Muito Brasil, pouca Educação. Claudio de Moura Castro

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Muito Brasil, pouca Educação. Claudio de Moura Castro"

Transcrição

1 Muito Brasil, pouca Educação Claudio de Moura Castro

2 ducação e desenvolvimento (a visão macro-econômica)

3 Educação e desenvolviment Já não há países de sucesso sem educação Crescimento rápido requer muito investimentos em educação, por muit tempo Correlação alta entre gastos em educação e crescimento econômico Estudos históricos mostram o mesmo Alemanha, Japão, Cingapura, Coréia Mas não é só quantidade! Educação n é commodity

4 Educação e desenvolviment Já não há países de sucesso sem educação Crescimento rápido requer muito investimentos em educação, por muit tempo Correlação alta entre gastos em educação e crescimento econômico Estudos históricos mostram o mesmo Alemanha, Japão, Cingapura, Coréia Mas não é só quantidade! Educação n é commodity

5 Educação e desenvolviment Já não há países de sucesso sem educação Crescimento rápido requer muito investimentos em educação, por muit tempo Correlação alta entre gastos em educação e crescimento econômico Estudos históricos mostram o mesmo Alemanha, Japão, Cingapura, Coréia Mas não é só quantidade! Educação n é commodity

6 Educação e desenvolviment Já não há países de sucesso sem educação Crescimento rápido requer muito investimentos em educação, por muit tempo Correlação alta entre gastos em educação e crescimento econômico Estudos históricos mostram o mesmo Alemanha, Japão, Cingapura, Coréia Mas não é só quantidade! Educação n é commodity

7 Educação e desenvolviment Já não há países de sucesso sem educação Crescimento rápido requer muito investimentos em educação, por muit tempo Correlação alta entre gastos em educação e crescimento econômico Estudos históricos mostram o mesmo Alemanha, Japão, Cingapura, Coréia Mas não é só quantidade! Educação n é commodity

8 Educação traz desenvolvimento, mas... Com educação (e treinamento) é possível crescer mais rápido Mas educação não é suficiente, não é um elixir mágico Se o resto está podre ou desarranjado, educação não resolve Exemplos: Rússia, Alemanha Oriental Líbano, Argentina e Uruguai

9 Educação traz desenvolvimento, mas... Com educação (e treinamento) é possível crescer mais rápido Mas educação não é suficiente, não é um elixir mágico Se o resto está podre ou desarranjado, educação não resolve Exemplos: Rússia, Alemanha Oriental Líbano, Argentina e Uruguai

10 Educação traz desenvolvimento, mas... Com educação (e treinamento) é possível crescer mais rápido Mas educação não é suficiente, não é um elixir mágico Se o resto está podre ou desarranjado, educação não resolve Exemplos: Rússia, Alemanha Oriental Líbano, Argentina e Uruguai

11 Educação traz desenvolvimento, mas... Com educação (e treinamento) é possível crescer mais rápido Mas educação não é suficiente, não é um elixir mágico Se o resto está podre ou desarranjado, educação não resolve Exemplos: Rússia, Alemanha Oriental Líbano, Argentina e Uruguai

12 Conseqüências pessoais (micro-econômicas)

13 Capital Humano O capital é uma forma indireta de produzir. Se gastamos tempo produzindo um arado, colheremos mais do que com a enxada Adam Smith: a educação é como um capital, torna o nosso trabalho mais produtivo. É como uma ferramenta melhor Portanto, é um capital humano, pois tem o mesmo efeito que o capital (aumenta a produção)

14 Capital Humano O capital é uma forma indireta de produzir. Se gastamos tempo produzindo um arado, colheremos mais do que com a enxada Adam Smith: a educação é como um capital, torna o nosso trabalho mais produtivo. É como uma ferramenta melhor Portanto, é um capital humano, pois tem o mesmo efeito que o capital (aumenta a produção)

15 Capital Humano O capital é uma forma indireta de produzir. Se gastamos tempo produzindo um arado, colheremos mais do que com a enxada Adam Smith: a educação é como um capital, torna o nosso trabalho mais produtivo. É como uma ferramenta melhor Portanto, é um capital humano, pois tem o mesmo efeito que o capital (aumenta a produção)

16 Capital Social O capital humano é o conhecimento d como ser mais produtivo Gastando tempo desconfiando, vigiando e sendo incapazes de trabalhar para o interesse comum, seremos menos produtivo Portanto, o capital social: É a confiança que temos uns nos outros Permite concentrar nosso tempo nas atividades produtivas Estimula o trabalho conjunto Economiza o tempo de vigiar

17 Capital Social O capital humano é o conhecimento de como ser mais produtivo Gastando tempo desconfiando, vigiando e sendo incapazes de trabalhar para o interesse comum, seremos menos produtivo Portanto, o capital social: É a confiança que temos uns nos outros Permite concentrar nosso tempo nas atividades produtivas Estimula o trabalho conjunto Economiza o tempo de vigiar

18 Capital Social O capital humano é o conhecimento de como ser mais produtivo Gastando tempo desconfiando, vigiando e sendo incapazes de trabalhar para o interesse comum, seremos menos produtivos Portanto, o capital social: É a confiança que temos uns nos outros Permite concentrar nosso tempo nas atividades produtivas Estimula o trabalho conjunto Economiza o tempo de vigiar

19 Capital criativo Capital humano: como fazer melhor Capital social: confiar, compartilhar, não precisar tomar conta Capital criativo: inventar novas maneiras ser produtivo Quanto mais moderna a sociedade, mais gente trabalhando no setor criativo e men no setor apenas produtivo Nos países mais ricos, 30% já estão no se criativo

20 Capital criativo Capital humano: como fazer melhor Capital social: confiar, compartilhar, para não precisar tomar conta Capital criativo: inventar novas maneiras ser produtivo Quanto mais moderna a sociedade, mais gente trabalhando no setor criativo e men no setor apenas produtivo Nos países mais ricos, 30% já estão no se criativo

21 Capital criativo Capital humano: como fazer melhor Capital social: confiar, compartilhar, não precisar tomar conta Capital criativo: inventar novas maneiras de ser produtivo Quanto mais moderna a sociedade, mais gente trabalhando no setor criativo e men no setor apenas produtivo Nos países mais ricos, 30% já estão no se criativo

22 Capital criativo Capital humano: como fazer melhor Capital social: confiar, compartilhar, não precisar tomar conta Capital criativo: inventar novas maneiras ser produtivo Quanto mais moderna a sociedade, mais gente trabalhando no setor criativo e menos no setor apenas produtivo Nos países mais ricos, 30% já estão no se criativo

23 Capital criativo Capital humano: como fazer melhor Capital social: confiar, compartilhar, não precisar tomar conta Capital criativo: inventar novas maneiras ser produtivo Quanto mais moderna a sociedade, mais gente trabalhando no setor criativo e men no setor apenas produtivo Nos países mais ricos, 30% já estão setor criativo

24 Para que serve a educação? (a visão micro ou individual)

25 Educação e rendimento pess Mais se estuda, mais rápido aumenta a rend Quanto mais educação, mais se consegue aprender com a experiência vivida Se aumenta com o tempo, é porque na esco aprendemos a aprender Educação tem efeito retardado O que conta é a qualidade

26 O Brasil: muito país para pouca educação

27 A culpa é da economia! Não foi a educação que ficou para trás, foi a economia que cresceu demais Educação disparou como uma lebre Mas a economia foi de Formula 1 Brasil: dentre os países que mais cresceram 1900: igual ao Peru, Argentina tinha 4,7 mais renda per capita (hoje =) Educação não acompanhou, ficou para trás (continua = Paraguai e < Peru)

