MANUAL DO CORRETOR. Invest Seguro RCO. Versão /15

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DO CORRETOR. Invest Seguro RCO. Versão 09.13.01 1/15"

Transcrição

1 MANUAL DO CORRETOR Invest Segur RCO Versã /15

2 1. OBJETIVO Estabelecer as características e cndições d Segur Respnsabilidade Civil Ônibus - RCO e s critéris para sua subscriçã, ns rams 623 e DESTINAÇÃO O prdut RCO é destinad a garantir, a títul de reparaçã civil, dans crprais e/u materiais causads a passageirs e terceirs nã transprtads em cas de acidente crrid durante viagem efetuada pr veícul transprtadr perad pel Segurad. 3. ÂMBITO GEOGRÁFICO Td Territóri Nacinal. 4. COBERTURAS O Prdut Invest Segur Rc é cmpst da cntrataçã da cbertura básica (brigatória) e pel mens mais uma cbertura adicinal de livre esclha d segurad. Para tant, estã dispníveis diversas cberturas adicinais, visand atender plenamente as necessidades ds Segurads Cberturas Básicas (Obrigatória) a) Dans Crprais e/u Materiais causads a Passageirs b) Dans Crprais e/u Materiais causads a Passageirs e Dans Crprais a Terceirs nã Transprtads c) Resp. Civil para Dans Materiais causads a Terceirs d) Resp. Civil para Dans Crprais causads a Terceirs Cberturas Adicinais e) Resp. Civil para Dans Mrais causads a Passageirs - VERBA ADICIONAL; f) Resp. Civil para Dans Mrais causads a Terc. nã Transp. - VERBA ADICIONAL; g) Resp. Civil para D. Mrais causads a Passag. e Terceirs - VERBA ADICIONAL (LMG ÚNICO); h) Acidentes Pessais para Tripulantes (Cndutr, Cbradr, Funcinári e/u Guia Turístic) MA,IP,DMHO; i) Acidentes Pessais de Passageirs (APP), pr passageir; MA, IP,DMHO; j) Bagagens de Passageirs - pr passageir; Versã /15

3 a) Recmpsiçã de Registrs e Dcuments de Passageirs - pr passageir; b) Despesas cm Hnráris Advcatícis (Fr Penal) - pr ônibus; 5. ENQUADRAMENTO TIPOS DE VEÍCULOS Ônibus: Veículs cm ltaçã superir u igual a 21 passageirs Micr ônibus: Veículs cm ltaçã inferir a 21 e superir a 10 passageirs Ltações: Veicul urban de transprte cletiv de passageirs Vans: Veículs cm ltaçã superir u igual a 16 passageirs Kmbi: Veículs Kmbi de acrd cm Detran Autmóveis: Veículs cm ltaçã até 7 passageirs, destinad a transprte de passageirs (executiv, turistas, funcináris). UTILIZAÇÃO DO VEÍCULO Fretament Cntínu: é serviç de transprte prestad pr empresa detentra d Certificad de Registr para Fretament CRF, cm cntrat firmad entre a empresa e seu cntratante, em circuit fechad, pr períd determinad, cm itinerári, quantidade de viagens, frequência e hráris pré-estabelecids, cm relaçã fechada de passageirs, cm prévia autrizaçã da ANTT, destinad a atendiment de: I pessas jurídicas, para transprte de seus empregads; II instituições de ensin, agremiações estudantis u assciações, legalmente cnstituídas, para transprte, respectivamente, de seus prfessres, aluns u assciads; III entidades gvernamentais, para transprte de seus clabradres, quand nã sejam prestads pr veículs ficiais u arrendads. Fretament Eventual u Turístic: é serviç prestad pr empresas detentras de Certificad de Registr para Fretament - CRF, em circuit fechad, em caráter casinal, cm relaçã de passageirs transprtads e emissã de nta fiscal, pr viagem, cm prévia autrizaçã da ANTT. Serviç de Transprte Intermunicipal, Interestadual u Internacinal de Passageirs (Linha Regular): é serviç de transprte cletiv de passageirs entre dis u mais munícipi, estads u países, executand uma ligaçã de dis pnts terminais, aberts a públic em geral, de natureza regular e permanente, cm itinerári definid n at de sua delegaçã através de cncessã. Serviç de Transprte Públic Cletiv Urban de Passageirs: é serviç de transprte cletiv de passageirs realizad dentr de um determinad municípi, a dispsiçã da ppulaçã, cm itinerári fix e cm cbrança de passagem. Transprte Esclar de Passageirs: é serviç de transprte cletiv destinad exclusivamente para transprte de esclares. Fretament Saúde Transprte de Pacientes: é serviç de transprte de pacientes realizad entre municípis u estads, pr ambulâncias, sem caráter de urgência. Versã /15

4 Linhas regulares Intermunicipais cm circulaçã em regiã Metrplitana: é serviç de transprte cletiv de passageirs entre dis u mais munícipis, cm trechs de circulaçã realizads dentr em regiões urbanas, executand uma ligaçã de dis pnts terminais, aberts a públic em geral, de natureza regular e permanente, cm itinerári definid n at de sua delegaçã através de cncessã. (*)Obs.: Veículs cuja utilizaçã estiver direcinada a transprte Urban de Passageirs, deverã ser submetids á avaliaçã da área técnica, aplicand as suas devidas franquias dentr das regras de aceitaçã. 6. O PRODUTO O Prdut RCO é cmercializad nas mdalidades Internacinal / Interestadual e/u Municipal / Intermunicipal nde estã dispnibilizadas várias cberturas visand atender plenamente as necessidades ds Segurads. 7. LIMITES DO PRODUTO Autmaticidade de cntrataçã está dispnibilizada n sistema de ctaçã para riscs Limite Máxim de garantia - LMG até R$ ,00. a) Prdut dispnibilizad n sistema de Ctaçã Limite Máxim de Garantia até R$ ,00, parametrizad para ser realizad pel Crretr b) Segurs cm valres superires a R$ ,00, utilizações e/u cberturas cm restrições, as ctações serã realizads pela área de Técnica de Riscs Patrimniais (Matriz) Limite Máxim de Garantia que é a sma ds LMI s das cberturas básicas + adicinais cnstantes na apólice. 8. COBERTURAS E LIMITES MÁXIMOS DE CONTRATAÇÃO Só é permitida a cntrataçã das cberturas e seus respectivs valres, cnfrme relacinads n anex Limites de Cntrataçã RCO. 9. CRITÉRIOS DE ACEITAÇÃO 9.1. O veícul deve estar regulamentad a fim de atender a legislaçã a ser atendida: Federal (ANTT): Transprte Interestadual e Internacinal de Passageirs; Estadual: Transprte Intermunicipal de Passageirs; Municipal: Transprte Municipal de Passageirs. Versã /15

