Enquadramento. Uma vida em cada palavra

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Enquadramento. Uma vida em cada palavra 24-03-2015"

Transcrição

1 Enquadramento Uma vida em cada palavra

2 Vocabulários Controlados NECESSIDADE 24/03/2015 CTC.PT - Enquadramento

3 Vocabulários Controlados Um dos maiores desafios para os SI na saúde é a representação fiável do conhecimento clínico 24/03/2015 CTC.PT - Enquadramento

4 Vocabulários Controlados Qualquer vocabulário clínico deve ser rigorosamente controlado, pois a menor ambiguidade pode resultar em erros que colocam em causa a segurança do doente. 24/03/2015 CTC.PT - Enquadramento

5 Vocabulários Controlados Linguagem Natural Vocabulários Vocabulários clínicos controlados Terminologias Nomenclaturas Classificações 24/03/2015 CTC.PT - Enquadramento

6 Vocabulários Controlados Importância: A padronização de texto livre ou conteúdo estruturado do RCE Representação de observações e avaliações clínicas Codificação de testes e resultados Identificação substâncias ativas Partilha de dados clínicos em tempo real Análise de dados e suporte à tomada de decisão 24/03/2015 CTC.PT - Enquadramento

7 STATE OF PLAY EM PT 24/03/2015 CTC.PT - Enquadramento

8 Em Portugal Entre vocabulários clínicos e não clínicos até ao momento encontramos evidências de: VOCABULÁRIOS EFR Estrangeiras RECM ~30 Taxas Moderadoras DCF Locais de Prescrição Com necessidades comuns de gestão e operação Subsistemas Profissões 24/03/2015 CTC.PT - Enquadramento

9 Em Portugal Utilização de classificações para representação de conhecimento clínico Adoção de classificações motivada por motivos para além da prática clínica (e.g. estatístico, financeiro) Utilização fragmentada de diversas classificações Baixa interoperabilidade entre classificações VOCABULÁRIOS ICD-9-CM ICD-10-CM/PCS ICD-O-3 ICPC-2 ICNP LOINC CPARA CPAL 24/03/2015 CTC.PT - Enquadramento

10 Alinhamento Europeu VISÃO 24/03/2015 CTC.PT - Enquadramento

11 ehealth European Interoperability Framework (ehealth EIF)

12 ehealth EIF Legal Principles, Governance, Agreements, Use Cases Organisa:onal Seman:c Technical From conceptual to technical

13 ehealth EIF (refined) Legal Legal and regulatory Legal and regulatory constraints Standards and Profiles, Cer:fica:on Security, Privacy, Governance Organisa:onal Seman:c Technical Policy Care Process Informa:on Applica:ons IT Infrastructure Collabora:on agreements Alignment of care processes Defining and coding of informa:on Integra:on in healthcare systems Communica:on protocols

14 Standards SOAP Comunicação Web Services REST Documentos Clínicos HL7 CDA Standards Registo e Repositório de Documentos IHE XDS.b Identificação de Utente IHE PIXv3 e PDQv3 Vocabulários Next slide

15 Standards CPARA Standards Conceitos Clínicos SNOMED CT ICD-9-CM Neoplasias Malignas Diagnósticos e Procedimentos ICD-10-CM/ PCS Vocabulários Cuidados de Saúde Primários ICPC-2 Análises Laboratoriais LOINC CPAL Imagiologia DICOM Enfermagem ICNP

16 Centro de Terminologias Clínicas em Portugal MISSÃO DO CTC-PT 24/03/2015 CTC.PT - Enquadramento

17 Missão Harmonizar e orquestrar a utilização de terminologias clínicas para registo de informação no SNS, bem como apoiar a introdução de boas práticas que conduzam à desambiguação do significado e incremento da utilidade da informação gerada por profissionais de saúde. 24/03/2015 CTC.PT - Enquadramento

18 Organização Gestão ACSS, (DGS), SPMS Governação Comitê Consultivo Experts Grupos de trabalho Profissionais Associações e Investigadores CTC.PT Serviços x8 24/03/2015 CTC.PT - Enquadramento Infraestrutura Plataforma Colaborativa Servidor de Vocabulários Comunicação Gestão de Conhecimento Gestão de Conteúdos Distribuição CTCPT.net WIKI MOTIS

19 Serviços 1. Prestar consultoria especializada em interoperabilidade semântica 2. Organizar formação em interoperabilidade semântica 3. Tradução de vocabulários clínicos 4. Mapeamento entre vocabulários clínicos 5. Gestão de versões e distribuição de vocabulários 6. Licenciamento de vocabulários clínicos 7. Apoio à implementação de vocabulários clínicos 8. Apoio à adoção de vocabulários clínicos 24/03/2015 CTC.PT - Enquadramento

20 Mais valias para o SNS Harmonização da utilização de terminologias clínicas nos registos electrónicos da saúde Melhorias significativas na qualidade e utilidade da informação clínica registada Melhoria generalizada do serviço prestado ao cidadão Português, em território nacional ou num outro país 24/03/2015 CTC.PT - Enquadramento

21 Mais valias e benefícios operacionais Economias de escala, através do uso de ferramentas e licenciamento centralizado Menor esforço e maior eficiência na atualização e distribuição de vocabulários controlados 24/03/2015 CTC.PT - Enquadramento

22 Uma vida em cada palavra

Interoperabilidade Semântica nas TIC para a Saúde:

Interoperabilidade Semântica nas TIC para a Saúde: Interoperabilidade Semântica nas TIC para a Saúde: um olhar para as classificações e Terminologias 2015/07/10 Agenda Interoperabilidade (Iop) na Saúde IoP Semântica em PT Centro de Terminologias Clínicas

Leia mais

www.ctcpt.net Uma vida em cada palavra.

www.ctcpt.net Uma vida em cada palavra. www.ctcpt.net Uma vida em cada palavra. SPMS Serviços Partilhados do Ministério da Saúde Comunicação Segura (Interoperabilidade das Tecnologias de Informação e Comunicação) Anabela Santos 23 de outubro

Leia mais

Uma vida em cada palavra.

