RELATÓRIO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU E AO CONSELHO. Execução do segundo programa de ação comunitária no domínio da saúde em 2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU E AO CONSELHO. Execução do segundo programa de ação comunitária no domínio da saúde em 2013"

Transcrição

1 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, COM(2015) 306 final RELATÓRIO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU E AO CONSELHO Execução do segundo programa de ação comunitária no domínio da saúde em 2013 {SWD(2015) 122 final} PT PT

2 INTRODUÇÃO O presente relatório centra-se na execução do Programa de Saúde em Este foi o último ano da execução do segundo Programa de Saúde, estabelecido pela Decisão n.º 1350/2007/CE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 23 de outubro de O programa teve início em 1 de janeiro de 2008 e terminou em 31 de dezembro de Nos termos do artigo 13.º, n.º 1, da decisão do programa, a Comissão deve apresentar um relatório anual ao Comité do Programa de Saúde sobre todas as ações e projetos financiados através do programa e manter informados o Parlamento Europeu e o Conselho. O presente relatório dá resposta a este requisito. Fornece informações pormenorizadas sobre o orçamento de 2013 e a sua execução. O documento de trabalho no anexo 1 apresenta um conjunto de exemplos das ações-chave que foram financiadas ao abrigo do programa, principalmente em , e que apresentaram resultados consideráveis. Os quadros de síntese que descrevem todas as ações cofinanciadas e contratos fornecidos constam dos anexos O programa, com um orçamento total de EUR, proporcionou uma vasta gama de instrumentos de financiamento para alcançar os seus objetivos. Estes instrumentos foram: ações cofinanciadas com as autoridades dos Estados-Membros («ações conjuntas»), projetos, cofinanciamento para conferências e subvenções de funcionamento para apoiar especificamente organizações e redes não governamentais, acordos diretos com organizações internacionais, contratos públicos e outras ações. O segundo Programa de Saúde foi o principal instrumento para executar a Estratégia de Saúde da UE 1, e contribuiu para atingir os objetivos da estratégia Europa 2020 no domínio do crescimento inteligente e sustentável. A principal meta do programa foi complementar, apoiar e gerar valor acrescentado para as políticas dos Estados-Membros e contribuir para aumentar a solidariedade e a prosperidade na União Europeia, através da proteção e da promoção da saúde e segurança humanas e da melhoria da saúde pública. Esta meta foi dividida em três objetivos: a melhoria da segurança sanitária dos cidadãos, a promoção da saúde, incluindo a redução das desigualdades no domínio da saúde, a produção e difusão de informações e conhecimentos no domínio da saúde. Trabalhar para alcançar os três objetivos principais Foram cofinanciadas várias ações no âmbito de cada objetivo. No domínio da segurança sanitária, os surtos de doenças não respeitam fronteiras. Por conseguinte, é essencial assegurar que os países e as comunidades em toda a UE estão bem preparados para responder a doenças transmissíveis e não transmissíveis. O programa contribuiu para esta situação. No que se refere ao segundo objetivo, as alterações demográficas e, em especial, o envelhecimento são os principais desafios da sociedade europeia. Através do programa, os Estados-Membros e a UE têm sido capazes de contribuir 1 2

3 para promover a saúde e reduzir as desigualdades no domínio da saúde, incluindo o aumento do número de anos de vida saudável e a promoção do envelhecimento saudável. Por exemplo, o programa contribuiu para: proporcionar uma melhor compreensão da questão da iniciação ao tabagismo entre os jovens e, em particular, por parte das mulheres, aumentar a sensibilização para as doenças cardiovasculares e a diabetes, implementar o rastreio do cancro do colo do útero e colorretal, e desenvolver uma fonte de informação em linha à escala mundial sobre doenças raras. Para alcançar o terceiro objetivo, o programa ajudou a criar sinergias e a melhorar os dados para a tomada de decisões políticas através do desenvolvimento e da transferência de informações e conhecimentos no domínio da saúde em toda a UE. Os projetos também apoiaram especificamente a inovação no domínio da saúde, incluindo a melhoria da compreensão de como criar registos de saúde eletrónicos e a introdução da medicina personalizada. Além disso, o programa contribuiu para a preparação, o desenvolvimento e a execução de medidas da política de saúde da UE. Foram financiadas ações centradas na aplicação da legislação, por exemplo, nos domínios do controlo do tabaco e das substâncias de origem humana, das desigualdades no domínio da saúde, em apoio da estratégia da Comissão «Solidariedade na Saúde: reduzir as desigualdades no domínio da saúde na UE», e das ameaças sanitárias transfronteiriças e dos direitos dos pacientes em matéria de cuidados de saúde transfronteiriços. Por último, no domínio dos serviços de saúde, o acesso a cuidados de saúde seguros e de elevada qualidade, juntamente com orientações cientificamente fundamentadas e a avaliação dos riscos, contribuem para a segurança dos pacientes na UE. O programa apoiou várias ações nestes domínios, bem como o trabalho dos comités científicos. Colaboração e prestação de apoio a uma vasta gama de atores do setor da saúde pública Durante os seis anos de funcionamento, de 2008 a 2013, o programa contribuiu de forma significativa para apoiar as medidas da política de saúde ao nível da UE e dos Estados- Membros e contribuiu para que os Estados-Membros, as partes interessadas e a UE desenvolvessem políticas eficazes em benefício dos cidadãos da UE. Muitos cientistas, peritos, académicos, pacientes e organizações da sociedade civil congregaram-se em torno de diferentes temas para unir recursos e conhecimentos no sentido de inovar e gerar valor acrescentado para os cidadãos da UE. Aproveitando a nova gama de instrumentos de financiamento, foi possível avançar, através de ações conjuntas, com as prioridades essenciais de saúde pública da Comissão e dos Estados- Membros. No total, foram cofinanciadas 30 por mais de 60 milhões de EUR. Abrangiam 3

4 temas tão vastos como doenças raras, avaliação das tecnologias da saúde e profissionais da saúde. Através do instrumento de subvenções de funcionamento, foi possível apoiar partes interessadas importantes da sociedade civil. O seu trabalho ajudou o programa a chegar aos cidadãos. Com o cofinanciamento de conferências pan-europeias, o programa permitiu intercâmbios europeus e proporcionou oportunidades adicionais de comunicação e divulgação. Quase 150 projetos pan-europeus, apoiados financeiramente com mais de 100 milhões de EUR, permitiram à comunidade europeia da saúde pública desenvolver, testar e implementar um vasto leque de instrumentos, tais como manuais, diretrizes e inventários, contribuindo para a realização dos objetivos do programa. Perspetivas para o futuro... Embora a avaliação pormenorizada do segundo Programa de Saúde só seja apresentada em 2015, o presente relatório dá uma visão abrangente da sua execução em 2013, destacando várias ações que foram concluídas nesse ano. 4

5 Índice Introdução... 2 Execução orçamental Orçamento Prioridades para 2013 e mecanismos de financiamento Execução do orçamento operacional por mecanismo de financiamento Convites à apresentação de propostas Convenções de subvenção direta com organizações internacionais Adjudicação de contratos (contratos de serviços) Outras ações Execução do orçamento operacional por objetivos do programa Consumo orçamental global em Segurança sanitária Promoção da saúde Informação no domínio da saúde

6 EXECUÇÃO ORÇAMENTAL 1.1 Orçamento O orçamento para o segundo Programa de Saúde foi de 321,5 milhões de EUR. O orçamento previsto no plano de trabalho para foi de EUR, repartidos do seguinte modo: Despesas operacionais: Rubrica orçamental Ação da UE no domínio da saúde: EUR; Despesas administrativas: Rubrica orçamental Despesas de gestão administrativa: EUR O orçamento operacional total foi de EUR e o orçamento administrativo total foi de EUR. Incluiu as contribuições e a recuperação de contribuições dos países EFTA/EEE e da Croácia resultantes de exercícios orçamentais anteriores. A Agência de Execução para a Saúde e os Consumidores (EAHC) tem vindo a prestar à Comissão assistência técnica, científica e administrativa no âmbito da execução do Programa de Saúde desde A EAHC organiza convites anuais à apresentação de propostas, coordena a avaliação de propostas, e negoceia, assina e gere as respetivas convenções de subvenção. É igualmente responsável por muitos procedimentos de adjudicação de contratos. Em 2013 a EAHC foi responsável pela gestão de ,64 EUR, enquanto a Comissão geriu os restantes ,99 EUR abrangendo a adjudicação de contratos e outras ações. 1.2 Prioridades para 2013 e mecanismos de financiamento As prioridades para 2013 foram estabelecidas na Decisão de Execução 2012/C 378/07 da Comissão, de 28 de novembro de 2012, relativa à adoção do plano de trabalho de 2013 e dos critérios relacionados 4. Os seguintes mecanismos de financiamento foram utilizados para a execução do plano de trabalho para 2013: Foram concedidas subvenções a projetos envolvendo vários parceiros, geralmente organismos de saúde pública e organizações não governamentais (ONG). A contribuição máxima da UE é de 60 % dos custos elegíveis. No entanto, esta pode ascender aos 80 % se a proposta satisfizer os critérios de utilidade excecional 5. 2 JO C 378/07 de , p Decisão 2004/858/CE da Comissão, de 15 de dezembro de 2004 (JO L 369 de , p. 73), alterada pela Decisão 2008/544/CE da Comissão, de 20 de junho de 2008 (JO L 173 de , p. 27). 4 JO C 378/07 de A «Utilidade excecional de projetos» está definida no anexo VII da decisão de execução da Comissão que adota o plano de trabalho de 2013 no âmbito do segundo programa de ação comunitária no domínio da saúde 6

