FUNDAMENTOS DE TRANSMISSÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FUNDAMENTOS DE TRANSMISSÃO"

Transcrição

1 CONCEITOS INICIAIS 1. Assinale o nome do primeiro Browser criado para navegação na Web: A) World Wide Web. B) NeXTSTEP. C) Gopher. D) Mosaic. E) Lynx. 2. (CHESF/ANASIS 2007) O conceito básico da Arquitetura Cliente / Servidor preconiza exatamente o que seu nome diz, uma parte cliente, requisitando dados ou serviços de uma outra parte servidora, utilizando-se de um meio de comunicação entre elas, que podem ser uma LAN, WAN ou internet. São consequências da Arquitetura Cliente / Servidor: I. Distribuição de processamento. II. Diminuição do tráfego na rede. III. Especialização de servidores. IV. Aumento do tráfego na rede e centralização dos dados. Está(ão) correta(s) apenas a(s) afirmativa(s): A) I, II e III B) II e III C) III e IV D) I e III E) I e II FUNDAMENTOS DE TRANSMISSÃO 3. (CHESF/ENG. COMPUTAÇÃO 2007) Sobre a transmissão sem fio de dados, podemos afirmar que: A) As ondas de rádio são utilizadas na comunicação unicast. B) A transmissão de microondas exige que as antenas estejam alinhadas. C) As microondas são muito úteis na comunicação multicast. D) Os sinais de infravermelho são utilizados apenas para comunicações em longo alcance. E) As freqüências dos sinais de infravermelho são tão elevadas, que podem penetrar em obstáculos como paredes. 4. (CHESF/ENG. COMPUTAÇÃO 2007) A transmissão serial síncrona tem como característica: A) Utilizar n canais de comunicação para enviar n bits ao mesmo tempo. B) Enviar bytes um após o outro, através de um canal de comunicação, sem bits strat/stop ou intervalos de repouso. C) Enviar bytes um após o outro, através de vários canais de comunicação, sem bits strat/stop ou intervalos de repouso. D) Enviar bytes delimitados por bits start/stop através de um canal de comunicação. E) Enviar bytes delimitados por bits start/stop através de vários canais de comunicação. Lista de Exercícios CONSULPLAN 1 Redes de Computadores para Concursos 5. (IBGE/SUPERVISOR TI 2009) Coloque em ordem crescente, considerando a banda ocupada: A) Canal telefônico, FM comercial, AM comercial, TV B) Canal telefônico, AM comercial, FM comercial, TV C) AM comercial, Canal telefônico, FM comercial, TV D) AM comercial, FM comercial, Canal telefônico, TV E) FM comercial, AM comercial, Canal telefônico, TV 6. (IBGE/SUPERVISOR TI 2009) Analise as afirmativas abaixo: I. O STFC destina-se à comunicação entre um ponto fixo situado no território nacional e um outro ponto no exterior, na modalidade de longa distância internacional. II. O STFC local destina-se à comunicação entre pontos fixos determinados situados em uma mesma árealocal. III. O STFC destina-se à comunicação entre pontos fixos determinados situados em áreas locais distintas no território nacional, na modalidade de longa distância nacional. IV. O STFC é o serviço de telecomunicações que, por meio da transmissão de voz e de outros sinais, destina-se à comunicação entre pontos fixos determinados, utilizando processos de telefonia. Estão corretas apenas as afirmativas: A) I, II B) II, III, IV C) I, II, III, IV D) III, IV E) I, II, III 7. (IBGE/SUPERVISOR TI 2009) O Serviço de Comunicação Multimídia é: A) Um serviço fixo de telecomunicações de interesse coletivo no regime privado. B) Um serviço fixo de telecomunicações prestado em âmbito nacional e internacional. C) Um serviço fixo de telecomunicações que possibilita a oferta de capacidade de transmissão, emissão e recepção de informações multimídia. D) Um serviço fixo de telecomunicações que utiliza quaisquer meios, a assinantes dentro de uma área de prestação de serviço. E) Todas as alternativas anteriores atendem ao enunciado.

2 8. (IBGE/SUPERVISOR TI 2009) São serviços de comunicação eletrônica de massa, EXCETO: A) Serviço Telefônico Fixo Comutado. B) Serviço de Radiodifusão. C) Serviço de TV a Cabo. D) Serviço de Distribuição de Sinais Multiponto Multicanal (MMDS). E) Serviço de Distribuição de Sinais de Televisão e de Áudio por Assinatura via Satélite (DTH). CABEAMENTO 9. (CHESF/ANALISTA 2007) Seja uma rede com switch nível dois, store-and-forward com 8 portas que podem individualmente operar dentro dos padrões 10Base-T ou 100Base-TX, nos modos half ou full-duplex. Em relação ao enunciado, podemos afirmar que: A) Um host conectado a este switch com placa de rede operando a 10Base-T e half-duplex, não conseguirá trocar pacotes com outro host também conectado diretamente a este mesmo switch e operando a 100Base-Tx e fullduplex. B) Um host conectado diretamente a este switch com placa de rede operando a 100Base-TX e full-duplex, estará necessariamente, enviando e recebendo pacotes simultaneamente. C) Um host que possua uma placa de rede que somente opere no padrão 10Base-T half-duplex não poderá se comunicar com os demais hosts, caso seja conectado diretamente a este switch. D) O switch acima poderá ser conectado a um segundo switch que opere o padrão 10Base-T half-duplex. E) O modo full-duplex garantirá o dobro de performance a esta rede. 10. (CHESF/PROGRAMADOR 2007) Coloque F para as afirmativas falsas e V para as verdadeiras: ( ) O cabo coaxial permite uma distância maior entre os pontos do que o cabo de par trançado. ( ) Os cabos de par trançado sem blindagem são muito mais sensíveis à interferência do que os cabos coaxiais, mas os cabos blindados por sua vez, apresentam uma resistência equivalente ou até superior. ( ) Usando o cabo de par trançado, quando temos problemas de mau contato no conector de uma das estações, a rede toda cai, pois as duas metades não contam com terminadores nas duas extremidades. ( ) Usando cabo coaxial, apenas o micro problemático ficaria isolado da rede, pois todos os PCs estão ligados ao hub e não uns aos outros. ( ) Se você pretende montar uma rede que permita o tráfego de dados a 100mbps, então, a melhor opção é usar cabos de par trançado (categoria 5). A sequência está correta em: A) V, V, V, V, V B) V, V, F, V, V C) V, V, F, F, V D) V, F, F, F,V E) F, F, F, F, F 11. (COFEN/ANASIS 2011) O limite de distância de transmissão recomendada para cabo UTP categoria 5e é: A) 50 metros. B) 70 metros. C) 100 metros. D) 150 metros. E) 250 metros. 12. (COFEN/ANASIS 2011) São Subsistemas de Cabeamento Estruturado EIA/TIA 568A, EXCETO: A) Sala de equipamentos. B) Armário de telecomunicações. C) Cabeamento horizontal. D) Área de trabalho. E) Hardware de rede. 13. (IBGE/SUPERVISOR TI 2009) Para promover a conexão adequada, sem utilização de conectores de cruzamentos intermediários, entre as terminações mecânicas nos armários de telecomunicações da empresa e o conector de cruzamento principal, distante metros, deve-se utilizar: A) Cabo backbone multipar UTP 100 ohm. B) Cabo backbone STP 150 ohm. C) Cabo coaxial de 50 ohm. D) Cabo de fibra óptica 62.5/125 µm. E) N.R.A. 14. (IBGE/SUPERVISOR TI 2009) Sobre o meio de transmissão conhecido como par trançado, está correto afirmar que: A) Consiste em um fio de cobre na parte central, envolvido por um material isolante. B) Pode ser classificado como monomodo, que apresenta o núcleo de 8 a 10 mícrons de diâmetro ou como multimodo, que apresenta um núcleo de 50 mícrons de diâmetro. C) Os dois tipos amplamente utilizados são o de 50 ohms e o de 75 ohms. D) Os fios são enrolados de forma helicoidal para diminuir a interferência gerada pelos sinais. E) O núcleo é envolvido por um revestimento de vidro com índice de refração inferior ao do núcleo.

