Curso de extensão em Administração de redes com GNU/Linux

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Curso de extensão em Administração de redes com GNU/Linux"

Transcrição

1 Curso de extensão em Gestores da Rede Acadêmica de Computação Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal da Bahia OpenLDAP básico -,

2 Licença de uso e distribuição Todo o material aqui disponível pode, posteriormente, ser utilizado sobre os termos da: Creative Commons License: Atribuição - Uso não comercial - Permanência da Licença

3 1 Serviço de diretório O protocolo LDAP Autenticação com LDAP Implementações de servidores LDAP 2 Características do OpenLDAP Instalação Configuração 3 Utilitários clientes do OpenLDAP Adicionando objetos Fazendo consultas Removendo entradas da base Alteração de dados cadastrados 4 Configurações extras no servidor OpenLDAP Aplicações de gerenciamento 5 6

4 O que é um diretório? Serviço de diretório O protocolo LDAP Autenticação com LDAP Implementações de servidores LDAP É um serviço de armazenamento hierárquico de informações com o principal objetivo de facilitar a pesquisa e a recuperação dessas informações. Escopo de um serviço de diretórios: centralização, manutenção e pesquisa de informações. Estruturado na forma de árvores. Bastante utilizado para manter informações de autenticação. Erros comuns: Você pode inserir, alterar e apagar itens. Então um diretório é um banco de dados? Não. Você pode inserir qualquer coisa em um diretório. Então ele pode ser usado como sistema de arquivos? Não. Um diretório fornece direções para se chegar às informações requisitadas, retornando-as ao requisitante. Só isso.

5 Exemplos de diretórios: Sistema de arquivos Serviço de diretório O protocolo LDAP Autenticação com LDAP Implementações de servidores LDAP

6 Exemplos de diretórios: DNS Serviço de diretório O protocolo LDAP Autenticação com LDAP Implementações de servidores LDAP

7 O que é o LDAP? Serviço de diretório O protocolo LDAP Autenticação com LDAP Implementações de servidores LDAP LDAP: Protocolo Leve de Acesso a Diretórios É um padrão aberto capaz de falicitar, de forma flexível, o compartilhamento, a manutenção e o gerenciamento de grandes volumes de informações, definido um método-padrão de acesso e atualização de informações dentro de um diretório [TUTTLE, 2003]. Derivado do X.500 DAP Armazena os dados usando o conceito de objetos Contém atributos É identificado pelo Distinguished Name (DN), garante a unicidade um objeto

8 O que é o LDAP? Serviço de diretório O protocolo LDAP Autenticação com LDAP Implementações de servidores LDAP Arquitetura Cliente/Servidor Definido pela RFC 2251 (LDAPv3 - Dec 1997)

9 Itens (objetos) do LDAP Serviço de diretório O protocolo LDAP Autenticação com LDAP Implementações de servidores LDAP Os atributos de cada objeto são determinados por esquemas (schemas) Atributos obrigatórios Atributos opcionais Um atributo especial, objectclass, define quais esquemas um objeto utiliza

10 Exemplo de implementação Serviço de diretório O protocolo LDAP Autenticação com LDAP Implementações de servidores LDAP cn=graco,ou=grupos,dc=dcc,dc=ufba,dc=br uid=fulano,ou=pessoas,dc=dcc,dc=ufba,dc=br

11 Usando LDAP para autenticação Serviço de diretório O protocolo LDAP Autenticação com LDAP Implementações de servidores LDAP Dadas as características do protocolo LDAP, muitas impletações utilizam esse protolo para autenticação de usuários. Mecanismos de autenticação definidos pela RFC4513 (Jun 2006) Para isso utilizamos a operação bind Basicamente temos três mecanismos de autenticação (no LDAPv3): Autenticação anônima Auteticação simples (por padrão a comunicação é feita em texto-limpo, porém é possível usar SSL) Simple Authentication and Security Layer (RFC 2222)

12 Autenticação sem LDAP Serviço de diretório O protocolo LDAP Autenticação com LDAP Implementações de servidores LDAP

13 Autenticação com LDAP Serviço de diretório O protocolo LDAP Autenticação com LDAP Implementações de servidores LDAP

14 Implementações de servidores LDAP Serviço de diretório O protocolo LDAP Autenticação com LDAP Implementações de servidores LDAP Netscape LDAP Server Fedora Directory Server Sun ONE Directory Server Microsoft Active Directory Novell edirectory OpenLDAP

15 Características do OpenLDAP Instalação Configuração Desenvolvido sob licença OpenLDAP Public License Altamente configurável, inclusive com ACL s Suporta conexões seguras através dos protocolos SASL, TLS ou SSL Multi-threading Suporta replicação das informações Suporta vários backends: BerkeleyDB, GDBM, SQL, entre outros. Vasta API disponível: C/C++, Java, PHP, Perl, Python, Ruby, etc.

16 Características do OpenLDAP Instalação Configuração No debian, basta: aptitude install slapd Em outras distribuições:

17 Informações importantes Características do OpenLDAP Instalação Configuração Daemon: slapd Arquivo de configuração: slapd.conf Diretório padrão (Debian): /etc/ldap

18 Opções básicas Características do OpenLDAP Instalação Configuração include < arquivo >: Carrega configurações adicionais antes de continuar a ler o arquivo de configuração. Usualmente utilizado para carregar os schemas. database < backend >: Define o tipo de banco de dados que será utilizado pelo OpenLDAP. suffix < dn >: Define o domínio utilizado para armazenar os objetos naquela instância. rootdn < dn >: Indica o DN que não tem restrições de acesso à instância, ou seja, o que tem acesso a nível administrativo. rootpw < senha >: Define a senha de rootdn. Pode estar em texto-limpo ou encriptada. directory < caminho >: Indica o diretório (no sistema de arquivos) onde a base de dados desta instância deve ser armazenada. index < atributo > < tipo >: Define quais atributos terão índices e qual tipo de índices serão mantidos.

19 Arquivos LDIF Características do OpenLDAP Instalação Configuração Os arquivos LDIF são utilizados para inserção de dados no diretório (RFC 2849) Formato geral: cat exemplo.ldif # Comentario dn: < distinguishedname > < atributo >: < valor > < atributo >: < valor >...

20 Arquivos LDIF Características do OpenLDAP Instalação Configuração cat org-dcc.ldif dn: dc=dcc,dc=ufba,dc=br objectclass: top objectclass: dcobject objectclass: organization o: dcc.ufba.br dc: dcc

21 Utilitários clientes do OpenLDAP Adicionando objetos Fazendo consultas Removendo entradas da base Alteração de dados cadastrados Para instalar o cliente do OpenLDAP: aptitude install ldap-utils ldapadd ldapsearch ldapdelete ldapmodify outros...

