Apresentação Institucional 2012 APIMEC-SP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Apresentação Institucional 2012 APIMEC-SP"

Transcrição

1 Apresentação Institucional 2012 APIMEC-SP

2 Agenda Visão Geral do Mercado Brasileiro de Crédito Descrições e Mercado de Capitais Resultados 2012 Peers Página 3 Página 7 Página 10 Página 32 Anexo Página 37 2

3 Visão geral do mercado brasileiro de crédito Evolução do Crédito no Brasil (%PIB) (*) Fonte: Banco Central Empréstimo do sistema financeiro R$ Bilhões Prazo médio das operações de crédito Taxa média anual de Juros -% Taxa de inadimplência nas operações de crédito(>90 dias) 3

4 Visão geral do mercado brasileiro de crédito Evolução do Crédito dos Bancos Privados Nacionais (% do PIB) Evolução do Crédito dos Bancos Públicos Nacionais (% do PIB) Ranking Banco Central do Brasil Setembro/ 2012 Ranking Daycoval Bancos Nacionais Privados Bancos Nacionais Lucro Líquido 9º 13º Patrimônio líquido 16º 21º Depósito total 18º 25º Ativo total 21º 26º 4

5 Histórico Banco Daycoval Abertura da corretora Daycoval DTVM no Brasil Início da Carteira Comercial Criação Daycoval Asset Manag. - Início das operações de crédito consignado e empréstimos ao varejo Início das operações de financiamento de veículos Aniversário de 40 anos Abertura das agência nas Ilhas Cayman Eurobond US$ 225 MM Início das operações com lojas de câmbio e Eurobond US$ 300 MM, IFC e IIC 52 Postos de Câmbio / Correspondentes Cambiais Início das operações da 1º agência do Banco Daycoval Nova sede na Avenida Paulista em São Paulo Captação Pioneira R$ 410 MM (Cartesian, IFC, Wolfensohn, Daycoval Holding) No Líbano, Salim A. Dayan inaugura a Maison Bancaire Início das operações de trade finance I.P.O Eurobond US$ 300 MM 1º Banco a realizar emissão pública de Letra Financeira 5

6 Governança Corporativa Conselho de Administração Diretoria Presidente do Conselho Sasson Dayan Nome / Cargo Salim Dayan, Diretor Executivo Superintendente Anos no Daycoval 19 Morris Dayan, Diretor Executivo 18 Carlos Moche Dayan, Diretor Executivo 17 Conselheiro Rony Dayan Conselheiro Independente GustavoHenrique de Barroso Franco Conselheiro Independente Peter M. Yu Regina Maciel Nogueira, Diretora 20 Nilo Cavarzan, Diretor 6 Albert Rouben, Diretor 11 Ricardo Gelbaum, Diretorde Relações com Investidores 11 meses 100% Tag Along (Ações PN) Comitê Executivo Política de Negociação de Valores Mobiliários Gestão de Riscos Manual de Conduta e Ética Prevenção à Lavagem de dinheiro (PLD) 6

7 Principais Indicadores Financeiros 2012 Ativos Totais Carteira de Crédito Ampliada Captação Total Patrimônio Líquido Índice de Basiléia R$ ,2 milhões R$ 8.756,1 milhões R$ 8.578,9 milhões R$ 2.203,5 milhões 17,4% (Tier1) Reportado Recorrentes Lucro Líquido R$ (MM) 211,1 274,7 305,1 357,5 203,1 245,0 327,0 315,6 ROAE 12,9% 16,0% 16,4% 17,5% 12,4% 14,2% 17,6% 15,4% ROAA 3,3% 3,3% 2,9% 2,7% 3,2% 3,0% 3,1% 2,4% NIM 12,1% 10,4% 9,7% 11,1% 12,6% 11,2% 11,3% 11,6% (*) Índice de Eficiência 22,5% 24,6% 32,2% 32,0% 22,9% 26,2% 30,6% 33,7% 7

8 Informações Adicionais: Rating em agosto, a Standard & Poors elevou a projeção da instituição de estável para positivae em janeiro de 2013, a agência Riskbankmanteve a classificação baixo risco para médio prazo. 8

9 Distribuição: mais de 170 pontos de atendimento. Presença nacional 36 Agências SÃO PAULO SP MATRIZ Av.Paulista. * Abertura de 5agências de middlemarketem lojas em funcionamento em todo país 35pontos de atendimento espalhados pelo Estado de São Paulo 52 Postos de Câmbio/ Correspondentes Cambiais estrategicamente em São Paulo e no Rio de Janeiro 9

10 Carteira decrédito: encerrou o trimestre com saldo de R$ 7.524,2 milhões. Carteira de Crédito por Modalidade (R$ MM) Middle Market + Trade Finance 2.225, , , , ,4 Crédito Consignado 707,2 980, , , ,3 Crédito Veículos 767,6 578,4 503,3 605,7 693,4 CDC Lojista / Outros 5,6 24,0 42,6 51,5 69,1 Total Carteira de Crédito 3.705, , , , ,2 Carteira de Crédito - R$ Milhões

11 Carteira de Crédito Ampliada: Manteve-se estávelem relação ao mesmo período de Carteira de Crédito Ampliada: - R$ Milhões Carteira de Crédito Ampliada (R$ MM) Middle Market 2.028, , , , ,9 Comércio Exterior 196,7 188,9 332,5 709,6 431,5 Avais e Fianças Concedidos 38,6 88,2 249,4 374,5 425,7 Compra de Direitos Creditórios 0,0 29,2 214,3 665,0 774,8 Total Portfolio Middle Market 2.263, , , , ,9 Consignado 707,2 980, , , ,3 Cessão de Crédito Consignado 151,2 71,0 167,9 57,6 30,5 Total Crédito Consignado 858, , , , ,8 Veículos 767,6 578,4 503,3 605,7 693,4 Cessão de Crédito Veículos 124,1 59,0 23,5 6,9 0,9 Total Crédito Veículos 891,7 637,4 526,8 612,6 694,3 CDC Lojista / Outros 5,6 24,0 42,6 51,5 69,1 Total Carteira de Crédito Ampliada 4.019, , , , ,1 11

12 Carteira de Crédito Ampliada: Diversificação Carteira de Crédito Ampliada (R$ MM) Distribuição da Carteira de Crédito (*) 2011 Distribuição da Carteira de Crédito (*) 2012 (*)Inclui cessões, avais e fianças prestados e compra de direitos creditórios. 12

13 Middle Market: Análise de Crédito Todo o processo decisório de crédito é concentrado na matriz. Decisão sobre novas operações está subsidiada em informações cadastrais devidamente atualizadas, com trava sistêmica em caso de defasagem de dados financeiros. Análise abrangente de exposição do grupo econômico, considerando além de aspectos cadastrais, os mercadológicos, econômicos e financeiros do grupo. Análise de risco direto e indireto(cedente que atua como sacado em outro clientes). Operações realizadas com 100% de garantias que são monitoradas em termos de liquidez, valor de mercado e grau de suficiência. Todos os clientes ativos são monitorados regularmente, em caso de eventual apontamento restritivo, são adotadas medidas preventivas e corretivas quando necessário. 13

14 MiddleMarket:Mantém a diversificação Geográfica, Setorial e de Garantias. Portfolio de Middle Market R$ Milhões Distribuição do Portfolio de Middle Market (R$ MM) 2012 %Carteira Var. %x 2011 Capital de Giro 2.403,0 42,7% -16,2% Conta Garantida 1.292,9 23,0% -6,9% Comércio Exterior 431,5 7,7% -39,2% Avais e Fianças Concedidos 425,7 7,6% 13,7% BNDES 305,0 5,4% -3,9% Compra de Direitos Creditórios 774,8 13,8% 16,5% Total Middle Market 5.632,9 100,0% -10,9% Distribuição Setorial 2012 Distribuição das Garantias 2012 Distribuição Geográfica

15 MiddleMarket: Aumento no número de operações com redução do ticket médio. Originação Middle Market -(R$ MM) Concentração do Crédito dez/10 dez/11 dez/ Maior cliente 4,7% 4,3% 2,5% 10 maiores clientes 17,3% 19,5% 8,5% 20 maiores clientes 23,1% 25,4% 11,3% 1T12 2T12 3T12 4T12 50 maiores clientes 34,1% 36,0% 16,8% Carteira de Middle - Operações a Vencer (Dezembro/12) Evolução das Operações (Qtde) Vencimento de 43,3% nos próximos 90 dias Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Quantidade de Operações 2012 Quantidade de Operações

