Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social SEMCAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social SEMCAS"

Transcrição

1 Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social SEMCAS

2 Exercendo a Cidadania Com a cidade nasce a cidadania, a política e a democracia. É porque somos cidadãos e cidadãs, habitantes de uma cidade somos portadores de direitos e coresponsáveis pela história dessa cidade. Quando devemos exercer a cidadania? Quando você e eu começarmos a assumir uma conduta exemplar de CIDADANIA, que não se limita à sua particular boa conduta de cumprir com seus deveres, mas sobretudo a de sensivelmente constranger o outro a agir da mesma forma, com total respeito aos direitos civis coletivos e às leis, você vai perceber que está na verdade mudando o País, o Estado e a sua Cidade, transformando toda uma cultura política, rompendo com velhos paradigmas de valores de nossa herança histórica. Onde devo exercer a cidadania? A cidadania se exerce desde criança no lugar onde você e eu vivemos. Neste lugar, você aprende a respeitar e valorizar as pessoas, a comunidade, o espaço público, as ruas, as praças, os parques, o meio ambiente, a saúde e a escola. Enfim, tudo aquilo que representa vida em nossa cidade. Todos, em um determinado tempo, são participantes da vida pública e possuem o compromisso de discutir e se preocupar com o futuro do Estado e da Cidade, pois desta forma estaremos exercendo a cidadania.

3 Sumário APRESENTAÇÃO POLITICA PÚBLICA DE EDUCAÇÃO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REDE SOCIAL DE ENSINO ESTABELECIMENTOS DE ENSINO DA REDE PARTICULAR ESTABELECIMENTOS DE ENSINO DA REDE PARTICULAR - Creches ESTABELECIMENTOS DE ENSINO DA REDE MUNICIPAL - Creches Zona urbana Zona Rural ESTABELECIMENTOS DE FORMAÇÃO DA REDE Escola de Formação Profissional ACM Passo Fundo Centro Municipal de Atendimento ao Educando CEMAE Comissão de Apoio e Valorização da Família e da Escola CONAFE Centro de Estudos Ortopédicos de Passo Fundo- CEOP Centro Especializado de Assistência ao Educando CEAE IEAS Colégio Bom Conselho Centro de Educação e Assessoramento Popular CEAP Centro de Tecnologias Alternativas Populares CETAP Instituto da Sagrada Família ISAFA Universidade de Passo Fundo CURSOS TÉCNICOS PROFISSIONALIZANTES SME Universidade Popular POLÍTICA PÚBLICA DE SAÚDE SECRETARIA DA SAÚDE PROGRAMAS, SERVIÇOS E ATENDIMENTOS Coordenadoria de Promoção em Saúde Programa Saúde da Família: Relação das Unidades de Saúde da Família de Passo Fundo: Programa de Saúde da Mulher: Programa de Saúde da Criança: Programa de Saúde do Idoso:

4 4.6.1 Residenciais terapêuticos Centro Regional de Estudo e Atividades para Terceira Idade - CREATI Locais de Funcionamento Metodologia Benefícios para a Terceira Idade Prevenção da Violência Doméstica contra Idosos Coordenadoria de Recuperação da Saúde Cais e Ambulatórios HOSPITAIS CADASTRADOS NO SUS Hospital Beneficiente Dr. César Santos Hospital da Cidade de Passo Fundo Hospital São Vicente de Paulo Hospital Psiquiátrico Bezerra de Menezes: Hospital de Olhos COORDENAÇÃO DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE Vigilância Ambiental em Saúde Vigilância em Saúde do Trabalhador Vigilância Sanitária Vigilância Epidemiológica Ambulatório Sanitário DST/AIDS PROGRAMA BOLSA ALIMENTAÇÃO COORDENADORIA DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA FÍSICA POLÍTICA PÚBLICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL REDE DE CIDADANIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL MUNICIPAL SECRETARIA MUNICIPAL DE CIDADANIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL COORDENADORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO Coordenadoria de proteção Social Básica Coordenadoria de Proteção Social Especial Centro de Referência Especializado da Assistência Social - CREAS SERVIÇOS DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA Núcleo de Cadastro único e Bolsa Família Centro de Referência de Assistência Social - CRAS SERVIÇOS DE PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL DE MÉDIA COMPLEXIDADE Serviço de proteção Social Especial para Pessoas com Deficiência, Idosos(as) e suas Famílias - SEPROSEDI Serviço de proteção e Atendimento Especializado à Famílias e Indivíduos - PAEFI Programa de Erradicação do Trabalho Infantil - PETI Serviço de Proteção Social a Adolescentes em Cumprimento de Medida Socioeducativa de Liberdade Assistida e Prestação de Serviço à Comunidade REPENSAR Programa de Abordagem Social Plantão Social Núcleo de Políticas Públicas de Acessibilidade - NUUPA SERVIÇOS DE PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL DE ALTA COMPLEXIDADE Casa de Acolhimento Institucional Roberto Pirovano Zanatta

5 5.6.2 Casa de Acolhimento Institucional Herbert de Souza Casa de Acolhimento Institucional Anita Garibaldi Casa de Acolhimento Institucional Madre Tereza de Calcutá - Albergue Casa de Acolhimento Institucional à mulheres Vítimas de Violência Doméstica Maria da Penha Rede para Pessoas Idosas Instituições de Longa Permanência para Idosos - ILPI CIDADANIA EM REDE Cartório de Registro Civil Carteira de Identidade Título de Eleitor Carteira de Trabalho e Previdência Social CTPS Carteira Nacional de Habilitação Recursos Administrativos de Infrações de Trânsito Alistamento Militar PREVIDÊNCIA Instituto Nacional de Seguridade Social - INSS SIMPASSO Sindicato dos Servidores Municipais de Passo Fundo ÓRGÃO DE GARANTIA DE DIREITOS Balcão do Consumidor da Faculdade de Direito - UPF Programa de Defesa do Consumidor PROCON Posto do Juizado Especial Civil na UPF Serviço de Assistência Jurídica Gratuita da UPF Prestação Jurídica às Mulheres Vítimas de Violência - PROJURMULHER CONSELHOS TUTELARES MICRORREGIÕES I e II COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS MINISTÉRIO PÚBLICO Promotoria de Justiça de Passo Fundo Defensoria Pública (Cível e Família) Justiça do Trabalho TRT 4ª Região Ministério Público do Trabalho Delegacia Regional do Trabalho Justiça Federal Justiça Estadual MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Procuradoria da República em Passo Fundo Núcleo Avançado de Prática e Estudos Jurídicos NUPEJ Núcleo Jurídico - NUJURS DELEGACIA DE PROTEÇÃO À CRIANÇA E AO ADOLESCENTE ONDE PROCURAR AJUDA: CONSELHOS MUNICIPAIS Conselho Municipal de Assistência Social Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente Conselho Municipal de Pessoas com Deficiência Conselho Municipal do Idoso

6 8.5 Conselho Municipal de Segurança Alimentar Conselho Municipal de Habitação - CMH Conselho Municipal da Alimentação Escolar - CMAE Conselho Municipal de Desenvolvimento Agrário - CMDA Conselho Municipal de Administração do Parque Wolmar Salton Conselho Municipal de Segurança Alimentar Sustentável - COMSEAS Conselho Municipal de Meio Ambiente - CMMA Conselhos Tutelares Microrregiões I e II Conselho Municipal de Turismo Desporto e Cultura - COMTUR Conselho Municipal de Defesa do Consumidor COMDEC - PROCON Conselho Municipal de Acompanhamento de Controle Social do fundo de Manutenção e Desenvolvimento do ensino Fundamental - FUNDEB SECRETARIAS MUNICIPAIS Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social - SEMCAS Secretaria do Gabinete Secretaria Municipal de Habitação Secretaria Municipal do Interior Secretaria Municipal de Transporte, Mobilidade Urbana e Segurança Secretaria Municipal do Meio Ambiente Secretaria Municipal de Administração Secretaria Municipal da fazenda Secretaria Municipal da Indústria, Comércio e Serviços Secretaria Municipal de Obras Secretaria Municipal do Planejamento Secretaria Municipal da Saúde Secretaria Municipal de Desporto e Cultura Secretaria da Cultura do Estado do RS SEDAC ASSOCIAÇÕES DE MORADORES DE BAIRROS SERVIÇO DE UTILIDADE PÚBLICA Telefones Úteis Proteção ao Meio Ambiente Alcoólicos Anônimos Informações Úteis CONSIDERAÇÕES FINAIS

7 Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social SEMCAS A política de assistência social no município de Passo Fundo é coordenada pela Secretaria Municipal de Assistência Social. Foi criada em 1993 pela Lei municipal nº 2.910/936 com nome de Secretaria Municipal da Criança e Ação Social. Em 29 de Dezembro de 2004, o nome foi alterado pela Lei nº 4.217, passando a denominar-se Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social SEMCAS. Há dezesseis anos a SEMCAS, no município, atende os segmentos sociais da família, crianças, adolescentes, idosos, pessoas em vulnerabilidade social, Pessoas com Deficiências, em suas mais variadas problemáticas, tais como medida de proteção, ausência dos mínimos sociais, violência, entre outras. PANORAMA DO MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO O Município de Passo Fundo, atualmente, ostenta a condição de ser cidade Pólo Regional do Planalto Médio, integrante da região da Produção do Alto Uruguai e é referência destaque nas áreas da Saúde com uma Faculdade de Medicina de Renome, com vários profissionais e especialistas, Hospitais que possuem atendimento e equipamentos de última geração para atender aos pacientes e pessoas que provêm de muitas cidades da região e até de outros Estados. Na Educação, é a cidade que sedia a Jornada Nacional de Literatura e o Festival Internacional do Folclore, além de possuir comércio bem desenvolvido na prestação de serviços e construção civil em franca expansão e crescimento nos investimentos de imóveis. Com o fito de contribuir com o processo da informação e da construção de saberes, apontamos aqui alguns dados gerais acerca da realidade do Município. O Município de Passo Fundo dispõe de famílias, sendo que, em 2001, apurou-se que existem crianças na faixa etária de 0 a 3 anos, de 4 anos e na faixa etária dos 5 aos 6 anos. Tais dados tornam-se relevantes para pensarmos em planejar a oferta e a ampliação da rede pública de Educação Infantil, a qual se trata de uma Política Pública de Proteção Social e de Prevenção dos Agravos à infância e juventude. Esta política vem sendo estruturada recentemente, carecendo de metas claras para que haja uma cobertura total, garantindo, efetivamente, este direito a todas as crianças. Também considera-se a necessidade de implantar políticas públicas efetivas para a Juventude de Passo Fundo, pois o Município possui jovens na faixa etária dos 18 aos 19 anos e , com idade entre 20 e 24 anos. Este segmento

8 da população demandará políticas de aceleração da escolarização, profissionalização e inserção no mundo do trabalho, além de demandas específicas para a área da saúde no Campo de tratamento para dependência química de Álcool e Drogas, acidentes, entre outros fenômenos contemporâneos. Quanto as políticas públicas para as pessoas idosas a partir dos 60 anos, tem-se no município idosos, sendo que há necessidade de um maior envolvimento das famílias, das instituições e do Poder Público a fim de agirem como protagonistas para facilitar a inserção dos idosos no convívio social, em atividades culturais e de lazer, no estabelecimento de programas sociais, por meio dos quais os idosos possam compartilhar suas experiências com os mais jovens e as crianças. Também faz-se necessária a criação de um grupo gestor das políticas públicas para a 3ª idade, que poderá planejar a atenção das demandas específicas desta população, quanto aos equipamentos sociais que promovam a saúde e qualidade de vida, preparação de cuidadores domiciliares e institucionais, inserção no mundo do trabalho. Famílias acolhedoras, Centros de Convivência municipal equipado e adaptado com piscinas de hidroginástica, campo com pista para passeios de bicicletas e instrutores esportivos para a 3ª idade, praça de alimentação e um galpão crioulo como forma de manter vivas as tradições gaúchas, sendo este um espaço de expressão cultural e étnico dos idosos. Também proporcionar gincanas, intercâmbios municipais e estaduais, entre outras atividades com acesso facilitado a todos os idosos do município. Praças públicas que sejam planejadas para idosos usufruírem de lazer com equipamentos de exercícios físicos distribuídos no seu entorno, além de criar-se espaços públicos de acesso às novas tecnologias de comunicação através de (Lan House), casas de informática disponibilizadas na cidade, a fim de que os idosos exerçam uma forma de comunicação mais barata com tempo maior de diálogo, via Internet, com seus amigos, parentes distantes, além de proporcionar diversão e jogos sadios. Todas essas atividades citadas acima deverão ser realizadas com idosos independentes, em espaços físicos da comunidade ( Centros de Convivência para Idosos), mediante frequência regular mínima de 06 horas semanais e adaptado às possibilidades dos grupos, com programação elaborada a partir do interesse dos idosos. Por se tratarem de locais comunitários, as atividades desenvolvidas serão organizadas de acordo com as possibilidades da infraestrutura, centradas em serviços de caráter social. Os grupos de convivência para idosos são estratégias metodológicas que têm como objetivos: nucleação do grupo, realização de atividades, incluindo passeios turísticos, encontros intergrupais, atividades recreativas, laborais, manejo de plantas, horta medicinal e educação alimentar, atividades artísticas com finalidade de serem estabelecidas as relações sociais e o fortalecimento, desenvolvimento dos laços de amizade e solidariedade entre os idosos e suas famílias. O Município também dispõe de 72 estabelecimentos de saúde, sendo 45 públicos (1 federal e 44 estaduais) e 27 privados, 15 destes credenciados pelo SUS. Para internação existem 5 serviços, 1 público e 4 privados, sendo 3 credenciados pelo SUS; há 837 leitos para internação, sendo 69 em estabelecimentos de saúde públicos, 704 em estabelecimentos de saúde privados credenciados pelo SUS. Tal dado aponta o peso significativo da execução da política de saúde por meio de serviços privados, credenciados pelo SUS, o que pode, por vezes, comprometer o controle e acesso à política.

9 São 57 estabelecimentos de saúde com atendimento ambulatorial, sendo que, destes, 47 possuem atendimento médico em especialidades básicas e 19 atendimento médico em outras especialidades, 32 estabelecimentos oferecem atendimento odontológico. Há 5 estabelecimentos de saúde com atendimento de emergência total. Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE, Resultados da Amostra do Censo Demográfico 2000.

10 Apresentação Este documento se valida na necessidade de se ter um instrumento informativo que seja acessível à população em geral os mais diferentes serviços da rede de atendimento de que o Município de Passo Fundo dispõe. Dessa forma, este manual informativo tem como objetivo a socialização dos serviços e a viabilização desses à população, possibilitando que a comunidade reconheça melhor seus direitos e tenha acesso aos serviços oferecidos. Neste instrumento, não só é divulgada a Rede Cidadão de Atendimento, mas também se apresenta à sociedade a possibilidade de ir além da informação. Deseja-se despertar, no usuário deste manual, uma postura reflexiva sensível para a contribuição de possíveis mudanças nos elementos formadores das políticas públicas sociais, pois elas é que permitem o acesso à igualdade e inclusão social de todos, sejam cidadãos, crianças, adolescentes, população adulta, idosos e portadores de necessidades especiais. Tecer a Rede de Proteção Social de forma efetiva, no Município, torna-se um desafio, pois conclama a sociedade civil como um todo no sentido de que, a partir do conhecimento, se poderá despertar maior envolvimento das pessoas nos processos dinâmicos de transformação do ser humano no seu interior, para que se tornem mais solidários nas relações sociais das quais toda pessoa deseja fazer parte, de pertencer a uma sociedade em um determinado tempo, pois só assim poderemos promover a todos como sujeitos de direitos, rumo à construção de sua própria história.

11 Política Pública de Educação Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional Lei n 9394 de 20 de dezembro de1996 Art.1 : A educação abrange os processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nas instituições de ensino e pesquisa, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais. 1 Esta lei disciplina a educação escolar, e se desenvolve, predominantemente,por meio do ensino, em instituições próprias. 2 A educação escolar deverá vincular-se ao mundo do trabalho e à prática social. Educai as crianças para que não seja necessário punir os adultos. (Pitágoras)

12 Secretaria Municipal de Educação Endereço: Rua Dr. João Freitas, 75 Petrópolis Fone: (54) Responsável pelas atividades relativas à educação, à instalação e manutenção de estabelecimentos municipais de ensino, pelo planejamento e execução do Plano Municipal de Educação e de seus programas setoriais. Outros Telefones: Gabinete do Secretário: / Administrativo: / Pedagógico: / Nutrição: / Registros Escolares: Transporte escolar:

13 3 REDE SOCIAL DE ENSINO Educação nunca foi despesa. Sempre foi investimento com retorno garantido. (Arthur Lewis) 3 ESTABELECIMENTOS DE ENSINO DA REDE PARTICULAR COLÉGIO BOM CONSELHO Endereço: Antônio Araújo, Centro Fone: CEP: COLÉGIO NOTRE DAME Endereço: Av. Brasil Oeste, Centro Fone: CEP:

14 COLÉGIO MARISTA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO Endereço: Paissandu, Centro Fone: CEP: INSTITUTO EDUCACIONAL DE PASSO FUNDO - IE Endereço: Av. Brasil Oeste, Bairro Boqueirão Fone: CEP: CONGREGAÇÃO MISSIONÁRIA REDENTORISTA ESCOLA MENINO DEUS Endereço: Angélica Otto, Bairro Boqueirão Fone: CEP: ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL MENINO JESUS NOTRE DAME Endereço: General Prestes Guimarães Bairro Rodrigues Fone: (54) CEP: ESCOLA DO REINO Endereço: Independência, 28 Fone: (54) Horário: das 7 h às 19 h - Turno: Integral ou Parcial ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL CÍRCULO OPERÁRIO Endereço: Marcelino Ramos, 231 Centro Fone: (54) CEP: ; ESCOLA DE ENSINO MÉDIO GARRA Endereço: Moron, 159/3º e 4º andar Centro Fone: (54) CEP:

15 CENTRO DE ENSINO MÉDIO INTEGRADO - UPF Endereço: Campus Universitário Fone: (54) CEP: COLÉGIO GAMA UNIVERSITÁRIO Endereço: Fagundes dos Reis, 800 Centro Fone: (54) CEP: COLÉGIO DIRETO Endereço: Av. General Neto, 527 A Centro. Fone: (54) CEP: ESCOLA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL SENAC- PASSO FUNDO Endereço: Av. 7 de Setembro, 1045 Centro Fone: (54) FAX: (54) ESCOLA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL SÃO VICENTE Endereço: Coronel Chicuta, 150 Centro Fone: (54) CEP: ESCOLA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DO HOSPITAL DA CIDADE Endereço: Tiradentes, 295 Centro Fone: (54) CEP: ESTABELECIMENTOS DE ENSINO DA REDE PARTICULAR CRECHES ESCOLA ABC Endereço: Rua Dom Pedrito, 457 Vera Cruz Fone: CEP:

16 ESCOLA AMOR PERFEITO Endereço: Coronel Chicuta, 64 A Centro Fone: CEP: ESCOLA ANJINHO DA GUARDA Endereço: Uruguai, 2182 Centro Fone: CEP: ESCOLA ARCA DE NOÉ Endereço: General Netto, 929 Vila Vergueiro Fone: ESCOLA ARCO-ÍRIS LTDA. Endereço: Rua Paissandú, 1163 Petrópolis Fone: CEP: ESCOLA ARTES E MANHAS Endereço: Rua Eduardo de Brito, 1649 Fone: CEP: ESCOLA BABY BRILHO Endereço: Rua Benjamin Constant, 567 Centro Fone: CEP: ESCOLA BALÃO MÁGICO Endereço: Rua Belo Horizonte, 160 sala 01 Petrópolis Fone: CEP: ESCOLA BOM CONSELHO Endereço: Rua Antônio Araújo, 666 Centro Fone: CEP: ESCOLA BOM PASTOR Endereço: Rua Minas Gerais, 1326 Lucas Araújo Fone: CEP:

17 ESCOLA BRILHO DE SOL Endereço: Rua Uruguai, 1827 Centro Fone: CEP: ESCOLA BRINCANDO E APRENDENDO Endereço: Av. Brasil, 1424 Boqueirão Fone: CEP: ESCOLA DO REINO Endereço: Rua Independência, 25 Centro Fone: CEP: ESCOLA CASCATINHA Endereço: Rua Jacinto Vila Nova, 224 Vila Annes Fone: CEP: ESCOLA CHEIRINHO DE AMOR Endereço: Av. Presidente Vargas, 2852 São Cristóvão Fone: CEP: ESCOLA CIRANDINHA ENDEREÇO: Rua Coronel Chicuta, 999 Centro FONE: CEP: ESCOLA COLIBRI Endereço: Rua Paulo Fernandes, 143 São Cristóvão Fone: CEP: ESCOLA DOCE INFÂNCIA Endereço: Rua Aspirante Jenner, 821 Santa Maria Fone: CEP: ESCOLA ESTRELA GUIA Endereço: Rua Nascimento Vargas, 531 Vergueiro Fone: CEP:

18 ESCOLA LUZ DO SOL Endereço: Rua Tiradentes, 148 Centro Fone: CEP: ESCOLA GOTINHAS DE AMOR Endereço: Rua Coronel Chicuta, 85 A Centro Fone: CEP: INSTITUTO EDUCACIONAL Endereço: Av. Brasil Oeste, 1623 Boqueirão Fone: CEP: INSTITUTO MENINO DEUS Endereço: Rua Angélico Otto Fone: CEP: ESCOLA KIMBA Endereço: Rua Vacaria, 99 Vera Cruz Fone: CEP: ESCOLA CIRANDA- CIRANDINHA Endereço: Rua Antônio Araújo, 687 Centro Fone: CEP: ESCOLA MENINO JESUS NOTRE DAME Endereço: Rua Gal. Prestes Guimarães, 520 Vila Rodrigues Fone: CEP: ESCOLA MUNDO DA CRIANÇA Endereço: Rua Olavo Hann, 60 Lot. C. Popular São Cristóvão Fone: CEP: ESCOLA MUNDO INFANTIL Endereço: Rua Prestes Guimarães, 371 Vila Rodrigues Fone: CEP:

19 COLÉGIO NOTRE DAME Endereço: Av. Brasil Oeste, 952 Centro Fone: CEP: ESCOLA PEQUENO ANJO Endereço: Rua Ministro Francisco Brochado da Rocha, 105 São José Fone: CEP: ESCOLA PINTANDO O SETE Endereço: Rua Moron, 1946 Centro Fone: CEP: ESCOLA REI LEÃO Endereço: Rua Silva Jardim, 391 Centro Fone: CEP: COLÉGIO MARISTA CONCEIÇÃO Endereço: Rua Paissandú, 889 Centro Fone: CEP: ESCOLA SAN PATRICK Endereço: Rua General Netto, 870 Vila Vergueiro Fone: CEP: ESCOLA SANTA TEREZINHA Endereço: Rua Rio Branco, 999 Cruzeiro Fone: CEP: ESCOLA SÃO MATEUS Endereço: Rua General Osório, 805 Centro Fone: CEP: ESCOLA SEMENTINHA DO AMOR Endereço: Av. Presidente Vargas, 3952 São Cristóvão Fone: CEP:

20 ESCOLA SOL E LUA Endereço: Rua Moron, 3298 Boqueirão Fone: CEP: ESCOLA TREM DA ALEGRIA Endereço: Avenida Brasil, 1129 Centro Fone: CEP: ESCOLA SABEDORIA Endereço: Rua Daltro Filho, 266 Centro Fone: CEP: ESCOLA SABER FAZER Endereço: Rua João Catapan, 2279 Menino Deus Fone: CEP: ESCOLA CIA. DA CRIANÇA Endereço: Rua Saldanha Marinho, 262 Centro Fone: CEP: ESCOLA PENÉLOPE CHARMOSA Endereço: Rua Uruguai, 1383 Centro Fone: CEP: ESCOLA PETER PAN Endereço: Rua Benjamim Constant, 704 Centro Fone: CEP: ESCOLA SONHO ENCANTADO Endereço: Rua Paissandú, 1932 Centro Fone: CEP: ESCOLA SOU FELIZ Endereço: Rua Moron, 3163 Boqueirão Fone: CEP:

21 ESCOLA UNIVERSO DA CRIANÇA Endereço: Rua Tomáz Gonzaga, 645 Vila Fátima Fone: ESTABELECIMENTOS DE EDUCAÇÃO INFANTIL DA REDE MUNICIPAL CRECHES Critério para utilização do serviço: Preferencialmente para as famílias em que os pais (genitores) ambos, possuam vínculo empregatício, e que a empresa empregadora não disponibiliza creche aos filhos de seus funcionários. Horário de Atendimento: das 7h às 17h30min Faixa etária: de 6 meses a 6 anos CRECHE BERÇO DO BEBÊ IGREJA 02 METODISTA Endereço: Rua Silveira Martins, 34 São José Fone: CEP: CRECHE HOSPITAL DA CIDADE RAIO DE SOL Endereço: Rua Silva Jardim, 144 Centro Fone: / CEP: CRECHE DO HOSPITAL SÃO VICENTE DE PAULO Endereço: Rua Teixeira Soares, 808 Centro Fone: CEP: CRECHE SANTA IZABEL SOCIEDADE SÃO VICENTE DE PAULO Endereço: Rua Pio XI, 733 Lucas Araújo Fone: / CEP: CENTRO EDUCACIONAL ASSISTENCIAL METODISTA EDITH SCHISLER CEAMES Endereço: Rua Inalda Tonsen Bonifácio, 95 Santa Marta Fone: CEP: CENTRO EDUCATIVO E PROMOCIONAL SANTA TEREZINHA Endereço: Rua das Roseiras, 12 Dona Júlia Fone: / CEP:

22 ESCOLA CENTRO JUVENIL MERICIANO Endereço: Rua Sergipe, 122 São José Fone: CEP: ESCOLA JOÃO BUSATO E MENINO DEUS FUNDAÇÃO LUCAS ARAÚJO Endereço: Rua Presidente Vargas, 317 Fone: CEP: ESCOLA MATERNAL E JARDIM DA INFÂNCIA SÃO FRANCISCO SOCREBE Endereço: Av. João Catapan, 1297 Santa Marta Fone: / CEP: ESCOLA RITA SIROTSKY ASSISTÊNCIA SOCIAL DIOCESANA LEÃO XIII Endereço: Rua Aspirante Jenner, 470 Santa Maria Fone: CEP: ESCOLA SORRISO DE AMANHÃ APAE Endereço: Rua Bezerra de Menezes, 70 Popular Fone: CEP: ESCOLA BERÇO DA ESPERANÇA ASSISTÊNCIA SOCIAL LEÃO XIII Endereço: Rua Passo Fundo, 352 Vila Luiza Fone: CEP: ESCOLA BOM JESUS ASSISTÊNCIA SOCIAL DIOCESANA LEÃO XIII Endereço: Rua São Roque, 739 Bom Jesus Fone: CEP: CENTRO DE JUVENTUDE Endereço: Rua Esteio, 100 Ipiranga Fone: Leão XIII CEP: LAR IVONE TEREZINHA DALL IGNA Endereço: Rua São Leopoldo, 200 Vera Cruz Fone: CEP:

23 ESCOLA MUNICIPAL ASSISTENCIAL SAMI Endereço: Rua Moron, 2260 Fone: CEP: Zona Urbana COLÉGIO ESTADUAL JOAQUIM FAGUNDES DOS REIS Endereço: Brasil Oeste, 1241 Boqueirão Fone: (54) CEP: E. E. DE EDUCAÇÃO BÁSICA MONTEIRO LOBATO Endereço: Dolores Torriani, s/n - Planaltina Fone: (54) CEP: E. E. DE ENSINO MÉDIO ALBERTO PASQUALINI Endereço: Aspirante Jenner, 334 Santa Maria Fone: (54) CEP: E. E. DE ENSINO FUNDAMENTAL ANNA WILLIG Endereço: Mascarenhas, 329/A Operária Fone: (54) CEP: E. E. DE ENSINO FUNDAMENTAL CEL. GERVÁSIO LUCAS ANNES Endereço: Lava Pés, 375/ A Vila Petrópolis Fone: (54) CEP: E. E. ENSINO FUNDAMENTAL ERNESTO TOCCHETTO Endereço: Palmeira, 183 Vila Vera Cruz Fone: (54) CEP:

24 E. E. DE ENSINO FUNDAMENTAL GOMERCINDO DOS REIS Endereço: João Vergueiro, 116 Vila Carmem Fone: (54) CEP: E. E. DE ENSINO FUNDAMENTAL IRMÃ MARIA MARGARIDA Endereço: Olivério Trindade, 195 Victor Issler Fone: (54) CEP: E. E. DE ENSINO FUNDAMENTAL JERÔNIMO COELHO Endereço: Riachuelo, s/n - São Cristóvão Fone: (54) CEP: E. E. DE ENSINO FUNDAMENTAL JUNTO AO CENTRO DE ATENDIMENTO SOCIOEDUCATIVO. PF Endereço: Epitácio Pessoa, 653 São Luiz Gonzaga Fone: (54) / CEP: E. E. DE ENSINO FUNDAMENTAL MARIA DOLORES FREITAS BARROS Endereço: João Catapan, s/n - Santa Maria Fone: (54) CEP: E. E. DE ENSINO FUNDAMENTAL MAURÍCIO SIROTSKI SOBRINHO Endereço: Presidente Vargas, 317 São Cristóvão Fone: (54) CEP: E. E. DE ENSINO FUNDAMENTAL MONTE CASTELO Endereço: Francisco Alves, 203 Vila Rodrigues Fone: (54) CEP: E. E. DE ENSINO FUNDAMENTAL PROFª EULINA BRAGA Endereço: Uruguai, 304 Vila Petrópolis

25 Fone: (54) CEP: E. E. DE ENSINO ALBUQUERQUE FUNDAMENTAL PROFª LUCILLE FRAGOSO Endereço: Arthur kuss, 158 Vila Vera Cruz Fone: (54) CEP: E. E. DE ENSINO FUNDAMENTAL SALOMÃO IOCHPE Endereço: Bento de Menezes, s/n Vila Cruzeiro Fone: (54) CEP: E. E. DE ENSINO FUNDAMENTAL WOLMAR ANTONIO SALTON CIEP Endereço: São Roque, 691 Bom Jesus Fone: (54) CEP: E. E. DE ENSINO MÉDIO ADELINO PEREIRA SIMÕES Endereço: André da Rocha, 235 Nonoai Fone: (54) CEP: E. E. DE ENSINO MÉDIO ANNA LUÍSA FERRÃO TEIXEIRA Endereço: Dona Elisa, 693 Vila Fátima Fone: (54) CEP: E. E. DE ENSINO MÉDIO ANTONINO XAVIER DE OLIVEIRA Endereço: Doutor Cândido Lopes, 37 Vila Luiza Fone: (54) CEP: ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO GENERAL PRESTES GUIMARÃES Endereço: James de Oliveira Franco, 55 São José DE

26 Fone: CEP: E. E. DE ENSINO MÉDIO MÁRIO QUINTANA Endereço: Do Barão, s/n - Edmundo Trein - Cohab I Fone: CEP: E. E. DE ENSINO MÉDIO NICOLAU DE ARAÚJO VERGUEIRO Endereço: Paissandú, 1839 Centro Fone: CEP: E. E. DE ENSINO MÉDIO PROTÁSIO ALVES Endereço: Av. Brasil s/n - Praça Ernesto Tocchetto Centro Fone: CEP: E. E. ESCOLA ABERTA NA ESCOLA ESTADUAL DE 1 GRAU Endereço: BR-285, Km 171 São José Fone: CEP: INSTITUTO ESTADUAL CARDEAL ARCO VERDE Endereço: Olavo Bilac, Vila Petrópolis Fone: CEP: INSTITUTO ESTADUAL CECY LEITE COSTA Endereço: Presidente Vargas, São Cristóvão Fone: CEP: E. E. DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL JOÃO DE CÉSARO Endereço: Erechim, s/n - Vera Cruz Fone: CEP:

27 NÚCLEO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Endereço: Presidente Vargas, 100 Fone: CEP: NEEJA DE CULTURA POPULAR JULIETA VILLAMIL BALESTRO Endereço: Ana Néri, São Luiz Gonzaga Fone: CEP: NTE NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL REGIÃO DA PRODUÇÃO II Endereço: Presidente Vargas, Centro Fone: CEP: Zona Rural E. E. DE ENSINO FUNDAMENTAL ABHRAMO ÂNGELO ZANOTO Endereço: Localidade de São Roque CEP: E. E. DE ENSINO FUNDAMENTAL BELA VISTA Endereço: Localidade de Bela Vista Fone: Ramal 206 CEP: E. E. DE ENSINO FUNDAMENTAL CLAUDIO MANOEL DA COSTA Endereço: Povoado Estação Ferroviária Distrito popular Fone: CEP: E. E. DE ENSINO FUNDAMENTAL JOÃO ROSSO Endereço: Nossa Senhora de Fátima, Distrito de São Roque FoneE: CEP: E. E. DE ENSINO FUNDAMENTAL VALDEMAR ZANATA Endereço: Distrito de São Roque Fone: CEP:

28 3.4 ESTABELECIMENTOS DE FORMAÇÃO DA REDE ESCOLA DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL ACM PASSO FUNDO Endereço: Bento Gonçalves, 312 Centro Fone: (54) CEP: CENTRO MUNICIPAL DE ATENDIMENTO AO EDUCANDO CEMAE Local de Atendimento: Av. Brasil, 792 Centro Telefone: (54) Horário: das 8h às 12h e das 13h30min às 18h30min Objetivo: Oportunizar aos educandos de toda a rede municipal,atendimento multidisciplinar nas áreas pedagógica, psicológica, fonoaudiológica, médica, possibilitando o diagnóstico e tratamento de diversas alterações que afetam sua aprendizagem e seu desenvolvimento integral; bem como manter constante interação com a escola e a família. Favorecer o processo de inclusão para estudantes com deficiência intelectual, visual, auditiva, física, superdotação e altas e trastorno globais do desenvolvimento (altismo e psicose). Público Alvo: Alunos da rede municipal de ensino, da Educação infantil ao ensino fundamental. Atividades Desenvolvidas: Triagem, avaliação e atendimento na área fonoaudiológica, psicomotricidade e médica (otorrinolaringologia, pediatra, neurologia e psiquiatria). Observação: Os estudantes são atendidos mediante encaminhamento preenchido pela escola ou educação infantil da Rede Municipal de ensino ou encaminhados pelo Conselho Tutelar e Secretária Municipal de Saúde COMISSÃO DE APOIO E VALORIZAÇÃO DA FAMÍLIA E DA ESCOLA CONAFE Endereço: Teixeira Soares, 625 Telefone: Objetivo: Construir uma prática pedagógica voltada à educação para a cidadania. Público Alvo: Rede escolar e comunidade escolar. Oficinas Oferecidas: Bijuterias com encartes de propagandas Corte e costura Customização Tapetes de emborrachados Pintura em tecido Crochê, tricô e bordado Ímãs de geladeira Origamis (dobraduras)

29 Programas e Projetos: Paz, Cidadania e Civismo - Responsabilidade de Todos Objetivo dos Projetos: Despertar nos cidadãos de todas as idades o sentimento de que todos somos responsáveis pelo mundo em que vivemos, e desenvolver atividades voltadas para a educação e uma cultura de paz, visando a enfrentar os problemas de violência na família, escola e sociedade. Atividades Desenvolvidas: Palestras, teatros, entrevistas, distribuição de material educativo nas escolas e comunidades, visitas, atendimento psicológico, eventos esportivos, materiais para jornais, prevenção no uso de drogas, respeito ao meio ambiente e participação em eventos CENTRO DE ESTUDOS ORTOPÉDICOS DE PASSO FUNDO CEOP Endereço: Paissandú, 928 Bairro Centro - CEP: Fone: ( 54) Tipo de atendimento: Sistema Único de Saúde SUS Objetivos: Tem por finalidade desenvolver práticas nos vários setores de especialização da medicina, prestando serviços de atendimento à população em geral, mediante convênios com entidades públicas, privadas ou particulares CENTRO ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA AO EDUCANDO CEAE Local de Atendimento: Fagundes dos Reis, 170 Centro Horário: das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min Telefone: (54) Objetivo: Desenvolver ações de educação para a saúde escolar, promoção da saúde e prevenção de doenças, através de um conjunto de ações articuladas desenvolvidas por uma equipe multiprofissional e que visa a promover proteções e a recuperar a saúde do ser humano em idade escolar, da forma mais precoce possível e por meio de ações educativas. Público Alvo: Estudantes e professores da rede estadual da 6ª CRS Programas/Projetos: Prevenção da gestação indesejada na adolescência. Prevenção do tabagismo e outros fatores de risco para o câncer. Atenção aos problemas de aprendizagem. Prevenção aos desvios nutricionais. Detecção precoce de problemas visuais e auditivos. Atividades Desenvolvidas: Oferta de consultas de clínica especializada, otorrino, oftalmo, neuro, dentista, clínico geral, escutas, atendimentos psicopediátricos,

30 prevenção à cárie e doença periodontal, avaliação e prevenção a problemas auditivos visuais e nutricionais. Cursos de formação para professores na área da prevenção. Observação: Para acessar os serviços do CEAE é necessário preencher o protocolo de encaminhamento ou realizar contato direto. Também é realizada triagem nas escolas IEAS COLÉGIO BOM CONSELHO Local de atendimento: Rua Antônio Araújo, 666 Centro Horário: das 7h30min às 11h45min e das 13h30min às 17h30min Telefone: (54) Objetivo: Promover Assistência Social aos menos favorecidos, oportunizando-lhes uma educação de qualidade que responda aos desafios da realidade, desenvolvendo a consciência crítica frente à situação social mundial e incorporando valores éticos na construção da cidadania, de maior número de crianças e jovens com prioridade aos menos favorecidos. Público Alvo: Alunos carentes da Educação Infantil ao Ensino Médio. Programas/Projetos: PASES Programa de Assistência Social Educacional Salvatoriana. Atividades Desenvolvidas: Atendimento a alunos carentes com bolsas parciais ou integrais CENTRO DE EDUCAÇÃO E ASSESSORAMENTO POPULAR CEAP Endereço: Independência, 95 Sala 2 Telefone: (54) Horário de atendimento: das 8h às 12h e das 13h30min às 18h Público Alvo: Líderes comunitários, grupos, organizações sociais Objetivo: Promover a educação popular para a cidadania, desenvolvendo o processo da formação e capacitação de lideranças e organizações. Programas Projetos: Controle Popular Relações de Gênero Novos Sujeitos Sociais Populares Desenvolvimento Sustentável e Solidário Atividades Desenvolvidas: assessoramento, seminários, cursos, reuniões, visitas e acompanhamento.

31 3.4.8 CENTRO DE TECNOLOGIAS ALTERNATIVAS POPULARES CETAP Endereço: Rua General Osório nº1830 (esquina com Capitão Araújo) Fone: / (54) Horário de Atendimento: de Segunda a Sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30min às 18h Tipo de atendimento: Entidade Educacional, Assessoria e planejamento agrícola e/ ou pesquisa. (mini e pequenos agricultores). Objetivos: Prestar serviços de formação,capacitação,assessoria e monitoramento,que contribuam para o desenvolvimento local com sustentabilidade e inclusão social INSTITUTO DA SAGRADA FAMÍLIA ISAFA Local de Atendimento: Rua da Floresta, 1043 Petrópolis Horário: das 9h às 12h e das 13h30min às 18h Telefone: (54) Objetivo: Criar e administrar atividades de formação humana, profissional e de ensino nos níveis médio e superior. Ministrar ensino religioso, orientação educacional e profissional. Público Alvo: Estudantes de ensino médio e superior Atividades Desenvolvidas: Cursos de informática que disponibilizam 35 vagas por ano. Curso de graduação em Filosofia e Teologia, 55 vagas por turma. Orientação vocacional e profissional. Serviços de alimentação e hospedagem. Parceria com entidades para o desenvolvimento de atividades que visem à promoção humana e à cidadania. Palestras e seminários de orientação humana. Atendimento às pessoas carentes e busca de alternativas de trabalho e renda. Despertar as pessoas para a necessidade de organização e participação na conquista da cidadania. O curso de informática e o curso de graduação em Filosofia e Teologia visam a favorecer e a oportunizar o acesso às pessoas desprovidas de recursos financeiros, através de abonos, descontos e bolsas de estudo. É necessário apresentar comprovante de renda da família. Observação: Em Passo Fundo, as atividades estão relacionadas ao Centro de Cultura e Cidadania, onde atualmente funciona o IFIBE e entidades afins.

32 UNIVERSIDADE DE PASSO FUNDO UPF Endereço: Campus I - Bairro São José Fone: ( 54) (54) CEP: Objetivo: A Fundação Universidade de Passo Fundo é uma entidade de direito privado, com fins de Filantropia, que, através de sua mantidas, realiza ações integradas às necessidades da comunidade regional, nas áreas da cultura, da educação, da saúde e da assistência social. Suas mantidas são a Universidade de Passo Fundo, o Centro de Ensino Médio Integrado-UPF, a UPF idiomas e a TV UPF. Tipo de atendimento: Curso de Nível Superior, Pós-graduação, Ensino Médio, Idiomas e prestação de serviços, através de canais educativos de rádios e televisão. Atende a comunidade local e regional através dos serviços de psicologia, odontologia, medicina, enfermagem, fonoaudiologia, fisioterapia, análises clínicas e laboratoriais, veterinária e dos núcleos jurídicos, entre outros. Realiza ações para o atendimento de pessoas em situação de vulnerabilidade e/ou risco social ou pessoal. Disponibiliza, também, o acesso às bibliotecas nos diversos campi, com o diferencial do espaço do Mundo da Leitura, que está estruturado para o atendimento de crianças e adolescentes. Mantém para a visitação da comunidade o Museu de Artes Visuais Ruth Schneider (MAVRS), o Museu Histórico Regional (MHR), o Arquivo Histórico Regional, o Museu Zoobotânico Augusto Ruschi (MUZAR), o Zoológico e o Serpentário. 3.5 CURSOS TÉCNICOS PROFISSIONALIZANTES SME UNIVERSIDADE POPULAR CENTRO DE ENSINO PROFISSIONALIZANTE MANOEL CHÁO ALONSO Endereço: Rua XV de Novembro, 777 Telefone: (54) Tipo de atendimento: Aquarelado, auxiliar administrativo, biscuit, bordado, bordado em pedraria e bijuteria, cabeleireiro, cartonagem, corte e costura, culinária, depilação, doces e salgados, espanhol, estética facial, macramê, manicure e pedicure, massoterapia, patchwork, pintura em madeira, pintura em tecido, pintura em vidro, promotor de vendas, recepcionista, tricô, crochê, alfabetização, prévestibular. Horário de Atendimento: das 8h às 22h Critério para utilização do serviço: A comunidade Faixa etária: acima de 16 anos

33 ALFABETIZAÇÃO DE ADULTOS Endereço: Rua Moron, º andar Sala 301 Telefone: (54) Tipo de atendimento: Alfabetização Faixa etária: acima de 15 anos Horário de Atendimento: das 12h30min às 18h30min e das 19h30min às 22h Critério para utilização do serviço: A comunidade PRÉ-VESTIBULAR POPULAR Endereço: Rua Moron, º andar Sala 301 Telefone: (54) Tipo de atendimento: Pré-vestibular Horário de Atendimento: das 12h30min às 18h30min e das 19h30min às 22h Critério para utilização do serviço: A comunidade Faixa etária: Frequentar o 3º ano do ensino médio conforme a renda familiar UNIVERSIDADE POPULAR UP Objetivo: Oferecer à população mais carente novos caminhos e oportunidades de promoção social e qualidade de vida, facilitando a sua incorporação no mercado de trabalho. Endereço: Rua João Freitas, 75 Telefone: (54) Critério de acesso: Ser de classe menos favorecida, direcionado a jovens e adultos. Horário de atendimento: das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h TRABALHO E GERAÇÃO DE RENDA Programa Costura Industrial Geraldo Tessler Parceria: Prefeitura Municipal de Passo Fundo, Senai, Sindivest, Lions Club Endereço: Teixeira Soares, 625 Telefone: (54) Ramal 207 Critérios de inserção: Pessoas de baixa renda com idades entre 16 e 55 anos e ter cursado no mínimo até a 5ª série Público Alvo: Ambos os sexos Duração do curso: 280h (200h em curso e 80h de aperfeiçoamento) PAC Por um Brasil Alfabetizado Composto por 8 turmas de 25 integrantes cada, distribuídas nos principais bairros da cidade. Duração do curso: O curso tem um total de 240 horas, acontece durante 6 meses, com 10 horas semanais. Parceria: SESI e MEC Objetivo: Deixar de ser apenas um emprego temporário para os trabalhadores desempregados, aprendendo uma profissão e garantindo uma melhor autoestima e uma qualificação para novas e melhores ocupações, propiciando, assim, a garantia de empregos duradouros.

