O que são as diretrizes para Discussão Temática?

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O que são as diretrizes para Discussão Temática?"

Transcrição

1 O que são as diretrizes para Discussão Temática? As diretrizes para Discussão Temática apresentam conteúdos exclusivos desenvolvidos por meio de pesquisas para a Fundação 1º de Maio. As informações aqui dispostas possibilitam iniciar um debate a respeito de cada uma desses assuntos, considerados primordiais, no seio da nossa militância, procurando encontrar propostas de ação e fomentar o diálogo na busca de soluções para problemas que atingem milhares de brasileiros. Cada um desses arquivos traz dados que consideramos essenciais para nortear as discussões em direção ao que é prioritário para o Solidariedade: uma parceria de compromisso que permita uma concertação social para a construção de uma sociedade mais justo e igualitária. Sinta-se a vontade para utilizar esse material e discutir em seu diretório, município ou mesmo em sua casa, com seus amigos e familiares. O Solidariedade e a Fundação 1º de Maio querem saber sua opinião a respeito dessas diretrizes para que possamos juntos impulsionar ainda mais nosso partido. Envie sua opinião para nós por ou através de mensagem em nosso site ou nas redes sociais.

2 ESPORTE O partido Solidariedade está atento à necessidade do esporte na vida da população. Entendemos que ele é uma importante ferramenta para retirar crianças das ruas e assim, reduzir a violência e o ócio, este que está diretamente associado ao sedentarismo e às doenças relacionadas a esse mau hábito. Acreditamos que o esporte amador e a atividade física permanente são agentes colaboradores para melhoria da saúde. Foto: Fabio Arantes/ Secom/ PMSP

3 DADOS Ao longo dos anos, o Brasil foi celeiro de grandes atletas nos esportes individuais e coletivos. Embora o rendimento do Brasil em Olimpíadas não seja dos melhores, tivemos um time de futebol que em quatro mundiais disputados ganhou 3 entre 1958 e 1970, um time de voleibol masculino que na primeira década de 2000, de 20 torneios disputados, ganhou 16 e foi ao pódio nos demais e um time de voleibol feminino que é o atual bicampeão olímpico. Dispomos de um Ministério dos Esportes em plena falência e que gasta de 20% a 30% do planejado. Embora tenha criado projetos relevantes (Segundo Tempo, Pintando Cidadania e Pintando Liberdade), estes foram abafados por fortes esquemas de corrupção vinculados ao antigo Ministro Orlando Silva durante o fim de 2007 e o início de A falta de incentivo do Governo tem feito com que a atividade física, incluído o esporte profissional seja prejudicado. Um exemplo do descaso governamental é o atraso no pagamento das parcelas da Bolsa-Atleta, destinada aos atletas que praticam modalidades olímpicas e paraolímpicas de base ou profissional, afetando mais de 6 mil beneficiários. Copa do Mundo 2014 O governo e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) afirmaram na época que todo o dinheiro investido na Copa do Mundo no Brasil viria da iniciativa privada. Nos entanto, o evento custou R$ 33 Bilhões, sendo que desse total, 88% foi extraído dos cofres brasileiros. O gasto foi focado nos eventos, e não na qualificação de atletas ou no legado social. O valor do torneio brasileiro foi superior à soma das três copas anteriores (Coreia/Japão, Alemanha e África do sul). Ao fim do mundial, a Federação Internacional de Futebol (FIFA) teve lucro recorde de R$ 16 bilhões. De acordo com o estudo realizado pelo instituto suíço Solidar em parceria com o alemão Institut Heinrich Boll, o endividamento das cidades-sede das partidas do mundial aumentou em 51%. O estudo mostra que quanto à estrutura, os investimentos não atenderam ao que foi estabelecido inicialmente, em especial no setor de transporte. Logo, um terço dos projetos de transporte público foi cancelado. O Brasil apresentou crescimento pontual e momentâneo como no setor hoteleiro (aumento de 20% nas cidades-sede, segundo

4 o Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil) e no turismo (mais de 700 mil estrangeiros vieram para o mundial, segundo o Ministério dos Esportes). Apesar da FIFA ter exigido, apenas, seis estádios, foram construídas doze arenas, sendo Brasília, Manaus, Cuiabá e Natal, regiões com pouquíssima tradição no futebol, exemplos de estádios superdimensionados, superfaturados e quase sem utilidade pós-copa. Entre 200 mil e 250 mil pessoas foram despejadas para obras do torneio, segundo o Instituto Solidar. Os moradores desalojados queixam-se que o valor da indenização oferecido pelo Governo Federal foi inferior ao valor real de seus imóveis. Hoje, muitos moradores moram em residências de qualidade inferior às suas antigas moradias, vivem de aluguel ou em casa de parentes ou amigos. Olimpíadas Rio 2016 Os gastos previstos eram de R$ 28 bilhões, mas de acordo com a primeira estimativa de custo global do evento, divulgada em abril desse ano pelo comitê organizador, o valor real será de R$ 36,7 bilhões. Diferente de outros países que sediaram o evento anteriormente, tendo a preocupação na construção de parques esportivos e na criação de um programa de preparação de esportistas com pelo menos vinte anos de antecedência, nosso comitê organizador tem se fixado nos resultados imediatos, sem o devido incentivo à base. Essa condição aumenta custos e gera pressão aos envolvidos (trabalhadores e atletas). O Solidariedade atento ao gasto desmedido segue acompanhando e fiscalizando as obras e repasse de valores. Saúde e Esporte A obesidade passou de 11,8 para 17,5% de 2006 para Segundo o Instituto IPSOS, o Brasil apresenta 72% de pessoas sedentárias, sendo que 71% são mulheres e 43% homens. Ainda de acordo com o IPSOS, pessoas com mais 35 anos são os que menos praticam, entre as razões destacamos: 47% apontam a falta de tempo como motivo e 28% cansaço e preguiça. Por isso, o Solidariedade entende que incentivar as atividades físicas representa melhorar a qualidade de vida das pessoas. Para essa promoção, apoiamos projetos de lei e programas com foco na saúde do idoso tendo como exemplo a Academia ao ar livre com acompanhamento profissional.

