Muito Brasil, pouca Educação. Claudio de Moura Castro

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Muito Brasil, pouca Educação. Claudio de Moura Castro"

Transcrição

1 Muito Brasil, pouca Educação Claudio de Moura Castro

2 ducação e desenvolvimento (a visão macro-econômica)

3 Educação e desenvolviment Já não há países de sucesso sem educação Crescimento rápido requer muito investimentos em educação, por muit tempo Correlação alta entre gastos em educação e crescimento econômico Estudos históricos mostram o mesmo Alemanha, Japão, Cingapura, Coréia Mas não é só quantidade! Educação n é commodity

4 Educação e desenvolviment Já não há países de sucesso sem educação Crescimento rápido requer muito investimentos em educação, por muit tempo Correlação alta entre gastos em educação e crescimento econômico Estudos históricos mostram o mesmo Alemanha, Japão, Cingapura, Coréia Mas não é só quantidade! Educação n é commodity

5 Educação e desenvolviment Já não há países de sucesso sem educação Crescimento rápido requer muito investimentos em educação, por muit tempo Correlação alta entre gastos em educação e crescimento econômico Estudos históricos mostram o mesmo Alemanha, Japão, Cingapura, Coréia Mas não é só quantidade! Educação n é commodity

6 Educação e desenvolviment Já não há países de sucesso sem educação Crescimento rápido requer muito investimentos em educação, por muit tempo Correlação alta entre gastos em educação e crescimento econômico Estudos históricos mostram o mesmo Alemanha, Japão, Cingapura, Coréia Mas não é só quantidade! Educação n é commodity

7 Educação e desenvolviment Já não há países de sucesso sem educação Crescimento rápido requer muito investimentos em educação, por muit tempo Correlação alta entre gastos em educação e crescimento econômico Estudos históricos mostram o mesmo Alemanha, Japão, Cingapura, Coréia Mas não é só quantidade! Educação n é commodity

8 Educação traz desenvolvimento, mas... Com educação (e treinamento) é possível crescer mais rápido Mas educação não é suficiente, não é um elixir mágico Se o resto está podre ou desarranjado, educação não resolve Exemplos: Rússia, Alemanha Oriental Líbano, Argentina e Uruguai

9 Educação traz desenvolvimento, mas... Com educação (e treinamento) é possível crescer mais rápido Mas educação não é suficiente, não é um elixir mágico Se o resto está podre ou desarranjado, educação não resolve Exemplos: Rússia, Alemanha Oriental Líbano, Argentina e Uruguai

10 Educação traz desenvolvimento, mas... Com educação (e treinamento) é possível crescer mais rápido Mas educação não é suficiente, não é um elixir mágico Se o resto está podre ou desarranjado, educação não resolve Exemplos: Rússia, Alemanha Oriental Líbano, Argentina e Uruguai

11 Educação traz desenvolvimento, mas... Com educação (e treinamento) é possível crescer mais rápido Mas educação não é suficiente, não é um elixir mágico Se o resto está podre ou desarranjado, educação não resolve Exemplos: Rússia, Alemanha Oriental Líbano, Argentina e Uruguai

12 Conseqüências pessoais (micro-econômicas)

13 Capital Humano O capital é uma forma indireta de produzir. Se gastamos tempo produzindo um arado, colheremos mais do que com a enxada Adam Smith: a educação é como um capital, torna o nosso trabalho mais produtivo. É como uma ferramenta melhor Portanto, é um capital humano, pois tem o mesmo efeito que o capital (aumenta a produção)

14 Capital Humano O capital é uma forma indireta de produzir. Se gastamos tempo produzindo um arado, colheremos mais do que com a enxada Adam Smith: a educação é como um capital, torna o nosso trabalho mais produtivo. É como uma ferramenta melhor Portanto, é um capital humano, pois tem o mesmo efeito que o capital (aumenta a produção)

15 Capital Humano O capital é uma forma indireta de produzir. Se gastamos tempo produzindo um arado, colheremos mais do que com a enxada Adam Smith: a educação é como um capital, torna o nosso trabalho mais produtivo. É como uma ferramenta melhor Portanto, é um capital humano, pois tem o mesmo efeito que o capital (aumenta a produção)

16 Capital Social O capital humano é o conhecimento d como ser mais produtivo Gastando tempo desconfiando, vigiando e sendo incapazes de trabalhar para o interesse comum, seremos menos produtivo Portanto, o capital social: É a confiança que temos uns nos outros Permite concentrar nosso tempo nas atividades produtivas Estimula o trabalho conjunto Economiza o tempo de vigiar

17 Capital Social O capital humano é o conhecimento de como ser mais produtivo Gastando tempo desconfiando, vigiando e sendo incapazes de trabalhar para o interesse comum, seremos menos produtivo Portanto, o capital social: É a confiança que temos uns nos outros Permite concentrar nosso tempo nas atividades produtivas Estimula o trabalho conjunto Economiza o tempo de vigiar

18 Capital Social O capital humano é o conhecimento de como ser mais produtivo Gastando tempo desconfiando, vigiando e sendo incapazes de trabalhar para o interesse comum, seremos menos produtivos Portanto, o capital social: É a confiança que temos uns nos outros Permite concentrar nosso tempo nas atividades produtivas Estimula o trabalho conjunto Economiza o tempo de vigiar

19 Capital criativo Capital humano: como fazer melhor Capital social: confiar, compartilhar, não precisar tomar conta Capital criativo: inventar novas maneiras ser produtivo Quanto mais moderna a sociedade, mais gente trabalhando no setor criativo e men no setor apenas produtivo Nos países mais ricos, 30% já estão no se criativo

20 Capital criativo Capital humano: como fazer melhor Capital social: confiar, compartilhar, para não precisar tomar conta Capital criativo: inventar novas maneiras ser produtivo Quanto mais moderna a sociedade, mais gente trabalhando no setor criativo e men no setor apenas produtivo Nos países mais ricos, 30% já estão no se criativo

21 Capital criativo Capital humano: como fazer melhor Capital social: confiar, compartilhar, não precisar tomar conta Capital criativo: inventar novas maneiras de ser produtivo Quanto mais moderna a sociedade, mais gente trabalhando no setor criativo e men no setor apenas produtivo Nos países mais ricos, 30% já estão no se criativo

22 Capital criativo Capital humano: como fazer melhor Capital social: confiar, compartilhar, não precisar tomar conta Capital criativo: inventar novas maneiras ser produtivo Quanto mais moderna a sociedade, mais gente trabalhando no setor criativo e menos no setor apenas produtivo Nos países mais ricos, 30% já estão no se criativo

23 Capital criativo Capital humano: como fazer melhor Capital social: confiar, compartilhar, não precisar tomar conta Capital criativo: inventar novas maneiras ser produtivo Quanto mais moderna a sociedade, mais gente trabalhando no setor criativo e men no setor apenas produtivo Nos países mais ricos, 30% já estão setor criativo

24 Para que serve a educação? (a visão micro ou individual)

25 Educação e rendimento pess Mais se estuda, mais rápido aumenta a rend Quanto mais educação, mais se consegue aprender com a experiência vivida Se aumenta com o tempo, é porque na esco aprendemos a aprender Educação tem efeito retardado O que conta é a qualidade

26 O Brasil: muito país para pouca educação

27 A culpa é da economia! Não foi a educação que ficou para trás, foi a economia que cresceu demais Educação disparou como uma lebre Mas a economia foi de Formula 1 Brasil: dentre os países que mais cresceram 1900: igual ao Peru, Argentina tinha 4,7 mais renda per capita (hoje =) Educação não acompanhou, ficou para trás (continua = Paraguai e < Peru)