7 Foram concedidas subvenções de funcionamento a organizações sem fins lucrativos ou a redes especializadas ativas em áreas que correspondem às três vertentes do programa (que correspondem aos três objetivos): promover a saúde, responder às ameaças para a saúde e produção e difusão de informações sobre a saúde. Esses organismos devem ser não governamentais, sem fins lucrativos e independentes de qualquer interesse industrial ou de outros interesses incompatíveis e devem ter por objetivos principais um ou vários dos objetivos do programa. A contribuição máxima da UE é de 60 % dos seus custos operacionais anuais. No entanto, esta pode ascender aos 80 % se a proposta satisfizer os critérios de utilidade excecional 6. Foram concedidas subvenções para ações conjuntas a autoridades dos Estados-Membros ou a organismos por elas designados. A contribuição máxima da UE é de 50 %. No entanto, esta pode ascender aos 70 % se a proposta satisfizer os critérios de utilidade excecional 7. Foi concedido o cofinanciamento de utilidade excecional de 70 % para a ação conjunta «Facilitar a colaboração entre os Estados-Membros para o funcionamento eficaz do sistema de farmacovigilância na UE», devido à sua contribuição para a implementação efetiva da legislação da UE neste domínio. Foram concedidas subvenções para conferências sobre questões de saúde pública, organizadas por organismos públicos ou organizações sem fins lucrativos e pelas Presidências do Conselho da UE. A contribuição máxima da UE é de 50 % dos custos elegíveis e o montante máximo é de EUR. Foram concedidas convenções de subvenção direta a organizações internacionais ativas no domínio da saúde pública. A contribuição máxima da UE é de 60 %. A adjudicação de contratos (contratos de serviços) foi utilizada para a aquisição de serviços, tais como estudos científicos, avaliações, estudos, aquisição de dados e aplicações de tecnologias de informação. O programa cobre integralmente o custo da adjudicação de contratos. Foram utilizados procedimentos concorrenciais de seleção e de adjudicação para selecionar as ações a financiar. Os procedimentos concorrenciais de seleção e de adjudicação não são utilizados no caso das convenções de subvenção direta e das conferências organizadas pelas Presidências do Conselho, porque, em tais casos, os procedimentos concorrenciais não estão autorizados ao abrigo das regras específicas ou não são utilizados na prática. ( ), dos critérios de seleção, atribuição e outros critérios aplicáveis às contribuições financeiras destinadas às ações deste programa e do pagamento da contribuição da UE no âmbito da Convenção-Quadro da OMS para a Luta Antitabaco, funcionando enquanto decisão de financiamento, JO C 378 de A «Utilidade excecional das subvenções de funcionamento» está definida no mesmo anexo. A «Utilidade excecional das ações conjuntas» está também definida no mesmo anexo. 7

8 As dotações administrativas cobriram despesas, tais como estudos, reuniões de peritos, despesas de informação e publicação, e assistência técnica e administrativa para sistemas de tecnologias de informação. 8

9 1.3 Execução do orçamento operacional por mecanismo de financiamento Tipo de mecanismo de financiamento Execução Percentagem do mecanismo no orçamento total executado Convites à apresentação de propostas ,60 68 % Subvenções a projetos ,00 28 % Subvenções para conferências ,60 2 % Gerido pela EAHC ,60 - Gerido pela DG SANCO ,00 - Subvenções de funcionamento ,00 11 % Subvenções para ações conjuntas ,00 26 % Convenções de subvenção direta ,00 2 % Adjudicação de contratos (contratos de serviços) ,46 22 % Gerido pela EAHC ,04 12 % Gerido pela DG SANCO ,42 10 % Outras ações ,57 8 % Orçamento executado em , % Orçamento total disponível ,33 Dotações não utilizadas ,70 Nível de execução orçamental 99,33 % A título de comparação, as subvenções a projetos em 2012 ascenderam a 15,7 milhões de EUR e as subvenções para ações conjuntas a 8,9 milhões de EUR. Os orçamentos para outros 8 Dotações de pré-adesão ainda não utilizadas, diferenças entre os montantes na decisão de adjudicação e os montantes efetivamente contratados. 9

10 mecanismos de financiamento são semelhantes aos de 2012: subvenções para conferências no valor de 0,75 milhões de EUR, subvenções de funcionamento no valor de 4,3 milhões de EUR, subvenções diretas no valor de 2,6 milhões de EUR, e adjudicação de contratos no valor de 14,2 milhões de EUR. 1.4 Convites à apresentação de propostas Foram lançados quatro convites à apresentação de propostas para projetos, conferências, subvenções de funcionamento e ações conjuntas, em 22 de dezembro de 2012, no sítio Web de saúde pública no servidor EUROPA 9 e no sítio Web da EAHC 10. Os convites foram também publicados no Jornal Oficial da União Europeia 11. Os convites foram encerrados em 22 de março de A maioria dos pedidos foi recebida dos principais parceiros nos Estados-Membros da UE-15, que representam 82 % dos pedidos de subvenções a projetos, 80 % dos pedidos de subvenções para conferências, 100 % dos pedidos de subvenções de funcionamento e quatro quintos dos pedidos para ações conjuntas. A EAHC organizou um seminário de ações conjuntas em dezembro de 2012 e um seminário de garantia de qualidade de ações conjuntas em fevereiro de Foi organizado um dia de informação com destaque para a Parceria Europeia de Inovação para um Envelhecimento Ativo e Saudável em Bruxelas e jornadas de informação geral em Itália e na Grécia. As diretrizes para os candidatos foram disponibilizadas no sítio Web da EAHC. O serviço de assistência informática (helpdesk) da EAHC também prestou assistência e ajuda prática. No total, foram apresentados 165 pedidos, num montante total de EUR. Destes, sete propostas foram excluídas durante a fase de seleção. De entre os 158 restantes pedidos, foram financiados 53 (32,9 %). Os pedidos foram avaliados de acordo com as regras e critérios estabelecidos na Decisão de Execução 2012/C 378/6 da Comissão e nos convites à apresentação de propostas 12. Participaram no processo de avaliação 32 peritos externos, oriundos de 18 países. Os peritos foram selecionados de uma lista estabelecida na sequência de um convite à manifestação de interesse intitulado «peritos para o segundo programa de ação comunitária no domínio da saúde em várias atividades de avaliação» 13. O processo de avaliação teve lugar em duas fases. Na primeira fase, três avaliadores externos analisaram cada proposta. Foi elaborado um relatório de avaliação consolidado para cada proposta numa reunião organizada pela EAHC JO C 394/36 de JO C 378/07 de JO S de e 10