5 Práticas esportivas escolares Dentre os projetos que apoiamos em esfera municipal, destaca-se o programa de PEES Práticas Esportivas Escolares que é a introdução da prática do esporte de rendimento no rol dos programas esportivos do município. Os treinamentos são ministrados por ex-atletas profissionais, ou graduandos de Educação Física regularmente inscritos, sob a supervisão de um profissional de Educação Física. O projeto inclui a organização de competições internas. A proteção à criança e ao adolescente acontece com ações de incentivo visando melhor rendimento escolar e desenvolvimento das potencialidades desses jovens. Os projetos oferecem, em contraturno, aulas de educação física, artes marciais, instrumentos musicais, entre outras atividades. Com todas essas atividades desenvolvidas, busca-se o desenvolvimento das potencialidades da criança e do adolescente para contribuir nos processos de desenvolvimento pessoal, na promoção social e no fortalecimento da autoestima. Programas existentes no governo federal Programa Saúde na Escola - Compreende 75% dos municípios. Inclui prática esportiva. Meta de 1000 espaços integrados; Centros de Artes e Esportes Unificados (do PAC) - 29 em funcionamento; 319 em construção; MOVE Brasil - rede de engajamento - comunicação, parcerias, promoção e atividades; Segundo Tempo - 4 horas semanais, no contra turno escolar; Academias ao ar livre - Instaladas em mais de 2000 municípios, porém, faltam profissionais para ajudar os frequentadores; Bolsa atleta - Alto rendimento esportistas contemplados; Bolsa pódio Que atende os atletas brasileiros que estejam classificados entre os 20 melhores do ranking mundial de suas especialidades; Plano Brasil Medalhas Projeto que amplia os investimentos nos esportes de alto rendimento, visando a melhor colocação do Brasil no quadro de medalhas dos próximos jogos olímpicos.

6 BANDEIRAS O Brasil tem potencial para se tornar um dos maiores celeiros de atletas do mundo, porém a força transformadora do esporte nunca foi encarada com seriedade pelas autoridades brasileiras. Dessa maneira, o Solidariedade defende entre outras prioridades: Reforma dos atuais programas esportivos e incentivo à integração entre escolas, universidades, treinadores e atletas Criação de um Sistema Nacional de Acompanhamento dos Esportes de alto rendimento e das modalidades olímpicas, incentivando estados e municípios a integrar ações públicas e privadas ajudando a descobrir novos talentos Incentivar, na escola de tempo integral, a prática de esportes e ampliar o Programa Bolsa Atleta e integrá-lo à Política Nacional de valorização das Modalidades Olímpicas Proposta programática: Implantar uma Política Nacional de Esportes focado para as modalidades olímpicas com incentivo aos Estados e Municípios na construção de Centros Olímpicos Estaduais e Regionais; Ampliar o Programa de Bolsa do Atleta e integrá-lo à Política Nacional de Valorização das Modalidades Olímpicas. PROGRAMA OPERACIONAL Âmbito Municipal 1. Desenvolver Projetos/Programas das Academias ao Ar Livre em parceria com SMS; 2. Apoiar projetos de esporte de alto rendimento customizáveis que possam ser apresentados em municípios ou regiões; 3. Aproveitar ex-atletas em programas de incentivo à prática esportiva.

7 Âmbito Estadual 1. Promover integração entre universidades, clubes, Centros Olímpicos, treinadores e atletas de alto rendimento; 2. Promover Programa de formação contínua para treinadores; 3. Apresentar leis de incentivo aos Esportes em todos os Estados que não possuem. Âmbito Federal 1. Trabalhar também a dimensão da saúde dentro do Esporte por meio da atividade física permanente, como inspirador de práticas saudáveis; 2. Promover, através de projetos de lei, incentivos fiscais para práticas de modalidades olímpicas; 3. Desenvolver um marco legal da área, como definições de planos, fontes de recursos e atuação transversal com áreas como Saúde, Educação, Empreendedorismo etc. 4. Implantar uma Política Nacional de Esportes focado para as modalidades olímpicas com incentivo aos Estados e Municípios na construção de Centros Olímpicos Estaduais e Regionais; 5. Ampliar o Programa de Bolsa do Atleta e integrá-lo à Política Nacional de Valorização das Modalidades Olímpicas.

PROJETO INTERPERIFERIAS DO FUTEBOL

PROJETO INTERPERIFERIAS DO FUTEBOL PROJETO INTERPERIFERIAS DO FUTEBOL Coordenador: Prof. Dr. Fábio Machado Pinto Comissão Organizadora: Volnei Pereira (Santa Cruz FC) Lídio Chagas (SER Campinas) RESUMO INTERPERIFERIAS: Projeto de intercambio

Leia mais

PROJETOS INCENTIVADOS Minas Tênis Clube. Projeto Formação e Desenvolvimento de Atletas por meio da Integração das Ciências do Esporte

PROJETOS INCENTIVADOS Minas Tênis Clube. Projeto Formação e Desenvolvimento de Atletas por meio da Integração das Ciências do Esporte PROJETOS INCENTIVADOS Minas Tênis Clube Projeto Formação e Desenvolvimento de Atletas por meio da Integração das Ciências do Esporte Lei de Incentivo ao Esporte PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS TRIBUTADAS PELO

Leia mais

MANUAL DO PATROCINADOR Conselho Regional de Contabilidade - SC 31/08/2016

MANUAL DO PATROCINADOR  Conselho Regional de Contabilidade - SC 31/08/2016 MANUAL DO PATROCINADOR www.manualdopatrocinador.com.br Conselho Regional de Contabilidade - SC 31/08/2016 Panorama Panorama Incentivo Fiscal Estímulos concedidos pelo governo, na área fiscal, para viabilização

Leia mais

OBJETÍADAS (OLIMPÍADAS DO COLÉGIO OBJETIVO)

OBJETÍADAS (OLIMPÍADAS DO COLÉGIO OBJETIVO) OBJETÍADAS (OLIMPÍADAS DO COLÉGIO OBJETIVO) REGULAMENTO GERAL - 2015 1 - Do Objetivo 1.1 As OBJETÍADAS visam aproximar os alunos, promover interação dentro e fora da sala de aula, fortalecer a convivência,

Leia mais

Olimpíada Rio "Voleibol, um jogo que é ouro"

Olimpíada Rio Voleibol, um jogo que é ouro Olimpíada Rio 2016 "Voleibol, um jogo que é ouro" Olimpiadas Investimento Segundo informações da Autoridade Pública Olímpica (APO), os gastos com os jogos eram estimados em R$ 28,8 bilhões quando a candidatura

Leia mais

Ricardo Georges Affonso Miguel

Ricardo Georges Affonso Miguel Atleta mirim: Natureza jurídica da sua condição e a contribuição para o futebol. Ricardo Georges Affonso Miguel ricardo.miguel@trt1.jus.br O problema. A dificuldade econômica das famílias tem sido a principal

Leia mais

REGULAMENTO DO VÔLEI DE PRAIA JOGUINHOS ABERTOS SC 2010 DEMONSTRAÇÃO

REGULAMENTO DO VÔLEI DE PRAIA JOGUINHOS ABERTOS SC 2010 DEMONSTRAÇÃO REGULAMENTO DO VÔLEI DE PRAIA JOGUINHOS ABERTOS SC 2010 DEMONSTRAÇÃO I - DA OBSERVÂNCIA DESTE REGULAMENTO Art.1º- Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem as disputas do Campeonato de Volei

Leia mais

PROGRAMAÇÃO VOLEIBOL FEMININO. Chave UNICA 1ª RODADA DATA 29/08/15. Jogo Hora Modalidade Sexo Equipe [A] Equipe [B] Chave 2ª RODADA DATA 26/09/15

