PROJETO: REPENSANDO A (IN)DISCIPLINA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO: REPENSANDO A (IN)DISCIPLINA"

Transcrição

1 COLÉGIO TIRADENTES DA PMMG- BARBACENA PROJETO: REPENSANDO A (IN)DISCIPLINA JUSTIFICATIVA Percebendo que a indisciplina escolar é o problema que mais afeta o bom andamento dos alunos iremos trabalhar com este projeto com intuito de resgatar valores esquecidos ou ignorados pela sociedade e pelos alunos. Devido a importância de estabelecer limites no comportamento do educando, através da conscientização, percebe-se a necessidade de adotar uma postura conjunta que viabilize nossas ações de forma que possamos contribuir para o desenvolvimento de uma personalidade sadia e em conseqüência, uma efetiva construção de cidadania. Convém salientar ainda, a importância de realizarmos um trabalho em paralelo aos conteúdos curriculares, tornando-os assim, significativos e capazes de propiciar uma boa convivência na escola e na sociedade, uma vez que o projeto Repensar a indisciplina é caracterizado pela busca e resgate de valores muitas vezes esquecidos ou ignorados por nossa sociedade. OBJETIVO GERAL Proporcionar aos alunos situações que façam seu comportamento e dos colegas como elementos formadores da cidadania e também sua postura frente a questão Repensando a (in)disciplina resgatando valores morais esquecidos ou ignorados que acabam por gerar ações e situações de violência em suas mais variadas formas. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Compreender alguns conceitos a respeito de valores como meio para uma boa convivência na escola e na sociedade direitos e deveres; 1

2 Buscar no encontro da escola, aluno e família construir uma relação de troca mútua que possibilite a todos educar e serem educados participação do grêmio escolar; Participar das atividades cívicas, sociais, culturais e esportivas, comparecendo às solenidades comemorativas e sessões de trabalhos; Apresentar novamente o regimento escolar para que todos os alunos possam ter conhecimento de todas as regras do colégio; Reconhecer que atitudes de indisciplina interferem no processo ensinoaprendizagem; Identificar e avaliar situações de indisciplina na sala de aula. Propor alternativas de ação para evitar a indisciplina em sala de aula e em outros espaços da escola; Despertar a consciência crítica do educando através de diálogos, vídeos, entrevistas e músicas, possibilitando assim, tomar atitudes de responsabilidade; Realizar atividades com seriedade para desenvolver competências de trabalho em grupo e respeitar a opinião dos outros; Possibilitar ao aluno a percepção de que a disciplina escolar está diretamente ligada a questão de cidadania e sua competência em uma sociedade melhor; CONCEITOS A DESENVOLVER Somente com a incorporação de situações vivenciadas na prática e a partir da realidade como um todo, pode-se trabalhar e direcionar as ações para desenvolver conceitos como: Ética Diálogo Violência Respeito mútuo Justiça Preconceito Discriminação Convivência Solidariedade Responsabilidade De posse destes conceitos será possível trabalhar uma formação individual e coletiva para fortalecer uma meta maior que é a formação de verdadeiros cidadãos. Observação: Adaptação do projeto Cinco minutos em anexo 2

3 ATIVIDADES PROGRAMADAS Ações Apresentar novamente o regimento escolar para que todos os alunos possam ter conhecimento de todas as regras do colégio (data show) artigo 142 e artigo 38. Cada aluno receberá a agenda escolar ou o manual do aluno contendo a filosofia e normas disciplinares do CTPM Os professores utilizarão um caderno de controle de disciplina que permanecerá na sala dos professores para uso comum. Nele será anotado diariamente, a critério do professor, observações quanto ao comportamento inadequado dentro de sala de aula. A orientadora educacional estará acompanhando diariamente os registros dos professores para tomar as providências cabíveis para cada caso. (reunião com aluno, reunião com os pais, reunião com o professor, etc.). Deve ser abordado de forma ampla os pontos fundamentais para viabilizar situações que promovam a reflexão para a aquisição de novos conhecimentos e em consequência, uma mudança na postura e nos hábitos do corpo discente e com o envolvimento de toda a comunidade escolar. Dessa forma segue os deveres dos alunos de acordo com o artigo 38 do regimento escolar: Proceder como aluno cidadão, participando do contexto escolar com ética e respeito; Contribuir, no que lhe couber, para prestigiar o Colégio; Tratar com urbanidade e respeito os professores, funcionários e colegas; Comparecer pontualmente as aulas com todo material solicitado; Identificar e cuidar de seu material escolar e objetos pessoais, responsabilizando-se por eles; Estudar, fazer tarefas e demais trabalhos solicitados pelos professores; Abster-se de atos que perturbem a ordem, ofendam os bons costumes ou importem em desacato às leis, as autoridades escolares ou aos professores, funcionários e colegas; Zelar pela limpeza e conservação das instalações, dos materiais e Responsáveis / Vicedireção / / Professor de Sociologia e de Biblioteca Inspetor Inspeção Funcionários civis e militares Datas/ Prazos Aula do professor de Sociologia Acolhida (segundas e sextas-feiras) 3

4 dos demais equipamentos do Colégio; Fazer uso do uniforme, não sendo permitido o uso de complementos que o descaracterize; Entrar e sair da sala de aula ou onde houver atividade escolar, somente com autorização do professor; Respeitar as instituições pátrias e escolares na realização dos programas cívicos ou em quaisquer outras circunstâncias; Participar das atividades cívicas, sociais, culturais e esportivas, comparecendo às solenidades comemorativas e sessões de trabalhos; Proceder, com honestidade, nas avaliações e demais trabalhos escolares; Cuidar da apresentação pessoal, comparecendo às atividades escolares sempre em boas condições de higiene; Trabalhar e direcionar as ações para desenvolver conceitos como: ética, responsabilidade, respeito, etc. Adaptar o projeto Cinco minutos (ver anexo) Explorar diferentes gêneros textuais abordando o tema: A importância da disciplina no nosso dia-a-dia, inserindo o tema proposto nas atividades e avaliações Através da exposição do filme: Meu mestre, minha vida, ressaltar a importância da escola na formação da cidadania, abordando e refletindo sobre valores como disciplina escolar, respeito mútuo, ética, solidariedade e afetividade, realizando comparação entre violência na escola e as dificuldades de aprendizagem e construção de identidade Confecção de cartazes pelos alunos com o tema: Repensar a indisciplina ; A fim de ampliar e sistematizar as informações sobre o tema será apresentado em data-show em sala de aula pelos professores (em data proposta) o Mapa Conceitual relativo à indisciplina. Para uma leitura dialogada e crítica. (mapa em anexo) Este recurso aborda itens como: conceito de indisciplina, aspectos relacionados à indisciplina tais como, falta de ética, incivilidade, violência, bullying; algumas causas da indisciplina e ações para formar uma personalidade ética e vencer a indisciplina na sala de aula. Neste momento, instigue os alunos a trocar ideias, fazer perguntas, argumentar, estabelecer relações e esclarecer dúvidas. Vice direção (acolhida / momentos cívicos) de Educação Religiosa : Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Filosofia, Sociologia Professor de Arte : Língua Portuguesa, Filosofia, História Segundas e sextas-feiras as aulas Pode servir de suporte caso falte algum professor as aulas as aulas 4

