Ignite Games StarWheels Desenho do Jogo. Data 09/03/07. Versão Substitui Versão 0.17c. Estado do Documento. Autor(es)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ignite Games StarWheels Desenho do Jogo. Data 09/03/07. Versão 0.18. Substitui Versão 0.17c. Estado do Documento. Autor(es)"

Transcrição

1 StarWheels Desenho do Jogo Data 09/03/07 Versão 0.18 Substitui Versão 0.17c Estado do Documento Autor(es) em desenvolvimento Francisco Furtado Confidencial Página 1 Confidencial

2 Preparado Por: Nome Francisco Furtado Frederico Jerónimo Funções Desenho do Jogo Revisão do documento Histórico de Alterações: Versão Data Autor Descrição /09/06 Francisco Furtado Criação do documento. Primeira organização do documento e descrição geral do sistema de jogo. Adição das descrições do funcionamento dos Track Specials, e em especial dos Powerups. Início da descrição das Hazards e dos Skills /09/06 Francisco Furtado dos personagens. Updates vários no documento. Adição das descrições completas da Organização dos Campeonatos, do funcionamento dos Skills /09/06 Francisco Furtado /09/06 Francisco Furtado /09/06 Francisco Furtado /09/06 Francisco Furtado /09/06 Francisco Furtado, e do funcionamento das Hazards. Updates vários no documento. Adição das descrições completas dos Modos de Jogo. Updates vários no documento. Adição do Prefácio, Descrição geral do jogo, e descrição do Público-alvo. Updates vários no documento. Adição da descrição completa do modo de jogo Time attack e suas particularidades, e ainda dos atributos que modificam a condução dos Carros. Classificação da performance dos Carros. Updates vários no documento. Adição da descrição completa do Perfil de Jogador; Complementação da descrição do modo de jogo ModChallenge. Adição dos rascunhos para as grelhas das pistas que compõem os diferentes campeonatos. Confidencial Página 2 5/13/2014

3 Updates vários no documento /10/06 Francisco Furtado 0.17c 03/10/06 Frederico Jerónimo /03/07 Francisco Furtado Adição da descrição completa das Classes de piloto, do modo Reverse-a-Tron, da feature Spindown, Track Specials, Tuning Lab, da championship feature Champion Challenge e de Special challenge rules. Adição das grelhas de corridas referentes à Organização dos Campeonatos. Complementação importante de vários pontos do documento. Revisão de formato do documento; revisão gramatical do documento. Revisão conceptual completa do documento, e reformulação de várias secções do mesmo. Remoção do modo de jogo Reverse-a-Tron. Confidencial Página 3 5/13/2014

4 TABELA DE CONTEÚDOS 1 PREFÁCIO DESCRIÇÃO GERAL DO JOGO PÚBLICO-ALVO ORGANIZAÇÃO CONVENÇÕES Convenções sinaléticas Convenções tipográficas Convenções cromáticas HISTÓRIA MENUS DE JOGO ANFITRIÃO MENU PRINCIPAL INTERFACE DE JOGO HUD (HEADS UP DISPLAY) VISUAL FEEDBACK Race Feedback Track Special Feedback General Feedback SISTEMA DE JOGO PERFIL DE JOGADOR Classes de piloto Percentagem de conclusão do jogo Unlockables Awards MODOS DE JOGO Single race Championship Time attack Ghost Ignite Ghost ModChallenge ModCars ORGANIZAÇÃO DOS CAMPEONATOS Campeonato D Campeonato C Campeonato B Campeonato A Champion Challenge Special challenge rules CARROS Learning car Headstart / Burnout Drift Drift Rewards Confidencial Página 4 5/13/2014

5 5.4.4 Spindown PISTAS PERSONAGENS REGRAS PARA AS CORRIDAS Track Specials Powerups Efeitos Armas Hazards Jokers Tuning Lab TRANSFORMAÇÕES E NITRO Transformações Nitro Barra de Nitro SKILLS CONTROLOS CONSELHOS ADICIONAIS AGRADECIMENTOS APÊNDICES A. XXX B. XXX XXX XXX XXX GLOSSÁRIO LISTAS LISTA DE TABELAS LISTA DE FIGURAS LISTA DE ILUSTRAÇÕES REFERÊNCIAS Confidencial Página 5 5/13/2014

6 1 Prefácio Este documento de design de jogo irá servir como referência conceptual e descritiva para as diferentes secções de trabalho da Ignite Games, durante o desenvolvimento do jogo StarWheels. Ele contém informações acerca do planeamento geral do jogo, do seu sistema, regras e componentes, assim como descrições o mais abrangentes e perceptíveis possível acerca das funcionalidades e encadeamento desses mesmos elementos. No entanto, o trabalho específico a cada uma das diferentes secções de trabalho (Arte, Programação, Som) não é aqui alvo de condução directa, uma vez que cada departamento deve ser responsabilizado pela sua parte, e como tal, deve ser portador da maior liberdade criativa possível, com vista à produção de um jogo verdadeiramente dinâmico e plurifacetado. Divertido portanto. Em princípio, tudo o que está aqui escrito, terá relação com outras coisas que deverão mais cedo ou mais tarde fazer sentido aquando da leitura completa do documento, e que deverão estar interligadas por meio de explicações imediatas, ou de ligações hipertextuais para outras secções do documento e/ou glossário do mesmo. Ainda assim, em caso de dúvida em relação a algo, é favor consultar com o autor do documento - ele fará decerto questão em esclarecê-la. 1.1 Descrição geral do jogo O StarWheels trata-se de um jogo de corridas casual, que tem lugar em diferentes sítios da nossa Galáxia a Via Láctea. Trata-se de uma série de campeonatos automobilísticos que promovem a viagem interplanetária, ao se encarnar um entre dez pilotos (starwheelers) com vista a se ser eleito rei das corridas galácticas. Respira-se no jogo um ambiente tecnológicofuturista, que obrigatoriamente terá que ser plausível, mas sempre descrito numa lógica leve e humorística. Esta leveza de ambiente é traduzida de um modo muito claro num sistema de jogo simples e depurado, que depende vitalmente da intuitividade inerente tanto ao interface, como aos modos de jogo e à própria jogabilidade. Baseado em séries clássicas do género como Mario Kart ou F-Zero, e bebendo inspiração na alucinante série Wipeout, o jogo combina elementos-chave clássicos de jogabilidade com algumas características que irão distanciá-lo dessas referências, ao mesmo tempo que remetem para conceitos lúdicos fortes e divertidos - no nosso caso, as transformações dos carros, que poderão ser facilmente relacionadas com os intemporais Transformers (conceito que data já dos anos 70 do século passado) e para o conceito da personalização da experiência de jogo, vital na nossa opinião para o sucesso de um jogo tanto casual, como adaptado às necessidades dos casual gamers (ver Público-alvo). O StarWheels fará ainda um equilíbrio planeado entre as suas características de diversidade de opções, e a importância qualitativa do impacto na jogabilidade geral que elas trarão. No final, este jogo terá que se apresentar como uma alternativa válida aos títulos do género que possam ir sendo editados para as demais plataformas de jogo, se bem que bastante completa e apelativa, e até válida para a sua edição futura em plataformas não casuais, seguindo assim a lógica Ignite do lançamento de jogos destinados ao jogador ocasional que exige mais que uma experiência inócua de passatempo, preferindo antes uma imersão compreensiva e de qualidade na experiência de entretenimento que escolheu jogar. Confidencial Página 6 5/13/2014