28 A culpa é da economia! Não foi a educação que ficou para trás, foi a economia que cresceu demais Educação disparou como uma lebre Mas a economia foi de Formula 1 Brasil: dentre os países que mais cresceram 1900: igual ao Peru, Argentina tinha 4,7 mais renda per capita (hoje =) Educação não acompanhou, ficou para trás (continua = Paraguai e < Peru)

29 A culpa é da economia! Não foi a educação que ficou para trás, foi a economia que cresceu demais Educação disparou como uma lebre Mas a economia foi de Formula 1 Brasil: dentre os países que mais cresceram 1900: igual ao Peru, Argentina tinha 4,7 mais renda per capita (hoje =) Educação não acompanhou, ficou para trás (continua = Paraguai e < Peru)

30 A culpa é da economia! Não foi a educação que ficou para trás, foi a economia que cresceu demais Educação disparou como uma lebre Mas a economia foi de Formula 1 Brasil: dentre os países que mais cresceram 1900: igual ao Peru, Argentina tinha 4,7 mais renda per capita (hoje =) Educação não acompanhou, ficou para trás (continua = Paraguai e < Peru)

31 A culpa é da economia! Não foi a educação que ficou para trás, foi a economia que cresceu demais Educação disparou como uma lebre Mas a economia foi de Formula 1 Brasil: dentre os países que mais cresceram 1900: igual ao Peru, Argentina tinha 4,7 mais renda per capita (hoje =) Educação não acompanhou, ficou para trás (continua = Paraguai e < Peru)

32 A culpa é da economia! Não foi a educação que ficou para trás, foi a economia que cresceu demais Educação disparou como uma lebre Mas a economia foi de Formula 1 Brasil: dentre os países que mais cresceram 1900: igual ao Peru, Argentina tinha 4,7 mais renda per capita (hoje =) Educação não acompanhou, ficou para trás (continua = Paraguai e < Peru)

33 Educação até cresceu bastan nos 90: Universalização do acesso Rápido avanço na conclusão do fundamental Explosão no médio Superior acorda, após uma longa hibernação (só agora tem matéria prima) Quantidade não é maior problema Tem tudo para continuar crescendo

34 Educação até cresceu bastan nos 90: Finalmente, universalização do acesso Rápido avanço na conclusão do fundamental Explosão no médio Superior acorda, após uma longa hibernação (só agora tem matéria prima) Quantidade não é maior problema Tem tudo para continuar crescendo

35 Educação até cresceu bastan nos 90: Finalmente, universalização do acesso Rápido avanço na conclusão do fundamental Explosão no médio Superior acorda, após uma longa hibernação (só agora tem matéria prima) Quantidade não é maior problema Tem tudo para continuar crescendo

36 Educação até cresceu bastan nos 90: Finalmente, universalização do acesso Rápido avanço na conclusão do fundamental Explosão no médio Superior acorda, após uma longa hibernação (só agora tem matéria prima) Quantidade não é maior problema Tem tudo para continuar crescendo

37 Educação até cresceu bastan Finalmente, universalização do acesso Rápido avanço na conclusão do fundamental Explosão no médio Superior acorda, após uma longa hibernação (só agora tem matéria prima) Quantidade não é maior problema Tem tudo para continuar crescendo

38 O gargalo agora é a qualidad Ao contrário do que se pensa, a qualidade não caiu, nos últimos dez anos É anti-intuitivo, mas ninguém achou erros no SAEB Expandir e manter qualidade foi a maior proeza do ensino brasileiro Mas, a qualidade é fraquíssima, é o maior gargalo (logo, a maior prioridade)

39 O gargalo agora é a qualidad Ao contrário do que se pensa, a qualidade não caiu, nos últimos dez anos É anti-intuitivo, mas ninguém achou erros no SAEB (teste que mede aprendizado) Expandir e manter qualidade foi a maior proeza do ensino brasileiro Mas, a qualidade é fraquíssima, é o maior gargalo (logo, a maior prioridade)

40 O gargalo agora é a qualidad Ao contrário do que se pensa, a qualidade não caiu, nos últimos dez anos É anti-intuitivo, mas ninguém achou erros no SAEB Expandir e manter qualidade foi a maior proeza do ensino brasileiro Mas, a qualidade é fraquíssima, é o maior gargalo (logo, a maior prioridade)

41 O gargalo agora é a qualidad Ao contrário do que se pensa, a qualidade não caiu, nos últimos dez anos É anti-intuitivo, mas ninguém achou erros no SAEB Expandir e manter qualidade foi a maior proeza do ensino brasileiro Mas, a qualidade é fraquíssima, é o maior gargalo (logo, a maior prioridade)

42 Ciência andou na contramão

43 Extraordinário crescimento da ciência Maturidade das agências (CAPES, CNPq, FINEP e FAPESP) Sistema de PG e bolsas: padrão 1º Mundo Participação crescente no mundo (17º) % pesquisa > % exportações Pesquisa não é mais aventura heróica

44 Extraordinário crescimento da ciência Maturidade das agências (CAPES, CNPq, FINEP e FAPESP) Sistema de PG e bolsas: padrão 1º Mundo Participação crescente no mundo (17º) % pesquisa > % exportações Pesquisa não é mais aventura heróica

45 Extraordinário crescimento da ciência Maturidade das agências (CAPES, CNPq, FINEP e FAPESP) Sistema de PG e bolsas: padrão 1º Mundo Participação crescente no mundo (17º) % pesquisa > % exportações Pesquisa não é mais aventura heróica

46 Extraordinário crescimento da ciência Maturidade das agências (CAPES, CNPq, FINEP e FAPESP) Sistema de PG e bolsas: padrão 1º Mundo Participação crescente no mundo (17º) % pesquisa > % exportações Pesquisa não é mais aventura heróica

47 Extraordinário crescimento da ciência Maturidade das agências (CAPES, CNPq, FINEP e FAPESP) Sistema de PG e bolsas: padrão 1º Mundo Participação crescente no mundo (17º) % pesquisa > % exportações Pesquisa não é mais aventura heróica

48 A transição penosa de C para T sempre mais difícil, mesmo para ricos Ciência impelida pela curiosidade Tecnologia é ramo do comércio, alguém tem que comprar Lógica da C atrapalha avanço de T Modelo oriental de T antes de C? Brasil dominou o ciclo C T mercado Infelizmente, só em poucos casos: aeronáutica, agricultura, genoma, petróleo Ainda assim, 10 em 12 produtos mais exportados têm T brasileira

49 A transição penosa de C para T sempre mais difícil, mesmo para ricos Ciência impelida pela curiosidade Tecnologia é ramo do comércio, alguém tem que comprar Lógica da C atrapalha avanço de T Modelo oriental de T antes de C? Brasil dominou o ciclo C T mercado Infelizmente, só em poucos casos: aeronáutica, agricultura, genoma, petróleo Ainda assim, 10 em 12 produtos mais exportados têm T brasileira

50 A transição penosa de C para T sempre mais difícil, mesmo para ricos Ciência impelida pela curiosidade Tecnologia é ramo do comércio, alguém tem que comprar Lógica da C atrapalha avanço de T Modelo oriental de T antes de C? Brasil dominou o ciclo C T mercado Infelizmente, só em poucos casos: aeronáutica, agricultura, genoma, petróleo Ainda assim, 10 em 12 produtos mais exportados têm T brasileira

