Ciclostomados e peixes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ciclostomados e peixes"

Transcrição

1 Ciclostomados e peixes

2 Agnatos ou ciclostomados Disponível em: <http://www.ryanphotographic.com/images/jpegs/eptatretis%20cirrhatus%20new%20zealand%20hagfish.jpg>. Acesso em: 17 jun

3 Agnatos ou ciclostomados Sem mandíbula Boca circular Corpo cilíndrico Esqueleto cartilaginoso Representantes: Lampreia Feiticeira ou peixe-bruxa Notocorda permanece durante toda a vida Disponível em: <http://cdn2.arkive.org/media/a8/a81dc949-40ac-40c9-94b7-b7d3501fa989/presentation.medium/sea-lamprey-mouth.jpg>. Acesso em: 17 jun

4 Agnatos ou ciclostomados Lampreia Feiticeira ou peixe-bruxa Disponível em: <http://cdn2.arkive.org/media/ae/aebef631-5efd f-1d44a876ea10/presentation.medium/sea-lamprey-attached-to-stone.jpg>. Acesso em: 17 jun Disponível em: <http://norvan.cps-ecp.org/life%20on%20the%20coast/images/hagfish.jpg>. Acesso em: 17 jun

5 Lampreias Marinhas e dulcícolas Vértebras rudimentares Reprodução: Desenvolvimento indireto Reproduzem-se nos rios Morrem ao final Disponível em: <http://mycozynook.com/19_2lamprey.jpg>. Acesso em: 17 jun

6 Lampreias Ectoparasitas de vertebrados (principalmente peixes) Disponível em: <http://nelson.beckman.illinois.edu/courses/neuroethol/models/lamprey_swimming/lampreyonfish.gif>. Acesso em: 17 jun Disponível em: <http://cdn2.arkive.org/media/ea/ea4d7fbc-8b3d-4ac5-be05-c3db72d6bd13/presentation.medium/river-lamprey-damage-on-salmon-tail.jpg>. Acesso em: 17 jun

7 Feiticeiras ou peixes-bruxas Marinhas Alimentam-se de vermes marinhos e de crustáceos Notocorda não sofre alterações Crânio cartilaginoso Reprodução: Monoicos apenas um funcional Fecundação desconhecida Desenvolvimento direto Disponível em: <http://www.zoology.ubc.ca/labs/biomaterials/overhand.jpg>. Acesso em: 17 jun

8 Peixes Disponível em: <http://www.daveharasti.com/articles/images/seahorse1.jpg>. Acesso em: 17 jun

9 Possuem mandíbula Gnatostomados Disponível em: <http://mycozynook.com/19_3vertjaws.jpg>. Acesso em: 17 jun

10 Classe Chondricthyes Disponível em: <http://rpmedia.ask.com/ts?u=/wikipedia/commons/thumb/3/39/tiger_shark.jpg/250px-tiger_shark.jpg>. Acesso em: 17 jun Disponível em: <http://www.bio.miami.edu/dana/pix/eagleray.jpg>. Acesso em: 17 jun

11 Classe Chondricthyes Revestimento corporal Escamas placoides de origem dermoepidérmica Disponível em: <http://www.antibodyreview.com/article_images/ /int%20j%20biol%20sci/5-3/p /ijbsv05p0226g01.jpg>. Acesso em: 17 jun Disponível em: <http://australianmuseum.net.au/uploads/images/2933/f23005.jpg>. Acesso em: 17 jun

12 Locomoção Classe Chondricthyes Nadadeiras dorsais, peitorais, pélvicas e caudal Acervo CNEC. Disponível em: <http://thsblazers.com/mayagoitiae/immages/anatomy%20gw.jpg>. Acesso em: 17 jun

13 Controle da densidade Classe Chondricthyes Armazenam óleo no fígado Disponível em: <http://library.thinkquest.org/08aug/01316/images/01.jpg>. Acesso em: 17 jun

14 Classe Chondricthyes Alimentação Boca anteroventral Disponível em: <http://popculturezoo.com/wp-content/uploads/2009/06/dsccore2k9_shark_profile_m.jpg>. Acesso em: 17 jun

15 Classe Chondricthyes Alimentação Boca anteroventral Fileira de dentes pontiagudos Disponível em: <http://www.thebigflattop.com/maco_shark_teeth_close-up.jpg>. Acesso em: 17 jun

16 Classe Chondricthyes Alimentação Boca anteroventral Fileira de dentes pontiagudos Válvula espiral Disponível em: <http://www.shark.ch/images/info/anatomie1_en.jpg>. Acesso em: 17 jun Disponível em: <http://www.pc.maricopa.edu/biology/ppepe/bio145/bio_images/sksprvl2.gif>. Acesso em: 17 jun

17 Classe Chondricthyes Sistema circulatório Fechado Coração bicavitário Circulação simples Disponível em: <http://www.baileybio.com/plogger/images/ap_biology/animal_diversity_project_-_must_cite_your_textbook_/circulatory_system_-_fish.jpg>. Acesso em: 17 jun

18 Respiração Classe Chondricthyes 5 a 7 fendas faringianas laterais Disponível em: <http://mycozynook.com/19_3shark.jpg>. Acesso em: 17 jun Disponível em: <http://www.planetware.com/i/photo/maui-ocean-center-west-maui-hih918.jpg>. Acesso em: 17 jun

19 Respiração Classe Chondricthyes 5 a 7 fendas faringianas laterais Disponível em: <http://www.marinebiodiversity.ca/shark/english/images/porbeagle%20gills%20external.jpg>. Acesso em: 17 jun Disponível em: <http://www.marinebiodiversity.ca/shark/english/images/porbeagle%20gills%20internal.jpg>. Acesso em: 17 jun

20 Classe Chondricthyes Órgãos sensoriais Ampola de Lorenzini eletrorrecepção Disponível em: <http://www.sciencelearn.org.nz/var/sciencelearn/storage/images/contexts/the-noisy-reef/sci-media/images/ampullae-of-lorenzini/ eng-nz/ampullae-of-lorenzini_full_size_landscape.jpg>. Acesso em: 17 jun Disponível em: <http://www.marinebiodiversity.ca/shark/english/images/por%20ampullae.jpg>. Acesso em: 17 jun

21 Classe Chondricthyes Órgãos sensoriais Ampola de Lorenzini eletrorrecepção Linha lateral mecanorrecepção Disponível em: <http://www.doe.ky/wp-content/uploads/2011/07/silky-lateral-line.jpg>. Acesso em: 17 jun Disponível em: <http://www.marinebiodiversity.ca/shark/english/lateral_line_2_copy.jpg>. Acesso em: 17 jun