28 A culpa é da economia! Não foi a educação que ficou para trás, foi a economia que cresceu demais Educação disparou como uma lebre Mas a economia foi de Formula 1 Brasil: dentre os países que mais cresceram 1900: igual ao Peru, Argentina tinha 4,7 mais renda per capita (hoje =) Educação não acompanhou, ficou para trás (continua = Paraguai e < Peru)

29 A culpa é da economia! Não foi a educação que ficou para trás, foi a economia que cresceu demais Educação disparou como uma lebre Mas a economia foi de Formula 1 Brasil: dentre os países que mais cresceram 1900: igual ao Peru, Argentina tinha 4,7 mais renda per capita (hoje =) Educação não acompanhou, ficou para trás (continua = Paraguai e < Peru)

30 A culpa é da economia! Não foi a educação que ficou para trás, foi a economia que cresceu demais Educação disparou como uma lebre Mas a economia foi de Formula 1 Brasil: dentre os países que mais cresceram 1900: igual ao Peru, Argentina tinha 4,7 mais renda per capita (hoje =) Educação não acompanhou, ficou para trás (continua = Paraguai e < Peru)

31 A culpa é da economia! Não foi a educação que ficou para trás, foi a economia que cresceu demais Educação disparou como uma lebre Mas a economia foi de Formula 1 Brasil: dentre os países que mais cresceram 1900: igual ao Peru, Argentina tinha 4,7 mais renda per capita (hoje =) Educação não acompanhou, ficou para trás (continua = Paraguai e < Peru)

32 A culpa é da economia! Não foi a educação que ficou para trás, foi a economia que cresceu demais Educação disparou como uma lebre Mas a economia foi de Formula 1 Brasil: dentre os países que mais cresceram 1900: igual ao Peru, Argentina tinha 4,7 mais renda per capita (hoje =) Educação não acompanhou, ficou para trás (continua = Paraguai e < Peru)

33 Educação até cresceu bastan nos 90: Universalização do acesso Rápido avanço na conclusão do fundamental Explosão no médio Superior acorda, após uma longa hibernação (só agora tem matéria prima) Quantidade não é maior problema Tem tudo para continuar crescendo

34 Educação até cresceu bastan nos 90: Finalmente, universalização do acesso Rápido avanço na conclusão do fundamental Explosão no médio Superior acorda, após uma longa hibernação (só agora tem matéria prima) Quantidade não é maior problema Tem tudo para continuar crescendo

35 Educação até cresceu bastan nos 90: Finalmente, universalização do acesso Rápido avanço na conclusão do fundamental Explosão no médio Superior acorda, após uma longa hibernação (só agora tem matéria prima) Quantidade não é maior problema Tem tudo para continuar crescendo

36 Educação até cresceu bastan nos 90: Finalmente, universalização do acesso Rápido avanço na conclusão do fundamental Explosão no médio Superior acorda, após uma longa hibernação (só agora tem matéria prima) Quantidade não é maior problema Tem tudo para continuar crescendo

37 Educação até cresceu bastan Finalmente, universalização do acesso Rápido avanço na conclusão do fundamental Explosão no médio Superior acorda, após uma longa hibernação (só agora tem matéria prima) Quantidade não é maior problema Tem tudo para continuar crescendo

38 O gargalo agora é a qualidad Ao contrário do que se pensa, a qualidade não caiu, nos últimos dez anos É anti-intuitivo, mas ninguém achou erros no SAEB Expandir e manter qualidade foi a maior proeza do ensino brasileiro Mas, a qualidade é fraquíssima, é o maior gargalo (logo, a maior prioridade)

39 O gargalo agora é a qualidad Ao contrário do que se pensa, a qualidade não caiu, nos últimos dez anos É anti-intuitivo, mas ninguém achou erros no SAEB (teste que mede aprendizado) Expandir e manter qualidade foi a maior proeza do ensino brasileiro Mas, a qualidade é fraquíssima, é o maior gargalo (logo, a maior prioridade)

40 O gargalo agora é a qualidad Ao contrário do que se pensa, a qualidade não caiu, nos últimos dez anos É anti-intuitivo, mas ninguém achou erros no SAEB Expandir e manter qualidade foi a maior proeza do ensino brasileiro Mas, a qualidade é fraquíssima, é o maior gargalo (logo, a maior prioridade)

41 O gargalo agora é a qualidad Ao contrário do que se pensa, a qualidade não caiu, nos últimos dez anos É anti-intuitivo, mas ninguém achou erros no SAEB Expandir e manter qualidade foi a maior proeza do ensino brasileiro Mas, a qualidade é fraquíssima, é o maior gargalo (logo, a maior prioridade)

42 Ciência andou na contramão

43 Extraordinário crescimento da ciência Maturidade das agências (CAPES, CNPq, FINEP e FAPESP) Sistema de PG e bolsas: padrão 1º Mundo Participação crescente no mundo (17º) % pesquisa > % exportações Pesquisa não é mais aventura heróica

44 Extraordinário crescimento da ciência Maturidade das agências (CAPES, CNPq, FINEP e FAPESP) Sistema de PG e bolsas: padrão 1º Mundo Participação crescente no mundo (17º) % pesquisa > % exportações Pesquisa não é mais aventura heróica

45 Extraordinário crescimento da ciência Maturidade das agências (CAPES, CNPq, FINEP e FAPESP) Sistema de PG e bolsas: padrão 1º Mundo Participação crescente no mundo (17º) % pesquisa > % exportações Pesquisa não é mais aventura heróica

46 Extraordinário crescimento da ciência Maturidade das agências (CAPES, CNPq, FINEP e FAPESP) Sistema de PG e bolsas: padrão 1º Mundo Participação crescente no mundo (17º) % pesquisa > % exportações Pesquisa não é mais aventura heróica

47 Extraordinário crescimento da ciência Maturidade das agências (CAPES, CNPq, FINEP e FAPESP) Sistema de PG e bolsas: padrão 1º Mundo Participação crescente no mundo (17º) % pesquisa > % exportações Pesquisa não é mais aventura heróica

48 A transição penosa de C para T sempre mais difícil, mesmo para ricos Ciência impelida pela curiosidade Tecnologia é ramo do comércio, alguém tem que comprar Lógica da C atrapalha avanço de T Modelo oriental de T antes de C? Brasil dominou o ciclo C T mercado Infelizmente, só em poucos casos: aeronáutica, agricultura, genoma, petróleo Ainda assim, 10 em 12 produtos mais exportados têm T brasileira

49 A transição penosa de C para T sempre mais difícil, mesmo para ricos Ciência impelida pela curiosidade Tecnologia é ramo do comércio, alguém tem que comprar Lógica da C atrapalha avanço de T Modelo oriental de T antes de C? Brasil dominou o ciclo C T mercado Infelizmente, só em poucos casos: aeronáutica, agricultura, genoma, petróleo Ainda assim, 10 em 12 produtos mais exportados têm T brasileira

50 A transição penosa de C para T sempre mais difícil, mesmo para ricos Ciência impelida pela curiosidade Tecnologia é ramo do comércio, alguém tem que comprar Lógica da C atrapalha avanço de T Modelo oriental de T antes de C? Brasil dominou o ciclo C T mercado Infelizmente, só em poucos casos: aeronáutica, agricultura, genoma, petróleo Ainda assim, 10 em 12 produtos mais exportados têm T brasileira

51 A transição penosa de C para T sempre mais difícil, mesmo para ricos Ciência impelida pela curiosidade Tecnologia é ramo do comércio, alguém tem que comprar Lógica da C atrapalha avanço de T Modelo oriental de T antes de C? Brasil dominou o ciclo C T mercado Infelizmente, só em poucos casos: aeronáutica, agricultura, genoma, petróleo Ainda assim, 10 em 12 produtos mais exportados têm T brasileira

