Conselho Municipal de Assistência Social Americana - São Paulo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conselho Municipal de Assistência Social Americana - São Paulo"

Transcrição

1 1 ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS INSCRITAS NO CMAS (2011) 1. ATENDIMENTO SERVIÇOS DE PROTEÇÃO SOCIAL (Conforme Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais) 1.1. PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS PARA CRIANÇA E ADOLESCENTES a) ASSOCIAÇÃO DE PROMOÇÃO E ASSISTÊNCIA DE AMERICANA APAM Endereço: Rua dos Apeninos, nº 219 Jardim Alvorada CEP: Telefone: (19) / Objetivo: Atendimento integral à criança e adolescente ocasionadas pela exclusão, pobreza e/ou ao acesso às demais políticas públicas. Público Alvo: Criança e Adolescente Atendimento: 2ª a sábado, as crianças e adolescentes de 6 a 18 anos de ambos os sexos, proporcionando atividades que estimulem a convivência sadia, o crescimento pessoal e social através: aulas práticas e teóricas de artes cênicas e danças (jazz, ballet, axé, teatro, hip hop e capoeira) e apresentações culturais; aulas práticas e teóricas de futebol de campo e participação em amistosos e campeonatos; aulas práticas e teóricas com diversidade de desenhos, técnicas e temas específicos, utilizando materiais recicláveis; aulas práticas e teóricas nas oficinas de decoupage em madeira, pintura, com aplicação do patchwork e material reciclável; confecção de chinelo artesanal; aulas de patchwork e exposições dos materiais produzidos. b) CASA DE DOM BOSCO Endereço: Rua dos Colibris, nº 235 Vila Mathiensen CEP: Telefone: (19)

2 2 Objetivo: Atendimento integral à criança e adolescente, famílias e indivíduos com perda ou fragilidade de vínculos de afetividade, pertencimento e sociabilidade. Público Alvo: Criança e adolescente Atendimento: atendimento à comunidade local, com atividades socioeducativas, cursos de geração de renda (costura, artesanato). c) CENTRO DE CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL DO ADOLESCENTE CCPA (DIACONIA SÃO JUDAS TADEU) Endereço: Rua Ibirapuera, nº 705 Jardim Ipiranga CEP: Telefone: (19) Objetivo: Atendimento integral à criança e adolescente ocasionadas pela exclusão, pobreza e/ou ao acesso às demais políticas públicas. Público Alvo: Criança e Adolescente Atendimento: 2ª a 6ª feira, das 07h às 17h, capacitação profissional e construção de cidadania às crianças e adolescentes de 10 a 17 anos que estejam freqüentando o ensino regular, com a disponibilidade dos seguintes cursos: Administração e Secretariado; Mecânica Geral; Língua Inglesa Básica; Pintura em Tela; Desenho Artístico; Informática Básica; Montagem e Manutenção de Micro; Web-Desing e Violão d) CENTRO ESPÍRITA SEAREIROS DE JESUS Endereço: Rua Silvino Banassi, nº 150 Nova Americana CEP: Telefone: (19) Programa: Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Crianças Objetivo: Atendimento integral à criança e famílias e indivíduos com perda ou fragilidade de vínculos de afetividade, pertencimento e sociabilidade. Público Alvo: Criança

3 3 Atendimento: 2ª à 6ª feira, atendimento integral as crianças de 0 a 6 anos e suas famílias com atividades socioeducativas para oportunizar espaços de convívio familiar e comunitário e o desenvolvimento de relações de afetividade e sociabilidade, de forma a prevenir situações de risco social através: do acompanhamento e estímulo do desenvolvimento da criança, oficinas e atividades lúdicas; espaço de reflexão sobre o papel da família na proteção das crianças e o reconhecimento de suas potencialidades; cursos de costura industrial básica, alfabetização, artesanato, estamparia, culinária e informática. e) CLUBE INFANTO JUVENIL DE ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL CIJOP Endereço: Rua Peru, nº 412 Vila Frezzarim CEP: Telefone: (19) Objetivo: Atendimento integral à criança e adolescente devido à exclusão pela pobreza e/ou ao acesso às demais políticas públicas. Público Alvo: Criança e adolescente Atendimento: criança e adolescentes de 6 a 14 anos com atividades que assegure o espaço de referência para o convívio grupal, comunitário e social, possibilitando ampliação informacional, artística, cultural para a prevenção de situações de risco, através: de artesanato; projeto segundo tempo; atividades socioeducativas e lúdicas; brinquedoteca; horticultura; iniciação a informática; e atividades complementares. f) INSTITUIÇÃO BENEFICENTE "SOCORRISTAS CRISTÃS" Endereço: Rua Sete de Setembro, nº 25 Centro CEP: Telefone: (19) Programa: Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Crianças Objetivo: Atendimento integral à criança e famílias e indivíduos com perda ou fragilidade de vínculos de afetividade, pertencimento e sociabilidade. Público Alvo: Criança Atendimento: 2ª à 6ª feira, as crianças de 0 a 6 anos e suas mães, possibilitando o desenvolvimento, a socialização e a autonomia da criança, fortalecimento da importância do papel materno no desenvolvimento da criança, promoção de espaço de fortalecimentos de vínculos entre criança e mãe e o fortalecimento da relação familiar, através de: criança atividades socioeducativas, lúdicas, roda da conversa, e oficinas;

4 4 gestantes encontros para orientação com a doula sobre os aspectos físicos e com a psicóloga sobre os aspectos psíquicos; mães oficinas, atividades e orientação; família fortalecimento das famílias dos usuários atendidos. g) SERVIÇO DE ORIENTAÇÃO MULTIDISCIPLINAR PARA ADOLESCENTES DE AMERICANA SOMA Endereço: Rua: Praça dos Expedicionários, s/ nº Vila Pavan CEP: Telefone: (19) Programa: Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para - Socioeducativo e Inclusão Digital Objetivo: Incentivo ao Protagonismo Juvenil devido à inserção precária ou não inserção no mercado de trabalho formal e informal. Público Alvo: Adolescente Atendimento: 2ª à 6ª feira, aos adolescentes de 15 a 17 anos de ambos os sexos, desenvolve capacitação aos adolescentes para a inserção no mercado de trabalho, através: de cursos de iniciação profissional auxiliar administrativo, auxiliar de contabilidade, e informática básica; parceria com as empresas para a inserção dos adolescentes, e outras atividades que fortalece a autonomia e a cidadania dos atendidos. h) SERVIÇO SOCIAL PRESBITERIANO DE AMERICANA SESPA Endereço: Rua das Seriemas, nº 387 Vila Mathiensen CEP: Telefone: (19) Objetivo: Atendimento integral à criança e adolescente de famílias e indivíduos com perda ou fragilidade de vínculos de afetividade, pertencimento e sociabilidade. Público Alvo: Criança e adolescente Atendimento: 2ª a sábado, crianças e adolescentes de 7 a 17 anos de ambos os sexos, oferece espaço para a escuta dos atendidos e suas famílias visando à possibilidade de escolhas saudáveis através: de atendimento, visita e acompanhamento familiar; reuniões com os pais; roda da conversa; oficinas de música, dança, capoeira, futebol, ciclismo, teatro, artesanato entre outras; atividades complementares para o fortalecimento da autonomia e cidadania dos atendidos.