51 A transição penosa de C para T sempre mais difícil, mesmo para ricos Ciência impelida pela curiosidade Tecnologia é ramo do comércio, alguém tem que comprar Lógica da C atrapalha avanço de T Modelo oriental de T antes de C? Brasil dominou o ciclo C T mercado Infelizmente, só em poucos casos: aeronáutica, agricultura, genoma, petróleo Ainda assim, 10 em 12 produtos mais exportados têm T brasileira

52 A transição penosa de C para T sempre mais difícil, mesmo para ricos Ciência impelida pela curiosidade Tecnologia é ramo do comércio, alguém tem que comprar Lógica da C atrapalha avanço de T Modelo oriental de T antes de C? Brasil dominou o ciclo C T mercado Infelizmente, só em poucos casos: aeronáutica, agricultura, genoma, petróleo Ainda assim, 10 em 12 produtos mais exportados têm T brasileira

53 A transição penosa de C para T sempre mais difícil, mesmo para ricos Ciência impelida pela curiosidade Tecnologia é ramo do comércio, alguém tem que comprar Lógica da C atrapalha avanço de T Modelo oriental de T antes de C? Brasil dominou o ciclo C T mercado Infelizmente, só em poucos casos: aeronáutica, agricultura, genoma, petróleo Ainda assim, 10 em 12 produtos mais exportados têm T brasileira

54 A transição penosa de C para T sempre mais difícil, mesmo para ricos Ciência impelida pela curiosidade Tecnologia é ramo do comércio, alguém tem que comprar Lógica da C atrapalha avanço de T Modelo oriental de T antes de C? Brasil dominou o ciclo C T mercado Infelizmente, só em poucos casos: aeronáutica, agricultura, genoma, petróleo Ainda assim, 10 em 12 produtos mais exportados têm T brasileira

55 A transição penosa de C para T sempre mais difícil, mesmo para ricos Ciência impelida pela curiosidade Tecnologia é ramo do comércio, alguém tem que comprar Lógica da C atrapalha avanço de T Modelo oriental de T antes de C? Brasil dominou o ciclo C T mercado Infelizmente, só em poucos casos: aeronáutica, agricultura, genoma, petróleo Ainda assim, 10 em 12 produtos mais exportados têm T brasileira

56 O novo atoleiro: a economia do conhecimento

57 No modelo Brasil Grande o atraso era aceitável Dinamismo em empresas com processos automatizados e produtos padronizados Ilusão achar que eram simples ou fáceis Demanda por poucos muito qualificados e muitos com pouca qualificação Sistema S permitiu criar uma força de trabalho bem preparada (para a indústria média e grande) Pequena empresa e informal: varridas para debaixo do tapete, fadadas a desaparecer

58 No modelo Brasil Grande o atraso era aceitável Dinamismo em empresas com processos automatizados e produtos padronizados Ilusão achar que eram simples ou fáceis Demanda por poucos muito qualificados e muitos com pouca qualificação Sistema S permitiu criar uma força de trabalho bem preparada (para a indústria média e grande) Pequena empresa e informal: varridas para debaixo do tapete, fadadas a desaparecer

59 No modelo Brasil Grande o atraso era aceitável Dinamismo em empresas com processos automatizados e produtos padronizados Demanda por poucos muito qualificados e muitos com pouca qualificação formal Sistema S permitiu criar uma força de trabalho bem preparada (para a indústria média e grande) Pequena empresa e informal: varridas para debaixo do tapete, fadadas a desaparecer

60 No modelo Brasil Grande o atraso era aceitável Dinamismo em empresas com processos automatizados e produtos padronizados Demanda por poucos muito qualificados e muitos com pouca qualificação Sistema S permitiu criar uma força de trabalho bem preparada (para a indústria média e grande) Pequena empresa e informal: varridas para debaixo do tapete, fadadas a desaparecer

61 No modelo Brasil Grande o atraso era aceitável Dinamismo em empresas com processos automatizados e produtos padronizados Demanda por poucos muito qualificados e muitos com pouca qualificação Sistema S permitiu criar uma força de trabalho bem preparada (para a indústria média e grande) Pequena empresa e informal: varridas para debaixo do tapete, fadadas a desaparecer

62 Nova dinâmica do crescimen Grande empresa, tecnologia fixa perde espaço Novos produtos: mudam mais, mais variedade, processo também muda Modelos gerenciais mais rasos e com mais delegação Comunicações mais freqüentes, em todos os níveis e por via escrita e eletrônica Qualidade Total: leitura e estatística Empresa só compra hardware, software fica na cabeça do programador

63 Nova dinâmica do crescimen Grande empresa, tecnologia fixa perde espaço Novos produtos: mudam mais, mais variedade, processo também muda Modelos gerenciais mais rasos e com mais delegação Comunicações mais freqüentes, em todos os níveis e por via escrita e eletrônica Qualidade Total: leitura e estatística Empresa só compra hardware, software fica na cabeça do programador

64 Nova dinâmica do crescimen Grande empresa, tecnologia fixa perde espaço Novos produtos: mudam mais, mais variedade, processo também muda Modelos gerenciais mais rasos e com mais delegação Comunicações mais freqüentes, em todos os níveis e por via escrita e eletrônica Qualidade Total: leitura e estatística Empresa só compra hardware, software fica na cabeça do programador

65 Nova dinâmica do crescimen Grande empresa, tecnologia fixa perde espaço Novos produtos: mudam mais, mais variedade, processo também muda Modelos gerenciais mais rasos e com mais delegação Comunicações mais freqüentes, em todos os níveis e por via escrita e eletrônica Qualidade Total: leitura e estatística Empresa só compra hardware, software fica na cabeça do programador

66 Nova dinâmica do crescimen Grande empresa, tecnologia fixa perde espaço Novos produtos: mudam mais, mais variedade, processo também muda Modelos gerenciais mais rasos e com mais delegação Comunicações mais freqüentes, em todos os níveis e por via escrita e eletrônica Qualidade Total: leitura e estatística Empresa só compra hardware, software fica na cabeça do programador

67 Nova dinâmica do crescimen Grande empresa, tecnologia fixa perde espaço Novos produtos: mudam mais, mais variedade, processo também muda Modelos gerenciais mais rasos e com mais delegação Comunicações mais freqüentes, em todos os níveis e por via escrita e eletrônica Qualidade Total: leitura e estatística Empresa só compra hardware, software fica na cabeça do programador

68 Pequena empresa e informal crescem Reduz-se a dicotomia grande & moderno versus pequeno & atrasado Muitos sabem usar as mãos, mas não a cabeça Menos economia de escala para os bem educados, pois são milhões de empresas Mais polivalência (= mais educação) Precisa aprender rápido (= mais educação) Mais empresas disputando a mesma mão de obra educada

69 Pequena empresa e informal crescem Reduz-se a dicotomia grande + moderno versus pequeno + atrasado Menos economia de escala para os bem educados, pois são milhões de empresas Mais polivalência (= mais educação) Precisa aprender rápido (= mais educação) Mais empresas disputando a mesma mão de obra educada Muitos sabem usar as mãos, mas não a cabeça

70 Pequena empresa e informal crescem Reduz-se a dicotomia grande + moderno versus pequeno + atrasado Menos economia de escala para os bem educados, pois são milhões de empresas Mais polivalência (= mais educação) Precisa aprender rápido (= mais educação) Mais empresas disputando a mesma mão de obra educada Muitos sabem usar as mãos, mas não a cabeça

71 Pequena empresa e informal crescem Reduz-se a dicotomia grande + moderno versus pequeno + atrasado Menos economia de escala para os bem educados, pois são milhões de empresas Mais polivalência (= mais educação) Precisa aprender rápido (= mais educação) Mais empresas disputando a mesma mão de obra educada Muitos sabem usar as mãos, mas não a cabeça

