Ana Ferreira

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ana Ferreira [amlaf@med.up.pt]"

Transcrição

1 Segurança em Saúde Ana Ferreira Jan-06

2 Agenda Introdução Ética e Privacidade Confidencialidade Integridade Disponibilidade Discussão Referências page 2

3 Introdução Tópico segurança a IM CID Problemas e ameaças as Mecanismos Criptografia Exercícios cios e trabalhos anuais nca/ page 3

4 Ética e Privacidade Princípios para avaliar e guiar moralmente as decisões Ética em Informática (IMIA code of ethics) Princípio da informação e privacidade: direito à privacidade e controlar a recolha, armazenamento, acesso, transmissão Princípio da segurança: protecção contra acessos e modificações não autorizadas (incluindo perdas) page 4

5 Privacidade vs Confidencialidade Privacidade (indivíduo) direito do indivíduo duo para decidir quem tem acesso aos seus dados (resultados de um exame radiológico gico) Confidencialidade (dados) medidas para manter a privacidade do indivíduo duo (mecanismos segurança - encriptação ão) page 5

6 Teaching Information Security to Medical Students Analisar as atitudes dos alunos relativas à segurança Cenários com quebras de segurança a em RCE Questionários aplicados no inicio/fim do ano (2003/2004)( Resultados as opiniões e atitudes dos alunos mudam alunos ficam mais atentos e percebem melhor questões de segurança Actualizar e melhorar as aulas e material didático Artigo publicado na MedNet2005 page 6

7 Confidencialidade Prevenir acesso não autorizado à informação Problemas vulnerabilidades login/password intercepção não autorizada da informação em trânsito (e.g. sniffing) Mecanismos [ISO ] Prevenção -- controlo de acesso -- autenticação -- encriptação Detecção/correc ão/correcção -- auditoria e monitorização page 7

8 Securing a Web-based based EPR An approach to secure a centralized EPR within a hospital Mecanismos segurança a implementados no ICU Confidencialidade Controlo acesso: Ldap Procedimentos Oracle ENV 12251: Health Informatics - Secure user identification for health care management and security of authentication by passwords TLS Transport Layer Security standard (SSL V3) Segurança a desde o inicio; estruturada em CID Envolvimento das pessoas (security( awareness) Politicas num sitio tão complexo como um hospital? Artigo publicado na ICEIS2004 page 8

9 How to start modelling Access Control in a healthcare organization (1) Definir política e modelo de controlo de acesso no ICU RBAC; IBAC (DAC); Rule-based AC (MAC) Modelo híbrido h para modular excepções e outras regras Política definida pela Comissão do HSJ-ICU médicos acedem info de todos os doentes enfermeiros sós doentes do seu departamento alguns médicos m podem ter acesso a info mais sensível investigadores têm acesso temporário rio e restricto administrativos não têm acesso Artigo publicado na ishimr2005 page 9

10 How to start modelling Access Control in a healthcare organization (2) O modelo E-RE Centralizar: identificação, autenticação and authorização (procedimentos Oracle) Oracle Obfuscation tool para guardar passwords encriptadas page 10

11 How to start modelling Access Control in a healthcare organization (3) Ferramenta de gestão do modelo Certificação da politica de controlo de acesso Outro tipo de controlo de acesso (factor 2 & 3) page 11

12 How to start modelling Access Control in a healthcare organization (4) Politica Break-the the-glass Disponibilidade aceder à informação sempre que necessário mesmo que não tenha permissões para tal casos de emergência; erros do sistema acesso controlado com notificações para o responsável do utilizador todas as acções sempre registadas Em fase de implementação page 12

13 Integridade Prevenir modificação não autorizada da informação Problemas erros no software ou na introdução dos dados mau funcionamento do equipamento vírus que corrompem a informação Man-in in-the-middle Mecanismos [ISO 7498 [ISO ] Prevenção -- assinaturas digitais -- apoio à introdução de dados -- standards e codificação -- métodos consistência interna Detecção/correc ão/correcção -- assinaturas digitais -- auditoria e monitorização page 13

14 Integrity for EPR Reports (1) Garantir integridade dos relatórios rios dos doentes Assinaturas digitais (GnuPG) relatórios rios encriptados e assinados: DSA 1024 e SHA-1 verificação da sua integridade sempre que acedidos existe um único par chave pública/privadap transparência: relatórios rios assinados automaticamente Artigo publicado na CBMS2004 page 14

15 Integrity for EPR Reports (2) 1. User that signs the reports masquerading 2. Private Key compromise integrity 3. Public Key DOS & unable to recover/validate reports 4. Reports file system compromise integrity page 15

16 Integrity for EPR Reports (3) Prevent Password policy TLS/SSL Protect audit logs Detect Monitoring & auditing Recover Manage credentials Generate new key pair key backup Generate new key pair regularly Monitoring & auditing Manage public key DB Backup reports & public key Generate new key pair Manage public key DB Generate new key pair regularly Store reports hash in DB Backup reports & public key Monitoring & auditing Monitoring & auditing Hash == digital signature Generate new key pair Backup reports & public key page 16

17 Disponibilidade Acesso autorizado à informação sempre que necessário Problemas falhas nos equipamentos causas naturais (incêndios, inundações) Ataques (DOS -- SPAM) Mecanismos [ISO ] Prevenção -- redundância de equipamento -- sistemas recuperação automática tica Detecção/correc ão/correcção -- auditoria e monitorização -- backups (cópias segurança) a) -- redundância de equipamento page 17

18 From a wired to a wireless secure EPR: can we re-use existing security solutions? (1) Estudar o acesso wireless ao ICU Reutilizar segurança a jáj existente minimizar riscos e custos Focar o estudo nos problemas de segurança a da tecnologia wireless Artigo publicado na Carnahan2005 page 18

19 From a wired to a wireless secure EPR: can we re-use existing security solutions? (2) Access Control Wired Wireless Access control Policy Authorization Model [11] LDAP [13] ENV [12] Secure communications TLS [14] GnuPG [15] WEP AES-CCMP Authentication EAP-TLS RADIUS X page 19

20 From a wired to a wireless secure EPR: can we re-use existing security solutions?? (3) Wired Wireless Patient Reports Digital Signature [7] GnuPG [15] Communications MIC (in transit) TKIP (key integrity) Location Gear can disturb frequency (mobile phones;microwaves) page 20

