos Telefone: (32) Engenharia de Produção - Mais Consultoria Jr. A Mais Consultoria Jr. realiza projetos em Engenharia de Produção nas áreas de estratégia e organização, gerência de produção, gestão financeira e qualidade. Possui certificação ISO 9001:2008, o que ratifica a seriedade e o compromisso da empresa com a prestação de serviços de qualidade. Os projetos são desenvolvidos por alunos de graduação da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e contam com a orientação de profissionais qualificados e atuantes na área. O objetivo do trabalho desenvolvido na empresa é gerar vantagens competitivas para os clientes, por meio da prestação de serviços de consultoria organizacional com alta qualidade e baixo custo. Desta forma, os membros, sempre orientados por profissionais atuantes na área, têm a oportunidade de aplicar a teoria aprendida em sala de aula à prática, visando formar profissionais diferenciados, e de desenvolverem a sociedade onde estão inseridos. Telefone: (32) Faculdade de Farmácia Serviços A Faculdade Com mais de 100 anos de história, a Faculdade de Farmácia dispõe de infraestrutura para atuar nas diversas áreas das ciências farmacêuticas: medicamentos, análises clínicas e alimentos. Desde 2011 conta com o Centro de Pesquisas Farmacêuticas, que impulsionou o desenvolvimento de atividades científicas da faculdade. 37

38 Em relação aos projetos de extensão, presta serviços de qualidade e excelência à comunidade, por meio dos Laboratórios de Análises Clínicas do Hospital Universitário (HU/CAS), do Laboratório de Análises de Alimentos e Águas (LAAA) e das duas unidades da Farmácia Universitária, situadas no campus e no centro da cidade. Serviços oferecidos: - Farmácia Universitária A Farmácia Universitária oferece serviços de manipulação de medicamentos alopáticos, em formato de cápsulas, soluções diversas ou pomadas; e homeopáticos. Também oferece produtos na linha dermato-cosmética, como loções, cremes e xampus. A tabela de preços é regulada de acordo com os custos da farmácia e o orçamento pode ser diretamente solicitado. Os medicamentos são personalizados, o que implica preços não fixos. A Farmácia segue as normas sanitárias da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), contando com um Laboratório de Controle de Qualidade e laboratórios específicos para cada setor de manipulações. Todos os tipos de manipulações são realizados por graduandos e supervisionados por profissionais farmacêuticos. A venda de medicamentos industrializados segue a norma de preço da indústria farmacêutica. A farmácia recebe pagamentos adiantados em dinheiro ou cartão de débito e crédito. Também aceita pagamento no ato da entrega, apenas nos casos em que o medicamento for encomendado por telefone, procedimento que deve ser realizado mediante consulta à orientação dos farmacêuticos. Presta, também, serviços gratuitos de aferição de pressão e orientação quanto ao uso de medicamentos. Unidades: CAMPUS DA UFJF Rua José Lourenço Kelmer, s/n Campus Universitário São Pedro Juiz de Fora/MG CEP: BAIRRO SANTA HELENA Rua Silva Jardim, 218 Santa Helena Juiz de Fora/MG Site da Farmácia Universitária: Telefones: Pedidos - (32) ; Farmacêuticos (não atende a pedidos): (32) ; Admnistração: (32) Atendimento: de segunda a sexta, das 8h às 18h. 38

39 - Laboratório de Análise de Alimentos e Águas (LAAA) O Laboratório de Análise de Alimentos e Águas (LAAA) presta serviços de excelência na área de análises físico-químicas e microbiológicas de alimentos e de águas para consumo humano e de indústrias, laboratórios, farmácias e hospitais. É referência regional na prestação de serviços laboratoriais e na formação de recursos humanos. Atua com foco na responsabilidade social do trabalho em segurança alimentar. Atende à comunidade em geral, como pessoas físicas, empresas e órgãos públicos. O LAAA preza pela qualidade de seus serviços e por assegurar a veracidade dos resultados emitidos, bem como proteger as informações confidenciais e o direito de propriedade de seus clientes. Dentre os serviços oferecidos pelo laboratório, está a análise dos seguintes produtos: - Análise de agua tratada; não-tratada; mineral; de farmácia e laboratórios (purificada, destilada e/ou deionizada); - Análise de leite e derivados, tais como leites de vaca e cabra, leite em pó, iogurtes, manteiga, margarina, queijos, requeijão e ricota. - Análise de carne resfriada ou congelada, bem como de embutidos como mortadela, salsicha e presunto; - Análise de alimentos industrializados como biscoitos, sorvete e picolés; - Análise de grãos, cereais e mel; - Orientações para a tabela nutricional. Endereço: CAMPUS DA UFJF Rua José Lourenço Kelmer, s/n Campus Universitário São Pedro Juiz de Fora/MG CEP: Site: Telefone: (32) Atendimento: Segunda à Sexta de 08 às 17h Recebimento de Amostras: Segunda à Quinta de 08 às 12h - Atenção Farmacêutica O projeto desenvolve ações de extensão que buscam articular o ensino com a prática da assistência farmacêutica. Atende à população que está no território de responsabilidade das Unidades de Atenção Primaria (UAP) dos bairros São Pedro e Santos Dumont e da Unidade Centro Sul. 39

40 Participa das práticas farmacêuticas desenvolvidas pelas unidades de saúde. São desenvolvidas atividades individuais e coletivas (grupos de orientação interdisciplinar). Participam do projeto estudantes da graduação da Faculdade de Farmácia, entre bolsistas e voluntários, sob coordenação de professores da UFJF. - Laboratório de Análises Clínicas do Hospital Universitário (HU) O Laboratório de Análises Clínicas do Hospital Universitário (HU) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) realiza cerca de 25 mil exames por mês, entre exames ambulatoriais e aqueles solicitados pela enfermaria do HU. O maior número de atendimentos está relacionado a hemogramas e exames bioquímicos que diagnosticam diabetes, taxa de colesterol e hepatites. O laboratório recebe, em média, 50 alunos da Faculdade de Farmácia da UFJF para estágio, contando também com oito residentes em análises clínicas. São realizados, dentre outros exames: - coleta de sangue para exames de cultura que sinalizam a existência de infecção bacteriana e fúngicas; - exames de taxa de hormônio que avaliam se o paciente tem problema na tireoide; - exames de hormônios de fertilidade; - exame de detecção de gravidez; - hemogramas que possibilitam o diagnóstico ou acompanhamento desde de doenças bacterianas até doenças hematológicas, como a leucemia; - o PSA que diagnostica doenças da próstata; - contagem de linfócitos; - biologia molecular de hepatite B. O laboratório também atua na vigilância sanitária, com ações de hemovigilância (fiscalização do uso do sangue e de seus componentes), farmacovigilância (avaliação de medicamentos) e tecnovigilância (identificação de eventos adversos relacionados ao uso de medicamentos). Faculdade de Fisioterapia Serviços A Faculdade O curso de Fisioterapia conta com disciplinas teóricas e práticas, incluindo estágio supervisionado desenvolvido nos dois últimos períodos do curso e que abrange atividades em nível primário (Unidades de Atenção Primária à Saúde UBSs), nível secundário (ambulatórios de Fisioterapia do Hospital Universitário da UFJF CAS e clínicas conveniadas) e nível terciário (enfermarias e unidade de terapia intensiva do Hospital Universitário da UFJF e do Hospital de Pronto Socorro). Durante todo o curso os acadêmicos são estimulados à participação em projetos de pesquisa, extensão, treinamento profissional e monitoria. O aluno do curso de fisioterapia da UFJF aprende a atuar nas áreas de Fisiologia, Cinesiologia e Biomecânica; Cinesioterapia e recursos terapêuticos; desenvolvimento, aprendizagem, controle e comportamento motor; ensino, ética, deontologia e História da Fisioterapia; na avaliação, prevenção e tratamento das disfunções cardiovasculares e respiratórias, musculoesqueléticas e neurológicas da criança, do adulto e do idoso; nas condições da saúde da mulher; nas disfunções do envelhecimento, na Ergonomia e Saúde no trabalho, dentre outras áreas. 40

41 Serviços prestados - Atendimento Fisioterápico Ambulatorial a crianças com disfunções neuromotoras O projeto tem por objetivo realizar o acompanhamento fisioterápico a crianças portadoras de disfunções neuromotoras, que implicam o mau nível de mobilidade e uso funcional dos membros superiores. Entre outras prevenções e benefícios às crianças atendidas, pretende-se: - prevenir a instalação de encurtamentos, contraturas e deformidades decorrentes das complicações das alterações neuro-motoras primárias; - prevenir as alterações respiratórias decorrentes do agravamento do quadro clínico devido a pouca mobilidade da caixa torácica e poucas variações de postura; - verificar os benefícios que esta intervenção traz aos usuários; - melhorar a qualidade de vida das crianças e de seus familiares; - realizar orientações com os cuidadores quanto às atividades de vida diária, ao cuidado com sua saúde e com a saúde das crianças; O atendimento é realizado às crianças encaminhadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) ao Hospital Universitário/Centro de Atenção à Saúde (HU/CAS), sendo os trabalhos realizados no ambulatório de fisioterapia pediátrica. O projeto garante a continuidade da assistência aos usuários do HU/CAS no período de recesso acadêmico. HOSPITAL UNIVERSITÁRIO CENTRO DE ATENÇÃO À SAÚDE/UFJF (HU/CAS) (UNIDADE DOM BOSCO) Av. Eugênio do Nascimento s/nº Bairro: Dom Bosco CEP.: Juiz de Fora MG Telefone (32) / Fisioterapia em gineco-obstetrícia e urologia O projeto Fisioterapia em gineco-obstetrícia e urologia busca tratar as alterações ginecológicas, obstétricas, mastológicas e/ou urológicas (femininas e masculinas) dos pacientes encaminhados ao ambulatório de Fisioterapia Gineco-Obstétrica e Urológica do HU/CAS. Garante continuidade da assistência aos usuários do ambulatório em questão, que já estejam em atendimento, no período de recesso acadêmico. Procura, também, verificar os benefícios que esta intervenção traz aos usuários, avaliando a melhoria na qualidade de vida destes indivíduos. Preza pela organização, funcionamento e otimização dos recursos disponíveis na execução do projeto, além de dispor de recursos humanos qualificados, c realizar reuniões de discussão de caso com alunos selecionados. Atuam no projeto alunos da graduação, sob coordenação de um professor. Dentre as atividades desenvolvidas pelo projeto, estão: 41

42 - organização dos recursos atuais encontrados no setor, como fichas de pacientes, lista de espera, etc.; - acompanhamento individualizado e/ou atendimento em grupos, tanto para tratamento como educativos no sentido de esclarecer dúvidas e orientar em questões relativas à doença e seus tratamentos; - reuniões semanais para discussão dos casos clínicos e atividades desenvolvidas no projeto. HOSPITAL UNIVERSITÁRIO CENTRO DE ATENÇÃO À SAÚDE/UFJF (HU/CAS) (UNIDADE DOM BOSCO) Av. Eugênio do Nascimento s/nº Bairro: Dom Bosco CEP.: Juiz de Fora MG Telefone (32) / Fisioterapia em Terapia Intensiva Em 2010, a Anvisa publicou a resolução RDC nº 7 que estabelece os requisitos mínimos para funcionamento das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) do país. Dentre as exigências está a presença do fisioterapeuta exclusivo das UTIs perfazendo 18 horas diárias de atuação (turnos da manhã, tarde e noite) e a coordenação específica da fisioterapia nas unidades. Diante disso, existe a necessidade dos futuros profissionais fisioterapeutas adquirirem, durante a graduação, treinamento específico voltado para a atuação de forma crítica e reflexiva nas UTIs, utilizando de forma adequada as evidencias científicas disponíveis. Dentre as atividades desenvolvidas pelo projeto, estão: - Avaliação de pacientes internados na UTI do HU-UFJF; - Interpretação de exames complementares específicos desta área de atuação do fisioterapeuta; - Prescrição e execução de técnicas específicas de Fisioterapia Respiratória e Motora nos pacientes internados na UTI do HU-UFJF; - Mobilização precoce dos pacientes em terapia intensiva; - Cuidados com as vias aéreas artificiais (tubo endotraqueal e traqueotomia); - Indicações e abordagem de ventilação mecânica não-invasiva (VNI); - Avaliação da ventilação mecânica invasiva; - Monitorização de pacientes em desmame da ventilação mecânica; - Atualização sobre temas de Fisioterapia em Terapia Intensiva. O projeto conta com a atuação de graduandos, cujo trabalho é coordenado por um professor. HOSPITAL UNIVERSITÁRIO CENTRO DE ATENÇÃO À SAÚDE/UFJF (HU/CAS) (UNIDADE DOM BOSCO) Av. Eugênio do Nascimento s/nº Bairro: Dom Bosco CEP.: Juiz de Fora MG Telefone (32) /

43 Faculdade de Medicina Serviços Hospital Universitário - Estrutura profissional: Equipe multiprofissional qualificada que reúne mais de 800 pessoas, entre docentes, pessoal técnico e administrativo e residentes. Conta, também com voluntários imbuídos no programa de acolhimento voluntário, destinado não apenas a pacientes, mas também ao acolhimento das famílias. - Estrutura física: O Hospital Universitário (HU) disponibiliza duas unidades: o Centro de Atenção à Saúde (HU/CAS), em Dom Bosco; e a unidade do HU em Santa Catarina. A estrutura do HU/CAS, em Dom Bosco, conta com: - Boxes para acolhimento integrado; - Clínica Básica do Adulto e Clínica Específica Infantil; - Consultório e sala de atendimento em Odontologia Hospitalar; - 2 salas de endoscopia, 06 leitos de observação e sala de PH-metria; - Unidade de Terapia Renal Substitutiva (hemodiálise) com 24 postos de atendimento; - Centro Cirúrgico com 04 salas de pequenas cirurgias; - 9 leitos de Recuperação pós-anestésica; - Hospital Dia com 04 apartamentos e 03 enfermarias de 04 leitos (infantil, feminino e masculino); - 2 ambientes de Unidade de Atenção Farmacêutica; - 2 salas de Unidade do Ensino do Auto-Cuidado; - Unidade de Fisioterapia com 05 boxes de atendimento individual, 03 ginásios e piscina de hidroterapia; - Laboratório de Avaliação Física; - 12 salas de Exames por Métodos Gráficos; - 25 ambientes de Laboratórios de Análises Clínicas; - 6 salas de aula; - Auditório; A unidade do Hu em Santa Catarina oferece: leitos instalados, sendo a capacidade ocupacional de 140 leitos; - Centro Cirúrgico com 04 salas de grandes cirurgias; - 6 leitos de Unidade de Terapia Intensiva para Adultos; - 5 leitos de Recuperação Pós-Anestésica; - Sala de Reanimação Cardiorrespiratória; - Anfiteatro; - 21 salas de aula. Dados disponíveis em: Média de atendimento: 7500 consultas e 294 internações por mês. 43

44 - Serviços prestados: O HU oferece mais de 40 serviços e atendimentos, entre eles atendimentos médicos em 24 especialidades e sete tipos de cirurgias. Também conta com serviços de assistência social, fisioterapia, anatomia patológica, atendimento a doenças infecto-parasitárias e infecto-contagiosas, endoscopia, transplante de medula óssea, vigilância epidemiológica, controle de infecção hospitalar e enfermagem. Lista completa de serviços disponível em: - Setores: Os mais de 40 serviços e atendimentos estão divididos em 16 setores: - Agência Transfusional; - Ambulatório de Especialidades; - Centro Material Esterilizado; - Centro Cirúrgico; - Setor de Cirurgia com atendimento especializado ao homem e à mulher; - Clínica Médica com atendimento especializado ao homem e à mulher; - Coordenação de Residentes; - Farmácia; - Ginecologia; - Hospital Dia; - Imagenologia; - Laboratório Central; - Pediatria; - Serviço de Arquivo Médico e Estatística; - Unidade de Treinamento Intensivo; - Unidade Intermediária Cirúrgica. Lista de setores disponível em: - Centros de Referência: Além dos diversos atendimentos médicos prestados nas unidades HU/CAS e HU/Santa Catarina, o hospital dispõe de 06 centros de referência que congregam diversas especialidades médicas na atenção a determinadas doenças ou grupos de enfermidades: - Centro de Atendimento a Doenças Neurológinas Imunoimediatas (CADIM) Situado na unidade de Santa Catarina, o CADIM é responsável pelo diagnóstico e tratamento de doenças relacionadas a distúrbios imunológicos, tais como: esclerose múltipla, neuromielite óptica, leucodistrofias, escefamielite disseminada aguda, casos de mielites (inflamações de medula) e de neurite óptica (inflamação do nervo óptico). Informações disponíveis em: - Centro de Diagnósticos e Análises Clínicas Especializado em exames de alta qualidade, o centro funciona na unidade do bairro Dom Bosco. Oferece exames de ressonância magnética, tomografia computadorizada, endoscopia, e aqueles que utilizam métodos gráficos na cardiologia, neurologia, pneumologia, oftalmologia e otorrinolaringologia. 44