3 15. (IBGE/ANASIS TI 2008) São padrões da tecnologia Gigabit Ethernet: A) 1000baseLX, 1000baseSX, 1000baseCX e 1000baseT. B) 1000baseMX, 1000baseSX, 1000baseCX e 1000baseT. C) 1000baseSX, 1000baseCX, 1000baseZ e 1000baseT. D) 1000baseXZ, 1000baseAC, 1000baseCX e 1000baseLX. E) 1000baseLX, 1000baseXS, 1000baseS, 1000baseT. 16. (IBGE/ANASIS TI 2008) Em qual rede se utiliza a conectividade 10BASE-FX? A) Ethernet. B) Gigabit Ethernet. C) Fast Ethernet. D) 10 Mbit/s Ethernet. E) 10 Gigabit Ethernet. TOPOLOGIAS E ATIVOS 17. (PREF. MIMOSO/ANASIS 2010) Qual das opções abaixo NÃO é uma topologia de rede? A) Ponto-a-ponto. B) Anel-Token Ring. C) Estrela. D) Barramento. E) Escala. 18. (CHESF/PROGRAMADOR 2007) Considerando as topologias lógicas e físicas das redes, complete a frase a seguir com as palavras: anel, barramento ou estrela. As redes Ethernet usam uma topologia lógica de, mas podem usar topologias físicas de ou de. Já as redes Token Ring, usam uma topologia lógica de, mas usam topologia física de A) barramento /estrela /anel /anel /estrela. B) estrela /anel /barramento /anel /estrela. C) barramento /estrela /barramento /anel /estrela. D) estrela /estrela /barramento /anel /estrela. E) N.R.A. 19. (PREF. LODRINA/ANASIS 2011) Em relação à topologia de redes, analise: I. Utilizando cabo coaxial fino, o trecho máximo de uma rede linear está limitado a 100 metros. II. O padrão mais conhecido da topologia em anel é o Token Ring (IEEE 802.3) da IBM. III. Na topologia em estrela, todas as estações da rede são conectadas a um concentrador, por esse motivo, se uma estação apresentar problemas, todas as estações deixarão de funcionar. IV. No concentrador HUB, a topologia física é em estrela, porém, logicamente ele opera como uma rede de topologia linear. Lista de Exercícios CONSULPLAN 3 Redes de Computadores para Concursos V. São componentes da topologia linear: Cabo Coaxial, conector em T e terminador resistivo. Estão corretas apenas as afirmativas: A) I, II, V B) I, IV, III C) II, IV, V D) IV, V E) II, IV 20. (CHESF/ANALISTA 2007) Os roteadores são dispositivos que atuam na camada de redes do Modelo OSI. Seu principal papel é encaminhar os pacotes entre as redes a ele interligadas. Sobre roteamento podemos afirmar: A) O roteador utiliza sua tabela de roteamento para que possa determinar por onde e/ou para onde encaminhar os pacotes. B) A utilização dos protocolos de roteamento é sempre obrigatória. C) Sem a tabela de roteamento, os hosts que estiverem localizados em uma mesma rede IP, não conseguirão trocar pacotes entre si. D) Os roteadores podem ser utilizados em substituição a um hub de repetição, não alterando o fluxo de broadcast. E) Os roteadores não reduzem o fluxo de broadcasts. OSI xtcp/ip 21. (PREF. GUARAPARI/ANASIS 2009) Sobre o modelo OSI, marque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas: ( ) Possui seis camadas. ( ) A função básica da camada de transporte é aceitar dados da camada acima dela, dividi-los em unidades menores caso necessário, repassar essas unidades à camada de rede e assegurar que todos os fragmentos chegarão corretamente a outra extremidade. ( ) A camada de apresentação contém uma série de protocolos comumente necessários para os usuários. A sequência está correta em: A) F, F, F B) V, F, F C) V, V, F D) V, V, V E) F, V, F 22. (IBGE/SUPERVISOR TI) A arquitetura de uma rede de computadores é definida por um conjunto de camadas e seus respectivos protocolos. O protocolo da camada n é usado para: A) Possibilitar a comunicação da camada n com a camada n + 1 da mesma estação. B) Possibilitar a comunicação da camada n de uma estação com a camada n de outra estação. C) Possibilitar a comunicação de n estações em uma rede local. D) Possibilitar a comunicação entre n redes locais. E) Possibilitar a comunicação da camada n com a camada n + 1 de outra estação.

4 23. (CHESF/PROGRAMADOR 2007) Analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa correspondente: I. Um protocolo de redes é uma linguagem usada para permitir que dois ou mais computadores se comuniquem. II. O TCP/IP (Transmission Control Protocol/Internet Protocol) tem quatro camadas, cujos nomes podem variar de autor para autor, mas que normalmente são apresentados assim: Aplicação, Transporte, Internet ou Rede e Física ou Interface com a Rede. III. Na camada Física ou Interface com a Rede os pacotes são chamados datagramas. Está(ão) correta(s) somente a(s) afirmativa(s): A) I B) II C) I e II D) I e III E) I, II e III transporte. 29. (PREF. MUNHAÇU/ANASIS 2010) A interface de comunicação paralela (25 pinos) é uma das interfaces mais utilizadas para ligação de dispositivos de entrada e de saída de computadores utilizados para automação e monitoramento de processos. Em sua versão EPP (Extended Parallel Port), os pinos de entrada e saída de dados são: A) Do pino 1 ao 8. B) Do pino 2 ao 9. C) Do pino 3 ao 10. D) Do pino 4 ao 11. E) Do pino 11 ao (IBGE/SUPERVISOR TI) Qual alternativa NÃO representa uma camada OSI? A) Aplicação. B) Conexão. C) Física. D) Rede. E) Transporte. 30. (IBGE/ANASIS TI 2008) Qual dos protocolos abaixo tem a função de obter o endereço físico dos hosts localizados na mesma rede física? A) UDP B) IP C) ARP D) IGMP E) ICMP 25. (CESAN/ATI 20011) Qual o nome e em qual camada TCP/IP encontra-se o protocolo de gerenciamento de correio eletrônico superior em recursos ao POP3? A) POP3, Transporte. D) SNMP, Rede. B) IMAP, Aplicação. E) SNMP, Transporte. C) IMAP, Transporte. 26. (CREA-RJ/ANASIS 2011) Qual camada do modelo OSI tem como função básica aceitar dados da camada superior e dividi-los em unidades menores caso necessário? A) Transporte. B) Enlace. C) Rede. D) Sessão. E) Apresentação. 27. (IBGE/SUPERVISOR TI 2009) A camada Internet do modelo TCP/IP corresponde à seguinte camada do modelo OSI: A) Apresentação. B) Aplicação. C) Sessão. D) Transporte. E) Rede. 31. (CHESF/ENG. COMPUTAÇÃO 2007) Analise as seguintes afirmações relativas aos protocolos de controle da Internet: I. O protocolo ARP ( Address Resolution Protocol) é usado para encontrar o endereço da camada de enlace que corresponda a um determinado endereço IP. II. A solicitação RARP ( Reverse Address Resolution Protocol) gerada por uma estação é enviada exclusivamente para o servidor RARP. III. A resposta RARP ( Reverse Address Resolution Protocol) contém o endereço da estação solicitante e informações adicionais. IV. O BOOTP ( Bootstrap Porotocol) exige a configuração manual de tabelas que mapeiam endereços IP para endereços da camada de enlace. Indique a opção que contenha todas as afirmações verdadeiras: A) III e IV B) II e III C) I e III D) I e IV E) II e IV CAMADAS INFERIORES 28. (IBGE/ANASIS TI 2008) Assinale a definição correta de Ethernet: A) É um termo para um padrão que leva o tráfego de dados à taxa nominal de 100Mbit/s. B) É uma tecnologia de interconexão para redes locais. C) É um protocolo da Internet que fica na camada de aplicações. D) É um protocolo da Internet que fica na camada de rede. E) É um protocolo da Internet que fica na camada de