21 From a wired to a wireless secure EPR: can we re-use existing security solutions?? (4) Wired Wireless Equipment redundancy Load balancer 2 web servers Data redundancy Backups & logs Location Not close to windows, walls, line sight to outside, physical access Build access point location map page 21

22 From a wired to a wireless secure EPR: can we re-use existing security solutions?? (5) Possivel reutilizar soluções de segurança a de uma implementação jáj existente Auditoria e monitorização eficazes Detectar rogue points Processos e politicas de utilização e acesso page 22

23 Discussão Muitos problemas para resolver Muitas áreas de estudo e aplicação Segurança é essencial em todas elas Alto nível: n processos, políticas, legislação, ética Baixo nível: n tecnologias (utilização;teste;efic ão;teste;eficácia) cia) page 23

24 Referências Ferreira A, Correia R, Costa-Pereira A. Teaching Information Security to Medical Students. Proceedings of MedNet. 2005; 13(5): Ferreira A, Oliveira-Palhares E, Correia R, Costa-Pereira A. Wireless Security from a Wired Secure EPR. Proceedings of the 39th IEEE International Carnahan Conference on Security Technology, 2005; 39:93-6. Ferreira A, Correia R, Antunes L, Oliveira-Palhares E, Farinha P, Costa-Pereira A. How to start modelling access control in a healthcare organization. Proceedings of the 10th International Symposium for Health Information Management Research, Cruz-Correia Correia R, Vieira-Marques P, Costa P, Ferreira A, Oliveira-Palhares E, Araújo F, Costa-Pereira A. Integration of Hospital data using Agent Technologies a case study. AICommunications special issue of ECAI. 2005; 18(3): Ferreira A, Cruz-Correia Correia R, Antunes L, Palhares E, Marques P, Costa P, Costa-Pereira A: Integrity for Electronic Patient Record Reports. Proceedings of the 17th IEEE Symposium on Computer-Based Medical Systems (CBMS2004). 2004; Ferreira A, Cruz-Correia Correia R, Costa-Pereira A: Securing a Web-based based EPR: An approach to secure a centralized EPR within a hospital. Proceedings of the 6th International Conference on Enterprise Information Systems (ICEIS04). 2004; 3: ISO :1989: Information processing systems -- Open Systems Interconnection -- Basic Reference Model -- Part 2: Security Architecture IMIA Code of ethics for Health Information Professionals. IMIA. Available at: ENV 12251: Health Informatics - Secure user identification for health care management and security of authentication by passwords. European Standard, CEN/TC GnuPG Gnu Privacy Guard, Open PGP. Available at: Accessed in July page 24

25

Rede sem fio. Pollyana do Amaral Ferreira polly@ pop-mg.rnp.br

Rede sem fio. Pollyana do Amaral Ferreira polly@ pop-mg.rnp.br I Workshop do POP-MG Rede sem fio Pollyana do Amaral Ferreira polly@ pop-mg.rnp.br Sumário Introdução Principais aplicações O padrão IEEE 802.11 Segurança e suas diferentes necessidades Conclusão 2/36

Leia mais

Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço

Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço Escola Naval Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço Segurança da informação nas organizações Supervisão das Politicas de Segurança Computação em nuvem Fernando Correia Capitão-de-fragata

Leia mais

Patrocinadores. Agenda. Objectivos. Introdução à segurança em redes wireless

Patrocinadores. Agenda. Objectivos. Introdução à segurança em redes wireless Microsoft TechDays 2005 Aprender, Partilhar, Experimentar SEC03 Airhacks: : Como Criar Redes Wireless Seguras em Ambientes Microsoft Nuno Carvalho Director TécnicoT PVA TI Patrocinadores Agenda Introdução

Leia mais

soluções transversais SOLUÇÕES segurança

soluções transversais SOLUÇÕES segurança soluções transversais SOLUÇÕES segurança RESUMO DA SOLUÇÃO single sign-on acessos prevenção autenticação Os serviços de segurança são implementados como um layer do tipo Black Box, utilizável pelos canais

Leia mais

Walter Cunha Tecnologia da Informação Segurança

Walter Cunha Tecnologia da Informação Segurança Walter Cunha Tecnologia da Informação Segurança ESAF 2008 em Exercícios 37 (APO MPOG 2008) - A segurança da informação tem como objetivo a preservação da a) confidencialidade, interatividade e acessibilidade

Leia mais

Projeto de Redes de Computadores. Desenvolvimento de Estratégias de Segurança e Gerência

Projeto de Redes de Computadores. Desenvolvimento de Estratégias de Segurança e Gerência Desenvolvimento de Estratégias de Segurança e Gerência Segurança e Gerência são aspectos importantes do projeto lógico de uma rede São freqüentemente esquecidos por projetistas por serem consideradas questões

Leia mais

5. Bases de dados: as questões de segurança, de criptografia e de proteção de dados

5. Bases de dados: as questões de segurança, de criptografia e de proteção de dados 5. Bases de dados: as questões de segurança, de criptografia e de proteção de dados A proteção jurídica das bases de dados em Portugal é regulada pelo Decreto-Lei n.º 122/2000, de 4 de Julho, que transpõe

Leia mais

A base de dados. A plataforma Internet Oracle9i Completa, Logo Simples. Page 1. Luís Marques Senior Sales Consultant Solutions Team

A base de dados. A plataforma Internet Oracle9i Completa, Logo Simples. Page 1. Luís Marques Senior Sales Consultant Solutions Team A base de dados Luís Marques Senior Sales Consultant Solutions Team A plataforma Internet Oracle9i Completa, Logo Simples Oracle9i Application Server Oracle9i Database Server Page 1 Áreas em foco na base

Leia mais

Campus Virtuais. Arquitectura de Roaming Nacional. Nuno Gonçalves, Pedro Simões FCCN

Campus Virtuais. Arquitectura de Roaming Nacional. Nuno Gonçalves, Pedro Simões FCCN Campus Virtuais Arquitectura de Roaming Nacional Nuno Gonçalves, Pedro Simões FCCN Versão 2.0 03 de Julho de 2009 Requisitos de uma solução nacional de roaming A implementação de uma solução de nacional