22 Classe Chondricthyes Órgãos sensoriais Ampola de Lorenzini eletrorrecepção Linha lateral mecanorrecepção Narinas quimiorrecepção Disponível em: <http://www.mnh.si.edu/exhibits/ocean%20views/gallery/reefshark_toddmintz_lg.jpg>. Acesso em: 17 jun Disponível em: <http://nationalaquarium.files.wordpress.com/2011/09/zeke-zebra-shark jpg>. Acesso em: 17 jun

23 Classe Chondricthyes Reprodução Fecundação interna cláspers Disponível em: <http://www.marinebiodiversity.ca/shark/english/images/anatomymale.jpg>. Acesso em: 17 jun

24 Classe Chondricthyes Reprodução Fecundação interna cláspers Podem ser: Ovíparos: desenvolvimento externo em ovo com casca coriácea Ovovivíparos: desenvolvimento dentro do ovo retido no corpo da mãe Vivíparos: desenvolvimento interno, fora de um ovo Desenvolvimento direto Anexo embrionário: saco vitelínico Excreção Ureia

25 Classe Osteicthyes Disponível em: <http://images.nationalgeographic.com/wpf/media-live/photos/000/004/cache/butterfly-fish_484_600x450.jpg>. Acesso em: 17 jun Disponível em: <http://www.advancedaquarist.com/2005/7/fish_album/aa4.jpg>. Acesso em: 17 jun Disponível em: <http://studio-akira.com/wp-content/uploads/2011/05/blue-fish.jpg>. Acesso em: 17 jun

26 Disponível em: <http://mycozynook.com/19_3rayfinall.jpg>. Acesso em: 17 jun Classe Osteicthyes

27 Classe Osteicthyes Revestimento corporal Escamas dérmicas Disponível em: <http://media-2.web.britannica.com/eb-media/04/ c24c9f0b.gif>. Acesso em: 17 jun Disponível em: <http://theartofnature.org/sitebuildercontent/sitebuilderpictures/fish-scales-01.gif>. Acesso em: 17 jun Disponível em: <http://australianmuseum.net.au/uploads/images/3315/paradise_big.jpg>. Acesso em: 17 jun

28 Locomoção Classe Osteicthyes Nadadeiras flexíveis alteram a direção e permitem manobras mais rápidas Disponível em: <http://aquaviews.net/wp-content/uploads/2010/09/fin-diagram.jpg>. Acesso em: 17 jun Disponível em: <http://www.tropical-fish-success.com/images/fish_anatomy_cyphotilapia_gibberosa.jpg>. Acesso em: 17 jun

29 Controle da densidade Bexiga natatória Classe Osteicthyes Disponível em: <http://www.mun.ca/biology/mcolbo/lectures%2012,13,14/34-13-rayfinfishanatomy-l.jpg>. Acesso em: 17 jun

30 Alimentação Boca anterior Intestino longo Classe Osteicthyes Disponível em: <http://www.daff.gov.au/_media/images/animal-plant/aquatic/aquatic-cd/silver-perch-anatomy.jpg>. Acesso em: 17 jun

31 Sistema circulatório Fechado Coração bicavitário Circulação simples Classe Osteicthyes Disponível em: <http://www.baileybio.com/plogger/images/ap_biology/animal_diversity_project_-_must_cite_your_textbook_/circulatory_system_-_fish_2.jpg>. Acesso em: 17 jun Disponível em: <http://mycozynook.com/23_02atwochamberheart-l.jpg>. Acesso em: 17 jun

32 Respiração Classe Osteicthyes Brânquias protegidas por opérculo Disponível em: <http://static.infoescola.com/wp-content/uploads/2010/04/branquias.jpg>. Acesso em: 17 jun Disponível em: <http://ian.umces.edu/imagelibrary/albums/userpics/84469/normal_iil_eco_0016.jpg>. Acesso em: 17 jun

33 Respiração Classe Osteicthyes Brânquias protegidas por opérculo Disponível em: <http://www.baileybio.com/plogger/images/ap_biology/animal_diversity_project_-_must_cite_your_textbook_/fish bony -_respiratory_system.jpg>. Acesso em: 17 jun

34 Respiração Classe Osteicthyes Brânquias protegidas por opérculo Disponível em: <http://mycozynook.com/22_03_fishgills-l.jpg>. Acesso em: 17 jun

35 Respiração Classe Osteicthyes Brânquias protegidas por opérculo Peixes pulmonados bexiga natatória realiza as trocas gasosas Disponível em: <http://www.sweetwaterfishing.com.au/images/qldlungfish.jpg>. Acesso em: 17 jun

36 Órgãos sensoriais Classe Osteicthyes Linha lateral mecanorrecepção Disponível em: <http://wikis.lib.ncsu.edu/images/e/ee/lateral_line_fish.jpg>. Acesso em: 17 jun

37 Reprodução Dioicios Classe Osteicthyes Fecundação externa Desenvolvimento indireto (alevino) Anexo embrionário: saco vitelínico Excreção Amônia Através da urina e das brânquias Disponível em: <http://www.daff.gov.au/_media/images/animal-plant/aquatic/aquatic-cd/gravid-salmon2.jpg>. Acesso em: 17 jun

38 Páginas 73 a 76 Exercícios 1 a 10 Disponível em: <http://www.jogomuito.com/wall/img/jm_170906_findingnemo.jpg>. Acesso em: 17 jun

CLASSE CYCLOSTOMATA (AGNATHA)

CLASSE CYCLOSTOMATA (AGNATHA) CLASSE CYCLOSTOMATA (AGNATHA) - VERTEBRADOS MAIS PRIMITIVOS; - NÃO POSSUEM VÉRTEBRAS TÍPICAS, APENAS PEÇAS CARTILAGINOSAS, AOS PARES, DISPOSTAS AO LONGO DA MEDULA (NOTOCORDA); - BOCA CIRCULAR COM FUNIL

Leia mais

Triblásticos Celomados

Triblásticos Celomados Biologia Móds. 19/20 Setor 1403 Os Cordados Prof. Rafa Características: Triblásticos Celomados ectoderme intestino mesoderme celoma cavidade corporal na mesoderme endoderme Características: Deuterostômios:

Leia mais

FILO CHORDATA. Anfioxo. Ascídia

FILO CHORDATA. Anfioxo. Ascídia FILOS ANIMAIS FILO CHORDATA O filo apresenta cerca de 50.000 espécies distribuídas entre protocordados e vertebrados. Protocordados cordados mais simples, pequenos e exclusivamente marinhos não são muito

Leia mais

OS PEIXES. Capítulo 9 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti

OS PEIXES. Capítulo 9 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti OS PEIXES Capítulo 9 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti A EVOLUÇÃO DOS PEIXES Os primeiros peixes surgiram nos oceanos primitivos a cerca de 510 milhões de anos atrás - ''Ostracodermas'

Leia mais

FILO CHORDATA. Cordados

FILO CHORDATA. Cordados FILO CHORDATA Cordados Cordados Notocorda Triblásticos Deuterostômios Simetria Bilateral Epineuro Celomados 2 Características presentes em todos Notocorda; Fendas na faringe; Tubo nervoso dorsal; Cauda

Leia mais

Cor C da or do da s do Prof. Fernando Belan Prof. Fernand - BIOLOGIA MAIS o Belan

Cor C da or do da s do Prof. Fernando Belan Prof. Fernand - BIOLOGIA MAIS o Belan Cordados Cordados Prof. Fernando Fernando Belan Belan -- BIOLOGIA BIOLOGIA MAIS MAIS Prof. Introdução Protocordados (anfioxo e ascídia); Vertebrados (peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos); Simetria

Leia mais

RESUMO Nº 1 3º TRIMESTRE

RESUMO Nº 1 3º TRIMESTRE 7 O ANO EF CIÊNCIAS RESUMO Thiago Judice RESUMO Nº 1 3º TRIMESTRE Leia o resumo com atenção e traga as dúvidas para a sala de aula. Para melhor compreensão da origem dos animais estudados, leia os textos

Leia mais

1. (UFMG) Todas as alternativas indicam características que podem aparecer nos. a) coração dorsal com quatro cavidades circulação aberta.

1. (UFMG) Todas as alternativas indicam características que podem aparecer nos. a) coração dorsal com quatro cavidades circulação aberta. 12. Cordados 1. (UFMG) Todas as alternativas indicam características que podem aparecer nos vertebrados, exceto: a) coração dorsal com quatro cavidades circulação aberta. b) sistema excretor com néfrons

Leia mais

Agnatha Prof. Dr. Carlos Eduardo L. Ferreira

Agnatha Prof. Dr. Carlos Eduardo L. Ferreira Agnatha Prof. Dr. Carlos Eduardo L. Ferreira Diversidade dos Vertebrados O nosso atual conhecimento da filogenia dos vertebrados é baseado em evidências anatômicas, moleculares e fósseis. Na base estão

Leia mais

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE 08 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP 0 Intenção sem ação é ilusão. Ouse fazer e o poder lhe será dado

Leia mais

Aula 4.4 - Os conquistadores do ambiente terrestre

Aula 4.4 - Os conquistadores do ambiente terrestre Aula 4.4 - Os conquistadores do ambiente terrestre Além do vegetais outros organismos habitavam o ambiente terrestre Organismos de corpo mole como moluscos e anelídeos Organismos com cutícula redução da

Leia mais

Filo extremamente diversificado quanto ao tamanho e ao aspecto geral de seus representantes O agrupamento baseia-se no desenvolvimento embrionário,

Filo extremamente diversificado quanto ao tamanho e ao aspecto geral de seus representantes O agrupamento baseia-se no desenvolvimento embrionário, Filo extremamente diversificado quanto ao tamanho e ao aspecto geral de seus representantes O agrupamento baseia-se no desenvolvimento embrionário, principalmente, na nêurula, quando é possível identificar

Leia mais

Filo Chordada (Cordados) Vitor Leite

Filo Chordada (Cordados) Vitor Leite Filo Chordada (Cordados) Vitor Leite Filo Chordata (Cordados) Características gerais: -Triblásticos, celomados, deuterostômios, apresentam metameria (evidente na fase embrionária); Características Exclusivas:

Leia mais

FILO CORDADOS. *Providos de nortocorda pelo menos na fase embrionária. *providos de fendas branquiais faringeanas pelo menos na fase embrionária.

FILO CORDADOS. *Providos de nortocorda pelo menos na fase embrionária. *providos de fendas branquiais faringeanas pelo menos na fase embrionária. FILO CORDADOS *Providos de nortocorda pelo menos na fase embrionária. *providos de fendas branquiais faringeanas pelo menos na fase embrionária. *Providos de tubo nervoso dorsal. SUB-FILO PROTOCORDADOS

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL 2013 BIOLOGIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL 2013 BIOLOGIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL 2013 BIOLOGIA Série: 2ª EM Disciplina: Biologia Professor (a): Bernardo Grieco Aluno (a): Caro (a) aluno (a), O roteiro de recuperação abrange todo conteúdo trabalhado ao longo

Leia mais

Alta capacidade de locomoção Deuterostômios com simetria pentarradial. Os equinodermos alimentam-se de pequenos animais e algas.

Alta capacidade de locomoção Deuterostômios com simetria pentarradial. Os equinodermos alimentam-se de pequenos animais e algas. Os equinodermos constituem um grupo exclusivamente marinhos, dotados de um endoesqueleto calcário muitas vezes provido de espinhos salientes. Alta capacidade de locomoção Deuterostômios com simetria pentarradial

Leia mais

SUPERCLASSE PEIXES 2) CLASSE CONDRÍCTEIS PEIXES CARTILAGINOSOS

SUPERCLASSE PEIXES 2) CLASSE CONDRÍCTEIS PEIXES CARTILAGINOSOS PEIXES SUPERCLASSE PEIXES 2) CLASSE CONDRÍCTEIS PEIXES CARTILAGINOSOS Endoesqueleto cartilaginoso Espiráculos Boca ventral 5 a 7 pares de fendas branquiais Sem bexiga natatória Presença de cloaca Glândula

Leia mais

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre 3ª Aula 2ª Parte Peixes Cartilaginosos (Ministrante: Profa. Dra. Virginia S. Uieda) Professores Responsáveis: Virgínia Sanches Uieda

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 60 CORDADOS

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 60 CORDADOS BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 60 CORDADOS ixação F ) Um aluno esquematizou um anfioxo, indicando, com legendas, os principais caracteres do 2 lo Chordata. p Indique a legenda que aponta o ERRO cometido

Leia mais

Vivendo na Terra. Como era a Terra e quais os grupos animais viventes no momento evolutivo em que se deu a transição para o ambiente terrestre?