22 Comando ldapadd Utilitários clientes do OpenLDAP Adicionando objetos Fazendo consultas Removendo entradas da base Alteração de dados cadastrados É utilizado para incluir informações na base LDAP Sintaxe: ldapadd [opcoes] -f arquivo: Especifica o arquivo que será usado (exemplo: org-dcc.ldif) -x: Utiliza autenticação simples -D binddn: DN que será usado no bind para inserção (deve ter permissão para tal) -w senha: Senha do DN binddn. Pode ser utilizado a opção -W que chama um prompt para digitar a senha. -H: URI do servidor LDAP. Exemplo: ldapadd -x -D cn=root,dc=dcc,dc=ufba,dc=br -H ldaps://ldap.dcc.ufba.br -f usuarios.ldif -w minhasenha

23 Comando ldapsearch Utilitários clientes do OpenLDAP Adicionando objetos Fazendo consultas Removendo entradas da base Alteração de dados cadastrados É utilizado para fazer pesquisa na base Sintaxe: ldapsearch [opcoes] filtro atributos -L: Saída da pesquisa no formato LDIF -x: Autenticação simpels. -H: URI do servidor LDAP. -b suffix: Diretório onde será feita a busca filtro: Define filtros de pesquisa atributos: Define os atributos que serão retornados Exemplo: ldapsearch -x -b dc=dcc,dc=ufba,dc=br -H ldaps://ldap.dcc.ufba.br (objectclass=*) dn externo

24 Filtros da busca Utilitários clientes do OpenLDAP Adicionando objetos Fazendo consultas Removendo entradas da base Alteração de dados cadastrados Filtro de igualdade: atributo = valor Filtro de aproximação: atributo = valor Filtro de ordem: atributo <= valor ou atributo >= valor Caractere curinga (*): Representa substrigs ou partes do valor de um atributo

25 Comando ldapdelete Utilitários clientes do OpenLDAP Adicionando objetos Fazendo consultas Removendo entradas da base Alteração de dados cadastrados É utilizado para remover registros da base LDAP. Geralmente utilizado para remover usuários. Sintaxe: ldapadd [opcoes] dn -x: Utiliza autenticação simples -D binddn: DN que será usado no bind para remoção (deve ter permissão para tal) -w senha: Senha do DN binddn. Pode ser utilizado a opção -W que chama um prompt para digitar a senha. -H: URI do servidor LDAP. dn: Indica a entrada a ser removida. Exemplo: ldapdelete -x -D cn=root,dc=dcc,dc=ufba,dc=br -H ldaps://ldap.dcc.ufba.br -w minhasenha uid=fulano,ou=pessoas,dc=dcc,dc=ufba,dc=br

26 Comando ldapmodify Utilitários clientes do OpenLDAP Adicionando objetos Fazendo consultas Removendo entradas da base Alteração de dados cadastrados Permite alterar campos da base LDAP (por exemplo, alterar o nome ou de um usuário). Sua utilização é bastante parecida com o ldapadd. Sintaxe: ldapmodify [opcoes] -f arquivo: Especifica o arquivo que será usado -x: Utiliza autenticação simples -D binddn: DN que será usado no bind para inserção (deve ter permissão para tal) -w senha: Senha do DN binddn. Pode ser utilizado a opção -W que chama um prompt para digitar a senha. -H: URI do servidor LDAP. Exemplo: ldapmodify -x -D cn=root,dc=dcc,dc=ufba,dc=br -H ldaps://ldap.dcc.ufba.br -f modify-fulano.ldif -w minhasenha

27 Sintaxe do LDIF para modificação Utilitários clientes do OpenLDAP Adicionando objetos Fazendo consultas Removendo entradas da base Alteração de dados cadastrados A sintaxe desse arquivo LDIF é bastante parecido com a anterior, porém inclui alguns campos específicos. Também é definida pela RFC Exemplo de modify.ldif dn: cn=modify Me,dc=example,dc=com changetype: modify replace: mail mail: - add: description description: User created for tests - add: jpegphoto jpegphoto: file:///tmp/modme.jpeg - delete: description -

28 LDAP com segurança Configurações extras no servidor OpenLDAP Aplicações de gerenciamento Por padrão a conexão entre o cliente e o servidor LDAP é feita sem criptografia. Assim, chamadas de autenticação simples transmitem a senha em texto claro pela rede. Em versões anteriores do OpenLDAP era preciso usar programas externos para proteger essa operação, como Stunnel, por exemplo. Nas versões atuais a criptografia é nativa. Métodos de criptografia disponíveis: SSL: O servidor utiliza a porta 636 para conexões criptografadas. Após o estabelecimento da sessão, todos os dados serão criptografados. Não apenas o bind. START-TLS: Bastante semelhante à SSL, porém utiliza a porta padrão 389. O cliente deve escolher entre usar ou não criptografia durante sua sessão. Para isso o cliente deve enviar o parâmetro start-tls. SASL: Framework para autenticação que suporta diversos tipos: PLAIN, ANONYMOUS, DIGEST-MD5, dentre outros.

29 Servidor de réplica Configurações extras no servidor OpenLDAP Aplicações de gerenciamento É possível configurar um servidor OpenLDAP para trabalhar como servidor de réplica. Com isso podemos ganhar em desempenho ou implementar estratégias de HA. fornece dois programas para replicar a base: slurpd: Opera com o modelo stateless, onde o servidor é responsável pela réplica. Utiliza o status da réplica e do arquivo de log para iniciar sincronização. syncrepl: Opera no modelo stateful, onde a ação de replicar é baseada no status da réplica. O cliente (backup) inicia o processo de sincronização.

30 Expansão dos esquemas Configurações extras no servidor OpenLDAP Aplicações de gerenciamento O protocolo LDAP permite criar atributos adicionais e armazená-los na base de dados. Para armazenar tais informações na base é preciso criar arquivos do tipo schema, com a definição das classes de objetos e atributos que deseja utilizar, e referencia-lo no slapd.conf (com a diretiva include arquivo.schema). Os schemas são padronizados pela RFC Cada elemento de um schema é identificado por um OID (Object Identifier). Por questões de padronização e para evitar ambiguidades, esses OIDs devem ser registrados na IANA, e serão únicos para sua organização.