Leia mais

Segurança em IEEE 802.11 Wireless LAN

Segurança em IEEE 802.11 Wireless LAN Segurança em IEEE 802.11 Wireless LAN Giovan Carlo Germoglio Mestrado em Informática Departamento de Informática Universidade do Minho 1 Contextualização Padrão IEEE 802.11 Wireless LAN: Estabelecido em

Leia mais

Conceitos Sobre Segurança em Redes Sem Fio. Redes Sem Fio (Wireless) 1

Conceitos Sobre Segurança em Redes Sem Fio. Redes Sem Fio (Wireless) 1 Conceitos Sobre Segurança em Redes Sem Fio Redes Sem Fio (Wireless) 1 INTRODUÇÃO Redes Sem Fio (Wireless) 2 INTRODUÇÃO Conceitos Sobre Segurança em Redes Sem Fio Base da segurança: Confidencialidade Controle

Leia mais

Sumário: Segurança da Informação Segurança nos Sistemas operativos M Ó D U L O 1

Sumário: Segurança da Informação Segurança nos Sistemas operativos M Ó D U L O 1 Escola Secundária Alberto Sampaio 2012/2013 Sumário: Segurança da Informação Segurança nos Sistemas operativos 2 Gestão de I/O Categorias Controladores Memória Secundária Interface Homem-Máquina Drivers

Leia mais

Sumário. Parte I Introdução... 19. Capítulo 1 Fundamentos da infra-estrutura de chave pública... 21. Capítulo 2 Conceitos necessários...

Sumário. Parte I Introdução... 19. Capítulo 1 Fundamentos da infra-estrutura de chave pública... 21. Capítulo 2 Conceitos necessários... Agradecimentos... 7 O autor... 8 Prefácio... 15 Objetivos do livro... 17 Parte I Introdução... 19 Capítulo 1 Fundamentos da infra-estrutura de chave pública... 21 Introdução à ICP... 21 Serviços oferecidos

Leia mais

Projeto Integrador - Projeto de Redes de Computadores

Projeto Integrador - Projeto de Redes de Computadores FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Projeto Integrador - Projeto de Redes de Computadores AYLSON SANTOS EDFRANCIS MARQUES HEVERTHON LUIZ THIAGO SHITINOE AYLSON SANTOS EDFRANCIS

Leia mais

Política para desenvolvimento de software seguro

Política para desenvolvimento de software seguro FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS Segurança da Informação Marcos Mesa Cerdan Marcus Vinicius Pedrosa Philipe Toledo Oliveira Política para desenvolvimento de software seguro GOIÂNIA, 2016 Marcos Mesa

Leia mais

Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço. Segurança da informação nas organizações Gestão de Configuração

Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço. Segurança da informação nas organizações Gestão de Configuração Escola Naval Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço Segurança da informação nas organizações Gestão de Configuração Fernando Correia Capitão-de-fragata EN-AEL 14 de Dezembro de 2013

Leia mais

A falha em alguns destes pontos pode resultar num excessivo e desnecessário investimento/despesa

A falha em alguns destes pontos pode resultar num excessivo e desnecessário investimento/despesa Nuno Melo e Castro Segurança Infra-estruturas Hardware e software Políticas de autenticação Protecção dos dados Algoritmos de cifra Sistemas de detecção e prevenção de intrusões Medidas de segurança Devem

Leia mais

Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço. Segurança da informação nas organizações Conceitos básicos de segurança

Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço. Segurança da informação nas organizações Conceitos básicos de segurança Escola Naval Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço Segurança da informação nas organizações Conceitos básicos de segurança Fernando Correia Capitão-de-fragata EN-AEL 2 de Novembro

Leia mais

Segurança Informática

Segurança Informática Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2009/10 Segurança Informática TI2009/2010_SI_1 Tópicos 1. O que é segurança? 2. Problemas relacionados com segurança 3. Criptografia 4. Assinatura digital

Leia mais

MECANISMOS DE AUTENTICAÇÃO EM REDES IEEE 802.11

MECANISMOS DE AUTENTICAÇÃO EM REDES IEEE 802.11 U N I V E R S I D ADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA 2 0 1 0. 2 MECANISMOS DE AUTENTICAÇÃO EM REDES IEEE 802.11 PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO Aluno Eduardo

Leia mais

A certificação electrónica

A certificação electrónica A certificação electrónica jose.miranda@multicert.com 04 de Novembro 2005 1 AGENDA Desafio dos novos processos electrónicos na Sociedade de Informação Certificação Digital e timestamping: o que é e para

Leia mais

Serviços Geridos Um facilitador da Estratégia de Disaster Recovery e Business Continuity. Ofélia Malheiros Business Solutions Manager

Serviços Geridos Um facilitador da Estratégia de Disaster Recovery e Business Continuity. Ofélia Malheiros Business Solutions Manager Serviços Geridos Um facilitador da Estratégia de Disaster Recovery e Business Continuity Ofélia Malheiros Business Solutions Manager Agenda Prioridades de Negócio e a Informação Desafios dos CIOs Melhorar

Leia mais

o Digital ao serviço da Advocacia

o Digital ao serviço da Advocacia Segurança: o Digital ao serviço da Advocacia A Internet e o Exercício da Advocacia Seminário Paulo Trezentos ADETTI / ISCTE 07/12/2002 Porto Agenda Alguns conceitos Assinaturas digitais Certificação e

Leia mais

Patrocinadores. Agenda. Objectivos SEC07 SEC07. Sérgio Martins Security Consultant Unisys. Security Consultant Unisys.

Patrocinadores. Agenda. Objectivos SEC07 SEC07. Sérgio Martins Security Consultant Unisys. Security Consultant Unisys. Microsoft TechDays 2005 SEC07 Aprender, Partilhar, Experimentar Autenticação de Rede com Certificados Digitais Sérgio Martins Security Consultant Unisys Microsoft TechDays 2005 Aprender, Partilhar, Experimentar

Leia mais

A segurança de informação é um tema cada vez mais atual nas organizações.

