LEI N , DE (NOVA LEI SECA), ART 306 CTB, CRIME DE PERIGO ABSTRATO OU CRIME DE PERIGO CONCRETO.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LEI N 12.760, DE 20-12-2012 (NOVA LEI SECA), ART 306 CTB, CRIME DE PERIGO ABSTRATO OU CRIME DE PERIGO CONCRETO."

Transcrição

1 LEI N , DE (NOVA LEI SECA), ART 306 CTB, CRIME DE PERIGO ABSTRATO OU CRIME DE PERIGO CONCRETO. RESUMO POSSEBON, Giovani 1 VIEIRA, Tiago Vidal 2 O presente trabalho teve por objetivo o estudo da Lei n de 20/12/2012 conhecida como Nova Lei Seca que entrou em vigor no dia 21 de dezembro de 2012, modificando o disposto no art.306 CTB, tornando mais rígidas algumas sanções do Código Brasileiro de Trânsito. Abordou alguns pontos controversos da Lei, dentre eles, se o novo crime de embriaguez ao volante é crime de perigo abstrato ou se é um crime de perigo concreto. PALAVRAS-CHAVE: Nova Lei Seca, perigo abstrato, perigo concreto, Lei n /2012 LAW N , OF 20/12/2012 (NEW LAW CEAS), ART 306 CTB, CRIME CRIME OR ABSTRACT OF DANGER DANGER OF CONCRETE. ABSTRACT The present work aimed to study the Law No. 12,760 of 20/12/2012 known as New Law Ceas came into force on December 21, 2012, modifying the provisions of art.306 CTB, making some stiffer penalties the Brazilian Traffic Code. Addressed some controversial points of law, including, if the new crime of drunk driving is a crime of abstract danger or a crime is in real danger. KEYWORDS: New Law Ceas, abstract danger, real danger, Law No / INTRODUÇÃO O presente trabalho é relacionado com direito penal mais especificamente, com a Lei n /2012. Estudou crime previsto no art. 306 do Código de Trânsito Brasileiro que foi recentemente modificado, e alguns pontos divergentes, principalmente quanto à natureza jurídica. O crime de embriaguez ao volante que está previsto no art. 306 CTB, teve sua redação original com a Lei n 9.503/97. Mas diante da alta quantidade acidentes de trânsito envolvendo embriaguez ao volante, e com a intenção de enrijecer a resposta penal para tais situações, em 19/06/2008 o legislador, a alterou com a Lei n , que entre outras alterações impostas ao CTB também modificou a redação do art Não houve qualquer mudança em relação às penas cominadas. A modificação não foi eficiente, e bem ao contrário do esperado. Depois de quatro anos, visando corrigir o erro cometido na edição da lei de 2008, foi editada a Lei n , de 20/12/12, que dentre outras modificações impostas ao Código de Trânsito alterou a redação do art. 306, acontece que o legislador retificou alguns erros, mas deixou a nova redação confusa quanto à caracterização; O crime de embriaguez no trânsito é um crime de perigo concreto ou abstrato? Pois conforme se adote uma posição ou outra as consequências jurídicas são distintas. 2. DESENVOLVIMENTO 2.1 HISTÓRICO O Código Nacional de Trânsito Brasileiro, lei nº de 23 de setembro de 1997, no art. 306, vinha com a seguinte redação: Art Conduzir veículo automotor, na via pública, sob a influência de álcool ou substância de efeitos análogos, expondo a dano potencial a incolumidade de outrem. A lei anterior trazia necessidade de se expor a dano potencial a incolumidade de outrem, sendo assim, de perigo concreto. Precisando, portanto de certificação judicial de cada caso porque o perigo era elemento do tipo penal. 1 Acadêmico do 9º Período do Curso de Direito da Faculdade Assis Gurgacz Cascavel Paraná. 2 Docente orientador. Professor do Curso de Direito da Faculdade Assis Gurgacz Cascavel - Paraná. 126 Anais do 11º Encontro Científico Cultural Interinstitucional 2013

2 Então, mesmo em casos que era provado a embriaguez o réu era absolvido, pois não dependia só da comprovação de estar sob o efeito de álcool, mas também era necessário que fosse comprovado que houve alguma condução anormal do automotor. Diante deste erro, o legislador sentiu a necessidade de uma modificação na lei para sanar essa falha, e em de 19 de junho de 2008 foi sancionada a Lei n /08 que trouxe novas mudanças ao art. 306 do Código de Trânsito Brasileiro, que passou a ter a seguinte redação: Art Conduzir veículo automotor, na via pública, estando com concentração de álcool por litro de sangue igual ou superior a 6 (seis) decigramas, ou sob a influência de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência. A pena para quem infringir essa lei, é de detenção de seis meses a três anos, multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir. Mas com a nova redação, o legislador cometeu um erro ainda mais grave, pois agora, para a comprovação da ebriedade, é exigida por lei a constatação de uma determinada concentração de álcool por litro de sangue (0,6 g/l). o que só podia ser comprovado com auxílio do etilômetro ou de exame de sangue, até aí tudo bem, ocorre que o Brasil, é signatário do Pacto de São José da Costa Rica, também conhecido como Convenção Americana de Direitos Humanos, que em seu artigo 8, II, g, garante o direito do indivíduo não produzir provas contra si mesmo. Esse direito também é garantido pela Constituição Federal no seu artigo 5 inciso LXIII. E como o Superior Tribunal de Justiça (STJ) definiu que apenas o teste do bafômetro ou o exame de sangue podem comprovar o estado de embriaguez do motorista para desencadear uma ação penal, e estes meios de prova impostos pela nova lei são considerados inconstitucionais, uma vez que se tratam de provas invasivas e ilícitas, ferindo o princípio Nemo Tenetur se Detegere. Assim ficou muito difícil a condenação do motorista embriagado o que acabou gerando a necessidade de uma nova mudança na norma. 2.2 LEI N /12 Diante da necessidade de nova mudança na lei, no dia 21 de dezembro de 2012, entra em vigor Lei /12 para sanar o erro cometido pelo legislador na lei anterior, alterando novamente o art. 306 CTB, que passou a ter a seguinte redação: Art Conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência: 1 As condutas previstas no caput serão constatadas por: I - concentração igual ou superior a 6 decigramas de álcool por litro de sangue ou igual ou superior a 0,3 miligrama de álcool por litro de ar alveolar; ou II - sinais que indiquem, na forma disciplinada pelo Contran, alteração da capacidade psicomotora. 2º A verificação do disposto neste artigo poderá ser obtida mediante teste de alcoolemia, exame clínico, perícia, vídeo, prova testemunhal ou outros meios de prova em direito admitidos, observado o direito à contraprova. 3º O Contran disporá sobre a equivalência entre os distintos testes de alcoolemia para efeito de caracterização do crime tipificado neste artigo. A alteração de 2008 dada pela Lei 11,705/2008 trouxe o entendimento de que a pessoa que estivesse dirigindo em via pública com uma concentração de álcool acima de seis decigramas ou outra substância que cause dependência estaria cometendo crime, Já na Lei 12760/2012, que editou novamente o artigo 306 modificou algumas ideias; em primeiro lugar foi retirado o termo via pública, deixando o termo implícito, generalizando que, o indivíduo que for abordado dirigindo veículo automotor sob efeito de qualquer entorpecente poderá responder pelo crime previsto no artigo, simplesmente por estar conduzindo veículo, estando ou não em via pública. Outra elementar relevante foi que deslocou do caput para o inciso I do parágrafo primeiro a questão dos seis decigramas de álcool por litro de sangue: Ainda organizou a forma de como constatar que uma pessoa pode estar supostamente sob a influência de substâncias que causam dependência, conforme os incisos I e II do parágrafo primeiro. O inciso I,continua trazendo a quantidade de álcool da Lei 11705/2008, porém, no inciso II,trás a possibilidade de constatar a embriaguez por outros meios de provas possibilitando assim que a prova seja feita mesmo contra a Anais do 11º Encontro Científico Cultural Interinstitucional

