IETEC INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PÓS-GRADUAÇÃO. GESTÃO DE PROJETOS Aperfeiçoamento

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "IETEC INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PÓS-GRADUAÇÃO. GESTÃO DE PROJETOS Aperfeiçoamento"

Transcrição

1 IETEC INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO DE PROJETOS Aperfeiçoamento Criação de uma empresa de prestação de serviços de gerenciamento de projetos Carlos Antonio Gati do Nascimento Estanislau Simon Rutkowski Hélio Lopes de Oliveira Filho Ricardo Fernandes Santos Silva Viviane Cota Braga Belo Horizonte, 17/01/09

2 Pag. 2/78 1. PROJETO CRIAÇÃO DE UMA EMPRESA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS 1.1 Sumário Este projeto tem como objetivo estruturar um organismo (escritório) para executar a atividade de gerenciamento de projetos. Ele comporá os recursos estruturais, computacionais, legais e humanos fundamentais para o desempenho das atividades deste tipo de seguimento. A abertura desta empresa vem da necessidade de um investidor que assumiu um contrato de prestação de serviços de gerenciamento de projetos. Para executar este planejamento ele terá que contar com uma estrutura de um escritório montado. Além de querer estar preparado para demandas futuras de trabalhos em gerenciamento de projetos. Para isso ele buscou no mercado uma equipe com o conhecimento em diversas áreas de atuação como a civil, eletroeletrônica, atuária riscos, qualidade, estruturas metálicas para garantir que todos os recursos necessários serão avaliados de forma a atender a necessidade do negócio, assim como, ele irá avaliar a possibilidade de integrar a equipe atual do projeto em planos futuros de gerenciamento de projetos. Gerente do Projeto: Viviane Cota Braga Patrocinador: Hélio Lopes de Oliveira Filho Turma: 76 Grupo: 1

3 Pag. 3/78 2. AUTORES DO TRABALHO HÉLIO LOPES DE OLIVEIRA FILHO Experiência: Engenheiro Civil, pós-graduado, larga experiência em construção civil, participante ativo dos processos de planejamento, orçamento, aquisições, acompanhamento e construção efetiva de várias obras. Como diretor de empresas trabalhou também com gestão financeira e de contratos, e também, administração de pessoal. RICARDO FERNANDES SANTOS SILVA Experiência: Engenheiro Eletrônico, pós-graduado em gestão estratégica da informação, com mais de 12 anos de experiência na área de prestação de serviços em automação de escritórios, instalação e manutenção de equipamentos eletromecânicos. Atuação na gestão de pessoas e gestão administrativa com práticas em projetos na área de segurança, qualidade (ISO 9000), tecnologia da informação e treinamento, sendo como instrutor ou palestrante. CARLOS ANTÔNIO GATI DO NASCIMENTO Experiência: Físico, empresário do setor de venda de bens sobre encomendas e prestação de serviços de manutenção industrial. Consultor de empresas nas áreas de planejamento de produção e manufatura, além de instrutor de cursos da área industrial do IETEC. VIVIANE COTA BRAGA Experiência: Atuária, experiência na área financeira, planejamento estratégico, análise de investimentos e coordenação administrativa. Consultor em implantação de sistema de gestão da qualidade (ISO 9001). ESTANISLAU SIMON RUTKOWSKI Experiência: Engenheiro Químico, com mestrado (M.Sc.) em Engenharia de Materiais, vasta experiência em indústrias de grande porte, atualmente atua em indústria de produção de zinco, coordenando vários projetos, desde a concepção até o start-up, alguns já com a implantação concluída. Gerenciamento de projetos de pesquisa e de desenvolvimento de aços estruturais. Gerenciamento e implantação do sistema ERP Baan. Gerenciamento de todo suprimento de produção e planejamento da produção de indústria de refratários de grande porte. Gerenciamento de toda logística de transportes e distribuição de insumos na área da saúde do estado de Minas Gerais.

4 Pag. 4/78 3. PROCESSO DE INICIAÇÃO DO PROJETO 3.1 PROJETO CRIAÇÃO DE UMA EMPRESA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS 3.2 REQUISITOS QUE SATISFAZEM AS NECESSIDADES DO CLIENTE Espera-se na conclusão deste projeto uma unidade organizacional montada e estruturada que suporte a demanda esperada. Para isso serão considerados os aspectos em respeito a: Estrutura física do escritório; Estrutura humana, com especialistas nas diversas áreas propostas; Estrutura computacional, com software e hardware direcionados à atividade de gestão de projetos; 3.3 NECESSIDADES DO NEGÓCIO O ESCRITÓRIO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS surge da necessidade que o público leigo tem para o gerenciamento de projetos de seus empreendimentos de negócios. (civil, eletroeletrônica, atuaria riscos, qualidade, estruturas metálicas). 3.4 OBJETIVOS DO PROJETO OU JUSTIFICATIVA DO PROJETO Ver item GERENTE DO PROJETO Viviane Cota Braga - É uma pessoa acostumada com análises de viabilidade e riscos, além de demonstrar bom grau de organização e acompanhamento. Tem autoridade para dividir as tarefas entre os componentes do grupo, marcar reuniões e datas de entregas. 3.6 CRONOGRAMA DOS PRINCIPAIS MARCOS DO PROJETO Entrega da sala locada Legalização do Equipamentos de Recursos humanos e reformas realizadas escritório software, hardware e contratados e treinados mobiliário instalados MARCOS Data Entrega da sala locada e reformas realizadas 02/01/09 Legalização do Escritório 10/12/08 Equipamentos de software, hardware e mobiliário instalados 13/01/09 Recursos humanos contratados e treinados 14/01/09

5 Pag. 5/ INFLUÊNCIAS DAS PARTES INTERESSADAS Patrocinador: Alta. Tem interesse em avaliar os aspectos da implantação de um escritório de gerenciamento de projeto, está disposto à investir seu tempo em conhecer os pontos positivos e negativos deste tipo de negócio. Gerente de projeto: Alta. Vê no desafio de planejar a estruturação de um negócio sua oportunidade. Demais Membros: Alta. Vêem-se com chances de aprimorar seus conhecimentos e realmente aplicar as técnicas de forma profissional. Mercado: Baixa. Ainda não conhecem este tipo de opção no mercado 3.8 ORGANIZAÇÃO DO PROJETO E SUA PARTICIPAÇÃO MEMBRO Gerente de Projeto Membros RESPONSABILIDADE Manter a organização do projeto, orientar os membros, e acompanhar as atividades/resultados em relação ao planejado. Levantar as informações necessárias para cada atividade, compilar os dados, fazer tabulação e apresentar os resultados. 3.9 PREMISSAS O imobilizado será restrito a móveis, hardware e software; O imóvel tenha sido locado; Um contrato de prestação de serviços tenha sido firmado; Existência de Público alvo de empresas e profissionais liberais com demandas em gestão de projetos nas áreas (civil, eletroeletrônica, atuaria riscos, qualidade, estruturas metálicas); A área comercial não faz parte da estrutura do escritório RESTRIÇÕES DO PROJETO O custo de implantação não ser superior a R$55.000,00; Ocorrência de rescisão do contrato do projeto que é base para este trabalho; Inauguração do escritório em 14/01/09.

6 Pag. 6/ ORÇAMENTO DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE VALOR Captação do imóvel 200,00 Contratação do imóvel 500,00 Especificação instalações e decoração 1.200,00 Contratação instalações e decoração 7.500,00 Especificação do mobiliário 100,00 Aquisição e contratação do mobiliário 7.800,00 Especificação tecnológica da informação 100,00 Aquisição e contratação de produtos e serviços tecnológicos da informação ,00 Captação de assessoria jurídica e contábil 300,00 Contratação assessoria jurídica e contábil 1.500,00 Regularização do escritório 1.000,00 Captação de assessoria de RH 300,00 Contratação de empresa especializada 3.000,00 Recrutamento e seleção 2.000,00 Efetivação de funcionários 2.000,00 Treinamento 3.000,00 Total ,00

7 Pag. 7/78 4 DECLARAÇÃO DE ESCOPO PRELIMINAR 4.1 PROJETO CRIAÇÃO DE UMA EMPRESA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS 4.2 OBJETIVOS DO PRODUTO E DO PROJETO Ver item CARACTERÍSTICAS E REQUISITOS DO PRODUTO OU SERVIÇO Escritório de gerenciamento de projetos bem localizado geograficamente, com corpo técnico qualificado e certificado em gestão de projetos, equipamentos e infra-estrutura adequados. Este escritório montado em um conjunto de salas com a seguinte distribuição: - Sala de operações, recepção, reunião e copa. Infra-estrutura prevista com mesas de trabalho, computadores pessoais, servidor de arquivos/internet, armários, mesa para reunião para oito pessoas e copa montada. Recursos humanos previstos tais como, especialistas nas áreas de atuação do negócio (civil, eletroeletrônica, atuária riscos, qualidade, estruturas metálicas), recepcionista/secretária e copeira. 4.4 CRITÉRIOS DE ACEITAÇÃO DO PRODUTO As especificações serão aceitas desde que atenda os detalhamentos mínimos previstos para o produto. As empresas captadas pela equipe de projeto para fornecimento de materiais ou serviços terão que apresentarem-se como aprovadas nos critérios observados. Todos os contratos deverão ser registrados em cartório O projeto de layout deverá ser submetido ao Sponsor para aprovação Na captação a listagem deverá conter no mínimo três empresas selecionadas, contendo informações adicionais sobre a empresa (principais clientes e segmentos, principais fornecedores, balanço) Para os serviços de instalações e entregas de materiais terão que ter as notas fiscais conforme especificações. Documentos como "CNPJ", "Inscrição Estadual", "Inscrição Municipal", "Alvará de Funcionamento" com situação de cadastro "ativo" e vigência mínima de 1 ano. Autorizações para impressão de documentos fiscais. Os recursos humanos contratados deverão estar com a carteira de trabalho e contrato de trabalho assinados. Exame admissional com resposta apto. 90% de aproveitamento nos treinamentos executados.