16 DaycredConsignado: Maior diversificaçãona originaçãoe incremento de 28,1% nos últimos 12 meses. Carteira Total Consignado (*) R$ Milhões Distribuição da Carteira de Consignado (*) R$ MM % (*) Inclui cessão de crédito em todos os trimestres Originação Total Consignado R$ Milhões (R$ milhões) Distribuição da Originaçãode Consignado R$ MM 2012-%

17 Financiamento de Veículos: Liquidez estável e margem elevada. Com crescimento de 13,3% em relação a Carteira Total Veículos (*) R$ Milhões 892 Produção Total Veículos R$ Milhões (*) Inclui cessão de crédito em todos os trimestres Liquidez Carteira de Veículos 2012 R$ Originaçãoúltimos 12 meses (*) Liquidez da Carteira de Veículos - Out/08 até Set/12 R$ % Acum. PMT s recebidos antecipados ,9% 38% PMT s recebidos na data do vencimento ,9% 53% PMT s recebidos com atraso de 30 dias ,6% 82% PMT s recebidos com atraso de 60 dias ,9% 89% PMT s recebidos com atraso de 90 dias ,1% 92% PMT s recebidos com atraso de 120 dias ,3% 94% PMT s recebidos com atraso acima de 120 dias ,8% 95% PMT s vencidos ,5% 100% Liquidez da Carteira de Veículos ,5% Saldo Total de PMT s esperados a receber ,0% (*) Não financiamos motos desde outubro de

18 Captação: Letras financeiras atingiram R$ 1,8 bi em 2012 Captação (R$ MM) Var. Depósitos Totais 1.757, , , , ,8-9,7% Depósitos à Vista + Dep. Moeda Estrangeira 114,0 124,7 204,2 307,2 257,0-16,3% Depósitos a Prazo 1.179, , , , ,8-10,8% Depósitos Interfinanceiros 463,6 134,6 198,9 503,9 516,0 2,4% Letras de Crédito Imobiliário - LCI ,4 n.a Letras de Crédito do Agronegócio - LCA ,4 221,0 144,5% Letras Financeiras 0,0 0,0 3,2 334, ,4 n.a Emissões Externas 785,5 373,4 664, , ,1 13,1% Obrigações por Empréstimos e Repasses 730,5 875, , , ,2-34,2% Total 3.273, , , , ,9 9,1% Captação R$ Milhões CAGR + 27,2% 18

19 Depósitos Totais: foco na redução de custo. Depósitos Totais + LCA+ LCI -R$ Milhões Segregação dos Depósitos Totais 2011 (%) Segregação dos Depósitos Totais 2012 (%) 19

20 Captação de Longo Prazo:Destaque para Letras Financeiras que já representam 20,9% do total da captação. Captação de Longo Prazo -R$ Milhões 42% 29% 100 % 29% Data da Operação Vencimento Montante (US$ MM) International Finance Corporation (IFC) Empréstimo Sindicalizado (IFC) dez/07 jun/10 jan/13 (vencimento da última tranche) junho/14 (vencimento da última tranche) Eurobond mar/10 mar/ Empréstimo Sindicalizado (IIC) nov/10 nov/15 (vencimento da última tranche) Eurobond jan/11 jan/ ,5 20

21 Liquidez: Caixa Livrede R$ 1,9 bilhão, com liquidez suficiente para suportar 154 dias no pior cenário possível. Operações a Vencer (Carteira de Crédito) % Operações a Vencer (Funding) % Vencimento de 63,0% nos próximos 12 meses Vencimento de 52,6% nos próximos 12 meses Carteira de Crédito por segmento Prazo Médio a decorrer (1) dias Total Portfolio Middle Market 177 Comércio Exterior 141 Consignado 708 Veículos 497 CDC Lojista / Outros 247 Total Carteira de Crédito 395 (1) A partir de 31 de Dezembro de 2012 Captação Prazo Médio a decorrer (1) dias Depósitos a Prazo 187 Depósitos Interfinanceiros 63 Letras Financeiras 526 LCA (Letra de Crédito Agrícola) 155 LCI (Letra de Crédito Imobiliário) 150 Emissões Externas 891 Obrigações por Empréstimos e Repasses (2) 162 Total Captação 392 (1) A partir de 31 de dezembro de 2012 (2) Excluindo BNDES 21

22 Receitas de prestação de serviços: totalizaram no 4T12 R$ 21,7 milhões, crescimento de 7,8% no trimestre e no acumulado do ano de R$ 77,9 milhões. No acumulado do ano, foram negociadas mais de 243 mil operações com cartões prépagos, espécie e remessas expressas em diferentes moedas, com movimento de R$ 495,6 milhões. -No 4T12 foram processados mais de80mil boletos versus 46 mil boletosem 4T11; -A Assetrealizaagestãode33fundos; -Mais de clientes cadastrados, 90,9% superior ao mesmo período de Recursos administrados e ou geridos de R$ 1.906,6 milhões 26,7% superior ao 3T12; -Receita bruta de administração de fundos de investimentos de R$ 3,2 milhões + R$ 4,3 milhões com taxas de performance no 4T12, e acumulado no ano de 12,7 milhões. Processou mais de 1,7 milhão de guias no 4T12, versus 1,2 milhão de guias no 4T11 22

23 Qualidade da Carteira de Crédito(*): Aumento do saldo de provisão decorrente do aumento da Inadimplência. Nível de Provisão Carteira de Crédito Total 4T12 Portfolio R$ MM % Provisão R$ MM Total Provisão / Carteira (%) MiddleMarket + ComércioExterior 4.432,4 59,3% 275,6 6,2 Consignado 2.329,3 31,1% 50,5 2,1 Veículos 621,1 8,3% 45,0 7,2 CDC Lojista / Outros 69,1 0,9% 6,3 9,1 Subtotal 7.451,9 99,6% 377,4 4,9 Cessão 31,4 0,4% 0,2 0,1 Total 7.483,3 100,0% 377,6 5,0 Total Provisão / Carteira (%) 7,1 7,9 7,8 2,5 3,4 5,3 5,6 4,5 3,5 3,2 3,1 3,0 3,0 2,5 2,6 3,3 3,9 4,4 5,0 2T08 3T08 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 3T11 4T11 1T12 2T12 3T12 4T12 (*) Não consolidado 23

24 Qualidade da Carteira de Crédito(*): Aumento da Inadimplência no período. Evolução PDD/ Carteira por Segmento (%) Total Provisão Middle Market (%) Total Provisão Consignado(%) 4,9 3,9 2,9 2,9 2,9 2,9 2,8 2,2 2,3 3,2 4,3 5,3 6,2 2,4 2,3 2,2 2,1 2,2 2,1 2,3 2,5 2,6 2,6 2,2 2,2 2,1 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 3T11 4T11 1T12 2T12 3T12 4T12 4T091T102T103T104T101T112T113T114T111T122T123T124T12 14,5 14,4 12,7 Total Provisão Veículos(%) 10,4 8,2 7,3 6,7 5,9 6,0 5,5 5,5 5,7 7,2 4T091T102T103T104T101T112T113T114T111T122T123T124T12 (*) Não consolidado 24

25 Qualidade da Carteira de Crédito(*): Daycoval mantém a estratégia conservadora no provisionamento. Provisão Constituída - R$ MM Middle Market + Comércio Exterior 103,0 112,4 80,7 89,2 255,8 Consignado 18,8 28,6 31,2 46,1 52,2 Veículos 54,8 96,6 32,5 26,8 44,9 CDC Lojista + Outros 0,3 1,9 2,9 6,6 9,6 Total 176,9 239,5 147,3 168,7 362,5 Saldo e Provisão Constituída - R$ Milhões (*) Não consolidado 25

26 Qualidade da Carteira de Crédito(*): Aumento do índice de vencidos, porém a inadimplência se manteve abaixo da média de mercado. Créditos Vencidos há mais de 90 dias (R$ MM) 4T12 3T12 Var. % 4T11 Var. % Créditos Vencidos há mais de 90 dias 149,7 126,2 18,6% 56,3 165,9% Middle Market + Trade Finance 125,7 104,5 20,3% 40,3 211,9% Cons i gna do 9,5 9,2 3,3% 6,8 39,7% Veícul os 11,0 8,1 35,8% 6,5 69,2% CDC Loji s ta + Outros 3,5 4,4-20,5% 2,7 29,6% Saldo PDD / Créditos Vencidos há mais de 90 dias (%) 252,1% 266,6% 352,2% Créditos Vencidos há mais de 90 dias - (NPL) (%) 2,0 1,7 0,7 Middle Market + Trade Finance (%) 2,8 2,2 0,8 Consignado (%) 0,4 0,4 0,4 Veículos (%) 1,8 1,4 0,6 Vencidos há mais de 90 dias (*) Não consolidado 26