Vivendo na Terra. Como era a Terra e quais os grupos animais viventes no momento evolutivo em que se deu a transição para o ambiente terrestre? Vivendo na Terra Como era a Terra e quais os grupos animais viventes no momento evolutivo em que se deu a transição para o ambiente terrestre? Transição para o ambiente terrestre Peixes com características

Leia mais

Cordados I. Peixes, Anfíbios e Répteis. Cursinho Popular de Ensino Pré-Vestibular TRIU Pela popularização da universidade pública

Cordados I. Peixes, Anfíbios e Répteis. Cursinho Popular de Ensino Pré-Vestibular TRIU Pela popularização da universidade pública Cursinho Popular de Ensino Pré-Vestibular TRIU Pela popularização da universidade pública Cordados I Peixes, Anfíbios e Répteis Prof. Rafael Rosolen T. Zafred Revisão Peixes ; Anfíbios; Répteis; Aves;

Leia mais

CHONDRICHTHYES. Boca ventral, focinho desenvolvido

CHONDRICHTHYES. Boca ventral, focinho desenvolvido CHONDRICHTHYES Os primeiros fósseis dos cações e de seus parentes apareceram nos sedimentos do baixo Devoniano (± 48 milhões de anos). Por terem retido algumas características primitivas, os tubarões são

Leia mais

Evolução dos vertebrados

Evolução dos vertebrados PEIXES Evolução dos vertebrados PEIXES PULMONADOS AVES ÓSSEOS ANFÍBIOS RÉPTEIS CICLÓSTOMO PEIXES MAMÍFEROS CARTILAGINOSOS Peixe Primitivo (Lampreias e Feiticeiras) Características gerais Exclusivamente

Leia mais

Os itens enumerados a seguir são exemplos de diferentes relações entre os seres vivos:

Os itens enumerados a seguir são exemplos de diferentes relações entre os seres vivos: 01 - (PUC PR) Os itens enumerados a seguir são exemplos de diferentes relações entre os seres vivos: I. A caravela vive flutuando nas águas do mar. É formada por um conjunto de indivíduos da mesma espécie

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Pág. 185 Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com http://professoraleonilda.wordpress.com/ PROBLEMATIZAÇÃO O

Leia mais

Filo Cordado. Apostila VII Unidade 24 a Características Embrionárias: 2- Caracterização Fisiológica: Característica

Filo Cordado. Apostila VII Unidade 24 a Características Embrionárias: 2- Caracterização Fisiológica: Característica 1- Características Embrionárias: Característica Tipo Simetria* Bilateral Tecidos Eumetazoa Tecidos embrionários Triblástico Celoma Celomado Origem do celoma Enterocelomado Blastóporo Deuterostômico Metameria

Leia mais

BIOLOGIA. Prof. Fred CORDADOS. 1) Invertebrados. 1.A) Subfilo Urocordata ou tunicados. Ex: Ascidia. 1.B) Subfilo Cefalocordata. Ex. Anfioxo.

BIOLOGIA. Prof. Fred CORDADOS. 1) Invertebrados. 1.A) Subfilo Urocordata ou tunicados. Ex: Ascidia. 1.B) Subfilo Cefalocordata. Ex. Anfioxo. BIOLOGIA Prof. Fred CORDADOS 1) Invertebrados. 1.A) Subfilo Urocordata ou tunicados. Ex: Ascidia. 1.B) Subfilo Cefalocordata. Ex. Anfioxo. 2) Vertebrados 2) Sibfilo Vertebrata (EUCORDATAS). 2.A) Superclasse

Leia mais

Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos

Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos PARNAMIRIM - RN Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos Prof. José Roberto E Raphaella Madruga. Nematódeo Vermes de corpo cilíndrico, coberto por cutícula. Apresentam sexos separados (dimorfismo sexual

Leia mais

- CORDADOS - Vestibulando Web Page www.vestibulandoweb.com.br

- CORDADOS - Vestibulando Web Page www.vestibulandoweb.com.br Vestibulando Web Page 01) (UFJF/2002) Com relação aos animais do grupo Chordata, além da presença da notocorda (ou corda) e da cauda propulsora, quais dos caracteres abaixo os distinguem de outros grupos

Leia mais

Animais Parte 2 (9- Cordados)

Animais Parte 2 (9- Cordados) Animais Parte 2 (9- Cordados) Os cordados são animais vertebrados, bilateralmente simétricos e o filo animal mais diverso no mundo. Todos compartilham um grupo de características derivadas, embora muitas

Leia mais

Curso Wellington - Biologia - Reino Animal - Cordados - Anfíbios Prof Hilton Franco

Curso Wellington - Biologia - Reino Animal - Cordados - Anfíbios Prof Hilton Franco 1. Os anfíbios são animais extremamente dependentes do ambiente aquático, em especial, na fase reprodutiva. Sobre a reprodução desses animais, assinale o que for correto. 01) Seus ovos sem casca, apenas

Leia mais

AGNATHA ATUAIS E CHONDRICHTHYES 2

AGNATHA ATUAIS E CHONDRICHTHYES 2 AGNATHA ATUAIS E CHONDRICHTHYES 2 TÓPICO Eleonora Trajano 2.1 Agnatha atuais: filogenia 2.2 Agnatha atuais: morfologia, funcionamento e biologia Myxiniformes Petromyzontiformes 2.3 Origem e diversificação

Leia mais

RÉPTEIS PROF. MARCELO MIRANDA

RÉPTEIS PROF. MARCELO MIRANDA RÉPTEIS Padrões evolutivos Surgimento dos amniotas Âmnio: membrana que envolve completamente o embrião e delimita uma cavidade cheia de líquido que protege contra choques mecânicos e evita o ressecamento

Leia mais

Curso Wellington- Biologia- Cordados- Peixes Prof Hilton Franco. 1. Observe as figuras a seguir.

