Chat com a Dra. Sandra Senso Rohr Dia 13 de agosto de 2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Chat com a Dra. Sandra Senso Rohr Dia 13 de agosto de 2015"

Transcrição

1 Chat com a Dra. Sandra Senso Rohr Dia 13 de agosto de 2015 Tema: Entenda a Síndrome Mielodisplásica (Mielodisplasia) Total atingido de pessoas na sala: 24 usuários Limite permitido na sala: 40 usuários Duração: 1h30 Perguntas respondidas: 23 Convidada: Dra. Sandra Senso Rohr - Título de especialista em Hematologia e Transplante de Medula Óssea pela ABHH / AMB. Responsável pela enfermaria da Hematologia do Hospital São Paulo/UNIFESP-EPM e assistente do ambulatório de Doenças Mieloproliferativas da Disciplina de Hematologia da UNIFESP/EPM. Moderador: Miguel Mod Estado: São Paulo Seja bem-vindo ao Chat! 13:32:39 - moderador : Boa tarde a todos! Vamos dar início ao chat ABRALE. 13:32:48 - moderador : Tema: Entenda a Síndrome Mielodisplásica (Mielodisplasia) 13:33:00 - moderador : Duração do chat: 13h30 às 15h. 13:33:17 - moderador : Convidada de hoje: Dra. Sandra Senso Rohr - Título de especialista em Hematologia e Transplante de Medula Óssea pela ABHH / AMB. Responsável pela enfermaria da Hematologia do Hospital São Paulo/UNIFESP-EPM e assistente do ambulatório de Doenças Mieloproliferativas da Disciplina de Hematologia da UNIFESP/EPM 13:33:29 - moderador : Seja bem vinda Dra. Sandra. Vou liberar a primeira pergunta.

2 13:34:12 Leticia : Oi dra. Sandra. Quais os principais sintomas da mielodisplasia? E como diagnosticar? 13:41:08 - convidado : Boa tarde, agradeço mais uma vez o convite da Abrale! 13:42:49 - convidado : A síndrome mielodisplásica é, na verdade, um conjunto de doenças que se caracterizam por sintomas de anemia - cansaço, fraqueza, indisposição e também pode ser de infecções decorrente da capacidade diminuída de defesa ou de sangramento pela redução no número de plaquetas 13:44:06 - convidado : O diagnóstico é feito através de exames de sangue que incluem hemograma, mielograma e cariótipo da medula óssea (avaliação da genética das células das células da medula) 13:44:59 - Maria : Boa tarde 13:45:30 - Juliana : a mielodisplasia pode evoluir para uma leucemia? 13:46:47 - convidado : sim, é descrita a possibilidade de evolução da síndrome mielodisplásica para leucemia aguda. A chance de evolução depende do tipo de síndrome mielodisplásica. 13:49:07 - Gabi : Essa doença pode ocorrer em pessoas jovens e crianças? 13:50:00 - convidado : Gabi, boa tarde! A SMD é uma doença muito mais comum em pacientes mais velhos. Entretanto, também pode ocorrer em jovens ou crianças. 13:50:30 - Juliana : Gostaria de saber se existe a possibilidade de cura total da mielodisplasia? 13:51:20 - convidado : Juliana, existe sim!!! A cura da mielodisplasia pode ser alcançada com o transplante de medula óssea. 13:51:37 - Juliana : Através de um mielograma é possível detectar a mielodisplasia? Qual o exame mais indicado? 13:51:43 - Juliana : a mielodisplasia é considerada câncer? 13:53:47 - convidado : Juliana, a mielodisplasia é uma doença em que há alteração em uma célula muito jovem que é precursora de outras células. Esta alteração faz com que a produção das células a partir desta alteração é deficiente - as células que nascem tem alterações na forma e na função. Deste modo, esta doença pode ser considerada um câncer. 13:55:29 - moderador : A ABRALE oferece apoio psicológico gratuito. Os atendimentos são realizados na sede em São Paulo ou de forma on-line para todo o Brasil. Entre em contato e obtenha mais informações: (11) :55:38 Fabiana : Dra. algumas pessoas da minha família têm mielodisplasia (meu pai e um tio). A doença é hereditária? Os filhos e netos têm que tomar um cuidado especial? 13:56:17 - convidado : O mielograma é um dos exames necessários, mas não suficiente, para o estabelecimento do diagnóstico. Só conseguimos o diagnóstico final através de um conjunto de exames que incluem o mielograma: são necessários hemograma, dosagem de vitaminas, cariótipo, Outros exames também ajudam muito na caracterização da doença: biópsia de medula entre outros.

3 13:59:03 - convidado : A doença está relacionada com mutação genética adquirida - é possível que algum fator ambiental predispôs tanto seu pai quanto seu tio a adquiriem a doença. Assim, não é hereditária e não há cuidados especiais que podem ser tomados exceto evitar contato com produtos químicos ou radiação. 14:01:23 - Juliana : A SMD, embora mais comum em pacientes com mais idades, pode acometer crianças? 14:01:53 - convidado : Juliana, pode sim; é bem mais raro mas pode. 14:02:27 - Maria : Boa tarde Dr Sandra, e esta Leucemia é passível de TCTH? 14:04:10 - convidado : Maria, a mielodisplasia na realidade não é uma leucemia mas sim uma doença que pode evoluir para leucemia. O tratamento de cura da mielodisplasia é o TCTH!!! 14:06:37 - moderador : Conecte-se com outros pacientes e médicos para trocar experiências sobre o tratamento! Acesse agora e participe dessa rede social que busca facilitar a troca de informações entre pacientes, familiares, profissionais da saúde, médicos, empresas, mídia e todos que atuam para mudar a história da onco-hematologia no país e no mundo em um ambiente exclusivo e seguro. 14:07:07 - mih : Quais as formas de tratamento? 14:08:09 - convidado : Olá Mih, o tratamento despende do tipo de mielodisplasia e dos sintomas do paciete 14:10:51 - Romario : Quando é indicado o transplante para um paciente de mielodisplasia? 14:13:16 - convidado : O transplante é indicado para pcientes que tem uma mielodisplasia de risco elevado e que não respondem bem às medidas de suporte empregadas. 14:14:02 - Juliana : qual o melhor tratamento disponível hoje em dia para a doença? 14:18:13 - convidado : O tratamento depende do tipo de mielodisplasia e do seu risco. Assim, por exemplo, a mielodisplasia que tem deleção do 5q (braço longo do cromossomo 5) a medicação de escolha é lenalidaomida; no caso da anemia isolada com dosagem de eritropoetina baixa pode-se tratar com a reposição deste hormônio. No caso dos pacientes de risco elevado que não podem ser submetidos ao transplante ou ainda não estão preparados para o transplante considera-se a utilização de agentes hipometilantes (azacitidina ou decitabina). 14:21:15 Afonso : Dra após o transplante é exigido cuidado especial com a alimentação desses pacientes? 14:23:13 - convidado : Em todos os transplantes de medula há um risco aumentado de infecção - e por conta disso deve-se evitar alimentos crus, alimentos com "agentes" vivos (lactobacilos, fungos,..), alimentos vendidos a granel, entre outros. 14:25:05 - MICHELE : Qual a sobrevida do paciente com SMD? 14:27:13 - convidado : Michele, a sobrevida depende do tipo de mielodisplasia e do risco desta. Assim, por exemplo, pacientes com mielodisplasia de risco muito baixo a sobrevida mediana é 8,8anos; no caso do risco baixo 5,3anos, do risco intermediário de 3anos e assim por diante