5 5 i) SOCIEDADE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DE AMERICANA SASA Endereço: Rua Guanabara, nº 01 Colina CEP: Telefone: (19) Objetivo: Atendimento integral a crianças devido à exclusão pela pobreza e/ou ao acesso às demais políticas públicas. Público Alvo: Crianças Atendimento: 2ª à 6ª feira, as crianças de 7 a 10 anos de ambos os sexos, oferece atividades que favoreçam o desenvolvimento das potencialidades das crianças através de: atividades lúdicas e socioeducativas; oficina de artes cênicas; oficinas de informática; expressões artísticas; reflexão ambiental, social e cultural; entre outras atividades que fortalecem a autonomia e cidadania dos atendidos PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL MÉDIA COMPLEXIDADE SERVIÇO DE PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E SUAS FAMÍLIAS j) ASSOCIAÇÃO DE EQUOTERAPIA DE AMERICANA AEQUOTAM Endereço: Rua Carioba, nº 891 Cordenonsi CEP: Telefone: (19) Programa: Serviço de Proteção Social Especial para pessoa com Deficiência e suas Famílias Objetivo: Serviço de habilitação e reabilitação para pessoas com deficiência ocasionada pela desvantagem pessoal resultante de deficiência. Público Alvo: Pessoa com deficiência Atendimento: Sábado das 8h às 13:30hs, fornece atividade de equoterapia, para pessoas com deficiência física e/ou intelectual.

6 6 k) ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS DE AMERICANA APAE Endereço: Rua Abrahim Abraham, nº 97 Parque Residencial Nardini CEP: Telefone: (19) Atividades Desenvolvidas: Programa: Serviço de Proteção Social Especial para Pessoa com Deficiência e suas Famílias Objetivo: Serviço de habilitação e reabilitação para pessoas com deficiência pela desvantagem pessoal resultante de deficiência. Público Alvo: Pessoa com deficiência Programa: Serviço de Proteção Social Especial para Pessoa com Deficiência e suas Famílias Objetivo: Serviço de habilitação e reabilitação para pessoas com deficiência ocasionada pela inserção precária ou não inserção no mercado de trabalho formal e informal. Público Alvo: Pessoa com deficiência Atendimento: 2ª a 6ª feira, das 7h às 11h30 e 13h às 17h, para a pessoa com deficiência física e intelectual, promovendo a inclusão no mercado de trabalho e cuidando para que seus direitos e deveres sejam cumpridos através: de capacitação para as pessoas com deficiência (levantamento das necessidades, divulgação, aulas práticas, cursos); consultoria e assessoria no campo de trabalho (elaboração de material, divulgação, reuniões, palestras, orientação sobre acessibilidade, conscientização sobre a contratação, acompanhamento, valorização da potencialidade dos atendidos); fortalecimento da função protetiva das famílias (entrevistas, elaboração do PAF Plano de Atendimento Familiar, orientação, palestras e oficinas para a defesa e garantia de direitos, acompanhamento ao mercado de trabalho). l) CENTRO DE PREVENÇÃO À CEGUEIRA CPC Endereço: Av. Bandeirantes, nº 2660 Jardim Santana CEP: Telefone: (19) Programa: Serviço de Proteção Social Especial para Pessoa com Deficiência e suas Famílias

7 7 Objetivo: Serviço de habilitação e reabilitação para pessoas com deficiência devido à desvantagem pessoal resultante de deficiência. Público Alvo: Pessoa com deficiência Atendimento: 2ª a 6ª feira, das 8h às 17h, para as pessoas com deficiência visual e baixa visão, possibilitando o desenvolvimento integral e a inclusão do deficiente visual na sociedade, considerando sua individualidade e os sistemas sociais gerais, através: de estimulação essencial, reabilitação, planejamento individual; atendimentos específicos; grupos para o fortalecimento familiar; triagem para a defesa da garantia de direitos; conscientização às empresas; curso de informática visando à profissionalização; palestras; e dinâmicas ALTA COMPLEXIDADE SERVIÇO DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES m) ASSOCIAÇÃO DE AMPARO AO MENOR CARENTE DE AMERICANA AAMCA Endereço: Amabile Bôer, nº 585 Jardim Paulistano CEP: Telefone: (19) Atividades Desenvolvidas: Programa: Serviço de Acolhimento Institucional para Crianças, e Jovens Objetivo: Atendimento integral institucional à crianças e adolescentes com perda ou fragilidade de vínculos de afetividade, pertencimento e sociabilidade, através de medida protetiva de acolhimento encaminhadas pelo Conselho Tutelar ou Juizado da Infância e Juventude, devido à situação de risco pessoal e social, oferecendo um ambiente acolhedor semelhante a uma residência, possibilitando o convívio familiar e comunitário. Público Alvo: Crianças e adolescentes de 0 a 17 anos e 11 meses, ambos os sexos Programa: Serviço de Acolhimento Institucional para Jovens Objetivo: Atendimento em modalidade de República para jovens em processo de desligamento de instituições de acolhimento e que não tenham possibilidade de retorno a família de origem ou de colocação em família substituta e que não possuam meios para auto-sustentação. Público Alvo: jovens entre 18 e 21 anos de idade, do sexo feminino

8 8 n) ASSOCIAÇÃO AMERICANENSE DE ACOLHIMENTO AAMA Endereço: Rua Paulo Setubal, nº 200 Vila Santa Inês CEP: Telefone: (19) Programa: Serviço de Acolhimento Institucional para Crianças e Objetivo: Atendimento integral institucional de medida protetiva ocasionadas pelas diferentes formas de violência advindas do núcleo familiar, grupos e indivíduos. Público Alvo: Crianças e adolescentes Atendimento: Abrigo Institucional crianças de ambos os sexos de 0 a 18 anos, sob medida protetiva de acolhimento encaminhadas pelo Conselho Tutelar ou Juizado da Infância e Juventude, devido à situação de risco pessoal e social, oferecendo um ambiente acolhedor semelhante a uma residência, possibilitando o convívio familiar e comunitário. o) LAR BATISTA CENTRO LESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO Endereço: Rua Nova Zelândia, nº 455 Parque das Nações CEP: Telefone: (19) Atividades Desenvolvidas: Programa: Serviço de Acolhimento Institucional para Crianças e Objetivo: Atendimento integral institucional decorrente das diferentes formas de violência advindas do núcleo familiar, grupos e indivíduos. Atendimento: Abrigo Institucional, medida protetiva de acolhimento encaminhadas pelo Conselho Tutelar ou Juizado da Infância e Juventude, devido à situação de risco pessoal e social, oferecendo um ambiente acolhedor semelhante a uma residência, possibilitando o convívio familiar e comunitário. Público Alvo: Criança e Adolescente de 0 a 17 anos e 11 meses Programa: Serviço de Acolhimento Institucional para Jovens Objetivo: República às famílias e indivíduos com perda ou fragilidade de vínculos de afetividade, pertencimento e sociabilidade. Atendimento em modalidade de República para jovens do sexo masculino de 18 a 21 anos, em processo de desligamento de instituições de acolhimento e que não tenham possibilidade de retorno a família de origem ou de colocação em família substituta e que não possuam meios para auto-sustentação. Público Alvo: Jovem entre 18 e 21 anos do sexo masculino