11 Na segunda fase, o comité de avaliação verificou que os avaliadores tinham cumprido as normas e critérios aplicáveis. Em seguida, elaborou listas finais de propostas recomendadas para financiamento, juntamente com listas de reserva. O comité de avaliação contou com representantes da Direção-Geral da Saúde e dos Consumidores, da Direção-Geral da Investigação e da Inovação e da EAHC. O Comité do Programa de Saúde emitiu um parecer favorável sobre as ações propostas para financiamento na reunião de 29 de junho de A respetiva decisão de adjudicação da Comissão foi adotada em 29 de outubro de Subvenções a projetos No total, foram apresentadas 67 propostas em resposta ao convite à apresentação de propostas para projetos. Nove propostas foram recomendadas para financiamento e três foram colocadas numa lista de reserva. No final, foram financiados 11 projetos (16 % do total), num montante total de ,00 EUR. A sua repartição entre as vertentes do programa é a seguinte: Segurança sanitária: Promoção da saúde: ,00 EUR (dois projetos) ,00 EUR (nove projetos) O anexo 2 apresenta um quadro dos projetos financiados. A base de dados da EAHC 15 contém resumos dos projetos. 91 % dos projetos bem-sucedidos foram apresentados por parceiros de relevo situados nos países da UE-15. A taxa de participação dos países da EU-12 como parceiros associados foi de apenas 14 % Subvenções para conferências No total, foram apresentadas 47 propostas em resposta ao convite à apresentação de propostas para conferências. 11 propostas foram recomendadas para financiamento e três foram colocadas numa lista de reserva. No final, foram cofinanciadas 14 conferências (30 % das propostas recebidas) com base no convite concorrencial à apresentação de propostas e foram organizadas duas conferências pelas Presidências do Conselho Europeu. O orçamento total para as subvenções para conferências foi de ,60 EUR. A sua repartição entre as vertentes do programa é a seguinte: Promoção da saúde: ,60 EUR (quatro conferências + duas conferências organizadas pelas Presidências grega e lituana do Conselho) Informação no domínio da saúde: ,00 EUR (10 conferências) As conferências abordaram os seguintes temas: a doença de Alzheimer, as doenças raras, o transplante de órgãos, o álcool, a saúde mental, o envelhecimento, a saúde das minorias étnicas e migrantes, o VIH/SIDA, a dádiva de órgãos em vida e as doenças crónicas. Foram

12 também cofinanciadas diversas conferências de âmbito mais geral no domínio da saúde pública: a conferência anual da Associação Europeia de Saúde Pública (EUPHA), a Cimeira Mundial da Saúde, o Fórum Europeu da Saúde em Gastein, e o 6.º Fórum Mundial dos Doentes. A conferência da Presidência lituana do Conselho centrou-se na saúde mental, e a conferência da Presidência grega do Conselho incidiu na nutrição e atividade física. Os anexos 3 e 4 apresentam quadros com as conferências financiadas. A base de dados da EAHC contém os resumos e as atas das conferências Subvenções de funcionamento No total, foram apresentadas 45 propostas em resposta ao convite à apresentação de propostas para subvenções de funcionamento. Destas, 20 foram recomendadas para financiamento e quatro foram colocadas numa lista de reserva. No final, 22 propostas (oito novas e 14 renovações) foram financiadas (49 % das propostas recebidas), num montante total de ,00 EUR. Novas subvenções de funcionamento Centro de Estudos holandês TNO (Nederlandse organisatie voor Toegepast- Natuurwetenschappelijk Onderzoek opgericht (TNO)), acolhe a Rede Europeia de Ação sobre o Envelhecimento e a Atividade Física (EUNAAPA) Associação de Escolas de Saúde Pública da Região Europeia (ASPHER) Fundação Europa Eurásia dos Jogos Olímpicos Especiais (Special Olympics Europe Euroasia Foundation (SOEEF)) Federação Europeia das Associações de Pacientes com Alergias e Doenças das Vias Respiratórias (European Federation of Allergy and Airways Diseases Patients Associations (EFA)) Instituto Nacional da Saúde e da Investigação Médica (Institut National de la Santé et la Recherche Médicale (INSERM)), acolhe a Rede ORPHANET Universidade Judicial da Universidade de St. Andrews (University Court of the University of St Andrews), acolhe a Rede do inquérito Comportamento Sanitário nas Crianças em Idade Escolar (HBSC) Universidade de Ulster, apoia a Rede EUROCAT de anomalias congénitas Fundação para a Investigação Biomédica Hospital Universitário 12 de outubro (Fundación para la Investigación Biomédica Hospital Universitario 12 de Octubre), acolhe a Rede de Acompanhamento da Paralisia Cerebral na Europa (Surveillance of cerebral palsy in Europe (SCPE)) 12

13 Renovações Alzheimer Europa EUROPA DONNA (Coligação Europeia contra o Cancro da Mama) Aliança Europeia de Política sobre o Álcool (Eurocare) Rede Europeia de Prevenção do Tabagismo (ENSP) Organização Europeia de Doenças Raras (EURORDIS) Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) Fórum Europeu de Doentes (EPF) PREVENT (Rede Europeia para a Promoção da Saúde no Local de Trabalho) Fundação Fundos para a SIDA - IST - SIDA Holanda (Stichting AIDS Fonds Soa AIDS Nederland) (para a rede Ação SIDA Europa) Fundação da Ação Internacional de Saúde (Stichting Health Action International (HAI)) Fundação Basca de Inovação e Investigação Sanitária (Fundación Vasca de Innovación e Investigación Sanitarias) (para a rede de unidades de cuidados intensivos neonatais) Associação Internacional de Cirurgia Ambulatória (IAAS) Instituto Statens Serum (Statens Serum Institute) (para a Rede EuroMOMO: acompanhamento em tempo real da mortalidade na Europa) CBO BV (para a Rede das Escolas pela Saúde na Europa (SHE)) O anexo 5 apresenta um quadro das subvenções de funcionamento financiadas. A base de dados da EAHC contém os resumos das mesmas Ações conjuntas Foram apresentadas e financiadas cinco propostas para ações conjuntas num montante total de ,00 EUR. A sua repartição entre as vertentes do programa é a seguinte: Segurança sanitária: Promoção da saúde: ,00 EUR (duas ações conjuntas) ,00 EUR (três ações conjuntas) Estas ações conjuntas, que envolveram um grande número de Estados-Membros e outros países participantes no programa, incidiram sobre os seguintes temas: farmacovigilância, controlo do cancro, redução dos efeitos nocivos do álcool, doenças crónicas, tecnologias de reprodução assistida e células estaminais hematopoiéticas para transplantação. 13

14 O anexo 6 apresenta um quadro das ações conjuntas financiadas. A base de dados da EAHC contém os resumos das mesmas. 1.5 Convenções de subvenção direta com organizações internacionais No total, foram assinadas cinco convenções de subvenção direta por um montante total de EUR tal como se segue: 1. Organização Mundial de Saúde (OMS): 1.1. Iniciativa europeia de vigilância da obesidade 1.2. Modelo europeu de validação de um mínimo de informações para os incidentes de segurança com os pacientes comunicação e aprendizagem 1.3. Vigilância integrada de doenças não transmissíveis 2. Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Económicos (OCDE): 2.1. Formação dos profissionais de saúde 2.2. Panorama da Saúde 2014 O anexo 7 apresenta um quadro das convenções de subvenção direta financiadas. 1.6 Adjudicação de contratos (contratos de serviços) A DG SANCO assinou contratos de serviços no âmbito das vertentes da segurança sanitária, da promoção da saúde e da informação no domínio da saúde do Programa de Saúde e pedidos específicos de serviços de tecnologias de informação ao abrigo dos contratos-quadro existentes. O orçamento total dos contratos públicos geridos pela DG SANCO ascendeu a ,42 EUR. A EAHC geriu 26 contratos de serviços (sete no âmbito da segurança sanitária, 12 na promoção da saúde e nove na informação no domínio da saúde) num montante total de ,04 EUR. Os montantes por vertente e organização de autorização foram os seguintes: Objetivo do programa Concursos/contratos SANCO Concursos/contratos EAHC Total de concursos/contratos Segurança sanitária , , ,92 Promoção da saúde , , ,14 Informação no domínio da saúde , , ,85 Horizontal (serviços de tecnologias de informação) , ,55 Total , , ,46 Estes contratos de serviços abrangeram necessidades, tal como especificado no plano de trabalho para 2013: avaliação e acompanhamento de ações e políticas, estudos, 14