4 14:29:52 - Romario : Dra. Sandra a lenalidomida não é oferecida pelo SUS? Porque? 14:31:16 - convidado : Romario, a lenalidomida ainda não é uma medicação aprovada no Brasil e esta é uma das justificativas para que não seja oferecida pelo SUS 14:32:45 - Romario : O transplante para o paciente de smd é autologo ou alogenico? 14:33:21 - convidado : Romario, o transplante é alogênico - de um doador para o paciente. 14:35:08 - Paciente pergunta para : Tenho 64 anos e tomo transfusao de sangue a cada 20 dias. Tomo remédio para evitar acúmulo de ferro. Os remédios acima sitados podem substituir a transfusão de sangue? 14:37:34 - convidado : Se recebe transfusão é porque tem uma anemia refratária! A medicação que poderia ser avaliada é a eritropoetina. Estou certa de que seu médico fez todas as avaliações necessárias para indicar a transfusão. 14:38:27 - Cristiano fala para convidado: Dra. Quando está indicado o transplante? E vale utilizar cordão umbilical, alogenio aparentado? Quais as vantagens e desvantagens com relação à medula? 14:41:35 - convidado : Cristiano, o transplante é indicado para pacientes com mielodisplasia de risco elevado. O cordão teoricamente pode ser utilizado, entretanto, tem uma quantidade de células muito baixa e causa uma imunossupressão bem maior de modo que vem sendo cada vez menos utilizado. A medula tem a desvantagem de nem sempre dispormos de um doador compatível ou demorar mais para encontrá-lo, entretanto é a melhor alternativa. 14:43:03 - moderador : Plano de Saúde igual ao SUS? MANIFESTO POR MAIOR COBERTURA. Assine e nos ajude a mudar essa situação! 14:44:20 - MICHELE : Tem chance de aumentar a sobrevida? 14:46:00 - convidado : Michele, os dados de sobrevida foram estabelecidos para um grupo de pacientes que não recebeu tratamento ou recebeu apenas tratamento de suporte. Sabemos que o uso de hipometilantes possibilita aumento de sobrevida assim como há chance com o transplante de medula (inclusive de cura) 14:46:37 - desa : Gostaria de saber o que fazer para que ocorra o recebimento do medicamento VidaZa pelo sus? e se é possível? 14:48:33 - convidado : A azacitidina (vidaza) não é uma medicação oferecida rotineiramente pelo SUS. Para este tipo de informação sugiro que consulte um advogado. A Abrale dispões de serviço jurídico e certamente é melhor do que eu para dar este tipo de informação. 14:50:16 - moderador : Desa, entre em contato com nosso departamento de apoio jurídico e obtenha mais informações: (11) :50:41 - Cristiano fala para convidado: Mas quando temos cordões de doadores aparentados podemos melhorar, ou diminuir, a incidência de DECH e obter uma contagem celular boa. Concorda? 14:54:20 - convidado : Na verdade, não há muito do ponto de vista prático sendo feito para aumentar a celularidade do cordão (estão sendo feitos estudos com relação à tentativa de expansão celular com cordão, mas ainda nada definitivo). O que acontece, na prática, é uma

5 maior falha de enxertia (e por conta disso nos últimos tempo foram feitos transplantes com 2 cordões) e uma imunossupressão bem mais intensa, o que torna o transplante um procedimento de muito maior risco. 14:55:58 - MICHELE : O que é hipometilantes? 14:57:34 - convidado : Hipometilantes é uma classe de medicações que tem por objetivo tentar normalizar a fabricação das células do sangue (que é defeituosa por causa da doençamielodisplasia). são disponíveis 2 hipometilantes: azacitidina e decitabina 14:58:37 - Cristiano fala para convidado: Obrigado à Dra. E Agradeço a participação. 14:59:16 - moderador : O chat está encerrado, obrigado a todos que participaram. Se permaneceu alguma dúvida ao final do chat, peço por gentileza que envie para nosso fale conosco ou ) que teremos o prazer em responder! 14:59:19 - convidado : Cristiano, eu que agradeço!!! 14:59:35 - moderador : Obrigado Dra. Sandra pela disponibilidade, a ABRALE agradece sua colaboração voluntária. Fique a vontade caso queira deixar uma mensagem aos participantes. 15:01:14 - convidado : As doenças hematológicas não são simples mas sempre existe uma chance!!!! Acreditamos e estamos dispostos a ajudar!!! Mais uma vez, obrigado à Abrale pelo convite e parabéns pelo serviço que disponibilizam para a comunidade!! 15:01:50 - moderador : A ABRALE realiza chat com especialistas de 15 em 15 dias, acesse e participe! 15:02:58 - convidado : Convidado 'convidado' saiu da sala.

Chat com a Dra. Maria Cristina Dia 24 de fevereiro de 2011

Chat com a Dra. Maria Cristina Dia 24 de fevereiro de 2011 Chat com a Dra. Maria Cristina Dia 24 de fevereiro de 2011 Tema: Mielodisplasia: Novidades no tratamento Total de pessoas que participaram: 34 usuários Limite permitido na sala: 40 usuários Duração: 1h30

Leia mais

Chat com o Dr. Fábio Dia 06 de março de 2015

Chat com o Dr. Fábio Dia 06 de março de 2015 Chat com o Dr. Fábio Dia 06 de março de 2015 Tema: Mielofibrose uma doença ainda desconhecida Total atingido de pessoas na sala: 27 usuários Limite permitido na sala: 40 usuários Duração: 1h30 Perguntas

Leia mais

Chat com o Dr. Fábio Dia 12 de fevereiro de 2015

Chat com o Dr. Fábio Dia 12 de fevereiro de 2015 Chat com o Dr. Fábio Dia 12 de fevereiro de 2015 Tema: Novas perspectivas no tratamento das Leucemias Agudas Total atingido de pessoas na sala: 25 usuários Limite permitido na sala: 40 usuários Duração:

Leia mais

Chat com a Dra. Andrea Dia 09 de outubro de 2014

Chat com a Dra. Andrea Dia 09 de outubro de 2014 Chat com a Dra. Andrea Dia 09 de outubro de 2014 Tema: Direitos do Paciente Total atingido de pessoas na sala: 28 usuários Limite permitido na sala: 40 usuários Duração: 1h30 (17h às 18h30) Perguntas respondidas:

Leia mais

Chat com Fernanda Dia 17 de março de 2011

Chat com Fernanda Dia 17 de março de 2011 Chat com Fernanda Dia 17 de março de 2011 Tema: O papel do terapeuta ocupacional para pessoas em tratamento de leucemia, linfoma, mieloma múltiplo ou mielodisplasia Total atingido de pessoas na sala: 26

Leia mais

Chat com a Dra. Ana Clara Dia 13 de novembro de 2014

Chat com a Dra. Ana Clara Dia 13 de novembro de 2014 Chat com a Dra. Ana Clara Dia 13 de novembro de 2014 Tema: O que sabemos sobre PTI (Púrpura Trombocitopênica Idiopática)? Total atingido de pessoas na sala: 29 usuários Limite permitido na sala: 40 usuários

Leia mais

Chat com o Dr. Rodrigo Dia 10 de fevereiro de 2011

Chat com o Dr. Rodrigo Dia 10 de fevereiro de 2011 Chat com o Dr. Rodrigo Dia 10 de fevereiro de 2011 Tema: Leucemias - Em busca da Cura Total de pessoas que participaram: 34 usuários Limite permitido na sala: 40 usuários Duração: 1h30 (17h às 18h30) Perguntas

Leia mais

Seja bem-vindo ao Chat!

Seja bem-vindo ao Chat! Chat com o Dr. Jacques Dia 04 de setembro de 2014 Tema: Linfoma: Novas perspectivas em busca da cura Total atingido de pessoas na sala: 31 usuários Limite permitido na sala: 40 usuários Duração: 1h30 (10h

Leia mais

A Importância da Causa

A Importância da Causa A Importância da Causa Panorama do Cenário Brasileiro Leucemia é o câncer mais comum entre crianças, e o linfoma é o 3º câncer mais comum entre este público Se detectados logo e tratados adequadamente,

Leia mais

EU VENCI A LEUCEMIA. Alexandra Oliveira da Silva

EU VENCI A LEUCEMIA. Alexandra Oliveira da Silva EU VENCI A LEUCEMIA Alexandra Oliveira da Silva Descoberta da doença Ano 2012 Sintomas gripe medo da gripe A Emergência do Mãe de Deus Exames não conclusivos, procurar hematologista Marcada consulta com

Leia mais

Chat com o Dr. Guilherme Perini Dia 15 de setembro de 2015

Chat com o Dr. Guilherme Perini Dia 15 de setembro de 2015 Chat com o Dr. Guilherme Perini Dia 15 de setembro de 2015 Tema: Linfoma em busca de novos tratamentos Total atingido de pessoas na sala: 40 usuários Limite permitido na sala: 40 usuários Duração: 1h30

Leia mais

4. COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO MIELOIDE CRÔNICA (LMC)? E MONITORAMENTO DE LMC? É uma doença relativamente rara, que ocorre

4. COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO MIELOIDE CRÔNICA (LMC)? E MONITORAMENTO DE LMC? É uma doença relativamente rara, que ocorre ÍNDICE 1. O que é Leucemia Mieloide Crônica (LMC)?... pág 4 2. Quais são os sinais e sintomas?... pág 4 3. Como a LMC evolui?... pág 5 4. Quais são os tratamentos disponíveis para a LMC?... pág 5 5. Como

Leia mais

Partes: CÉLIO FERREIRA DA CUNHA MUNICÍPIO DE COROMANDEL-MG

Partes: CÉLIO FERREIRA DA CUNHA MUNICÍPIO DE COROMANDEL-MG RESPOSTA RÁPIDA 208/2014 Assunto: Azacitidina para tratamento de mielodisplasia SOLICITANTE Juiz de Direito da comarca de Coromandeu NÚMERO DO PROCESSO 0193.14.001135-7 DATA 16/04/2014 Coromandel, 14/04/2014

Leia mais

Chat com Maria Cláudia Dia 19 de maio de 2011

Chat com Maria Cláudia Dia 19 de maio de 2011 Chat com Maria Cláudia Dia 19 de maio de 2011 Tema: Alimentação no Transplante de Medula Óssea Total atingido de pessoas na sala: 40 usuários Total de pessoas que acessaram o link do chat: 59 usuários

Leia mais

Protocolo. Transplante de células-tronco hematopoiéticas nas hemoglobinopatias

Protocolo. Transplante de células-tronco hematopoiéticas nas hemoglobinopatias Protocolo Transplante de células-tronco hematopoiéticas nas hemoglobinopatias Versão eletrônica atualizada em Abril 2012 Embora a sobrevida dos pacientes com talassemia major e anemia falciforme (AF) tenha

Leia mais

Manual do Doador Voluntário de Medula Óssea

Manual do Doador Voluntário de Medula Óssea Manual do Doador Voluntário de Medula Óssea Manual do Doador Voluntário O desconhecimento sobre a doação de medula óssea é enorme. Quando as pessoas são informadas de como é fácil ser doador voluntário

Leia mais

COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA. PROJETO DE LEI N o 586, DE 2007 I RELATÓRIO. Cria o Dia Nacional do Doador Voluntário de Medula Óssea.

COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA. PROJETO DE LEI N o 586, DE 2007 I RELATÓRIO. Cria o Dia Nacional do Doador Voluntário de Medula Óssea. COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA PROJETO DE LEI N o 586, DE 2007 Cria o Dia Nacional do Doador Voluntário de Medula Óssea. Autora: Deputada ALICE PORTUGAL Relator: Deputado LELO COIMBRA I RELATÓRIO O Projeto

Leia mais

17/03/2011. Marcos K. Fleury Laboratório de Hemoglobinas Faculdade de Farmácia - UFRJ mkfleury@ufrj.br

17/03/2011. Marcos K. Fleury Laboratório de Hemoglobinas Faculdade de Farmácia - UFRJ mkfleury@ufrj.br Marcos K. Fleury Laboratório de Hemoglobinas Faculdade de Farmácia - UFRJ mkfleury@ufrj.br São doenças causadas pela proliferação descontrolada de células hematológicas malignas ou incapacidade da medula

Leia mais

Documentário Despertar Para a Vida. Adriana CALAZANS Felipe KREUSCH Ketlin PEREIRA Universidade do Sul de Santa Catarina, Palhoça, SC

Documentário Despertar Para a Vida. Adriana CALAZANS Felipe KREUSCH Ketlin PEREIRA Universidade do Sul de Santa Catarina, Palhoça, SC Documentário Despertar Para a Vida Adriana CALAZANS Felipe KREUSCH Ketlin PEREIRA Universidade do Sul de Santa Catarina, Palhoça, SC RESUMO A leucemia atinge grande parte da população mundial. Em 2008

Leia mais

CONHECIMENTO DE ENFERMEIROS NA UTILIZAÇÃO DE SANGUE DE CORDÃO UMBILICAL E PLACENTÁRIO PARA TRANSPLANTE DE CÉLULAS TRONCO

CONHECIMENTO DE ENFERMEIROS NA UTILIZAÇÃO DE SANGUE DE CORDÃO UMBILICAL E PLACENTÁRIO PARA TRANSPLANTE DE CÉLULAS TRONCO CONHECIMENTO DE ENFERMEIROS NA UTILIZAÇÃO DE SANGUE DE CORDÃO UMBILICAL E PLACENTÁRIO PARA TRANSPLANTE DE CÉLULAS TRONCO FRITZ, E. R.¹; GARCIA, M. C. ² ; FILIPINI, S. M. 3 1,2,3, Universidade do Vale do

Leia mais

O que é Hemofilia? O que são os fatores de coagulação? A hemofilia tem cura?