7 1.2 Público-alvo Este é um jogo destinado, em princípio, ao mercado do Casual Gaming. Sendo um segmento de mercado relativamente recente, padece ainda de uma certa indefinição relativamente ao público que abrange, e que pode vir a abranger. Como tal, presentemente só há a certeza que a razão entre homens/mulheres que compõem o público é de pelo menos 50/50, se é que a porção feminina desta razão não ultrapassa significativamente a masculina. Sabe-se também que as faixas etárias de maior relevância para este segmento se situam dos 25/30 anos até possivelmente aos 50/60 anos de idade. Trata-se de um tipo de público, portanto, que não cresceu com jogos de computador a fazerem parte integral da sua formação e educação, e sobre o qual não se pode assumir qualquer tipo de familiaridade avançada com sistemas e interfaces de jogo instituídos, como é normal na nossa linha de pensamento. Pode-se assim concluir, se bem que de um modo especulativo, que o público potencial para este jogo necessite de dispositivos e comandos de jogo muito simplificados para o descodificar e apreciar com entusiasmo e empenho, ou seja, o sucesso do jogo irá depender da sua (des)complexidade. Ora isto não significa que tenhamos de apresentar uma experiência imediata, básica e pouco profunda. Apenas temos que pensar nela como uma experiência interactiva cujo sucesso como objecto depende da sua capacidade de se auto-explicar, e convidar à interacção. O StarWheels terá que visar em última instância a integração da familiaridade e do gosto deste tipo de público que pretende satisfazer, com um tipo de jogo altamente direccionado de um modo geral a um público bastante mais jovem, em maior parte masculino, e capaz de lidar com altas velocidades em termos de sequências de eventos. O StarWheels será assim, eventualmente, um jogo de corridas unissexo, que se foca na introdução do género nativo em que se inspira (softcore racing, recentemente apelidado de buggy racing, muito por culpa da série Mario Kart) a um público naturalmente céptico em relação a ele, sem nunca querer cair na falta de dinamismo e na pasmaceira jogável. 1.3 Organização Esta tabela lista as principais secções deste manual: Capítulo Capítulo 1, Prefácio Capítulo 2, História Capítulo 3, Sistema de Jogo Capítulo 4, Apêndices Capítulo 5, Glossário Capítulo 6, Listas Capítulo 7, Referências Tabela 1 Visão geral do documento Descrição Fornece uma visão geral dos objectivos do documento e do jogo, assim como as nomenclaturas e convenções empregues na sua concepção. Descreve o ambiente e situação físico-temporal nos quais o jogo toma lugar. Confidencial Página 7 5/13/2014

8 1.4 Convenções Convenções sinaléticas O documento utiliza as seguintes convenções sinaléticas: Significa que o leitor deve tomar nota. Significa que as sugestões que se seguem são úteis. Significa que o leitor deve tomar especial atenção. Nesta situação, a não concordância com o aviso pode originar consequências graves Convenções tipográficas A Tabela 2 lista as convenções tipográficas adoptadas neste documento: Convenção Descrição Itálico Palavras em inglês ou ênfase no texto. Negrito Utilizado para o título das secções. Fonte Verdana Para clarificações de imagens e ilustrações. Tabela 2 Convenções tipográficas do documento Convenções cromáticas A Tabela 3 apresenta as convenções cromáticas deste documento: Convenção Descrição Preto Texto normal. Cinzento Escuro Referência cruzada. Azul Hiperligação. Azul Adições à versão actual. Verde Modificações em texto existente. Rosa Secções para serem eliminadas em versões futuras. Castanho Para ser acrescentado se o tempo o permitir. Vermelho Dados temporários. Tabela 3 Exemplo das convenções cromáticas do documento Confidencial Página 8 5/13/2014

9 2 História O primeiro Grande Prémio StarWheels está aí! O famosíssimo solteirão da cena social da Via Láctea Vax Jupupa decidiu virar a galáxia de pernas para o ar e pés no acelerador com a sua nova ideia para uma competição motorizada de renome a nível galático. Para tal, estudou os melhores spots para instalar pistas, usou os seus contactos para descobrir os pilotos mais excitantes, e investiu do seu bolso recheado para transformar o circo StarWheels numa competição repleta de tecnologia de ponta e interesse público. Foi também criado um canal de panavisão dedicado unicamente à transmissão, discussão e dissecação do campeonato StarWheels, e de todas as histórias e eventualidades que o rodeiam, contando também com tempos de antena culturalmente válidos e actuais, e ainda montes de surpresas para os mais novos. Ninguém vai tirar os olhos da pista! Ninguém vai querer andar a pé outra vez! É a locura! É o excesso! É O PRIMEIRO GRANDE PRÉMIO STARWHEELS!!! (patrocinado pela Fundação Estelar para a Conservação do Capitalismo Selvagem) 3 Menus de jogo Este capítulo descreve a arquitectura geral do sistema de menus, ecrãs de opções e de informação existentes no jogo, assim como as suas sequência, interacção e dinâmica. 3.1 Anfitrião O jogo contará com um anfitrião desportivo que funcionará como mestre de cerimónias do Grande Prémio StarWheels. O seu nome é Gary Greene, e trata-se de um comentador desportivo famoso, afável e bonacheirão, que tem um pequeno (e perfeitamente controlado) problema com o álcool. Trata-se de uma super-estrela panavisiva que dispõe de um sentido de moda impecável, possuindo uma respeitável panóplia de casacos de gala tecidos com as mais diversas malhas sintético-dinâmicas de todos os cantos da galáxia, tudo com design italiano, claro. Este personagem estará presente em todas as diferentes secções do menu, sendo que cada vez que o jogador efectua uma dada escolha, ele segue a flutuar para a secção do menu que se segue no encadeamento das opções (dispõe de uma plataforma voadora que o transporta de um lado para o outro), e a câmara do menu segue-o como se de um programa filmado em estúdio real se tratasse. As únicas secções do menu em que ele se retira da imagem serão o ecrã de ecolha dos personagens, o ecrã de ecolha dos carros, e o ecrã de ecolha das pistas, para não fazer confusão no plano. A função de Gary é a de entertainer, e como tal espera-se que para além de ser um elemento dinâmico do sistema de menus, funcione como âncora sonora para a imersão do jogador no ambiente geral do jogo. Assim sendo, ele irá proferir comentários sucintos nas mais diversas situações de jogo, e entre elas: todo o tipo de comentários genéricos úteis, como seja o caso de uma mensagem de boas-vindas ao jogo. comentários no ecrã do pódio e nas classificações gerais. Confidencial Página 9 5/13/2014

10 comentários no ecrã de escolha das pistas e às diferentes pistas. comentários no ecrã de escolha de personagem e aos diferentes personagens. comentários no ecrã de escolha dos carros e aos diferentes carros. todo o Visual Feedback será comentado por ele (a sua voz será um dos componentes das deixas audio que irão acompanhar o Visual Feedback no jogo). desbloqueamento de Awards e Unlockables também serão da responsabilidade dele (informações e felicitações acerca dos mesmos). quaisquer ecrãs de opções pelos quais o jogador tenha de vir a passar poderão ser oportunamente comentados por Gary. No fundo, Gary terá que servir como mestre de cerimónias de todo o jogo, tratando-se de um elemento que medeie a interacção do jogador com o mesmo, do modo mais divertido e sóbrio que lhe seja possível. Esperemos que Gary Greene se venha a revelar como o primeiro comentador desportivo com elevado grau de reconhecimento ao nível do mercado de casual games, e uma mais-valia para futuros títulos da Ignite Games. 3.2 Menu principal Main menu... 4 Interface de Jogo Este capítulo descreve a arquitectura geral do interface, assim como a filosofia a ser tomada em conta aquando da sua execução gráfica e funcional, e quaisquer outras características que lhe sejam específicas. 4.1 HUD (Heads Up Display) O HUD é o HUD. 4.2 Visual Feedback Durante as corridas, o jogador terá que ter algum tipo de acompanhamento visual e sonoro que lhe proporcione informação pontual e adicional àquela que figura no HUD (Heads Up Display). Todo o tipo de eventos que possam vir a acontecer durante a corrida, dinâmicos, portanto não previsíveis, e que afectem directa, positiva ou negativamente o jogador, entrarão na categoria de Visual Feedback. A maioria destas notificações pontuais terá que aparecer ao jogador de um modo legível, festivo, rápido, e acima de tudo, não intrusivo na jogabilidade. Existem três tipos distintos de Visual Feedback, que entre eles devem ser tratados grafica e sonoramente com estilos e implementações funcionais distintas e identificáveis, mas sempre dentro da filosofia StarWheels. São eles race feedback; track special feedback; e general Confidencial Página 10 5/13/2014