45 Informações disponíveis em: - Centro de Reabilitação de Hanseníase da Zona da Mata mineira com atendimento realizado na unidade de Dom Bosco, conta com uma equipe que reúne profissionais de dermatologia, ortopedia, cirurgia plástica, oftalmologia, serviço social, psicologia, enfermagem, fisioterapia e terapia ocupacional. Além de atender a usuários em fase de reação e de controle da hanseníase, o centro realiza ações educativas por meio do projeto de extensão Atenção Interdisciplinar aos Pacientes em Controle da Hanseníase: uma proposta de educação em saúde, que busca contribuir para um debate entre usuário e familiares sobre o processo saúde-doença-cura, para que possam enfrentá-las com mais consciência e autonomia. Informações disponíveis em: - Centro de Referência em Hepatologia situado no setor administrativo do HU/CAS, é responsável pelo diagnóstico e tratamento de diversos tipos de hepatite junto a pacientes credenciados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Realiza exames sofisticados como Biópsia Hepática e Biologia Molecular. Realiza anualmente a Campanha de Hepatite C, fazendo testes gratuitos do vírus HCV junto à população de Juiz de Fora e região. Informações disponíveis em: - Centro de Transplante de Medula Óssea realiza o Programa de Transplante Autólogo de Medula Óssea do Ministério da Saúde. Até 19 de abril de 2013, já realizou 205 procedimentos em pacientes de vários estados do Brasil, sendo 202 autólogos e três alogênicos. O programa é feito em parceria com a Fundação Ricardo Moysés Júnior e o Hemocentro Regional de Juiz de Fora, reunindo profissionais de medicina, imunologia, enfermagem, serviço social, hemoterapia, psicologia, nutrição, fisioterapia, odontologia, patologia, farmácia e bioquímica. Informações disponíveis em: - Centro de Tratamento da Fibrose Cística integra a Rede Estadual de Atenção ao Portador da Fibrose Cística, doença hereditária detectada na Triagem Neonatal (teste do pezinho). Em Juiz de Fora e região, quando detectada a doença no teste do pezinho, o paciente do SUS é encaminhado ao Hospital Universitário, onde é feito novo exame para confirmação da enfermidade. Mediante diagnóstico positivo, a criança e seus familiares são acompanhados por uma equipe que envolve profissionais de medicina, fisioterapia, psicologia, serviço social, enfermagem, análises clínicas e nutrição. Numa ação conjunta, é realizado o atendimento ambulatorial, com pediatras, pneumologistas e gastroenterologistas. O atendimento é realizado na unidade de Dom Bosco e, quando necessário, o paciente é encaminhado à internação e cirurgia, no HU do bairro Santa Catarina. Informações disponíveis em: - Centro Viva-Vida de Referência Secundária: uma das ações do programa Viva-Vida do Governo do Estado de Minas Gerais, o centro busca reduzir a mortalidade materna e infantil e prevenir 45

46 o câncer de próstata, de mama e de colo de útero. Para tal, realiza atendimento e acompanhamento dos casos encaminhados. Informações disponíveis em: - Residências: O Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora oferece programas de pósgraduação, através de Residências Médicas e em outras áreas da Saúde. Conforme a especialidade, os residentes concursados podem atuar no antigo HU (unidade Santa Catarina), onde estão localizados os Centros Cirúrgicos, Unidade de Tratamento Intensivo, Internamento, Ambulatórios de Cardiologia e Neurologia e Psiquiatria, ou no Centro de Atenção à Saúde HU/CAS (unidade Dom Bosco), que concentra as diversas especialidades atendidas pela Unidade Ambulatorial do HU/UFJF. Endereços e telefones: HOSPITAL UNIVERSITÁRIO/UFJF (UNIDADE SANTA CATARINA) Rua Catulo Breviglieri s/nº Bairro Santa Catarina CEP.: Juiz de Fora MG Telefone (32) /5179 HOSPITAL UNIVERSITÁRIO CENTRO DE ATENÇÃO À SAÚDE/UFJF (HU_CAS) (UNIDADE DOM BOSCO) Av. Eugênio do Nascimento s/nº Bairro: Dom Bosco CEP.: Juiz de Fora MG Telefone (32) /5352 CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL CAPS Rua Melo Franco, 11 São Mateus Juiz de Fora MG Telefone (32) Outras atividades: - Obra Social Santa Catarina (OSSC) Braço filantrópico do Colégio Santa Catarina, a Obra Social Santa Catarina (OSSC) presta serviços de assistência em saúde, cultura e educação à população de baixa renda do bairro Jardim Casablanca e arredores (Zona Oeste de Juiz de Fora). O atendimento em saúde é realizado por meio de convênio mantido com a Faculdade de Medicina da UFJF. A OSSC recebe graduandos para estágio supervisionado por professores da universidade, nas áreas de clínica médica, pediatria e psiquiatria. Os interessados em usufruir dos atendimentos na OSSC devem comparecer à instituição, munidos de documento que comprove ser a pessoa moradora de um dos bairros atendidos (comprovante de residência). O primeiro atendimento será marcado e os demais poderão ser agendados por telefone. A obra não realiza atendimentos sem prévio agendamento. 46

47 Horários de atendimento: - Clínica Médica: 2ª, 3ª e 4ª, a partir das 7h30. - Psiquiatria: 6ª, a partir das 7h30 - Pediatria: de 2ª a 5ª, a partir das 13h. Endereço: Obra Social Santa Catarina (OSSC) Rua Monteiro Lobato, 147 Jardim Casablanca. CEP: Juiz de Fora/MG Telefone: (32) Faculdade de Odontologia Serviços A Faculdade: A Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) dispõe de infraestrutura independente e exclusiva para o curso, projetada de acordo com as normas de arquitetura e biossegurança. Promove o atendimento em todas as áreas determinadas pelo Conselho Federal de Odontologia e pelas Diretrizes Curriculares Nacionais. A instituição atende à população em serviços que vão da orientação de pacientes a procedimentos de alta complexidade. Busca desenvolver em seus estudantes a capacidade de atuar em todos os níveis de atenção à saúde, integrando-se em programas de promoção, prevenção, proteção, recuperação, reabilitação e manutenção da saúde bucal da população. São 8 clínicas de ensino, totalizando 200 conjuntos odontológicos completos. Cada clinica possui uma Central de Distribuição de Materiais, com material de excelente qualidade, suficiente para o atendimento ao ensino e aos clientes. A faculdade conta com: - Sala de recepção que possui condições adequadas de ventilação, iluminação e fácil acesso às informações; - setores de escovódromo, de lavagem instrumental e de embalagem de instrumentos; - Central de Esterilização, Central de Distribuição dos Instrumentos Estéreis; - Área de radiologia que atende à legislação em vigor; - Laboratórios de apoio de radiologia, de patologia e de prótese dentária; - Central de Multimeios e de Recursos Humanos Próprios. Serviços oferecidos: Por meio da integração do Ensino, da Pesquisa e da Extensão, a Faculdade de Odontologia disponibiliza serviços odontológicos nos espaços de atendimento localizados no Campus da UFJF. Em todos os projetos de atendimento à população há a participação de alunos, conforme definido no Projeto Político-Pedagógico, sendo gratuitos os serviços prestados pela graduação. - Clínica da Faculdade de Odontologia A Clínica da Faculdade de Odontologia integra a atuação de graduandos e pós-graduandos no atendimento a pacientes encaminhados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), sendo os tratamentos 47

48 supervisionados por docentes da universidade. É habilitada a realizar todos os tipos de atendimentos odontológicos. Para ser atendido, o paciente deve se dirigir ao posto de saúde mais próximo. Lá será avaliado pelo dentista, que preencherá um formulário e o encaminhará para a clínica da UFJF. Na clínica, o Setor de Acolhimento informa a entrada do paciente. Nele é indicada a documentação necessária para o cadastro, que é repassada para o setor de triagem, responsável por organizar a lista de espera e encaminhar os pacientes para as clínicas específicas. As atividades da clínica são paralisadas no período de recesso acadêmico. - Pronto atendimento Local para tratamento emergencial, oferecido para que o paciente esteja em condições de aguardar o atendimento definitivo. No pronto atendimento, não é preciso marcar consulta. Os horários de funcionamento são definidos a cada início de semestre, não havendo atendimento no período de recesso acadêmico. - Atendimentos especiais: - Clínica de Adolescentes (ou Clínica de Odonto-hebeatria): presta atendimento a jovens com até 20 anos, encaminhados pelo SUS ou pelas instituições Lar Fabiano de Cristo, Dom Orione e Instituto Maria. Atendimento focado nas peculiaridades do tratamento ao paciente jovem, com aconselhamentos e atenção psicológica. Reúne graduandos e pós-graduandos, que trabalham sob coordenação e orientação de um docente da UFJF. - Clínica de Idosos (ou Clínica de Odontogeriatria): presta atendimento a idosos encaminhados pelo SUS, com orientação, tratamentos e trabalho associado a doenças geriátricas, como o mal de Alzheimer. Foco na prevenção e no tratamento às consequências que as doenças da 3ª idade podem causar aos dentes. Reúne graduandos e pós-graduandos, que trabalham sob coordenação e orientação de um professor. - Projeto So-Riso de Atenção Materno-Infantil: presta atendimento a gestantes e crianças com idade até os 5 anos, bem como aconselhamento a pais e responsáveis. Realiza tratamentos e orienta os pacientes. Recebe encaminhamentos do SUS e atende a pessoas que residam nos bairros do entorno da UFJF (São Pedro, Dom Bosco), mediante apresentação de comprovante de residência. Equipe formada por graduandos, que atuam sob orientação de professores da graduação em odontologia. - Serviço Especial de Cirurgia Oral realiza cirurgias de média e alta complexidade, com anestesia local, tais como extração de dentes inclusos e retirada de pequenos tumores. Também realiza biópsias. Recebe pacientes por meio de encaminhamento do SUS ou por indicação de aluno ou professor da Faculdade de Odontologia. Equipe formada por graduandos e pós-graduandos, que atuam sob coordenação e orientação de professores do curso de odontologia. Profissionais envolvidos na Clínica Odontológica: - Docentes da Faculdade de Odontologia: 48

49 Atuam na formação dos estudantes que prestam atendimento na Clínica Odontológica da UFJF, bem como dos profissionais que cursam especialização em ortodontia e endodontia. Encarregados por supervisionar todos os atendimentos realizados na clínica. - Graduação: Estudantes do curso de graduação atuam, a partir do 5º período, em tratamentos de pouca complexidade das mais diversas áreas de tratamento odontológico. Atuam sob supervisão dos profissionais que cursam mestrado em Clínica Odontológica e dos docentes da faculdade de Odontologia. - Mestrado em Clínica Odontológica: Pós-graduandos stricto sensu, cuja formação é voltada para a pesquisa científica e para a docência, atuam na supervisão dos estudantes e profissionais que trabalham nos tratamentos realizados pela Clínica Odontológica. - Especialização em Ortodontia: Pós-graduandos lato sensu, cuja formação é voltada para o aperfeiçoamento profissional em tratamentos ortodônticos, realizam atendimentos de maior complexidade em sua área de especialização. Atuam sob orientação dos docentes da Faculdade de Odontologia. - Especialização em Endodontia Pós-graduandos lato sensu, cuja formação é voltada para o aperfeiçoamento profissional em tratamentos endodônticos, realizam atendimentos de maior complexidade em sua área de especialização. Atuam sob orientação dos docentes da Faculdade de Odontologia. Local e horário de atendimento Todos os atendimentos são realizados nas Clínicas da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Juiz de Fora. - Faculdade de Odontologia/Universidade Federal de Juiz de Fora Rua José Lourenço Kelmer, s/n Campus Universitário, Bairro São Pedro CEP: Juiz de Fora MG Telefone: (32) Faculdade de Serviço Social Serviços 49

50 A Faculdade O Curso de Bacharelado em Serviço Social é oferecido no turno diurno com a duração de 8 semestres. No Vestibular são oferecidas 60 vagas anuais. O curso forma profissionais para conhecer e intervir nos processos relacionados à questão social que aparecem sob os diferentes matizes da desigualdade, da pobreza e da exclusão. Estrutura-se através de quatro núcleos fundamentais de conhecimentos: - Fundamentos teórico-metodológicos e ético-políticos com disciplinas das áreas de sociologia, filosofia, economia, psicologia e política; - Fundamentos da formação sócio-histórica da sociedade brasileira com disciplinas de história, política social, direito e planejamento social; - Fundamentos do trabalho profissional com disciplinas específicas da profissão de serviço social: sua trajetória histórica, teórica, metodológica e técnica, os componentes éticos que envolvem o exercício profissional, a pesquisa, o planejamento, a administração em serviço social e o Estágio Supervisionado; - Pesquisa e prática acadêmica (instâncias pedagógicas que integram ensino, pesquisa e extensão) A profissão de serviço social atua hoje no sentido de superar a ideologia do assistencialismo e de avançar nas lutas pelos direitos e pela cidadania com o propósito de torná-los viáveis no âmbito das Políticas Sociais. O assistente social é chamado a implementar políticas sócio-assistenciais no interior das organizações públicas governamentais e não-governamentais, das organizações privadas, exercendo a prestação de serviços e a ação educativa. É solicitado também para o trabalho de assessoria, planejamento e gestão destas políticas em nível regional e local. Na esfera pública o assistente social atua em fóruns e conselhos vinculados às Políticas Sociais, notadamente da assistência, da saúde, da criança e do adolescente. Esta atuação acontece tanto no plano de defesa do exercício dos direitos dos usuários como no âmbito do controle social dessas políticas assim como em planos, projetos e orçamentos. Na esfera privada sua intervenção se dá em áreas de gerência de recursos humanos, administração de benefícios, planejamento e execução de projetos sociais. Alguns campos de atuação do assistente social são secretarias estaduais (regionais) e municipais principalmente nas áreas de saúde; judiciário; assistência; educação; criança, adolescente e família; idoso; centros comunitários; institutos de seguridade social; hospitais e clínicas; empresas; sindicatos. Serviços oferecidos - Casa de Cultura da UFJF A Casa de Cultura é espaço acadêmico da UFJF, vinculado administrativamente à Faculdade de Serviço Social, aberto à comunidade e vocacionado para o desenvolvimento de atividades de extensão sobre Gerações, Trabalho e Cultura e Território e a Cidade. 50

51 O espaço tem galerias de exposição, terminais de computadores com acesso gratuito à internet, filmoteca e salas de vídeo com aproximadamente 30 lugares e de leitura - equipadas com televisão e terminais de áudio. Há, ainda, um anfiteatro, uma praça e uma cafeteria, localizados no centro da Casa e responsáveis pela área de vivência Polo de Enriquecimento Cultural da Terceira Idade O Polo de Enriquecimento Cultural para a terceira idade da Casa de Cultura da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) oferece diversos cursos de extensão para a terceira idade, dentre os quais estão o curso de Medicina Chinesa e o Curso de Pilates.. - Curso de Medicina Chinesa: A medicina tradicional chinesa, segundo especialistas, é muito mais do que uma prática médica, pois busca compreender os fatores que propiciam ao indivíduo o seu desequilíbrio energético e tenta estabelecer a fluidez energética obtendo o equilíbrio. O curso tem por objetivo ampliar o conhecimento das aplicações e sua eficácia. Dentre os temas abordados estão: Acupuntura, Acupuntura estética, Ventosa, Moxabustão, Shiatzu, Fitoterapia Chinesa, Tai Chi Chuan, Qui gong e Tui ná. - Pilates: é um exercício voltado para o enrijecimento, buscando melhorar a postura e a respiração, adquirir definição do corpo, alongamento e consciência corporal. O método Pilates é constituído por seis princípios específicos para promover a integração entre corpo, mente e espírito: concentração, centro de força, fluidez, precisão, respiração e controle dos movimentos. As aulas são ministradas por um professor de educação física. Instituto de Ciências Exatas Serviços O Instituto O Instituto de Ciências Exatas (ICE) busca, através de suas atividades de ensino, pesquisa e extensão, ser referência em sua área de atuação. Composto pelos departamentos de Ciência da Computação, Estatística, Física, Matemática e Química, oferece cursos de graduação em dois ciclos. O Primeiro Ciclo corresponde ao Curso de Ciências Exatas, que busca dotar seu aluno de uma formação universitária baseada em conceitos amplos e básicos, mais próxima da interdisciplinaridade que marca os caminhos contemporâneos da educação. Os alunos do curso de Ciências Exatas têm acesso aos cursos de segundo ciclo com as seguintes formações profissionais: bacharelado em Ciência da Computação, Estatística e bacharelado e licenciatura em Física, Matemática e Química. Quanto à pósgraduação, são oferecidos os seguintes cursos: mestrados acadêmicos em Física, Matemática, Modelagem Computacional e Química, o mestrado profissional em Educação Matemática, os doutorados em Física e Química, além de diversos cursos de especialização. Com uma expressiva produção acadêmica, o ICE tem como meta tornar-se pólo de excelência no desenvolvimento tecnológico e científico. Serviços prestados Departamento de Ciência da Computação - Reciclagem de Computadores 51

52 O projeto consiste em receber computadores doados pela comunidade (interna e externa), que ainda estejam funcionando, e doá-los a escolas públicas, centros comunitários, Ongs, entre outros. A ideia é prolongar a vida útil dos computadores, minimizando e/ou adiando o impacto ecológico desse tipo de lixo e proporcionando o acesso ao uso de Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) por uma parcela da população que não tem condição de adquirir esse tipo de equipamento. Por meio do projeto, o departamento de Ciência da Computação disponibiliza computadores em locais comunitários que poderão ser utilizados para: aprendizado sobre a utilização do computador, digitação de texto, pesquisas na internet (caso o local tenha acesso à internet), uso de softwares educacionais, entre outras aplicações. O projeto também objetiva capacitar: - Alunos da UFJF, no que diz respeito à montagem e manutenção de computadores; - Agentes da comunidade (público externo), indicados pelos responsáveis dos locais atendidos pelo projeto, em montagem e manutenção de computadores, o que propicia uma área de atuação na manutenção dos equipamentos fornecidos para atender àquela comunidade, podendo também atuar profissionalmente nessa área. Interessados em doar computadores para o projeto, bem como diretores de instituições que possam recebê-los, devem entrar em contato com o departamento de Ciência da Computação da UFJF por telefone. Telefone: (32) Projeto Desaparecidos Este projeto agrega informações sobre pessoas desaparecidas. As informações são coletadas a partir de Ongs e órgãos de segurança pública. Estas são processadas e disponibilizadas em um formato aberto chamado de dados ligados, o qual permite que desenvolvedores possam usufruir desse formato para criação de novas aplicações. O cidadão comum é beneficiado por ter acesso, em um local comum, a essas informações. Novos casos de desaparecimentos podem ser relatados, assim como casos resolvidos. O público alvo do projeto são organizações civis, desenvolvedores de aplicações web, bem como cidadãos de uma forma geral. O cidadão poderá acessar facilmente as informações e informar casos já resolvidos ou novos casos de desaparecimentos. Organizações civis poderão dar maior abrangência aos dados que possuem e desenvolvedores web poderão reutilizar essas informações para criar novas aplicações. Site: Telefone: (32) (GET Ciência da Computação) Mensagem eletrônica: - Projeto Ligado nos Políticos Este projeto tem como objetivo aumentar a transparência dos dados governamentais através da criação de um data set com informações coletadas de diferentes fontes, contribuindo com a nova 52