52 A transição penosa de C para T sempre mais difícil, mesmo para ricos Ciência impelida pela curiosidade Tecnologia é ramo do comércio, alguém tem que comprar Lógica da C atrapalha avanço de T Modelo oriental de T antes de C? Brasil dominou o ciclo C T mercado Infelizmente, só em poucos casos: aeronáutica, agricultura, genoma, petróleo Ainda assim, 10 em 12 produtos mais exportados têm T brasileira

53 A transição penosa de C para T sempre mais difícil, mesmo para ricos Ciência impelida pela curiosidade Tecnologia é ramo do comércio, alguém tem que comprar Lógica da C atrapalha avanço de T Modelo oriental de T antes de C? Brasil dominou o ciclo C T mercado Infelizmente, só em poucos casos: aeronáutica, agricultura, genoma, petróleo Ainda assim, 10 em 12 produtos mais exportados têm T brasileira

54 A transição penosa de C para T sempre mais difícil, mesmo para ricos Ciência impelida pela curiosidade Tecnologia é ramo do comércio, alguém tem que comprar Lógica da C atrapalha avanço de T Modelo oriental de T antes de C? Brasil dominou o ciclo C T mercado Infelizmente, só em poucos casos: aeronáutica, agricultura, genoma, petróleo Ainda assim, 10 em 12 produtos mais exportados têm T brasileira

55 A transição penosa de C para T sempre mais difícil, mesmo para ricos Ciência impelida pela curiosidade Tecnologia é ramo do comércio, alguém tem que comprar Lógica da C atrapalha avanço de T Modelo oriental de T antes de C? Brasil dominou o ciclo C T mercado Infelizmente, só em poucos casos: aeronáutica, agricultura, genoma, petróleo Ainda assim, 10 em 12 produtos mais exportados têm T brasileira

56 O novo atoleiro: a economia do conhecimento

57 No modelo Brasil Grande o atraso era aceitável Dinamismo em empresas com processos automatizados e produtos padronizados Ilusão achar que eram simples ou fáceis Demanda por poucos muito qualificados e muitos com pouca qualificação Sistema S permitiu criar uma força de trabalho bem preparada (para a indústria média e grande) Pequena empresa e informal: varridas para debaixo do tapete, fadadas a desaparecer

58 No modelo Brasil Grande o atraso era aceitável Dinamismo em empresas com processos automatizados e produtos padronizados Ilusão achar que eram simples ou fáceis Demanda por poucos muito qualificados e muitos com pouca qualificação Sistema S permitiu criar uma força de trabalho bem preparada (para a indústria média e grande) Pequena empresa e informal: varridas para debaixo do tapete, fadadas a desaparecer

59 No modelo Brasil Grande o atraso era aceitável Dinamismo em empresas com processos automatizados e produtos padronizados Demanda por poucos muito qualificados e muitos com pouca qualificação formal Sistema S permitiu criar uma força de trabalho bem preparada (para a indústria média e grande) Pequena empresa e informal: varridas para debaixo do tapete, fadadas a desaparecer

60 No modelo Brasil Grande o atraso era aceitável Dinamismo em empresas com processos automatizados e produtos padronizados Demanda por poucos muito qualificados e muitos com pouca qualificação Sistema S permitiu criar uma força de trabalho bem preparada (para a indústria média e grande) Pequena empresa e informal: varridas para debaixo do tapete, fadadas a desaparecer

61 No modelo Brasil Grande o atraso era aceitável Dinamismo em empresas com processos automatizados e produtos padronizados Demanda por poucos muito qualificados e muitos com pouca qualificação Sistema S permitiu criar uma força de trabalho bem preparada (para a indústria média e grande) Pequena empresa e informal: varridas para debaixo do tapete, fadadas a desaparecer

62 Nova dinâmica do crescimen Grande empresa, tecnologia fixa perde espaço Novos produtos: mudam mais, mais variedade, processo também muda Modelos gerenciais mais rasos e com mais delegação Comunicações mais freqüentes, em todos os níveis e por via escrita e eletrônica Qualidade Total: leitura e estatística Empresa só compra hardware, software fica na cabeça do programador

63 Nova dinâmica do crescimen Grande empresa, tecnologia fixa perde espaço Novos produtos: mudam mais, mais variedade, processo também muda Modelos gerenciais mais rasos e com mais delegação Comunicações mais freqüentes, em todos os níveis e por via escrita e eletrônica Qualidade Total: leitura e estatística Empresa só compra hardware, software fica na cabeça do programador

64 Nova dinâmica do crescimen Grande empresa, tecnologia fixa perde espaço Novos produtos: mudam mais, mais variedade, processo também muda Modelos gerenciais mais rasos e com mais delegação Comunicações mais freqüentes, em todos os níveis e por via escrita e eletrônica Qualidade Total: leitura e estatística Empresa só compra hardware, software fica na cabeça do programador

65 Nova dinâmica do crescimen Grande empresa, tecnologia fixa perde espaço Novos produtos: mudam mais, mais variedade, processo também muda Modelos gerenciais mais rasos e com mais delegação Comunicações mais freqüentes, em todos os níveis e por via escrita e eletrônica Qualidade Total: leitura e estatística Empresa só compra hardware, software fica na cabeça do programador

66 Nova dinâmica do crescimen Grande empresa, tecnologia fixa perde espaço Novos produtos: mudam mais, mais variedade, processo também muda Modelos gerenciais mais rasos e com mais delegação Comunicações mais freqüentes, em todos os níveis e por via escrita e eletrônica Qualidade Total: leitura e estatística Empresa só compra hardware, software fica na cabeça do programador

67 Nova dinâmica do crescimen Grande empresa, tecnologia fixa perde espaço Novos produtos: mudam mais, mais variedade, processo também muda Modelos gerenciais mais rasos e com mais delegação Comunicações mais freqüentes, em todos os níveis e por via escrita e eletrônica Qualidade Total: leitura e estatística Empresa só compra hardware, software fica na cabeça do programador

68 Pequena empresa e informal crescem Reduz-se a dicotomia grande & moderno versus pequeno & atrasado Muitos sabem usar as mãos, mas não a cabeça Menos economia de escala para os bem educados, pois são milhões de empresas Mais polivalência (= mais educação) Precisa aprender rápido (= mais educação) Mais empresas disputando a mesma mão de obra educada

69 Pequena empresa e informal crescem Reduz-se a dicotomia grande + moderno versus pequeno + atrasado Menos economia de escala para os bem educados, pois são milhões de empresas Mais polivalência (= mais educação) Precisa aprender rápido (= mais educação) Mais empresas disputando a mesma mão de obra educada Muitos sabem usar as mãos, mas não a cabeça

70 Pequena empresa e informal crescem Reduz-se a dicotomia grande + moderno versus pequeno + atrasado Menos economia de escala para os bem educados, pois são milhões de empresas Mais polivalência (= mais educação) Precisa aprender rápido (= mais educação) Mais empresas disputando a mesma mão de obra educada Muitos sabem usar as mãos, mas não a cabeça

71 Pequena empresa e informal crescem Reduz-se a dicotomia grande + moderno versus pequeno + atrasado Menos economia de escala para os bem educados, pois são milhões de empresas Mais polivalência (= mais educação) Precisa aprender rápido (= mais educação) Mais empresas disputando a mesma mão de obra educada Muitos sabem usar as mãos, mas não a cabeça

72 Pequena empresa e informal crescem Reduz-se a dicotomia grande + moderno versus pequeno + atrasado Menos economia de escala para os bem educados, pois são milhões de empresas Mais polivalência (= mais educação) Precisa aprender rápido (= mais educação) Mais empresas disputando a mesma mão de obra educada Muitos sabem usar as mãos, mas não a cabeça

73 Pequena empresa e informal crescem Reduz-se a dicotomia grande + moderno versus pequeno + atrasado Menos economia de escala para os bem educados, pois são milhões de empresas Mais polivalência (= mais educação) Precisa aprender rápido (= mais educação) Mais empresas disputando a mesma mão de obra educada Muitos sabem usar as mãos, mas não a cabeça

74 A mão faz, a cabeça falha Quantos tijolos, qual o traço da massa? Quantas latas de tinta, qual o solvente? Quantos metros de fio, que bitola, qual a amperagem do fusível? Ligação em série ou paralelo> Three way? E o trifásico? Onde vai a parede? O que diz a planta? Qual o tipo de eletrodo para essa liga? Quantos comprimidos por dia? Quantos centímetros valem 4 7/8 polegadas? O que diz o manual de serviço? E esse outro que está em inglês? Como preencher o boletim de ocorrência? E a ordem de serviço? E a estatística de perdas? Como se faz um orçamento? Como se calculam os custos?