11 feedback, e tornam-se explícitos na lista de todos os eventos que terão de ser tratados como Visual Feedback apresentada em seguida: Race Feedback Tipo de Visual Feedback que ilustra eventos desencadeados pelo jogador durante a corrida, e que dependem directamente da sua perícia (para o bem e para o mal). Segue-se a lista das notificações visuais que caem nesta categoria: Headstart esta notificação aparece sempre que o jogador consegue um Headstart na corrida (ver Headstart / Burnout). Burnout esta notificação aparece sempre que o jogador tenta conseguir um Headstart mas fá-lo antes do tempo, sofrendo as consequências de um Burnout (ver Headstart / Burnout) Cool Drift esta notificação aparece sempre que o jogador entra em Drift e assim permanece durante 3 segundos. Stellar Drift esta notificação aparece sempre que o jogador entra em Drift e assim permanece durante 5 segundos. Cosmic Drift esta notificação aparece sempre que o jogador entra em Drift e assim permanece durante 7 segundos. Overtake esta notificação aparece sempre que o jogador ultrapassa 1 adversário. Double Overtake esta notificação aparece sempre que o jogador ultrapassa 2 adversários. Stellar Overtake esta notificação aparece sempre que o jogador ultrapassa 3 ou mais adversários. Race Leader esta notificação aparece sempre que o jogador passa para a posição de líder da corrida na qual está a participar, e assim permanece durante não menos que 2 segundos Track Special Feedback Tipo de Visual Feedback que ilustra eventos desencadeados pela activação de Track Specials pela parte do jogador durante a corrida, e que dependem directamente das consequências dessa mesma activação (sejam eventos desencadeados por Powerups ou Hazards). Segue-se a lista das notificações visuais que caem nesta categoria: Extra SpaceCredits esta notificação aparece sempre que o jogador active Track Specials que lhe concedam este efeito (ver também Efeitos, dentro de Powerups). Confidencial Página 11 5/13/2014

12 Instant Cooldown esta notificação aparece sempre que o jogador active Track Specials que lhe concedam este efeito (ver também Efeitos, dentro de Powerups). X-Ray Vision esta notificação aparece sempre que o jogador active Track Specials que lhe concedam este efeito (ver também Efeitos, dentro de Powerups). Omega Rush esta notificação aparece sempre que o jogador active Track Specials que lhe concedam este efeito (ver também Efeitos, dentro de Powerups). Tyformer esta notificação aparece sempre que o jogador active Track Specials que lhe concedam este efeito (ver também Efeitos, dentro de Powerups). Missile esta notificação aparece sempre que o jogador active Track Specials que lhe concedam esta arma (ver também Armas, dentro de Powerups). Bouncer Missile esta notificação aparece sempre que o jogador active Track Specials que lhe concedam esta arma (ver também Armas, dentro de Powerups). Homing Missile esta notificação aparece sempre que o jogador active Track Specials que lhe concedam esta arma (ver também Armas, dentro de Powerups). Radial Missile esta notificação aparece sempre que o jogador active Track Specials que lhe concedam esta arma (ver também Armas, dentro de Powerups). Axial Missile esta notificação aparece sempre que o jogador active Track Specials que lhe concedam esta arma (ver também Armas, dentro de Powerups). Mine esta notificação aparece sempre que o jogador active Track Specials que lhe concedam esta arma (ver também Armas, dentro de Powerups). Freeze esta notificação aparece sempre que o jogador active Track Specials ou sofra efeitos como sejam o de alguns Skills Brick Wall esta notificação aparece sempre que o jogador active Track Specials ou sofra efeitos como sejam o de alguns Skills Blind esta notificação aparece sempre que o jogador active Track Specials ou sofra efeitos como sejam o de alguns Skills Control Inversion esta notificação aparece sempre que o jogador active Track Specials ou sofra efeitos como sejam o de alguns Skills Instant Heatup esta notificação aparece sempre que o jogador active Track Specials ou sofra efeitos como sejam o de alguns Skills Confidencial Página 12 5/13/2014

13 Daltonic Vision esta notificação aparece sempre que o jogador active Track Specials ou sofra efeitos como sejam o de alguns Skills Classless Driver esta notificação aparece sempre que o jogador active Track Specials ou sofra efeitos como sejam o de alguns Skills General Feedback Tipo de Visual Feedback que ilustra eventos desencadeados por diversas ocorrências e situações de jogo que por uma razão ou outra, não se inserem nas categorias antes mencionadas, ou que devem simplesmente ser tratados de um modo especial devido a uma maior ou menor importância a eles atribuída. Segue-se a lista das notificações visuais que figuram nesta categoria: Chaser esta notificação aparece na parte inferior do ecrã de jogo, e é indicativa de adversários que venham no encalçe próximo do jogador. Tratar-se-ão de setas que apontarão na direcção do(s) perseguidor(es) e os seguirão até estes aparecerem no ecrã, ou voltarem a ficar para trás a uma distância, ainda por definir, de alguns metros (ver Figura 1). Confidencial Página 13 5/13/2014

14 Figura 1 (Chaser) a seta atrás do carro azul (sim, o do Captain Falcon) indica que vem alguém no encalçe do jogador. O jogo é o F-Zero GX para a consola Game Cube da já extinta Nintendo. Full Nitro esta notificação aparece ao pé da Barra de Nitro sempre que o jogador consegue que esta esteja maximizada. É uma pequena notificação que funciona como o Full Ammo do nosso querido STEAM. Weapon ready esta notificação aparece no HUD (Heads Up Display) junto da Slot de Armas temporárias sempre que o jogador lá tem uma arma disponível, e esta esteja desimpedida de disparar. Winner, 2 nd, 3 rd, 4 th, 5 th, 6 th, 7 th, 8 th estas notificações aparecem sempre que o jogador corta a meta nas respectivas posições acima indicadas, e merecem obviamente um destaque especial. Wrong Way esta notificação deverá aparecer na eventualidade do jogador se confundir e começar a conduzir na direcção oposta ao sentido em que a corrida estará actualmente a decorrer, e far-se-à acompanhar de um sistema automático de correcção de trajectória que nada mais faz que devolver o distraído entusiasta ao sentido para o qual a corrida se desenvolve no presente. É o chamado sistema Tiago Monteiro. Driving aids estas notificações aparecem sempre que o jogador se aproxima de curvas, entroncamentos, ramificações e hazards naturais das pistas, e servem como ajuda à condução Confidencial Página 14 5/13/2014

15 Figura 2 (Driving aids) a seta por cima do carro de rally (sim, o Toyota Corolla) indica a aproximação de uma curva à direita na pista. O jogo é o Sega Rally, aqui na sua versão arcada, da editora tunisina Sega. 5 Sistema de Jogo Este capítulo descreve a arquitectura geral do jogo, modos de jogo existentes, regras de base que regem as corridas Starwheels, e os seus Campeonatos. 5.1 Perfil de Jogador Ao começar o jogo, o jogador terá que criar um perfil de piloto, se já não o tiver feito anteriormente, que servirá para guardar a sua evolução no jogo e como piloto. Depois da criação ou escolha de perfil de jogador, pelas diferentes secções do menu principal deverá constar de modo permanente uma pequena área que indica a classe de piloto atingida pelo jogador (ver Classes de piloto), a Percentagem de conclusão do jogo, a quantidade de Unlockables já desbloqueados, e a quantidade de Awards já conquistadas. O perfil servirá também como ficheiro para gravar e aceder a todo o tipo de informações referentes ao estado de jogo para cada jogador, assim como de user name para possíveis interacções do/com o jogo via internet, se tal for possível e se tornar algo de desejável ou necessário. Confidencial Página 15 5/13/2014

16 5.1.1 Classes de piloto Para cada perfil de jogador, existirá um conjunto de estatísticas simples que estarão permanentemente presentes em todos os níveis do menu principal (ver Perfil de Jogador). As Classes de piloto serão uma delas. Estas tratam-se de um sistema de classificação da perícia do jogador, que lhe dará a possibilidade de escolher entre vários níveis de competitividade (ou leia-se velocidade/diversão) disponíveis para jogar nos diferentes campeonatos StarWheels. São cinco ao todo. Por ordem crescente de importância: Newcomer, DeltaWheeler; BetaWheeler; AlphaWheeler; e finalmente OmegaWheeler título apenas concedido ao jogador após a derrota de Vax Jupupa, organizador dos Campeonatos e único detentor de tal título por nunca ter sido vencido em qualquer campeonato no qual tenha participado. Quanto mais alta a classe na qual o jogador escolhe competir para cada campeonato (ver Organização dos Campeonatos), melhores ficam as características inerentes aos Carros que ele ou ela e os seus adversários usam, mais poder terão os seus Skills e Transformações disponíveis, mais poder albergam os diferentes Track Specials que possam apanhar na pista (ver também Regras para as corridas), e melhor rendimento terão as suas barras de nitro (ver Barra de Nitro). O jogador começa o jogo sem qualquer classificação como piloto (ou antes, com a designação de Newcomer). As diferentes classes (excepto a de OmegaWheeler) ser-lhe-ão atribuídas depois de conseguir acabar os quatro diferentes campeonatos nas três primeiras posições da classificação geral (ver abaixo as descrições específicas de cada classe para melhor esclarecimento sobre este assunto). Note-se que ele ou ela poderão participar desde logo nos três primeiros campeonatos como Newcomer, e também competir (e voltar a competir) nos mesmos com as diferentes classes que forem conseguindo desbloquear mediante o preenchimento de certos requisitos de jogo (ver mais uma vez abaixo as descrições específicas das diferentes Classes de piloto). Sempre que uma nova Classe de piloto é atribuída ao jogador, este deverá ser congratulado de modo tão efusivo quanto o nível de importância da classe que terá conquistado (Normal; Alto; Muito Alto; Altíssimo). Segue-se a descrição completa e detalhada de todas as Classes de piloto que exitem no StarWheels, assim como as suas particularidades: Newcomer Ausência de qualquer tipo de classificação como piloto, e condição na qual o jogador inicia o jogo. Nesta situação todas as regras que regem o jogo, as corridas (ver Regras para as corridas), e o funcionamento dos Carros e Personagens, se aplicam de modo normal. Os valores que por outras classes são modificados com adições ou subtracções de certos valores, aqui também o são mas tendo a parcela que dita a modificação o valor de 0 (zero). De modo semelhante, os valores que por outras classes são modificados com multiplicações e divisões por certos valores, aqui também o são mas pelo valor de 1 (um). Pelo menos assim confirma-se que o autor tem a 4ª classe. Confidencial Página 16 5/13/2014

