RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO"

Transcrição

1 Página 1 de 12 Informações gerais da avaliação: Protocolo: Código MEC: Código da Avaliação: 9581 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada Instrumento: RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso Tipo de Avaliação: Avaliação de Regulação Nome/Sigla da IES: FACULDADE DE NOVA SERRANA - FANS Endereço da IES: Faculdade de Nova Serrana - FANS - Av. Dom Cabral, 1 Centro. Nova Serrana - MG. CEP: Curso(s) / Habilitação(ões) sendo avaliado(s): CIÊNCIAS CONTÁBEIS Informações da comissão: N de Avaliadores : 2 Data de Formação: 21/08/2012 1:10:05 Período de Visita: 0/10/2012 a 06/10/2012 Situação: Visita Concluída Avaliadores "ad-hoc": JAIME CROZATTI ( ) -> coordenador(a) da comissão ANNOR DA SILVA JUNIOR ( ) Instituição: CONTEXTUALIZAÇÃO FUNDACAO FAUSTO PINTO DA FONSECA, pessoa jurídica de direito privado sem fins lucrativos, instituída sob a forma de fundação em 09 de novembro de 2000, por meio de escritura pública registrada no Cartório do Registro Civil e 2º Tabelionado de Nova Serrana (Tabelião Ulisses Amaral) no Livro 124 Folhas 059 em 09/11/2000. O último estatuto da fundação está registrado no Cartório de Serviço Notarial de Registro Civil das Pessoas Jurídicas de Novas Serrana, Av. 16, registrada sob o nº 1647, no Livro A-05, às Folhas 168, referente ao registro sob o nº 58 A-0 em 07/01/2009. Está inscrita no CNPJ sob o nº / Possui sede na Av. Dom Cabral, nº: 15, Cep: , Nova Serrana/MG. Código da mantenedora junto ao MEC: FACULDADE DE NOVA SERRANA (FANS) tem endereço na Av. Dom Cabral nº: 1 Cep: , Nova Serrana/MG. A FANS teve seu credenciamento como Instituição de Educação Superior (IES) junto ao Ministério da Educação (MEC) por meio da Portaria nº 2.92, de 14/12/2001 publicada no Diário Oficial da União (DOU) nº: 240 de 18/12/2001, Seção 1, pág. 27. A IES possui o Código nº junto ao MEC e oferta 6 (seis) cursos de graduação: Normal Superior ( cursos), Administração, Ciências Contábeis e Produção de Vestuário. Oferta ainda 2 (dois) cursos de pós-graduação em nível lato sensu: Psicopedagogia e Controladoria e Finanças. A IES não possui credenciamento para oferta de cursos na modalidade a distância. Consta de seu Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) disponível no e-mec válido pelo período , que a IES possui como missão Trabalhar a educação voltada para a formação integral do ser humano; captar talentos e formar profissionais num ambiente propício ao desenvolvimento das atividades de ensino, pesquisa e extensão, visando satisfazer as principais demandas sociais. Para cumprir com sua missão a IES definiu como valores centrais a crença no trabalho,

2 Página 2 de 12 Instituição: na energia positiva e no progresso; na ética em todas as relações; no respeito à diversidade; no respeito aos direitos e à dignidade dos seres humanos; na inclusão social, no conhecimento como igualdade de oportunidades para todos; no ensino superior como meio de compreendermos e transformarmos positivamente nossa realidade ; entre outros. Nova Serrana é um município localizado na região centro-oeste de Minas Gerais que destaca-se pela produção de calçado, além do turismo. Possui área de 282,269 km²; população de habitantes e densidade populacional de 261,00 hab./km² (IBGE, 2010). A FANS é a única IES que oferta o Curso de Ciências Contábeis na cidade. A FANS oferece, desde 2001, curso de nível superior quando da autorização do curso de Administração. Em 2002 foram autorizados cursos Norma Superior, em 2008 o curso de Ciências Contábeis e em 2009 o curso de Produção de Vestuário. Atualmente a IES possui 285 alunos matriculados, sendo 255 em nível de graduação e 0 em nível de pósgraduação em nível lato senu. Curso: Nome do curso: Ciências Contábeis Bacharelado (Processo Código do Curso Código da Avaliação 9581). Nome da mantida: FACULDADE DE NOVA SERRANA (FANS). Endereço de funcionamento do curso: Av. Dom Cabral nº: 1 Cep: , Nova Serrana/MG. Ato legal de Autorização, de Reconhecimento e de Renovação de Reconhecimento do curso, quando existirem: Autorizado por meio da Portaria nº 419 de 05/06/2008 publicada no DOU nº 107 de 06/06/2008, Seção 1, pag. 27. Número de vagas pretendidas ou autorizadas: O curso possui 100 vagas totais anuais no turno noturno. Conceito Preliminar de Curso (CPC) e Conceito de Curso (CC), quando houver: Sem Conceito (SC). Turnos de funcionamento (matutino, vespertino, noturno e integral): O turno de funcionamento é o noturno. Carga horária total do curso: Carga horária total do curso constante no PPC é de.00 horas e está assim distribuída: (a) disciplinas obrigatórias: horas; (b) disciplina optativa de Libras: 0 horas (c) Atividades Complementares: 240 horas; (d) Estágio Curricular e Trabalho de Conclusão de Curso: 00 horas; e (e) Coordenação de Estágio e TCC: 60 horas. OBS: Foi informado que a IES adota o padrão de hora-aula de 50 minutos e que regularmente as aulas no curso de Ciências Contábeis são ministradas de segunda a sexta-feira no turno noturno (19:00h 22:0h). O calendário letivo do 2º semestre teve início em 2/07/2012 e término em 11/12/2012. Tempo mínimo e máximo de integralização: O prazo para integralização do curso é no mínimo de 4 anos (8 semestres) e de no máximo 7 anos (14 semestres). Identificação do (a) coordenador (a) do curso: Prof. Especialista Gustavo Tomaz de Almeida (CPF: ). Perfil do (a) coordenador (a) do curso (formação acadêmica, titulação, tempo de exercício na IES e na função de coordenador do curso): graduado em Ciências Contábeis pela Fundação Universitária de Itaúna (FUIT); especialista em Gestão Fiscal e Tributária pela PUC Minas; e especialista em Controladoria e Gestão Financeira pela UFMG (Fonte: Lattes do coordenador). Possui vínculo empregatício com a IES há aproximadamente 1 (um) ano atuando como docente e, conforme Ata de Nomeação em Ciências Contábeis nº 005 de 01/02/2012, exerce há aproximadamente 8 meses a função de coordenador do curso de Ciências Contábeis. Composição, titulação, regime de trabalho e permanência sem interrupção dos integrantes do Núcleo Docente Estruturante NDE: O NDE do curso de Ciências Contábeis foi criado por meio da Portaria nº 002/2011 de 01/11/2011 sem nomeação de seus membros. O núcleo possui Regulamento próprio datado de 01/02/2012. As reuniões são realizadas em conjunto com o NDE do curso de Administração. A indicação e nomeação dos membros do NDE do Curso de Ciências Contábeis foi realizada por meio da Reunião de 01/02/2012 registrada em Ata sendo nomeados os seguintes professores: Gustavo Tomaz de Almeida; Elaine Soares Silva; Ciro Antônio Pereira Lemos; Octávio Valente Campos; e Luiz Paulo Ribeiro. Desde a constituição do NDE foram realizadas 21 reuniões, todas registradas em ata. Constatou-se que o NDE é composto por 5 membros sendo: (1) mestres, 1 especialista e 1 graduado; (2) 1 docente em regime de tempo integral e 4 docentes em regime de tempo parcial; e () 1 docente atua ininterruptamente no curso há mais de 1 ano e 4 docentes atuam no curso há menos de 2 anos. Tempo médio de permanência do corpo docente no curso (exceto para autorização). Somar o tempo de exercício no curso de todos os docentes e dividir pelo número total de docentes no curso, incluindo o tempo do (a) coordenador (a) do curso: O tempo médio de permanência do corpo docente é de 5 (trinta e cinco) meses. Síntese da ação preliminar à avaliação: SÍNTESE DA AÇÃO PRELIMINAR À AVALIAÇÃO Modalidade do curso: A modalidade é presencial e a periodicidade é semestral Divergência de endereço: Não foi constatada divergência entre o endereço da visita e o endereço do ofício de designação. O local de realização da visita foi: Av. Dom Cabral nº: 1 Cep: , Nova Serrana/MG. - Brasil. Documentos que serviram de base para análise da avaliação: A Comissão de Avaliação formada pelos Professores Dr. Annor da Silva Junior e Dr. Jaime Crozatti (coordenador) teve acesso prévio à documentação da IES disponibilizada no e-mec, para a leitura e análise das sínteses dos documentos: PDI, PPI, PPC, CPC, Despacho Saneador e Relatórios de