5 9.2. Observações: Quand veícul fr isent de registr junt a pder cncedente, deverá ser esclhida a pçã de acrd cm a regiã de circulaçã d veícul. Veículs de lcaçã, isents de registr, pderã ser aceits se cntratads cm a utilizaçã de Transprte de Passageirs Isent de Registr e mediante realizaçã de vistria prévia. (Vistria subsidiada pela Invest) Pderã ser cntratads veículs em nme ds sócis desde que seus nmes cnstem n Cntrat Scial da Empresa. Pderã ser cntratads veículs em nme de terceirs, desde que seja feit um cntrat de arrendament ds veículs em nme da empresa transprtadra Questinári de risc Obrigatóri questinári de seleçã de risc tem cm bjetiv entender detalhadamente perfil d cliente, bem cm, seu cenári de transprte de passageirs. Pergunta n 1: Qual a utilizaçã deste(s) veícul(s)? Favr detalhar (exempl: transprte de funcináris, linha regular, urban, transprte esclar, fretament e/u turism). Pergunta n 2: Qual a regiã de circulaçã d(s) veícul(s)? Pergunta n 3: Qual é a sinistralidade ns últims 24 meses? Pergunta n 4: Este prpnente, assim cm (s) veícul(s) bjet da prpsta de segur, se encntra(m) devidamente autrizads a transprtar passageirs e atendend às nrmas específicas estabelecidas pels órgãs cncedentes (Federal, Estadual e/u Municipal)? Qual (especificar órgã). 10. RISCOS NÃO ACEITOS O Prdut RCO pssui restrições de aceitaçã, nã send aceits neste prdut s veículs que se enquadrarem em qualquer uma das seguintes situações: Veículs cm restriçã judicial; Veículs sem hmlgaçã junt a pder cncedente, que nã sejam isents de registr; Veículs que estejam realizand transprte clandestin de passageirs; Veículs acima de 30 ans (risc nã aceit) Veículs acima de 20 ans, a aceitaçã pderá ser viabilizada smente cm: Vistria realizada pr Engenheir mecânic cm emissã de laud técnic; Na falta d laud, declaraçã de bm estad de cnservaçã, cnjuntamente cm as fts internas e externas d veícul; Versã /15

6 N cas de frtas, nã pderá haver quantidade de veículs superir a 10% de veículs cm idade acima de 20 ans, devend ser encaminhad à área técnica. 11. COMISSÕES E PARCELAMENTO DO PRÊMIO Cmissinament Máxim Permitid: Até 25% d valr líquid d prêmi. Quand existir a necessidade de cmissinament mair, prêmi será agravad a fim de manter equilibr da cnta. Fracinament d Prêmi e Frma de Pagament: Carnê: Parcelad em até 10 vezes (1ª n at u há 15 dias), para apólices de 1 item. Parcelament de até 12 vezes (1ª n at u a 15 dias), send que a ultima parcela deve ser anterir a venciment da apólice) para apólices acima de 2 itens. Parcela mínima de R$ 90,00. Faturament: Apólices cm prêmi mensal mínim de R$ 1.000,00, númer mínim de (05) itens e efetiva mvimentaçã, pderã ser incluídas nesta mdalidade. Jurs: Nã há incidência de jurs. Cust de apólice: Nã a cbrança. Descnt: É cncedid 5% de descnt para pagaments a vista. 12. REGRAS DA PLANILHA Regra de utizaçã na planilha de cálculs: - O Carregament cmercial d prdut é de 25%. A cmissã mínima será 10%. - Camp Ceficiente = utilizad smente para agravar cust. Nã há limite de agrav. - Camp Fidelidade = descnt cmercial que nã reduz cmissã, smente cust. Máxim de 5% e deve ser utilizad em caráter excepcinal, havend interesse cmercial. Vale infrmar que tal descnt pde ser cncedid apenas para renvações da própria Invest e cngênere PRÊMIO MÍNIMO A regra para cbrança de prêmi mínim de apólice determina que qualquer valr inferir a mínim seja elevad para este patamar. Prêmi mínim pr apólice: R$ 130,00. Versã /15

7 Prêmi mínim pr endss: R$ 60,00. Prêmi menr u igual a R$ 25,00, sistema nã cbrará, emitind endss sem mviment. Prêmi entre R$ 25,01 e R$ 60,00 sistema cbrará um mínim de R$ 60,00. Restituiçã mínima: R$ 25, COTAÇÕES Cm Slicitar: Para segurs cm LMI de cberturas básicas e adicinais superires a permitid, as ctações de apólices, nvas u a renvar, deverã ser slicitadas à área de Técnica da Investprev, através da planilha de cálculs pr mei de cm intermediaçã da Assessria. O subscritr deverá respeitar a precificaçã e restrições d prdut previst na respectiva nta técnica e n cntrat de ressegur Regras gerais Que deverã cnsultar a Seguradra: Limites de capitais nas cberturas de Dans Crprais e Materiais acima da ANTT. Limite de capital para cbertura de Dans Mrais acima de R$ ,00 u 10% d Capital Segurad da cbertura básica. Utilizaçã Urbana e Linhas Regulares Intermunicipais cm circulaçã em regiã metrplitana Assessrias / Crretres: N cas de haver slicitaçã de mais de uma mais de um Crretr para um mesm segur, deverá ser verificad seguinte: Renvaçã da Cia: A ctaçã deve ser apresentada sempre a Crretr detentr da apólice. Se huver utra slicitaçã, a ctaçã só deverá ser apresentada cas Crretr tenha sid nmead pel Segurad para a renvaçã. Nã deve ser cnsiderad Crretr aquele cm carta de autrizaçã apenas para ctaçã. Visand preservar s interesses d Crretr/Cliente e da Seguradra, nã será permitida a reserva de mercad Segurs nvs u renvaçã de Cngêneres: Versã /15

8 A ctaçã deve ser apresentada smente para Crretr que primeir slicitar. Entretant, cas a Assessria autrize, a apresentaçã para utr (s) Crretr (es) crrerá nas mesmas bases de tarifaçã, respeitadas as diferenças de infrmações de cada slicitaçã. Observações: As ctações realizadas pela área Técnica terã praz de validade de 15 dias, cntads da data de sua realizaçã. As ctações serã frnecidas smente a crretres devidamente cadastrads na Cia. através das assessrias. Os cadastrs serã realizads pela Invest, send prcessads pela Área Operacinal mediante envi de dcumentaçã padrã. Descnt Fidelidade = utilizad para cncessã de descnt de 5% em cass de renvaçã Invest e Cngêneres sem crrencia de sinistr, desde que cmprvad cm cópia da apólice. 15. PROPOSTAS As prpstas para emissã serã preenchidas através d nss ctadr RCO, que deverã ser, digitalizadas, assinadas e carimbadas pela crretra/segurad, e encaminhadas para emissã da apólice através d Psterirmente, estas prpstas deverã ser entregues nas filiais e imediatamente encaminhadas para a Matriz as cuidads de Saul/Dept. Técnic. Obs.: Para cadastrament d Segurad e emissã da apólice, é brigatóri infrmar CPF d cliente, bem cm endereç cmplet de cbrança / crrespndência, inclusive CEP d lcal. Buscand atender a Circular SUSEP 200/02, a prpsta deverá cnter além das infrmações acima, s seguintes dads: PESSOA FÍSICA: Númer d RG, Data de Expediçã, Órgã Expedidr e Data de Nasciment; e PESSOA JURÍDICA: Natureza de Atividade d Segurad. 16. COBERTURA PROVISÓRIA Nã estã previstas Cberturas Prvisórias n Prdut Invest Segur Rc, salv exceções previamente negciadas cm a área Técnica Patrimnial, bservads s níveis de autridade vigentes. 17. EMISSÃO DE APÓLICES Para emissões manuais, a remessa da prpsta física deve ser feita pela Assessria para a área Técnica Patrimnial, nde é realizada a emissã de apólices e endsss. A emissã dependerá sempre da baixa de tdas as pendências se huver. Riscs liberads para emissã autmática serã efetuads na própria Assessria, inclusive a impressã d Kit de Emissã. O kit de emissã enviad a Segurad é cmpst de: Versã /15