9 9 SERVIÇO DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL PARA IDOSOS p) ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE "RETIRO EVANGÉLICO BENAIAH" Endereço: Rua Joaquim Nabuco, nº 76 São Domingos CEP: Telefone: (19) Programa: Serviço de Acolhimento Institucional para Idosos Objetivo: Atendimento integral institucional às famílias e indivíduos com perda ou fragilidade de vínculos de afetividade, pertencimento e sociabilidade. Público Alvo: Idoso de ambos os sexos, com 60 anos ou mais Atendimento: Acolhimento, proteção de situações de negligência, violência e ruptura de vínculos, possibilitar a convivência familiar e comunitária. q) LAR DOS VELHINHOS DE SÃO VICENTE DE PAULO DE AMERICANA OBRA UNIDA A SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO Endereço: Rua Nove de Julho, nº 733 São Domingos CEP: Telefone: (19) Programa: Serviço de Acolhimento Institucional para Idosos Objetivo: Atendimento integral institucional às famílias e indivíduos com perda ou fragilidade de vínculos de afetividade, pertencimento e sociabilidade. Público Alvo: Idoso Atendimento: idosos acima de 60 anos de ambos os sexos, garantir o acolhimento integral, proteger de situações de negligência, violência e ruptura de vínculos, possibilitar a convivência familiar e comunitária. SERVIÇO DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL PARA ADULTOS E FAMÍLIAS r) ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA LAR DA MÃE ESPERANÇA Endereço: Rua Diogo de Faria, nº 420 Cordenonsi CEP: Telefone: (19)

10 10 Programa: Serviço de Acolhimento Institucional para Adultos Objetivo: Atendimento integral institucional devido às diferentes formas de violência advindas do núcleo familiar, grupos e indivíduos. Público Alvo: Família Atendimento: gestantes, mães e seus filhos, garantir o acolhimento integral, proteger de situações de negligência, violência e ruptura de vínculos, possibilitar a convivência familiar e comunitária e a defesa da garantia de direitos dos atendidos na rede socioassistencial e setorial. 2. DEFESA E GARANTIA DE DIREITOS s) ASSOCIAÇÃO ECUMÊNICA DOS PORTADORES DE HIV AEPHIVA Endereço: Rua Eugênio Liner, nº 7107 Residencial Praia dos Namorados CEP: Telefone: (19) Projeto: Acolher para incluir Objetivo: Inclusão das pessoas com identidade estigmatizada por razões étnicas, culturais ou sexuais (família, comunidade e trabalho) Público Alvo: Adulto de ambos os sexos Atendimento: pessoas de ambos os sexos, portadoras de HIV/AIDS, maiores de 18 anos, garantir o acolhimento integral, proteger de situações de negligência, violência e ruptura de vínculos, possibilitar a convivência familiar e comunitária e a defesa da garantia de direitos dos atendidos na rede socioassistencial e setorial. t) ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA DE AMERICANA AEA Endereço: Rua Olavo Bilac, nº 303 Vila Jones CEP: Telefone: (19) / Programa: Projeto "Capacitação em Eletricista Instalador" Objetivo: Capacitação e Formação Profissional devido à inserção precária ou não inserção no mercado de trabalho formal e informal. Público Alvo: Adulto Atendimento: 2ª, 4ª e 6ª (atendimento social) grupos aos sábados, jovens e adultos do sexo masculino, o objetivo é a promoção de acesso a capacitação profissional de jovens e adultos, oferecendo recursos que permitam a garantia do direito à

11 11 profissionalização, através: de introdução de marketing pessoal (palestras informativas); capacitação básica na área de elétrica residencial e comercial e aulas teóricas e práticas (aulas presenciais e aulas em laboratório); articulação e encaminhamento a rede de serviços socioassistenciais e intersetoriais; orientação a garantia de direitos. u) CRUZADA DAS SENHORAS CATÓLICAS DISPENSÁRIO SANTO ANTÔNIO Endereço: Rua Nove de Julho, nº 141 Centro CEP: Telefone: (19) Programa: Trabalhando a Família "O Futuro é Agora" Objetivo: Fortalecimento de vínculos familiares e comunitários devido à exclusão pela pobreza e/ou ao acesso ás demais políticas públicas. Público Alvo: Família Atendimento: 2ª à 6ª feira, na área central (sede) e dias alternados no Parque da Liberdade, às famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social decorrente da pobreza, baixa escolaridade, desemprego, subemprego e precário ou nulo acesso aos serviços públicos, o objetivo é a promoção da autonomia dos usuários do serviço, para a defesa e efetivação de seus direitos sociais, através: de aprendizado de corte e costura (aulas teóricas e práticas); orientação necessária para a realização de horta doméstica (orientação prática de manuseio); promoção para a venda dos alimentos oriundos da horta doméstica; proporcionar a inclusão dos integrantes das famílias atendidas no mercado de trabalho; atividades socioeducativas (módulos sobre legislações específicas para a defesa e garantia de direitos);

CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CRAS

CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CRAS CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CRAS Porta de entrada dos munícipes que necessitam das ações de assistência social que potencializam a família, a comunidade de referência, fortalecendo seus

Leia mais

SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL A NOVA HISTÓRIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL A NOVA HISTÓRIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL A NOVA HISTÓRIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL DAS Norte Campinas/SP ASSISTÊNCIA SOCIAL Constituição de 1988 e LOAS Assistência Social inserida como política da Seguridade Social

Leia mais

Deixe-me ser feliz CAPI - Casa de Amparo e Proteção à Infância

Deixe-me ser feliz CAPI - Casa de Amparo e Proteção à Infância Deixe-me ser feliz CAPI - Casa de Amparo e Proteção à Infância Objetivo: Como previsto pelo estatuto da entidade, Art 2º, tem por finalidade a proteção e o amparo à crianças na faixa etária de 0 (zero)

Leia mais

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO NOME DA ENTIDADE: TIPO DE SERVIÇO: ( ) de convivência para crianças de 3

Leia mais

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO NOME DA ENTIDADE: TIPO DE SERVIÇO: ( ) de convivência para crianças de 3

Leia mais

Políticas Setoriais Secretarias Municipais: Saúde, Assistência Social, Educação, Direitos Humanos(quando houver). Participações Desejáveis

Políticas Setoriais Secretarias Municipais: Saúde, Assistência Social, Educação, Direitos Humanos(quando houver). Participações Desejáveis PARÂMETROS PARA A CONSTITUIÇÃO DAS COMISSÕES INTERSETORIAIS DE ACOMPANHAMENTO DO PLANO NACIONAL DE PROMOÇÃO, PROTEÇÃO E DEFESA DO DIREITO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES À CONVIVÊNCIA FAMILIAR E COMUNITÁRIA

Leia mais

SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV

SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV SOCIOASSISTENCIAL X SOCIOEDUCATIVO SOCIOASSISTENCIAL apoio efetivo prestado a família, através da inclusão em programas de transferência de renda

Leia mais

I Fórum Municipal sobre Autismo Acessibilidade e Mobilidade Territorial

I Fórum Municipal sobre Autismo Acessibilidade e Mobilidade Territorial I Fórum Municipal sobre Autismo Acessibilidade e Mobilidade Territorial SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL Coordenadoria de Proteção Social Especial Março/2014 CONSTITUIÇÃO FEDERAL

Leia mais

Ações Socioeducativas

Ações Socioeducativas AÇÕES SOCIOEDUCATIVAS NA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Assistência Social Ações Socioeducativas Garantia dos direitos Inclusão social Desenvolvimento do protagonismo Desenvolvimento da autonomia individual

Leia mais

III- DADOS DO PRESIDENTE

III- DADOS DO PRESIDENTE PLANO DE AÇÃO 2014 I- IDENTIFICAÇÃO Nome: Associação dos Deficientes Físicos de Lençóis Paulista - ADEFILP Endereço: Pernambuco, 333, Jardim Cruzeiro Lençóis Paulista SP CEP 18680470 Telefone: (014) 3264-9700

Leia mais

Veja o resultado da sua contribuição

Veja o resultado da sua contribuição Resultados 2014 Veja o resultado da sua contribuição Beneficiados 25 municípios 44 instituições 6.705 crianças e adolescentes Mobilização Valor total arrecadado: R$ 1.421.122,00 Fundos Municipais dos Direitos

Leia mais

NOME DO SERVIÇO: SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS.