72 Pequena empresa e informal crescem Reduz-se a dicotomia grande + moderno versus pequeno + atrasado Menos economia de escala para os bem educados, pois são milhões de empresas Mais polivalência (= mais educação) Precisa aprender rápido (= mais educação) Mais empresas disputando a mesma mão de obra educada Muitos sabem usar as mãos, mas não a cabeça

73 Pequena empresa e informal crescem Reduz-se a dicotomia grande + moderno versus pequeno + atrasado Menos economia de escala para os bem educados, pois são milhões de empresas Mais polivalência (= mais educação) Precisa aprender rápido (= mais educação) Mais empresas disputando a mesma mão de obra educada Muitos sabem usar as mãos, mas não a cabeça

74 A mão faz, a cabeça falha Quantos tijolos, qual o traço da massa? Quantas latas de tinta, qual o solvente? Quantos metros de fio, que bitola, qual a amperagem do fusível? Ligação em série ou paralelo> Three way? E o trifásico? Onde vai a parede? O que diz a planta? Qual o tipo de eletrodo para essa liga? Quantos comprimidos por dia? Quantos centímetros valem 4 7/8 polegadas? O que diz o manual de serviço? E esse outro que está em inglês? Como preencher o boletim de ocorrência? E a ordem de serviço? E a estatística de perdas? Como se faz um orçamento? Como se calculam os custos?

75 O cobertor é pequeno para tod As grande empresas precisam mais gente melhor preparada As pequenas também e são muito mais vorazes Mas a escolaridade ainda é baixa Pior, a qualidade é deplorável A economia aposta corrida com a educação A educação está perdendo. E o Brasil também

76 O cobertor é pequeno para tod As grande empresas precisam mais gente melhor preparada As pequenas também e são muito mais vorazes, pois são mais numerosas Mas a escolaridade ainda é baixa Pior, a qualidade é deplorável A economia aposta corrida com a educação A educação está perdendo. E o Brasil também

77 O cobertor é pequeno para tod As grande empresas precisam mais gente melhor preparada As pequenas também e são muito mais vorazes Mas a escolaridade ainda é baixa Pior, a qualidade é deplorável A economia aposta corrida com a educação A educação está perdendo. E o Brasil também

78 O cobertor é pequeno para tod As grande empresas precisam mais gente melhor preparada As pequenas também e são muito mais vorazes Mas a escolaridade ainda é baixa Pior, a qualidade é deplorável A economia aposta corrida com a educação A educação está perdendo. E o Brasil também

79 O cobertor é pequeno para tod As grande empresas precisam mais gente melhor preparada As pequenas também e são muito mais vorazes Mas a escolaridade ainda é baixa Pior, a qualidade é deplorável A economia aposta corrida com a educação A educação está perdendo. E o Brasil também

80 O cobertor é pequeno para tod As grande empresas precisam mais gente melhor preparada As pequenas também e são muito mais vorazes Mas a escolaridade ainda é baixa Pior, a qualidade é deplorável A economia aposta corrida com a educação A educação está perdendo. E o Brasil também

Tramita no Congresso Nacional a Proposta de Emenda

Tramita no Congresso Nacional a Proposta de Emenda Redução da jornada de trabalho - Mitos e verdades Apresentação Jornada menor não cria emprego Tramita no Congresso Nacional a Proposta de Emenda à Constituição 231/95 que reduz a jornada de trabalho de

Leia mais

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, com perguntas respondidas pelo presidente Lula Manaus-AM,

Leia mais

PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO. FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO...

PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO. FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO... CADÊ O BRASIL RICO? FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO... PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO.... E AQUI, DINHEIRO SOBRANDO NO FIM DO MÊS. DESTE

Leia mais

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte IBM Global Technology Services Manutenção e suporte técnico Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte Uma abordagem inovadora em suporte técnico 2 Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável

Leia mais

Educação para o Desenvolvimento

Educação para o Desenvolvimento Educação para o Desenvolvimento FIESC Jornada pela Inovação e Competitividade Florianópolis, 19 de julho de 2012 gustavo.ioschpe@g7investimentos.com.br gioschpe A Educação no Brasil 74% da população brasileira

Leia mais

IDH do Brasil melhora, mas país cai no ranking Mudança se deve a desempenho melhor de outro país

IDH do Brasil melhora, mas país cai no ranking Mudança se deve a desempenho melhor de outro país Material embargado até dia 9 de novembro, às 11h do Brasil IDH do Brasil melhora, mas país cai no ranking Mudança se deve a desempenho melhor de outro país O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil

Leia mais

MUITO BRASIL E POUCA EDUCAÇÃO. Cláudio de Moura Castro

MUITO BRASIL E POUCA EDUCAÇÃO. Cláudio de Moura Castro MUITO BRASIL E POUCA EDUCAÇÃO Cláudio de Moura Castro Num mundo ideal escolhemos um título, e o título diz tudo até o ponto em que não precisamos dizer mais nada. Acho que esse título chega muito próximo

Leia mais

Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares

Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares Tecnologia e Gestão O principal papel da Tecnologia da Informação na Gestão do Conhecimento consiste em: Ampliar o alcance

Leia mais

Cláudio de Moura Castro (Faculdade Pitágoras):

Cláudio de Moura Castro (Faculdade Pitágoras): Cláudio de Moura Castro (Faculdade Pitágoras): Esta nota trata de três questões. Em primeiro lugar, discute o que sabemos sobre o impacto da educação nas tentativas de reduzir a pobreza, em confronto com

Leia mais

Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação Prof a.

Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação Prof a. Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação Prof a. Lillian Alvares Tecnologia e Gestão O principal papel da Tecnologia

Leia mais

Faculdade de Ciência da Informação Prof a Lillian Alvares

Faculdade de Ciência da Informação Prof a Lillian Alvares Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Prof a Lillian Alvares Tecnologia e Gestão O principal papel da Tecnologia da Informação na Gestão do Conhecimento consiste em: Ampliar o alcance

Leia mais

Aliança do Pacífico: integração e crescimento

Aliança do Pacífico: integração e crescimento Aliança do Pacífico: integração e crescimento Juan Ruiz BBVA Research Economista chefe para América do Sul Ciclo de Conferências DE / BBVA - Alianza del Pacífico Lisboa, 1 de Outubro de 213 Índice 1 Um

Leia mais

8 Erros Que Podem Acabar Com Seu Negócio de Marketing Digital

8 Erros Que Podem Acabar Com Seu Negócio de Marketing Digital 8 Erros Que Podem Acabar Com Seu Negócio de Marketing Digital Empreender em negócios de marketing digital seguramente foi uma das melhores decisões que tomei em minha vida. Além de eu hoje poder ter minha

Leia mais

O Desafio do Aumento da Produtividade na Indústria para Conquistar um Mercado Global

O Desafio do Aumento da Produtividade na Indústria para Conquistar um Mercado Global O Desafio do Aumento da Produtividade na Indústria para Conquistar um Mercado Global Jorge A r bache U n i v e r s i d a d e d e B r a s í l i a S E M P E X 2 0 1 4 M a c e i ó, 2 2 / 5 / 2 0 1 4 0,45

Leia mais

Resumo Aula-tema 05: Análise Comparativa do Desenvolvimento Econômico da Índia e da China

Resumo Aula-tema 05: Análise Comparativa do Desenvolvimento Econômico da Índia e da China Resumo Aula-tema 05: Análise Comparativa do Desenvolvimento Econômico da Índia e da China Esta aula tratará da análise comparativa do processo de desenvolvimento da China e da Índia, países que se tornaram

Leia mais

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II Capítulo II Mark Ford 11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo Dois Como uma nota de $10 me deixou mais rico do que todos os meus amigos Das centenas de estratégias de construção de riqueza que

Leia mais

Após a década de 1990, várias pessoas em todo o mundo mantêm hábito de consumo semelhantes.