9 Carta de bas-vindas; Apólice; Manual d segurad (Cndições Gerais); Cartã d Segurad; Carnê de pagament d prêmi (se aplicável). Os endsss e respectivs cálculs de prêmis, quand aplicáveis, serã previamente analisads e ctads pela área Técnica. Nã será permitida trca de crretagem durante a vigência da apólice. Será necessária a emissã de endss canceland a apólice vigente e psterir emissã de nva apólice, pró-rata, infrmand crretr atual. 2ª Via de Apólices/Endsss: Pderã ser impresss via sistema na própria Assessria. Reimpressã de apólice u endsss: Pderã ser impresss via sistema na própria Assessria. Reintegrações de LMI em funçã de sinistrs, nã serã autmátics. Deverã ser demandadas pela Assessria a Seguradras e analisada cas a cas, determinand suas cndições pela Seguradra, pdend ser aceitas u nã. Cas aceita, na 1º reintegraçã (cnsiderand pr cbertura), agravar a taxa X fatr 1,4 n segund fatr dis. Mais reintegrações deverã ser aprvadas. Para ram 623, cnfrme determinaçã da SUSEP, a reintegraçã é autmática e sem cbrança de prêmi, n entant esta deve ser registrada em sistema através da área Técnica. Após qualquer indenizaçã efetuada, limite máxim de respnsabilidade da Seguradra fica, autmaticamente, reduzid pel mesm valr, facultand-se a Segurad, mediante pedid pr escrit e aprvaçã da Seguradra, a reintegraçã desse valr, excet n ram 623 e em apólices faturadas nde a reintegraçã crre autmaticamente na nva cmpetência da fatura. Setembr/2013 INVEST SEGURADORA S/A Versã /15

10 ANEXO 1 LIMITES DE CONTRATAÇÃO (RCO) COBERTURAS % MÁXIMO DA GARANTIA BÁSICA LIMITE PRODUTO 623 Cbertura Básica 01: Dans Crprais e/u Materiais Causads a Passageirs 100% R$ ,00 Cbertura Adicinal 02: Dans Mrais Causads a Passageirs 20% R$ ,00 Cbertura Adicinal 03: Dans Causads as Tripulantes (Cndutr, Cbradr, Funcinári e/u Guia Turístic) 100% R$ ,00 Cbertura Adicinal 04: Franquia relativa a Dans a Bagagem de Passageirs 10% R$ 1.839,00 pr passageir Cbertura Adicinal 05: Recmpsiçã de Registrs e Dcument de Passageirs 20% R$ 250,00 pr passageir Cbertura Adicinal 06: Despesas cm Hnráris Advcatícis 50% R$ ,00 pr ônibus Segue abaix quadr de cberturas básicas e adicinais para ram Segur Facultativ de Respnsabilidade Civil das Empresas de Transprte Rdviári Municipal e Intermunicipal de Passageirs. COBERTURAS Cbertura Básica 01: Dans Crprais e/u Materiais Causads a Passageirs Cbertura Básica 02: Dans Crprais e/u Materiais Causads a Passageirs e Dans Crprais a Terceirs nã Transprtads Cbertura Básica 03: Dans Materiais Causads a Terceirs nã Transprtads Cbertura Básica 04: Dans Crprais Causads a Terceirs nã Transprtads % MÁXIMO DA GARANTIA BÁSICA LIMITE PRODUTO % R$ ,00 100% R$ ,00 100% R$ ,00 100% R$ ,00 Versã /15

11 COBERTURAS Cbertura Adicinal 05: Dans Mrais Causads a Passageirs (dispnibilizada quand cntratada a Cbertura Básica 01) Cbertura Adicinal 06: Cbertura Agregada de Dans Mrais Causads a Passageirs Cbertura Adicinal 07: Dans Mrais Causads a Terceirs nã Transprtads (dispnibilizada quand cntratada a Cbertura Básica 03 u 04) Cbertura Adicinal 08: Cbertura Agregada de Dans Mrais Causads a Terceirs nã Transprtads Cbertura Adicinal 09: Dans Mrais Causads a Passageirs e a Terceirs nã Transprtads (dispnibilizada quand cntratada a Cbertura básica 02) Cbertura Adicinal 10: Cbertura Agregada de Dans Mrais Causads a Passageirs e a Terceirs nã Transprtads Cbertura Adicinal 11: Acidentes Pessais para Tripulantes (Cndutr, Cbradr, Funcinári e/u Guia Turístic) Cbertura Adicinal 12: Acidentes Pessais de Passageirs Cbertura Adicinal 13: Bagagem de Passageirs (dispnibilizada quand cntratada a Cbertura Básica 01 u 02) % MÁXIMO DA GARANTIA BÁSICA LIMITE PRODUTO % R$ ,00 20% R$ ,00 20% R$ ,00 20% R$ ,00 20% R$ ,00 20% R$ , Mrte Acidenta (MA) R$ ,00 pr tripulante; Invalidez Permanente Ttal u Parcial pr Acidente (IPA) R$ ,00 pr tripulante Despesas Médic Hspitalares e Odntlógicas (DMHO) R$ ,00 pr tripulante Mrte Acidenta (MA) R$ ,00 pr passageir; Invalidez Permanente Ttal u Parcial pr Acidente (IPA) R$ ,00 pr passageir; Despesas Médic Hspitalares e Odntlógicas (DMHO) R$ ,00 pr passageir 10% R$ 1.000,00 pr passageir Versã /15

12 COBERTURAS % MÁXIMO DA GARANTIA BÁSICA LIMITE PRODUTO 628 Cbertura Adicinal 14: Recmpsiçã de Registrs e Dcument de Passageirs (dispnibilizar quand - R$ 250,00 pr passageir cntratada a cbertura básica 01 u 02) Cbertura Adicinal 15: Despesas cm Hnráris Advcatícis. 50% R$ ,00 pr ônibus (*) Para utilizaçã de Transprte Esclar de Passageirs as cberturas básicas estã limitadas em R$ ,00. Cberturas Especiais, inclusas através de Clausulas Particulares, após aprvaçã da Investprev: 1 - Acidente em Transit para Transprte Public Urban e Metrplitana: A cntrári d que cnsta nas cndições gerais, Clausula tal Riscs Excluíds, alínea tal, s dans crprais a passageirs decrrente de acidentes em transit. (agravar taxa em 1,15) Fica estipulada da Franquia de R$ 500,00 pr vitima transprtada, quand autrizad pela área técnica. 2- Dans Crprais a dirigentes, sócis, empregads e prepsts: A cntrári d que cnsta nas cndições gerais, Clausula tal Riscs Excluíds, alínea tal, estã cberts s dans crprais a Dirigentes, Sócis, Empregads e Prepsts. (agravar taxa em 1,10) 3- Despesas cm Hnráris Advcatícis (fr Civil): A cntrári d que cnsta nas cndições gerais, Clausula tal Riscs Excluíds, alínea tal, estã cberts as despesas cm Hnráris Advcatícis n Fr Civil. (agravar taxa em 1,20) Fica estipulada da Franquia de R$ 2.000,00 pr vitima de dans Crprais e/u veículs. Versã /15

13 ANEXO 2 LIMITES DE CONTRATAÇÃO POR ÓRGÃO Semelhante a ANTT, cada Estad (Órgã) define valr e quais as imprtâncias seguradas serã brigatórias para a btençã d licenciament para transprte de passageirs. Vale ressalvar-lhes que, a planilha dispnibilizada pela Invest, pssui limitadres as valres cntratads pr IS. ANTT GO-AGR MG-DER MS AGEPAN MT AGER PR-DER RJ DETRO RS-DAER ,00 Dans Crprais / Dans Materiais Passageirs Dans Crprais / Dans Materiais Passageirs até ,00 passageirs Dans Crprais / Dans Materiais Passageirs acima de ,00 passageirs ,00 APP Mrte ,00 APP Inv. Permanente 2.700,00 DMHO ,00 Dans Crprais / Dans Materiais Passageirs - pr assent ,00 Dans Crprais / Dans Materiais Passageirs Dans Crprais / Dans Materiais Passageirs - até ,25 pessas Dans Crprais / Dans Materiais Passageirs acima de ,00 pessas ,00 APP Mrte ,00 APP Inv. Permanente ,00 Dans Crprais / Dans Materiais Passageirs Versã /15