PROGRAMAÇÃO VOLEIBOL FEMININO. Chave UNICA 1ª RODADA DATA 29/08/15. Jogo Hora Modalidade Sexo Equipe [A] Equipe [B] Chave 2ª RODADA DATA 26/09/15 VOLEIBOL FEMININO Chave UNICA 1 RIO DO SUL 2 TROMBUDO CENTRAL 4 SALETE 5 PETROLANDIA 6 PRESIDENTE GETULIO 7 LONTRAS 8 POUSO REDONDO 1ª RODADA DATA 29/08/15 PRESIDENTE GETULIO GINASIO MUNICIPAL 01 14:00

Leia mais

Processo Nº / São Carlos Clube do Atletismo

Processo Nº / São Carlos Clube do Atletismo Processo Nº 58701001573/2009-80 SÃO CARLOS CLUBE O São Carlos Clube é um dos clubes mais tradicionais do interior do estado de São Paulo fundado em 1944. A história do clube e da cidade é bastante conhecida

Leia mais

Programa FIC+Feliz. Maio/2016 Belo Horizonte - MG. Maria Lúcia Rezende Milhorato

Programa FIC+Feliz. Maio/2016 Belo Horizonte - MG. Maria Lúcia Rezende Milhorato Programa FIC+Feliz Maio/2016 Belo Horizonte - MG Maria Lúcia Rezende Milhorato CONTEXTO A Credicom foi piloto no projeto do Índice de Felicidade Interna do Cooperativismo FIC, promovido pelo SESCOOP Nacional

Leia mais

Só arenas novas? Veja grandes times que jogam em estádios antigos

Só arenas novas? Veja grandes times que jogam em estádios antigos Uol - SP 24/05/2015-12:42 Só arenas novas? Veja grandes times que jogam em estádios antigos Da Redação Estádio Canindé (Portuguesa) - Inaugurado em janeiro de 1972, Canindé foi ampliado em 1980, com a

Leia mais

Graduado em Educação Física - Universidade Estadual de Londrina

Graduado em Educação Física - Universidade Estadual de Londrina Graduado em Educação Física - Universidade Estadual de Londrina Especialista em Gestão de Pessoas Especialista em Gestão e Organização Pública Especialista em Qualidade e Produtividade no Setor Público

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 2 ano Semana de 8 a 12 de agosto de 2016 SURGIMENTO DOS JOGOS

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 2 ano Semana de 8 a 12 de agosto de 2016 SURGIMENTO DOS JOGOS COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 2 ano Semana de 8 a 12 de agosto de 2016 Troca do livro 2 A, B e C terça-feira Segunda-feira Curitiba, 8 de agosto de 2016. Leia o texto e

Leia mais

EQUIPES PARTICIPANTES

EQUIPES PARTICIPANTES EQUIPES PARTICIPANTES NOVA GERAÇÃO FUTEBOL CLUBE BAIRRO: SANTO ANDRE CAMPO: GREMIO MINEIRO 16h00min TRUQUEIROS FUTEBOL CLUBE BAIRRO: NOVA ESPERANÇA CAMPO: GREMIO MINEIRO 14h00min SPORT CLUBE DA FRANÇA

Leia mais

2nd FAPESP PIPE-High-Tech

2nd FAPESP PIPE-High-Tech 2nd FAPESP PIPE-High-Tech Entrepreneurial Training Program October / November / December, 2016 TIME ONE SPORTS Fernando Endo Cofounder - CTO Paulo Camargo Cofounder - CEO Claudio Bacci Pesquisador Alexandre

Leia mais

Estudante brasileiro é o mais otimista em relação ao futuro, revela pesquisa internacional

Estudante brasileiro é o mais otimista em relação ao futuro, revela pesquisa internacional Estudante brasileiro é o mais otimista em relação ao futuro, revela pesquisa internacional Enviado por DA REDAÇÃO 28-Mai-2014 PQN - O Portal da Comunicação Otimista, cada vez mais preparado e em busca

Leia mais

Sementes do Amanhã. Proposta de Projeto Esportivo. Proposta de Patrocínio via Lei de Incentivo ao Esporte (100% dedutível de 1% do IR)

Sementes do Amanhã. Proposta de Projeto Esportivo. Proposta de Patrocínio via Lei de Incentivo ao Esporte (100% dedutível de 1% do IR) Proposta de Projeto Esportivo Sementes do Amanhã Proposta de Patrocínio via Lei de Incentivo ao Esporte (100% dedutível de 1% do IR) PROPONENTE: GESTÃO: APOIO: COLABORADOR: PANORAMA Futebol Clube Proposta

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER CALENDÁRIO ESPORTIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER CALENDÁRIO ESPORTIVO PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER CALENDÁRIO ESPORTIVO 2016 Carlos Eduardo Esporte é vida. Para a Prefeitura Municipal do Natal, estas palavras formam mais que uma máxima

Leia mais

Inteligência Esportiva

Inteligência Esportiva Inteligência Esportiva Objetivo Geral Produzir, aglutinar, sistematizar, analisar e difundir informações sobre o esporte de alto rendimento no Brasil e no mundo. Objetivos Específicos: Definir variáveis

Leia mais

INVESTIMENTOS SOCIAIS

INVESTIMENTOS SOCIAIS CRIXÁS 2015 INVESTIMENTOS SOCIAIS Fotos: arquivo AGA Projeto Talentos de Ouro, iniciativa apoiada por meio da Lei de Incentivo à Cultura Sabão Ecológico Aquarela, iniciativa da Associação dos Agricultores

Leia mais

PROJETO INCENTIVADO - ICMS CENTRO DE TREINAMENTO DE REMO ADAPTÁVEL. Este é um Projeto Aprovado pela Lei Estadual de Incentivo ao Esporte KMC

PROJETO INCENTIVADO - ICMS CENTRO DE TREINAMENTO DE REMO ADAPTÁVEL. Este é um Projeto Aprovado pela Lei Estadual de Incentivo ao Esporte KMC PROJETO INCENTIVADO - ICMS CENTRO DE TREINAMENTO Este é um Projeto Aprovado pela Lei Estadual de Incentivo ao Esporte Realização Apoio Sobre a Lei Foi sancionada em dezembro de 2009 a Lei Estadual nº 1.137/2009,

Leia mais

Campeonato de Futebol Society para Universitários

Campeonato de Futebol Society para Universitários Campeonato de Futebol Society para Universitários APRESENTAÇÃO Já faz parte da história da Rádio Itatiaia a realização da Copa Itatiaia de Futebol Amador. O campeonato, que entrará para a 55ª edição, tem

Leia mais

Cadastro Único de Programas Sociais Seminário Pan- Amazônico de Proteção Social Belém - PA

