Captação de Recursos. Fernando Cavalcanti 04.Jun Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Capacitado, você pode mais!

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Captação de Recursos. Fernando Cavalcanti 04.Jun.2013. Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Capacitado, você pode mais!"

Transcrição

1 Captação de Recursos Fernando Cavalcanti 04.Jun.2013 Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Capacitado, você pode mais!

2 Como Captar Recursos? Existem diversas maneiras das organizações conseguirem mobilizar recursos, tais como: Eventos especiais: Pedágios; Jantares beneficentes; Shows, bailes; Mutirões. Rifas & Sorteios; Venda de Produtos; Prestação de Serviços; Parcerias com instituições.

3 Como Captar Recursos? EVENTOS ESPECIAIS: Arrecadar recursos de quase todas as fontes: indivíduos, corporações e empresas; Eventos especiais, com apenas uma edição, geralmente não vão bem; Precisam ser executados como negócio, qualquer outra forma é um convite ao desastre; Não pode ser visto apenas como um meio de captar recursos. O dinheiro arrecadado deve ser gasto apenas nos propósitos para os quais a organização existe, despesas e os colaboradores (membros da diretoria e voluntários) não podem receber tratamento especial nem dinheiro; Se bem organizados, aumentam o reconhecimento do grupo na comunidade; Precisam ser especiais, ou seja, eles precisam retribuir aos doadores pelo seu dinheiro e encorajá-los a voltar da próxima vez; A organização precisa estar preparada para investir nos eventos.

4 Como Captar Recursos? RIFAS E SORTEIOS: São outra maneira de levantar dinheiro; Atendem melhor a necessidade de organizações menores; Conseguir doações para os prêmios aumenta o lucro da organização. VENDA DE PRODUTOS: Venda de produtos da organização para a comunidade: Produtos alimentícios; Cartões de natal, aniversários, datas comemorativas, etc. PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS A atividade prestada deve estar alinhada com a missão da organização; Certificar que a comunidade esta sendo beneficiada pela atividade prestada;

5 Como captar Recursos? Outra forma de captar recursos é através de empresas privadas e programas do governo, para isso é necessário que a organização: Identificar onde estão as empresas e quais programas a organização pode se vincular e em seguida, achar estratégias para ter acesso a eles; É preciso começar por onde estão as quantias maiores e mais fáceis de conseguir; Facilite o recebimento de incentivos: Abra uma conta corrente específica para o recebimento dos recursos; Estabelecer um ou mais responsáveis na organização para lidar com a captação de recursos; Realize todas as atividades propostas no projeto; Faça a prestação de contas de forma clara e dentro do prazo; Carta-resposta agradecendo as contribuições;

6 Identificando Potenciais Financiadores Procurar a prefeitura e solicitar uma lista das empresas que atuam no município; Buscar na internet sobre as empresas que atuam na região; Utilize uma tabela para pontuar cada doador em potencial. Método VIC (Vínculo, Interesse e Capacidade). Vínculo: Qual o vínculo existente com a empresa? Interesse: Qual o interesse na causa em geral? Qual o relacionamento com a comunidade? Capacidade: Qual o valor avaliado que a empresa pode investir? Quanto ela pode doar se tiver vontade? Já fez algum investimento na comunidade? Para cada item (vínculo, interesse e capacidade), pode-se utilizar uma escala de pontos de 1 a 5, onde 1 significa pouco e 5 significa muito.

7 Pirâmide de Captação de Recursos A pirâmide de captação de recursos é útil para situar várias atividades de captação de recursos que uma organização sem fins lucrativos pode estar realizando; A pirâmide também é uma boa maneira de ilustrar a regra 80/20.

8 Área de Captação: uma atividade da organização Uma boa captação de recursos deve ser considera como uma atividade fundamental da organização e não apenas como pedir dinheiro ; A organização deve dedicar tempo e/ou recursos para capacitar seus integrantes para realizar esta atividade. Uma forma de se conseguir êxito é planejar a atividade de captação de recursos de forma anual e cíclica.

9 Fontes de Recursos Fontes Reembolsáveis: Podem ser adquiridas em qualquer período do ano; Opções de financiamento em condições mais vantajosas; Podem financiar até 100% do investimento; Sem exigência de parceiros ou contrapartida; O investimento financeiro no projeto retorna para o doador. Recursos Não Reembolsáveis: A maioria das instituições utiliza editais de captação de projetos para liberar os recursos; Em geral provem de instituições privadas; A maioria não financia 100% dos recursos do projeto;

10 Captação de Recursos Recursos Incentivados: São recursos oriundos da dedução do imposto fiscal de empresas e pessoas físicas, onde se destina uma parte do imposto para aplicação em projetos sociais. Em geral os projetos precisam passar por uma avaliação do poder público: Os principais pontos avaliados são: Interesse público; Compatibilidade de custos; e Atendimento a legislação. Abaixo estão listadas as principais linhas de incentivos: Lei Federal de Incentivo a Cultura ou Lei Rouanet; Lei Federal de Incentivo ao Esporte; Fundo da Infância e do Adolescente FIA.

11 Leis de Incentivo Lei Rouanet Oferece mecanismos a empresas e pessoas físicas que desejam financiar projetos culturais; Encaminhar os projetos para o Ministério da Cultura onde irão passar pela análise da Comissão Nacional de Incentivo a Cultura CNIC; A lei Rouanet trabalha com 2 segmentos: Fundo Nacional de Cultura FNC: Financia até 80% do projeto; Pode financiar projetos com recursos reembolsáveis. Incentivo Fiscal: Dedução de até 4% do imposto devido para pessoa física e 6% para pessoa jurídica;

12 Segmentos da Lei Rouanet Área Cultural Artes cênicas Atividade audivisual Música Artes Plásticas Patrimônio Cultura Humanidades Artes Integradas Segmento Cultural Teatro, dança, circo, ópera, mímica longa metragem, média e curta metragem, vídeo, CD-ROM, infraestrutura técnica, distribuição, exibição, eventos multimídia Popular, erudita, instrumental Pintura, escultura, gráficas, filatelia, gravura, cartazes, fotografia, exposição itinerante Histórico, cultural, arquitetônico, arqueológico/ecológico, museu, acervo, acervo museológico, cultura afro-brasileira, cultura indígena, artesanato, folclore Edição de livros, obras de referência, acervo bibliográfico, biblioteca Projetos que usam mais de uma área integrada cultura e segmentos