A segurança de informação é um tema cada vez mais atual nas organizações. Pós Graduação em Information Security Gestão - Pós-Graduações Com certificação Nível: Duração: 180h Sobre o curso A segurança de informação é um tema cada vez mais atual nas organizações. A competitividade

Leia mais

Grupo de Trabalho WG3 Privacidade, Segurança e Qualidade

Grupo de Trabalho WG3 Privacidade, Segurança e Qualidade Encontro Sistemas de Informação para a Saúde: Normas e Recomendações Europeias Grupo de Trabalho WG3 Privacidade, Segurança e Qualidade Caparica, 3 de Dezembro de 2015 Comissão Técnica CT199 - Sistemas

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO. PORTARIA Nº CJF-POR-2015/00104 de 6 de março de 2015

PODER JUDICIÁRIO. PORTARIA Nº CJF-POR-2015/00104 de 6 de março de 2015 PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL PORTARIA Nº CJF-POR-2015/00104 de 6 de março de 2015 Dispõe sobre a aprovação do documento acessório comum "Política de Segurança para Desenvolvimento,

Leia mais

Pensamento do Dia! Bruce Schneier http://www.schneier.com

Pensamento do Dia! Bruce Schneier http://www.schneier.com »»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»««Segurança Preventiva Agenda Estado Actual da Segurança na Internet Abordagem Reactiva vs Abordagem Preventiva Ferramentas de Análise e Diagnóstico Sistemas de Monitorização de

Leia mais

Tema 4a A Segurança na Internet

Tema 4a A Segurança na Internet Tecnologias de Informação Tema 4a A Segurança na Internet 1 Segurança na Internet Segurança Ponto de Vista da Empresa Ponto de vista do utilizador A quem Interessa? Proxy Firewall SSL SET Mecanismos 2

Leia mais

Segurança em Redes IEEE 802.11. Ienne Lira Flavio Silva

Segurança em Redes IEEE 802.11. Ienne Lira Flavio Silva Segurança em Redes IEEE 802.11 Ienne Lira Flavio Silva REDES PADRÃO IEEE 802.11 O padrão IEEE 802.11 define as regras relativas à subcamada de Controle de Acesso ao Meio (MAC) e camada física (PHY). Da

Leia mais

CERTIFICAÇÕES / DATAFARMAR&B

CERTIFICAÇÕES / DATAFARMAR&B CERTIFICAÇÕES / DATAFARMAR&B INFRA-ESTRUTURA DATAFARMAR&B SERVERS INTEGRAÇÃO DATABASE DATABASE DATABASE PROCESSORS PROCESSAMENTO DE VALIDAÇÃO E ESTRUTRA DE DADOS DATABASE LABORATÓRIO FARMÁCIA DISTRIBUIDOR

Leia mais

TRABALHO #1 Sistemas de Informação Distribuídos: Reflexão sobre a segurança

TRABALHO #1 Sistemas de Informação Distribuídos: Reflexão sobre a segurança DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA INFORMÁTICA FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA Negócio Electrónico, 2006/2007 TRABALHO #1 Sistemas de Informação Distribuídos: Reflexão sobre a segurança

Leia mais

Informação Útil Já disponível o SP1 do Exchange Server 2003

Informação Útil Já disponível o SP1 do Exchange Server 2003 Novidades 4 Conheça as principais novidades do Internet Security & Acceleration Server 2004 Membro do Microsoft Windows Server System, o ISA Server 2004 é uma solução segura, fácil de utilizar e eficiente

Leia mais

Introdução. Confiabilidade. Conformidade. Segurança. Optimização e Disponibilidade

Introdução. Confiabilidade. Conformidade. Segurança. Optimização e Disponibilidade Introdução Desenvolvido segundo um modelo de bases de dados relacionais, podem ser realizadas personalizações à medida de cada empresa, em conformidade com o Sistema de Informação existente e diversas

Leia mais

NETWORK SECURITY. Necessidade de Segurança. Definição de Segurança. Definição de Bens. Definição de Bens. Princípios para proteger uma rede

NETWORK SECURITY. Necessidade de Segurança. Definição de Segurança. Definição de Bens. Definição de Bens. Princípios para proteger uma rede Necessidade de Segurança NETWORK SECURITY O propósito das redes é o de partilhar recursos, no entanto haverá sempre o risco desses recursos serem acedidos por pessoal não autorizado. Princípios para proteger

Leia mais

Segurança de Redes. Introdução

Segurança de Redes. Introdução Segurança de Redes Introdução Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Apresentação Ementa Conceitos de Segurança. Segurança de Dados, Informações

Leia mais

Segurança em Sistemas Informáticos

Segurança em Sistemas Informáticos Segurança em Sistemas Informáticos Politicas de Segurança Quando é que se torna necessário uma política de segurança? Quando existe um Bem Num espaço partilhado Uma politica de segurança procura garantir

Leia mais

Esta dúvida foi esclarecida através da simulação em laboratório dos diversos mecanismos de segurança propiciados pelos Padrões IEEE 802.

Esta dúvida foi esclarecida através da simulação em laboratório dos diversos mecanismos de segurança propiciados pelos Padrões IEEE 802. 6 Conclusão As inúmeras vantagens proporcionadas pela WLAN contribuem para a expansão das redes sem fio IEEE 802.11 nos ambientes empresariais, governamentais e residenciais. Porém, estas redes possuem

Leia mais

Domín í io d e C onhecimento t 2 : Se S gurança e m C omunicações Carlos Sampaio

Domín í io d e C onhecimento t 2 : Se S gurança e m C omunicações Carlos Sampaio Domínio de Conhecimento 2: Segurança em Comunicações Carlos Sampaio Agenda Segurança de acesso remoto 802.1x (Wireless) VPN RADIUS e TACACS+ PPTP e L2TP SSH IPSec Segurança de E-Mail MIME e S/MIME PGP

Leia mais

UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP UNIVERSIDADE PAULISTA GERENCIAMENTO DE REDES Segurança Lógica e Física de Redes 2 Semestre de 2012 SEGURANÇA LÓGICA: Criptografia Firewall Protocolos Seguros IPSec SSL SEGURANÇA LÓGICA: Criptografia

Leia mais

Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço. Segurança da informação nas organizações Gestão da Segurança da Informação

Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço. Segurança da informação nas organizações Gestão da Segurança da Informação Escola Naval Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço Segurança da informação nas organizações Gestão da Segurança da Informação Fernando Correia Capitão-de-fragata EN-AEL 30 de Novembro