14 SC DETER TO ATR ,00 APP Mrte ,00 APP Inv. Permanente 9.291,36 DMHO ,00 APP Mrte ,00 APP Inv. Permanente 6.000,00 DMHO ,00 Dans Crprais / Dans Materiais Passageirs Versã /15

15 Versã /15

MANUAL DO PRODUTO GERGERAISISTÊNCI SEGURO APP INVEST

MANUAL DO PRODUTO GERGERAISISTÊNCI SEGURO APP INVEST MANUAL DO PRODUTO GERGERAISISTÊNCI SEGURO APP INVEST A MANUAL DO PRODUTO SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS DE PASSAGEIROS E/OU TRIPULANTE (APP) INVEST O presente Manual d Prdut cntém: SEGURO APP INVEST 1. VANTAGENS

Leia mais

Informações Importantes 2015

Informações Importantes 2015 Infrmações Imprtantes 2015 CURSOS EXTRACURRICULARES N intuit de prprcinar uma frmaçã cmpleta para alun, Clégi Vértice ferece curss extracurriculares, que acntecem lg após as aulas regulares, tant n períd

Leia mais

Plano Promocional de Fornecimento de Infra-estrutura de Acesso a Serviços Internet de Banda Estreita Dial Provider 1

Plano Promocional de Fornecimento de Infra-estrutura de Acesso a Serviços Internet de Banda Estreita Dial Provider 1 Sã Paul, 26 de dezembr de 2005 Plan Prmcinal de Frneciment de Infra-estrutura de Acess a Serviçs Internet de Banda Estreita Dial Prvider 1 Telecmunicações de Sã Paul S.A - TELESP. ( Telesp ), tend em vista

Leia mais

MANUAL DO PRODUTO SEGURO DE VIDA INVEST GLOBAL

MANUAL DO PRODUTO SEGURO DE VIDA INVEST GLOBAL MANUAL DO PRODUTO SEGURO DE VIDA INVEST GLOBAL MANUAL DO PRODUTO SEGURO DE VIDA EM GRUPO INVEST GLOBAL O presente Manual d Prdut cntém: SEGURO DE VIDA EM GRUPO - INVEST GLOBAL 1. VANTAGENS DO PRODUTO...

Leia mais

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário MTur Sistema Artistas d Turism Manual d Usuári Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 3. ACESSAR O SISTEMA... 4 4. UTILIZANDO O SISTEMA... 9 4.1. CADASTRAR REPRESENTANTE... 9 4.2. CADASTRAR

Leia mais

NORMATIVA ADMINISTRATIVA

NORMATIVA ADMINISTRATIVA Assunt: DIRETRIZES PARA COMPRA E APROVEITAMENTO DE Data de Emissã: Data de Revisã: De: 18/12/2013 Assunts Estratégics Tdas as áreas d 1. OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO Estabelecer regras e parâmetrs que

Leia mais

Regulamento do programa de bolsas de estudos

Regulamento do programa de bolsas de estudos Regulament d prgrama de blsas de estuds Unidades Ri de Janeir e Sã Paul Data de publicaçã: 13/05/2015 Regulament válid até 30/08/2015 1 1. Sbre prgrama Através de um prcess seletiv, prgrama de blsas de

Leia mais

BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO

BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO O QUE É O BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO? É um auxíli financeir que tem cm bjetiv cntribuir para, u pssibilitar, a cntrataçã de um cuidadr para auxiliar beneficiáris

Leia mais

Lista de Documentos o Abertura de Empresas Abertura de empresas na área de alimentos Documentos para estabelecimentos comerciais (pessoa física)

Lista de Documentos o Abertura de Empresas Abertura de empresas na área de alimentos Documentos para estabelecimentos comerciais (pessoa física) Lista de Dcuments Abertura de Empresas Abertura de empresas na área de aliments Dcuments para estabeleciments cmerciais (pessa física) 1) Ficha de Inscriçã Cadastral, preenchida na própria VISA; 2) Cópia

Leia mais

Manual de Operação WEB SisAmil - Gestão

Manual de Operação WEB SisAmil - Gestão Manual de Operaçã WEB SisAmil - Gestã Credenciads Médics 1 Índice 1. Acess Gestã SisAmil...01 2. Autrizaçã a. Inclusã de Pedid...01 b. Alteraçã de Pedid...10 c. Cancelament de Pedid...11 d. Anexs d Pedid...12

Leia mais

2. Condições a Observar pelas Empresas Beneficiárias. Síntese dos termos e condições gerais da Linha de Crédito PME Crescimento. Condições genéricas:

2. Condições a Observar pelas Empresas Beneficiárias. Síntese dos termos e condições gerais da Linha de Crédito PME Crescimento. Condições genéricas: 2. Cndições a Observar pelas Empresas Beneficiárias Síntese ds terms e cndições gerais da Linha de Crédit PME Cresciment ( presente dcument identifica as principais características da Linha de Crédit PME

Leia mais

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR A pertinência e valr demnstrad das valências d Cartã de Saúde Cfre, em razã d flux de adesões e pedids de esclareciment, trnam essencial dar evidência e respsta a algumas situações

Leia mais

REGRAS PARA USO DE RECURSOS PROAP/CAP

REGRAS PARA USO DE RECURSOS PROAP/CAP REGRAS PARA USO DE RECURSOS PROAP/CAP I - AJUDA DE CUSTO A ALUNOS DE DOUTORADO DA CAP, PARA PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS INTERNACIONAIS FORA DO PAÍS Eligibilidade Aluns de dutrad da CAP que preencham,

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações SAZONALIZAÇÃO DE CONTRATO INICIAL E DE ENERGIA ASSEGURADA PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para

Leia mais

ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV DIREITO RIO EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA

ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV DIREITO RIO EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA 2º semestre / 2012 O Prgrama de Educaçã Cntinuada da trna públic, para cnheciment

Leia mais

CARTILHA PARA ORIENTAÇÃO ACERCA DAS OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS PARA O PERÍODO ELEITORAL

CARTILHA PARA ORIENTAÇÃO ACERCA DAS OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS PARA O PERÍODO ELEITORAL MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL SECRETARIA DA RECEITA PREVIDENCIÁRIA - SRP DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO - DEFIS CARTILHA PARA ORIENTAÇÃO ACERCA DAS OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS PARA O PERÍODO ELEITORAL

Leia mais

Excluídas as seguintes definições:

Excluídas as seguintes definições: Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações Entre PM AM.08 APLICAÇÃO DE PENALIDADE POR INSUFICIÊNCIA DE CONTRATAÇÃO E PENALIDADE POR INSUFICIÊNCIA DE LASTRO DE VENDA & PdC AM.10 MONITORAMENTO DE INFRAÇÃO

Leia mais

FKcorreiosg2_cp1 - Complemento Transportadoras

FKcorreiosg2_cp1 - Complemento Transportadoras FKcrreisg2_cp1 - Cmplement Transprtadras Instalaçã d módul Faça dwnlad d arquiv FKcrreisg2_cp1.zip, salvand- em uma pasta em seu cmputadr. Entre na área administrativa de sua lja: Entre n menu Móduls/Móduls.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA Manual de Us (Para Detentres de Bens) Infrmações adicinais n Prtal da Crdenaçã de Patrimôni: www.cpa.unir.br 2013 Cnteúd O que papel Detentr de Bem pde fazer?... 2 Objetiv...