13 Leis de Incentivo Incentivo ao Esporte Oferece mecanismos a empresas (1%) e pessoas físicas (6%) que desejam financiar projetos desportivo e paradesportivo; Os projetos devem ser encaminhados para o Ministério da Esporte; A lei de Incentivo ao Esporte trabalha com 2 segmentos: Patrocínio: Além de financiar o projeto, o patrocinador pode se beneficiar promovendo sua marca na publicidade do projeto. Doação: Trata-se de uma transferência gratuita, em caráter definitivo, ao proponente de, recursos, bens ou serviços. Pode ocorrer a distribuição gratuita de ingressos pra eventos de caráter desportivo por pessoa jurídica a seus empregados e seus dependentes legais ou a integrantes de comunidade de vulnerabilidade social. Pode financiar 100% do projeto respeitando os limites de dedução.

14 Leis de Incentivo Incentivo ao Esporte Possui 3 linhas de atuação: Desporto Educacional: Os beneficiários: alunos matriculados em instituições de ensino de qualquer sistema; Finalidade de alcançar o desenvolvimento e a formação do indivíduo para o exercício de cidadania e prática de lazer; Desporto de Participação: Prática voluntária, compreendendo as modalidades desportivas com finalidade de contribuir para a integração dos praticantes na vida social, promoção da saúde e educação e na preservação do meio ambiente. Desporto de Rendimento: Praticado segundo regras nacionais e internacionais, para integrar pessoas e comunidades do país e estas com as de outras nações.

15 Leis de Incentivo - FIA Fundo da Infância e do Adolescente - FIA: Os recursos são destinados para projetos e programas voltados a crianças e adolescentes Pessoas físicas podem deduzir até 6% do imposto e pessoas jurídicas até 1%; Para receber o recurso do FIA as organizações devem ter projetos aprovados pelos conselhos municipais e/ou estaduais dos Direitos da Criança e do Adolescente.

16 Captação de Recursos Para projetos de cadeias produtivas, podem utilizar algumas entidades locais para auxiliar na estruturação do projeto: EPAGRI (SC); EMATER (RS); Sindicato de Desenvolvimento Rural SDR; Associações dos municípios: AMURES: Localizada na Rua Otacílio Vieira da Costa, 112, Lages - SC; Telefone para contato: (49) AMPLASC: Localizada na Rua São João Batista, nº 347, Campos Novos SC; Telefone para contato: (49)

17 Captação de Recursos Exemplos de fontes de recurso de programas do governo: Recursos Reembolsáveis; PRONAF; PROGER; FINAME; MODERAGRO. Recursos não reembolsáveis: Fundo Social; PROCULT; Preservação de acervos; Patrocínio de Eventos. Para saber mais sobre os programas do BNDES basta procurar uma agência credenciada do BNDES. Banco do Brasil, Bradesco, Itaú, HSBC, Badesc, Caixa Econômica, etc.

18 Captação de Recursos Atualmente existem alguns sites na internet que tem como função juntar os editais de captação de projetos sociais do país. Alguns exemplos de sites que disponibilizam tais informações: https://www.bvsa.org.br

19 Captação de Recursos - Fluxograma Fluxograma de Fontes de Recursos para projetos de cunho social Projeto Social Empresas Privadas Patrocinadores Contínuos Agências Credenciadas do BNDES Mobilização de Recursos Próprios Recursos Incentivados Verba Coorporativa Programas do Governo Recursos Financiáveis Eventos, Rifas & Sorteios, etc.

20 Captação de Recursos - Fluxograma Fluxograma de Fontes de Recursos para projetos de geração de renda Resultados do Projeto Projeto de Geração de Renda Empresas Privadas Agências Credenciadas do BNDES Mobilização de Recursos Próprios Verba Coorporativa Programas do Governo Recursos Financiáveis Eventos, Rifas & Sorteios, etc.

Semana de Sustentabilidade Como Captar Recursos?

Semana de Sustentabilidade Como Captar Recursos? Semana de Sustentabilidade Como Captar Recursos? 17.Set.2014 Esta atividade faz parte do Programa de Educação Ambiental conforme requerido pelo Licenciamento Ambiental Federal conduzido pelo IBAMA Como

Leia mais

Guia para Boas Práticas

Guia para Boas Práticas Responsabilidade Social Guia para Boas Práticas O destino certo para seu imposto Leis de Incentivo Fiscal As Leis de Incentivo Fiscal são fruto da renúncia fiscal das autoridades públicas federais, estaduais

Leia mais

Como incentivar? Incentivos fiscais para doações livres. Incentivos fiscais para doações/patrocínio a projetos chancelados

Como incentivar? Incentivos fiscais para doações livres. Incentivos fiscais para doações/patrocínio a projetos chancelados Incentivos Fiscais Como incentivar? Incentivos fiscais para doações livres Incentivos fiscais para doações/patrocínio a projetos chancelados Incentivos fiscais para doações a fundos públicos Incentivos

Leia mais

INCENTIVOS FISCAIS PARA PROJETOS SOCIAIS, CULTURAIS E ESPORTIVOS

INCENTIVOS FISCAIS PARA PROJETOS SOCIAIS, CULTURAIS E ESPORTIVOS INCENTIVOS FISCAIS PARA PROJETOS SOCIAIS, CULTURAIS E ESPORTIVOS MARCONDES WITT Auditor-Fiscal e Delegado-Adjunto da Receita Federal do Brasil em Joinville I like to pay taxes, with them I buy civilization.