15 aconselhamento, dados e informações no domínio da saúde, assistência científica e técnica, comunicação, divulgação, atividades de sensibilização e aplicações de tecnologias da informação em apoio de políticas. Os anexos 8 e 9 fornecem mais pormenores sobre os contratos de serviços assinados. 1.7 Outras ações Foram afetados a outras ações EUR em Abrangendo as seguintes atividades: Outras ações Ajudas de custo especiais pagas aos peritos pela sua participação e trabalho nos comités científicos da UE, tal como previsto na Decisão 2008/721/CE da Comissão 16 Inspeções dos sistemas nos países que exportam para a UE substâncias ativas destinadas a medicamentos para uso humano Acordo administrativo com o Centro Comum de Investigação (JRC) para a análise da comunicação de incidentes Pagamento de compensações aos membros de um painel de peritos independente e multissetorial para prestar aconselhamento sobre formas eficazes de investir na saúde Acordo administrativo com o Centro Comum de Investigação, a fim de criar uma plataforma sustentável para coordenar e manter registos e redes sobre doenças raras Subdelegação ao Eurostat para melhorar a atualidade e a comparabilidade dos dados no domínio da saúde Cotização para o Observatório Europeu das Políticas e dos Sistemas de Saúde O anexo 10 fornece mais pormenores sobre o financiamento disponibilizado para as outras ações. EXECUÇÃO DO ORÇAMENTO OPERACIONAL POR OBJETIVOS DO PROGRAMA 1.8 Consumo orçamental global em 2013 O gráfico que se segue ilustra a forma como o orçamento foi repartido entre as três vertentes do programa em Foi gasto um total de ,92 EUR em segurança sanitária, ,74 EUR em promoção da saúde e ,12 EUR em informação no domínio da saúde. Por fim, ,55 EUR foram investidos nos serviços de tecnologias de informação necessários para apoiar as três vertentes. 16 JO L 241 de , p

16 1.9 Segurança sanitária ,92 EUR 22 % do orçamento operacional em 2013 Segurança sanitária Outros Propostas PJ CSD CF SF AC 16

17 1.10 Promoção da saúde ,74 EUR 58 % do orçamento operacional em 2013 Promoção da saúde outros CSD CF SF Propostas PJ AC 1.11 Informação no domínio da saúde ,42 EUR 20 % do orçamento operacional em 2013 Informação no domínio da saúde Outros SF CF Propostas CSD 17 Não houve projetos ou ações conjuntas financiados no âmbito desta vertente. Por conseguinte, esses mecanismos de financiamento específicos não estão incluídos no gráfico. 17

3º Programa de Saúde 2014-2020

3º Programa de Saúde 2014-2020 2014-2020 INFARMED, 25 de junho de 2014 1. Enquadramento estratégico 2. Apresentação 3. Objetivos 4. Prioridades temáticas 5. Ações 6. Beneficiários 7. Tipos de subvenção 8. Regras de financiamento 9.

Leia mais

Relatório sobre as contas anuais da Agência de Execução para os Consumidores, a Saúde e a Alimentação relativas ao exercício de 2014

Relatório sobre as contas anuais da Agência de Execução para os Consumidores, a Saúde e a Alimentação relativas ao exercício de 2014 Relatório sobre as contas anuais da Agência de Execução para os Consumidores, a Saúde e a Alimentação relativas ao exercício de 2014 acompanhado da resposta da Agência 12, rue Alcide De Gasperi - L - 1615

Leia mais

(Atos legislativos) REGULAMENTOS

(Atos legislativos) REGULAMENTOS 21.3.2014 Jornal Oficial da União Europeia L 86/1 I (Atos legislativos) REGULAMENTOS REGULAMENTO (UE) N. o 282/2014 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 11 de março de 2014 relativo à criação de um terceiro

Leia mais

22.1.2010 Jornal Oficial da União Europeia L 17/43

22.1.2010 Jornal Oficial da União Europeia L 17/43 22.1.2010 Jornal Oficial da União Europeia L 17/43 IV (Actos adoptados, antes de 1 de Dezembro de 2009, em aplicação do Tratado CE, do Tratado da UE e do Tratado Euratom) DECISÃO DO CONSELHO de 27 de Novembro

Leia mais

EUROPA CRIATIVA (2014-2020) Subprograma «Cultura» Convite à apresentação de candidaturas n.º

EUROPA CRIATIVA (2014-2020) Subprograma «Cultura» Convite à apresentação de candidaturas n.º EUROPA CRIATIVA (2014-2020) Subprograma «Cultura» Convite à apresentação de candidaturas n.º EACEA 32/2014 : Projetos de cooperação europeia Execução das ações do subprograma «Cultura»: projetos de cooperação

Leia mais

de 24 de Outubro de 2006 que estabelece um Programa Comunitário para o Emprego e a Solidariedade Social Progress

de 24 de Outubro de 2006 que estabelece um Programa Comunitário para o Emprego e a Solidariedade Social Progress 15.11.2006 PT Jornal Oficial da União Europeia L 315/1 I (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade) DECISÃO N. o 1672/2006/CE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 24 de Outubro de 2006

Leia mais

COMISSÃO EUROPEIA. o reforço de capacidades das organizações de acolhimento e a assistência técnica às organizações de envio,

COMISSÃO EUROPEIA. o reforço de capacidades das organizações de acolhimento e a assistência técnica às organizações de envio, C 249/8 PT Jornal Oficial da União Europeia 30.7.2015 COMISSÃO EUROPEIA CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS EACEA 25/15 Iniciativa Voluntários para a Ajuda da UE: Destacamento de Voluntários para a Ajuda

Leia mais

PROGRAMA DE ACÇÃO COMUNITÁRIO RELATIVO À VIGILÂNCIA DA SAÚDE PROJECTO DE PROGRAMA DE TRABALHO 1998-1999 (Art. 5.2.b da Decisão Nº 1400/97/CE)

PROGRAMA DE ACÇÃO COMUNITÁRIO RELATIVO À VIGILÂNCIA DA SAÚDE PROJECTO DE PROGRAMA DE TRABALHO 1998-1999 (Art. 5.2.b da Decisão Nº 1400/97/CE) PROGRAMA DE ACÇÃO COMUNITÁRIO RELATIVO À VIGILÂNCIA DA SAÚDE PROJECTO DE PROGRAMA DE TRABALHO 1998-1999 (Art. 5.2.b da Decisão Nº 1400/97/CE) 1. INTRODUÇÃO As actividades da União Europeia no domínio da

Leia mais

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de 12.12.2014

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de 12.12.2014 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 2.2.204 C(204) 9788 final DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO de 2.2.204 que aprova determinados elementos do programa operacional "Capital Humano" do apoio do Fundo Social Europeu

Leia mais

(Avisos) PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO EUROPEIA

(Avisos) PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO EUROPEIA 28.10.2014 C 382/1 V (Avisos) PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO EUROPEIA CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS EACEA/31/2014 Programa Erasmus+, Ação-chave 3 Apoio à reforma de políticas Cooperação com

Leia mais

(Avisos) PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO

(Avisos) PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO 7.6.2008 C 141/27 V (Avisos) PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO Convite à apresentação de propostas de 2008 Programa Cultura (2007-2013) Execução das seguintes acções do programa: projectos plurianuais

Leia mais

O PARLAMENTO EUROPEU E O CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA, Tendo em conta o Tratado que institui a Comunidade Europeia, nomeadamente o artigo 179.

O PARLAMENTO EUROPEU E O CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA, Tendo em conta o Tratado que institui a Comunidade Europeia, nomeadamente o artigo 179. REGULAMENTO (CE) N.º 806/2004 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 21 de Abril de 2004 relativo à promoção da igualdade entre homens e mulheres na cooperação para o desenvolvimento O PARLAMENTO EUROPEU

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 24.6.2009 COM(2009) 291 final COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO CONSELHO, AO PARLAMENTO EUROPEU, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL EUROPEU E AO COMITÉ DAS REGIÕES Acção

Leia mais

COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU, AO CONSELHO, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL EUROPEU E AO COMITÉ DAS REGIÕES

COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU, AO CONSELHO, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL EUROPEU E AO COMITÉ DAS REGIÕES Bruxelas, 6.4.2005 COM(2005) 115 final 2005/0042(COD) COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU, AO CONSELHO, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL EUROPEU E AO COMITÉ DAS REGIÕES Cidadãos mais saudáveis, mais

Leia mais

FONTES DE INFORMAÇÃO EUROPEIA O PORTAL EUROPA, AS BASES DE DADOS E OS PORTAIS MAIS RELEVANTES

FONTES DE INFORMAÇÃO EUROPEIA O PORTAL EUROPA, AS BASES DE DADOS E OS PORTAIS MAIS RELEVANTES FONTES DE INFORMAÇÃO EUROPEIA O PORTAL EUROPA, AS BASES DE DADOS E OS PORTAIS MAIS RELEVANTES Documentação e Informação Europeias na Internet Servidor EUROPA Apresentação da estrutura Pesquisa Eurobookshop

Leia mais

PROJETO DE RELATÓRIO

PROJETO DE RELATÓRIO PARLAMENTO EUROPEU 2014-2019 Comissão do Emprego e dos Assuntos Sociais 2014/2255(INI) 5.5.2015 PROJETO DE RELATÓRIO relativo ao Relatório sobre a implementação, os resultados e a avaliação global do Ano