34 CAPACITAÇÃO PARA O TRABALHO Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET - RS Endereço: Perimetral Leste, 150 entroncamento com BR 285 Passo Fundo - RS Telefone: (54) Endereço Eletrônico: Objetivo: Instituição federal sem fins lucrativos que visa à formação técnica e profissional para atuar nas áreas de informática e mecânica industrial. Requisitos para ingresso: Ensino médio completo Duração do curso: 4 semestres com estágio curricular obrigatório Formação: Técnico em Sistemas de Informação e Técnico Mecânico Industrial SERVIÇO NACIONAL SENAI Endereço: Caxias, 116 Vera Cruz Fone: (54) /4492/ Critério para Utilização do Serviço: Comunidade Horário: Manha, Tarde e Noite Tipo de Atendimento: Cursos profissionalizantes: áreas de eletroeletrônica; Metal mecânica; Segurança do trabalho; Automotiva; Construção Civil Faixa etária: Adolescentes e adultos ASSISTÊNCIA SOCIAL DIOCESANA LEÃO XIII Escola Agrícola Santo Antão Endereço: Localidade de Santo Antão Fone: (54) Critério para Utilização do Serviço: Idade, seleção, teste vocacional, curso de 1 ano Tipo de Atendimento: Escola agrícola; Tipo de cursos: Suinocultura, piscicultura Faixa etária: 14 a 20 anos Horário: integral CENTRO DE FORMAÇÃO SENAC Endereço: Av. 7 de Setembro, 1045 Centro Público Alvo:Em geral Telefone: (54) Horário: das 7 às 12:00hs, das 13:30 às 22:30hs Serviços Oferecidos: Cursos Profissionalizantes Faixa etária: A partir dos 14 anos Objetivo : É a missão para educar para o trabalho e a atitude para o comércio, serviços e turismo. CENTRO DE FORMAÇÃO - SESC Endereço: Avenida Brasil Oeste / CENTRO Telefone: (54) Horário: das 7h às 22:00hs Público Alvo: Em geral Objetivo: Saúde e bem-estar de todos

35 CENTRO DE FORMAÇÃO - SEST/SENAT Endereço: Av. Perimetral Deputado Guaraci Marinho nº 600 Telefone: (54) Horário:8:00 as 12:00/ 13:00 as 18:00hs Público Alvo:Ao funcionário da área de trasporte e também o público em geral. Objetivo: Proporcionar momentos de lazer, cultura e educação ao funcionário na areá de transporte e também para sua qualidade de vida. CENTRO DE FORMAÇÃO - SESI Endereço: Coronel Camisão nº 283/centro Telefone: Público Alvo: Em geral/ Industriários Horário:8:00 as 12:00/ 13:00 as 18:00hs Objetivo: Atender ao público e aos industriários na areá de lazer e cultura. CENTRO DE FORMAÇÃO - SINE Endereço: Avenida Brasil Oeste nº651 Telefone: Público Alvo: Em geral Horário:8:00 as 12:00/ 13:00 as 16:00hs ESCOLA PROF. GERALDO TESSLER DE CORTE E COSTURA Endereço: Av. Brasil, 758 Telefone: (54) Horário: Manhã e tarde Faixa etária: Mais de 14 anos Critério para Utilização do Serviço: Renda Tipo de Atendimento: Melhoria de renda familiar, semi profissionalizante para o mercado de trabalho ASSISTÊNCIA SOCIAL DIOCESANA LEÃO XIII Escola Profissionalizante João XXIII Endereço: Paissandú, 1830 Centro Telefone: (54) Horário: Manha, Tarde e Noite Critério para Utilização do Serviço: Oriundos dos Centros de Juventude, renda, interesse. Tipo de Atendimento: Escola profissionalizante Faixa etária: 14 a 20 anos MITRA DIOCESANA Pastoral da Juventude Endereço: Coronel Chicuta, 436 Telefone: (54) Critério para Utilização do Serviço: Faixa etária (13 a 25 anos) Tipo de Atendimento: Formação e capacitação da juventude através de grupos nas 12 paróquias Horário: Manhã e tarde

36 MITRA DIOCESANA Pastoral da Saúde Endereço: Coronel Chicuta, 436 Telefone: (54) Critério para Utilização do Serviço: Ações básicas de saúde Tipo de Atendimento Programa de orientação e apoio à família, Formação de agentes, pastoral da saúde nas 12 paróquias Horário: Manhã e tarde MITRA DIOCESANA Pastoral da Criança Endereço: Paissandú, 186 B Centro Telefone: (54) Critério para Utilização do Serviço: Faixa etária e carência social Tipo de Atendimento: Programa de orientação e apoio à família: grupos de gestantes; Programa de geração de renda: 4 grupos de mulheres; Formação de lideranças: 32 grupos; Agentes de saúde: 12 grupos Horário: Manhã e tarde ASSOCIAÇÃO EDUCATIVA SOCIAL E COMUNITÁRIA DOS AMIGOS DA JUVENTUDE RURAL AESCAJUR Endereço: Capão Bonito Interior de Passo Fundo Telefone: (54) Caixa Postal: 230 Horário: Manhã e tarde Critério para Utilização do Serviço: Capacitação para o trabalho agrícola Tipo de Atendimento: Formação de jovens e adultos agricultores CÁRITAS DIOCESANA DE PASSO FUNDO Endereço: Paissandú, 1868 Centro Telefone: (54) Critério para Utilização do Serviço: Sexo, renda Horário: Manhã e tarde Tipo de Atendimento: Programa de orientação e apoio à família: 42 grupos de mulheres; Programa de geração de renda: 26 projetos; Agentes voluntários: 94 lideranças; Socioeducativo em meio aberto: convênio; Ações comunitárias CÁRITAS DIOCESANA Cáritas Paroquial São José End: Pe. José Vieira, 541 São José Telefone: (54) Horário: Tarde Critério para Utilização do Serviço: Emergências: fogo, desemprego, doenças Tipo de Atendimento: Programa de orientação e apoio à família; grupos de mulheres; Visitas; Projetos: corte e costura, artesanato, orientação à saúde, alimentação CÁRITAS DIOCESANA Cáritas Paroquial Paróquia Santo Antônio Endereço: Morom, 400 Petrópolis Telefone: (54) Critério para Utilização do Serviço: Emergências: fogo, desemprego, doenças, enchentes

37 Tipo de Atendimento: Programa de orientação e apoio à família; Programa de geração de renda; Agentes voluntários Horário: Tarde CÁRITAS DIOCESANA Cáritas Paroquial São Cristóvão Endereço: Av. Pres. Vargas, 2122 São Cristóvão Telefone: (54) Critério para Utilização do Serviço: Emergências: fogo, desemprego, doenças, enchentes Tipo de Atendimento: Programa de orientação e apoio à família; Programa de geração de renda; Agentes voluntários Horário: Tarde CÁRITAS DIOCESANA Cáritas Paroquial São Francisco de Assis Endereço: Aspirante Jenner, 579 Vila Santa Maria Telefone: (54) Critério para Utilização do Serviço: Emergências: fogo, desemprego, doenças, enchentes Tipo de Atendimento: Programa de orientação e apoio à família; Programa de geração de renda; Agentes voluntários Horário: Tarde CÁRITAS DIOCESANA Cáritas Paroquial São Judas Tadeu Endereço: Av. 10 de abril, 879 Vila Luiza Telefone: (54) Critério para Utilização do Serviço: Emergências: fogo, desemprego, doenças, enchentes Tipo de Atendimento: Programa de orientação e apoio à família; Programa de geração de renda; Agentes voluntários Horário: Tarde CÁRITAS DIOCESANA Cáritas Paroquial São José Operário Endereço: São Leopoldo, 01 Vera Cruz Telefone: (54) Horário: Tarde Critério para Utilização do Serviço: Emergências: fogo, desemprego, doenças, enchentes Tipo de Atendimento: Programa de orientação e apoio à família; Programa de geração de renda; Agentes voluntários CÁRITAS DIOCESANA Cáritas Paroquial São Vicente de Paulo Endereço: Av. Brasil, 1889 Boqueirão Horário: Tarde Critério para Utilização do Serviço: Emergências: fogo, desemprego, doenças, enchentes Tipo de Atendimento: Programa de orientação e apoio à família; Programa de geração de renda; Agentes voluntários

38 CEPAV Comunidade Evangélica Endereço: Teixeira Soares, 371 Vila Nonoai Telefone: (54) Critério para Utilização do Serviço: Cidadãos e suas famílias Tipo de Atendimento: Programa de orientação e apoio à família; Projeto de construção de abrigo para recuperação de viciados em álcool ou drogas, com assistência total coral, grupos de teatro para adolescentes; Terceira idade: grupos de conviver Horário: Tarde e noite COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS CDH-PF Endereço: Senador Pinheiro, 304 Vila Rodrigues Telefone: Caixa Postal 52 Horário: encontro nos domingos à tarde Critério para Utilização do Serviço: Todos os cidadãos desrespeitados em seus direitos humanos Tipo de Atendimento: Presta serviços aos cidadãos na luta por seus direitos ou que tiveram desrespeitados seus direitos civis, assistência jurídica PROGRAMA PLANTÃO SOCIAL Objetivo Geral: Proporcionar atendimento emergencial às pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade social, através dos auxílios emergenciais. Público Alvo: Cidadãos e famílias em situação de vulnerabilidade social.

39 4 POLÍTICA PÚBLICA DE SAÚDE LEI QUE CRIA O SUS Lei 8.080, de 19 de setembro de 1990, que concretiza o SUS, traçando seus princípios e diretrizes, apresenta como determinantes de saúde: ARTIGO DA LEI Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Artigo 1º: Esta lei regula, em todo o território nacional, as ações e serviços de saúde, executados isolada ou conjuntamente, em caráter permanente ou eventual, por pessoas naturais ou jurídicas de direito Público ou privado. Artigo 2º: A saúde é um direito fundamental do ser humano, devendo o estado prover as condições indispensáveis ao seu pleno exercício. 1º O dever do Estado de garantir a saúde consiste na formulação e execução de políticas econômicas e sociais que visem à redução de riscos de doenças e de outros agravos e no estabelecimento de condições que assegurem acesso universal e igualitário às ações e aos serviços para a sua promoção, proteção e recuperação. 2º O dever do Estado não exclui o das pessoas, da família, das empresas e da sociedade. Artigo 3º: a saúde tem como fatores determinantes e condicionantes entre outros, a alimentação, a moradia, o saneamento básico, o meio ambiente, o trabalho, a renda, a educação, o transporte, o lazer e o acesso aos bens e serviços essenciais; os níveis de saúde da população expressam a organização social e econômica do país. Parágrafo Único: dizem respeito também à saúde as ações que, por força do disposto no artigo anterior, se destinam a garantir as pessoas e à coletividade condições de bem-estar físico, mental e social. (COLETÂNEA DE LEIS CRESS, , p. 112).

40 O Município de Passo Fundo dispõe de 74 estabelecimentos de saúde, sendo 59 estabelecimentos de saúde prestadores de serviço ao SUS. Os Hospitais cadastrados no SUS são: Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) 436 leitos do SUS Hospital da Cidade (HC) 158 leitos do SUS Hospital Beneficente Dr. César Santos (HBC) 85 leitos do SUS Hospital Psiquiátrico Bezerra de Menezes 50 leitos do SUS 4.1 Secretaria Municipal da Saúde Endereço: Paissandu,1052 Fone: (54) Esta estrada onde moro, entre duas voltas do caminho, Interessa mais que uma avenida urbana Nas cidades todas pessoas se parecem Todo mundo é igual. Todo mundo é toda gente Aqui, não: sente-se bem que cada um traz a sua alma Cada criatura é única. (Estrada Manuel Bandeira)

41 4.2 PROGRAMAS, SERVIÇOS E ATENDIMENTOS 4.3 COORDENADORIA DE PROMOÇÃO À SAÚDE Programa Saúde da família Local de Atendimento: Secretaria Municipal da Saúde Horário: das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h Objetivo: A Secretaria possui um setor responsável pela coordenação, o qual está situado na Secretaria Municipal de Saúde e subordinada à Coordenadoria de Promoção à Saúde. Tem como eixo central a promoção da saúde, através da atuação na comunidade. As Unidades de Saúde da Família possuem estrutura física adequada, equipe profissional composta de Médico, Enfermeiro, Técnicos de Enfermagem, Sanificadora e Agentes Comunitários de Saúde. A Saúde da Família é a principal reguladora do sistema de saúde da atenção básica, tendo sua atuação abrangendo uma população entre e pessoas, tendo delimitação a partir do mapeamento nas áreas de maior vulnerabilidade. Oferece visitas domiciliares, formação de grupos específicos, como Hipertensos, Diabéticos, Gestantes, Idosos, Jovens e outros, bem como atendimento médico ambulatorial de assistência básica, efetuando encaminhamentos para especialidades conforme a necessidade. A estratégia de Saúde da Família está composta por 20 USF Unidades de Saúde da Família, localizadas em 20 bairros diferentes, conforme relação em anexo. Público Alvo: População em geral Atividades Desenvolvidas: Atendimento individual e coletivo, extrapolando os limites da Unidade de Saúde, interagindo com a população adscrita, assumindo um papel importante nas condições sanitárias daquela comunidade. As equipes realizam acompanhamento de grupos de hipertensos, diabéticos, gestantes, entre outros. Destacam-se as atividades de visitas domiciliares oferecendo orientações tanto para práticas que valorizem a autonomia e o protagonismo com responsabilidade de todos os sujeitos envolvidos; O trabalho das Equipes de Saúde da Família é realizado na comunidade, buscando a aproximação e a integralidade nos serviços e não ações em saúde.

42 4.3.2 Relação de Unidades de Saúde da Família de Passo Fundo Nome Rua Bairro Fone PSF Adolfo Groth Av. Dona Sirlei S/N Prof. Schisler PSF CAIC Dalila Mello, 160 Cohab II PSF 1º Centenário Carazinho 299 1º Centenário PSF Hípica Tapejara, 1101 Hípica PSF Jaboticabal Alvorada, S/N Jaboticabal PSF Lava Pés Lava Pés, 3050 Operária PSF Mattos Felipe Muliterno, S/N Mattos PSF N Sª Aparecida Nicolau Ribeiro, 100 N Sª Aparecida PSF Nenê Graeff Girassol, 28 Nenê Graeff PSF Planaltina Delmar Citoni, 385 Planaltina PSF Ricci Camilo Ribeiro, 975 Ricci PSF Santa Marta Nova Palma, 21 Santa Marta PSF São Cristóvão Rua João Pessoa,364 São Cristóvão PSF Valinhos Trav. Brás Cubas,190 Valinhos PSF Zácchia Argemiro Ferreira, 70 Zácchia PSF Jardim América Ernesto Bertoldo, S/N Jardim América PSF Menino Deus Antonio Crespan, 49 Menino Deus PSF Donária Setembrino Vieira de Souza s/n Donária PSF Ivo Ferreira Brigada Militar, 740 Bom Jesus PSF P. Farroupilha Av. Sinimbú, 663 P. Farroupilha

43 AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE - PACS Local de Atendimento: Secretaria Municipal da Saúde Horário: das 8h às 11h30 min e das 13h30min às 17h Objetivos Estratégicos: Produzir saúde através da inserção do Agente Comunitário de Saúde, profissional de saúde que reside na área em que atua e, conjuntamente com os profissionais da Unidade de Saúde à qual está vinculado, promove interação com a comunidade a partir das suas realidades. Buscando melhor qualidade de vida para a população, o ACS está em constante aperfeiçoamento e apto para interagir com o território definido de modo a aprimorar a cultura do cuidado e da responsabilização coletiva. Entre as ações destacam-se as visitas domiciliares com o manejo em medidas de prevenção de doenças e agravos. Os agentes comunitários são supervisionados pela enfermagem das unidades de saúde, bem como pelo núcleo de ações básicas / PACS da SMS. 4.4 Programa de Saúde da Mulher: Objetivo: Melhorar a qualidade de vida das mulheres e de seus filhos, desenvolvendo ações que possibilitem a análise de sua saúde. Funciona junto à Secretaria de Saúde, oferecendo acompanhamento integral a este grupo. Realiza palestras específicas, divulgação, distribuição e orientação quanto ao uso de métodos contraceptivos diversos, de acordo com a necessidade individual. Tem um núcleo de Planejamento Familiar que inclui métodos contraceptivos cirúrgicos (vasectomia e laqueadura tubária), onde pacientes e familiares passam por um processo de viabilização de tais procedimentos. O referido Programa também é responsável por registrar e controlar os exames Citopatológicos e consultas de Pré-Natal realizados na rede pública de saúde de Passo Fundo em todas as unidades de saúde. Local e Horário de atendimento: das 8h às 11h30 min e das 13h30min às 17h Público Alvo: Mulheres e seus filhos Atividades Desenvolvidas: Prevenção do câncer de mama e do câncer do colo do útero Planejamento familiar Pré-natal e puerpério Trabalhos elaborados para proteger a mulher contra a violência doméstica e social Prevenção de DST Realização de coleta de material para exames PLANEJAMENTO FAMILIAR Objetivo do Programa: Atende mulheres em idade fértil e gestantes. Tem como objetivo a redução de gravidez indesejada e redução de gestação de risco de adolescentes. Realiza a entrega de preservativos e anticoncepcional e orientações em relação aos métodos. Local de Atendimento: Secretaria Municipal de Saúde Horário: das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h

44 4.5 Programa de Saúde da Criança: Objetivo: Funciona junto à Secretaria de Saúde, oferecendo acompanhamento pré e neo-natal, sistemático e contínuo, até durante o primeiro ano de vida. Local de Atendimento: Secretaria Municipal de Saúde Horário: das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h Público Alvo: Crianças e seus cuidadores NÚCLEO DE SAÚDE MENTAL Objetivo: A Saúde Mental no município funciona de forma descentralizada, com atendimento psicológico nos cinco CAIS e também no PAM. O saúde mental presta serviços e desenvolve ações tanto no âmbito individual como no coletivo. As ações buscam integrar os usuários do serviço à sua rede social de forma integral, prevenindo, promovendo e recuperando a saúde da população. A saúde mental conta com dois serviços especializados: os CAPS. Local de Atendimento: Descentralizado Horário: das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h Público Alvo: População em Geral CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL CAPS II Objetivo: Atendimento integral à saúde mental com vistas a prevenir internação psiquiátrica, buscar inserção na sociedade e promover autonomia aos sujeitos. Público Alvo: Pessoas com sofrimento psíquico, depressão grave, psicose. Local de Atendimento: Rua Paissandú, Centro Horário: segunda a sexta, das 8h às 17h Telefone: (54) Atividades Desenvolvidas: Atendimento Individual; Atendimento de Grupo; Atendimento Familiar; Plantão de Acolhimento; Oficinas Terapêuticas; Alimentação; Atendimento ao paciente com sofrimento psíquico grave, nas modalidades intensivo superior a 5 turnos, semi-intensivo (até 4 turnos), e não-intensivo (1 turno). É um serviço especializado e regulador do fluxo de internações psiquiátricas. Incentivo do Ministério da Saúde, portaria nº 336/GM de 19 de fevereiro de Observação: Encaminhamentos devem ser realizados por escrito com orientação para o acolhimento pelo serviço.