8 Pag. 8/ LIMITES DO PROJETO A responsabilidade do projeto quanto à manutenção dos produtos e serviços extingue-se à medida que as entregas dos produtos forem ocorrendo; Documentação registrada e aprovada por assessoria contratada; Contratos de locação/serviços registrados; Mobiliário entregue e instalado; Rede de computadores e telefonia operando; Recursos humanos contratados e treinados; Modelos de contratos estruturados; O investidor poderá planejar sua manutenção conforme controle de prazos previstos até a entrega do projeto. 4.6 ENTREGAS E REQUISITOS DO PROJETO Sala de escritório mobiliada e preparada para funcionamento; Rede computacional instalada e operando; Registro fiscal da empresa concluído e documentação legal; Corpo técnico e de apoio contratado e devidamente treinado; Empresas de assessorias captadas e contratadas. 4.7 PREMISSAS DO PROJETO Ver item RESTRIÇÕES DO PROJETO Ver item ORGANIZAÇÃO INICIAL DO PROJETO 4.10 RISCOS INICIAIS DEFINIDOS Não encontrar um imóvel no padrão definido atrasando o início das atividades; Atrasos na regularização junto aos órgãos competentes; Os recursos humanos não atenderem às expectativas intelectuais assumidas no propósito de escopo;

9 Pag. 9/78 Rescisão do contrato firmado; Inviabilidade financeira (valor de implantação superior ao limite estabelecido); Não atender o prazo definido para a inauguração do escritório MARCOS DO CRONOGRAMA Ver item ESTRUTURA ANALÍTICA DO PROJETO INICIAL (EAP) ESCRITÓRIO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS 1 Salas (locadas) 1.1 Contrato Captação do imóvel Contração do aluguel do imóvel. 1.2 Reforma Especificações da decoração e instalações Contratação da decoração e instalações. 2 Mobiliário / Equipamentos 2.1 Mobiliário Especificação do mobiliário Contratação e aquisição de mobiliário. 2.2 Recursos computacionais Especificação das tecnologias da informação Aquisição e contratação de produtos e serviços da tecnologia da informação. 3 Legalização do Escritório 3.1 Captação de Assessoria Contábil e Jurídica 3.2 Contratação de assessoria 3.3 Regularização do escritório 4 Contratação e treinamento de Pessoal 4.1 Recrutamento e Seleção Captação de assessoria de RH Contratação de empresa especializada Recrutamento e seleção. 4.2 Efetivação do funcionário 4.3 Treinamento 4.13 ESTIMATIVAS APROXIMADAS DE CUSTO Ver item 3.11

10 Pag. 10/ REQUISITOS DE GERENCIAMENTO DE CONFIGURAÇÃO DO PROJETO O controle de mudanças será gerenciado pelo comitê de gerenciamento de mudanças, que terá como função receber e avaliar todas as solicitações de mudanças feitas ao projeto quanto à alteração do escopo, prazo, interferências a qualidade final do projeto, ou a qualquer demanda de ordem legal. Estas solicitações serão feitas por meio de formulários específicos ou por meio dos resultados das avaliações das entregas dos produtos ou cada a fim de processo, marcos estipulados no cronograma. A cada reunião do comitê de gerenciamento de mudanças serão analisadas as demandas relativas a qualquer alteração no projeto, devendo este comitê emitir parecer de aceitação ou rejeição das solicitações, como também, elaborar os procedimentos de para execução das solicitações aprovadas, emitir comunicado aos principais envolvidos e designar qual membro do projeto irá implementá-las. Após a conclusão das implementações aprovadas o membro da equipe responsável pelas mesmas, deverá comunicar a finalização das atividades ao Comitê de Gerenciamento de Mudanças, para nova avaliação dos resultados obtidos, cabendo a estes o devido encerramento e registro das solicitações de mudança REQUISITOS DE APROVAÇÃO Imóvel liberado para funcionamento; Móveis adquiridos e instalados; Equipamentos e Softwares instalados; Legalização (documentos); Recursos Humanos contratados; Portifólios definidos

11 Pag. 11/78 5. PLANO DO PROJETO 5.1 PLANO DE ESCOPO PLANO DE GERENCIAMENTO DO ESCOPO O plano detalhado de escopo será desenvolvido a partir da decomposição do nosso projeto em produtos a serem entregues. Estes produtos serão discutidos pela equipe de colaboradores e abertos em forma de EAP até os pacotes de trabalho, último nível da EAP, que serão utilizados como base para o planejamento do escopo, assim como, marcos necessidades de controle, detalhamento, acompanhamento e obtenção do aceite. Quando o grupo avaliar que não tem conhecimento suficiente para detalhar qualquer etapa da EAP, ele poderá acionar um especialista na área para melhor entendimento e solução. Para contratação e contato com os especialistas, antes os interessados nesta forma de consultoria externa deverão solicitar autorização, primeiramente, ao Gerente de Projeto. As verificações e as aceitações formais das entregas do projeto terão como base as datas e os critérios definidos na autorização de trabalho de cada pacote de trabalho (dicionário da EAP). Neste momento, quando percebido uma não-conformidade do produto, o responsável pelo pacote deverá apresentar um plano de correção. Caso haja impacto considerável nos custos, prazos e escopo do projeto, devendo-se ser aberto pelo responsável do pacote de trabalho uma solicitação de pedido de mudança, conforme descrito no item O controle de mudanças será gerenciado pelo comitê de gerenciamento de mudanças, que terá como função receber e avaliar todas as solicitações de mudanças feitas ao projeto quanto à alteração do escopo, prazo, interferências a qualidade final do projeto, ou a qualquer demanda de ordem legal. Estas solicitações serão feitas por meio de formulários específicos ou por meio dos resultados das avaliações das entregas dos produtos ou cada a fim de processo, marcos estipulados no cronograma. A cada reunião do comitê de gerenciamento de mudanças serão analisadas as demandas relativas a qualquer alteração no projeto, devendo este comitê emitir parecer de aceitação ou rejeição das solicitações, como também, elaborar os procedimentos de para execução das solicitações aprovadas, emitir comunicado aos principais envolvidos e designar qual membro do projeto irá implementá-las. Após a conclusão das implementações aprovadas o membro da equipe responsável pelas mesmas, deverá comunicar a finalização das atividades ao Comitê de gerenciamento de mudanças, para nova avaliação dos resultados obtidos, cabendo a estes o devido encerramento e registro das solicitações de mudança.