Uma vida em cada palavra. Uma vida em cada palavra. ASSESS CT Focus Group 2 de novembro de 2015 AGENDA I PARTE - Contextualização O que é o SNOMED CT? Projetos CTC.PT II PARTE - Focus Group: Tema 3 - Barreiras à adoção e uso de

Leia mais

Uma vida em cada palavra

Uma vida em cada palavra Uma vida em cada palavra Sistemas de Informação para a Saúde: Normas e recomendações europeias Serviços Partilhados do Ministério da Saúde Projetos Internacionais e Interoperabilidade Semântica Anabela

Leia mais

A perspectiva e atuação da ANS no desenvolvimento de padrões no Brasil. Jussara M P Rötzsch ANS/DIDES/GGSUS

A perspectiva e atuação da ANS no desenvolvimento de padrões no Brasil. Jussara M P Rötzsch ANS/DIDES/GGSUS A perspectiva e atuação da ANS no desenvolvimento de padrões no Brasil Jussara M P Rötzsch ANS/DIDES/GGSUS Avanços (tecnológico e científico) na Saúde Maior conhecimento sobre os determinantes de saúde

Leia mais

VITAHISCARE UNIDADES HOSPITALARES

VITAHISCARE UNIDADES HOSPITALARES VITAHISCARE UNIDADES HOSPITALARES APRESENTAÇÃO FUNCIONALIDADES VANTAGENS E CARACTERÍSTICAS MÓDULOS COMPLEMENTARES UNIDADES HOSPITALARES O VITA HIS CARE Unidades Hospitalares é um sistema de informação

Leia mais

Plano Nacional de Saúde 2012-2016

Plano Nacional de Saúde 2012-2016 Plano Nacional de Saúde 2012-2016 Roteiro de Intervenção em Tecnologias de Informação e Comunicação (Julho de 2014) Plano Nacional de Saúde 2012-2016 Plano Nacional de Saúde 2012-2016 Roteiro de Intervenção

Leia mais

PROTEÇÃO DE DADOS NA INFORMAÇÃO DE SAÚDE. Maria Candida Guedes de Oliveira Comisionada de la CNPD

PROTEÇÃO DE DADOS NA INFORMAÇÃO DE SAÚDE. Maria Candida Guedes de Oliveira Comisionada de la CNPD PROTEÇÃO DE DADOS NA INFORMAÇÃO DE SAÚDE Comisionada de la CNPD Novas Tecnologias na Saúde Perigos potenciais do uso da tecnologia: Enorme quantidade de informação sensível agregada Aumenta a pressão económica

Leia mais

Registro Eletrônico de Saúde Nacional. Establishing Governance to Support Health Information Exchange

Registro Eletrônico de Saúde Nacional. Establishing Governance to Support Health Information Exchange Registro Eletrônico de Saúde Nacional Establishing Governance to Support Health Information Exchange Médico sanitarista, formado pela UNICAMP, foi Coordenador de Informática da SMS Campinas, Conselheiro

Leia mais

Sistemas de Informação para a Saúde: Normas e Recomendações Europeias

Sistemas de Informação para a Saúde: Normas e Recomendações Europeias Sistemas de Informação para a Saúde: Normas e Recomendações Europeias Caparica, 3 de Dezembro de 2015 Comissão Técnica CT199 - Sistemas de Informação para a Saúde Objetivos da CT 199 Participar nas votações

Leia mais

Utilizando recursos de TIC na Melhoria do Acesso, Qualidade e Custo para Atender às Necessidades Assistenciais

Utilizando recursos de TIC na Melhoria do Acesso, Qualidade e Custo para Atender às Necessidades Assistenciais Utilizando recursos de TIC na Melhoria do Acesso, Qualidade e Custo para Atender às Necessidades Assistenciais Augusto Cesar Gadelha, Diretor, DATASUS/SGEP/MS Sumário Cenário Atual: Brasil e o SUS Dimensões

Leia mais

Registro Eletrônico de Saúde Unimed. Números do Sistema

Registro Eletrônico de Saúde Unimed. Números do Sistema Números do Sistema Números do Sistema 36 Prestadoras 300 Operadoras (30% das operadoras de saúde) 15 Federações Institucionais 351 Cooperativas 1 Confederação Nacional 1 Confederação Regional 1 Central

Leia mais

Unimed do Brasil. Projeto Registro Eletrônico de Saúde

Unimed do Brasil. Projeto Registro Eletrônico de Saúde Unimed do Brasil Projeto Registro Eletrônico de Saúde Novembro /2015 Sistema Unimed Números do Sistema 36 Prestadoras 300 Operadoras (30% das operadoras de saúde) 15 Federações Institucionais 351 Cooperativas

Leia mais

AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE

AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE 18 MARÇO 2015 Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa PATROCINDADORES Apoio Patrocinadores Globais APDSI SIG / Plataforma de Gestão de MCDT (Glintt) Evolução nos modelos

Leia mais

Processo Clínico. O próximo passo

Processo Clínico. O próximo passo Processo Clínico Electrónico: O próximo passo Sumário 1. Saúde: Uma Realidade Complexa 2. Implementação de SI na Saúde 2.1. Uma estratégia conjunta 2.2. Benefícios, constrangimentos e, desafios 3. Processo