17 DeltaWheeler Título de 3ª Categoria, conferido a qualquer StarWheeler que complete qualquer um dos três campeonatos disponíveis no começo do jogo (ver Organização dos Campeonatos) nas três primeiras posições da classificação geral, competindo com a classe de Newcomer. Confere aos atributos básicos de performance (ver Carros) de qualquer carro que o jogador esteja a utilizar, um incremento de valor igual a 0.75 unidades em relação ao original, excepto ao atributo CT (control), que apenas receberá um incremento de 0.25 unidades. O funcionamento das Armas e Efeitos dos Powerups, tal como o dos Hazards, permanece igual. O valor do ritmo a que a Barra de Nitro decresce quando activada pelo jogador passa a ser de 9/10 (nove décimos) em relação ao do original (ver Barra de Nitro). Os raios de acção dos Skills dos personagens recebem um bónus que resulta da multiplicação do valor que dita a distância radial abrangente do skill exclusivo desse personagem, por 1,25. Os tempos de permanência dos Skills recebem um bónus de 1 segundo. Os Skills baseados exclusivamente em tempo de permanência (Shield e Reflector) recebem um bónus de permanência equivalente a 3 segundos. O tempo de cooldown dos Skills é reduzido em 5 segundos. As restantes características inerentes aos Skills não são comparáveis, e como tal, não há uma regra geral que dite alterações nos seus valores consoante as diferentes Classes de piloto. Essas características serão pois tratadas caso a caso. O nível de entusiasmo com que o jogador deve ser congratulado ao ser distinguido com este título é Normal. BetaWheeler Título de 2ª Categoria, conferido a qualquer StarWheeler que complete qualquer um dos três campeonatos disponíveis no começo do jogo (ver Organização dos Campeonatos) - que não aquele que terá ganho anteriormente - nas três primeiras posições da classificação geral, competindo com a classe de DeltaWheeler. Confere aos atributos básicos de performance (ver Carros) de qualquer carro que o jogador esteja a utilizar, um incremento de valor igual a 1.50 unidades em relação ao original, excepto ao atributo CT (control), que apenas receberá um incremento de 0.50 unidades. Os Powerups passam a conceder as Armas com mais uma munição, e os Efeitos com a) mais uma unidade de SpaceCredits; b) tempo de duração multiplicado por 1,5. As Hazards passam também a multiplicar o tempo de duração dos efeitos que causam por 1,5. Confidencial Página 17 5/13/2014

18 O valor do ritmo a que a Barra de Nitro decresce quando activada pelo jogador passa a ser de 8/10 (oito décimos) em relação ao do original (ver Barra de Nitro). Os raios de acção dos Skills dos personagens recebem um bónus que resulta da multiplicação do valor que dita a distância radial abrangente do skill exclusivo desse personagem, por 1,75. Os tempos de permanência dos Skills recebem um bónus de 2 segundos. Os Skills baseados exclusivamente em tempo de permanência (Shield e Reflector) recebem um bónus de permanência equivalente a 4 segundos. O tempo de cooldown dos Skills é reduzido em 10 segundos. As restantes características inerentes aos Skills não são comparáveis, e como tal, não há uma regra geral que dite alterações nos seus valores consoante as diferentes Classes de piloto. Essas características serão pois tratadas caso a caso. O nível de entusiasmo com que o jogador deve ser congratulado ao ser distinguido com este título é Alto. AlphaWheeler Título de 1ª Categoria, conferido a qualquer StarWheeler que complete qualquer um dos três campeonatos disponíveis no começo do jogo (ver Organização dos Campeonatos) - que não aqueles que terá ganho anteriormente - nas três primeiras posições da classificação geral, competindo com a classe de BetaWheeler. Confere aos atributos básicos de performance (ver Carros) de qualquer carro que o jogador esteja a utilizar, um incremento de valor igual a 2.25 unidades em relação ao original, excepto ao atributo CT (control), que apenas receberá um incremento de 0.75 unidades. Os Powerups passam a conceder as Armas com mais duas munições, e os Efeitos com a) mais duas unidades de SpaceCredits; b) tempo de duração multiplicado por 2. As Hazards passam também a multiplicar o tempo de duração dos efeitos que causam por 2. O valor do ritmo a que a Barra de Nitro decresce quando activada pelo jogador passa a ser de 7/10 (sete décimos) em relação ao do original (ver Barra de Nitro). Os raios de acção dos Skills dos personagens recebem um bónus que resulta da multiplicação do valor que dita a distância radial abrangente do skill exclusivo desse personagem, por 2. Os tempos de permanência dos Skills recebem um bónus de 3 segundos. Os Skills baseados exclusivamente em tempo de permanência (Shield e Reflector) recebem um bónus de permanência equivalente a 5 segundos. O tempo de cooldown dos Skills é reduzido em 15 segundos. Confidencial Página 18 5/13/2014

REGRAS. 1 - Introdução. 2 - Nº de jogadores e objectivo do jogo. 3 - Peças do jogo

REGRAS. 1 - Introdução. 2 - Nº de jogadores e objectivo do jogo. 3 - Peças do jogo REGRAS 1 - Introdução Este jogo tem como principal objectivo demonstrar como poderemos utilizar o nosso carro de uma forma mais responsável face ao ambiente, através da partilha do nosso meio de transporte

Leia mais

Índice 1 INTRODUÇÃO...2 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 3 CRIAÇÃO DE ENTIDADES...12 4 DEPENDÊNCIAS...17 5 BANCOS, SEGURADORAS E CONSERVATÓRIAS...

Índice 1 INTRODUÇÃO...2 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 3 CRIAÇÃO DE ENTIDADES...12 4 DEPENDÊNCIAS...17 5 BANCOS, SEGURADORAS E CONSERVATÓRIAS... Índice 1 INTRODUÇÃO...2 1.1 JANELA ÚNICA DE ENTIDADES...3 1.2 PERMISSÕES POR UTILIZADOR...4 1.3 RESTRIÇÕES À VISUALIZAÇÃO/MANIPULAÇÃO...6 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 2.1 CRITÉRIOS DE PESQUISA...8 2.2 LISTA

Leia mais

Portal AEPQ Manual do utilizador

Portal AEPQ Manual do utilizador Pedro Gonçalves Luís Vieira Portal AEPQ Manual do utilizador Setembro 2008 Engenharia Informática - Portal AEPQ Manual do utilizador - ii - Conteúdo 1 Introdução... 1 1.1 Estrutura do manual... 3 1.2 Requisitos...