3 Página de 12 Síntese da ação preliminar à avaliação: Autoavaliação da CPA, entre outros. Além desses documentos, a comissão teve acesso, na visita in loco, aos originais e as cópias simples de documentos disponibilizados pela instituição envolvendo, a documentação dos professores (CTPS, Livro de Registro de Empregados, diplomas, certificados, currículo, produção docente, etc.), os Contratos Sociais e os Estatutos da Mantenedora, os Regulamentos, os Regimentos, os Relatórios de Gestão Universitária, as Portarias, as Atas, os Relatórios de Avaliações anteriores (Autorização de Curso e Credenciamento da IES, etc.). Diligências e seu cumprimento: Não haviam diligências a serem cumpridas pela IES e pelo curso. A diligência apresentada no Sistema e-mec apresentava status de finalizada com arquivos de resposta à diligência anexada no sistema. Justificativa do(a) coordenador(a) do curso em relação ao CPC insatisfatório: O CPC do curso Sem Conceito (SC) foi justificado pelo coordenador do curso em razão de na época do ENADE o curso não possui alunos concluintes. Coerência entre a justificativa e as ações propostas para sanear as possíveis deficiências: Esta comissão entendeu como coerente a justificativa do coordenador. DOCENTES Nome do Docente CARLOS CORREA DE LACERDA JUNIOR CIRO ANTONIO PEREIRA LEMOS Titulação Regime Trabalho Vínculo Empregatício Mestrado Parcial CLT 24 Mês(es) Mestrado Parcial CLT 24 Mês(es) Tempo de vínculo initerrupto do docente com o curso CLÁUDIA AMARAL SILVA Especialização Horista CLT 1 Mês(es) DIEGO ROMENIC ASSUMPÇÃO VAZ DE SOUZA Especialização Horista CLT 2 Mês(es) EDSON MIRANDA DE SOUZA Mestrado Horista CLT 1 Mês(es) ELAINE SOARES SILVA Mestrado Integral CLT 7 Mês(es) FLAVIA APARECIDA SOARES Mestrado Horista CLT 4 Mês(es) Gilberto Ribeiro de Castro Mestrado Horista CLT 2 Mês(es) GLAUCO RIBEIRO DE OLIVEIRA GUSTAVO TOMAZ DE ALMEIDA Mestrado Horista CLT 6 Mês(es) Especialização Parcial CLT 19 Mês(es) JANE CHIRLEY BRANDÃO Especialização Horista CLT 48 Mês(es) JORDANA DE FREITAS BUENO Especialização Horista CLT 7 Mês(es) LUIZ CARLOS RIBEIRO Especialização Horista CLT 8 Mês(es) LUIZ PAULO RIBEIRO Graduação Parcial CLT 7 Mês(es) MARCELO LEMOS DE MEDEIROS Doutorado Horista CLT 2 Mês(es) MÁRCIO LUCAS PEREIRA Especialização Horista CLT 2 Mês(es) MARLENE CUSTODIO CAMARGOS Mestrado Horista CLT 54 Mês(es) OCTAVIO VALENTE CAMPOS Mestrado Parcial CLT 7 Mês(es) PAULO HENRIQUE PIMENTA Mestrado Horista CLT 0 Mês(es) REGINALDO SILVA Mestrado Horista CLT 19 Mês(es) RONALDO APARECIDO DAS CHAGAS TÂNIA APARECIDA PEREIRA CAMPOS Especialização Horista CLT 42 Mês(es) Especialização Horista CLT 18 Mês(es) WILLIAM MOREIRA PINTO Especialização Horista CLT 7 Mês(es) CATEGORIAS AVALIADAS 1.1. Contexto educacional Políticas institucionais no âmbito do curso 1.. Objetivos do curso 1.4. Perfil profissional do egresso 4

4 Página 4 de Estrutura curricular (Considerar como critério de análise também a pesquisa e a extensão, caso estejam contempladas no PPC) 1.6. Conteúdos curriculares Metodologia 1.8. Estágio curricular supervisionado para cursos que não contemplam estágio no PPC e que não possuem diretrizes curriculares nacionais ou suas diretrizes não preveem a obrigatoriedade de estágio supervisionado 1.9. Atividades complementares para cursos que não contemplam atividades complementares no PPC e que não possuem diretrizes curriculares nacionais ou suas diretrizes não preveem a obrigatoriedade de atividades complementares Trabalho de conclusão de curso (TCC) para cursos que não contemplam TCC no PPC e que não possuem diretrizes curriculares nacionais ou suas diretrizes não preveem a obrigatoriedade de TCC Apoio ao discente Ações decorrentes dos processos de avaliação do curso 1.1. Atividades de tutoria para cursos presenciais. Obrigatório para cursos a distância e presenciais, reconhecidos, que ofertam até 20% da carga horária total do curso na modalidade a distância, conforme Portaria de 10 de dezembro de 2004 Justificativa para conceito : O curso ofertado é integralmente presencial Tecnologias de informação e comunicação TICs - no processo ensino-aprendizagem Material didático institucional para cursos presenciais que não contemplam material didático institucional no PPC, obrigatório para cursos a distância (Para fins de autorização, considerar o material didático disponibilizado para o primeiro ano do curso, se CSTs, ou dois primeiros anos, se bacharelados/licenciaturas) Justificativa para conceito : O referencial bibliográfico é integralmente de livros cujas avaliação comentamos na dimensão Mecanismos de interação entre docentes, tutores e estudantes para cursos presenciais que não contemplam mecanismos de interação entre docentes, tutores e estudantes no PPC, obrigatório para cursos a distância Justificativa para conceito : Curso presencial Procedimentos de avaliação dos processos de ensino-aprendizagem Número de vagas (Para os cursos de Medicina, considerar também como critério de análise: disponibilidade de serviços assistenciais, incluindo hospital, ambulatório e centro de saúde, com capacidade de absorção de um número de alunos equivalente à matricula total prevista para o curso; a previsão de 5 ou mais leitos na (s) unidade (s) hospitalar (es) própria (s) ou conveniada (s) para cada vaga oferecida no vestibular do curso, resultando em um egresso treinado em urgência e emergência; atendimento primário e secundário capaz de diagnosticar e tratar as principais doenças e apto a referir casos que necessitem cuidados especializados) Integração com as redes públicas de ensino Obrigatório para as Licenciaturas, para os demais que não contemplam integração com as redes públicas de ensino no PPC Justificativa para conceito :. O curso é de bacharelado Integração com o sistema local e regional de saúde e o SUS Obrigatório para o curso de Medicina, para os demais cursos que não contemplam integração com o sistema local e regional de saúde e o SUS no PPC Justificativa para conceito :. O curso é de Ciências Contábeis Ensino na área de saúde Obrigatório para o curso de Medicina, para os demais cursos Justificativa para conceito :. O curso é de Ciências Contábeis Atividades práticas de ensino Obrigatório para o curso de Medicina, para os demais cursos Justificativa para conceito :. O curso é de Ciências Contábeis. CONSIDERAÇÕES SOBRE A DIMENSÃO 1 O PPC contempla muito bem as demandas efetivas de natureza econômica e social da região. A entrevista com o coordenador do curso, os docentes, deixam esse entendimento. As políticas institucionais no âmbito do curso, verifica-se que as atividades se encontram suficientemente implementadas. A definição de objetivos do curso apresenta suficiente coerência com perfil profissional do egresso, com a estrutura curricular e com o contexto educacional. O perfil profissional expressa muito bem as competências e as habilidades do egresso. Em reunião com os discentes observou-se a determinação dos mesmos para atuar no mercado de trabalho. A estrutura curricular contempla de forma suficiente os seguintes aspectos: flexibilidade de atividades complementares;