12 Pag. 12/78 FORMULÁRIO DE PEDIDO DE MUDANÇA DE ESCOPO SOLICITANTE SETOR DATA DESCRIÇÃO DA MUDANÇA MOTIVO DA MUDANÇA PLANO DE IMPLEMENTAÇÃO DA MUDANÇA IMPACTO Programação do projeto Custo Documentos técnicos ALTERAÇÃO NOS TERMOS DE GARANTIA AVALIAÇÃO DO PEDIDO DE MUDANÇA DO ESCOPO ( ) Aprovado ( ) Reprovado Avaliador Data da Avaliação

13 Pag. 13/ PLANO DE DEFINIÇÃO DO ESCOPO OBJETIVOS DO PROJETO Ver item DESCRIÇÃO DO ESCOPO DO PRODUTO O produto Escritório de gerenciamento de projetos é estruturado desde a captação e reforma do imóvel, compra e instalação de todos os recursos computacionais, legalização e ainda a captação e treinamento de recursos humanos necessários. Para tanto, serão necessárias captações de empresas no mercado em todas as etapas. Serão estabelecidos critérios para avaliação por tipo de serviço prestado. As empresas indicadas serão justificadas por meio de laudos de aprovação. Todos os serviços/materiais serão especificados detalhadamente para emissão de carta proposta. Nos recursos computacionais o escopo compreenderá também instalações, controle de prazos de entrega e conferência dos serviços e materiais adquiridos. Os recursos humanos serão recrutados, selecionados por empresas especializadas e treinados para compor a empresa no momento da iniciação dos seus serviços. Para abertura da empresa legalmente serão contratadas assessorias para orientação e tramitação das etapas necessárias. A empresa estará legalizada no âmbito jurídico e contábil para inicio das atividades. Etapas vencidas o escopo compreenderá toda a estrutura física e humana necessária para a iniciação de uma empresa de gerenciamento REQUISITOS DO PROJETO A equipe de projeto deve conhecer as necessidades de um escritório de gerenciamento de projetos para conduzir as propostas de produtos. Sala de escritório mobiliada e preparada para funcionamento; Rede computacional instalada e operando; Registro fiscal da empresa concluído e documentação legal; Corpo técnico e de apoio contratado e devidamente treinado; Empresas de assessorias captadas e contratadas. Os custos, tais como aluguel, água e luz no percorrer da execução do projeto não estarão inclusos no planejamento do projeto. A manutenção do imóvel, recursos computacionais e recursos humanos serão desmobilizados do projeto a cada entrega LIMITES DO PROJETO Ver item ENTREGAS DO PROJETO Ver item 4.6

14 Pag. 14/ CRITÉRIOS DE ACEITAÇÃO DO PRODUTO Ver item RESTRIÇÕES DO PROJETO Ver item PREMISSAS DO PROJETO Ver item ORGANIZAÇÃO INICIAL DO PROJETO RISCOS INICIAIS DEFINIDOS Não encontrar um imóvel no padrão definido atrasando o início das atividades; Atrasos na regularização junto aos órgãos competentes; Os recursos humanos não atenderem às expectativas intelectuais assumidas no propósito de escopo; Rescisão do contrato firmado; Inviabilidade financeira (valor de implantação superior ao limite estabelecido); Não atender o prazo definido para a inauguração do escritório MARCOS DO CRONOGRAMA INICIAL DO PROJETO Ver item INCLUSÕES E EXCLUSÕES DO ESCOPO Inclusões do escopo: Documentação registrada e aprovada por assessoria contratada; Contratos de locação/serviços registrados; Mobiliário entregue e instalado; Rede de computadores e telefonia operando; Recursos humanos contratados e treinados;

15 Pag. 15/78 Exclusões do escopo: Definição e elaboração de metodologias, procedimentos e instruções de trabalho; Captação de clientes; Estruturação da área comercial ESTIMATIVAS DE CUSTO Ver item REQUISITOS DE GERENCIAMENTO DAS MUDANÇAS / HIERARQUIA DE APROVAÇÃO Comunicação de todos envolvidos no projeto quanto às definições do escopo e responsabilidades de cada participante do projeto; Definição dos procedimentos de gerenciamento das mudanças do projeto, assim como, dos responsáveis pela avaliação das mesmas e as datas de reunião para avaliação das solicitações de mudança; Comunicação e treinamento de todos os envolvidos no projeto quanto os procedimentos de monitoramento e solicitações de mudanças do projeto; Preenchimento do formulário de solicitação de mudanças; Avaliação das solicitações de mudança e sua respectiva aprovação ou arquivamento; Planejamento e adoção das medidas relativas às solicitações de mudanças propostas; Implementação final das mudanças; e Registro definitivo de todo processo de cada solicitação de mudança ESPECIFICAÇÕES DO PROJETO, REQUISITOS DE APROVAÇÃO O tempo para o planejamento e execução extingue-se em 17/01/08. Equipe formada por 5 profissionais. Limite pré-determinado de investimento As especificações serão aceitas desde que atenda os detalhamentos mínimos previstos para o produto. As empresas captadas pela equipe de projeto para fornecimento de materiais ou serviços terão que apresentarem-se como aprovadas nos critérios observados. Todos os contratos deverão ser registrados em cartório O projeto de lay-out deverá ser submetido ao patrocinador para aprovação Na captação a listagem deverá conter no mínimo três empresas selecionadas, contendo informações adicionais sobre a empresa (principais clientes e segmentos, principais fornecedores, balanço) Para os serviços de instalações e entregas de materiais terão que ter as notas fiscais conforme especificações. Documentos como "CNPJ", "Inscrição Estadual", "Inscrição Municipal", "Alvará de Funcionamento" com situação de cadastro "ativo" e vigência mínima de 1 ano. Autorizações para impressão de documentos fiscais. Os recursos humanos contratados deverão estar com a carteira de trabalho e contrato de trabalho assinados. Exame admissional com resposta apto.

16 Pag. 16/78 90% de aproveitamento nos treinamentos executados CRIAÇÃO DA ESTRUTURA ANALÍTICA DO PROJETO (EAP) Ver item 4.12 Projeto Escritório de Gerenciamento de Projetos Duração 5 dias Dicionário da EAP Autorização de trabalho Pacote de trabalho Captação do Imóvel Data de conclusão 31/10/08 Data de Emissão 06/10/08 Orçamento 200,00 Responsável Hélio Lopes Assinatura Descrição do Pacote de trabalho: Especificar o tipo de imóvel o qual será captado. Captar imóvel conforme especificação. Pesquisar no mercado, empresas que fazem a captação de imóveis. Escolher 3 nas opções da pesquisa para conhecer por meio de visita. Listar reformas necessárias. Produtos do pacote de trabalho: Especificação do imóvel a ser captado. Lista de imóveis/imobiliárias com no mínimo 3 opções Critério de aceitação: Especificação com os detalhamentos mínimos para identificação do produto a ser captado (Preço, dimensão, localização). Lista de imóveis está relacionada com a demanda especificada. Observações: Há preferência por imóvel próximo ao Anel Rodoviário que permita acesso rápido aos clientes e aeroporto. Interdependências: Não há Projeto Escritório de Gerenciamento de Projetos Duração 5 dias Dicionário da EAP Autorização de trabalho Pacote de trabalho Contratação do aluguel do imóvel Data de conclusão 07/11/08 Data de Emissão 06/10/08 Orçamento 500,00 Responsável Hélio Lopes Assinatura Descrição do Pacote de trabalho: Selecionar imóvel a partir da listagem apresentada. Justificar escolha por meio de critérios de peso. Providenciar documentação necessária para a contratação (O contrato de aluguel será feito em nome de um dos sócios). Assinar contrato. Produtos do pacote de trabalho: Indicação com laudo justificando a escolha. Contrato assinado. Critério de aceitação: O laudo de justificativa da escolha deverá, no caso da empresa escolhida, estar aprovado quantos aos requisitos mínimos esperados. O contrato deverá estar registrado em cartório. Observações: Interdependências Captação do imóvel

17 Pag. 17/78 Projeto Escritório de Gerenciamento de Projetos Duração 10 dias Dicionário da EAP Autorização de trabalho Pacote de trabalho Espec. Instalações Decoração Data de conclusão 21/11/08 Data de Emissão 06/10/08 Orçamento 1.200,00 Responsável Hélio Lopes Assinatura Descrição do Pacote de trabalho: Especificar rede de aterramento, rede elétrica, instalação hidráulica, fechadura tetra-chave na porta principal, divisórias, cortinas e luminárias. Elaborar projeto e submetê-lo a aprovação do conselho. Produtos do pacote de trabalho: Projeto de reforma e memorial descritivo. Critério de aceitação: Projeto estar dentro das expectativas do patrocinador. Assinatura de aprovação Observações: Interdependências Contratação de aluguel do imóvel. Projeto Escritório de Gerenciamento de Projetos Duração 30 dias Dicionário da EAP Autorização de trabalho Pacote de trabalho Contratação Instalações Decoração Data de conclusão 02/01/09 Data de Emissão 06/10/08 Orçamento 7.500,00 Responsável Hélio Lopes Assinatura Descrição do Pacote de trabalho: Encaminhar projeto para empresas dos ramos especificados. Avaliar por meio de um quadro comparativo (planilha) entre as propostas, dando pesos aos requisitos e identificando a empresa vencedora e vice. Escolher uma delas para cada tipo de seguimento e contratar serviço material necessário à reforma. Assinar contratos. Registrar Contratos Produtos do pacote de trabalho: Relatório de análise comparativa. Quadro comparativo com pesos e resultado vencedor e vice. Contrato assinado. Critério de aceitação: Quadro comparativo devidamente preenchido com notas e pesos. Contrato de prestação de serviço assinado e registrado no cartório. Observações: Explicitar os motivos das notas/pesos atribuídos. Interdependências Especificação de instalações e decoração.