Após a década de 1990, várias pessoas em todo o mundo mantêm hábito de consumo semelhantes. A ECONOMIA GLOBAL Após a década de 1990, várias pessoas em todo o mundo mantêm hábito de consumo semelhantes. O século XX marcou o momento em que hábitos culturais, passaram a ser ditados pelas grandes

Leia mais

Sociedade do Amanhã. O amanhã é uma questão de escolha: faça o seu Não existe má sorte, existem más escolhas. Lições para o Futuro

Sociedade do Amanhã. O amanhã é uma questão de escolha: faça o seu Não existe má sorte, existem más escolhas. Lições para o Futuro Sociedade do Amanhã Lições para o Futuro www.celso-foelkel.com.br O amanhã é uma questão de escolha: faça o seu Não existe má sorte, existem más escolhas Olhando cenários alternativos, nosso futuro pode

Leia mais

Despesas em Propaganda no Brasil e sua Interligação com a Economia Internacional. Fábio Pesavento ESPM/SUL André M. Marques UFPB

Despesas em Propaganda no Brasil e sua Interligação com a Economia Internacional. Fábio Pesavento ESPM/SUL André M. Marques UFPB Despesas em Propaganda no Brasil e sua Interligação com a Economia Internacional Fábio Pesavento ESPM/SUL André M. Marques UFPB O NÚCLEO DE ECONOMIA EMPRESARIAL ESPM-SUL PESQUISA E APOIO 1. Despesas em

Leia mais

MERCADO DE AÇÕES MULHERES

MERCADO DE AÇÕES MULHERES MULHERES NA BOLSA 32 REVISTA RI Março 2011 Está ficando para trás o tempo em que a Bolsa de Valores era um reduto identificado com o gênero masculino. Hoje esse espaço também já é ocupado pelas mulheres

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias CCA-UFES Departamento de Computação

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias CCA-UFES Departamento de Computação - Centro de Ciências Agrárias Departamento de Computação Os sistemas de informação empresariais na sua carreira Introdução à Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação COM06850-2015-II Prof.

Leia mais

Programas Sociais. A recente experiência paulistana

Programas Sociais. A recente experiência paulistana Programas Sociais A recente experiência paulistana Mapa da fome no Brasil na década de 1950 Fonte: Banco Central do Brasil Fonte: CASTRO, Josué. Geografia da Fome. São Paulo: Brasiliense, 1957 10.000 9.000

Leia mais

Empresariado Nacional e Tecnologias de Informação e Comunicação: Que Soluções Viáveis para o Desenvolvimento dos Distritos?

Empresariado Nacional e Tecnologias de Informação e Comunicação: Que Soluções Viáveis para o Desenvolvimento dos Distritos? Empresariado Nacional e Tecnologias de Informação e Comunicação: Que Soluções Viáveis para o Desenvolvimento dos Distritos? Carlos Nuno Castel-Branco Professor Auxiliar da Faculdade de Economia da UEM

Leia mais

Novas Formas de Organização do Trabalho

Novas Formas de Organização do Trabalho Novas Formas de Organização do Trabalho Nesse cenário tecnológico, os trabalhadores são organizados em um novo conceito de divisão do trabalho que compreende: a) Novas tecnologias de produção; b) Novos

Leia mais

Oito em cada dez brasileiros não sabem como controlar as próprias despesas, mostra estudo do SPC Brasil

Oito em cada dez brasileiros não sabem como controlar as próprias despesas, mostra estudo do SPC Brasil Oito em cada dez brasileiros não sabem como controlar as próprias despesas, mostra estudo do SPC Brasil Mais de um terço dos brasileiros desconhecem o valor das contas que vencem no próximo mês. Falta

Leia mais

A Indústria do Cimento e a Infraestrutura no Brasil. Comissão de Serviços de Infraestrutura SENADO FEDERAL

A Indústria do Cimento e a Infraestrutura no Brasil. Comissão de Serviços de Infraestrutura SENADO FEDERAL A Indústria do Cimento e a Infraestrutura no Brasil Comissão de Serviços de Infraestrutura José Otavio Carvalho Vice Presidente Executivo Cimento: Características do produto - Base do concreto - o material

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Licenciatura Plena em Computação Redes de Computadores Aula 1 Professor Ivan Pires Apresentação Docente: Ivan Luiz Pedroso Pires Graduação Mestrando ivanpires@colider.unemat.br http://www2.unemat.br/~ivanpires

Leia mais

Capítulo 03 Mercados regionais

Capítulo 03 Mercados regionais Capítulo 03 Mercados regionais As organizações decidem atuar no mercado global quando sabem que o crescimento externo será maior do que o interno. Nesse sentido, a China é um dos mercados para onde as

Leia mais

Aula 20 10/05/2010 Capítulo 25 Mankiw e Hubbard, O Brien (2010)

Aula 20 10/05/2010 Capítulo 25 Mankiw e Hubbard, O Brien (2010) Aula 20 10/05/2010 Capítulo 25 Mankiw e Hubbard, O Brien (2010) Desemprego: As pesquisas sobre o desemprego possuem as mais variadas metodologias. Desta forma, os números do desemprego devem ser considerados

Leia mais

Inovação como Fator do Desenvolvimento

Inovação como Fator do Desenvolvimento Inovação como Fator do Desenvolvimento Novo Paradigma da Economia do Conhecimento Sociedade da Informação Economia do Conhecimento Economia Digital Novo Paradigma da Economia do Conhecimento Numa economia

Leia mais

Documentos: Implementação de melhores práticas de solução de problemas de TI

Documentos: Implementação de melhores práticas de solução de problemas de TI Documentos: Implementação de melhores práticas de solução de problemas de TI Você pode aguardar o número de bilhetes de defeitos e o tempo para encerrar o bilhete e declinar à medida que a tecnologia de

Leia mais

Pesquisa. Intenção de

Pesquisa. Intenção de Pesquisa SPC BRASIL: Intenção de Compras para o Natal Novembro/2013 Pesquisa do SPC Brasil revela que brasileiros pretendem gastar mais e comprar mais presentes neste Natal Se depender dos consumidores

Leia mais

A costa da África pode ser um foco da indústria no futuro próximo;

A costa da África pode ser um foco da indústria no futuro próximo; Fleury Pissaia * Entre 2011 e 2015, investimento previsto no setor industrial é de R$ 600 bilhões. Desse montante, indústria do petróleo representa 62%. No mesmo período, R$ 750 bilhões serão alocados

Leia mais

Brasil avança, mas é quarto país mais desigual da América Latina, diz ONU

Brasil avança, mas é quarto país mais desigual da América Latina, diz ONU Brasil avança, mas é quarto país mais desigual da América Latina, diz ONU Estudo faz balanço de serviços urbanos básicos, como a gestão dos resíduos sólidos. (Foto: Reprodução) Apesar do crescimento econômico,

Leia mais

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Palestrante: Pedro Quintanilha Freelapro Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Quem sou eu? Eu me tornei um freelancer

Leia mais

Brasil joga na terceira divisão do comércio mundial

Brasil joga na terceira divisão do comércio mundial Entrevista Arturo Porzecanski Brasil joga na terceira divisão do comércio mundial Para especialista em américa latina, próximo presidente terá trabalho para recuperar a imagem do país lá fora RAUL JUSTE

Leia mais

Gerenciador de Mudanças automatizadas

Gerenciador de Mudanças automatizadas Benefícios para os Negócios Minimizando a dependência em processos manuais e reduzindo risco de erro humano Reduz o tempo, esforço e risco de erro humano que existem ao mudar a configuração em dispositivos

Leia mais

Diagnosticando os problemas da sua empresa

Diagnosticando os problemas da sua empresa Diagnosticando os problemas da sua empresa O artigo que você vai começar a ler agora é a continuação da matéria de capa da edição de agosto de 2014 da revista VendaMais. O acesso é restrito a assinantes

Leia mais

C Por que é preciso fazer rápido o produto web?