NOME DO SERVIÇO: SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS. NOME DO SERVIÇO: SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS. DESCRIÇÃO GERAL: Serviço realizado em grupos, organizado a partir de percursos, de modo a garantir aquisições progressivas aos seus

Leia mais

LEI N.º 7.390, DE 6 DE MAIO DE 2015

LEI N.º 7.390, DE 6 DE MAIO DE 2015 LEI N.º 7.390, DE 6 DE MAIO DE 2015 Institui o Sistema Municipal de Assistência Social do Município de Santo Antônio da Patrulha e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL de Santo Antônio da Patrulha,

Leia mais

PAIF. Programa de Atenção Integral à Família - PAIF CRAS

PAIF. Programa de Atenção Integral à Família - PAIF CRAS Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Secretaria Nacional de Assistência Social Programa de Atenção Integral à Família - PAIF CRAS PAIF IMPORTANTE INTERRELAÇÃO ENTRE PAIF E CRAS CRAS O

Leia mais

PENSANDO NA PRÁTICA: AS AÇÕES E ATIVIDADES EXECUTADAS NOS CRAS/CREAS FACILITADORA: INÊS DE MOURA TENÓRIO

PENSANDO NA PRÁTICA: AS AÇÕES E ATIVIDADES EXECUTADAS NOS CRAS/CREAS FACILITADORA: INÊS DE MOURA TENÓRIO a Área da Assistência Social PENSANDO NA PRÁTICA: AS AÇÕES E ATIVIDADES EXECUTADAS NOS CRAS/CREAS FACILITADORA: INÊS DE MOURA TENÓRIO Assistência Social na PNAS Situada como proteção social não contributiva;

Leia mais

Curso I Introdução ao provimento de serviços e benefícios socioassistenciais do SUAS

Curso I Introdução ao provimento de serviços e benefícios socioassistenciais do SUAS Curso I Introdução ao provimento de serviços e benefícios socioassistenciais do SUAS Módulo II - O provimento dos serviços socioassistenciais Proteção Social Especial Recife, fevereiro/2014 Conteúdo Programático

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, SUAS e legislações pertinentes. Profa. Ma. Izabel Scheidt Pires

POLÍTICA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, SUAS e legislações pertinentes. Profa. Ma. Izabel Scheidt Pires POLÍTICA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, SUAS e legislações pertinentes Profa. Ma. Izabel Scheidt Pires REFERÊNCIAS LEGAIS CF 88 LOAS PNAS/04 - SUAS LOAS A partir da Constituição Federal de 1988, regulamentada

Leia mais

PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA DO SUAS

PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA DO SUAS PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA DO SUAS CRAS Centro de Referência de Assistência Social PÚBLICO-ALVO: A PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA B DO SUAS Famílias, seus membros e indivíduos em situação de vulnerabilidade social

Leia mais

Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego Ano 2012

Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego Ano 2012 Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego Ano 2012 Administração: Rodrigo Antônio de Agostinho Mendonça Secretária do Bem Estar Social: Darlene Martin Tendolo Diretora de Departamento: Silmaire

Leia mais

O Suas Sistema Único da Assistência Social em perspectiva Valéria Cabral Carvalho, CRESS nº 0897 Luiza Maria Lorenzini Gerber, CRESS nº 0968

O Suas Sistema Único da Assistência Social em perspectiva Valéria Cabral Carvalho, CRESS nº 0897 Luiza Maria Lorenzini Gerber, CRESS nº 0968 O Suas Sistema Único da Assistência Social em perspectiva Valéria Cabral Carvalho, CRESS nº 0897 Luiza Maria Lorenzini Gerber, CRESS nº 0968 Com a Constituição Federal de 1988, a Assistência Social passa

Leia mais

Departamento de Assistência Social DAS Unidade Brasília

Departamento de Assistência Social DAS Unidade Brasília Departamento de Assistência Social DAS Unidade Brasília Programas e Serviços de Atenção à População em Situação de Vulnerabilidade Social, Econômica e Pessoal Brasília, Maio de 2013. Apresentação A Federação

Leia mais

RESOLUÇÃO CONJUNTA CNAS/CONANDA Nº 001 DE 09 DE JUNHO DE 2010

RESOLUÇÃO CONJUNTA CNAS/CONANDA Nº 001 DE 09 DE JUNHO DE 2010 RESOLUÇÃO CONJUNTA CNAS/CONANDA Nº 001 DE 09 DE JUNHO DE 2010 Estabelece parâmetros para orientar a constituição, no âmbito dos Estados, Municípios e Distrito Federal, de Comissões Intersetoriais de Convivência

Leia mais

PROJETO BOQUINHA ALEGRE

PROJETO BOQUINHA ALEGRE PROJETO BOQUINHA ALEGRE IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO A instituição Casas Lares Humberto de Campos é uma entidade, na modalidade de associação, sem fins lucrativos, mantida pelo Grupo Educacional e Assistencial

Leia mais

ANEXO I PROGRAMA ESTADUAL DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA E ESPECIAL, DA REDE SOCIAL SÃO PAULO

ANEXO I PROGRAMA ESTADUAL DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA E ESPECIAL, DA REDE SOCIAL SÃO PAULO ANEXO I PROGRAMA ESTADUAL DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA E ESPECIAL, DA REDE SOCIAL SÃO PAULO I- DA PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA. II- DA PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL. III- DO CO-FINANCIAMENTO E DOS REQUISITOS, PARA O

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Programas Espaço de Convivência da Melhor Idade e LBV Criança: Futuro no Presente!

Mostra de Projetos 2011. Programas Espaço de Convivência da Melhor Idade e LBV Criança: Futuro no Presente! Mostra de Projetos 2011 Programas Espaço de Convivência da Melhor Idade e LBV Criança: Futuro no Presente! Mostra Local de: Londrina. Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais.