5 32. (CHESF/ENG. COMPUTAÇÃO 2007) Um dos mecanismos de controle de fluxo e de controle de erros da camada de enlace é o protocolo stop-andwait. Com relação ao seu funcionamento, assinale o item INCORRETO: A) O dispositivo transmissor mantém uma cópia do último quadro transmitido até receber a confirmação de recebimento enviada pelo dispositivo receptor. B) Os quadros de confirmação são numerados alternadamente com 0 e 1. C) Na ocorrência de um quadro perdido, o receptor não envia a confirmação de recebimento o que gera a retransmissão após um intervalo de tempo. D) Na ocorrência de um quadro corrompido, o receptor tenta corrigir a partir do conteúdo do campo CRC (Cyclic E) O receptor não comunica ao transmissor que um quadro foi rejeitado. Lista de Exercícios CONSULPLAN 5 Redes de Computadores para Concursos 35. (IBGE/SUPERVISOR TI 2009) Sobre o protocolo CSMA/CD ( Carrier Sense Multiple Accesss with Colllision Detection ), analise as afirmativas abaixo: I. É um protocolo utilizado na subcamada LLC (Logical Link Control) da camada de Enlace de Dados. II. Após a detecção de uma colisão, a estação cancela a transmissão e espera um intervalo de tempo aleatório para tentar novamente. III. Quando funciona em um único canal é, inerentemente, um sistema half-duplex. Está(ão) correta(s) apenas a(s) afirmativa(s): A) I, II D) II B) I E) I, III CAMADAS SUPERIOES 33. (CHESF/ENG. COMPUTAÇÃO 2007) O Protocolo CSMA/CD ( Carrier Sense Multiple Access with Colision Detection) é usado para alocar um canal de múltiplo acesso. À respeito do Protocolo CSMA/CD é correto afirmar que: A) Permite que os usuários transmitam sempre que tiverem, dados a serem enviados. B) Divide o tempo de transmissão em pequenos intervalos para a transmissão dos quadros. C) No momento da transmissão, se o meio estiver ocupado, a estação fica monitorando o meio, até que ele fique ocioso. D) As estações que transmitem ao mesmo tempo devem interromper a transmissão de forma abrupta, tão logo a colisão seja detectada. E) Quando as estações que transmitem ao mesmo tempo detectam a colisão, terminam de transmitir os quadros e em seguida, interrompem a transmissão. 34. (CREA-RJ/ANASIS 2011) Qual padrão foi publicado para adicionar uma tag de VLAN? A) IEEE 802.1s D) IEEE 802.1Q B) IEEE 802.1X E) IEEE 802.3u C) IEEE (CHESF/ENG. COMPUTAÇÃO 2007) O Protocolo TCP (Transmission Control Protocol) foi projetado para oferecer uma conexão de dados, fim a fim, confiável em uma inter-rede. Assinale a alternativa que apresenta um protocolo que usa o TCP para garantir a confiabilidade de uma conexão: A) FTP B) TFTP C) SNMP D) RIP E) BOOTP 37. (CREA-RJ/ANASIS 2011) Qual protocolo de transporte oferece um meio de envio de datagramas IP sem a necessidade de estabelecer uma conexão? A) SMTP B) TCP C) UDP D) RTP E) SIP 38. (IBGE/ANASIS TI 2008) O DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol) é um de serviço que oferece configuração dinâmica de terminais, com concessão de de host e outros parâmetros de configuração para clientes de rede. Assinale a alternativa que completa corretamente a afirmativa anterior: A) protocolo, TCP/IP, direitos B) protocolo, TCP/IP, endereços IP C) portal, IP, direitos D) endereço, IP, site E) endereço, TCP/IP, direitos 39. (IBGE/ANASIS TI 2008) Sobre qual protocolo é executado o FTP? A) UDP B) DCCP C) RTP D) TCP E) PPTP

6 40. (COFEN/ANASIS 2011) A camada de aplicação do modelo de referência OSI é a parte da arquitetura que oferece serviços de rede aos usuários finais. Das principais aplicações, temos os seguintes protocolos: SMTP, FTP, DNS, DHCP e ARP. Qual das opções a seguir descreve de forma INCORRETA a função de um dos serviços dos protocolos? A) SMTP Simple Mail Transfer Protocol: fornecer o serviço de correio eletrônico. B) FTP File Transfer Protocol: fornecer o serviço de transferência de arquivos. C) DNS Domain Name Service: fornecer o serviço de mapeamento de nomes em números IP (e vice-versa). D) DHCP Dynamic Host Configuration Protocol: oferecer configuração dinâmica de terminais, com concessão de endereços IP para hosts da rede. E) ARP Address Resolution Protocol: é um protocolo para atualizar e pesquisar diretórios rodando sobre TCP/IP. Cada diretório consistindo de um conjunto de atributos com seus respectivos valores. 41. (IBGE/ANASIS TI 2008) Qual protocolo NÃO pertence à camada de Aplicação do modelo OSI? A) SMPP B) SNMP C) NNTP D) SSL E) SMTP ENDEREÇAMENTO E PORTAS 42. (IBGE/ANASIS TI 2008) Originalmente, o espaço de endereço IP foi dividido em poucas estruturas de tamanho fixo denominadas: A) Protocolo. B) Classes de endereço. C) Portas. D) Serviços. E) Filas. 43. (IBGE/ANASIS TI 2008) Qual dos endereços abaixo é um endereço de classe C? A) B) C) D) E) (CHESF/ANALISTA 2007) O Protocolo IP (Protocolo Internet) em sua versão 4 (Ipv4) define endereços de 32 bits. Estes bits formam a identificação de rede e de host. Sobre o endereçamento IP, é correto afirmar que: A) O endereço /16 é de classe A. B) O endereço /24 é de classe C. C) O intervalo /16 é reservado para redes privadas (LAN). D) O endereço /16 pode ser utilizado para o endereçamento de um host. E) O endereço /16 pode ser utilizado para o endereçamento de um host. 45. (IBGE/ANASIS TI 2008) Qual classe de endereçamento permite apenas 254 hosts por rede? A) E B) C C) A D) D E) B 46. (CHESF/ENG. COMPUTAÇÃO 2007) Um roteador recebeu um datagrama com o endereço de destino Sabendo-se que a máscara de sub-rede é , qual é o endereço da sub-rede de destino? A) B) C) D) E) (IBGE/SUPERVISOR TI 2009) Uma estação de um segmento de rede foi configurada com o endereço lógico e com a máscara de sub-rede Para a realização de um broadcast neste segmento de rede, deve-se utilizar o endereço: A) B) C) D) E) (IBGE/ANASIS TI 2008) Qual endereço IP NÃO poderia ser atribuído a um host? A) B) D) C) E) (COFEN/ANASIS 2011) Na implementação de serviços em redes TCP/IP (configuração padrão), o número de porta do serviço de SMTP (Simple Mail Transfer Protocol), é: A) Porta 21 B) Porta 23 C) Porta 25 D) Porta 27 E) Porta (PREF. MUNHAÇU/ANASIS 2010) Na implementação de serviços em redes TCP/IP (configuração padrão), há os números conhecidos como portas de serviços específicos. Assinale o serviço descrito com o número de portas INCORRETO: A) Porta 21 FTP B) Porta 23 Telnet C) Porta 25 SMTP D) Porta 27 POP3 E) Porta 80 http