75 O cobertor é pequeno para tod As grande empresas precisam mais gente melhor preparada As pequenas também e são muito mais vorazes Mas a escolaridade ainda é baixa Pior, a qualidade é deplorável A economia aposta corrida com a educação A educação está perdendo. E o Brasil também

76 O cobertor é pequeno para tod As grande empresas precisam mais gente melhor preparada As pequenas também e são muito mais vorazes, pois são mais numerosas Mas a escolaridade ainda é baixa Pior, a qualidade é deplorável A economia aposta corrida com a educação A educação está perdendo. E o Brasil também

77 O cobertor é pequeno para tod As grande empresas precisam mais gente melhor preparada As pequenas também e são muito mais vorazes Mas a escolaridade ainda é baixa Pior, a qualidade é deplorável A economia aposta corrida com a educação A educação está perdendo. E o Brasil também

78 O cobertor é pequeno para tod As grande empresas precisam mais gente melhor preparada As pequenas também e são muito mais vorazes Mas a escolaridade ainda é baixa Pior, a qualidade é deplorável A economia aposta corrida com a educação A educação está perdendo. E o Brasil também

79 O cobertor é pequeno para tod As grande empresas precisam mais gente melhor preparada As pequenas também e são muito mais vorazes Mas a escolaridade ainda é baixa Pior, a qualidade é deplorável A economia aposta corrida com a educação A educação está perdendo. E o Brasil também

80 O cobertor é pequeno para tod As grande empresas precisam mais gente melhor preparada As pequenas também e são muito mais vorazes Mas a escolaridade ainda é baixa Pior, a qualidade é deplorável A economia aposta corrida com a educação A educação está perdendo. E o Brasil também

Cláudio de Moura Castro (Faculdade Pitágoras):

Cláudio de Moura Castro (Faculdade Pitágoras): Cláudio de Moura Castro (Faculdade Pitágoras): Esta nota trata de três questões. Em primeiro lugar, discute o que sabemos sobre o impacto da educação nas tentativas de reduzir a pobreza, em confronto com

Leia mais

MUITO BRASIL E POUCA EDUCAÇÃO. Cláudio de Moura Castro

MUITO BRASIL E POUCA EDUCAÇÃO. Cláudio de Moura Castro MUITO BRASIL E POUCA EDUCAÇÃO Cláudio de Moura Castro Num mundo ideal escolhemos um título, e o título diz tudo até o ponto em que não precisamos dizer mais nada. Acho que esse título chega muito próximo

Leia mais

Tramita no Congresso Nacional a Proposta de Emenda

Tramita no Congresso Nacional a Proposta de Emenda Redução da jornada de trabalho - Mitos e verdades Apresentação Jornada menor não cria emprego Tramita no Congresso Nacional a Proposta de Emenda à Constituição 231/95 que reduz a jornada de trabalho de

Leia mais

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, com perguntas respondidas pelo presidente Lula Manaus-AM,

Leia mais

Comércio (Países Centrais e Periféricos)

Comércio (Países Centrais e Periféricos) Comércio (Países Centrais e Periféricos) Considera-se a atividade comercial, uma atividade de alto grau de importância para o desenvolver de uma nação, isso se dá pela desigualdade entre o nível de desenvolvimento

Leia mais

A Indústria do Cimento e a Infraestrutura no Brasil. Comissão de Serviços de Infraestrutura SENADO FEDERAL

A Indústria do Cimento e a Infraestrutura no Brasil. Comissão de Serviços de Infraestrutura SENADO FEDERAL A Indústria do Cimento e a Infraestrutura no Brasil Comissão de Serviços de Infraestrutura José Otavio Carvalho Vice Presidente Executivo Cimento: Características do produto - Base do concreto - o material

Leia mais

Educação para o Desenvolvimento

Educação para o Desenvolvimento Educação para o Desenvolvimento FIESC Jornada pela Inovação e Competitividade Florianópolis, 19 de julho de 2012 gustavo.ioschpe@g7investimentos.com.br gioschpe A Educação no Brasil 74% da população brasileira

Leia mais

Aliança do Pacífico: integração e crescimento

Aliança do Pacífico: integração e crescimento Aliança do Pacífico: integração e crescimento Juan Ruiz BBVA Research Economista chefe para América do Sul Ciclo de Conferências DE / BBVA - Alianza del Pacífico Lisboa, 1 de Outubro de 213 Índice 1 Um

Leia mais

O feijão com arroz da educação. Claudio de Moura Castro

O feijão com arroz da educação. Claudio de Moura Castro O feijão com arroz da educação Claudio de Moura Castro De que falaremos? Nossos cacoetes intelectuais reaparecem com todo fulgor na educação Complicamos tudo, buscamos sempre soluções barrocas Nos países

Leia mais

Capítulo 03 Mercados regionais

Capítulo 03 Mercados regionais Capítulo 03 Mercados regionais As organizações decidem atuar no mercado global quando sabem que o crescimento externo será maior do que o interno. Nesse sentido, a China é um dos mercados para onde as

Leia mais

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO Ambiente de Inovação em Saúde EVENTO BRITCHAM LUIZ ARNALDO SZUTAN Diretor do Curso de Medicina Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo SOCIEDADES CONHECIMENTO

Leia mais

PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO. FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO...

PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO. FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO... CADÊ O BRASIL RICO? FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO... PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO.... E AQUI, DINHEIRO SOBRANDO NO FIM DO MÊS. DESTE

Leia mais

Unidade 1.1 Teorias de Comércio Internacional Baseado Livro: Manual de Comércio Exterior (Cap. 2) Causas do Comércio Internacional Os países comerciam por que? São diferentes uns dos outros, isto é apresentam

Leia mais

A Hora do Mestrado Profissional

A Hora do Mestrado Profissional A Hora do Mestrado Profissional Claudio de Moura Castro Esta nota discute as linhas mestras que a CAPES poderá adotar para a implantação de uma nova linha de mestrados profissionais. Esta linha capitaliza

Leia mais

CADfobia: Você tem? Formas simples de se tornar um super usuário de AutoCAD

CADfobia: Você tem? Formas simples de se tornar um super usuário de AutoCAD Formas simples de se tornar um super usuário de AutoCAD Cleber Reis Autodesk Expert Elite Autor do livro Aprenda a Modelar com SketchUp Autor dos cursos em vídeo AutoCAD 2014 2D em 14 dias AutoCAD 2013

Leia mais

O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015

O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015 O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015 1. Considerações Gerais Os Estados Unidos, maior potência mundial e tecnológica, apresenta projeções cada vez mais otimistas. Desde 2008, no estouro da crise

Leia mais

Documentos: Implementação de melhores práticas de solução de problemas de TI

Documentos: Implementação de melhores práticas de solução de problemas de TI Documentos: Implementação de melhores práticas de solução de problemas de TI Você pode aguardar o número de bilhetes de defeitos e o tempo para encerrar o bilhete e declinar à medida que a tecnologia de

Leia mais

Documentos produzidos pelo Prossiga

Documentos produzidos pelo Prossiga Documentos produzidos pelo Prossiga CHASTINET, Yone. Prossiga: Programa de Trabalho para o exercício do 2º semestre de 1999 e 1º semestre de 2000. Rio de Janeiro, p.1-20, maio 1999. (MCT/CNPq/Prossiga