3 vontade do motorista. Exemplos disso seria, quando o condutor está visivelmente embriagado; não conseguindo sequer caminhar sozinho; dirigindo e começa a fazer zigue zague na pista; dirigir em alta velocidade; com farol apagado, entre outros. Trouxe também novos conceitos legais; ar alveolar, que é o ar expelido originário dos alvéolos pulmonares, e etilômetro, que é o nome dado ao aparelho destinado à medição do teor alcoólico no ar alveolar. A Lei ainda dependia de uma regulamentação do CONTRAN, essa regulamentação entrou em vigor no dia 29 de janeiro de 2013, dispondo sobre os procedimentos a serem adotados pelas autoridades de trânsito e seus agentes para a fiscalização do consumo de álcool ou outra substância psicoativa que determine dependência. Que tem mais suscitado discussões na doutrina penal foi o artigo 306 do CTB, principalmente pelas duas alterações dos últimos anos. Interessante que o legislador não buscou o incremento na resposta penal, tendo somente o objetivo de alcançar um maior número de punições, considerando a relação de acidentes com uso de álcool e drogas. A pena para esses delitos de trânsito continua sendo de detenção, de seis meses a 3 anos, multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo. A direção alcoolizada constitui infração gravíssima que custa 7 pontos na carteira de habilitação do motorista e multa de R$1.915,40, além de proibição de dirigir por um ano, recolhimento da habilitação e retenção compulsória do veículo. 2.3 QUANTO À NATUREZA JURÍDICA Quanto à natureza jurídica do crime, segundo Luiz Flávio Gomes, a doutrina diverge em quatro correntes: A primeira defende que o perigo advindo da conduta é absolutamente presumido por lei, não importando se condução normal ou anormal do veículo, para essa primeira corrente que entende que o crime é de perigo abstrato, a caracterização se da somente pelo condutor estar dirigindo com 6 ou mais decigramas de álcool por litro de sangue, 0,3 miligramas de álcool por litro de ar alveolar ou sob o efeito de outra substância psicoativa que cause dependência, ou no caso se recusar de fazer o exame, a autoridade vai apurar a embriaguez por meio de outros sinais que indiquem a alteração da capacidade psicomotora alterada, conforme art. 306, 1, II, CTB. A segunda corrente critica a primeira, afirmando que crime de perigo abstrato é inconstitucional por violar o princípio da lesividade, autorizando a punir alguém sem o risco de lesão ao bem jurídico tutelado. Para esses doutrinadores o crime é de perigo concreto, para a consumação do crime é preciso a comprovação da embriaguez, mais a condução anormal, mais o perigo a pessoa certa e determinada. Portanto se o condutor dirigir embriagado, mas de forma normal, não há crime, somente infração administrativa. Uma terceira nasce com a Lei n 12760/12, afirmando que o crime pode ser tanto de perigo abstrato quanto de perigo concreto, no caso do art. 306, 1, I, o crime é de perigo abstrato, a concentração de álcool estipulada por lei legitima o legislador a presumir o perigo advindo da conduta, se caso se recusar a passar por exame que indique essa concentração, a autoridade terá que comprovar a existência de sinais que indiquem a alteração da capacidade psicomotora, um desses sinais é dirigir de forma anormal, caracterizando crime de perigo concreto. Nesse entendimento, para caracterizar o crime é necessário a embriaguez ou os sinais que a indiquem, mais direção alterada, mais o risco a uma pessoa certa e determinada. Com toda essa divergência doutrinaria surge uma quarta corrente para tentar resolver toda essa controvérsia. Para Luiz Flávio Gomes e Leonardo Schmitt de Bem, o crime é de perigo abstrato, porém, de perigosidade real, significa que esse crime tem o bem jurídico tem que ser colocado em risco pela conduta do agente, que dirigindo embriagado, reduz o nível de segurança viário, é imprescindível a condução anormal do veículo, se aproximando muito do perigo concreto, porém não se confundem, pois dispensa a pessoa certa e determinada. que seria equivalente ao perigo concreto indeterminado, ou seja, a conduta é dotada de perigosidade real. Para Luiz Flávio Gomes, o crime do artigo 306, CTB sempre foi e sempre será de perigo concreto, dependendo de prova em cada caso, além da constatação de alcoolemia. O autor citado é frontalmente contrário a qualquer crime de perigo abstrato. Considera Gomes que essas incriminações são inconstitucionais em sua origem por violação do Princípio da Ofensividade. Com isso ele cria um nova espécie de infração penal além dos dois tipos de crime de perigo (abstrato e concreto), o crime de de perigo abstrato de perigosidade real. No crime de perigo abstrato (ou puro), o risco advindo da conduta é absolutamente presumido por lei, bastando a violação da norma. Já no crime de perigo concreto, o risco deve ser comprovado. A acusação tem o dever de demonstrar que da conduta houve perigo real para vítima certa e determinada. 128 Anais do 11º Encontro Científico Cultural Interinstitucional 2013

4 No crime de perigo abstrato de perigosidade real, o risco ao bem jurídico tutelado deve ser comprovado, dispensando vítima certa e determinada. É indispensável a superação de um determinado risco-base ao bem jurídico protegido. Destaca também a violação ao princípio da igualdade (isonomia), sendo que o tratamento jurídico de um e outro motorista é totalmente, desigual, no caso de que o mesmo motorista e da mesma causa, que em um dia o motorista aceita fazer o exame e é flagrado com 0,34 dg/l: é automaticamente, presumidamente, criminoso. Mas se em outro dia ele recusa o exame e vai ser julgado pelos sinais. Aqui o subjetivismo prepondera. Pode até estar com 0,40 ou 0,50 ou mais de álcool no sangue e ser tido como infrator administrativo. Ressalta ainda, que está previsto no novo art. 306 do CTB é o perigo abstrato de perigosidade real, que necessita a comprovação da alteração da capacidade psicomotora do condutor, assim como uma condução anormal (zigue-zague, batida em outro veículo, direção perigosa, etc.), que característica do crime de dirigir embriagado. Fora disso, estamos diante de uma infração administrativa. O motorista não ficará impune, Mas esse critério é muito mais justo, porque trata todos os motoristas igualmente. É o critério do caso concreto, competindo ao juiz a palavra final sobre o enquadramento do fato como infração administrativa ou como infração penal. Em suma, para Luiz Flávio Gomes, o crime do artigo 306, CTB, é de perigo abstrato de perigosidade real, dependendo de prova em cada caso, além da constatação de alcoolemia, é frontalmente contrário a qualquer crime de perigo abstrato. Considera Gomes que crime os de perigo abstrato são inconstitucional em sua origem por violação do Princípio da Ofensividade. Eduardo Luiz Santos Cabette, discorda desse posicionamento, pois há sim condutas que já trazem um perigo à coletividade. Os crimes de perigo abstrato não podem ser criados e usados pelo legislador de forma incontrolada, mas têm sim seu âmbito de validade e legitimidade, especialmente quando esse perigo que se trata como abstrato é, na realidade, de notório conhecimento. Não se discorda, portanto, que o abuso dos crimes de perigo abstrato com antecipação de tutela criminal pode ser uma manifestação de um Direito Penal autoritário que atenta contra a liberdade e a dignidade humanas de forma injustificada. Mas, a conclusão de que um crime de perigo abstrato é inconstitucional não pode ser obtida de forma apriorística, sem análise do tipo penal concreto e suas repercussões sociais. Cabette critica a criação da nova espécie de perigo que Gomes defende, diz que o crime de perigo abstrato de perigosidade real não passa de uma mudança do nome do que é conhecido a muito tempo como crimes de perigo comum em oposição aos crimes de perigo individual. As classificações de crime de perigo concreto e crime de perigo abstrato por um lado; e crime de perigo comum e crime de perigo individual por outro, nada têm a ver entre si, não se confundem. (CABETTE, Eduardo Luis Santos, 2013). Damásio procede ao mesmo sistema: O perigo pode ser abstrato, concreto, individual e comum (ou coletivo). Perigo abstrato é o presumido, advindo da simples prática da conduta positiva ou negativa. Concreto é o que deve ser provado. Individual é o que atinge pessoa determinada. Por último, perigo comum ou coletivo é o que atinge número indeterminado de pessoas. (JESUS, Damásio Evangelista de. Direito Penal. Volume 2. 32ª. ed. São Paulo: Saraiva, 2012, p. 187) No que se refere ao artigo 306, 1, I, CTB, com base em toda a experiência antecedente e manifestações jurisprudenciais e doutrinárias a respeito, entendemos que na modalidade de constatação de índice de alcoolemia acima do legalmente permitido o crime segue como de perigo abstrato. Já no que tange o artigo 306, 1º, II, CTB. Fala-se então em sinais que indiquem alteração da capacidade psicomotora. Neste inciso II realmente se está diante de um crime de perigo concreto. Se a prova não é possível através do teste ou exame de alcoolemia e deve ser então obtida pela segunda alternativa disposta na lei, há que se demonstrar objetiva e concretamente quais são os tais sinais que indiquem alteração da capacidade psicomotora. Aqui não se fala mais em perigo abstrato, pois a exigência da indicação desses sinais já está a exigir o perigo concreto. Quanto à inconstitucionalidade dos crimes de perigo abstrato, embora a tese seja respeitável, não tem sido acatada pelos tribunais pátrios. Neste sentido, manifesta-se o Ministro Gilmar Mendes: Nessa espécie de delito, o legislador penal não toma como pressuposto da criminalização a lesão ou o perigo de lesão concreta a determinado bem jurídico. Baseado em dados empíricos, o legislador seleciona grupos ou classes de ações que geralmente levam consigo o indesejado perigo ao bem jurídico. A criação de crimes de perigo abstrato não representa, por si só, comportamento inconstitucional por parte do legislador penal. A tipificação de condutas que geram perigo em abstrato, muitas vezes, acaba sendo a melhor alternativa ou a medida mais eficaz para a proteção de bens jurídico-penais supraindividuais ou de caráter coletivo, como, por exemplo, o meio ambiente, a saúde etc.portanto, pode o legislador, dentro de suas amplas margens de avaliação e de decisão, definir quais as medidas mais adequadas e necessárias para a efetiva proteção de determinado bem jurídico, o que lhe permite escolher espécies de tipificação próprias de um direito penal preventivo. Apenas a atividade legislativa que, nessa hipótese, transborde os limites da proporcionalidade, poderá ser tachada de inconstitucional. (CABETTE, 2013) Anais do 11º Encontro Científico Cultural Interinstitucional