7 50. (IBGE/ANASIS TI 2008) Qual porta é utilizada pelo serviço TELNET? A) 21 B) 23 C) 80 D) 25 E) (CHESF/ENG. COMPUTAÇÃO 2007) O problema de contagem até o infinito apresentado no algoritmo de roteamento com vetor de distância, gera: A) Duplicação da tabela de roteamento dos roteadores da sub-rede. B) Inclusão de rotas mais longas nas tabelas de roteamento dos roteadores da sub-rede. C) Uma convergência lenta das tabelas de roteamento no caso de inclusão de um novo roteador na sub-rede. D) Uma convergência lenta das tabelas de roteamento no caso de inatividade de um roteador da sub-rede. E) A ausência de atualização das tabelas de roteamento no caso de inatividade de algum roteador. GERENCIAMENTO 52. (CHESF/PROGRAMADOR 2007) Complete a frase e assinale a alternativa correspondente: é uma ferramenta de diagnóstico empregada, por exemplo, em redes TCP/IP, para verificar a conectividade entre dois hosts de uma rede. A) Browser. D) Barra de Ferramenta. B) Unix Tools. E) Windows Tools. C) Ping. 53. (IBGE/ANASIS TI 2008) Que protocolo é utilizado por uma estação cliente DHCP para detectar um conflito de endereço? A) DCCP B) SCTP C) NDP D) UDP E) ARP Lista de Exercícios CONSULPLAN 7 Redes de Computadores para Concursos 55. (PREF. MUNHAÇU/ANASIS 2010) A partir das práticas de gerenciamento de redes baseadas no modelo de referência OSI, analise os seguintes problemas: I. Saturação de banda em seguimentos Ethernet compartilhados. II. Validade da cache ARP inadequada. III. Cliente DNS mal configurado. IV. Servidor de correio eletrônico com repasse totalmente fechado. A organização dos problemas nas camadas do modelo OSI é, respectivamente: A) Camada de Enlace / Camada Física / Camada de Aplicação / Camada de Rede B) Camada Física / Camada de Enlace / Camada de Rede / Camada de Aplicação C) Camada Física / Camada de Aplicação / Camada de Rede / Camada de Enlace D) Camada de Transporte / Camada Física / Camada de Sessão / Camada de Enlace E) Camada de Enlace / Camada de Transporte / Camada de Aplicação / Camada de Sessão WIRELESS 56. (PREF. LODRINA/ANASIS 2011) O é um conjunto de padrões criados pelo IEEE para o uso em redes wireless. O padrão foi publicado em 1997 e previa taxas de transmissão de 1 e 2 megabits, usando a faixa dos 2.4 GHz, escolhida por ser uma das poucas faixas de frequência não licenciadas, de uso livre. Publicado em outubro de 1999, o primeiro padrão wireless utilizado em grande escala foi: A) a B) b C) g D) WEP E) WPA 54. (COFEN/ANASIS 2011) A partir das práticas de gerenciamento de redes baseadas no modelo de referência OSI, são problemas relacionados à camada de rede, EXCETO: A) Endereço IP de hospedeiro incorreto. B) Servidor DHCP mal configurado. C) Rotas estáticas mal configuradas. D) Saturação de recursos devido excesso de quadros de difusão. E) Hospedeiro com máscara de rede incorreta. 57. (IBGE/ANASIS TI 2008) Sobre tecnologias de rede de telefonia celular, assinale o que é GPRS: A) É a evolução da tecnologia TDMA. B) É uma tecnologia de dados, porém, ainda não permite a conexão de smartphones e celulares à Internet. C) É o padrão de transmissão de rádio por pacote. D) É uma tecnologia de primeira geração, desenvolvida pelos laboratórios Bell da AT&T. E) É uma tecnologia de segunda geração, evolução do CDMA. 58. (IBGE/ANASIS TI 2008) Qual das criptografias abaixo NÃO é encontrada em roteadores sem fio? A) WPA-PSK B) WEP C) 802.1X D) WPA2 E) WEP2

8 59. (IBGE/ANASIS TI 2008) Sobre Rede de telefonia celular, assinale o que o 3G trouxe: A) O CDMA e o GSM. B) Serviços de telefonia e comunicação de dados a velocidades maiores que seus antecessores. C) Codificação digital de voz e eficiência espectral que o 2G não tinha. D) A tecnologia GSM operando nas freqüências de 850 a 1900 MHz. E) A tecnologia GPRS. 60. (IBGE/ANASIS TI 2008) A característica de autenticar uma rede antes de se conectar, para garantir que NÃO é uma rede falsa, pertence à seguinte tecnologia: A) 2G B) GSM C) 3G D) GPRS E) EDGE 61. (COFEN/ANASIS 2011) Na configuração de roteadores Wireless padrão IEEE g, são opções válidas para tipos de conexão IPS, EXCETO: A) Dynamic IP Address, Static IP Address e DSL. B) Dynamic IP Address, Static IP Address e DNS. C) Dynamic IP Address, Static IP Address e PPPoE. D) Dynamic IP Address, Static IP Address e HTTP. E) Dynamic IP Address, Static IP Address e FTP.

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Disciplina: Redes de Computadores Prof.: Rafael Freitas Reale Aluno: Data / / Prova Final de Redes Teoria Base 1) Qual o tipo de ligação e a topologia respectivamente

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

Professor: Gládston Duarte

Professor: Gládston Duarte Professor: Gládston Duarte INFRAESTRUTURA FÍSICA DE REDES DE COMPUTADORES Computador Instalação e configuração de Sistemas Operacionais Windows e Linux Arquiteturas físicas e lógicas de redes de computadores

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES Conteúdo 1 Topologia de Redes 5 Escalas 5 Topologia em LAN s e MAN s 6 Topologia em WAN s 6 2 Meio Físico 7 Cabo Coaxial 7 Par Trançado 7 Fibra Óptica 7 Conectores 8 Conector RJ45 ( Par trançado ) 9 Conectores

Leia mais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais Curso de Preparatório para Concursos Públicos Tecnologia da Informação REDES Conceitos Iniciais; Classificações das Redes; Conteúdo deste módulo Equipamentos usados nas Redes; Modelos de Camadas; Protocolos

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula Complementar - MODELO DE REFERÊNCIA OSI Este modelo se baseia em uma proposta desenvolvida pela ISO (International Standards Organization) como um primeiro passo em direção a padronização dos protocolos

Leia mais

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO)

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) Par Trançado UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) O cabo UTP é composto por pares de fios, sendo que cada par é isolado um do outro e todos são trançados juntos dentro de uma cobertura externa, que não possui

Leia mais

Revisão. 1.1 Histórico 1.2 Protocolo 1.3 Classificação 1.4 Lan 1.5 Wan

Revisão. 1.1 Histórico 1.2 Protocolo 1.3 Classificação 1.4 Lan 1.5 Wan Tecnologia Revisão 1.1 Histórico 1.2 Protocolo 1.3 Classificação 1.4 Lan 1.5 Wan Comunicação de Dados As redes de computadores surgiram com a necessidade de trocar informações, onde é possível ter acesso