Leia mais

Projeto Pequenas Damas

Projeto Pequenas Damas Mostra Local de: Arapongas Projeto Pequenas Damas Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Associação das Damas de Caridade de Arapongas

Leia mais

ANEXO II DIRETRIZES DOS SERVIÇOS DAS LINHAS DE AÇÃO DO EDITAL 001/SEMFAS/FMAS/2015

ANEXO II DIRETRIZES DOS SERVIÇOS DAS LINHAS DE AÇÃO DO EDITAL 001/SEMFAS/FMAS/2015 ANEXO II DIRETRIZES DOS SERVIÇOS DAS LINHAS DE AÇÃO DO EDITAL 001/SEMFAS/FMAS/2015 LINHA DE AÇÃO I: SERVIÇO DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA DE SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS PARA CRIANÇAS

Leia mais

Centro de Treinamento e Qualificação Para Colocação no Mercado de Trabalho Uma Proposta Inclusiva APAE - SV

Centro de Treinamento e Qualificação Para Colocação no Mercado de Trabalho Uma Proposta Inclusiva APAE - SV Centro de Treinamento e Qualificação Para Colocação no Mercado de Trabalho Uma Proposta Inclusiva APAE - SV Objetivo: Garantir o direito à formação profissional e ao trabalho, propiciando ao adolescente

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO

CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO Despacho 2007 Nº PROJETO DE LEI Nº 1099/2007 Considera de utilidade pública o Grupo de Formadores de Educadores Populares GEFEP. Autor: Vereador Eliomar Coelho. DECRETA: A Câmara Municipal do Rio de Janeiro

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 406, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 406, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 406, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2011 Disciplina a Especialidade Profissional Terapia Ocupacional nos Contextos Sociais e dá outras providências. O Plenário do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia

Leia mais

CADASTRO DE INSTITUIÇÕES DE ATENDIMENTO À CRIANÇA E ADOLESCENTE

CADASTRO DE INSTITUIÇÕES DE ATENDIMENTO À CRIANÇA E ADOLESCENTE CADASTRO DE INSTITUIÇÕES DE ATENDIMENTO À CRIANÇA E ADOLESCENTE I INFORMAÇÕES DA ENTIDADE EXECUTORA 01) Nome da Entidade: 02) Endereço da Entidade (rua, avenida... número, complemento): 03) Bairro/vila/Jardim:

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 01/2011 - SMDS O Município de Canoas, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, torna público o presente e convida os interessados e as interessadas a apresentar

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO. Espírita. ENDEREÇO: Rua Joaquim Pires de Miranda SN Vila Grimpas Hidrolândia-GO. CEP: 75340-000.

IDENTIFICAÇÃO. Espírita. ENDEREÇO: Rua Joaquim Pires de Miranda SN Vila Grimpas Hidrolândia-GO. CEP: 75340-000. IDENTIFICAÇÃO INSTITUIÇÃO PROPONENTE: PROJETO CRESCER CHICO XAVIER - Obra Social do Centro Espírita Eurípedes Barsanulfo CNPJ: 26 943 563/0001-07 ENDEREÇO: Rua Joaquim Pires de Miranda SN Vila Grimpas

Leia mais

DIRETORIA DE ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS, INFORMAÇÕES E DESENVOLVIMENTO URBANO E RURAL DEPARTAMENTO DE SISTEMA DE INFORMAÇÕES

DIRETORIA DE ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS, INFORMAÇÕES E DESENVOLVIMENTO URBANO E RURAL DEPARTAMENTO DE SISTEMA DE INFORMAÇÕES Nome: Associação Atlética Educando pelo Esporte AAEPE CNPJ: 02465949/001-92 Endereço: Rua Benedito Bonzon Penteado, 645 Bairro/Loteamento: Jardim Pacaembu CEP: 13.424-485 Telefone: 3433-5085 Socioeducativo

Leia mais

PLANO VIVER SEM LIMITE

PLANO VIVER SEM LIMITE PLANO VIVER SEM LIMITE O Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência PLANO VIVER SEM LIMITE 2011-2014 foi instituído por meio do Decreto da Presidência da República nº 7.612, de 17/11/2011 e

Leia mais

A POLÍTICA PÚBLICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NO BRASIL: O PERCURSO HISTÓRICO, SUA INSTITUCIONALIZAÇÃO, E A INFLUÊNCIA DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988

A POLÍTICA PÚBLICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NO BRASIL: O PERCURSO HISTÓRICO, SUA INSTITUCIONALIZAÇÃO, E A INFLUÊNCIA DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 A POLÍTICA PÚBLICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NO BRASIL: O PERCURSO HISTÓRICO, SUA INSTITUCIONALIZAÇÃO, E A INFLUÊNCIA DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 0 PERCURSO HISTÓRICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL Desde o Brasil

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO ESPECIAL Nº 01/2014 MULHERES DA PAZ

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO ESPECIAL Nº 01/2014 MULHERES DA PAZ EDITAL DE PROCESSO SELETIVO ESPECIAL Nº 01/2014 MULHERES DA PAZ A Prefeitura Municipal de Diadema por meio da Secretaria Municipal de Defesa Social, no uso de suas atribuições, torna público que estarão

Leia mais

ENTIDADES QUE DESENVOLVEM AÇÕES DIRETA COM CRIANÇA E ADOLESCENTE Quadro - RPA 04

ENTIDADES QUE DESENVOLVEM AÇÕES DIRETA COM CRIANÇA E ADOLESCENTE Quadro - RPA 04 ENTIDADES QUE DESENVOLVEM AÇÕES DIRETA COM CRIANÇA E ADOLESCENTE Quadro - RPA 04 Nome da Entidade Endereço Fone Público Alvo / Principais Atividades Assistência e Promoção Rua Conde de Irajá, 108/135 Fone/Fax:

Leia mais

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 132

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 132 PROGRAMA Nº - 132 Benefícios Eventuais SUB-FUNÇÃO: 244 ASSISTÊNCIA COMUNITÁRIA Implantar e implementar serviços de Benefícios Eventuais. Operacionalização para concessão dos Benefícios Eventuais - Art.

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome POLÍTICA DE ATENDIMENTO AO IDOSO NO ÂMBITO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL - S U A S

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome POLÍTICA DE ATENDIMENTO AO IDOSO NO ÂMBITO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL - S U A S POLÍTICA DE ATENDIMENTO AO IDOSO NO ÂMBITO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL - S U A S MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Data de Criação: 23 de janeiro de 2004. Objetivo: aumentar a intersetorialidade

Leia mais

UMA VAGA PARA TODOS PROJETO DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL. Rio de Janeiro, março de 2015

UMA VAGA PARA TODOS PROJETO DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL. Rio de Janeiro, março de 2015 UMA VAGA PARA TODOS PROJETO DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL. Rio de Janeiro, março de 2015 RESUMO Este projeto visa a atender crianças e adolescentes em situação de rua, abandonados ou que necessitam ser

Leia mais

Projetos Financiados em 2008. CMDCA de Santos

Projetos Financiados em 2008. CMDCA de Santos Projetos Financiados em 2008 CMDCA de Santos ACMD Associação Comunidade de Mãos Dadas Projeto: Oficinas Querô. Objetivo: As Oficinas QUERÔ tem por objetivo oferecer um programa de capacitação em produção

Leia mais

Secretaria Nacional de Assistência Social

Secretaria Nacional de Assistência Social POLÍTICA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SUAS Secretaria Nacional de Assistência Social MARCOS NORMATIVOS E REGULATÓRIOS Constituição Federal 1988 LOAS 1993 PNAS 2004

Leia mais

O trabalho social com famílias. no âmbito do Serviço de Proteção e. Atendimento Integral à Família - PAIF