31 Listas de controle de acesso Configurações extras no servidor OpenLDAP Aplicações de gerenciamento Permitem definir poĺıticas para previnir acessos não autorizados. As listas de acesso são definidas no arquivo de configuração slapd.conf. É preciso ter atenção na definição de ACLs para não bloquear todo o acesso. A sintaxe de uma ACL é do tipo: access to < oque > by < quem > < acesso > by < quem > < acesso >... Onde: < oque >: Recursos com acesso controlado (entradas e atributos). < quem >: Os usuários que terão acesso permitido ou negado. < acesso >: Os direitos de acesso

32 Listas de controle de acesso - Exemplos Configurações extras no servidor OpenLDAP Aplicações de gerenciamento access to attr=userpassword by self write by anonymous auth by * none access to dn=.*,dc=example,dc=org attr=homephone,photo by self write by * read

33 Luma Configurações extras no servidor OpenLDAP Aplicações de gerenciamento

34 Directory-administrator Configurações extras no servidor OpenLDAP Aplicações de gerenciamento

35 PhpLDAPAdmin Configurações extras no servidor OpenLDAP Aplicações de gerenciamento Page

36

37 Onde utilizar o LDAP? GNU/Linux com LDAP: por meio da base LDAP, é possível autenticar usuários no Linux (PAM + LDAP). Serviço de s: é possível configurar um servidor de s para autenticação LDAP, tanto na entrega das mensagens (SMTP) quando no acesso às caixas de correio (IMAP, POP). Proxy: É possível que uma rede somente permita acesso à internet para usuários autenticados, através de um proxy. Alguns servidores de proxy, squid por exemplo, permitem auteticação via LDAP. A maioria dos serviços descentes atualmente, fornecem suporte à autenticação via LDAP. E mesmo os que não oferecem, implementar um módulo para tal não deve ser difícil (supondo que o software seja bem feito, claro).

38 TUTTLE,S. EHLENBERGER, A.; GORTHI, R. Understanding LDAP: Design and Implementation. Disponível em < http : //www.ibm.com/redbooks >. Acesso em: out TRIGO, C.H. OpenLDAP: uma nova abordagem integrada. São Paulo: Novatec Editora,

39 Dúvidas?

Entendendo o OpenLDAP. Por GABRIEL STEIN

Entendendo o OpenLDAP. Por GABRIEL STEIN Por GABRIEL STEIN CONCEITOS ABORDADOS Conceito de diretório / Serviço de diretório Organização Hierárquica - Árvore LDAP Histórico Características Atributos ObjectClasses Schemas Entrada DNs Arquivos LDIF

Leia mais

Serviço de Diretórios com OpenLDAP. Marcos Sungaila marcos@savant.com.br

Serviço de Diretórios com OpenLDAP. Marcos Sungaila marcos@savant.com.br Serviço de Diretórios com OpenLDAP Marcos Sungaila marcos@savant.com.br LDAP Por que LDAP Conceitos básicos Instalando e Configurando o OpenLDAP Criando a estrutura do Diretório Trabalhando com senhas

Leia mais

Lista de Figuras. Acrónimos

Lista de Figuras. Acrónimos Conteúdo Conteúdo Lista de Figuras Acrónimos i iii v 1 LDAP 1 1.1 Enquadramento Histórico.................... 1 1.2 Protocolos X.500 e DAP..................... 3 1.2.1 X.500............................

Leia mais

OpenLDAP. Clodonil Honório Trigo UMA ABORDAGEM INTEGRADA. Novatec

OpenLDAP. Clodonil Honório Trigo UMA ABORDAGEM INTEGRADA. Novatec OpenLDAP UMA ABORDAGEM INTEGRADA Clodonil Honório Trigo Novatec Sumário Prefácio...13 Capítulo 1 Introdução ao LDAP...17 1.1 O que é um diretório?...17 1.2 O que não é um diretório?...19 1.3 DNS: um exemplo

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação Banco de Dados LDAP Rodrigo Rubira Branco - rodrigo@firewalls.com.br O que é Serviço de Diretorio? Banco de dados especializado em armazenar informações sobre objetos Caracteristicas

Leia mais

LDAP. Laboratório de Computação Científica UFMG

LDAP. Laboratório de Computação Científica UFMG LDAP Laboratório de Computação Científica UFMG Sumário Diretórios Introdução ao LDAP Modelos do LDAP Formato LDIF Distribuição Replicação Diretórios Diretórios Visão Geral O que um diretório faz? O que

Leia mais

Lightweight Directory Access Protocol LDAP

Lightweight Directory Access Protocol LDAP Carlos Fernando Papotti RA : 02131282 José Ricardo M. Bevilacqua RA : 02534626 Julio César Costa Marcondes RA : 02121069 Raul Baldin RA : 02088243 Lightweight Directory Access Protocol LDAP Tópicos em

Leia mais

LPI nível 2: aula 14

LPI nível 2: aula 14 Décima quarta aula da preparação LPIC-2 TUTORIAL LPI nível 2: aula 14 Autenticação remota com os sistemas LDAP e PAM. Tópico 210: Administração de clientes da rede (continuação) 2.210.3 Configuração de

Leia mais

OpenLDAP. Clodonil Honório Trigo UMA ABORDAGEM INTEGRADA. Novatec

OpenLDAP. Clodonil Honório Trigo UMA ABORDAGEM INTEGRADA. Novatec OpenLDAP UMA ABORDAGEM INTEGRADA Clodonil Honório Trigo Novatec 1CAPÍTULO Introdução ao LDAP Palavras agradáveis são como favo de mel, doces para a alma, e medicina para o corpo. Provérbios de Salomão

Leia mais

Protocolo LDAP I: Acesso Remoto a Diretórios em Redes de Dados

Protocolo LDAP I: Acesso Remoto a Diretórios em Redes de Dados Protocolo LDAP I: Acesso Remoto a Diretórios em Redes de Dados Esta série de tutoriais apresenta o protocolo LDAP (Lightweight Directory Access Protocol), utilizado para prover serviços de acesso remoto

Leia mais

OpenLdap: Replicação, disponibilidade e escalabilidade

OpenLdap: Replicação, disponibilidade e escalabilidade OpenLdap: Replicação, disponibilidade e escalabilidade Sérgio Cioban Filho cioban@gmail.com http://cioban.googlepages.com Roteiro O que é Ldap Utilização do Ldap Porque replicar as bases Ldap Replicação

Leia mais

Elementos. Setores, departamentos, diretorias etc.