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br - Aula 2 - MODELO DE REFERÊNCIA TCP (RM TCP) 1. INTRODUÇÃO O modelo de referência TCP, foi muito usado pela rede ARPANET, e atualmente usado pela sua sucessora, a Internet Mundial. A ARPANET é de grande

Leia mais

Redes de Computadores IEEE 802.3

Redes de Computadores IEEE 802.3 Redes de Computadores Ano 2002 Profª. Vívian Bastos Dias Aula 8 IEEE 802.3 Ethernet Half-Duplex e Full-Duplex Full-duplex é um modo de operação opcional, permitindo a comunicação nos dois sentidos simultaneamente

Leia mais

Capítulo 11: Redes de Computadores. Prof.: Roberto Franciscatto

Capítulo 11: Redes de Computadores. Prof.: Roberto Franciscatto Capítulo 11: Redes de Computadores Prof.: Roberto Franciscatto REDES - Introdução Conjunto de módulos de processamento interconectados através de um sistema de comunicação, cujo objetivo é compartilhar

Leia mais

Placa de Rede. Rede de Computadores. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. Placa de Rede

Placa de Rede. Rede de Computadores. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. Placa de Rede Rede de Computadores Prof. André Cardia Email: andre@andrecardia.pro.br MSN: andre.cardia@gmail.com Placa de Rede Uma placa de rede (NIC), ou adaptador de rede, oferece capacidades de comunicações nos

Leia mais

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Conhecer os modelo OSI, e TCP/IP de cinco camadas. É importante ter um padrão para a interoperabilidade entre os sistemas para não ficarmos

Leia mais

Placa de Rede. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. MAN (Metropolitan Area Network) Rede Metropolitana

Placa de Rede. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. MAN (Metropolitan Area Network) Rede Metropolitana Rede de Computadores Parte 01 Prof. André Cardia Email: andre@andrecardia.pro.br MSN: andre.cardia@gmail.com Placa de Rede Uma placa de rede (NIC), ou adaptador de rede, oferece capacidades de comunicações

Leia mais

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS INTERNET PROTOCOLOS 1 INTERNET Rede mundial de computadores. Também conhecida por Nuvem ou Teia. Uma rede que permite a comunicação de redes distintas entre os computadores conectados. Rede WAN Sistema

Leia mais

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross Redes Pablo Rodriguez de Almeida Gross Conceitos A seguir serão vistos conceitos básicos relacionados a redes de computadores. O que é uma rede? Uma rede é um conjunto de computadores interligados permitindo

Leia mais

prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores

prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores Apresentação do professor, da disciplina, dos métodos de avaliação, das datas de trabalhos e provas; introdução a redes de computadores; protocolo TCP /

Leia mais

19/07/2013. Camadas. Camadas de Enlace e Física. Camadas de Enlace e Física. Topologias de Rede NOÇÕES DE REDE: CAMADAS DE ENLACE E FÍSICA

19/07/2013. Camadas. Camadas de Enlace e Física. Camadas de Enlace e Física. Topologias de Rede NOÇÕES DE REDE: CAMADAS DE ENLACE E FÍSICA 2 Camadas NOÇÕES DE REDE: CAMADAS DE ENLACE E FÍSICA Introdução à Microinformática Prof. João Paulo Lima Universidade Federal Rural de Pernambuco Departamento de Estatística e Informática Aplicação Transporte

Leia mais

Rede de Computadores

Rede de Computadores Escola de Ciências e Tecnologia UFRN Rede de Computadores Prof. Aquiles Burlamaqui Nélio Cacho Luiz Eduardo Eduardo Aranha ECT1103 INFORMÁTICA FUNDAMENTAL Manter o telefone celular sempre desligado/silencioso

Leia mais

MÓDULO 8 Modelo de Referência TCP/IP

MÓDULO 8 Modelo de Referência TCP/IP MÓDULO 8 Modelo de Referência TCP/IP A internet é conhecida como uma rede pública de comunicação de dados com o controle totalmente descentralizado, utiliza para isso um conjunto de protocolos TCP e IP,

Leia mais

Informática Aplicada I. Sistemas Operacionais Projeto e Implementação Andrew S. Tanenbaum Albert S. woodhull

Informática Aplicada I. Sistemas Operacionais Projeto e Implementação Andrew S. Tanenbaum Albert S. woodhull Informática Aplicada I Sistemas Operacionais Projeto e Implementação Andrew S. Tanenbaum Albert S. woodhull 1 Conceito de Sistema Operacional Interface: Programas Sistema Operacional Hardware; Definida

Leia mais

Exercícios de Redes de Computadores Assuntos abordados: Conceitos gerais Topologias Modelo de referência OSI Modelo TCP/IP Cabeamento 1.

Exercícios de Redes de Computadores Assuntos abordados: Conceitos gerais Topologias Modelo de referência OSI Modelo TCP/IP Cabeamento 1. Exercícios de Redes de Computadores Assuntos abordados: Conceitos gerais Topologias Modelo de referência OSI Modelo TCP/IP Cabeamento 1. (CODATA 2013) Em relação à classificação da forma de utilização

Leia mais

A Rede Token Ring. O Funcionamento do MAC Token Ring. Passagem de token

A Rede Token Ring. O Funcionamento do MAC Token Ring. Passagem de token A Rede Token Ring Visão geral de Token Ring e de suas variantes A IBM desenvolveu a primeira rede Token Ring nos anos 70. Ela ainda é a principal tecnologia LAN da IBM e apenas perde para a Ethernet (IEEE

Leia mais

Rede d s d e d Com o pu p t u ado d r o es Conceitos Básicos M d o e d los o de d Re R de d s:

Rede d s d e d Com o pu p t u ado d r o es Conceitos Básicos M d o e d los o de d Re R de d s: Tecnologia em Redes de Computadores Redes de Computadores Professor: André Sobral e-mail: alsobral@gmail.com Conceitos Básicos Modelos de Redes: O O conceito de camada é utilizado para descrever como ocorre

Leia mais

Camada de Enlace de Dados - Apêndice. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Camada de Enlace de Dados - Apêndice. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Camada de Enlace de Dados - Apêndice Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Endereço MAC; ARP Address Resolution Protocol; DHCP Dynamic Host Configuration Protocol; Ethernet Estrutura do quadro Ethernet;

Leia mais

QUANDO TRATAMOS SOBRE MEIOS DE TRANSMISSÃO, DEVEMOS ENFATIZAR A EXISTÊNCIA DE DOIS TIPOS DESSES MEIOS, SENDO:

QUANDO TRATAMOS SOBRE MEIOS DE TRANSMISSÃO, DEVEMOS ENFATIZAR A EXISTÊNCIA DE DOIS TIPOS DESSES MEIOS, SENDO: CABEAMENTO DE REDE QUANDO TRATAMOS SOBRE MEIOS DE TRANSMISSÃO, DEVEMOS ENFATIZAR A EXISTÊNCIA DE DOIS TIPOS DESSES MEIOS, SENDO: MEIO FÍSICO: CABOS COAXIAIS, FIBRA ÓPTICA, PAR TRANÇADO MEIO NÃO-FÍSICO:

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Teoria e Prática Douglas Rocha Mendes Novatec Sumário Agradecimentos...15 Sobre o autor...15 Prefácio...16 Capítulo 1 Introdução às Redes de Computadores...17 1.1 Introdução... 17

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação A camada de enlace, cujo protocolo é utilizado para transportar um datagrama por um enlace individual, define o formato dos pacotes trocados entre os nós nas extremidades, bem como

Leia mais

Unidade 2.3 Visão Geral de Protocolos de Redes

Unidade 2.3 Visão Geral de Protocolos de Redes Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Redes de Computadores Disciplina: Redes de Computadores Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 2.3 Visão Geral de Protocolos de Redes 2 Bibliografia