Leia mais

Segurança dos Dados Clínicos do Utente

Segurança dos Dados Clínicos do Utente Segurança dos Dados Clínicos do Utente Francisco Parente Sessão de Abertura - Jornadas Saúde Coimbra, 14 de Junho - 2005 Introdução ao tema Evolução para o Processo Clínico Electrónico (PCE); Segurança

Leia mais

Aula Prática 10 - Configuração Básica de Rede Wi-Fi

Aula Prática 10 - Configuração Básica de Rede Wi-Fi Aula Prática 10 - Configuração Básica de Rede Wi-Fi Equipamento: O equipamento utilizado nesta demonstração é um roteador wireless D-Link modelo DI-524, apresentado na figura abaixo. A porta LAN desse

Leia mais

Prof. Walter Cunha. Segurança da Informação. Não-Escopo. Escopo. Prof. Walter Cunha Rede LFG

Prof. Walter Cunha. Segurança da Informação. Não-Escopo. Escopo. Prof. Walter Cunha Rede LFG Segurança da Informação Prof. Walter Cunha Rede LFG Prof. Walter Cunha Contatos: E-mail: falecomigo@waltercunha.com timasters@yahoogoups.com Atividades: http://www.waltercunha.com/blog/ http://twitter.com/timasters/

Leia mais

A solução objetiva conjugar a operação dos mecanismos internos do Padrão IEEE 802.11b com uma autenticação externa, utilizando o Padrão IEEE 802.1x.

A solução objetiva conjugar a operação dos mecanismos internos do Padrão IEEE 802.11b com uma autenticação externa, utilizando o Padrão IEEE 802.1x. 1 Introdução A comunicação de dados por redes sem fio (Wireless Local Area Network - WLAN - Padrão IEEE 802.11b) experimenta uma rápida expansão tecnológica, proporcionando novas soluções para serem implementadas

Leia mais

Redes wireless e inseguranças: estudo comparativo entre WEP, WPA e WPA2. Grupo: Espedito Anderson Américo Jean

Redes wireless e inseguranças: estudo comparativo entre WEP, WPA e WPA2. Grupo: Espedito Anderson Américo Jean Redes wireless e inseguranças: estudo comparativo entre WEP, WPA e WPA2 Grupo: Espedito Anderson Américo Jean 1 Agenda Introdução Wireless Wi-Fi WiMax Segurança WEP WPA WPA2 Conclusão 2 Introdução Comunicação

Leia mais

Segurança em Sistemas Informáticos

Segurança em Sistemas Informáticos Segurança em Sistemas Informáticos Politicas de Segurança Quando é que se torna necessário uma política de segurança? Quando existe um Bem Num espaço partilhado Uma politica de segurança procura garantir

Leia mais

X Semana de Iniciação Científica do CBPF Outubro/03

X Semana de Iniciação Científica do CBPF Outubro/03 X Semana de Iniciação Científica do CBPF Outubro/0 SEGURANÇA EM REDES WIRELESS Bruno Marques Amaral Engenharia de Telecomunicações, UERJ o Período Orientador: Márcio Portes de Albuquerque Co-orientadora:

Leia mais

Segurança de Sistemas na Internet. Aula 10 - IPSec. Prof. Esp Camilo Brotas Ribeiro cribeiro@catolica-es.edu.br

Segurança de Sistemas na Internet. Aula 10 - IPSec. Prof. Esp Camilo Brotas Ribeiro cribeiro@catolica-es.edu.br Segurança de Sistemas na Internet Aula 10 - IPSec Prof. Esp Camilo Brotas Ribeiro cribeiro@catolica-es.edu.br Slide 2 de 31 Introdução Há inúmeras soluções de autenticação/cifragem na camada de aplicação

Leia mais

NOVO MODELO PARA AUTORIZAÇÃO EM FEDERAÇÕES DE IDENTIDADE PARA COMPUTAÇÃO EM NUVEM

NOVO MODELO PARA AUTORIZAÇÃO EM FEDERAÇÕES DE IDENTIDADE PARA COMPUTAÇÃO EM NUVEM NOVO MODELO PARA AUTORIZAÇÃO EM FEDERAÇÕES DE IDENTIDADE PARA COMPUTAÇÃO EM NUVEM Paulo Fernando da Silva Orientador Prof. Dr. Carlos Becker Westphall Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação

Leia mais

Implementação do Protocolo 802.1x. Utilizando Servidor de Autenticação FreeRadius. Discentes: Luiz Guilherme Ferreira. Thyago Ferreira Almeida

Implementação do Protocolo 802.1x. Utilizando Servidor de Autenticação FreeRadius. Discentes: Luiz Guilherme Ferreira. Thyago Ferreira Almeida Implementação do Protocolo 802.1x Utilizando Servidor de Autenticação FreeRadius. Discentes: Luiz Guilherme Ferreira Thyago Ferreira Almeida Vilmar de Sousa Junior Projeto de Redes de Computadores Professor

Leia mais

NextiraOne Portugal Segurança em Rede Wireless Novembro 2005

NextiraOne Portugal Segurança em Rede Wireless Novembro 2005 NextiraOne Portugal Segurança em Rede Wireless Novembro 2005 Porquê o Wireless? Quais os motivos para rápida vulgarização das REDES WIRELESS? Não necessita de infra-estrutura de cabos Baixo custo Rápida

Leia mais

Avaliação do Desempenho de Sistemas de Segurança com Suporte WPA

Avaliação do Desempenho de Sistemas de Segurança com Suporte WPA Logotipo Viana do Castelo Avaliação do Desempenho de Sistemas de Segurança com Suporte WPA Luís Barreto Instituto Politécnico de Viana do Castelo Susana Sargento Universidade de Aveiro 8ª Conferência sobre

Leia mais

Requisitos de Segurança de E-mail

Requisitos de Segurança de E-mail Segurança de E-mail O e-mail é hoje um meio de comunicação tão comum quanto o telefone e segue crescendo Gerenciamento, monitoramento e segurança de e-mail têm importância cada vez maior O e-mail é muito