Leia mais

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte IBM Global Technology Services Manutenção e suporte técnico Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte Uma abordagem inovadora em suporte técnico 2 Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável

Leia mais

A Mobilização Empresarial pela Inovação: Recursos Humanos. Horácio Piva São Paulo - 17/6/2011

A Mobilização Empresarial pela Inovação: Recursos Humanos. Horácio Piva São Paulo - 17/6/2011 A Mobilização Empresarial pela Inovação: Recursos Humanos Horácio Piva São Paulo - 17/6/2011 OBJETIVOS Consolidar a percepção de que a formação de recursos humanos qualificados é essencial para fortalecer

Leia mais

Calçado português reforça aposta no mercado alemão

Calçado português reforça aposta no mercado alemão Calçado português reforça aposta no mercado alemão O mercado alemão é uma prioridade estratégica para a indústria portuguesa de calçado. Por esse motivo, a presença nacional na GDS, o grande evento do

Leia mais

Organizações internacionais Regionais

Organizações internacionais Regionais Organizações internacionais Regionais Percurso 4 Geografia 9ºANO Profª Bruna Andrade e Elaine Camargo Os países fazem uniões a partir de interesses comuns. Esses interesses devem trazer benefícios aos

Leia mais

IDH do Brasil melhora, mas país cai no ranking Mudança se deve a desempenho melhor de outro país

IDH do Brasil melhora, mas país cai no ranking Mudança se deve a desempenho melhor de outro país Material embargado até dia 9 de novembro, às 11h do Brasil IDH do Brasil melhora, mas país cai no ranking Mudança se deve a desempenho melhor de outro país O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil

Leia mais

Pra que serve tudo isso?

Pra que serve tudo isso? Capítulo 1 Pra que serve tudo isso? Parabéns! Você tem em mãos a base para o início de um bom planejamento financeiro. O conhecimento para começar a ver o dinheiro de outro ponto de vista, que nunca foi

Leia mais

Pesquisa. Intenção de

Pesquisa. Intenção de Pesquisa SPC BRASIL: Intenção de Compras para o Natal Novembro/2013 Pesquisa do SPC Brasil revela que brasileiros pretendem gastar mais e comprar mais presentes neste Natal Se depender dos consumidores

Leia mais

Programas Sociais. A recente experiência paulistana

Programas Sociais. A recente experiência paulistana Programas Sociais A recente experiência paulistana Mapa da fome no Brasil na década de 1950 Fonte: Banco Central do Brasil Fonte: CASTRO, Josué. Geografia da Fome. São Paulo: Brasiliense, 1957 10.000 9.000

Leia mais

Desafios do Brasil contemporâneo Infraestrutura, produtividade, reformas e pacto federativo

Desafios do Brasil contemporâneo Infraestrutura, produtividade, reformas e pacto federativo Desafios do Brasil contemporâneo Infraestrutura, produtividade, reformas e pacto federativo A grande janela de oportunidades (O Brasil decola) A grande janela de oportunidades Linha do tempo das conquistas

Leia mais

Conhecimento e Desigualdade

Conhecimento e Desigualdade Conhecimento e Desigualdade Marcos Cavalcanti CRIE Centro de Referência em Inteligência Empresarial Programa de Engenharia de Produção - COPPE/UFRJ marcos@crie.coppe.ufrj.br Segundo a OCDE o conhecimento

Leia mais

Sociedade do Amanhã. O amanhã é uma questão de escolha: faça o seu Não existe má sorte, existem más escolhas. Lições para o Futuro

Sociedade do Amanhã. O amanhã é uma questão de escolha: faça o seu Não existe má sorte, existem más escolhas. Lições para o Futuro Sociedade do Amanhã Lições para o Futuro www.celso-foelkel.com.br O amanhã é uma questão de escolha: faça o seu Não existe má sorte, existem más escolhas Olhando cenários alternativos, nosso futuro pode

Leia mais

Teorias de Comércio Internacional. Baseado Livro: Manual de Comércio Exterior (Cap. 2)

Teorias de Comércio Internacional. Baseado Livro: Manual de Comércio Exterior (Cap. 2) Teorias de Comércio Internacional Baseado Livro: Manual de Comércio Exterior (Cap. 2) Causas do Comércio Internacional Os países comerciam por que? São diferentes uns dos outros, isto é apresentam diferenças

Leia mais

Resumo Aula-tema 05: Análise Comparativa do Desenvolvimento Econômico da Índia e da China

Resumo Aula-tema 05: Análise Comparativa do Desenvolvimento Econômico da Índia e da China Resumo Aula-tema 05: Análise Comparativa do Desenvolvimento Econômico da Índia e da China Esta aula tratará da análise comparativa do processo de desenvolvimento da China e da Índia, países que se tornaram

Leia mais

Educação, Inovação e Competitividade. Alberto Rodriguez, Ph.D. Especialista Principal em Educação setembro de 2008

Educação, Inovação e Competitividade. Alberto Rodriguez, Ph.D. Especialista Principal em Educação setembro de 2008 Educação, Inovação e Competitividade Alberto Rodriguez, Ph.D. Especialista Principal em Educação setembro de 2008 Origem do estudo Por que alguns países têm excelente desempenho e outros têm fraco desempenho

Leia mais

Após a década de 1990, várias pessoas em todo o mundo mantêm hábito de consumo semelhantes.

Após a década de 1990, várias pessoas em todo o mundo mantêm hábito de consumo semelhantes. A ECONOMIA GLOBAL Após a década de 1990, várias pessoas em todo o mundo mantêm hábito de consumo semelhantes. O século XX marcou o momento em que hábitos culturais, passaram a ser ditados pelas grandes

Leia mais

Estrutura de renda no Brasil

Estrutura de renda no Brasil 1 A Classe Média 2 Renda familiar per capita (R$/mês) Estrutura de renda no Brasil 2.480 78 155 291 441 641 1.019 4% 8% 27% 15% 18% 53% 19% 19% 15% 20% 5% Porcentagem da população Fonte: Estimativas produzidas

Leia mais

O Desafio do Aumento da Produtividade na Indústria para Conquistar um Mercado Global

O Desafio do Aumento da Produtividade na Indústria para Conquistar um Mercado Global O Desafio do Aumento da Produtividade na Indústria para Conquistar um Mercado Global Jorge A r bache U n i v e r s i d a d e d e B r a s í l i a S E M P E X 2 0 1 4 M a c e i ó, 2 2 / 5 / 2 0 1 4 0,45

Leia mais

Keysight Technologies Testes de Máscara/Limite de Forma de Onda para Osciloscópios IniniiVision. Folha de Dados

Keysight Technologies Testes de Máscara/Limite de Forma de Onda para Osciloscópios IniniiVision. Folha de Dados Keysight Technologies Testes de Máscara/Limite de Forma de Onda para Osciloscópios IniniiVision Folha de Dados Apresentação Se você precisa validar a qualidade e a estabilidade dos seus componentes e sistemas

Leia mais

Especialistas apontam obstáculos e soluções para o Brasil avançar

Especialistas apontam obstáculos e soluções para o Brasil avançar AGENDA BAHIA Especialistas apontam obstáculos e soluções para o Brasil avançar Além das reformas tributária e trabalhista, país precisa investir em infraestrutura eficaz, na redução do custo da energia

Leia mais

GLOBALIZAÇÃO, UNIVERSIDADE E MERCADO DE TRABALHO

GLOBALIZAÇÃO, UNIVERSIDADE E MERCADO DE TRABALHO GLOBALIZAÇÃO, UNIVERSIDADE E MERCADO DE TRABALHO GEORGE DE CERQUEIRA LEITE ZARUR Consultor Legislativo da Área XV Educação, Desporto, Bens Culturais, Diversões e Espetáculos Públicos JUNHO/2000 2 2000