45 CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL CAPS AD Objetivo: Atendimento integral à saúde mental, aos usuários de álcool e outras drogas. Busca prevenir internação psiquiátrica e inserção na sociedade, promovendo a autonomia aos sujeitos. Público Alvo: Pessoas em situação de uso de álcool e/ou outras drogas, bem como seus familiares. Local de Atendimento: Rua Capitão Eleutério, Centro Horário: de segunda a sexta, das 8h às 17h Telefone: (54) Atividades Desenvolvidas: Atendimento Individual; Atendimento de Grupo; Atendimento Familiar Plantão de Acolhimento; Oficinas Terapêuticas; Alimentação Atendimento ao paciente com sofrimento psíquico grave, nas modalidades intensivo superior a 5 turnos, semi-intensivo (até 4 turnos), e não-intensivo (1 turno). É um serviço especializado e regulador do fluxo de internações. 4.6 Programa de Saúde do Idoso: Endereço: Funciona junto ao PAM, na Avenida Presidente Vargas, 107 Horário: das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h Público Alvo: Idosos Objetivo: Oferece acompanhamento sistemático aos idosos com especialidades, como: Geriatria, Cardiologia e Odontologia. Promove grupos de Hipertensos e Diabéticos, com palestras e materiais explicativos. Todos os serviços de saúde da Rede Municipal de Saúde prestam atendimento prioritário aos idosos Residenciais terapêuticos Instituição -Abrigo Morada do Sol Endereço: RS 324, Km 109, saída para Marau, Vila Mattos Telefone: (54) / / / Recanto São Jorge Endereço: Leonidia da Cunha Fiori, 259 Bairro Maggi de Césaro Telefone: (54) Cristo Rey Endereço: Daltro Filho, 1990 Loteamento Dom Rodolfo Telefone: (54) /

46 Casa Lar Santa Clara Endereço: Travessa Manuel Portela, 310 Vila Annes Telefone: (54) Residencial Angel s Endereço: RS 153, Km 06 Bairro Bom Recreio Telefone: (54) ou Centro Regional de Estudos e Atividades para Terceira Idade CREATI Vinculado à Vice-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários da UPF, o Creati completou 18 anos de trabalho em prol daqueles que envelhecem, oportunizando à população idosa de Passo Fundo e região (Creati UPF Campus Soledade, Creati UPF Campus Lagoa Vermelha, Creati UPF Campus Carazinho) situações de convivência, aprendizado, serviço e cuidado, promovendo o crescimento pessoal e coletivo, protagonismo social e também a realização de pesquisa e atividades de carater interdisciplinar. O CREATI Regional atende em média 1500 pessoas a partir de 60 anos de idade Locais de Funcionamento CREATI Passo Fundo Campus III Av. Brasil, 743 Centro CEP: Passo Fundo - RS Telefone: (54) CREATI Campus de Carazinho Rua Diamantino Tombini, 300 Bairro Oriental CEP: Carazinho - RS Telefone:(54) CREATI Campus de Lagoa Vermelha Rua Protásio Alves, 50 Bairro Alto Pedregal CEP: Lagoa Vermelha - RS Telefone:(54)

47 CREATI Campus de Soledade Avenida Marechal Floriano Peixoto, 3033 Bairro Missões CEP: Soledade - RS Telefone:(54) Metodologia Atividades Sócio-educativas Oficina de Alongamento; Oficina de Artes Visuais; Oficina de Artesanato; Oficina de Arteterapia; Oficina de Biodança; Oficina de Dança para Casais; Oficina de Dança para Mulheres; Oficina de Espanhol; Oficina de Ginástica; Oficina de Ginástica Chinesa; Oficina de Hidroginástica; Oficina de Informática; Oficina de Inglês; Oficina de Jogos Matemáticos; Oficina de Origami; Oficina de Seresta; Oficina de Yoga; Oficina Dialogando Emoções; Oficina do Coral; Oficina do Corpo; Oficina Literária. Fonte: Creati UPF Campus Passo Fundo Cursos/Treinamentos Formação e Capacitação de Cuidadores de Idosos Dependentes; Formação Continuada em Serviço; Formação de Lideranças; Grupos de Estudos. Atividades Culturais Aula Inaugural; Mostra de Corais da Terceira Idade; Sarau Literário;

48 Serenata pra Você; Creati em Dança; Seminário Regional de Integração; Palestras e debates de filmes; Seminários; Reuniões. Atividades Sociais Festas comemorativas; Viagens; Celebrações religiosas; Bailes; Participação em eventos; Gincanas; Apresentações artísticas junto à comunidade. Atividades Solidárias PASEC Programa de Assistência Social e Educativa do CREATI Objetivo: Revelar um perfil inovador das pessoas de meia-idade e terceira idade, suas condições de inserção social e exercício de cidadania; Oportunizar a inclusão social do idoso reafirmando sua presença ativa no contexto social, resgatando suas potencialidades, habilidades e competências; Resgatar e implementar o projeto inicial do CENTRO que prevê a prestação de SERVIÇOS como um dos fatores indispensáveis ao envelhecimento saudável. Ações: Arrecadação e doações de materiais diversos a entidades carentes, visitas e participação em eventos nas mesmas; Mutirão da solidariedade. Atendimentos Especializados Atendimentos Médicos; Atendimento Psicológicos. Inserção em Programas Participação e assessoramento ao COMUI; Parceria com Secretarias de Assistência Social nos municípios de abrangência do CREATI; Participação no Fórum Estadual das Instituições de Ensino Superior que trabalham com Envelhecimento Humano.

49 Atividades desenvolvidas: Grupos de convivência, oficinas e idosos em geral Atividades sócio-educativas: Cursos de liderança; Palestras; Seminários; Reuniões. Atividades culturais: Cinema; Teatro; Visitas a museus; Festival de Talentos; Mostra de Corais. Atividades esportivas: Caminhadas orientadas; Jogos adaptados; Ginástica. Atividades Solidárias Iniciativa dos Grupos de Convivência, havendo o estímulo à arrecadação de roupas e alimentos para doação a idosos carentes. Atividades sociais: Bailes; Festas juninas; Comemorações (datas especiais); Cultos religiosos; Piqueniques; Gincanas; Viagens; Participação em eventos; Apresentações artísticas junto à comunidade: CORAL, DANÇA, TEATRO, DTG. Oficinas: Alongamento; Incontinência Urinária e Fecal; Escuta Psicológica; Artesanato; Danças: salão e coreografada;

50 DTG (grupo de danças tradicionalistas); Música: Coral, grupo de percussão e banda; Informática: Mutirão pela Inclusão Digital - UPF; Literatura (Contos e Encontros) Benefícios para a Terceira Idade Viagens intermunicipais, Turismo, Lazer e Cultura Interestadual Decreto Federal nº de 18/10/06 Desconto: 100% para dois idosos / passagens por veículo 50% para demais idosos Necessário apresentar / comprovar junto à empresa de transportes: Carteira de Identidade, comprovando 60 anos ou mais Comprovante de renda (renda igual ou inferior a dois salários mínimos) ou, Para os que não possuem declaração de renda efetuar cadastro junto à Secretaria da Cidadania e Assistência Social SEMCAS que entrará no sistema Nacional do CAD Único, em decorrência do qual será disponibilizada uma carteirinha. Intermunicipal Lei de 06 de agosto de 1997 Determina a concessão de desconto das passagens rodoviárias intermunicipais no estado do Rio Grande do Sul Desconto: 40% Limite de dois idosos / passagens por veículo Idade igual ou superior a 65 anos Renda mensal igual ou inferior a três salários mínimos Necessário apresentar/ comprovar junto à empresa de transportes: Carteira de Aposentado fornecida pela Associação dos Aposentados Edifício dos Bancários Paissandú esquina com Teixeira Soares Térreo Prevenção da Violência Doméstica Contra Idosos A violência contra idosos não ocorre só no Brasil, ela faz parte da violência em geral, atingindo todas as classes sociais no mundo inteiro. A maior violência contra o idoso ainda ocorre, na maioria das vezes, na própria convivência familiar, numa relação de CONFIANÇA e num pacto oculto de silêncio. CARACTERÍSTICAS DO AGRESSOR FAMILIAR: Vive na mesma casa que a vítima; Depende do idoso ou o idoso depende dele;

51 em dificuldade de relacionamento com o idoso; Vive muitas vezes isolado socialmente, e assim mantém o idoso; Uma pessoa de confiança do idoso. AS MAIS DIFERENTES FORMAS DE VIOLÊNCIA PRATICADA CONTRA O IDOSO: ABUSO FÍSICO: Maus tratos físicos ou violência física são expressões que se referem ao uso da força física para compelir os idosos a fazerem o que não desejam; VIOLÊNCIA PSICOLÓGICA: Correspondem a agressões verbais ou gestuais com o objetivo de aterrorizar os idosos, humilhá-los, restringir sua liberdade ou isolá-los do convívio social; ABUSO SEXUAL: Violência sexual são práticas eróticas por meio de aliciamento, violência física ou ameaças; ABUSO FINANCEIRO E ECONÔMICO: Consiste na exploração imprópria não consentida pelo idoso de seus recursos financeiros e patrimoniais; ABANDONO: É a ausência ou omissão por parte dos responsáveis de prestarem socorro a uma pessoa idosa que necessite de proteção; AUTO NEGLIGÊNCIA: Diz respeito à conduta da pessoa idosa que ameaça sua própria saúde ou segurança, pela recusa de prover cuidados necessários a si mesma; NEGLIGÊNCIA: Omissão de cuidados devidos e necessários aos idosos, por parte dos responsáveis. O SILÊNCIO É CÚMPLICE DA VIOLÊNCIA, NÃO SE DEIXE ENGANAR: VIOLÊNCIA CONTRA O IDOSO DÓI E É CRIME. PORTANTO, DENUNCIE! Os idosos devem buscar valer seus direitos pessoalmente, ou por meio dos Centros de Referência das Famílias nas comunidades locais, das associações, agremiações, grupos de convivência entre outras representatividades. Nunca deve se sentir inferior ou incapaz diante das pessoas mais jovens. Sempre que sofrer abusos e sentir que seus direitos não estão sendo respeitados, deve levar o problema às autoridades competentes, (Delegacia de Polícia, Promotor de Justiça, Juizados e Cartórios de Família, Defensoria Pública, etc...) mesmo que o desrespeito seja praticado por familiares. É sabido que os idosos tornam-se mais vulneráveis à violência a medida que necessitam de maiores cuidados físicos ou apresentam dependência física ou mental. O combate à violência deve ir além do atendimento ao idoso vítima de violência intrafamiliar e extrafamiliar, com a efetivação de ações envolvendo as famílias, a sociedade, o Estado, através da promoção de Políticas Públicas locais, onde os idosos possam sentir-se parte da história de seus familiares, das cidades, dos Estados e do País. Afinal, as perspectivas futuras para os idosos em nosso Território Nacional para 2020 é que seremos o 6 País em população idosa no Mundo, por isso precisamos educar as gerações presentes à cultura de respeito e

52 dignidade aos mais velhos, especialmente no que diz respeito a uma conscientização de que todos somos responsáveis em prevenir formas de violências e abusos contra nossos idosos. PREVENIR E EVITAR QUE IDOSOS(AS) CAIAM EM CILADAS DOS GOLPISTAS: AO FAZER: 1)- UM CONTRATO DE EMPRÉSTIMO EM FINANCEIRAS pouco confiáveis, o idoso(a) poderá assinar inúmeros papéis. Imagina que é um empréstimo, mas está assinando outros pedidos. 2)- UM CONTRATO EM FINANCEIRAS POUCO IDÔNEAS, seus dados pessoais podem ser repassados a vigaristas, que os utilizam para contratar outros empréstimos. 3)- FALSÁRIOS APRESENTAM propostas mirabolantes de empréstimos, como um carro de brinde. Em troca, pedem que o idoso faça um depósito inicial para abrir uma conta bancária. Desaparecem com o dinheiro. 4)- VIGARISTAS PROPÕEM empréstimos de altos valores com juros baixíssimos e sem necessidade de comprovar a renda. Em troca, preenchem uma ficha fria com dados reais do idoso, para usá-los em futuros empréstimos fraudulentos. 5)- TRAPACEIROS USAM documentos furtados ou perdidos de idosos para abrir contas bancárias e tirar empréstimos. 6)- GOLPISTAS TELEFONAM para viúvas de oficiais do exército, dizendo que representam um escritório de advocacia. Comunicam que o marido morto acaba de ganhar uma ação na justiça, de R$ 200 mil a R$ 300 mil. Em troca, pedem que a viúva faça um depósito de R$ 500 a R$ 700 reais para as despesas de custeio necessárias à liberação do dinheiro do processo judicial. Essa é uma prática fraudulenta antiga que perdura nos dias de hoje. 7)- VENDA DO KIT ORTOPÉDICO (Colchão, travesseiros e almofadas) que proporcionam um sono reparador. O aposentado paga, mas não recebe. COMO PREVENIR-SE DE ATOS ABUSIVOS E FRAUDULENTOS: 1)- NÃO DÊ INFORMAÇÕES sobre seus dados pessoais por telefone para ninguém; 2)- NÃO RECEBA PESSOAS estranhas em sua casa quando estiver sozinho(a); 3)- DESCONFIE DE QUALQUER proposta que ofereça vantagens, porque pode ser vigarice; 4)- SE O APOSENTADO precisar de um empréstimo, deve procurar o banco onde recebe o benefício, dispensando financeiras intermediárias. Esses bancos (BANCO DO BRASIL, CAIXA ECONÔMICA FEDERAL e outros) estão autorizados a cobrar no máximo 2,34% ao mês de juros dos aposentados. E o empréstimo não pode comprometer mais de 30% do benefício do INSS.

53 5)- JAMAIS ASSINE PAPÉIS se ignorar o conteúdo; 6)- SE NÃO SOUBER LER E ESCREVER, peça a ajuda a uma pessoa de sua confiança; 7)- SE PEDIR UM EMPRÉSTIMO, procure bancos tradicionais e confira se os juros estão dentro do razoável; 8)- CERTIFIQUE-SE DE QUE PODERÁ pagar o empréstimo sem pôr em risco as despesas rotineiras. Não comprometa mais de 20% ou 30% da sua renda com financiamentos; 9)- EMPRÉSTIMOS CONSIGNADOS São descontados diretamente da folha de pagamento do consumidor. No caso de aposentados e pensionistas, o desconto é feito via benefício do INSS. O pagamento é automático. 10)- CARTÃO DE CRÉDITO - É enviado à casa do aposentado, muitas vezes sem autorização, com um limite de crédito. Como aposentados reclamam de descontos mensais, sem que tenham feito compras e saques, a suposição é de que cartões possam estar sendo usados por terceiros. Fonte: Jornal Zero Hora, 18 de outubro de ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA A Assistência Farmacêutica é um conjunto de ações voltadas à promoção, proteção e recuperação da saúde, que tem como um dos eixos de atuação a promoção do acesso aos medicamentos essenciais básicos para a comunidade de Passo Fundo. A Assistência Farmacêutica do município é descentralizada, com atendimento no PAM e nos 05 CAIS da Rede. 4.7 COORDENADORIA DE RECUPERAÇÃO DA SAÚDE Local de Atendimento: Secretaria Municipal da Saúde Horário: das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h. Recuperar o paciente que já está acometido da doença; coordenar o atendimento hospitalar, providenciando e autorizando as internações nos hospitais de Passo Fundo, através do Núcleo Hospitalar. Coordenar todas as unidades Básicas de Saúde responsáveis pelos atendimentos médicos e de enfermagem, exames e dispensação de medicamentos, Unidade de Pronto Atendimento Pediátrico 24 Horas. É responsável também pela escala dos profissionais que realizam atendimento na rede. Orientar e auxiliar os respectivos núcleos na execução de suas competências. Coordenar o setor de autorização de exames nas solicitações de alta complexidade autorizadas pela 6ª Coordenadoria Regional de Saúde. Núcleo Hospitalar: Autorização e emissão das Autorizações Hospitalares, controle e distribuição da cota fornecida pela 6ª CRS. Controle dos procedimentos eletivos realizados no município e dos procedimentos de urgência/ emergência, emissão de relatórios referentes a AIH. É responsável pelo gerenciamento das internações hospitalares através de controle, avaliação e distribuição das AIHs para os hospitais conveniados e público do município de Passo Fundo.

54 Núcleo Ambulatorial: Compreende os Cais, e, além dos procedimentos básicos, atendimento de enfermagem, odontologia e médico, realiza dispensação de medicamentos, autorização e realização de exames de laboratório. Possui sala de observação com monitoramento cardíaco e oximetria. O horário de atendimento é das 07:00 às 20:00 de segunda a sexta-feira, e das 07:00 às 12:00 aos sábados. Compreende, também, os Ambulatórios menores com procedimentos básicos, atendimento de enfermagem, odontologia e médico. O Pronto Atendimento Pediátrico 24 Horas localiza-se no centro, antigo posto de saúde. Realiza atendimento de crianças que requerem atendimento de urgência, suporte para as unidades básicas de saúde e desafoga as emergências dos hospitais. Setor de Exames: Autorização de exames de baixa, média e alta complexidade, esta com autorização prévia da 6ª CRS. Autoriza R-X, exames de laboratório, ultrassonografia, mamografia, fisioterapia, eletrocardiograma, eletroencefalograma. Encaminha os exames de alta complexidade para a autorização da 6ª CRS, como Ressonância Magnética, Tomografia, ecocardiograma, eletroneuromiografia. Organização e dispensação de fichas para atendimento médico com especialista disponibilizado pela SMS e pela 6ª CRS através do SISREG CAIS E AMBULATÓRIOS CAIS Fragomeni - Dr Luiz Fragomeni Endereço: Scarpelini Ghezzi, 55 Telefone: (54) Ambulatório Entre Rios Endereço: Rua Rodrigues Alves, 915 Telefone: (54) CAIS Petrópolis - Dr Cyrio Nácul Endereço: Av. Brasil, 1580 Telefone: (54) Ambulatório Vila Nova Endereço: Rua Manoel Beckman, 430 Telefone: (54) CAIS Hípica - Dr Erwin Crusius Endereço: Trav. Osvaldo Motta Fortes, 30 Telefone: (54) Ambulatório Santa Maria Endereço: Rua Aspirante Jenner, s/nº Telefone: (54) CAIS Boqueirão - Dr Luiz Augusto Hexsel Endereço: Rua Cel. Pitanga, 11 Telefone: (54) Ambulatório Operária Endereço: Rua Rua das Andradas Telefone: (54) CAIS Luiza - Dr Antônio M. Albuquerque Endereço: Rua Gervásio Annes, 303 Telefone: (54) Ambulatório Lelis Mader Endereço: Av. Brasil,78 Telefone: (54) Ambulatório Victor Issler Endereço: Rua Olivério Trindade, 247 Telefone: (54) Ambulatório Especialidades Endereço: Rua C. Kramer, 12 Telefone: (54) Ambulatório Moacir da Mota Fortes Endereço: Rua Uruguaiana, s/nº Telefone: (54) Ambulatório São José Endereço: Rua P. AntônioVieira, 535 Telefone: (54)

55 Ambulatório São Luiz Gonzaga Endereço: Rua Cascavel, 535 Telefone: (54) Ambulatório Sede Independência Endereço: Interior Telefone (54) Ambulatório Santa Rita Endereço: Edson Bertão, 504 Telefone: (54) Ambulatório Bom Recreio Endereço: Interior Telefone: (54) Ambulatório DST/AIDS Endereço: Alcides Moura, 100 Centro Telefone: (54) Ambulatório São Valentim Endereço:Interior Telefone: (54) Pronto Atendimento 24 Horas Endereço: Rua Paissandú Centro Telefone: (54) Ambulatório Bela Vista Endereço: Interior Telefone: (54) Ambulatório Pulador Endereço: Interior Telefone (54) Ambulatório Capinzal Endereço: Interior Telefone (54) Pronto Atendimento Zácchia Endereço:Argemiro Ferreira Zácchia, 70 Telefone: Pronto Atendimento 24 Horas Endereço: Rua Paissandú Centro Telefone: (54) Odontologia; Sala de vacinação; Teste do pezinho; Teste da orelhinha 4.8 HOSPITAIS CADASTRADOS NO SUS HOSPITAL BENEFICIENTE DR. CÉSAR SANTOS Endereço: Rua Alcides Moura, 100 Fone: (54) / Objetivo: Desenvolver soluções que levem à saúde e ao bem-estar, estabelecendo um elo entre o paciente e o médico; solucionar problemas na área da saúde, orientando-se pelas necessidades dos pacientes e qualidade de vida do ser humano e do meio ambiente, visando a qualificar a vida da população. Público Alvo: População em geral Horário: 24 horas Atividades Desenvolvidas: Enfermagem; Berçário; Radiologa; Mamografia; Ultrassonografia; Eletroencefalografia; Centro Cirúrgico HOSPITAL DA CIDADE DE PASSO FUNDO Endereço: Rua Tiradentes, 295 Centro Fone: (54) Objetivo: Proporcionar atendimento integral e humanizado à saúde da comunidade, através de um gerenciamento eficaz que mantenha o equilíbrio financeiro, incentive a educação e invista, constantemente, na qualificação profissional técnico-científica, contribuindo, assim, para uma melhor qualidade de vida. Público Alvo: Pacientes, familiares, funcionários Horário: 24 horas Programas/Projetos: Projeto para atendimento domiciliar aos pacientes do SUS; Setor Oncologia; Terapêutico; Política Nacional de Humanização PNH; Cineminha HC

56 Observação: Para ter acesso aos projetos é necessário que esteja internado no Hospital da Cidade ou envolvido na área da saúde HOSPITAL SÃO VICENTE DE PAULO Endereço: Rua Teixeira Soares, 808 Centro Telefone: (54) Objetivo: Receber e tratar gratuitamente pessoas com problemas de saúde, sem distinção de raça, credo, nacionalidade ou qualquer espécie, podendo criar e manter casas de amparo à infância, à velhice. Proporcionar atendimento em saúde de média e alta complexidade (atendimento ambulatorial e internações) Público Alvo: Pessoas enfermas Horário: 24 horas Programas/Projetos: Projeto Nascer: orientação e encaminhamento para o Hospital - Dia de mães de soro positivo para receberem leite para seus filhos. Projeto Registre seu Filho: orientação aos pais da importância do registro de nascimento. Projeto Rastreamento Neonatal: orientação aos pais referente à importância da realização do teste do pezinho, este é encaminhado ao Centro de Saúde e Promotoria. Atividades Desenvolvidas: Atividades assistenciais: serviços funerários e cemitérios. Atividades educacionais: na área da saúde, no campo religioso, escolas, centros de estudos e cursos, oportunizando a quem de direito os procurar, podendo inclusive conceder bolsas de estudos. Observação: Para ter acesso aos projetos é necessário que esteja internado no Hospital São Vicente de Paulo HOSPITAL PSIQUIÁTRICO BEZERRA DE MENEZES A instituição atende principalmente na área da saúde mental com uma grande abrangência que faz parte da 6ª coordenadoria Regional de Saúde (CRS), a qual compreende 58 municípios da região, atendendo inclusive a outros Estados. Endereço: Rua Ouro Preto, 240 Dona Elisa Telefone: (54) / Horário: 24 horas Objetivo: Alcançar, através da utilização de recursos terapêuticos disponíveis, a recuperação do indivíduo na crise psicótica; resgatar e preservar a saúde mental; engajar a família no processo de atendimento do paciente, visando à desestigmatização no âmbito da comunidade local e social; oportunizar o retorno do indivíduo às suas atividades ocupacionais ou buscar trabalhar em suas novas aptidões e habilidades laborativas; proporcionar a educação nutricional, através do acompanhamento ambulatorial;