5 Página 5 de 12 compatibilidade da carga horária; articulação da teoria com a prática, além das atividades desenvolvidas em todas as disciplinas, como critério de análise também enfatizando a pesquisa e a extensão; Considera-se que os conteúdos curriculares constantes no PPC, reúnem muito boas condições para o desenvolvimento do perfil profissional do egresso, considerando a atualização e adequação da carga horária e a bibliografia; As atividades pedagógicas são desenvolvidas com a articulação entre a teoria e casos práticos. Com isso, apresentam suficiente coerência com a metodologia implantada. Constatou-se que o Estágio Curricular Supervisionado está contemplado no PPC e está regulamentado e institucionalizado de maneira suficiente, via regulamento próprio, com carga horária de 60 horas, considerando uma análise sistêmica dos aspectos: carga horária, convênios existentes, apresentação e orientação, supervisão e coordenação e apresenta boa coerência com o seu desenvolvimento metodológico. Constatou-se que as atividades complementares estão regulamentadas e institucionalizadas de maneira suficiente, via regulamento próprio, com de carga horária de 240 horas, considerando uma análise sistêmica dos aspectos: carga horária, diversidade de atividades e formas de aproveitamento. Constatou-se que o TCC está regulamentado e institucionalizado suficientemente, com carga horária partilhada com o Estágio, considerando uma análise sistêmica dos aspectos: carga horária, formas de apresentação, orientação e coordenação. O PPC contempla de maneira suficiente o apoio ao discente através de projeto INCLUSÃO SOCIAL em pleno funcionamento no atendimento à comunidade acadêmica por meio de profissional de Psicologia disponível 12 horas semanais para o atendimento da comunidade que soma 260 alunos. Constatou-se que CPA está institucionalizada e é atuante no processo de autoavaliação institucional e dos cursos. Os relatórios são anuais, claros e apresentam resultados sobre aspectos relevantes da avaliação com divulgação no meio acadêmico. As gestões da IES e da mantenedora atuam de forma articulada com os resultados da autoavaliação e casos pontuais são trabalhados com a presidência da mantenedora, com a diretora da faculdade e com os coordenadores de cursos. Observou-se que as TICs no processo ensino-aprendizagem são contempladas de forma suficiente no atendimento aos discentes, no campo virtual, na disponibilização de conteúdos curriculares bem como resolução de dúvidas retiradas pelos professores, conforme se verificou na entrevista com os alunos e equipamentos utilizados. Considera-se que os procedimentos de avaliação implantados nos processos de ensino e aprendizagem atendem de forma suficiente, à concepção do curso definida pelo seu PPC. Entende-se que as 100 vagas definidas para o curso atendem de maneira suficiente à dimensão do corpo docente e as condições de infraestrutura são suficientes. OBS: Os indicadores 1.1; 1.15; 1.16, 1.19; 1.20; 1.21 e 1.22 desta dimensão por se tratar de curso de graduação plena (bacharelado) em Ciências Contábeis na modalidade presencial. Conceito da Dimensão 1 Dimensão 2: CORPO DOCENTE E TUTORIAL - Fontes de consulta: Projeto Pedagógico do Curso, Formulário Eletrônico preenchido pela IES no e-mec e Documentação Comprobatória Atuação do Núcleo Docente Estruturante - NDE Atuação do (a) coordenador (a) Experiência do (a) coordenador (a) do curso em cursos a distância (Indicador específico para cursos a distância) Justificativa para conceito :. O curso é presencial Experiência profissional, de magistério superior e de gestão acadêmica do (a) coordenador (a) 2.5. Regime de trabalho do (a) coordenador (a) do curso para cursos a distância, obrigatório para cursos presenciais 2.6. Carga horária de coordenação de curso para cursos presenciais, obrigatório para cursos a distância Justificativa para conceito :. O curso é presencial Titulação do corpo docente do curso (Para fins de autorização, considerar os docentes previstos para o primeiro ano do curso, se CSTs, ou dois primeiros anos, se bacharelados/licenciaturas) 2.8. Titulação do corpo docente do curso percentual de doutores (Para fins de autorização, considerar os docentes previstos para o primeiro ano do curso, se CSTs, ou dois primeiros anos, se bacharelados/licenciaturas) 2.9. Regime de trabalho do corpo docente do curso (Para fins de autorização, considerar os docentes 2 previstos para o primeiro ano do curso, se CSTs, ou dois primeiros anos, se bacharelados/licenciaturas) (Para os cursos de Medicina, os critérios de análise passam a figurar da seguinte maneira: Conceito 1 menor que 50% Conceito 2 maior ou igual a 50% e menor que 60% 5 4 2

6 Página 6 de 12 Conceito maior ou igual a 60% e menor que 70% Conceito 4 maior ou igual a 70% e menor que 80% Conceito 5 maior ou igual a 80%) Experiência profissional do corpo docente (Para fins de autorização, considerar os docentes previstos para o primeiro ano do curso, se CSTs, ou dois primeiros anos, se bacharelados/licenciaturas) para egressos de cursos de licenciatura (Para os cursos de Medicina, os critérios de análise passam a figurar da seguinte maneira: Conceito 1 menor que 40% 4 possui, pelo menos, 5 anos Conceito 2 maior ou igual a 40% e menor que 50% possui, pelo menos, 5 anos Conceito maior ou igual a 50% e menor que 60% possui, pelo menos, 5 anos Conceito 4 maior ou igual a 60% e menor que 70% possui, pelo menos, 5 anos Conceito 5 maior ou igual a 70% possui, pelo menos, 5 anos) Experiência no exercício da docência na educação básica (para fins de autorização, considerar os docentes previstos para os dois primeiros anos do curso) Obrigatório para cursos de licenciatura, para os demais Justificativa para conceito :. O curso é bacharelado Experiência de magistério superior do corpo docente (Para fins de autorização, considerar os docentes previstos para o primeiro ano do curso, se CSTs, ou dois primeiros anos, se bacharelados/licenciaturas) (Para os cursos de Medicina, os critérios de análise passam a figurar da seguinte maneira: Conceito 1 menor que 40% possui, pelo menos, 5 anos Conceito 2 maior ou igual a 40% e menor que 50% possui, pelo menos, 5 anos Conceito maior ou igual a 50% e menor que 60% possui, pelo menos, 5 anos Conceito 4 maior ou igual a 60% e menor que 70% possui, pelo menos, 5 anos Conceito 5 maior ou igual a 70% possui, pelo menos, 5 anos) 2.1. Relação entre o número de docentes e o número de estudantes para cursos presenciais, obrigatório para cursos a distância (relação entre o número de docentes e o número de estudantes equivalente 40h em dedicação à EAD) Justificativa para conceito :. O curso é presencial Funcionamento do colegiado de curso ou equivalente Produção científica, cultural, artística ou tecnológica (Para fins de autorização, considerar os docentes previstos para o primeiro ano do curso, se CSTs, ou dois primeiros anos, se bacharelados/licenciaturas) Justificativa para conceito 5: Constatou-se que 100% dos docentes possuem 120 produções representando uma média de 5,2 produções por docentes nos últimos anos, portanto, pelo menos 50% dos docentes têm mais de 9 produções nos últimos anos Titulação e formação do corpo de tutores do curso (Para fins de autorização, considerar os tutores previstos para o primeiro ano do curso, se CSTs, ou dois primeiros anos, se bacharelados/licenciaturas) para cursos presenciais. Obrigatório para cursos a distância e presenciais, reconhecidos, que ofertam até 20% da carga horária total do curso na modalidade a distância, conforme Portaria 4.059/2004 Justificativa para conceito :. O curso é presencial Experiência do corpo de tutores em educação a distância (Para fins de autorização, considerar os tutores previstos para o primeiro ano do curso, se CSTs, ou dois primeiros anos, se bacharelados/licenciaturas) para cursos presenciais. Obrigatório para cursos a distância e presenciais, reconhecidos, que ofertam até 20% da carga horária total do curso na modalidade a distância, conforme Portaria 4.059/2004 Justificativa para conceito :. O curso é presencial Relação docentes e tutores - presenciais e a distância - por estudante para cursos presenciais. Obrigatório para cursos a distância e presenciais, reconhecidos, que ofertam até 20% da carga horária total do curso na modalidade a distância, conforme Portaria 4.059/2004 Justificativa para conceito :. O curso é presencial Responsabilidade docente pela supervisão da assistência médica Obrigatório para o curso de Medicina, para os demais cursos Justificativa para conceito :. O curso é de Ciências Contábeis Núcleo de apoio pedagógico e experiência docente Obrigatório para o curso de Medicina, para os demais cursos Justificativa para conceito :. O curso é de Ciências Contábeis. CONSIDERAÇÕES SOBRE A DIMENSÃO 2 Em relação a análise desta dimensão é relevante destacar que o corpo docente cadastrado no e-mec sofreu apenas 1 (uma) alteração: a saída do professor Marcio Augusto Magalhaes Ferreira Lanna (ainda com vínculo com a IES, porém, não lecionando no curso de Ciências Contábeis). Com isso, dos 24 professores cadastrados no e-mec, 2 professores continuam lecionando no curso. Ressalta-se que os indicadores apresentados nesta dimensão estão relacionados aos 2 professores atualmente em atividade no curso. O NDE está devidamente constituído desde 01/11/2011 por meio da Portaria nº 002/2011. O núcleo possui regulamento próprio e já realizou, desde a sua constituição 21 reuniões, registradas em atas devidamente assinadas pelos seus membros. Com isso, há evidências de que a atuação do NDE é muito boa considerando os aspectos, concepção, acompanhamento, consolidação e avaliação do PPC. 5