Leia mais

Preparação e Resposta à Doença por Vírus Ébola Avaliações Externas

Preparação e Resposta à Doença por Vírus Ébola Avaliações Externas Preparação e Resposta à Doença por Vírus Ébola Avaliações Externas European Centre for Disease Prevention and Control (ECDC) Global Health Security Agenda (GHSA) Enquadramento A Plataforma de Resposta

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

União Europeia Acesso a cuidados de saúde Prestação de serviços de saúde

União Europeia Acesso a cuidados de saúde Prestação de serviços de saúde União Europeia Acesso a cuidados de saúde Prestação de serviços de saúde Legislação da União Europeia Legislação nacional Jurisprudência TJUE Diretiva 2011/24 Proposta de Lei 206/XII Direitos e deveres

Leia mais

AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE

AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE 18 MARÇO 2015 Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa PATROCINDADORES Apoio Patrocinadores Globais APDSI Portugal e o ehealth As transformações que não se veem e as

Leia mais

Identificação da empresa. Missão

Identificação da empresa. Missão Identificação da empresa SPMS - Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, EPE, pessoa coletiva de direito público de natureza empresarial, titular do número único de matrícula e de pessoa coletiva 509

Leia mais

Grupo detrabalho dereflexão deum Modelode RSE. versão 1.0

Grupo detrabalho dereflexão deum Modelode RSE. versão 1.0 2010 2012 2015 2009 Grupo detrabalho dereflexão deum Modelode RSE versão 1.0 2010 2012 2015 2009 Linhas deacção / Caminho a Percorrer Monitorização e acompanhamento permanentes, para que as actividades

Leia mais

Arquitectura Global de Interoperabilidade PNAGIA Proximidade, Diversidade e Eficiência da Oferta de Serviços ao Cidadão

Arquitectura Global de Interoperabilidade PNAGIA Proximidade, Diversidade e Eficiência da Oferta de Serviços ao Cidadão MTTI/CNTI 2015 Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação Centro Nacional das Tecnologias de Informação Arquitectura Global de Interoperabilidade PNAGIA Proximidade, Diversidade e Eficiência

Leia mais

Programa Nacional para as Doenças Oncológicas. Orientações Programáticas

Programa Nacional para as Doenças Oncológicas. Orientações Programáticas Programa Nacional para as Doenças Oncológicas Orientações Programáticas 1 - Enquadramento O Programa Nacional para as Doenças Oncológicas é considerado prioritário e, à semelhança de outros sete programas,

Leia mais

A Tecnologia da Informação como Ferramenta de Efetividade na Gestão da Saúde

A Tecnologia da Informação como Ferramenta de Efetividade na Gestão da Saúde A Tecnologia da Informação como Ferramenta de Efetividade na Gestão da Saúde Lincoln de Assis Moura Jr, MSc, DIC, PhD lincoln.a.moura@gmail.com.br 11 8426-6276 Convicção Métodos artesanais são incompatíveis

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO NACIONAL DE PREVENÇÃO E CONTROLO DA DOR (PENPCDor)

PLANO ESTRATÉGICO NACIONAL DE PREVENÇÃO E CONTROLO DA DOR (PENPCDor) PLANO ESTRATÉGICO NACIONAL DE PREVENÇÃO E CONTROLO DA DOR (PENPCDor) 1. Introdução A dor é uma perceção pessoal que surge num cérebro consciente, tipicamente em resposta a um estímulo nóxico provocatório,

Leia mais

Plano de ação sectorial de racionalização das TIC no Ministério da Saúde v2.0

Plano de ação sectorial de racionalização das TIC no Ministério da Saúde v2.0 Plano de ação sectorial de racionalização das TIC no v2.0 Horizonte 2014-2016 Grupo de Projeto para as Tecnologias de Informação e Comunicação 1 Título: Plano de ação sectorial de racionalização das TIC

Leia mais

Administração Pública Eletrónica 2014 - O Que Falta Fazer?

Administração Pública Eletrónica 2014 - O Que Falta Fazer? Administração Pública Eletrónica 2014 - O Que Falta Fazer? 4 de junho de 2014 Auditório Adriano Moreira ISCSP PATRCINADORES PRATA Com a Colaboração Científica Patrocinadores Globais APDSI Administração

Leia mais

RSE Registo de Saúde Electrónico

RSE Registo de Saúde Electrónico RSE Registo de Saúde Electrónico R1: Documento de Estado da Arte [Documento para Discussão Pública] 29 de Junho de 2009 0 Introdução 6 1 Enquadramento da e-saúde na Europa e em Portugal 9 1.1 A Utilização

Leia mais

Abrangência. >400.000 conceitos definidos. >1.400.000 relações semânticas

Abrangência. >400.000 conceitos definidos. >1.400.000 relações semânticas Dr. João de Lucena Gonçalves Consultor Técnico da CNS consultoria@ahcrj.com.br () 53-0540 Fonação-audição TROCA Linguagem Palavras SINTAXE Frases Conceitos SEMÂNTICA ANS UMLS SNOMED CT ICD TROCA SINTAXE

Leia mais

Prova de Conceito Saúde

Prova de Conceito Saúde Prova de Conceito - Saúde Impacto estrutural na economia e sociedade portuguesas Saúde e ass. social Segurança e Justiça Educação Administração Pública Mobilidade e Logística Comércio e Retalho Turismo

Leia mais

MANUAL DE CONTROLO INTERNO

MANUAL DE CONTROLO INTERNO MANUAL DE CONTROLO INTERNO ARSN, IP Página 1 de 7 Ed. Rev. Data Descrição Autor 00 00 s/ data Implementação do Modelo de Controlo Interno nas ACSS ARS. 01 00 jan./2013 Adequação dos procedimentos à ARSN,IP.