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE RESOLUÇÃO N 379, DE 19 DE OUTUBRO DE 2006 Cria e regulamenta sistema de dads e infrmações sbre a gestã flrestal n âmbit d Sistema Nacinal

Leia mais

^i * aesíqn e=> ~omunícc3ç:c30

^i * aesíqn e=> ~omunícc3ç:c30 ^i * aesíqn e=> ~munícc3ç:c30 CONTRATO DE LICENÇA DE USO DO SISTEMA - SUBMIT CMS Web Site da Prefeitura de Frei Martinh - Paraíba 1. IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTE Prefeitura Municipal de Frei Martinh

Leia mais

1. COMO SE CADASTRAR JUNTO AO CADASTRO UNIFICADO DE FORNECEDORES DO ESTADO - CADFOR?

1. COMO SE CADASTRAR JUNTO AO CADASTRO UNIFICADO DE FORNECEDORES DO ESTADO - CADFOR? Criad em 27.01.2014 Revisad em 19.02.2015 1. COMO SE CADASTRAR JUNTO UNIFICADO DE FORNECEDORES DO ESTADO - CADFOR? Para se cadastrar junt a Cadastr Unificad de Frnecedres d Estad CADFOR/SEGPLAN-GO, a entidade

Leia mais

Ficha Cadastro Pessoa Física

Ficha Cadastro Pessoa Física Ficha Cadastr Pessa Física Grau de sigil #00 Em se tratand de mais de um titular, preencher uma ficha para cada um. Cas necessári, utilize utra ficha para cmpletar s dads. Dads da Cnta na CAIXA Cód. agência

Leia mais

1 CORRIDA NOTURNA UNIMED CASCAVEL REGULAMENTO OFICIAL

1 CORRIDA NOTURNA UNIMED CASCAVEL REGULAMENTO OFICIAL 1 CORRIDA NOTURNA UNIMED CASCAVEL A 1 Crrida Nturna Unimed Cascavel é uma nva prpsta de lazer, diversã, prmçã da saúde e da qualidade de vida ds mradres de Cascavel e Regiã. O event é cmpst pr crrida,

Leia mais

Ficha Cadastro Pessoa Física

Ficha Cadastro Pessoa Física Ficha Cadastr Pessa Física Grau de sigil #00 Em se tratand de mais de um titular, preencher uma ficha para cada um. Cas necessári, utilize utra ficha para cmpletar s dads. ads da Cnta na CAIXA Cód. agência

Leia mais

Legenda da Mensagem de Resposta à Verificação de Elegibilidade (respostaelegibilidade)

Legenda da Mensagem de Resposta à Verificação de Elegibilidade (respostaelegibilidade) Legenda da Mensagem de Respsta à Verificaçã de Elegibilidade (respstaelegibilidade) Mensagem : Respta à verificaçã de elegibilidade (respstaelegibilidade) - Flux : Operadra para Prestadr Códig da mensagem

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL EDITAL CANDIDATURA AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS (CTeSP) 2015 CONDIÇÕES DE ACESSO 1. Pdem candidatar-se a acess de um Curs Técnic Superir Prfissinal (CTeSP) da ESTGL tds s que estiverem

Leia mais

Relatório de Gerenciamento de Riscos

Relatório de Gerenciamento de Riscos Relatóri de Gerenciament de Riscs 2º Semestre de 2014 1 Sumári 1. Intrduçã... 3 2. Gerenciament de Riscs... 3 3. Risc de Crédit... 4 3.1. Definiçã... 4 3.2. Gerenciament... 4 3.3. Limites de expsiçã à

Leia mais

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento Inscriçã d Candidat a Prcess de Credenciament O link de inscriçã permitirá que candidat registre suas infrmações para participar d Prcess de Credenciament, cnfrme Edital. Após tmar ciência de td cnteúd

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para Prcediment de Cmercializaçã. Inserid

Leia mais

Software Utilizado pela Contabilidade: Datasul EMS 505. itens a serem inventariados com o seu correspondente registro contábil;

Software Utilizado pela Contabilidade: Datasul EMS 505. itens a serem inventariados com o seu correspondente registro contábil; TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS DE ANÁLISE DA REDUÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL DE ATIVO PARA CÁLCULOS DO VALOR DO IMPAIRMENT E VIDA ÚTIL RESIDUAL, EM CONFORMIDADE COM O DISPOSTO

Leia mais

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0 Manual d Nv Páti Revenda Versã 2.0 1 Cnteúd INTRODUÇÃO... 3 1.LOGIN... 4 2.ANUNCIANTE... 4 2.1 Listar Usuáris... 4 2.2 Criar Usuári... 5 2.2.1 Permissões:... 6 3.SERVIÇOS... 7 3.1 Serviçs... 7 3.2 Feirã...

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO E DO GRUPO FAMILIAR (fotocópia).

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO E DO GRUPO FAMILIAR (fotocópia). DOCUMENTAÇÃO PARA O PROUNI Cmprvaçã de dcuments Ensin Médi; Ficha de Inscriçã, Identificaçã d Candidat e d Grup Familiar; Cmprvaçã de Endereç d Candidat e d Grup Familiar; Cmprvaçã de renda d Candidat

Leia mais

FIES - Documentação comprobatória

FIES - Documentação comprobatória FIES - Dcumentaçã cmprbatória OBS: Devem ser apresentads riginais e cópias ds dcuments relacinads. COMPROVANTES DE RESIDÊNCIA DO ESTUDANTE: O estudante deverá cmparecer à CPSA e psterirmente a agente financeir

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO ANTECEDENTES CRIMINAIS

MANUAL DO USUÁRIO ANTECEDENTES CRIMINAIS SISTEMA DE INFORMAÇÃO E GESTÃO INTEGRADA POLICIAL Elabrad: Equipe SAG Revisad: Aprvad: Data: 11/09/2008 Data: 10/10/2008 Data: A autenticaçã d dcument cnsta n arquiv primári da Qualidade Referencia: Help_Online_Antecedentes_Criminais.dc

Leia mais

Legenda da Guia de Tratamento Odontológico

Legenda da Guia de Tratamento Odontológico Legenda da Guia de Tratament Odntlógic Term Registr NS Nº da n prestadr Num. d Camp na Númer da principal 3 Data da autrizaçã Senha senha 1 2 4 5 6 Nme d camp na Registr NS Númer da n prestadr Númer da

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS Etapa 3 Cadastr d Prcess Seletiv O Presidente da CRM cadastra s dads d prcess n sistema. O prcess seletiv é a espinha drsal d sistema, vist que pr mei dele regem-se tdas as demais

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE. Técnicos de Instalação e Manutenção de Edifícios e Sistemas. (TIMs)

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE. Técnicos de Instalação e Manutenção de Edifícios e Sistemas. (TIMs) MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE Técnics de Instalaçã e Manutençã de Edifícis e Sistemas (TIMs) NO SISTEMA INFORMÁTICO DO SISTEMA NACIONAL DE CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA NOS EDIFÍCIOS (SCE) 17/07/2014

Leia mais

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO UC_REQ-MK_ACF-001 27/01/2015 00 1 / 12 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 Objetiv... 2 Públic Alv... 2 Escp... 2 Referências... 2 DESCRIÇÃO GERAL DO PRODUTO... 2 Características d Usuári... 2 Limites, Supsições e

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO Term de Referência Anex I - Especificaçã técnica Cntrataçã de Empresa para prestaçã de Serviçs de Treinament na suíte Libreffice TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO

Leia mais

CURSO DE TRIPULANTE DE AMBULÂNCIA DE SOCORRO

CURSO DE TRIPULANTE DE AMBULÂNCIA DE SOCORRO EA.TAS.6.1.13 HELPCARE CURSO DE TRIPULANTE DE AMBULÂNCIA DE SOCORRO Prpsta Curs de Tripulante de Ambulância de Scrr Fundamentaçã O scrr e transprte de vítimas de dença súbita e/u trauma é executad pr váris

Leia mais

Este documento tem como objetivo definir as políticas referentes à relação entre a Sioux e seus funcionários.