57 Público Alvo: Portadores de sofrimentos psíquicos, maiores de dezoito anos HOSPITAL DE OLHOS Endereço: Campus I da UPF Prédio II Quadra K São José Horário de Atendimento: das 7h30min às 19h - Telefone: (54) Objetivo: Combate à cegueira por prevenção ou recuperação. Programas/Projetos: Feiras de Saúde Objetivo: Atendimentos a pessoas, na sua maioria, carentes, trabalhadores do campo e da cidade, crianças e idosos e demais pessoas que tenham a oportunidade de resolver problemas de visão e diabetes. Humaniza SUS Objetivo: Oferecer aos pacientes atendimento amplo e humanizado, através de informações e esclarecimentos, pretendendo fazer com que as horas estressantes de espera tornem-se um momento de conhecimento, atenção, prevenção e acolhimento. Atividades Desenvolvidas: Participação em Feiras de Saúde; Ensino e Pesquisa com os acadêmicos da UPF. 4.9 COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE A Coordenadoria de Vigilância em Saúde é responsável, no organograma da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por todas as ações dos núcleos de: vigilância ambiental, vigilância em saúde do trabalhador, vigilância sanitária e vigilância epidemiológica. O objeto das ações são os agravos, os riscos e os fatores determinantes e condicionantes da saúde. Um dos pilares de sustentação do princípio da INTEGRALIDADE em saúde. A Estrutura organizacional da Vigilância em Saúde em Passo Fundo foi criada através da Lei Complementar nº 165 de 25/09/2006, alterada por Lei Complementar nº 179 de 08/01/2007. Local de Atendimento: Secretaria Municipal de Saúde Horário: das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h Ações de Vigilância em Saúde: Integração entre as vigilâncias Análise da situação de saúde de grupos populacionais Identificação e gerenciamento dos riscos de ambientes do convívio humano Planejamento em saúde com enfoque estratégico-situacional Organização tecnológica do trabalho em saúde em espaços institucionalizados dos serviços de saúde, e setores e órgãos de ação

58 governamental e não-governamental, envolvendo entidades representativas de diversos grupos sociais Objetivos prioritários: - Identificar, detectar, monitorar e controlar fatores determinantes e condicionantes da saúde individual e coletiva, os riscos e os agravos à saúde. - Adotar e recomendar medidas de prevenção, controle e eliminação ou erradicação de doenças, riscos e agravos à saúde. - Intervir nos problemas sanitários decorrentes do contato com o meio ambiente, com o ambiente e processos de trabalho, ou produtos e substâncias da produção ao consumo, e com a prestação de serviço Vigilância Ambiental em Saúde Conjunto de ações que proporcionam o conhecimento, a detecção ou prevenção de qualquer mudança nos fatores determinantes e condicionantes do meio ambiente que interferem na saúde humana, com a finalidade de recomendar e adotar medidas de prevenção e controle dos fatores de riscos e das doenças ou agravos, em especial as relativas a vetores, reservatórios e hospedeiros, animais peçonhentos, qualidade da água destinada ao consumo humano, qualidade do ar, contaminantes ambientais, desastres naturais e acidentes com produtos perigosos. Indicadores Prioritários: Prevenção e controle da Dengue; Realizar visitas domiciliares; Realizar inspeções nos pontos estratégicos (cemitérios, borracharias, ferro velho, etc.); Realizar inspeções em armadilhas instaladas no município; Atender as denúncias em relação à Dengue; Realizar ações educativas, visando à prevenção da Dengue; Promover parcerias e apoio dos meios de comunicação; Vigilância e controle da qualidade da água para consumo humano no município; Vigilância da raiva humana no município; Vigilância de doenças como chagas, leptospirose, hantavirose, etc; Implantação do programa de controle de infestação do Simulídeo (Borrachudo) Vigilância em Saúde do Trabalhador Conjunto de atividades que se destina, através das ações de vigilância epidemiológica e vigilância sanitária, à promoção e proteção da saúde dos trabalhadores, assim como visa à recuperação e reabilitação da saúde dos trabalhadores submetidos aos riscos e agravos advindos das condições de trabalho. Indicadores Prioritários: Implantar a notificação de agravos à saúde relacionados ao trabalho; Promoção, proteção, recuperação e reabilitação da saúde dos trabalhadores submetidos a agravos advindos das condições de trabalho;

59 Garantir o fluxo de atendimento do acidente e doenças ocupacionais aos trabalhadores; Assistência ao trabalhador vítima de acidentes e doenças profissionais ou do trabalho; Inspecionar os ambientes de trabalho para controle das condições de trabalho e identificação de riscos e agravos à saúde; Realizar ações educativas e promover parcerias visando à saúde do trabalhador Vigilância Sanitária Conjunto de ações capazes de eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde e de intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente, da produção e circulação de bens e da prestação de serviços de interesse da saúde. Indicadores Prioritários: Vistoriar e licenciar estabelecimentos de saúde; Vistoriar e licenciar estabelecimentos de interesse à saúde; Vistoriar e licenciar estabelecimentos de alimentos; Vistoriar e licenciar estabelecimentos como: hotéis, motéis, academias de ginástica, institutos de beleza, estabelecimentos de ensino (Escolinhas), veículos para transporte de alimentos, câmeras de bronzeamento, consultórios e hospitais veterinários, empresas de desratização, dedetização, veículos de transporte de medicamentos, distribuidoras de cosméticos e saneantes, etc; Realizar ações educativas e de vigilância visando à qualidade dos bens, produtos e serviços consumidos pela população do nosso município Vigilância Epidemiológica Um conjunto de ações que proporciona o conhecimento, a detecção ou prevenção de qualquer mudança nos fatores determinantes e condicionantes de saúde individual ou coletiva, com a finalidade de recomendar e adotar as medidas de prevenção e controle das doenças ou agravos. Indicadores Prioritários: Prevenção e recuperação das DSTs e Aids; Busca ativa e cura dos casos de tuberculose e hanseníase; Realizar diagnóstico laboratorial de doenças exantemáticas: Sarampo e Rubéola; Realizar testes para sífilis (VDRL) nas gestantes; Imunizações (vacinas) contra poliomielite em crianças; Vacinar idosos na faixa etária (60 anos) na campanha anual contra a Influenza; Vacinar contra Rubéola a população de 20 a 39 anos; Vacinar a população de 1 ano de idade contra sarampo, Rubéola e caxumba (vacina tríplice viral);

60 Vacinar a população de 1 a 19 anos com a vacina contra Hepatite B; Alimentar e acompanhar os diversos sistemas de informação. SIM-SINANSINASC-API; Implementar as ações de prevenção à violência Ambulatório Sanitário DST/AIDS Local de atendimento: Rua Alcides Moura Telefone: (54) Horário: das 8h às 12h e das 13h às 17h Objetivo: A redução da transmissão do HIV e tratamento das DST. A redução do estigma e descriminação aos portadores de HIV/AIDS e também a melhoria da qualidade dos serviços oferecidos às pessoas portadoras destas e outras infecções sexualmente transmissíveis. Público Alvo: População em geral, portadores do HIV e pacientes com AIDS, portadores de DST s, pessoas que vêm a saber resultados de testes de HIV, sífilis e hepatite B e C. Atividades Desenvolvidas: O Centro de Testagem e Aconselhamento CTA proporciona: Atendimento psicológico gratuito para familiares de HIV soro positivo. Aconselhamento pré-testes, realização do teste anti-hiv de forma gratuita e anônima, sem necessidade de encaminhamento, nas terças e quartas-feiras (para gestantes), quintas-feiras (para a população em geral) às 13h45min no Laboratório da 6ª Coordenadoria, em parceira com o Estado. Distribuição de Preservativos femininos e masculinos. Aconselhamento pós-teste, retirada do resultado do teste HIV somente pela pessoa que o fez. Serviço de Assistência Especializada SAE Quando o resultado do paciente for positivo, é encaminhado automaticamente para o SAE, onde ele passa a ser acompanhado por médicos, psicólogos e cirurgião dentista. Distribuição gratuita de medicamentos antirretrovirais. O usuário é encaminhado pelos médicos do ambulatório para a realização de procedimentos ambulatórias no Hospital Dia PROGRAMA BOLSA ALIMENTAÇÃO Local de Atendimento: Secretaria Municipal da Saúde Horário: de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 min e das 13h30min às 17h Objetivo do Programa: Reduzir os casos de mortalidade e desnutrição em crianças menores de 6 anos e 6 meses de idade. Público Alvo: Crianças e gestantes Atividades Desenvolvidas:

61 Orientar gestantes e nutrizes sobre a importância do aleitamento materno exclusivo nos primeiros 6 meses de vida e os principais cuidados com o bebê, bem como a importância do aleitamento artificial quando o materno for contraindicado. Orientar as mães quanto à importância de introdução de alimentos nos primeiros meses de vida COORDENADORIA DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA FÍSICA Endereço: Rua Teixeira Soares, 625 Horário: das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h Ramal 245 Telefone: (54) Objetivo: Proporcionar atendimento gratuito a pacientes carentes na área Reumatológica e Neurológica. Público Alvo: Pacientes carentes que necessitam de atendimentos relacionados a essas áreas. Atividades Desenvolvidas: Atendimento aos pacientes que possuem problemas neurológicos: AVC derrame; Paralisia Cerebral; Lesão Molecular, entre outras. Atendimento aos pacientes que possuem problemas reumatológicos: Artrite Reumatóide; Artrose; Fibromialgia; Osteoporose, entre outras. São realizados atendimentos domiciliares nos PSF do Bairro Cohab I e Nenê Graeff. Observação: Para ter acesso aos atendimentos é necessário o encaminhamento do Sistema Único de Saúde SUS. SOLICITAÇÃO DE PRÓTESE E ÓRTESE Documentos necessários: Atestado médico com código (CID) em formulário específico Carteira de Identidade e CPF do portador de deficiência e, se houver, do responsável (Xérox) Comprovante de residência (conta de luz ou água) PROJETO DE EMPRÉSTIMO E DOAÇÕES DE CADEIRAS DE RODAS Convênio Estado e Município, UPF, ORTOBRAS Parceria: 6ª Coordenadoria Regional da Saúde FISIOTERAPIA A Prefeitura Municipal de Passo Fundo tem um convênio com a Universidade de Passo Fundo UPF. PASSE LIVRE INTERESTADUAL PPNE S Documentos necessários: Atestado da deficiência com o CID, em formulário padrão Documento com foto do requerente e do representante legal

62 Comprovante de renda (contracheque e/ou extrato aposentadoria com cartão magnético ou declaração) Comprovante de residência OBS: Caso Necessite de acompanhante, este deverá apresentar os documentos de identificação.

63 5 POLITICA PÚBLICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL 5.1 Rede de Cidadania e Assistência Social Municipal 5.2 Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social Endereço: Teixeira Soares, 625 Fone: (54) A Assistência Social, direito do cidadão e dever do Estado, é política de Seguridade Social não contributiva, que provê os mínimos sociais, realizados para garantir o atendimento às necessidades básicas. (Lei n. 8742, de artigo 1º )

64 Objetivo: A SEMCAS é o órgão encarregado de atender o contingente populacional - familias, indivíduos, crianças e adolescentes, pessoas com deficiências, idosos - que se encontram desprovidas de bens e serviços, em situação de vulnerabilidade social; executa serviços, programas e projetos, visando à garantia da convivência familiar, à superação das dificuldades, ao desenvolvimento das potencialidades, à inclusão social e à autonomia dos usuários da política de assistência social. Como Orgão Gestor da politica de assistência social -SUAS do Município de Passo Fundo, compete-lhe a elaboração da Politica Municipal de Assistência Social PMAS, construção de estrategias de ação que estimulem a autonomia cidadã dos destinatários da Assistencia Social, através dos Conselhos Municipais, a quem compete coordenar, regular, monitorar e avaliar a política e o sistema único de Assistência Social Municipal, além das competências pertinentes aos seguintes órgãos públicos: 5.3 COORDENADORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO Telefone: (54) Horário: das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h É o órgão responsável: Pelo controle de frequência, assiduidade e pontualidade dos servidores com efetivação da efetividade mensal; Pela elaboração de registro e acompanhamento de férias, licenças e outras situações funcionais; Pelo recebimento, controle interno e expedição dos processos internos e administrativos; Pela elaboração de requisição de materiais, serviços, equipamentos e, consequentemente, empenho, com o anexo do documento fiscal respectivo, bem como registro de entrada de materiais e equipamentos adquiridos para controle da demanda e conservação dos mesmos; Pelo apoio administrativo às demais coordenadorias e núcleos da Secretaria, controle da eficiência e eficácia de todos os órgãos da Secretaria, bem como dos processos e procedimentos administrativos; Pelo controle de execução orçamentária da Secretaria; Pela correspondência oficial e demais serviços da Secretaria COORDENADORIA DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA Núcleo do CRAS 01 - Região Nordeste - Bairro Petrópolis; Núcleo do CRAS 02 - Região Noroeste Bairro Hípica; Núcleo do CRAS 03 Região Sudeste Bairro São Cristóvão; Núcleo do CRAS 04 Região Sudoeste - Bairro Boqueirão; Núcleo do Cadastro Único e Bolsa Família.

65 5.3.2 COORDENADORIA DE PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL CREAS Contém os seguintes Núcleos: Núcleo de Proteção Social Especial de Média Complexidade; Núcleo de Proteção Social Especial de Alta Complexidade; Núcleo de Política Públicas de Acessibilidade; Núcleo de Abordagem. 5.4 Serviços de Proteção Social Básica: São ações de proteção de caráter preventivo, com o objetivo de fortalecer os laços familiares e comunitários. Realiza ações com famílias que possuem pessoas que precisam de cuidado, com foco na troca de informações sobre questões relativas à primeira infância, à adolescência, à juventude, ao envelhecimento e à deficiência, a fim de promover espaços para trocas de experiências, expressão de dificuldades e reconhecimento de possibilidades. Tem por princípios norteadores a universalidade e gratuidade de atendimento NÚCLEO DE CADASTRO ÚNICO E BOLSA FAMÍLIA: Objetivo: Assegurar o direito humano à alimentação adequada, promovendo a segurança alimentar e nutricional, contribuindo para a erradicação da pobreza e para a conquista da cidadania pela parcela da população mais vulnerável. O programa beneficia famílias em situação de pobreza com renda mensal de R$ 70,00 a R$140,00 por pessoa. Horário de Atendimento:das 8:00 às 17:30. Telefone: Local: Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social Público Alvo: Pessoas em situação de vulnerabilidade social CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CRAS CRAS 01 Casa da Família (Região Nordeste) Endereço: Br 285, Km 171, nº 360, Bairro São José CEP: (Antigo Patronato). Fone: ( 54) Objetivo: O centro de Referência da Assistência Social tem como objetivo atuar onde as famílias estão inseridas, em uma ação preventiva, evitando a violação de direitos. Capacita para o mercado de trabalho, através de oficinas e encaminhamentos a cursos profissionalizantes. Há acompanhamento aos grupos de mulheres existentes na área de abrangência do CRAS, buscando a valorização e autonomia.

66 Público Alvo: Atende famílias que, em decorrência da pobreza, estão vulneráveis, privadas de renda e do acesso a serviços públicos, com vínculos afetivos frágeis, discriminadas por questões de gênero, idade, etnia, deficiência, entre outras. Serviços: Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF); Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos: Brincar e Aprender, Guri/Guria, Projovem, Bombeiro Mirim, Aprendiz Cidadão, Passo Fundo Cidadão (PAC); Encaminhamentos às demais Políticas Públicas de Direito; Grupo de Convivência de Idosos; Atendimento às famílias usuárias do Bolsa família e do BPC (Beneficio de Prestação Continuada). Bairros de abrangência do CRAS 01 Loteamento São José Lot. Manoel da Silva Corrallo Lot. Leonardo Ilha Lot. Cel. Massot ou Brigada Lot. Cidade Universitária Lot. Jardim Primavera Lot. Planalto Vila Petrópolis Invernadinha Lot. Planalto Lot. São Luiz Gonzaga Lot. Parque Farroupilha Lot. Nova Estação Vila Isabel Vila Entre Rios Vila ferroviária Parque Bela Vista Chácara Bela Vista Vila Nova Vila Armando Annes Campus UPF Vila Jardim do Sol Lot. Úmbu Lot. Manoel Portela CRAS 02 Casa da Família (Região Noroeste) Endereço: Rua Serafim Lemos de Mello, 353 Vera Cruz CEP: (Próximo CTG Moacir da Mota Fortes). Fone: ( 54) Objetivo: O centro de Referência da Assistência Social tem como objetivo atuar onde as famílias estão inseridas, em uma ação preventiva, evitando a violação de direitos. Capacita para o mercado de trabalho, através de oficinas e encaminhamentos a cursos profissionalizantes. Há acompanhamento aos grupos de mulheres existentes na área de abrangência do CRAS, buscando a valorização e autonomia. Público Alvo: Atende famílias que, em decorrência da pobreza, estão vulneráveis, privadas de renda e do acesso a serviços públicos, com vínculos afetivos frágeis, discriminadas por questões de gênero, idade, etnia, deficiência, entre outras. Serviços: Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF); Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos: Brincar e Aprender, Guri/Guria, Projovem, Bombeiro Mirim, Aprendiz Cidadão, Passo Fundo Cidadão (PAC); Encaminhamentos às demais Políticas Públicas de Direito; Grupo de Convivência de Idosos; Atendimento às famílias usuárias do Bolsa família e do BPC (Beneficio de Prestação Continuada).

67 Bairros de abrangência do CRAS 02 Victor Issler Vila Nicolau Vergueiro Vila Fátima Vila Independente Vila Feroldi Vila Operária Lot. São Bento Vila Dr. Gálves Lot. Nonoai Lot. Pedro Ceratti Vera Cruz Lot. Pio XII Associação Atlética Banco do Brasil Lot. Hipica Lot. Parque Leão XIII Vila Lagoa do Potreiro Vila Polidoro Albuquerque Vila 1º Centenário Vila Dona Eliza Vila Santa Terezinha Lot. José Alexandre Zacchia Parque dos Comerciários Vila Industrial Distrito Industrial Valinhos CRAS 03 Casa da Família (Região Sudeste) Endereço: Rua Delmar Sitone 385 Bairro Planaltina (Junto ao Centro Social Urbano). CEP: Fone: ( 54) Objetivo: O centro de Referência da Assistência Social tem como objetivo atuar onde as famílias estão inseridas, em uma ação preventiva, evitando a violação de direitos. Capacita para o mercado de trabalho, através de oficinas e encaminhamentos a cursos profissionalizantes. Há acompanhamento aos grupos de mulheres existentes na área de abrangência do CRAS, buscando a valorização e autonomia. Público Alvo: Atende famílias que, em decorrência da pobreza, estão vulneráveis, privadas de renda e do acesso a serviços públicos, com vínculos afetivos frágeis, discriminadas por questões de gênero, idade, etnia, deficiência, entre outras. Serviços: Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF); Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos: Brincar e Aprender, Guri/Guria, Projovem, Bombeiro Mirim, Aprendiz Cidadão, Passo Fundo Cidadão (PAC); Encaminhamentos às demais Políticas Públicas de Direito; Grupo de Convivência de Idosos; Atendimento às famílias usuárias do Bolsa família e do BPC (Beneficio de Prestação Continuada). Bairros de abrangência do CRAS 03 Vila Planaltina Vila Bom Jesus Vila exposição Vila Ivo Ferreira Lot. Escola Rural Lot. Dom Felipe Lot. Imobiliária Charrua Lot. São Lângaro Lot. Planalto Lot. Jardim primavera Lot. Nova Estação Vila Cruzeiro Vila Shell Vila Carmem Vila Simon Vila Reis Lot. Parque Dom Rodolfo Lucas Araújo Bairro Copacabana Lot. São Cristóvão