Leia mais

Manual do Nero ControlCenter

Manual do Nero ControlCenter Manual do Nero ControlCenter Nero AG Informações sobre direitos de autor e marcas O manual do Nero ControlCenter e todo o seu conteúdo estão protegidos pelos direitos de autor e são propriedade da Nero

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO Termos Básicos Pesquisa Registo Fazendo Propostas A Minha Conta Pedindo Cotações Ajuda: Geral Bem-vindo! No texto que se segue iremos transmitir noções básicas sobre os termos e modos

Leia mais

Manual de Iniciaça o. Índice

Manual de Iniciaça o. Índice Manual de Iniciaça o Índice Passo 1- Definir... 2 Definir grupos de tarefas... 2 Definir funções... 6 Definir utilizadores... 11 Definir o Workflow... 14 Definir tarefas... 18 Passo 2 - Planear... 21 Planear

Leia mais

Migrar para o Excel 2010

Migrar para o Excel 2010 Neste Guia Microsoft O aspecto do Microsoft Excel 2010 é muito diferente do Excel 2003, pelo que este guia foi criado para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Continue a ler para conhecer as partes

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE A EQUIPA DO PTE 2009/2010 Índice 1. Entrar na plataforma Moodle 3 2. Editar o Perfil 3 3. Configurar disciplina 4 3.1. Alterar definições 4 3.2. Inscrever alunos

Leia mais

Índice. Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4. Primeiros passos com o e-best Learning 6. Actividades e Recursos 11

Índice. Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4. Primeiros passos com o e-best Learning 6. Actividades e Recursos 11 Índice Parte 1 - Introdução 2 Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4 Parte 2 Desenvolvimento 5 Primeiros passos com o e-best Learning 6 Como aceder à plataforma e-best Learning?... 6 Depois

Leia mais

Instalação e Manutenção de Microcomputadores (COI)

Instalação e Manutenção de Microcomputadores (COI) Instalação e Manutenção de Microcomputadores (COI) 4. Montagem do Computador Disco rígido limpeza; Disco rígido verificação de erros (modo gráfico); Disco rígido verificação de erros (linha de comandos;

Leia mais

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011 Plano [1] Guia de Acesso à Formação Online 2011 [2] ÍNDICE ÍNDICE...2 1. Introdução...3 2. Metodologia Formativa...4 3. Actividades...4 4. Apoio e Acompanhamento do Curso...5 5. Avaliação...6 6. Apresentação

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Menus. v2011 - Certificado

ZS Rest. Manual Avançado. Menus. v2011 - Certificado Manual Avançado Menus v2011 - Certificado 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Iniciar o ZSRest... 3 4. Menus... 4 b) Novo Produto:... 5 i. Separador Geral.... 5 ii. Separador Preços e Impostos... 7 iii.

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR DO BACKUP HD SERIES

MANUAL DO UTILIZADOR DO BACKUP HD SERIES MANUAL DO UTILIZADOR DO BACKUP HD SERIES OBRIGADO por ter adquirido a aplicação ClickFree Backup. Estas instruções foram reunidas para o ajudar a utilizar o produto, mas de um modo geral esperamos que

Leia mais

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 Google Sites A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 1. Google Sites A Google veio anunciar que, para melhorar as funcionalidades centrais do Grupos Google, como listas de discussão

Leia mais

ENG1000 Introdução à Engenharia

ENG1000 Introdução à Engenharia ENG1000 Introdução à Engenharia Aula 03 Game Design Document Edirlei Soares de Lima Game Design Document Um Game Design Document (GDD) é um documento que descreve todos aspectos

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA DSI

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA DSI UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA DSI Gestor de Listas de Distribuição de Emails versão: 0.9.1 Nelson Rodrigues DSI 20-07-2010 ÍNDICE: Introdução... 3 Definição de Mailing List... 3 Grupos de endereços

Leia mais

COMPUTAÇÃO e PROGRAMAÇÃO

COMPUTAÇÃO e PROGRAMAÇÃO COMPUTAÇÃO e PROGRAMAÇÃO 2º Trabalho Ano lectivo 2009/2010 MEMec e LEAN Data e hora limite de entrega: 6 de Janeiro de 2010, até às 23h59m Entrega: Submissão electrónica, via Fénix (ver instruções na secção:

Leia mais

Porque as suas regras de negócio são específicas, precisa de uma sua solução de gestão que permite gerir essa diferença.

Porque as suas regras de negócio são específicas, precisa de uma sua solução de gestão que permite gerir essa diferença. Porquê NEXT Vision Porque as suas regras de negócio são específicas, precisa de uma sua solução de gestão que permite gerir essa diferença.... Poder de adaptação Porque cabe a si decidir como pretende

Leia mais

Aplicação da Qualidade. Manual do Utilizador. Versão 1 2006-05-30

Aplicação da Qualidade. Manual do Utilizador. Versão 1 2006-05-30 Aplicação da Qualidade Versão 1 2006-05-30 Índice 1. Introdução 2. Acesso à Aplicação 3. Menu principal 3.1. Processo 3.1.1. Registo da Ocorrência - Fase 1 3.1.2. Análise das Causas - Fase 2 3.1.3. Acção

Leia mais

Centro de Competência Entre Mar e Serra. Guia

Centro de Competência Entre Mar e Serra. Guia SMART Notebook Software Guia O Software Notebook permite criar, organizar e guardar notas num quadro interactivo SMART Board (em modo projectado e não-projectado), num computador pessoal e, em seguida,

Leia mais

BPstat. manual do utilizador. Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24

BPstat. manual do utilizador. Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24 BPstat manual do utilizador Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24 BANCO DE PORTUGAL Av. Almirante Reis, 71 1150-012 Lisboa www.bportugal.pt Edição Departamento de Estatística

Leia mais

ACUMULAÇÃO DE FUNÇÕES

ACUMULAÇÃO DE FUNÇÕES ACUMULAÇÃO DE FUNÇÕES MANUAL DE APOIO Este manual de apoio destina-se aos docentes do ensino oficial que pretendam requerer autorização para acumular funções. Exceptuam-se aqueles que se encontram na situação

Leia mais

Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A.

Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A. WinREST Sensor Log A Restauração do Séc. XXI WinREST Sensor Log Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A. 2 WinREST Sensor Log Índice Índice Pag. 1. WinREST Sensor Log...5 1.1. Instalação (aplicação ou serviço)...6

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft PowerPoint 2010 Colecção: Software

Leia mais

Guião para as ferramentas etwinning

Guião para as ferramentas etwinning Guião para as ferramentas etwinning Registo em etwinning Primeiro passo: Dados de quem regista Segundo passo: Preferências de geminação Terceiro passo: Dados da escola Quarto passo: Perfil da escola Ferramenta

Leia mais

gettyimages.pt Guia do site área de Film

gettyimages.pt Guia do site área de Film gettyimages.pt Guia do site área de Film Bem-vindo à área de Film do novo site gettyimages.pt. Decidimos compilar este guia, para o ajudar a tirar o máximo partido da área de Film, agora diferente e melhorada.

Leia mais

LNDnet. Lançamento de notas pelos docentes. Portal académico

LNDnet. Lançamento de notas pelos docentes. Portal académico LNDnet Lançamento de notas pelos docentes Portal académico A base para elaboração do presente manual foi o manual da Digitalis (SIGES.11.0.0 Manual de Utilizador) ao no qual foram registada as adaptações

Leia mais

A Acta Reumatológica Portuguesa disponibiliza em www.actareumatologica.pt uma plataforma online de submissão e revisão dos artigos submetidos.

A Acta Reumatológica Portuguesa disponibiliza em www.actareumatologica.pt uma plataforma online de submissão e revisão dos artigos submetidos. A Acta Reumatológica Portuguesa disponibiliza em www.actareumatologica.pt uma plataforma online de submissão e revisão dos artigos submetidos. Quer através do acesso directo à plataforma, quer seguindo

Leia mais

Entrega de Folhas de Férias

Entrega de Folhas de Férias Entrega de Folhas de Férias Guia do Utilizador Versão 4.0 Agosto/ 2014 Índice 1. Introdução 2. Criar/ Validar Folhas de Férias 3. Acesso à funcionalidade 4. Inserir/ Consultar Folhas de Férias 5. Comprovativo

Leia mais

Gestão de bases de dados e listas

Gestão de bases de dados e listas Gestão de bases de dados e listas Uma das tarefas mais comuns em que são utilizadas folhas de cálculo é a gestão de listas (listas de números de telefone, listas de clientes, listas de tarefas, listas

Leia mais

Diagrama de entidades relacionamentos (abordado anteriormente) Diagrama de Fluxo de Dados (DFD)

Diagrama de entidades relacionamentos (abordado anteriormente) Diagrama de Fluxo de Dados (DFD) Diagrama de entidades relacionamentos (abordado anteriormente) Prod_Forn N N 1 Stock 1 1 N Prod_Enc N 1 N 1 Fornecedor Movimento Encomenda Diagrama de Fluxo de Dados (DFD) Ferramenta de modelação gráfica,

Leia mais

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1 Copyright 2012 Efacec Todos os direitos reservados. Não é permitida qualquer cópia, reprodução, transmissão ou utilização deste documento sem a prévia autorização escrita da Efacec Sistemas de Gestão S.A.