27 Qualidade da Carteira de Crédito(*): O nível de cobertura do saldo de PDD representa 96,9% sobre a carteira E-H. Carteira E-H - R$ MM Middle Market + Comércio Exterior 108,6 119,7 95,2 93,3 281,7 Consignado 19,8 23,8 30,0 42,8 49,4 Veículos 60,9 76,7 33,4 29,9 51,1 CDC Lojista + Outros 0,4 1,6 2,7 5,9 7,4 Total 189,7 221,8 161,3 171,9 389,6 Saldo PDD / Carteira EH (%) Total 96,6% 91,5% 105,3% 115,4% 96,9% Créditos Recuperados - R$ MM Middle Market + Comércio Exterior 3,0 20,6 18,0 18,5 11,0 Varejo 4,0 8,2 14,2 16,2 16,7 Total 7,0 28,8 32,2 34,7 27,7 Baixa para Prejuízo - R$ MM Total (68,1) (219,9) (180,4) (140,2) (183,4) (*) Não consolidado 27

28 Índice de Eficiência: No acumulado do ano, encerramos o índice em 32,0%, um pouco acima da nossa meta de 30% Despesas com Pessoal (Exceto IFP) (71,0) (63,9) (91,2) (125,3) (156,5) Despesas Administrativas (Exceto IFP) (87,8) (65,8) (83,4) (117,9) (152,1) Despesas Administrativas - Emissão Externa/LF - - (0,3) - 4,1 - Subtotal Despesas (Exceto IFP) (158,8) (129,7) (174,9) (247,3) (308,6) Despesas com Pessoal - IFP - - (3,0) (8,8) (9,3) Despesas Administrativas - IFP - - (1,0) (5,6) (7,8) Subtotal - - (4,0) (14,4) (17,1) Despesas com Comissões (total varejo) (84,8) (43,7) (30,0) (55,9) (105,5) Total (243,6) (173,4) (208,9) (317,6) (431,2) Índica de Eficiência (%) 33,0 22,5 24,6 32,2 32,0 Índica de Eficiência considerando PPR/PLR (%) 35,3 24,4 28,2 35,6 35,3 Índice de Eficiência % 33,0 22,5 24,6 32,2 32,

29 Rentabilidade: Lucro líquido acumulado de R$ 357,5 milhões e atinge ROAE 17,5%. Lucro Líquido R$ milhões Retorno s/ PL Médio (ROAE) -% 274,7 305,1 357,5 18,8 19,0 16,1 19,2 15,7 16,0 16,4 17,5 90,7 95,3 81,3 98,4 82,5 4T11 1T12 2T12 3T12 4T T11 1T12 2T12 3T12 4T Retorno s/ Ativos Médios (ROAA) -% Margem Financeira Líquida (NIM-AR) (1) -% 3,2 3,1 2,6 3,0 2,5 3,3 2,9 2,7 12,4 11,8 12,0 12,0 12,8 11,2 11,3 11,6 4T11 1T12 2T12 3T12 4T T11 1T12 2T12 3T12 4T (1) Metodologia considera variação cambial sobre operações passivas e desconsidera resultado de operações de proteção ao patrimônio,de swap DAYC4, cessão de carteira a outros bancos e as operações compromissadas recompras a liquidar carteira de terceiros. 29

30 Estrutura de Capital: Baixa alavancagem Patrimônio Líquido R$ Milhões Dividendos JCP Data do Pagamento Valor (R$ mil) Valor por Ação (em R$) Total ,634 Total ,421 Total ,436 Total ,899 Total ,761 Total ,745 Carteira de Crédito/ Patrimônio Líquido - vezes 30

31 Índice de Basiléia: Aumento de capital de R$ 66,6 milhões. 28,2 28,6 Índice de Basiléia % -TierI 19,9 16,5 17, Índice de Basiléia considerando a conversão dos bônus de subscrição de R$ 466,4 milhões Patrimônio líquido atual (Dezembro/12) 2.203,5 Aumento de capital ( exercício dos bônus de subscrição) 466,4 Patrimônio líquido atualizado 2.669,9 Índice de Basiléia % -TierI (*)Índice de Basiléia 3 % -TierI 2018 prazo para implantação Basiléia após a conversão 20,8% Basiléia 3 após a conversão 20,1% (*)Seconsiderarmosaconversão dosbônusdesubscriçãonovalorder$466,4milhõesquepodeserfeita aqualquermomento,desdemarço2011atémarço ÍndicedeBasileia3deno mínimo 8%exigidopeloBancoCentral. 31

32 Análise dos Peers 2012 Patrimônio Líquido (R$ Milhões) (1) Índice de Basiléia (%) (1) Carteira de Crédito / Patrimônio Líquido vezes (1) (1) fonte: Relatórios do Banco em Dezembro

33 Análise dos Peers 2012 Carteira de Crédito (R$ Milhões) (1) Total Provisão / Carteira de Crédito (%) (1) Crescimento Total da carteira de Crédito -YoY-(%) (1) (1) fonte: Relatórios do Banco em Dezembro

34 Análisedos Peers -4T12 4T12 Lucro Líquido -R$ Milhões (1) 2012 Lucro Líquido -R$ Milhões (1) 4T12 Lucro Líquido / Carteira de Crédito -(%) (1) (1) fonte: Relatórios do Banco em Dezembro

35 Análisedos Peers 4T12 Margem Financeira Líquida (NIM) -% (1) Índice de Eficiência -% (1) (2) (2) Retorno sobre os ativos médio (ROAA) -% (1) Retorno sobre patrimônio líquido (ROAE) -% (1) (1) fonte: Relatórios do Banco em Dezembro 2012 (2) NIM-AR:Nova metodologia considera variação cambial sobre operações passivas e desconsidera resultado de operações de proteção ao patrimônio, de swap DAYC4, cessão de carteira a outros bancos e as operações compromissadas recompras a liquidar carteira de terceiros. 35

36 Análise dos Peers 2012 Margem Financeira Líquida (NIM) -% (1) Índice de Eficiência -% (1) (2) (2) Retorno sobre os ativos médio (ROAA) -% (1) Retorno sobre patrimônio líquido (ROAE) -% (1) (1) fonte: Relatórios do Banco em Dezembro 2012 (2) NIM-AR:Nova metodologia considera variação cambial sobre operações passivas e desconsidera resultado de operações de proteção ao patrimônio, de swap DAYC4, cessão de carteira a outros bancos e as operações compromissadas recompras a liquidar carteira de terceiros. 36

37 Banco Daycoval Capacidade de crescimento com custos reduzidos Reconhecido como um dos melhores bancos de MiddleMarketdo Brasil Perfil conservador e sólida estrutura de capital Gestão altamente qualificada comprometida com Governança Corporativa Rígida política de crédito Fontes de captação diversificadas e diferenciadas Baixa alavancagem 37

38 Banco Daycoval Market Share Empréstimo do sistema financeiro Total Pessoa Jurídica (*) R$ 1.256,4 bilhões MarketShare empréstimos acima de 10 milhões R$ Bilhões Market Share Consignado R$ bilhões Market Share Veículos R$ bilhões (*) Fonte: Banco Central 38

39 Indicadores Financeiros Recorrentes Principais Indicadores Recorrentes(R$ MM) 4T11 1T12 2T12 3T12 4T Lucro Líquido 90,7 95,3 81,3 98,4 82,5 200,2 211,1 274,7 305,1 357,5 Hedge/MTM (2,6) 12,9 (4,2) 16,0 10,2 (7,3) 8,0 4,4 7,3 34,9 Swap DAYC4 5,9 3,9 (4,6) 15,6 (6,4) 0,0 0,0 15,5 (24,1) 8,6 Cessão de Crédito (1,4) (0,1) (1,5) 0,0 0,0 8,2 0,0 9,8 (5,1) (1,6) Lucro Líquido Recorrente 88,8 78,6 91,6 66,8 78,7 199,3 203,1 245,0 327,0 315,6 Patrimônio Líquido Médio 1.933, , , , , , , , , ,2 Ativos Médios , , , , , , , , , ,5 ROAA Recorrente (%) 3,1% 2,5% 2,9% 2,0% 2,3% 2,8% 3,2% 3,0% 3,1% 2,4% ROAE Recorrente (%) 18,4% 15,7% 18,1% 13,0% 14,9% 12,5% 12,4% 14,2% 17,6% 15,4% Índice de Eficiência Ajustado (%) 33,5% 30,7% 31,7% 35,8% 36,0% 33,0% 22,9% 26,2% 30,6% 33,7% Lucro Liquido Ajustado e Recorrente (R$ Milhões) Retorno Sobre o PL Médio (ROAE) Ajustado e Recorrente (% a.a.) 327,0 315,6 245,0 88,8 78,6 91,6 66,8 78,7 18,4 15,7 18,1 13,0 14,9 14,2 17,6 15,4 4T11 1T12 2T12 3T12 4T T11 1T12 2T12 3T12 4T