68 Lot. Sagrada Família Loteamento Mauá Lot. São João da Escócia Lot. Via Sul Lot. Santo Antônio Lot. César Santos Lot. São Cristóvão II Vila Esplanada Bairro Ricci Loteamento Sgarbi Loteamento São Luiz Bairro Ir. Rebechi Lot. Jardim André Rebechi Vila Leopoldina Vila Graciosa Lot. Santa Rita. Lot. Parque Turístico Lot. N. Sra. da Saúde Vila Mattos Lot. Maggi de Césaro Cond. Morada Além do Horizonte Vila Luiza Vila Tupinambá Vila Popular Vila Rodrigues Vila Alice Vila Santa Maria Lot. Vila Z. De Costi Vila Reinaldo Patussi CRAS 04 Casa da Família (Região Sudoeste) Endereço: Av. Dona Sirlei, 276 Prof Schisler CEP: (próximo Escola Diógenes Martins Pinto). Fone: ( 54) Objetivo: O centro de Referência da Assistência Social tem como objetivo atuar onde as famílias estão inseridas, em uma ação preventiva, evitando a violação de direitos. Capacita para o mercado de trabalho, através de oficinas e encaminhamentos a cursos profissionalizantes. Há acompanhamento aos grupos de mulheres existentes na área de abrangência do CRAS, buscando a valorização e autonomia. Público Alvo: Atende famílias que, em decorrência da pobreza, estão vulneráveis, privadas de renda e do acesso a serviços públicos, com vínculos afetivos frágeis, discriminadas por questões de gênero, idade, etnia, deficiência, entre outras. Serviços: Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF); Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos: Brincar e Aprender, Guri/Guria, Projovem, Bombeiro Mirim, Aprendiz Cidadão, Passo Fundo Cidadão (PAC); Encaminhamentos às demais Políticas Públicas de Direito; Grupo de Convivência de Idosos; Atendimento às famílias usuárias do Bolsa família e do BPC (Beneficio de Prestação Continuada). Bairros de abrangência do CRAS 04 Lot. Prof. Schisler Lot. Morada do Sol Lot. Parque do Sol Loteamento Jabuticabal Vila Xangrilá Vila Graeff Vila Jerônimo Coelho Bairro Recreio Loteamento São Lângaro Lot. Moreno dos Santos Lot. Wolmar Salton Lot. Boqueirão Lot. Pampa Vila São Miguel Lot. Menino Deus Lot. Morada da Colina Lot. Ítalo Benvegnú Vila Agostinho Carrão Lot. Sagrada Família Vila Berthier

69 Vila São João Conj. Hab. Edmundo Trein Conj. Hab. Secchi Garden Vila Feroldi Vila Dr. Gálves Lot. São Bento Lot. Força e Luz Lot. Jardim América Vila N. Sra. Aparecida Vila Donária Vila Santa Marta Vila Vinte de Setembro Vila Ambrozina Vila Jardim Vila Boa Vista Vila Guilherme Morsch Vila Tupinambá Lot. Edu Reis El Cassaros Lot. Atel Costa Verde Lot. Nenê Graeff Vila Dona Júlia 5.5 Serviços de Proteção Social Especial de Média Complexidade: São ações de proteção social destinadas a situações em que os direitos do indivíduo e da família já foram violados, mas ainda há vinculo familiar e comunitário. Os serviços deste nível priorizam o atendimento individualizado e monitoramento sistemáticos das famílias. Visa ao serviço de combate à exploração e ao abuso sexual de crianças e adolescentes, bem como ao atendimento à população em situação de rua, aos adolescentes, cumprindo medidas socioeducativas em meio aberto (Liberdade Assistida LA e Prestação de Serviço à Comunidade PSC) SERVIÇO DE PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA, IDOSOS(AS) E SUAS FAMÍLIAS- SEPROSEDI. Horário: das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h Público-alvo: Pessoas idosas, Pessoas com deficiência e suas famílias Objetivo: Promover a autonomia e a melhoria da qualidade de vida, garantia de direitos, das pessoas idosas e pessoas com deficiência, seus cuidadores e suas famílias SERVIÇO DE PROTEÇÃO E ATENDIMENTO ESPECIALIZADO A FAMÍLIAS E INDIVÍDUOS PAEFI. Horário: das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h Público-alvo: Famílias e indivíduos que vivenciam violações de direitos por ocorrência de violência física, psicológica, negligência, violência sexual, abuso e/ou exploração sexual, afastamento do convívio familiar devido à aplicação de medida socioeducativa ou de proteção, tráfico de pessoas, situação de rua e mendicância, abandono, trabalho infantil, discriminação, descumprimento de condicionalidades do Programa Bolsa Família e do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil em decorrência de violação de direitos. Objetivo:Contribuir para o fortalecimento da família no desenvolvimento de sua função protetiva visando a uma melhor qualidade de vida de seus membros PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL PETI Horário: das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h

70 Público-alvo: Crianças e adolescentes de até dezesseis anos de idade que se encontrem trabalhando, cujas famílias tenham como renda per capita até meio salário mínimo, sendo que a meta principal é a ampliação deste atendimento no que se refere à estrutura necessária conforme a legislação do SUAS (Sistema Único de Assistência Social). Faixa Etária: de 7 a 16 anos Objetivo: Contribuir para a erradicação de todas as formas de trabalho infantil, atendendo famílias cujas crianças e adolescentes com idade inferior a 16 anos de idade se encontrem em situação de trabalho. O Programa deve ser inserido em um processo de resgate da cidadania e promoção de direitos de seus usuários, bem como de inclusão social de suas famílias SERVIÇO DE PROTEÇÃO SOCIAL A ADOLESCENTES EM CUMPRIMENTO DE MEDIDA SOCIOEDUCATIVA DE LIBERDADE ASSISTIDA E PRESTAÇÃO DE SERVIÇO À COMUNIDADE - REPENSAR Horário: das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h Público-alvo: Crianças socioeducativas e adolescentes em cumprimento de medidas Faixa Etária: 12 a 21 anos dispostos da seguinte forma: Objetivo: implantar, implementar e articular, em rede, ações municipais existentes, visando ao atendimento e ao acompanhamento aos adolescentes em situação de risco pessoal e social em conflito com a lei e suas famílias, tornando a comunidade responsável no processo de ressocialização e reeduçação. LA Liberdade Assistida: PSC Prestação de Serviço à Comunidade: LA/PSC Liberdade Assistida e Prestação de Serviço à Comunidade: PROGRAMA DE ABORDAGEM SOCIAL Horário: das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h Público-alvo: Crianças, adolescentes, adultos, idosos e famílias que utilizam espaços públicos como forma de moradia e/ou sobrevivência em situação de violência extrafamiliar, como: mendicância, negligência, trabalho infantil, exploração sexual e outras formas caracterizadas como situações de risco. Objetivo: Efetuar um trabalho sistemático de abordagem em vias públicas e locais identificados pela incidência de situação de risco ou violação de direitos da criança e do adolescente, visando ao fortalecimento dos vínculos familiares e das famílias em situação de risco e vulnerabilidade social, decorrentes da pobreza e fragilização de vínculos afetivos e relacionais PLANTÃO SOCIAL Horário de Atendimento: das 8h às 11h30min e das 13h30min Objetivo: Promover acesso à rede socioassistencial, aos demais órgãos do Sistema de Garantia de Direitos e às demais políticas públicas setoriais, além de disponibilizar os Benefícios Eventuais.

71 5.5.7 NÚCLEO DE POLÍTICAS PÚBLICAS SOCIAIS DE ACESSIBILIDADE NUPPA. Horário de Atendimento: das 8h às 11h30min Objetivo : Implantar um amplo programa de informação, orientação, capacitação e fiscalização, que possa estabelecer diretrizes e procedimentos de atuação para profissionais da área de projetos e construção, tanto na esfera pública, quanto na esfera da iniciativa privada. Público-alvo: População em geral. 5.6 Serviços de Proteção Social Especial de Alta Complexidade: Atende a casos em que os direitos do indivíduo ou da família já foram violados,e também,quando o vínculo familiar é rompido. Eles garantem proteção integral - moradia, alimentação, trabalho - para quem está em situação de ameaça, necessitando deixar o núcleo familiar ou comunitário. Os abrigos e os albergues caracterizam estes serviços CASA DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL ROBERTO PIROVANO ZANATTA Objetivo: Acolher criança e adolescente com propósito de garantir proteção integral, visando a contribuir para a prevenção do agravamento de situações de violência doméstica intrafamiliar e extrafamiliar a fim de restabelecer vínculos familiares ou sociais. Público Alvo: Crianças de 0 a 18 anos de idade, que estejam em situação de risco, violência e/ou abandono. Horário de atendimento: Tempo integral CASA DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL HERBERT DE SOUZA Objetivo: Acolher criança e adolescente com propósito de garantir proteção integral, visando a contribuir para a prevenção do agravamento de situações de violência doméstica intrafamiliar e extrafamiliar a fim de restabelecer vínculos familiares ou sociais. Público Alvo: Crianças de 0 a 18 anos de idades, que estejam em situação de risco, violência e/ou abandono CASA DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL ANITA GARIBALDI OBJETIVO: Acolher criança e adolescente com propósito de garantir proteção integral, visando a contribuir para a prevenção do agravamento de situações de violência doméstica intrafamiliar e extrafamiliar a fim de restabelecer vínculos familiares ou sociais. Público Alvo: Crianças de 0 a 18 anos de idades, que estejam em situação de risco, violência e/ou abandono Horário de atendimento: Tempo integral CASA DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL MADRE TEREZA DE CALCUTÁ ALBERGUE Objetivo: Disponibilizar atendimento emergencial às pessoas e famílias em situação

72 de vulnerabilidade social, realizando também os encaminhamentos necessários. O tempo de permanência é de no máximo 03 pernoites. Horário de atendimento: Tempo Integral Local: Rua uruguai, 266 Fone: Público alvo: Pessoas adultas em situação de rua e desabrigo por abandono, migração e ausência de residência, ou pessoas em trânsito e sem condições de autossustento. A Casa de passagem Madre Tereza de Calcutá conta com o trabalho RONDA SOCIAL, o qual executa: Serviços constituídos por atividades de abordagens, estabelecimento de vínculos e acompanhamento das pessoas em situação de rua desabrigadas e maiores de 18 anos. Disponível no Albergue Municipal CASA DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL A MULHERES VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA - MARIA DA PENHA Objetivo: Atender mulheres vítimas de violência e seus filhos menores de idade, através da casa abrigo; Proteger mulheres e prevenir a continuidade de situações de violência; Propiciar condições de segurança física e emocional e o fortalecimento da autoestima; Possibilitar a construção de projetos pessoais visando à superação da situação de violência e ao desenvolvimento de capacidades e oportunidades para o desenvolvimento de autonomia pessoal e social; Promover o acesso à rede de qualificação e requalificação profissional com vistas à inclusão produtiva; Identificar situações de violência e suas causas e produzir dados para o sistema de vigilância socioassistencial; Horário de atendimento: tempo integral Público alvo: Mulheres vítimas de violência doméstica e seus filhos menores de idade. Serviços Disponibilizados: Atendimento Psicológico, Social e Jurídico, encaminhamento médico, odontológico e outros, além de oficinas. 5.7 Rede para Pessoas Idosas A Prefeitura Municipal de Passo Fundo, através da Secretaria Municipal de Gabinete, atende aproximadamente 2645 idosos em Grupo de Convivência, visando à integração social, familiar e comunitária. As ações voltadas à terceira idade constituem-se em canais de aprendizagem e formas de apoio aos idosos e suas famílias, evitando o isolamento social. Os grupos também são espaços para socialização de informações, práticas esportivas, lazer e atividades que possibilitam desenvolver suas habilidades artísticas e culturais. São realizados, também, encaminhamentos para acesso a atendimento de saúde, diretos sociais e apoio às casas de longa permanência. Objetivos - Atender idosos através de ações que viabilizem a convivência social e o exercício de cidadania, tais como: Oportunizar atividades educativas que propiciam a integração de gerações, a

73 longevidade com qualificação da vida, afirmação de sua capacidade de fazer, de sentir, resgatando sua identidade e fortalecendo sua cidadania; Promover um envelhecimento saudável através de ações educativas multidisciplinares e multiprofissionais, que permitam a manutenção e a melhoria da capacidade funcional do idoso; Disponibilizar atividades físicas compatíveis com a idade e com as necessidades dos idosos, buscando melhorar a autonomia dos movimentos e a manutenção da saúde; Fortalecer as práticas organizativas, participativas, educativas, com vistas à melhoria da qualidade nos relacionamentos interpessoais, familiar e comunitário; Estimular o idoso para a participação social através de seu apoio aos colegas nas casas de longa permanência; Zelar pela saúde física e mental do idoso; Fortalecer a cidadania do idoso através da (re)inclusão social; Promover a melhoria da qualidade de vida no contexto social do idoso; Proporcionar a integração entre diversos grupos urbanos e rurais; Proporcionar às casas de longa permanência visitas semanais dos instrutores (com carga-horária disponível) para o desenvolvimento de atividades físicas e recreativas compatíveis com a realidade das casas e dos que lá se encontram; Apoiar as casas, por meio dos grupos de convivência da CATI/DATI e de seus instrutores, nas datas festivas (Natal, Páscoa, Dia dos Avós, Festa Junina, Semana Farroupilha, Dia do Amigo...); Manter o Conselho Municipal do Idoso (COMUI) informado a respeito das atividades realizadas pela CATI/ DATI. Metas Educação: cursos de capacitação e inclusão para idosos; alfabetização; acesso ao ensino superior (Prouse UPF e outras instituições de ensino superior). Cultura: acesso a cinema, teatro e outras atividades culturais de forma gratuita; bailes de confraternização de idosos com infraestrutura gratuita; musicalização gratuita para eventos da terceira idade. Projetos em análise: Oficina de alfabetização; Oficina de informação sobre qualidade de vida e nutrição na terceira idade; Oficina de informação e prevenção de acidentes domésticos e adaptação

74 residencial do idoso (ergonomia); Oficina de adequação e melhoria da postura do idoso (alívio das dores). Oficina de ginástica neurocerebral. Oficina de tratamentos naturais (fitoterapia) e combinação de alimentos. Oficina do idoso obeso (Diabéticos, Hipertensos, hipercolesterolamínicos...). Oficina da boa convivência familiar (sogras, sogros, genros e noras...). Público-alvo - Pessoas com idade superior a 60 anos em cumprimento à Lei , de 1 de Outubro de 2003 Estatuto do Idoso. Na existência de vagas excedentes, são aceitos alunos de menor idade (meia-idade) com indicação médica, mediante atestado com CID. Atividades desenvolvidas Ações Idoso Cidadão da Comunidade: Campanhas assistenciais (alimentos, agasalho...) Ações solidárias (encaminhamentos, reconstruções, assessoria nos eventos da comunidade, acompanhamentos individuais, denúncias, apoio, trocas de experiência). Apadrinhamento das casas de longa permanência: Presença dos instrutores de atividade física uma vez por semana nas casas de longa permanência, conforme escala, em horários em que não estão atendendo os grupos de convivência; nas ações de apadrinhamento, o instrutor assumirá a coordenação das atividades que serão desenvolvidas nos abrigos pelos alunos do seu grupo de convivência, de modo que este será executor, enquanto aquele será orientador; o instrutor, junto com a coordenação da CATI, avalia as condições da casa para verificar se a atividade proposta é condizente com aquela realidade; cada casa terá um instrutor orientador/ articulador das atividades. Parcerias As ações executadas pela Prefeitura Municipal de Passo Fundo: Secretaria Municipal de Gabinete Coordenadoria de Atenção ao Idoso, tendo como colaboradores: Secretaria Municipal da Saúde; Secretaria Municipal da Educação; Secretaria Municipal da Habitação; Associação dos Diabéticos e Hipertensos; SESI; Clubes Sociais; UAMPF; 7 CRE;

75 UPF CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO (MUTIRÃO PELA INCLUSÃO DIGITAL), CURSO DE DIREITO (BALCÃO DO IDOSO), CURSO DE ARQUITETURA (PROJETO CENTRO DE CONVIVÊNCIA); Colégios particulares; SENAC; SESC Instituição de Longa Permanência para Idosos- ILPI Instituições regularizadas, conforme o termo de ajustamento de conduta, junto ao Ministério Público. Objetivo: Abrigar idosos com idade igual ou superior a 60 anos que se encontram em situação de agravamento social e com direitos violados ou sem suporte familiar, oferecendo-lhes atendimento digno que garanta o respeito ao pleno exercício dos direitos humanos fundamentais. Recanto Feliz Endereço: Uruguai, 175 Esquina com Antônio Araújo Vila Annes Telefone: (54) Nossa Senhora da Luz Sociedade São Vicente de Paulo Endereço: Daltro Filho, 800 Lucas Araújo Telefone: (54) Solar do Sossego Cristo Rey Endereço: Paissandu, 1954 Centro Abaixo do EENAV Telefone: (54) Solar Nossa Senhora Aparecida Endereço: Dona Elisa, 282 Vila Fátima Telefone: (54) São José e João XXIII Fundação Beneficente Lucas Araújo Endereço: Daltro Filho, 594 Lucas Araújo Telefone: (54) Lar da Vovó Endereço: Dona Elisa, 478 Vila Fátima Telefone: (54) / Residencial Amizade Endereço: São Francisco, 748 Vera Cruz Telefone: (54) / Solar Santa Tereza Endereço: Coronel Camisão, 234 Em frente ao SESI

76 Telefone: (54) Residencial Longevittá Endereço: Rua 10 abril, 878 Vila Luiza CEP: Telefone: ou Ville de La Vie Endereço: Rua Lavapés 293, Petrópolis, CEP Telefone: ou Residencial Jardins Endereço: N.Sª de Fátima 686. Lucas Araújo Telefone: ou )

77 6 CIDADANIA EM REDE 6.1 Cartório de Registro Civil Endereço: Moron, 1120 Centro Horário: 9h às 17h sem fechar ao meio-dia Telefone: (54) Fornece: CERTIDÃO DE NASCIMENTO Documentos necessários: O hospital fornece a declaração de nascimento; Certidão de casamento (se tiver); Carteira de Identidade do pai e da mãe da criança; Após, procure o Cartório de Registro Civil para solicitar a Certidão de Nascimento; Alguns hospitais têm uma extensão do Cartório Registro Civil, a Certidão de Nascimento é fornecida no momento do nascimento.

78 CERTIDÃO DE ÓBITO Documentos necessários: Declaração de Óbito fornecida pelo médico ou hospital; Carteira de Identidade; Certidão de Nascimento ou Casamento; Após, procure o Cartório de Registro Civil para solicitar a Certidão de Óbito. Importante: A Constituição Federal de 1988, no seu Art. 5º LXXVI, dispõe que são gratuitos, na forma da lei: a) o registro de nascimento; b) a certidão de óbito. Observação: A Lei Federal nº 9.534/97 preconiza que a 2ª via da certidão de nascimento deve ser fornecida pelo cartório de forma totalmente gratuita às pessoas em situação de agravamento social. 6.2 Carteira de Identidade Seção de Identificação Sistema Nacional de Emprego e Renda- (SINE) Endereço: Av. Brasil Leste, Centro Fone: (54) Horário: das 8h às 12h e das 13h30min às 17h 1ª via Certidão de Nascimento ou Casamento, original e xérox 3 fotos 3x4 recentes Pagamento da taxa de R$ 22,47 ou declaração de isento fornecida pela Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social na Coordenadoria de Proteção à Família. CPF 2ª via Os mesmos documentos necessários para a 1ª via. Pagamento da taxa de R$ 32,10 ou declaração de isento fornecida pela SEMCAS Coordenadoria de Proteção à Família. Observação: Menores de 12 anos deverão estar acompanhados de parente direto, munido de Carteira de Identidade. Menores de 16 anos e maiores de 65 anos estão isentos do pagamento da taxa. Isenções de Taxa: Lei Estadual nº , de 30/12/96, e nº , de 15/05/2001. Nas agências do Banco do Brasil ou nos Correios Documentos necessários: 1ª via 2ª via Certidão de Nascimento ou Casamento, Carteira de Identidade. Para maiores de 18 anos é obrigatória a apresentação do Título de Eleitor. O CPF pode ser confeccionado a partir dos 16 anos, sendo obrigatório para maiores de 18 anos.

79 Número do CPF anterior Certidão de Nascimento ou Casamento, Carteira de Identidade. Observação: O formulário é adquirido mediante pagamento de taxa de R$ 4,50, nas agências dos Correios ou no Banco do Brasil. 6.3 Título de Eleitor Cartório Eleitoral Endereço: Benjamin Constant, 324 Telefone: (54) Horário: das12h e às 19hs A partir de 16 anos toda a pessoa que desejar pode ter o Título de Eleitor. A partir dos 18 anos é obrigatório. Documentos necessários: Certidão de Nascimento ou Casamento, Carteira de Identidade Comprovante de residência Alistamento militar para homens Transferência do Título: Certidão de Nascimento ou Casamento, Carteira de Identidade ou Carteira de Trabalho. Comprovante de residência Últimos comprovantes de votação Título anterior 6.4 Carteira de Trabalho e Previdência Social CTPS Local: Subdelegacia do Trabalho ou SINE Documentos necessários: 1ª via para menores de 18 anos: Certidão de Nascimento ou Casamento, Carteira de Identidade Civil ou Militar, Carteira dos Conselhos Regionais reconhecidos. CPF, Título de Eleitor e Carteira de Habilitação (se tiver) 1 foto 3x4 recente Observação: Menores de 14 anos deverão trazer os documentos acima e a autorização do juiz. 2ª via maiores de 18 anos:

80 Certidão de Nascimento ou Casamento, Carteira de Identidade Civil ou Militar, Carteira dos Conselhos Regionais reconhecidos. CPF, Título de Eleitor e Carteira de Habilitação (se tiver) 1 foto 3x4 recente Certidão Negativa do PIS/PASEP (deve ser retirada na Caixa Econômica Federal) 6.5 Carteira Nacional de Habilitação Este serviço é prestado pelas diversas auto escolas existentes no município. O interessado deve ter: 18 anos completos; ser alfabetizado; possuir documentos de identificação, como Carteira de Identidade, CPF, Carteira de Trabalho e Carteira de Reservista (homem). 1ª Habilitação Documentação Necessária: Carteira de Identidade, CPF (xérox e original); Comprovante de Residência; 2 fotos 3x4 recentes; Pagar a taxa respectiva; Agendar as avaliações físicas, psicológica e mental; Frequentar aulas teóricas e práticas no Centro de Formação de Condutores; Depois de aprovado no exame teórico e no exame prático de direção, a CNH é emitida pelo DETRAN ao condutor Recursos Administrativos de Infrações de Trânsito Locais para recorrer: GUARDA MUNICIPAL DE TRÂNSITO Endereço: Rua Teixeira Soares, 625 Telefone: (54) JUNTA ADMINISTRATIVA DE RECURSOS INTERPOSTOS JARIS Municipais Endereço: Rua Teixeira Soares, 625 Telefone: (54) Observações: O horário de atendimento da Guarda Municipal de Trânsito e da JARI é de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30min e das 13h30mim às 17h.