Leia mais

TERCEIRO SETOR. Financiamento com recursos do orçamento público e ou do setor privado

TERCEIRO SETOR. Financiamento com recursos do orçamento público e ou do setor privado TERCEIRO SETOR Financiamento com recursos do orçamento público e ou do setor privado Modalidade de apoio e financiamento por parte do Estado ESPÉCIE Auxílios Contribuições Subvenções PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS

Leia mais

CAPTAÇÃO DE RECURSOS POR MEIO DE INCENTIVOS FISCAIS FEDERAIS

CAPTAÇÃO DE RECURSOS POR MEIO DE INCENTIVOS FISCAIS FEDERAIS CAPTAÇÃO DE RECURSOS POR MEIO DE INCENTIVOS FISCAIS FEDERAIS Comissão de Direito do Terceiro Setor Danilo Brandani Tiisel danilo@socialprofit.com.br INCENTIVOS FISCAIS Contexto MOBILIZAÇÃO DE RECURSOS

Leia mais

Soluções Culturais INCENTIVO FISCAL POR DENTRO DAS LEIS

Soluções Culturais INCENTIVO FISCAL POR DENTRO DAS LEIS Soluções Culturais INCENTIVO FISCAL POR DENTRO DAS LEIS LEI ROUANET LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA LEI Nº 8131/91; LEI 9.874/99 E A MEDIDA PROVISÓRIA Nº 2228-1/2001 Soluções Culturais O que é? Neste

Leia mais

INCENTIVOS FISCAIS, UMA VISÃO GERAL

INCENTIVOS FISCAIS, UMA VISÃO GERAL INCENTIVOS FISCAIS, UMA VISÃO GERAL Danilo Brandani Tiisel danilo@socialprofit.com.br MOBILIZAÇÃO DE RECURSOS Características da Atividade Atividade planejada e complexa: envolve marketing, comunicação,

Leia mais

PROAC PROGRAMA DE AÇÃO CULTURAL

PROAC PROGRAMA DE AÇÃO CULTURAL PROAC PROGRAMA DE AÇÃO CULTURAL Permite o apoio financeiro a projetos culturais credenciados pela Secretaria de Cultura de São Paulo, alcançando todo o estado. Segundo a Secretaria, o Proac visa a: Apoiar

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações importantes para o Contador da Empresa

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações importantes para o Contador da Empresa Informações importantes para o Contador da Empresa É a lei que institui o Programa Nacional de Apoio à Cultura PRONAC, visando à captação de recursos para investimentos em projetos culturais. As pessoas

Leia mais

COMO SE TORNAR UM PARCEIRO DO CORPO CIDADÃO? Junte-se a nós!

COMO SE TORNAR UM PARCEIRO DO CORPO CIDADÃO? Junte-se a nós! COMO SE TORNAR UM PARCEIRO DO CORPO CIDADÃO? O Corpo Cidadão utiliza diversos mecanismos de incentivo fiscal, fontes de financiamento, parcerias, doações, programas de voluntariado e cria ações de marketing

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria da Receita Federal do Brasil

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria da Receita Federal do Brasil MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria da Receita Federal do Brasil Superintendência Regional da Receita Federal do Brasil 9ª Região Fiscal - Paraná e Santa Catarina DRF Cascavel - PR CONHECER PARA GERENCIAR

Leia mais

Congresso Ministério Público e Terceiro Setor Atuação Institucional na Proteção dos Direitos Sociais. Painel: Formas de Fomento ao Terceiro Setor

Congresso Ministério Público e Terceiro Setor Atuação Institucional na Proteção dos Direitos Sociais. Painel: Formas de Fomento ao Terceiro Setor Congresso Ministério Público e Terceiro Setor Atuação Institucional na Proteção dos Direitos Sociais Painel: Formas de Fomento ao Terceiro Setor Outubro-2010 ESTADO BRASILEIRO SUBSIDIÁRIO COM A PARTICIPAÇÃO

Leia mais

CAPTAÇÃO DE RECURSOS OS INCENTIVOS FISCAIS

CAPTAÇÃO DE RECURSOS OS INCENTIVOS FISCAIS CAPTAÇÃO DE RECURSOS OS INCENTIVOS FISCAIS OS INCENTIVOS FISCAIS Incentivos fiscais são instrumentos utilizados pelo governo para estimular atividades específicas, por prazo determinado (projetos). Existem

Leia mais

Cartilha de. Incentivos Fiscais. Utilização de incentivos fiscais pelas cooperativas

Cartilha de. Incentivos Fiscais. Utilização de incentivos fiscais pelas cooperativas Cartilha de Incentivos Fiscais Utilização de incentivos fiscais pelas cooperativas É permitida a reprodução desta publicação desde que citada a fonte e com prévia autorização da Unimed do Brasil. E-mail:

Leia mais

LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE

LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE A Lei nº 11.438/06, regulamentada pelo Decreto nº 6.180/07, possibilita a: Pessoa Jurídica tributada com base no lucro real - deduzir até 1% do imposto devido (art. 1º, 1º, I da Lei 11.438/06). - Esse

Leia mais

Projetos Culturais, Esportivos e Sociais: como aproveitar melhor os incentivos fiscais

Projetos Culturais, Esportivos e Sociais: como aproveitar melhor os incentivos fiscais A B B C Projetos Culturais, Esportivos e Sociais: como aproveitar melhor os incentivos fiscais MARCELO DE AGUIAR COIMBRA Graduado e Mestre em Direito pela USP/Doutorando pela Universidade de Colônia, Alemanha.

Leia mais

Regimento Interno CAPÍTULO PRIMEIRO DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Regimento Interno CAPÍTULO PRIMEIRO DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Regimento Interno CAPÍTULO PRIMEIRO DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º As atividades culturais e artísticas desenvolvidas pela POIESIS reger-se-ão pelas normas deste Regimento Interno e pelas demais disposições

Leia mais

LEI 11.438, DE 29 DE DEZEMBRO DE

LEI 11.438, DE 29 DE DEZEMBRO DE LEI 11.438, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006 Dispõe sobre incentivos e benefícios para fomentar as atividades de caráter desportivo e dá outras providências. * V. Dec. 6.180/2007 (Regulamenta a Lei 11.438/2006).

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações Importantes para o Empresário Patrocinador

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações Importantes para o Empresário Patrocinador Informações Importantes para o Empresário Patrocinador Se sua empresa deseja Patrocinar um dos projeto culturais, aprovados pelo Ministério da Cultura por meio por da Lei Rouanet. Isso significa que como

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.438, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006. Texto compilado Dispõe sobre incentivos e benefícios para fomentar as atividades de caráter

Leia mais

Copyright 2015 Declarando.