5 A pena para esses delitos de trânsito é de detenção, de 6 meses a 3 anos, multa e suspensão ou proibição da habilitação para dirigir veículo. Constitui infração gravíssima que causa a perca de 7 pontos na carteira de habilitação e multa de R$1.915,40, além ser proibido de dirigir por um ano, recolhimento da habilitação e retenção compulsória do veículo. 3. CONSIDERAÇÕES FINAIS O presente trabalho estudou a alteração do artigo 306 CTB pela Lei nº /12, o legislador, visando aumentar a repressão ao motorista que dirige embriagado, resolveu o problema normativo anterior que ora dificultava a formação da prova para punição do condutor embriagado, pois a lei anterior prevendo somente o teste alcoolemia como único meio de prova, e o condutor protegido pelo direito de não ser obrigado a criar provas contra si mesmo, na maioria das vezes, recusava ao referido teste, em consequência não era sancionado penalmente. No que se refere à natureza jurídica do crime, concluiu-se, que ele é de perigo abstrato no caso do artigo 306, 1º, I e de perigo concreto no caso do artigo 306, 1º, II, CTB. REFERÊNCIAS BEM, Leonardo Schmitt de, Nova Lei Seca, Comentários à Lei de 20/12/12, Editora Saraiva, CABETTE, Eduardo Luiz Santos, Nova Lei Seca, Comentários à Lei de 20/12/12, Editora Freitas Bastos, CABETTE, Eduardo Luiz Santos, /2012/12/24/comentarios-sobre-anova-lei-seca/, acessado em; 23/05/13. FONSECA, José Geraldo da. A nova Lei Seca e o crime de perigo abstrato. Jus Navigandi, Teresina, ano 18, n. 3521, 20 fev Disponível em: <http://jus.com.br/artigos/23762>. Acesso em: 12 set GOMES, Luiz Flávio, Nova Lei Seca, Comentários à Lei de 20/12/12, Editora Saraiva, GOMES, Luiz Flávio. Álcool e trânsito: crime ou infração administrativa? Disponível em: em 09/09/2013. Acesso PEREIRA, Jeferson Botelho. Nova Lei Seca no Brasil: novas elementares típicas. Jus Navigandi, Teresina, ano 17, n. 3465, 26 dez Disponível em: <http://jus.com.br/artigos/23325>. Acesso em: 12 set ROBALDO, José Carlos, /2013/01/30/a-nova-lei-seca-crime-de-perigoconcreto-ou-abstrato, acessado em; 25/05/ Anais do 11º Encontro Científico Cultural Interinstitucional 2013

PROJETO DE LEI Nº 5512, DE 2013

PROJETO DE LEI Nº 5512, DE 2013 PROJETO DE LEI Nº 5512, DE 2013 (Da Deputada Gorete Pereira) Altera dispositivo da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro, para dispor sobre o índice tolerável

Leia mais

LEI SECA. Por Sérgio Sodré 1. 1 Advogado há 17 anos; especializado em Direito do Seguro e pós-graduado em Gestão de Seguros.

LEI SECA. Por Sérgio Sodré 1. 1 Advogado há 17 anos; especializado em Direito do Seguro e pós-graduado em Gestão de Seguros. 1 LEI SECA Por Sérgio Sodré 1 O Código de Trânsito Brasileiro (Lei nº 9.503, de 23.09.1997) teve como fundamento principal a direção defensiva e, para tanto, não deixou de abordar a questão da condução

Leia mais

Tropa de Elite Polícia Civil Legislação Penal Especial CBT - Parte Especial Liana Ximenes

Tropa de Elite Polícia Civil Legislação Penal Especial CBT - Parte Especial Liana Ximenes Tropa de Elite Polícia Civil Legislação Penal Especial CBT - Parte Especial Liana Ximenes 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. CTB- Parte Especial Art. 302. Praticar

Leia mais

MULTA MULTA VALOR EM R$

MULTA MULTA VALOR EM R$ - Aplicadas pela autoridade de trânsito (posteriormente): I - advertência por escrito; II - multa; III - suspensão do direito de dirigir; IV - apreensão do veículo; V - cassação da Carteira Nacional de

Leia mais

MULTA VALOR EM UFIR MULTA

MULTA VALOR EM UFIR MULTA MULTA -Imposta e arrecadada pelo órgão com circunscrição sobre a via onde haja ocorrido a infração. -O valor decorre da natureza da infração, assim como a respectiva pontuação. NATUREZA DA INFRAÇÃO MULTA

Leia mais

A recusa ao bafômetro e a Portaria 217 do DENATRAN. O fim do problema?

A recusa ao bafômetro e a Portaria 217 do DENATRAN. O fim do problema? A recusa ao bafômetro e a Portaria 217 do DENATRAN. O fim do problema? Por muito tempo se tem discutido acerca da legalidade de se aplicar as medidas administrativas e as penalidades previstas no art.

Leia mais

Art. 173 Disputar corrida Gravíssima (10X) 7 Pontos R$ 1.915,40 (em dobro, caso de reincidência R$ 3.830,80)

Art. 173 Disputar corrida Gravíssima (10X) 7 Pontos R$ 1.915,40 (em dobro, caso de reincidência R$ 3.830,80) Art. 173 Disputar corrida por espírito de emulação Gravíssima (3X) R$ 574,61 Art. 173 Disputar corrida Art. 174. Promover, na via, competição esportiva, eventos organizados, exibição e demonstração de

Leia mais

OS ABSTÊMIOS E O BAFÔMETRO

OS ABSTÊMIOS E O BAFÔMETRO OS ABSTÊMIOS E O BAFÔMETRO Aldemario Araujo Castro Abstêmio Mestre em Direito Procurador da Fazenda Nacional Corregedor-Geral da Advocacia da União Professor da Universidade Católica de Brasília Brasília,

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº / 2012 (Do Senhor Deputado Hugo Leal)

PROJETO DE LEI Nº / 2012 (Do Senhor Deputado Hugo Leal) PROJETO DE LEI Nº / 2012 (Do Senhor Deputado Hugo Leal) Altera os arts. 165, 276, 277, 306 e o Anexo I da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro, para inibir

Leia mais

Dirigir embriagado: uma conduta, várias consequências.

Dirigir embriagado: uma conduta, várias consequências. Dirigir embriagado: uma conduta, várias consequências. Breve saga histórica Valdenir João Gulli Advogado com vasta experiência em Direito de Trânsito. Coordenador da equipe jurídica e administrador do

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 432, DE 23 DE JANEIRO DE 2013.