Elementos. Setores, departamentos, diretorias etc. O Active Directory Active directory Serviço de diretório extensível para gerenciar recursos da rede de modo eficiente Armazena informações detalhadas sobre cada recurso na rede Possibilidade de armazenar

Leia mais

Controle de Acesso em Rede

Controle de Acesso em Rede Segurança de Rede Segurança de rede e segurança de sistema (servidor individual) têm muito em comum Há redes onde o usuário faz login no domínio da rede para ter acesso aos recursos; em outras, se conecta

Leia mais

Luiz Marcelo de Oliveira. Estudo sobre serviço de diretórios distribuídos para

Luiz Marcelo de Oliveira. Estudo sobre serviço de diretórios distribuídos para Luiz Marcelo de Oliveira Estudo sobre serviço de diretórios distribuídos para instituições acadêmicas São José SC dezembro / 2010 Luiz Marcelo de Oliveira Estudo sobre serviço de diretórios distribuídos

Leia mais

BSDDAY - 13 de Agosto SP/Brazil

BSDDAY - 13 de Agosto SP/Brazil BSDDAY - 13 de Agosto SP/Brazil Quem é o Dmux? Rafael Floriano Sousa Sales aka dmux - Paulistano, 22 anos, fundador e integrante do grupo Tompast, consultor UNIX, trabalhando com sistemas operacionais

Leia mais

INTEGRANDO LDAP COM SAMBA PARA UTILIZAÇÃO COMO SOLUÇÃO DE PDC NA REDE

INTEGRANDO LDAP COM SAMBA PARA UTILIZAÇÃO COMO SOLUÇÃO DE PDC NA REDE UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS INTEGRANDO LDAP COM SAMBA PARA UTILIZAÇÃO COMO SOLUÇÃO DE PDC NA REDE ADRIANO PINHEIRO MOTA 2008 ADRIANO PINHEIRO MOTA INTEGRANDO LDAP COM SAMBA PARA UTILIZAÇÃO COMO SOLUÇÃO

Leia mais

Anahuac de Paula Gil 2015 Editor: Rafael Martins Trombetta Capa: Buqui Editora Editoração: Cristiano Marques

Anahuac de Paula Gil 2015 Editor: Rafael Martins Trombetta Capa: Buqui Editora Editoração: Cristiano Marques Anahuac de Paula Gil 2015 Editor: Rafael Martins Trombetta Capa: Buqui Editora Editoração: Cristiano Marques www.buqui.com.br www.editorabuqui.com.br www.autopubli.com.br Licença de Cultura Livre - CC

Leia mais

IBM Tivoli Directory Server Versão 5.2 Leia-me do Cliente

IBM Tivoli Directory Server Versão 5.2 Leia-me do Cliente IBM Tivoli Directory Server Versão 5.2 Leia-me do Cliente Nota Antes de utilizar estas informações e o produto suportado por elas, leia as informações gerais em Avisos, na página 7. Prefácio Este Leia-me

Leia mais

Procedimento de Configuração OutLook 2007 para clientes Dentro da Rede Governo

Procedimento de Configuração OutLook 2007 para clientes Dentro da Rede Governo Procedimento de Configuração OutLook 2007 para clientes Dentro da Rede Governo Propriedade: GESUP-PRODEST/ES Data: 10/07/2013 Ver: Exchange Corp. CONFIGURAÇÃO COM OUTLOOK ANYWHERE O Outlook Anywhere proporciona

Leia mais

Alta disponibilidade em servidores GNU/Linux

Alta disponibilidade em servidores GNU/Linux Universidade Federal da Bahia Departamento de Ciência da Computação Curso de extensão em Administração de Serviços GNU/Linux Alta disponibilidade em servidores GNU/Linux Italo Valcy italo@dcc.ufba.br Aspectos

Leia mais

LDAP - Tópicos. O que é um Diretório? Introdução. História do LDAP. O que é o LDAP? 5/22/2009

LDAP - Tópicos. O que é um Diretório? Introdução. História do LDAP. O que é o LDAP? 5/22/2009 LDAP - Tópicos Leoncio Regal Dutra Mestre em Engenharia Elétrica Telecomunicações leoncioregal@gmail.com Introdução Definições Funcionamento Segurança Otimizações do LDAP Exemplos Conclusão 2 Introdução

Leia mais

Um modelo de catálogo distribuído para o Direto

Um modelo de catálogo distribuído para o Direto Um modelo de catálogo distribuído para o Direto Marcelo Neres dos Santos Cristiano Cachapuz e Lima Universidade da Região da Campanha {mns, cristiano}@urcamp.tche.br Resumo Este trabalho visa analisar

Leia mais

Replicação Multi-master e novidades do OpenLDAP

Replicação Multi-master e novidades do OpenLDAP Replicação Multi-master e novidades do OpenLDAP Anahuac de Paula Gil On-the-fly e Replicação Multi-Master Smailli Hemori Moraes Autenticação Samba + LDAP + Kerberos Configuração on-the-fly Slide 1 4 cn=config

Leia mais

Permite o acesso remoto a um computador;

Permite o acesso remoto a um computador; Telnet Permite o acesso remoto a um computador; Modelo: Cliente/Servidor; O cliente faz um login em um servidor que esteja conectado à rede (ou à Internet); O usuário manipula o servidor como se ele estivesse

Leia mais

Uso de softwares Open Source na autenticação de acesso WEB em controlador de domínio NT

Uso de softwares Open Source na autenticação de acesso WEB em controlador de domínio NT Uso de softwares Open Source na autenticação de acesso WEB em controlador de domínio NT Aluno: Angelo Alberto Delben Filho, Orientador: Elio Lovisi Filho. Departamento de Ciência da Computação Faculdade

Leia mais

Capítulo 8 - Aplicações em Redes

Capítulo 8 - Aplicações em Redes Capítulo 8 - Aplicações em Redes Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 31 Roteiro Sistemas Operacionais em Rede Modelo Cliente-Servidor Modelo P2P (Peer-To-Peer) Aplicações e Protocolos

Leia mais

Configuração do Outlook Express

Configuração do Outlook Express Configuração do Outlook Express 1/1 Configuração do Outlook Express LCC.006.2005 Versão 1.0 Versão Autor ou Responsável Data 1.0 Paula Helena 30/09/2005 RESUMO Este relatório tem como objetivo mostrar

Leia mais

Integrando OpenLDAP e Samba no Fedora 7 como servidor de autenticacao

Integrando OpenLDAP e Samba no Fedora 7 como servidor de autenticacao Integrando OpenLDAP e Samba no Fedora 7 como servidor de autenticacao A primeira coisa a se fazer e instalar os softwares necessarios para o precedimento. Como root, digite em um terminal: # yum update