18 Pag. 18/78 Projeto Escritório de Gerenciamento de Projetos Duração: 3 dias Dicionário da EAP Autorização de trabalho Pacote de trabalho Especificação do Mobiliário Data de conclusão 12/11/09 Data de Emissão 06/10/08 Orçamento R$100,00 Responsável Ricardo Fernandes Assinatura Descrição do Pacote de trabalho: Especificar os móveis de acordo com o lay-out definido na decoração, respeitando os aspectos relacionados ao conforto, ergonomia e estética. Serão mobiliados os seguintes ambientes: recepção, sala operacional, sala de reunião e copa. Produtos do pacote de trabalho: Listagem com os móveis a serem adquiridos com as suas respectivas especificações. Critério de aceitação: Listagem dos móveis devidamente preenchidas com as especificações e quantidades correspondentes. Observações: Interdependências: Entrega do lay-out da decoração. Projeto Escritório de Gerenciamento de Projetos Duração: 40 dias Dicionário da EAP Autorização de trabalho Pacote de trabalho Contratação e Aquisição do Mobiliário Data de conclusão 09/01/09 Data de Emissão 06/10/08 Orçamento R$7.800,00 Responsável Ricardo Fernandes Assinatura Descrição do Pacote de trabalho: Pesquisar no mercado empresas especializadas em venda de mobiliário. Usar como fonte indicações de parceiros e publicidade. Desta pesquisa serão selecionadas 5 empresas para apresentação de proposta comercial. Das 5 empresas selecionadas será nomeada a vencedora, tomando-se como base os critérios da planilha de seleção, que são: referências de mercado do fornecedor, qualidade dos produtos, garantias, prazo de entrega, instalação, preço e forma de pagamento. Produtos do pacote de trabalho: - Listagem de empresas especializadas; - Listagem das 5 empresas selecionadas; - 5 propostas comerciais; - Definição da empresa fornecedora; -Nota Fiscal de compra; e - Mobiliário. Critério de aceitação: A listagem de empresas especializadas contendo o mínimo 8 empresas e dados cadastrais preenchidos (nome, endereço e tempo de fundação); - A listagem das 5 empresas selecionadas, contendo informações adicionais sobre a empresa (principais clientes e segmentos, principais fornecedores, balanço); - Apresentação das 5 propostas selecionadas devidamente preenchidas. Apresentação da planilha de critérios de seleção e o nome da empresa vencedora do processo. Nota fiscal de compra do mobiliário, de entrega e instalação do mobiliário. Observações: Interdependências: Entrega da especificação do mobiliário e entrega da reforma e decoração do escritório

19 Pag. 19/78 Projeto Escritório de Gerenciamento de Projetos Duração: 5 dias Dicionário da EAP Autorização de trabalho Pacote de trabalho Especificação Técnica de Informática Data de conclusão 14/11/09 Data de Emissão 06/10/08 Orçamento R$100,00 Responsável Ricardo Fernandes Assinatura Descrição do Pacote de trabalho: Especificar todos os produtos e serviços relacionados com a tecnologia da informação, de acordo com os seguintes grupos de produto/serviço: - Hardwares dos notebooks, servidor, desktops e aparelhos telefônicos; - Softwares, como sistemas operacionais e aplicativos relacionados com a atividade do escritório; - Serviços de servidor de internet, provedor de internet, servidor de , servidor de hospedagem de site, telefonia e prestador de suporte e manutenção de computadores. Tendo como referência as demandas de cada usuário e a perspectiva de avanços tecnológicos nos próximos 3 anos. Produtos do pacote de trabalho: Listagem com os produtos e serviços relacionados a tecnologia da informação a serem adquiridos e/ou contratados com as suas respectivas especificações. Critério de aceitação: Listagem dos produtos e serviços relacionados a tecnologia da informação a serem adquiridos e/ou contratados, devidamente preenchida com as especificações e quantidades correspondentes. Observações: Interdependências:

20 Pag. 20/78 Projeto Escritório de Gerenciamento de Projetos Duração: 40 dias Dicionário da EAP Autorização de trabalho Pacote de trabalho Contratação e Aquisição de Produtos e serviços da Tecnologia da Informação Data de conclusão: 13/01/09 Data de Emissão 06/10/08 Orçamento R$21.000,00 Responsável Ricardo Fernandes Assinatura Descrição do Pacote de trabalho: Pesquisar no mercado empresas especializadas em venda de produtos e prestação de serviços relacionados com a Tecnologia da Informação. Usaremos como fonte indicações de parceiros e publicidade. Desta pesquisa serão selecionadas 5 empresas para apresentação de proposta comercial, para cada grupo de produtos/serviços. Das empresas selecionadas, será nomeada a vencedora de cada grupo de produtos/serviços, tomando-se como base os critérios da planilha de seleção, que são: Referências de mercado do fornecedor, qualidade dos produtos, garantias, prazo de entrega, instalação, preço e forma de pagamento. Produtos do pacote de trabalho: Serão produtos destes trabalhos: - Listagem de empresa especializada; - Listagem das 5 empresas selecionada em cada grupo de produto/serviço; - 5 propostas comerciais para cada grupo de produto/serviços; - Definição da empresa fornecedora de cada grupo de produto/serviço; - Notas fiscais de compra e/ou contratos de prestação de serviço; - Disponibilidade dos recursos hardware, software e dos serviços contratados. Critério de aceitação: A listagem de empresas especializadas contendo o mínimo 8 empresas e dados cadastrais preenchidos (nome, endereço e tempo de fundação) para cada grupo de produto/serviço; - A listagem das 5 empresas selecionadas, contendo informações adicionais sobre a empresa (principais clientes e segmentos, principais fornecedores, balanço) para cada grupo de produto/serviço; - Apresentação das 5 propostas selecionadas devidamente preenchidas, para cada grupo de produto/serviço. Apresentação da planilha de critérios de seleção e o nome da empresa vencedora do processo para cada grupo de produto/serviço. Nota fiscal de compra dos produtos ou contratos de prestação de serviço, entrega e instalação dos produtos e/ou disponibilidade dos serviços contratados. Observações: Interdependências: Entrega da listagem com especificação dos produtos/serviços, entrega do Mobiliário.

Plano de Gerenciamento de Tempo

Plano de Gerenciamento de Tempo Documento: Nome do Projeto: Gerente do Projeto: Sponsor: Equipe do Projeto: Plano de Gerenciamento de Tempo RESTAURANTE Renato Kaufmann João Cunha Angela Guglielmi Elizabet Sanae João Cunha Renata Santos

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Grupo de Consultores em Governança de TI do SISP 20/02/2013 1 Agenda 1. PMI e MGP/SISP 2. Conceitos Básicos - Operações e Projetos - Gerenciamento de Projetos - Escritório de

Leia mais

Elaboração dos documentos

Elaboração dos documentos Estudo de Caso Área de conhecimento Gerência de Escopo Projeto Correspondência Eletrônica nos Correios S.A. A Presidência dos Correios vislumbrou a possibilidade da Empresa apresentar aos seus clientes

Leia mais

F.1 Gerenciamento da integração do projeto

F.1 Gerenciamento da integração do projeto Transcrição do Anexo F do PMBOK 4ª Edição Resumo das Áreas de Conhecimento em Gerenciamento de Projetos F.1 Gerenciamento da integração do projeto O gerenciamento da integração do projeto inclui os processos

Leia mais

Manual do SGI Sistema de Gestão Integrada

Manual do SGI Sistema de Gestão Integrada Manual do SGI Sistema de Gestão Integrada Revisão 02 Manual MN-01.00.00 Requisito Norma ISO 14.001 / OHSAS 18001 / ISO 9001 4.4.4 Página 1 de 14 Índice 1. Objetivo e Abrangência 2. Documentos Referenciados

Leia mais

Estudo de Caso. Projeto Correspondência Eletrônica nos Correios S.A.