Leia mais

Processadores Invioláveis

Processadores Invioláveis Processadores Invioláveis MP202 Segurança da Informação Ana. C. L. Cabral Paulo H. N. Tavares 1 Roteiro Por que processadores seguros? O que são? Arquitetura Resposta a ataques Principais aplicações Padronização

Leia mais

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa Aécio Costa A segurança da informação é obtida a partir da implementação de um conjunto de controles adequados, incluindo políticas, processos, procedimentos, estruturas organizacionais e funções de software

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Padrão IEEE 802.11 Inst tituto de Info ormátic ca - UF FRGS Redes de Computadores IEEE 802.11 Aula 12 Modelo para arquiteturas wireless (1997) Especifica a camada de nível físico (PHY) e seu controle de

Leia mais

POLÍTICA DE CERTIFICADO DA SERASA AUTORIDADE CERTIFICADORA GLOBAL PARA CERTIFICADOS DE SERVIDOR

POLÍTICA DE CERTIFICADO DA SERASA AUTORIDADE CERTIFICADORA GLOBAL PARA CERTIFICADOS DE SERVIDOR POLÍTICA DE CERTIFICADO DA SERASA AUTORIDADE CERTIFICADORA GLOBAL PARA CERTIFICADOS DE SERVIDOR (PC SERASA AC GLOBAL) Autor: Serasa S.A. Edição: 20/01/2009 Versão: 1.3 1 INTRODUÇÃO 1.1 Visão Geral Esta

Leia mais

CONCEITOS DE SEGURANÇA

CONCEITOS DE SEGURANÇA CONCEITOS DE SEGURANÇA Com sistemas em rede, há que dotar estes sistemas de mecanismos de segurança suportados por tecnologias e ferramentas apropriadas, que garantam a protecção da informação e de outros

Leia mais

Segurança Internet. Fernando Albuquerque. fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589

Segurança Internet. Fernando Albuquerque. fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589 Segurança Internet Fernando Albuquerque fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589 Tópicos Introdução Autenticação Controle da configuração Registro dos acessos Firewalls Backups

Leia mais

Fundamentos da Segurança da Informação baseado na norma ISO/IEC 27002

Fundamentos da Segurança da Informação baseado na norma ISO/IEC 27002 Guia de Elaboração de Documentos Fundamentos da Segurança da Informação baseado na norma ISO/IEC 27002 Edição Junho 2011 Copyright 2011 EXIN All rights reserved. No part of this publication may be published,

Leia mais

Tecnologias de Informação

Tecnologias de Informação : a) Conceito b) Equipamentos c) Aplicações Criptografia, Redes de Computadores e Internet Recordar: TI; Hardware; Software; Redes de computadores; Computadores e redes de computadores ligados (Internet).

Leia mais

Tópicos. Atualizações e segurança do sistema. Manutenção Preventiva e Corretiva de Software (utilizando o MS Windows XP)

Tópicos. Atualizações e segurança do sistema. Manutenção Preventiva e Corretiva de Software (utilizando o MS Windows XP) teste 1 Manutenção Preventiva e Corretiva de Software (utilizando o MS Windows XP) Rafael Fernando Diorio www.diorio.com.br Tópicos - Atualizações e segurança do sistema - Gerenciamento do computador -

Leia mais

Redes sem Fio 2016.1. Segurança em WLANs (802.11) Parte 03. Ricardo Kléber. Ricardo Kléber

Redes sem Fio 2016.1. Segurança em WLANs (802.11) Parte 03. Ricardo Kléber. Ricardo Kléber Redes sem Fio 2016.1 Segurança em WLANs (802.11) Parte 03 Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Turma: TEC.SIS.5M Protocolos de Segurança para Redes sem Fio WPA (Wi-Fi Protected Access)

Leia mais

Segurança em Sistemas Distribuídos

Segurança em Sistemas Distribuídos Segurança em Sistemas Distribuídos Segurança confidencialidade autenticidade integridade não repudiação } comunicação Ameaças interceptação interrupção modificação fabricação ataques a canais de comunicação

Leia mais

III. Norma Geral de Segurança da Informação para Uso da Internet

III. Norma Geral de Segurança da Informação para Uso da Internet O B J E CT I V O Estabelecer critérios para acesso à Internet utilizando recursos do Projecto Portal do Governo de Angola. Orientar os Utilizadores sobre as competências, o uso e responsabilidades associadas

Leia mais

Uma análise dos mecanismos de segurança de redes locais sem fio e uma proposta de melhoria

Uma análise dos mecanismos de segurança de redes locais sem fio e uma proposta de melhoria Uma análise dos mecanismos de segurança de redes locais sem fio e uma proposta de melhoria Gilson Marques Silva, João Nunes Souza Faculdade de Computação Universidade Federal de Uberlândia (UFU) 38.400-902

Leia mais

Segurança em Redes Wi-Fi

Segurança em Redes Wi-Fi Segurança em Redes Wi-Fi (um Estudo de Caso) Ewerton L. Madruga (PUC-Rio( PUC-Rio) Seminário de Capacitação e Inovação Rede Nacional de Pesquisa - RNP Recife PE, Dezembro 2004 1 Tópicos Redes Wi-Fi (IEEE

Leia mais

Privacidade no email. Fevereiro de 2009 Luís Morais 2009, CERT.PT, FCCN

Privacidade no email. Fevereiro de 2009 Luís Morais 2009, CERT.PT, FCCN Privacidade no email Fevereiro de 2009 Luís Morais 2009, CERT.PT, FCCN 1 Introdução... 3 2 Funcionamento e fragilidades do correio electrónico... 3 3 Privacidade no correio electrónico... 5 3.1 Segurança

Leia mais

www.projetoderedes.com.br Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício AULA 08 Protocolos de Segurança

www.projetoderedes.com.br Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício AULA 08 Protocolos de Segurança www.projetoderedes.com.br Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício AULA 08 Protocolos de Segurança Protocolos de Segurança A criptografia resolve os problemas envolvendo a autenticação, integridade

Leia mais

João Bosco Beraldo - 014 9726-4389 jberaldo@bcinfo.com.br. José F. F. de Camargo - 14 8112-1001 jffcamargo@bcinfo.com.br