7 Página 7 de 12 Há evidências que a atuação do coordenador é muito boa considerando, em uma análise sistêmica e global, os aspectos: gestão do curso, relação com os docentes e discentes e representatividade nos colegiados superiores. A soma da experiência profissional, de magistério superior e de gestão acadêmica, do coordenador é de 56 meses (4,7 anos). O mesmo possui mais de 20 meses (1,7 mês) de experiência no magistério superior. Considerando as 100 vagas totais anuais autorizadas por meio da Portaria nº 419/2008 e que o coordenador está contratado em tempo parcial (24 horas semanais) e que sua dedicação à coordenação do curso é de 12 horas semanais, constata-se que a relação entre o número de vagas anuais e as horas semanais dedicadas à coordenação é 8,, portanto, menor ou igual a 10. O percentual de docentes no curso com titulação obtida em programas de pós-graduação stricto sensu é de 52,1%, portanto, maior ou igual a 50% e menor que 75%. Observou-se que 4,5% dos docentes possui especialização lato sensu e que 4,4% possui graduação (1 docente). O percentual de doutores no curso é de 4,4%, portanto, menor ou igual a 10%. O percentual do corpo docente do curso com regime de trabalho de tempo parcial e integral (somados) é 26,1%, portanto, maior ou igual a 20% e menor que %. Quanto a experiência, constatou-se que 70,0% do corpo docente do curso possuem experiência profissional (excluída as atividades no magistério superior) de, pelo menos, 2 anos (curso de bacharelado), portanto, maior ou igual a 60% e menor que 80% do corpo docente. Quanto a experiência de magistério superior, constatou-se que 48,0% do corpo docente do curso possui experiência de magistério superior de, pelo menos, anos (curso de bacharelado), portanto, maior ou igual a 40% e menor que 60% do corpo docente. A IES e o curso de Ciências Contábeis contam com um órgão colegiado denominado Colegiado Acadêmico Administrativo, cotejando a documentação e a entrevista com a comunidade acadêmica, constatou-se que há evidências de que o funcionamento deste órgão colegiado está muito bem regulamentado e institucionalizado, considerando, em uma análise sistêmica e global, os aspectos: representatividade dos segmentos, periodicidade das reuniões, registros e encaminhamento das decisões. Constatou-se que 100% dos docentes possuem 120 produções representando uma média de 5,2 produções por docentes nos últimos anos, portanto, pelo menos 50% dos docentes têm mais de 9 produções nos últimos anos. OBS: Os indicadores 2.; 2.6; 2.11, 2.1; 2.16; 2.17; 2.18; 2.19 e 2.20 desta dimensão por se tratar de curso de graduação plena (bacharelado) em Ciências Contábeis na modalidade presencial. Conceito da Dimensão 2 Dimensão : INFRAESTRUTURA - Fontes de Consulta: Projeto Pedagógico do Curso, Diretrizes Curriculares Nacionais, quando houver, Formulário Eletrônico preenchido pela IES no e-mec e Documentação Comprobatória Gabinetes de trabalho para professores Tempo Integral - TI (Para fins de autorização, considerar os gabinetes de trabalho para os docentes em tempo integral do primeiro ano do curso, se CSTs, ou dois primeiros anos, se bacharelados/licenciaturas).2. Espaço de trabalho para coordenação do curso e serviços acadêmicos 4.. Sala de professores (Para fins de autorização, considerar a sala de professores implantada para os docentes do primeiro ano do curso, se CSTs, ou dois primeiros anos, se bacharelados/licenciaturas) para IES que possui gabinetes de trabalho para 100% dos docentes do curso.4. Salas de aula (Para fins de autorização, considerar as salas de aula implantadas para o primeiro ano do curso, se CSTs, ou dois primeiros anos, se bacharelados/licenciaturas).5. Acesso dos alunos a equipamentos de informática (Para fins de autorização, considerar os laboratórios de informática implantados para o primeiro ano do curso, se CSTs, ou dois primeiros anos, se bacharelados/licenciaturas).6. Bibliografia básica (Para fins de autorização, considerar o acervo da bibliografia básica disponível para o primeiro ano do curso, se CSTs, ou dois primeiros anos, se bacharelados/licenciaturas) Nos cursos que possuem acervo virtual (pelo menos 1 título virtual por unidade curricular), a proporção de 1 alunos por exemplar físico passam a figurar da seguinte maneira para os conceitos, 4 e 5: Conceito 1 a 19 vagas anuais Conceito 4 de 6 a 1 vagas anuais Conceito 5 menos de 6 vagas anuais).7. Bibliografia complementar (Para fins de autorização, considerar o acervo da bibliografia complementar disponível para o primeiro ano do curso, se CSTs, ou dois primeiros anos, se bacharelados/licenciaturas).8. Periódicos especializados (Para fins de autorização, considerar os periódicos relativos às áreas do primeiro ano do curso, se CSTs, ou dois primeiros anos, se bacharelados/licenciaturas. Para fins de autorização, os critérios de análise passam a figurar da seguinte maneira: Conceito 1 menor que títulos Conceito 2 maior ou igual a e menor que 6 Conceito maior ou igual a 6 e menor que 9 Conceito 4 maior ou igual a 9 e menor que 12 Conceito 5 maior ou igual a 12)

8 Página 8 de Laboratórios didáticos especializados: quantidade para cursos que não utilizam laboratórios especializados (Para fins de autorização, considerar os laboratórios didáticos especializados implantados para o primeiro ano do curso, se CSTs, ou dois primeiros anos, se bacharelados/licenciaturas) Para cursos a distância, verificar os laboratórios especializados da sede e dos polos Para Pedagogia é obrigatório verificar a brinquedoteca Justificativa para conceito :. O curso de Ciências Contábeis não utiliza laboratórios especializados..10. Laboratórios didáticos especializados: qualidade para cursos que não utilizam laboratórios especializados (Para fins de autorização, considerar os laboratórios didáticos especializados implantados para o primeiro ano do curso, se CSTs, ou dois primeiros anos, se bacharelados/licenciaturas) Para cursos a distância, verificar os laboratórios especializados da sede e dos polos Para Pedagogia é obrigatório verificar a brinquedoteca Justificativa para conceito :. O curso de Ciências Contábeis não utiliza laboratórios especializados..11. Laboratórios didáticos especializados: serviços para cursos que não utilizam laboratórios especializados (Para fins de autorização, considerar os laboratórios didáticos especializados implantados para o primeiro ano do curso, se CSTs, ou dois primeiros anos, se bacharelados/licenciaturas) Para cursos a distância, verificar os laboratórios especializados da sede e dos polos Para Pedagogia é obrigatório verificar a brinquedoteca Justificativa para conceito :. O curso de Ciências Contábeis não utiliza laboratórios especializados..12. Sistema de controle de produção e distribuição de material didático (logística) para cursos presenciais, obrigatório para cursos a distância Justificativa para conceito :. O curso é presencial..1. Núcleo de Práticas Jurídicas: atividades básicas Obrigatório para cursos de direito (presencial e a distância), para os demais cursos Justificativa para conceito :. É curso de Ciências Contábeis..14. Núcleo de Práticas Jurídicas: atividades de arbitragem, negociação e mediação Obrigatório para cursos de direito (presencial e a distância), para os demais cursos Justificativa para conceito :. É curso de Ciências Contábeis..15. Unidades hospitalares de ensino e complexo assistencial Obrigatório para o curso de Medicina, para os demais cursos que não contemplam unidades hospitalares de ensino e complexo assistencial no PPC Justificativa para conceito :. É curso de Ciências Contábeis..16. Sistema de referência e contrarreferência Obrigatório para o curso de Medicina, para os demais cursos Justificativa para conceito :. É curso de Ciências Contábeis..17. Biotérios Obrigatório para o curso de Medicina, para os demais cursos que não contemplam biotério no PPC Justificativa para conceito :. É curso de Ciências Contábeis..18. Laboratórios de ensino Obrigatório para o curso de Medicina, para os demais cursos que não contemplam laboratórios de ensino no PPC Justificativa para conceito :. É curso de Ciências Contábeis..19. Laboratórios de habilidades Obrigatório para o curso de Medicina, para os demais cursos que não contemplam laboratórios de habilidades no PPC Justificativa para conceito :. É curso de Ciências Contábeis..20. Protocolos de experimentos Obrigatório para o curso de Medicina, para os demais cursos que não contemplam protocolos de experimentos no PPC Justificativa para conceito :. É curso de Ciências Contábeis, não há protocolos de experimentos no PPC..21. Comitê de ética em pesquisa Obrigatório para o curso de Medicina, para os demais cursos que não contemplam comitê de ética em pesquisa no PPC Justificativa para conceito :. É curso de Ciências Contábeis. As pesquisas são realizadas em empresas, com dados financeiros e econômicos. CONSIDERAÇÕES SOBRE A DIMENSÃO Considerando que o curso possui apenas uma professora em tempo integral (TI), no caso, a diretora da faculdade, constatou-se que o gabinete de trabalho para esta professora é excelente considerando uma análise global os aspectos equipamento de informática, dimensão, limpeza, iluminação, acústica, ventilação, acessibilidade, conservação e comodidade. O espaço de trabalho destinado às atividades de coordenação é próximo a sala dos professores e atende de maneira muito boa as necessidades do curso considerando, em uma análise sistêmica e global, os aspectos: dimensão, equipamentos, conservação, gabinete individual para coordenador, número de funcionários e atendimento aos alunos e aos professores.