Leia mais

Minhas Senhoras e meus senhores

Minhas Senhoras e meus senhores Cerimónia de entrega de Certificados de Qualidade ISO 9001 Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga 30 de junho de 2015 Senhor Presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira Dr. Emídio Sousa

Leia mais

APDH - Mesa VI Re_Criando a cultura para a Inovação em Saúde

APDH - Mesa VI Re_Criando a cultura para a Inovação em Saúde APDH - Mesa VI Re_Criando a cultura para a Inovação em Saúde Henrique Martins Comissão para a Informatização Clínica Degree of agreement Inovação e a Complexidade Complexity/Complex adaptive systems

Leia mais

Sistema Colaborativo de Monitorização (PremoGeoU) Mockups da Solução de I&D em Desenvolvimento

Sistema Colaborativo de Monitorização (PremoGeoU) Mockups da Solução de I&D em Desenvolvimento Turismo de Saúde Agenda Enquadramento Sector da Saúde Turismo de Saúde Directrizes sobre ehealth Plataforma Tice.Healthy Sistema Colaborativo de Monitorização (PremoGeoU) Mockups da Solução de I&D em Desenvolvimento

Leia mais

Aplicação de Padrões em um Sistema de Gerenciamento de Dados para uma UTI Neonatal

Aplicação de Padrões em um Sistema de Gerenciamento de Dados para uma UTI Neonatal Aplicação de Padrões em um Sistema de Gerenciamento de Dados para uma UTI Neonatal Adriano J. Holanda 1, Luiz A. Bailão 2, Ivan T. Pisa 3, Evandro E. S. Ruiz 1 1 Grupo de Computação de Imagens Médicas

Leia mais

Conferência. As TIC e a Saúde no Portugal de 2012. APDSI avalia impacto das TIC no setor da Saúde

Conferência. As TIC e a Saúde no Portugal de 2012. APDSI avalia impacto das TIC no setor da Saúde APDSI avalia impacto das TIC no setor da Saúde Lisboa, 11 de dezembro - As oportunidades criadas e os desafios que o futuro apresenta em virtude da aplicação das novas tecnologias à área da Saúde foram

Leia mais

Catálogo Português de Alergias e outras Reações Adversas

Catálogo Português de Alergias e outras Reações Adversas Catálogo Português de Alergias e outras Reações Adversas CPARA Direção-Geral da Saúde Serviços Partilhados do Ministério da Saúde Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica Dados epidemiológicos

Leia mais

Por onde começar na implantação de um PEP? Lincoln de Assis Moura Jr - ZILICS, SP Cláudio Giulliano Alves da Costa - SBIS, SP

Por onde começar na implantação de um PEP? Lincoln de Assis Moura Jr - ZILICS, SP Cláudio Giulliano Alves da Costa - SBIS, SP Por onde começar na implantação de um PEP? Lincoln de Assis Moura Jr - ZILICS, SP Cláudio Giulliano Alves da Costa - SBIS, SP Crença Métodos artesanais são incompatíveis com a entrega de serviços de massa.

Leia mais

Grupo de Trabalho WG3 Privacidade, Segurança e Qualidade

Grupo de Trabalho WG3 Privacidade, Segurança e Qualidade Encontro Sistemas de Informação para a Saúde: Normas e Recomendações Europeias Grupo de Trabalho WG3 Privacidade, Segurança e Qualidade Caparica, 3 de Dezembro de 2015 Comissão Técnica CT199 - Sistemas

Leia mais

Prontuário Eletrônico do Paciente

Prontuário Eletrônico do Paciente Prontuário Eletrônico do Paciente a experiência portuguesa Paulino Sousa Unidade de Investigação e Desenvolvimento em Sistemas de Informação em Enfermagem (USINE) Porto - Portugal CBIS 2006 porque a é

Leia mais

Visita Técnica Equipa de Florianópolis

Visita Técnica Equipa de Florianópolis Visita Técnica Equipa de Florianópolis AGENDA I Reforma Cuidados Saude Primarios II Sistema de Informação III BI das USFs Dispositivo de gestão do conhecimento José Luis Biscaia Médico de Familia USF S

Leia mais

PRESS RELEASE. Copyright 2015 Gustavo Marísio Bacelar da Silva. Todos os direitos reservados. CRASH COURSE. openehr. Gustavo Bacelar.

PRESS RELEASE. Copyright 2015 Gustavo Marísio Bacelar da Silva. Todos os direitos reservados. CRASH COURSE. openehr. Gustavo Bacelar. Copyright 2015 Gustavo Marísio Bacelar da Silva. Todos os direitos reservados. PRESS RELEASE CRASH COURSE openehr Gustavo Bacelar Julho, 2015 O QUE É OPENEHR O openehr é um conjunto de especificações abertas

Leia mais

Diogo Assunção HP C&I Lead Solution Consultant - Healthcare. Gestão Integrada do Processo Clínico

Diogo Assunção HP C&I Lead Solution Consultant - Healthcare. Gestão Integrada do Processo Clínico Diogo Assunção HP C&I Lead Solution Consultant - Healthcare Gestão Integrada do Processo Clínico A HP na Saúde O que a HP faz Technology for better business outcomes A nossa proposta de valor Fornecer