C Por que é preciso fazer rápido o produto web? C Por que é preciso fazer rápido o produto web? Já falamos sobre algumas denições e requisitos para se ter uma startup. Depois falamos sobre como ter ideias de produtos para a startup e que essas ideias

Leia mais

A Mobilização Empresarial pela Inovação: Recursos Humanos. Horácio Piva São Paulo - 17/6/2011

A Mobilização Empresarial pela Inovação: Recursos Humanos. Horácio Piva São Paulo - 17/6/2011 A Mobilização Empresarial pela Inovação: Recursos Humanos Horácio Piva São Paulo - 17/6/2011 OBJETIVOS Consolidar a percepção de que a formação de recursos humanos qualificados é essencial para fortalecer

Leia mais

O feijão com arroz da educação. Claudio de Moura Castro

O feijão com arroz da educação. Claudio de Moura Castro O feijão com arroz da educação Claudio de Moura Castro De que falaremos? Nossos cacoetes intelectuais reaparecem com todo fulgor na educação Complicamos tudo, buscamos sempre soluções barrocas Nos países

Leia mais

Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador

Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador Investir em pessoal com um programa de gestão de desempenho permite que uma operação de abastecimento não só sobreviva, mas cresça

Leia mais

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios A importância da economia paulista transcende as fronteiras brasileiras. O Estado é uma das regiões mais desenvolvidas de toda a América

Leia mais

O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015

O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015 O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015 1. Considerações Gerais Os Estados Unidos, maior potência mundial e tecnológica, apresenta projeções cada vez mais otimistas. Desde 2008, no estouro da crise

Leia mais

NÃO DEIXE A FRAUDE ON-LINE ATRAPALHAR SEUS NEGÓCIOS SIMPLIFIQUE

NÃO DEIXE A FRAUDE ON-LINE ATRAPALHAR SEUS NEGÓCIOS SIMPLIFIQUE NÃO DEIXE A FRAUDE ON-LINE ATRAPALHAR SEUS NEGÓCIOS SIMPLIFIQUE A GESTÃO DE PAGAMENTO WWW.CYBERSOURCE.COM BRASIL@CYBERSOURCE.COM COMO SER MAIS EFICIENTE, RÁPIDO E SEGURO PARA QUE OS CLIENTES PREFIRAM COMPRAR

Leia mais

Integração produtiva e cooperação industrial: LEONARDO SANTANA

Integração produtiva e cooperação industrial: LEONARDO SANTANA Integração produtiva e cooperação industrial: a experiência da ABDI LEONARDO SANTANA Montevidéu, 15 de julho de 2009 Roteiro da Apresentação 1. Política de Desenvolvimento Produtivo PDP 2. Integração Produtiva

Leia mais

PromonLogicalis: mais de 10 mil equipamentos gerenciados com CA Nimsoft Monitor

PromonLogicalis: mais de 10 mil equipamentos gerenciados com CA Nimsoft Monitor CUSTOMER SUCCESS STORY PromonLogicalis: mais de 10 mil equipamentos gerenciados com CA Nimsoft Monitor CUSTOMER PROFILE Empresa: PromonLogicalis Indústria: Tecnologia da Informação e Comunicações Funcionários:

Leia mais

A emergência de um novo mundo no século XXI?

A emergência de um novo mundo no século XXI? A emergência de um novo mundo no século XXI? José Eustáquio Diniz Alves 1 A economia mundial deve crescer cerca de 4 vezes nos próximos 40 anos. Isto quer dizer que o Produto Interno Bruto (PIB) terá o

Leia mais

A Evolução de XP segundo Kent Beck Parte 2

A Evolução de XP segundo Kent Beck Parte 2 A Evolução de XP segundo Kent Beck Parte 2 O que mudou nesses 5 anos? Danilo Toshiaki Sato dtsato@ime.usp.br Agenda PARTE 1 1. Introdução 2. O que é XP? 3. O que mudou em XP? Valores, Princípios e Práticas

Leia mais

4º. Congresso de Inovação Educação, na perspectiva da Indústria 16/11/2011

4º. Congresso de Inovação Educação, na perspectiva da Indústria 16/11/2011 4º. Congresso de Inovação Educação, na perspectiva da Indústria 16/11/2011 ABIMAQ: > 4500 empresas e > 260 mil empregos diretos Fotografia do Mercado de Trabalho - RS Dados do Ministério do Trabalho (2010):

Leia mais

SÃO PAULO - A metodologias ágeis viraram o mantra das equipes de desenvolvimento. Veja se você está preparado para entrar nessa.

SÃO PAULO - A metodologias ágeis viraram o mantra das equipes de desenvolvimento. Veja se você está preparado para entrar nessa. http://info.abril.com.br/noticias/carreira/pronto-para-o-scrum-09009-.shl Página de 7/09/009 Terça-feira, de setembro de 009-0h0 SÃO PAULO - A metodologias ágeis viraram o mantra das equipes de desenvolvimento.

Leia mais

Quem somos Em que acreditamos Acreditamos nas pessoas

Quem somos Em que acreditamos Acreditamos nas pessoas Prioridades para 2014-2019 Quem somos Somos o maior grupo político da Europa, orientado por uma visão política de centro-direita. Somos o Grupo do Partido Popular Europeu do Parlamento Europeu. Em que

Leia mais

CADfobia: Você tem? Formas simples de se tornar um super usuário de AutoCAD

CADfobia: Você tem? Formas simples de se tornar um super usuário de AutoCAD Formas simples de se tornar um super usuário de AutoCAD Cleber Reis Autodesk Expert Elite Autor do livro Aprenda a Modelar com SketchUp Autor dos cursos em vídeo AutoCAD 2014 2D em 14 dias AutoCAD 2013

Leia mais

O PAPEL DA AGRICULTURA. Affonso Celso Pastore

O PAPEL DA AGRICULTURA. Affonso Celso Pastore O PAPEL DA AGRICULTURA Affonso Celso Pastore 1 1 Uma fotografia do setor agrícola tirada em torno de 195/196 Entre 195 e 196 o Brasil era um exportador de produtos agrícolas com concentração em algumas

Leia mais

15 anos de Gasto Social Federal Notas sobre o período de 1995 a 2009. Coordenação de Finanças Sociais Diretoria de Estudos e Políticas Sociais

15 anos de Gasto Social Federal Notas sobre o período de 1995 a 2009. Coordenação de Finanças Sociais Diretoria de Estudos e Políticas Sociais 15 anos de Gasto Social Federal Notas sobre o período de 1995 a 2009 Coordenação de Finanças Sociais Diretoria de Estudos e Políticas Sociais Gasto Social Federal Políticas Públicas, Finanças Públicas,

Leia mais

PROSOFT. Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES

PROSOFT. Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES Programa para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação PROSOFT Agosto / 2008 1 Definições:

Leia mais

Keysight Technologies Testes de Máscara/Limite de Forma de Onda para Osciloscópios IniniiVision. Folha de Dados