O que é Hemofilia? O que são os fatores de coagulação? A hemofilia tem cura? Volume1 O que é? O que é Hemofilia? Hemofilia é uma alteração hereditária da coagulação do sangue que causa hemorragias e é provocada por uma deficiência na quantidade ou qualidade dos fatores VIII (oito)

Leia mais

EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS

EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS O presente Projeto de Lei tem como base e inspiração a Lei Federal nº 11.930, de 22 de abril de 2009, de autoria do deputado federal Beto Albuquerque uma homenagem a seu filho e a

Leia mais

Mato Grosso do Sul conta com 80.665 pessoas cadastradas (até 2010) como doadoras de

Mato Grosso do Sul conta com 80.665 pessoas cadastradas (até 2010) como doadoras de Nesta sexta-feira (12) o Rádio Clube se dedica à solidariedade. Será feita uma campanha de captação de doadores de medula óssea no clube. A intenção da ação é sensibilizar as pessoas para aumentar o número

Leia mais

Conhecendo os Bancos de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário

Conhecendo os Bancos de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário Conhecendo os Bancos de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário Ajudando futuros pais a tomar uma decisão consciente Agência Nacional de Vigilância Sanitária Anvisa O que é sangue de cordão umbilical

Leia mais

N o 35. Março 2015. O mieloma múltiplo é uma. MIELOMA MÚLTIPLO: Novo Medicamento no tratamento contra o Câncer de Medula Óssea

N o 35. Março 2015. O mieloma múltiplo é uma. MIELOMA MÚLTIPLO: Novo Medicamento no tratamento contra o Câncer de Medula Óssea N o 35 Março 2015 Centro de Farmacovigilância da UNIFAL-MG Site: www2.unifal-mg.edu.br/cefal Email: cefal@unifal-mg.edu.br Tel: (35) 3299-1273 Equipe editorial: prof. Dr. Ricardo Rascado; profa. Drª. Luciene

Leia mais

Hemoglobina / Glóbulos Vermelhos são as células responsáveis por carregar o oxigênio para todos os tecidos.

Hemoglobina / Glóbulos Vermelhos são as células responsáveis por carregar o oxigênio para todos os tecidos. Doenças Hematológicas Hematologia é o ramo da medicina que estuda o sangue, seus distúrbios e doenças, dentre elas anemias, linfomas e leucemias. Estuda os linfonodos (gânglios) e sistema linfático; a

Leia mais

Apresentação. É uma iniciativa da Fundação Ecarta para contribuir na formação de uma cultura de solidariedade

Apresentação. É uma iniciativa da Fundação Ecarta para contribuir na formação de uma cultura de solidariedade Apresentação Projeto Cultura Doadora É uma iniciativa da Fundação Ecarta para contribuir na formação de uma cultura de solidariedade e uma atitude proativa para a doação de órgãos e tecidos, bem como na

Leia mais

ALTERAÇÕES NO SANGUE

ALTERAÇÕES NO SANGUE ALTERAÇÕES NO Alterações no sangue são mais frequentes em crianças com síndrome de Down do que no resto da população. Existem algumas diferenças nas contagens das células sanguíneas e também uma maior

Leia mais

PORTARIA No- 845, DE 2 DE MAIO DE 2012

PORTARIA No- 845, DE 2 DE MAIO DE 2012 PORTARIA No- 845, DE 2 DE MAIO DE 2012 Estabelece estratégia de qualificação e ampliação do acesso aos transplantes de órgãos sólidos e de medula óssea, por meio da criação de novos procedimentos e de

Leia mais

Cytothera Baby O serviço Cytothera Baby permite recolher e criopreservar células estaminais obtidas a partir do sangue do cordão umbilical do bebé.

Cytothera Baby O serviço Cytothera Baby permite recolher e criopreservar células estaminais obtidas a partir do sangue do cordão umbilical do bebé. A Cytothera pertence ao grupo farmacêutico MEDINFAR e dedica a sua actividade à investigação e criopreservação de células estaminais. O método pioneiro de isolamento e criopreservação de células estaminais

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 154/2014 Alfapoetina na IRC

RESPOSTA RÁPIDA 154/2014 Alfapoetina na IRC RESPOSTA RÁPIDA 154/2014 Alfapoetina na IRC SOLICITANTE Dra. Herilene de Oliveira Andrade Juíza de Direito Comarca de Itapecerica NÚMERO DO PROCESSO 0335.14.706-3 DATA 26/03/2014 SOLICITAÇÃO Solicito parecer

Leia mais

e a Doença de Gaucher

e a Doença de Gaucher e a Doença de Gaucher Gigi 1 e a Doença de Gaucher 1 Aqui começa a história de nossa amiguinha Gigi, uma menina que adora brincar e estudar. - Olá! Eu sou a Gigi e esta é a minha família. Gigi mora em

Leia mais

Fevereiro 2011 BEBÉ VIDA INFORMA. 707 20 10 18 geral@bebevida.com www.bebevida.com

Fevereiro 2011 BEBÉ VIDA INFORMA. 707 20 10 18 geral@bebevida.com www.bebevida.com Fevereiro 2011 BEBÉ VIDA INFORMA 1 Células hematopoiéticas do sangue do cordão umbilical podem ajudar na recuperação de AVC s As células estaminais hematopoiéticas do sangue do cordão umbilical podem promover

Leia mais

SÍNDROMES MIELODISPLÁSICAS. Hye, 2014

SÍNDROMES MIELODISPLÁSICAS. Hye, 2014 SÍNDROMES MIELODISPLÁSICAS Hye, 2014 DEFINIÇÃO Trata se de um grupo de diversas desordens da medula óssea que leva o indivíduo não produzir células sanguíneas saudáveis em número suficiente. SINTOMATOLOGIA

Leia mais

TEMA: 6 Mercaptopurina e 6 tioguanina para tratamento da Leucemia Linfóide Aguda (LLA)