Copyright 2015 Declarando. Este Guia tem como objetivo democratizar o conhecimento em relação ao Imposto de Renda Pessoa Física, trazendo informações claras mas sem perder a seriedade com as fontes e o compromisso com a construção

Leia mais

INCENTIVOS FISCAIS. Cultura Esporte - Saúde - Social. Legislação, Benefícios e Oportunidades. Luiz Fernando Rodrigues 22/10/2015 1

INCENTIVOS FISCAIS. Cultura Esporte - Saúde - Social. Legislação, Benefícios e Oportunidades. Luiz Fernando Rodrigues 22/10/2015 1 INCENTIVOS FISCAIS Cultura Esporte - Saúde - Social Legislação, Benefícios e Oportunidades Luiz Fernando Rodrigues 22/10/2015 1 CENÁRIO ATUAL Os mecanismos de incentivo fiscal federal, estaduais e municipais

Leia mais

Incentivo Fiscal. Uma abordagem sobre a sua utilização em projetos sociais. PJW

Incentivo Fiscal. Uma abordagem sobre a sua utilização em projetos sociais. PJW Incentivo Fiscal Uma abordagem sobre a sua utilização em projetos sociais. PJW Objetivo Conhecer as principais leis de incentivo fiscal e sua utilização com foco em ações sociais. Compreender as dificuldades

Leia mais

Que tal investir parte dos impostos da sua empresa em um dos mais importantes trabalhos sociais do Brasil?

Que tal investir parte dos impostos da sua empresa em um dos mais importantes trabalhos sociais do Brasil? Que tal investir parte dos impostos da sua empresa em um dos mais importantes trabalhos sociais do Brasil? Conheça o Instituto Bola Pra Frente O Instituto Bola Pra Frente, iniciativa do tetracampeão mundial

Leia mais

ISEE. Apresentação Lei de Incentivo ao Esporte Lei 11438/06. Fonte: Ministério do Esporte

ISEE. Apresentação Lei de Incentivo ao Esporte Lei 11438/06. Fonte: Ministério do Esporte ISEE Apresentação Lei de Incentivo ao Esporte Lei 11438/06 2011 Introdução - A Lei de Incentivo ao Esporte prevê a possibilidade de PF e PJ destinarem uma parcela do imposto de renda devido em benefício

Leia mais

Incentivos Fiscais: Cultura. Marcelo de Aguiar Coimbra mcoimbra@cfaadvogados.com.br

Incentivos Fiscais: Cultura. Marcelo de Aguiar Coimbra mcoimbra@cfaadvogados.com.br Incentivos Fiscais: Cultura Marcelo de Aguiar Coimbra mcoimbra@cfaadvogados.com.br Data 28 de Outubro de 2008 Curriculum Vitae Graduado e Mestre em Direito pela USP/Doutorando pela Universidade de Colônia,

Leia mais

Lei Rouanet. Informações importantes para o Patrocinador

Lei Rouanet. Informações importantes para o Patrocinador Lei Rouanet Informações importantes para o Patrocinador Lei Rouanet Se você ou sua empresa deseja patrocinar um projeto cultural aprovado pelo Ministério da Cultura através da Lei Rouanet, isso significa

Leia mais

Incentivos Fiscais para captação de recursos

Incentivos Fiscais para captação de recursos Incentivos Fiscais para captação de recursos a) Dedutibilidade das doações A partir de 1º de janeiro de 1996, a Lei 9.249, de 26 de dezembro de 1996, limitou a dedutibilidade de algumas despesas operacionais,

Leia mais

PARECER Nº, DE 2012. RELATOR: Senador MOZARILDO CAVALCANTI I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE 2012. RELATOR: Senador MOZARILDO CAVALCANTI I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2012 Da COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTES, sobre o Projeto de Lei da Câmara nº 65, de 2012 (Projeto de Lei nº 1.263, de 2003, na origem), de autoria do Deputado Leonardo Monteiro,

Leia mais

projeto educa para o futuro

projeto educa para o futuro projeto educa para o futuro 15,7% das crianças, nas ruas, têm até 6 anos de idade? 54,7%, tem entre 12 e 17 e quase 30% entre 7 e 11 anos? as crianças estão nas ruas há cerca de 3 anos e meio? 82,6% permanecem

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.438, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006. Dispõe sobre incentivos e benefícios para fomentar as atividades de caráter desportivo e

Leia mais

Projetos culturais: desenvolvimento, captação e gestão

Projetos culturais: desenvolvimento, captação e gestão Projetos culturais: desenvolvimento, captação e gestão Módulo 2: Leis de incentivo André Fonseca Santo André / maio 2009 Pronac Programa Nacional de Apoio à Cultura (1991) estabeleceu três mecanismos de

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.438, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte

Leia mais

Projeto Verão Para Todos

Projeto Verão Para Todos Projeto à Projeto Verão Para Todos O Verão Para Todos visa ser o maior torneio de São Paulo de esportes de praia incluindo modalidades de paradesporto. Levaremos ao litoral diversas competições em um mês

Leia mais

Guia para Boas Práticas

Guia para Boas Práticas Guia para 1 Definir o destino de parte do imposto que você vai, obrigatoriamente, pagar é uma possibilidade legítima e acessível. Basta escolher qual projeto, seja ele cultural, esportivo ou social, você

Leia mais

RENÚNCIA FISCAL DO IMPOSTO DE RENDA

RENÚNCIA FISCAL DO IMPOSTO DE RENDA DICAS PARA UTILIZAÇÃO DE RENÚNCIA FISCAL DO IMPOSTO DE RENDA Oportunidades e Legislação Parceria ÍNDICE EDITORIAL Uma oportunidade de contribuir com a transformação social 1. O QUE É RENÚNCIA FISCAL 1.1

Leia mais

Introdução... 3 Certificações da FFM... 4

Introdução... 3 Certificações da FFM... 4 MANUAL DE BENEFÍCIOS FISCAIS DOAÇÕES EFETUADAS À FFM São Paulo SP 2014 Índice Introdução... 3 Certificações da FFM... 4 1. Doações a Entidades sem Fins Lucrativos... 5 1.1. Imposto de Renda e Contribuições

Leia mais

EDIÇÃO Nº 230 QUINTA - FEIRA, 1 DE DEZEMBRO DE 2011 GABINETE DA MINISTRA

EDIÇÃO Nº 230 QUINTA - FEIRA, 1 DE DEZEMBRO DE 2011 GABINETE DA MINISTRA EDIÇÃO Nº 230 QUINTA - FEIRA, 1 DE DEZEMBRO DE 2011 GABINETE DA MINISTRA PORTARIA Nº 116, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2011 (com atualizações da Portaria nº 5 de 26/01/2012 DOU de 30/01/2012) Regulamenta os segmentos

Leia mais

Basquetebol de Base da ASPAB de Fortaleza

Basquetebol de Base da ASPAB de Fortaleza Basquetebol de Base da ASPAB de Fortaleza Ass. Dos Pais Amigos e Atletas do Basquetebol Cearense Entidade fundada no dia 06 de Agosto de 2009, é uma sociedade civil de direito privado, sem fins lucrativos.