Leia mais

Acesso mais seguro. Quando se fala no aumento

Acesso mais seguro. Quando se fala no aumento Squid e OpenLDAP SYSADMIN Acesso mais seguro Use o sistema de autenticação por Digest no Squid e evite a exposição de senhas. por Emanuel dos Reis Rodrigues Quando se fala no aumento de segurança em redes,

Leia mais

Protocolo LDAP II: Acesso Remoto a Diretórios em Redes de Dados

Protocolo LDAP II: Acesso Remoto a Diretórios em Redes de Dados Protocolo LDAP II: Acesso Remoto a Diretórios em Redes de Dados Esta série de tutoriais apresenta o protocolo LDAP (Lightweight Directory Access Protocol), utilizado para prover serviços de acesso remoto

Leia mais

Configuração de um servidor FTP. Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática

Configuração de um servidor FTP. Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática Configuração de um servidor FTP Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática FTP: o protocolo de transferência de arquivos transferir arquivo de/para hospedeiro remoto modelo cliente/servidor cliente:

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA INFORMÁTICA

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA INFORMÁTICA CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA INFORMÁTICA 26. Considerando o sistema de numeração Hexadecimal, o resultado da operação 2D + 3F é igual a: a) 5F b) 6D c) 98 d) A8 e) 6C 27. O conjunto

Leia mais

Teleprocessamento e Redes

Teleprocessamento e Redes Teleprocessamento e Redes Aula 21: 06 de julho de 2010 1 2 3 (RFC 959) Sumário Aplicação de transferência de arquivos de/para um host remoto O usuário deve prover login/senha O usa duas conexões TCP em

Leia mais

UNIVERSIDADE FUMEC FACULDADE DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS - FACE BRENO DA SILVA AMARAL

UNIVERSIDADE FUMEC FACULDADE DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS - FACE BRENO DA SILVA AMARAL UNIVERSIDADE FUMEC FACULDADE DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS - FACE BRENO DA SILVA AMARAL LDAP: Centralização e disponibilidade de informações BELO HORIZONTE 2010 BRENO DA SILVA AMARAL LDAP: Centralização e disponibilidade

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JUNHO/2010

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JUNHO/2010 PROCEDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO DO OCS INVENTORY NG E GLPI NO SISTEMA COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JUNHO/2010 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email:

Leia mais

Curso: Redes II (Heterogênea e Convergente)

Curso: Redes II (Heterogênea e Convergente) Curso: Redes II (Heterogênea e Convergente) Tema da Aula: Redes Heterogênea e Convergente Professor Rene - UNIP 1 Redes heterogêneas Redes Heterogêneas Todo ambiente de rede precisa armazenar informações

Leia mais

NetWare 6.5. Novell. Instalação e upgrade REQUISITOS MÍNIMOS DE SISTEMA REQUISITOS DE SISTEMA RECOMENDADOS. www.novell.

NetWare 6.5. Novell. Instalação e upgrade REQUISITOS MÍNIMOS DE SISTEMA REQUISITOS DE SISTEMA RECOMENDADOS. www.novell. Novell NetWare 6.5 www.novell.com INÍCIO RÁPIDO Instalação e upgrade Esta Introdução rápida fornece informações básicas sobre a instalação e o upgrade para um servidor NetWare 6.5. Para obter instruções

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS PARA INTERNET ADMSI ENVIO DE E-MAILS - POSTFIX

ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS PARA INTERNET ADMSI ENVIO DE E-MAILS - POSTFIX ADMSI ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS PARA INTERNET ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS PARA INTERNET ADMSI ENVIO DE E-MAILS - POSTFIX ESCOLA SENAI SUIÇO BRASILEIRA ENVIO DE E-MAILS - POSTFIX OBJETIVOS: Ao final dessa

Leia mais

Instalação e personalização do Debian Etch para servidores LDAP e Shibboleth.

Instalação e personalização do Debian Etch para servidores LDAP e Shibboleth. Instalação e personalização do Debian Etch para servidores LDAP e Shibboleth. Éverton Foscarini, Leandro Rey, Francisco Fialho, Carolina Nogueira 1 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Centro de Processamento

Leia mais

Segurança de redes sem fio, uma proposta com serviços integrados de. autenticação LDAP e RADIUS. Marcos Heyse Pereira. Resumo

Segurança de redes sem fio, uma proposta com serviços integrados de. autenticação LDAP e RADIUS. Marcos Heyse Pereira. Resumo Segurança de redes sem fio, uma proposta com serviços integrados de autenticação LDAP e RADIUS. Marcos Heyse Pereira Curso de Especialização em Redes e Segurança de Sistemas Pontifícia Universidade Católica

Leia mais

Curso de extensão em Administração de Serviços GNU/Linux

Curso de extensão em Administração de Serviços GNU/Linux Curso de extensão em Administração de Serviços GNU/Linux Italo Valcy - italo@dcc.ufba.br Gestores da Rede Acadêmica de Computação Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal da Bahia Administração

Leia mais

Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5. Guia do administrador do Service desk. Julho de 2013

Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5. Guia do administrador do Service desk. Julho de 2013 Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5 Guia do administrador do Service desk Julho de 2013 2004-2013 Dell, Inc. Todos os direitos reservados. Qualquer forma de reprodução deste

Leia mais

PKI - Public Key Infrastructure

PKI - Public Key Infrastructure PKI - Public Key Infrastructure Marco Antonio Gutierrez Email marco.gutierrez@incor.usp.br Instituto do Coração - FMUSP Conectividade 1993 1997 Isolados 56% Em rede Isolados Isolados 35% Em rede Isolados

Leia mais

Implementar servidores de Web/FTP e DFS. Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.

Implementar servidores de Web/FTP e DFS. Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc. Implementar servidores de Web/FTP e DFS Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.br Conteúdo programático Introdução ao protocolo HTTP Serviço web

Leia mais

Configuração de Conta - Passo a Passo Outlook Express

Configuração de Conta - Passo a Passo Outlook Express Configuração de Conta - Passo a Passo Outlook Express Explicação do 1º PASSO Na "Barra de menus" do Outlook Express clique em "Ferramentas", depois em "Contas..." Explicação do 2º PASSO Abrirá a janela

Leia mais

Como Configurar uma conta de e-mail no Microsoft Outlook 2013.