TEMA: 6 Mercaptopurina e 6 tioguanina para tratamento da Leucemia Linfóide Aguda (LLA) NT 101/2013 Solicitante: Juiz de Direito NAPOLEÃO DA SILVA CHAVES Número do processo: 0119213-86.2013.8.13.0525 Data: 22/06/2013 Medicamento X Material Procedimento Cobertura Impetrato: Estado de Minas

Leia mais

Bate-papo: Uso do Scratch, uma nova linguagem de programação, no ensino fundamental - Web Currículo (25/05/2010)

Bate-papo: Uso do Scratch, uma nova linguagem de programação, no ensino fundamental - Web Currículo (25/05/2010) 1 of 6 02/12/2011 16:14 Bate-papo: Uso do Scratch, uma nova linguagem de programação, no ensino fundamental - Web Currículo (25/05/2010) 13:58:20 Bem-vindos ao Bate-papo Educarede! 14:00:54 II Seminário

Leia mais

HEMORIO INSTITUTO ESTADUAL DE HEMATOLOGIA ARTHUR DE SIQUEIRA CAVALCANTI

HEMORIO INSTITUTO ESTADUAL DE HEMATOLOGIA ARTHUR DE SIQUEIRA CAVALCANTI MANUAL DO PACIENTE - LEUCEMIA LINFÓIDE AGUDA EDIÇÃO REVISADA 02/2009 HEMORIO INSTITUTO ESTADUAL DE HEMATOLOGIA ARTHUR DE SIQUEIRA CAVALCANTI Este manual tem como objetivo fornecer informações aos pacientes

Leia mais

Chat com o Dr. Guilherme Dia 3 de março de 2011

Chat com o Dr. Guilherme Dia 3 de março de 2011 Chat com o Dr. Guilherme Dia 3 de março de 2011 Tema: Linfoma: Diagnóstico e tratamento Total atingido de pessoas na sala: 40 usuários Total de pessoas que acessaram o link do chat: 101 usuários Limite

Leia mais

Chat com a Dra. Maria Teresa Dia 10 de março de 2011

Chat com a Dra. Maria Teresa Dia 10 de março de 2011 Chat com a Dra. Maria Teresa Dia 10 de março de 2011 Tema: Psicologia: Perceba como a ajuda é importante para o tratamento Total atingido de pessoas na sala: 29 usuários Total de pessoas que acessaram

Leia mais

Transplante de Células Tronco Hematopoéticas

Transplante de Células Tronco Hematopoéticas 20 Congresso Multidisciplinar em Oncologia do Hospital Mãe de Deus Transplante de Células Tronco Hematopoéticas Enfermeira Fabiane Marek Especialista em Enfermagem Oncológica Unidade de Ambiente Protegido

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO COMISSÃO DE EXAMES DE RESIDÊNCIA MÉDICA. Nome do Candidato Caderno de Prova 18, PROVA DISSERTATIVA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO COMISSÃO DE EXAMES DE RESIDÊNCIA MÉDICA. Nome do Candidato Caderno de Prova 18, PROVA DISSERTATIVA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO COMISSÃO DE EXAMES DE RESIDÊNCIA MÉDICA Novembro/2010 Processo Seletivo para Residência Médica - 2011 18 - Área de atuação em Hematologia e Hemoterapia Nome do Candidato

Leia mais

O que é câncer de estômago?

O que é câncer de estômago? Câncer de Estômago O que é câncer de estômago? O câncer de estômago, também denominado câncer gástrico, pode ter início em qualquer parte do estômago e se disseminar para os linfonodos da região e outras

Leia mais

REQUERIMENTO N DE 2013 (dos Srs. Fernando Francischini e Willian Dib)

REQUERIMENTO N DE 2013 (dos Srs. Fernando Francischini e Willian Dib) REQUERIMENTO N DE 2013 (dos Srs. Fernando Francischini e Willian Dib) Requer a realização de Audiência Pública com os convidados que indica para discutir a negativa da Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Leia mais

Perguntas e respostas sobre imunodeficiências primárias

Perguntas e respostas sobre imunodeficiências primárias Perguntas e respostas sobre imunodeficiências primárias Texto elaborado pelos Drs Pérsio Roxo Júnior e Tatiana Lawrence 1. O que é imunodeficiência? 2. Estas alterações do sistema imunológico são hereditárias?

Leia mais

Transfusão de sangue UHN. Informação para os pacientes sobre os benefícios, riscos e alternativas

Transfusão de sangue UHN. Informação para os pacientes sobre os benefícios, riscos e alternativas Transfusão de sangue Blood Transfusion - Portuguese UHN Informação para os pacientes sobre os benefícios, riscos e alternativas Quais são os benefícios da transfusão de sangue? A transfusão de sangue pode

Leia mais

Síndrome Mielodisplásica

Síndrome Mielodisplásica Síndrome Mielodisplásica As sídromes mielodisplásicas, apresentam características heteregêneas não ser progressivas, e ter poucas conseqüências na saúde ou expectativa de vida de uma pessoa. Podem progredir

Leia mais

LEI Nº 9.434, DE 04 DE FEVEREIRO DE 1997

LEI Nº 9.434, DE 04 DE FEVEREIRO DE 1997 LEI Nº 9.434, DE 04 DE FEVEREIRO DE 1997 Dispõe sobre a remoção de órgãos, tecidos e partes do corpo humano para fins de transplante e tratamento e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço

Leia mais

Perguntas Frequentes. Centro de Histocompatibilidade do Norte

Perguntas Frequentes. Centro de Histocompatibilidade do Norte Perguntas Frequentes Desde quando o Banco Público de Células Estaminais do Cordão Umbilical serve gratuitamente a criopreservação às grávidas? O Despacho do Banco Público de células estaminais do cordão

Leia mais

ÍNDICE - 12/06/2005 O Estado de S.Paulo... 2 O Estado de S.Paulo... 2 Vida&...2 Revista IstoÉ...4 MEDICINA & BEM-ESTAR/Epidemia...

ÍNDICE - 12/06/2005 O Estado de S.Paulo... 2 O Estado de S.Paulo... 2 Vida&...2 Revista IstoÉ...4 MEDICINA & BEM-ESTAR/Epidemia... ÍNDICE - 12/06/2005 O Estado de S.Paulo...2 O Estado de S.Paulo...2 Vida&...2 Rede de bancos poderá facilitar transplantes...2 Revista IstoÉ...4 MEDICINA & BEM-ESTAR/Epidemia...4 Nem tão exemplar...4 O

Leia mais

O UNIVERSITÁRI FACULDADE ATENAS ESTÁ INTEGRADA COM A COMUNIDADE DE PARACATU

O UNIVERSITÁRI FACULDADE ATENAS ESTÁ INTEGRADA COM A COMUNIDADE DE PARACATU FACULDADE ATENAS ESTÁ INTEGRADA COM A COMUNIDADE DE PARACATU COM A REALIZAÇÃO DE DIVERSAS ATIVIDADES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL, A INSTITUIÇÃO PROPORCIONA FORMAÇÃO HUMANIZADA AOS ALUNOS E TRAZ BENEFÍCIOS