53 rede de dados. O projeto visa fornecer dados úteis, abertos, padronizados, reutilizáveis e ligados a dados de outras fontes. Para criação de uma base com dados de políticos brasileiros e outros dados governamentais, é necessário coletar informações de diversas fontes, agrupá-las e transformá-las em formato de dados ligados. Como fontes de dados, são utilizados o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a página do Senado Federal, o portal da Câmara dos Deputados, o a página da ong Políticos Brasileiros, a página Ficha Limpa e o projeto Excelências da página Transparência Brasil. São coletados dados pessoais, dados da eleição, divulgação de bens, dados parlamentares, lideranças, missões, mandatos, afastamentos, pronunciamentos, comissões, proposições e ocorrências. O projeto é destinado ao cidadão brasileiro, no seu direito à informação pública, e a desenvolvedores de aplicações web que necessitem de dados abertos para realizar análises ou cruzamento de informações para novas aplicações. Site: Telefone: (32) (GET Ciência da Computação) Mensagem eletrônica: - Escolas de Informática e Cidadania O projeto Escolas de Informática e Cidadania busca ministrar cursos de informática para a população, por meio do estabelecimento de parcerias entre a UFJF e outras instituições. Até 2013, o projeto já formou mais de 1500 alunos, todos certificados pela universidade mediante resultado positivo nas avaliações. Atualmente, há três escolas em funcionamento, nos bairros São Mateus, São Pedro e Monte Castelo. São oferecidas 80 vagas em São Mateus, 100 vagas em São Pedro e 60 vagas em Monte Castelo. Em todos os núcleos o curso funciona nos turnos da manhã, da tarde e da noite, com acompanhamento de bolsistas, graduandos de diversos cursos da UFJF capacitados em informática. O trabalho é coordenado por um professor da universidade. As três escolas em funcionamento são: - EICSVP - Escola de Informática e de Cidadania de São Vicente de Paulo Rua Mamoré, nº 11 - Bairro São Mateus (junto à Associação de Caridade de São Vicente de Paulo) Telefone: (32) Nesta escola há turmas nos três turnos: manhã (8-11h), tarde (14-17h) e noite (19-22h). Às quartas-feiras, na parte da tarde, há uma turma específica para deficientes auditivos (surdos), com acompanhamento de técnicos da UFJF, que fazem a tradução/versão em língua brasileira de sinais (libras). O curso de informática básica é de um semestre letivo (quatro meses de aula) com os seguintes conteúdos: editoração de textos e documentos, editoração de planilhas eletrônicas, editoração de apresentações e aplicações de internet. Atende-se a qualquer faixa etária, bastando que a pessoa seja alfabetizada. - EICCA - Escola de Informática e de Cidadania da Cidade Alta Endereço: Avenida Senhor dos Passos, nº Bairro São Pedro (junto à Paróquia de São Pedro) Telefone: (32)

54 Nesta escola também há turmas nos três turnos (manhã, tarde e noite). Além de turmas de informática básica, há também turma de informática em nível intermediário. O curso também é de um semestre letivo (quatro meses de aula), com os mesmos conteúdos. Na informática intermediária os conteúdos também são os mesmos, vistos de uma forma mais aprofundada. Atende-se também a qualquer faixa etária, bastando que a pessoa seja alfabetizada. - EICQ - Escola de Informática e de Cidadania Querubins Rua dos Palmares, nº 78 - Bairro Monte Castelo (junto à Amas - Associação Metodista de Ação Social) Telefone: (32) Nesta escola também há turmas nos três turnos (manhã, tarde e noite). Além de turmas de informática básica, há também turma de informática em nível intermediário. O curso também é de um semestre letivo (quatro meses de aula), com os mesmos conteúdos. Na informática intermediária os conteúdos também são os mesmos, vistos de uma forma mais aprofundada. Atende-se também a qualquer faixa etária, bastando que a pessoa seja alfabetizada. Além das três escolas, há uma unidade voltada para o ensino de informática à terceira idade. - Informática para a Terceira Idade - Pólo de Enriquecimento Cultural para a Terceira Idade Casa de Cultura da UFJF Avenida Barão do Rio Branco, nº Centro Telefone: (32) Na Casa de Cultura funcionam turmas na parte da manhã e tarde. Idade mínima: 45 anos Conteúdos: desmistificação do uso do computador (Windows e Internet) Departamento de Estatística - Laboratório de Informações Geo-referenciadas O Laboratório de Informações Geo-referenciadas (Linge), localizado no Departamento de Estatística (DE), do Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Juiz de Fora, tem como principal objetivo o desenvolvimento de pesquisas, teóricas e aplicadas, associadas à Análise de Dados Espaciais (geo-referenciados). São utilizadas técnicas de análise estatística multivariada, tanto para dados numéricos quanto para dados categóricos, técnicas de escalonamento ótimo de variáveis categóricas, assim como técnicas de simulação, para a análise de efeitos espaço, efeitos tempo e também efeitos espaço-tempo. As principais áreas abrangidas pelo projeto do Linge têm sido saúde, planejamento regional e urbano, amostragem, análise de dados amostrais longitudinais, meio ambiente, marketing e modernização industrial. Interessados em estabelecer parceria com as pesquisas realizados no LINGE devem entrar em contato por telefone ou mensagem eletrônica. Telefone: (32) /3320 Mensagem eletrônica: 54

55 Endereço: CAMPUS DA UFJF Instituto de Ciências Exatas, Bloco 304/Sala 3403 Rua José Lourenço Kelmer, s/n São Pedro CEP: Juiz de Fora/MG - Laboratório de Estudos Estatísticos na Saúde (LEES) Telefone: Departamento de Física - Projeto Física e Cidadania O Projeto Física e Cidadania, idealizado no departamento de Física da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), tem por objetivo despertar e motivar estudantes, educadores e a sociedade em geral para a beleza e a simplicidade das aplicações da ciência e, em particular, da física. Se as notações específicas, as fórmulas, as codificações das ciências naturais e da matemática são uma barreira para o entendimento científico, o projeto procura mostrar uma maneira alternativa de inclusão no mundo da ciência e da tecnologia. Entre os temas abordados pelo projeto, estão: todos. - O funcionamento dos motores dos carros; - A razão de muitas pessoas necessitarem usar óculos ou lentes; - O acendimento automático das luzes das ruas quando escurece; - O estudo do câncer e sua relação com a química, a matemática e a física, além da biologia; - A maneira como são medidas as distâncias, o tempo, as velocidades; - Como o ouvido humano capta os sons; - As relações da música com a matemática e a física; - As aplicações do raio laser na medicina e em outras áreas; - Como a meteorologia auxilia o ser humano no dia a dia; - De onde vem e como se produz eletricidade, - Inúmeras outras manifestações da natureza e aplicações tecnológicas, que estão ao alcance de Diretores de escolas interessados em estabelecer parceria com o Física e Cidadania devem entrar em contato com o projeto, por telefone ou mensagem eletrônica. Telefone: (32) ramal 216 (32) ramal 216 (32) ramal 216 Mensagem eletrônica: 55

56 Instituto de Artes e Design Serviços O Instituto O que melhor define e singulariza o Projeto Pedagógico do Instituto de Artes e Design é o amplo repertório da cultura criativa contemporânea, que constitui a coluna vertebral da estrutura curricular de todos os cursos oferecidos, eixo a partir do qual são alimentados os focos irradiadores de seus estudos interdisciplinares. O IAD coloca a criação no centro de seu projeto pedagógico, quer se aplique à aprendizagem de saberes, ao desenvolvimento de competências, à aquisição de habilidades ou à potencialização da formação artística. É dessa maneira que pretende preparar os estudantes para o exercício de funções indispensáveis à sociedade relacionadas ao campo da Arte e Cultura em geral. Propõe-se, então, a atuar como um espaço de reflexão e intercâmbio, buscando o desenvolvimento de competências criativas. Os projetos pedagógicos dos cursos que oferece têm o objetivo de promover um conjunto de valores comuns: a capacidade de iniciativa e de invenção, a autonomia, o conhecimento, o espírito crítico, a autenticidade pessoal e a consciência social; valores entendidos como fundamentais à formação do profissional que pretende atuar criativamente em diferentes áreas. Serviços prestados - Aspecto Empreendimento Cultural Empresa Jr. A empresa júnior Aspecto adota o conceito de Economia do Conhecimento utilizado pelo Ministério da Cultura para a formação da carta de serviços que são prestados à sociedade, visando ao aprimoramento da formação acadêmica e profissional através do contato direto dos alunos com as regras do mercado, gerando alternativas para o desenvolvimento de pesquisas apoiadas nas demandas de projetos de um empreendimento cultural. A reestruturação do ensino no Instituto de Artes e Design da UFJF faz pensar em um projeto que acompanhe as mudanças, para se adequar às novas demandas dos cursos. Portanto, trabalhar com um empreendimento cultural é uma opção para se conseguir integrar todas as especialidades do Instituto, como: Artes Visuais, Moda, Cinema e Audiovisual, Design e Música. E, como conseqüência das ações, provocar maior estímulo à qualidade dos serviços culturais com resultado de investimentos das ações de projetos governamentais e privados no município. Atualmente, a Aspecto está funcionando na Casa de Cultura da UFJF. Dentre os serviços oferecidos pela Aspecto, estão: - Consultoria em marketing cultural e inscrição de projetos em festivais e eventos: identificação de eventos e festivais, adequação do projeto à proposta do evento - acompanhamento da seleção; - Assessoria técnica para projeto de Artes Visuais, Moda, Design, Música e Educação: consultoria em projetos de curadoria para galeria, museus, centros culturais e institutos; - Música edição/editoração de partituras: tratamento de gravações ou manuscritos, orientação através da apresentação do conteúdo, revisão de partitura; 56

57 - Arranjos: criação de instrumentação, harmonização de melodia, auxílio na criação de melodia, ritmos e outros; - Programações visuais e projeto de identidade visual: símbolos e logotipos de empresas, instituições e produtos; papéis timbrados, envelopes, cartões de visita, blocos de recado, pastas e manuais; - Projeto de programação visual de eventos: identidade visual e desenvolvimento de peças gráficas para eventos de pequeno, médio e grande porte; - Projeto de materiais promocionais: cartazes, folders, outdoors, busdoors, panfletos, filipetas (flyers), catálogos, encartes, banners, adesivos, capas de CD, displays de produtos e brindes; - Projeto de materiais editoriais: capas, fotografias, ilustrações ou projetos integrais de livros, catálogos, relatórios, projetos para periódicos (como jornais, revistas, fascículos, boletins e informativos); - Projetos para Serviços Educativos: ilustrações para manuais educativos, jogos didáticos, ambientes virtuais e materiais de congressos, conferências e seminários; desenvolvimento de projetos de mecanismos didáticos para demonstração de conteúdos, tendo como público-alvo: escolas, faculdades, universidades e centros educacionais. Interessados em contratar os serviços prestados pela Aspecto Empreendimento Cultural devem entrar em contato com a empresa, por , ou com a Casa de Cultura da UFJF, por telefone. Telefone: (32) CASA DE CULTURA UFJF Avenida Rio Branco, 3372 Centro CEP: Juiz de Fora/MG - Coral da UFJF O Coral Universitário teve origem nos anos 1960, como um pequeno coro que cantava na Igreja da Glória, regido pelo maestro Victor Giron Vassalo. Depois, passou a ensaiar na galeria de arte Celina com o nome de Coral Pio XII. Em dezembro de 1967, após uma histórica audição para o Reitor Prof. Moacir Teixeira de Andrade Reis, tornou-se o Coruni, o Coral Universitário da UFJF. Em sua trajetória, o Coral Universitário destaca-se com apresentações em vários estados brasileiros, participação em diversos festivais nacionais e internacionais, e a premiação em dois concursos: no 1º Concurso Nacional de Corais na Televisão, em promoção Mec TV Globo, de 1973, obteve o segundo lugar; e no Concurso Sudamericano de Interpretación Coral (AAMCANT), na Argentina, em 2004, classificou-se em primeiro lugar na categoria coral misto adulto, recebeu 57

58 medalha de prata quando foram consideradas todas as quatro categorias do concurso além de ter sido eleito pelo júri popular como o vencedor do certame. O maestro André Pires recebeu nesta ocasião a medalha de ouro como melhor regente. As atividades do Coral Universitário são realizadas no Fórum da Cultura. O Coral realiza, periodicamente, exames de admissão de novos músicos, que são divulgados no site da UFJF. Fórum da Cultura: (32) /(32) FÓRUM DA CULTURA UFJF Rua Santo Antônio, 1112 Centro CEP: Juiz de Fora/MG Instituto de Ciências Biológicas Serviços O Instituto O Instituto de Ciências Biológicas (ICB) foi fundando no ano de 1970, inicialmente abrigando a Graduação em Ciências Biológicas e fornecendo suporte aos períodos iniciais das graduações da área da Saúde como Educação Física, Enfermagem, Farmácia e Bioquímica, Fisioterapia, Medicina e Odontologia. Fornecia, ainda, algumas disciplinas para as graduações em Psicologia e Química. Em 2009, foi implantada a graduação em Nutrição. Atualmente, o ICB é composto por dez departamentos: Anatomia, Biologia, Botânica, Bioquímica, Departamento de Parasitologia, Microbiologia e Imunologia (DPMI), Farmacologia, Fisiologia, Morfologia, Nutrição e Zoologia. Também são integrantes do ICB: Biociclos (empresa júnior dos discentes da graduação em Ciências Biológicas), Herbário, Museu de Malacologia e Museu de Anatomia. Há também coleções de aves e mamíferos, peixes, herpetólogos, artrópodes, helmintos e anelídeos. O ICB participa ativamente em diversos programas de pesquisa e de extensão proporcionando ao seu corpo discente uma forte interação entre pesquisa, ensino e extensão. Atividades de Extensão - Visitas programadas ao Museu Interativo e à Coleção de Malacologia da UFJF O Núcleo de Malacologia da Universidade Federal de Juiz de Fora, através do projeto Visitas Programadas ao Museu Interativo e à Coleção da Malacologia da Universidade Federal de Juiz de Fora, desenvolve um trabalho de extensão que envolve a complementação do ensino tradicional e fortalece os currículos escolares, dando aos alunos uma visão básica dos diversos grupos animais, vegetais e minerais. Os visitantes, em geral, são apresentados aos diversos setores do Núcleo de Malacologia: a biblioteca, a sala de permuta, parte da coleção destinada à exposição (com material conquiliológico 58

59 disponível para manipulação) e, finalmente, o Museu Interativo, onde estão representados os diversos grupos citados. Durante a visita ocorrem palestras dos pesquisadores e bolsistas do Núcleo. A coleção científica está disponível para estudos de alunos de nível superior, professores e pesquisadores que possuem interesse por essa área. Nos anos de 2001 a maio de 2007 foram recebidos visitantes, 60% de alunos do ensino fundamental, 20% do ensino médio, 10% do ensino superior e 10% da comunidade em geral. Professores e diretores de escolas interessados em agendar visitas ao Museu Interativo e à Coleção de Malacologia da UFJF devem entrar em contato com o Museu de Malacologia, por ou telefone. Instituto de Ciências Biológicas Museu de Malacologia Professor Maury Pinto de Oliveira Rua José Lourenço Kelmer, s/n Campus Universitário, São Pedro CEP: Juiz de Fora/MG Telefone/Fax: (32) Mensagem eletrônica: - Aprendendo parasitologia O setor de Parasitologia, do departamento de Parasitologia, Microbiologia e Imunologia (DPMI) do ICB, foi criado no final da década de 60 e desenvolve suas atividades nas áreas de Ensino, Pesquisa e Extensão. Atende aos cursos de graduação da área de Saúde e Biológicas e aos cursos de pós-graduação. Desenvolve o projeto de extensão, Aprendendo Parasitologia, que oferece às escolas de ensino fundamental e médio a oportunidade de visitar os laboratórios e organizar palestras com foco nos principais parasitos causadores de doenças no ser humano. Professores e diretores de escolas interessados em agendar visitas ao setor de Parasitologia do ICB devem entrar em contato com o Laboratório de Parasitologia, por mensagem eletrônica ou telefone. Instituto de Ciências Biológicas Departamento de Parasitologia, Microbiologia e Imunologia Rua José Lourenço Kelmer, s/n Campus Universitário, São Pedro CEP: Juiz de Fora/MG Telefone/Fax: (32) /3216 Mensagem eletrônica: - Aprendendo Microbiologia O projeto objetiva receber alunos de escolas de ensino médio e fundamental da rede pública e privada de Juiz de Fora, bem como ir às escolas que não podem comparecer à Universidade. O 59

60 objetivo do projeto é consolidar os conhecimentos sobre microbiologia abordados nas escolas, ampliando a visão dos alunos em relação ao mundo microbiano. Diretores de escolas interessados em agendar visitas ao Laboratório de Microbiologia devem entrar em contato com o laboratório, por telefone ou mensagem eletrônica. Instituto de Ciências Biológicas Departamento de Parasitologia, Microbiologia e Imunologia Rua José Lourenço Kelmer, s/n Campus Universitário, São Pedro CEP: Juiz de Fora/MG Telefone/Fax: (32) Mensagem eletrônica: - Programa de Plantas Medicinais e Terapias Não-convencionais O Programa de Medicina em Terapias Não Convencionais (Proplamed/TNC) da UFJF tem por objetivo aproximar a atividade acadêmica da atividade prática em comunidade. O Proplamed/TNC é composto por discentes dos cursos de Medicina, Farmácia e Bioquímica, Fisioterapia, Educação Física, Enfermagem e Biologia, e surgiu a partir do interesse em difundir conhecimentos acerca de plantas medicinais e das racionalidades médicas para a sociedade, conforme fora preconizado pela Organização Mundial de Saúde no ano de Para atingir o objetivo proposto, o programa realiza diversas atividades com a população, que vão desde palestras e mini-cursos, até aulas práticas e atividades ambulatoriais, juntamente com os professores membros e convidados do programa. O Proplamed/TNC possui convênio com diversas entidades governamentais e não-governamentais, a fim de oferecer campo de atividade prática aos membros do programa e contribuir para a integração do projeto com a população. Entre os projetos desenvolvidos no Proplamed/TNC da UFJF estão: - Ambulatórios de acupuntura: atendimento clínico no tratamento de enfermidades utilizando a técnica da acupuntura. Atendimento gratuito que tem como público-alvo a população em geral, em especial pessoas portadoras de patologias crônicas; - Ambulatórios de antroposofia: atendimento clínico por meio de terapia integrativa e complementar. Tem como preceptor um médico antroposófico, que orienta o acadêmico de medicina sobre como proceder na consulta médica antroposófica. As receitas são manipuladas na Farmácia Universitária da UFJF. Os atendimentos são realizados na Clínica Médica Antroposófica Vivenda Sant Anna, conveniada com o Proplamed/TNC; - Ambulatórios de fitoterapia: atendimento gratuito e de qualidade aos setores mais carentes das comunidades que constituem o entorno do campus da UFJF, utilizando como alternativa terapêutica a fitoterapia, através de medicamentos acessíveis e baratos, e com alto potencial terapêutico; - Ambulatórios de homeopatia; 60