O trabalho social com famílias. no âmbito do Serviço de Proteção e. Atendimento Integral à Família - PAIF O trabalho social com famílias no âmbito do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família - PAIF Contexto Social: Acesso diferencial às informações Uso e abuso de substâncias psicoativas Nulo ou

Leia mais

TEMA AS EQUIPES DE REFERÊNCIAS POR SERVIÇOS DE PROGRAMAS

TEMA AS EQUIPES DE REFERÊNCIAS POR SERVIÇOS DE PROGRAMAS TEMA AS EQUIPES DE REFERÊNCIAS POR SERVIÇOS DE PROGRAMAS Programação Primeiro Dia: I Seção Discutindo Papéis 1-8h30 às 12h30 Abertura e Boas-vindas Dinâmica de Apresentação Acordos de Convivência Trabalho

Leia mais

INSTITUCIONAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

INSTITUCIONAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES ANEXO I ROTEIRO PARA INSPEÇÃO PERÍODICA 1 DOS SERVIÇOS DE ACOLHIMENTO Data: / / INSTITUCIONAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES Modalidade: ( ) Acolhimento Institucional ( ) Casa Lar 1 - DADOS GERAIS 1.1. Nome

Leia mais

História. ADAV: Associação para o Desenvolvimento e a Assistência de Talentos e Vocações

História. ADAV: Associação para o Desenvolvimento e a Assistência de Talentos e Vocações História ADAV: Associação para o Desenvolvimento e a Assistência de Talentos e Vocações Em 1929, convidada a dirigir um dos primeiros laboratórios de psicologia de Minas Gerais, ligado à Escola de Aperfeiçoamento

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

Palavras-chave: adolescente, risco pessoal, prática profissional

Palavras-chave: adolescente, risco pessoal, prática profissional PRÁTICA PROFISSIONAL DO SERVIÇO SOCIAL E ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL NA CASA SANTA LUIZA DE MARILLAC. SOMER, Diana Galone (estagio I), e-mail: dianassomer@gmail.com BOMFATI, Adriana (supervisor), e-mail:

Leia mais

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Juruti 2012-2014

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Juruti 2012-2014 Plano de Ação Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Juruti 2012-2014 APRESENTAÇÃO Nosso O Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente do município de Juruti apresenta, no

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria Municipal do Bem Estar Social

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria Municipal do Bem Estar Social Padrão Normativo da Rede de Proteção Social Básica Programa de Inclusão Produtiva de 3º Fase Auxílio Produção Administração: Rodrigo Antônio de Agostinho Mendonça Secretária do Bem Estar Social: Darlene

Leia mais

Guia de Serviços de Assistência Social de Itapetininga

Guia de Serviços de Assistência Social de Itapetininga versão 2 Guia de Serviços de Assistência Social de Itapetininga SECRETARIA DE PROMOÇÃO SOCIAL PREFEITURA DE ITAPETININGA w w w. i t a p e t i n i n g a. s p. g o v. b r (15) 3376.9600 Praça dos Três Poderes,

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Institui o Programa Mais Educação, que visa fomentar a educação integral de crianças, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades

Leia mais

A PRÁTICA PROFISSIONAL DO ASSISTENTE NA APAM-ASSOCIAÇÃO DE PROMOÇÃO A MENINA DE PONTA GROSSA.

A PRÁTICA PROFISSIONAL DO ASSISTENTE NA APAM-ASSOCIAÇÃO DE PROMOÇÃO A MENINA DE PONTA GROSSA. A PRÁTICA PROFISSIONAL DO ASSISTENTE NA APAM-ASSOCIAÇÃO DE PROMOÇÃO A MENINA DE PONTA GROSSA. SILVA, Jessica Da¹. NADAL, Isabela Martins². GOMES, R.C. Ana³. RESUMO: O presente trabalho é referente à prática

Leia mais

Serviço Social: inovação dos serviços em Bibliotecas Públicas

Serviço Social: inovação dos serviços em Bibliotecas Públicas Serviço Social: inovação dos serviços em Bibliotecas Públicas SERVIÇO SOCIAL NA BSP SERVIÇO SOCIAL NA BSP BSP COMO ESPAÇO CULTURAL COM AÇÃO CENTRADA NA LEITURA A LEITURA é vista pela BSP como fundamento

Leia mais

PLANO ANUAL FESTIVAL DE DANÇA CRIANÇA INDAIATUBANA FELIZ 2016 Nº PRONAC151188

PLANO ANUAL FESTIVAL DE DANÇA CRIANÇA INDAIATUBANA FELIZ 2016 Nº PRONAC151188 PLANO ANUAL FESTIVAL DE DANÇA CRIANÇA INDAIATUBANA FELIZ 2016 Nº PRONAC151188 Síntese do Projeto Realização de oficinas de dança gratuitas, voltadas para crianças e adolescentes de comunidades carentes,

Leia mais

PROGRAMA Nº- 105 CASA DA MULHER/CENTRO ESPECIALIZADO DE ATENDIMENTO A MULHER CASA ABRIGO

PROGRAMA Nº- 105 CASA DA MULHER/CENTRO ESPECIALIZADO DE ATENDIMENTO A MULHER CASA ABRIGO ÓRGÃO RESPONSÁVEL: Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulher NOME: PROGRAMA Nº- 105 CASA DA MULHER/CENTRO ESPECIALIZADO DE ATENDIMENTO A MULHER CASA ABRIGO Código Descrição FUNÇÃO: 14 Direitos

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADE 2014

RELATÓRIO DE ATIVIDADE 2014 RELATÓRIO DE ATIVIDADE 2014 EXECUTADOSFINALIDADES ESTATUTÁRIAS Finalidades Estatutárias: a) Assistência, promoção e valorização das pessoas e grupos de pessoas menos favorecidas, promoção da saúde, desenvolvimento

Leia mais

CENTRO DE CONVIVÊNCIA E CULTURA CUCA FRESCA

CENTRO DE CONVIVÊNCIA E CULTURA CUCA FRESCA VIII Colegiado Nacional de Saúde da Pessoa Idosa CENTRO DE CONVIVÊNCIA E CULTURA CUCA FRESCA Marla Borges de Castro Terapeuta ocupacional, sanitarista Secretaria Municipal de Saúde Centro de Convivência

Leia mais

Asilo São Vicente de Paulo

Asilo São Vicente de Paulo Asilo São Vicente de Paulo O Asilo São Vicente de Paulo promove a qualidade de vida e o resgate à dignidade da pessoa idosa. Atualmente é responsável pela garantia dos direitos fundamentais de 150 idosas.

Leia mais

Faço saber que a Câmara Municipal de Queimados, APROVOU e eu SANCIONO a seguinte Lei:

Faço saber que a Câmara Municipal de Queimados, APROVOU e eu SANCIONO a seguinte Lei: LEI N.º 1135/13, DE 01 DE ABRIL DE 2013. Dispõe sobre o Sistema Municipal de Assistência Social de Queimados e dá outras providências. Faço saber que a Câmara Municipal de Queimados, APROVOU e eu SANCIONO

Leia mais

1) Socorro e Desastre Itaóca

1) Socorro e Desastre Itaóca 1) Socorro e Desastre Itaóca A Cruz Vermelha Brasileira Filial do Estado de São Paulo deslocou um grupo de voluntários para prestar ajuda aos moradores da cidade de Itaóca, localizada no interior do estado,

Leia mais

1) Campanha do Agasalho

1) Campanha do Agasalho Junho 2014 1) Campanha do Agasalho Todo ano a Cruz Vermelha de São Paulo realiza a Campanha do Agasalho para ajudar comunidades carentes a enfrentar o frio do inverno em nossa região. Em 2014, os locais

Leia mais

Perguntaram à teóloga alemã. Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade?