Leia mais

Edição EXTRA! Coleção Aché de Educação para a Saúde

Edição EXTRA! Coleção Aché de Educação para a Saúde Coleção Aché de Educação para a Saúde Edição EXTRA! Olá, leitor! Você sabia que no Aché nós trabalhamos para melhorar a qualidade de vida das pessoas? Desenvolver medicamentos é uma das formas de aumentar

Leia mais

RESOLUÇÃO COFEN-200/1997 - REVOGADA PELA RESOLUÇÃO 306/2006

RESOLUÇÃO COFEN-200/1997 - REVOGADA PELA RESOLUÇÃO 306/2006 Página 1 de 5 Publicado Portal do Cofen - Conselho Federal de Enfermagem (http://site.portalcofen.gov.br) Início > RESOLUÇÃO COFEN-200/1997 - REVOGADA PELA RESOLUÇÃO 306/2006 RESOLUÇÃO COFEN-200/1997 -

Leia mais

RELATÓRIO DE RESULTADOS 2014. Relatório de Resultados 1

RELATÓRIO DE RESULTADOS 2014. Relatório de Resultados 1 RELATÓRIO DE RESULTADOS 2014 Relatório de Resultados 1 Visão Ser um Instituto de referência mundial e sustentável em educação e pesquisa, para a cura de pessoas com câncer do sangue. Missão Oferecer ajuda

Leia mais

Este manual tem como objetivo fornecer informações aos pacientes e seus familiares a respeito do Traço Falcêmico

Este manual tem como objetivo fornecer informações aos pacientes e seus familiares a respeito do Traço Falcêmico MANUAL DO PACIENTE - TENHO TRAÇO FALCÊMICO.... E AGORA? EDIÇÃO REVISADA 02/2004 Este manual tem como objetivo fornecer informações aos pacientes e seus familiares a respeito do Traço Falcêmico Sabemos

Leia mais

HEMORIO INSTITUTO ESTADUAL DE HEMATOLOGIA ARTHUR DE SIQUEIRA CAVALCANTI. Leucemia Mielóide Crônica

HEMORIO INSTITUTO ESTADUAL DE HEMATOLOGIA ARTHUR DE SIQUEIRA CAVALCANTI. Leucemia Mielóide Crônica HEMORIO INSTITUTO ESTADUAL DE HEMATOLOGIA ARTHUR DE SIQUEIRA CAVALCANTI MANUAL DO PACIENTE - LEUCEMIA MIELÓIDE CRÔNICA EDIÇÃO REVISADA 02/2009 Leucemia Mielóide Crônica Este manual tem como objetivo fornecer

Leia mais

Plaquetopenia (Camila Villa)

Plaquetopenia (Camila Villa) Plaquetopenia (Camila Villa) Para os portadores de plaquetopenia, também chamada de trombocitopenia, uma condição que causa a diminuição do número das plaquetas na corrente circulatória pelo desequilíbrio

Leia mais

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e Sexta Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e mudou o rumo da vida profissional FOLHA DA SEXTA

Leia mais

CÓDIGO DOS PROCEDIMENTOS

CÓDIGO DOS PROCEDIMENTOS CÓDIGO DOS PROCEDIMENTOS Coração 0505020041 TRANSPLANTE DE CORACAO Fígado 0505020050 TRANSPLANTE DE FIGADO (ORGAO DE DOADOR FALECIDO) 0505020068 TRANSPLANTE DE FIGADO (ORGAO DE DOADOR VIVO) Pâncreas 0505020076

Leia mais

Homocistinúria Clássica

Homocistinúria Clássica Homocistinúria Clássica Texto: Ida Vanessa D. Schwartz Ilustrações: Matheus Wilke Serviço de Genética Médica/HCPA, Departamento de Genética /UFRGS, Porto Alegre, RS, Brasil Esta publicação é destinada

Leia mais

DIA MUNDIAL DO CÂNCER 08 DE ABRIL

DIA MUNDIAL DO CÂNCER 08 DE ABRIL DIA MUNDIAL DO CÂNCER 08 DE ABRIL Enviado por LINK COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL 04-Abr-2016 PQN - O Portal da Comunicação LINK COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL - 04/04/2016 Que tal aproveitar o Dia Mundial do Câncer

Leia mais

Protocolo para Transfusão de Hemocomponentes em Crianças Grupo Hospitalar Conceição - Hospital da Criança Conceição.

Protocolo para Transfusão de Hemocomponentes em Crianças Grupo Hospitalar Conceição - Hospital da Criança Conceição. Protocolo para Transfusão de Hemocomponentes em Crianças Grupo Hospitalar Conceição - Hospital da Criança Conceição. 1. Introdução: Atualmente, a transfusão de hemocomponentes é considerado um procedimento

Leia mais

Explicação sobre o processo de rastreio do cancro do intestino

Explicação sobre o processo de rastreio do cancro do intestino Explicação sobre o processo de rastreio do cancro do intestino 1 www.bowelscreeningwales.org.uk Explicação sobre o processo de rastreio do cancro do intestino Este folheto dá-lhe informações sobre o rastreio

Leia mais

Transfusão de Sangue em Testemunhas de Jeová. Casos Clínicos Exemplares

Transfusão de Sangue em Testemunhas de Jeová. Casos Clínicos Exemplares 1 Transfusão de Sangue em Testemunhas de Jeová Casos Clínicos Exemplares Benedito de Pina Almeida Prado Júnior Médico Hematologista e Hemoterapeuta Centro Regional de Hemoterapia do HCFMRP-USP-SUS Advogado

Leia mais

CHAT 08/03/2006 Dr. Paulo

CHAT 08/03/2006 Dr. Paulo CHAT 08/03/2006 Dr. Paulo 20:53:02 Dr_Online entra na sala 20:55:36 fcmira entra na sala 20:57:28 Dr-Online entra na sala 21:06:16 [Dr-Online] oi 21:06:24 Carmen entra na sala 21:09:28 [fcmira] Boa noite

Leia mais

Assistência. Assistência no INCA

Assistência. Assistência no INCA Assistência A qualidade do tratamento oferecido aos pacientes pelo Sistema Único de Saúde é de alta prioridade entre as ações desenvolvidas para o controle do câncer no Brasil. Por tratar-se de uma doença

Leia mais

Escolha o nível de contagem de plaquetas considerado seguro para a realização de uma cirurgia de grande porte:

Escolha o nível de contagem de plaquetas considerado seguro para a realização de uma cirurgia de grande porte: QUESTÃO 01 Escolha o nível de contagem de plaquetas considerado seguro para a realização de uma cirurgia de grande porte: a) 10.000/mm 3 b) 5.000/mm 3 c) 20.000/mm 3 d) 100.000/mm 3 e) 30.000/mm 3 QUESTÃO