Este documento tem como objetivo definir as políticas referentes à relação entre a Sioux e seus funcionários. OBJETIVO Este dcument tem cm bjetiv definir as plíticas referentes à relaçã entre a Siux e seus funcináris. A Siux se reserva direit de alterar suas plíticas em funçã ds nvs cenáris da empresa sem avis

Leia mais

PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP 2014

PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP 2014 QUALIDADE RS PGQP PROGRAMA GAÚCHO DA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP 2014 GUIA PARA CANDIDATURA SUMÁRIO 1. O PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP... 3 1.1 Benefícis... 3 2. PREMIAÇÃO... 3 2.1 Diretrizes

Leia mais

Requisitos técnicos de alto nível da URS para registros e registradores

Requisitos técnicos de alto nível da URS para registros e registradores Requisits técnics de alt nível da URS para registrs e registradres 17 de utubr de 2013 Os seguintes requisits técnics devem ser seguids pels peradres de registr e registradres para manter a cnfrmidade

Leia mais

Tutorial Sistema Porto Sem Papel

Tutorial Sistema Porto Sem Papel Tutrial Sistema Prt Sem Papel 8 ESTADIA CONVENCIONAL: A estadia cnvencinal é aquela em que a embarcaçã deseja executar uma peraçã de carga, descarga, carga/descarga, embarque/desembarque de passageirs

Leia mais

GUIA DOS CARTÕES DE CREDITO BUSINESS / BUSINESS TRADE / BUSINESS GOLD

GUIA DOS CARTÕES DE CREDITO BUSINESS / BUSINESS TRADE / BUSINESS GOLD GUIA DOS CARTÕES DE CREDITO BUSINESS / BUSINESS TRADE / BUSINESS GOLD Índice Identificaçã e Utilizaçã Infrmações Úteis Segurs Assciads Serviçs Assciads Telefnes úteis Cuidads a ter cm seu cartã Identificaçã

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E DE ÉTICA POLÍTICA SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO

CÓDIGO DE CONDUTA E DE ÉTICA POLÍTICA SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO CÓDIGO DE CONDUTA E DE ÉTICA POLÍTICA SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO POLÍTICA SOBRE PRESENTESE ENTRETENIMENTO Oferecer u receber presentes cmerciais e entreteniment é frequentemente uma frma aprpriada

Leia mais

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO 1 de 7 1. OBJETIVO Este prcediment estabelece prcess para cncessã, manutençã, exclusã e extensã da certificaçã de sistema de segurança cnfrme ABNT NBR 15540. 2. DOCUMENTOS COMPLEMENTARES - ABNT NBR 15540:2013:

Leia mais

O QUE É? Assinatura mensal Andante especialmente vocacionada para indivíduos e agregados familiares com menores recursos económicos.

O QUE É? Assinatura mensal Andante especialmente vocacionada para indivíduos e agregados familiares com menores recursos económicos. SOCIAL + O QUE É? Assinatura mensal Andante especialmente vcacinada para indivídus e agregads familiares cm menres recurss ecnómics. QUANTO CUSTA? Oferece um descnt de 25% face a preç da assinatura nrmal.

Leia mais

Os valores solicitados para transporte e seguro saúde deverão ser comprovados por um orçamento integral fornecido por uma agência de viagem.

Os valores solicitados para transporte e seguro saúde deverão ser comprovados por um orçamento integral fornecido por uma agência de viagem. Aluns de Pós-Graduaçã de Instituições Estrangeiras Visa apiar visitas de n máxim 30 dias, de dutrands de instituições estrangeiras, qualificads, e prcedentes de Centrs de Excelência para estudarem, pesquisarem

Leia mais

Relatório de Gerenciamento de Riscos

Relatório de Gerenciamento de Riscos Relatóri de Gerenciament de Riscs 2º Semestre de 2015 1 Sumári 1. Intrduçã... 3 2. Gerenciament de Riscs... 3 2.1. Organgrama... 4 3. Risc de Crédit... 4 3.1. Definiçã... 4 3.2. Gerenciament... 4 3.3.

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO FINANCEIRO

MANUAL DO USUÁRIO FINANCEIRO SIGIO Sistema Integrad de Gestã de Imprensa Oficial MANUAL DO USUÁRIO FINANCEIRO S I G I O M A N U A L D O U S U Á R I O P á g i n a 2 Cnteúd 1 Intrduçã... 3 2 Acess restrit a sistema... 4 2.1 Tips de

Leia mais

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde Anex V Sftware de Registr Eletrônic em Saúde Implantaçã em 2 (duas) Unidades de Saúde Índice 1 INTRODUÇÃO... 3 2 ESTRATÉGIAS E PROCEDIMENTOS DE IMPLANTAÇÃO... 3 4 INFRAESTRUTURA NAS UNIDADES DE SAÚDE -

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL Cntratante: O CONSELHO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL - 12º REGIÃO, pessa jurídica de direit públic cnstituída sb a frma de autarquia fiscalizadra,

Leia mais

Contabilidade Martins

Contabilidade Martins DOCUMENTOS PARA CONTABILIDADE Visand melhrar nss intercâmbi administrativ e s serviçs prestads pr este escritóri, remetems instruções cm relaçã a sua mvimentaçã mensal, dand ênfase a cntrle de arquivs,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL Nº 005/2014 DE 07 DE ABRIL DE 2014 PROCESSO SELETIVO O Centr Universitári UNINOVAFAPI, situad à rua Vitrin Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairr d Uruguai, CEP.: 64.073-505,

Leia mais

REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2014

REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2014 1 REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2014 PARTICIPANTES A Olimpíada Jurídica 2014 é uma cmpetiçã direcinada a aluns que estejam regularmente matriculads ns curss de graduaçã de Direit de Instituições de

Leia mais

Novo Sistema Almoxarifado

Novo Sistema Almoxarifado Nv Sistema Almxarifad Instruções Iniciais 1. Ícnes padrões Existem ícnes espalhads pr td sistema, cada um ferece uma açã. Dentre eles sã dis s mais imprtantes: Realiza uma pesquisa para preencher s camps

Leia mais

Adesão à CCEE. Versão 1 -> Versão 2

Adesão à CCEE. Versão 1 -> Versão 2 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações Adesã à CCEE Versã 1 -> Versã 2 Versã 2 METODOLOGIA DO Text em realce refere-se à inserçã de nva redaçã Text tachad refere-se à exclusã de redaçã. Alterações

Leia mais

Vensis Manutenção. Rua Américo Vespúcio, 71 Porto Alegre / RS (51) 3012-4444 comercial@vensis.com.br www.vensis.com.br

Vensis Manutenção. Rua Américo Vespúcio, 71 Porto Alegre / RS (51) 3012-4444 comercial@vensis.com.br www.vensis.com.br Vensis Manutençã Vensis Manutençã É módul que permite gerenciament da manutençã de máquinas e equipaments. Prgramaçã de manutenções preventivas u registr de manutenções crretivas pdem ser feits de frma

Leia mais

Dissídio Retroativo. Cálculos INSS, FGTS e geração da SEFIP

Dissídio Retroativo. Cálculos INSS, FGTS e geração da SEFIP Dissídi Retrativ Cálculs INSS, FGTS e geraçã da SEFIP A rtina de Cálcul de Dissídi Retrativ fi reestruturada para atender a legislaçã da Previdência Scial. A rtina de Aument Salarial (GPER200) deve ser