5 Montar um mural do mapa conceitual relativo à indisciplina em lugar de fácil visibilidade pela comunidade escolar Convidar um palestrante com intuito de fazer uma reflexão sobre o tema: Repensando a (in)disciplina Sugestões: Juiz Gamonal, PM Sargento Cláudio Acompanhamento individualizado do aluno que venha a apresentar a reincidências de comportamento que estejam interferindo na convivência escolar e no processo ensino-aprendizagem Participação dos pais nas palestras sugeridas as reuniões de pais e assembléia da comunidade escolar divulgar o projeto e conscientizar a família do seu papel de parceria nas atividades desenvolvidas na escola e como corresponsável no processo educacional Dar prosseguimento ao projeto desenvolvido pela APM contemplando música, dança, esporte e artesanato Contato da Orientadora Educacional com as famílias, em reuniões pré-agendadas, para discutir situações relacionadas ao aluno (desempenho, escolar, comportamento, etc.) Apresentar aos alunos temas relacionados ao projeto para serem discutidos e analisados junto aos pais. Essas atividades serão trazidas para a escola, onde os alunos, talvez também com a participação dos pais, possam organizar seminários para debates e trocas de experiências Certificado dos alunos que apresentam bom comportamento e desempenho escolar Professora de Projetos Psicóloga Associação de pais e mestres Orientadora Educacional : Língua Portuguesa Sociologia Filosofia 08/03/13 Um palestrante por etapa todo o ano de acordo com a necessidade De acordo coma data prevista De acordo com o calendário escolar (sábados) todo o ano de acordo com a necessidade a 2ª etapa Final da 1ª, 2ª e 3ª etapa Hora Cívica 5

6 Envolvimento do grêmio no cotidiano escolar como estímulo ao corpo discente, uma vez que o grêmio é composto por alunos Site do CTPM como suporte na divulgação do projeto: Lançamento de mensagens e/ou textos relacionados ao tema disciplina, destinados a comunidade escolar; Imagens das ações desenvolvidas no decorrer do projeto; Suporte para o professor lançar conteúdo relacionado ou não ao tema; Atividades culturais que podem explorar o tema proposto no projeto: teatro, música, dança, exposição de trabalhos artísticos Grêmio Secretário : Língua Portuguesa Língua Estrangeira Arte Grêmio dentro dos horários destinados as disciplinas citadas e em intervalo escolar (recreio) CRONOGRAMA ATIVIDADE DATA RESPONSÁVEL Divulgação do projeto 04/03/2013 acolhida Apresentação do mapa conceitual Indisciplina mural 08/03/2013 Professora de projetos Apresentação do mapa conceitual Indisciplina data-show (sala de aula) Apresentação do regimento escolar data show (sala de aula) Adaptação do projeto Cinco Minutos Caderno de controle de disciplina que permanecerá na sala dos professores para uso comum Aulas de Sociologia, Educação Religiosa e Língua Portuguesa de 08/04/13 a 12/o4/13 Aulas de Sociologia e Educação Religiosa de 15/04/13 a 19/04/13 Segundas e Sextas-feiras todo ano Professora de projetos (material de apoio), de Sociologia, Educação Religiosa e Língua Portuguesa Professora de projetos (material de apoio), de Sociologia e Educação Religiosa Professora de projetos (material de apoio), (acolhida) / de Educação Religiosa 6

7 Confecção de cartazes Explorar diferentes gêneros textuais Palestra Reunião de pais Reunião pré-agendada Período de confecção: 15/04/13 a 30/04/13 Exposição a partir do dia 2 de maio a 1ª, 2ª e 3ª etapa Encerramento de cada etapa (10/05/13, 30/08/13, 06/12/13) De acordo com o calendário escolar o ano de acordo com a necessidade Professor de Arte : Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Filosofia, Sociologia, Educação Religiosa Palestrante / / Orientador Educacional Seminário para debates a 2ª etapa Entrega de certificados aos alunos Final da 1ª. 2ª e 3ª etapa Hora Cívica Aulas das disciplinas de Língua Portuguesa, Sociologia, Filosofia, Educação Religiosa,,, Envolvimento do grêmio Site do CTPM todo ano Grêmio,, todo ano Secretário, Diretor, Vice - diretor,, Projetos APM Sábado Secretaria e professores envolvidos AVALIAÇÃO A avaliação se dará continuamente, durante e após o desenvolvimento das atividades, enfatizando, principalmente quanto à mudança de comportamento e as ações dos alunos em relação a convivência com a comunidade escolar. Acontecerá também através das atividades realizadas pelos responsáveis em que constatarão a efetiva participação e a compreensão dos temas propostos. 7

8 OBSERVAÇÕES O projeto no momento apresenta ações otimizadoras para iniciar um trabalho que urge junto ao corpo discente. Desta forma, torna-se imprescindível a sua flexibilização ao passo que novas sugestões e ações poderão ser inseridas durante o seu desenvolvimento; A tempo, o projeto foi elaborado contemplando determinadas disciplinas que teriam em seu planejamento maior abertura para incluir o tema no seu conteúdo. No entanto, isso não impede e nem é obstáculo para que os demais professores participem do projeto com novas sugestões ou trabalhem o tema em suas disciplinas e avaliações; Todo suporte necessário para a realização do projeto será fornecido, dentro do possível e de acordo com o planejamento, pela professora de projetos Renata e pelos vice-diretores Silvania e Fabrício; Barbacena, 01 de março de 2013 Marli Presotti da Costa Diretora Pedagógica Gelson Inácio da Silva, MAJ PM Coordenador Administrativo Suporte: Renata Aparecida Antunes Professora de Projetos 8

Projeto. Supervisão. Escolar. Adriana Bührer Taques Strassacapa Margarete Zornita

Projeto. Supervisão. Escolar. Adriana Bührer Taques Strassacapa Margarete Zornita Projeto de Supervisão Escolar Adriana Bührer Taques Strassacapa Margarete Zornita Justificativa O plano de ação do professor pedagogo é um guia de orientação e estabelece as diretrizes e os meios de realização