Leia mais

SÍNDROME DE HIPER-IgM

SÍNDROME DE HIPER-IgM SÍNDROME DE HIPER-IgM Esta brochura é para ser usada pelos pacientes e pelas suas famílias e não deve substituir o aconselhamento de um imunologista clínico. 1 Também disponível: AGAMAGLOBULINEMIA LIGADA

Leia mais

VIVER BEM OS RINS DO SEU FABRÍCIO AGENOR DOENÇAS RENAIS

VIVER BEM OS RINS DO SEU FABRÍCIO AGENOR DOENÇAS RENAIS VIVER BEM OS RINS DO SEU FABRÍCIO AGENOR DOENÇAS RENAIS Leia o código e assista a história de seu Fabrício Agenor. Este é o seu Fabrício Agenor. Ele sempre gostou de comidas pesadas e com muito tempero

Leia mais

Cuidando da Minha Criança com Aids

Cuidando da Minha Criança com Aids Cuidando da Minha Criança com Aids O que é aids/hiv? A aids atinge também as crianças? Como a criança se infecta com o vírus da aids? Que tipo de alimentação devo dar ao meu bebê? Devo amamentar meu bebê

Leia mais

ASPECTOS MÉDICOS M DOAÇÃO DE TICA HEMATOPOÉTICA. Daniela Carinhanha Setubal Serviço o de Transplante de Medula Óssea UFPR 29/03/2008

ASPECTOS MÉDICOS M DOAÇÃO DE TICA HEMATOPOÉTICA. Daniela Carinhanha Setubal Serviço o de Transplante de Medula Óssea UFPR 29/03/2008 ASPECTOS MÉDICOS M DA DOAÇÃO DE CÉLULA-TRONCO HEMATOPOÉ Daniela Carinhanha Setubal Serviço o de Transplante de Medula Óssea UFPR 29/03/2008 TRANSPLANTE DE CÉLULA-TRONCO HEMATOPOÉ INTRODUÇÃO ; TRANSPLANTE

Leia mais

TRATAMENTO DAS DOENÇAS DA PRÓSTATA

TRATAMENTO DAS DOENÇAS DA PRÓSTATA TRATAMENTO DAS DOENÇAS DA PRÓSTATA.com.br Dr. Miguel Srougi é médico, professor de Urologia na Universidade Federal de São Paulo e autor do livro Próstata: Isso É Com Você..com.br Drauzio Varella Vamos

Leia mais

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE Leucemia Linfóide Crônica

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE Leucemia Linfóide Crônica O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE Leucemia Linfóide Crônica Manual de Leucemia (LLC) Desenvolvimento ABRALE e Colaboradores Você está lutando contra algum câncer do sangue? Existe ajuda gratuita. A ABRALE -

Leia mais

Transplante de rim. Perguntas frequentes. Avitum

Transplante de rim. Perguntas frequentes. Avitum Transplante de rim Perguntas frequentes Avitum Por que irei precisar de um transplante de rim? Quando o rim de uma pessoa falha há três tratamentos disponíveis: Hemodiálise Diálise Peritoneal Transplante

Leia mais

PROGRAMA PRELIMINAR SALA PEDIATRIA 29 DE AGOSTO DE 2013 (QUINTA-FEIRA)

PROGRAMA PRELIMINAR SALA PEDIATRIA 29 DE AGOSTO DE 2013 (QUINTA-FEIRA) PROGRAMA PRELIMINAR SALA PEDIATRIA 29 DE AGOSTO DE 2013 (QUINTA-FEIRA) 29/08/2013 14:00-15:30 h PEDIATRIA (SALA SÃO PAULO) - DISCUSSÃO DE CASOS TCTH em Tumores Sólidos Moderador: Cláudio Galvão de Castro

Leia mais

Hemoglobinopatias. Dra. Débora Silva Carmo

Hemoglobinopatias. Dra. Débora Silva Carmo Hemoglobinopatias Dra. Débora Silva Carmo Hemoglobinopatias O que é hemoglobina É a proteína do sangue responsável em carregar o oxigênio para os tecidos Qual é a hemoglobina normal? FA recém-nascido AA

Leia mais

Um guia para crianças para a doação de medula óssea. Children s Cancer and Leukaemia Group www.cclg.org.uk

Um guia para crianças para a doação de medula óssea. Children s Cancer and Leukaemia Group www.cclg.org.uk A Doação de Medula Óssea de Jess Um guia para crianças para a doação de medula óssea Children s Cancer and Leukaemia Group www.cclg.org.uk Tradução: Daiane Lemes e Carmen C M Rodrigues (Centro Infantil

Leia mais

CUIDADOS AO CONTRATAR UM PLANO DE SAÚDE

CUIDADOS AO CONTRATAR UM PLANO DE SAÚDE 1 CUIDADOS AO CONTRATAR UM PLANO DE SAÚDE Ao contratar um Plano ou Seguro Saúde se faz necessário analisar alguns pontos como as questões das carências, das doenças pré-existentes, coberturas de emergências

Leia mais

Mini-conferência Detecção de agentes infecciosos em hemocomponentes não plasmáticos. Discussão

Mini-conferência Detecção de agentes infecciosos em hemocomponentes não plasmáticos. Discussão Foto: Marcelo Rosa 8h30 8h40-9h 9h-9h50 9h50-10h 10h-10h20 Entrega do material Abertura Conferência: A doação de sangue na América Latina 10h20-10h50 10h50-11h 11h-12h30 11h-11h20 11h20-11h40 11h40-12h

Leia mais

09:49:35 - Jane Bettiol : Convidado 'Jane Bettiol' entra na sala. 10:00:22 - DC fala para todos: Os chats são realizadas por jornalistas de

09:49:35 - Jane Bettiol : Convidado 'Jane Bettiol' entra na sala. 10:00:22 - DC fala para todos: Os chats são realizadas por jornalistas de 09:49:35 - Jane Bettiol : Convidado 'Jane Bettiol' entra na sala. 10:00:22 - DC fala para todos: Os chats são realizadas por jornalistas de diario.com.br, convidados especiais e pelos usuários. Todas as

Leia mais

Este manual tem como objetivo fornecer informações aos pacientes e seus familiares a respeito da Síndrome Mielodisplásica.