Curso Wellington- Biologia- Cordados- Peixes Prof Hilton Franco. 1. Observe as figuras a seguir. 1. Observe as figuras a seguir. Elas representam duas classes de animais pertencentes ao Filo Chordata. A respeito das principais características desses animais, analise as proposições abaixo. I. Na Figura

Leia mais

Flávio Oliveira Higino Email: fohigino@gmail.com

Flávio Oliveira Higino Email: fohigino@gmail.com Flávio Oliveira Higino Email: fohigino@gmail.com O filo é dividido em três classes: Turbelários: Planária (VIDA LIVRE) Trematódeos: Schistosoma sp (PARASITAS) Cestódeos: Taenia sp (PARASITAS) Corpo achatado

Leia mais

ZOOLOGIA - REINO METAZOA

ZOOLOGIA - REINO METAZOA ZOOLOGIA - REINO METAZOA FILO CORDADO CARACTERÍSTICAS GERAIS O que será que caracteriza um vertebrado? Substituição da Notocorda pela Coluna Vertebral; Presença de uma cabeça definida; Presença de órgãos

Leia mais

Moluscos, animais de corpo mole

Moluscos, animais de corpo mole Moluscos, animais de corpo mole Animais com sistema circulatório, sistema respiratório e celoma verdadeiro Equipe de Biologia Relação filogenética do filo Mollusca http://www.vejaki.com.br/page/168/ Representantes

Leia mais

PROVA MULTIDISCIPLINAR I

PROVA MULTIDISCIPLINAR I Página1 COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II SEÇÃO TÉCNICA DE ENSINO PROVA MULTIDISCIPLINAR I Matemática, CFB, Filosofia, Arte 3º Bimestre de 2014 1ª Chamada 7º ano Ensino Fundamental Aluno: Série: 7º ANO Turma:

Leia mais

Ano: 7 Turma: 71 e 72

Ano: 7 Turma: 71 e 72 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 2ª Etapa 2013 Disciplina: Ciências Professor (a): Felipe Cesar Ano: 7 Turma: 71 e 72 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

(3) CYCLOSTOMATA & CHONDRICHTHYES

(3) CYCLOSTOMATA & CHONDRICHTHYES Peixes não é um grupo monofilético: Em primeiro lugar devemos fazer uma distinção entre os grupos popularmente chamados de peixes. Fato interessante é que até século XVI anfíbios, crocodilos, focas e baleias

Leia mais

A GNATHOSTOMATA DATA: 13/08/13 PROFS. ELEONORE SETZ, FELIPE TOLEDO

A GNATHOSTOMATA DATA: 13/08/13 PROFS. ELEONORE SETZ, FELIPE TOLEDO BZ480 BZ681 ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS AULA PRÁTICA: De CRANIATA A GNATHOSTOMATA DATA: 13/08/13 PROFS. ELEONORE SETZ, FELIPE TOLEDO e WESLEY SILVA COLABORAÇÃO: PAULO R. MANZANI MONITORES: Camila Castilho,

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS DA APOSTILA Professora: Giselle Cherutti - Ensino Fundamental II - 7º ano

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS DA APOSTILA Professora: Giselle Cherutti - Ensino Fundamental II - 7º ano EXERCÍCIOS RESOLVIDOS DA APOSTILA Professora: Giselle Cherutti - Ensino Fundamental II - 7º ano CAPÍTULO 9. OS PEIXES (págs. 156/157) 1. Os peixes são classificados de acordo com a formação de seu esqueleto.

Leia mais

Biologia Móds. 21/22 Setor 1423 Cordados Prof. Rafa

Biologia Móds. 21/22 Setor 1423 Cordados Prof. Rafa Biologia Móds. 21/22 Setor 1423 Cordados Prof. Rafa Características: Triblásticos Celomados ectoderme intestino mesoderme celoma cavidade corporal na mesoderme endoderme Características: Deuterostômios:

Leia mais

Sugestões de atividades para avaliação. Ciências 7 o ano Unidade 8

Sugestões de atividades para avaliação. Ciências 7 o ano Unidade 8 Sugestões de atividades para avaliação Ciências 7 o ano Unidade 8 5 Nome: Data: UniDaDE 8 1 Com relação às suas características gerais, podemos dizer que os vertebrados possuem exclusivamente: I. patas.

Leia mais

Biologia 2ª Série Cordados

Biologia 2ª Série Cordados Agnatas Ciclostomados - Sem mandíbula; boca circular. Lampréia e Feiticeira: Marinhos, crescem até 1 metro. Lampréia - Vertebrado parasita - Permanecem 7 pares de fendas branquiais. - Surgem brânquias;

Leia mais

Aula 4 Os animais. Os seres vivos são classificados nos Reinos:

Aula 4 Os animais. Os seres vivos são classificados nos Reinos: Aula 4 Os animais Os seres vivos apresentam uma diversidade muito grande; a cada ano, novas espécies vêm sendo descritas. Fica compreensível a necessidade de um sistema de classificação para a organização

Leia mais

Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos. Prof. José Roberto

Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos. Prof. José Roberto Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos Prof. José Roberto VERTEBRADOS CARACTERÍSTICAS GERAIS Animais vertebrados são todos aqueles que possuem como caracteristica principal, uma coluna vertebral. Animais

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 7 CIÊNCIAS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao terceiro bimestre escolar ou às Unidades 3 e 4 do livro do Aluno. Avaliação Ciências NOME: TURMA: escola: PROfessOR:

Leia mais

2012 3ª PROVA PARCIAL (QUESTÕES FECHADAS) DE CIÊNCIAS E GEOGRAFIA

2012 3ª PROVA PARCIAL (QUESTÕES FECHADAS) DE CIÊNCIAS E GEOGRAFIA COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 3ª PROVA PARCIAL (QUESTÕES FECHADAS) DE CIÊNCIAS E GEOGRAFIA Aluno(a): Nº Ano: 7º Turma: Data: 27/11/2012 Nota: Professoras: Karina e Edvaldo Valor da Prova:

Leia mais

V EREBIO NE. ENCONTRO REGIONAL DE ENSINO DE BIOLOGIA Olhares para a Educação em Biologia: escola, vida e cultura.

V EREBIO NE. ENCONTRO REGIONAL DE ENSINO DE BIOLOGIA Olhares para a Educação em Biologia: escola, vida e cultura. V EREBIO NE ENCONTRO REGIONAL DE ENSINO DE BIOLOGIA Olhares para a Educação em Biologia: escola, vida e cultura. 20 a 23 de agosto de 2013 UFRN Natal/RN JOGO DIDÁTICO CLASS FISH COMO PROPOSTA PARA O ESTUDO

Leia mais

Respostas. Capítulo 21: O filo artrópodes (II)

Respostas. Capítulo 21: O filo artrópodes (II) Respostas Capítulo 21: O filo artrópodes (II) 1. E Ao se observar a situação experimental da questão se conclui que com relação às formigas (artrópodes da classe dos insetos) o olfato é o sentido utilizado