Estudo de Caso. Projeto Correspondência Eletrônica nos Correios S.A. Estudo de Caso Projeto Correspondência Eletrônica nos Correios S.A. A Presidência dos Correios vislumbrou a possibilidade da Empresa apresentar aos seus clientes um novo serviço, que foi denominado de

Leia mais

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro:

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro: Gerenciamento de Projetos Teoria e Prática Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009 do PMBOK do PMI Acompanha o livro: l CD com mais de 70 formulários exemplos indicados pelo PMI e outros desenvolvidos

Leia mais

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto 1 Sumário Executivo (O que é o plano de negócios) 2 Agradecimentos 3 Dedicatória 4 Sumário ( tópicos e suas respectivas páginas) 5 Administrativo - Introdução (O que foi feito no módulo administrativo)

Leia mais

II. FASE DE PLANEJAMENTO define a maturidade do entendimento do escopo e, o desenvolvimento do Plano do Projeto PP.

II. FASE DE PLANEJAMENTO define a maturidade do entendimento do escopo e, o desenvolvimento do Plano do Projeto PP. II. FASE DE PLANEJAMENTO define a maturidade do entendimento do escopo e, o desenvolvimento do Plano do Projeto PP. Nesta fase busca-se o refinamento dos objetivos do projeto e detalhamento do melhor caminho

Leia mais

08/09/2011 GERÊNCIA DA INTEGRAÇÃO PMBOK GESTÃO DE PROJETOS

08/09/2011 GERÊNCIA DA INTEGRAÇÃO PMBOK GESTÃO DE PROJETOS GESTÃO DE PROJETOS Prof. Me. Luís Felipe Schilling "Escolha batalhas suficientemente grandes para importar, suficientemente pequenas para VENCER." Jonathan Kozol GERÊNCIA DA INTEGRAÇÃO PMBOK 1 GERÊNCIA

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Atividade 1 Que modelos em gestão de projetos estão sendo adotados como referência nas organizações? Como

Leia mais

Desmembrando o PMBoK através de mapas mentais (Mindmaps)

Desmembrando o PMBoK através de mapas mentais (Mindmaps) PMI O Que é o PMBoK Guide 3º Edition? O PMBoK Guide 3º Edition (2004) é uma denominação que representa todo o somatório de conhecimento dentro da área de gerenciamento de projetos, além de fornecer uma

Leia mais

O que é um projeto? Características de um projeto. O Que é o PMBoK Guide 3º Edition? Desmembrando o PMBoK através de mapas mentais (Mindmaps)

O que é um projeto? Características de um projeto. O Que é o PMBoK Guide 3º Edition? Desmembrando o PMBoK através de mapas mentais (Mindmaps) O que é um projeto? Projeto é um empreendimento não repetitivo, caracterizado por uma sequência clara e lógica de eventos, com início, meio e fim, que se destina a atingir um objetivo claro e definido,

Leia mais

Projetos na área de TI. Prof. Hélio Engholm Jr

Projetos na área de TI. Prof. Hélio Engholm Jr Projetos na área de TI Prof. Hélio Engholm Jr Projetos de Software Ciclo de Vida do Projeto Concepção Iniciação Encerramento Planejamento Execução e Controle Revisão Ciclo de Vida do Produto Processos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LUZERNA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE LUZERNA - ITL

PREFEITURA MUNICIPAL DE LUZERNA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE LUZERNA - ITL PREFEITURA MUNICIPAL DE LUZERNA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE LUZERNA - ITL Chamada Pública 02/2015 A Prefeitura Municipal de Luzerna, através da Incubadora Tecnológica - Luzerna torna pública que estão abertas

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos PMI, PMP e PMBOK PMI (Project Management Institute) Estabelecido em 1969 e sediado na Filadélfia, Pensilvânia EUA, o PMI é a principal associação mundial, sem fins lucrativos,

Leia mais

Declaração de Escopo

Declaração de Escopo 1/9 Elaborado por: Adriano Marra, Bruno Mota, Bruno Leite, Janaina Versão: 1.4 Lima, Joao Augusto, Paulo Takagi, Ricardo Reis. Aprovado por: Porfírio Carlos Roberto Junior 24/08/2010 Time da Equipe de

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL AQUISIÇÃO / QUALIFICAÇÃO E AVALIAÇÃO DE FORNECEDORES

PROCEDIMENTO OPERACIONAL AQUISIÇÃO / QUALIFICAÇÃO E AVALIAÇÃO DE FORNECEDORES Histórico de Revisões Rev. Modificações 01 30/04/2007 Primeira Emissão 02 15/06/2009 Alteração de numeração de PO 7.1 para. Alteração do título do documento de: Aquisição para: Aquisição / Qualificação

Leia mais

METODOLOGIA DE IMPLANTAÇÃO INFOECIA. Introdução

METODOLOGIA DE IMPLANTAÇÃO INFOECIA. Introdução Introdução O objetivo deste documento é descrever de uma forma simplificada, o processo implantação de sistemas corporativos da Infoecia. Neste documento é apresentado o ciclo de vida padrão dos projetos

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM UM ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA: VISÃO TRADICIONAL X NEGÓCIOS BASEADOS EM PROJETOS

GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM UM ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA: VISÃO TRADICIONAL X NEGÓCIOS BASEADOS EM PROJETOS GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM UM ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA: VISÃO TRADICIONAL X NEGÓCIOS BASEADOS EM PROJETOS Ana Carolina Freitas Teixeira¹ RESUMO O gerenciamento de projetos continua crescendo e cada

Leia mais

M A N U A L D A Q U A L I D A D E

M A N U A L D A Q U A L I D A D E M A N U A L D A Q U A L I D A D E 14ª Versão Última atualização: MANUAL DA QUALIDADE - Rev. Data Elaborado por Descrição da alteração 01 10/06/2012 Hélio Lipiani Versão Inicial 02 20/07/2010 Hélio Lipiani

Leia mais

Projetos na área de TI. Prof. Hélio Engholm Jr

Projetos na área de TI. Prof. Hélio Engholm Jr Projetos na área de TI Prof. Hélio Engholm Jr Projetos de Software Ciclo de Vida do Projeto Concepção Iniciação Encerramento Planejamento Execução e Controle Revisão Ciclo de Vida do Produto Processos

Leia mais

Simulações em Aplicativos

Simulações em Aplicativos Simulações em Aplicativos Uso Avançado de Aplicativos Prof. Marco Pozam mpozam@gmail.com A U L A 0 4 Programação da Disciplina 20/Agosto: Conceito de Project Office. 27/Agosto: Tipos de Project Office.

Leia mais

10 áreas de conhecimento e 5 processos

10 áreas de conhecimento e 5 processos 1 10 áreas de conhecimento e 5 processos Projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo Projetos são frequentemente utilizados como um meio de alcançar

Leia mais

PMBOK/PMI Project Management Body of Knowledge. Gerenciamento de Projetos

PMBOK/PMI Project Management Body of Knowledge. Gerenciamento de Projetos PMBOK/PMI Project Management Body of Knowledge Gerenciamento de Projetos Organização de Projetos GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIOS GERENCIAMENTO DE PROGRAMA GERENCIAMENTO DE PROJETOS GERENCIAMENTO DE SUBPROJETOS

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA EM GERENCIAMENTO DE INTEGRAÇÃO DE PROJETOS TÉCNICOS NUMA EMPRESA DE CONSTRUÇÃO CIVIL

RELATO DE EXPERIÊNCIA EM GERENCIAMENTO DE INTEGRAÇÃO DE PROJETOS TÉCNICOS NUMA EMPRESA DE CONSTRUÇÃO CIVIL RELATO DE EXPERIÊNCIA EM GERENCIAMENTO DE INTEGRAÇÃO DE PROJETOS TÉCNICOS NUMA EMPRESA DE CONSTRUÇÃO CIVIL Áurea Araujo Bruel, Msc candidate Engenheira Civil, Mestranda do PPGCC/UFPR e-mail aabruel@yahoo.com.br

Leia mais

Gerenciamento do escopo

Gerenciamento do escopo Gerenciamento do escopo Gerenciamento do escopo Escopo pode ser definido como a soma dos produtos de um projeto, bem como a descrição de seus requisitos. O momento de definir o escopo é a hora em que o

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS CASTELO BRANCO CONSULTORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL LTDA

PLANO DE NEGÓCIOS CASTELO BRANCO CONSULTORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL LTDA Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins PLANO DE NEGÓCIOS CASTELO BRANCO CONSULTORIA E ASSESSORIA CONTÁBIL LTDA Belo Horizonte 2011 Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins PLANO DE NEGÓCIOS

Leia mais

GUIA DE AUXÍLIO PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS METODOLOGIA IFES

GUIA DE AUXÍLIO PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS METODOLOGIA IFES GUIA DE AUXÍLIO PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS METODOLOGIA IFES SUMÁRIO 1. PREENCHIMENTO DA PLANILHA DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS...3 1.1 Menu...3 1.2 Termo de Abertura...4 1.3 Plano do Projeto...5 1.4

Leia mais

Manual de Gerenciamento de Projetos

Manual de Gerenciamento de Projetos TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO ASSESSORIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA ESCRITÓRIO DE PROJETOS ESTRATÉGICOS (EPE) Manual de Gerenciamento de Projetos SISTEMA DE GESTÃO ESTRATÉGICA Anexo da Portaria

Leia mais

Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Desenvolvendo o Plano de Gerenciamento do Projeto. Coletando Requisitos. Declarando

Leia mais

Gerenciamento de Projetos (PMI) e sua aplicação em projetos de transporte público.