40 Margem Líquida de Juros Recorrente Ajustado (NIM-AR) Margem Financeira Líquida Ajustada Recorrente (NIM-AR) -(R$ MM) Resultado da Intermediação Financeira Ajustado pela PDD e Variação Cambial 706,5 742,6 804,6 913, ,6 Hedge/MTM (12,2) 13,3 7,4 12,2 58,1 Swap DAYC4 0,0 0,0 25,8 (40,2) 14,2 Cessão de Crédito 13,7 0,0 16,3 (8,5) (2,6) Resultado da Intermediação Financeira Ajustado Recorrente (A) 705,0 729,3 755,1 950, ,9 Ativos Remuneráveis Médios 6.682, , , , ,4 (-) Operações Compromissadas - recompras a liquidar - carteira de terceiros (922,6) (363,4) (1.019,7) (1.043,5) (1.135,9) Ativos remuneráveis médios (B) 5.759, , , , ,5 Margem Financeira Líquida Ajustada Recorrente (NIM-AR) (%a.a.) (A/B) 12,2% 12,6% 11,2% 11,3% 11,6% Margem Financeira Líquida Ajustada e Recorrente (NIM-AR) (% a.a.) 12,2 12,6 11,2 11,3 11,

41 LucroLíquidoe ROAE (R$ MM) 41

42 Qualidade da Carteira de Crédito(*) : provisão constituída R$ (MM) 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 3T11 4T11 1T12 2T12 3T12 4T Middle Market + Trade Finance 38,8 41,2 36,8-4,1 17,2 12,2 37,1 14,2 24,5 15,3 20,1 29,3 52,1 60,8 77,4 65,5 103,0 112,4 80,7 89,2 255,8 Consignado 7,0 7,1 6,0 8,5 7,1 7,5 8,6 7,9 9,8 9,6 12,8 13,9 11,8 11,7 14,3 14,4 18,8 28,6 31,1 46,1 52,2 Veículos 29,2 30,5 24,9 12,0 12,8 9,1 5,8 4,8 7,0 6,5 5,4 7,9 7,7 8,0 11,2 18,0 54,8 96,6 32,5 26,8 44,9 CDC + Outros 0,2 0,3 0,5 0,6 0,7 0,7 0,6 0,9 1,3 1,7 1,9 1,7 2,5 2,9 2,6 1,6 0,3 1,9 2,9 6,6 9,6 Constituição da Provisão 75,2 79,1 68,2 17,0 37,8 29,5 52,1 27,8 42,6 33,1 40,2 52,8 74,1 83,4 105,5 99,5 176,9 239,5 147,2 168,7 362,5 PDD/Carteira de Crédito 7,1 7,9 7,8 5,6 4,6 3,5 3,2 3,1 3,0 2,9 2,5 2,6 3,3 3,9 4,4 5,1 5,3 5,6 3,1 2,6 5,1 Constituição da Provisão/Carteira de Crédito(%) 2,4 2,5 2,1 0,5 1,0 0,7 1,0 0,5 0,7 0,5 0,6 0,7 1,0 1,1 1,4 1,3 5,1 6,6 2,7 2,2 4,9 Constituição da Provisão (R$ MM) (*) Não Consolidado 42

43 Qualidade da Carteira de Crédito(*): Operações vencidas há mais de 60 dias ATUALIZAR Carteirade CréditosVencidoshámaisde 60 dias/ Carteirade Créditos(%) (*) Não Consolidado 43

44 Qualidade da Carteira de Crédito(*): Operações vencidas há mais de 90 dias Carteirade CréditosVencidoshámaisde 90 dias/ Carteirade Créditos(%) (*) Não Consolidado 44

45 Qualidade da Carteira de Crédito(*) - PDD PDD/Carteira de Carteira (*) Não Consolidado 45

46 Carteira de Crédito de Veículos Total Carteira de Crédito R$ Milhões T073T074T071T082T083T084T081T092T093T094T091T102T103T104T101T112T113T114T111T122T123T124T Total Originação R$ Milhões T07 3T07 4T07 1T08 2T08 3T08 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 3T11 4T11 1T12 2T12 3T12 4T12 46

47 Qualidadeda Carteirade Créditode Veículos(*): Anual Visão Geral Qualidade da Carteira de Crédito Carteira de Crédito R$ (MM) 438,0 594,6 390,9 339,6 444,3 621,1 Constituição de Provisão R$ (MM) 9,2 54,8 96,7 32,4 26,8 44,9 Saldo PDD (R$ MM) 9,1 49,6 65,0 29,5 26,8 45,0 Créditos Vencidos há mais de 14 dias R$ (MM) 4,3 27,9 32,2 16,2 14,6 23,8 Créditos Vencidos há mais de 60 dias R$ (MM) 1,7 17,3 21,4 9,8 8,8 14,5 Créditos Vencidos há mais de 90 dias R$ (MM) 0,0 13,5 17,3 7,4 6,4 11,0 Constituição de Provisão/Carteira de Crédito (%) 2,1% 9,2% 24,7% 9,5% 6,0% 7,2% Saldo PDD/Carteira de Crédito (%) 2,1% 8,3% 16,6% 8,7% 6,0% 7,2% Créditos Vencidos há mais de 14 dias / Carteira de Crédito (%) 1,0% 4,7% 8,2% 4,8% 3,3% 3,8% Créditos Vencidos há mais de 60 dias / Carteira de Crédito (%) 0,4% 2,9% 5,5% 2,9% 2,0% 2,3% Créditos Vencidos há mais de 90 dias / Carteira de Crédito (%) - 2,3% 4,4% 2,2% 1,4% 1,8% Saldo PDD / Créditos Vencidos há mais de 14 dias R$ (MM) 211,6% 177,8% 201,9% 182,1% 183,6% 189,1% Saldo PDD / Créditos Vencidos há mais de 60 dias R$ (MM) 535,3% 286,7% 303,7% 301,0% 304,5% 310,3% Saldo PDD / Créditos Vencidos há mais de 90 dias R$ (MM) - 367,4% 375,7% 398,6% 418,8% 409,1% Saldo da carteira E-H R$ (MM) 10,4 60,9 76,7 33,4 29,9 51,1 Saldo da carteira E-H/Carteira de Crédito (%) 2,4% 10,2% 19,6% 9,8% 6,7% 8,2% Saldo de PDD / Carteira E-H (%) 87,5% 81,4% 84,7% 88,3% 89,6% 88,1% Baixa para Prejuízo R$ (MM) (0,3) (14,3) (81,2) (68,0) (29,6) (26,7) Créditos Recuperados Veículos R$ (MM) - 1,4 6,2 11,1 11,6 11,2 (*) Não Consolidado 47

48 Qualidade da Carteira de Crédito de Veículos(*): Trimestral Visão Geral Qualidade da Carteira de Crédito 4T11 1T12 2T12 3T12 4T12 Carteira de Crédito R$ (MM) 444,3 510,3 552,9 587,0 621,1 Constituição de Provisão R$ (MM) 7,9 7,7 8,0 11,2 18,0 Saldo PDD (R$ MM) 26,8 28,1 30,2 33,5 45,0 Créditos Vencidos há mais de 14 dias R$ (MM) 14,6 15,4 17,4 20,3 23,8 Créditos Vencidos há mais de 60 dias R$ (MM) 8,8 9,0 10,1 11,5 14,5 Créditos Vencidos há mais de 90 dias R$ (MM) 6,4 6,7 7,6 8,1 11,0 Constituição de Provisão/Carteira de Crédito (%) 1,8% 1,5% 1,4% 1,9% 2,9% Saldo PDD/Carteira de Crédito (%) 6,0% 5,5% 5,5% 5,7% 7,2% Créditos Vencidos há mais de 14 dias / Carteira de Crédito (%) 3,3% 3,0% 3,1% 3,5% 3,8% Créditos Vencidos há mais de 60 dias / Carteira de Crédito (%) 2,0% 1,8% 1,8% 2,0% 2,3% Créditos Vencidos há mais de 90 dias / Carteira de Crédito (%) 1,4% 1,3% 1,4% 1,4% 1,8% Saldo PDD / Créditos Vencidos há mais de 14 dias R$ (MM) 183,6% 182,5% 173,6% 165,0% 189,1% Saldo PDD / Créditos Vencidos há mais de 60 dias R$ (MM) 304,5% 312,2% 299,0% 291,3% 310,3% Saldo PDD / Créditos Vencidos há mais de 90 dias R$ (MM) 418,8% 419,4% 397,4% 413,6% 409,1% Saldo da carteira E-H R$ (MM)- Veículos 29,9 30,3 32,2 40,9 51,1 Saldo da carteira E-H/Carteira de Crédito (%) 6,7% 5,9% 5,8% 7,0% 8,2% Saldo de PDD / Carteira E-H (%) 89,6% 92,7% 93,8% 81,9% 88,1% Baixa para Prejuízo R$ (MM) (7,1) (6,4) (5,8) (8,0) (6,5) Créditos Recuperados Veículos R$ (MM) 2,5 2,8 3,0 2,8 2,6 (*) Não Consolidado 48