RESOLUÇÃO Nº 432, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. RESOLUÇÃO Nº 432, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. Dispõe sobre os procedimentos a serem adotados pelas autoridades de trânsito e seus agentes na fiscalização do consumo de álcool ou de outra substância psicoativa

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça HABEAS CORPUS Nº 166.377 - SP (2010/0050942-8) RELATÓRIO O SR. MINISTRO OG FERNANDES: Cuida-se de habeas corpus substitutivo de recurso ordinário impetrado em favor de DOGIVAL NASCIMENTO DA SILVA contra

Leia mais

BREVES COMENTÁRIOS À NOVA LEI SECA BRASILEIRA Genival Veloso de França (*)

BREVES COMENTÁRIOS À NOVA LEI SECA BRASILEIRA Genival Veloso de França (*) Derecho y Cambio Social BREVES COMENTÁRIOS À NOVA LEI SECA BRASILEIRA Genival Veloso de França (*) Fecha de publicación: 01/01/2013 Ninguém pode ir de encontro a qualquer medida que venha coibir ou punir

Leia mais

A NOVA DECISÃO DO STJ COM RELAÇÃO AO CRIME DE EMBRIAGUEZ AO VOLANTE

A NOVA DECISÃO DO STJ COM RELAÇÃO AO CRIME DE EMBRIAGUEZ AO VOLANTE A NOVA DECISÃO DO STJ COM RELAÇÃO AO CRIME DE EMBRIAGUEZ AO VOLANTE Rogério Cardoso Ferreira 1 Jaqueline Camargo Machado de Queiroz 2 Resumo: O tema embriaguez ao volante tem sido objeto de diversas discussões

Leia mais

Processo nº: 148367609 Nome : Batalhão da Polícia Militar de Trânsito - BPMTRAN Assunto : Consulta PARECER Nº 12/09

Processo nº: 148367609 Nome : Batalhão da Polícia Militar de Trânsito - BPMTRAN Assunto : Consulta PARECER Nº 12/09 1 Processo nº: 148367609 Nome : Batalhão da Polícia Militar de Trânsito - BPMTRAN Assunto : Consulta PARECER Nº 12/09 Relatório O Comandante do BPMTRAN, Tenente Coronel Lucimar de Oliveira Mesquita, protocolou

Leia mais

OFICINAS JURÍDICAS - FADIPA PALESTRA LEI 11.705 DE 19 DE JUNHO DE 2008 LEI SECA

OFICINAS JURÍDICAS - FADIPA PALESTRA LEI 11.705 DE 19 DE JUNHO DE 2008 LEI SECA OFICINAS JURÍDICAS - FADIPA PALESTRA Professor: Flávio Roberto dos Santos LEI 11.705 DE 19 DE JUNHO DE 2008 LEI SECA 1. A lei 11.705 de 19 de junho de 2008, conhecida com lei seca, foi editada com a finalidade

Leia mais

AS POLÍCIAS MILITARES E A REALIZAÇÃO DE TESTES DE ALCOOLEMIA DA CONSTITUCIONALIDADE DAS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA LEI Nº 11.

AS POLÍCIAS MILITARES E A REALIZAÇÃO DE TESTES DE ALCOOLEMIA DA CONSTITUCIONALIDADE DAS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA LEI Nº 11. AS POLÍCIAS MILITARES E A REALIZAÇÃO DE TESTES DE ALCOOLEMIA DA CONSTITUCIONALIDADE DAS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA LEI Nº 11.705/08 (LEI SECA) I - INTRODUÇÃO ABELARDO JULIO DA ROCHA, Capitão PMESP, Chefe

Leia mais

TRÂNSITO E BEBIDAS ALCÓOLICAS: COMO A LESGISLAÇÃO INTERVÉM, E A ACEITAÇÃO SOCIAL SOBRE ESSA INTERVENÇÃO.

TRÂNSITO E BEBIDAS ALCÓOLICAS: COMO A LESGISLAÇÃO INTERVÉM, E A ACEITAÇÃO SOCIAL SOBRE ESSA INTERVENÇÃO. 1 TRÂNSITO E BEBIDAS ALCÓOLICAS: COMO A LESGISLAÇÃO INTERVÉM, E A ACEITAÇÃO SOCIAL SOBRE ESSA INTERVENÇÃO. José Vitor Moysés Mestriner 1 Jozimar Matheus Bernardes da Costa 2 RESUMO O conteúdo desse trabalho

Leia mais

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DO RIO GRANDE DO SUL DIRETORIA TÉCNICA DIVISÃO DE HABILITAÇÃO RACHA

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DO RIO GRANDE DO SUL DIRETORIA TÉCNICA DIVISÃO DE HABILITAÇÃO RACHA DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DO RIO GRANDE DO SUL DIRETORIA TÉCNICA DIVISÃO DE HABILITAÇÃO RACHA Uma atitude que pode custar vidas Racha, também chamado popularmente de pega, é uma forma de corrida

Leia mais

COMISSÃO DE VIAÇÃO E TRANSPORTES. PROJETO DE LEI N o 4.607, DE 2009 I - RELATÓRIO

COMISSÃO DE VIAÇÃO E TRANSPORTES. PROJETO DE LEI N o 4.607, DE 2009 I - RELATÓRIO COMISSÃO DE VIAÇÃO E TRANSPORTES PROJETO DE LEI N o 4.607, DE 2009 Altera dispositivos do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), aumentando a progressividade das penalidades nos casos em que o condutor de

Leia mais

Nº 70028349470 COMARCA DE SANTO ANTÔNIO DAS MISSÕES LAUDELINO SANTIAGO GODOY

Nº 70028349470 COMARCA DE SANTO ANTÔNIO DAS MISSÕES LAUDELINO SANTIAGO GODOY APELAÇÃO CRIMINAL. CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO. EMBRIAGUEZ AO VOLANTE. ABSOLVIÇÃO SUMÁRIA APLICADA PELO JUÍZO DE PRIMEIRO GRAU EM RELAÇÃO AO DELITO DO ART. 306 DO CTB. EXAME DE ALCOOLEMIA FEITO ATRAVÉS

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA

MINISTÉRIO PÚBLICO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA QUESTIONAMENTO: Solicito pesquisa acerca do enquadramento típico de indivíduo que fora abordado pela Brigada Militar, conduzindo veículo embriagado (306 dp CTB) e com a CNH vencida, sendo que foi reprovado

Leia mais

1 - O QUE DIZ A LEI SECA

1 - O QUE DIZ A LEI SECA INFORMATIVO - N - O QUE DIZ A ANO LEI FEDERAL Nº.7/8. - Fixou tolerância zero à combinação álcool e volante. O motorista flagrado com qualquer quantidade de álcool no organismo é punido. - A lei tornou

Leia mais

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997 LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997 Institui o Código de Trânsito Brasileiro. CAPÍTULO IX DOS VEÍCULOS Da Segurança dos Veículos Art. 105. São equipamentos obrigatórios dos veículos, entre outros a

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 2.662, DE 2011 (Do Sr. Onofre Santo Agostini)

PROJETO DE LEI N.º 2.662, DE 2011 (Do Sr. Onofre Santo Agostini) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 2.662, DE 2011 (Do Sr. Onofre Santo Agostini) Altera a Lei nº 9.503, de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro. DESPACHO: APENSE-SE AO PL 6062/2009.

Leia mais

LEI SECA de trânsito

LEI SECA de trânsito LEI SECA de trânsito Tire algumas dúvidas sobre a nova Lei Seca no trânsito O jornal Zero Hora, de Porto Alegre, está apresentando em sua edição desta segunda-feira (23) um interessante serviço público.

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO E DOS RECURSOS HUMANOS CONSELHO ESTADUAL DE TRÂNSITO CETRAN RS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO E DOS RECURSOS HUMANOS CONSELHO ESTADUAL DE TRÂNSITO CETRAN RS UNIFORMIZAÇÃO DE JURISPRUDÊNCIA ADMINISTRATIVA DE TRÂNSITO. DIVERGÊNCIA QUANTO AO ARTIGO 165 DO CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO. QUANTIDADE DE ÁLCOOL CAPAZ DE INFLUENCIAR A CONDUÇÃO DE VEÍCULO AUTOMOTOR.