81 CENTRAN Processos que não tiveram provimento da JARI municipal. Endereço: Rua Voluntários da Pátria, 1358 Porto Alegre - RS Telefone: (0xx51) Documentos necessários para apresentação de recurso: Cópia do auto de infração de trânsito Cópia da notificação Cópia do licenciamento do veículo Cópia da Carteira Nacional de Habilitação do condutor Atenção: O recurso deve ser apresentado no prazo máximo de 30 dias, a contar da data da aplicação da multa e/ou do recebimento da notificação. 6.6 Alistamento Militar Junta Militar Endereço: Fagundes dos Reis, 535 Centro Telefone: (54) Documentos necessários: Certidão de Nascimento original 2 fotos 3 x4 Pagamento da taxa. Condições: Ser brasileiro Deverá se alistar no ano em que completar 18 anos, sob pena de multa por atraso (paga nos Correios ou Banco do Brasil) Período de alistamento: 02 de janeiro a 30 de abril do ano em que o cidadão completar 18 anos. 6.7 PREVIDÊNCIA Instituto Nacional de Seguridade Social INSS Agência da Previdência Social de Passo Fundo Endereço: General Osório, 1244 Centro Telefone: (54) Horário de Atendimento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h quinta-feira das 8h às 12h SALÁRIO-MATERNIDADE Requerimento de Auxílios e Benefícios no INSS

82 Documentação Básica: Carteira de Identidade, CPF (xérox e original) Carteira de Trabalho Comprovante de Endereço Antes do Nascimento: atestado médico comprovando afastamento da segurada por 120 dias Certidão de Nascimento da criança (xérox e original) Autônomo, Facultativo: Carnês de Contribuição Individual; guias de recolhimento de contribuinte individual Empresário: Carnês de Contribuição Individual; guias de recolhimento de contribuinte individual Registro de firma individual (xérox e original); contrato social e últimas alterações (xérox e original) Empregado Doméstico: Carteira de Trabalho; Carnês de Contribuição Individual; guias de recolhimento de contribuinte individual; CPF do empregador Segurado Especial (Trabalhador Rural): NIT (número de inscrição do trabalhador); Bloco Modelo 15 (xérox e original), ou Incra (certidão ou recibos), ou declaração do Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Observação: Preencher requerimento de salário-maternidade (solicitar na Agência da Previdência Social ou pela Internet: AUXÍLIO-RECLUSÃO Os dependentes do segurado que for preso por qualquer motivo têm direito a receber o auxílio-reclusão durante todo o período da reclusão. O benefício será pago se o trabalhador não estiver recebendo salário da empresa, auxílio-doença, aposentadoria ou abono de permanência em serviço. Segurado(a) Empregado(a) / Desempregado(a) Dependente: Esposo(a) e Filhos(as) Documentos do segurado(a): Número de Identificação do Trabalhador NIT (PIS/PASEP); Documento que comprove o efetivo recolhimento à prisão, que deverá ser renovado a cada trimestre; Declaração do último empregador onde conste o valor do último salário-decontribuição, tomado no seu valor mensal; Documento de Identificação (Carteira de Identidade e/ou Carteira de Trabalho e Previdência Social); CPF. Formulários: Procuração (se for o caso), acompanhada de documento de identificação e CPF do procurador. Para requerer o benefício, apresentar também a relação dos

83 documentos do dependente: Esposo(a): Número de Identificação do Trabalhador NIT (PIS/PASEP); Certidão de Casamento Civil; Certidão de sentença que assegure direito à pensão alimentícia, se divorciado(a) ou separado(a) judicialmente; Documento de Identificação; CPF. Filhos: Certidão de Nascimento; Comprovante de invalidez atestado através de exame médico-pericial a cargo do INSS, para os maiores de 21 (vinte e um) anos de idade; Documento de Identificação, caso seja o requerente; Cadastro de Pessoa Física, caso seja o requerente; Declaração do requerente na qual conste que o dependente menor de 21 (vinte e um) anos de idade não é emancipado. AUXÍLIO-DOENÇA Empregados / Desempregados: Carteira de identidade, CPF e Carteira Profissional; Requerimento do benefício preenchido pela empresa (empregado); Comprovante de residência; Atestado médico, exames de baixa hospitalar (no dia da perícia); Contracheque dos últimos 3 meses (opcional). Observação: Empregado com renda até R$ 623,44 que tem filhos menores de 7 anos, apresentar certidão de nascimento, carteira de vacina e atestado de frequência escolar (original e xérox). Contribuinte Individual e Facultativo: Carteira profissional, se houver; GPS (Guia da Previdência Social), guias de recolhimento, carnês; Carteira de identidade, CPF e comprovante de residência; Empresário: Guias de recolhimento, carnês Registro de firma individual original e xérox; Contrato social, alterações e baixa, se houver original e xérox; Carteira de identidade, CPF e comprovante de residência. Empregado Doméstico: Guias de recolhimento, carnês Carteira de identidade, CPF e comprovante de residência;

84 Apresentar Nº do CPF do empregador do último vínculo. Segurado Especial (Trabalhador Rural) Carteira de identidade, CPF; Bloco de notas de produtor rural dos últimos 3 anos; Comprovante de entrega da Declaração do ITR ou Certificado de Cadastro de Imóvel Rural, ou comprovante de cadastro do INCRA, ou contrato de arrendamento, parceria ou escritura da terra. Observação: Pode ser marcado por familiares (pai/ irmãos/filhos) com o requerimento assinado pelo segurado. Ou por procurado, com procuração devidamente preenchida. APOSENTADORIA POR IDADE Documentação básica para todos os segurados: Certidão de nascimento ou casamento; Carteira de Identidade; CPF; Comprovante de residência (xérox e original); Carteira de Trabalho; Requerimento; Relação de salários e discriminativo de parcelas desde Homens: 65 anos de idade Mulheres: 60 anos de idade Desde que tenha 15 anos de contribuição APOSENTADORIA POR TEMPO DE SERVIÇO Documentação Básica: Certidão de nascimento ou casamento; Carteira de identidade; CPF; Comprovante de residência (xérox e original); Carteira de trabalho; Requerimento. Homens: 53 anos de idade e 35 de contribuição Mulheres: 48 anos de idade e 30 de contribuição. Atenção: A apresentação do CPF é obrigatória para o requerimento dos benefícios da Previdência Social. Caso não possua o Cadastro de Pessoa Física CPF, providencie-o junto à Receita Federal, Banco do Brasil ou Empresa de Correios e Telégrafos ECT e apresente-o à Previdência Social no prazo máximo de até 60 dias após ter requerido o benefício, sob pena de ter o benefício cessado. Observação: Maiores informações referentes aos auxílios e benefícios, procurar as

85 Agências da Previdência Social APS. PENSÃO POR MORTE Documentação básica para todos os segurados: Carteira de Identidade; CPF (xérox e original) do requerente e do segurado; Requerimento; Carteira de trabalho do requerente e do segurado; Certidão de óbito (xérox e original); Cartão magnético de segurado em benefício e documentos do requerente; Esposa: certidão de casamento (xérox e original); Filhos: certidão de nascimento (xérox e original); Filhos inválidos com mais de 21 anos: Termo de curatela; Companheiro(a), pais e irmãos: 3 três provas de dependência econômica. Observação: Os documentos apresentados para a comprovação de atividades devem ser referentes ao segurado que faleceu. 6.8 SIMPASSO Sindicato dos Servidores Municipais de Passo Fundo Objetivo: Representar e defender os direitos e interesses profissionais coletivos e individuais de seus associados e dos integrantes da categoria dos servidores municipais, inclusive nos seus envolvimentos socioeconômicos e políticos em juízo ou fora dele. Endereço: Moron, 1858 Ed. Ladeira Telefone: (54) Horário de Atendimento: das 8h às 12h e das 12h30min às 18h Caixa de Prestação de Assistência e Serviços de Saúde dos Servidores Municipais de Passo Fundo - CAPASEMU Objetivo: Prestar Assistência médica ao servidores municipais mediante acesso de convênios com Hospitais, laboratórios, profissionais nas várias especialidades médicas, bem como realização de internações e cirurgias. Endereço: Moron, 1858 Ed. Ladeira- Centro Telefone: (54) Horário de Atendimento: das 8h às 12h e das 12h30min às 18h

NÚCLEO DE CAPACITAÇÃO PARA O TRABALHO CURSOS NÚCLEO DE CAPACITAÇÃO 2014/II

NÚCLEO DE CAPACITAÇÃO PARA O TRABALHO CURSOS NÚCLEO DE CAPACITAÇÃO 2014/II CURSOS NÚCLEO DE CAPACITAÇÃO 2014/II LOTE CURSO DIA TURNO HORAS / SEMESTRE VAGAS INÍCIO TÉRMINO 1 GASTRONOMIA Terça-feira Tarde 60h 25 05/08/14 16/12/14 1 GASTRONOMIA Terça-feira Noite 60h 25 05/08/14

Leia mais

Realização da atividade junto a Paróquia Santa Teresinha para o grupo de catequistas e lideranças comunitárias.

Realização da atividade junto a Paróquia Santa Teresinha para o grupo de catequistas e lideranças comunitárias. 17/03/2012 Paróquia Santa Teresinha Oficina 1 Horário: 14h00min 16h00min Público participante 38 Realização da atividade junto a Paróquia Santa Teresinha para o grupo de catequistas e lideranças comunitárias.

Leia mais

1) Socorro e Desastre Itaóca

1) Socorro e Desastre Itaóca 1) Socorro e Desastre Itaóca A Cruz Vermelha Brasileira Filial do Estado de São Paulo deslocou um grupo de voluntários para prestar ajuda aos moradores da cidade de Itaóca, localizada no interior do estado,

Leia mais

Políticas Setoriais Secretarias Municipais: Saúde, Assistência Social, Educação, Direitos Humanos(quando houver). Participações Desejáveis

Políticas Setoriais Secretarias Municipais: Saúde, Assistência Social, Educação, Direitos Humanos(quando houver). Participações Desejáveis PARÂMETROS PARA A CONSTITUIÇÃO DAS COMISSÕES INTERSETORIAIS DE ACOMPANHAMENTO DO PLANO NACIONAL DE PROMOÇÃO, PROTEÇÃO E DEFESA DO DIREITO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES À CONVIVÊNCIA FAMILIAR E COMUNITÁRIA

Leia mais

ATIVIDADES DE ENSINO

ATIVIDADES DE ENSINO RELATÓRIO DE 2006 Em 2006 o Vila Fátima ampliou suas instalações físicas, possibilitando assim uma melhor organização das atividades de ensino-serviço. Contudo, esta ampliação não será suficiente, caso

Leia mais

Departamento de Assistência Social DAS Unidade Brasília

Departamento de Assistência Social DAS Unidade Brasília Departamento de Assistência Social DAS Unidade Brasília Programas e Serviços de Atenção à População em Situação de Vulnerabilidade Social, Econômica e Pessoal Brasília, Maio de 2013. Apresentação A Federação

Leia mais

SINTESE DO DIAGNÓSTICO TERRITÓRIO DE PAZ SANTO AFONSO NOVO HAMBURGO 2010/2011

SINTESE DO DIAGNÓSTICO TERRITÓRIO DE PAZ SANTO AFONSO NOVO HAMBURGO 2010/2011 SINTESE DO DIAGNÓSTICO TERRITÓRIO DE PAZ SANTO AFONSO NOVO HAMBURGO 2010/2011 REALIZAÇÃO: Diagnóstico Local - Território de Paz Santo Afonso Novo Hamburgo Página 1 DIAGNÓSTICO LOCAL TERRITÓRIO DE PAZ SANTO

Leia mais

sistema de garantia de direitos sgd

sistema de garantia de direitos sgd sistema de garantia de direitos sgd Município de NATAL RN ÓRGÃOS DE CONTROLE DO SGD COMDICA Av. Bernardo Vieira, 2180, Lagoa Seca Telefone: (84) 232-9249 Conselho de Educação Rua Fabrício Pedrosa, 915,

Leia mais

Programa de Apoio a Pacientes Oncológicos e

Programa de Apoio a Pacientes Oncológicos e Programa de Apoio a Pacientes Oncológicos e Família Secretaria Municipal de Saúde CASC - Centro de Atenção a Saúde Coletiva Administração Municipal Horizontina RS Noroeste do Estado Distante 520 Km da

Leia mais

RESOLUÇÃO COFFITO Nº 418, DE 4 DE JUNHO DE 2012.

RESOLUÇÃO COFFITO Nº 418, DE 4 DE JUNHO DE 2012. RESOLUÇÃO COFFITO Nº 418, DE 4 DE JUNHO DE 2012. Diário Oficial da União nº 109, de 6 de Junho de 2012 (quarta-feira) Seção 1 Págs. 227_232 Entidades de Fiscalização do Exercício das Profissões Liberais

Leia mais

O COMPROMISSO DE CUIDAR BEM DE QUEM MAIS PRECISA

O COMPROMISSO DE CUIDAR BEM DE QUEM MAIS PRECISA O COMPROMISSO DE CUIDAR BEM DE QUEM MAIS PRECISA DEDICADO AO POVO DE UBERLÂNDIA, AOS SERVIDORES MUNICIPAIS E A TODAS AS PESSOAS QUE TRABALHAM PELO BEM DA NOSSA GENTE. Uberlândia-MG, janeiro de 2012. BemSocial.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO FUNÇÃO: 01 - LEGISLATIVA 31 Ação Legislativa 0001- Execução da Ação Legislativa 2001 - Manutenção das Atividades Legislativas da Câmara Municipal FUNÇÃO: 02 - JUDICIÁRIA 122 Administração Geral 0006- Defesa

Leia mais

Conselho Municipal dos Direitos do Idoso

Conselho Municipal dos Direitos do Idoso Conselho Municipal dos Direitos do Idoso Av. Duque de Caxias, 635 Jd. Mazzei II Londrina-PR Fone: (43) 3372-4046 / Fax: (43) 3372-4547 cmdi@londrina.pr.gov.br / cmdi_londrina@yahoo.com.br 7ª CONFERÊNCIA

Leia mais

Plano Porto Alegre das Mulheres

Plano Porto Alegre das Mulheres Gabinete da Primeira Dama Gabinete de Planejamento Estratégico Coordenação das Mulheres Plano Porto Alegre das Mulheres Mapa de Políticas por Diretriz 1 Novembro/2011 Plano Porto Alegre das Mulheres ROTEIRO

Leia mais

SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV

SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV SOCIOASSISTENCIAL X SOCIOEDUCATIVO SOCIOASSISTENCIAL apoio efetivo prestado a família, através da inclusão em programas de transferência de renda

Leia mais

Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais

Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais Serviços instituídos pelo poder público, organizados de acordo com a parte do Estatuto do Idoso à qual estão relacionados. Serviços relacionados

Leia mais

O Suas Sistema Único da Assistência Social em perspectiva Valéria Cabral Carvalho, CRESS nº 0897 Luiza Maria Lorenzini Gerber, CRESS nº 0968

O Suas Sistema Único da Assistência Social em perspectiva Valéria Cabral Carvalho, CRESS nº 0897 Luiza Maria Lorenzini Gerber, CRESS nº 0968 O Suas Sistema Único da Assistência Social em perspectiva Valéria Cabral Carvalho, CRESS nº 0897 Luiza Maria Lorenzini Gerber, CRESS nº 0968 Com a Constituição Federal de 1988, a Assistência Social passa

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DE JUSTIÇA, DIREITOS HUMANOS E DESENVOLVIMENTO SOCIAL Superintendência de Apoio e Defesa aos Direitos Humanos

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DE JUSTIÇA, DIREITOS HUMANOS E DESENVOLVIMENTO SOCIAL Superintendência de Apoio e Defesa aos Direitos Humanos TERMO DE REFERÊNCIA EDITAL DE SELEÇÃO DE ENTIDADES PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS N /2015: EXECUÇÃO DO PROGRAMA DE PROTEÇÃO A CRIANÇAS E ADOLESCENTES AMEAÇADOS DE MORTE NO ESTADO DA BAHIA (PPCAAM/BA).. 1.

Leia mais

8ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE MINAS GERAIS

8ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE MINAS GERAIS 8ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE MINAS GERAIS DOCUMENTO FINAL EIXO 1 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Ações de mobilização: 1. Ampla mobilização, por

Leia mais

ENTIDADES QUE DESENVOLVEM AÇÕES DIRETA COM CRIANÇA E ADOLESCENTE Quadro - RPA 04

ENTIDADES QUE DESENVOLVEM AÇÕES DIRETA COM CRIANÇA E ADOLESCENTE Quadro - RPA 04 ENTIDADES QUE DESENVOLVEM AÇÕES DIRETA COM CRIANÇA E ADOLESCENTE Quadro - RPA 04 Nome da Entidade Endereço Fone Público Alvo / Principais Atividades Assistência e Promoção Rua Conde de Irajá, 108/135 Fone/Fax:

Leia mais

III- DADOS DO PRESIDENTE

III- DADOS DO PRESIDENTE PLANO DE AÇÃO 2014 I- IDENTIFICAÇÃO Nome: Associação dos Deficientes Físicos de Lençóis Paulista - ADEFILP Endereço: Pernambuco, 333, Jardim Cruzeiro Lençóis Paulista SP CEP 18680470 Telefone: (014) 3264-9700

Leia mais

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 132

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 132 PROGRAMA Nº - 132 Benefícios Eventuais SUB-FUNÇÃO: 244 ASSISTÊNCIA COMUNITÁRIA Implantar e implementar serviços de Benefícios Eventuais. Operacionalização para concessão dos Benefícios Eventuais - Art.

Leia mais

PROJETOS COMUNITÁRIOS DA ULBRA

PROJETOS COMUNITÁRIOS DA ULBRA PROJETOS COMUNITÁRIOS DA ULBRA PROJETOS COMUNITÁRIOS DA ULBRA 01 Projetos Comunitários da ULBRA Sob a égide do Programa Violência e Direitos Humanos, projetos comunitários, ações extensionistas e estágios

Leia mais

Saúde M ent en al t --Álco Ál o co l o le Dro Dr g o as

Saúde M ent en al t --Álco Ál o co l o le Dro Dr g o as Saúde Mental-Álcool e Drogas Atenção Básica O nosso modelo tem como proposta a superação da lógica hospitalocêntrica, pressupondo a implantação de serviços substitutivos ao hospital psiquiátrico, quer

Leia mais

CARTA ABERTA DE INTENÇÕES DO II ENCONTRO DOS MUNICÍPIOS PARA COORDENAÇÃO DO ATENDIMENTO SOCIOEDUCATIVO AO ADOLESCENTE EM CASA

CARTA ABERTA DE INTENÇÕES DO II ENCONTRO DOS MUNICÍPIOS PARA COORDENAÇÃO DO ATENDIMENTO SOCIOEDUCATIVO AO ADOLESCENTE EM CASA CARTA ABERTA DE INTENÇÕES DO II ENCONTRO DOS MUNICÍPIOS PARA COORDEN DO ATENDIMENTO SOCIOEDUCATIVO AO ADOLESCENTE EM CASA Aos trinta dias do mês de novembro do ano de dois mil e sete, reuniram-se no município

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ / SECRETARIA DE SAÚDE DE ITAJAÍ

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ / SECRETARIA DE SAÚDE DE ITAJAÍ UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ / SECRETARIA DE SAÚDE DE ITAJAÍ Título: Implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Odontologia / UNIVALI / Pró-Saúde Coordenador: Mário Uriarte Neto

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO

CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO Despacho 2007 Nº PROJETO DE LEI Nº 1099/2007 Considera de utilidade pública o Grupo de Formadores de Educadores Populares GEFEP. Autor: Vereador Eliomar Coelho. DECRETA: A Câmara Municipal do Rio de Janeiro

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES PLANO DE GOVERNO 2009 / 2012 EDUCAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES PLANO DE GOVERNO 2009 / 2012 EDUCAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES PLANO DE GOVERNO 2009 / 2012 EDUCAÇÃO O que buscamos Proporcionar educação com qualidade social para todas as crianças. Erradicar o analfabetismo, ampliar o nível

Leia mais

INSERÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA EM UMA UNIDADE DE SAÚDE EM PONTA GROSSA-PR

INSERÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA EM UMA UNIDADE DE SAÚDE EM PONTA GROSSA-PR INSERÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA EM UMA UNIDADE DE SAÚDE EM PONTA GROSSA-PR SANTOS, Elaine Ferreira dos (estagio II), WERNER, Rosiléa Clara (supervisor), rosileawerner@yahoo.com.br

Leia mais

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social A PRÁTICA PROFISSIONAL DO SERVIÇO SOCIAL NA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS - APAE DE PALMEIRA

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social A PRÁTICA PROFISSIONAL DO SERVIÇO SOCIAL NA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS - APAE DE PALMEIRA VIII Jornada de Estágio de Serviço Social A PRÁTICA PROFISSIONAL DO SERVIÇO SOCIAL NA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS - APAE DE PALMEIRA Apresentador: Mayara Lucia Martins. MARTINS, Mayara

Leia mais

SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL A NOVA HISTÓRIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL A NOVA HISTÓRIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL A NOVA HISTÓRIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL DAS Norte Campinas/SP ASSISTÊNCIA SOCIAL Constituição de 1988 e LOAS Assistência Social inserida como política da Seguridade Social

Leia mais

SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS E SEGURANÇA CIDADÃ Conselho Municipal de Defesa e Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente COMDICA

SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS E SEGURANÇA CIDADÃ Conselho Municipal de Defesa e Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente COMDICA Quadro - RPA 03 Nome da Entidade Endereço Fone Público Alvo / Principais Atividades APAE Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais Associação Cultural e Assistencial dos Artistas de Pernambuco - ACAAPE

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 01/2011 - SMDS O Município de Canoas, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, torna público o presente e convida os interessados e as interessadas a apresentar

Leia mais

Proposta de ações para elaboração do. Plano Estadual da Pessoa com Deficiência;

Proposta de ações para elaboração do. Plano Estadual da Pessoa com Deficiência; 1 Proposta de ações para elaboração do Plano Estadual da Pessoa com Deficiência Objetivo Geral: Contribuir para a implementação das diretrizes e metas na garantia de direitos às pessoas com deficiência

Leia mais

Conselho Municipal de Assistência Social Americana - São Paulo

Conselho Municipal de Assistência Social Americana - São Paulo 1 ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS INSCRITAS NO CMAS (2011) 1. ATENDIMENTO SERVIÇOS DE PROTEÇÃO SOCIAL (Conforme Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais) 1.1. PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA SERVIÇO

Leia mais

A EDUCAÇÃO ESPECIAL NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA: A EXPERIÊNCIA DE CURITIBA.