Leia mais

Investir na ação climática. investir no LIFE PANORÂMICA DO NOVO SUBPROGRAMA LIFE AÇÃO CLIMÁTICA 2014-2020. Ação Climática

Investir na ação climática. investir no LIFE PANORÂMICA DO NOVO SUBPROGRAMA LIFE AÇÃO CLIMÁTICA 2014-2020. Ação Climática Investir na ação climática investir no LIFE PANORÂMICA DO NOVO SUBPROGRAMA LIFE AÇÃO CLIMÁTICA 2014-2020 Ação Climática O que é o novo subprograma LIFE Ação Climática? Em fevereiro de 2013, os Chefes de

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA COMISSÃO DE ASSUNTOS EUROPEUS

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA COMISSÃO DE ASSUNTOS EUROPEUS u ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA COMISSÃO DE ASSUNTOS EUROPEUS PARECER COM(201 2)782 Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO que estabelece um programa da União Europeia de apoio a atividades

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de DECISÃO DO CONSELHO

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de DECISÃO DO CONSELHO COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 9.7.2003 COM (2003) 390 final 2003/0151 (CNS) Proposta de DECISÃO DO CONSELHO que altera a Decisão 2002/834/CE que adopta o programa específico de investigação,

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:215101-2013:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:215101-2013:text:pt:html 1/8 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:215101-2013:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Apoio no âmbito do trabalho preparatório de medidas de conceção ecológica

Leia mais

Junto se enviam, à atenção das delegações, as conclusões adotadas pelo Conselho Europeu na reunião em epígrafe.

Junto se enviam, à atenção das delegações, as conclusões adotadas pelo Conselho Europeu na reunião em epígrafe. Conselho Europeu Bruxelas, 26 de junho de 2015 (OR. en) EUCO 22/15 CO EUR 8 CONCL 3 NOTA DE ENVIO de: Secretariado-Geral do Conselho para: Delegações Assunto: Reunião do Conselho Europeu (25 e 26 de junho

Leia mais

Programa de trabalho anual em matéria de subvenções 2006 - DG ELARG

Programa de trabalho anual em matéria de subvenções 2006 - DG ELARG Bósnia e Herzegovina, Croácia, Sérvia e Montenegro Regulamento (CE) n 2666/2000 do Conselho de 5 de Dezembro de 2000, com a última redacção que lhe foi dada pelo Regulamento (CE) n 2112/2005 do Conselho

Leia mais

Jornal Oficial da União Europeia. (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade)

Jornal Oficial da União Europeia. (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade) 18.3.2004 L 80/1 I (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade) REGULAMENTO (CE) N. o 491/2004 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 10 de Março de 2004 que estabelece um programa de assistência

Leia mais

DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO

DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO L 169/14 Jornal Oficial da União Europeia 7.6.2014 DECISÃO N. o 554/2014/UE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 15 de maio de 2014 relativa à participação da União no programa de investigação e desenvolvimento

Leia mais

Relatório sobre as contas anuais da Empresa Comum Clean Sky relativas ao exercício de 2014

Relatório sobre as contas anuais da Empresa Comum Clean Sky relativas ao exercício de 2014 Relatório sobre as contas anuais da Empresa Comum Clean Sky relativas ao exercício de 2014 acompanhado das respostas da Empresa Comum 12, rue Alcide De Gasperi - L - 1615 Luxembourg T (+352) 4398 1 E eca-info@eca.europa.eu

Leia mais

Jornal Oficial das Comunidades Europeias. (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade)

Jornal Oficial das Comunidades Europeias. (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade) 16.3.2002 PT Jornal Oficial das Comunidades Europeias L 75/1 I (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade) DECISÃO N. o 466/2002/CE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 1 de Março de

Leia mais

O Parlamento Europeu, Tendo em conta a proposta da Comissão ao Parlamento Europeu e ao Conselho (COM(2012)0465),

O Parlamento Europeu, Tendo em conta a proposta da Comissão ao Parlamento Europeu e ao Conselho (COM(2012)0465), P7_TA-PROV(2013)0508 Programa de ação no domínio da fiscalidade ***I Resolução legislativa do Parlamento Europeu, de 21 de novembro de 2013, sobre a proposta alterada de regulamento do Parlamento Europeu

Leia mais

PROJETO DE RELATÓRIO

PROJETO DE RELATÓRIO PARLAMENTO EUROPEU 2014-2019 Comissão dos Orçamentos 14.11.2014 2014/2185(BUD) PROJETO DE RELATÓRIO sobre a proposta de decisão do Parlamento Europeu e do Conselho relativa à mobilização do Fundo Europeu

Leia mais

PARLAMENTO EUROPEU DECLARAÇÃO ESCRITA

PARLAMENTO EUROPEU DECLARAÇÃO ESCRITA Documentos sobre o Ano Europeu do Voluntariado PARLAMENTO EUROPEU DECLARAÇÃO ESCRITA apresentada nos termos do artigo 116.º do Regimento por Marian Harkin, Gisela Kallenbach, Emmanouil Angelakas, Mieczysław

Leia mais

Comunicações e Informações

Comunicações e Informações Jornal Oficial da União Europeia C 222 A Edição em língua portuguesa Comunicações e Informações 58. o ano 7 de julho de 2015 Índice V Avisos PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS Comissão Europeia 2015/C 222 A/01

Leia mais

O CONSELHO DA UE E OS REPRESENTANTES DOS GOVERNOS DOS ESTADOS-MEMBROS, REUNIDOS NO CONSELHO,

O CONSELHO DA UE E OS REPRESENTANTES DOS GOVERNOS DOS ESTADOS-MEMBROS, REUNIDOS NO CONSELHO, C 172/8 PT Jornal Oficial da União Europeia 27.5.2015 Conclusões do Conselho sobre a maximização do papel do desporto de base no desenvolvimento de competências transversais, especialmente entre os jovens

Leia mais

Relatório sobre as contas anuais da Agência de Execução para a Inovação e as Redes relativas ao exercício de 2014

Relatório sobre as contas anuais da Agência de Execução para a Inovação e as Redes relativas ao exercício de 2014 Relatório sobre as contas anuais da Agência de Execução para a Inovação e as Redes relativas ao exercício de 2014 acompanhado da resposta da Agência. 12, rue Alcide De Gasperi - L - 1615 Luxembourg T (+352)

Leia mais

SAÚDE PÚBLICA BASE JURÍDICA OBJETIVOS REALIZAÇÕES

SAÚDE PÚBLICA BASE JURÍDICA OBJETIVOS REALIZAÇÕES SAÚDE PÚBLICA O Tratado de Lisboa reforçou a importância da política de saúde. Nele se estipula que «na definição e execução de todas as políticas e ações da União será assegurado um elevado nível de proteção

Leia mais

Proposta de DECISÃO DO CONSELHO

Proposta de DECISÃO DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 1.4.2014 COM(2014) 190 final 2014/0115 (NLE) Proposta de DECISÃO DO CONSELHO relativa à celebração do Protocolo que fixa as possibilidades de pesca e a contrapartida financeira

Leia mais

O QUE ABORDAMOS, EM PARTICULAR, NESTE EU REPORT?

O QUE ABORDAMOS, EM PARTICULAR, NESTE EU REPORT? Cosme 1 O QUE ABORDAMOS, EM PARTICULAR, NESTE EU REPORT? Neste EU Report abordamos, em particular, o COSME, o novo programa quadro europeu para a competitividade das Empresas e das PME (pequenas e médias

Leia mais

AÇÃO 2 COOPERAÇÃO PARA A INOVAÇÃO E O INTERCÂMBIO DE BOAS PRÁTICAS

AÇÃO 2 COOPERAÇÃO PARA A INOVAÇÃO E O INTERCÂMBIO DE BOAS PRÁTICAS AÇÃO 2 COOPERAÇÃO PARA A INOVAÇÃO E O INTERCÂMBIO DE BOAS PRÁTICAS Acção 1 1 AÇÃO 2 COOPERAÇÃO PARA A INOVAÇÃO E O INTERCÂMBIO DE BOAS PRÁTICAS A B Parcerias Estratégicas na área da Educação, Formação

Leia mais

PARLAMENTO EUROPEU PROJECTO DE PARECER. Comissão dos Orçamentos PROVISÓRIO 2002/0211(COD) 13 de Janeiro de 2003. da Comissão dos Orçamentos