Keysight Technologies Testes de Máscara/Limite de Forma de Onda para Osciloscópios IniniiVision. Folha de Dados Keysight Technologies Testes de Máscara/Limite de Forma de Onda para Osciloscópios IniniiVision Folha de Dados Apresentação Se você precisa validar a qualidade e a estabilidade dos seus componentes e sistemas

Leia mais

Laudon & Laudon MIS, 7th Edition. Pg. 1.1

Laudon & Laudon MIS, 7th Edition. Pg. 1.1 Laudon & Laudon MIS, 7th Edition. Pg. 1.1 13 OBJETIVOS OBJETIVOS COMO ENTENDER O VALOR EMPRESARIAL DOS SISTEMAS E COMO GERENCIAR A MUDANÇA Como nossa empresa pode medir os benefícios de nossos sistemas

Leia mais

Assim é a Telefónica. Distribuição do EBITDA por países em 2001

Assim é a Telefónica. Distribuição do EBITDA por países em 2001 Assim é a Telefónica A aquisição da Lycos, aliada ao fato de a nova empresa Terra Lycos operar em 43 países, permitiu, por um lado, uma maior penetração nos Estados Unidos e no Canadá. Por outro lado,

Leia mais

Educação e Mão de Obra para o Crescimento

Educação e Mão de Obra para o Crescimento Fórum Estadão Brasil Competitivo: Educação e Mão de Obra para o Crescimento Maria Alice Setubal Presidente dos Conselhos do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária Cenpece

Leia mais

Israel: Inovando para um mundo melhor

Israel: Inovando para um mundo melhor Israel: Inovando para um mundo melhor O futuro, Israel e você Boaz Albaranes Cônsul para Assuntos Econômicos Missão Econômica de Israel no Brasil O que todos estes têm em comum? Dilema atual Tecnologias

Leia mais

Capítulo 15: Investimento, Tempo e Mercado de Capitais

Capítulo 15: Investimento, Tempo e Mercado de Capitais Pindyck & Rubinfeld, Capítulo 15, Mercado de Capitais :: EXERCÍCIOS 1. Suponha que a taxa de juro seja de 10%. Qual é o valor de um título com cupom que paga $80 por ano, durante cada um dos próximos 5

Leia mais

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 1 Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 Entrevistador- Como o senhor vê a economia mundial e qual o posicionamento do Brasil, após quase um ano da quebra do

Leia mais

Pesquisa Virtualização e Evolução para a Nuvem RESULTADOS BRASIL

Pesquisa Virtualização e Evolução para a Nuvem RESULTADOS BRASIL 2011 Pesquisa Virtualização e Evolução para a Nuvem RESULTADOS BRASIL ÍNDICE Evolução de TI... 4 Metodologia... 6 Foco... 8 Conclusão 1: As diferenças entre expectativas e realidade revelam a evolução

Leia mais

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br POR QUE ESCREVEMOS ESTE E-BOOK? Nosso objetivo com este e-book é mostrar como a Gestão de Processos

Leia mais

Assessoria Swagelok em Energia. Um Recurso de Confiança para Otimizar o Desempenho do seu Sistema de Vapor

Assessoria Swagelok em Energia. Um Recurso de Confiança para Otimizar o Desempenho do seu Sistema de Vapor Assessoria Swagelok em Energia Um Recurso de Confiança para Otimizar o Desempenho do seu Sistema de Vapor Conheça a experiência de alguns clientes sobre a Assessoria Swagelok em Energia Com serviços de

Leia mais

D-18969-2010. Ao seu lado no hospital

D-18969-2010. Ao seu lado no hospital D-18969-2010 Ao seu lado no hospital 2 Estamos procurando empresas de tecnologia hospitalar que atuem como parceiras, não como apenas fornecedoras. D-18971-2010 D-18972-2010 Soluções terapêuticas efetivas

Leia mais

PARTE II Contexto Brasileiro

PARTE II Contexto Brasileiro FATERN Faculdade de Excelência Educacional do RN Coordenação Tecnológica de Redes e Sistemas Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Empreendedorismo: Uma Introdução Prof. Fabio Costa Ferrer,

Leia mais

Gestão de Armazenamento

Gestão de Armazenamento Gestão de Armazenamento 1. Introdução As organizações estão se deparando com o desafio de gerenciar com eficiência uma quantidade extraordinária de dados comerciais gerados por aplicativos e transações

Leia mais

IV WORKSHOP GESTÃO DA QUALIDADE COM FOCO EM CLÍNICA DE DIÁLISE

IV WORKSHOP GESTÃO DA QUALIDADE COM FOCO EM CLÍNICA DE DIÁLISE IV WORKSHOP GESTÃO DA QUALIDADE COM FOCO EM CLÍNICA DE DIÁLISE Como estruturar o Escritório da Qualidade Gestão da Qualidade A gestão da qualidade consiste em uma estratégia de administração orientada

Leia mais

Relatório de País Brasil

Relatório de País Brasil Education at a Glance 2011 Indicadores da OECD DOI: http://dx.doi.org/10.1787/eag-2011-en OECD 2011 Sob embargo até 13 de setembro, 11h, horário de Paris Relatório de País Brasil Quaisquer dúvidas, contate:

Leia mais

D-18911-2010. Ao seu lado na área de emergência

D-18911-2010. Ao seu lado na área de emergência D-18911-2010 Ao seu lado na área de emergência 2 Em um caso de emergência, cada segundo conta. D-18913-2010 D-18914-2010 Lidando com o inesperado Na emergência, você nunca sabe o que esperar. Na Dräger,

Leia mais

GlobalPhone - CallShop

GlobalPhone - CallShop CallShop Convidamos sua empresa a conhecer essa ótima oportunidade de ganho de lucros, onde oferecemos uma plataforma para controle de ligações telefônicas, que utilizam o sistema de telefonia VoIP, tornando

Leia mais

Inovação e empreendedorismo no Recife

Inovação e empreendedorismo no Recife Inovação e empreendedorismo no Recife Sergio Cavalcante Recife Summer School 2009 Uma lição de empreendedorismo e inovação: Um sonho em Pernambuco!!! O que é necessário

Leia mais

SYSTIMAX Solutions. imvisiontm. Gestão de Infraestrutura. Simplificada.

SYSTIMAX Solutions. imvisiontm. Gestão de Infraestrutura. Simplificada. SYSTIMAX Solutions imvisiontm. Gestão de Infraestrutura. Simplificada. 1 Toda rede deve ser administrada. A questão é COMO? A visão: Conseguir o sucesso comercial a partir de uma melhor administração de

Leia mais

fornecendo valor com inovações de serviços de negócios

fornecendo valor com inovações de serviços de negócios fornecendo valor com inovações de serviços de negócios A TI é grande. Tantos bits no universo digital quanto estrelas em nosso universo físico. é arriscada. Dois terços dos projetos de TI estão em risco,

Leia mais

22/05/2006. Discurso do Presidente da República

22/05/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de assinatura de protocolos de intenções no âmbito do Programa Saneamento para Todos Palácio do Planalto, 22 de maio de 2006 Primeiro, os números que estão no

Leia mais

7 Política de investimento direto no Brasil: a internacionalização da economia brasileira

7 Política de investimento direto no Brasil: a internacionalização da economia brasileira 7 Política de investimento direto no Brasil: a internacionalização da economia brasileira Alexandre Petry * A Apex foi criada em 2003, mas funcionava desde 1997 dentro da estrutura do Sebrae. Implementa