Leia mais

Prefeitura Municipal de Botucatu

Prefeitura Municipal de Botucatu I- Identificação: Projeto Empresa Solidária II- Apresentação : O Fundo Social de Solidariedade é um organismo da administração municipal, ligado ao gabinete do prefeito, que atua em diversos segmentos

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 Instituto Lojas Renner Instituto Lojas Renner Promover a inserção de mulheres no mercado de trabalho por meio de projetos de geração de renda é o objetivo do Instituto Lojas

Leia mais

NBC T 10.16. Entidades que recebem subvenções, contribuições, auxílios e doações AUDIT

NBC T 10.16. Entidades que recebem subvenções, contribuições, auxílios e doações AUDIT NBC T 10.16 Entidades que recebem subvenções, contribuições, auxílios e doações AUDIT NBC T 10.16 - Entidades que recebem subvenções, contribuições, auxílios e doações Foco do seminário em: Conceito (conceituando

Leia mais

AABB. Esportes. Manual de Captação. Captação de Recursos. Recursos

AABB. Esportes. Manual de Captação. Captação de Recursos. Recursos AABB Esportes Manual Manual de de Captação Captação de de Recursos Recursos Parabéns! Seu projeto foi aprovado pelo Ministério do Esporte. O próximo passo é a captação de recursos. AABB Esportes COMO

Leia mais

Lei do ICMS São Paulo Lei 12.268 de 2006

Lei do ICMS São Paulo Lei 12.268 de 2006 Governo do Estado Institui o Programa de Ação Cultural - PAC, e dá providências correlatas. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte

Leia mais

ABEC ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DE ESPORTES E CULTURA DE RIO CLARO

ABEC ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DE ESPORTES E CULTURA DE RIO CLARO Quem somos Atuando desde 2010, a ABEC ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DE ESPORTES E CULTURA DE RIO CLARO é pessoa jurídica de direito privado, entidade beneficente que não faz discriminação ou distinção de qualquer

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JURANDA

PREFEITURA MUNICIPAL DE JURANDA LEI Nº 931/2010 Dispõe sobre incentivo fiscal para a realização de projetos culturais no Município de Juranda, Estado do Paraná, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE JURANDA, ESTADO DO PARANÁ,

Leia mais

DIREITO Lei Estadual nº. 1954/92

DIREITO Lei Estadual nº. 1954/92 Os Direitos Sociais relacionados à cultura e ao desporto estão disciplinados em nossa Carta Magna no título Da Ordem Social em conjunto aos temas da educação, ciência, saúde e meio ambiente dentre outros,

Leia mais

FIA O QUE É O FIA. Os Fundos da Infância e da Adolescência FIA. Como sua empresa pode fazer uma doação. Como as pessoas físicas podem fazer uma doação

FIA O QUE É O FIA. Os Fundos da Infância e da Adolescência FIA. Como sua empresa pode fazer uma doação. Como as pessoas físicas podem fazer uma doação FIA O QUE É O FIA De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente ECA, os Conselhos Municipais, Estaduais ou Federal são órgãos ou instâncias colegiadas de caráter deliberativo, de composição paritária

Leia mais

III Semana de Meio Ambiente Baesa

III Semana de Meio Ambiente Baesa III Semana de Meio Ambiente Baesa 04 a 06 de junho de 2014 Capacitação para Projetos Sociais Esta atividade faz parte do Programa de Educação Ambiental conforme requerido pelo Licenciamento Ambiental Federal

Leia mais

PROJETO FUMCAD 2011 RODA DE CONVERSA: O QUE EU QUERO SER QUANDO CRESCER? COMO DOAR

PROJETO FUMCAD 2011 RODA DE CONVERSA: O QUE EU QUERO SER QUANDO CRESCER? COMO DOAR PROJETO FUMCAD 2011 RODA DE CONVERSA: O QUE EU QUERO SER QUANDO CRESCER? COMO DOAR O projeto pretende atingir 22.000 alunos, professores, dirigentes e familiares por meio de atividades lúdicas, artísticas

Leia mais

Criada em 1999 em Campinas, a Direção Cultura Produções. principalmente empresas, artistas e entidades do terceiro setor.

Criada em 1999 em Campinas, a Direção Cultura Produções. principalmente empresas, artistas e entidades do terceiro setor. Histórico Criada em 1999 em Campinas, a Direção Cultura Produções realiza projetos em diversificados setores, atendendo principalmente empresas, artistas e entidades do terceiro setor. Em 2010 abriu escritório

Leia mais

a questão das leis de incentivo à cultura

a questão das leis de incentivo à cultura a questão das leis de incentivo à cultura 25/10/2004 Dia 25/10 - das 8h30 às 11h Tema: A questão das leis de incentivo à cultura Palestrante: Gilberto Gil Ministro da Cultura a questão das leis de incentivo

Leia mais

LEI ROUANET POTENCIAL DE CRESCIMENTO DO INVESTIMENTO POR PESSOA FÍSICA

LEI ROUANET POTENCIAL DE CRESCIMENTO DO INVESTIMENTO POR PESSOA FÍSICA CULTURA E INVESTIMENTO PANORAMA E PERSPECTIVAS LEI ROUANET POTENCIAL DE CRESCIMENTO DO INVESTIMENTO POR PESSOA FÍSICA PORTO ALEGRE, 26 DE MARÇO DE 2015 Retrato da Doação no Brasil (Fevereiro/2014) Estudo