Leia mais

O PAPEL DA AGRICULTURA. Affonso Celso Pastore

O PAPEL DA AGRICULTURA. Affonso Celso Pastore O PAPEL DA AGRICULTURA Affonso Celso Pastore 1 1 Uma fotografia do setor agrícola tirada em torno de 195/196 Entre 195 e 196 o Brasil era um exportador de produtos agrícolas com concentração em algumas

Leia mais

O potencial da carne bovina brasileira nos circuitos não aftósicos

O potencial da carne bovina brasileira nos circuitos não aftósicos O potencial da carne bovina brasileira nos circuitos não aftósicos Professor: Raphael Rocha Formado em Administração, especialista em Marketing, pela UFRJ, com MBA em Gestão de Negócios, Comércio e Operações

Leia mais

O desafio da Inovação na Indústria de Bens de Capital: a importância das parcerias entre empresas e universidades. Piracicaba, 21 de março de 2013

O desafio da Inovação na Indústria de Bens de Capital: a importância das parcerias entre empresas e universidades. Piracicaba, 21 de março de 2013 O desafio da Inovação na Indústria de Bens de Capital: a importância das parcerias entre empresas e universidades Piracicaba, 21 de março de 2013 A ABIMAQ Uma das principais associações industriais do

Leia mais

DOIS MUNDOS EM UM PLANETA

DOIS MUNDOS EM UM PLANETA DOIS MUNDOS EM UM PLANETA 9. Fluxos Financeiros. 10. Comércio Mundial. 11. Empresas Transnacionais. Geografia em Mapas (pgs. 04 e 05 e 10) 9º ANO 1º BIMESTRE - TU 902 AULA 5 INTRODUÇÃO Recordando Aula

Leia mais

A Infraestrutura no Brasil e a Expansão da Produção dos Bens Minerais

A Infraestrutura no Brasil e a Expansão da Produção dos Bens Minerais A Infraestrutura no Brasil e a Expansão da Produção dos Bens Minerais A Visão da Indústria do Cimento Sergio Maçães Integração de atividades minerais e industriais Mineração: calcário matéria prima básica

Leia mais

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS www.prochile.gob.cl O Chile surpreende pela sua variada geografia. Suas montanhas, vales, desertos, florestas e milhares de quilômetros de costa, o beneficiam

Leia mais

Bônus demográfico, crescimento econômico e redução da pobreza no Brasil

Bônus demográfico, crescimento econômico e redução da pobreza no Brasil Bônus demográfico, crescimento econômico e redução da pobreza no Brasil José Eustáquio Diniz Alves i As eleições de 2 nem começaram de fato, mas já existe uma grande quantidade de textos circulando na

Leia mais

A Produção de Conteúdos Audiovisuais na Era Digital e a construção de políticas públicas para o setor 1

A Produção de Conteúdos Audiovisuais na Era Digital e a construção de políticas públicas para o setor 1 A Produção de Conteúdos Audiovisuais na Era Digital e a construção de políticas públicas para o setor 1 Cosette Castro 2 Resumo Este artigo aborda as mídias digitais e a convergência tecnológica para inclusão

Leia mais

Brasil avança, mas é quarto país mais desigual da América Latina, diz ONU

Brasil avança, mas é quarto país mais desigual da América Latina, diz ONU Brasil avança, mas é quarto país mais desigual da América Latina, diz ONU Estudo faz balanço de serviços urbanos básicos, como a gestão dos resíduos sólidos. (Foto: Reprodução) Apesar do crescimento econômico,

Leia mais

Resumo dos resultados da enquete CNI

Resumo dos resultados da enquete CNI Resumo dos resultados da enquete CNI Brasil - México: Interesse empresarial para ampliação do acordo bilateral Março 2015 Amostra da pesquisa No total foram recebidos 45 questionários de associações sendo

Leia mais

American Way Of Life

American Way Of Life Crise de 1929 Ao final da Primeira Guerra, a indústria dos EUA era responsável por quase 50% da produção mundial. O país criou um novo estilo de vida: o american way of life. Esse estilo de vida caracterizava-se

Leia mais

Um país menos desigual: pobreza extrema cai a 2,8% da população Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) foram divulgados pelo IBGE

Um país menos desigual: pobreza extrema cai a 2,8% da população Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) foram divulgados pelo IBGE Um país menos desigual: pobreza extrema cai a 2,8% da população Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) foram divulgados pelo IBGE Brasília, 7 A pobreza extrema no país caiu a 2,8%

Leia mais

O Setor em Grandes Números. Situação Atual e Perspectivas do Mercado Interno e Externo

O Setor em Grandes Números. Situação Atual e Perspectivas do Mercado Interno e Externo O Setor em Grandes Números Situação Atual e Perspectivas do Mercado Interno e Externo I - CADEIA PRODUTIVA NÚMERO ESTIMADO DE EMPRESAS EM 2012 Lapidação / Obras de pedras 350 INDÚSTRIA Joalheria ouro e

Leia mais

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Destaques do Education at a Glance 2014

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Destaques do Education at a Glance 2014 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Destaques do Education at a Glance 2014 Diretor de Estatísticas Educacionais Carlos Eduardo Moreno Sampaio

Leia mais

GEOGRAFIA. Estão corretos apenas os itens. A) I e III. B) I e IV. C) II e IV. D) I, II e III. E) II, III e IV.

GEOGRAFIA. Estão corretos apenas os itens. A) I e III. B) I e IV. C) II e IV. D) I, II e III. E) II, III e IV. GEOGRAFIA 11) Ao ler o mapa do estado do Rio Grande do Sul, podese reconhecer diferentes paisagens que se configuram por apresentarem significativas relações entre os elementos que as compõem. Dentre os

Leia mais

Priorização de Mercados Potenciais ABEXA

Priorização de Mercados Potenciais ABEXA Priorização de Mercados Potenciais ABEXA Associação Brasileira de Exportação de Artesanato Biênio 2014/2015 Elaborado pela: Unidade de Inteligência Comercial - ic@apexbrasil.com.br Apex-Brasil Tel: +55

Leia mais

CONHEÇA A ADT. A empresa que protege seus bens e sua família.

CONHEÇA A ADT. A empresa que protege seus bens e sua família. CONHEÇA A ADT A empresa que protege seus bens e sua família. NOSSA EMPRESA MAIOR EMPRESA ESPECIALIZADA EM SEGURANÇA E INCÊNDIO A ADT pertence à Tyco, a maior empresa de segurança e incêndio do mundo, com

Leia mais

INTRODUÇÃO. Fui o organizador desse livro, que contém 9 capítulos além de uma introdução que foi escrita por mim.