PARLAMENTO EUROPEU PROJECTO DE PARECER. Comissão dos Orçamentos PROVISÓRIO 2002/0211(COD) 13 de Janeiro de 2003. da Comissão dos Orçamentos PARLAMENTO EUROPEU 1999 Comissão dos Orçamentos 2004 PROVISÓRIO 2002/0211(COD) 13 de Janeiro de 2003 PROJECTO DE PARECER da Comissão dos Orçamentos destinado à Comissão da Indústria, do Comércio Externo,

Leia mais

Saúde pública. Melhorar a saúde dos cidadãos da UE COMPREENDER AS POLÍTICAS DA UNIÃO EUROPEIA

Saúde pública. Melhorar a saúde dos cidadãos da UE COMPREENDER AS POLÍTICAS DA UNIÃO EUROPEIA COMPREENDER AS POLÍTICAS DA UNIÃO EUROPEIA Saúde pública Melhorar a saúde dos cidadãos da UE A UE está empenhada em proteger e melhorar a saúde de todos os europeus em todas as fases da vida ÍNDICE Por

Leia mais

PROJETO DE RELATÓRIO

PROJETO DE RELATÓRIO PARLAMENTO EUROPEU 2009-2014 Comissão do Controlo Orçamental 06.02.2012 2011/223 (DEC) PROJETO DE RELATÓRIO sobre a quitação pela execução do orçamento da Agência Comunitária de Controlo das Pescas para

Leia mais

Proposta de DECISÃO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO

Proposta de DECISÃO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 10.7.2013 COM(2013) 500 final 2013/0233 (COD) C7-0219/13 Proposta de DECISÃO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO relativa à participação da União no programa de investigação

Leia mais

Proposta de DECISÃO DO CONSELHO

Proposta de DECISÃO DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 7.4.2015 COM(2015) 150 final 2015/0075 (NLE) Proposta de DECISÃO DO CONSELHO relativa à assinatura, em nome da União Europeia, do Protocolo de Alteração do Acordo entre a Comunidade

Leia mais

ESTATÍSTICAS DA FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA (FCT)

ESTATÍSTICAS DA FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA (FCT) ESTATÍSTICAS DA FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA (FCT) VISÃO GLOBAL Este documento sintetiza a informação estatística sobre a execução orçamental da FCT desde 21. Divide-se em três secções: (1) execução

Leia mais

Principais diferenças entre 2007-2013 / 2014-2020

Principais diferenças entre 2007-2013 / 2014-2020 Principais diferenças entre 2007-2013 / 2014-2020 Fundos 2 Objetivos 2 Etapas formais de programação 2 Abordagem estratégica 2 Âmbito Geográfico 3 Concentração Temática 4 Condicionalidades Ex ante 5 Adicionalidade

Leia mais

E R A S M U S + ERASMUS+ Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa. Apresentação

E R A S M U S + ERASMUS+ Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa. Apresentação ERASMUS+ Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa Apresentação ERASMUS+ - Ensino Superior O Erasmus+ é o novo programa da UE dedicado à educação, formação, juventude e desporto. O programa tem início

Leia mais

Destaque para a Convenção- Quadro para a Luta Antitabaco (CQLA)

Destaque para a Convenção- Quadro para a Luta Antitabaco (CQLA) Destaque para a Convenção- Quadro para a Luta Antitabaco (CQLA) PRIMEIRA EDIÇÃO/JANEIRO DE 2008 Um conjunto de notas informativas sobre a CQLA e as obrigações associadas da UE. A primeira edição fornece

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 8.12.2008 COM(2008) 819 final COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO Plano de acção no domínio da dádiva e transplantação de órgãos (2009-2015): Reforçar a cooperação entre

Leia mais

PROJECTO DE RELATÓRIO

PROJECTO DE RELATÓRIO PARLAMENTO EUROPEU 2009-2014 Comissão do Ambiente, da Saúde Pública e da Segurança Alimentar 2009/2103(INI) 3.2.2010 PROJECTO DE RELATÓRIO sobre a Comunicação da Comissão Acção Contra o Cancro: Parceria

Leia mais

Actualização da. Preparada pela Comissão Europeia para o Conselho Europeu de Nice 7 e 8 de Dezembro de 2000

Actualização da. Preparada pela Comissão Europeia para o Conselho Europeu de Nice 7 e 8 de Dezembro de 2000 COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO CONSELHO E AO PARLAMENTO EUROPEU Actualização da Preparada pela Comissão Europeia para o Conselho Europeu de Nice 7 e 8 de Dezembro de 2000 1 1. Introdução Em Dezembro de 1999,

Leia mais

3HUJXQWDVH5HVSRVWDVVREUHD$XWRULGDGH(XURSHLD SDUDD6HJXUDQoDGRV$OLPHQWRV

3HUJXQWDVH5HVSRVWDVVREUHD$XWRULGDGH(XURSHLD SDUDD6HJXUDQoDGRV$OLPHQWRV 0(02 Bruxelas, 18 de Dezembro de 2001 3HUJXQWDVH5HVSRVWDVVREUHD$XWRULGDGH(XURSHLD SDUDD6HJXUDQoDGRV$OLPHQWRV 4XDLVVHUmRDVWDUHIDVGD$XWRULGDGH(XURSHLDSDUDD6HJXUDQoDGRV $OLPHQWRV" Tal como definido na proposta

Leia mais

(Atos legislativos) REGULAMENTOS

(Atos legislativos) REGULAMENTOS 24.4.2014 L 122/1 I (Atos legislativos) REGULAMENTOS REGULAMENTO (UE) N. o 375/2014 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 3 de abril de 2014 que cria o Corpo Voluntário Europeu para a Ajuda Humanitária

Leia mais

D.4 RELATÓRIO FINAL, VERSÃO REVISTA CORRIGIDA

D.4 RELATÓRIO FINAL, VERSÃO REVISTA CORRIGIDA 1. RESUMO Existe um amplo reconhecimento da importância do desenvolvimento profissional contínuo (DPC) e da aprendizagem ao longo da vida (ALV) dos profissionais de saúde. O DPC e a ALV ajudam a assegurar

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS PT PT PT COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 18.2.2009 COM(2009) 64 final COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU, AO CONSELHO, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL EUROPEU E AO COMITÉ DAS REGIÕES

Leia mais

aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI O Fundo Social Europeu Instrumentos financeiros

aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI O Fundo Social Europeu Instrumentos financeiros aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI O Fundo Social Europeu Os instrumentos financeiros cofinanciados pelo Fundo Social Europeu são uma forma eficiente e sustentável de investir no crescimento

Leia mais

PROJECTO DE ORÇAMENTO RECTIFICATIVO N.º 6 AO ORÇAMENTO GERAL DE 2010

PROJECTO DE ORÇAMENTO RECTIFICATIVO N.º 6 AO ORÇAMENTO GERAL DE 2010 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 17.6.2010 COM(2010) 315 final PROJECTO DE ORÇAMENTO RECTIFICATIVO N.º 6 AO ORÇAMENTO GERAL DE 2010 MAPA DE RECEITAS E DE DESPESAS POR SECÇÃO Secção II Conselho Europeu e Conselho

Leia mais

Conclusões do Conselho sobre o critério de referência da mobilidade para a aprendizagem (2011/C 372/08)

Conclusões do Conselho sobre o critério de referência da mobilidade para a aprendizagem (2011/C 372/08) 20.12.2011 Jornal Oficial da União Europeia C 372/31 Conclusões do Conselho sobre o critério de referência da mobilidade para a aprendizagem (2011/C 372/08) O CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA, TENDO EM CONTA

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:6786-2013:text:pt:html L-Luxemburgo: Organização e implementação de atividades de formação para reforçar a aplicação

Leia mais

REGULAMENTO DELEGADO (UE) N.º /.. DA COMISSÃO. de 4.3.2014

REGULAMENTO DELEGADO (UE) N.º /.. DA COMISSÃO. de 4.3.2014 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 4.3.2014 C(2014) 1229 final REGULAMENTO DELEGADO (UE) N.º /.. DA COMISSÃO de 4.3.2014 que completa o Regulamento (UE) n.º 1299/2013 do Parlamento Europeu e do Conselho no que

Leia mais

PROGRAMA CIDADANIA ATIVA 2013-16

PROGRAMA CIDADANIA ATIVA 2013-16 PROGRAMA CIDADANIA ATIVA 2013-16 FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN Luís Madureira Pires Lisboa, 22 de março de 2013 Enquadramento > O Mecanismo Financeiro EEE (MF/EEE) Desde a assinatura do acordo do Espaço

Leia mais

Tendo em conta a Proposta de regulamento do Conselho, de 8 de fevereiro de 2012, relativo ao Estatuto da Fundação Europeia (FE) (COM(2012)0035),