Cadastro Único de Programas Sociais Seminário Pan- Amazônico de Proteção Social Belém - PA Cadastro Único de Programas Sociais Seminário Pan- Amazônico de Proteção Social Belém - PA Tiago Falcão Secretário da Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário

Leia mais

O MTUR e a Copa 2014 Copa do Mundo da FIFA 2014 Encontro Econômico Brasil- Alemanha 2009 Vitória ES - Brasil 30 de agosto a 1º de setembro

O MTUR e a Copa 2014 Copa do Mundo da FIFA 2014 Encontro Econômico Brasil- Alemanha 2009 Vitória ES - Brasil 30 de agosto a 1º de setembro Copa do Mundo da FIFA Encontro Econômico Brasil- Alemanha 2009 2014 Vitória ES - Brasil 30 de agosto a 1º de setembro O MTUR e a Ponto de partida : garantias oferecidas pelo governo federal, estados e

Leia mais

CIRCUITO BRASILEIRO DE GOLFE PROFISSIONAL - CBG PRO TOUR REGULAMENTO 2014

CIRCUITO BRASILEIRO DE GOLFE PROFISSIONAL - CBG PRO TOUR REGULAMENTO 2014 MODALIDADE DE DISPUTA CIRCUITO BRASILEIRO DE GOLFE PROFISSIONAL - CBG PRO TOUR REGULAMENTO 2014 1. As etapas do CBG Pro Tour serão disputadas em três (03) voltas de stroke-play de dezoito (18) buracos

Leia mais

FALTA DINHEIRO OU BOA APLICAÇÃO DOS RECURSOS?

FALTA DINHEIRO OU BOA APLICAÇÃO DOS RECURSOS? FALTA DINHEIRO OU BOA APLICAÇÃO DOS RECURSOS? Análise sintética do estudo internacional SPLISS consórcio de universidades que comparou as políticas esportivas com o sucesso internacional em 15 países O

Leia mais

PROPOSTA PROGRAMA MUNICIPAL DE BOLSAS DE ESTÁGIOS DE TRABALHO 2017/2018

PROPOSTA PROGRAMA MUNICIPAL DE BOLSAS DE ESTÁGIOS DE TRABALHO 2017/2018 PROPOSTA PROGRAMA MUNICIPAL DE BOLSAS DE ESTÁGIOS DE TRABALHO 2017/2018 INTRODUÇÃO A dinamização de programas e de iniciativas que visam dar contributos para a formação humana, cívica e académica dos jovens

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DOS REIS

CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DOS REIS Estado do Rio de Janeiro CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DOS REIS Gabinete do Vereador Hélio Severino de Azevedo C.M.A.R. Proc. nº_2428/2016_ Folha 01 Rubrica PROJETO DE LEI N.º 054/2016 Projeto de Lei que institui

Leia mais

A Coordenação Técnica Local, conforme competências designadas, informa:

A Coordenação Técnica Local, conforme competências designadas, informa: A Coordenação Técnica Local, conforme competências designadas, informa: 1. Informações Gerais Envios de Indisponibilidade para os jogos: Rodada Referência: 09 de setembro de 2017 a 15 de setembro de 2017

Leia mais

Estado de Santa Catarina

Estado de Santa Catarina Estado de Santa Catarina -Vigésimo estado brasileiro em extensão territorial. -Décimo primeiro mais populoso. -Índices sociais entre os melhores do Brasil e do Continente Americano. -É sexto maior PIB

Leia mais

Potencial da Indústria do Esporte no Brasil

Potencial da Indústria do Esporte no Brasil Potencial da Indústria do Esporte no Brasil setembro / 2010 Perspectivas Globais (indústria do esporte) Participação do esporte no PIB das nações desenvolvidas entre 2,0% e 2,5%. Na década d de 1990 participação

Leia mais

Art. 3º - É competência dos organizadores do evento interpretar este regulamento, zelar por sua execução e resolver casos omissos.

Art. 3º - É competência dos organizadores do evento interpretar este regulamento, zelar por sua execução e resolver casos omissos. Regulamento II TIC (Torneio de Integração da Católica SC) Capítulo I Da observância deste regulamento Art. 1º O II Torneio de Integração da Católica SC, tem por objetivo principal celebrar o encerramento

Leia mais

Gestão Esportiva no Primeiro Setor

Gestão Esportiva no Primeiro Setor Gestão Esportiva no Primeiro Setor 1 S E T O R P Ú B L I C O Claudio Rocha Objetivos da aula 2 1. A N A L I S A R O S S E T O R E S D A S O C I E D A D E O N D E A G E S T Ã O E S P P O D E S E R C O N

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE REMO CAMINHO DA SELEÇÃO SELEÇÃO BRASILEIRA DE REMO TEMPORADA 2017 PLANO ANUAL

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE REMO CAMINHO DA SELEÇÃO SELEÇÃO BRASILEIRA DE REMO TEMPORADA 2017 PLANO ANUAL CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE REMO CAMINHO DA SELEÇÃO SELEÇÃO BRASILEIRA DE REMO TEMPORADA 2017 PLANO ANUAL Planejamento, Processo Seletivo e Calendário SELEÇÃO BRASILEIRA DE REMO PLANO ANUAL TEMPORADA 2017

Leia mais

XIII REGULAMENTO GERAL CURITIBA

XIII REGULAMENTO GERAL CURITIBA XIII REGULAMENTO GERAL CURITIBA -2016- COMITÊ ORGANIZADOR Presidente do Círculo Militar do Paraná Ten. Cel. Sérgio Cooper de Almeida Diretora Geral de Esportes Sra. Marisa Krieger Coordenadora Geral de

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO GERAL DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO GERAL DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ART. 1º A competição será para alunos devidamente matriculados na Instituição de Ensino - Univale. ART. 2º As pessoas físicas que participarem do evento consideradas

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO 4 JOGOS DO IFRS

REGULAMENTO ESPECÍFICO 4 JOGOS DO IFRS REGULAMENTO ESPECÍFICO 4 JOGOS DO IFRS DO FUTSAL Art.1 - Os jogos de futsal nos 4º JOGOS DO IFRS serão realizados de acordo com as Regras Oficiais da CBFS, pelo regulamento geral e específico. Art.2 -

Leia mais

Minas Gerais na Copa do Mundo de 2014

Minas Gerais na Copa do Mundo de 2014 Minas Gerais na Copa do Mundo de 2014 Brasil: sede da Copa do Mundo 2014 30/10/2007 Brasil é escolhido como sede da Copa do Mundo de 2014 (18 cidades-sede inscritas); 31/05/2009 Belo Horizonte é escolhida

Leia mais

REGULAMENTO Vôlei

REGULAMENTO Vôlei REGULAMENTO 2017 - Vôlei 1. MISSÃO Criar um ambiente adequado para a prática esportiva, onde a competição entre equipes escolares se desenvolva de forma positiva, propiciando vivências práticas de valores