INTRODUÇÃO. Fui o organizador desse livro, que contém 9 capítulos além de uma introdução que foi escrita por mim. INTRODUÇÃO LIVRO: ECONOMIA E SOCIEDADE DIEGO FIGUEIREDO DIAS Olá, meu caro acadêmico! Bem- vindo ao livro de Economia e Sociedade. Esse livro foi organizado especialmente para você e é por isso que eu

Leia mais

Os desafios da intermediação financeira no setor informal

Os desafios da intermediação financeira no setor informal Os desafios da intermediação financeira no setor informal VI Seminário Banco Central de Microfinanças 14.06.2007 Porto Alegre - RS Dinheiro, segundo o provérbio, chama dinheiro. Quando se tem um pouco,

Leia mais

Inovação na Indústria Eletroeletrônica

Inovação na Indústria Eletroeletrônica Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica Inovação na Indústria Eletroeletrônica I Encontro de Líderes Empresariais do Sul e Centro-Sul Fluminense, IFRJ, Paulo de Frontin, RJ, 10.05.2012

Leia mais

Despesas em Propaganda no Brasil e sua Interligação com a Economia Internacional. Fábio Pesavento ESPM/SUL André M. Marques UFPB

Despesas em Propaganda no Brasil e sua Interligação com a Economia Internacional. Fábio Pesavento ESPM/SUL André M. Marques UFPB Despesas em Propaganda no Brasil e sua Interligação com a Economia Internacional Fábio Pesavento ESPM/SUL André M. Marques UFPB O NÚCLEO DE ECONOMIA EMPRESARIAL ESPM-SUL PESQUISA E APOIO 1. Despesas em

Leia mais

NÃO DEIXE A FRAUDE ON-LINE ATRAPALHAR SEUS NEGÓCIOS SIMPLIFIQUE

NÃO DEIXE A FRAUDE ON-LINE ATRAPALHAR SEUS NEGÓCIOS SIMPLIFIQUE NÃO DEIXE A FRAUDE ON-LINE ATRAPALHAR SEUS NEGÓCIOS SIMPLIFIQUE A GESTÃO DE PAGAMENTO WWW.CYBERSOURCE.COM BRASIL@CYBERSOURCE.COM COMO SER MAIS EFICIENTE, RÁPIDO E SEGURO PARA QUE OS CLIENTES PREFIRAM COMPRAR

Leia mais

A costa da África pode ser um foco da indústria no futuro próximo;

A costa da África pode ser um foco da indústria no futuro próximo; Fleury Pissaia * Entre 2011 e 2015, investimento previsto no setor industrial é de R$ 600 bilhões. Desse montante, indústria do petróleo representa 62%. No mesmo período, R$ 750 bilhões serão alocados

Leia mais

Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador

Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador Investir em pessoal com um programa de gestão de desempenho permite que uma operação de abastecimento não só sobreviva, mas cresça

Leia mais

Aula 20 10/05/2010 Capítulo 25 Mankiw e Hubbard, O Brien (2010)

Aula 20 10/05/2010 Capítulo 25 Mankiw e Hubbard, O Brien (2010) Aula 20 10/05/2010 Capítulo 25 Mankiw e Hubbard, O Brien (2010) Desemprego: As pesquisas sobre o desemprego possuem as mais variadas metodologias. Desta forma, os números do desemprego devem ser considerados

Leia mais

Artigo Os 6 Mitos Do Seis Sigma

Artigo Os 6 Mitos Do Seis Sigma Artigo Os 6 Mitos Do Seis Sigma Celerant Consulting A metodologia do Seis Sigma a abordagem Definir, Medir, Analisar, Melhorar e Controlar (DMAIC) para resolução de problemas e as ferramentas a serem usadas

Leia mais

A participação do Brasil em estudos e avaliações educacionais comparados internacionais

A participação do Brasil em estudos e avaliações educacionais comparados internacionais A participação do Brasil em estudos e avaliações educacionais comparados internacionais Maria Helena Guimarães de Castro (**) Na década de 90 e com maior intensidade a partir de 1995 o Brasil vem empreendendo

Leia mais

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br POR QUE ESCREVEMOS ESTE E-BOOK? Nosso objetivo com este e-book é mostrar como a Gestão de Processos

Leia mais

15 anos de Gasto Social Federal Notas sobre o período de 1995 a 2009. Coordenação de Finanças Sociais Diretoria de Estudos e Políticas Sociais

15 anos de Gasto Social Federal Notas sobre o período de 1995 a 2009. Coordenação de Finanças Sociais Diretoria de Estudos e Políticas Sociais 15 anos de Gasto Social Federal Notas sobre o período de 1995 a 2009 Coordenação de Finanças Sociais Diretoria de Estudos e Políticas Sociais Gasto Social Federal Políticas Públicas, Finanças Públicas,

Leia mais

Soluções de Output LRS

Soluções de Output LRS Soluções de Output LRS Enormes economias de custo estão aguardando L O G O A B A I X O D A S U P E R F Í C I E Organizações de todos os tamanhos enfrentam um desafio singular: reduzir dramaticamente os

Leia mais

Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR

Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR INTRODUÇÃO Você está cansado de falsas promessas uma atrás da outra, dizendo

Leia mais

O modelo atual e suas alternativas: Uma agenda de trabalho. Janeiro/2011

O modelo atual e suas alternativas: Uma agenda de trabalho. Janeiro/2011 O DESENVOLVIMENTO BRASILEIRO: O modelo atual e suas alternativas: Uma agenda de trabalho Janeiro/2011 O modelo atual (1994/2010) MAIS QUE UM MODELO DE DESENVOLVIMENTO É UM MODELO DE ESTABILIZAÇÃO ECONÔMICA

Leia mais

XLVIII Cúpula de Chefes de Estado do MERCOSUL e Estados Associados 17 de Julho de 2015

XLVIII Cúpula de Chefes de Estado do MERCOSUL e Estados Associados 17 de Julho de 2015 XLVIII Cúpula de Chefes de Estado do MERCOSUL e Estados Associados 17 de Julho de 2015 1 INTRODUÇÃO A 48ª Cúpula de Chefes de Estado do MERCOSUL e Estados Associados será realizada em Brasília, no dia

Leia mais

Relatório Global dos Salários 2014/2015

Relatório Global dos Salários 2014/2015 Sumário Executivo Relatório Global dos Salários 2014/2015 Salários e crescimento equitativo Organização Internacional do Trabalho Genebra Sumário Executivo Iª Parte: Principais tendências nos salários

Leia mais

Tendências e perspectivas

Tendências e perspectivas Economia brasileira Tendências e perspectivas Apresentação para o VIII Seminário Econômico da Fundação CEEE Gustavo H. B. Franco Porto Alegre, 23 de novembro de 2006 4 Temas Fundamentais Para entender

Leia mais

5 Case Stara. Cristiano Buss *

5 Case Stara. Cristiano Buss * Cristiano Buss * Fundada em 1960, a Stara é uma fabricante de máquinas agrícolas. De origem familiar, está instalada em Não-Me-Toque, no norte do Estado; Em seis anos, cresceu 11 vezes, com baixo nível

Leia mais

Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios

Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios João Ricardo Albanez Superintendente de Política e Economia Agrícola, Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de

Leia mais

Medidas anunciadas pelo governo afetam mercado imobiliário, cursinhos e servidores públicos federais

Medidas anunciadas pelo governo afetam mercado imobiliário, cursinhos e servidores públicos federais Fonte: O Globo Data: 16/09/2015 Seção: Economia Versão: Impresso (página 25) e Online Medidas anunciadas pelo governo afetam mercado imobiliário, cursinhos e servidores públicos federais Retomada de cobrança

Leia mais

Prêmio GLP Inovação 2014 Categoria: Aplicações do GLP

Prêmio GLP Inovação 2014 Categoria: Aplicações do GLP Prêmio GLP Inovação 2014 Categoria: Aplicações do GLP 1/13 Purogas categoria: Aplicações do GLP Breve histórico da empresa Sobre a Liquigás A Liquigás, uma empresa do Sistema Petrobras, é líder no mercado

Leia mais

Este artigo é uma breve resenha da tese de mestrado em economia de Albernaz,

Este artigo é uma breve resenha da tese de mestrado em economia de Albernaz, AMELHORIA DA QUALIDADE DA EDUCAÇÃO NO BRASIL: UM DESAFIO PARA O SÉCULO XXI Introdução ANGELA ALBERNAZ* Este artigo é uma breve resenha da tese de mestrado em economia de Albernaz, 2002, 1 cujo objetivo

Leia mais

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 1 Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 Entrevistador- Como o senhor vê a economia mundial e qual o posicionamento do Brasil, após quase um ano da quebra do

Leia mais

ENERGIA SOCIAL PARA SUSTENTABILIDADE LOCAL

ENERGIA SOCIAL PARA SUSTENTABILIDADE LOCAL ENERGIA SOCIAL PARA SUSTENTABILIDADE LOCAL São Paulo, 03 de junho de 2014 Organização Odebrecht Perfil Empresarial Odebrecht é uma Organização Brasileira Global, presente em 30 países, contando com 300