Leia mais

16 a 19 de setembro 2014 Capacitação para Projetos Sociais

16 a 19 de setembro 2014 Capacitação para Projetos Sociais 16 a 19 de setembro 2014 Capacitação para Projetos Sociais Esta atividade faz parte do Programa de Educação Ambiental conforme requerido pelo Licenciamento Ambiental Federal conduzido pelo IBAMA Programação

Leia mais

Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais. Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Diretrizes BAESA e ENERCAN

Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais. Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Diretrizes BAESA e ENERCAN Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Diretrizes BAESA e ENERCAN sobre Projetos Sociais Aline Serafini 04.Jun.2013 Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Capacitado, você pode mais! Conteúdo

Leia mais

NOVA ATITUDE SOCIAL PARA A SUSTENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO

NOVA ATITUDE SOCIAL PARA A SUSTENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO Maio 2005 NOVA ATITUDE SOCIAL PARA A SUSTENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO Uma empresa cidadã tem direitos e deveres, assim como qualquer indivíduo. Trata-se de uma consciência crítica que nasce a partir do respeito

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Missão Educar para a cidadania ativa, solidária e responsável, em parceria com a escola, a família e a comunidade.

APRESENTAÇÃO. Missão Educar para a cidadania ativa, solidária e responsável, em parceria com a escola, a família e a comunidade. APRESENTAÇÃO O propósito deste folheto é orientar indivíduos e empresas sobre os incentivos fiscais existentes, para que façam doações para projetos de cunho social, contribuindo, assim, para o desenvolvimento

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO PROJETO

APRESENTAÇÃO DO PROJETO PRONAC N. 148285 APRESENTAÇÃO DO PROJETO Anjos da Noite Teatro (18 anos); apresenta o projeto Cadê a água!? com a montagem do Espetáculo Teatral Cadê a água!? e sua Circulação por 07 cidades de Santa

Leia mais

CARTILHA PROGRAMA MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA

CARTILHA PROGRAMA MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA DEPARTAMENTO DE CULTURA CARTILHA PROGRAMA MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA SUMÁRIO 1 Sobre a cartilha... 03 2 O que é o Programa Municipal de Incentivo à Cultura... 04 3 Finalidades do programa... 04 4

Leia mais

Brasília, 27 de maio de 2013.

Brasília, 27 de maio de 2013. NOTA TÉCNICA N o 20 /2013 Brasília, 27 de maio de 2013. ÁREA: Desenvolvimento Social TÍTULO: Fundo para Infância e Adolescência (FIA) REFERÊNCIAS: Lei Federal n o 4.320, de 17 de março de 1964 Constituição

Leia mais

A LEI ROUANET E SEUS MECANISMOS DE INCENTIVO À CULTURA

A LEI ROUANET E SEUS MECANISMOS DE INCENTIVO À CULTURA ESTUDO A LEI ROUANET E SEUS MECANISMOS DE INCENTIVO À CULTURA Kátia dos Santos Pereira Consultora Legislativa da Área XV Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia ESTUDO MAIO/2009 Câmara dos Deputados

Leia mais

perfil São utilizadas modernas ferramentas, atuantes nas seguintes áreas: Formatação de ações culturais, ambientais e sociais;

perfil São utilizadas modernas ferramentas, atuantes nas seguintes áreas: Formatação de ações culturais, ambientais e sociais; perfil A D'color Produções Culturais é uma empresa que tem como objetivo assessorar, planejar e executar projetos ambientais, sociais e culturais, em parceria com instituições, produtoras e artistas dos

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 326, DE 4 DE OUTUBRO DE 2000 (AUTORIA DO PROJETO: PODER EXECUTIVO)

LEI COMPLEMENTAR Nº 326, DE 4 DE OUTUBRO DE 2000 (AUTORIA DO PROJETO: PODER EXECUTIVO) LEI COMPLEMENTAR Nº 326, DE 4 DE OUTUBRO DE 2000 (AUTORIA DO PROJETO: PODER EXECUTIVO) Publicação: DODF nº 192 de 5/10/2000 PÁG.01 e 02. Regulamentada pelo Decreto nº 21.933, de 31/01/2001 DODF nº 23,

Leia mais

CONTEÚDO JURÍDICO DAS LEIS DE INCENTIVO FISCAL

CONTEÚDO JURÍDICO DAS LEIS DE INCENTIVO FISCAL CONTEÚDO JURÍDICO DAS LEIS DE INCENTIVO FISCAL DEMAREST ADVOGADOS - CARLOS EDUARDO ORSOLON (CEORSOLON@DEMAREST.COM.BR) - RICARDO VALIM (RVALIM@DEMAREST.COM.BR) 29 DE MAIO DE 2014 INCENTIVOS FISCAIS FEDERAIS

Leia mais

Edital PROEX/IFRS nº 035/2015. Seleção de servidores do IFRS para composição da Comissão de Avaliação ad hoc de Extensão

Edital PROEX/IFRS nº 035/2015. Seleção de servidores do IFRS para composição da Comissão de Avaliação ad hoc de Extensão Edital PROEX/IFRS nº 035/2015 Seleção de servidores do IFRS para composição da Comissão de Avaliação ad hoc de Extensão A Pró-reitora de Extensão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

Investimento cultural e o Sistema Jurídico Brasileiro Laura Fragomeni

Investimento cultural e o Sistema Jurídico Brasileiro Laura Fragomeni Investimento cultural e o Sistema Jurídico Brasileiro Laura Fragomeni PANORAMA HISTÓRICO BRASILEIRO: Históricamente o Brasil viveu 20 (vinte) anos de regime militar. Neste período houve um grande esforço

Leia mais

ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO

ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REITORIA ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do Projeto: Políticas públicas: a cultura como fator de desenvolvimento econômico

Leia mais

Lei Rouanet e Vale Cultura

Lei Rouanet e Vale Cultura Lei Rouanet e Vale Cultura Novas Perspectivas de Financiamento da Cultura Brasileira São Paulo (SP), 02 de setembro de 2013 Indicadores de Exclusão Cultural Fonte: MinC - Ipea, 2007 Quantos brasileiros

Leia mais

Manual de Incentivos e Renúncias Fiscais. para doações ao Terceiro Setor

Manual de Incentivos e Renúncias Fiscais. para doações ao Terceiro Setor Manual de Incentivos e Renúncias Fiscais para doações ao Terceiro Setor INCENTIVOS FISCAIS BANCO DE ALIMENTOS BANCO DE ALIMENTOS 1. O Banco de Alimentos O Banco de alimentos é mantido por empresas que

Leia mais

Não fique para trás! Submeta seu projeto. Fonte de recursos para projetos julho 2012

Não fique para trás! Submeta seu projeto. Fonte de recursos para projetos julho 2012 Não fique para trás! Submeta seu projeto. Fonte de recursos para projetos julho 2012 1. Patrocínios 1.1 Patrocínio a Eventos e Publicações Data limite: 60 dias de antecedência da data de início do evento

Leia mais

CVSP E VOLUNTARIADO NA CIDADE DE SÃO PAULO. Aniversário de 18 anos do CVSP e você faz parte dessa história. Comemore este dia conosco!