Leia mais

Do Arquivo Clínico à Gestão da Informação

Do Arquivo Clínico à Gestão da Informação Do Arquivo Clínico à Gestão da Informação 1 A EXPERIÊNCIA DO CENTRO HOSPITALAR SÃO JOÃO, E.P.E. Fernanda Gonçalves (Responsável pelo Setor de Arquivo e Acesso à Informação) mfernanda.goncalves@hsjoao.min-saude.pt

Leia mais

Escolha o tipo de entidade: Clínicas Consultórios Hospitais Privados Ordens e Misericórdias

Escolha o tipo de entidade: Clínicas Consultórios Hospitais Privados Ordens e Misericórdias Escolha o tipo de entidade: Clínicas Consultórios Hospitais Privados Ordens e Misericórdias ICare-EHR (ASP) ou Application Service Provider, é uma subscrição de Serviço online não necess ICare-EHR (Clássico)

Leia mais

Interoperabilidade na Saúde - Onde Estamos?

Interoperabilidade na Saúde - Onde Estamos? - Onde Estamos? 26 de novembro de 2013 Auditório Escola Nacional de Saúde Pública Patrocinadores Globais APDSI INTEROPERABILIDADE NA SAÚDE (Existe um enorme conjunto de conceitos de interoperabilidade,

Leia mais

COLÓQUIO MOBILIDADE DE DOENTES ALTERNATIVA OU INEVITÁVEL? Acesso aos cuidados de saúde transfronteiriços na perspetiva do setor público

COLÓQUIO MOBILIDADE DE DOENTES ALTERNATIVA OU INEVITÁVEL? Acesso aos cuidados de saúde transfronteiriços na perspetiva do setor público COLÓQUIO MOBILIDADE DE DOENTES ALTERNATIVA OU INEVITÁVEL? Acesso aos cuidados de saúde transfronteiriços na perspetiva do setor público Cláudio Correia Divisão da Mobilidade de Doentes MOBILIDADE DE DOENTES:

Leia mais

Centro de Saúde da Figueira da Foz

Centro de Saúde da Figueira da Foz Centro de Saúde da Figueira da Foz PT Prime e HIS implementam Solução integrada de Processo Clínico Electrónico, Gestão de Atendimento, Portal e Mobilidade. a experiência da utilização do sistema VITA

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL Doenças Respiratórias

PROGRAMA NACIONAL Doenças Respiratórias PROGRAMA NACIONAL Doenças Respiratórias para as REGRAS DE PRESCRIÇÃO DE CUIDADOS RESPIRATÓRIOS DOMICILIÁRIOS Programa Nacional para as Doenças Respiratórias (PNDR) Autoria Elsa Soares Jara Cristina Bárbara

Leia mais

MedicineOne. Melhorias de versão v7.1.54.x 23.09.2014. Copyright 1989-2013 MedicineOne, life sciences computing SA

MedicineOne. Melhorias de versão v7.1.54.x 23.09.2014. Copyright 1989-2013 MedicineOne, life sciences computing SA MedicineOne Melhorias de versão v7.1.54.x 23.09.2014 Copyright 1989-2013 MedicineOne, life sciences computing SA Tabela de Conteúdos 1. INTRODUÇÃO... 2 2. PESQUISA DO UTENTE... 2 3. TERAPÊUTICA REAÇÕES

Leia mais

Especificação Técnica ACSS

Especificação Técnica ACSS Especificação Técnica ACSS ET.ACSS.011-2011 Serviço de Registo de Requisições de MCDT Interface para recepção de requisições electrónicas ICS DESCRITORES Sistema de recepção de requisições de meios complementares

Leia mais

RSE Registo de Saúde Electrónico

RSE Registo de Saúde Electrónico RSE Registo de Saúde Electrónico R2A: Orientações para Especificação Funcional e Técnica do Sistema de RSE 30 de Setembro de 2009 O presente documento resultou da reformulação do documento preliminar de

Leia mais

Reunião Nacional das Comissões de Ética PERSPECTIVAS FUTURAS DA INVESTIGAÇÃO CLÍNICA EM PORTUGAL

Reunião Nacional das Comissões de Ética PERSPECTIVAS FUTURAS DA INVESTIGAÇÃO CLÍNICA EM PORTUGAL Reunião Nacional das Comissões de Ética PERSPECTIVAS FUTURAS DA INVESTIGAÇÃO CLÍNICA EM PORTUGAL Recursos Humanos Financiamento Condições Legais: Lei de Investigação Clínica Fundo para a Investigação em

Leia mais

Padrões para a Interoperabilidade na Saúde

Padrões para a Interoperabilidade na Saúde Padrões para a Interoperabilidade na Saúde Karine Petry, Paula Marien Albrecht Lopes, Prof. Dr. rer. nat. Aldo von Wangenheim Cyclops, Universidade de Federal de Santa Catarina (UFSC), Brasil Resumo -

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA LINGUAGEM

A IMPORTÂNCIA DA LINGUAGEM A IMPORTÂNCIA DA LINGUAGEM Agenda Interoperabilidade (IOP) Semântica IOP Semântica em PT Centro de Terminologias Clínicas Projetos Desafios CTC.PT - Centro de Terminologias Clínicas em Portugal CONTEXTO

Leia mais

Catálogo Português de Alergias e Outras Reações Adversas

Catálogo Português de Alergias e Outras Reações Adversas www.ctcpt.net Catálogo Português de Alergias e Outras Reações Adversas V3.0, 23-07-2015 ANEXO VI - DICAS DE IMPLEMENTAÇÃO Os direitos de autor deste trabalho pertencem à SPMS e a informação nele contida