Leia mais

cuja perícia determinar que o veículo envolvido estivesse transitando em /IM (

cuja perícia determinar que o veículo envolvido estivesse transitando em /IM ( NOTA TÉCNICA PRESI/ ANPR/ ACA Nº 002/2014 Proposição: PLS 365/2011 Ementa: Altera a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro, para determinar a suspensão do

Leia mais

MINHOTO ADVOGADOS ASSOCIADOS Rua Joaquim Távora, 832 Vila Mariana São Paulo Pabx (11) 5549.5333. www.minhoto.com.br

MINHOTO ADVOGADOS ASSOCIADOS Rua Joaquim Távora, 832 Vila Mariana São Paulo Pabx (11) 5549.5333. www.minhoto.com.br MINHOTO ADVOGADOS ASSOCIADOS Rua Joaquim Távora, 832 Vila Mariana São Paulo Pabx (11) 5549.5333 www.minhoto.com.br EMBRIAGUEZ AO VOLANTE CRIME, AGRAVAMENTO DO RISCO e FUNÇÃO SOCIAL DO CONTRATO COLOCAR

Leia mais

NOTA TÉCNICA SEJUR nº 078/2014 (Aprovada em Reunião de Diretoria em 04/11/2014)

NOTA TÉCNICA SEJUR nº 078/2014 (Aprovada em Reunião de Diretoria em 04/11/2014) NOTA TÉCNICA SEJUR nº 078/2014 (Aprovada em Reunião de Diretoria em 04/11/2014) Referência: Expediente n.º 3896/2014 Origem: Câmaras Técnicas EMENTA: RESOLUÇÃO CONTRAN Nº 460/13. EXAME TOXICOLÓGICO DE

Leia mais

Aspectos legais do art. 306 do Código de Trânsito Brasileiro e tipificação penal da conduta

Aspectos legais do art. 306 do Código de Trânsito Brasileiro e tipificação penal da conduta Centro Universitário de Brasília - UniCEUB Faculdade de Ciências Jurídicas e de Ciências Sociais - FAJS Luana Oliveira Torres Monteiro Aspectos legais do art. 306 do Código de Trânsito Brasileiro e tipificação

Leia mais

PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO GT CIPA POLO

PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO GT CIPA POLO ARTIGO: Legislação de Crimes de Trânsito no Brasil atualizada pela Lei 12.971/14 AUTOR: Rodrigo Ramalho, especialista em Comportamento humano e Segurança Viária. Conduzir veículos automotores é uma grande

Leia mais

Código de Trânsito Brasileiro

Código de Trânsito Brasileiro Código de Trânsito Brasileiro O Código de Trânsito Brasileiro estipula competência a setores federais, estaduais e municipais, para aplicar as penalidades de acordo com as infrações que o cidadão cometeu.

Leia mais

Doutrina - Omissão de Notificação da Doença

Doutrina - Omissão de Notificação da Doença Doutrina - Omissão de Notificação da Doença Omissão de Notificação da Doença DIREITO PENAL - Omissão de Notificação de Doença CP. Art. 269. Deixar o médico de denunciar à autoridade pública doença cuja

Leia mais

FESP FACULDADES DE ENSINO SUPERIOR DA PARAIBA COORDENAÇÃO DO CURSO DE DIREITO ECLÉSIO ARAÚJO DE OLIVEIRA A LEI SECA E SEUS EFEITOS

FESP FACULDADES DE ENSINO SUPERIOR DA PARAIBA COORDENAÇÃO DO CURSO DE DIREITO ECLÉSIO ARAÚJO DE OLIVEIRA A LEI SECA E SEUS EFEITOS FESP FACULDADES DE ENSINO SUPERIOR DA PARAIBA COORDENAÇÃO DO CURSO DE DIREITO ECLÉSIO ARAÚJO DE OLIVEIRA A LEI SECA E SEUS EFEITOS JOÃO PESSOA 2013 ECLÉSIO ARAÚJO DE OLIVEIRA A LEI SECA E SEUS EFEITOS

Leia mais

Conhecendo a Lei seca

Conhecendo a Lei seca Conhecendo a Lei seca 1. Qual o conteúdo da "Lei Seca ao volante"? O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) sofreu algumas alterações no final de 2012 com o objetivo de tornar mais rígidas as punições para

Leia mais

Aplicação de dolo eventual nos crimes de homicídio no trânsito

Aplicação de dolo eventual nos crimes de homicídio no trânsito Aplicação de dolo eventual nos crimes de homicídio no trânsito sociedade brasileira. O tema brevemente comentado é gerador de polêmica e celeuma na Os crimes de trânsito têm tratamento legal previsto pelo

Leia mais

CRIMES DA LEI N.º 9.503, DE 23.09.1997 (CÓDIGO DE TRÃNSITO BRASILEIRO - CTB)

CRIMES DA LEI N.º 9.503, DE 23.09.1997 (CÓDIGO DE TRÃNSITO BRASILEIRO - CTB) DIREITO PENAL LEIS ESPECIAIS Professor Walter Luiz de Oliveira TEMAS DA AULA: APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR USO DA INTERNET E REDE SOCIAL PARA FINS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO DO CRONOGRAMA APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS

CÂMARA DOS DEPUTADOS CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI Nº, DE 2007 (Da Comissão de Legislação Participativa) SUG nº 67/2007 Altera a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro para

Leia mais

APELAÇÃO CRIMINAL Nº 909.174-9, DA COMARCA DE MARIALVA VARA CRIMINAL.

APELAÇÃO CRIMINAL Nº 909.174-9, DA COMARCA DE MARIALVA VARA CRIMINAL. APELAÇÃO CRIMINAL Nº 909.174-9, DA COMARCA DE MARIALVA VARA CRIMINAL. APELANTE: MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ. APELADO: FERNANDO FERREIRA DE SOUZA FILHO. RELATOR: DES. LIDIO J. R. DE MACEDO. APELAÇÃO

Leia mais

CONDUÇÃO SOB INFLUÊNCIA DE ÁLCOOL EXCLUSÃO DE COBERTURA

CONDUÇÃO SOB INFLUÊNCIA DE ÁLCOOL EXCLUSÃO DE COBERTURA CONDUÇÃO SOB INFLUÊNCIA DE ÁLCOOL EXCLUSÃO DE COBERTURA Contrato de Seguro QUALQUER QUANTIDADE DE ÁLCOOL NEXO CAUSAL Perda de Direitos Contrato de seguro Contrato de seguro EXAME DE SANGUE BAFÔMETRO EXAME

Leia mais

I miii mil mu mu mu um um mu mi nu *D?7fi3RR9*

I miii mil mu mu mu um um mu mi nu *D?7fi3RR9* TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO/DECISÃO MONOCRÁTICA REGISTRADO(A) SOB N I miii mil mu mu mu um um mu mi nu *D?7fi3RR9* Vistos, relatados e discutidos estes

Leia mais

A CARACTERIZAÇÃO DO CRIME DE EMBRIAGUEZ AO VOLANTE SOB OS ASPECTOS DA LEI SECA

A CARACTERIZAÇÃO DO CRIME DE EMBRIAGUEZ AO VOLANTE SOB OS ASPECTOS DA LEI SECA A CARACTERIZAÇÃO DO CRIME DE EMBRIAGUEZ AO VOLANTE SOB OS ASPECTOS DA LEI SECA Ana Rodrigues Fabian Graduação em Direito na Universidade de Fortaleza UNIFOR. Pesquisadora Bolsista do CNPq/Pibic durante

Leia mais

Outras causas de Absolvição

Outras causas de Absolvição Direito Penal 2ª Fase OAB/FGV Aula 06 Professor Sandro Caldeira a) Furto de uso Fundamentação: Caracterização de furto de furto de uso, sendo o comportamento do agente atípico em virtude da ausência de

Leia mais

UMA COMPARAÇÃO ESTATÍSTICA SOBRE O TRÂNSITO: ANTES E DEPOIS DA IMPLANTAÇÃO DAOPERAÇÃO BALADA SEGURA NO RIO GRANDE DO SUL

UMA COMPARAÇÃO ESTATÍSTICA SOBRE O TRÂNSITO: ANTES E DEPOIS DA IMPLANTAÇÃO DAOPERAÇÃO BALADA SEGURA NO RIO GRANDE DO SUL ISSN 2177-9139 UMA COMPARAÇÃO ESTATÍSTICA SOBRE O TRÂNSITO: ANTES E DEPOIS DA IMPLANTAÇÃO DAOPERAÇÃO BALADA SEGURA NO RIO GRANDE DO SUL Daniellen Thaianne de Oliveira Severo - daniii_severo@hotmail.com

Leia mais

Capítulo 1 Crimes Hediondos Lei 8.072/1990

Capítulo 1 Crimes Hediondos Lei 8.072/1990 Sumário Prefácio... 11 Apresentação dos autores... 13 Capítulo 1 Crimes Hediondos Lei 8.072/1990 1. Para entender a lei... 26 2. Aspectos gerais... 28 2.1 Fundamento constitucional... 28 2.2 A Lei dos

Leia mais

INTRODUÇÃO. Palavras-chave: Embriaguez; Etilômetro; Desnecessidade de exame de sangue específico.