9 Página 9 de 12 A sala de professores se mostra de maneira insuficiente para atender aos professores do curso de Ciências Contábeis e os outros cursos da IES, pois há somente um computador, uma mesa e cadeiras de reuniões, uma geladeira e as divisórias não contém os ruídos dos alunos da biblioteca e do laboratório de informática, considerando, em uma análise sistêmica e global, os aspectos: disponibilidade de equipamentos de informática em função do número de professores, dimensão, limpeza, iluminação, acústica, ventilação, acessibilidade, conservação e comodidade. A sala de professores conta ainda com salas de apoio para cada coordenação de curso, bem com módulos individuais para atividades dos docentes. Considerando que o curso possui atividades apenas no noturno, quatro salas de aulas estão disponíveis. As salas atendem de forma suficiente considerando os aspectos de número de alunos por turma, disponibilidade de equipamentos, dimensões em função das vagas previstas/autorizadas, limpeza, iluminação, acústica, ventilação, acessibilidade, conservação e comodidade. A IES possui capacidade instalada para atender no turno matutino. Foi verificado na visita da comissão que a IES possui dois laboratórios de informática, sendo um com 5 máquinas e o outro desativado e em processo de atualização das máquinas e softwares. Os alunos têm autorização para uso dos equipamentos nos laboratórios somente em horários das atividades com a presença de um professor. Desta forma, o laboratório de informática ou outros meios implantados de acesso à informática para o curso atendem, de maneira insuficiente, considerando, em uma análise sistêmica e global, os aspectos: política de atualização de equipamentos e softwares. Verificou-se na visita a biblioteca que o acervo da bibliografia básica, há disciplinas descritas no PPC sem o mínimo títulos por unidade curricular. A proporção média de um exemplar para a faixa de 1,81 vagas anuais, de cada uma das unidades curriculares, de todos os cursos que efetivamente utilizam o acervo. A consulta ao acervo está informatizado, porém, só é possível esta consulta nos 4 computadores da biblioteca. O sistema de acesso é o GIZ da AIX Informática. O acervo está tombado junto ao patrimônio da IES. Foi constatado o acervo da bibliografia complementar possui pelo menos dois títulos por unidade curricular, com dois exemplares de cada título ou com acesso virtual. Foi observado que a biblioteca FANS possui assinatura de cinco periódicos impressos da área de contabilidade e os computadores da biblioteca e dos laboratórios de informática têm acesso excelente artigos das revistas no portal Scielo e outros disponíveis na Internet. OBS: Os indicadores.9 a.21 desta dimensão por se tratar de curso de graduação presencial na modalidade bacharelado que não utiliza laboratórios e núcleos especializados. REQUISITOS LEGAIS E NORMATIVOS Conceito da Dimensão Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso para cursos que não têm Diretrizes Curriculares Nacionais O PPC está coerente com as Diretrizes Curriculares Nacionais? 4.2. Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação das Relações Étnico-raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena (Lei n de 10/0/2008; Resolução CNE/CP N 01 de 17 de junho de 2004) Justificativa para conceito Não: A temática da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena não está inclusa nas disciplinas e atividades curriculares do curso. A temática da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena está inclusa nas disciplinas e atividades curriculares do curso? O PPC do curso de Ciências Contábeis disponível no e-mec não prevê o tratamento de questões relacionadas à Educação das Relações Étnico-Raciais, bem como de questões e temáticas que dizem respeito aos afrodescendentes. 4.. Titulação do corpo docente (Art. 66 da Lei 9.94, de 20 de dezembro de 1996) Não Todo o corpo docente tem formação em pós-graduação? No corpo docente do curso há um professor que possui apenas a graduação. Trata-se do Prof, Luiz Paulo Ribeiro que encontra-se em processo de qualificação em nível de mestrado Núcleo Docente Estruturante (NDE) (Resolução CONAES N 1, de 17/06/2010) Sim O NDE atende à normativa pertinente? A composição e atuação do NDE atende ao que determina a Resolução CONAES n 1/2010, 4.5. Denominação dos Cursos Superiores de Tecnologia (Portaria Normativa N 12/2006) Justificativa para conceito :. O curso de Ciências Contábeis é bacharelado. Sim Não

10 Página 10 de 12 A denominação do curso está adequada ao Catálogo Nacional dos Cursos Superiores de Tecnologia? 4.6. Carga horária mínima, em horas para Cursos Superiores de Tecnologia (Portaria N 10, 28/07/2006; Portaria N 1024, 11/05/2006; Resolução CNE/CP N,18/12/2002) Justificativa para conceito :. O curso de Ciências Contábeis é bacharelado. Desconsiderando a carga horária do estágio profissional supervisionado e do Trabalho de Conclusão de Curso TCC, caso estes estejam previstos, o curso possui carga horária igual ou superior ao estabelecido no Catálogo Nacional dos Cursos Superiores de Tecnologia? 4.7. Carga horária mínima, em horas para Bacharelados e Licenciaturas Resolução CNE/CES N 02/2007 (Graduação, Bacharelado, Presencial). Resolução CNE/CES N 04/2009 (Área de Saúde, Bacharelado, Presencial). Resolução CNE/CP 2 /2002 (Licenciaturas). Resolução CNE/CP Nº 1 /2006 (Pedagogia) Sim O curso atende à carga horária mínima em horas estabelecidas nas resoluções? 4.8. Tempo de integralização Resolução CNE/CES N 02/2007 (Graduação, Bacharelado, Presencial). Resolução CNE/CES N 04/2009 (Área de Saúde, Bacharelado, Presencial). Resolução CNE/CP 2 /2002 (Licenciaturas) O curso atende ao Tempo de Integralização proposto nas Resoluções? Sim 4.9. Condições de acesso para pessoas com deficiência e/ou mobilidade reduzida (Dec. N 5.296/2004, com prazo de implantação das condições até dezembro de 2008) Sim A IES apresenta condições de acesso para pessoas com deficiência e/ou mobilidade reduzida? A IES dispõe de meios de acesso para pessoas com deficiência e/ou mobilidade reduzida às suas instalações referentes ao espaço ocupado pelo curso de Ciências Contábeis. Há acessos por meio de rampas em uma das entradas da IES, e nos blocos de salas de aulas, laboratórios biblioteca e administrativo. As instalações sanitárias são adaptadas em todos os pavimentos Disciplina de Libras (Dec. N 5.626/2005) Sim Justificativa para conceito Sim: A matriz currucular contempla a discplina de Libras na forma optativa. O PPC contempla a disciplina de Libras na estrutura curricular do curso? A Matriz Curricular prevê a inserção de Libras na estrutura curricular do curso de forma optativa a ser realizada no 8 semestre com carga horária de 0h (Fonte: Matriz Curricular apresentada em atendimento à Diligência) Prevalência de Avaliação Presencial para EAD (Dec. N 5622/2005 art. 4 inciso II, 2) Não Os resultados dos exames presenciais prevalecem sobre os demais resultados obtidos em quaisquer outras formas de avaliação a distância? Informações Acadêmicas (Portaria Normativa N 40 de 12/12/2007, alterada pela Portaria Normativa MEC N 2 de 01/12/2010, publicada em 29/12/2010) Sim As informações acadêmicas exigidas estão disponibilizadas na forma impressa e virtual? De acordo com a análise do PPC observou-se que a estrutura curricular conta com a disciplina Contabilidade Ambiental oferecida no 6 com carga horária de 0 horas. Nesta disciplina são abordados conteúdos relacionados à educação ambiental e o desenvolvimento sustentável Políticas de educação ambiental (Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999 e Decreto Nº de 25 de junho de 2002) Sim Há integração da educação ambiental às disciplinas do curso de modo transversal, contínuo e permanente? Observou-se no PPC e na matriz curricular a integração da educação ambiental no contexto do curso. DISPOSIÇÕES LEGAIS 1. Constatou-se coerência entre o PPC e as Diretrizes Curriculares Nacionais. OBS: O Estágio Curricular e o Trabalho de Conclusão de Curso são ofertados na Matriz Curricular conjuntamente com carga horária de 60 horas totais. 2. Observou-se no PPC disponível no e-mec que o curso de Ciências Contábeis não prevê o tratamento de questões relacionadas à Educação das Relações Étnico-Raciais, bem como de questões e temáticas que dizem respeito aos afrodescendentes.