Gerenciamento de Projetos (PMI) e sua aplicação em projetos de transporte público. Gerenciamento de Projetos (PMI) e sua aplicação em projetos de transporte público. Sérgio Ricardo Fortes 1 ; Ana Cristina Dalborgo 2 1 EMTU Rua Joaquim Casemiro, 290, Bairro Planalto São Bernardo do Campo-SP

Leia mais

MANUAL DA EMPRESA DESENVOLVEDORA DE PROGRAMA APLICATIVO FISCAL - PAF-ECF (RESPONSÁVEL TÉCNICO)

MANUAL DA EMPRESA DESENVOLVEDORA DE PROGRAMA APLICATIVO FISCAL - PAF-ECF (RESPONSÁVEL TÉCNICO) SECRETARIA DA FAZENDA DE GOIÁS SUPERINTENDÊNCIA DA RECEITA ESTADUAL GEAF - GERÊNCIA DE ARRECADAÇÃO E FISCALIZAÇÃO COAF - COORDENAÇÃO DE AUTOMAÇÃO FISCAL MANUAL DA EMPRESA DESENVOLVEDORA DE PROGRAMA APLICATIVO

Leia mais

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR PROGRAMA DE MUNICIPALIZAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR É com satisfação que a Fundação Procon/SP apresenta o novo Programa de Municipalização que tem como objetivo fortalecer o Sistema Estadual

Leia mais

Sistema de Automação Comercial de Pedidos

Sistema de Automação Comercial de Pedidos Termo de Abertura Sistema de Automação Comercial de Pedidos Cabana - Versão 1.0 Iteração 1.0- Release 1.0 Versão do Documento: 1.5 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011

Leia mais

---- --- --- Consultoria e Assessoria

---- --- --- Consultoria e Assessoria 4. SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE SGQ. 4.1. Requisitos Gerais. A Protec estabelece, documenta e implementa o SGQ de acordo com os requisitos da NBR ISO 9001:2008. Para implementar o SGQ foi realizado um

Leia mais

Programade de levantamento patrimonial

Programade de levantamento patrimonial Controle de Versões Versão Data Autor Notas da Revisão 1.0 03/09/2014 Douglas Souza Hugo Bastos Kaysmier Castro Luan Bueno Elaboração inicial Objetivos deste documento Definir como executar, monitorar,

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓOGICO DA PARAÍBA 01/2013

SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓOGICO DA PARAÍBA 01/2013 SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓOGICO DA PARAÍBA 01/2013 PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS A Diretora Geral da Fundação Parque Tecnológico

Leia mais

PES. 01 TREINAMENTO E INTEGRAÇÃO

PES. 01 TREINAMENTO E INTEGRAÇÃO 1 de 21 6 TREINAMENTO E INTEGRAÇÃO MACROPROCESSO GESTÃO DE PESSOAS PROCESSO TREINAMENTO E INTEGRAÇÃO TREINAMENTO E INTEGRAÇÃO 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS...

Leia mais

Convênio CREA-MG e IETEC para o aperfeiçoamento dos filiados às associações de classe vinculadas ao CREA-MG

Convênio CREA-MG e IETEC para o aperfeiçoamento dos filiados às associações de classe vinculadas ao CREA-MG Convênio CREAMG e IETEC para o aperfeiçoamento dos filiados às associações de classe vinculadas ao CREAMG Com o objetivo de contribuir para a atualização, qualificação e valorização dos profissionais de

Leia mais

PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA

PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviços em Assessoria, Consultoria e Treinamento na área de Recursos Humanos. 1. OBJETIVO Os objetivos

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo IV Integração

Gerenciamento de Projetos Modulo IV Integração Gerenciamento de Projetos Modulo IV Integração Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP:

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: A oportunidade de se tornar um facilitador de aprendizagem e/ou consultor para o sucesso das micro e pequenas empresas APRESENTAÇÃO Esta cartilha

Leia mais

Procedimento Operacional

Procedimento Operacional 1/ 13 Contratos Nº revisão Descrição da Revisão 00 Elaboração inicial do documento 01 Revisão Integral do PO Demais envolvidos na análise e aprovação Área / Processo Responsável Rubrica Diretoria de Engenharia

Leia mais

3. Documentos de referência Manual de Eventos Item 3

3. Documentos de referência Manual de Eventos Item 3 Sumário 1. Objetivo 2. Envolvidos 3. Documentos de referência 4. Definições e codificações 5. Ciclo do processo 6. Fluxograma 7. Lista das Atividades e das responsabilidades 8. Arquivos 9. Anexos 1. Objetivo

Leia mais

Edital para Exposição de Oportunidades de Negócios na 5ª Edição da SEMANA SEBRAE DE TECNOLOGIA E INOVAÇÃO 2015 I DA CONVOCAÇÃO II DO EVENTO

Edital para Exposição de Oportunidades de Negócios na 5ª Edição da SEMANA SEBRAE DE TECNOLOGIA E INOVAÇÃO 2015 I DA CONVOCAÇÃO II DO EVENTO I DA CONVOCAÇÃO O SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ, entidade associativa de direito privado, sem fins lucrativos, comunica e convida empresas do setor

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO - ESCOLA DE NEGÓCIOS. CURSOS: ADMINISTRAÇÃO, COMÉRCIO EXTERIOR e CIÊNCIAS CONTÁBEIS MANUAL DE ESTÁGIO ESCOLA DE NEGÓCIOS

MANUAL DE ESTÁGIO - ESCOLA DE NEGÓCIOS. CURSOS: ADMINISTRAÇÃO, COMÉRCIO EXTERIOR e CIÊNCIAS CONTÁBEIS MANUAL DE ESTÁGIO ESCOLA DE NEGÓCIOS MANUAL DE ESTÁGIO ESCOLA DE NEGÓCIOS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE COMÉRCIO EXTERIOR CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Profª. Dra. Neyde Lopes de Souza Prof. Ms. Luiz Vieira da Costa SUMÁRIO Pág. 1. Apresentação...

Leia mais

PROJETOS IV. Plano do Projeto Exportação da Bebida Voltz Equipe Style Project (07/10/2009)

PROJETOS IV. Plano do Projeto Exportação da Bebida Voltz Equipe Style Project (07/10/2009) PROJETOS IV Plano do Projeto Exportação da Bebida Voltz Equipe Style Project (07/10/2009) Assinaturas de Aprovação Responsabilidade Organizacional Assinatura Data Gerente de Projeto 07/10/2009 Líder de

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº002/2014 SELEÇÃO DE CONSULTORES JUNIOR PARA A INOVE CONSULTORIA JUNIOR UNIDADE TAGUATINGA

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº002/2014 SELEÇÃO DE CONSULTORES JUNIOR PARA A INOVE CONSULTORIA JUNIOR UNIDADE TAGUATINGA PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº002/2014 SELEÇÃO DE CONSULTORES JUNIOR PARA A INOVE CONSULTORIA JUNIOR UNIDADE TAGUATINGA A FACULDADE PROJEÇÃO, por intermédio da Escola de Negócios, torna pública a abertura

Leia mais

ANEXO IV MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS REFERENTE À CONCESSÃO DE PATROCÍNIO. Lei 12.378 de 31/12/2010 Conselho de Arquitetura e Urbanismo

ANEXO IV MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS REFERENTE À CONCESSÃO DE PATROCÍNIO. Lei 12.378 de 31/12/2010 Conselho de Arquitetura e Urbanismo ANEXO IV MANUAL DE PRESTAÇÃO DE CONTAS REFERENTE À CONCESSÃO DE PATROCÍNIO Lei 12.378 de 31/12/2010 Conselho de Arquitetura e Urbanismo Resolução nº 23 de 04/05/12 CAU/BR Portaria Interministerial Nº 507

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO MANUAL DE FUNÇÕES

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO MANUAL DE FUNÇÕES SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO MANUAL DE FUNÇÕES Responsável: Marco Antônio Ferreira Cópia Controlada - Revisão 16 de 11/02/2011 e Aprovado INTRODUÇÃO

Leia mais

ÁREAS DE CONHECIMENTO DO PMBOK. Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.com

ÁREAS DE CONHECIMENTO DO PMBOK. Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.com ÁREAS DE CONHECIMENTO DO PMBOK Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.com 1 As 10 áreas de Conhecimento 2 INTEGRAÇÃO 3 Gerência da Integração Processos necessários

Leia mais

ASPECTOS GERAIS DE PROJETOS

ASPECTOS GERAIS DE PROJETOS ASPECTOS GERAIS DE PROJETOS O que é PROJETO Um empreendimento com começo e fim definidos, dirigido por pessoas, para cumprir objetivos estabelecidos dentro de parâmetros de custo, tempo e especificações.

Leia mais

PLANEJAMENTO DO ESCOPO

PLANEJAMENTO DO ESCOPO PLANEJAMENTO DO ESCOPO Dr. rer. nat. Christiane Gresse von Wangenheim, PMP Objetivo de aprendizagem desta aula Ao final desta aula, você deverá ser capaz de: Motivar a importância do planejamento de escopo.