INTRODUÇÃO. Palavras-chave: Embriaguez; Etilômetro; Desnecessidade de exame de sangue específico. 1 É NECESSÁRIA A REALIZAÇÃO DE EXAME SANGUÍNEO PARA A COMPROVAÇÃO DO CRIME DE EMBRIAGUEZ AO VOLANTE QUANDO O CONDUTOR JÁ TIVER SE SUBMETIDO A TESTE EM APARELHO DE AR ALVEOLAR PULMONAR? Josué Justino do

Leia mais

LATROCÍNIO COM PLURALIDADE DE VÍTIMAS

LATROCÍNIO COM PLURALIDADE DE VÍTIMAS LATROCÍNIO COM PLURALIDADE DE VÍTIMAS ALESSANDRO CABRAL E SILVA COELHO - alessandrocoelho@jcbranco.adv.br JOSÉ CARLOS BRANCO JUNIOR - jcbrancoj@jcbranco.adv.br Palavras-chave: crime único Resumo O presente

Leia mais

14 DE JUNHO DE 2009 DIRIGIR NÃO É UM DIREITO MAS APENAS UMA PERMISSÃO

14 DE JUNHO DE 2009 DIRIGIR NÃO É UM DIREITO MAS APENAS UMA PERMISSÃO 14 DE JUNHO DE 2009 DIRIGIR NÃO É UM DIREITO MAS APENAS UMA PERMISSÃO O problema é trágico quando se trata de acidentes de trânsito, no Brasil, causados por quem dirige alcoolizado. Por isso, foi promulgada

Leia mais

CAPÍTULO XVI DAS PENALIDADES

CAPÍTULO XVI DAS PENALIDADES CAPÍTULO XVI DAS PENALIDADES Art. 256. A autoridade de trânsito, na esfera das competências estabelecidas neste Código e dentro de sua circunscrição, deverá aplicar, às infrações nele previstas, as seguintes

Leia mais

Excelentíssima Senhora Doutora Juíza de Direito da 19 a Unidade do Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Fortaleza CE.

Excelentíssima Senhora Doutora Juíza de Direito da 19 a Unidade do Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Fortaleza CE. Excelentíssima Senhora Doutora Juíza de Direito da 19 a Unidade do Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Fortaleza CE. AUTOS n.: 2277/10. AUTOS n : 2010.8.06.0012/0. AUTOR: 1 o :CARLOS ALBERTO

Leia mais

Marcelo Dullius Saturnino www.bizuario.com 13ª edição 2 0 1 5 239

Marcelo Dullius Saturnino www.bizuario.com 13ª edição 2 0 1 5 239 3.4 - Gravar imagens ou áudio a) Conforme o 2º do art. 277 do CTB, a infração prevista no art. 165 também poderá ser caracterizada mediante imagem, vídeo, constatação de sinais que indiquem, na forma disciplinada

Leia mais

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: ( ) CAPÍTULO XIX DOS CRIMES DE TRÂNSITO Seção I Disposições

Leia mais

4 NOÇÕES DE DIREITO E LEGISLAÇÃO EM INFORMÁTICA

4 NOÇÕES DE DIREITO E LEGISLAÇÃO EM INFORMÁTICA 4 NOÇÕES DE DIREITO E LEGISLAÇÃO EM INFORMÁTICA 4.1 Legislação aplicável a crimes cibernéticos Classifica-se como Crime Cibernético: Crimes contra a honra (injúria, calúnia e difamação), furtos, extorsão,

Leia mais

LEI SECA: EFICÁCIA AMPARADA NA LEGÍSTICA

LEI SECA: EFICÁCIA AMPARADA NA LEGÍSTICA LEI SECA: EFICÁCIA AMPARADA NA LEGÍSTICA Fernanda Prata Moreira Ribeiro 1 Marcelo Sarsur Lucas da Silva 2 Banca Examinadora 6 RESUMO: O presente artigo visa a demonstrar os resultados positivos alcançados

Leia mais

Josué Justino do Rio * Resumo

Josué Justino do Rio * Resumo É necessária a realização de exame sanguíneo para a comprovação do crime de embriaguez ao volante quando o condutor já tiver se submetido a teste em aparelho de ar alveolar pulmonar? Resumo Josué Justino

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 01. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), no que diz respeito às infrações, analise as assertivas a seguir. I. Confiar ou entregar a direção de veículo à pessoa

Leia mais

VOLANTE. PROVA TÉCNICA PRODUZIDA SEM A ADVERTÊNCIA CONSTITUCIONAL DO DIREITO DE NÃO PRODUZIR PROVA CONTRA SI MESMO. NEMO TENETUR SE DETEGERE

VOLANTE. PROVA TÉCNICA PRODUZIDA SEM A ADVERTÊNCIA CONSTITUCIONAL DO DIREITO DE NÃO PRODUZIR PROVA CONTRA SI MESMO. NEMO TENETUR SE DETEGERE APELAÇÃO. EMbrIAGUEZ AO VOLANTE. PROVA TÉCNICA PRODUZIDA SEM A ADVERTÊNCIA CONSTITUCIONAL DO DIREITO DE NÃO PRODUZIR PROVA CONTRA SI MESMO. NEMO TENETUR SE DETEGERE. 1. Do direito constitucional de permanecer

Leia mais

ENUNCIADOS ELABORADOS PELA ASSESSORIA DE RECURSOS CONSTITUCIONAIS

ENUNCIADOS ELABORADOS PELA ASSESSORIA DE RECURSOS CONSTITUCIONAIS ENUNCIADOS ELABORADOS PELA ASSESSORIA DE RECURSOS CONSTITUCIONAIS ÁREA CRIMINAL CRIMES CONTRA OS COSTUMES 1. CRIMES CONTRA OS COSTUMES. ESTUPRO E ATENTADO VIOLENTO AO PUDOR. TODAS AS FORMAS. CRIMES HEDIONDOS.

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO RESOLUÇÃO Nº 206 DE 20 DE OUTUBRO DE 2006

MINISTÉRIO DAS CIDADES CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO RESOLUÇÃO Nº 206 DE 20 DE OUTUBRO DE 2006 MINISTÉRIO DAS CIDADES CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO RESOLUÇÃO Nº 206 DE 20 DE OUTUBRO DE 2006 Dispõe sobre os requisitos necessários para constatar o consumo de álcool, substância entorpecente, tóxica

Leia mais

Quadro comparativo da Medida Provisória nº 673, de 2015 (Projeto de Lei de Conversão nº 8, de 2015)

Quadro comparativo da Medida Provisória nº 673, de 2015 (Projeto de Lei de Conversão nº 8, de 2015) ( 2015) 1 Art. 24. Compete aos órgãos e entidades executivos de trânsito dos Municípios, no âmbito de sua circunscrição: Altera a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997 - Código de Trânsito Brasileiro,

Leia mais

EMENTA PENAL. DIREÇÃO DE VEÍCULO AUTOMOTOR SEM HABILITAÇÃO. MANOBRAS IRREGULARES. POTENCIALIDADE DE DANO. RESULTADO NATURALÍSTICO INEXIGÍVEL.

EMENTA PENAL. DIREÇÃO DE VEÍCULO AUTOMOTOR SEM HABILITAÇÃO. MANOBRAS IRREGULARES. POTENCIALIDADE DE DANO. RESULTADO NATURALÍSTICO INEXIGÍVEL. Órgão : 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais Classe : APJ Apelação Criminal no Juizado Especial Nº Processo: 2007.09.1.007157-3 Apelante : MARTINHO DE JESUS FONSECA Apelante : MINISTÉRIO

Leia mais

MUDANÇA NA LEI SECA: AMPLIAR A FISCALIZAÇÃO E SALVAR VIDAS. Senhor Presidente, entre o presidente desta casa, deputado federal Marco

MUDANÇA NA LEI SECA: AMPLIAR A FISCALIZAÇÃO E SALVAR VIDAS. Senhor Presidente, entre o presidente desta casa, deputado federal Marco Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 11/04/2012. MUDANÇA NA LEI SECA: AMPLIAR A FISCALIZAÇÃO E SALVAR VIDAS Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Na

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Engate para reboque: afinal, pode ou não pode? Julyver Modesto de Araújo* Apesar de a norma ter sido publicada em 31/07/06, somente no final do mês de janeiro de 2007 é que as primeiras

Leia mais

Mais uma falha legislativa na tentativa desesperada de retificar o Código de Processo Penal. Análise feita à luz da Lei nº. 12.403/11.