11 Página 11 de 12. No corpo docente do curso há um professor que possui apenas a graduação. Trata-se do Prof, Luiz Paulo Ribeiro que encontra-se em processo de qualificação em nível de mestrado. 4. O NDE é constituído por 5 professores, sendo, 60% com titulação de pós-graduação stricto sensu (mestrado); 20% com titulação de pós-graduação lato sensu (especialização).; e 20% graduado. Todos em regime de tempo integral e parcial, atendendo ao que determina a Resolução CONAES n 1/ O curso de Ciências Contábeis é bacharelado. 6.. O curso de Ciências Contábeis é bacharelado. 7. O curso atende à carga horária mínima em horas estabelecidas nas resoluções. 8. O curso atende ao Tempo de Integralização proposto nas Resoluções. 9. As instalações da IES dispõem de meios de acesso para pessoas com deficiência e/ou mobilidade reduzida às suas instalações referentes ao espaço ocupado pelo curso de Ciências Contábeis. Há acessos por meio de rampas em uma das entradas da IES, e nos blocos de salas de aulas, laboratórios biblioteca e administrativo. As instalações sanitárias são adaptadas em todos os pavimentos. 10. A Matriz Curricular prevê a inserção de Libras na estrutura curricular do curso de forma optativa a ser realizada no 8 semestre com carga horária de 0h (Fonte: Matriz Curricular apresentada em atendimento à Diligência). 11. O curso não é de Educação à Distância e sim Presencial. 12. As informações acadêmicas exigidas estão disponibilizadas na forma impressa e virtual pelo portal da instituição ( 1. De acordo com a análise do PPC observou-se que a estrutura curricular conta com a disciplina Contabilidade Ambiental oferecida no 6 com carga horária de 0 horas. Nesta disciplina são abordados conteúdos relacionados à educação ambiental e o desenvolvimento sustentável. Considerações finais da comissão de avaliadores e conceito final : CONSIDERAÇÕES FINAIS DA COMISSÃO DE AVALIADORES Sistematização da Avaliação: Após a designação da comissão de avaliação por meio do Ofício Circular da Avaliação nº 9581, o coordenador da comissão fez os primeiros contatos com a IES para as primeiras providências para viabilizar a visita in loco. Tomadas as providências iniciais, o processo de avaliação ocorreu em quatro momentos essenciais: (1) leitura e análise prévia de documentos disponíveis no Sistema e-mec por parte dos avaliadores; (2) visita in loco, envolvendo três atividades essências (a) realização de reuniões com os principais membros da comunidade acadêmica, dos quais destacam-se, a direção, a coordenação, os professores, a CPA, os alunos; (b) visita às instalações físicas na sede de funcionamento da IES e do curso, sendo visitados os laboratórios, as salas de aula, a sala coletiva de professores e coordenações, os banheiros, a secretaria e a biblioteca (verificação do acervo); e (c) análise dos originais e das cópias dos documentos disponibilizados pela instituição envolvendo a documentação dos professores, o PDI, o PPI, o PPC, os Contratos Sociais e os Estatutos da Mantenedora, os Regulamentos, os Regimentos, os Relatórios de Gestão Universitária, as Portarias, as Atas, os Relatórios de Avaliações anteriores, entre outros; () preenchimento no Sistema e-mec das informações relativas à avaliação; e (4) fechamento e confirmação da avaliação por parte da comissão de avaliação no Sistema e-mec, após o retorno da comissão da visita in loco. Conceitos das Três Dimensões: - Dimensão 1:,2 - Dimensão 2:,6 - Dimensão :,0 Análise Qualitativa: Tendo como fundamento a análise sistêmica e global dos indicadores pertencentes à Dimensão 1, constatou-se que a articulação entre os aspectos relativos ao PDI e PPC, como políticas institucionais, definição dos objetivos, perfil profissional do egresso, estrutura e conteúdos curriculares, dimensionamento do número de vagas e procedimentos de avaliação do processo de ensino-aprendizagem, todos no âmbito do curso, configura-se em um conceito SUFICIENTE. A análise sistêmica e global dos indicadores pertencentes à Dimensão 2 no âmbito do curso foi avaliada pela comissão com um conceito SUFICIENTE tendo como referência os seguintes aspectos principais: - Embora o coordenador do curso não possua titulação em nível de pós-graduação stricto sensu e tenha dedicação de tempo parcial com dedicação de 12 horas à coordenação, observou-se que o mesmo possui uma atuação muito boa na gestão do curso, na relação com os docentes e com os discentes e na representatividade nos colegiados superiores. - Embora seja predominante o percentual de docentes titulados em nível de pós-graduação stricto sensu (52,1%), observou-se a presença de 4,5% de especialistas (10 docentes) e 4,6% de graduados (1 docente). No que tange à Dimensão constatou-se que a análise sistêmica e global dos indicadores configura-se em um conceito SUFICIENTE. Nesta dimensão, destacam-se os seguintes indicadores: - As bibliografias básicas e complementares estão disponíveis em quantidade incompatível ao número de vagas do curso e insuficientemente citadas nas ementas das disciplinas. - Parte das bibliografias básicas e complementares específicas de Contabilidade encontram-se desatualizadas por serem

12 Página 12 de 12 Considerações finais da comissão de avaliadores e conceito final : anteriores à 2007 (ano da convergência da Contabilidade Brasileira aos padrões internacionais). - O acervo de periódicos especializados em Ciências Contábeis atende aos quesitos de quantidade, de qualidade e de atualização nas formas impressa e virtual. Conceito Final: Conceito Em razão do exposto e considerando ainda os referenciais de qualidade dispostos na legislação vigente, nas diretrizes da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (CONAES) e no Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação Presencial e a Distância, este curso de bacharelado em Ciências Contábeis da FANS apresenta um conceito SUFICIENTE. CONCEITO FINAL

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação Bacharelados, Licenciaturas e Cursos Superiores de Tecnologia (presencial e a distância)

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação Bacharelados, Licenciaturas e Cursos Superiores de Tecnologia (presencial e a distância) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Direito (presencial e a distância)

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Direito (presencial e a distância) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

MODELO. Professor, UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Preenchimento do FORMULÁRIO ELETRÔNICO de avaliação

MODELO. Professor, UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Preenchimento do FORMULÁRIO ELETRÔNICO de avaliação Professor, Apresentamos um modelo do Formulário Eletrônico a ser preenchido pelo coordenador do curso durante o processo de autorização ou reconhecimento de cursos. Colocamos na última coluna sugestão

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior Daes Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Medicina

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Medicina MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

CETEC EDUCACIONAL S.A. Mantenedora FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - ETEP. Mantida

CETEC EDUCACIONAL S.A. Mantenedora FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - ETEP. Mantida CETEC EDUCACIONAL S.A Mantenedora FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - ETEP Mantida PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SÃO JOSÉ DOS CAMPOS 1 SUMÁRIO

Leia mais

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO Portaria nº 808, de 8 de junho de 00. Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES. O MINISTRO DE

Leia mais

D I R E I T O SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES AUTORIZAÇÃO

D I R E I T O SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES AUTORIZAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Superior Sesu Departamento de Supervisão da Educação Superior - Desup Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria

Leia mais

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação

Leia mais

NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO

NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO PROVÍNCIA LA SALLE BRASIL - CHILE APRESENTAÇÃO O Setor de Educação Superior da Província

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior Daes Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior - Conaes Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - Inep SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 200812888 Código MEC: 60550 Código da Avaliação: 9902 Ato Regulatório: Categoria Módulo: Curso Reconhecimento de Curso EAD Status: Finalizada

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância 1

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância 1 Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior SCS Quadra 07 Bloco "A" Sala 526 - Ed. Torre do Pátio Brasil Shopping 70.307-901 - Brasília/DF Tel.: (61) 3322-3252 Fax: (61) 3224-4933 E-Mail:

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 16/07/201 e MEC IES Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20133600 Código MEC: 889381 Código da Avaliação: 10934 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada RELATÓRIO

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO INTRODUÇÃO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO (PPC) Articulação com o Plano de Desenvolvimento Institucional PDI Projeto Político Pedagógico Indissociabilidade entre ensino, pesquisa

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20102215 Código MEC: 820462 Código da Avaliação: 10452 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada Instrumento: RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

Leia mais

Instrumento de Avaliação. Formulário Eletrônico do INEP

Instrumento de Avaliação. Formulário Eletrônico do INEP Instrumento de Avaliação O Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação é a ferramenta de avaliação utilizada pelos avaliadores nas modalidades presencial e a distância. Sua utilização é associada a

Leia mais

Reitor Prof. Dr. Reinaldo Centoducatte. Vice-Reitora Profª. Drª. Ethel Leonor Noia Maciel

Reitor Prof. Dr. Reinaldo Centoducatte. Vice-Reitora Profª. Drª. Ethel Leonor Noia Maciel Reitor Prof. Dr. Reinaldo Centoducatte Vice-Reitora Profª. Drª. Ethel Leonor Noia Maciel PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Pró-Reitoria de Graduação

Leia mais

Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação

Leia mais

4 Quando o número de vagas proposto corresponde adequadamente à dimensão do corpo

4 Quando o número de vagas proposto corresponde adequadamente à dimensão do corpo MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Regulação e Supervisão da Educação Superior - Desup Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação Superior - DAES SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

Leia mais

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201305987 Código MEC: 778715 Código da Avaliação: 101288 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 24/8/2009, Seção 1, Pág. 16. Portaria n 816, publicada no D.O.U. de 24/8/2009, Seção 1, Pág. 16. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 200812887 Código MEC: 6059 Código da Avaliação: 9901 Ato Regulatório: Categoria Módulo: Curso Reconhecimento de Curso EAD Status: Finalizada

Leia mais

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso.