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS SOFTWARE FASE 1 GRUPO 10. Vítor Martins 47121. Rui Fonseca 47081. David Barbosa 47076. Ricardo Boas 47023

DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS SOFTWARE FASE 1 GRUPO 10. Vítor Martins 47121. Rui Fonseca 47081. David Barbosa 47076. Ricardo Boas 47023 DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS SOFTWARE FASE 1 David Barbosa 47076 Ricardo Boas 47023 Rui Fonseca 47081 Vítor Martins 47121 GRUPO 10 2009/2010 1 Índice 1. Introdução... 2 1.1 Visão Geral do Problema... 2

Leia mais

BearingNet - Inventário

BearingNet - Inventário Contenuto Introdução... 2 Tabela O Seu Inventário... 3 Adicionar inventário... 4 Editar ou Eliminar Inventário... 5 Tabela de Manutenção de Inventário... 7 O seu inventário/ Lista de pedido de stock...

Leia mais

Empacotar o software TI-Nspire com o Microsoft SMS 2003

Empacotar o software TI-Nspire com o Microsoft SMS 2003 Empacotar o software TI-Nspire com o Microsoft SMS 2003 Este documento fornece informações detalhadas para criar e implementar um pacote de rede do TI-Nspire com a plataforma do Microsoft SMS 2003. Este

Leia mais

Manual de Colaboração

Manual de Colaboração Manual de Colaboração 2 Introdução O zerozero.pt permite aos seus colaboradores a introdução de resultados e datas de jogos de diversas competições. Depois da óptima experiência desenvolvida com a nossa

Leia mais

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET MANUAL DO UTILIZADOR WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET 1. 2. PÁGINA INICIAL... 3 CARACTERÍSTICAS... 3 2.1. 2.2. APRESENTAÇÃO E ESPECIFICAÇÕES... 3 TUTORIAIS... 4 3. DOWNLOADS... 5 3.1. 3.2. ENCOMENDAS (NOVOS

Leia mais

Trabalhos Práticos. Programação II Curso: Engª Electrotécnica - Electrónica e Computadores

Trabalhos Práticos. Programação II Curso: Engª Electrotécnica - Electrónica e Computadores Trabalhos Práticos Programação II Curso: Engª Electrotécnica - Electrónica e Computadores 1. Objectivos 2. Calendarização 3. Normas 3.1 Relatório 3.2 Avaliação 4. Propostas Na disciplina de Programação

Leia mais

Cursos de e-learning da Academia Portuguesa de Seguros

Cursos de e-learning da Academia Portuguesa de Seguros Cursos de e-learning da Academia Portuguesa de Seguros Guia de Apresentação do Curso de Qualificação de Agentes, Corretores de Seguros ou Mediadores de Resseguros Guia de Apresentação do Curso Versão 1.0

Leia mais

FEUP 2006/2007 Mestrado em Tecnologias Multimédia Doc. Apresentação V0

FEUP 2006/2007 Mestrado em Tecnologias Multimédia Doc. Apresentação V0 FEUP 2006/2007 Mestrado em Tecnologias Multimédia Doc. Apresentação V0 TÍTULO: Animatic - Marionetas Digitais Interactivas ORIENTADORES: Professor Doutor Aníbal Ferreira Professor Doutor Rui Torres ALUNO:

Leia mais

Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC

Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas do RoadShow Mais PHC O novo SNC O que é necessário para produzir a demonstração de fluxos de caixa pelo método directo (único aceite a

Leia mais

Guia rápido do utilizador

Guia rápido do utilizador Guia rápido do utilizador Índice Relatório de roubo 3 Criar um novo relatório de roubo 4 Fornecer detalhes do relatório de roubo Secção 1. Especificar o computador 5 Fornecer detalhes do relatório de roubo

Leia mais

Múltiplos Estágios processo com três estágios Inquérito de Satisfação Fase II

Múltiplos Estágios processo com três estágios Inquérito de Satisfação Fase II O seguinte exercício contempla um processo com três estágios. Baseia-se no Inquérito de Satisfação Fase II, sendo, por isso, essencial compreender primeiro o problema antes de começar o tutorial. 1 1.

Leia mais

Digitalização no laboratório da barra de sobredentadura de implantes NobelProcera Implant Bars Overdenture

Digitalização no laboratório da barra de sobredentadura de implantes NobelProcera Implant Bars Overdenture Digitalização no laboratório da barra de sobredentadura de implantes NobelProcera Implant Bars Overdenture Guia Rápido versão 2 Desfrute da melhor eficiência proporcionada pela NobelProcera com a digitalização

Leia mais

SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR

SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR Leaseplan Portugal Bertrand Gossieaux SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR Page2 INDICE 1. LOGIN, ESTRUTURA E SAÍDA DO SIM... 3 a) Login... 3 b) Estrutura principal... 4 c) Saída da

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Excel 2010 Colecção: Software

Leia mais

3. O CASO PARTICULAR DO FÓRUM DYN3W

3. O CASO PARTICULAR DO FÓRUM DYN3W 3. O CASO PARTICULAR DO FÓRUM DYN3W 3.1. DESCRIÇÃO DA FERRAMENTA E SUAS APLICAÇÕES Dyn3W é um fórum desenvolvido especialmente para ser utilizado na educação. O seu desenvolvimento iniciou-se em meados

Leia mais

IMPACTOS Agudos / de Momento e Crónicos / Constantes.

IMPACTOS Agudos / de Momento e Crónicos / Constantes. Wash Scoring (Limpar a Pontuação) por Tom Tait (treinador de Voleibol dos EUA Penn State University e ex-adjunto das Selecções Sénior Masculinas; USA All-Time Great Coach Award) UM POUCO DE HISTÓRIA Em

Leia mais

Um jogo de Eric RANDALL e Laurent LAVAUR 2010 PLAY MACHINES

Um jogo de Eric RANDALL e Laurent LAVAUR 2010 PLAY MACHINES Um jogo de Eric RANDALL e Laurent LAVAUR 2010 PLAY MACHINES 2 COMEÇAR POR AQUI Objectivo do Jogo Formula D é um jogo de corridas de automóveis. O objectivo de cada jogador é ganhar uma corrida (de uma

Leia mais

OPQ Perfi l OPQ. Relatório para as Vendas. Nome Sra. Exemplo 3

OPQ Perfi l OPQ. Relatório para as Vendas. Nome Sra. Exemplo 3 OPQ Perfi l OPQ Relatório para as Vendas Nome Sra. Exemplo 3 Data 28 Agosto 2014 www.ceb.shl.com www.transformece.com.br INTRODUÇÃO O Relatório para as Vendas da SHL ajuda a compreender a adequação potencial

Leia mais

29082012_WF_reporting_bro_PT. www.tomtom.com/telematics

29082012_WF_reporting_bro_PT. www.tomtom.com/telematics 29082012_WF_reporting_bro_PT www.tomtom.com/telematics T E L E M AT I C S Relatórios WEBFLEET Let s drive business Relatórios WEBFLEET As decisões de trabalho mais difíceis ficam muito mais simples com

Leia mais

Ferramenta de Testagem IECL Orientações para o Aluno (PT)

Ferramenta de Testagem IECL Orientações para o Aluno (PT) Ferramenta de Testagem IECL Orientações para o Aluno (PT) Índice 1 INTRODUÇÃO 3 2 REALIZAÇÃO DOS TESTES 3 2.1 Login 3 2.2 Verificação do áudio para o teste de Audição 5 2.3 Realização de um teste 5 3 Informação

Leia mais

Migrar para o Access 2010

Migrar para o Access 2010 Neste Guia Microsoft O aspecto do Microsoft Access 2010 é muito diferente do Access 2003, pelo que este guia foi criado para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Continue a ler para conhecer as

Leia mais

ZS Rest. Manual Profissional. BackOffice Mapa de Mesas. v2011

ZS Rest. Manual Profissional. BackOffice Mapa de Mesas. v2011 Manual Profissional BackOffice Mapa de Mesas v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Iniciar ZSRest Backoffice... 3 4. Confirmar desenho de mesas... 4 b) Activar mapa de mesas... 4 c) Zonas... 4 5. Desenhar