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO

INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO 01. Instruções para recadastrament Pessa Física IN CVM 301/2001 e 463/2008 1. Pr favr preencha tds s camps ds frmuláris, aqueles que nã frem preenchids, pr gentileza, bliterá-ls u invalidá-ls; 2. Imprima

Leia mais

Responsabilidade Civil Responsabilidade Civil Geral

Responsabilidade Civil Responsabilidade Civil Geral Respnsabilidade Civil Respnsabilidade Civil Geral Infrmações Pré-Cntratuais Seguradr AIG Eurpe Limited Sucursal em Prtugal, entidade legalmente autrizada a exercer a atividade Seguradra e que, mediante

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações SAZONALIZAÇAO DE CONTRATO DE LEILÃO DE VENDA EDITAL DE LEILÃO Nº 001 / 2002 - MAE PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment

Leia mais

Perguntas frequentes sobre o Programa Banda Larga nas Escolas

Perguntas frequentes sobre o Programa Banda Larga nas Escolas Perguntas frequentes sbre Prgrama Banda Larga nas Esclas 1. Qual bjetiv d Prgrama Banda Larga nas Esclas? O Prgrama Banda Larga nas Esclas tem cm bjetiv cnectar tdas as esclas públicas à internet, rede

Leia mais

AGÊNCIA REGULADORA DE AGUAS, ENERGIA E SANEAMENTO BÁSICO DO DISTRITO FEDERAL

AGÊNCIA REGULADORA DE AGUAS, ENERGIA E SANEAMENTO BÁSICO DO DISTRITO FEDERAL AGÊNCIA REGULADORA DE AGUAS, ENERGIA E SANEAMENTO BÁSICO DO DISTRITO FEDERAL PUBLICADA NO DODF Nº 158 DE 05 DE AGOSTO DE 2014 ALTERADA POR MEIO DA PORTARIA Nº 112, DE 13 DE AGOSTO DE 2014, PUBLICADA NO

Leia mais

EDITAL BOLSA SOCIOECONÔMICA. Seleção de Bolsistas para o Programa de Bolsa Socioeconômica para o período de 2014

EDITAL BOLSA SOCIOECONÔMICA. Seleção de Bolsistas para o Programa de Bolsa Socioeconômica para o período de 2014 EDITAL BOLSA SOCIOECONÔMICA Seleçã de Blsistas para Prgrama de Blsa Sciecnômica para períd de 2014 O Reitr d Centr Universitári Tled Unitled, ns terms d Regulament aprvad pel CONSEPE, cm vistas à seleçã

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE (Prt. MEC nº 797/14, de 11/09/2014, publicada n DOU em 12/09/2014) EDITAL 2015 PROCESSO SELETIVO O Diretr Geral da Faculdade de Educaçã em Ciências da Saúde (FECS),

Leia mais

NOTA DE INFORMAÇÃO PRÉVIA VICTORIA CARTÃO DE SAÚDE

NOTA DE INFORMAÇÃO PRÉVIA VICTORIA CARTÃO DE SAÚDE QUAL A IMPORTÂNCIA DE TER UM CARTÃO DE Vivems temps de incerteza e austeridade financeira, que tem frçad Serviç Nacinal de Saúde a reduzir substancialmente as cmparticipações cm despesas de saúde e a aumentar

Leia mais

Regulamento Biblioteca FACULDADE IPEL

Regulamento Biblioteca FACULDADE IPEL REGULAMENTO BIBLIOTECA FACULDADE IPEL Regulament Bibliteca FACULDADE IPEL Pus Alegre/MG 2014 REGULAMENTO DA BIBLIOTECA ESTE REGULAMENTO TEM POR OBJETIVO ESTABELECER NORMAS REFERENTES AO FUNCIONAMENTO DA

Leia mais

Boletim Técnico. CAGED Portaria 1129/2014 MTE. Procedimento para Implementação. Procedimento para Utilização

Boletim Técnico. CAGED Portaria 1129/2014 MTE. Procedimento para Implementação. Procedimento para Utilização Bletim Técnic CAGED Prtaria 1129/2014 MTE Prdut : TOTVS 11 Flha de Pagament (MFP) Chamad : TPRQRW Data da criaçã : 26/08/2014 Data da revisã : 12/11/2014 País : Brasil Bancs de Dads : Prgress, Oracle e

Leia mais

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL Objetivs: Gestã Empresarial Desenvlver cmpetências para atuar n gerenciament de prjets, prestand cnsultria

Leia mais

ALTERAÇÕES NO SISTEMA ORION

ALTERAÇÕES NO SISTEMA ORION ALTERAÇÕES NO SISTEMA ORION Orin Versã 7.74 TABELAS Clientes Na tela de Cadastr de Clientes, fi inserid btã e um camp que apresenta códig que cliente recebeu após cálcul da Curva ABC. Esse btã executa

Leia mais

Manual de Procedimentos do Correspondente no País

Manual de Procedimentos do Correspondente no País Manual de Prcediments d Crrespndente n País Manual de Prcediments d Crrespndente n País A BV Financeira elabru este manual para rientar e esclarecer seus parceirs cmerciais, de frma simples e bjetiva,

Leia mais

Direitos e Obrigações no âmbito dos Acidentes Profissionais e Doenças Profissionais

Direitos e Obrigações no âmbito dos Acidentes Profissionais e Doenças Profissionais Cmunicaçã Direits e Obrigações n âmbit ds Acidentes Prfissinais e Denças Prfissinais Direits e Obrigações n âmbit ds Acidentes Prfissinais e Denças Prfissinais (Lei nº 98/2009 de 4 de Setembr) 1- QUEM

Leia mais

Instruções auxiliares de preenchimento

Instruções auxiliares de preenchimento Instruções auxiliares de preenchiment Preenchiment n-line: Utilize Adbe Acrbat Reader, versã 7.0.5 u superir, qual pde ser btid em http://www.adbe.cm; Seleccine a pçã Preenchiment e envi n-line ; Recmenda-se

Leia mais

AGÊNCIA VIRTUAL GUIA DE SERVIÇOS WEB

AGÊNCIA VIRTUAL GUIA DE SERVIÇOS WEB AGÊNCIA VIRTUAL GUIA DE SERVIÇOS WEB ALTERAR: NOME DA RUA, NÚMERO DO IMÓVEL OU NOME DO CLIENTE Onde Slicitar? Regiã Metrplitana de Sã Paul Interir e Litral Telefne: 0800 0119911 - de segunda à sexta-feira,

Leia mais

PM 3.5 Versão 1 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 1 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações PdC CZ.01 PM 3.5 Versã 1 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para Prcediment de Cmercializaçã. Inserid índice. Alterada

Leia mais

U N I M E D G O I Â N I A

U N I M E D G O I Â N I A U N I M E D G O I Â N I A Afrâni Ferreira da Silva Gerente de Mercad EM CONFORMIDADE COM A LEI Plans adaptads à Lei 9656/98, que regula s Plans de Saúde; Tds s plans de saúde que a Unimed Giânia cmercializa

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO VIAGEM DOS SONHOS COM CEAV JR

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO VIAGEM DOS SONHOS COM CEAV JR REGULAMENTO DA PROMOÇÃO VIAGEM DOS SONHOS COM CEAV JR Este srtei nã se enquadra nas dispsições da Lei 5.768/71 e suas respectivas regulamentações e, prtant, nã está sujeita as seus terms, inclusive n que

Leia mais

PR Estrutura de Produto Manual de Operação do Protótipo. Outubro 2014 Versão do documento: 2.0

PR Estrutura de Produto Manual de Operação do Protótipo. Outubro 2014 Versão do documento: 2.0 PR Estrutura de Prdut Manual de Operaçã d Prtótip Outubr 2014 Versã d dcument: 2.0 MIT072 Manual de Operaçã d Prtótip Índice Títul d dcument 1. Estrutura d Prdut... 4 1.1. Manutençã Tip de Pessa... 5 1.2.