Perguntaram à teóloga alemã. Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade? Perguntaram à teóloga alemã Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade? Não explicaria, Daria uma bola para que ele jogasse... ESPORTE EDUCAÇÃO CULTURA QUALIFICAÇÃO PLACAR

Leia mais

PROGRAMA TODOS COM A NOTA

PROGRAMA TODOS COM A NOTA GRUPO - A DATA: SEGUNDA 18/11/2013 10 09.981.341/0001-60 MATA NORTE AÇÃO PAROQUIAL DE ASSISTÊNCIA - CARPINA 21 28988.000596/94-81 40 16.630.030/0003-83 MATA NORTE DESAFIO JOVEM PENIEL 112001 2.535.067.680

Leia mais

Educação Integral em Sexualidade. Edison de Almeida Silvani Arruda Guarulhos, setembro 2012

Educação Integral em Sexualidade. Edison de Almeida Silvani Arruda Guarulhos, setembro 2012 Educação Integral em Sexualidade Edison de Almeida Silvani Arruda Guarulhos, setembro 2012 Prevenção Também se Ensina Princípio Básico Contribuir para a promoção de um comportamento ético e responsável,

Leia mais

CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável Missão:

CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável Missão: O CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável, é uma Instituição Social Sem Fins Lucrativos, de Utilidade Pública Federal, fundada em 1998, com sede na cidade do Rio de

Leia mais

CENTRO DE ARTES E ESPORTES UNIFICADOS CEU MUNICÍPIO PONTA GROSSA - PARANÁ

CENTRO DE ARTES E ESPORTES UNIFICADOS CEU MUNICÍPIO PONTA GROSSA - PARANÁ CENTRO DE ARTES E ESPORTES UNIFICADOS CEU MUNICÍPIO PONTA GROSSA - PARANÁ Mobilização Social Sensibilização e mobilização: Sociedade civil, poder público local e sociedade civil organizada; Contato com

Leia mais

IMSNS GRÁFICA E EDITORA O LUTADOR - CNPJ

IMSNS GRÁFICA E EDITORA O LUTADOR - CNPJ Belo Horizonte, 15 de Julho de 2014 Prezados, O Instituto dos Missionários Sacramentinos de Nossa Senhora é uma entidade sem fins lucrativos, de Assistência Social, e realiza ações socioassistenciais nos

Leia mais

Horário de Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h30 às 17h

Horário de Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h30 às 17h Programa e Projetos Secretaria Municipal de Assistência Social Rua José Teodoro Ramos, nº 16 - Fones (18) 3341-1412 - 3341-4681 Horário de Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h30

Leia mais

GRUPO: DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO COM AS FAMILIAS ATENDIDAS NO PAIF Em Parceria com Ação Social São João Evangelista

GRUPO: DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO COM AS FAMILIAS ATENDIDAS NO PAIF Em Parceria com Ação Social São João Evangelista GRUPO: DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO COM AS FAMILIAS ATENDIDAS NO PAIF Em Parceria com Ação Social São João Evangelista CRAS- CENTRO DE REFERÊNCIA DA ASSITÊNCIA SOCIAL Março, 2012 I-IDENTIFICAÇÃO: Nome Projeto:

Leia mais

Art. 2 O Sistema Municipal de Assistência Social de Mangueirinha SUAS é regido pelos seguintes princípios:

Art. 2 O Sistema Municipal de Assistência Social de Mangueirinha SUAS é regido pelos seguintes princípios: LEI Nº 1720/2012 Dispõe sobre o Sistema Municipal de Assistência Social de Mangueirinha SUAS (Sistema Único de Assistência Social). Faço saber, que a Câmara Municipal de Mangueirinha, Estado do Paraná

Leia mais

Projeto Cardume CMDCA

Projeto Cardume CMDCA Projeto Cardume CMDCA Objetivo: Estabelecer rede de proteção integral a criança e ao adolescente,, bem como suas famílias, reunindo ações governamentais e atividades das organizações da sociedade civil,

Leia mais

O COMPROMISSO DE CUIDAR BEM DE QUEM MAIS PRECISA

O COMPROMISSO DE CUIDAR BEM DE QUEM MAIS PRECISA O COMPROMISSO DE CUIDAR BEM DE QUEM MAIS PRECISA DEDICADO AO POVO DE UBERLÂNDIA, AOS SERVIDORES MUNICIPAIS E A TODAS AS PESSOAS QUE TRABALHAM PELO BEM DA NOSSA GENTE. Uberlândia-MG, janeiro de 2012. BemSocial.

Leia mais

ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: BALANÇO DE UMA DÉCADA

ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: BALANÇO DE UMA DÉCADA ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: BALANÇO DE UMA DÉCADA Área Temática: Direitos Humanos e Justiça Liza Holzmann (Coordenadora da Ação de Extensão) Liza Holzmann 1 Palavras Chave:

Leia mais

Apoio a crianças e jovens em situação de risco

Apoio a crianças e jovens em situação de risco Ficha de Projecto Dezembro/2006 Designação Parceria Acordo de Parceiros de 20.12.05 Gabinete para a Cooperação do Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social de Portugal Gabinete do Ministro do Trabalho,

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO 2008

RELATÓRIO DE GESTÃO 2008 1 RELATÓRIO DE GESTÃO 2008 SECRETARIA MUNICIPAL DE CIDADANIA, TRABALHO, ASSISTÊNCIA E INCLUSÃO SOCIAL Sumário PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA... 4 ORGANIZAÇÕES GOVERNAMENTAIS... 5 Programa/Serviço: OG - NÚCLEOS

Leia mais

Fraternidade Espírita. Protótipo de projeto em fase final de

Fraternidade Espírita. Protótipo de projeto em fase final de Projeto Protótipo de projeto em fase final de elaboração 1 2 PROPOSTA SÓCIO-EDUCATIVA PROGRAMA DE SOCIALIZAÇÃO INFANTO-JUVENIL Projeto Crianças de Luz 1) Dados Cadastrais: Fraternidade Espírita Lar de

Leia mais

Palestra: Política Nacional de Assistência Social e Sistema Único da Assistência Social SUAS

Palestra: Política Nacional de Assistência Social e Sistema Único da Assistência Social SUAS Palestra: Política Nacional de Assistência Social e Sistema Único da Assistência Social SUAS Professores: Leonardo Martins Prudente e Adailton Amaral Barbosa Leite Brasília, Agosto de 2013 Política Nacional

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2014

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2014 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2014 NOME DO SERVIÇO Serviço de Acolhimento Institucional para Idosos, classificado como Serviço de proteção Social Especial de Alta Complexidade. DESCRIÇÃO A entidade prestou em

Leia mais

FAS. O jeito Curitiba de tecer o futuro.