Leia mais

Tecnologia e Infraestrutura. Conceitos de Redes

Tecnologia e Infraestrutura. Conceitos de Redes Tecnologia e Infraestrutura Conceitos de Redes Agenda Introdução às Tecnologias de Redes: a) Conceitos de redes (LAN, MAN e WAN); b) Dispositivos (Hub, Switch e Roteador). Conceitos e tipos de Mídias de

Leia mais

Redes Locais. Prof. Luiz Carlos B. Caixeta Ferreira

Redes Locais. Prof. Luiz Carlos B. Caixeta Ferreira Redes Locais. Prof. Luiz Carlos B. Caixeta Ferreira 2. Padrões de Redes Locais 2.1 - Criação da Ethernet 2.2 - Padrões IEEE 802.x 2.3 - Especificações 802.3 2.4 - Token Bus 2.5 - Token Ring 2.1 - Criação

Leia mais

REDES COMPONENTES DE UMA REDE

REDES COMPONENTES DE UMA REDE REDES TIPOS DE REDE LAN (local area network) é uma rede que une os micros de um escritório, prédio, ou mesmo um conjunto de prédios próximos, usando cabos ou ondas de rádio. WAN (wide area network) interliga

Leia mais

Redes de Computadores LFG TI Bruno Guilhen. www.brunoguilhen.com.br 1

Redes de Computadores LFG TI Bruno Guilhen. www.brunoguilhen.com.br 1 MODELO OSI/ISO 01(CESPE STF 2008 Q93) Na arquitetura do modelo OSI da ISO, protocolos de transporte podem ser não-orientados a conexão e localizam-se na terceira camada. As responsabilidades desses protocolos

Leia mais

O Nível de Enlace nas Redes Locais. Ethernet. Ethernet

O Nível de Enlace nas Redes Locais. Ethernet. Ethernet O Nível de Enlace nas Redes Locais Como já foi visto, o nível de enlace deve fornecer uma interface de serviço bem definida para o nível de rede. deve determinar como os bits do nível físico serão agrupados

Leia mais

1 Redes de Computadores - TCP/IP Luiz Arthur

1 Redes de Computadores - TCP/IP Luiz Arthur 1 Redes de Computadores - TCP/IP Luiz Arthur TCP/IP O protocolo TCP/IP atualmente é o protocolo mais usado no mundo. Isso se deve a popularização da Internet, a rede mundial de computadores, já que esse

Leia mais

Universidade de Brasília

Universidade de Brasília Universidade de Brasília Introdução a Microinformática Turma H Redes e Internet Giordane Lima Porque ligar computadores em Rede? Compartilhamento de arquivos; Compartilhamento de periféricos; Mensagens

Leia mais

Padrões de Rede 15/02/2014. Padrões de rede. Padrão Ethernet IEEE 802.3 802.3

Padrões de Rede 15/02/2014. Padrões de rede. Padrão Ethernet IEEE 802.3 802.3 Padrões de Rede Fundamentos de Redes de Computadores Prof. Marcel Santos Silva Padrões de rede Existem diversos padrões Ethernet, que são utilizados pela maioria das tecnologias de rede local em uso. Definem

Leia mais

Pós-Graduação OBCURSOS FACON TI 2007

Pós-Graduação OBCURSOS FACON TI 2007 Pós-Graduação OBCURSOS FACON TI 2007 Prof. Bruno Guilhen Brasília Setembro CONCEITOS DE REDES PARTE 1 Arquitetura e Protocolo de Redes Realidade atual Motivação Ampla adoção das diversas tecnologias de

Leia mais

Prof. Marcelo Cunha Parte 5 www.marcelomachado.com

Prof. Marcelo Cunha Parte 5 www.marcelomachado.com Prof. Marcelo Cunha Parte 5 www.marcelomachado.com Criado em 1974 Protocolo mais utilizado em redes locais Protocolo utilizado na Internet Possui arquitetura aberta Qualquer fabricante pode adotar a sua

Leia mais

Prof. Wilton O. Ferreira Universidade Federal Rural de Pernambuco UFRPE 1º Semestre / 2012

Prof. Wilton O. Ferreira Universidade Federal Rural de Pernambuco UFRPE 1º Semestre / 2012 Prof. Wilton O. Ferreira Universidade Federal Rural de Pernambuco UFRPE 1º Semestre / 2012 As redes de computadores possibilitam que indivíduos possam trabalhar em equipes, compartilhando informações,

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP Arquitetura TCP/IP Arquitetura TCP/IP INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP gatewa y internet internet REDE REDE REDE REDE Arquitetura TCP/IP (Resumo) É útil conhecer os dois modelos de rede TCP/IP e OSI. Cada

Leia mais

TI Aplicada. Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br

TI Aplicada. Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br TI Aplicada Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br Conceitos Básicos Equipamentos, Modelos OSI e TCP/IP O que são redes? Conjunto de

Leia mais

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Sobre a arquitetura Ethernet Camadas da arquitetura Ethernet Topologias para redes Ethernet IFPB/Patos - Prof. Claudivan 2 É a arquitetura mais comum em redes locais

Leia mais

AGENTE PROFISSIONAL - ANALISTA DE REDES

AGENTE PROFISSIONAL - ANALISTA DE REDES Página 1 CONHECIMENTO ESPECÍFICO 01. Suponha um usuário acessando a Internet por meio de um enlace de 256K bps. O tempo mínimo necessário para transferir um arquivo de 1M byte é da ordem de A) 4 segundos.

Leia mais

15/02/2015. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais

15/02/2015. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais Curso de Preparatório para Concursos Públicos Tecnologia da Informação REDES www.professormarcelomoreira.com.br falecom@professormarcelomoreira.com.br Conceitos Iniciais; Classificações das Redes; Topologias

Leia mais

1 Lista de exercícios 01

1 Lista de exercícios 01 FRANCISCO TESIFOM MUNHOZ 2007 1 Lista de exercícios 01 1) No desenvolvimento e aperfeiçoamento realizado em redes de computadores, quais foram os fatores que conduziram a interconexão de sistemas abertos

Leia mais

Centro Tecnológico de Eletroeletrônica César Rodrigues. Atividade Avaliativa

Centro Tecnológico de Eletroeletrônica César Rodrigues. Atividade Avaliativa 1ª Exercícios - REDES LAN/WAN INSTRUTOR: MODALIDADE: TÉCNICO APRENDIZAGEM DATA: Turma: VALOR (em pontos): NOTA: ALUNO (A): 1. Utilize 1 para assinalar os protocolos que são da CAMADA DE REDE e 2 para os

Leia mais

TOPOLOGIAS. Em redes de computadores modernos a transmissão de dados não ocorre através de bits contínuos.