Como Configurar uma conta de e-mail no Microsoft Outlook 2013. Como Configurar uma conta de e-mail no Microsoft Outlook 2013. 1º Passo: Para configurar uma nova conta de e-mail clique em Arquivo 2º Passo: Exibirá essa tela a seguir Clique em Informações Selecione

Leia mais

Arquitetura de BDs Distribuídos. Victor Amorim - vhca Pedro Melo pam2

Arquitetura de BDs Distribuídos. Victor Amorim - vhca Pedro Melo pam2 Victor Amorim - vhca Pedro Melo pam2 Arquitetura de BDs Distribuídos Sistemas de bds distribuídos permitem que aplicações acessem dados de bds locais ou remotos. Podem ser Homogêneos ou Heterogêneos: Homogêneos

Leia mais

Tópicos abordados: Evolução Computacional Primeira fase Segunda fase Terceira fase. Fatos & Reflexões

Tópicos abordados: Evolução Computacional Primeira fase Segunda fase Terceira fase. Fatos & Reflexões ACME! AAA Servers Tópicos em Sistemas de Computação 2009 Leandro Arabi Alexandre Prof. Dr. Adriano Mauro Cansian INTRODUÇÃO Tópicos abordados: Evolução Computacional Primeira fase Segunda fase Terceira

Leia mais

Servidor de E-mails e Protocolo SMTP. Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Disciplina: Serviços de Redes

Servidor de E-mails e Protocolo SMTP. Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Disciplina: Serviços de Redes Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática Servidor de E-mails e Protocolo SMTP Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Disciplina: Serviços de Redes Definições Servidor de Mensagens Um servidor de

Leia mais

Gerenciamento Centralizado de Servidor com OpenLDAP e Interface GOsa

Gerenciamento Centralizado de Servidor com OpenLDAP e Interface GOsa ISSN 2316-2872 T.I.S. São Carlos, v. 3, n. 1, p. 69-79, jan-abr 2014 Tecnologias, Infraestrutura e Software Gerenciamento Centralizado de Servidor com OpenLDAP e Interface GOsa Resumo: A existência de

Leia mais

Projeto e Instalação de Servidores Introdução a Servidores

Projeto e Instalação de Servidores Introdução a Servidores Projeto e Instalação de Servidores Introdução a Servidores Prof.: Roberto Franciscatto Introdução Perguntas iniciais O que você precisa colocar para funcionar? Entender a necessidade Tens servidor específico

Leia mais

SAMBA3 e LDAP. Base sólida para redes heterogêneas. Felipe Augusto van de Wiel (faw) Brasil, São Paulo, 06 de novembro de 2004. 06.novembro.

SAMBA3 e LDAP. Base sólida para redes heterogêneas. Felipe Augusto van de Wiel (faw) Brasil, São Paulo, 06 de novembro de 2004. 06.novembro. SAMBA3 e LDAP Base sólida para redes heterogêneas. Felipe Augusto van de Wiel (faw) Brasil, São Paulo, 06 de novembro de 2004. 06.novembro.2004 1 Quem sou eu? No mundo Admin. Redes e Sistemas Instrutor

Leia mais

Professor(es): Fernando Pirkel. Descrição da(s) atividade(s):

Professor(es): Fernando Pirkel. Descrição da(s) atividade(s): Professor(es): Fernando Pirkel Descrição da(s) atividade(s): Definir as tecnologias de redes necessárias e adequadas para conexão e compartilhamento dos dados que fazem parte da automatização dos procedimentos

Leia mais

www.f2b.com.br 18/04/2006 Micropagamento F2b Web Services Web rev 00

www.f2b.com.br 18/04/2006 Micropagamento F2b Web Services Web rev 00 www.f2b.com.br 18/04/2006 Micropagamento F2b Web Services Web rev 00 Controle de Revisões Micropagamento F2b Web Services/Web 18/04/2006 Revisão Data Descrição 00 17/04/2006 Emissão inicial. www.f2b.com.br

Leia mais

Guia Rápido de Instalação

Guia Rápido de Instalação Guia Rápido de Instalação Conteúdo Passo 1 Download dos Arquivos de Instalação Passo 2 Tela de Boas Vindas Passo 3 Termos de Licença Passo 4 Local de Instalação Passo 5 Informações de Registro Passo 6

Leia mais

Introdução ao Active Directory AD

Introdução ao Active Directory AD Introdução ao Active Directory AD Curso Técnico em Redes de Computadores SENAC - DF Professor Airton Ribeiro O Active Directory, ou simplesmente AD como é usualmente conhecido, é um serviço de diretórios

Leia mais

Orientações para o uso do Mozilla Thunderbird

Orientações para o uso do Mozilla Thunderbird Orientações para o uso do Mozilla Thunderbird Mozilla Thunderbird O Mozilla Thunderbird é um software livre feito para facilitar a leitura, o envio e o gerenciamento de e-mails. Índice Configurando o Mozilla

Leia mais

1º Ten Al HUMBERTO SILVA GALIZA DE FREITAS

1º Ten Al HUMBERTO SILVA GALIZA DE FREITAS MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx - DFA - DEPA ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DO EXÉRCITO E COLÉGIO MILITAR DE SALVADOR 1º Ten Al HUMBERTO SILVA GALIZA DE FREITAS OPENLDAP: UMA PROPOSTA DE AUTENTICAÇÃO

Leia mais

Configuração do cliente de e-mail Thunderbird para usuários DAC

Configuração do cliente de e-mail Thunderbird para usuários DAC Configuração do cliente de e-mail Thunderbird para usuários DAC A. Configurando a autoridade certificadora ICPEdu no Thunderbird Os certificados utilizados nos serviços de e-mail pop, imap e smtp da DAC

Leia mais

Conteúdo do pacote de 05 cursos hands-on Linux

Conteúdo do pacote de 05 cursos hands-on Linux Conteúdo do pacote de 05 cursos hands-on Linux Linux Básico Linux Intermediário Proxy Squid Firewall Netfilter / Iptables Samba 4 C o n t e ú d o d o c u r s o H a n d s - on L i n u x 2 Sumário 1 Linux

Leia mais

Processo de Envio de email

Processo de Envio de email Processo de Envio de email Introdução O envio de documentos de forma eletrônica vem sendo muito utilizado, assim o envio de arquivos, relatórios, avisos, informações é realizado via e-mail. O sistema disponibiliza

Leia mais

SoftPhone e Integração de diretório ativo

SoftPhone e Integração de diretório ativo SoftPhone e Integração de diretório ativo Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Integre o diretório ativo com SoftPhone Prepare para integrar o diretório ativo com