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão dos Recursos Humanos da Administração Regional dos Açores - SIGRHARA Estratégia e Desafios

Sistema Integrado de Gestão dos Recursos Humanos da Administração Regional dos Açores - SIGRHARA Estratégia e Desafios Direção Regional de Organização e Administração Pública Vice-Presidência do Governo, Emprego e Competitividade Governo Regional dos Açores APOIO PRINCIPAL: Direção Regional de Organização e Administração

Leia mais

Sérgio Gomes Saúde 24

Sérgio Gomes Saúde 24 Conferência As TIC e a Saúde no Portugal de 2009 25 de Novembro de 2009 Auditório do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa Sérgio Gomes Saúde 24 Patrocínio: Patrocinadores Globais Centro de Atendimento

Leia mais

Adoption and take up Antilope results. in Portugal NHS

Adoption and take up Antilope results. in Portugal NHS Antilope - Hand Over Workshop Ghent University Hospital Auditorium Ghent, Belgium, 2015-01-29 Adoption and take up Antilope results in Portugal NHS Ministry of Health Shared Services Licinio Kustra Mano

Leia mais

Apostar na cadeia de valor

Apostar na cadeia de valor Apostar na cadeia de valor 1 Apostar na cadeia de valor A Bosch acredita que uma parte do sucesso empresarial reside na capacidade de alterar e melhorar os processos dos seus fornecedores. Na visão da

Leia mais

68% dos agregados com PC. +8,2% que a media nacional. 62,1% dos agregados c/ Internet. +8,4% que a media nacional

68% dos agregados com PC. +8,2% que a media nacional. 62,1% dos agregados c/ Internet. +8,4% que a media nacional 68% dos agregados com PC +8,2% que a media nacional 62,1% dos agregados c/ Internet +8,4% que a media nacional 2010 dois documentos fundamentais 0Plano Estratégico de Sistemas de Informação (PESI) 0Estratégia

Leia mais

Organismos de Padronização no Brasil e no Mundo e seus Processos

Organismos de Padronização no Brasil e no Mundo e seus Processos Organismos de Padronização no Brasil e no Mundo e seus Processos Sistemas de Informação em Saúde: Uma Visão Estratégica & os Padrões para Construí-la Beatriz de Faria Leão 7 de março de 2012 Quem Constrói

Leia mais

José Mendes Ribeiro Ciclo de Conferências ÁGORA: Ciência e Sociedade - 7ª Conferência Desafios e sustentabilidade do sistema de saúde

José Mendes Ribeiro Ciclo de Conferências ÁGORA: Ciência e Sociedade - 7ª Conferência Desafios e sustentabilidade do sistema de saúde Inclusivo, equitativo, sustentável José Mendes Ribeiro Ciclo de Conferências ÁGORA: Ciência e Sociedade - 7ª Conferência Desafios e sustentabilidade do sistema de saúde Auditório do Instituto para a Investigação

Leia mais

AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE

AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE AS TIC E A SAÚDE NO PORTUGAL DE HOJE 18 MARÇO 2015 Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa PATROCINDADORES Apoio Patrocinadores Globais APDSI APDSI Conferência As TIC e a Saúde no Portugal de Hoje SESSÃO

Leia mais

Qualidade de Serviço como Vantagem Competitiva

Qualidade de Serviço como Vantagem Competitiva Qualidade de Serviço como Vantagem Competitiva Como as novas tecnologias aplicadas a Excelência de Serviço criaram o negócio de Sucesso O Grupo S24 O S24 Group é um grupo empresarial de Serviços de Saúde

Leia mais

Copyright mypartner HealthCare Software Solutions 2007. v1.0. 13 de Dezembro de 2007 Hotel Tivoli - Coimbra

Copyright mypartner HealthCare Software Solutions 2007. v1.0. 13 de Dezembro de 2007 Hotel Tivoli - Coimbra Copyright mypartner HealthCare Software Solutions 2007 v1.0 1 13 de Dezembro de 2007 Hotel Tivoli - Coimbra Agenda Simplificação Hospitalar. Para uma Saúde melhor. Agenda Soluções de gestão empresarial

Leia mais

Workshop Nacional sobre o Koha

Workshop Nacional sobre o Koha O open-source ao serviço das bibliotecas modernas A ESOP Apresentação A ESOP A ESOP é uma associação empresarial que representa as empresas portuguesas que se dedicam ao desenvolvimento de software e à

Leia mais

Proposta Hoje em dia

Proposta Hoje em dia Proposta Hoje em dia Folhas de Alta Protocolo CPDH Banco de dados Relacional 9 Proposta Automatizar o Protocolo CPDH Acabar com o envio de papel; Acabar com a codificação manual dos códigos não preenchidos;

Leia mais

O Módulo Risk Manager fornece workflow para tratamento dos riscos identificados nas avaliações e priorização das ações.