TOPOLOGIAS. Em redes de computadores modernos a transmissão de dados não ocorre através de bits contínuos. TOPOLOGIAS Fundamentos de Redes Prof. Marcel Santos Silva Pacotes Em redes de computadores modernos a transmissão de dados não ocorre através de bits contínuos. Os dados são divididos em pequenos blocos

Leia mais

Curso de Redes de Computadores

Curso de Redes de Computadores Curso de Redes de Computadores EMENTA Objetivo do curso: abordar conceitos básicos das principais tecnologias de rede e seus princípios de funcionamento. Instrutor: Emanuel Peixoto Conteúdo CAPÍTULO 1

Leia mais

Equipamentos de Rede. Prof. Sérgio Furgeri 1

Equipamentos de Rede. Prof. Sérgio Furgeri 1 Equipamentos de Rede Repetidor (Regenerador do sinal transmitido)* Mais usados nas topologias estrela e barramento Permite aumentar a extensão do cabo Atua na camada física da rede (modelo OSI) Não desempenha

Leia mais

switches LAN (rede de comunicação local)

switches LAN (rede de comunicação local) O funcionamento básico de uma rede depende de: nós (computadores) um meio de conexão (com ou sem fios) equipamento de rede especializado, como roteadores ou hubs. Todas estas peças trabalham conjuntamente

Leia mais

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito - Metro-Ethernet (Carrier Ethernet) www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique Bucke Brito - Ethernet na LAN www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique

Leia mais

Redes Ethernet e Padrão IEEE 802.3

Redes Ethernet e Padrão IEEE 802.3 Redes Ethernet e Padrão IEEE 802.3 Robert Metcalf, Xerox, 1973 1 Barra 2 Barra-Estrela: HUBS 3 Hubs, Concentradores e Switches Hub ou Switch 4 Barra 5 Arquitetura OSI Aplicação Apresentação Sessão Transporte

Leia mais

Padrão Ethernet. Características Gerais

Padrão Ethernet. Características Gerais O padrão ethernet surgiu em 1972 nos laboratórios da Xerox, com o pesquisador Robert Metcalfe. Inicialmente utilizava uma rede onde todas as estações(lans) compartilhavam do mesmo meio de transmissão,

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores... 1 Mobilidade... 1 Hardware de Rede... 2 Redes Locais - LANs... 2 Redes metropolitanas - MANs... 3 Redes Geograficamente Distribuídas - WANs... 3 Inter-redes... 5 Software de Rede...

Leia mais

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF REDES ESAF 01 - (ESAF - Auditor-Fiscal da Previdência Social - AFPS - 2002) Um protocolo é um conjunto de regras e convenções precisamente definidas que possibilitam a comunicação através de uma rede.

Leia mais

Introdução às Redes de Computadores. Por José Luís Carneiro

Introdução às Redes de Computadores. Por José Luís Carneiro Introdução às Redes de Computadores Por José Luís Carneiro Portes de computadores Grande Porte Super Computadores e Mainframes Médio Porte Super Minicomputadores e Minicomputadores Pequeno Porte Super

Leia mais

Questionário 01 FUNDAMENTOS DE REDES DE COMPUTADORES

Questionário 01 FUNDAMENTOS DE REDES DE COMPUTADORES Questionário 01 FUNDAMENTOS DE REDES DE COMPUTADORES 1- Questão: (CESPE/MPE-TO) Considere que, no processo de informatização de uma empresa, tanto na matriz quanto nas filiais, serão implantadas redes

Leia mais

Prof. Manuel A Rendón M

Prof. Manuel A Rendón M Prof. Manuel A Rendón M Tanenbaum Redes de Computadores Cap. 1 e 2 5ª. Edição Pearson Padronização de sistemas abertos à comunicação Modelo de Referência para Interconexão de Sistemas Abertos RM OSI Uma

Leia mais

REDES ETHERNET. Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Redes de Comunicação 10º Ano

REDES ETHERNET. Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Redes de Comunicação 10º Ano REDES ETHERNET Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Redes de Comunicação 10º Ano Nome: Marcelo Filipe Rocha Assunção 2013/2014 ÍNDICE Introdução... 2 Arquitetura

Leia mais

Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página

Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento IP 1 História e Futuro do TCP/IP O modelo de referência TCP/IP foi desenvolvido pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos (DoD). O DoD exigia

Leia mais

Protocolos de Redes Revisão para AV I

Protocolos de Redes Revisão para AV I Protocolos de Redes Revisão para AV I 01 Aula Fundamentos de Protocolos Conceituar protocolo de rede; Objetivos Compreender a necessidade de um protocolo de rede em uma arquitetura de transmissão entre

Leia mais

Redes de Computadores Concursos de TI

Redes de Computadores Concursos de TI Redes de Computadores Concursos de TI CONCEITOS DE REDES PARTE 1 Prof. Bruno Guilhen Arquitetura e Protocolo de Redes www.concursosdeti.com.br E1 E9 Conceito de Protocolo E2 N1 R1 R3 R2 N5 R4 Como esses

Leia mais

Modelo em Camadas Arquitetura TCP/IP/Ethernet. Edgard Jamhour

Modelo em Camadas Arquitetura TCP/IP/Ethernet. Edgard Jamhour Modelo em Camadas Arquitetura TCP/IP/Ethernet Edgard Jamhour Ethernet não-comutada (CSMA-CD) A Ethernet não-comutada baseia-se no princípio de comunicação com broadcast físico. a b TIPO DADOS (até 1500

Leia mais

Ethernet. O Nível de Enlace nas Redes Locais. Ethernet. Ethernet. Ethernet. Ethernet

Ethernet. O Nível de Enlace nas Redes Locais. Ethernet. Ethernet. Ethernet. Ethernet O Nível de Enlace nas Redes Locais Como já foi visto, o nível de enlace deve fornecer uma interface de serviço bem definida para o nível de rede. deve determinar como os bits do nível físico serão agrupados

Leia mais

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN. Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN. Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br Tópicos Modelos Protocolos OSI e TCP/IP Tipos de redes Redes locais Redes grande abrangência Redes metropolitanas Componentes Repetidores

Leia mais

Fundamentos de Redes de Computadores. Camadas física e de enlace do modelo OSI Prof. Ricardo J. Pinheiro

Fundamentos de Redes de Computadores. Camadas física e de enlace do modelo OSI Prof. Ricardo J. Pinheiro Fundamentos de Redes de Computadores Camadas física e de enlace do modelo OSI Prof. Ricardo J. Pinheiro Resumo Camada física. Padrões. Equipamentos de rede. Camada de enlace. Serviços. Equipamentos de

Leia mais

TCP é um protocolo de TRANSMISSÃO, responsável pela confiabilidade da entrega da informação.

TCP é um protocolo de TRANSMISSÃO, responsável pela confiabilidade da entrega da informação. Protocolo TCP/IP PROTOCOLO é um padrão que especifica o formato de dados e as regras a serem seguidas para uma comunicação a língua comum a ser utilizada na comunicação. TCP é um protocolo de TRANSMISSÃO,

Leia mais

Projeto e Instalação de Servidores Fundamentos de Redes de Computadores - Parte 1

Projeto e Instalação de Servidores Fundamentos de Redes de Computadores - Parte 1 Projeto e Instalação de Servidores Fundamentos de Redes de Computadores - Parte 1 Prof.: Roberto Franciscatto Introdução O que é uma Rede de Computadores? Conjunto de módulos de processamento interconectados

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores TCP/IP Fabricio Breve Fundamentos Atualmente é o protocolo mais usado em redes locais Principal responsável: Popularização da Internet Mesmo SOs que antigamente só suportavam seu

Leia mais

Redes e Serviços em Banda Larga

Redes e Serviços em Banda Larga Redes e Serviços em Banda Larga Redes Locais de Alta Velocidade Paulo Coelho 2002 /2003 1 Introdução Fast Ethernet Gigabit Ethernet ATM LANs 2 Características de algumas LANs de alta velocidade Fast Ethernet

Leia mais

Redes de Computadores e Teleinformática. Zacariotto 4-1

Redes de Computadores e Teleinformática. Zacariotto 4-1 Redes de Computadores e Teleinformática Zacariotto 4-1 Agenda da aula Introdução Redes de computadores Redes locais de computadores Redes de alto desempenho Redes públicas de comunicação de dados Computação

Leia mais

Aula 06 Redes Locais: Acessos Múltiplos e Ethernet. Prof. Dr. S. Motoyama

Aula 06 Redes Locais: Acessos Múltiplos e Ethernet. Prof. Dr. S. Motoyama Aula 06 Redes Locais: Acessos Múltiplos e Ethernet Prof. Dr. S. Motoyama Redes Locais (Local area networks, LANs) Início da década de 80 IBM s token ring vs. DIX (Digital, Intel, e Xerox) Ethernet IEEE