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM COORDENÇÃO PEDAGOGICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM COORDENÇÃO PEDAGOGICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM COORDENÇÃO PEDAGOGICA A ELABORAÇÃO DO PLANEJAMENTO ESCOLAR O Planejamento é o principal instrumento norteador da ação dos coordenadores e profissionais

Leia mais

1 - ATIVIDADES ESPORTIVAS E CULTURAIS Linhas de Ação:

1 - ATIVIDADES ESPORTIVAS E CULTURAIS Linhas de Ação: NÍVEL COMUNITÁRIO 1 - ATIVIDADES ESPORTIVAS E CULTURAIS A - que se promovam atividades esportivas e culturais, envolvendo pais, alunos, professores e demais membros da Comunidade para vivenciar valores,

Leia mais

NÍVEL COMUNITÁRIO 1 - ATIVIDADES ESPORTIVAS E CULTURAIS Linhas de Ação:

NÍVEL COMUNITÁRIO 1 - ATIVIDADES ESPORTIVAS E CULTURAIS Linhas de Ação: NÍVEL COMUNITÁRIO 1 - ATIVIDADES ESPORTIVAS E CULTURAIS Linhas de Ação: A- que se promovam atividades esportivas e culturais, envolvendo pais, alunos, professores e demais membros da Comunidade para vivenciar

Leia mais

PROJETO CONVIVÊNCIA E VALORES

PROJETO CONVIVÊNCIA E VALORES PROJETO CONVIVÊNCIA E VALORES Fala-se tanto da necessidade de deixar um planeta melhor para os nossos filhos, e esquece-se da urgência de deixar filhos melhores para o nosso planeta PROJETO: CONVIVÊNCIA

Leia mais

Para atingir tais objetivos, lembramos que o Regimento Geral da Universidade Anhembi Morumbi determina que:

Para atingir tais objetivos, lembramos que o Regimento Geral da Universidade Anhembi Morumbi determina que: Código de Conduta O presente código de conduta foi elaborado pela Pró-Reitoria Acadêmica para descrever o que se espera do comportamento dos alunos no interior das instalações da Universidade e as possíveis

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES

RELATÓRIO DE ATIVIDADES Nome do estagiário: Professor Supervisor: Rosângela Menta Mello Instituição em que realizou o estágio: Data do relatório: COLÉGIO ESTADUAL WOLFF KLABIN RELATÓRIO DE ATIVIDADES Período do estágio na instituição:

Leia mais

:: Organização Pedagógica ::

:: Organização Pedagógica :: 1. DA GESTÃO DA ESCOLA :: Organização Pedagógica :: A gestão da escola é desenvolvida de modo coletivo com a participação de todos os segmentos nas decisões e encaminhamentos, oportunizando alternância

Leia mais

Primeiro Segmento equivalente à alfabetização e às quatro primeiras séries do Ensino Fundamental (1ª à 4ª série).

Primeiro Segmento equivalente à alfabetização e às quatro primeiras séries do Ensino Fundamental (1ª à 4ª série). INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE A EJA 1- Você se matriculou em um CURSO DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA). Esse curso tem a equivalência do Ensino Fundamental. As pessoas que estudam na EJA procuram um curso

Leia mais

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE Sérgio Dal-Ri Moreira Pontifícia Universidade Católica do Paraná Palavras-chave: Educação Física, Educação, Escola,

Leia mais

(Anexo II) DESCRIÇÃO ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO

(Anexo II) DESCRIÇÃO ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO (Anexo II) DESCRIÇÃO ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO... 3 2 ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO Missão: Atuar nas diferentes áreas (administração, planejamento e orientação educacional) com o intuito

Leia mais

12 DE MARÇO DIA ESTADUAL DA FAMÍLIA PRESENTE NA ESCOLA

12 DE MARÇO DIA ESTADUAL DA FAMÍLIA PRESENTE NA ESCOLA 12 DE MARÇO DIA ESTADUAL DA FAMÍLIA PRESENTE NA ESCOLA Mensagem de Boas-Vindas Diretor Atividade Cultural PROJETO ESTADUAL FAMÍLIA PRESENTE NA EDUCAÇÃO O Projeto FAMÍLIA PRESENTE NA EDUCAÇÃO compõe uma

Leia mais

Da Natureza, Personalidade Jurídica e Identificação. Art. 1º O Colégio da Polícia Militar do Estado de Goiás, neste Regimento

Da Natureza, Personalidade Jurídica e Identificação. Art. 1º O Colégio da Polícia Militar do Estado de Goiás, neste Regimento SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE GABRIEL ISSA REGIMENTO INTERNO TÍTULO I Das Disposições Preliminares

Leia mais

Missão: Agregar conhecimento por meio de educação de qualidade, formação humana e valores cristãos frente às exigências da sociedade contemporânea.

Missão: Agregar conhecimento por meio de educação de qualidade, formação humana e valores cristãos frente às exigências da sociedade contemporânea. Este é o Regimento Interno 2014 do Colégio Mãe de Deus, eficaz meio de comunicação diária entre família e escola. Para melhor organização de nosso trabalho, solicitamos aos responsáveis: I. Consultem-na

Leia mais

PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO

PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO Este documento é resultado do chamado do Ministério da Educação à sociedade para um trabalho voluntário de mobilização das famílias e da comunidade pela melhoria

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO IFPR CÂMPUS CAMPO LARGO DESDOBRAMENTO DAS DIRETRIZES E OBJETIVOS ESTRATÉGICOS PARA O CÂMPUS DOCUMENTO FINAL

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO IFPR CÂMPUS CAMPO LARGO DESDOBRAMENTO DAS DIRETRIZES E OBJETIVOS ESTRATÉGICOS PARA O CÂMPUS DOCUMENTO FINAL PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO IFPR CÂMPUS CAMPO LARGO DESDOBRAMENTO DAS DIRETRIZES E OBJETIVOS ESTRATÉGICOS PARA O CÂMPUS DOCUMENTO FINAL EIXO: ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E INOVAÇÃO Objetivos Específicos

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI

ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI PREFEITURA MUNICIPAL DE LONTRAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI DESPERTANDO AÇÕES SUSTENTÁVEIS LONTRAS 2013 1.TEMA A preservação

Leia mais

ESTATUTO DE CONVIVÊNCIA

ESTATUTO DE CONVIVÊNCIA 1 ESTATUTO DE CONVIVÊNCIA Em atendimento ao disposto no CAPÍTULO XI do Regimento Escolar do Colégio Metodista Americano e tendo em vista o princípio do respeito de uns para com os outros, da solidariedade