João Bosco Beraldo - 014 9726-4389 jberaldo@bcinfo.com.br. José F. F. de Camargo - 14 8112-1001 jffcamargo@bcinfo.com.br João Bosco Beraldo - 014 9726-4389 jberaldo@bcinfo.com.br José F. F. de Camargo - 14 8112-1001 jffcamargo@bcinfo.com.br BCInfo Consultoria e Informática 14 3882-8276 WWW.BCINFO.COM.BR Princípios básicos

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Disciplina: Tópicos Avançados II 5º período Professor: José Maurício S. Pinheiro Aula 1 Introdução à Certificação

Leia mais

FAE São José dos Pinhais

FAE São José dos Pinhais FAE São José dos Pinhais Detecção de Intrusos PR.GOV.BR Hermano Pereira Agenda Segurança na Rede PR.GOV.BR Sistemas de Detecção de Intrusão Segurança da Informação e Gerência de Eventos Soluções da Equipe

Leia mais

Certification Authority

Certification Authority Certification Authority An in-depth perspective on digital certificates, PKI and how certification authority s work Mestrado em Ciência da Informação Alexandra Ferreira mci1208749 Jorge Andrade mci1208751

Leia mais

Sistemas Multimédia. Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações

Sistemas Multimédia. Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações Sistemas Multimédia Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP Redes e Comunicações Francisco Maia famaia@gmail.com Já estudado... Motivação Breve História Conceitos Básicos Tipos de Redes Componentes

Leia mais

Ambientes ecléticos na nuvem - uma abordagem de integração tecnológica. Estudo de caso: GooPortal na Arquivística

Ambientes ecléticos na nuvem - uma abordagem de integração tecnológica. Estudo de caso: GooPortal na Arquivística Ambientes ecléticos na nuvem - uma abordagem de integração tecnológica Universidade de Évora, 4 de Outubro de 2014 Estudo de caso: GooPortal na Arquivística PLATAFORMA COMPUTACIONAL DE REDE Desmaterialização

Leia mais

Horário da Aula: 19h30min às 20h45min / 21h às 22h23min

Horário da Aula: 19h30min às 20h45min / 21h às 22h23min Lembretes Horário da Aula: 19h30min às 20h45min / 21h às 22h23min Solicitar cadastro na seg-l Página do curso: http://www.unisinos.br/graduacao/seguranca-dainformacao/apresentacao Página do Professor:

Leia mais

Introdução. Criptografia. Aspectos de segurança em TCP/IP Secure Socket Layer (SSL) Rd Redes de Computadores. Aula 28

Introdução. Criptografia. Aspectos de segurança em TCP/IP Secure Socket Layer (SSL) Rd Redes de Computadores. Aula 28 Introdução Inst tituto de Info ormátic ca - UF FRGS Rd Redes de Computadores td Aspectos de segurança em /IP Secure Socket Layer (SSL) Aula 28 Na Internet, ninguém sabe que você é um cachorro. Peter Steiner,

Leia mais

Fernando M. V. Ramos, fvramos@ciencias.ulisboa.pt, RC (LEI), 2015-2016. Heavily based on 1996-2010 J. Kurose and K. Ross, All Rights Reserved.

Fernando M. V. Ramos, fvramos@ciencias.ulisboa.pt, RC (LEI), 2015-2016. Heavily based on 1996-2010 J. Kurose and K. Ross, All Rights Reserved. Questionário Socrative: início de aula 7. Segurança de redes Redes de Computadores Objetivos Estudar os princípios da segurança de redes Criptografia Confidencialidade, autenticidade, integridade A implementação

Leia mais

Segurança em computação nas nuvens

Segurança em computação nas nuvens Segurança em computação nas nuvens Aluno: Ricardo Dobelin Barros RA: 160105 Prof.: Marco Aurélio Amaral Henriques Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação

Leia mais

Programa de Nível de Serviço do Ariba Cloud Services. Garantia de Acesso ao Serviço Segurança Diversos

Programa de Nível de Serviço do Ariba Cloud Services. Garantia de Acesso ao Serviço Segurança Diversos Programa de Nível de Serviço do Ariba Cloud Services Garantia de Acesso ao Serviço Segurança Diversos 1. Garantia de Acesso ao Serviço a. Aplicabilidade. A Garantia de Acesso ao Serviço cobre a Solução

Leia mais

Segurança e Proteção da Informação. Msc. Marcelo Carvalho Tavares marcelo.tavares@unir.br

Segurança e Proteção da Informação. Msc. Marcelo Carvalho Tavares marcelo.tavares@unir.br Segurança e Proteção da Informação Msc. Marcelo Carvalho Tavares marcelo.tavares@unir.br 1 Segurança da Informação A informação é importante para as organizações? Por que surgiu a necessidade de se utilizar

Leia mais

3. ( ) Para evitar a contaminação de um arquivo por vírus, é suficiente salvá-lo com a opção de compactação.

3. ( ) Para evitar a contaminação de um arquivo por vírus, é suficiente salvá-lo com a opção de compactação. 1. Com relação a segurança da informação, assinale a opção correta. a) O princípio da privacidade diz respeito à garantia de que um agente não consiga negar falsamente um ato ou documento de sua autoria.

Leia mais

Práticas de segurança do CBK aplicadas em produtos na Microsoft.

Práticas de segurança do CBK aplicadas em produtos na Microsoft. Práticas de segurança do CBK aplicadas em produtos na Microsoft. Fernando Fonseca, CISSP, MCSE Security Test Engineer Microsoft Communications Director - ISSA 9/28/2007 Global Risk Meeting 2007 1 Segurança

Leia mais

SISTEMAS DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO EM SAÚDE

SISTEMAS DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO EM SAÚDE SISTEMAS DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO EM SAÚDE UMA ABORDAGEM SISTÉMICA Paulo Borges 13 NOVEMBRO 2014 1 BSI ISO/IEC Accredited ISMS Implementer BSI ISO/IEC 27001 Lead Auditor PECB ISO/IEC 22301 Lead Auditor

Leia mais

Exemplo: análise de risco do DEI

Exemplo: análise de risco do DEI Exemplo: análise de risco do DEI Descrição do cenário Utilizadores 600 alunos 40 docentes 10 funcionários NEEI, SASUC, CISUC, IPN, Quiosque, Visitantes Rede local 700 tomadas backbone comutado a 1 Gbps