Leia mais

Raio-X Copa 2014: como estão as cidades que vão receber os jogos

Raio-X Copa 2014: como estão as cidades que vão receber os jogos 1 de 5 13/7/2010 09:39 globoesporte.com Série A Série A Série B ago cam cap ava bot cea cor cru fla flu goi gre pru gua int pal san spo vas vit abccc arn asa bah bra brs cob dca fig cob for ipa nau par

Leia mais

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL Federação Cearense de Futebol Diretoria de Competições Regulamento Específico da Competição Copa Cearense de Futebol Master Quarentão 2017 1 SUMÁRIO CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO... 3 CAPÍTULO

Leia mais

CLUBE ATLETISMO DE MARINHA GRANDE

CLUBE ATLETISMO DE MARINHA GRANDE CLUBE ATLETISMO DE MARINHA GRANDE Índice 1. Introdução... 2 2. Rendimento desportivo... 2 3. Quadro técnico... 4 4. Atletas... 4 5. Organização de eventos... 4 1 1. Introdução Com a construção da pista

Leia mais

AÇÕES DE FORMAÇÃO CREDITADAS PARA TREINADORES Funchal

AÇÕES DE FORMAÇÃO CREDITADAS PARA TREINADORES Funchal AÇÕES DE FORMAÇÃO CREDITADAS PARA TREINADORES 2015 - Funchal Ações Creditadas pelo PNFT 2015 Preços de Inscrição: 1) Ações de 1,4 créditos - 20,00 a. Preço para Filiados - 20,00 2) Ações de 0,8 créditos

Leia mais

INVESTIMENTOS SOCIAIS

INVESTIMENTOS SOCIAIS SABARÁ 2015 INVESTIMENTOS SOCIAIS Projeto Esporte na Cidade, na Casa da Criança Fotos: arquivo AGA Reunião do Projeto Bons Conselhos, com representantes das seis cidades, no Centro de Educação Ambiental,

Leia mais

Patrocínio Esportivo 4.6 Prospecção de Patrocinadores

Patrocínio Esportivo 4.6 Prospecção de Patrocinadores Patrocínio Esportivo 4.6 Prospecção de Patrocinadores Patrocínio Esportivo 4.6 Projeto Final Prospecção de Patrocinadores Desenvolvimento do Projeto Esportivo e Plano Comercial (aula 3) Definição de novos

Leia mais

Orçamento Anual FPPM 2013 ANEXO AO PLANO DE ACTIVIDADES 2013 ANTERIOR Á DEFINIÇÃO DO FINANCIAMENTO PELO IPDJ

Orçamento Anual FPPM 2013 ANEXO AO PLANO DE ACTIVIDADES 2013 ANTERIOR Á DEFINIÇÃO DO FINANCIAMENTO PELO IPDJ Orçamento Anual FPPM 2013 ANEXO AO PLANO DE ACTIVIDADES 2013 ANTERIOR Á DEFINIÇÃO DO FINANCIAMENTO PELO IPDJ DESCRIÇÃO 2013 Valor Euros 0 RECEITAS 373.620 1.1 Próprias 1.1.1 Quotizações Anuais 1.2 Entidades

Leia mais

Jogos Paralímpicos Rio Ministério do Esporte Fotos: CPB, Rio2016 e Brasil2016

Jogos Paralímpicos Rio Ministério do Esporte Fotos: CPB, Rio2016 e Brasil2016 Jogos Paralímpicos Rio 2016 Ministério do Esporte Fotos: CPB, Rio2016 e Brasil2016 Edição grandiosa das Paralímpiadas 2,1 milhões de ingressos vendidos, superando Pequim 2008 e atrás apenas de Londres

Leia mais

CAMPEONATO REGIONAL DA LARM DE FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DA 2ª DIVISÃO DE 2012 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I

CAMPEONATO REGIONAL DA LARM DE FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DA 2ª DIVISÃO DE 2012 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I LIGA ATLÉTICA DA REGIÃO MINEIRA - LARM DEPARTAMENTO TÉCNICO CAMPEONATO REGIONAL DA LARM DE FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DA 2ª DIVISÃO DE 2012 REGULAMENTO ESPECÍFICO Disposições Preliminares: CAPÍTULO I Art.

Leia mais

Apresentação. Os Números do Surf

Apresentação. Os Números do Surf Apresentação O surf surgiu como esporte dos amantes da praia e, hoje, é um esporte em ascensão. As razões do seu sucesso explicam-se pela imagem que possui de um novo estilo de vida, em especial para os

Leia mais

III MEETNIG DE NATACÃO PARALÍMPICA DO DF

III MEETNIG DE NATACÃO PARALÍMPICA DO DF III MEETNIG DE NATACÃO PARALÍMPICA DO DF APRESENTAÇÃO A Federação de Desportos Aquáticos do Distrito Fderal (FDA-DF), com a correalização da Associação de Centro de Treinamento de Educação Física Especial

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DO RUGBY BRASILEIRO: panorama de 2009 a 2012

DESENVOLVIMENTO DO RUGBY BRASILEIRO: panorama de 2009 a 2012 DESENVOLVIMENTO DO RUGBY BRASILEIRO: panorama de 2009 a 2012 Eraldo dos Santos Pinheiro Mauricio Migliano Gabriel Gustavo Bergmann Adroaldo Gaya INTRODUÇÃO Praticantes e fãs de Rugby em algum momento já

Leia mais

4 Torneio de Andebol Cidade de Castelo Branco-Páscoa REGULAMENTO

4 Torneio de Andebol Cidade de Castelo Branco-Páscoa REGULAMENTO REGULAMENTO. ORGANIZAÇÃO. Associação Desportiva Albicastrense. Associação de Andebol de Castelo Branco. Federação Portuguesa de Andebol.Câmara Municipal de Castelo Branco. PARTICIPANTES. As equipas participantes

Leia mais

Seja Bem Vinda a 1º treinamento online de % do sucesso se baseia simplesmente em insistir.

Seja Bem Vinda a 1º treinamento online de % do sucesso se baseia simplesmente em insistir. Seja Bem Vinda a 1º treinamento online de 2016 90% do sucesso se baseia simplesmente em insistir. Lançamentos! Planeje seu Trabalho e Trabalhe o seu Plano! Cada Kit: (Creme Gel de Celulite + Massageador)

Leia mais

Gala do Desporto 2012

Gala do Desporto 2012 Gala do Desporto 2012 Reunião de Câmara 05-Nov-2012 Índice 1. Introdução... 3 2. Destinatários... 3 3. Processo e prazo de candidatura... 3 4. Processo de seleção... 3 5. Critérios de seleção... 4 7. Exceções...