61 - Terapias não-convencionais na atenção primária; - Terapias não-convencionais em geriatria: realizado por acadêmicos do curso de Medicina, em parceria com o Abrigo Santa Helena, que é uma instituição filantrópica, na qual residem cerca de 150 idosos; - Terapias não-convencionais em oncologia: o projeto busca, a partir de um diagnostico realizado e uma terapêutica em andamento, fazer um acompanhamento clínico dos pacientes e proporcionar atendimento por meio de práticas terapêuticas não convencionais, possibilitando uma melhor qualidade de vida e minimizando possíveis danos relacionados ou não ao diagnóstico; - Terapias não-convencionais em medicina coletiva e social: tal projeto tem como objetivo geral a promoção da qualidade de vida de pacientes com doenças crônicas, terminais, geriátricos e adolescentes usuários de drogas, nas comunidades periféricas de maior vulnerabilidade social em Juiz de Fora e municípios vizinhos; - Ações de educação em saúde; - Farmácias vivas: o projeto Farmácias Vivas atua no cultivo e na coleta, no processamento e distribuição de plantas medicinais, bem como na elaboração de certas formas farmacêuticas populares a serem distribuídas gratuitamente à população; - Feiras de saúde: o projeto tem como objetivo a promoção de experiências e vivências em saúde nas comunidades periféricas e de maior vulnerabilidade social da cidade de Juiz de Fora e municípios vizinhos. Por meio da oferta à população de amplo atendimento, tanto de caráter clínico como preventivo, ele busca informar e sensibilizar a comunidade quanto à melhoria da qualidade de vida a partir da prevenção, orientando para a mudança de hábitos de vida e diagnosticando precocemente as doenças, com o objetivo de orientar seu tratamento e cura; - Fisioterapia humanizada: o projeto objetiva levar o conhecimento e a prática da fisioterapia para os atendimentos de saúde à população, por meio de orientações domiciliares em pacientes portadores de enfermidades crônicas e/ou degenerativas; desenvolvimento de atividades físicas e culturais para a terceira idade, para que o idoso consiga realizar suas atividades diárias de forma independente; orientação da família ou responsável quanto aos cuidados com o idoso ou paciente acamado; atuação de forma integral às famílias; - Laboratório de fitoterapia; - Naturopatia; - Terapias corporais em geriatria; - Terapias ocupacionais: musicoterapia e arteterapia: Este projeto busca difundir a musicoterapia e a arteterapia como benefício para o corpo e a mente, liberando criatividade e bem estar, num diálogo constante acolhedor entre paciente e terapeuta. Os pacientes são agendados em uma consulta de uma hora de duração, duas vezes por semana, sendo estimulados a utilizarem tanto a arteterapia como a musicoterapia para tratamento de suas doenças; - Orientações sob o uso de fitoterápicos em medicina popular; 61

62 - Orientações sobre o uso e abuso de drogas. Interessados em usufruir de algum dos serviços prestados pelo Proplamed/TNC devem entrar em contato com o Instituto de Ciências Biológicas ou enviar mensagem eletrônica ao programa. Telefone: (32) /3202 Mensagem eletrônica: Instituto de Ciências Biológicas Programa de Plantas Mediciais e Terapias Não-convencionais (Antigo prédio do ICH, primeiro bloco, segundo piso, sala 1703) Rua José Lourenço Kelmer, s/n Campus Universitário, São Pedro CEP: Juiz de Fora/MG Departamento de Nutrição Serviços O Departamento O Departamento de Nutrição é o mais jovem do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da Universidade Federal de Juiz de Fora. Desde janeiro de 2010, harmoniza a pesquisa, o ensino, a extensão e a assistência na formação de um profissional de nutrição com visão generalista e humanista, comprometido com atuações críticas e potencialmente transformadoras da realidade social. Conta com laboratórios de Avaliação e Vigilância Nutricional, Composição e Valor Nutricional dos Alimentos, Nutrição Experimental, Análise Instrumental em Nutrição e Técnica Dietética. Seu pilar fundamental é a prevenção e a educação em saúde, uma vez que a ferramenta de trabalho do profissional em nutrição é o alimento. Atividades realizadas pelo departamento focam principalmente o bem estar do indivíduo, em todas as maneiras que esse bem estar possa se apresentar (físico, mental, social). Atividades de extensão - Orientação Nutricional O projeto de Orientação Nutricional presta assistência à Obra Social Santa Catarina, no bairro Jardim Casablanca, zona oeste de Juiz de Fora. Orienta os grupos de atividades físicas mantidos pela instituição e desenvolve trabalhos junto à Escola Municipal Maria Aparecida Sarmento. O projeto, além de trabalhar orientação nutricional, objetiva a criação de oficinas culinárias nos espaços assistidos, transformando o conhecimento do profissional em nutrição em difusão de bons hábitos alimentares. Atuam no projeto graduandos, entre bolsistas e voluntários, sob coordenação das professoras responsáveis. Diretores de instituições e escolas interessadas em receber orientação nutricional devem encaminhar para o departamento. - Aleitamento Materno: orientação às gestantes para melhorar a prática 62

63 O projeto de orientação a gestantes para melhoria da prática do aleitamento materno presta atendimento a mulheres grávidas, nas salas de espera de exame pré-natal de Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Juiz de Fora. Estudantes de graduação atuam nas salas de espera, mantendo conversas individuais com as gestantes, que as informam sobre a importância do leite materno, além de orientar sobre práticas alimentares que implicam melhor qualidade de vida durante a gravidez. Atualmente, são oito unidades atendidas pelo projeto: Borboleta, São Pedro, Santos Dumont, Teixeiras, Ipiranga, Santa Efigênia, Santa Luzia e Cruzeiro do Sul. Cada unidade recebe as estudantes de nutrição uma vez por semana. Algumas UBS mantêm grupos de gestantes, em que a orientação individual dá lugar a encontros periódicos, em que a conversa sobre a importância da boa alimentação durante a gravidez é mais minuciosa. Unidades de saúde ou instituições interessadas em estabelecer parceria com o projeto devem entrar em contato com o departamento de Nutrição da UFJF. - Educação nutricional como forma de intervenção A atividade de extensão Educação nutricional como forma de intervenção atua há dois anos junto ao Instituto Maria, que atende a crianças em situação de vulnerabilidade social. O projeto presta serviços de educação nutricional a crianças com idade até 5 anos, trabalhando a importância dos alimentos de forma lúdica, de modo a associar a educação nutricional a atividades divertidas como jogos, brincadeiras, exibição de filmes e encenação de peças de teatro. Cada atividade é norteada por um tema, que pode seguir um calendário previamente estabelecido, com um tema designado para cada encontro semanal, ou atender a uma demanda imediata da instituição. O assunto das atividades varia, podendo tratar da função da água no organismo ou da importância de comer frutas, por exemplo. O projeto trabalha com um aluno de graduação que atua sob orientação da coordenadora. Devido à disponibilidade de tempo, a inscrição de novas instituições para atividades contínuas só pode acontecer no médio e no longo prazo. Entretanto, o projeto pode ser adaptado a ações curtas. As instituições interessadas em estabelecer parceria com o projeto devem procurar o departamento de Nutrição da UFJF. - Ações voltadas à prevenção da obesidade infantil O projeto reúne graduandos em Nutrição e Serviço Social da UFJF para a realização de palestras, cujo objetivo é conscientizar crianças sobre os riscos da má alimentação e da obesidade. As palestras são ministradas em escolas públicas. Nelas, os estudantes informam as crianças sobre os benefícios de uma alimentação saudável, apresentam aos alunos alimentos que eles não conhecem e esclarecem dúvidas sobre alimentação. Há, ainda, a possibilidade de haver encontros entre os estudantes da UFJF e os pais dos alunos da escola. Neste caso, os encontros são marcados por discussões sobre questões de alimentação e orientações quanto à forma como os pais lidam com a alimentação dos filhos. O encontro com os pais é opcional. Em ambos os casos, o trabalho deve ser contínuo, não se restringindo à realização de uma única palestra. Em novos encontros, os graduandos conversam com as crianças e acompanham a forma como elas se alimentam. O diretor ou professor que se interessar por receber o projeto na escola em que trabalha, estando a instituição disposta a estabelecer vínculo contínuo durante o ano escolar, deve entrar em contato com o departamento de Fisiologia do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da UFJF, por telefone ou . 63

64 Departamento de Fisiologia: (32) / - Hipertensão e obesidade enfoque nutricional A atividade de extensão Hipertensão-obesidade: enfoque nutricional é realizada em parceria com a Fundação Instituto Mineiro de Estudos e Pesquisas em Nefrologia (Imepen). O projeto presta atendimento a crianças e adolescentes, orientando-os quanto a questões nutricionais que implicam saúde e bem-estar. O processo de orientação inclui o atendimento aos jovens, orientação nutricional e o acompanhamento dos hábitos alimentares que eles mantêm. Diretores de outras instituições, interessados em receber os estudantes de medicina e nutrição que atuam no projeto, devem entrar em contato com o departamento de Nutrição da UFJF - Nutriação O projeto Nutriação realiza ações de orientação nutricional junto à comunidade acadêmica da UFJF e a outras instituições interessadas. Sob coordenação de docentes do curso de Nutrição da UFJF, atuam no projeto estudantes do Grupo de Educação Tutorial (GET) do departamento de Nutrição. Atividade de extensão com caráter itinerário, o Nutriação estabelece calendário próprio, atuando cada período junto a um setor da universidade ou a uma instituição, que recebe visita dos estudantes mediante agendamento. Informa sobre importância de alimentos, discute hábitos alimentares saudáveis e trabalha, também, com orientação a gestantes. Diretores de instituições ou lideranças comunitárias interessadas em receber ações nutricionais organizadas pelo grupo GET/Nutrição devem entrar em contato com o departamento de Nutrição. Instituto de Ciências Humanas Serviços O Instituto O Instituto de Ciências Humanas (ICH) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) é uma referência de competência e qualidade para toda a comunidade. Sua estrutura é constituída por sete departamentos, abriga sete cursos de graduação (Ciências Sociais, Filosofia, Geografia, História, Psicologia, Turismo e o novo Bacharelado Interdiciplinar em Ciências Humanas), cinco mestrados (Ciência da Religião, Ciências Sociais, Geografia, História e Psicologia), três doutorados (Ciência da Religião, Ciências Sociais e História) e vários cursos de especialização (Ciência da Religião, Filosofia, Psicanálise, Psicologia do Desenvolvimento, Planejamento e Gestão Social, Ciências Humanas e Saúde). Foi uma das primeiras unidades a se instalar no atual campus da UFJF e possui hoje o maior número de alunos da Universidade (cerca de 2000 registrados entre graduação e pós-graduação lato e estrito senso), contando com 94 professores em seu quadro. A qualificação dos docentes atinge 80% de professores doutores, 10% de mestres e outros 10% com o grau de especialista. No sentido de reforçar a capacidade do Instituto, colaboram ainda 17 professores adicionais, visitantes e substitutos, a maioria doutores. 64

65 Serviços prestados Departamento de História - Atividades de Extensão Departamento de Geociências - Laboratório de Territorialidades Urbano-regionais (Latur) O Laboratório de Territorialidades Urbano-regionais é um laboratório de produção e coordenação de pesquisa e assessoria do âmbito da Geografia Urbana e Regional. Seu objetivo principal é o estudo de Geografia Urbana das cidades da Zona da Mata, bem como a caracterização da rede urbana comandada pelo centro regional de Juiz de Fora, análise da organização interna da cidade, identificação e investigação dos vetores de expansão da cidade. Lotado no departamento de Geociências da UFJF, desenvolve inúmeras atividades principalmente no urbano, agrário, ambiental e movimentossociais. Telefone: (32) Endereço: CAMPUS DA UFJF Instituto de Ciências Humanas Rua José Lourenço Kelmer, s/n São Pedro CEP: Juiz de Fora/MG - Laboratório de Climatologia e Análise Ambiental (LabCAA) O Laboratório de Climatologia e Análise Ambiental (LabCAA) desenvolve suas atividades no departamento de Geociências do Instituto de Ciências Humanas da Universidade Federal de Juiz de Fora Minas Gerais, onde realiza estudos e monitoramento das condições meteorológicas, acompanhando a evolução dos sistemas atmosféricos regionais e suas repercussões no ambiente urbano. O LabCAA apresenta, em sua página na internet, boletins decendiais e mensais e pesquisas acerca da Climatologia local e ainda a previsão de tempo de curto prazo para o município de Juiz de Fora/MG, disponibilizada pelo Cptec/Inpe Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos e parâmetros meteorológicos em tempo real, através de Estação Meteorológica Automática Ema/Inmet -, auxiliando o planejamento de diversos segmentos da sociedade e o seu bem estar. CAMPUS DA UFJF Instituto de Ciências Humanas Rua José Lourenço Kelmer, s/n São Pedro 65

66 CEP: Juiz de Fora/MG Telefone: (32) Departamento de Filosofia - Núcleo Pensando Bem... O Pensando Bem Núcleo de Pesquisa em Filosofia e Educação do Departamento de Filosofia da UFJF iniciou seus trabalhos de pesquisa e articulação externa em Tem como objetivo contribuir na inserção e desenvolvimento da Filosofia em todas as instâncias da sociedade. O Núcleo está articulado em ações que abrangem a sala de aula, a organização das instituições educacionais, as redes e sistemas de educação, as famílias e comunidade e a sociedade em geral, tais ações são desenvolvidas mediante os programas: Pensar, Pensando a Escola, Escola de Pais, Planejamento Político-Pedagógico, Filosofando o Cotidiano. Os programas: - O programa Pensar busca a arquitetura de uma nova docência, mediante o diálogo e a investigação, capaz de superar o mero ensino, ou seja, a aula falada pelo professor e copiada pelo aluno. Busca uma nova atitude que proporcione o aprender a aprender e o aprender a pensar, uma posição na qual o educando pensa, raciocina, compreende, interpreta e conceitua, isto é, perde o status de aluno passivo, que apenas escuta a aula, decora e faz prova. O educador, por sua vez, torna-se um parceiro de investigação, convivência e diálogo na construção de conhecimentos e valores. - O programa Pensando a Escola objetiva, em seu projeto político pedagógico, pensar uma nova educação que responda às novas exigências do momento histórico. Desta forma, o projeto coincide com uma ampla e profunda reflexão sobre: a) um programa de mudança, de renovação e de atualização da educação; b) um programa de educação do educador, do especialista, do educando, dos pais e de toda a comunidade; c) um lugar do exercício da democracia, da cidadania, do diálogo, da racionalidade, da coerência, da transparência e do profissionalismo; d) o lugar da produção de conhecimento pedagógico em comunidade. Trata-se, portanto, de pensar um projeto de educação com vistas à transformação da escola em um centro de cultura e excelência em educação, mediante a otimização dos recursos humanos e materiais. - O projeto Escola de Pais procura trabalhar a politização pedagógica com pais e a comunidade, mediante o diálogo, para que estes possam contribuir efetivamente para a formação de seus filhos em casa e na escola. Fundamentalmente, é um programa que busca contribuir para que se construa um sentimento de pertença entre a comunidade e a escola e a escola e a comunidade. 66

67 - O programa Planejamento Político-Pedagógico visa assessorar as redes e os sistemas de ensino na articulação das suas políticas pedagógicas. Em relação aos municípios, o programa presta assessoria na construção e implementação do plano municipal de educação. - O programa Filosofando o Cotidiano objetiva o desenvolvimento da filosofia de uma forma mais livre, isto é, sem amarras e fora dos métodos tradicionais de ensino, em diversos setores da sociedade. Busca socializar e democratizar a prática filosófica. Desenvolve algumas ações como: Café Filosófico, Cursos de Extensão: Filosofia e Vida Pensando bem, vivendo melhor, Projetos em Empresas, Ações de Educação e Cultura, Banquetes Filosóficos. Diretores de escolas interessados em estabelecer parcerias com os projetos desenvolvidos pelo Pensando Bem..., bem como pessoas que desejam participar de eventos realizados pelo núcleo, devem entrar em contato com o departamento de Filosofia da UFJF, por telefone ou mensagem eletrônica. Telefone: (32) Mensagem eletrônica: Departamento de Turismo - Rumos Empresa Jr. Formada por alunos do curso de Turismo e do Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas da UFJF, juntamente com assessoria de professores, a Rumos tem como principal foco o mercado de turismo e entretenimento, atuando na área de Promoção e Organização de Eventos, Cursos de Capacitação e Planejamento e Organização de Viagens. Em seu portfólio, tem os seguintes serviços: Planejamento e Organização de Viagens A Rumos organiza viagens para: - Feiras; - Congressos; - City tours; - Roteiros pré-definidos. Cursos de Capacitação A empresa oferece Cursos para capacitação: - Organização e Planejamento; - Captação de Ministrantes; - Contratação de Infraestrutura; - Divulgação; - Confecção de certificados; - Pesquisas de opinião e satisfação. Promoção e Organização de Eventos 67