Leia mais

(Monitor de referências) olicy nforcement oint. olicy ecision oint

(Monitor de referências) olicy nforcement oint. olicy ecision oint Notas para a UC de Segurança Informática Inverno de 10/11 (rjoaquim em cc.isel.ipl.pt) Instituto Superior de Engenharia de Lisboa 1 Introdução Controlo de acessos (autorização) é o processo de mediação

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. PROFESSORA: Marissol Martins

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. PROFESSORA: Marissol Martins FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PROFESSORA: Marissol Martins AUTENTICAÇÃO DE MAQUINAS USANDO SERVIDOR FREERADIUS ALEXANDRE WILLIE EDER VERISSIMO HANANNY GIANINNY Goiânia GO Dezembro/2014

Leia mais

The Secure Cloud. Gerir o risco e entregar valor num mundo virtual. C l o u d C o m p u t i n g F ó r u m 2 0 11 S e t e m b r o 2 0 11

The Secure Cloud. Gerir o risco e entregar valor num mundo virtual. C l o u d C o m p u t i n g F ó r u m 2 0 11 S e t e m b r o 2 0 11 The Secure Cloud Gerir o risco e entregar valor num mundo virtual C l o u d C o m p u t i n g F ó r u m 2 0 11 S e t e m b r o 2 0 11 Agenda Novas dimensões de governo e gestão do SI Entender e endereçar

Leia mais

Conceitos de segurança da informação. Prof. Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com

Conceitos de segurança da informação. Prof. Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com Conceitos de segurança da informação Prof. Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com Introdução A infraestrutura de rede, os serviços e dados contidos nos computadores ligados a ela são bens pessoais,

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO INTEGRADOR. Projeto de Redes de Computadores. 5º PERÍODO Gestão da Tecnologia da Informação GOIÂNIA 2014-1

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO INTEGRADOR. Projeto de Redes de Computadores. 5º PERÍODO Gestão da Tecnologia da Informação GOIÂNIA 2014-1 FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO INTEGRADOR Projeto de Redes de Computadores 5º PERÍODO Gestão da Tecnologia da Informação Henrique Machado Heitor Gouveia Gabriel Braz GOIÂNIA 2014-1 RADIUS

Leia mais

Política de Segurança da Informação da Entidade

Política de Segurança da Informação da Entidade Estrutura Nacional de Segurança da Informação (ENSI) Política de Segurança da Informação da Entidade Fevereiro 2005 Versão 1.0 Público Confidencial O PRESENTE DOCUMENTO NÃO PRESTA QUALQUER GARANTIA, SEJA

Leia mais

Soluções de Segurança da Informação para o mundo corporativo

Soluções de Segurança da Informação para o mundo corporativo Soluções de Segurança da Informação para o mundo corporativo (para cada problema, algumas soluções!) Rafael Soares Ferreira Diretor de Resposta a Incidentes e Auditorias rafael@clavis.com.br Conceitos

Leia mais

Aula 01 Introdução à Gestão da Segurança da Informação. Prof. Leonardo Lemes Fagundes

Aula 01 Introdução à Gestão da Segurança da Informação. Prof. Leonardo Lemes Fagundes Aula 01 Introdução à Gestão da Segurança da Informação Prof. Leonardo Lemes Fagundes Você vê algumas informações e a maneira como as coisas são formuladas, e então começa a ter alguma compreensão da empresa

Leia mais

Network WPA. Projector Portátil NEC NP905/NP901W Guia de Configuração. Security WPA. Suportado Autenticação Método WPA-PSK WPA-EAP WPA2-PSK WPA2-EAP

Network WPA. Projector Portátil NEC NP905/NP901W Guia de Configuração. Security WPA. Suportado Autenticação Método WPA-PSK WPA-EAP WPA2-PSK WPA2-EAP USB(LAN) WIRELESS WIRELESS USB LAN L/MONO R L/MONO R SELECT 3D REFORM AUTO ADJUST SOURCE AUDIO IN COMPUTER / COMPONENT 2 IN PC CONTROL Security HDMI IN AUDIO IN AC IN USB LAMP STATUS Projector Portátil

Leia mais

Segurança no InteGrade

Segurança no InteGrade 2 Instituto de Matemática e Estatística Universidade de São Paulo 4 o Workshop do InteGrade Roteiro 1 2 Roteiro 1 2 Requisitos Inerentemente mais vulneráveis a ameaças de segurança Grande quantidade de

Leia mais

DAS6662 - T.E.I. Segurança em Sistemas Distribuídos. Segurança de Sistemas. Segurança de Sistemas

DAS6662 - T.E.I. Segurança em Sistemas Distribuídos. Segurança de Sistemas. Segurança de Sistemas DAS6662 - T.E.I. Segurança em Sistemas Distribuídos 1ª Parte José Eduardo Malta de Sá Brandão Orientação: Joni da Silva Fraga http://www.das.ufsc.br/~jemsb/das6662 jemsb@das.ufsc.br Segurança de Sistemas

Leia mais

Sistemas de Informação para a Saúde: Normas e Recomendações Europeias

Sistemas de Informação para a Saúde: Normas e Recomendações Europeias Sistemas de Informação para a Saúde: Normas e Recomendações Europeias Caparica, 3 de Dezembro de 2015 Comissão Técnica CT199 - Sistemas de Informação para a Saúde Objetivos da CT 199 Participar nas votações

Leia mais

TIC.GOV.PT Medida 12 Lisboa, 31 de março de 2015

TIC.GOV.PT Medida 12 Lisboa, 31 de março de 2015 TIC.GOV.PT Medida 12 Lisboa, 31 de março de 2015 AGENDA COLABORAR SIMPLIFICAR INOVAR Cartão de cidadão uma identidade autenticação e assinatura digital um sistema Segurança em cenários de identidade Tendências

Leia mais

Auditoria e Segurança de Sistemas: Apresentação da Disciplina

Auditoria e Segurança de Sistemas: Apresentação da Disciplina Auditoria e Segurança de Sistemas: Apresentação da Disciplina Adriano J. Holanda http://holanda.xyz 4 de agosto de 2015 Ementa Segurança em informática como fator crítico de sucesso nas empresas; Planos

Leia mais