CVSP E VOLUNTARIADO NA CIDADE DE SÃO PAULO. Aniversário de 18 anos do CVSP e você faz parte dessa história. Comemore este dia conosco! CVSP E VOLUNTARIADO NA CIDADE DE SÃO PAULO Aniversário de 18 anos do CVSP e você faz parte dessa história. Comemore este dia conosco! FUNDAÇÃO DO CVSP O CVSP foi criado em 6 de maio de 1997, por um grupo

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

LEI Nº 8478, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2010.

LEI Nº 8478, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2010. LEI Nº 8478, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2010. CRIA O FUNDO MUNICIPAL DE CULTURA DE FLORIANÓPOLIS (FMCF), VINCULADO À FUNDAÇÃO CULTURAL DE FLORIANÓPOLIS FRANKLIN CASCAES E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS Faço saber a

Leia mais

UNIVERSIDADES E DESENVOLVIMENTO

UNIVERSIDADES E DESENVOLVIMENTO UNIVERSIDADES E DESENVOLVIMENTO José Carlos Marques dos Santos XI Congresso dos ROC Sintra 2013/09/13 1 RELAÇÃO DAS UNIVERSIDADES COM O PAÍS E A REGIÃO BIDIRECIONAL Universidades tornaram-se elementos

Leia mais

POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES VOLVO DO BRASIL

POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES VOLVO DO BRASIL POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES VOLVO DO BRASIL índice APRESENTAÇÃO...3 POLíTICA DE PATROCíNIOS DA VOLVO DO BRASIL...3 1. Objetivos dos Patrocínios...3 2. A Volvo como Patrocinadora...3 3. Foco de Atuação...4

Leia mais

PASSO A PASSO PATROCÍNIO CULTURAL LEI ROUANET. produções

PASSO A PASSO PATROCÍNIO CULTURAL LEI ROUANET. produções PASSO A PASSO PATROCÍNIO CULTURAL LEI ROUANET produções A CULTURA NO BRASIL Os últimos dados do MINISTÉRIO DA CULTURA destacam que: - Apenas 14% dos brasileiros frequentam as salas de CINEMA; - 92% da

Leia mais

Fundação Itaú Social. Por uma educação integral,

Fundação Itaú Social. Por uma educação integral, Fundação Itaú Social Por uma educação integral, integrada e integradora Visão Itaú Ser o banco líder em performance e perene reconhecidamente sólido e ético, destacando-se por equipes motivadas, comprometidas

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº. Dispõe sobre a regulamentação da profissão de Produtor Cultural, Esportivo e de Ações Sociais. O Congresso Nacional Decreta:

PROJETO DE LEI Nº. Dispõe sobre a regulamentação da profissão de Produtor Cultural, Esportivo e de Ações Sociais. O Congresso Nacional Decreta: PROJETO DE LEI Nº Dispõe sobre a regulamentação da profissão de Produtor Cultural, Esportivo e de Ações Sociais. O Congresso Nacional Decreta: Art. 1º O Exercício da profissão de Produtor Cultural, Esportivo

Leia mais

MANUAL DO PATROCINADOR

MANUAL DO PATROCINADOR MANUAL DO PATROCINADOR Neste manual você irá encontrar informações sobre os serviços que o trevo criativo oferece aos patrocinadores, além de informações sobre o funcionamento e benefícios das leis de

Leia mais

LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE UM DIREITO SEU QUE TRANSFORMA VIDAS

LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE UM DIREITO SEU QUE TRANSFORMA VIDAS LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE UM DIREITO SEU QUE TRANSFORMA VIDAS Realização: OS TRÊS SERVIÇOS PIRÂMIDE INSTITUCIONAL ORGANOGRAMA: SEDE O QUE É: Uma ação socioesportiva que transforma positivamente a vida

Leia mais

Número de cadastro do proponente: 02SP026432008. São Carlos Clube de Natação

Número de cadastro do proponente: 02SP026432008. São Carlos Clube de Natação Número de cadastro do proponente: 02SP026432008 São Carlos Clube de Natação SÃO CARLOS CLUBE O São Carlos Clube é um dos clubes mais tradicionais do interior do estado de São Paulo fundado em 1944. A história

Leia mais

Projeto Futuros Craques São Paulo

Projeto Futuros Craques São Paulo Projeto Futuros Craques São Paulo O Projeto Futuros Craques é considerado o carro chefe da B16 em São Paulo, a sua programação destina-se à oferecer esportes de maneira saudável para crianças da rede pública

Leia mais

CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais:

CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais: CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais: A. Doação à AMARRIBO, que possui o título de OSCIP; B. Doação/Patrocínio de Projeto

Leia mais

NÚCLEO CONSTRUÇÃO E CIDADANIA DO SICEPOT-MG

NÚCLEO CONSTRUÇÃO E CIDADANIA DO SICEPOT-MG NÚCLEO CONSTRUÇÃO E CIDADANIA DO SICEPOT-MG SICEPOT-MG CONSTRUINDO UM MUNDO MELHOR O Núcleo Construção e Cidadania foi criado em 1995 para coordenar, planejar e executar as ações de Responsabilidade Social

Leia mais

Incentivos Fiscais ao Esporte

Incentivos Fiscais ao Esporte Incentivos Fiscais ao Esporte Lei nº 11.438/06 (Lei Federal de Incentivo ao Esporte) José Ricardo Rezende Advogado e Profissional de Ed. Física Autor do: Manual Completo da Lei de Incentivo ao Esporte

Leia mais

LEGISLAÇÃO DE INCENTIVO: MUDAR OU APERFEIÇOAR?