Leia mais

Universidade Federal do Acre. Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas

Universidade Federal do Acre. Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Universidade Federal do Acre Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Universidade Federal do Acre Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Pós-graduação Lato Sensu em Desenvolvimento de Software e Infraestrutura

Leia mais

Redes de Alta Velocidade

Redes de Alta Velocidade Redes de Alta Velocidade IEEE 802.3z e IEEE 802.3ab Gigabit Ethernet Redes de Alta Velocidade IEEE 802.3z e IEEE 802.3ab Gigabit Ethernet Parte I IEEE 802.3 Ethernet Parte II IEEE 802.3u Fast Ethernet

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES LAN e WAN: Topologias e Equipamentos

REDES DE COMPUTADORES LAN e WAN: Topologias e Equipamentos Administração de Empresas 2º Período Informática Aplicada REDES DE COMPUTADORES LAN e WAN: Topologias e Equipamentos Prof. Sérgio Rodrigues 1 INTRODUÇÃO Introdução Este trabalho tem como objetivos: definir

Leia mais

1. AULA 2 TOPOLOGIAS, PROTOCOLOS, MODELOS OSI E TCP/IP... 2

1. AULA 2 TOPOLOGIAS, PROTOCOLOS, MODELOS OSI E TCP/IP... 2 1. AULA 2 TOPOLOGIAS, PROTOCOLOS, MODELOS OSI E TCP/IP... 2 1.1 Topologias de Rede... 2 1.1.1 Barra... 2 1.1.2 Estrela... 2 1.1.3 Anel (Token Ring)... 3 1.1.4 Árvore... 4 1.2 Protocolos... 5 1.2.1 TCP...

Leia mais

O conteúdo Cisco Networking Academy é protegido e a publicação, distribuição ou compartilhamento deste exame é proibida.

O conteúdo Cisco Networking Academy é protegido e a publicação, distribuição ou compartilhamento deste exame é proibida. O conteúdo Cisco Networking Academy é protegido e a publicação, distribuição ou compartilhamento deste exame é proibida. 1 Quando protocolos sem conexão são implementados nas camadas mais inferiores do

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES 08/2013 Material de apoio Conceitos Básicos de Rede Cap.1 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura da bibliografia básica.

Leia mais

AULA 01 INTRODUÇÃO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação

AULA 01 INTRODUÇÃO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação AULA 01 INTRODUÇÃO Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação CONCEITO Dois ou mais computadores conectados entre si permitindo troca de informações, compartilhamento de

Leia mais

Prof. Luís Rodolfo. Unidade III REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO

Prof. Luís Rodolfo. Unidade III REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Unidade III REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO Redes de computadores e telecomunicação Objetivos da Unidade III Apresentar as camadas de Transporte (Nível 4) e Rede (Nível 3) do

Leia mais

Redes de Dados e Comunicações

Redes de Dados e Comunicações Redes de Dados e Comunicações Prof.: Fernando Ascani Modelo de referência OSI Camada 6 Apresentação Também chamada camada de Tradução, esta camada converte o formato do dado recebido pela camada de Aplicação

Leia mais

09/06/2011. Profª: Luciana Balieiro Cosme

09/06/2011. Profª: Luciana Balieiro Cosme Profª: Luciana Balieiro Cosme Revisão dos conceitos gerais Classificação de redes de computadores Visão geral sobre topologias Topologias Barramento Anel Estrela Hibridas Árvore Introdução aos protocolos

Leia mais

Informática. Prof. Macêdo Firmino. Redes de Computadores. Macêdo Firmino (IFRN) Informática Novembro de 2011 1 / 41

Informática. Prof. Macêdo Firmino. Redes de Computadores. Macêdo Firmino (IFRN) Informática Novembro de 2011 1 / 41 Informática Prof. Macêdo Firmino Redes de Computadores Macêdo Firmino (IFRN) Informática Novembro de 2011 1 / 41 Sistema Computacional Macêdo Firmino (IFRN) Informática Novembro de 2011 2 / 41 O que é

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada de Enlace Slide 1 Camada de Enlace Fluxo real de PDUs Slide 2 Sumário dos Protocolos MAC Como se faz com um canal compartilhado? Particionamento de canal, no tempo, por freqüência

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES 09/2013 Cap.3 Protocolo TCP e a Camada de Transporte 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura da bibliografia básica. Os professores

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br - Aula Complementar - EQUIPAMENTOS DE REDE 1. Repetidor (Regenerador do sinal transmitido) É mais usado nas topologias estrela e barramento. Permite aumentar a extensão do cabo e atua na camada física

Leia mais

Revisão. Karine Peralta karine.peralta@pucrs.br

Revisão. Karine Peralta karine.peralta@pucrs.br Revisão Karine Peralta Agenda Revisão Evolução Conceitos Básicos Modelos de Comunicação Cliente/Servidor Peer-to-peer Arquitetura em Camadas Modelo OSI Modelo TCP/IP Equipamentos Evolução... 50 60 1969-70

Leia mais

Arquitetura TCP/IP Prof. Ricardo J. Pinheiro

Arquitetura TCP/IP Prof. Ricardo J. Pinheiro Fundamentos de Redes de Computadores Arquitetura TCP/IP Prof. Ricardo J. Pinheiro Resumo Histórico Objetivos Camadas Física Intra-rede Inter-rede Transporte Aplicação Ricardo Pinheiro 2 Histórico Anos

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com RESUMO 1 COMUTAÇÃO DE CIRCUITOS Reservados fim-a-fim; Recursos são dedicados; Estabelecimento

Leia mais

Infra-Estrutura de Redes

Infra-Estrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul Infra-Estrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Ementa 1 Apresentação

Leia mais

15/02/2015. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais

15/02/2015. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais Curso de Preparatório para Concursos Públicos Tecnologia da Informação REDES Conceitos Iniciais; Classificações das Redes; Topologias de Redes; Meios de Transmissão; Arquitetura de Redes; Conteúdo deste

Leia mais

Exercícios de Revisão Redes de Computadores Edgard Jamhour. Nome dos Alunos

Exercícios de Revisão Redes de Computadores Edgard Jamhour. Nome dos Alunos Exercícios de Revisão Redes de Computadores Edgard Jamhour Nome dos Alunos Cenário 1: Considere a seguinte topologia de rede IPB 210.0.0.1/24 IPA 10.0.0.5/30 220.0.0.1\24 4 5 3 1 IPC 10.0.0.9/30 REDE B

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE - III

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE - III APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE - III 1 REDE DE COMPUTADORES III 1. Introdução MODELO OSI ISO (International Organization for Standardization) foi uma das primeiras organizações a definir formalmente

Leia mais

Meios Físicos de Transmissão

Meios Físicos de Transmissão Meios Físicos de Transmissão O meios de transmissão diferem com relação à banda passante, potencial para conexão ponto a ponto ou multiponto, limitação geográfica devido à atenuação característica do meio,

Leia mais

O que é uma rede industrial? Redes Industriais: Princípios de Funcionamento. Padrões. Padrões. Meios físicos de transmissão

O que é uma rede industrial? Redes Industriais: Princípios de Funcionamento. Padrões. Padrões. Meios físicos de transmissão O que é uma rede industrial? Redes Industriais: Princípios de Funcionamento Romeu Reginato Julho de 2007 Rede. Estrutura de comunicação digital que permite a troca de informações entre diferentes componentes/equipamentos

Leia mais