Este manual tem como objetivo fornecer informações aos pacientes e seus familiares a respeito da Síndrome Mielodisplásica. MANUAL DO PACIENTE - SÍNDROME MIELODISPLÁSICA EDIÇÃO REVISADA 02/2004 Este manual tem como objetivo fornecer informações aos pacientes e seus familiares a respeito da Síndrome Mielodisplásica. Sabemos

Leia mais

Informação pode ser o melhor remédio. Hepatite

Informação pode ser o melhor remédio. Hepatite Informação pode ser o melhor remédio. Hepatite HEPATITE A hepatite é uma inflamação do fígado provocada na maioria das vezes por um vírus. Diferentes tipos de vírus podem provocar hepatite aguda, que se

Leia mais

ABHH realiza Hemo 2013 de 7 a 10 de novembro em Brasília

ABHH realiza Hemo 2013 de 7 a 10 de novembro em Brasília ABHH realiza Hemo 2013 de 7 a 10 de novembro em Brasília Multiprofissional, o Congresso trará à discussão aspectos referentes à evolução e desafios no campo da hematologia, hemoterapia, terapia celular

Leia mais

O fígado e a deficiência de alfa-1. antitripsina (Alfa-1) 1 ALPHA-1 FOUNDATION

O fígado e a deficiência de alfa-1. antitripsina (Alfa-1) 1 ALPHA-1 FOUNDATION O fígado e a deficiência de alfa-1 antitripsina (Alfa-1) 1 ALPHA-1 FOUNDATION O que é deficiência de alfa-1 antitripsina? Alfa-1 é uma condição que pode resultar em graves doenças pulmonares em adultos

Leia mais

O QUE É? A LEUCEMIA MIELOBLÁSTICA AGUDA

O QUE É? A LEUCEMIA MIELOBLÁSTICA AGUDA O QUE É? A LEUCEMIA MIELOBLÁSTICA AGUDA A LEUCEMIA MIELOBLÁSTICA AGUDA O QUE É A LEUCEMIA MIELOBLÁSTICA AGUDA? A Leucemia Mieloblástica Aguda (LMA) é o segundo tipo de leucemia mais frequente na criança.

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO O(A) paciente, ou seu responsável, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização ao

Leia mais

DEFINIÇÃO. quantidade de plaquetas.

DEFINIÇÃO. quantidade de plaquetas. HEMOGRAMA DEFINIÇÃO É o exame mais requisitado pela medicina e nele analisa-se as células sanguíneas. É comum você pegar um laudo dividido em três partes:eritrograma, parte que analisa as células vermelhas

Leia mais

Chat com o Dr. Julius Dia 03 de fevereiro de 2011

Chat com o Dr. Julius Dia 03 de fevereiro de 2011 Chat com o Dr. Julius Dia 03 de fevereiro de 2011 Tema: Direitos do paciente Total de pessoas que participaram: 36 usuários Limite permitido na sala: 40 usuários Duração: 1h30 (15h às 16h30) Perguntas

Leia mais

Descrição do esfregaço

Descrição do esfregaço Descrição do esfregaço Série vermelha: microcitose e hipocromia acentuadas com hemácias em alvo. Policromasia discreta. Série branca: sem anormalidades morfológicas Série plaquetária: sem anormalidades

Leia mais

Campanha Solidária. Letícia com Vida

Campanha Solidária. Letícia com Vida Campanha Solidária Letícia com Vida Meu nome é Raimundo Cleudecí de Paula Chaves, tenho 33 anos. Minha esposa é Samara Chaves Lima, de 34 anos. Somos cearenses, nascidos em São João do Jaguaribe, interior

Leia mais

BRIEFING BAHIA RECALL REVELAÇÃO. Apoio Social: HEMOBA - Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia

BRIEFING BAHIA RECALL REVELAÇÃO. Apoio Social: HEMOBA - Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia BRIEFING BAHIA RECALL REVELAÇÃO Clientes: Rede Bahia e Instituto ACM Apoio Social: HEMOBA - Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia Tema: Doação de Sangue Objetivo de Comunicação: Estimular a doação

Leia mais

HEMORIO INSTITUTO ESTADUAL DE HEMATOLOGIA ARTHUR DE SIQUEIRA CAVALCANTI. Anemia Hemolítica Hereditária III (TALASSEMIA)

HEMORIO INSTITUTO ESTADUAL DE HEMATOLOGIA ARTHUR DE SIQUEIRA CAVALCANTI. Anemia Hemolítica Hereditária III (TALASSEMIA) HEMORIO INSTITUTO ESTADUAL DE HEMATOLOGIA ARTHUR DE SIQUEIRA CAVALCANTI MANUAL DO PACIENTE - ANEMIA HEMOLÍTICA HEREDITÁRIA III - TALASSEMIA EDIÇÃO REVISADA 02/2004 Anemia Hemolítica Hereditária III (TALASSEMIA)

Leia mais

Rua Pamplona,518-5º Andar Jd. Paulista São Paulo (SP) CEP 01405-000 (11) 3149-5190 0800-773-9973 abrale@abrale.org.br

Rua Pamplona,518-5º Andar Jd. Paulista São Paulo (SP) CEP 01405-000 (11) 3149-5190 0800-773-9973 abrale@abrale.org.br Rua Pamplona,518-5º Andar Jd. Paulista São Paulo (SP) CEP 01405-000 (11) 3149-5190 0800-773-9973 abrale@abrale.org.br O que você deve saber sobre Leucemia Manuais da ABRALE Associação Brasileira de Linfoma

Leia mais

Leucemias. Claudia witzel

Leucemias. Claudia witzel Leucemias Claudia witzel Introduçao MEDULA ÓSSEA fabrica CÉLULAS (células mães imaturas). célula sanguínea pode tornar-se uma célula mielóide ou uma célula linfóide. que se desenvolvem em células sanguíneas

Leia mais

Qual é a função dos pulmões?

Qual é a função dos pulmões? Câncer de Pulmão Qual é a função dos pulmões? Os pulmões são constituídos por cinco lobos, três no pulmão direito e dois no esquerdo. Quando a pessoa inala o ar, os pulmões absorvem o oxigênio, que é levado

Leia mais

O Dr. Pasquini informou que na última AGO, foi prestado contas do Congresso de Curitiba em 2009 que deu lucro a SBTMO e foi um sucesso científico.

O Dr. Pasquini informou que na última AGO, foi prestado contas do Congresso de Curitiba em 2009 que deu lucro a SBTMO e foi um sucesso científico. Ata Assembléia Geral Ordinária da Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea SBTMO, realizada no vinte e sete de agosto de dois mil e dez no XIV Congresso da SBTMO. No dia vinte sete de agosto

Leia mais

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL As doenças do coração são muito freqüentes em pacientes com insuficiência renal. Assim, um cuidado especial deve ser tomado, principalmente, na prevenção e no controle

Leia mais

BANCO DE SANGUE COLETA E TESTES SOROLÓGICOS

BANCO DE SANGUE COLETA E TESTES SOROLÓGICOS BANCO DE SANGUE COLETA E TESTES SOROLÓGICOS Resolução da Diretoria Colegiada RDC no 57, de 16 de dezembro de 2010. Determina o Regulamento Sanitário para Serviços que desenvolvem atividades relacionadas

Leia mais

Entendendo seus resultados sanguíneos. Avitum

Entendendo seus resultados sanguíneos. Avitum Entendendo seus resultados sanguíneos Avitum Por que você precisa verificar meu sangue tantas vezes? Todos os meses tiramos uma série de amostras de sangue para verificar se você está dialisando bem, e

Leia mais