68 A Rumos trabalha com: - Organização de Cerimonial; - Credenciamento; - Recepção; - Planejamento; - Equipe de Apoio/Mestre de Cerimônias. Para contratar os serviços da Rumos, o interessado deve entrar em contato com a empresa, por mensagem eletrônica ou telefone. Telefone: (32) Mensagem eletrônica: Endereço CAMPUS DA UFJF Instituto de Ciências Humanas; Sala A-III-11. Rua José Lourenço Kelmer, s/n São Pedro CEP: Juiz de Fora/MG Departamento de Psicologia - Atendimento Psicológico O Centro de Psicologia Aplicada (CPA) da Universidade Federal de Juiz de Fora foi criado em 1996 para atender às demandas de ensino, pesquisa e prática do curso de Psicologia da Universidade Federal de Juiz de Fora e às demandas da população local e adjacências, relacionadas ao atendimento psicológico nas áreas da Educação-Escolar, Organizacional-Trabalho, Clínica Individual/Grupo e Avaliação Psicológica/Psicodiagnóstico. Serviços oferecidos: - Avaliação psicológica: a avaliação psicológica/psicodiagnóstico é um processo limitado no tempo, que utiliza técnicas e testes psicológicos e se mantém familiarizado com diferentes tipos de contexto. Selecionada e administrada uma bateria de testes, obtém-se dados que devem ser interrelacionados com as informações da história clínica, pessoal, ou com outras, para que tais resultados sejam comunicados a quem de direito e proporcionem subsídios para decisões ou recomendações. O departamento de Psicologia da UFJF, desde 2009, vem oferecendo à população de Juiz de Fora o serviço de Avaliação Psicológica. Coordenado por um docente, o projeto recebe encaminhamento de diferentes locais como ambulatórios, consultórios, empresas, escolas e hospitais, e também faz os respectivos encaminhamentos. - Oficina de prevenção e controle do estresse: serviço oferecido pelo Laboratório de Prevenção e Controle do Estresse, do departamento de Psicologia da UFJF. Graduandos, orientados por um professor, organizam encontros destinados aos usuários do CPA, em que são aplicadas técnicas de relaxamento para prevenção e controle do estresse. 68

69 Os serviços funcionam no CPA Centro de Psicologia Aplicada e podem ser marcados durante os períodos da manhã e tarde. CPA Centro de Psicologia Aplicada: Rua Santos Dummont, 214. Centro. Telefone: Apsi Empresa Jr. A Apsi, Empresa Júnior do Curso de Psicologia oferece aos estudantes da graduação uma excelente oportunidade de aprendizado da prática profissional, sobretudo quanto à atuação do psicólogo nas organizações e no contexto do trabalho. Os acadêmicos podem atuar na empresa aplicando os conhecimentos teóricos e práticos da Psicologia Organizacional e do Trabalho, prestando serviços a pequenas e médias empresas da cidade e região. A empresa é administrada pelos próprios acadêmicos, que são orientados por um docente do quadro de professores da instituição, com experiência nesse campo de inserção do psicólogo, designado pelo Departamento de Psicologia. Presta serviços de: - Análise e descrição de cargos; - Avaliação de desempenho; - Diagnóstico organizacional; - Pesquisa de clima; - Recrutamento e seleção de pessoas; - Treinamento e desenvolvimento. Interessados em estabelecer parceria com a Apsi Empresa Jr. devem entrar em contato com a empresa, por telefone ou . Telefone: (32) Endereço CAMPUS DA UFJF Instituto de Ciências Humanas; Bloco B, Sala B-II-06 Rua José Lourenço Kelmer, s/n São Pedro CEP: Juiz de Fora/MG Horário de Funcionamento: das 8h às 12h; das 14h às 17h. 69

70 OUTRAS UNIDADES ARQUIVO DA UFJF SERVIÇOS O Arquivo O Arquivo Central da UFJF, instituído pela Resolução 15, de 31 de maio de 2011, do Conselho Universitário, é o órgão central do Sistema de Arquivos da UFJF, responsável pela normalização dos procedimentos técnicos aplicados aos setores de arquivo da instituição, bem como pela custódia dos documentos em fase intermediária e permanente. Além desses documentos, o Arquivo Central custodia, também, documentos de interesse para a memória social, que são de fora da UFJF. Este órgão foi instituído por proposta do Arquivo Histórico da UFJF, um centro de documentação e memória, sem vínculo com a gestão documental e que era responsável pela custódia dos documentos arquivísticos da UFJF em fase permanente. O Setor de Memória Social da Coordenação de Arquivos Permanentes, uma das quatro Coordenações do Arquivo Central, absorveu o acervo do Arquivo Histórico, em virtude de não haver mais sentido na continuidade deste, evitando assim a duplicação de órgãos na UFJF com a mesma função. Competências Conforme o Art. 26 da Res. 15/2011, de 31 de maio de 2011, do Conselho Universitário da UFJF, compete à Comissão Permanente de Avaliação de Documentos: - orientar e coordenar o processo de análise, avaliação e seleção da documentação produzida e acumulada na UFJF, em razão de suas funções e atividades, de qualquer espécie, natureza ou suporte, analógica ou digital, tendo em vista a identificação dos documentos para guarda permanente e a eliminação dos destituídos de valor; - elaborar e enviar proposta ao Arquivo Nacional, da inserção de descritores ao Código de Classificação de Documentos de Arquivo relativos às atividades meio da Administração Pública, aprovado pela Resolução nº 14, de 24 de outubro de 2001, do Conselho Nacional de Arquivos CONARQ; - elaborar e enviar proposta ao Arquivo Nacional, de prazos de guarda e destinação à Tabela Básica de Temporalidade e Destinação de Documentos de Arquivo relativos às atividades meio da Administração Pública, aprovado pela Resolução nº 14, de 2001, do CONARQ; - elaborar e enviar ao Arquivo Nacional proposta de inserção de descritores ao Código de Classificação de Documentos de Arquivo relativos às atividades fim das IFES, e/ou de prazos de guarda e destinação final à Tabela de Temporalidade e Destinação de Documentos relativos às suas atividades fim; - opinar sobre os programas de informatização de documentos, a produção eletrônica de documentos arquivísticos e a instalação de redes de informação e bancos de dados que se refiram a documentos arquivísticos; - propor a constituição de comissões especiais provisórias ou grupos de trabalho provisórios para tratar de assuntos específicos relacionados à execução de suas competências; - elaborar seu Regimento Interno, submetido à homologação do Reitor, ouvido o Diretor do Arquivo Central da UFJF; - propor medidas visando o aprimoramento do Sistema de Arquivos da UFJF. 70

71 A Comissão Permanente de Avaliação de Documentos da UFJF é composta pelos seguintes representantes, designados através de Portaria do Reitor: - 1 Técnico Administrativo em Educação representante do Reitor; - 1 Arquivista representante do Arquivo Central da UFJF; - 1 Técnico em Informática, representante do Centro de Gestão do Conhecimento Organizacional; - 1 representante da Pró-Reitoria de Planejamento e Gestão; - 1 representante da Pró-Reitoria de Recursos Humanos; - 1 representante da Coordenação do Departamento de Registros de Assuntos Acadêmicos; - 1 representante da Central de Atendimento. - Memória Institucional Arquivos pertinentes à história da UFJF: Coleções textuais institucionais: Beatriz Domingues Bitarello (Política Nuclear Brasileira). Carlota de Paula (Industrialização de Juiz de Fora). Cláudia Viscardi (Prefeitura de Juiz de Fora). Galba Di Mambro (Cia. Sid. BelgoMineira). Puxando pela Memória (Movimento comunitário em Juiz de Fora). Silvia Vilela (Classe operária em Juiz de Fora). Sucessão reitoral (1988, 1990 e 1994). UFJF. Universidade brasileira. Fundos Arquivístivos Abertos: - Fundos que ainda podem receber novos documentos: Programa de Bolsas de Iniciação Científica. Reitoria: Pró-Reitoria de Recursos Humanos: Fundos Arquivísticos Fechados: - Constituídos por documentos de setores extintos da UFJF e que, portanto, não mais receberão novos documentos. Arquivo Histórico da UFJF: Campus Avançado de Tefé: Centro de Documentação e Pesquisa Histórica do Departamento de História. 71

72 Coordenação de Estudos de Problemas Brasileiros. Departamento de Educação e Cultura da PROACE Diretório Acadêmico do Curso de Economia / UFJF. Fotógrafo da UFJF Gerência de Protocolo: Correspondência expedida pela UFJF: Parque Tecnológico da UFJF (PARTEC) Prefeitura da UFJF Almoxarifado: 1970 Departamento de Administração: Departamento de Contabilidade e Finanças: Departamento de Contabilidade e Orçamento: Departamento de Finanças: 1983 Departamento de Pessoal: Tesouraria - Memória Social O Setor de Memória Social da Coordenação de Arquivos Permanentes do Arquivo Central da UFJF contém documentos que foram acumulados (isto é, gerados ou recebidos), em contextos específicos, provenientes de instituições ou pessoas físicas distintas da UFJF, não integrando seu arquivo. Coleções de documentos textuais: Constituinte de 1988 Crise do socialismo e fim da União Soviética Eleição Municipal de 1986 em Juiz de Fora Eleições Nacionais de 1986 Coleção Família Surerus Flávio Checker Miscelânea Patrimônio Histórico Cultural Brasileiro Plebiscito de 1993 Recortes de Jornais História ( ) Recortes de Jornais sobre a História de Juiz de Fora Waltencir Parizzi Guia Coleções de documentos especiais Coleção de Cartazes Coleção de Charges Coleção de Fotografias: Isto é Juiz de Fora Fundos Arquivísticos Privados Albino Esteves 72

73 Associação Beneficente Irmãos Artistas Associação Beneficente Ítalo-Brasileira Anita Garibaldi Bernardo Mascarenhas, Companhia Têxtil Casa Alumíno Ferragens Ltda Centro de Estudos Cinematográficos de Juiz de Fora Ciampi S.A. (Estabelecimento Ciampi) Companhia Têxtil Oswaldo Mascarenhas Escola de Medicina Veterinária de Juiz de Fora Fazenda Santa Cecília Mercearia Valentin Cazarin Núcleo Regional de Minas Gerais da ANPUH Odilon Braga Oscar Pereira Lopes Pantaleoni Arcuri Serviço de Educação Popular Sociedade de Medicina e Cirurgia de Juiz de Fora ( ) Sociedade Pestalozzi de Juiz de Fora ( ) Fundos Arquivísticos Públicos Forum Benjamin Colucci (documentos cíveis). Câmara de São João del Rey (MG) : Capitania de Minas Gerais 54 CDs CENTRO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO (CAEd) SERVIÇOS O Centro O Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (CAEd) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) é que uma instituição que operacionaliza (elabora e desenvolve) programas estaduais e municipais destinados a mensurar o rendimento de estudantes das escolas públicas. Também cria e promove cursos de formação, qualificação e aprimoramento aos profissionais da Educação de diversos estados do Brasil, além de desenvolver software para a gestão de escolas públicas com o objetivo de modernizar a gestão educacional. O CAEd oferece, ainda, apoio para o desenvolvimento de projetos educacionais promovidos por iniciativas privadas. É referência nacional na execução de programas de avaliação educacional, na formação de especialistas na área de gestão da educação pública e no desenvolvimento de tecnologias de administração escolar. Atua junto ao Governo Federal, governos estaduais e municipais, além de instituições e fundações na realização de avaliações de larga escala com a produção de medidas de desempenho e na investigação de fatores intra e extraescolares associados ao desempenho. O objetivo é oferecer dados e informações úteis capazes de subsidiar as ações de melhoria da qualidade da educação e equidade nas oportunidades educacionais. Serviços prestados 73

74 O CAEd presta serviços que beneficiam indiretamente à sociedade, atuando no segmentos de avaliação, pesquisa, formação, sistema de gestão e administração. Os cinco pilares da atuação do Centro sustentam o trabalho pela avaliação e modernização da gestão educacional, sobretudo na educação pública. - Avaliação O setor de avaliação, em qualquer instituição de ensino, trabalha com a produção de informações sobre a realidade do ensino, aferindo o aprendizado dos estudantes avaliados por meio de diversos instrumentos (observações, registros, provas, etc.) e indicam, a partir daí, o que precisa ser feito para que eles tenham condições de avançar no sistema escolar. Por isso, paralelamente aos métodos de avaliação tradicionais implementados pelas escolas, o CAEd trabalha para implementar a avaliação em larga escala, que tem objetivos e procedimentos diferenciados das avaliações tradicionais, isto é, são organizadas a partir de um sistema de avaliação cognitiva dos estudantes e são aplicadas de forma padronizada para um grande número de pessoas, entre os quais estão alunos, professores, diretores e coordenadores. Estas avaliações em larga escala utilizam instrumentos tais como testes de proficiência e questionários, que permitem avaliar o desempenho escolar e os fatores, de dentro e de fora do meio escolar, associados ao mesmo. Tais avaliações são elaboradas a partir de Matrizes de Referência, que indiciam o que é avaliado para cada área de conhecimento e etapa de escolaridade, informando as competências e habilidades esperadas, em diversos níveis de complexidade. Os métodos de avaliação utilizados pelo CAEd são: - Avaliação Diagnóstica: neste tipo de avaliação, realizado no início de um processo de aprendizagem, são observadas as aptidões, competências e conhecimentos dos estudantes com vista à organização de processos de ensino e aprendizagem de acordo com as situações identificadas. Colocase em evidência os pontos fortes e fracos de cada aluno, sendo possível, a partir do diagnóstico, determinar o modo de ensino de forma mais adequada. É prevenida, desta forma, a detecção tardia das dificuldades de aprendizagem dos alunos. Além disso, tornam-se mais compreensíveis os interesses e capacidades de cada aluno, permitindo a que a instituição de ensino opte por ações pedagógicas capazes de motivá-lo a estudar e crescer. As informações obtidas neste tipo de avaliação auxiliam as redes de ensino, bem como as unidades escolares, a planejar intervenções iniciais e propor procedimentos que levem os alunos a atingir novos patamares de conhecimento. - Avaliação Interna: é a que se dá quando o professor da instituição de ensino, em sala de aula, afere o desempenho do aluno por meio, por exemplo, de provas e trabalhos. Este tipo de avaliação é importante, uma vez que elas fornecem informações para o avanço em novas práticas pedagógicas, possibilitando o planejamento de tais ações no cuidado específico de cada aluno. - Avaliação Externa: o foco da avaliação externa é mais amplo, podendo abranger uma escola ou a rede pública de um município ou estado. A análise estabelecida numa escola deve resultar no encontro de uma medida de proficiência que possibilita aos gestores a implementação de políticas públicas, e às unidades escolares um retrato de seu desempenho. Tais avaliações buscam assegurar a qualidade da Educação ao oferecer um panorama geral da realidade educacional. A avaliação externa requer metodologia e instrumentos específicos de análise que possibilitem a manutenção da comparabilidade e confiabilidade dos resultados. Para efetivar a comparabilidade, os testes são construídos de forma padronizada e seus resultados são alocados em uma escala de 74

75 proficiência que varia de zero a 500 com intervalos de 25 a 25 pontos. Os intervalos indicam a consolidação de competências e habilidades ao longo do processo de ensino e aprendizagem. - Avaliação Formativa: tem seu foco no processo de ensino-aprendizagem. Não tem finalidade probatória e está incorporada no ato de ensinar, integrada na ação de formação. Pretende melhorar o uso de informações levantadas por meio da ação avaliativa. Semelhante à avaliação diagnóstica, busca detectar dificuldades suscetíveis de aparecer durante a aprendizagem a fim de corrigi-las rapidamente. Todavia, seu foco está no processo de ensino-aprendizagem. - Avaliação Somativa: é uma modalidade avaliativa pontual que ocorre ao fim de um processo educacional. Atém-se à determinação do grau de domínio de alguns objetivos pré-estabelecidos propondo-se a realizar um balanço somatório de uma ou várias sequências de um trabalho de formação. Está preocupada com os resultados das aprendizagens, fazendo um balanço somatório de uma ou várias sequencias do trabalho. Sintetiza as aprendizagens dos alunos tendo por base critérios gerais. - Padrões utilizados pelo CAEd - Medida de Proficiência: é a medida que representa um determinado traço latente (aptidão) de um aluno. Assem sendo, pode-se dizer que o conhecimento de um aluno em determinada disciplina é um traço latente que pode ser medido através de instrumentos compostos por itens elaborados a partir de uma matriz de habilidades. A ferramenta utilizada para calcular a proficiência é denominada Teoria da Resposta ao Item (TRI), sendo caracterizada por um conjunto de modelos matemáticos, no qual a probabilidade de acerto a um item é estimada em função do conhecimento do aluno. Tais medidas propiciam a construção da escala de conhecimento: após a aplicação de testes, as respostas dos alunos aos itens são processadas de forma a constituir uma base de dados. Através desta base e da utilização da TRI são calculados as características matemáticas dos itens ou parâmetros e as proficiências dos alunos. Em seguida, são realizados procedimentos matemáticos, denominados equalizações, de forma a colocar as proficiências dos alunos e parâmetros dos itens em determinada escala. Os resultados, assim obtidos, podem ser comparados entre diferentes avaliações em um mesmo período de tempo ou, também, em diferentes períodos de tempo. - Interpretação da escala de conhecimento: é a tradução dos resultados da medida da habilidade em termos de seu significado cognitivo e educacional. Desta forma, especialistas das áreas avaliadas, utilizando as proficiências dos alunos e os parâmetros dos itens, interpretam o que significa pedagogicamente estar em determinadas categorias de desempenho. Ou seja, o que os alunos, cujas proficiências localizam-se em cada nível, são capazes de fazer. Isso envolve a produção de textos adequados aos principais interessados nos resultados, tendo como leitores prioritários os educadores, mas dirigidos, também, a gestores, famílias, especialistas, destre outros. - Matriz de Referência: é formada por um conjunto de descritores que mostram as habilidades que são esperadas dos alunos em diferentes etapas de escolarização e passíveis de serem aferidas em testes padronizados de desempenho. Construída a partir de estudos das propostas curriculares de ensino, sobre os currículos em atividade nas redes de ensino e especialistas em educação. É formada por um conjunto de tópicos ou temas que representam uma subdivisão de acordo com conteúdo, competências de área e habilidades. Cada tópico ou tema de uma Matriz de Referência é constituído por elementos que descrevem as habilidades que serão avaliadas nos itens, esses 75