Leia mais

XV PROVA PEDESTRE CIDADE DE LONDRINA/CAIXA/INESUL

XV PROVA PEDESTRE CIDADE DE LONDRINA/CAIXA/INESUL XV PROVA PEDESTRE CIDADE DE LONDRINA/CAIXA/INESUL Data 11 de Dezembro de 2016 Realização: Instituto Paranaense de Esportes e Cultura IPEC Objetivo A Prova Pedestre Cidade de Londrina, é umas das principais

Leia mais

FUTSAL Art. 1º - As partidas obedecerão as regras oficiais da C.B.F.S.. Art. 2º - O tempo de cada partida será de 08 (oito) minutos. Inciso I - quando

FUTSAL Art. 1º - As partidas obedecerão as regras oficiais da C.B.F.S.. Art. 2º - O tempo de cada partida será de 08 (oito) minutos. Inciso I - quando VOLEIBOL Art. 1º - As partidas obedecerão às regras oficiais da FIVB, com as seguintes alterações: Inciso I - Os jogos serão realizados em 01 (um) set de 16 (dezesseis) pontos. Inciso II - Em caso de empate

Leia mais

Orçamento Anual FPPM 2012 (PROVISÓRIO) ANTERIOR À DEFINIÇÃO DO FINANCIAMENTO PELO IDP

Orçamento Anual FPPM 2012 (PROVISÓRIO) ANTERIOR À DEFINIÇÃO DO FINANCIAMENTO PELO IDP Orçamento Anual FPPM 2012 (PROVISÓRIO) ANTERIOR À DEFINIÇÃO DO FINANCIAMENTO PELO IDP DESCRIÇÃO 2012 Valor Euros 0 RECEITAS 230.469 1.1 Próprias 1.1.1 Quotizações Anuais 1.2 Entidades Oficiais 227.469

Leia mais

Pesquisa Perfil do Visitante dos Estádios de Futebol 2010

Pesquisa Perfil do Visitante dos Estádios de Futebol 2010 Pesquisa Perfil do Visitante dos Estádios de Futebol 2010 Secretaria Municipal de Turismo de Porto Alegre Centro Universitário Metodista do IPA Curso Turismo ênfase Hotelaria Tudo é um ou outro, sem tréguas.

Leia mais

CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL PROFISSIONAL 2ª DIVISÃO 2014 REGULAMENTO ESPECÍFICO

CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL PROFISSIONAL 2ª DIVISÃO 2014 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL PROFISSIONAL 2ª DIVISÃO 2014 REGULAMENTO ESPECÍFICO Da Denominação e Participação. Art. 1 - Integrarão o Campeonato Estadual de Futebol Profissional da Segunda Divisão do

Leia mais

Nas férias de julho, Museu do Futebol traz programação especial Atividades ligadas ao tema olímpico serão realizadas ao longo do mês

Nas férias de julho, Museu do Futebol traz programação especial Atividades ligadas ao tema olímpico serão realizadas ao longo do mês Nas férias de julho, Museu do Futebol traz programação especial Atividades ligadas ao tema olímpico serão realizadas ao longo do mês O Museu do Futebol, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de

Leia mais

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL Federação Cearense de Futebol Diretoria de Competições Regulamento Específico da Competição Campeonato Cearense Feminino 2017 1 SUMÁRIO CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO... 3 CAPÍTULO II - DO

Leia mais

Estação do Basquete. De 16 a Praça central. Confira a programação em jkshoppingdf.com.br. REALIZAÇÃO: #VemPraCá VemProJK

Estação do Basquete. De 16 a Praça central. Confira a programação em jkshoppingdf.com.br. REALIZAÇÃO: #VemPraCá VemProJK Estação do Basquete De 16 a 23.07 Praça central Confira a programação em jkshoppingdf.com.br REALIZAÇÃO: #VemPraCá VemProJK Entre os dias 16 e 23 de julho, a praça de eventos do JK Shopping se transforma

Leia mais

ID Proposta Dados do Município / Distrito Federal Dados gerais / Caracteristicas do terreno. Carta Consulta CIE - Administração

ID Proposta Dados do Município / Distrito Federal Dados gerais / Caracteristicas do terreno. Carta Consulta CIE - Administração ID Proposta 524 1. Dados do Município / Distrito Federal Nome Munic./Distrito: UF: Prefeito: CPF do Prefeito: Endereço Pref.: CEP: Telefones: Prefeitura Municipal de Americana São Paulo DIEGO DE NADAI

Leia mais

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA RESOLUÇÃO VERSÃO RD1002 DA DIRETORIA 3 1/5 TÍTULO Horário de Funcionamento do Clube VIGÊNCIA 20/09/11 A Diretoria do Minas Tênis Clube, no uso de suas atribuições e tendo em vista a necessidade de regulamentar

Leia mais

INTENÇÃO DE COMEMORAÇÃO PARA O ANO NOVO

INTENÇÃO DE COMEMORAÇÃO PARA O ANO NOVO INTENÇÃO DE COMEMORAÇÃO PARA O ANO NOVO Dezembro de 2015 Slide 1 OBJETIVOS DO ESTUDO Investigar como serão as comemorações para o ano novo e respectivos valores financeiros envolvidos; Avalição do cenário

Leia mais

HISTÓRICO DE FILIAÇÃO UFLA

HISTÓRICO DE FILIAÇÃO UFLA Fundada em 03/05/1938, Oficializada pelo decreto 3617/945. Nomeada Entidade Pública Municipal e Estadual. Filiada a CBDU (Confederação Brasileira do Desporto Universitário). HISTÓRICO DE FILIAÇÃO UFLA

Leia mais

2º Encontro Brasileiro das Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial

2º Encontro Brasileiro das Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial 2º Encontro Brasileiro das Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial 1 Histórico 3 HISTÓRICO 1698 - A bandeira de Antônio Dicas de Oliveira se deparou com o Pico do Itacolomi. 1711 - Os núcleos

Leia mais

CALENDÁRIO OFICIAL - SEME JANEIRO 2 a 25 XLII Copa São Paulo de Futebol Junior Sede Capital 9 a 30 Ônibus Brincalhão e/ou Tenda do Brincar 9 a

CALENDÁRIO OFICIAL - SEME JANEIRO 2 a 25 XLII Copa São Paulo de Futebol Junior Sede Capital 9 a 30 Ônibus Brincalhão e/ou Tenda do Brincar 9 a CALENDÁRIO OFICIAL - SEME - 2011 JANEIRO 2 a 25 XLII Copa São Paulo de Futebol Junior Sede Capital 9 a 30 Ônibus Brincalhão e/ou Tenda do Brincar 9 a 30 Super Férias no Clube Escola (de 3ªs feiras a domingo)

Leia mais

JOGOS DOS INSTITUTOS FEDERAIS ETAPA NORDESTE

JOGOS DOS INSTITUTOS FEDERAIS ETAPA NORDESTE 02 1 1 - DOS RESULTADOS E DADOS ESTATÍSTICOS DO DIA 07/09/2016 BASQUETEBOL 1 08:00 FEMININO A IFBA 14 X 30 IFCE 2 09:00 FEMININO B IFMA 11 X 36 IFRN 3 10:00 MASCULINO A IFBA 20 X 61 IFRN 4 11:00 MASCULINO