Leia mais

Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio

Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio Um projeto para discutir Direitos Humanos necessariamente tem que desafiar à criatividade, a reflexão, a crítica, pesquisando, discutindo e analisando

Leia mais

O GRUPO DOM BOSCO ENSINO FUNDAMENTAL DOM BOSCO

O GRUPO DOM BOSCO ENSINO FUNDAMENTAL DOM BOSCO ENSINO FUNDAMENTAL DOM BOSCO O GRUPO DOM BOSCO Este é o momento de dar espaço à curiosidade, de fazer novas descobertas e formar suas próprias ideias. SEDE HORTO - Berçário - Educação Infantil - 1º Ano

Leia mais

Projeto de banda de fanfarra o SALVADOR

Projeto de banda de fanfarra o SALVADOR Projeto de banda de fanfarra o SALVADOR Alexander Santos Silva Projeto de implantação de uma atividade sócio educacional apresenta a Prefeitura Municipal de Salvador do Estado da Bahia. Salvador Fevereiro

Leia mais

Circular n 01 Assunto: Normas do Colégio Senhores Pais ou Responsáveis, Caro (a) aluno (a),

Circular n 01 Assunto: Normas do Colégio Senhores Pais ou Responsáveis, Caro (a) aluno (a), Circular n 01 Assunto: Normas do Colégio Senhores Pais ou Responsáveis, Caro (a) aluno (a), O COLÉGIO PREVEST inicia mais um ano de parceria Família-escola-aluno, buscando a excelência de qualidade nos

Leia mais

DIRETRIZES GERAIS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PEDAGOGIA

DIRETRIZES GERAIS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PEDAGOGIA DIRETRIZES GERAIS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PEDAGOGIA INTRODUÇÃO O Estágio Curricular foi criado pela Lei 6.494, de 7 de dezembro de 1977 e regulamentado pelo Decreto 87.497, de 18 de agosto

Leia mais

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL OLEGÁRIO BUENO CHAVANTES SP DEZEMBRO DE 2008. 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: 1.1 Escola: Municipal de Ensino Fundamental Olegário Bueno. 1.2

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ A N E X O I E D I T A L D E C O N C U R S O P Ú B L I C O Nº 01/2015 D O S R E Q U I S I T O S E A T R I B U I Ç Õ E S D O S C A R G O S RETIFICAÇÃO

Leia mais

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS EDUCAÇÃO BÁSICA ENSINO SUPERIOR EDUCAÇÃO NÃO-FORMAL EDUCAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DO SISTEMA DE JUSTIÇA E SEGURANÇA EDUCAÇÃO E MÍDIA Comitê Nacional de Educação

Leia mais

Deus não escolheu os capacitados, capacitou os escolhidos

Deus não escolheu os capacitados, capacitou os escolhidos CENTRO EDUCACIONAL VIEIRA BRUM Março/2012 Reunião de Metas Até o fim Não, não pares. É graça divina começar bem. Graça maior, é persistir na caminhada certa, manter o ritmo... Mas a graça das graças é

Leia mais

LEI Nº 3480/2014, DE 06 DE MAIO DE 2014.

LEI Nº 3480/2014, DE 06 DE MAIO DE 2014. LEI Nº 3480/2014, DE 06 DE MAIO DE 2014. ALTERA DISPOSITIVOS CONSTANTES NA LEI Nº 3224/2011, QUE ESTABELECE O PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL, INSTITUI O RESPECTIVO QUADRO

Leia mais

1) SISTEMA DE AVALIAÇÃO

1) SISTEMA DE AVALIAÇÃO 1 2 Sumário 1) SISTEMA DE AVALIAÇÃO...4 1.1) PAA Projeto de Auxílio Aprendizagem...4 2) PROVAS E TRABALHOS...5 2.1) Provas Atrasadas...5 Como proceder:...5 2.2) Provas de Recuperação...5 2.3) Trabalhos...5

Leia mais

Princípios de Convivência. #orgulhodeserdivino

Princípios de Convivência. #orgulhodeserdivino Princípios de Convivência #orgulhodeserdivino INTRODUÇÃO Princípio de respeito ao próximo: Não farei ao outro o que eu não quero que me faça. Este manual visa à apresentação clara das normas de convivência

Leia mais

SÍNTESE DOS PROJETOS DESENVOLVIDOS NA ESCOLA.

SÍNTESE DOS PROJETOS DESENVOLVIDOS NA ESCOLA. SÍNTESE DOS PROJETOS DESENVOLVIDOS NA ESCOLA. Caracterização da Escola. A escola define se como fonte de cultura e vida, subsidiando o indivíduo para exercer o papel participativo, consciente e crítico,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BANANAL ESTADO DE SÃO PAULO

PREFEITURA MUNICIPAL DE BANANAL ESTADO DE SÃO PAULO PRIMEIRA RETIFICAÇÃO AO EDITAL DE ABERTURA PROCESSO SELETIVO CLASSIFICATÓRIO N 001/2014 A Prefeitura do Município de Bananal/SP, no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o disposto no artigo

Leia mais

Instruções para Construção dos Sites das Escolas Públicas Estaduais do Paraná

Instruções para Construção dos Sites das Escolas Públicas Estaduais do Paraná SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SEED SUPERINTENDÊNCIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUED Instruções para Construção dos Sites das Escolas Públicas Estaduais do Paraná MARÇO/2008 GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ Roberto

Leia mais

04 Despertar a ideologia sócio-econômicaambiental na população global, Mobilização política para os desafios ambientais

04 Despertar a ideologia sócio-econômicaambiental na população global, Mobilização política para os desafios ambientais TRATADO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA SOCIEDADES SUSTENTÁVEIS E RESPONSABILIDADE GLOBAL CIRCULO DE ESTUDOS IPOG - INSTITUTO DE PÓSGRADUAÇÃO MBA AUDITORIA, PERÍCIA E GA 2011 Princípios Desafios Sugestões 01

Leia mais

REGIMENTO ESCOLAR TÍTULO VIII DAS DIRETRIZES DE CONVIVÊNCIA SOCIAL

REGIMENTO ESCOLAR TÍTULO VIII DAS DIRETRIZES DE CONVIVÊNCIA SOCIAL REGIMENTO ESCOLAR TÍTULO VIII DAS DIRETRIZES DE CONVIVÊNCIA SOCIAL Art. 237 Diretrizes de convivência social são normas, orientações, especificações de direitos e deveres e sanções que, no âmbito escolar,