O Módulo Risk Manager fornece workflow para tratamento dos riscos identificados nas avaliações e priorização das ações. GRC - Governança, Riscos e Compliance já é uma realidade nas organizações. Sua adoção, no entanto, implica no desenvolvimento e na manutenção de um framework que viabilize a integração e colaboração entre

Leia mais

ANEXO AO ROTEIRO DE INTERVENÇÃO EM

ANEXO AO ROTEIRO DE INTERVENÇÃO EM ANEXO AO ROTEIRO DE INTERVENÇÃO EM TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DEBATE SOBRE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO RELATÓRIO DA SESSÃO Organizador: Henrique Martins (SPMS,EPE) Convidados:

Leia mais

Especificação Técnica ACSS

Especificação Técnica ACSS Especificação Técnica ACSS ET.ACSS 4:2011/REV2 Produto de Software para requisição electrónica de meios complementares de diagnóstico e actos terapêuticos Características e fornecimento do produto Revisão

Leia mais

Sistema Local de Notificação de Incidentes e os Desafios da Integração com o SNNIEA

Sistema Local de Notificação de Incidentes e os Desafios da Integração com o SNNIEA Sistema Local de Notificação de Incidentes e os Desafios da Integração com o SNNIEA Fernando Barroso, CHS, EPE, - CQSD, GIARC / Departamento da Qualidade na Saúde Enfermeiro Chefe / Consultor DGS Os Sistemas

Leia mais

STRATEGY FOR THE DIFFUSION OF BUILDING INFORMATION MODELLING IN BRAZIL

STRATEGY FOR THE DIFFUSION OF BUILDING INFORMATION MODELLING IN BRAZIL STRATEGY FOR THE DIFFUSION OF BUILDING INFORMATION MODELLING IN BRAZIL Experiences Exchange in BIM - Building Information Modelling Apoio aos Diálogos Setoriais UE-Brasil, Fase II Dr. Mohamad Kassem, PhD

Leia mais

Governo Federal / Governo Estadual. Imagem suportando a Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais INDE Carlos Toledo

Governo Federal / Governo Estadual. Imagem suportando a Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais INDE Carlos Toledo Governo Federal / Governo Estadual Imagem suportando a Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais INDE Carlos Toledo Plenária Desafios comuns Governança de dados espaciais; Informação geográfica é um ativo

Leia mais

O nosso ADN Quem Somos Somos um instituto público integrado na administração indireta do Estado, dotado de autonomia administrativa e financeira e património próprio, com intervenção sobre todo o território

Leia mais

Hospital Distrital de Águeda Sub Região de Saúde de Aveiro

Hospital Distrital de Águeda Sub Região de Saúde de Aveiro Início do contrato: Maio 2004 Duração: Coordenador: Parceiros: 32 meses Hospital Infante D. Pedro Universidade de Aveiro Hospital Distrital de Águeda Sub Região de Saúde de Aveiro SUMÁRIO EXECUTIVO Relatório

Leia mais

Avaliação do modelo e resultados da implementação das TIC no Centro Hospitalar Setúbal

Avaliação do modelo e resultados da implementação das TIC no Centro Hospitalar Setúbal Avaliação do modelo e resultados da implementação das TIC no Centro Hospitalar Setúbal Teresa Magalhães (Vogal do Conselho de Administração e Assistente Convidada na ENSP, UNL) Workshop A Saúde na era

Leia mais

PADRÕES DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE E DE INTEROPERABILIDADE ENTRE OS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

PADRÕES DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE E DE INTEROPERABILIDADE ENTRE OS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NOTA TÉCNICA 37/2011 PADRÕES DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE E DE INTEROPERABILIDADE ENTRE OS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Revisão e atualização da Nota Técnica 47, de 13 de dezembro de 2010 Brasília, 23 de agosto de

Leia mais

Laboratório de sistemas de Língua Falada

Laboratório de sistemas de Língua Falada Laboratório de sistemas de Língua Falada 1 Sobre o L 2 F Historial Trabalho no Proc. Comp. do Português falado desde o início dos anos 90 Criação: 2001 Objectivo Juntar diversos grupos na área do processamento

Leia mais

CIRURGIA SEGURA SALVA VIDAS. Relatório de Monitorização - 2014

CIRURGIA SEGURA SALVA VIDAS. Relatório de Monitorização - 2014 CIRURGIA SEGURA SALVA VIDAS Relatório de Monitorização - 2014 Departamento da Qualidade na Saúde Maio de 2015 Índice I. Enquadramento... 2 II. Monitorização do projeto Cirurgia Segura, Salva Vidas em 2014...

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO EM CUIDADOS DE SAÚDE PRIMÁRIOS

CURSO DE FORMAÇÃO EM CUIDADOS DE SAÚDE PRIMÁRIOS 1 CURSO DE FORMAÇÃO EM CUIDADOS DE SAÚDE PRIMÁRIOS INTRODUÇÃO Os Cuidados de Saúde Primários (CSP), em Portugal, atravessam um momento de grande crescimento científico e afirmação como pilar essencial

Leia mais

As TIC e a Saúde no Portugal de 2013

As TIC e a Saúde no Portugal de 2013 As TIC e a Saúde no Portugal de 2013 20 de fevereiro de 2014 Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa Patrocinadores Bronze Apoios Patrocinadores Globais Conferência As TIC e a Saúde no Portugal de 2013

Leia mais

Conferência de compliance

Conferência de compliance Confidencial Conferência de compliance Luanda 20 de Junho de 2013 Os principais temas em matérias de compliance a nivel mundial Gestão do e adequação de capital Protecção do consumidor Fiscal Conflitos

Leia mais

Projeto Básico para Contratação da Associação do Brasil ao IHTSDO

Projeto Básico para Contratação da Associação do Brasil ao IHTSDO Nome do Projeto Subproduto Responsável do Projeto / Área E-mail Desenvolvimento do Centro Nacional de Terminologia Moacyr Esteves Perche - DATASUS moacyr.perche@saude.gov.br Telefone (61) 3315-2915 Responsável

Leia mais

SPED e NF- e Claudio Coli

SPED e NF- e Claudio Coli SPED e NF- e Claudio Coli A MASTERSAF Nossa Visão Missão Negócio Nossa Razão Convergência Promover Ética e Responsabilidade Social deixando um legado que seja motivo de Orgulho para nossos Clientes e Colaboradores