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO LINUX ESSENTIALS Presencial (40h) - À distância (48h) Conhecendo um Novo Mundo Introdução ao GNU/Linux Distribuições GNU/Linux Linux Inside: Instalação Desktop Debian e CentOS Primeiros

Leia mais

Tutorial para configurar o e-mail do IFSC usando o OUTLOOK EXPRESS

Tutorial para configurar o e-mail do IFSC usando o OUTLOOK EXPRESS Instituto de Física de São Carlos Seção Técnica de Informática Tutorial para configurar o e-mail do IFSC usando o OUTLOOK EXPRESS OBS: Este tutorial foi elaborado usando o Outlook Express, no entanto,

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

Configuração do cliente de e-mail Outlook 2010 para usuários DAC

Configuração do cliente de e-mail Outlook 2010 para usuários DAC Configuração do cliente de e-mail Outlook 2010 para usuários DAC A. Configurando a autoridade certificadora ICPEdu no Outlook Os certificados utilizados nos serviços de e-mail pop, imap e smtp da DAC foram

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais. Prof. Rodrigo Siqueira

Administração de Sistemas Operacionais. Prof. Rodrigo Siqueira Administração de Sistemas Operacionais Prof. Rodrigo Siqueira Lição 1: Funções de servidor Edições do Windows Server 2008 O que são funções de servidor? O que são as funções de serviços de infra-estrutura

Leia mais

Questões de Concursos Tudo para você conquistar o seu cargo público

Questões de Concursos Tudo para você conquistar o seu cargo público Informática- Leandro Rangel, Analista Financeiro Contábil da AGU e professor do QConcursos.com 1- Q236949 CESGRANRIO - 2012 - Caixa - Técnico Bancário Em ambiente gráfico KDE, as diversas distribuições

Leia mais

Configurando o Outlook Express - Passo a Passo

Configurando o Outlook Express - Passo a Passo Configurando o Outlook Express - Passo a Passo PASSO 1 Na "Barra de menus" do Outlook Express clique em "Ferramentas", depois em "Contas..." PASSO 2 Na janela "Contas na Internet", clique em "Adicionar",

Leia mais

Conceitos de relação de confiança www.jpinheiro.net jeferson@jpinheiro.net

Conceitos de relação de confiança www.jpinheiro.net jeferson@jpinheiro.net Conceitos de relação de confiança www.jpinheiro.net jeferson@jpinheiro.net Procedimento para criar uma árvore O procedimento usado para criar uma árvore com o Assistente para instalação do Active Directory

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 5)

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 5) Prof. Breno Leonardo Gomes de Menezes Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 5) Uma conta de usuário é um objeto de Active Directory,

Leia mais

Projeto OBAA. Relatório Técnico RT-OBAA-07 Grupo Agentes e Ontologias. Proposta de Federação de Repositórios de Objetos Educacionais.

Projeto OBAA. Relatório Técnico RT-OBAA-07 Grupo Agentes e Ontologias. Proposta de Federação de Repositórios de Objetos Educacionais. Edital MCT/FINEP/MC/FUNTTEL Plataformas para Conteúdos Digitais 01/2007 Projeto OBAA Relatório Técnico RT-OBAA-07 Grupo Agentes e Ontologias Proposta de Federação de Repositórios de Objetos Educacionais

Leia mais

Librix AD: um Software Livre para Administração de Diretórios LDAP Distribuídos

Librix AD: um Software Livre para Administração de Diretórios LDAP Distribuídos Librix AD: um Software Livre para Administração de Diretórios LDAP Distribuídos Cláudio Siqueira de Carvalho e Celmar Guimarães da Silva Laboratório de Administração e Segurança de Sistemas (LAS) Instituto

Leia mais

Arquivo smb.conf comentado

Arquivo smb.conf comentado Arquivo smb.conf comentado ######## Seção global #### Define configurações como nome do servidor, grupo de trabalho, e outras. #### Opções definidas aqui tem efeito em todos compartilhamentos, exceto quando

Leia mais

BlackBerry Enterprise Server Express for Microsoft Exchange

BlackBerry Enterprise Server Express for Microsoft Exchange BlackBerry Enterprise Server Express for Microsoft Exchange Versão: 5.0 Service pack: 3 Visão geral técnica e dos recursos Publicado: 2011-05-03 SWDT305802-1526466-0503072657-012 Conteúdo 1 Visão geral:

Leia mais

Integrated User Verification Guia de Implementação do Cliente 2015-05-04 Confidencial Versão 2.9

Integrated User Verification Guia de Implementação do Cliente 2015-05-04 Confidencial Versão 2.9 Integrated User Verification Guia de Implementação do Cliente 2015-05-04 Confidencial Versão 2.9 SUMÁRIO Introdução... 2 Finalidade e público-alvo... 2 Sobre este documento... 2 Termos mais utilizados...

Leia mais

ATA - Exercícios Informática Carlos Viana. 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

ATA - Exercícios Informática Carlos Viana. 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA - Exercícios Informática Carlos Viana 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA EXERCÍCIOS CARLOS VIANA 01 -Existem vários tipos de vírus de computadores, dentre

Leia mais

Como Configurar uma conta de e-mail no Microsoft Outlook 2010.

Como Configurar uma conta de e-mail no Microsoft Outlook 2010. Como Configurar uma conta de e-mail no Microsoft Outlook 2010. 1º Passo: Para configurar uma nova conta de e-mail clique em Arquivo. 2 Passo: Selecione Informações. 3 Passo: Selecione Adicionar Conta como

Leia mais

LDAP Conceitos e Aplicações. Antonio Carlos Feitosa Costa (antonio@cbpf.br)

LDAP Conceitos e Aplicações. Antonio Carlos Feitosa Costa (antonio@cbpf.br) LDAP Conceitos e Aplicações Antonio Carlos Feitosa Costa (antonio@cbpf.br) 1 Prefácio Com o avanço tecnológico das redes de computadores, torna-se cada vez mais comum um ambiente computacional heterogêneo.