76 elementos são os descritores. Assim, os itens são elaborados com base nos descritores das Matrizes de Referência das disciplinas avaliadas nos testes de proficiência, que reúnem o conteúdo a ser avaliado em cada período escolar e disciplina e informam o que se espera do aluno em termos de desempenho escolar. As Matrizes de Referência não esgotam o conteúdo a ser trabalhado em sala de aula e, portanto, não podem ser confundidas com propostas curriculares, estratégias de ensino ou diretrizes pedagógicas. - Padrões de Desempenho: são agrupamentos a partir da proficiência obtida nas avaliações em larga escala por meio da Teoria de Resposta ao Item (TRI). Esses padrões podem ser divididos em três ou quatro níveis, de acordo com as diretrizes pedagógicas adotadas pelos municípios e estados. O agrupamento visa a facilitar a interpretação pedagógica das habilidades desenvolvidas pelos estudantes, pois apresenta a descrição das habilidades distintivas de cada um de seus intervalos, em um continuum, do nível mais baixo ao mais alto. CENTRO DE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA (CEAD) SERVIÇOS O Centro O Centro de Educação a Distância (Cead), antigo Núcleo de Educação a Distância (NEAD), existe desde Em março de 2010, foi institucionalizado como um órgão suplementar da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e, a partir de então, tornou-se responsável por coordenar, supervisionar e dar apoio às atividades de ensino, pesquisa, extensão, cultura e desenvolvimento institucional, científico e tecnológico relativas à Educação a Distância (EAD) da UFJF. Atualmente o Cead assessora 8 cursos à distância de graduação e 5 de pós-graduação, que somam cerca de 5000 alunos em 30 polos de apoio presencial. Serviços oferecidos - Educação à distância A Educação a Distância (EAD) é a modalidade educacional na qual professores, tutores e alunos participam do processo ensino-aprendizagem em espaço e/ou tempo diferentes. É vinculado à Universidade Aberta do Brasil (UAB), um projeto do Ministério da Educação (Mec), criado em 2005, cujo objetivo é articular e integrar um sistema nacional de educação superior gratuita. A UAB é formada por instituições públicas de ensino superior, as quais levam ensino superior público de qualidade aos municípios brasileiros que não têm a oferta ou cujos cursos ofertados são insuficientes para atender a todos os cidadãos. A educação a distância não tem limite geográfico, ou seja, de qualquer cidade é possível fazer o curso, sendo obrigatório comparecer apenas nos encontros presenciais (aulas inaugurais e provas), que geralmente acontecem duas vezes por período letivo. Há apenas uma exceção, para o curso de Tecnologia de Informação e Comunicação no Ensino Fundamental, que é voltado especificamente para professores do Ensino Fundamental do estado de Minas Gerais. Dentre as vantagens de se fazer um curso pela modalidade à distância, estão: - flexibilidade do horário de estudo; - mobilidade, já que o aluno pode acessar o ambiente virtual de ensino-aprendizagem de qualquer lugar em que haja conexão à internet; 76

77 - os alunos têm mais autonomia nos estudos, podendo concentrar-se em conteúdos que, por ventura, têm mais dificuldade. - democratização do ensino superior de qualidade que é oferecido em 25 cidades-polo de Minas Gerais. - facilita o acesso ao ensino superior, das pessoas que, por qualquer motivo, têm dificuldade de assistir a aulas presenciais. - Metodologia É necessária a utilização de tecnologias de informação e comunicação nas atividades educativas. Além das apostilas de cada disciplina (que são entregues gratuitamente sempre no início do período letivo), é necessário que o aluno tenha acesso a um computador conectado à internet, preferencialmente por meio de banda larga, e hardware compatível com o uso de aplicativos básicos de processamento de informação (processadores de texto, planilhas eletrônicas, leitura de documentos em formato de impressão PDF, dentre outros). Caso o aluno não possua computador com as especificações citadas, o aluno poderá realizar suas atividades no Polo de Apoio Presencial, que possui toda estrutura necessária, além de tutores presenciais para atenderem as demandas dos alunos. Todo início de período letivo, o aluno terá um encontro presencial, no qual receberá informações sobre as disciplinas a serem cursadas e apostilas desenvolvidas por docentes, especificamente para o curso. Além disso, o aluno poderá baixar arquivos com textos ou imagens, por exemplo, para visualização e impressão. Os Polos de Apoio Presencial também possuem bibliotecas onde os alunos podem fazer consultas a bibliografias sugeridas. Para aproveitar o curso da melhor forma possível, é preciso que o aluno tenha conhecimentos básicos de informática e Internet, com destaque para as seguintes ferramentas: editor de texto; leitor de arquivo em formato PDF; browser (navegador para visualização de páginas da internet); e rede social de relacionamento. Ao iniciar o curso, há um momento inicial para a prática de questões que promovam a familiarização do aluno com algumas dessas ferramentas, de modo que ele desenvolva e/ou aperfeiçoe competências relacionadas à tecnologia. Os núcleos também capacitam seus professores a utilizar tais ferramentas, caso algum deles não tenha os conhecimentos necessários. O conteúdo pedagógico dos cursos a distância não sofre nenhum prejuízo em relação aos cursos presenciais. Toda grade curricular é concebida levando-se em consideração as especificidades da modalidade e adequada às exigências da metodologia de Ensino a Distância. Os cursos de licenciatura e bacharelado duram, em média, quatro anos. As especializações duram cerca de um ano e meio. - Avaliações: Embora haja maior flexibilidade de horário para a realização das atividades online, estas têm prazos e datas de entrega, os quais deverão ser respeitados. Todas as atividades são formuladas de forma que haja uma equivalência de horas dedicadas aos estudos. O acesso do aluno (através de senha de identificação) à plataforma de aprendizado virtual faz com que qualquer atividade ou contribuição feita no âmbito de uma disciplina possa ser atribuída a ele, comprovando assim sua participação nas atividades a distância. As avaliações compreendem dois momentos: as avaliações a distância (AD) e as avaliações presenciais (AP). As avaliações a distância incluem as participações em fóruns de discussão, seminários virtuais, chats, confecção de resenhas etc. Geralmente as AD são semanais e possuem prazos para serem postadas no ambiente virtual. As avaliações presenciais são aplicadas nos polos onde o aluno está matriculado em datas previstas no calendário escolar, geralmente no final do Período letivo. Além dos exames, podem compor a AP 77

78 seminários, oficinas e atividades práticas em laboratórios. Nos cursos de graduação, as avaliações a distancia correspondem a 40% da nota final e os 60% restantes são correspondentes as avaliações presenciais. O alunos que não obtêm 60% de aproveitamento no curso, passam por uma recuperação e quando ele não recupera sua nota é reprovado e precisa cursar a disciplina novamente. - Processo seletivo - Cursos de graduação: O processo seletivo é feito através do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A partir de 2013, os interessados em ingressar nos cursos a distância da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) devem se inscrever no Enem. Em substituição ao antigo vestibular, a instituição passa a adotar somente a nota do Enem como critério de seleção. - Curso de pós-graduação: Não há vestibular. Os candidatos devem pagar uma taxa de inscrição e entregar a documentação exigida no edital, juntamente com um currículo padrão, disponível no site do Núcleo de Ensino a Distância (Nead) e documentação comprobatória das atividades descritas no mesmo, no polo onde irá concorrer a vaga. - Transferências: As transferências diretas nas universidades só acontecem se as formas de ingresso forem as mesmas, ou seja, se o aluno faz um curso a distância só conseguirá transferência direta para outro curso a distância. O aluno do curso presencial não consegue transferência direta para o curso a distância e nem o contrário. Além disso, transferências diretas só ocorrem quando há vaga no curso pretendido. Existe também a possibilidade de transferência indireta, na qual o candidato deve realizar o vestibular novamente. Neste caso, não há restrições quanto a formas de ingresso ou cursos anteriores. Se aprovado no vestibular, o aluno pode solicitar aproveitamento de créditos de disciplinas já cursadas, e este será avaliado. CENTRO REGIONAL DE INOVAÇÃO E TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA (CRITT) SERVIÇOS O Centro O Centro Regional de Inovação e Transferência de Tecnologia (Critt), criado em maio de 1995, é o Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Entre suas atribuições, está o gerenciamento da política de inovação da UFJF, e a coordenação da Incubadora de Base Tecnológica (IBT). Com sua qualificação como NIT, o Critt também assumiu a responsabilidade de zelar pela manutenção da política institucional de estímulo à proteção de criações, licenciamento, inovação e outras formas de transferência de tecnologia. A atuação do Critt envolve a prospecção de projetos da UFJF para empreendedores e empresas que buscam assessoria para o desenvolvimento de novos produtos ou aperfeiçoamento de processos de produção em diferentes áreas. Desta forma, o Centro contribui para o desenvolvimento econômico regional, de modo a trazer, como consequência, o desenvolvimento social, difundindo tecnologias limpas, privilegiando a proteção ao meio ambiente e o respeito à natureza. Criado por meio da Resolução 16/1995 e qualificado como NIT pela Resolução 31/2005, ambas do Conselho Superior (Consu), o Critt está situado no campus da UFJF e conta com uma área de, aproximadamente, metros quadrados. 78

79 Desde 2001, O Critt tem seu Sistema de Gestão da Qualidade certificado na norma NBR ISO 9001:2008, padrão internacional para a gestão da qualidade. A certificação comprova a excelência, padronização e melhoria contínua do Sistema de Gestão da Qualidade do Centro que atua na transferência de tecnologia, incubação de empresas de base tecnológica e oferta de treinamentos. Serviços oferecidos - Transferência de Tecnologia Transferência de Tecnologia é o intercâmbio de conhecimento e habilidades tecnológicas entre instituições de ensino superior e/ou centros de pesquisa e empresas. Essa transferência se dá na forma de contratos de pesquisa e desenvolvimento, serviços de consultoria, formação profissional, inicial e continuada, comercialização de patentes, marcas e processos industriais, publicação na mídia científica, apresentação em congressos, migração de especialistas, programas de assistência técnica, inteligência industrial e atuação de empresas multinacionais. (Anprotec Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores) O Critt, qualificado como Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) através da Resolução 31/2005 do Conselho Superior, legitimou a inovação científica e tecnológica desenvolvida na UFJF, institucionalizando a transferência da tecnologia. A partir de então foi instituída a Coordenação de Transferência de Tecnologia do Critt, com a atribuição de gerir a transmissão formal de novas descobertas e/ou inovações resultantes de pesquisa científica da Universidade, bem como o atendimento a inventores independentes. Assim, toda demanda de transferência de tecnologia da UFJF deverá ser direcionada ao Critt, que conta com uma equipe de agentes de transferência de tecnologia para atender a demanda atual e potencial da instituição, realizando o devido encaminhamento. Atribuições do Centro, enquanto NIT (Lei de Inovação): - zelar pela manutenção da política institucional de estímulo à proteção das criações, licenciamento, inovação e outras formas de transferência de tecnologia; - avaliar solicitação de inventor independente para adoção de invenção pela UFJF. Caso necessário, o TT seleciona possíveis parceiros, entre o corpo de pesquisa (docentes e empresas juniores) da UFJF, para atender a demandas como, por exemplo, testes para assegurar a eficiência/aplicabilidade de um dado produto inovador. - Incubadora de Empresas Incubadora de Empresas é um ambiente especialmente planejado com o propósito de apoiar iniciativas empreendedoras e projetos inovadores, facilitando o seu desenvolvimento por meio do oferecimento de infraestrutura, serviços especializados e assessoria gerencial. Abrigam novos negócios por um período de tempo limitado e se destacam entre os vários mecanismos criados para estimular a transformação de resultados de pesquisas em produtos e serviços. O principal objetivo das incubadoras é proporcionar condições necessárias para que as empresas incubadas possam se preparar e se fortalecer para o mercado, bem como superar as barreiras existentes nos primeiros anos de sua atuação. As incubadoras visam difundir o empreendedorismo e o conhecimento, além de fomentar a promoção e o fortalecimento de micro e pequenas empresas através do relacionamento com instituições de ensino e pesquisa, órgãos governamentais e iniciativa privada, além de oferecer um ambiente propício à inovação, e condições para o aprimoramento gerencial dos empreendimentos que 79

80 abriga. Assim, revertem em atividade econômica os investimentos em pesquisa realizados pela sociedade. Estes benefícios fazem com que a taxa de mortalidade de empresas incubadas seja minimizada. Segundo dados da Anprotec Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores, a taxa média de sobrevivência das empresas geradas em incubadoras é de 82%. No caso das micro e pequenas empresas, que não passaram pelo processo de incubação, apenas 40% sobrevivem mais de quatro anos no mercado. São oferecidos às empresas incubadas: - Espaço físico para instalação das empresas; - Ambientes de uso compartilhado: sala de reuniões, sala de auditório com multimídia, laboratório de informática, laboratórios técnicos, internet, biblioteca e refeitório. Além disso, a Incubadora de Empresas oferece os seguintes serviços: - Acompanhamento das empresas incubadas no cumprimento de seus Planos de Negócios, Planejamento Estratégico e Planos de Ação, assim como no processo de contínuo aprendizado, através de reuniões periódicas de acompanhamento entre IBT e empresa; - Auxílio às empresas incubadas nos problemas de gestão de seus negócios, buscando uma melhor articulação de seus recursos para alcançarem a qualidade dos produtos e/ou serviços; - Promoção de capacitações e consultorias, contratados de acordo com programação e disponibilidade de recursos da IBT; - Acompanhamento e divulgação dos Editais de fomento, para captação de recursos reembolsáveis e/ou não reembolsáveis, auxiliando na elaboração, submissão e gestão de projetos junto aos órgãos; - Realização de avaliações periódicas, com base nos critérios de qualidade da FNQ Fundação Nacional da Qualidade, com as empresas visando acompanhar seu desenvolvimento e submeter os relatórios à Direção do Critt e à própria empresa, para que, assim, possa implantar melhorias a partir de observações constatadas pela equipe avaliadora; - Promoção, dentro do possível, a cooperação e/ou parcerias entre as empresas incubadas; - Estímulo à cooperação e a troca de informações com outras incubadoras, organismos internacionais, associações de classe e entidades públicas e privadas de fomento e financiamento; - Identificação, dentro do possível, de profissionais e laboratórios da UFJF que possam colaborar no aprimoramento tecnológico dos produtos, processos e serviços da incubada, mediante contrapartida desta. - Processo de Pré-incubação O Processo de pré-incubação é importante no sistema de geração de empreendimentos. É nesta fase que o potencial do candidato, o produto e o projeto apresentados e também o perfil empreendedor e a capacidade de articulação para vencer desafios são analisados. A Pré-incubação do Centro Regional de Inovação e Transferência de Tecnologia Critt visa à orientação de alunos e professores da UFJF na identificação da viabilidade técnica, mercadológica e financeira de seus projetos inovadores. Os projetos selecionados para o Processo de Pré-incubação do Critt serão desenvolvidos em 6 (seis) meses, podendo ser prorrogados por igual período, a critério da coordenação. O CRITT oferece a infraestrutura necessária para o desempenho das atividades a serem desenvolvidas pelo Pré-incubado, incluindo entre outras: ambiente composto por 05 (cinco) boxes 80

81 equipados com mesa, cadeira e computador; equipe qualificada para o desenvolvimento de atividades; auditório com capacidade para 40 pessoas; biblioteca; sala de reuniões; internet; xerox; telefone. Durante o período de Pré-incubação, o Critt oferecerá cursos, seminários, palestras e dinâmicas voltados para o teste da viabilidade técnica, mercadológica e financeira dos projetos e do comportamento empreendedor do participante. Os cursos e as palestras serão pautados em temas como Empreendedorismo; Inovação; Como Identificar uma Oportunidade de Negócios; Mercado (Plano de Marketing), Pesquisa de Mercado, Introdução a Finanças; Busca em Banco de Patentes; Propriedade Intelectual; Processo de Abertura de Empresas, dentre outros. - Seleção de empresas O processo de seleção é feito através de divulgação de edital. O edital estabelece que as empresas de base tecnológica poderão se instalar no Critt durante um período de até três anos, renovável mediante solicitação devidamente justificada, desde que apresentem uma proposta que será julgada segundo os seguintes critérios: - Conteúdo tecnológico e grau de inovação dos produtos ou processos a serem criados. - Viabilidade técnica e econômica do empreendimento; - Viabilidade mercadológica do empreendimento; - Capacidade técnica e gerencial do proponente; - Potencial de interação do empreendimento com as atividades desenvolvidas na UFJF. - Empresas incubadas A Sistema Soluções em Geotecnologias é uma empresa especializada em cartografia digital, sensoriamento remoto e geoprocessamento. Oferece apoio à decisão aos processos de licenciamento ambiental; ao atendimento de condicionantes ambientais; aos segmentos de energia renovável; às iniciativas de planejamento espacial de esfera governamental e às propostas de geomarketing. (32) Ramal 215 / (32) A Visual Field trabalha com o desenvolvimento de equipamentos de perimetría computadorizada com estímulos visuais plotados em tela de monitor de alta definição de LCD. (32) Ramal

82 Soluções inteligentes desenvolvidas para aumentar ainda mais o desempenho e a rentabilidade do seu negócio, com tecnologia de ponta. Além da tranquilidade e segurança garantida para seu empreendimento, família ou bens, com agilidade no atendimento e soluções diferenciadas para atender suas expectativas em Seguros e Tecnologia. (32) Ramal: 242 O mercado de mídia publicitária não está digitalmente organizado para seu futuro comercial. A Midialinks é a empresa que vai resolver este problema aproximando as partes compradoras e vendedoras por meio de um portal de negócios, conhecimento e networking. (32) Ramal: 241 A Bemmelhor Soluções Inteligentes desenvolve softwares para a gestão de telefonia, voltado para empresas. Seu principal produto é o JumboTelecom, uma plataforma desenvolvida em Java que possibilita gerenciar Call Centers de todos os tamanhos, realizando campanhas ativas e receptivas através de rotas inteligentes. (32) Ramal: 252 A Gestiva oferece serviços e produtos para o gerenciamento de projetos públicos e privados. Com grande experiência em gestão de projetos de alta complexidade, desenvolvemos ferramentas que simplificam a conquista dos principais resultados de projetos que envolvem custo, tempo e escopo. Projetos de reestruturação empresarial e gerenciamento de obras além de ferramentas para gerenciamento de obras públicas e privadas. (32) Ramal:

83 Empresa de pesquisa aplicada especializada em mapeamentos profissiográficos e avaliação preliminar de risco (APR) com foco na segurança e na redução de possíveis riscos operacionais, utilizando as mais avançadas e inovadoras tecnologias. Resultados das avalições em tempo real via WEB. (32) Ramal: 254 A Smarti9 desenvolve e comercializa sistemas Power Line Communication (PLC) inovadores, sustentáveis e de elevada confiabilidade para smart grid communications e internet of things. (32) Ramal: 237 A Imovi Sistemas é uma empresa de tecnologia e soluções criativas que tem como principal produto um sistema de gerenciamento para imobiliárias integrado a um portal centralizador de imóveis o IMOBIcenter outro produto da empresa que, juntamente com suas versões móveis, formam um ecossistema de produtos e serviços para o mercado imobiliário. A empresa também desenvolve soluções customizadas para Dispositivos Móveis, Web e Desktop, sempre com inovação e pioneirismo. (32) Ramal: 240 Chega ao mercado com o propósito de desenvolver e comercializar ferramentas computacionais para tarefas técnico-administrativas do cotidiano de empresas de engenharia. O primeiro produto em desenvolvimento é um inédito e inovador software para gerenciamento do Acervo Técnico, denominado ATESTADOR, com avançados recursos de busca e tratamento de dados. 83

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO 1 CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO SUMÁRIO Apresentação da UFJF A Universidade Federal de Juiz de Fora, 3 Formas de Ingresso, 5 Institutos e Faculdades, 6 Bacharelados Interdisciplinares,

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Participação - 1º edição de 2012

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Participação - 1º edição de 2012 Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Participação - 1º edição de 2012 1 - Dados cadastrais da Instituição de Educação Superior

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1º edição de 2013

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1º edição de 2013 Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1º edição de 2013 1 - Dados cadastrais da Instituição de Educação Superior - IES

Leia mais

APRÊMIO NACIONAL DE GESTÃO EDUCACIONAL - 2011 ANEXO 04 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

APRÊMIO NACIONAL DE GESTÃO EDUCACIONAL - 2011 ANEXO 04 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO APRÊMIO NACIONAL DE GESTÃO EDUCACIONAL - 2011 ANEXO 04 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO ECUCACIONAL 1.1. Histórico da prática eficaz Universidade Positivo é a Instituição de Educação

Leia mais

- Cursos oferecidos: Agrárias: Agronomia Montes Claros Aquicultura Ciência de alimentos Medicina Veterinária Zootecnia Montes Claros

- Cursos oferecidos: Agrárias: Agronomia Montes Claros Aquicultura Ciência de alimentos Medicina Veterinária Zootecnia Montes Claros -Conceito no MEC: Pelo terceiro ano consecutivo, a UFMG obteve conceito máximo (5) no Índice Geral de Cursos da Instituição (IGC), que mede a qualidade das universidades brasileiras, considerando os cursos

Leia mais

Curso de Relações Públicas: 34 anos de tradição, ética e excelência

Curso de Relações Públicas: 34 anos de tradição, ética e excelência Universidade Metodista de São Paulo Faculdade de Jornalismo e Relações Públicas Curso de Relações Públicas: 34 anos de tradição, ética e excelência Fábio França Maria Aparecida Ferrari Maio de 2006 1 Tradição

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 171/2015

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 171/2015 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 171/2015 Dispõe sobre as normas e fixa o calendário e o número de vagas para o Processo Seletivo Verão-2016, para os cursos de graduação presenciais da Universidade de Taubaté UNITAU.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE ENSINO EDITAL 07/2012 - PROEN (Processo Seletivo de Vagas Ociosas para Ingresso nos Cursos de Graduação em 1º/2012) A UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO, por intermédio da Pró- Reitoria de Ensino (PROEN), com base

Leia mais

HUMANAS. Página na web: www.fea.ufjf.br CIÊNCIAS ECONÔMICAS. Apresentação:

HUMANAS. Página na web: www.fea.ufjf.br CIÊNCIAS ECONÔMICAS. Apresentação: HUMANAS ADMINISTRAÇÃO Os alunos de Administração da UFJF graduam-se na modalidade Bacharelado e podem escolher entre as opções de especialização: Administração de Empresas e Administração Pública. O curso

Leia mais

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO APRESENTAÇÃO A Universidade Federal de Juiz de Fora A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) foi criada por meio do decreto 3.858, assinado no governo do então presidente

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE VERÃO 2016 EDITAL

PROCESSO SELETIVO DE VERÃO 2016 EDITAL U N I V E R S I D A D E D E P A S S O F U N D O V i c e - R e i t o r i a d e G r a d u a ç ã o S e c r e t a r i a G e r a l d o s C u r s o s Campus I Rodovia BR 285 Km 292,7 - Bairro São José CEP 99052-900

Leia mais

EDITAL Nº 01/2015, DE 15 DE ABRIL DE

EDITAL Nº 01/2015, DE 15 DE ABRIL DE Edital nº 01, de 15 de abril de 2015, da Universidade Federal de Pelotas UFPEL, referente ao processo seletivo simplificado, para a função temporária de TUTOR PRESENCIAL para atuar no Curso de Especialização

Leia mais

São ofertadas 13 vagas de Professor-tutor para as disciplinas do módulo básico do curso de Especialização em Gestão de Organização Pública de Saúde.

São ofertadas 13 vagas de Professor-tutor para as disciplinas do módulo básico do curso de Especialização em Gestão de Organização Pública de Saúde. UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Edital 1- Seleção de Bolsista Professor-Tutor para os Cursos de Especialização em Gestão de Organização Pública de Saúde O reitor da Universidade Federal

Leia mais

Datas das Provas Vestibular Agendado A partir de 01/10/2015 - Horários disponíveis no site: vestibular.uninassau.edu.br

Datas das Provas Vestibular Agendado A partir de 01/10/2015 - Horários disponíveis no site: vestibular.uninassau.edu.br CENTRO UNIVERSITÁRIO MAURÍCIO DE NASSAU Credenciado PORTARIA Nº 701, DE 28 DE MAIO. EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2016.1 O Reitor do Centro Universitário Maurício de Nassau no uso de suas atribuições e com

Leia mais

Perguntas frequentes. 1. Enade. 1.1. Qual a legislação pertinente ao Enade? 1.2. O Enade é obrigatório? 1.3. Qual o objetivo do Enade?

Perguntas frequentes. 1. Enade. 1.1. Qual a legislação pertinente ao Enade? 1.2. O Enade é obrigatório? 1.3. Qual o objetivo do Enade? Perguntas frequentes 1. Enade 1.1. Qual a legislação pertinente ao Enade? Lei nº. 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) Portaria Normativa

Leia mais

GUIA ACADÊMICO ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURRICULARES

GUIA ACADÊMICO ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURRICULARES GUIA ACADÊMICO ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURRICULARES Válido para ingressantes a partir do 1º/2010 Prezado (a) acadêmico (a), Seja bem vindo ao Centro Universitário Instituto de Educação Superior de Brasília

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE VERÃO 2015 EDITAL

PROCESSO SELETIVO DE VERÃO 2015 EDITAL U N I V E R S I D A D E D E P A S S O F U N D O V i c e - R e i t o r i a d e G r a d u a ç ã o S e c r e t a r i a G e r a l d o s C u r s o s Campus I Rodovia BR 285 Km 292,7 - Bairro São José CEP 99052-900

Leia mais

COMUNICADO DE MATRÍCULA PROCESSO SELETIVO DE VERÃO - UNITAU 2016

COMUNICADO DE MATRÍCULA PROCESSO SELETIVO DE VERÃO - UNITAU 2016 COMUNICADO DE MATRÍCULA PROCESSO SELETIVO DE VERÃO - UNITAU 1 DIVULGAÇÃO DOS GABARITOS E DAS PROVAS Data: 06/12/2015 a partir das 17h, na internet. As provas estarão disponíveis em www.unitau.br 2 DIVULGAÇÃO

Leia mais

Pontos de corte do SiSU 2015 1ª edição Chamada Única

Pontos de corte do SiSU 2015 1ª edição Chamada Única COORDENADORIA DE ASSUNTOS E REGISTROS ACADÊMICOS - CDARA CAMPUS UNIVERSITÁRIO - MARTELOS - JUIZ DE FORA - MG CEP 36036-900 TEL. (32)2102-3733 FAX (32) 2102-3732 e-mail: cdara@ufjf.edu.br Pontos de corte

Leia mais

PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR DE VERÃO 2010

PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR DE VERÃO 2010 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR DE VERÃO 2010 EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÃO O Reitor do Centro Universitário Feevale, instituição de ensino superior recredenciada pela Portaria nº. 1.566, de 27 de maio

Leia mais

EDITAL PRAC 04/2015 INSCRIÇÕES

EDITAL PRAC 04/2015 INSCRIÇÕES EDITAL PRAC 04/2015 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO EM CURSOS DE GRADUAÇÃO NAS MODALIDADES PRESENCIAL E EAD DA UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO, PARA ESTUDANTES PROVENIENTES DE TRANSFERÊNCIAS EXTERNAS,

Leia mais

EDITAL 01/2015 - UEFS/TOPA/SERVIDOR

EDITAL 01/2015 - UEFS/TOPA/SERVIDOR UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA Autorizada pelo Decreto Federal nº 77.496 de 27-04-76 Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 874/86 de 19-12-86 Recredenciada pelo Decreto Estadual nº 9.271

Leia mais

A PUCRS oferece a possibilidade de ingresso extravestibular nos cursos de graduação através de transferência a partir de 17 de setembro de 2015.

A PUCRS oferece a possibilidade de ingresso extravestibular nos cursos de graduação através de transferência a partir de 17 de setembro de 2015. Ingresso Extravestibular 2016/1 - Transferência A PUCRS oferece a possibilidade de ingresso extravestibular nos cursos de graduação através de transferência a partir de 17 de setembro de 2015. Não serão

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais Especialização em Gestão Estratégica de Apresentação CAMPUS COMÉRCIO Inscrições Abertas Turma 02 --> Início Confirmado: 07/06/2013 últimas vagas até o dia: 05/07/2013 O curso de Especialização em Gestão

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO REITORIA. EDITAL N.º 001/2015 de 07/01/2015 PROCESSO SELETIVO 2015

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO REITORIA. EDITAL N.º 001/2015 de 07/01/2015 PROCESSO SELETIVO 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO REITORIA EDITAL N.º 001/2015 de 07/01/2015 PROCESSO SELETIVO 2015 O reitor em exercício da reitoria da Universidade Federal de Mato Grosso

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1ª edição de 2015

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1ª edição de 2015 Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1ª edição de 2015 1 - Dados cadastrais da Instituição de Educação Superior - IES

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 026/2012 CONSEPE (Alterada pela Resolução nº 019/2013 - CONSEPE) (Alterada pela Resolução n 043/2014 CONSEPE)

RESOLUÇÃO Nº 026/2012 CONSEPE (Alterada pela Resolução nº 019/2013 - CONSEPE) (Alterada pela Resolução n 043/2014 CONSEPE) RESOLUÇÃO Nº 026/2012 CONSEPE (Alterada pela Resolução nº 019/2013 - CONSEPE) (Alterada pela Resolução n 043/2014 CONSEPE) Regulamenta as atividades complementares nos cursos de graduação da UDESC. O Presidente

Leia mais

PROCESSO SELETIVO ENEM 2015.1 EDITAL Nº 02

PROCESSO SELETIVO ENEM 2015.1 EDITAL Nº 02 PROCESSO SELETIVO ENEM 2015.1 EDITAL Nº 02 SUMÁRIO 1. Da Validade... 3 2. Das Inscrições... 5 3. Período de Inscrição e Horário... Erro! Indicador não definido. 4. Da Avaliação... 5 5. Da Matrícula...

Leia mais

UNIVERSIDADE CAMILO CASTELO BRANCO UNICASTELO PROCESSO SELETIVO UNICASTELO EDITAL DO VESTIBULAR 2015/1

UNIVERSIDADE CAMILO CASTELO BRANCO UNICASTELO PROCESSO SELETIVO UNICASTELO EDITAL DO VESTIBULAR 2015/1 UNIVERSIDADE CAMILO CASTELO BRANCO UNICASTELO PROCESSO SELETIVO UNICASTELO EDITAL DO VESTIBULAR 2015/1 A UNIVERSIDADE CAMILO CASTELO BRANCO UNICASTELO, mantida pelo CÍRCULO DE TRABALHADORES CRISTÃOS DO

Leia mais

2. Do Processo Seletivo 3. Das vagas

2. Do Processo Seletivo 3. Das vagas EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA DESTRANCAMENTO DE MATRÍCULA, DESTRANCAMENTO DE MATRÍCULA COM REOPÇÃO, ACEITAÇÃO DE TRANSFERÊNCIA DE ALUNOS REGULARES PARA CURSOS AFINS, REOPÇÃO DE CURSO, OBTENÇÃO DE NOVO

Leia mais

EDITAL PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS EM CURSOS DE GRADUAÇÃO

EDITAL PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS EM CURSOS DE GRADUAÇÃO EDITAL PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS EM CURSOS DE GRADUAÇÃO 1. Abertura O Pró-Reitor Acadêmico da Universidade de Caxias do Sul, no uso de suas atribuições, torna públicas as condições que regem o encaminhamento

Leia mais

VESTIBULAR IZABELA HENDRIX LORENA NEVES MATIAS ARQUITETURA E URBANISMO DIALOGUE ARGUMENTE CRITIQUE TOLERE APRENDA CRESÇA FAÇA

VESTIBULAR IZABELA HENDRIX LORENA NEVES MATIAS ARQUITETURA E URBANISMO DIALOGUE ARGUMENTE CRITIQUE TOLERE APRENDA CRESÇA FAÇA VESTIBULAR IZABELA HENDRIX LORENA NEVES MATIAS ARQUITETURA E URBANISMO DIALOGUE ARGUMENTE CRITIQUE TOLERE APRENDA CRESÇA FAÇA BEM-VINDO AO IZABELA HENDRIX ESTAR NA VANGUARDA É ESTAR À FRENTE. É APONTAR

Leia mais

Pontos de corte do SiSU 2014 1ª chamada

Pontos de corte do SiSU 2014 1ª chamada COORDENADORIA DE ASSUNTOS E REGISTROS ACADÊMICOS - CDARA CAMPUS UNIVERSITÁRIO - MARTELOS - JUIZ DE FORA - MG CEP 36036-900 TEL. (32)2102-3733 FAX (32) 2102-3732 e-mail: cdara@ufjf.edu.br Pontos de corte

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ REITORIA DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ REITORIA DE ENSINO EDITAL 78/2013 (Processo Seletivo de Vagas Ociosas para Ingresso nos Cursos de Graduação no Primeiro Semestre Letivo de 2013) A UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO, por intermédio da Pró-Reitoria de Ensino

Leia mais

EDITAL PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS EM CURSOS DE GRADUAÇÃO

EDITAL PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS EM CURSOS DE GRADUAÇÃO EDITAL PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS EM CURSOS DE GRADUAÇÃO 1. Abertura O Pró-Reitor Acadêmico da Universidade de Caxias do Sul, no uso de suas atribuições, torna públicas as condições que regem o encaminhamento

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA PROFESSOR DO QUADRO DOCENTE DA FACULDADE DE AMERICANA

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA PROFESSOR DO QUADRO DOCENTE DA FACULDADE DE AMERICANA EDITAL N.º 002/201 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA PROFESSOR DO QUADRO DOCENTE DA FACULDADE DE AMERICANA A Direção Geral da Faculdade de Americana - FAM torna público que até 12 horas do dia 1 de julho de 201

Leia mais

GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Departamento de Ciências Exatas e Gerenciais

GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Departamento de Ciências Exatas e Gerenciais DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E GERENCIAIS 2012 GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Departamento de Ciências Exatas e Gerenciais CURSOS ADMINISTRAÇÃO CIÊNCIAS ATUARIAIS CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO CIÊNCIAS

Leia mais

EDITAL Nº 21/2012 - PRPGPE

EDITAL Nº 21/2012 - PRPGPE EDITAL Nº 21/2012 - PRPGPE A Pró-reitoria de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão PRPGPE, do Centro Universitário Franciscano Unifra, torna público que estarão abertas, a partir de 03 de dezembro de 2012,

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO AMAZONAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS Gabinete da Reitora EDITAL Nº 27/2009

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO AMAZONAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS Gabinete da Reitora EDITAL Nº 27/2009 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO AMAZONAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS Gabinete da Reitora EDITAL Nº 27/2009 A FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO AMAZONAS torna público que o Processo Seletivo para preenchimento de

Leia mais

Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes - ENADE. Coordenadoria de Avaliação Institucional Comissão Própria de Avaliação - CPA ENADE 2011

Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes - ENADE. Coordenadoria de Avaliação Institucional Comissão Própria de Avaliação - CPA ENADE 2011 Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes - ENADE Coordenadoria de Avaliação Institucional Comissão Própria de Avaliação - CPA ENADE 2011 SOBRE O ENADE O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes -

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONCURSO PÚBLICO PARA A CARREIRA DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONCURSO PÚBLICO PARA A CARREIRA DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONCURSO PÚBLICO PARA A CARREIRA DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO EDITAL N.º 51/2014 UNIFESSPA, DE 21 DE JULHO DE 2014 ANEXO I

Leia mais

FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS FMU GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Departamento de Ciências Exatas e Gerenciais

FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS FMU GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Departamento de Ciências Exatas e Gerenciais FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS FMU GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Departamento de Ciências Exatas e Gerenciais CURSOS : ADMINISTRAÇÃO CIÊNCIAS ATUARIAIS CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CIÊNCIAS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI PRÓ-REITORIA DE ENSINO EDITAL Nº 16/15/PROEN TRANSFERÊNCIA INTERINSTITUCIONAL E ADMISSÃO DE GRADUADOS 2016.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI PRÓ-REITORIA DE ENSINO EDITAL Nº 16/15/PROEN TRANSFERÊNCIA INTERINSTITUCIONAL E ADMISSÃO DE GRADUADOS 2016. EDITAL Nº 16/15/PROEN TRANSFERÊNCIA INTERINSTITUCIONAL E ADMISSÃO DE GRADUADOS 2016.1 A Pró-Reitoria de Ensino (PROEN) da Universidade Federal do Cariri (UFCA) faz saber que estão abertas no período de

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá GABINETE DA REITORIA

Universidade Estadual de Maringá GABINETE DA REITORIA R E S O L U Ç Ã O N o 119/2005-CEP CERTIDÃO Certifico que a presente Resolução foi afixada em local de costume, nesta Reitoria, no dia 1º/9/2005. Esmeralda Alves Moro, Secretária. Aprova normas para organização

Leia mais

NORMAS DO PRIMEIRO PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS REMANESCENTES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA PUC-CAMPINAS 1 o SEMESTRE DE 2016