Leia mais

FACULDADE SENAC GOIÂNIA

FACULDADE SENAC GOIÂNIA FACULDADE SENAC GOIÂNIA NORMA ISO 12.207 Curso: GTI Matéria: Auditoria e Qualidade de Software Professor: Elias Ferreira Acadêmico: Luan Bueno Almeida Goiânia, 2015 CERTIFICAÇÃO PARA O MERCADO BRASILEIRO

Leia mais

ESTRUTURA E TENDÊNCIAS DO MERCADO DE TRABALHO

ESTRUTURA E TENDÊNCIAS DO MERCADO DE TRABALHO ESTRUTURA E TENDÊNCIAS DO MERCADO DE TRABALHO Colombo, 06 de abril de 2010. Instrutora: Amanda G. Gagliastri Formação: Administradora de Empresas O momento em que vivemos Processo acelerado de mudanças

Leia mais

Calçado português reforça aposta no mercado alemão

Calçado português reforça aposta no mercado alemão Calçado português reforça aposta no mercado alemão O mercado alemão é uma prioridade estratégica para a indústria portuguesa de calçado. Por esse motivo, a presença nacional na GDS, o grande evento do

Leia mais

Inovação no Brasil nos próximos dez anos

Inovação no Brasil nos próximos dez anos Inovação no Brasil nos próximos dez anos XX Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas XVIII Workshop ANPROTEC Rodrigo Teixeira 22 de setembro de 2010 30/9/2010 1 1 Inovação e

Leia mais

CONCEITOS DE INOVAÇÃO. Título da Apresentação

CONCEITOS DE INOVAÇÃO. Título da Apresentação CONCEITOS DE INOVAÇÃO Título da Apresentação Novo Marco Legal para Fomento à P,D&I Lei de Inovação. Nº 10.973 (02.12.04) Apresenta um conjunto de medidas de incentivos à inovação científica e tecnológica,

Leia mais

01/12/2009 BUSINESS INTELLIGENCE. Agenda. Conceito. Segurança da Informação. Histórico Conceito Diferencial Competitivo Investimento.

01/12/2009 BUSINESS INTELLIGENCE. Agenda. Conceito. Segurança da Informação. Histórico Conceito Diferencial Competitivo Investimento. BUSINESS INTELLIGENCE Agenda BI Histórico Conceito Diferencial Competitivo Investimento Segurança da Objetivo Áreas Conceito O conceito de Business Intelligencenão é recente: Fenícios, persas, egípcios

Leia mais

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos Eficiência operacional no setor público Dez recomendações para cortar custos 2 de 8 Introdução Com grandes cortes no orçamento e uma pressão reguladora cada vez maior, o setor público agora precisa aumentar

Leia mais

A indústria de máquinas-ferramenta. Mauro Thomaz de Oliveira Gomes, Mary Lessa Alvim Ayres, Geraldo Andrade da Silva Filho

A indústria de máquinas-ferramenta. Mauro Thomaz de Oliveira Gomes, Mary Lessa Alvim Ayres, Geraldo Andrade da Silva Filho A indústria de máquinas-ferramenta Mauro Thomaz de Oliveira Gomes, Mary Lessa Alvim Ayres, Geraldo Andrade da Silva Filho FERRAMENTA Mauro Thomaz de Oliveira Gomes Mary Lessa Alvim Ayres Geraldo Andrade

Leia mais

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO Ambiente de Inovação em Saúde EVENTO BRITCHAM LUIZ ARNALDO SZUTAN Diretor do Curso de Medicina Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo SOCIEDADES CONHECIMENTO

Leia mais

Relatório sobre Segurança da Informação nas Empresas RESULTADOS DA AMÉRICA LATINA

Relatório sobre Segurança da Informação nas Empresas RESULTADOS DA AMÉRICA LATINA 2011 Relatório sobre Segurança da Informação nas Empresas RESULTADOS DA AMÉRICA LATINA SUMÁRIO Introdução... 4 Metodologia... 6 Resultado 1: Cibersegurança é importante para os negócios... 8 Resultado

Leia mais

CONHEÇA A ADT. A empresa que protege seus bens e sua família.

CONHEÇA A ADT. A empresa que protege seus bens e sua família. CONHEÇA A ADT A empresa que protege seus bens e sua família. NOSSA EMPRESA MAIOR EMPRESA ESPECIALIZADA EM SEGURANÇA E INCÊNDIO A ADT pertence à Tyco, a maior empresa de segurança e incêndio do mundo, com

Leia mais

CONSULTORIA E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA

CONSULTORIA E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA CONSULTORIA E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA Quem Somos A Vital T.I surgiu com apenas um propósito: atender com dedicação nossos clientes. Para nós, cada cliente é especial e procuramos entender toda a dinâmica

Leia mais

Organizações internacionais Regionais

Organizações internacionais Regionais Organizações internacionais Regionais Percurso 4 Geografia 9ºANO Profª Bruna Andrade e Elaine Camargo Os países fazem uniões a partir de interesses comuns. Esses interesses devem trazer benefícios aos

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

VI CRESCIMENTO ECONÔMICO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

VI CRESCIMENTO ECONÔMICO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO VI CRESCIMENTO ECONÔMICO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO 1. Crescimento Econômico Conceitua-se crescimento econômico como "o aumento contínuo do Produto Interno Bruto (PIB) em termos globais e per capita,

Leia mais

Relatório de Benchmark Sender Score 2014

Relatório de Benchmark Sender Score 2014 Relatório de Benchmark Sender Score 2014 SENDER SCORE: POR QUE A REPUTAÇÃO É IMPORTANTE NO EMAIL MARKETING 55 SCORE Cada remetente de email tem uma reputação, ou Sender Score. O Sender Score é um proxy

Leia mais

Você está pronto para franquear?

Você está pronto para franquear? Você está pronto para franquear? Um dos maiores benefícios de abrir seu primeiro negócio em shopping center através de uma franquia vem do modelo do negócio, que já oferece o know-how e suporte necessário

Leia mais

Figura 1 - Processo de transformação de dados em informação. Fonte: (STAIR e REYNOLDS, 2008, p. 6, adaptado).

Figura 1 - Processo de transformação de dados em informação. Fonte: (STAIR e REYNOLDS, 2008, p. 6, adaptado). Tecnologia da Informação (TI) A tecnologia é o meio, o modo pelo qual os dados são transformados e organizados para a sua utilização (LAUDON; LAUDON, 1999). Os dados podem ser considerados como fatos básicos,

Leia mais

Pesquisa sobre Provedores de Serviços Internet no Brasil. São Paulo, 30 de novembro de 2011

Pesquisa sobre Provedores de Serviços Internet no Brasil. São Paulo, 30 de novembro de 2011 Pesquisa TIC Provedores 2011 Coletiva de Imprensa Pesquisa sobre Provedores de Serviços Internet no Brasil São Paulo, 30 de novembro de 2011 CGI.br Comitê Gestor da Internet no Brasil NIC.br Núcleo de

Leia mais

CRM estratégico criamos uma série de 05 artigos 100

CRM estratégico criamos uma série de 05 artigos 100 Sabemos que muitas empresas enfrentam sérios problemas na administração de suas carteiras e no relacionamento com seus clientes e que apesar de conhecerem os problemas e até saberem que uma iniciativa

Leia mais

Perspectivas para o Setor de TI

Perspectivas para o Setor de TI Perspectivas para o Setor de TI Irecê Loureiro Maio / 2013 BNDES Fundado em 20 de Junho de 1952: empresa pública de propriedade da União Papel fundamental como investidor em equityatravés da BNDESPare

Leia mais

O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS

O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS O que você sabe sobre a Suíça? Roger Federer Chocolates Relógios de luxo 2 O que você também deve saber Hotspot para Pesquisa e Desenvolvimento

Leia mais