Leia mais

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS. Junho, 2006 Anglo American Brasil

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS. Junho, 2006 Anglo American Brasil MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS Junho, 2006 Anglo American Brasil 1. Responsabilidade Social na Anglo American Brasil e objetivos deste Manual Já em 1917, o Sr. Ernest Oppenheimer, fundador

Leia mais

CARTILHA INSCRIÇÃO MUNICIPAL E REDESIM

CARTILHA INSCRIÇÃO MUNICIPAL E REDESIM CARTILHA INSCRIÇÃO MUNICIPAL E REDESIM 1- ATRAVÉS DA REDESIM PORTAL REGIN 1.1 -SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO MUNICIPAL ( EMPRESA SEM REGISTRO NA JUCEB) PASSO 1: PEDIDO DE VIABILIDADE DE INSCRIÇÃO A empresa

Leia mais

INCUBADORA RINETEC. Regulamento da Chamada para ingresso de idéias inovadoras na incubadora RINETEC. Edital 001 2014

INCUBADORA RINETEC. Regulamento da Chamada para ingresso de idéias inovadoras na incubadora RINETEC. Edital 001 2014 INCUBADORA RINETEC Regulamento da Chamada para ingresso de idéias inovadoras na incubadora RINETEC Edital 001 2014 1. APRESENTAÇÃO 1.1 Este edital estabelece formas, condições e critérios para que a Associação

Leia mais

Capítulo 3 Aplicando o PMBoK ao Microsoft Office Project 2003

Capítulo 3 Aplicando o PMBoK ao Microsoft Office Project 2003 Capítulo 3 Aplicando o PMBoK ao Microsoft Office Project 2003 29 3.1 GERENCIAMENTO DO ESCOPO O Gerenciamento do Escopo do Projeto engloba os processos necessários para assegurar que o projeto inclua todas

Leia mais

{Indicar o tema e objetivo estratégico aos quais o projeto contribuirá diretamente para o alcance.}

{Indicar o tema e objetivo estratégico aos quais o projeto contribuirá diretamente para o alcance.} {Importante: não se esqueça de apagar todas as instruções de preenchimento (em azul e entre parênteses) após a construção do plano.} {O tem por finalidade reunir todas as informações necessárias à execução

Leia mais

ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS DIRETOR GERAL: RUBENSMIDT RIANI

ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS DIRETOR GERAL: RUBENSMIDT RIANI ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS DIRETOR GERAL: RUBENSMIDT RIANI CREDENCIAMENTO DE DOCENTE ESP-MG Nº 23 /2014 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU - ESPECIALIZAÇÃO EM COMUNICACAO E SAÚDE

Leia mais

TEMPLATES DE REFERÊNCIA PARA PLANEJAMENTO DE PROJETOS DE INVESTIMENTO

TEMPLATES DE REFERÊNCIA PARA PLANEJAMENTO DE PROJETOS DE INVESTIMENTO TEMPLATES DE REFERÊNCIA PARA PLANEJAMENTO DE PROJETOS DE INVESTIMENTO Estratégia & Desempenho Empresarial Gerência de Análise e Acompanhamento de Projetos de Investimento Março 2010 SUMÁRIO 1. Introdução...

Leia mais

Gerenciamento de Escopo na Gestão de Projetos

Gerenciamento de Escopo na Gestão de Projetos Gerenciamento de Escopo na Gestão de Projetos Airton Eustaquio Braga Junior aebjr@terra.com.br MBA Gestão de Projetos em Engenharia e Arquitetura Instituto de Pos-Graduação IPOG Goiania, GO, 02 de Setembro

Leia mais

Manual de Procedimentos Para Recrutamento e Seleção

Manual de Procedimentos Para Recrutamento e Seleção Manual de Procedimentos Para Recrutamento e Seleção Versão: V0_0_10 Data: 13 de setembro de 2013 Procedimentos para recrutamento e seleção de servidores por processo seletivo público. Diretoria Geral de

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº002/2015 SELEÇÃO DE CONSULTORES JUNIORES PARA A INOVE CONSULTORIA JÚNIOR UNIDADE TAGUATINGA A FACULDADE PROJEÇÃO,

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº002/2015 SELEÇÃO DE CONSULTORES JUNIORES PARA A INOVE CONSULTORIA JÚNIOR UNIDADE TAGUATINGA A FACULDADE PROJEÇÃO, PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº002/2015 SELEÇÃO DE CONSULTORES JUNIORES PARA A INOVE CONSULTORIA JÚNIOR UNIDADE TAGUATINGA A FACULDADE PROJEÇÃO, por intermédio da Escola de Negócios, torna pública a

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLOGICO DA PARAÍBA 01/2014

SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLOGICO DA PARAÍBA 01/2014 SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLOGICO DA PARAÍBA 01/2014 PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS 1. APRESENTAÇÃO A Fundação Parque Tecnológico da

Leia mais

Cláudia Araújo Coordenadora Diego Macêdo Programador Marcelo Rodrigues Suporte

Cláudia Araújo Coordenadora Diego Macêdo Programador Marcelo Rodrigues Suporte BCON Sistema de Controle de Vendas e Estoque Declaração de escopo Versão 1.0 Histórico de Revisão Elaborado por: Filipe de Almeida do Amaral Versão 1.0 Aprovado por: Marcelo Persegona 22/03/2011 Time da

Leia mais

Módulo 2: Gerenciamento de Escopo, Tempo e Custos do Projeto

Módulo 2: Gerenciamento de Escopo, Tempo e Custos do Projeto ENAP Diretoria de Desenvolvimento Gerencial Coordenação Geral de Educação a Distância Gerência de Projetos - Teoria e Prática Conteúdo para impressão Módulo 2: Gerenciamento de Escopo, Tempo e Custos do

Leia mais

EDITAL PARA ADMISSÃO DE EMPREENDIMENTOS INCUBADOS. Apoio:

EDITAL PARA ADMISSÃO DE EMPREENDIMENTOS INCUBADOS. Apoio: EDITAL PARA ADMISSÃO DE EMPREENDIMENTOS INCUBADOS Apoio: Recife, 2015 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. OBJETIVOS... 3 3. PUBLICO ALVO... 3 4. ATORES... 3 5. ESPAÇO FÍSICO... 4 6. SERVIÇOS OFERECIDOS...

Leia mais

EDITAL E REGULAMENTO DE CHAMADA PÚBLICA ITFETEP

EDITAL E REGULAMENTO DE CHAMADA PÚBLICA ITFETEP SUMÁRIO OBJETIVO... 2 1. DAS PROPOSTAS... 2 2. PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÃO, PARTICIPAÇÃO E SELEÇÃO DE PROPOSTAS E PROJETOS... 4 3. CRITÉRIOS PARA SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS E PROJETOS... 4 4. DA CLASSIFICAÇÃO...

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA até 28/08/2009. até a data acima mencionada

CONSULTA PÚBLICA até 28/08/2009. até a data acima mencionada CONSULTA PÚBLICA O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social BNDES está preparando processo licitatório para contratação de serviços de consultoria técnica especializada, conforme detalhado

Leia mais

fagury.com.br. PMBoK 2004

fagury.com.br. PMBoK 2004 Este material é distribuído por Thiago Fagury através de uma licença Creative Commons 2.5. É permitido o uso e atribuição para fim nãocomercial. É vedada a criação de obras derivadas sem comunicação prévia

Leia mais

EDITAL E REGULAMENTO DE CHAMADA PÚBLICA ITFETEP

EDITAL E REGULAMENTO DE CHAMADA PÚBLICA ITFETEP SUMÁRIO OBJETIVO... 2 1. DAS PROPOSTAS... 2 2. PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÃO, PARTICIPAÇÃO E SELEÇÃO DE PROPOSTAS E PROJETOS... 4 3. CRITÉRIOS PARA SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS E PROJETOS... 4 4. DA CLASSIFICAÇÃO...

Leia mais

Programa de Aprendizagem em Consultoria Acadêmica - CONSAC. Processo de Seleção de Empresas. EDITAL nº 1/2013

Programa de Aprendizagem em Consultoria Acadêmica - CONSAC. Processo de Seleção de Empresas. EDITAL nº 1/2013 Programa de Aprendizagem em Consultoria Acadêmica - CONSAC Processo de Seleção de Empresas EDITAL nº 1/2013 Brasília, 01 de Junho de 2013 Apresentação É com satisfação que a Projetos Consultoria Integrada,

Leia mais

152 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO

152 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE 152 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO Washington, D.C., EUA, 17 a 21 de junho de 2013 Tema 7.3 da Agenda Provisória CE152/INF/3 (Port.) 26 de

Leia mais

CHAMADA DE SELEÇÃO PÚBLICA PARA INCUBADORA DE PROJETOS DE EMPRESAS DA ESCOLA DE NEGÓCIOS DO SEBRAE SP

CHAMADA DE SELEÇÃO PÚBLICA PARA INCUBADORA DE PROJETOS DE EMPRESAS DA ESCOLA DE NEGÓCIOS DO SEBRAE SP CHAMADA DE SELEÇÃO PÚBLICA PARA INCUBADORA DE DE EMPRESAS DA ESCOLA DE NEGÓCIOS DO SEBRAE SP CHAMADA PERMANENTE Nº 01/2014 DE DE INCUBAÇÃO O Programa de Incubação de Projetos, através da coordenação da

Leia mais

NORMA CONTROLE DO PARQUE DE INFORMÁTICA

NORMA CONTROLE DO PARQUE DE INFORMÁTICA CONTROLE DO PARQUE DE INFORMÁTICA Data: 17 de dezembro de 2009 Pág. 1 de 13 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 1. INTRODUÇÃO 3 2. FINALIDADE 3 3. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3 4. PADRONIZAÇÃO DOS RECURSOS DE T.I. 4 5. AQUISIÇÃO

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Outubro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Abordar o domínio Adquirir e Implementar e todos

Leia mais

Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital.

Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital. Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital. Esse terá suas etapas e prazos muito bem definidos, garantindo um processo

Leia mais

Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal

Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal Histórico de Revisões Data Versão Descrição 30/04/2010 1.0 Versão Inicial 2 Sumário 1. Introdução... 5 2. Público-alvo... 5 3. Conceitos básicos...

Leia mais

Jonas de Souza H2W SYSTEMS

Jonas de Souza H2W SYSTEMS Jonas de Souza H2W SYSTEMS 1 Tecnólogo em Informática Fatec Jundiaí MBA em Gerenciamento de Projetos FGV Project Management Professional PMI Mestrando em Tecnologia UNICAMP Metodologia de apoio à aquisição

Leia mais

24/04/2011 GERÊNCIA DO ESCOPO PMBOK GESTÃO DE PROJETOS NA PRÁTICA

24/04/2011 GERÊNCIA DO ESCOPO PMBOK GESTÃO DE PROJETOS NA PRÁTICA GESTÃO DE PROJETOS NA PRÁTICA Prof. Me. Luís Felipe Schilling "Escolha batalhas suficientemente grandes para importar, suficientemente pequenas para VENCER." Jonathan Kozol 1 No contexto do projeto, o

Leia mais

Título da apresentação Curso Gestão de Projetos I (Verdana, cor branca) Curso de Desenvolvimento de Servidores - CDS

Título da apresentação Curso Gestão de Projetos I (Verdana, cor branca) Curso de Desenvolvimento de Servidores - CDS Título da apresentação Curso Gestão de Projetos I (Verdana, cor branca) Curso de Desenvolvimento de Servidores - CDS Prof. Instrutor Elton Siqueira (a) (Arial Moura preto) CURSO DE GESTÃO DE PROJETOS I

Leia mais

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV CURSO: GESTÃO DE DATACENTER E COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2013.2

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV CURSO: GESTÃO DE DATACENTER E COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2013.2 NÚMERO DE VAGAS: 25 (Vinte e Cinco) Vagas. PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS 01 de Novembro de 2013 CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA A Fundação Visconde

Leia mais

PROJETO NOVAS FRONTEIRAS. Descrição dos processos de gerenciamento da qualidade

PROJETO NOVAS FRONTEIRAS. Descrição dos processos de gerenciamento da qualidade PROJETO NOVAS FRONTEIRAS PLANO DE GERENCIAMENTO DA QUALIDADE QUALITY MANAGEMENT PLAN Preparado por Mara Lúcia Menezes Membro do Time Versão 3 Aprovado por Rodrigo Mendes Lemos Gerente do Projeto 15/11/2010

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO - EDITAL 001/2013-IPPLAN ANEXO 2 ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

CONCURSO PÚBLICO - EDITAL 001/2013-IPPLAN ANEXO 2 ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS PREFEITURA MUNICIPAL CONCURSO PÚBLICO - EDITAL 001/2013-IPPLAN ANEXO 2 ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS Cargo de Nível Médio Agente Administrativo Contribuir com o correto fluxo de atividades, informações e materiais

Leia mais

Implantação do Gerenciamento de Projetos no Processo de Expansão de Alta Tensão da CEMIG-D: Os Desafios da Mudança Cultural

Implantação do Gerenciamento de Projetos no Processo de Expansão de Alta Tensão da CEMIG-D: Os Desafios da Mudança Cultural Implantação do Gerenciamento de Projetos no Processo de Expansão de Alta Tensão da CEMIG-D: Os Desafios da Mudança Cultural Júlio César Marques de Lima Agenda O Processo de Expansão AT da CEMIG-D. Cronograma

Leia mais

Data Revisão Página Código. Referência TÍTULO MANUAL DA QUALIDADE EMISSÃO. Márcio Oliveira. Cargo. Gestor do SGQ APROVAÇÃO. Egidio Fontana.

Data Revisão Página Código. Referência TÍTULO MANUAL DA QUALIDADE EMISSÃO. Márcio Oliveira. Cargo. Gestor do SGQ APROVAÇÃO. Egidio Fontana. Data Revisão Página Código 11/04/2014 03 1 / 22 MQ-01 Referência MANUAL DA QUALIDADE TÍTULO MANUAL DA QUALIDADE Escrital Contabilidade Rua Capitão Otávio Machado, 405 São Paulo/SP Tel: (11) 5186-5961 Site:

Leia mais

PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA

PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA PROJETO SETORIAL DO POLO DE TI&C DE SÃO CAETANO DO SUL E REGIÃO TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviços em Assessoria e Consultoria Tributária para as empresas do Arranjo Produtivo Local. 1. OBJETIVO

Leia mais

MANUAL DE AQUISIÇÕES DOS SUBPROJETOS AMBIENTAIS. APENSO I Rev.03 Agosto/2014

MANUAL DE AQUISIÇÕES DOS SUBPROJETOS AMBIENTAIS. APENSO I Rev.03 Agosto/2014 PROJETO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL MICROBACIAS II ACESSO AO MERCADO - PDRS MANUAL DE AQUISIÇÕES DOS SUBPROJETOS AMBIENTAIS APENSO I Rev.03 Agosto/2014 Versão Agosto/2014 Sumário APRESENTAÇÃO...

Leia mais

1. Passos iniciais. Tutoriais para aprendizado e familiarização com o software Clique no item desejado para ser direcionado para a seção.

1. Passos iniciais. Tutoriais para aprendizado e familiarização com o software Clique no item desejado para ser direcionado para a seção. Tutoriais para aprendizado e familiarização com o software Clique no item desejado para ser direcionado para a seção. Índice 1. Passos iniciais... 2. Gerenciando tarefas... 3. Cadastro de pessoas... 4.

Leia mais

(Favor digitar ou preencher com letra de forma.) Como soube deste programa de assistência?... ... ... (1) Nome da organização:... (2) Endereço:...

(Favor digitar ou preencher com letra de forma.) Como soube deste programa de assistência?... ... ... (1) Nome da organização:... (2) Endereço:... ASSISTÊNCIA A PROJETOS COMUNITÁRIOS E DE SEGURANÇA HUMANA FORMULÁRIO DE REQUERIMENTO (Favor digitar ou preencher com letra de forma.) SOBRE O PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA DO GOVERNO DO JAPÃO Como soube deste

Leia mais

Gestão do tempo do projeto

Gestão do tempo do projeto Gestão do tempo do projeto É representada pelos processos que efetivarão o cumprimento dos prazos envolvidos no projeto, definição, seqüenciamento e estimativa da duração das atividades, desenvolvimento

Leia mais

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília/DF 4, 5 e 6 de junho de 2012 A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Pablo Sandin Amaral Renato Machado Albert

Leia mais

Procedimento Operacional

Procedimento Operacional 1/11 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Elaboração inicial do documento 01 Revisão geral do documento 02 Adequação dos registros e padrões Adequação para o Sistema de Gestão Integrado, alteração do Item

Leia mais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais Byte Software POLÍTICA COMERCIAL Parceiros Comerciais 2013 1. Apresentação Este guia descreve o Programa de Parceria Byte Software através de uma estrutura básica, incluindo como participar e, ainda, uma

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE MQ 01 Rev. 07 MANUAL DA QUALIDADE

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE MQ 01 Rev. 07 MANUAL DA QUALIDADE Rev. Data. Modificações 01 14/09/2007 Manual Inicial 02 12/06/2009 Revisão Geral do Sistema de Gestão da Qualidade 03 22/10/2009 Inclusão de documento de referência no item 8. Satisfação de cliente, Alteração

Leia mais

Contrato de Serviço (SLA) Para Hipermercados Extra Por Esperança_TI S.A

Contrato de Serviço (SLA) Para Hipermercados Extra Por Esperança_TI S.A Esperança_TI S.A S/A Contrato de Serviço (SLA) Para Hipermercados Extra Por Esperança_TI S.A 25/11/2014 Gerador do documento: Gerente de Negociação: Marcos Alves de Oliveira Marcos Antônio de Morais Aprovação

Leia mais