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR PROFESSOR(A)

MANUAL DO UTILIZADOR PROFESSOR(A) PROFESSOR(A) INTRODUÇÃO Caro(a) professor(a), Obrigado por descarregar este manual do utilizador do Ephorus. Em caso de dúvidas, por favor contacte o utilizador principal do Ephorus no seu estabelecimento

Leia mais

CONCURSO ESCOLAS DA NOVA GERAÇÃO REGULAMENTO

CONCURSO ESCOLAS DA NOVA GERAÇÃO REGULAMENTO CONCURSO ESCOLAS DA NOVA GERAÇÃO REGULAMENTO Enquadramento geral Um dos principais desafios que se colocam à sociedade portuguesa é o do desenvolvimento de uma Sociedade de Informação, voltada para o uso

Leia mais

ZoomText 9.1. Adenda ao Guia do Utilizador. Ai Squared

ZoomText 9.1. Adenda ao Guia do Utilizador. Ai Squared ZoomText 9.1 Adenda ao Guia do Utilizador Ai Squared Direitos de Cópia ZoomText Ampliador Copyright 2008, Algorithmic Implementations, Inc. Todos os Direitos Reservados ZoomText Ampliaddor/Leitor de Ecrã

Leia mais

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária)

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) http://curriculum.degois.pt Março de 2012 Versão 1.5 1 Introdução O objectivo deste guia é auxiliar o utilizador

Leia mais

Actualização. Versão 5.1.22

Actualização. Versão 5.1.22 Actualização Versão 5.1.22 Março 2009 2 JURINFOR Av. Engº Duarte Pacheco, 19 9º - 1099-086 LISBOA PORTUGAL Introdução Este documento descreve as características principais adicionadas ao JURINFOR JuriGest.

Leia mais

Manual de Acertos / Contagens de Stock

Manual de Acertos / Contagens de Stock Manual de Acertos / Contagens de Stock Dezembro de 2008 ÍNDICE O MANUAL DE ACERTOS / CONTAGENS DE STOCK... 1 Introdução... 1 Objectivos... 1 Condições de Utilização... 1 ACERTOS / CONTAGENS DE STOCK...

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÃO DAS PARTICIPAÇÕES DO ESTADO

SISTEMA DE INFORMAÇÃO DAS PARTICIPAÇÕES DO ESTADO SISTEMA DE INFORMAÇÃO DAS PARTICIPAÇÕES DO ESTADO SIPART (versão Setembro/2004) Manual de Utilização ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. ACEDER À APLICAÇÃO...4 3. CRIAR NOVO UTILIZADOR...5 4. CARACTERIZAÇÃO GERAL

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011 Manual Avançado Gestão de Stocks Local v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest FrontOffice... 4 4. Produto... 5 b) Activar gestão de stocks... 5 i. Opção: Faz gestão de stocks... 5 ii.

Leia mais

Manual de Utilização do OTRS ITSM [1.3]

Manual de Utilização do OTRS ITSM [1.3] Manual de Utilização do OTRS ITSM [1.3] ÍNDICE Manual de Utilização do OTRS ITSM [1.3]... 1 ÍNDICE... 2 ÍNDICE DE FIGURAS... 3 Prefácio... 4 2 Acesso ao OTRS ITSM... 5 Registo de Ticket Classificação do

Leia mais

Como Fazer um Vídeo no Windows Movie Maker

Como Fazer um Vídeo no Windows Movie Maker Como Fazer um Vídeo no Windows Movie Maker Versão deste documento: 1 1 Data de edição deste documento: 20 de Julho de 2011 1. Vá ao Iniciar -> Todos os Programas -> Movie Maker 2..Este é o aspecto do Movie

Leia mais

Manual do Utilizador

Manual do Utilizador Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra Departamento de Engenharia Electrotécnica e Computadores Software de Localização GSM para o modem Siemens MC35i Manual do Utilizador Índice

Leia mais

Outlook 2003. Nivel 1. Rui Camacho

Outlook 2003. Nivel 1. Rui Camacho Outlook 2003 Nivel 1 Objectivos gerais Enviar e Responder a mensagens de correio electrónico, e gestão de contactos, marcação de compromissos e trabalhar com notas. Objectivos específicos Começar a trabalhar

Leia mais

Nero ImageDrive Manual

Nero ImageDrive Manual Nero ImageDrive Manual Nero AG Informações sobre direitos de autor e marcas O manual do Nero ImageDrive e todo o respectivo conteúdo estão protegidos por direitos de autor e são propriedade da Nero AG.

Leia mais

CGA Directa. Manual do Utilizador. Acesso, Adesão e Lista de Subscritores

CGA Directa. Manual do Utilizador. Acesso, Adesão e Lista de Subscritores CGA Directa Manual do Utilizador Acesso, Adesão e Lista de Subscritores Versão 1.00 de 10 de Março de 2008 Índice Pág. Introdução 3 Capítulo 1 Capítulo 2 Capítulo 3 Acesso Acesso 4 Adesão Adesão 5 2.1

Leia mais

Guia de Rede MediCap USB300

Guia de Rede MediCap USB300 Guia de Rede MediCap USB300 Aplica-se às versões de firmware 110701 e mais recentes 1 Introdução... 2 Instruções Preliminares... 2 Como Configurar o Acesso Através da Rede ao Disco Rígido do USB300...

Leia mais

Termos e Condições Especiais de Venda - Social Ads

Termos e Condições Especiais de Venda - Social Ads Termos e Condições Especiais de Venda - Social Ads Os presentes termos e condições especiais de venda (doravante Condições Especiais de Venda ou os CPV regulamentam a relação entre: A APVO, uma empresa

Leia mais

Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida. Português

Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida. Português Motic Images Plus Versão 2.0 ML Guia de Consulta Rápida Português Índice Instalação do Software... 1 Instalação do Controlador e Actualização do Controlador... 4 Motic Images Plus 2.0 ML...11 Calibração

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Instalação em Rede. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Instalação em Rede. v2011 Manual Avançado Instalação em Rede v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Hardware... 3 b) Servidor:... 3 c) Rede:... 3 d) Pontos de Venda... 4 4. SQL Server... 5 e) Configurar porta estática:... 5 5.

Leia mais

Notas de liberação Controle de acesso e software de administração de segurança

Notas de liberação Controle de acesso e software de administração de segurança Controle de acesso e software de administração de segurança DN2028-1111 / Versão 5.01 Copyright 2011 Tyco SA Internacional. e suas Companhias Respectivas. Todos os direitos reservados. Todas as especificações

Leia mais

GeoMafra Portal Geográfico

GeoMafra Portal Geográfico GeoMafra Portal Geográfico Nova versão do site GeoMafra Toda a informação municipal... à distância de um clique! O projecto GeoMafra constitui uma ferramenta de trabalho que visa melhorar e homogeneizar

Leia mais

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária)

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) /curriculum Julho de 2008 Versão 1.1 1 Introdução O objectivo deste guia é auxiliar o utilizador da Plataforma

Leia mais

Modelo Cascata ou Clássico

Modelo Cascata ou Clássico Modelo Cascata ou Clássico INTRODUÇÃO O modelo clássico ou cascata, que também é conhecido por abordagem top-down, foi proposto por Royce em 1970. Até meados da década de 1980 foi o único modelo com aceitação

Leia mais

OFICIAL DA ORDEM MILITAR DE CRISTO MEDALHA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E BONS SERVIÇOS. Circular n.º 037/2012 IPSC Desenhos de Pistas Campeonato da Europa 2013

OFICIAL DA ORDEM MILITAR DE CRISTO MEDALHA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E BONS SERVIÇOS. Circular n.º 037/2012 IPSC Desenhos de Pistas Campeonato da Europa 2013 Circular n.º 037/2012 IPSC Desenhos de Pistas Campeonato da Europa 2013 A organização do Campeonato da Europa de IPSC, no próximo ano, é um projeto de todos os Portugueses em geral, e dos atletas de tiro

Leia mais

SRCT Sistema de Gestão de Receitas e Cobrança de Taxas

SRCT Sistema de Gestão de Receitas e Cobrança de Taxas 01-01-2006 SRCT Sistema de Gestão de Receitas e Cobrança de Taxas Rev 1.0 1 INDICE 1 Indice... 2 2 Introdução... 3 2.1 Acesso ao sistema... 3 3 Login... 4 3.1 Primeiro Login... 4 4 Gestão de Declarações...