Leia mais

BIOLOGIA AULA 11: ZOOLOGIA EQUINODERMOS; CORDADOS

BIOLOGIA AULA 11: ZOOLOGIA EQUINODERMOS; CORDADOS BIOLOGIA AULA 11: ZOOLOGIA EQUINODERMOS; CORDADOS FILO DOS EQUINODERMOS Os equinodermos (do grego echinos: espinhos; derma: pele) constituem um grupo de animais exclusivamente marinhos, dotados de um endoesqueleto

Leia mais

OS ANIMAIS DO CERRADO BRASILEIRO

OS ANIMAIS DO CERRADO BRASILEIRO Caro aluno, sabendo da importância do Cerrado como um bioma de grande extensão no Brasil, iremos estudar quais são os animais que estão nele presentes e como é feita a classificação dos mesmos, para então,

Leia mais

ORIGEM EMBRIONÁRIA. A zigoto; B clivagem; C mórula; D blástula; E corte de blástula; F gástrula inicial; G - gástrula

ORIGEM EMBRIONÁRIA. A zigoto; B clivagem; C mórula; D blástula; E corte de blástula; F gástrula inicial; G - gástrula ORIGEM EMBRIONÁRIA A zigoto; B clivagem; C mórula; D blástula; E corte de blástula; F gástrula inicial; G - gástrula A- Radiata Mesoderme se forma a partir de células invasoras da endoderme (Equinodermatas)

Leia mais

Figura 88 : Equinodermos representativos, como vivem no mar; todos reduzidos em tamanho.

Figura 88 : Equinodermos representativos, como vivem no mar; todos reduzidos em tamanho. 8 FILO ECHINODERMATA 112 Os Echinodermatas (gr. echinos, espinho; ouriço + derma, pele) constituem um dos filos mais facilmente reconhecíveis do Reino Animal, com aproximadamente 6.000 espécies viventes.

Leia mais

Surgimento da Mandíbula. Sem mandíbulas, os cordados estavam restritos à filtração, à sucção de alimentos ou à captura de pequenos invertebrados.

Surgimento da Mandíbula. Sem mandíbulas, os cordados estavam restritos à filtração, à sucção de alimentos ou à captura de pequenos invertebrados. Surgimento da Mandíbula Sem mandíbulas, os cordados estavam restritos à filtração, à sucção de alimentos ou à captura de pequenos invertebrados. O surgimento da mandíbula colocou os primeiros gnatostômios

Leia mais

Professor: CRISTINO RÊGO Disciplina: CIÊNCIAS Assunto: VERTEBRADOS: RÉPTEIS AVES E MAMÍFEROS BATERIA DE EXERCÍCIOS 7º ANO

Professor: CRISTINO RÊGO Disciplina: CIÊNCIAS Assunto: VERTEBRADOS: RÉPTEIS AVES E MAMÍFEROS BATERIA DE EXERCÍCIOS 7º ANO Professor: CRISTINO RÊGO Disciplina: CIÊNCIAS Assunto: VERTEBRADOS: RÉPTEIS AVES E MAMÍFEROS Belém /PA BATERIA DE EXERCÍCIOS 7º ANO 1 Analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa incorreta: a)

Leia mais

ZOOLOGIA. Introdução ao Filo Chordata

ZOOLOGIA. Introdução ao Filo Chordata ZOOLOGIA Introdução ao Filo Chordata Posição no Reino Animal Pertencem ao ramo dos animais Deuterostômios Árvore Evolutiva Classificação do Filo Chordata Grupo Protochordata (Acrania) Filo Chordata Subfilo

Leia mais

BIOLOGIA Professor: Doo

BIOLOGIA Professor: Doo BIOLOGIA Professor: Doo Aluno(a): 29/09/2014 Características gerais Vertebrados ou não Triblásticos Celomados Enterocelomados Deuterostomados Bilatérios Segmentados CORDADOS Características apomórficas

Leia mais

Profa. Dra. Maria Luisa da Silva

Profa. Dra. Maria Luisa da Silva Profa. Dra. Maria Luisa da Silva baseado em Kardong, K. Vertebrates: comparative anatomy, function, evolution. McGraw-Hill 2º ed. 1998. Hildebrand, M. Análise da Estrutura dos Vertebrados. Atheneu, 1 SP.

Leia mais

Tipos de óvulos: os óvulos possuem uma substancia de reserva nutritiva chamada vitelo, de acordo com a quantidade e a distribuição do vitelo, os

Tipos de óvulos: os óvulos possuem uma substancia de reserva nutritiva chamada vitelo, de acordo com a quantidade e a distribuição do vitelo, os Embriologia Embriologia é a parte da Biologia que estuda as transformações que se processa no embrião, desde a formação da célula-ovo até o nascimento. Tipos de óvulos: os óvulos possuem uma substancia

Leia mais

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre 4ª Aula Peixes Ósseos (Ministrante: Profa. Dra. Virginia S. Uieda) Professores Responsáveis: Virgínia Sanches Uieda (Integral) e Wilson

Leia mais

Sistema Esquelético. Msc. Luiz Paulo Castro

Sistema Esquelético. Msc. Luiz Paulo Castro Sistema Esquelético Msc. Luiz Paulo Castro Característica básica dos vertebrados (Endoesqueleto) Funções básicas: Sustentação e movimento Proteção mecânica Estocagem mineral Produção de células sanguíneas

Leia mais

FILO CHORDATA. Cordados

FILO CHORDATA. Cordados FILO CHORDATA Cordados Cordados Notocorda Triblásticos Deuterostômios Simetria Bilateral Epineuro Celomados 2 Características presentes em todos os cordados: Notocorda; Fendas na faringe; Tubo nervoso

Leia mais

Moluscos, animais de corpo mole

Moluscos, animais de corpo mole Moluscos, animais de corpo mole Animais com sistema circulatório, sistema respiratório e celoma verdadeiro Equipe de Biologia Relação filogenética do filo Mollusca http://www.vejaki.com.br/page/168/ http://comdek888.wordpress.com/2010/05/19

Leia mais

Ovos e larvas de peixes de água doce... 32) Hoplias sp.