Leia mais

TAÇA CATALUNYA Prezados pais, mães e responsáveis da FCBEscola Brasil,

TAÇA CATALUNYA Prezados pais, mães e responsáveis da FCBEscola Brasil, TAÇA CATALUNYA 2016 Prezados pais, mães e responsáveis da FCBEscola Brasil, Após o grande sucesso da Copa Catalunya 2015, é com muita felicidade que apresentamos a vocês a TAÇA CATALUNYA 2016, evento a

Leia mais

Ouro olímpico: credibilidade no futebol feminino supera a do masculino em Londres

Ouro olímpico: credibilidade no futebol feminino supera a do masculino em Londres Ouro olímpico: credibilidade no futebol feminino supera a do masculino em Londres Lucas Almeida As Olimpíadas, uma das competições mais tradicionais da história, tiveram início na Grécia Antiga em 776

Leia mais

1º Vanessa Feliciano Ebert

1º Vanessa Feliciano Ebert 1º Vanessa Feliciano Ebert Jovem mestra, de Rio do Sul/SC, é a enxadrista em atividade com maior rating no ranking da Fide. Na lista da entidade, de 1º de março de 2012, a bicampeã brasileira aparece com

Leia mais

REGULAMENTO DEZ MILHAS E RÚSTICA DO DOCE

REGULAMENTO DEZ MILHAS E RÚSTICA DO DOCE REGULAMENTO DEZ MILHAS E RÚSTICA DO DOCE CAPITULO I AS PROVAS Artigo 1º - O presente regulamento é o conjunto das disposições que regem a prova Dez Milhas e Rústica do Doce. Artigo 2 - A prova Dez Milhas

Leia mais

REGULAMENTO. Art. 3º - Os corredores (as) deverão inscrever-se no endereço no período de 30 de setembro a 11 de dezembro de 2016.

REGULAMENTO. Art. 3º - Os corredores (as) deverão inscrever-se no endereço  no período de 30 de setembro a 11 de dezembro de 2016. DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE ESPORTE DE IVAIPORÃ UEM MARINGÁ-CAMPUS IVAIPORÃ ACISI NÚCLEO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DE IVAIPORÃ V CORRIDA RÚSTICA DE IVAIPORÃ PARE DE FUMAR CORRENDO Capítulo I - Das Disposições

Leia mais

MACAU ESPORTE CLUBE PROPOSTA DE PATROCÍNIO TEMPORADA 2016

MACAU ESPORTE CLUBE PROPOSTA DE PATROCÍNIO TEMPORADA 2016 MACAU ESPORTE CLUBE PROPOSTA DE PATROCÍNIO TEMPORADA 2016 SUMÁRIO I. INTRODUÇÃO...03 II. O CLUBE...04 III. HÓQUEI SOBRE GRAMA NO MUNDO...05 V. EQUIPES E CONQUISTAS...06 V. APOIO...08 VI. COMPROMISSO...08

Leia mais

OPORTUNIDADES PARA INOVAÇÃO NO BRASIL

OPORTUNIDADES PARA INOVAÇÃO NO BRASIL OPORTUNIDADES PARA INOVAÇÃO NO BRASIL Alvaro T. Prata Universidade Federal de Santa Catarina CONFERÊNCIA DE ABERTURA Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação para Agricultura: Academia e Indústria Florianópolis,

Leia mais

Resultados. Resultados. 4T12 e ano de T de maio de 2013

Resultados. Resultados. 4T12 e ano de T de maio de 2013 Resultados Resultados 4T12 e ano de 2012 1T13 15 de maio de 2013 8 de março de 2013 Destaques 1T13 Renovação do contrato com a Losango por mais 3 anos; Crescimento da base de cartões no trimestre em relação

Leia mais

PLANO DE VISIBILIDADE

PLANO DE VISIBILIDADE PLANO DE VISIBILIDADE Projeto: Jogos Estudantis Municipais 2017 Número de Beneficiários: 2.000 Participantes Valor Aprovado: R$ 149.628,40 LPIE nº 406/2016 Aprovação Publicada no D.O.E de 01/06/2016 Lei

Leia mais

FEDERAÇÃO GOIANA DE FUTEBOL

FEDERAÇÃO GOIANA DE FUTEBOL COPA GOIÁS (SUB-20) 2014 N O R M A S E S P E C I A I S CAPÍTULO I Da Denominação e Participação Art. 1º - A Copa Goiás Sub-20 Edição 2014, será disputado pelas 15 (quinze) associações que a integram na

Leia mais

Suas provas são independentes, mas deverão respeitar o regulamento do Circuito.

Suas provas são independentes, mas deverão respeitar o regulamento do Circuito. INTRODUÇÃO: O Circuito Cuesta de Corridas de Rua, passou a partir do ano de 2.012 a fazer parte do calendário anual de atividades esportivas e comemorativas da cidade de Botucatu. Suas provas são independentes,

Leia mais

INVESTIMENTOS SOCIAIS

INVESTIMENTOS SOCIAIS BARÃO DE COCAIS 2015 INVESTIMENTOS SOCIAIS Fotos: arquivo AGA Associação dos Apicultores de Barão de Cocais, iniciativa apoiada pelo Chamada Pública de Projetos Voluntários do Programa de Mãos Dadas em

Leia mais

PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO N O 2, DE 2016 (Medida Provisória nº 693, de 2015)

PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO N O 2, DE 2016 (Medida Provisória nº 693, de 2015) PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO N O 2, DE 2016 (Medida Provisória nº 693, de 2015) Altera as Leis n os 12.780, de 9 de janeiro de 2013, que dispõe sobre medidas tributárias referentes à realização, no Brasil,

Leia mais

Apresenta. Circuito de Tênis 2016

Apresenta. Circuito de Tênis 2016 Apresenta Circuito de Tênis 2016 O circuito Desde 2006 O Aberto de Tênis Batata Bowl está consolidado como um dos maiores eventos de tênis amador de Minas Gerais. O evento vem a cada dia se tornando referência

Leia mais

CAMPEONATO REGIONAL DA LARM DE FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DA 2ª DIVISÃO DE 2013 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I

CAMPEONATO REGIONAL DA LARM DE FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DA 2ª DIVISÃO DE 2013 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I LIGA ATLÉTICA DA REGIÃO MINEIRA - LARM DEPARTAMENTO TÉCNICO CAMPEONATO REGIONAL DA LARM DE FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DA 2ª DIVISÃO DE 2013 REGULAMENTO ESPECÍFICO Disposições Preliminares: CAPÍTULO I Art.