49 Balanço Em R$ (mil) 49

50 Demonstração de Resultados 4T12 3T12 Var. % 4T11 Var. % Var. % Receitas da Intermediação Financeira ,7% ,5% ,3% Operações de Crédito ,6% ,9% ,4% Resultado de Operações com Títulos e Valores Mobiliários ,7% ,2% ,8% Resultado com Instrumentos Financeiros Derivativos n.a (1.607) n.a n.a Resultado de Operações de Câmbio ,8% ,0% ,6% Despesas da Intermediação Financeira ( ) ( ) 3,3% ( ) 20,0% ( ) ( ) 7,5% Operações de Captação no Mercado ( ) ( ) 10,3% ( ) 2,4% ( ) ( ) -3,7% Operações de Empréstimos e Repasses (23.198) (27.348) -15,2% (28.355) -18,2% ( ) ( ) -33,1% Operações de Venda ou de Transferência de Ativos Financeiros (6.360) (6.248) 1,8% - n.a. (19.958) - n.a. Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa ( ) ( ) -3,7% (52.779) 93,9% ( ) ( ) n.a. Resultado Bruto da Intermediação Financeira ,5% ,4% ,8% Outras Receitas/Despesas Operacionais (71.645) (71.717) -0,1% (83.486) -14,2% ( ) ( ) n.a. Receitas de Prestação de Serviços ,8% ,5% ,6% Despesas de Pessoal (45.431) (43.034) 5,6% (41.411) 9,7% ( ) ( ) 23,7% Outras Despesas Administrativas (79.209) (72.922) 8,6% (56.247) 40,8% ( ) ( ) 44,6% Despesas Tributárias (22.897) (20.566) 11,3% (16.347) 40,1% (79.732) (55.551) 43,5% Outras Receitas Operacionais ,4% ,9% ,6% Outras Despesas Operacionais (20.808) (15.125) 37,6% (27.543) -24,5% (72.814) (92.913) -21,6% Resultado Operacional ,4% ,4% ,7% Resultado Não Operacional (4.377) (2.480) 76,5% (2.423) 80,6% (12.298) (7.198) 70,9% Resultado antes da Tributação sobre o Lucro e Participações ,9% ,9% ,9% Imposto de Renda e Contribuição Social (36.906) (48.416) -23,8% (31.366) 17,7% ( ) ( ) 34,9% Provisão para Imposto de Renda (23.917) (41.117) -41,8% (20.045) 19,3% ( ) (89.892) 65,0% Provisão para Contribuição Social (15.557) (24.567) -36,7% (12.357) 25,9% (89.697) (54.306) 65,2% Ativo Fiscal Diferido ,1% n.a n.a Participações no Resultado (6.572) (12.383) -46,9% (7.672) -14,3% (43.959) (33.375) 31,7% Participação de Minoritários (9) (10) -10,0% (10) -10,0% (42) (48) -12,5% Lucro Líquido ,2% ,1% ,2% Juros sobre Capital Próprio (25.376) (26.270) -3,4% (39.668) -36,0% ( ) ( ) 3,7% Lucro por Ação 0,37 0,46 n.a. 0,42 n.a. 1,59 1,41 - Quantidade de Ações n.a n.a n.a. Em R$ (mil) 50

Apresentação 1T14 APIMEC São Paulo. 13 de Maio de 2014

Apresentação 1T14 APIMEC São Paulo. 13 de Maio de 2014 Apresentação 1T14 APIMEC São Paulo 13 de Maio de 2014 1 Visão geral do mercado brasileiro de crédito Crédito Total / PIB e crescimento anual do crédito Crédito / PIB - por tipo de instituição financeira

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T09

Teleconferência de Resultados 4T09 Teleconferência de Resultados 4T09 Índice Comentários de Mercado Pág. 3 Qualidade da Carteira de Crédito Pág. 10 Liquidez Pág. 4 Índice de Eficiência Pág. 14 Funding e Carteira de Crédito Pág. 5 Rentabilidade

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 4T14 3 de Fevereiro de 2015 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

1T11. Principais. Destaques. Qualidade da Carteira de Crédito 4T09 3T09 4T08. 4T09 x 4T08

1T11. Principais. Destaques. Qualidade da Carteira de Crédito 4T09 3T09 4T08. 4T09 x 4T08 1T11 Disclaimer Todas as informações financeiras aqui apresentadas são consolidadas, abrangendo as demonstrações financeiras do Banco, suas controladas, a JMalucelli Seguradora, a JMalucelli Seguradora

Leia mais

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014 Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta Novembro de 2014 OFERTA VOLUNTÁRIA DE PERMUTA DE AÇÕES No dia 30 de outubro realizamos o leilão da oferta voluntária. A adesão dos minoritários do Santander

Leia mais

Earnings Release 1s14

Earnings Release 1s14 Earnings Release 1s14 1 Belo Horizonte, 26 de agosto de 2014 O Banco Bonsucesso S.A. ( Banco Bonsucesso, Bonsucesso ou Banco ), Banco múltiplo, de capital privado, com atuação em todo o território brasileiro

Leia mais

QUALIDADE DOS ATIVOS 97,4% das operações de crédito cobertas por garantias Créditos de D a H : 1,9% da carteira Provisões totais: 1,8% da carteira

QUALIDADE DOS ATIVOS 97,4% das operações de crédito cobertas por garantias Créditos de D a H : 1,9% da carteira Provisões totais: 1,8% da carteira São Paulo, 30 de Outubro de 2008 O Banco Sofisa S.A. (Bovespa: SFSA4) anuncia hoje seu resultado do terceiro trimestre de 2008. Todas as informações operacionais e financeiras a seguir, exceto quando indicado

Leia mais

Release de Resultados 2T10. Release de Resultados 2T10

Release de Resultados 2T10. Release de Resultados 2T10 Release de Resultados 2T10 1 São Paulo, 2 de agosto de 2010 O Banco Daycoval S.A. ( Daycoval ou Banco ) (BM&FBovespa: DAYC4 / ADR Nível I: BDYVY), anuncia seus resultados do segundo trimestre de 2010 (2T10).

Leia mais

Release de Resultado 2T14

Release de Resultado 2T14 BANCO BMG ANUNCIA SEUS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO 2T14 São Paulo, 07 de agosto de 2014 O Banco BMG S.A. e suas controladas ( BMG ou Banco ) divulgam seus resultados consolidados referentes ao período encerrado

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS

RELEASE DE RESULTADOS RELEASE DE RESULTADOS BANCO PAULISTA SOCOPA Corretora Resultados 4 Trimestre de 2011 1 O BANCO PAULISTA e a SOCOPA - CORRETORA PAULISTA anunciam os resultados do quarto trimestre de 2011. O BANCO PAULISTA

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS

RELEASE DE RESULTADOS RELEASE DE RESULTADOS BANCO PAULISTA SOCOPA Corretora Resultados 1 Trimestre de 2011 1 O BANCO PAULISTA, reconhecido pela sua prestação de serviços de câmbio e de tesouraria, assim como pelo financiamento

Leia mais

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas CICLO APIMEC 2010 Índice RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas 3 RS no Brasil DADOS DEMOGRÁFICOS RS BRASIL População

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. 3T l 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. 3T l 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T l 2015 Disclaimer Esta apresentação pode conter referências e declarações que representem expectativas de resultados, planos de crescimento e estratégias futuras do BI&P. Essas

Leia mais

Apresentação de Resultados

Apresentação de Resultados Apresentação de Resultados 4º Trimestre, Aviso Importante: esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados

Leia mais

Teleconferência Resultados 1T10

Teleconferência Resultados 1T10 Teleconferência Resultados 1T10 18 de maio de 2010 Visão Geral da Administração Venda da estrutura de Varejo + Foco no segmento de crédito a Empresas Transferência das atividades de originação e crédito

Leia mais

Resultados do 1T08. 14 de maio de 2008

Resultados do 1T08. 14 de maio de 2008 Resultados do 1T08 14 de maio de 2008 Destaques do Trimestre Desenvolvimento dos Negócios Início dos desembolsos das operações de FINAME e BNDES Automático Bim Promotora de Vendas fase piloto das operações

Leia mais

Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011

Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011 Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011 Rio de Janeiro, 09 de Agosto 2011 1 Informação importante Esta apresentação foi preparada pelo Banco Santander (Brasil) S.A., eventuais declarações

Leia mais

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A.