Ovos e larvas de peixes de água doce... 32) Hoplias sp. 208 Ovos e larvas de peixes de água doce... 32) Hoplias sp. Nome comum: Trairão. Distribuição geográfica: Bacia do alto rio Paraná (Oyakawa, 1990). Auto-ecologia: A primeira maturação sexual ocorre com

Leia mais

SISTEMA CIRCULATÓRIO DOS VERTEBRADOS

SISTEMA CIRCULATÓRIO DOS VERTEBRADOS SISTEMA CIRCULATÓRIO DOS VERTEBRADOS Os vertebrados, como são grandes e complexos há a necessidade de um sistema circulatório definido. Nos invertebrados ocorre o desenvolvimento de dois tipos de circulação:

Leia mais

Texto Base: Aula 19 Linhagens de Organismos Metazoários 3

Texto Base: Aula 19 Linhagens de Organismos Metazoários 3 Texto Base: Aula 19 Linhagens de Organismos Metazoários 3 João Miguel de Matos Nogueira 1. Deuterostomia Os deuterostômios são definidos como animais em que o blastóporo origina o ânus, durante o desenvolvimento

Leia mais

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre 2ª Aula 2ª Parte Agnatos e Gnatostomados (Ministrante: Profa. Dra. Virginia S. Uieda) Professores Responsáveis: Virgínia Sanches Uieda

Leia mais

Biologia 2ª série Ensino Médio v. 4

Biologia 2ª série Ensino Médio v. 4 Biologia 2ª série Ensino Médio v. 4 Exercícios 01) C E C E C E 02) D 03) D 04) Seu corpo é constituído por: cabeça com órgãos sensoriais; massa visceral com um conjunto de órgãos, recoberta por uma parede

Leia mais

CLASSE REPTILIA Características Gerais crânio com 1 côndilo occipital 12 pares de nervos cranianos Respiratório

CLASSE REPTILIA Características Gerais crânio com 1 côndilo occipital 12 pares de nervos cranianos Respiratório CLASSE REPTILIA Características Gerais: - corpo coberto com pele seca e cornificada; - com escamas e escudos; - 5 dedos terminando em garras córneas; - esqueleto ossificado; - crânio com 1 côndilo occipital;

Leia mais

Filo dos Cordados. Profª Janaina Q. B. Matsuo

Filo dos Cordados. Profª Janaina Q. B. Matsuo Profª Janaina Q. B. Matsuo Os Cordados possuem com exclusividade uma neurocorda dorsal de origem ectodérmica, fendas branquiais pares na faringe do embrião (no Homem originarão as cordas vocais), uma notocorda

Leia mais

Sistemas de Trocas Gasosas

Sistemas de Trocas Gasosas Sistemas de Trocas Gasosas 1 Generalidades os seres vivos habitam diversos tipos de ambientes, sendo fundamentalmente o terrestre, o aquático e o aéreo. As diferenças existentes entre os diversos ambientes,

Leia mais

01. Quando comparamos o caramujo e o caranguejo representados nas tiras abaixo, podemos afirmar corretamente que:

01. Quando comparamos o caramujo e o caranguejo representados nas tiras abaixo, podemos afirmar corretamente que: Aula n ọ 02 01. Quando comparamos o caramujo e o caranguejo representados nas tiras abaixo, podemos afirmar corretamente que: a) utilizam-se do ar atmosférico para respirar através de pulmão. b) o caramujo

Leia mais

Sistema Digestivo dos Peixes

Sistema Digestivo dos Peixes Sistema Digestivo dos Peixes Seminário Histologia SISTEMA DIGESTIVO DOS PEIXES Camila Bedulli Do Carmo Gabriel Cohen Guilherme G. Da Silva Miranda Izabela Franca Marcela C. Biondo Patricia Mayumi Bellete

Leia mais

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre 12ª Aula Répteis: diversidade e caracteres gerais (Ministrante: Profa. Dra. Virginia S. Uieda) Professores Responsáveis: Virgínia Sanches

Leia mais

Somente respostas do reino Animal Apostilas 3 e 4

Somente respostas do reino Animal Apostilas 3 e 4 APOSTILA 3 3 CAPITULO 20 _ CORDADOS _ (OS PROTOCORDADOS) 3 ATIVIDADE 1 (PÁGINA 232) 3 ATIVIDADE 2(PÁGINA 234) 3 EM CASA (PÁGINA 235) 3 ATIVIDADE COMPLEMENTAR 5 EM RESUMO III 5 CAPITULO 22 - A OCUPAÇÃO

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Biologia - Embriologia

Exercícios de Aprofundamento Biologia - Embriologia 1. (Fgv 2015) A figura ilustra os vasos sanguíneos maternos e fetais na região da placenta, responsável pela troca dos gases respiratórios oxigênio e dióxido de carbono. Como a circulação e a ventilação

Leia mais

Curso Wellington Biologia Reino Animal Cordados Répteis- Prof Hilton Franco

Curso Wellington Biologia Reino Animal Cordados Répteis- Prof Hilton Franco 1. No Brasil, há quatro tipos de veneno de serpente: crotálico, botrópico, laquético e elapídico. O veneno crotálico é o das cascavéis. Tem efeito neurotóxico sobre o sistema nervoso e miolítico, ou seja,

Leia mais

Filo extremamente diversificado quanto ao tamanho e ao aspecto geral de seus representantes O agrupamento baseia-se no desenvolvimento embrionário,

Filo extremamente diversificado quanto ao tamanho e ao aspecto geral de seus representantes O agrupamento baseia-se no desenvolvimento embrionário, Filo extremamente diversificado quanto ao tamanho e ao aspecto geral de seus representantes O agrupamento baseia-se no desenvolvimento embrionário, principalmente, na nêurula, quando é possível identificar

Leia mais

FILO: CORDADOS SUB-FILO: VERTEBRADOS TABELA DE ZOOLOGIA COMPARADA

FILO: CORDADOS SUB-FILO: VERTEBRADOS TABELA DE ZOOLOGIA COMPARADA Classes Peixes Cartilaginosos (Condrictes) Temperatura ectotérmicos do corpo Tegumento pele coberta por escamas placóides, de origem dermoepidérmi ca Sustentação e locomoção Nutrição digestão Circulação

Leia mais

BIOLOGIA IACI BELO. Roteiros de estudo I ETAPA. Vírus

BIOLOGIA IACI BELO. Roteiros de estudo I ETAPA. Vírus BIOLOGIA IACI BELO www.iaci.com.br ASSUNTO: Roteiros I, II e III Roteiros de estudo I ETAPA Vírus Série: 2EM 1) Citar as características dos vírus, justificando a sua não inclusão em qualquer dos reinos.