Leia mais

Desempenho financeiro do Flamengo em 2014

Desempenho financeiro do Flamengo em 2014 Desempenho financeiro do Flamengo em 2014 Janeiro de 2015 Análise dos dados financeiros do Flamengo, que apresentaram sensível melhora graças à maximização das receitas e controle do endividamento. Marketing

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DE PROVA IV OPEN KARATE CIDADE DE AMORA 4 DE JUNHO 2017

REGULAMENTO GERAL DE PROVA IV OPEN KARATE CIDADE DE AMORA 4 DE JUNHO 2017 REGULAMENTO GERAL DE PROVA IV OPEN KARATE CIDADE DE AMORA 4 DE JUNHO 2017 CLUBE ORGANIZADOR CLUBE RECREATIVO DA CRUZ DE PAU LOCAL: PAVILHÃO DA ESCOLA EB 2/3 PEDRO EANES LOBATO CIDADE DE AMORA Artigo 1º

Leia mais

REGULAMENTO ESPECIFICO ADULTO NAIPE FEMININO

REGULAMENTO ESPECIFICO ADULTO NAIPE FEMININO REGULAMENTO ESPECIFICO ADULTO NAIPE FEMININO Art. 1º - DA ORGANIZAÇÃO E DIREÇÃO DO CAMPEONATO a) A competição de que trata este Regulamento será organizada e dirigida pela FESFS, através da Direção Técnica,

Leia mais

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL Federação Cearense de Futebol Diretoria de Competições Regulamento Específico da Competição Copa Cearense de Futebol Master 2016 1 SUMÁRIO CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO...3 CAPÍTULO II - DO

Leia mais

Atividade Turística manteve resultados positivos em 2015

Atividade Turística manteve resultados positivos em 2015 Estatísticas do Turismo 2015 28 de julho de 2016 Atividade Turística manteve resultados positivos em 2015 Segundo os dados mais recentes publicados pela Organização Mundial de Turismo, as chegadas de turistas

Leia mais

CAMPEONATO CEARENSE CATEGORIA SUB/ REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO REC CAPÍTULO I. Da Denominação e Participação

CAMPEONATO CEARENSE CATEGORIA SUB/ REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO REC CAPÍTULO I. Da Denominação e Participação CAMPEONATO CEARENSE CATEGORIA SUB/13 2014 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO REC CAPÍTULO I Da Denominação e Participação Art. 1º - O Campeonato Cearense de Futebol categoria Sub/13 de 2014, doravante

Leia mais

Art.5º - Todas as etapas (Classificatórias e Final),serão realizadas em piscinas de 25 metros indicadas pela Organização.

Art.5º - Todas as etapas (Classificatórias e Final),serão realizadas em piscinas de 25 metros indicadas pela Organização. REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES Art.1º - Será realizado em Sergipe e aberta a todos as Escolas Públicas e Particulares, de todo o Brasil, abertas a todos os alunos FEDERADOS ou NÃO-FEDERADOS,

Leia mais

Cultura, Turismo e Patrimônio Cultural

Cultura, Turismo e Patrimônio Cultural Cultura, Turismo e Patrimônio Cultural Perspectivas do Plano Municipal de Cultura - PMC O Plano Municipal de Cultura de São Luís (PMC-São Luís) foi concebido e trabalhado durante o ano de 2012, tendo sido

Leia mais

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL Federação Cearense de Futebol Diretoria de Competições Regulamento Específico da Competição Taça Marcelo Vilar Sub/20 2016 1 SUMÁRIO CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO... 3 CAPÍTULO II - DO TROFÉU

Leia mais

RANKING DE CORRIDAS DE RUA DE BARBACENA (ASCORB - ASSOCIAÇÃO DE CORREDORES DE RUA DE BARBACENA-MG)

RANKING DE CORRIDAS DE RUA DE BARBACENA (ASCORB - ASSOCIAÇÃO DE CORREDORES DE RUA DE BARBACENA-MG) RANKING DE CORRIDAS DE RUA DE BARBACENA - 2016 (ASCORB - ASSOCIAÇÃO DE CORREDORES DE RUA DE BARBACENA-MG) CRONOGRAMA DATA EVENTO RESPONSABILIDADE Até 25/02 Coleta de Sugestões ASCORB 01/03 a 15/04 1º Lote

Leia mais

TORNEIO DE FUTSAL JUSTIFICATIVA

TORNEIO DE FUTSAL JUSTIFICATIVA TORNEIO DE FUTSAL JUSTIFICATIVA Visto que o movimento é presente em nossas vidas desde nosso nascimento e, durante sua evolução buscamos cada vez mais subsídios para aperfeiçoá-los, o esporte dentro da

Leia mais

Não-Me-Toque, 31 de janeiro de Charles Manolo de Morais Vereador do PP

Não-Me-Toque, 31 de janeiro de Charles Manolo de Morais Vereador do PP PEDIDO DE INDICAÇÃO Nº 007/2017 O vereador, Charles Manolo de Morais, com que esta subscreve requer na forma regimental (art. 156) que seja encaminhado ao Prefeito Municipal, Sr. Armando Carlos Roos, este

Leia mais

Missão Gerar e transferir tecnologias sociais orientadas ao desenvolvimento humano integral.

Missão Gerar e transferir tecnologias sociais orientadas ao desenvolvimento humano integral. Instituto Kairós Organização sem fins lucrativos fundada em 2002, com núcleos físicos em Minas Gerais instalados nos municípios de Nova Lima e Brumadinho. Atuação Atua no território por meio do fortalecimento

Leia mais

CLIPPING DAS NOTÍCIAS PUBLICADAS NO SITE DO MINISTÉRIO DO ESPORTE SOBRE O PROGRAMA SEGUNDO TEMPO JANEIRO, FEVEREIRO, MARÇO E ABRIL DE 2007

CLIPPING DAS NOTÍCIAS PUBLICADAS NO SITE DO MINISTÉRIO DO ESPORTE SOBRE O PROGRAMA SEGUNDO TEMPO JANEIRO, FEVEREIRO, MARÇO E ABRIL DE 2007 CLIPPING DAS NOTÍCIAS PUBLICADAS NO SITE DO MINISTÉRIO DO ESPORTE SOBRE O PROGRAMA SEGUNDO TEMPO JANEIRO, FEVEREIRO, MARÇO E ABRIL DE 2007 Organização: Centro de Memória do Esporte CEME/UFRGS NO MÊS DE

Leia mais

FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL

FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL REGULAMENTO DESPORTIVO CIRCUITO NACIONAL DE ANDEBOL DE PRAIA 2012 Art.º 1 OBJETO 1. O presente regulamento estabelece as regras e normas aplicáveis ao Andebol de Praia

Leia mais

Política de Relacionamento do Sistema Unimed Paraná com os cooperados do estado

Política de Relacionamento do Sistema Unimed Paraná com os cooperados do estado Política de Relacionamento do Sistema Unimed Paraná com os cooperados do estado Conceito Uma política consiste em um conjunto de objetivos que dão forma a um determinado programa de ação e condicionam

Leia mais