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A. 4 trimestre de 2010 Sumário Executivo Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco) do quarto trimestre de 2010 e do exercício findo em 31 de dezembro de 2010. (exceto

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS 1 Semestre de 2013

RELEASE DE RESULTADOS 1 Semestre de 2013 RELEASE DE RESULTADOS 1 Semestre de 2013 1 RELEASE DE RESULTADOS 1 Semestre de 2013 MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO O BANCO PAULISTA anuncia seus resultados do 1S13. O BANCO PAULISTA é reconhecido pela sua prestação

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS. 3 Trimestre de 2012

RELEASE DE RESULTADOS. 3 Trimestre de 2012 RELEASE DE RESULTADOS 3 Trimestre de 2012 1 RELEASE DE RESULTADOS 3 Trimestre de 2012 MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO O BANCO PAULISTA anuncia seus resultados do 3T12. O BANCO PAULISTA é reconhecido pela sua

Leia mais

Divulgação dos Resultados 1T15

Divulgação dos Resultados 1T15 Divulgação dos Resultados 1T15 Sumário Resultado Itens Patrimoniais Índices Financeiros e Estruturais Guidance 2 Resultado Margem Financeira (em e %) * 1T15 / 1T14 1T15 / 4T14 1T15 / 1T14 21,1% 5,4% 21,1%

Leia mais

www.panamericano.com.br

www.panamericano.com.br www.panamericano.com.br Agenda Principais dados do Banco Histórico Divulgação das Demonstrações Financeiras Resultado e Balanço Providências e Perspectivas 2 Agenda Principais dados do Banco 3 Composição

Leia mais

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3 VISÃO GERAL - 2T5 Histórico 99 Início das operações como banco múltiplo 2002 Agência em Nassau 2005 Corretora em Nova York 2009 Início da parceria estratégica com o Banco do Brasil 205 BV Promotora (Consignado

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. 2T l 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. 2T l 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2T l 2015 Disclaimer Esta apresentação pode conter referências e declarações que representem expectativas de resultados, planos de crescimento e estratégias futuras do BI&P. Essas

Leia mais

I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF

I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF 1 I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF 2 Crédito ainda em Expansão, mas Desacelerando 30,7% Crescimento do Crédito 15,1% 20,6% 18,8% 16,4% 14,7% 11,7% 2008

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. 4T l 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. 4T l 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T l 2015 Disclaimer Esta apresentação pode conter referências e declarações que representem expectativas de resultados, planos de crescimento e estratégias futuras do BI&P. Essas

Leia mais

Divulgação de Resultados 2014

Divulgação de Resultados 2014 São Paulo - SP, 10 de Fevereiro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity

Leia mais

Sumário do Resultado 2T09

Sumário do Resultado 2T09 Sumário do Resultado 1 BB lucra R$ 4,0 bilhões no 1º semestre de 2009 O Banco do Brasil registrou lucro líquido de R$ 4.014 milhões no 1S09, resultado que corresponde a retorno sobre Patrimônio Líquido

Leia mais

13 Rentabilidade... 14 Qualidade da Carteira de Crédito... 15 Crédito Consignado... 16 Canais de Distribuição... 17

13 Rentabilidade... 14 Qualidade da Carteira de Crédito... 15 Crédito Consignado... 16 Canais de Distribuição... 17 Realização: Apoio: Sumário Perfil e trajetória... 3 Grupo JMalucelli..... 4 Contexto Setorial...... 5 Brasil em Foco... 6 Cenário de Crédito... 7 Segmentos de atuação... 12 Lucro Líquido... 13 Rentabilidade...

Leia mais

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação

sumário executivo Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2013 Análise Gerencial da Operação sumário executivo 3º trimestre de 2013 (Esta página foi deixada em branco intencionalmente) 4 Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco). Destaques (exceto onde indicado)

Leia mais

BB tem lucro líquido recorde nominal de R$ 12,2 bilhões em 2012

BB tem lucro líquido recorde nominal de R$ 12,2 bilhões em 2012 Informativo para a Imprensa São Paulo (SP), 21 de fevereiro de 2013. BB tem lucro líquido recorde nominal de R$ 12,2 bilhões em 2012 Crédito cresce 25% no ano e atinge participação de mercado histórica

Leia mais

Lucro Líquido Ajustado do BB atinge R$ 2,7 bilhões no 1T13

Lucro Líquido Ajustado do BB atinge R$ 2,7 bilhões no 1T13 Sumário do Resultado Resultado Lucro Líquido Ajustado do BB atinge R$ 2,7 bilhões no O Banco do Brasil apresentou lucro líquido ajustado, sem itens extraordinários, de R$ 2,7 bilhões no trimestre, desempenho

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 5 Balanço Patrimonial Passivo 9 Demonstração do Resultado 12 Demonstração do Resultado

Leia mais

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Apresentação da Teleconferência 06 de agosto de 2015 Para informações adicionais, favor ler cuidadosamente o aviso ao final desta apresentação. Divulgação

Leia mais

Banco Panamericano S.A.

Banco Panamericano S.A. Banco Panamericano S.A. Release Relatório de de Resultados 1T13 1T15 06de 04 Maio de 2013 2015 Teleconferência - Português 05 de maio de 2015 10h30 (Brasília) / 09h30 (US-EST) Telefone de Conexão: +55

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T15

Divulgação de Resultados 1T15 São Paulo - SP, 06 de Maio de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014 1 Ciclo Apimec 2014 Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014 Ciclo Ciclo Apimec 2014 2014 Itaú Itaú Unibanco Unibanco Holding Holding

Leia mais

4T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas

4T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas resultados 4T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Índice Análise Gerencial da Operação 3 Sumário Executivo 5 Análise do Resultado 15 Margem Financeira Gerencial 16 Receitas

Leia mais

BANCO INDUSTRIAL DO BRASIL S.A.

BANCO INDUSTRIAL DO BRASIL S.A. BI Monitoramento de Rating A LFRating comunica ao Banco Industrial S.A. e ao mercado que, em reunião de Comitê realizada no dia 6 de agosto de 2008, foi confirmada a nota A+ atribuída ao referido banco

Leia mais

Sumário Banco Seguros

Sumário Banco Seguros Reunião APIMEC - SP Sumário Banco Grupo JMalucelli...3 História...4 Governança Corporativa...5 Mercado de Crédito Brasileiro...9 Produtos...11 Principais Números...12 Balanço Patrimonial...13 Lucro & Rentabilidade...14

Leia mais

BANCO INDUSTRIAL DO BRASIL S.A. APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JUNHO 2014

BANCO INDUSTRIAL DO BRASIL S.A. APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JUNHO 2014 BANCO INDUSTRIAL DO BRASIL S.A. APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JUNHO 2014 0 CONTEÚDO Visão Geral Histórico Estrutura Societária Administração Ativos e Passivos Carteira de Crédito Carteira de Captação Vencimentos:

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Crise não afeta lucratividade dos principais bancos no Brasil 1 Lucro dos maiores bancos privados

Leia mais

Remuneração aos Nossos Acionistas. Bonificação e Custo Atribuído

Remuneração aos Nossos Acionistas. Bonificação e Custo Atribuído Remuneração aos Nossos Acionistas Na reunião do Conselho de Administração do dia 3 de agosto foi deliberada a distribuição de Juros sobre Capital Próprio (JCP) complementares aos dividendos mensais, a

Leia mais

Agenda. I. Grupo Silvio Santos II. Visão Geral Banco Panamericano. III. Desempenho Financeiro IV. Ratings V. Principais Destaques Banco Panamericano

Agenda. I. Grupo Silvio Santos II. Visão Geral Banco Panamericano. III. Desempenho Financeiro IV. Ratings V. Principais Destaques Banco Panamericano 1 Aviso Legal Este material é a apresentação de informações gerais do Banco PanAmericano S.A. na data desta apresentação. Não fazemos nenhuma declaração, implícita ou explícita, e não damos garantia quanto

Leia mais

Basiléia. Patrimônio Líquido 6.368 5.927 5.117. Jun/09 Jun/10 Jun/11 Jun/12 Jun/13. Captações (líquidas de compulsório) 58.406 52.950 42.