Leia mais

Agenda Digital Local Sessão IV Aspectos técnicos

Agenda Digital Local Sessão IV Aspectos técnicos Agenda Digital Local Sessão IV Aspectos técnicos Segurança de dados Penafiel Ricardo Oliveira, rmo@eurotux.com AGENDA - FORMAÇÃO Apresentação ADL Barcelos: Múltiplas plataformas Questões-Chave para a Segurança

Leia mais

Código de Conduta para as Estatísticas Europeias

Código de Conduta para as Estatísticas Europeias Código de Conduta para as Estatísticas Europeias Adotado pelo Comité do Sistema Estatístico Europeu em 28 de setembro de 2011 Tradução realizada pelo INE, IP Preâmbulo Visão do Sistema Estatístico Europeu

Leia mais

Plano de Adoção da SNOMED CT

Plano de Adoção da SNOMED CT Nome do Projeto Subproduto Desenvolvimento do Centro Nacional de Terminologia Responsável do Projeto / Área Moacyr Esteves Perche - DATASUS E-mail moacyr.perche@saude.gov.br Telefone (61) 3315-2915 Responsável

Leia mais

Integração de Sistemas Laboratoriais na SMS-SP. Adriana Claudia Martins adriana.martins@zilics.com.br

Integração de Sistemas Laboratoriais na SMS-SP. Adriana Claudia Martins adriana.martins@zilics.com.br Integração de Sistemas Laboratoriais na SMS-SP Adriana Claudia Martins adriana.martins@zilics.com.br Objetivo Apresentar estado atual do projeto de integração do sistema SIGA Saúde, em uso na Secretaria

Leia mais

esaúde Medigraf - Sistema de Telemedicina e Telediagnóstico BEYOND INNOVATION

esaúde Medigraf - Sistema de Telemedicina e Telediagnóstico BEYOND INNOVATION esaúde Medigraf - Sistema de Telemedicina e Telediagnóstico BEYOND INNOVATION PRÉMIOS AfricaCom 2013 - Categoria Changing Lives Reconhece uma iniciativa com um impacto significativo nas telecomunicações

Leia mais

A certificação electrónica

A certificação electrónica A certificação electrónica jose.miranda@multicert.com 04 de Novembro 2005 1 AGENDA Desafio dos novos processos electrónicos na Sociedade de Informação Certificação Digital e timestamping: o que é e para

Leia mais

Serviços Cloud e a Modernização da AP

Serviços Cloud e a Modernização da AP Jorge Lopes - NOSi Serviços Cloud e Modernização da AP MODELO INTEGRADO DE GOVERNAÇÃO ELETRÓNICA Promover a governança eletrônica como a melhor oportunidade para desencadear a transformação organizacional

Leia mais

Conta Satélite da Saúde 2010-2012Pe

Conta Satélite da Saúde 2010-2012Pe Conta Satélite da Saúde 21-212Pe 21 de junho de 213 Em 212 a despesa corrente em saúde voltou a diminuir Em 212, a despesa corrente em saúde voltou a diminuir significativamente (-5,5), após ter registado

Leia mais

Gestão das Tecnologias da Informação em Saúde: Novas Tecnologias e Novos Rumos. Renato M.E. Sabbatini UNICAMP Instituto Edumed

Gestão das Tecnologias da Informação em Saúde: Novas Tecnologias e Novos Rumos. Renato M.E. Sabbatini UNICAMP Instituto Edumed Gestão das Tecnologias da Informação em Saúde: Novas Tecnologias e Novos Rumos Renato M.E. Sabbatini UNICAMP Instituto Edumed Informações em Saúde Clínicas Administrativas Operacionais Financeiras Os Focos

Leia mais

Inquérito mede o pulso à saúde em linha na Europa e receita uma maior utilização das TIC pela classe médica

Inquérito mede o pulso à saúde em linha na Europa e receita uma maior utilização das TIC pela classe médica IP/08/641 Bruxelas, 25 de Abril de 2008 Inquérito mede o pulso à saúde em linha na Europa e receita uma maior utilização das TIC pela classe médica A Comissão Europeia publicou hoje as conclusões de um

Leia mais

11º encontro nacional de arquivos municipais Esposende, 14 e 15 de novembro de 2014

11º encontro nacional de arquivos municipais Esposende, 14 e 15 de novembro de 2014 11º encontro nacional de arquivos municipais Esposende, 14 e 15 de novembro de 2014 PLANO DE CLASSIFICAÇÃO DA INFORMAÇÃO ARQUIVÍSTICA PARA A ADMINISTRAÇÃO LOCAL: DESENVOLVIMENTO E PERSPETIVAS DE UTILIZAÇÃO

Leia mais

3 - Introdução. gestão hospitalar? 8 - Indicadores clínicos. 11 - Indicadores operacionais. 14 - Indicadores financeiros.

3 - Introdução. gestão hospitalar? 8 - Indicadores clínicos. 11 - Indicadores operacionais. 14 - Indicadores financeiros. 3 - Introdução 4 - Quais são as métricas para alcançar uma boa ÍNDICE As Métricas Fundamentais da Gestão Hospitalar gestão hospitalar? 8 - Indicadores clínicos 11 - Indicadores operacionais 14 - Indicadores

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR

CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE NÚCLEO DE TELESSAÚDE CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR EDITAL Nº 56 de 16 de JUNHO de 2016, publicado

Leia mais

SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Da Prescrição à Administração do Medicamento Sofia Valongo Serviços Farmacêuticos 26-09-2015 OBJETIVO 2 Descrever o papel do Farmacêutico na implementação

Leia mais