Leia mais

1ª EDIÇÃO. Regulamento

1ª EDIÇÃO. Regulamento 1ª EDIÇÃO Regulament 1. OBJETIVO O Prêmi BRASILIDADE é uma iniciativa d Serviç de Api às Micr e Pequenas Empresas n Estad d Ri de Janeir SEBRAE/RJ, idealizad pr Izabella Figueired Braunschweiger e cm a

Leia mais

O Certificado é um dos documentos exigidos para solicitar as seguintes isenções de contribuições sociais:

O Certificado é um dos documentos exigidos para solicitar as seguintes isenções de contribuições sociais: PROCEDIMENTOS PARA CERTIFICAÇÃO E/OU RENOVAÇÃO DO CEBAS CNAS CERTIFICAÇÃO/RENOVAÇÃO O Certificad é um ds dcuments exigids para slicitar as seguintes isenções de cntribuições sciais: Parte patrnal da cntribuiçã

Leia mais

H. Problemas/outras situações na ligação com a Segurança Social;

H. Problemas/outras situações na ligação com a Segurança Social; Mdel de Cmunicaçã Certificads de Incapacidade Temprária Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes n âmbit ds CIT Certificads de Incapacidade Temprária.

Leia mais

2. A programação completa e mais informações estarão disponíveis no site www.gar.esp.br.

2. A programação completa e mais informações estarão disponíveis no site www.gar.esp.br. REGULAMENTO 1. Sbre Event 1. A Gramad Adventure Running é uma prva de revezament junt à natureza que será realizada n dia 09/05/2015 (Sábad) em Gramad, n Estad d Ri Grande d Sul, cm participaçã de ambs

Leia mais

SDK (Software Development Kit) do Microsoft Kinect para Windows

SDK (Software Development Kit) do Microsoft Kinect para Windows SDK (Sftware Develpment Kit) d Micrsft Kinect para Windws Os presentes terms de licença cnstituem um acrd entre a Micrsft Crpratin (u, dependend d lcal n qual vcê esteja dmiciliad, uma de suas afiliadas)

Leia mais

1. COMO SE CADASTRAR JUNTO AO CADASTRO UNIFICADO DE FORNECEDORES DO ESTADO - CADFOR?

1. COMO SE CADASTRAR JUNTO AO CADASTRO UNIFICADO DE FORNECEDORES DO ESTADO - CADFOR? Criad em 16.10.2014 Revisad em 19.02.2015 1. COMO SE CADASTRAR JUNTO AO CADASTRO UNIFICADO DE FORNECEDORES DO ESTADO - CADFOR? Para se cadastrar, junt a Cadastr Unificad de Frnecedres d Estad CADFOR, interessad

Leia mais

DIRETRIZES PARA APRESENTAÇÃO DE REDES E CRONOGRAMAS SUMÁRIO 1 OBJETIVO...2 2 ELABORAÇÃO...2 2.1 PLANEJAMENTO...2

DIRETRIZES PARA APRESENTAÇÃO DE REDES E CRONOGRAMAS SUMÁRIO 1 OBJETIVO...2 2 ELABORAÇÃO...2 2.1 PLANEJAMENTO...2 1 / 5 SUMÁRIO 1 OBJETIVO...2 2 ELABORAÇÃO...2 2.1 PLANEJAMENTO...2 2.1.1 CRITÉRIOS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DO CRONOGRAMA DE BARRAS TIPO GANTT:...2 2.1.2 CRITÉRIOS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO

Leia mais

PROJETO BÁSICO DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA CONTÁBIL 002/2013. Item 01. Requisitos básicos com justificação

PROJETO BÁSICO DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA CONTÁBIL 002/2013. Item 01. Requisitos básicos com justificação PROJETO BÁSICO DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA CONTÁBIL 002/2013 Item 01. Requisits básics cm justificaçã a. Serviç a ser licitad:. Escrituraçã mensal d livr diári; Escrituraçã mensal d livr

Leia mais

PROTOCOLO FINANCEIRO E DE COOPERAÇÃO

PROTOCOLO FINANCEIRO E DE COOPERAÇÃO PROTOCOLO FINANCEIRO E DE COOPERAÇÃO MUNICÍPIO DE PAREDES DE COURA Fund Lcal n Cncelh de Paredes de Cura PROTOCOLO FINANCEIRO E DE COOPERAÇÃO Entre: O Municípi de Paredes de Cura, pessa clectiva nº 506

Leia mais

Supply Chain Game. EXERCÍCIOS PRÁTICOS DE LOGÍSTICA E CADEIA DE SUPRIMENTOS Autor: Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves

Supply Chain Game. EXERCÍCIOS PRÁTICOS DE LOGÍSTICA E CADEIA DE SUPRIMENTOS Autor: Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves Supply Chain Game EXERCÍCIOS PRÁTICOS DE LOGÍSTICA E CADEIA DE SUPRIMENTOS Autr: Prf. Dr. Daniel Bertli Gnçalves Exercíci Prátic 1 Simuland uma Cadeia e planejand seus estques Lcal: em sala de aula Material

Leia mais

Aliança Estratégica com a Delta Dezembro, 2011. Uma Consistente História de Investimento

Aliança Estratégica com a Delta Dezembro, 2011. Uma Consistente História de Investimento Aliança Estratégica cm a Delta Dezembr, 2011 Uma Cnsistente História de Investiment 1 Agenda Resum da Operaçã 1 Benefícis da Operaçã 2 2 Disclaimer O material a seguir é uma apresentaçã cnfidencial cntend

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL Intrduçã O presente Regulament cnstitui um dcument intern d curs de Ciências Cntábeis e tem pr bjetiv reger as atividades relativas a Estági de Iniciaçã

Leia mais

Política de Privacidade Qrush Cards

Política de Privacidade Qrush Cards Plítica de Privacidade Qrush Cards Última atualizaçã em 21/09/2013 A Qrush Tecnlgia e Serviçs Ltda repeita a privacidade de seus clientes e usuáris e desenvlveu esta Plítica de Privacidade para demnstrar

Leia mais

REGULAMENTO REGRA GERAL PARA PARTICIPAÇÃO NA PROMOÇÃO. Carrinho Premiado Tricard Smart 2015

REGULAMENTO REGRA GERAL PARA PARTICIPAÇÃO NA PROMOÇÃO. Carrinho Premiado Tricard Smart 2015 REGULAMENTO REGRA GERAL PARA PARTICIPAÇÃO NA PROMOÇÃO Carrinh Premiad Tricard Smart 2015 Banc Triângul S.A. (mandatária), cm sede na Av. Cesári Alvim, 2209, Bairr Aparecida Uberlândia/MG, inscrita n CNPJ/MF

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Orientações gerais MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ESCOLA AGROTÉCNICA FEDERAL DE RIO DO SUL ESTRADA DO REDENTOR, 5665 BAIRRO CANTAGALO RIO DO SUL (SC) (47) 3521 3700 eafrs@eafrs.gv.br ORIENTAÇÕES GERAIS As rientações

Leia mais

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000 ISO 9001:2008 alterações à versã de 2000 Já passaram quase it ans desde que a versã da ISO 9001 d an 2000 fi publicada, que cnduziu à necessidade de uma grande mudança para muitas rganizações, incluind

Leia mais