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso. RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20106088 Código MEC: 788246 Código da Avaliação: 102187 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO ELABORAÇÃO DO PPC INTRODUÇÃO O Projeto Pedagógico de Curso (PPC) deve orientar a ação educativa, filosófica e epistemológica do mesmo, explicitando fundamentos políticos,

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior CONAES Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação Superior

Leia mais

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201200424 Código MEC: 6460 Código da Avaliação: 9979 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada

Leia mais

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso.

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso. 1 de 13 2/07/2012 16:0 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 2007283 Código MEC: 396 Código da Avaliação: 92728 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20135830 Código MEC: 89030 Código da Avaliação: 10993 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Instrumento:

Leia mais

PDI 2012-2016 Implementação da Instituição e Organização Acadêmica

PDI 2012-2016 Implementação da Instituição e Organização Acadêmica PDI 2012-2016 Implementação da Instituição e Organização Acadêmica Pró-Reitoria de Ensino do IFG Gilda Guimarães Dulcinéia de Castro Santana Goiânia_ 2012/1 1- PARÂMETROS LEGAIS LEI Nº 11.892, DE 29 DE

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior Daes Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância - Dresead Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20115318 Código MEC: 978796 Código da Avaliação: 117805 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada Instrumento: RELATÓRIO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior- Conaes Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

CHECK-LIST PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO

CHECK-LIST PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO CHECK-LIST PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO Com a finalidade de otimizar o processo de elaboração e avaliação dos Projetos Pedagógicos do Cursos (PPC), sugere-se que os itens a seguir sejam

Leia mais

Ministério da Educação

Ministério da Educação Página 1 de 25 Ministério da Educação Nº 1229 - Segunda feira, 21 de junho de 2010 Gabinete do Ministro - Portaria nº 807, de 18 de junho de 2010 Gabinete do Ministro - Portaria nº 808, de 18 de junho

Leia mais

CONTEXTUALIZAÇÃO Instituição: 1. Nome da mantenedora: Pia Sociedade de São Paulo

CONTEXTUALIZAÇÃO Instituição: 1. Nome da mantenedora: Pia Sociedade de São Paulo 1 de 16 17/03/2014 18:1 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20132709 Código MEC: 86239 Código da Avaliação: 106602 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status:

Leia mais

Documento orientador de um curso que traduz as políticas acadêmicas institucionais

Documento orientador de um curso que traduz as políticas acadêmicas institucionais Documento orientador de um curso que traduz as políticas acadêmicas institucionais Construção coletiva a partir das experiências, coordenada pelo Colegiado do Curso de Graduação (art. 34 do Regimento Geral

Leia mais

AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO: BACHARELADO E LICENCIATURA

AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO: BACHARELADO E LICENCIATURA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior - CONAES Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

http://emec.mec.gov.br/modulos/visao_comum/php/avaliacao/comum...

http://emec.mec.gov.br/modulos/visao_comum/php/avaliacao/comum... 1 de 10 24/11/2014 14:26 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20140023 Código MEC: 92221 Código da Avaliação: 111790 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status:

Leia mais

MEC. INEP. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO. REVISÃO - III

MEC. INEP. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO. REVISÃO - III SIC 38/10* Belo Horizonte, 3 de dezembro de 2010. MEC. INEP. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO. REVISÃO - III O MEC publicou a Portaria nº 1326, de 18/11/2010 (ver íntegra do texto abaixo). É preciso ser mágico

Leia mais

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Faculdade Educacional da Lapa 1 FAEL RESULTADOS - AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2012 O referido informativo apresenta uma súmula dos resultados da autoavaliação institucional, realizada no ano de 2012, seguindo

Leia mais

SIC 56/07. Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007.

SIC 56/07. Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007. SIC 56/07 Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007. 1. DIRETRIZES PARA A ELABORAÇÃO, PELO INEP, DOS INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO PARA O CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR E SEUS PÓLOS DE APOIO

Leia mais

1 de 9 09/07/2012 15:52

1 de 9 09/07/2012 15:52 1 de 9 09/07/01 15:5 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 010017 Código MEC: 79766 Código da Avaliação: 94 Ato Regulatório: Renovação de Reconhecimento de Curso Categoria

Leia mais

de 11 07/10/2013 15:13

de 11 07/10/2013 15:13 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 2010708 Código MEC: 78958 Código da Avaliação: 102491 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Validada

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância - Dresead Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

Leia mais

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso.

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso. 1 de 14 15/08/2014 14:52 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201352168 Código MEC: 804059 Código da Avaliação: 104361 Ato Regulatório: Renovação de Reconhecimento de Curso

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

ANEXO I INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO

ANEXO I INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO ANEXO I INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO Este instrumento deverá ser utilizado para a elaboração de processos para reconhecimento ou de renovação de reconhecimento de curso de graduação da UDESC (com avaliação

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 2/08/201 e MEC IES Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201119 Código MEC: 963316 Código da Avaliação: 11608 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada Instrumento:

Leia mais

197 Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância Autorização de Curso

197 Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância Autorização de Curso RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201401067 Código MEC: 94829 Código da Avaliação: 114967 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada Instrumento:

Leia mais

Reconhecimento / Renovação dos cursos de Graduação: Orientações Gerais

Reconhecimento / Renovação dos cursos de Graduação: Orientações Gerais INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL DIRETORIA DE INFORMAÇÕES INSTITUCIONAIS Reconhecimento / Renovação dos cursos de Graduação: Orientações Gerais 2013

Leia mais

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 200812886 Código MEC: 63058 Código da Avaliação: 9900 Ato Regulatório: Categoria Módulo: Curso Reconhecimento de Curso EAD Status: Finalizada

Leia mais

A Avaliação na Universidade Federal do Pampa: para além da regulação

A Avaliação na Universidade Federal do Pampa: para além da regulação A Avaliação na Universidade Federal do Pampa: para além da regulação Profª. Drª. Amélia Rota Borges de Bastos Coordenadora de Avaliação Pró-Reitoria de Planejamento, Desenvolvimento e Avaliação Março de

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos Superiores de Pedagogia

Instrumento de Avaliação de Cursos Superiores de Pedagogia MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior -

Leia mais

168-Instrumento de Autorização de Cursos de Graduação: Bacharelado ou Licenciatura

168-Instrumento de Autorização de Cursos de Graduação: Bacharelado ou Licenciatura Página 1 de 9 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20100109 Código MEC: 37883 Código da Avaliação: 89802 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada

Leia mais

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso.

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso. 1 de 16 08/10/2014 13:6 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20130633 Código MEC: 78683 Código da Avaliação: 102090 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo:

Leia mais

Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Diretoria de Avaliação da Educação Superior CAPACITAÇÃO DOS AVALIADORES NO NOVO INSTRUMENTO AVALIAÇÃO DOS CURSOS

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO LICENCIATURA, BACHARELADO E TECNÓLOGO, PRESENCIAL E EAD

INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO LICENCIATURA, BACHARELADO E TECNÓLOGO, PRESENCIAL E EAD Governo do Estado do Paraná Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior SETI Coordenadoria de Ensino Superior CES Comissão Especial de Avaliação da Educação Superior do Sistema Estadual

Leia mais

Reconhecimento de Curso. Curso. 147 - Instrumento de avaliação de reconhecimento dos cursos de graduação - Bacharelados e licenciatura.

Reconhecimento de Curso. Curso. 147 - Instrumento de avaliação de reconhecimento dos cursos de graduação - Bacharelados e licenciatura. RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201001872 Código MEC: 353375 Código da Avaliação: Ato Regulatório: Categoria Módulo: Status: Intrumento: Tipo de Avaliação: Nome/Sigla

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO COORDENADORIA DE REGULAÇÃO E ACOMPANHAMENTO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO COORDENADORIA DE REGULAÇÃO E ACOMPANHAMENTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO COORDENADORIA DE REGULAÇÃO E ACOMPANHAMENTO NÚCLEO DE ACOMPANHAMENTO E APOIO AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO ORIENTAÇÕES GERAIS PARA

Leia mais

ROTEIRO PARA SUPERVISÃO I INTRODUÇÃO

ROTEIRO PARA SUPERVISÃO I INTRODUÇÃO ROTEIRO PARA SUPERVISÃO I INTRODUÇÃO Este documento tem a finalidade de estabelecer um referencial para o exercício da função de supervisão dos Cursos das Instituições do Ensino Superior, do Sistema Estadual

Leia mais

http://emec.mec.gov.br/modulos/visao_comum/php/avaliacao/comum_a...

http://emec.mec.gov.br/modulos/visao_comum/php/avaliacao/comum_a... 1 de 9 26/02/2014 09:26 Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201507 Código MEC: 804120 Código da Avaliação: 10412 Ato Regulatório: Renovação de Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status:

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 200811672 Código MEC: 41428 Código da Avaliação: 92898 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Ato Regulatório: Renovação de Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status:

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201408961 Código MEC: 986009 Código da Avaliação: 117981 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Instrumento:

Leia mais

Direito. 592 Nível (Bacharelado, Turno. Carga Horária Licenciatura) Bacharelado Noturno 3774 Horas 201111874 24-08-2011

Direito. 592 Nível (Bacharelado, Turno. Carga Horária Licenciatura) Bacharelado Noturno 3774 Horas 201111874 24-08-2011 Curso Direito Código INEP Código UFLA 592 Nível (Bacharelado, Turno Carga Horária Licenciatura) Bacharelado Noturno 3774 Horas Processo e-mec- Tipo Autorização Número Data 201111874 24-08-2011 Despacho

Leia mais

Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso

Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso AUTO-AVALIAÇAO INSTITUCIONAL DO CURSO DE PEDAGOGIA FACED-UFAM / Professores Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso Objetivos do Curso 01 - Tenho conhecimento do Projeto Pedagógico do Curso.