Leia mais

Mostra de Projetos 2011 VALORES HUMANOS

Mostra de Projetos 2011 VALORES HUMANOS Mostra de Projetos 2011 VALORES HUMANOS Mostra Local de: PONTA GROSSA Categoria do projeto: I PROJETOS EM IMPLANTAÇÃO Nome da Instituição/Empresa: PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMEIRA Cidade: PALMEIRA Contato:

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL SANTO ANTÔNIO VIVENCIANDO VALORES NA ESCOLA POR UMA CULTURA DE PAZ

ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL SANTO ANTÔNIO VIVENCIANDO VALORES NA ESCOLA POR UMA CULTURA DE PAZ ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL SANTO ANTÔNIO VIVENCIANDO VALORES NA ESCOLA POR UMA CULTURA DE PAZ Passo Fundo, 2005 1-Justificativa Talvez não haja palavra mais falada, nos dias de hoje, que a

Leia mais

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PROPOSTA DE AÇÃO Criar um fórum permanente onde representantes dos vários segmentos do poder público e da sociedade civil atuem juntos em busca de uma educação

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL GETÚLIO VARGAS ENSINO FUNDAMENTAL PROJETO RÁDIO ESCOLA

ESCOLA ESTADUAL GETÚLIO VARGAS ENSINO FUNDAMENTAL PROJETO RÁDIO ESCOLA ESCOLA ESTADUAL GETÚLIO VARGAS ENSINO FUNDAMENTAL PROJETO RÁDIO ESCOLA APRESENTAÇÃO: A Escola Estadual Getúlio Vargas Ensino Fundamental, do Município de Engenheiro Beltrão, Estado do Paraná, preocupada

Leia mais

EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO

EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO SECRETARIA MUNICIPAL DA DEFESA SOCIAL E DA CIDADANIA EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO EducAção Cidadania em Ação RESUMO DIA ANTERIOR 1 Função do Agente de Trânsito Orientar e prestar informações a qualquer cidadão

Leia mais

REALIZAÇÕES DO PIBID NA UNIDADE EDUCACIONAL JOSÉ LUSTOSA ELVAS FILHO, BOM JESUS-PI

REALIZAÇÕES DO PIBID NA UNIDADE EDUCACIONAL JOSÉ LUSTOSA ELVAS FILHO, BOM JESUS-PI REALIZAÇÕES DO PIBID NA UNIDADE EDUCACIONAL JOSÉ LUSTOSA ELVAS FILHO, BOM JESUS-PI Francisco Cleiton da Rocha 1 Marcos Vinícius de Sousa 2 Stella Indira Rocha Lobato 3 1 Professor Assistente da Universidade

Leia mais

TÍTULO I - DA IDENTIFICAÇÃO DA ESCOLA E FINALIDADES...03 TÍTULO II - DA ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVO-PEDAGÓGICA...03

TÍTULO I - DA IDENTIFICAÇÃO DA ESCOLA E FINALIDADES...03 TÍTULO II - DA ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVO-PEDAGÓGICA...03 SUMÁRIO TÍTULO I - DA IDENTIFICAÇÃO DA ESCOLA E FINALIDADES...03 TÍTULO II - DA ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVO-PEDAGÓGICA...03 Seção I - Da Direção...03 Subseção I - Do Diretor Geral...04 Subseção II - Da

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE DIREITO DA FACULDADE BIRIGUI

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE DIREITO DA FACULDADE BIRIGUI REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE DIREITO DA FACULDADE BIRIGUI APRESENTAÇÃO Tendo como objetivo propiciar ao aluno um conjunto de oportunidades que se refletirão, de forma direta e decisiva,

Leia mais

UNIDADE CACHOEIRINHA CIRCULAR 02/2014. Manaus, 29 de julho de 2014. Prezados Responsáveis,

UNIDADE CACHOEIRINHA CIRCULAR 02/2014. Manaus, 29 de julho de 2014. Prezados Responsáveis, UNIDADE CACHOEIRINHA Manaus, 29 de julho de 2014. CIRCULAR 02/2014 Prezados Responsáveis, Iniciamos os testes do 2º semestre escolar e aproveitamos a oportunidade para agradecer a parceria e confiança

Leia mais

A FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES E A EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO MUNICIPIO DE MOSSORÓ

A FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES E A EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO MUNICIPIO DE MOSSORÓ A FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES E A EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO MUNICIPIO DE MOSSORÓ Selma Andrade de Paula Bedaque 1 - UFRN RESUMO Este artigo relata o desenvolvimento do trabalho de formação de educadores

Leia mais

Plano de Ação. Colégio Estadual Ana Teixeira. Caculé - Bahia Abril, 2009.

Plano de Ação. Colégio Estadual Ana Teixeira. Caculé - Bahia Abril, 2009. Plano de Ação Colégio Estadual Ana Teixeira Caculé - Bahia Abril, 2009. IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE ESCOLAR Unidade Escolar: Colégio Estadual Ana Teixeira Endereço: Av. Antônio Coutinho nº 247 bairro São

Leia mais

Secretaria Municipal da Educação e Cultura - SMEC SALVADOR MAIO/2003

Secretaria Municipal da Educação e Cultura - SMEC SALVADOR MAIO/2003 Secretaria Municipal da Educação e Cultura - SMEC ATRIBUIÇÕES DOS GESTORES ESCOLARES DA REDE PÚBLICA MUNICIPAL DE ENSINO VERSÃO PRELIMINAR SALVADOR MAIO/2003 Dr. ANTÔNIO JOSÉ IMBASSAHY DA SILVA Prefeito

Leia mais

PREFEITURA DE ESTÂNCIA TURÍSTICA DE SÃO ROQUE - SP DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES EDUCAÇÃO PARA A PAZ

PREFEITURA DE ESTÂNCIA TURÍSTICA DE SÃO ROQUE - SP DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES EDUCAÇÃO PARA A PAZ PREFEITURA DE ESTÂNCIA TURÍSTICA DE SÃO ROQUE - SP DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES EDUCAÇÃO PARA A PAZ TEMA PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES Educação para a Paz Aplicadores:

Leia mais

Colégio Hugo Sarmento

Colégio Hugo Sarmento TÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA CAPÍTULO ÚNICO Artigo 1º O COLÉGIO HUGO SARMENTO, com sede à R. Dom Rosalvo, nº 131, Jardim Jacarandás, CEP 05442-030, São Paulo, SP, CGC 61.046.041/0002-94, mantido

Leia mais

É projeto porque reúne propostas de ação concreta a executar durante determinado período de tempo. É político por considerar a escola como um espaço

É projeto porque reúne propostas de ação concreta a executar durante determinado período de tempo. É político por considerar a escola como um espaço É projeto porque reúne propostas de ação concreta a executar durante determinado período de tempo. É político por considerar a escola como um espaço de formação de cidadãos conscientes, responsáveis e