FAS. O jeito Curitiba de tecer o futuro. FAS. O jeito Curitiba de tecer o futuro. FAS 01 FAS 02 PALAVRA DA PRESIDENTE Em 2005, diante da tarefa de implantar o Sistema Único de Assistência Social em Curitiba junto com toda a equipe da FAS, definimos

Leia mais

TIPIFICAÇÃO NACIONAL DOS SERVIÇOS SOCIOASSISTENCIAIS

TIPIFICAÇÃO NACIONAL DOS SERVIÇOS SOCIOASSISTENCIAIS Curso de capacitação para o provimento de serviços e benefícios socioassistenciais do SUAS e implementação de ações do plano Brasil sem Miséria Maria Luiza João Pessoa - PB TIPIFICAÇÃO NACIONAL DOS SERVIÇOS

Leia mais

Projetos aprovados e patrocinados através das leis de incentivos

Projetos aprovados e patrocinados através das leis de incentivos 1º Fórum de Responsabilidade Social Projetos aprovados e patrocinados através das leis de incentivos CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Lei 3.678 de 17/09/1991 Fundo Municipal

Leia mais

Imagem do incêndio na comunidade de Tribo e famílias recebendo doações da Cruz Vermelha de São Paulo

Imagem do incêndio na comunidade de Tribo e famílias recebendo doações da Cruz Vermelha de São Paulo 1) Socorro e Desastre Incêndio na Brasilândia No dia 26 de setembro, a comunidade conhecida como Tribo, localizada na Brasilândia, Zona Norte de São Paulo, sofreu com um incêndio ocasionado por uma explosão

Leia mais

Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais

Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais 1 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Secretaria Nacional de Assistência Social Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais Documento Base Fichas de Serviços Brasília Junho de

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara de Vereadores e demais Edis.

Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara de Vereadores e demais Edis. MENSAGEM Nº. 02/2013 Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara de Vereadores e demais Edis. Com nossos cordiais cumprimentos encaminhamos a V. Exa. e digníssimos Pares dessa R. Casa Legislativa, o Projeto

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DO FUNDO ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - FEAS 2014

AUDIÊNCIA PÚBLICA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DO FUNDO ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - FEAS 2014 AUDIÊNCIA PÚBLICA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DO FUNDO ESTADUAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - FEAS 2014 AÇÕES E SERVIÇOS DA SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E REDE SOCIOASSISTENCIAL. Proteção Social Básica

Leia mais

ATIVIDADES ASSISTENCIAIS E COMUNITÁRIAS

ATIVIDADES ASSISTENCIAIS E COMUNITÁRIAS ATIVIDADES ASSISTENCIAIS E COMUNITÁRIAS O compromisso social da Universidade está presente na sua atuação assistencial junto à comunidade interna e externa visando a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

Leia mais

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social: instrumentais técnico-operativos no Serviço Social. CRAS CONSULESA HELENA VAN DEN BERG - CASTRO/ PARANÁ

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social: instrumentais técnico-operativos no Serviço Social. CRAS CONSULESA HELENA VAN DEN BERG - CASTRO/ PARANÁ VIII Jornada de Estágio de Serviço Social: instrumentais técnico-operativos no Serviço Social. CRAS CONSULESA HELENA VAN DEN BERG - CASTRO/ PARANÁ DUCHEIKO, Angelina do Rocio 1 RODRIGUES, Camila Moreira

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MANDAGUARI Secretaria Municipal de Assistência Social

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MANDAGUARI Secretaria Municipal de Assistência Social PRÊMIO GESTOR PÚBLICO PARANÁ PGP/PR DADOS CADASTRAIS Ano/Edição: 2015 Município: Mandaguari - PR Função de Governo: III - Assistência Social CNPJ: 76285345-0001/09 Endereço: Avenida Amazonas, 500 - Centro

Leia mais

NIAS/FESP - Núcleo Interdisciplinar de Ação Social da FESP Projeto Amar. Camilla Silva Machado Graciano Coordenadora do NIAS/FESP

NIAS/FESP - Núcleo Interdisciplinar de Ação Social da FESP Projeto Amar. Camilla Silva Machado Graciano Coordenadora do NIAS/FESP NIAS/FESP - Núcleo Interdisciplinar de Ação Social da FESP Projeto Amar Camilla Silva Machado Graciano Coordenadora do NIAS/FESP Mestre em Serviço Social pela Faculdade de História, Direito e Serviço Social/UNESP

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 109, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2009

RESOLUÇÃO Nº 109, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2009 RESOLUÇÃO Nº 109, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2009 Aprova a Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais. O CONSELHO NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CNAS, em reunião ordinária realizada nos dias 11 e

Leia mais

Assistência Social da benesse ao Direito A experiência de Campinas

Assistência Social da benesse ao Direito A experiência de Campinas Assistência Social da benesse ao Direito A experiência de Campinas Arnaldo Rezende Setembro/2010. Um pouco da origem... 1543 Implantação da 1ª. Santa Casa de Misericórdia. 1549 - Chegada dos Jesuítas no

Leia mais

Projetos de Extensão SERVIÇO SOCIAL Estudo sociais em parceria com o fórum de UVA

Projetos de Extensão SERVIÇO SOCIAL Estudo sociais em parceria com o fórum de UVA Projetos de Extensão SERVIÇO SOCIAL Estudo sociais em parceria com o fórum de UVA Serviços técnicos do Serviço Social na área da família e infância nos processos do Fórum de União da Vitória O Serviço

Leia mais

Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos para a Área da Assistência Social TEMA. Trabalho em rede, discutindo o trabalho com família

Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos para a Área da Assistência Social TEMA. Trabalho em rede, discutindo o trabalho com família TEMA Trabalho em rede, discutindo o trabalho com família PROGRAMAÇÃO Primeiro Dia 8h30 /12h30 Credenciamento Abertura Dinâmica de apresentação Tem a ver comigo Apresentação da Programação Acordos de Convivência

Leia mais

A Política Nacional de Assistência Social na Perspectiva do Sistema Único - SUAS

A Política Nacional de Assistência Social na Perspectiva do Sistema Único - SUAS A Política Nacional de Assistência Social na Perspectiva do Sistema Único - SUAS Deliberação da IV Conferência Nacional; Garantia de acesso aos direitos socioassistenciais; Modelo democrático e descentralizado

Leia mais

ANEXO III ROTEIRO PARA INSPEÇÃO ANUAL DOS SERVIÇOS DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

ANEXO III ROTEIRO PARA INSPEÇÃO ANUAL DOS SERVIÇOS DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES ANEXO III ROTEIRO PARA INSPEÇÃO ANUAL DOS SERVIÇOS DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES Data: / / Modalidade: ( ) Acolhimento Institucional ( ) Casa Lar 1 - DADOS GERAIS 1.1. Nome

Leia mais

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013 Relatório Despertar 2013 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

olescente APOIO À CRIANÇA E AO ADOLESCENTE

olescente APOIO À CRIANÇA E AO ADOLESCENTE 46 CRIANÇAd olescente APOIO À CRIANÇA E AO ADOLESCENTE criança APOIO à e ao adolescente Chegamos ao século XXI e ainda nos defrontamos com um mundo de profundos contrastes. Os imensos avanços tecnológicos,

Leia mais

PREFEITURA DE MONTES CLAROS SECRETARIA MUNCIPAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO

PREFEITURA DE MONTES CLAROS SECRETARIA MUNCIPAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO 1ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 004/2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PESSOAL PARA ATENDER A RECENSEAMENTO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA E A DIVERSOS OUTROS PROGRAMAS E SERVIÇOS

Leia mais