Basiléia. Patrimônio Líquido 6.368 5.927 5.117. Jun/09 Jun/10 Jun/11 Jun/12 Jun/13. Captações (líquidas de compulsório) 58.406 52.950 42. Avenida Paulista, 2.100 - São Paulo - SP CNPJ 58.160.7890001-28 Se escolher navegar os mares do sistema bancário, construa seu banco como construiria seu barco: sólido para enfrentar, com segurança, qualquer

Leia mais

Teleconferência 2T14. 18 de agosto de 2014

Teleconferência 2T14. 18 de agosto de 2014 Teleconferência 18 de agosto de 2014 1T14 x Estabilidade da Carteira de Créditos, próxima a R$ 10,5 bilhões; Nível de liquidez imediata mantido dentro de parâmetros confortáveis; Redução dos NPLs, tanto

Leia mais

Destaques Operacionais. Desempenho Financeiro

Destaques Operacionais. Desempenho Financeiro Press Release Destaques Operacionais O Banrisul apresentou, nos nove meses de 2011, trajetória ascendente de crescimento no crédito. Os indicadores de inadimplência e de qualidade da carteira mantiveram-se

Leia mais

Ações Itaú em foco. Informativo para acionistas Ano 12 2º trimestre de 2015

Ações Itaú em foco. Informativo para acionistas Ano 12 2º trimestre de 2015 Ações Itaú em foco Informativo para acionistas Ano 12 2º trimestre de 2015 nº 47 www.itau.com.br/relacoes-com-investidores facebook.com/itauunibancori @itauunibanco_ri Remuneração aos Nossos Acionistas

Leia mais

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Henrique de Campos Meirelles Novembro de 20 1 Fundamentos macroeconômicos sólidos e medidas anti-crise 2 % a.a. Inflação na meta 8 6 metas cumpridas

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO FOCO NO CLIENTE. Sustentabilidade econômica e sócioambiental. Expansão da base geográfica RELACIONAMENTO

PERFIL CORPORATIVO FOCO NO CLIENTE. Sustentabilidade econômica e sócioambiental. Expansão da base geográfica RELACIONAMENTO PERFIL CORPORATIVO P Banco múltiplo privado com 20 anos de experiência no mercado financeiro P Sólida estrutura de capital e administração conservadora P Atuação em operações: Ativas Passivas Crédito Imobiliário

Leia mais

Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3) Divulgação de Resultados do 3º Trimestre de 2014 (em IFRS)

Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3) Divulgação de Resultados do 3º Trimestre de 2014 (em IFRS) São Paulo, 30 de outubro de 2014 Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3) (em IFRS) Lucro líquido cresce 66% no 3T14 e totaliza R$42 milhões Vendas líquidas crescem 18% no trimestre EBITDA cresce 44%,

Leia mais

Apresentação de Resultados

Apresentação de Resultados Apresentação de Resultados 1º Trimestre, 2014 Aviso Importante: esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados

Leia mais

BANCO INDUSTRIAL DO BRASIL S.A. APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JUNHO 2013

BANCO INDUSTRIAL DO BRASIL S.A. APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JUNHO 2013 BANCO INDUSTRIAL DO BRASIL S.A. APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JUNHO 2013 0 CONTEÚDO Visão Geral... 02 Histórico... Estrutura Societária... Administração... Ativos e Passivos... Carteira de Crédito... Carteira

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO S E R V I Ç O S C R É D I T O. Crédito Imobiliário. Conta Corrente Digital Intermedium. Crédito Pessoal. Seguros.

PERFIL CORPORATIVO S E R V I Ç O S C R É D I T O. Crédito Imobiliário. Conta Corrente Digital Intermedium. Crédito Pessoal. Seguros. 3 trimestre de 2015 PERFIL CORPORATIVO Banco múltiplo privado com 21 anos de experiência no mercado financeiro. Sólida estrutura de capital e administração conservadora. Atuação em operações de: Core Business

Leia mais

Demonstrações Financeiras para o exercício findo em 31 de dezembro de 2013

Demonstrações Financeiras para o exercício findo em 31 de dezembro de 2013 Demonstrações Financeiras para o exercício findo em 31 de dezembro de 2013 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, A Administração do Banco Daycoval S.A. ( Daycoval ou Banco ) submete à apreciação

Leia mais

EBITDA cresce 10,8% no 3T15 e Margem EBITDA atinge 57,9%

EBITDA cresce 10,8% no 3T15 e Margem EBITDA atinge 57,9% Resultados 3T15 EBITDA cresce 10,8% no 3T15 e Margem EBITDA atinge 57,9% Belo Horizonte, 10 de novembro de 2015 - A Companhia de Locação das Américas (Locamerica) (BM&FBOVESPA: LCAM3) divulga seus resultados

Leia mais

Apresentação Bradesco

Apresentação Bradesco Apresentação Bradesco 1 Perspectivas Econômicas 2013 Bradesco 2014 * Consenso do Mercado ** 2015 * 2014 2015 PIB 2,50% 0,50% 1,50% 0,29% 1,01% Juros(SelicFinal) 10,00% 11,00% 11,00% 11,00% 11,38% Inflação(IPCA)

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º TRIMESTRE DE 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º TRIMESTRE DE 2015 Seguindo uma linha mais conservadora, a Carteira de Crédito Expandida somou R$3,9 bilhões, apresentando redução de 6,8% no trimestre e 1,9% em 12 meses Captação totalizou R$4,1 bilhões, redução de 7,2%

Leia mais

Principais Destaques - 1T15

Principais Destaques - 1T15 Belo Horizonte, 28 de abril de 2015 O Banco INTERMEDIUM S.A., banco múltiplo, focado em Crédito Imobiliário e com atividades também nos segmentos de Consignado e Middle Market, divulga hoje seus resultados

Leia mais

Ciclo Apimec 2015 Geraldo Soares Superintendente de Relações com Investidores. Santos 18/06/2015

Ciclo Apimec 2015 Geraldo Soares Superintendente de Relações com Investidores. Santos 18/06/2015 Ciclo Apimec 2015 Geraldo Soares Superintendente de Relações com Investidores Santos 18/06/2015 Ciclo Apimec 2015 Itaú Unibanco Holding S.A. A apresentação faz referências e declarações sobre expectativas,

Leia mais

4T15. Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Itaú Unibanco Holding S.A.

4T15. Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Itaú Unibanco Holding S.A. 4T15 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Itaú Unibanco Holding S.A. ÍNDICE 03 Análise Gerencial da Operação 05 Sumário Executivo 15 Análise do Resultado e Balanço 16 18 22

Leia mais

JSL Arrendamento Mercantil S/A.

JSL Arrendamento Mercantil S/A. JSL Arrendamento Mercantil S/A. Relatório de Gerenciamento de Riscos 2º Trimestre de 2015 JSL Arrendamento Mercantil S/A Introdução A JSL Arrendamento Mercantil S/A. (Companhia) se preocupa com a manutenção

Leia mais

5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA

5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA 5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA Os sinais de redução de riscos inflacionários já haviam sido descritos na última Carta de Conjuntura, o que fez com que o Comitê de Política Monetária (Copom) decidisse

Leia mais

3º trimestre de 2011. Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas. Itaú Unibanco Holding S.A.

3º trimestre de 2011. Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas. Itaú Unibanco Holding S.A. 3º trimestre de 2011 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Itaú Unibanco Holding S.A. Índice Análise Gerencial da Operação 1 Sumário Executivo 3 Análise do Resultado 11 Margem

Leia mais

1T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas

1T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas resultados 1T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Índice Análise Gerencial da Operação 3 Sumário Executivo 5 Análise do Resultado 15 Margem Financeira Gerencial 16 Receitas

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 2º Trimestre de 2013

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 2º Trimestre de 2013 . São Paulo, 06 de agosto de 2013 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis e com grande presença nas classes populares do Brasil, divulga seus

Leia mais

Principais Destaques - 2T15

Principais Destaques - 2T15 Belo Horizonte, 22 de julho de 2015 O Banco INTERMEDIUM S.A., banco múltiplo, focado em Crédito Imobiliário e com atividades também nos segmentos de Consignado e Middle Market, divulga hoje seus resultados

Leia mais

1T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL

1T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL FACT SHEET 1T13 PERFIL DA COMPANHIA Fundado em 1928, o Banrisul é um banco múltiplo: comercial, de desenvolvimento e social, controlado pelo Estado do Rio Grande do Sul. A proximidade com o setor público

Leia mais

Nota de Crédito PJ. Janeiro 2015. Fonte: BACEN Base: Novembro de 2014

Nota de Crédito PJ. Janeiro 2015. Fonte: BACEN Base: Novembro de 2014 Nota de Crédito PJ Janeiro 2015 Fonte: BACEN Base: Novembro de 2014 mai/11 mai/11 Carteira de Crédito PJ não sustenta recuperação Após a aceleração verificada em outubro, a carteira de crédito pessoa jurídica

Leia mais

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores 59 Luiz Carlos Angelotti Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores Estratégia de Atuação 60 60 Balanço Patrimonial Tecnologia vs Eficiência operacional Basileia Desempenho Financeiro

Leia mais

REUNIÕES APIMEC 2011

REUNIÕES APIMEC 2011 REUNIÕES APIMEC 2011 Í n d i c e RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Concorrentes Sustentabilidade Projeções e Estimativas 1 RS no Brasil Visão Geral do Estado do Rio Grande

Leia mais

Banco Panamericano S.A.