Leia mais

MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA

MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA ESCOLA ESTADUAL ALMIRANTE TOYODA-2014 PROJETO IDENTIDADE MINHA HISTÓRIA, MINHA VIDA TURMA: 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL (AZALÉIA E ACÁCIA) PROFESSORAS: GENISMEYRE E LUCILEILA Projeto Identidade Público

Leia mais

CONSIDERAÇÕES REFERENTES AO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO (PPP) DE UMA ESCOLA DA REDE MUNICIPAL DE SANTA MARIA 1

CONSIDERAÇÕES REFERENTES AO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO (PPP) DE UMA ESCOLA DA REDE MUNICIPAL DE SANTA MARIA 1 CONSIDERAÇÕES REFERENTES AO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO (PPP) Resumo DE UMA ESCOLA DA REDE MUNICIPAL DE SANTA MARIA 1 Eunice Piccin 2 Fabiano Bolzan Scherer² Fernanda Dalosto Moraes² Marcos Vinicius Conceição

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID DETALHAMENTO DO SUBPROJETO 1. Unidade: 2. Área do Subprojeto: Dourados 3. Curso(s) envolvido(s) na proposta: Pedagogia Obs.: Para proposta

Leia mais

I - FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

I - FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA I - FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA O Colégio Ceom, fundamenta seu trabalho educacional na área da Educação Infantil, Ensino Fundamental I, Fundamental II e Ensino Médio, a partir das teorias de Jean Piaget e Emília

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO APRESENTAÇÃO O Projeto Político Pedagógico da Escola foi elaborado com a participação da comunidade escolar, professores e funcionários, voltada para a

Leia mais

Sugestão de Planejamento da Semana Pedagógica

Sugestão de Planejamento da Semana Pedagógica GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DE ARAGUAINA SETOR REGIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO E ENSINO INTEGRAL Sugestão de Planejamento da Semana

Leia mais

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO NOME DA ENTIDADE: TIPO DE SERVIÇO: ( ) de convivência para crianças de 3

Leia mais

ANEXO I DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS TABELA A ATRIBUIÇÕES DO CARGO PROFESSOR E PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA 20 HORAS

ANEXO I DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS TABELA A ATRIBUIÇÕES DO CARGO PROFESSOR E PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA 20 HORAS ANEXO I DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS TABELA A ATRIBUIÇÕES DO CARGO PROFESSOR E PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA 20 HORAS CARGO: PROFESSOR E PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA 20 HORAS - Ministrar aulas de

Leia mais

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO NOME DA ENTIDADE: TIPO DE SERVIÇO: ( ) de convivência para crianças de 3

Leia mais

Disciplina de Oferta Complementar. Formação Pessoal e Social

Disciplina de Oferta Complementar. Formação Pessoal e Social Disciplina de Oferta Complementar Formação Pessoal e Social Promover a cidadania Aprender a viver no mundo que nos rodeia Mod. AEVPA - Conselho Pedagógico Página 1 de 11 Disciplina de Oferta Complementar

Leia mais

Contribuições à Criação e Organização de um Núcleo de Voluntariado

Contribuições à Criação e Organização de um Núcleo de Voluntariado Terceiro Setor Contribuições à Criação e Organização de um Núcleo de Voluntariado Para que possamos atuar com voluntários, em projetos sociais, em instituições públicas ou privadas é fundamental que se

Leia mais

Palavras-chave: LEITURA E ESCRITA, CIDADANIA, PROTAGONISMO SOCIAL. OFICINA PALAVRA MAGICA DE LEITURA E ESCRITA

Palavras-chave: LEITURA E ESCRITA, CIDADANIA, PROTAGONISMO SOCIAL. OFICINA PALAVRA MAGICA DE LEITURA E ESCRITA OFICINA PALAVRA MAGICA DE LEITURA E ESCRITA ELAINE CRISTINA TOMAZ SILVA (FUNDAÇÃO PALAVRA MÁGICA). Resumo A Oficina Palavra Mágica de Leitura e Escrita, desenvolvida pela Fundação Palavra Mágica, é um

Leia mais

CONSELHO DE CLASSE DICIONÁRIO

CONSELHO DE CLASSE DICIONÁRIO CONSELHO DE CLASSE O Conselho de Classe é um órgão colegiado, de cunho decisório, presente no interior da organização escolar, responsável pelo processo de avaliação do desempenho pedagógico do aluno.

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM HISTÓRIA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM HISTÓRIA Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás Departamento de Áreas Acadêmicas I Coordenação de Ciências Humanas

Leia mais

- - - - 48-7102 15/01/79). DEVERES DO ALUNO

- - - - 48-7102 15/01/79). DEVERES DO ALUNO O cumprimento das normas de funcionamento da escola busca desenvolver no aluno, em colaboração com a família, todos os valores inerentes à formação de sua personalidade, capacitando-o para a compreensão

Leia mais

Proposta pedagógica e planejamento: as bases do sucesso escolar

Proposta pedagógica e planejamento: as bases do sucesso escolar Proposta pedagógica e planejamento: as bases do sucesso escolar Lucita Briza, 2005 (novaescola@atleitor.com.br) Para oferecer um ensino adequado às necessidades de seus alunos, a escola precisa saber o

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESTÁGIO SUPERVISIONADO I- DA EXIGÊNCIA - Resolução CNE/CP 1/ 2002, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação de professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura,

Leia mais

REGULAMENTO DO SEMINÁRIO DE BOAS PRÁTICAS DO PACTO PELA EDUCAÇÃO DE PERNAMBUCO

REGULAMENTO DO SEMINÁRIO DE BOAS PRÁTICAS DO PACTO PELA EDUCAÇÃO DE PERNAMBUCO REGULAMENTO DO SEMINÁRIO DE BOAS PRÁTICAS DO PACTO PELA EDUCAÇÃO DE PERNAMBUCO 1. DO OBJETIVO 1.1 O Seminário de Boas Práticas do Pacto pela Educação de Pernambuco tem por objetivo integrar os gestores

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Passo Fundo Secretaria Municipal de Educação

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Passo Fundo Secretaria Municipal de Educação PREFEITURA MUNICIPAL DE PASSO FUNDO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO INFANTIL REGIMENTO ESCOLAR PASSO FUNDO, 2006. IDENTIFICAÇÃO Cidade: Passo Fundo SUMÁRIO I Filosofia do Estabelecimento...04