Leia mais

Os desafios das empresas em mercados competitivos

Os desafios das empresas em mercados competitivos Os desafios das empresas em mercados competitivos Conteúdo da palestra Todos os slides desta palestra estarão disponíveis aos participantes; Solicitar através do e-mail: apresentacao@marins.com.br Dicas

Leia mais

Mercado internacional da carne bovina: a visão da indústria

Mercado internacional da carne bovina: a visão da indústria VII Seminário ABMR&A da Cadeia Produtiva de Carne Bovina Feicorte 2007 Mercado internacional da carne bovina: a visão da indústria Médica Veterinária Andréa Veríssimo M. Appl. Sc. Farm Management Lincoln

Leia mais

8 Erros Que Podem Acabar Com Seu Negócio de Marketing Digital

8 Erros Que Podem Acabar Com Seu Negócio de Marketing Digital 8 Erros Que Podem Acabar Com Seu Negócio de Marketing Digital Empreender em negócios de marketing digital seguramente foi uma das melhores decisões que tomei em minha vida. Além de eu hoje poder ter minha

Leia mais

AS RELAÇÕES ECONÓMICAS PORTUGAL ANGOLA E A ESTRATÉGIA DO BANCO BIC PORTUGUÊS*

AS RELAÇÕES ECONÓMICAS PORTUGAL ANGOLA E A ESTRATÉGIA DO BANCO BIC PORTUGUÊS* ASRELAÇÕESECONÓMICASPORTUGAL ANGOLA I. ACRISEFINANCEIRAEAECONOMIAMUNDIAL EAESTRATÉGIADOBANCOBICPORTUGUÊS* Acrisecomeçounosistemafinanceiroejáatingiuaeconomiareal.O Creditcrunch estáaprovocara contracçãodoprodutonaseconomiasocidentais,reduzindoaprocuranosmercadoseaumentandoo

Leia mais

Quanto Ganha um Engenheiro?

Quanto Ganha um Engenheiro? Quanto Ganha um Engenheiro? Na média, R$ 5.096,50 por mês. A pesquisa online foi realizada no período de 19 de Março a 8 de Abril e colheu informação de duzentos profissionais espalhados por todo o país,

Leia mais

em números Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento

em números Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento agronegócio brasileiro em números Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento 2010 ranking Ranking Brasileiro da Produção e Exportação Fonte: USDA e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Leia mais

Gestão de Pequenas Empresas no Brasil - Alguns Dados Importantes.

Gestão de Pequenas Empresas no Brasil - Alguns Dados Importantes. Gestão de Pequenas Empresas no Brasil - Alguns Dados Importantes. Por Palmira Santinni No Brasil, nos últimos anos, está ocorrendo um significativo aumento na criação de novas empresas e de optantes pelo

Leia mais

R E L ATÓRIO L O C AL I N T R O DUÇÃO

R E L ATÓRIO L O C AL I N T R O DUÇÃO R E L ATÓRIO L O C AL D e s p e s a T I C n a A d m i n i s t r a ç ã o P ú b l i c a, 2 0 1 1 : Q u a i s a s O p o r t u n i d a d e s n o A c t u a l A m b i e n t e d e C r i s e E c o n ó m i c a

Leia mais

Oficina Índice de Desenvolvimento Humano IDH

Oficina Índice de Desenvolvimento Humano IDH Oficina Índice de Desenvolvimento Humano IDH Oficina CH/EM Caro Aluno, Esta oficina tem por objetivo analisar as principais características de um dos principais indicadores socioeconômicos utilizados na

Leia mais

Retrato de Portugal alguns indicadores

Retrato de Portugal alguns indicadores Retrato de Portugal alguns indicadores Apresentação de Joel Felizes Resumo O Índice de Desenvolvimento Humano e o PIB A posição de Portugal vista em diversas dimensões Comparação a nível mundial e da UE

Leia mais

Competitividade: Do Diagnóstico à Ação. Wilson Brumer Setembro de 2014

Competitividade: Do Diagnóstico à Ação. Wilson Brumer Setembro de 2014 Competitividade: Do Diagnóstico à Ação Wilson Brumer Setembro de 2014 BRASIL FRENTE A UM NOVO DESAFIO DE CRESCIMENTO 6,00% 5,00% 4,00% 3,00% 2,00% 1,00% 0,00% -1,00% Evolução do PIB Mundial 5,35% 5,25%

Leia mais

Trabalho de história 3º tri Integrantes Frederico Strasser Nº:15 Diogo Amorim Nº:12 Guilherme Hasslocher Nº:19 Lucas Fuss Nº:28 Mateus Peres Nº:34

Trabalho de história 3º tri Integrantes Frederico Strasser Nº:15 Diogo Amorim Nº:12 Guilherme Hasslocher Nº:19 Lucas Fuss Nº:28 Mateus Peres Nº:34 Trabalho de história 3º tri Integrantes Frederico Strasser Nº:15 Diogo Amorim Nº:12 Guilherme Hasslocher Nº:19 Lucas Fuss Nº:28 Mateus Peres Nº:34 -Enquanto Buenos Aires se tornava mais poderosa, os lideres

Leia mais

Analfabetismo no Brasil

Analfabetismo no Brasil Analfabetismo no Brasil Ricardo Paes de Barros (IPEA) Mirela de Carvalho (IETS) Samuel Franco (IETS) Parte 1: Magnitude e evolução do analfabetismo no Brasil Magnitude Segundo estimativas obtidas com base

Leia mais

A Economia da América Latina

A Economia da América Latina A Economia da América Latina adsense1 Agricultura A agricultura de subsistência era a principal atividade econômica dos povos originais da América Latina, Essa atividade era complementada pela caça, pela

Leia mais

BRASIL Comércio Exterior

BRASIL Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC BRASIL Comércio Exterior Novembro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

OS TRÊS PILARES DO LUCRO PEQUENA E MÉDIA EMPRESA

OS TRÊS PILARES DO LUCRO PEQUENA E MÉDIA EMPRESA BOLETIM TÉCNICO MAIO/2011 OS TRÊS PILARES DO LUCRO PEQUENA E MÉDIA EMPRESA Um empresário da indústria se assustou com os aumentos de custo e de impostos e reajustou proporcionalmente seus preços. No mês

Leia mais

Indicadores SEBRAE-SP

Indicadores SEBRAE-SP Indicadores SEBRAE-SP Pesquisa de Conjuntura (resultados de julho de 2008) setembro/08 1 Principais destaques Em julho/08 as micro e pequenas empresas (MPEs) apresentaram queda de 3% no faturamento real

Leia mais

Perspectivas para o setor de TI. BM&F Bovespa. 26 de junho de 2013 BRASSCOM

Perspectivas para o setor de TI. BM&F Bovespa. 26 de junho de 2013 BRASSCOM Perspectivas para o setor de TI BM&F Bovespa 26 de junho de 2013 BRASSCOM Associados BRASSCOM 1 Mercado Mundial de TI Crescimento Mercado TI BRASIL (2012/2011) 10,8% Crescimento Mercado TI Mundo (2012/2011)

Leia mais

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO Março/2013 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Mundial 05. População ocupada 06. PIB Mundial 07. PIB per capita Mundial 08. Exportação Mundial

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO, OUTSOURCING, INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS E SITES, AUDITORIAS E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO.

TERCEIRIZAÇÃO, OUTSOURCING, INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS E SITES, AUDITORIAS E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. TERCEIRIZAÇÃO, OUTSOURCING, INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS E SITES, AUDITORIAS E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. OneIT A gente trabalha para o seu crescimento. Rua Bento Barbosa, n 155, Chácara Santo

Leia mais