Leia mais

Michel Max SMTP Redirect Versão 1.00

Michel Max SMTP Redirect Versão 1.00 Índice Configuration Console (Console de Configuração)... 2 Aba Seriviço... 2 Aba Permissão de Envio... 3 Aba Permissão de Destino... 4 Aba Rastreamento... 5 Michel Max All Rights Reserved 1 Configuration

Leia mais

Configuração de Clientes de E-mail

Configuração de Clientes de E-mail Configuração de Clientes de E-mail Diretoria de Tecnologia da Informação Sumário 1. Introdução... 3 2. Uso em Computadores... 3 2.1. MS Outlook... 3 2.2. Thunderbird... 4 2.3. Windows Mail... 6 3. Uso

Leia mais

Winconnection 6. Internet Gateway

Winconnection 6. Internet Gateway Winconnection 6 Internet Gateway Descrição Geral O Winconnection 6 é um gateway de acesso à internet desenvolvido dentro da filosofia UTM (Unified Threat Management). Assim centraliza as configurações

Leia mais

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange Versão: 4.1 Service pack: 4B SWD-313211-0911044452-012 Conteúdo 1 Gerenciando contas de usuários... 7 Adicionar uma conta de usuário... 7 Adicionar

Leia mais

V WSPPD 2007. Uma visão geral do OpenLDAP e Active Directory para autenticação de usuários em sistemas heterogêneos e distribuídos

V WSPPD 2007. Uma visão geral do OpenLDAP e Active Directory para autenticação de usuários em sistemas heterogêneos e distribuídos V WSPPD 2007 Uma visão geral do OpenLDAP e Active Directory para autenticação de usuários em sistemas heterogêneos e distribuídos Porto Alegre, Agosto de 2007. Guilherme Matte Macedo, Rafael Bohrer Ávila

Leia mais

Curso Firewall. Sobre o Curso de Firewall. Conteúdo do Curso

Curso Firewall. Sobre o Curso de Firewall. Conteúdo do Curso Curso Firewall Sobre o Curso de Firewall Este treinamento visa prover conhecimento sobre a ferramenta de Firewall nativa em qualquer distribuição Linux, o "iptables", através de filtros de pacotes. Este

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

Sumário Agradecimentos... 19 Sobre.o.autor... 20 Prefácio... 21 Capítulo.1..Bem-vindo.ao.MySQL... 22

Sumário Agradecimentos... 19 Sobre.o.autor... 20 Prefácio... 21 Capítulo.1..Bem-vindo.ao.MySQL... 22 Sumário Agradecimentos... 19 Sobre o autor... 20 Prefácio... 21 Capítulo 1 Bem-vindo ao MySQL... 22 1.1 O que é o MySQL?...22 1.1.1 História do MySQL...23 1.1.2 Licença de uso...23 1.2 Utilizações recomendadas...24

Leia mais

Linux - Servidor de Redes

Linux - Servidor de Redes Linux - Servidor de Redes Servidor Web Apache Prof. Roberto Amaral WWW Breve histórico Início 1989 CERN (Centro Europeu de Pesquisas Nucleares) precisava de um meio de viabilizar o trabalho cooperativo

Leia mais

http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Prof. Ricardo César de Carvalho

http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Prof. Ricardo César de Carvalho vi http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Administração de Redes de Computadores Resumo de Serviços em Rede Linux Controlador de Domínio Servidor DNS

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR

MANUAL DO ADMINISTRADOR WinShare Proxy admin MANUAL DO ADMINISTRADOR Instalação do WinShare Índice 1. Instalação 2. Licenciamento 3. Atribuindo uma senha de acesso ao sistema. 4. Configurações de rede 5. Configurações do SMTP

Leia mais

IMPORTANTE. 1º PROCEDIMENTO: Outlook 2007 Backup de Mensagens (Mandic) 2º PROCEDIMENTO: Outlook 2007 - POP_SMTP (Novo e-mail de aluno)

IMPORTANTE. 1º PROCEDIMENTO: Outlook 2007 Backup de Mensagens (Mandic) 2º PROCEDIMENTO: Outlook 2007 - POP_SMTP (Novo e-mail de aluno) IMPORTANTE Sigam os procedimentos rigorosamente conforme sequência apresentada abaixo, isto assegurará o sucesso da transição de suas mensagens para a nova plataforma de e-mail. 1º PROCEDIMENTO: Outlook

Leia mais

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER TÁSSIO JOSÉ GONÇALVES GOMES tassiogoncalvesg@gmail.com MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 TÁSSIO GONÇALVES - TASSIOGONCALVESG@GMAIL.COM 1 CONTEÚDO Arquitetura

Leia mais

Transferindo a carga da autenticação remota dos servidores

Transferindo a carga da autenticação remota dos servidores Transferindo a carga da autenticação remota dos servidores Visão Geral Há três etapas usadas pela maioria dos computadores para proteger o acesso a operações, aplicativos e dados sensíveis: A identificação

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DO OUTLOOK EXPRESS

CONFIGURAÇÃO DO OUTLOOK EXPRESS CONFIGURAÇÃO DO OUTLOOK EXPRESS Antes de configurar o Outlook, é necessário fazer a instalação do certificado de segurança. Veja a seguir como fazer 1 Faça o download do arquivo: https://www.pae.sc.gov.br/down/caciasc.crt

Leia mais

Projeto e Instalação de Servidores Servidores Linux Aula 6 Firewall e Proxy

Projeto e Instalação de Servidores Servidores Linux Aula 6 Firewall e Proxy Projeto e Instalação de Servidores Servidores Linux Aula 6 Firewall e Proxy Prof.: Roberto Franciscatto Introdução FIREWALL Introdução Firewall Tem o objetivo de proteger um computador ou uma rede de computadores,

Leia mais

Andarta - Guia de Instalação. Guia de Instalação

Andarta - Guia de Instalação. Guia de Instalação Guia de Instalação 29 de setembro de 2010 1 Sumário Introdução... 3 Os Módulos do Andarta... 4 Instalação por módulo... 6 Módulo Andarta Server... 6 Módulo Reporter... 8 Módulo Agent... 9 Instalação individual...

Leia mais

Guia de administração para a integração do Portrait Dialogue 6.0. Versão 7.0A

Guia de administração para a integração do Portrait Dialogue 6.0. Versão 7.0A Guia de administração para a integração do Portrait Dialogue 6.0 Versão 7.0A 2013 Pitney Bowes Software Inc. Todos os direitos reservados. Esse documento pode conter informações confidenciais ou protegidas

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 4)

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 4) Prof. Breno Leonardo Gomes de Menezes Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (AULA 4) Serviço de diretório Serviço de diretório é um conjunto

Leia mais

Mini-Howto Compilando o Pure ftpd com suporte ao OpenLDAP

Mini-Howto Compilando o Pure ftpd com suporte ao OpenLDAP Mini-Howto Compilando o Pure ftpd com suporte ao OpenLDAP Autor: André Alexandre Gaio aagaio (at) linwork.com.br O que é o pure-ftpd??? Pure-FTPd é um servidor de ftp rápido, estável, concordante com o

Leia mais