LEGISLAÇÃO DE INCENTIVO: MUDAR OU APERFEIÇOAR? LEGISLAÇÃO DE INCENTIVO: MUDAR OU APERFEIÇOAR? ANA FLÁVIA FERREIRA GODOI ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CAPTADORES DE RECURSOS ABCR ABA MARKETING CULTURAL 16 DE JUNHO DE 2016 Quem é a ABCR? www.captadores.org.br

Leia mais

Editorial. Stella Cintra Diretora-presidente

Editorial. Stella Cintra Diretora-presidente Editorial Em Março, com o início do período para envio das declarações de Imposto de Renda de 2009, recebemos algumas mensagens de colaboradores perguntando sobre a possibilidade de desconto dos valores

Leia mais

Incentivo Fiscal Imposto de Renda sobre Pessoa Física IMPOSTO DE RENDA

Incentivo Fiscal Imposto de Renda sobre Pessoa Física IMPOSTO DE RENDA Incentivo Fiscal Imposto de Renda sobre Pessoa Física IMPOSTO DE RENDA O Imposto de Renda sobre Pessoa Física - IRPF é um tributo federal obrigatório a todos os trabalhadores brasileiros que obtiveram

Leia mais

PROJETOS DE DEMOCRATIZAÇÃO CULTURAL

PROJETOS DE DEMOCRATIZAÇÃO CULTURAL PROJETOS DE DEMOCRATIZAÇÃO CULTURAL Semana Cidades Catraca Livre: Cultura e Educação São Paulo, junho de 2010 AGENDA A B C PRODUÇÃO X ACESSO À CULTURA PROJETOS CULTURAIS ELABORAÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS

Leia mais

OPERACIONALIZAÇÃO FISCAL DAS DOAÇÕES HENRIQUE RICARDO BATISTA

OPERACIONALIZAÇÃO FISCAL DAS DOAÇÕES HENRIQUE RICARDO BATISTA OPERACIONALIZAÇÃO FISCAL DAS DOAÇÕES HENRIQUE RICARDO BATISTA Programa de Voluntariado da Classe Contábil Com o objetivo de incentivar o Contabilista a promover trabalhos sociais e, dessa forma, auxiliar

Leia mais

Grupo de Estudos de Voluntariado Empresarial. 1º Encontro 2011 Aspectos Legais do Voluntariado 09/02/2011

Grupo de Estudos de Voluntariado Empresarial. 1º Encontro 2011 Aspectos Legais do Voluntariado 09/02/2011 Grupo de Estudos de Voluntariado Empresarial 1º Encontro 2011 Aspectos Legais do Voluntariado 09/02/2011 Introdução Uma das principais características legais do voluntariado é o não vínculo empregatício,

Leia mais

Novos Prefeitos e Prefeitas 2013

Novos Prefeitos e Prefeitas 2013 Novos Prefeitos e Prefeitas 2013 Curso de Prefeitos Eleitos 2013 a 2016 ARDOCE Missão Ser um banco competitivo e rentável, promover o desenvolvimento sustentável do Brasil e cumprir sua função pública

Leia mais

CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais:

CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais: CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais: A. Doação à AMARRIBO, que possui o título de OSCIP; B. Doação/Patrocínio de Projeto

Leia mais

SEMEAR Serviço Médico Educacional de Atendimento em Reabilitação, uma entidade considerada de utilidade Pública Federal, com data de fundação em 12 de Outubro de 1985, foi registrado como Associação Civil

Leia mais

Cartilha de Informações: Doações e Patrocínios.

Cartilha de Informações: Doações e Patrocínios. Cartilha de Informações: Doações e Patrocínios. O Instituto Abramundo é uma OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) e com isso pode receber doações e incentivos para a execução de seus

Leia mais

1) Projeto Mais Saúde - Mutirões de Saúde

1) Projeto Mais Saúde - Mutirões de Saúde 1) Projeto Mais Saúde - Mutirões de Saúde A Cruz Vermelha Brasileira Filial do Estado de São Paulo, cumprindo sua missão de prevenir e atenuar o sofrimento humano, promove ações voltadas à população vulnerável

Leia mais

Lei Federal de Incentivo ao Esporte Lei n 11.438, de 29/12/2006 Decreto Lei n 6.180, de 3/8/2007 Portaria n 177, de 11/9/2007.

Lei Federal de Incentivo ao Esporte Lei n 11.438, de 29/12/2006 Decreto Lei n 6.180, de 3/8/2007 Portaria n 177, de 11/9/2007. Lei Federal de Incentivo ao Esporte Lei n 11.438, de 29/12/2006 Decreto Lei n 6.180, de 3/8/2007 Portaria n 177, de 11/9/2007. O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE? Instrumento que permite o financiamento,

Leia mais

MODALIDADES PARTICIPATIVAS DE CONTRIBUIÇÃO AO INSTITUTO COI. 1. Doação ao ICOI, que possui o título de OSCIP

MODALIDADES PARTICIPATIVAS DE CONTRIBUIÇÃO AO INSTITUTO COI. 1. Doação ao ICOI, que possui o título de OSCIP MODALIDADES PARTICIPATIVAS DE CONTRIBUIÇÃO AO INSTITUTO COI 1. Doação ao ICOI, que possui o título de OSCIP 2. Doação/Patrocínio de Projeto Cultural por pessoa jurídica (art. 18 da Lei Rouanet) e 3. Doação/Patrocínio

Leia mais

O PROCULTURA. O Texto Substitutivo, aprovado na Comissão de Finanças e Tributação, foi organizado em 10 capítulos, comentados a seguir:

O PROCULTURA. O Texto Substitutivo, aprovado na Comissão de Finanças e Tributação, foi organizado em 10 capítulos, comentados a seguir: O PROCULTURA O Texto Substitutivo, aprovado na Comissão de Finanças e Tributação, foi organizado em 10 capítulos, comentados a seguir: CAPÍTULO I DO PROCULTURA Dividido em duas seções, esse capítulo cria

Leia mais