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2012 PRÓ-REITORIA DE ENSINO/IFMG/SETEC/MEC, DE 05 DE JUNHO DE 2012.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2012 PRÓ-REITORIA DE ENSINO/IFMG/SETEC/MEC, DE 05 DE JUNHO DE 2012. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS PRÓ-REITORIA DE ENSINO Av. Professor Mario Werneck, nº 2590,

Leia mais

1 de 10 16/07/2014 08:45

1 de 10 16/07/2014 08:45 1 de 10 16/07/2014 08:4 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201204974 Código MEC: 669029 Código da Avaliação: 9709 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo:

Leia mais

NORMAS PARA CRIAÇÃO DE CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E DE GRADUAÇÃO NO ÂMBITO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO

NORMAS PARA CRIAÇÃO DE CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E DE GRADUAÇÃO NO ÂMBITO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO NORMAS PARA CRIAÇÃO DE CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E DE GRADUAÇÃO NO ÂMBITO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO Dispõe sobre Normas para criação de cursos Técnicos de Nível

Leia mais

Renovação de Reconhecimento de Curso

Renovação de Reconhecimento de Curso RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Renovação_ HOTELARIA Informações gerais da avaliação: Protocolo: 2011776 Código MEC: 993656 Código da Avaliação: 118905 Ato Regulatório: Categoria Módulo: Curso Renovação de Reconhecimento

Leia mais

Instrumento de Avaliação para Renovação de Reconhecimento de Cursos de Graduação

Instrumento de Avaliação para Renovação de Reconhecimento de Cursos de Graduação MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior - Conaes Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - Inep SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

1 de 9 21/11/2014 13:43

1 de 9 21/11/2014 13:43 1 de 9 21/11/2014 13:43 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20130170 Código MEC: 779381 Código da Avaliação: 104968 Ato Regulatório: Renovação de Reconhecimento de Curso

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 200710563 Código MEC: 225082 Código da Avaliação: 60025 Ato Regulatório: Autorização Categoria Módulo: Curso Status: Validada pela Comissão RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO COORDENAÇÃO DE AVALIAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO COORDENAÇÃO DE AVALIAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO COORDENAÇÃO DE AVALIAÇÃO Reconhecimento dos cursos de Graduação: Orientações Gerais 2012 Amélia Rota Borges de Bastos

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201305851 Código MEC: 811641 Código da Avaliação: 103254 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Validada

Leia mais

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO AGUARDANDO HOMOLOGAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: CENECT Centro Integrado de Educação, Ciência e UF: PR Tecnologia S/C Ltda. ASSUNTO: Recredenciamento da Faculdade

Leia mais

1 de 7 13/11/2012 08:23

1 de 7 13/11/2012 08:23 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 205782 Código MEC: 68567 Código da Avaliação: 9627 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada

Leia mais

http://emec.mec.gov.br/modulos/visao_comum/php/avaliacao/comum_avaliacao_relat...

http://emec.mec.gov.br/modulos/visao_comum/php/avaliacao/comum_avaliacao_relat... Página 1 de 10 1/07/2014 Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201211166 Código MEC: 7449 Código da Avaliação: 9981 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Validada

Leia mais

APARECIDO DOS SANTOS (06042053841) -> coordenador(a) da comissão Maria Inês Crnkovic Octaviani (10908297874)

APARECIDO DOS SANTOS (06042053841) -> coordenador(a) da comissão Maria Inês Crnkovic Octaviani (10908297874) RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO_PSICOPEDAGOGIA Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201203308 Código MEC: 64144 Código Avaliação: Ato Regulatório: Categoria Módulo: Status: Instrumento: Tipo Avaliação: da

Leia mais

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014 A CPA (Comissão Própria De Avaliação) apresentou ao MEC, em março de 2015, o relatório da avaliação realizada no ano de 2014. A avaliação institucional, realizada anualmente, aborda as dimensões definidas

Leia mais

Instrumento: 249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso

Instrumento: 249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201415192 Código MEC: 958067 Código da Avaliação: 116309 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada

Leia mais

Instrumento: 249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso

Instrumento: 249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201202645 Código MEC: 653222 Código da Avaliação: 96476 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada

Leia mais

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 2013071 Código MEC: 8076 Código da Avaliação: 102768 Ato Regulatório: Categoria Módulo: Curso Reconhecimento de Curso Status: Finalizada

Leia mais

Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES/INEP Coordenação-Geral de Avaliação de Cursos de Graduação e IES

Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES/INEP Coordenação-Geral de Avaliação de Cursos de Graduação e IES Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES/INEP Coordenação-Geral de Avaliação de Cursos de Graduação e IES EDUCAÇÃO SUPERIOR BRASILEIRA ALGUNS INDICADORES¹ 2.314 IES 245 públicas (10,6%) e 2.069

Leia mais

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO Câmara da Educação Superior e Profissional

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO Câmara da Educação Superior e Profissional INTERESSADA: Universidade Aberta do Nordeste EMENTA: Recredencia a Universidade Aberta do Nordeste como instituição de educação profissional de nível técnico na modalidade a distância e renova o reconhecimento

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 0/5/2012, Seção 1, Pág.. Portaria n 712, publicada no D.O.U. de 0/5/2012, Seção 1, Pág. 2. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

Leia mais

197 Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância Autorização de Curso

197 Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância Autorização de Curso RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201307620 Código MEC: 83003 Código da Avaliação: 1003 Ato Regulatório: Categoria Módulo: Curso Autorização de Curso EAD Status: Finalizada

Leia mais

Instrumento: 02/06/2014 17:58:29

Instrumento: 02/06/2014 17:58:29 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 2013573 Código MEC: 880515 Código da Avaliação: 107626 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada

Leia mais

1 de 10 16/07/2014 11:00

1 de 10 16/07/2014 11:00 1 de 10 16/07/201 11:00 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 20106 Código MEC: 78669 Código da Avaliação: 10808 Ato Regulatório: Reconhecimento de Curso Categoria Módulo:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO COORDENAÇÃO DE AVALIAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO COORDENAÇÃO DE AVALIAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO COORDENAÇÃO DE AVALIAÇÃO Reconhecimento dos cursos de Graduação: Orientações Gerais 2012 Amélia Rota Borges de Bastos

Leia mais

PROCESSOS REGULATÓRIOS DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

PROCESSOS REGULATÓRIOS DA EDUCAÇÃO SUPERIOR PROCESSOS REGULATÓRIOS DA EDUCAÇÃO SUPERIOR CURSO DE CAPACITAÇÃO 2014 Procuradoria Educacional Institucional Pró-Reitoria de Ensino IFG Procuradoria Educacional Institucional (PEI) Faz a interlocução entre

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Superior Sesu Departamento de Supervisão da Educação Superior - Desup Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria

Leia mais

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso.

249-Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância - Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Curso. RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201108160 Código MEC: 494997 Código da Avaliação: 91013 Ato Reconhecimento de Curso Regulatório: Categoria Módulo: Curso Status: Finalizada

Leia mais

Milton Gomes Pacheco (01997068834) Sergio Luiz Agostinho Gonçalves (93517017604) -> coordenador(a) da comissão

Milton Gomes Pacheco (01997068834) Sergio Luiz Agostinho Gonçalves (93517017604) -> coordenador(a) da comissão RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO_ CIÊNCIAS ATUARIAIS Informações gerais da avaliação: Protocolo: 201306804 Código MEC: 811732 Código da 103299 Avaliação: Ato Regulatório: Categoria Módulo: Status: Instrumento: Reconhecimento

Leia mais

ANÁLISE CRÍTICA DO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO

ANÁLISE CRÍTICA DO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO ANÁLISE CRÍTICA DO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO CLAUDIA MAFFINI GRIBOSKI Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES/INEP Brasília-DF 08/Junho/2015 Número de IES e de Matrículas

Leia mais