Leia mais

PT MANUAL UTILIZADOR. Manual do utilizador da aplicação ComelitViP Remote 3.0 para dispositivos. Passion.Technology.Design.

PT MANUAL UTILIZADOR. Manual do utilizador da aplicação ComelitViP Remote 3.0 para dispositivos. Passion.Technology.Design. PT MANUAL UTILIZADOR Manual do utilizador da aplicação ComelitViP Remote.0 para dispositivos Passion.Technology.Design. Índice Instalação... Configuração automática da administração de apartamento... 4

Leia mais

Supply4Galp (S4G) FAQs Fornecedores Versão 1.0 03.02.2014

Supply4Galp (S4G) FAQs Fornecedores Versão 1.0 03.02.2014 Lista de FAQs 1. Registo de Fornecedor e Gestão da Conta... 4 Q1. Quando tento fazer um novo registo na Plataforma S4G, recebo uma mensagem a indicar que a minha empresa já se encontra registada.... 4

Leia mais

Avaliação do Desempenho do. Pessoal Docente. Manual de Utilizador

Avaliação do Desempenho do. Pessoal Docente. Manual de Utilizador Avaliação do Desempenho do Pessoal Docente Manual de Utilizador Junho de 2011 V6 Índice 1 ENQUADRAMENTO... 4 1.1 Aspectos gerais... 4 1.2 Normas importantes de acesso e utilização da aplicação... 4 1.3

Leia mais

PORQUÊ O PHC ENTERPRISE CS?

PORQUÊ O PHC ENTERPRISE CS? PORQUÊ O PHC ENTERPRISE CS? Um ERP, como qualquer software, pode vir em várias medidas. Quer se chamem soluções, serviços, formatos, ou gamas como no caso da PHC, existem diversas possibilidades para uma

Leia mais

O presente documento constitui o Regulamento da 7ª edição do Prémio Boas Práticas no Sector Público.

O presente documento constitui o Regulamento da 7ª edição do Prémio Boas Práticas no Sector Público. 7ª edição Prémio Boas Práticas no Sector Público O presente documento constitui o Regulamento da 7ª edição do Prémio Boas Práticas no Sector Público. Aconselhamos a sua leitura antes de iniciar o processo

Leia mais

Guia de Acesso à Formação Online Formando

Guia de Acesso à Formação Online Formando Guia de Acesso à Formação Online Formando Copyright 2008 CTOC / NOVABASE ÍNDICE ÍNDICE...2 1. Introdução...3 2. Metodologia Formativa...4 3. Actividades...5 4. Apoio e Acompanhamento do Curso...6 5. Avaliação...7

Leia mais

PDF SIGN & SEAL V5 MANUAL DE UTILIZAÇÃO 22/06/2010

PDF SIGN & SEAL V5 MANUAL DE UTILIZAÇÃO 22/06/2010 PDF SIGN & SEAL V5 MANUAL DE UTILIZAÇÃO 22/06/2010 A informação contida neste documento é confidencial, estando vedada a sua reprodução ou distribuição de qualquer espécie sem a prévia autorização escrita

Leia mais

Software da Impressora

Software da Impressora Software da Impressora Acerca do Software da Impressora O software Epson inclui o controlador de impressão e o EPSON Status Monitor 3. O controlador de impressão é um software que permite controlar a impressora

Leia mais

Treinamento T2Ti Jogos - Java Básico

Treinamento T2Ti Jogos - Java Básico Treinamento T2Ti Jogos - Java Básico Desenvolvendo um jogo digital em java O treinamento "Desenvolvimento de Jogos Digitais - Java Básico" tem como objetivo preparar o aluno para o desenvolvimento completo

Leia mais

CASO A ETAPA SEJA CANCELADA PELOS MOTIVOS CITADOS A CIMA, NÃO HAVERA UMA NOVA DATA PARA A MESMA. NESTE CASO, TODOS RECEBERAM O MESMO TEMPO.

CASO A ETAPA SEJA CANCELADA PELOS MOTIVOS CITADOS A CIMA, NÃO HAVERA UMA NOVA DATA PARA A MESMA. NESTE CASO, TODOS RECEBERAM O MESMO TEMPO. Regulamento CATEGORIAS: M E F CAMISA ROSA (LIDÉR GERAL). CAMISA BRANCA DE BOLINHAS (REI DA MONTANHA). CAMISA VERDE (LIDÉR DO SPRINTER). CAMISA VERMELHA (PROFESSOR). CAMISA AMARELA (CATEGORIA SOLO) A ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Recensão do site Net Pirata. Apresentação

Recensão do site Net Pirata. Apresentação Recensão do site Net Pirata Apresentação O site Netpirata disponibiliza hiperligações (links) para o download gratuito de filmes, séries e músicas entre outros, de uma forma simples e directa já que não

Leia mais

Usabilidade e Acessibilidade dos Museus Online. Ivo Gomes

Usabilidade e Acessibilidade dos Museus Online. Ivo Gomes Usabilidade e Acessibilidade dos Museus Online Ivo Gomes Análise aos websites dos Museus Nacionais Em colaboração com o Público Digital Análise aos websites dos Museus Nacionais O Público Digital pediu

Leia mais

MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales

MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales INDÍCE O que é?... 3 Como se configura?... 3 ARTSOFT... 3 ANDROID... 3 Login... 4 Home... 5 Funcionalidades... 6 Sincronização... 6 Contas... 7 Consultas... 7 Resumos...

Leia mais

PRIMAVERA EXPRESS: Funcionalidades do Produto

PRIMAVERA EXPRESS: Funcionalidades do Produto PRIMAVERA EXPRESS: Funcionalidades do Produto Como efetuo a mudança de ano do Ponto de Venda? No Programa Express aceda a Tabelas Pontos de Venda Postos de Venda abrir o separador Movimentos Caixa e: -

Leia mais

20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor

20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor 20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor Manual do Utilizador Professor... 1 1. Conhecer o 20 Escola Digital... 4 2. Autenticação... 6 2.1. Criar um registo na LeYa Educação... 6 2.2. Aceder ao

Leia mais

Windows Live Movie Maker

Windows Live Movie Maker Windows Live Movie Maker Passo-a-passo para Professores Criar um filme com o Windows Live Movie Maker Descarregue o programa 1. Visite o site http://explore.live.com/windows-live-movie-maker e descarregue

Leia mais

Mapas. Visualização de informação geográfica; Consulta e edição (mediante permissões) de informação geográfica;

Mapas. Visualização de informação geográfica; Consulta e edição (mediante permissões) de informação geográfica; Mapas Destinado especialmente aos Utilizadores do GEOPORTAL, nele são descritas e explicadas as diferentes funcionalidades existentes no FrontOffice (GEOPORTAL). O GEOPORTAL é baseado em tecnologia Web,

Leia mais

Perguntas e Respostas via WebCast Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC

Perguntas e Respostas via WebCast Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas e Respostas via WebCast Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC PERGUNTAS VIA WEB CAST: Dado que vamos ter necessariamente durante o período de transição que efectuar lançamentos manuais na contabilidade,

Leia mais

7.3. WINDOWS MEDIA PLAYER 12

7.3. WINDOWS MEDIA PLAYER 12 7.3. WINDOWS MEDIA PLAYER 12 Este programa permite gerir toda a sua colecção de músicas, vídeos e até mesmo imagens, estando disponível para download no site da Microsoft, o que significa que mesmo quem

Leia mais

PRINCIPIOS GERAIS PARA A ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE JOGO

PRINCIPIOS GERAIS PARA A ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE JOGO PRINCIPIOS GERAIS PARA A ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE JOGO ANTÓNIO GUERRA DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO DA FPV CONHEÇA A SUA EQUIPA E A COMPETIÇÃO ONDE PARTICIPA Primeiro que tudo têm de conhecer a sua equipa,

Leia mais

Licenciatura em: Design HISTÓRIA DA ARTE E DA TÉCNICA. EVOLUÇÃO DO DESIGN AUTOMÓVEL (BMW Séries 5)

Licenciatura em: Design HISTÓRIA DA ARTE E DA TÉCNICA. EVOLUÇÃO DO DESIGN AUTOMÓVEL (BMW Séries 5) Licenciatura em: Design HISTÓRIA DA ARTE E DA TÉCNICA Assim: 9; com ref. às fontes: 12-13 EVOLUÇÃO DO DESIGN AUTOMÓVEL (BMW Séries 5) Autores: André Sequeira 1º - A1 20110039 João Almeida 1º - A1 20110309

Leia mais