Mais uma falha legislativa na tentativa desesperada de retificar o Código de Processo Penal. Análise feita à luz da Lei nº. 12.403/11. Mais uma falha legislativa na tentativa desesperada de retificar o Código de Processo Penal. Análise feita à luz da Lei nº. 12.403/11. Ricardo Henrique Araújo Pinheiro. A breve crítica que faremos neste

Leia mais

CASSAÇÃO DA CARTEIRA NACIONAL DE HABITAÇÃO POR DIRIGIR SUSPENSO

CASSAÇÃO DA CARTEIRA NACIONAL DE HABITAÇÃO POR DIRIGIR SUSPENSO CASSAÇÃO DA CARTEIRA NACIONAL DE HABITAÇÃO POR DIRIGIR SUSPENSO Rodrigo Kozakiewicz A cassação da Carteira Nacional de Habitação é uma penalidade prevista no artigo 256, inciso V do Código de Trânsito

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 215, DE 2015 (EM APENSO OS PLS NºS 1.547 E 1.589, DE 2015)

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 215, DE 2015 (EM APENSO OS PLS NºS 1.547 E 1.589, DE 2015) COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 215, DE 2015 (EM APENSO OS PLS NºS 1.547 E 1.589, DE 2015) Acrescenta inciso V ao art. 141 do Decreto- Lei nº 2.848, de 7 de dezembro

Leia mais

Trânsito Quatro flagrantes todos os dias

Trânsito Quatro flagrantes todos os dias 1/5 Trânsito Quatro flagrantes todos os dias Média de motoristas embriagados parados pelo Detran a cada 24 horas de 2008 aumentou em relação ao ano passado. Condutores costumam reagir de forma agressiva,

Leia mais

AMPLA DEFESA EM CONFLITO COM O DIREITO COLETIVO À SEGURANÇA.

AMPLA DEFESA EM CONFLITO COM O DIREITO COLETIVO À SEGURANÇA. CONFLITO DE GARANTIAS FUNDAMENTAIS: GARANTIA INDIVIDUAL A AMPLA DEFESA EM CONFLITO COM O DIREITO COLETIVO À SEGURANÇA. Vitor Reis Salum Tavares. 1. Resumo: O presente artigo trata de tema muito recorrente

Leia mais

EMBRIAGUEZ EXCLUSÃO DE COBERTURA

EMBRIAGUEZ EXCLUSÃO DE COBERTURA EMBRIAGUEZ EXCLUSÃO DE COBERTURA Seminário Direitos & Deveres do Consumidor de Seguros Desembargador NEY WIEDEMANN NETO, da 6ª. Câmara Cível do TJRS Introdução O contrato de seguro, regulado pelos artigos

Leia mais

MEIOS DE PROVA ADMITIDOS PARA A CONFIGURAÇÃO DO CRIME PREVISTO NO ARTIGO 306 DO CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO

MEIOS DE PROVA ADMITIDOS PARA A CONFIGURAÇÃO DO CRIME PREVISTO NO ARTIGO 306 DO CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA UniCEUB Faculdade de Ciências Jurídicas e de Ciências Sociais FAJS Curso de Direito MEIOS DE PROVA ADMITIDOS PARA A CONFIGURAÇÃO DO CRIME PREVISTO NO ARTIGO 306 DO CÓDIGO

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ AULA IX DIREITO PENAL II TEMA: MEDIDA DE SEGURANÇA E REABILITAÇÃO PROFª: PAOLA JULIEN O. SANTOS MEDIDA DE SEGURANÇA 1. Conceito: sanção penal imposta pelo Estado, na execução de uma sentença, cuja finalidade

Leia mais

Beber ou Dirigir. Faça a escolha certa

Beber ou Dirigir. Faça a escolha certa Beber ou Dirigir Faça a escolha certa O consumo responsável de bebidas alcoólicas, feito por indivíduos saudáveis com mais de 18 anos, é parte da vida em sociedade. Desde os tempos antigos é utilizado

Leia mais

RETA FINAL: POLICIA ROVIÁRIA FEDERAL Disciplina: Legislação de Trânsito Prof.: Menemias Soares Data: 10/08/2008 CRIMES DE TRÂNSITO.

RETA FINAL: POLICIA ROVIÁRIA FEDERAL Disciplina: Legislação de Trânsito Prof.: Menemias Soares Data: 10/08/2008 CRIMES DE TRÂNSITO. CRIMES DE TRÂNSITO. 1- ASPECTOS GERAIS Inicialmente aclamado como "legislação de primeiro mundo", a verdade é que passados mais de seis anos desde que entrou em vigor, o "novo" Código de Trânsito Brasileiro

Leia mais

Lei 12.971/2014 As infrações de Trânsito, Novas Confusões para o DENATRAN, CONTRAN e os DETRANs

Lei 12.971/2014 As infrações de Trânsito, Novas Confusões para o DENATRAN, CONTRAN e os DETRANs Lei 12.971/2014 As infrações de Trânsito, Novas Confusões para o DENATRAN, CONTRAN e os DETRANs Elaborado por Ricardo Alves da Silva, Major da Polícia Militar de Santa Catarina* Especialista em Gestão

Leia mais

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE INFRAÇÃO

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE INFRAÇÃO O veículo estacionado, afastado da guia da calçada (meio fio) a mais de um metro, faz do seu condutor um infrator cuja punição será: 1 retenção do veículo e multa, infração média. 2 apreensão do veículo

Leia mais

Embriaguez ao volante e mortes no trânsito: novas polêmicas, antigas discussões

Embriaguez ao volante e mortes no trânsito: novas polêmicas, antigas discussões Embriaguez ao volante e mortes no trânsito: novas polêmicas, antigas discussões David Pimentel Barbosa de Siena Delegado de Polícia do Estado de São Paulo, Professor de Direito Penal da Universidade do

Leia mais

Estupro de vulnerável consentido: uma absolvição polêmica

Estupro de vulnerável consentido: uma absolvição polêmica Estupro de vulnerável consentido: uma absolvição polêmica Plínio Gentil 1 Introdução Recente decisão da 7ª Câmara do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, absolvendo réu acusado de praticar estupro

Leia mais

LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO SÉRIE A DE SIMULADOS PRIMEIRO DOS 3 SIMULADOS PREVISTOS NA SÉRIE A

LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO SÉRIE A DE SIMULADOS PRIMEIRO DOS 3 SIMULADOS PREVISTOS NA SÉRIE A LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO SÉRIE A DE SIMULADOS PRIMEIRO DOS 3 SIMULADOS PREVISTOS NA SÉRIE A ASSUNTOS: DO REGISTRO DE VEÍCULOS DO LICENCIAMENTO DA HABILITAÇÃO RESOLUÇÕES 04,110, 168 e 205 01 Com relação ao

Leia mais

EXMO. SR. DESEMBARGADOR SÉRGIO DE SOUZA VERANI 2º VICE-PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA ESTADO DO RIO DE JANEIRO

EXMO. SR. DESEMBARGADOR SÉRGIO DE SOUZA VERANI 2º VICE-PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA ESTADO DO RIO DE JANEIRO EXMO. SR. DESEMBARGADOR SÉRGIO DE SOUZA VERANI 2º VICE-PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA ESTADO DO RIO DE JANEIRO Os Advogados TÉCIO LINS E SILVA, ILÍDIO MOURA, DARCY DE FREITAS, LETÍCIA JOST LINS E SILVA,

Leia mais

INFORMATIVO JURÍDICO

INFORMATIVO JURÍDICO 1 ROSENTHAL E SARFATIS METTA ADVOGADOS INFORMATIVO JURÍDICO NÚMERO 6, ANO III JUNHO DE 2011 1 TRIBUTOS COM EXIGIBILIDADE SUSPENSA NÃO PODEM SER DEDUZIDOS DA CSLL De acordo com o CARF, os valores provisionados