NORMAS DO PRIMEIRO PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS REMANESCENTES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA PUC-CAMPINAS 1 o SEMESTRE DE 2016 NORMAS DO PRIMEIRO PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS REMANESCENTES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA PUCCAMPINAS 1 o SEMESTRE DE 2016 Capítulo I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1 o Este Processo Seletivo tem

Leia mais

EDITAL CELAES Nº 001/2013 Turma 2014 INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO AO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO ESTUDOS DA LINGUAGEM APLICADOS À EDUCAÇÃO DE SURDOS

EDITAL CELAES Nº 001/2013 Turma 2014 INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO AO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO ESTUDOS DA LINGUAGEM APLICADOS À EDUCAÇÃO DE SURDOS EDITAL CELAES Nº 001/2013 Turma 2014 INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO AO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO ESTUDOS DA LINGUAGEM APLICADOS À EDUCAÇÃO DE SURDOS A Faculdade de Letras Estrangeiras Modernas (FALEM) do Instituto

Leia mais

EDITAL 2º PROCESSO SELETIVO UNIFEG 2015 CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL GUAXUPÉ UNIFEG

EDITAL 2º PROCESSO SELETIVO UNIFEG 2015 CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL GUAXUPÉ UNIFEG EDITAL 2º PROCESSO SELETIVO UNIFEG 2015 CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL GUAXUPÉ UNIFEG Em conformidade com o disposto no Inciso II do Artigo 44 da Lei 9.394 de 20/12/1996, Portaria nº 391

Leia mais

Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO

Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO Apresentação Previsão de Início Julho/2013 Inscrições em Breve - Turma 01 - Campus Stiep O curso de Comunicação Organizacional

Leia mais

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 84, DE 23 DE JULHO DE

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 84, DE 23 DE JULHO DE O Diretor Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão Campus São Luís Centro Histórico, no uso de suas atribuições, torna público que estarão abertas no período de 24/07/2014

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EDITAL N.º 01/2015

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EDITAL N.º 01/2015 EDITAL DE SELEÇÃO DE TUTOR PARA O CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA, NA MODALIDADE A DISTÂNCIA. A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), por meio do Centro de Educação a Distância Cead, de

Leia mais

Capítulo I Da Origem. Capítulo II Dos Órgãos Colegiados

Capítulo I Da Origem. Capítulo II Dos Órgãos Colegiados NORMATIZAÇÃO ADMINISTRATIVA, DIDÁTICO-PEDAGÓGICA PARA AS ATIVIDADES DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO NOS CURSOS TÉCNICOS NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - SiSU Termo de Participação - 3º edição de 2011

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - SiSU Termo de Participação - 3º edição de 2011 Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - SiSU Termo de Participação - 3º edição de 2011 1 - Dados Cadastrais da Instituição de Ensino Superior

Leia mais

Perguntas Frequentes. Quem é o aluno da UFPI?

Perguntas Frequentes. Quem é o aluno da UFPI? Perguntas Frequentes Quem é o aluno da UFPI? É o indivíduo que está regularmente matriculado em uma disciplina ou curso ou, ainda, que já ingressou na UFPI, embora não esteja cursando nenhuma disciplina

Leia mais

EDITAL N 130/2015 ABERTURA DE INSCRIÇÃO PARA SELEÇÃO DE MONITORES UNIVERSIDADE PARA TODOS 2015

EDITAL N 130/2015 ABERTURA DE INSCRIÇÃO PARA SELEÇÃO DE MONITORES UNIVERSIDADE PARA TODOS 2015 Secretaria da Educação do Estado da Bahia Superintendência de Políticas para a Educação - SUPED Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia UESB Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários - PROEX

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE INVERNO 2015 EDITAL

PROCESSO SELETIVO DE INVERNO 2015 EDITAL U N I V E R S I D A D E D E P A S S O F U N D O V i c e - R e i t o r i a d e G r a d u a ç ã o S e c r e t a r i a G e r a l d o s C u r s o s Campus I Rodovia BR 285 Km 292,7 - Bairro São José CEP 99052-900

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE (UNIBH)

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE (UNIBH) CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE (UNIBH) Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão (PGPE) Coordenação Geral do Programa de Pós-Graduação Lato Sensu (CGPPGL) Edital do processo seletivo referente

Leia mais

EDITAL Nº 001/2014 TRANSFERÊNCIAS NO ÂMBITO DA PUC MINAS 2º SEMESTRE DE 2014

EDITAL Nº 001/2014 TRANSFERÊNCIAS NO ÂMBITO DA PUC MINAS 2º SEMESTRE DE 2014 EDITAL Nº 001/2014 TRANSFERÊNCIAS NO ÂMBITO DA PUC MINAS 2º SEMESTRE DE 2014 Nos termos das Normas Acadêmicas do Ensino de Graduação da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais PUC/MG, faço saber

Leia mais

PROJETOS ÁREA COMUNICAÇÃO

PROJETOS ÁREA COMUNICAÇÃO Comunicação Christina Ferraz Musse estratégica Comunicação Social para grupos de economia popular solidária de Juiz de Fora e região (Núcleo de Comunicação Social da INTECOOP/ UFJF) Website da Liga Acadêmica

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA Autorizada pelo Decreto Federal nº 77.496 de 27/04/76 Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 874/86 de 19/12/86 Recredenciada pelo Decreto Estadual 9.271 de

Leia mais

Processo Seletivo 2º semestre/2015 Graduação Presencial Regulamento de Bolsas de Estudos e Campanhas

Processo Seletivo 2º semestre/2015 Graduação Presencial Regulamento de Bolsas de Estudos e Campanhas Processo Seletivo 2º semestre/2015 Graduação Presencial Regulamento de Bolsas de Estudos e Campanhas A Cruzeiro do Sul Educacional S.A, entidade mantenedora da Universidade Cruzeiro do Sul, e controladora

Leia mais

Caro Aluno, Seja bem-vindo!

Caro Aluno, Seja bem-vindo! Manual do Aluno Caro Aluno, Seja bem-vindo! Este manual é um guia que irá orientá-lo em sua vida acadêmica. Aqui, você encontrará informações sobre as atividades educacionais, documentação, matrícula,

Leia mais

UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL. Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 681, de 07/12/89. e publicada no D.O.U em 11/12/89, Seção I, p.22.

UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL. Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 681, de 07/12/89. e publicada no D.O.U em 11/12/89, Seção I, p.22. UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 681, de 07/12/89 e publicada no D.O.U em 11/12/89, Seção I, p.22.684 EDITAL PARA INGRESSO EXTRAVESTIBULAR 1º Semestre/2016 O Reitor

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Participação - 1º edição de 2012

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Participação - 1º edição de 2012 Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Participação - 1º edição de 2012 1 - Dados cadastrais da Instituição de Educação Superior

Leia mais

1. Objetivo. 2. Elegíveis

1. Objetivo. 2. Elegíveis 1. Objetivo Estabelecer diretrizes, critérios e condições para a concessão de bolsa integral de estudo aos candidatos aprovados com os melhores desempenhos dos cursos presenciais de Graduação Bacharelado

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA, DO IPA EDITAL PROCESSO SELETIVO 2010/1

CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA, DO IPA EDITAL PROCESSO SELETIVO 2010/1 CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA, DO IPA EDITAL PROCESSO SELETIVO 2010/1 1 O Reitor do Centro Universitário Metodista, do IPA, faz saber, pelo presente, da abertura do Edital de Inscrições ao Processo Seletivo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Programa de Pós-Graduação em Educação Física

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Programa de Pós-Graduação em Educação Física EDITAL Nº. 003/2015 PPGEF-UNIVASF PROCESSO DE SELEÇÃO DE BOLSAS DE MESTRADO 1. PREÂMBULO A Coordenação do da Universidade Federal do Vale do São Francisco (PPGEF-UNIVASF), torna público o presente Edital

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DOCÊNCIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS ÁREA DO CONHECIMENTO Educação NOME DO CURSO Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Docência na Educação Infantil e

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1ª edição de 2015

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1ª edição de 2015 Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1ª edição de 2015 1 - Dados cadastrais da Instituição de Educação Superior - IES

Leia mais

1 DEFINIÇÃO DE CRITÉRIOS E DE VAGAS

1 DEFINIÇÃO DE CRITÉRIOS E DE VAGAS Universidade de Brasília UnB Decanato de Ensino de Graduação DEG Secretaria de Administração Acadêmica - SAA em um mesmo Curso e Edital nº 1/2013, 30 de abril de 2013 O Decanato de Ensino de Graduação

Leia mais

EDITAL Nº 21/2014 - PRPGPE

EDITAL Nº 21/2014 - PRPGPE EDITAL Nº 21/2014 - PRPGPE A Pró-reitoria de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão PRPGPE, do Centro Universitário Franciscano, torna público que estarão abertas, a partir de 20 de novembro de 2014 a 23 de

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014 O Observatório de Favelas torna pública, por meio desta chamada, as normas do processo de seleção de alunos para

Leia mais

CONCURSO VESTIBULAR 2016.1 EDITAL

CONCURSO VESTIBULAR 2016.1 EDITAL CONCURSO VESTIBULAR 2016.1 EDITAL A REITORA do Centro Universitário de João Pessoa UNIPÊ faz saber, pelo presente EDITAL, que estão sendo abertas durante o período, de 15 de setembro de 2015 a 11 de março

Leia mais

EDITAL Nº 02/2014 SELEÇÃO E MATRÍCULA DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EAD DA UNIASSELVI

EDITAL Nº 02/2014 SELEÇÃO E MATRÍCULA DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EAD DA UNIASSELVI EDITAL Nº 02/2014 SELEÇÃO E MATRÍCULA DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EAD DA UNIASSELVI Abre inscrições ao Processo de seleção e matrícula para ingresso nos Cursos de especialização lato sensu a ser oferecido

Leia mais

Universidade Federal de Pelotas Coordenação Universidade Aberta do Brasil Curso de Letras-Espanhol a Distância

Universidade Federal de Pelotas Coordenação Universidade Aberta do Brasil Curso de Letras-Espanhol a Distância Edital nº 09, de 24 de setembro de 2014, da Universidade Federal de Pelotas UFPEL, referente ao processo seletivo simplificado, para a função temporária de TUTOR PRESENCIAL para atuar no Curso de Letras-Espanhol

Leia mais

BEM-VINDO AO IZABELA HENDRIX

BEM-VINDO AO IZABELA HENDRIX BEM-VINDO AO IZABELA HENDRIX ESTAR NA VANGUARDA É ESTAR À FRENTE. É APONTAR OS CAMINHOS E SER REFERÊNCIA. O Izabela Hendrix representa a vanguarda na educação, com ações pioneiras que começaram há mais

Leia mais

Processo Seletivo 1º semestre/2016 Graduação Presencial Regulamento de Bolsas de Estudos e Campanhas

Processo Seletivo 1º semestre/2016 Graduação Presencial Regulamento de Bolsas de Estudos e Campanhas Processo Seletivo 1º semestre/2016 Graduação Presencial Regulamento de Bolsas de Estudos e Campanhas A Cruzeiro do Sul Educacional S.A, entidade mantenedora da Universidade Cruzeiro do Sul, e controladora

Leia mais

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Edital nº 09, de 22 de julho de 2014 Edital nº 09, de 22 de julho de 2014, da Universidade Federal de Pelotas UFPEL, referente ao processo seletivo simplificado, para a função temporária de TUTOR PRESENCIAL

Leia mais

Regulamenta a validação e registro das Atividades Complementares dos cursos de Graduação das Faculdades Projeção.

Regulamenta a validação e registro das Atividades Complementares dos cursos de Graduação das Faculdades Projeção. RESOLUÇÃO Nº 01/2011 Regulamenta a validação e registro das Atividades Complementares dos cursos de Graduação das Faculdades Projeção. O Conselho Superior da Faculdade Projeção, com base nas suas competências

Leia mais

MESTRADO EM ECONOMIA E CIÊNCIAS POLÍTICAS ÊNFASE EM MEDIAÇÃO, NEGOCIAÇÃO E RESOLUÇÃO ALTERNATIVA DE CONFLITOS

MESTRADO EM ECONOMIA E CIÊNCIAS POLÍTICAS ÊNFASE EM MEDIAÇÃO, NEGOCIAÇÃO E RESOLUÇÃO ALTERNATIVA DE CONFLITOS PROGRAMA INTERNACIONAL pós-graduação stricto sensu MESTRADO EM ECONOMIA E CIÊNCIAS POLÍTICAS ÊNFASE EM MEDIAÇÃO, NEGOCIAÇÃO E RESOLUÇÃO ALTERNATIVA DE CONFLITOS Programa Internacional PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO 2011-2º.

MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO 2011-2º. MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO 2011-2º. semestre Caro Candidato, Este é o manual do processo seletivo para o Curso de Pedagogia do Instituto Superior de Educação de São Paulo Singularidades para

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2016 / 1 Semestre

PROCESSO SELETIVO 2016 / 1 Semestre PROCESSO SELETIVO 2016 / 1 Semestre A Diretora Acadêmica do Centro Universitário Hermínio da Silveira - IBMR, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, na conformidade do que dispõe a Legislação

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL

FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL A Profª. Ivânia Maria de Barros Melo dos Anjos Dias, Diretora Geral das Faculdades Integradas Barros Melo, no uso de suas

Leia mais

UNIVERSIDADE DO AMAZÔNIA. Credenciado PORTARIA Nº 3.713, DE 11 DE DEEMBRO DE 2003. EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2016

UNIVERSIDADE DO AMAZÔNIA. Credenciado PORTARIA Nº 3.713, DE 11 DE DEEMBRO DE 2003. EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2016 UNIVERSIDADE DO AMAZÔNIA Credenciado PORTARIA Nº 3.713, DE 11 DE DEEMBRO DE 2003. EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2016 Com sede Av. Alcindo Cacela, 287 - Belém / PA, Rod. BR 316, Km 3- Ananindeua / PA - Trav.

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL

FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO PROCESSO SELETIVO PARA ALUNOS/ESTÁGIARIOS EDITAL A Profª. Ivânia Maria de Barros Melo dos Anjos Dias, Diretora Geral das Faculdades Integradas Barros Melo, no uso de suas

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1ª edição de 2015

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1ª edição de 2015 Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1ª edição de 2015 1 - Dados cadastrais da Instituição de Educação Superior - IES

Leia mais

CRIAÇÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO

CRIAÇÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D A B A H I A P r ó - R e i t o r i a d e E n s i n o d e G r a d u a ç ã o Palácio da Reitoria - Rua Augusto Viana s/n - Canela - 40.110-060 - Salvador Bahia E-mails:

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Engenharia Biomédica

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Engenharia Biomédica EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO 2º/2014 Coordenador: Prof. Dr. Luiz Carlos de Campos Vice-Coordenadora: Profa. Dra. Annie France Frere Slaets Estarão abertas, no período de 14/04/2014 a 05/05/2014, as

Leia mais

REGIMENTO DO SETOR REGISTROS ACADÊMICOS

REGIMENTO DO SETOR REGISTROS ACADÊMICOS REGIMENTO DO SETOR REGISTROS ACADÊMICOS CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES INICIAIS DAS COMPETÊNCIAS Art. 1º O Setor de Registros Acadêmicos - SRA é o órgão que operacionaliza todas as atividades ligadas à vida

Leia mais

QS UNIVERSITY RANKINGS LATIN AMÉRICA 2013 64ª da América Latina, 19ª do Brasil, 5ª Estadual do Brasil e 1ª Estadual do Paraná

QS UNIVERSITY RANKINGS LATIN AMÉRICA 2013 64ª da América Latina, 19ª do Brasil, 5ª Estadual do Brasil e 1ª Estadual do Paraná 2012-2013 Referência no Brasil e destaque entre as universidades latino-americanas, a Universi-dade Estadual de Londrina- UEL foi fundada em 1971, com a junção de faculdades isoladas das áreas de Letras,

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO ABERTURA DE SELEÇÃO PARA CANDIDATOS A BOLSA DO PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO PNPD (EDITAL MEC/CAPES)

PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO ABERTURA DE SELEÇÃO PARA CANDIDATOS A BOLSA DO PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO PNPD (EDITAL MEC/CAPES) EDITAL Nº 01/2010 PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO ABERTURA DE SELEÇÃO PARA CANDIDATOS A BOLSA DO PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO PNPD (EDITAL MEC/CAPES) O Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento

Leia mais

A prova; O questionário de impressões dos estudantes sobre a prova; O questionário do estudante; e O questionário do coordenador(a) do curso.

A prova; O questionário de impressões dos estudantes sobre a prova; O questionário do estudante; e O questionário do coordenador(a) do curso. aumentar fonte diminuir fonte Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Educação Superior Enade Perguntas Frequentes Página Inicial Enade Perguntas Frequentes Manual do

Leia mais

Retificação do EDITAL Nº 05/14 (alteração nos Anexos I, II e III)

Retificação do EDITAL Nº 05/14 (alteração nos Anexos I, II e III) UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA COORDENAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS A DISTÂNCIA Retificação do EDITAL Nº 05/14

Leia mais

Área de Ciências Humanas

Área de Ciências Humanas Área de Ciências Humanas Ciências Sociais Unidade: Faculdade de Ciências Humanas e Filosofia (FCHF) www.fchf.ufg.br Em Ciências Sociais estudam-se as relações sociais entre indivíduos, grupos e instituições,

Leia mais

REABERTURA DO EDITAL Nº 090/2015 Referente ao Aviso Nº 097/2015, publicado no D.O.E. de 10.11.2015.

REABERTURA DO EDITAL Nº 090/2015 Referente ao Aviso Nº 097/2015, publicado no D.O.E. de 10.11.2015. REABERTURA DO EDITAL Nº 090/2015 Referente ao Aviso Nº 097/2015, publicado no D.O.E. de 10.11.2015. O REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA (UNEB), no uso de suas atribuições legais e regimentais,

Leia mais

EDITAL Nº 20/2015 DE PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS OFERTADOS PELA FACULDADE PAULUS DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO FAPCOM

EDITAL Nº 20/2015 DE PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS OFERTADOS PELA FACULDADE PAULUS DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO FAPCOM EDITAL Nº 20/2015 DE PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS OFERTADOS PELA FACULDADE PAULUS DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO FAPCOM A Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação- FAPCOM, credenciada pela

Leia mais