Leia mais

a) Indique a que filo cada um dos animais pertence: A: B:

a) Indique a que filo cada um dos animais pertence: A: B: valiação 1. baixo, temos a imagem de dois animais marinhos. mbos são muito simples estruturalmente. Observe ambos e responda aos questionamentos. Imagin/rchivo SM/ID/ES Imagin/rchivo SM/ID/ES a) Indique

Leia mais

Estudo Dirigido de Ciências 6 as séries Professores: Andréia e Zago

Estudo Dirigido de Ciências 6 as séries Professores: Andréia e Zago Colégio Salesiano São Gonçalo Escola de Educação Básica Estudo Dirigido de Ciências 6 as séries Professores: Andréia e Zago 1. No aniversário de uma cidade a beira-mar, um restaurante promoveu um Festival

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS

PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS - 7º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= ANIMAIS INVERTEBRADOS

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES CIÊNCIAS

CADERNO DE ATIVIDADES CIÊNCIAS COLÉGIO ARNALDO 2015 CADERNO DE ATIVIDADES CIÊNCIAS Aluno (a): 4º ano: Turma: Professor (a): Valor: 20 pontos Este trabalho deverá ser entregue IMPRETERIVELMENTE no dia da prova. Conteúdo de Recuperação

Leia mais

P E I X E S. Quanto ao esqueleto:

P E I X E S. Quanto ao esqueleto: P E I X E S Quanto ao esqueleto: OSTEÍCTES Esqueleto ósseo EX.: Sardinha, Dourado, Cioba etc. CONDRÍCTES Esqueleto Cartilaginoso EX.: Tubarão, Raia etc. O Peixe por fora CIÊNCIAS NO DIA-A-DIA SITUAÇÃO

Leia mais

Exercícios de Evidências da Evolução

Exercícios de Evidências da Evolução Exercícios de Evidências da Evolução Material de apoio do Extensivo 1. (Unesp) No filme Avatar, de James Cameron (20th Century Fox, 2009), os nativos de Pandora, chamados Na Vi, são indivíduos com 3 metros

Leia mais

Filo Chordata Classe Reptilia. Prof. André R. Senna

Filo Chordata Classe Reptilia. Prof. André R. Senna Filo Chordata Classe Reptilia Prof. André R. Senna Répteis modernos Compreendem duas da três linhagens de vertebrados amnióticos Linhagens: Anapsida: Tartarugas; Diapsida: Lagartos, cobras e crocodilos.

Leia mais

BIOLOGIA Diversidade da Vida Exercícios complementares Répteis, aves e mamíferos

BIOLOGIA Diversidade da Vida Exercícios complementares Répteis, aves e mamíferos 1. (UECE) Analise as afirmações abaixo, classificando-as em verdadeiras (V) ou falsas F. ( ) Nos mamíferos o coração encontra-se dividido em quatro cavidades: dois átrios e dois ventrículos. Desta forma,

Leia mais

Conteúdos. Composição dos ossos humanos. Importância dos ossos e músculos nos movimentos. Reflexos voluntários e involuntários.

Conteúdos. Composição dos ossos humanos. Importância dos ossos e músculos nos movimentos. Reflexos voluntários e involuntários. Conteúdos Composição dos ossos humanos. Importância dos ossos e músculos nos movimentos. Reflexos voluntários e involuntários. Conteúdos Constituição e funcionamento do sistema nervoso central. Glândulas

Leia mais

RECEPTORES QUÍMICOS E OLFATÓRIOS

RECEPTORES QUÍMICOS E OLFATÓRIOS SISTEMA SENSORIAL PEIXES A visão dos vertebrados terrestres depende de lentes planas e flexíveis; Os vertebrados aquáticos dependem de lentes esféricas, menos flexíveis, com um alto poder de refração.

Leia mais

REVISÃO DO FILO DOS CORDADOS. Biologia Professora: Maria Lucia Fensterseifer

REVISÃO DO FILO DOS CORDADOS. Biologia Professora: Maria Lucia Fensterseifer REVISÃO DO FILO DOS CORDADOS Biologia Professora: Maria Lucia Fensterseifer PROTOCORDADOS NOTOCORDA TUBO NERVOSO DORSAL FENDAS FARÍNGEAS ASCÍDIA = UROCORDADO (NOTOCORDA NA CAUDA DA FASE LARVAL) ANFIOXO

Leia mais

a) intestino. b) cloaca. c) moela. d) esôfago. e) bico.

a) intestino. b) cloaca. c) moela. d) esôfago. e) bico. BIOLOGIA Um agricultor verificou que havia muita perda em sua lavoura de trigo, pois o vento derrubava várias plantas. Um vizinho o aconselhou a produzir sementes que dessem origem a plantas com entrenós

Leia mais

Filo dos Cordados Características gerais presentes pelo menos em uma fase da vida(embrionária):

Filo dos Cordados Características gerais presentes pelo menos em uma fase da vida(embrionária): Filo dos Cordados Características gerais presentes pelo menos em uma fase da vida(embrionária): Presença de notocorda (eixo dorsal de sustentação). Tubo nervoso dorsal. Fendas branquiais na faringe. Cauda

Leia mais

Curso Wellington Biologia Reino Animal Cordados- Aves- Prof Hilton Franco

Curso Wellington Biologia Reino Animal Cordados- Aves- Prof Hilton Franco 1. É engraçado pensar em um tordo empoleirado nas costas de um Velociraptor ou um pato nadando ao lado de um Spinosaurus. (DYKE, 2010, p. 59). A ilustração apresenta duas concepções sobre a origem das

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS

CARACTERÍSTICAS GERAIS Reino Animal CARACTERÍSTICAS GERAIS 1) Todos EUCARIONTES e PLURICELULARES; 2) Sem Parede Celular; 3) Reserva: Glicogênio; 4) Todos são HETEROTRÓFICOS; 5) Quase todos apresentam Sistema Nervoso; 6) Dividem-se

Leia mais

Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma.

Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma. Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma. Na minhoca, o pigmento respiratório é a hemoglobina, responsável

Leia mais

FILO CHORDATA CEPHALOCHORDATA VERTEBRATA CYCLOSTOMATA P. CARTILAGINOSOS P. ÓSSEOS AMPHIBIA REPTILIA AVES MAMMALIA

FILO CHORDATA CEPHALOCHORDATA VERTEBRATA CYCLOSTOMATA P. CARTILAGINOSOS P. ÓSSEOS AMPHIBIA REPTILIA AVES MAMMALIA CLASSE REPTILIA FILO CHORDATA SUBFILOS: UROCHORDATA CEPHALOCHORDATA VERTEBRATA CYCLOSTOMATA P. CARTILAGINOSOS P. ÓSSEOS AMPHIBIA REPTILIA AVES MAMMALIA PRIMEIROS RÉPTEIS SURGIRAM HÁ: 300 MILHÕES DE ANOS

Leia mais