Banco Panamericano S.A. Banco Panamericano S.A. Release Relatório de de Resultados 1T13 3T14 06de 03 Maio Novembro de 2013 de 2014 Teleconferência - Português 04 de novembro de 2014 10h00 (Brasília) / 07h00 (US-EST) Telefone

Leia mais

Banco Luso Brasileiro S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes

Banco Luso Brasileiro S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes Banco Luso Brasileiro S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes RELATÓRIO da ADMINISTRAÇÃO - 2012 SENHORES ACIONISTAS A Administração do Banco Luso

Leia mais

Especial Lucro dos Bancos

Especial Lucro dos Bancos Boletim Econômico Edição nº 90 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Especial Lucro dos Bancos 1 Tabela dos Lucros em 2014 Ano Banco Período Lucro 2 0 1 4 Itaú Unibanco

Leia mais

BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15

BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15 BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15 Brasília, 26 de agosto de 2015 O BRB - Banco de Brasília S.A., sociedade de economia mista, cujo acionista majoritário é o Governo de Brasília, anuncia seus resultados do

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T14

Divulgação de Resultados 1T14 Divulgação de Resultados 1T14 A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity ( Fundos

Leia mais

Agenda. Visão Geral de 2008. Resultados Financeiros e Operacionais

Agenda. Visão Geral de 2008. Resultados Financeiros e Operacionais Disclaimer Com objetivo de haver comparabilidade na análise de resultados, os comentários de desempenho apresentados não contemplam as modificações contábeis introduzidas pela lei n.º 11.638/07, analisando,

Leia mais

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006.

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. São Paulo, 28 de fevereiro de 2007 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

Teleconferência Resultados 3T10

Teleconferência Resultados 3T10 Teleconferência Resultados 3T10 Sexta-feira, 5 de Novembro de 2010 Horário: 14:00 (horário de Brasília) 12:00 (horário US EDT) Tel: + 55 (11) 4688-6361 Código: LASA Replay: + 55 (11) 4688-6312 Código:

Leia mais

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Goiânia 28 de outubro de 2014

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Goiânia 28 de outubro de 2014 1 Ciclo Apimec 2014 Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Goiânia 28 de outubro de 2014 Ciclo Ciclo Apimec 2014 2014 Itaú Itaú Unibanco Unibanco Holding Holding

Leia mais

A Crise Internacional e os Desafios para o Brasil

A Crise Internacional e os Desafios para o Brasil 1 A Crise Internacional e os Desafios para o Brasil Guido Mantega Outubro de 2008 1 2 Gravidade da Crise Crise mais forte desde 1929 Crise mais grave do que as ocorridas nos anos 1990 (crise de US$ bilhões

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 3º Trimestre de 2013

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 3º Trimestre de 2013 . São Paulo, 31 de outubro de 2013 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis e com grande presença nas classes populares do Brasil, divulga

Leia mais

Mensagem do Presidente

Mensagem do Presidente BCO06116 São Paulo, 7 de maio de 2014. O Banco Votorantim S.A. ( Banco ) anuncia seus resultados do primeiro trimestre () do exercício de 2014. Todas as informações financeiras a seguir, exceto se indicado

Leia mais

Release de Resultado 3T08

Release de Resultado 3T08 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$75,0 MILHÕES OU R$0,33 POR AÇÃO NO E R$211,6 MILHÕES OU R$0,92 POR AÇÃO NO 9M08. São Paulo, 7 de Novembro de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os

Leia mais

3T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas

3T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas resultados 3T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Índice Análise Gerencial da Operação 3 Sumário Executivo 5 Análise do Resultado 15 Margem Financeira Gerencial 16 Receitas

Leia mais

Informações Financeiras Consolidadas

Informações Financeiras Consolidadas Informações Financeiras Consolidadas 3º trimestre 2007 Dados Cadastrais Denominação Comercial: Banrisul S/A Natureza Jurídica: Banco Múltiplo Público Estadual. Sociedade de Economia Mista, sob forma de

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. O Seu Banco Parceiro 2T13

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. O Seu Banco Parceiro 2T13 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS O Seu Banco Parceiro 2T13 Disclaimer Esta apresentação pode conter referências e declarações que representem expectativas de resultados, planos de crescimento e estratégias futuras

Leia mais

A operação de seguros respondeu por 47,8% do resultado consolidado ajustado de 2011 e 51,2% do resultado ajustado do 4T11.

A operação de seguros respondeu por 47,8% do resultado consolidado ajustado de 2011 e 51,2% do resultado ajustado do 4T11. Todas as informações financeiras apresentadas neste documento são consolidadas, abrangendo as demonstrações financeiras do Banco, suas controladas, JMalucelli Seguradora, JMalucelli Seguros, JMalucelli

Leia mais

DESTAQUES DO 1T11 LUCRO LÍQUIDO RESULTADO COM SEGUROS OPERAÇÕES DE CRÉDITO. Contatos de RI

DESTAQUES DO 1T11 LUCRO LÍQUIDO RESULTADO COM SEGUROS OPERAÇÕES DE CRÉDITO. Contatos de RI Todas as informações financeiras apresentadas neste documento são consolidadas, abrangendo as demonstrações financeiras do Banco, suas controladas, JMalucelli Seguradora, JMalucelli Seguradora de Crédito,

Leia mais

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias

Leia mais

10 Anos de Transmissão das Reuniões APIMEC pela Internet

10 Anos de Transmissão das Reuniões APIMEC pela Internet Esta apresentação pode conter informações sobre eventos futuros. Tais informações não seriam apenas fatos históricos, mas refletiriam os desejos e as expectativas da direção da companhia. As palavras "antecipa",

Leia mais

PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-10

PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-10 PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-10 Controle: D.04.10.04 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão: 30/09/2013 Elaborado por: Certificação ANBIMA Aprovado por:

Leia mais

Agência Bradesco Praça Panamericana

Agência Bradesco Praça Panamericana Agência Bradesco Praça Panamericana Presença em todos os municípios brasileiros A B C D E 03 Crescimento Orgânico dos Canais de Distribuição 4.634 4.650 3.160 3.359 3.454 3.628 2007 2008 2009 2010 2011

Leia mais

Banco Caterpillar S.A. Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53

Banco Caterpillar S.A. Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53 Rua Alexandre Dumas, 1711 - Edifício Birmann 11-9º andar Setor 2 - São Paulo - SP CNPJ: 02.658.435/0001-53 Balanço Patrimonial - Conglomerado Prudencial em 30 de Junho ATIVO 2014 CIRCULANTE 1.893.224 Disponibilidades

Leia mais

Banco Panamericano S.A.

Banco Panamericano S.A. Banco Panamericano S.A. Release Relatório de de Resultados 1T13 2T14 06de 04 Maio Agosto de de 2013 2014 Teleconferência - Português 05 de agosto de 2014 10h00 (Brasília) / 09h00 (US-EST) Telefone de Conexão:

Leia mais

PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-10

PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-10 PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-10 Controle: D.04.10.05 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão: 14/05/2015 Elaborado por: Certificação ANBIMA Aprovado por:

Leia mais

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1T15

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1T15 Relações com Investidores DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1T15 Apresentação: José Rubens de la Rosa CEO José Antonio Valiati CFO & Diretor de Relações com Investidores Thiago Deiro Gerente Financeiro & de

Leia mais

CONFERENCE CALL DE APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO 2T09 - GLOBEX. Rio de Janeiro, 11 de setembro de 2009.

CONFERENCE CALL DE APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO 2T09 - GLOBEX. Rio de Janeiro, 11 de setembro de 2009. CONFERENCE CALL DE APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO 2T09 - GLOBEX Rio de Janeiro, 11 de setembro de 2009. 1 DRE PRO-FORMA Com objetivo de haver comparabilidade na análise de resultados, os comentários de

Leia mais

Institucional. Base: Junho/2014

Institucional. Base: Junho/2014 Grupo Seculus Institucional Base: Junho/2014 Estrutura Societária Família Azevedo 50% 50% LATAN Participações e Investimentos S.A. 100% ON 75.896.000 ações 100% PN 75.896.000 ações Quem Somos Nossa história,

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 2º Trimestre de 2014

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 2º Trimestre de 2014 . São Paulo, 31 de julho de 2014 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis e com grande presença nas classes populares do Brasil, divulga seus

Leia mais