Leia mais

PROJETO SEMANA DA PÁTRIA

PROJETO SEMANA DA PÁTRIA ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES IPEZAL/ANGÉLICA MS PROJETO SEMANA DA PÁTRIA Ipezal/Angélica MS Maio/2012 ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES IPEZAL/ANGÉLICA MS PROJETO SEMANA DA PÁTRIA Professores Responsáveis

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAÇADOR - SC CONCURSO PÚBLICO - EDITAL N o 001/2015. ANEXO I - corrigida em 29/04/2015

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAÇADOR - SC CONCURSO PÚBLICO - EDITAL N o 001/2015. ANEXO I - corrigida em 29/04/2015 CÓDIGO DO ÁREA DE ATUAÇÃO REQUISITOS (ESCOLARIDADE/ FORMAÇÃO) TOTAL DE VAGAS JORNADA SEMANAL VENCIMENTO- BASE (R$) NÍVEL SUPERIOR 01 02 03 AUXILIAR DE BIBLIOTECA ESPECIALISTA EM ASSUNTOS EDUCACIONAIS ESPECIALISTA

Leia mais

Planejamento CPA Metropolitana 2013

Planejamento CPA Metropolitana 2013 Planejamento CPA Metropolitana 2013 1 Planejamento CPA Metropolitana Ano 2013 Denominada Comissão Própria de Avaliação, a CPA foi criada pela Legislação de Ensino Superior do MEC pela Lei 10.861 de 10

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE PSICOLOGIA

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE PSICOLOGIA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE PSICOLOGIA 1 Dimensão 2 - Acadêmico avaliando professor POTENC. PTO. A MELHOR. FRAGIL. 1 -

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL PEDRO ARAÚJO NETO Ensino Fundamental e Médio PLANO DE TRABALHO PEDAGÓGICO

COLÉGIO ESTADUAL PEDRO ARAÚJO NETO Ensino Fundamental e Médio PLANO DE TRABALHO PEDAGÓGICO Secretaria de Estado da Educação Estado do Paraná Núcleo Regional de Educação de União da Vitória COLÉGIO ESTADUAL PEDRO ARAÚJO NETO Ensino Fundamental e Médio Rua Presidente Kennedy, 200 Fone: (42) 3552

Leia mais

INCLUSÃO DE PESSOAS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS: O CASO DO COLÉGIO ESTADUAL SATÉLITE

INCLUSÃO DE PESSOAS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS: O CASO DO COLÉGIO ESTADUAL SATÉLITE INCLUSÃO DE PESSOAS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS: O CASO DO COLÉGIO ESTADUAL SATÉLITE Adrina Mendes Barbosa (UFBA) 1 Bárbara Vergas (UEFS) 2 INTRODUÇÃO O presente trabalho aborda as políticas

Leia mais

PROGRAMA ESCOLA DA INTELIGÊNCIA - Grupo III ao 5º Ano

PROGRAMA ESCOLA DA INTELIGÊNCIA - Grupo III ao 5º Ano ... CEFF - CENTRO EDUCACIONAL FAZENDINHA FELIZ Rua Professor Jones, 1513 - Centro - Linhares / ES - CEP. 29.900-131 - Telefone: (27) 3371-2265 www.escolafazendinhafeliz.com.br... Ao colocar seu filho na

Leia mais

PROJETO: ELEIÇÕES 2014 E O EXERCÍCIO DA CIDADANIA

PROJETO: ELEIÇÕES 2014 E O EXERCÍCIO DA CIDADANIA PROJETO: ELEIÇÕES 2014 E O EXERCÍCIO DA CIDADANIA Meu ideal político é a democracia, para que todo homem seja respeitado como indivíduo e nenhum venerado. (Albert Einstein) JUSTIFICATIVA Estaremos vivenciando

Leia mais

ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS/FUNÇÕES

ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS/FUNÇÕES ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS/FUNÇÕES - Monitor de Marcenaria, Monitor de Artesanato, Monitor de Música e/ou Violão e Monitor de Patinação e/ou Dança Ministrar aulas teóricas e práticas, conforme a atividade

Leia mais

PROGRAMAs de. estudantil

PROGRAMAs de. estudantil PROGRAMAs de empreendedorismo e protagonismo estudantil Ciclo de Palestras MAGNUM Vale do Silício App Store Contatos Calendário Fotos Safari Cumprindo sua missão de oferecer uma educação inovadora e de

Leia mais

DESIGNAÇÃO DA AÇÃO: CONCEBER E APLICAR ESTRATÉGIAS/METODOLOGIAS CONDUCENTES À MELHORIA DOS RESULTADOS.

DESIGNAÇÃO DA AÇÃO: CONCEBER E APLICAR ESTRATÉGIAS/METODOLOGIAS CONDUCENTES À MELHORIA DOS RESULTADOS. AÇÃO Nº 1 DESIGNAÇÃO DA AÇÃO: CONCEBER E APLICAR ESTRATÉGIAS/METODOLOGIAS CONDUCENTES À MELHORIA DOS RESULTADOS. BREVE DESCRIÇÃO DA AÇÃO: conceber, discutir e aplicar planificações, metodologias, práticas

Leia mais

REGULAMENTO PARA O DESFILE DOS JOGOS ESCOLARES/2014 TEMA DOS JOGOS 2014: PAÍSES E SUAS CULTURAS

REGULAMENTO PARA O DESFILE DOS JOGOS ESCOLARES/2014 TEMA DOS JOGOS 2014: PAÍSES E SUAS CULTURAS REGULAMENTO PARA O DESFILE DOS JOGOS ESCOLARES/2014 TEMA DOS JOGOS 2014: PAÍSES E SUAS CULTURAS Visão Ser referência na Educação. Missão Educar para formar cidadãos competentes. Valores Bom Relacionamento

Leia mais

NORMAS PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PARA A LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA DA UNINOVE 2011-2 4º

NORMAS PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PARA A LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA DA UNINOVE 2011-2 4º NORMAS PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PARA A LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA DA UNINOVE 2011-2 4º e 5º SEMESTRE DA INTERDISCIPLINARIDADE na construção do Trabalho de Conclusão de Curso de Licenciatura

Leia mais

PROJETO TREZE HORAS: Uma Proposta Para o Ensino Médio Integrado ao Ensino Técnico

PROJETO TREZE HORAS: Uma Proposta Para o Ensino Médio Integrado ao Ensino Técnico PROJETO TREZE HORAS: Uma Proposta Para o Ensino Médio Integrado ao Ensino Técnico Vanessa Lopes da Silva 1 Leandro Marcon Frigo 2 Resumo A partir do problema dicotômico vivenciado pelo Ensino Técnico Integrado,