Tendo em conta a Proposta de regulamento do Conselho, de 8 de fevereiro de 2012, relativo ao Estatuto da Fundação Europeia (FE) (COM(2012)0035), P7_TA-PROV(2012)0429 Iniciativa de Empreendedorismo Social Resolução do Parlamento Europeu, de 20 de novembro de 2012, sobre a Iniciativa de Empreendedorismo Social - Construir um ecossistema para promover

Leia mais

ANEXOS COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO. relativa à iniciativa de cidadania «Um de nós»

ANEXOS COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO. relativa à iniciativa de cidadania «Um de nós» COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 28.5.2014 COM(2014) 355 final ANNEXES 1 to 5 ANEXOS à COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO relativa à iniciativa de cidadania «Um de nós» PT PT ANEXO I: ASPETOS PROCESSUAIS DA INICIATIVA

Leia mais

Instituições europeias

Instituições europeias Envelhecer com Prazer Rua Mariana Coelho, nº 7, 1º E 2900-486 Setúbal Portugal Tel: +351 265 548 128 Tlm: 96 938 3068 E-mail: envelhecimentos@gmail.com www.envelhecer.org Instituições europeias Inês Luz

Leia mais

Saúde em Todas as Políticas. Perspetiva Relações Internacionais

Saúde em Todas as Políticas. Perspetiva Relações Internacionais Saúde em Todas as Políticas Perspetiva Relações Internacionais 8.ª Conferência Global de Promoção da Saúde (Helsínquia, junho de 013) Abordagem intersectorial das políticas públicas, que toma em consideração,

Leia mais

REDES TRANSEUROPEIAS ORIENTAÇÕES

REDES TRANSEUROPEIAS ORIENTAÇÕES REDES TRANSEUROPEIAS ORIENTAÇÕES O Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia (TFUE) mantém as redes transeuropeias (RTE) nos domínios dos transportes, da energia e das telecomunicações, mencionadas

Leia mais

Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia, nomeadamente o artigo 77. o, n. o 2,

Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia, nomeadamente o artigo 77. o, n. o 2, 20.5.2014 Jornal Oficial da União Europeia L 150/143 REGULAMENTO (UE) N. o 515/2014 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 16 de abril de 2014 que cria, no âmbito do Fundo para a Segurança Interna, um

Leia mais

Jornal Oficial das Comunidades Europeias. (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade)

Jornal Oficial das Comunidades Europeias. (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade) L 28/1 I (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade) DECISÃO N. o 253/2000/CE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 24 de Janeiro de 2000 que cria a segunda fase do programa de acção

Leia mais

CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE"

CICLO DE CONFERÊNCIAS 25 ANOS DE PORTUGAL NA UE Boletim Informativo n.º 19 Abril 2011 CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE" A Câmara Municipal de Lamego no âmbito de atuação do Centro de Informação Europe Direct de Lamego está a promover

Leia mais

6º Programa-Quadro de Investigação da UE

6º Programa-Quadro de Investigação da UE EUROPEAN COMMISSION RESEARCH DIRECTORATE-GENERAL 6º Programa-Quadro de Investigação da UE Perguntas frequentes O que é o Programa-Quadro (PQ) de Investigação da UE? O PQ constitui o principal instrumento

Leia mais

(Resoluções, recomendações e pareceres) RESOLUÇÕES CONSELHO

(Resoluções, recomendações e pareceres) RESOLUÇÕES CONSELHO 19.12.2007 C 308/1 I (Resoluções, recomendações e pareceres) RESOLUÇÕES CONSELHO RESOLUÇÃO DO CONSELHO de 5 de Dezembro de 2007 sobre o seguimento do Ano Europeu da Igualdade de Oportunidades para Todos

Leia mais

SEGUNDO PILAR DA PAC: A POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO RURAL

SEGUNDO PILAR DA PAC: A POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO RURAL SEGUNDO PILAR DA PAC: A POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO RURAL A última reforma da política agrícola comum (PAC) manteve a estrutura em dois pilares desta política, continuando o desenvolvimento rural a representar

Leia mais

PROJETO DE RELATÓRIO

PROJETO DE RELATÓRIO PARLAMENTO EUROPEU 2009-2014 Comissão da Indústria, da Investigação e da Energia 2011/2284(INI) 7.2.2012 PROJETO DE RELATÓRIO sobre a proteção das infraestruturas críticas da informação Realizações e próximas

Leia mais

REGULAMENTO DELEGADO (UE) N.º /.. DA COMISSÃO. de 21.8.2013

REGULAMENTO DELEGADO (UE) N.º /.. DA COMISSÃO. de 21.8.2013 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 21.8.2013 C(2013) 5405 final REGULAMENTO DELEGADO (UE) N.º /.. DA COMISSÃO de 21.8.2013 que altera o Regulamento (UE) n.º 1169/2011 do Parlamento Europeu e do Conselho relativo

Leia mais

EFIÊNCIA DOS RECURSOS E ESTRATÉGIA ENERGIA E CLIMA

EFIÊNCIA DOS RECURSOS E ESTRATÉGIA ENERGIA E CLIMA INTRODUÇÃO Gostaria de começar por agradecer o amável convite para participar neste debate e felicitar os organizadores pela importância desta iniciativa. Na minha apresentação irei falar brevemente da

Leia mais

Relatório sobre as contas anuais da Academia Europeia de Polícia relativas ao exercício de 2014

Relatório sobre as contas anuais da Academia Europeia de Polícia relativas ao exercício de 2014 Relatório sobre as contas anuais da Academia Europeia de Polícia relativas ao exercício de 2014 acompanhado da resposta da Academia 12, rue Alcide De Gasperi - L - 1615 Luxembourg T (+352) 4398 1 E eca-info@eca.europa.eu

Leia mais

AJUDA HUMANITÁRIA BASE JURÍDICA QUADRO REGULAMENTAR E POLÍTICO

AJUDA HUMANITÁRIA BASE JURÍDICA QUADRO REGULAMENTAR E POLÍTICO AJUDA HUMANITÁRIA A UE é o maior doador de ajuda humanitária à escala mundial. Conjuntamente, a Comissão Europeia e os Estados-Membros fornecem a maior percentagem do financiamento global das operações

Leia mais

Progress em acção: O Programa da União Europeia para o Emprego e a Solidariedade Social 2007-2013

Progress em acção: O Programa da União Europeia para o Emprego e a Solidariedade Social 2007-2013 Progress em acção: O Programa da União Europeia para o Emprego e a Solidariedade Social 2007-2013 A presente publicação é apoiada pelo Programa da União Europeia para o Emprego e a Solidariedade Social

Leia mais

Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia, nomeadamente os artigos 82. o, n. o 1, 84. o e 87. o, n. o 2,

Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia, nomeadamente os artigos 82. o, n. o 1, 84. o e 87. o, n. o 2, 20.5.2014 Jornal Oficial da União Europeia L 150/93 REGULAMENTO (UE) N. o 513/2014 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 16 de abril de 2014 que cria, no âmbito do Fundo para a Segurança Interna, um instrumento

Leia mais

PROJETO DE RELATÓRIO

PROJETO DE RELATÓRIO PARLAMENTO EUROPEU 2009-2014 Comissão dos Direitos da Mulher e da Igualdade dos Géneros 28.6.2012 2012/2129(INI) PROJETO DE RELATÓRIO sobre a prevenção de doenças das mulheres relacionadas com a idade

Leia mais

Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia, nomeadamente o artigo 78. o, n. o 2, e o artigo 79. o, n.

Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia, nomeadamente o artigo 78. o, n. o 2, e o artigo 79. o, n. L 150/168 Jornal Oficial da União Europeia 20.5.2014 REGULAMENTO (UE) N. o 516/2014 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 16 de abril de 2014 que cria o Fundo para o Asilo, a Migração e a Integração,

Leia mais

O que pode a União Europeia fazer pelas pessoas? O Fundo Social Europeu é uma resposta a esta questão

O que pode a União Europeia fazer pelas pessoas? O Fundo Social Europeu é uma resposta a esta questão 1 2 O que pode a União Europeia fazer pelas pessoas? O Fundo Social Europeu é uma resposta a esta questão 3 A origem do Fundo Social Europeu O Fundo Social Europeu foi criado em 1957 pelo Tratado de Roma,

Leia mais

RELATÓRIO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU, AO CONSELHO, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL EUROPEU E AO COMITÉ DAS REGIÕES

RELATÓRIO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU, AO CONSELHO, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL EUROPEU E AO COMITÉ DAS REGIÕES COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 23.9.2014 COM(2014) 584 final RELATÓRIO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU, AO CONSELHO, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL EUROPEU E AO COMITÉ DAS REGIÕES Implementação da Comunicação

Leia mais

Apoio à Empregabilidade e Inclusão dos Jovens

Apoio à Empregabilidade e Inclusão dos Jovens Apoio à Empregabilidade e Inclusão dos Jovens O novo domínio de atuação Luís Madureira Pires Aprovação e objetivos do Programa 2013-16 O Programa Cidadania Ativa é um dos 8 programas em vigor em Portugal

Leia mais

2006/972/CE, 2006/973/CE, 2006/974/CE

2006/972/CE, 2006/973/CE, 2006/974/CE 20.12.2013 Jornal Oficial da União Europeia L 347/965 DECISÕES DECISÃO DO CONSELHO de 3 dezembro 2013 que estabelece o programa específico de execução do Horizonte 2020 Programa-Quadro de Investigação

Leia mais

DECISÕES. DECISÃO DO CONSELHO de 26 de maio de 2014 relativa ao sistema de recursos próprios da União Europeia. (2014/335/UE, Euratom)

DECISÕES. DECISÃO DO CONSELHO de 26 de maio de 2014 relativa ao sistema de recursos próprios da União Europeia. (2014/335/UE, Euratom) 271 der Beilagen XXV. GP - Beschluss NR - 17 Beschluss Portugiesisch (Normativer Teil) 1 von 7 L 168/105 DECISÕES DECISÃO DO CONSELHO de 26 de maio de 2014 relativa ao sistema de recursos próprios da União

Leia mais

DOCUMENTO DE TRABALHO DOS SERVIÇOS DA COMISSÃO RESUMO DA AVALIAÇÃO DE IMPACTO. que acompanha o documento

DOCUMENTO DE TRABALHO DOS SERVIÇOS DA COMISSÃO RESUMO DA AVALIAÇÃO DE IMPACTO. que acompanha o documento COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 10.7.2013 SWD(2013) 252 final DOCUMENTO DE TRABALHO DOS SERVIÇOS DA COMISSÃO RESUMO DA AVALIAÇÃO DE IMPACTO que acompanha o documento Proposta de Decisão do Parlamento Europeu

Leia mais

CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA. Bruxelas, 22 de Julho de 2004 (08.11) (OR. en) 11636/04 Dossier interinstitucional: 2004/0165 COD

CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA. Bruxelas, 22 de Julho de 2004 (08.11) (OR. en) 11636/04 Dossier interinstitucional: 2004/0165 COD CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA Bruxelas, 22 de Julho de 2004 (08.11) (OR. en) 11636/04 Dossier interinstitucional: 2004/0165 COD FSTR 17 SOC 367 CADREFIN 22 PROPOSTA Origem: Comissão Europeia Data: 16 de Julho

Leia mais

(2006/C 297/02) considerando o seguinte: constatando que:

(2006/C 297/02) considerando o seguinte: constatando que: C 297/6 Resolução do Conselho e dos Representantes Governos dos Estados-Membros, reunidos no Conselho, relativa à realização dos objectivos comuns em matéria de participação e informação dos jovens para

Leia mais

Carta europeia para a saúde do coração

Carta europeia para a saúde do coração Carta europeia para a saúde do coração Preâmbulo Mortalidade e morbilidade A doença cardiovascular é a primeira causa de morte entre os homens e mulheres europeus. 1 É responsável por cerca de metade de

Leia mais

DECISÕES APROVADAS CONJUNTAMENTE PELO PARLAMENTO EUROPEU E PELO CONSELHO

DECISÕES APROVADAS CONJUNTAMENTE PELO PARLAMENTO EUROPEU E PELO CONSELHO L 288/10 Jornal Oficial da União Europeia 4.11.2009 DECISÕES APROVADAS CONJUNTAMENTE PELO PARLAMENTO EUROPEU E PELO CONSELHO DECISÃO N. o 1041/2009/CE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 21 de Outubro

Leia mais

L 347/104 Jornal Oficial da União Europeia 20.12.2013

L 347/104 Jornal Oficial da União Europeia 20.12.2013 L 347/104 Jornal Oficial da União Europeia 20.12.2013 REGULAMENTO (UE) N. o 1291/2013 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 11 de dezembro de 2013 que cria o Horizonte 2020 Programa-Quadro de Investigação

Leia mais

[COM(2003) 650 final] (2004/C 110/08)

[COM(2003) 650 final] (2004/C 110/08) Parecer do Comité Económico e Social Europeu sobre a «Proposta da Comunicação da Comissão ao Conselho, ao Parlamento Europeu, ao Comité Económico e Social Europeu e ao Comité das Regiões Igualdade de oportunidades

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:256532-2013:text:pt:html Grécia-Tessalónica: Serviços de manutenção, apoio e desenvolvimento Web para o sítio Web oficial

Leia mais

L 347/470 Jornal Oficial da União Europeia 20.12.2013

L 347/470 Jornal Oficial da União Europeia 20.12.2013 L 347/470 Jornal Oficial da União Europeia 20.12.2013 REGULAMENTO (UE) N. o 1304/2013 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 17 de dezembro de 2013 relativo ao Fundo Social Europeu e que revoga o Regulamento

Leia mais

Anúncio de concurso. Fornecimentos

Anúncio de concurso. Fornecimentos 1/8 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:268336-2015:text:pt:html Itália-Ispra: Fornecimento, instalação e manutenção de 2 sistemas de armazenamento por baterias

Leia mais

Carta europeia para a saúde do coração

Carta europeia para a saúde do coração Carta europeia para a saúde do coração Preâmbulo Mortalidade e morbilidade As doenças cardiovasculares são a primeira causa de morte entre os homens e mulheres europeus. 1 São responsáveis por cerca de

Leia mais

RESUMO. Contribuição da UE: 128 165 000 EUR Base jurídica Artigo 6. do Regulamento (CE) n.º 1889/2006 de 20.12.2006 (JO L 386 de 29.12.2006, p.

RESUMO. Contribuição da UE: 128 165 000 EUR Base jurídica Artigo 6. do Regulamento (CE) n.º 1889/2006 de 20.12.2006 (JO L 386 de 29.12.2006, p. RESUMO Programa de Ação Anual 2013, ao abrigo do Instrumento Europeu para a Democracia e os Direitos Humanos (IEDDH), a financiar pela rubrica orçamental 19 04 01 do orçamento geral da União Europeia 1.

Leia mais

RELATÓRIO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU, AO CONSELHO, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL EUROPEU E AO COMITÉ DAS REGIÕES

RELATÓRIO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU, AO CONSELHO, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL EUROPEU E AO COMITÉ DAS REGIÕES COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 20.5.2014 COM(2014) 284 final RELATÓRIO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU, AO CONSELHO, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL EUROPEU E AO COMITÉ DAS REGIÕES sobre a governação das estratégias

Leia mais

(Atos legislativos) REGULAMENTOS

(Atos legislativos) REGULAMENTOS 12.3.2014 Jornal Oficial da União Europeia L 72/1 I (Atos legislativos) REGULAMENTOS REGULAMENTO (UE) N. o 223/2014 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 11 de março de 2014 relativo ao Fundo de Auxílio

Leia mais

Semana Europeia da Juventude A Juventude toma posição. A J u v e n t u d e t o m a p o s i ç ã o. SEMANA EUROPEIA DA JUVENTUDE 5-11 de Dezembro 2005

Semana Europeia da Juventude A Juventude toma posição. A J u v e n t u d e t o m a p o s i ç ã o. SEMANA EUROPEIA DA JUVENTUDE 5-11 de Dezembro 2005 CEENNTTRRO DDEE I NNFFORRMAAÇÇ ÃÃO EEUROPPEE DIREECTT DDEE SSAANNTTAARRÉÉM Newsletter nº 3- Dezembro Semana Europeia da Juventude A Juventude toma posição A Juventude é a força motriz da Europa e a segunda

Leia mais

RELATÓRIO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU E AO CONSELHO. sobre os passivos implícitos com impacto potencial nos orçamentos públicos

RELATÓRIO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU E AO CONSELHO. sobre os passivos implícitos com impacto potencial nos orçamentos públicos COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 30.6.2015 COM(2015) 314 final RELATÓRIO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU E AO CONSELHO sobre os passivos implícitos com impacto potencial nos orçamentos públicos PT PT RELATÓRIO

Leia mais