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 405 DE 12 DE JUNHO DE 2012

RESOLUÇÃO Nº 405 DE 12 DE JUNHO DE 2012 RESOLUÇÃO Nº 405 DE 12 DE JUNHO DE 2012 Dispõe sobre a fiscalização do tempo de direção do motorista profissional de que trata o artigo 67-A, incluído no Código de Transito Brasileiro CTB, pela Lei n 12.619,

Leia mais

EMBRIAGUEZ AO VOLANTE: PRODUÇÃO DE PROVAS - DIFICULDADES PARA SUA OBTENÇÃO QUANDO ESTAS EXIGEM A AUTORIZAÇÃO DO ACUSADO 1

EMBRIAGUEZ AO VOLANTE: PRODUÇÃO DE PROVAS - DIFICULDADES PARA SUA OBTENÇÃO QUANDO ESTAS EXIGEM A AUTORIZAÇÃO DO ACUSADO 1 EMBRIAGUEZ AO VOLANTE: PRODUÇÃO DE PROVAS - DIFICULDADES PARA SUA OBTENÇÃO QUANDO ESTAS EXIGEM A AUTORIZAÇÃO DO ACUSADO 1 ELTON CARLOS BOARATTI 2 VALQUÍRIA BELOMO 3 RESUMO: O presente texto visa explorar

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 4.993, DE 2013 (Do Sr. Ademir Camilo)

PROJETO DE LEI N.º 4.993, DE 2013 (Do Sr. Ademir Camilo) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 4.993, DE 2013 (Do Sr. Ademir Camilo) Altera a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro, para dispor sobre Treinamento

Leia mais

CRIMES PRATICADOS PELA INTERNET

CRIMES PRATICADOS PELA INTERNET ESTUDO CRIMES PRATICADOS PELA INTERNET Ribamar Soares Consultor Legislativo da Área II Direito Civil e Processual Civil, Direito Penal e Processual Penal, de Família, do Autor, de Sucessões, Internacional

Leia mais

Discurso do absurdo! O etilômetro na comprovação da embriaguez ao volante Leonardo Costa de Paula 1

Discurso do absurdo! O etilômetro na comprovação da embriaguez ao volante Leonardo Costa de Paula 1 Discurso do absurdo! O etilômetro na comprovação da embriaguez ao volante Leonardo Costa de Paula 1 O presente artigo se funda na necessidade de contrapor as manifestações oficiais dos órgãos que compõem

Leia mais

FABRÍCIO MENDES DOS SANTOS A QUESTÃO DA CONSTITUCIONALIDADE DO 3º DO ART. 277 DO CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO INCLUÍDO PELA LEI 11.

FABRÍCIO MENDES DOS SANTOS A QUESTÃO DA CONSTITUCIONALIDADE DO 3º DO ART. 277 DO CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO INCLUÍDO PELA LEI 11. FABRÍCIO MENDES DOS SANTOS A QUESTÃO DA CONSTITUCIONALIDADE DO 3º DO ART. 277 DO CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO INCLUÍDO PELA LEI 11.705/08 (LEI SECA) Monografia apresentada ao Curso de graduação em Direito

Leia mais

FICHA TÉCNICA DE LEGISLAÇÃO GERAL

FICHA TÉCNICA DE LEGISLAÇÃO GERAL FICHA TÉCNICA DE LEGISLAÇÃO GERAL Guarda Nacional Republicana TÍTULO ARMAS E MUNIÇÕES ASSUNTO FISCALIZAÇÃO DE ARMAS E MUNIÇÕES FICHA N.º 2.1 DATA OUT10 REVISÃO CLASS. SEG. N/CLASS 1. ENQUADRAMENTO JURIDICO/LEGAL

Leia mais

A PROBLEMÁTICA CONTEMPORÂNEA DA RESPONSABILIDADE PENAL DA PESSOA JURÍDICA

A PROBLEMÁTICA CONTEMPORÂNEA DA RESPONSABILIDADE PENAL DA PESSOA JURÍDICA A PROBLEMÁTICA CONTEMPORÂNEA DA RESPONSABILIDADE PENAL DA PESSOA JURÍDICA CLÁUDIO RIBEIRO LOPES Mestre em Direito (Tutela de Direitos Supraindividuais) pela UEM Professor Assistente da UFMS (DCS/CPTL)

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 1.287, DE 2015 (Do Sr. Veneziano Vital do Rêgo)

PROJETO DE LEI N.º 1.287, DE 2015 (Do Sr. Veneziano Vital do Rêgo) *C0052969A* C0052969A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 1.287, DE 2015 (Do Sr. Veneziano Vital do Rêgo) Altera a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro,

Leia mais

Faculdade de Direito de Alta Floresta (FADAF) Edinaldo Rosa e Silva DESCRIMINALIZAÇÃO DA POSSE DE DROGAS PARA CONSUMO PESSOAL ÁREA CRIMINAL

Faculdade de Direito de Alta Floresta (FADAF) Edinaldo Rosa e Silva DESCRIMINALIZAÇÃO DA POSSE DE DROGAS PARA CONSUMO PESSOAL ÁREA CRIMINAL 0 Faculdade de Direito de Alta Floresta (FADAF) Edinaldo Rosa e Silva DESCRIMINALIZAÇÃO DA POSSE DE DROGAS PARA CONSUMO PESSOAL ÁREA CRIMINAL Alta Floresta-MT 2011 1 Edinaldo Rosa e Silva DESCRIMINALIZAÇÃO

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br As hipóteses de suspensão e cassação do direito de dirigir e o Processo Adminitrativo Ravênia Márcia de Oliveira Leite** A atribuição para a suspensão ou cassação do direito de dirigir

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal de Justiça da Paraíba Gabinete Des. Carlos Martins Beltrão Filho

Poder Judiciário Tribunal de Justiça da Paraíba Gabinete Des. Carlos Martins Beltrão Filho Poder Judiciário Tribunal de Justiça da Paraíba Gabinete Des. Carlos Martins Beltrão Filho ACÓRDÃO APELAÇÃO CRIMINAL No. 200.2008.032784-0/001 ia Vara Criminal da Comarca da Capital RELATOR: Marcos William

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO fls. 1 ACÓRDÃO Registro: 2014.0000148698 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Habeas Corpus nº 2062378-07.2013.8.26.0000, da Comarca de São Paulo, em que é paciente ALEX KOZLOFF SIWEK, Impetrantes

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº DE 2011

PROJETO DE LEI Nº DE 2011 PROJETO DE LEI Nº DE 2011 Altera a Lei nº 8.137, de 27 de dezembro de 1990, a Lei 8.666, de 21 de junho de 1993 e a Lei nº 8.884, de 11 de junho de 1994. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º O art. 4º

Leia mais

EMBRIAGUEZ AO VOLANTE TIPICIDADE / ATIPICIDADE DA CONDUTA Banco do Conhecimento/ Jurisprudência/ Pesquisa Selecionada/ Direito Penal

EMBRIAGUEZ AO VOLANTE TIPICIDADE / ATIPICIDADE DA CONDUTA Banco do Conhecimento/ Jurisprudência/ Pesquisa Selecionada/ Direito Penal EMBRIAGUEZ AO VOLANTE TIPICIDADE / ATIPICIDADE DA CONDUTA Banco do Conhecimento/ Jurisprudência/ Pesquisa Selecionada/ Direito Penal Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro 0027347-52.2013.8.19.0000

Leia mais

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro. Agravo de Instrumento: 0012915-91.2014.8.19.0000

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro. Agravo de Instrumento: 0012915-91.2014.8.19.0000 FLS.1 Agravante: GLAUCO FIOROTT AMORIM Agravado: DIRETOR DO DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - DETRAN AGRAVO DE INSTRUMENTO. MANDADO DE SEGURANÇA. LEI SECA. RECUSA AO TESTE DO BAFÔMETRO.

Leia mais

WWW.CONTEUDOJURIDICO.COM.BR

WWW.CONTEUDOJURIDICO.COM.BR CRIMES DE TRÂNSITO LEI Nº 9.503/97 (Doutrina, Jurisprudência e exercícios de fixação) Atualização dezembro/2012 VALDINEI CORDEIRO COIMBRA Mestre em Direito Penal Internacional pela Universidad Granada

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI N o 3.966, DE 2004 Modifica a Lei nº 9.609, de 1998, que dispõe sobre a proteção da propriedade intelectual de programa de computador. Autor:

Leia mais