Leia mais

MEDIAÇÃO DE CONFLITOS ESCOLARES: PROJETO BLITZ DA PAZ

MEDIAÇÃO DE CONFLITOS ESCOLARES: PROJETO BLITZ DA PAZ 110. ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA MEDIAÇÃO DE CONFLITOS ESCOLARES: PROJETO BLITZ DA PAZ

Leia mais

Programa de Comunicação Interna e Externa

Programa de Comunicação Interna e Externa Programa de Comunicação Interna e Externa Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015. O Programa de Comunicação Interna e Externa das Faculdades Integradas Ipitanga FACIIP pretende orientar a execução

Leia mais

FORMAÇÃO DA CIDADANIA OBJETIVOS E METAS

FORMAÇÃO DA CIDADANIA OBJETIVOS E METAS FORMAÇÃO DA CIDADANIA OBJETIVOS E METAS 1. Garantir a participação juvenil na elaboração e acompanhamento das políticas públicas na área de cidadania, em nível municipal, estadual e nacional, promovendo

Leia mais

FORMULÁRIO PARA A CONSOLIDAÇÃO DAS QUESTÕES ABERTAS

FORMULÁRIO PARA A CONSOLIDAÇÃO DAS QUESTÕES ABERTAS 1 FORMULÁRIO PARA A CONSOLIDAÇÃO DAS ABERTAS COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇAO INSTITUCIONAL CPA FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE CONGONHAS Responderam a este primeiro grupo de questões abertas

Leia mais

SÍNTESE DA 5ª REUNIÃO DE REESTRUTURAÇÃO DO PROJETO POLITICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FCT/PRESIDENTE PRUDENTE. 16\10\14 das 8h30 às 11h30

SÍNTESE DA 5ª REUNIÃO DE REESTRUTURAÇÃO DO PROJETO POLITICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FCT/PRESIDENTE PRUDENTE. 16\10\14 das 8h30 às 11h30 Câmpus de Presidente Prudente SÍNTESE DA 5ª REUNIÃO DE REESTRUTURAÇÃO DO PROJETO POLITICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FCT/PRESIDENTE PRUDENTE. Presentes: 16\10\14 das 8h30 às 11h30 DOCENTES: Cinthia

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico. Professor: Renato Custódio da Silva

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico. Professor: Renato Custódio da Silva PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015 Ensino Técnico Código: 0262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Componente Curricular: Ética e Cidadania Organizacional Eixo Tecnológico: Gestão e

Leia mais

SP 08/95 NT 191/95. Execução e Fiscalização da Sinalização Horizontal. Psicº Mauro Yoshio Ito Psicª Ilana Berezovsky Psicª Susana Nunes Penna

SP 08/95 NT 191/95. Execução e Fiscalização da Sinalização Horizontal. Psicº Mauro Yoshio Ito Psicª Ilana Berezovsky Psicª Susana Nunes Penna SP 08/95 NT 191/95 Execução e Fiscalização da Sinalização Horizontal Psicº Mauro Yoshio Ito Psicª Ilana Berezovsky Psicª Susana Nunes Penna 1. Introdução A realidade do trânsito da cidade de SP, 6 mortes

Leia mais

ESPIRITUALIDADE: Como um valor imprescindível para a educação

ESPIRITUALIDADE: Como um valor imprescindível para a educação ESPIRITUALIDADE: Como um valor imprescindível para a educação Janaina Guimarães 1 Paulo Sergio Machado 2 Resumo: Este trabalho tem por objetivo fazer uma reflexão acerca da espiritualidade do educador

Leia mais

FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS. Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília

FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS. Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília Nome do Evento: Fórum Mundial de Direitos Humanos Tema central: Diálogo e Respeito às Diferenças Objetivo: Promover um

Leia mais

Plano de Gestão 2013-2015

Plano de Gestão 2013-2015 Plano de Gestão 2013-2015 CANDIDATAS DIRETORA: MARIA MAGARI INDA DA ROCHA VICE-DIRETORA: LUCI MEIRE RISSO BARBOSA PLANO DE GESTÃO A escola onde trabalho está baseada nos valores humanistas, tendo como

Leia mais

PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária

PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária Apoio: Secretária municipal de educação de santo Afonso PROJETO INTERAÇÃO FAMÍLIA X ESCOLA: UMA RELAÇÃO NECESSÁRIA. É imperioso que dois dos principais

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES - 2014

PLANO DE ATIVIDADES - 2014 PLANO DE ATIVIDADES - 2014 I-Objetivos Gerais *Promover a formação integral dos alunos, favorecendo o desenvolvimentode sua personalidade de forma harmoniosa. *Integrar a Unidade Escolar à Comunidade Local

Leia mais

ESCOLA E COMUNIDADE: CONSTRUINDO UM PLANO DE AÇÃO PARA MELHORAR OS ÍNDICES DE APRENDIZAGEM

ESCOLA E COMUNIDADE: CONSTRUINDO UM PLANO DE AÇÃO PARA MELHORAR OS ÍNDICES DE APRENDIZAGEM ESCOLA E COMUNIDADE: CONSTRUINDO UM PLANO DE AÇÃO PARA MELHORAR OS ÍNDICES DE APRENDIZAGEM CRISTIANI FREITAS FERREIRA 3º SEMINÁRIO DE PROTEÇÃO ESCOLAR OBJETIVOS Avaliar a interação atual da escola com

Leia mais

VIOLÊNCIA GERA VIOLÊNCIA E DO CONTRÁRIO GENTILEZA GERA GENTILEZA

VIOLÊNCIA GERA VIOLÊNCIA E DO CONTRÁRIO GENTILEZA GERA GENTILEZA ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL CALDAS JUNIOR SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE NOVO HAMBURGO VIOLÊNCIA GERA VIOLÊNCIA E DO CONTRÁRIO GENTILEZA GERA GENTILEZA Professoras: Jane Engel Correa Patrícia

Leia mais

PRÉ-REQUISITOS (ESPECIFICAR CONTEÚDOS E, SE POSSÍVEL, DISCIPLINAS)

PRÉ-REQUISITOS (ESPECIFICAR CONTEÚDOS E, SE POSSÍVEL, DISCIPLINAS) 7.5. Disciplina Clínica Médica 4: Atenção Primária (Atual Medicina Geral de Adultos II (CLM006)) CÓDIGO DA DISCIPLINA ATUAL: CLM006 NOME ATUAL: Medicina Geral de Adultos II NOVO NOME: Clínica Médica 4:

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE ENFERMAGEM

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE ENFERMAGEM UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE ENFERMAGEM 1 Dimensão 2 - Acadêmico avaliando professor 1 - O professor comparece com regularidade

Leia mais