A EDUCAÇÃO ESPECIAL NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA: A EXPERIÊNCIA DE CURITIBA. A EDUCAÇÃO ESPECIAL NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA: A EXPERIÊNCIA DE CURITIBA. ANDREA MALMEGRIM ELIAS (PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA), JORDANA DE SOUZA SEHNEM ALVES (PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA).

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE ATENDIMENTO SÓCIOEDUCATIVO DO MUNICÍPIO DE ESPÍRITO SANTO/RN

PLANO MUNICIPAL DE ATENDIMENTO SÓCIOEDUCATIVO DO MUNICÍPIO DE ESPÍRITO SANTO/RN PLANO MUNICIPAL DE ATENDIMENTO SÓCIOEDUCATIVO DO MUNICÍPIO DE ESPÍRITO SANTO/RN ESPÍRITO SANTO/RN, OUTUBRO DE 2014. FRANCISCO ARAÚJO DE SOUZA PREFEITO MUNICIPAL DE ESPÍRITO SANTO/RN ELIZANGELA FREIRE DE

Leia mais

INFRA ESTRUTURA FÍSICA

INFRA ESTRUTURA FÍSICA INFRA ESTRUTURA FÍSICA 1 Campus Curitiba O Campus de Curitiba, sediado no Bairro Prado Velho, fica em um terreno com 342.117 m2 e 143.735 m 2 de área construída e abriga cinco centros universitários nas

Leia mais

PLANO DE AÇÃO NA GESTÃO DA ESCOLA 2012 A 2014

PLANO DE AÇÃO NA GESTÃO DA ESCOLA 2012 A 2014 PLANO DE AÇÃO NA GESTÃO DA ESCOLA 2012 A 2014 1 IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE ESCOLAR COLÉGIO ESTADUAL CHATEAUBRIANDENSE ENSINO MÉDIO, NORMAL E PROFISSIONAL R. ESTADOS UNIDOS, 170 - JD. AMÉRICA ASSIS CHATEAUBRIAND

Leia mais

PLANO DE TRABALHO 2008

PLANO DE TRABALHO 2008 PLANO DE TRABALHO 2008 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1.1. NOME DA ENTIDADE: Casa de Nazaré Centro de Apoio ao Menor 1.2. Endereço: Rua Coronel Timóteo nº 350 1.3. Bairro: Cristal 1.4. Região CORAS: 05 1.5.

Leia mais

DIRETORIA DE ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS, INFORMAÇÕES E DESENVOLVIMENTO URBANO E RURAL DEPARTAMENTO DE SISTEMA DE INFORMAÇÕES

DIRETORIA DE ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS, INFORMAÇÕES E DESENVOLVIMENTO URBANO E RURAL DEPARTAMENTO DE SISTEMA DE INFORMAÇÕES Nome: Associação Atlética Educando pelo Esporte AAEPE CNPJ: 02465949/001-92 Endereço: Rua Benedito Bonzon Penteado, 645 Bairro/Loteamento: Jardim Pacaembu CEP: 13.424-485 Telefone: 3433-5085 Socioeducativo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO FUNÇÃO: 01 - LEGISLATIVA 031 Ação Legislativa 0001 - Execução da Ação Legislativa Manutenção das Atividades Legislativas FUNÇÃO: 02 - JUDICIÁRIA 122 Administração Geral 0006 - Defesa Jurídica do Município

Leia mais

ATIVIDADES ASSISTENCIAIS E COMUNITÁRIAS

ATIVIDADES ASSISTENCIAIS E COMUNITÁRIAS ATIVIDADES ASSISTENCIAIS E COMUNITÁRIAS O compromisso social da Universidade está presente na sua atuação assistencial junto à comunidade interna e externa visando a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

Leia mais

Universidade Estadual de Goiás Centro Regional de Referência

Universidade Estadual de Goiás Centro Regional de Referência Universidade Estadual de Goiás Centro Regional de Referência CURSO DE ATUALIZAÇÃO SOBRE INTERVENÇÃO BREVE E ACONSELHAMENTO MOTIVACIONAL PARA USUÁRIOS DE ÁLCOOL, CRACK E OUTRAS DROGAS Rede de Atenção e

Leia mais

PASTORAL UNIVERSITÁRIA

PASTORAL UNIVERSITÁRIA PASTORAL UNIVERSITÁRIA Objetivos: 1. Oportunizar a comunidade educativa uma vivência de fraternidade que possibilite transcender os limites meramente humanos e a excelência acadêmica, com uma atitude de

Leia mais

Experiência no Atendimento Domiciliar ao Paciente Serviço Social

Experiência no Atendimento Domiciliar ao Paciente Serviço Social Experiência no Atendimento Domiciliar ao Paciente Serviço Social Flávia J.Rodrigues de Sá Pinheiro de Melo Assistente Social Especialista em Saúde Mental e Moléstias Infecciosas - Unicamp Serviço Atenção

Leia mais

Implementação de Centro de Reabilitação para Dependentes Químicos; Criação de Consultório Odontológico no PSF de Itapema do Norte;

Implementação de Centro de Reabilitação para Dependentes Químicos; Criação de Consultório Odontológico no PSF de Itapema do Norte; PROPOSTA DE GOVERNO ITAPOÁ SC * 2013-2016 A presente proposta de governo é apresentada em linha gerais, com a finalidade de compor o acervo documental para o pedido de registro de candidatura aos cargos

Leia mais

SECRETARIA DA SAUDE. Fonte:http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1

SECRETARIA DA SAUDE. Fonte:http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1 SECRETARIA DA SAUDE Fonte:http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1 1 2 UBS Equipe da Atenção Básica UBS Equipe da Atenção Básica + EACS Equipe de Agentes Comunitários da Saúde UBS Equipe da Atenção

Leia mais

Realização, Apoio e Colaboração: Sociedade Santos Mártires JARDIM ÂNGELA

Realização, Apoio e Colaboração: Sociedade Santos Mártires JARDIM ÂNGELA TÍTULO: UNIDADE COMUNITÁRIA DE ÁLCOOL E DROGAS JARDIM ÂNGELA NOVEMBRO 2002 AUTORES: Sérgio Luís Ferreira - Psicólogo Ronaldo Laranjeira INSTITUIÇÃO:Escola Paulista de Medicina UNIFESP Área Temática: Saúde

Leia mais

CANDIDATOS DA MICRORREGIÃO 9

CANDIDATOS DA MICRORREGIÃO 9 CANDIDATOS DA MICRORREGIÃO 9 Nome de urna: Jacque Pache Número: 9011 Experiência na Área da Infância: - conselheira tutelar 2008/2011. - assistente direção: fundação de proteção especial RS. FPE - Coordenadora

Leia mais

PREFEITURA DE MONTES CLAROS SECRETARIA MUNCIPAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO

PREFEITURA DE MONTES CLAROS SECRETARIA MUNCIPAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO 1ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 004/2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PESSOAL PARA ATENDER A RECENSEAMENTO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA E A DIVERSOS OUTROS PROGRAMAS E SERVIÇOS

Leia mais

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013 Relatório Despertar 2013 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO PEDREGAL PROJETO OFICINA ESCOLA

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO PEDREGAL PROJETO OFICINA ESCOLA Relatório das Ações Desenvolvidas pelo Projeto Oficina Escola 1. Apresentação Companheiros (as) da Associação Tremembé estamos concluindo mais um ano missão e com isso somos convidados (as) a socializar

Leia mais

Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social SEMCAS

Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social SEMCAS Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social SEMCAS Passo Fundo - RS 2010 Serviços e Seguridade Social Registro Civil Endereço: Morom, 1120 Centro Horário: 9h às 17h sem fechar ao meio-dia Telefone:

Leia mais

PROJETOS DE EXTENSÃO 2011 CURSO RESPONSÁVEL PELO PROJETO

PROJETOS DE EXTENSÃO 2011 CURSO RESPONSÁVEL PELO PROJETO ATENÇÃO À CRIANÇA (S) DE EXECUÇÃO E FREQUÊNCIA Projeto Sorriso Visa proporcionar às crianças internas e usuárias do PSF do Crianças da Casa de Passagem e do PSF Santa Rita bairro Santa Rita o conhecimento

Leia mais

UMA VAGA PARA TODOS PROJETO DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL. Rio de Janeiro, março de 2015

UMA VAGA PARA TODOS PROJETO DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL. Rio de Janeiro, março de 2015 UMA VAGA PARA TODOS PROJETO DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL. Rio de Janeiro, março de 2015 RESUMO Este projeto visa a atender crianças e adolescentes em situação de rua, abandonados ou que necessitam ser

Leia mais

Guia de Serviços de Assistência Social de Itapetininga

Guia de Serviços de Assistência Social de Itapetininga versão 2 Guia de Serviços de Assistência Social de Itapetininga SECRETARIA DE PROMOÇÃO SOCIAL PREFEITURA DE ITAPETININGA w w w. i t a p e t i n i n g a. s p. g o v. b r (15) 3376.9600 Praça dos Três Poderes,

Leia mais

Projeto Voz do Batuque

Projeto Voz do Batuque Mostra Local de: Maringá PR Projeto Voz do Batuque Categoria do projeto: I Projetos em Andamento Nome da Instituição/Empresa: Instituto Morena Rosa de Responsabilidade Sócio Ambiental, Cultural e Desenvolvimento

Leia mais

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social. A PRÁTICA DO SERVIÇO SOCIAL NA ASSOCIAÇÃO MINISTÉRIO MELHOR VIVER- AMMV

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social. A PRÁTICA DO SERVIÇO SOCIAL NA ASSOCIAÇÃO MINISTÉRIO MELHOR VIVER- AMMV A PRÁTICA DO SERVIÇO SOCIAL NA ASSOCIAÇÃO MINISTÉRIO MELHOR VIVER- AMMV SILVA, D. Pollyane¹ MORO, M. Silvana ² SOUSA, G. Cristiane³ Resumo Este trabalho tem o intuito de descrever a Prática Profissional

Leia mais

RESOLUÇÃO CONJUNTA CNAS/CONANDA Nº 001 DE 09 DE JUNHO DE 2010

RESOLUÇÃO CONJUNTA CNAS/CONANDA Nº 001 DE 09 DE JUNHO DE 2010 RESOLUÇÃO CONJUNTA CNAS/CONANDA Nº 001 DE 09 DE JUNHO DE 2010 Estabelece parâmetros para orientar a constituição, no âmbito dos Estados, Municípios e Distrito Federal, de Comissões Intersetoriais de Convivência

Leia mais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos, 18 Compromissos A criança e o adolescente no centro da gestão municipal O Estatuto

Leia mais

CONVÊNIOS MUNICÍPIO DE ALVORADA NÚMERO CONVENIADA OBJETO VALOR VALIDADE 021-023-2014 - SMJE LIGA INDEPENDENTE DE FUTEBOL DE ALVORADA-LIFA

CONVÊNIOS MUNICÍPIO DE ALVORADA NÚMERO CONVENIADA OBJETO VALOR VALIDADE 021-023-2014 - SMJE LIGA INDEPENDENTE DE FUTEBOL DE ALVORADA-LIFA NÚMERO CONVENIADA OBJETO VALOR VALIDADE 021-023-2014 - SMJE LIGA INDEPENDENTE DE FUTEBOL DE ALVORADA-LIFA O presente convênio visa o desenvolvimento de ações integradas para a realização do CampeonatoMunicipal

Leia mais

PROGRAMA DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS EM MEIO ABERTO

PROGRAMA DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS EM MEIO ABERTO PROGRAMA DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS EM MEIO ABERTO CONTEXTUALIZAÇÃO DOUTRINA DA SITUAÇÃO IRREGULAR DOUTRINA DA PROTEÇÃO INTEGRAL. Código de menores;. Menores em situação irregular;. Carentes, abandonados,

Leia mais

Câmara Municipal de Uberaba A Comunidade em Ação LEI Nº 7.904

Câmara Municipal de Uberaba A Comunidade em Ação LEI Nº 7.904 A Comunidade em Ação LEI Nº 7.904 Disciplina a Política Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual e dá outras providências. O Povo do Município de Uberaba, Estado de Minas Gerais, por seus representantes

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

2. FACULDADE INEDI / CESUCA COMPLEXO DE ENSINO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE CACHOEIRINHA

2. FACULDADE INEDI / CESUCA COMPLEXO DE ENSINO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE CACHOEIRINHA CURSOS DE CAPACITAÇÃO EM BOAS PRÁTICAS PARA SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO HOMOLOGADOS PELA DIVISÃO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA DE ACORDO COM A PORTARIA 78/09, VÁLIDOS PARA O ANO DE 2012. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO ESPECIAL Nº 01/2014 MULHERES DA PAZ

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO ESPECIAL Nº 01/2014 MULHERES DA PAZ EDITAL DE PROCESSO SELETIVO ESPECIAL Nº 01/2014 MULHERES DA PAZ A Prefeitura Municipal de Diadema por meio da Secretaria Municipal de Defesa Social, no uso de suas atribuições, torna público que estarão

Leia mais

Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social SEMCAS

Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social SEMCAS Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social SEMCAS Passo Fundo - RS 2010 Sumário Características Demográficas e Sócio-Econômicas do Município...04 Apresentação...05 Rede de Saúde Municipal...07

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL Das Atribuições dos Profissionais dos Recursos Humanos Atribuições comuns a todos os profissionais que integram a equipe: Conhecer a realidade das famílias pelas

Leia mais

II - ANÁLISE PRELIMINAR DOS DADOS EDUCACIONAIS DE SERGIPE:

II - ANÁLISE PRELIMINAR DOS DADOS EDUCACIONAIS DE SERGIPE: EDUCAÇÃO INFANTIL I - META 1 DO PNE: Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta de educação infantil em creches

Leia mais

BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE SINTRA APRESENTAÇÃO DE PROJETO POR ORGANIZAÇÃO

BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE SINTRA APRESENTAÇÃO DE PROJETO POR ORGANIZAÇÃO 1/5 BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE SINTRA APRESENTAÇÃO DE PROJETO POR ORGANIZAÇÃO (nº SM) Exmº Sr. Presidente da Câmara Municipal de Sintra Solicito a inserção do presente projeto no Banco Local de Voluntariado

Leia mais

EIXO I - Política de saúde na seguridade social, segundo os princípios da integralidade, universalidade e equidade

EIXO I - Política de saúde na seguridade social, segundo os princípios da integralidade, universalidade e equidade 10ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE: OO"TODOS USAM O SUS! SUS NA SEGURIDADE SOCIAL - POLÍTICA PÚBLICA, PATRIMÔNIO DO POVO BRASILEIRO" EIXO I - Política de saúde na seguridade social, segundo os princípios

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS PENITENCIÁRIOS DEPARTAMENTO DE TRATAMENTO PENAL

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS PENITENCIÁRIOS DEPARTAMENTO DE TRATAMENTO PENAL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS PENITENCIÁRIOS DEPARTAMENTO DE TRATAMENTO PENAL POLÍTICA DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE PRISIONAL A Política de Atenção

Leia mais

COSTRUINDO FÓRUM SOBRE VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS: REFLEXÃO E AÇÃO SOBRE VIOLÊNCIA E QUALIDADE DE VIDA NAS ESCOLAS

COSTRUINDO FÓRUM SOBRE VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS: REFLEXÃO E AÇÃO SOBRE VIOLÊNCIA E QUALIDADE DE VIDA NAS ESCOLAS COSTRUINDO FÓRUM SOBRE VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS: REFLEXÃO E AÇÃO SOBRE VIOLÊNCIA E QUALIDADE DE VIDA NAS ESCOLAS MUNICIPAIS DO BAIRRO DA IPUTINGA Prof º Geraldo José Marques Pereira ( Coordenador Geral) Prof

Leia mais

Protocolos de acesso do Serviço Social 1- Caracterização do Serviço

Protocolos de acesso do Serviço Social 1- Caracterização do Serviço Protocolos de acesso do Serviço Social 1- Caracterização do Serviço A finalidade do trabalho do Assistente Social junto ao usuário do Hospital Universitário da UFJF, implica em favorecer o acesso deste

Leia mais

Universidade Federal de Juiz de Fora Hospital Universitário Programa de Avaliação de Desempenho (PROADES) Segunda Fase

Universidade Federal de Juiz de Fora Hospital Universitário Programa de Avaliação de Desempenho (PROADES) Segunda Fase Universidade Federal de Juiz de Fora Hospital Universitário Programa de Avaliação de Desempenho (PROADES) Segunda Fase Registro de reuniões setoriais Setor: Serviço Social Unidade Dom Bosco Data: 29.05.2009

Leia mais

HUMAN INTEGRATION AND DEVELOPMENT INSTITUTE INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÃO HUMANA PROGRAMA CONVIVER

HUMAN INTEGRATION AND DEVELOPMENT INSTITUTE INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÃO HUMANA PROGRAMA CONVIVER PROGRAMA CONVIVER OBJETIVOS PARCERIAS Participarão do PROGRAMA CONVIVER como parceiros colaboradores e voluntários as entidades: PÚBLICAS FEDERAIS. PÚBLICAS ESTADUAIS. PÚBLICAS MUNICIPAIS. EMPRESÁRIOS.

Leia mais

O artigo 8º da referida lei, contemplando exatamente a dimensão do sofrimento e dos danos que a violência doméstica e familiar provoca, determina:

O artigo 8º da referida lei, contemplando exatamente a dimensão do sofrimento e dos danos que a violência doméstica e familiar provoca, determina: TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO VARA CENTRAL DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER SP Projeto: DE MÃOS DADAS COM A REDE Introdução A violência doméstica e familiar contra a mulher é um fenômeno

Leia mais

ENTIDADES INSCRITAS NO COMDCAC

ENTIDADES INSCRITAS NO COMDCAC ENTIDADES INSCRITAS NO COMDCAC 1. OBRA SOCIAL CRISTO REI CNPJ: 27.400.100/0001-61 Endereço: Rua Irmã Marcelina de São Luiz, nº 15, São Francisco/ Cariacica. Telefone: 3336-1234 / 3343-1429 / 3336-1440

Leia mais

Assistência Social da benesse ao Direito A experiência de Campinas

Assistência Social da benesse ao Direito A experiência de Campinas Assistência Social da benesse ao Direito A experiência de Campinas Arnaldo Rezende Setembro/2010. Um pouco da origem... 1543 Implantação da 1ª. Santa Casa de Misericórdia. 1549 - Chegada dos Jesuítas no

Leia mais

Ivana Angélica Estrela Araújo

Ivana Angélica Estrela Araújo Ivana Angélica Estrela Araújo Brasileira, solteira, 22 anos Rua 04 quadra H casa 24 Conjunto Rio Anil Bequimão São Luís MA Telefone: (98) 82659010 / (98) 88481901 E-mail: ivanaestrela06@gmail.com RG: 034388232007-3

Leia mais

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina Primeiro escritório de inclusão social da América Latina 18 de setembro Nós do Centro: mais uma ação para a comunidade do Grupo Orsa O Grupo Orsa, por meio da Fundação Orsa, inaugura um espaço inovador

Leia mais

Conselho Tutelar de São José dos Campos-SP. Circunscrição Centro. Prestação de Contas Dezembro 2011 até Novembro 2012

Conselho Tutelar de São José dos Campos-SP. Circunscrição Centro. Prestação de Contas Dezembro 2011 até Novembro 2012 Conselho Tutelar de São José dos Campos-SP Circunscrição Centro Prestação de Contas Dezembro 2011 até Novembro 2012 Conselheiros Tutelares Eleitos: Mandato do Triênio 2010/2013 * Daniella Magalhães Itacarambi

Leia mais

Oficinas de tratamento. Redes sociais. Centros de Atenção Psicossocial Álcool e drogas

Oficinas de tratamento. Redes sociais. Centros de Atenção Psicossocial Álcool e drogas Oficinas de tratamento Redes sociais Centros de Atenção Psicossocial Álcool e drogas Irma Rossa Médica Residência em Medicina Interna- HNSC Médica Clínica- CAPS ad HNSC Mestre em Clínica Médica- UFRGS

Leia mais

E AÇÕES PARA AS DIRETRIZES DO PLANO DE GOVERNO DO PT 2013 A 2016

E AÇÕES PARA AS DIRETRIZES DO PLANO DE GOVERNO DO PT 2013 A 2016 E AÇÕES PARA AS DIRETRIZES DO PLANO DE GOVERNO DO PT 2013 A 2016 1-ORÇAMENTO PARTICIPATIVO; PLANEJAMENTO DE CURTO, MÉDIO E LONGO PRAZO COM PARTICIPAÇÃO DIRETA DA POPULAÇÃO PARA DEFINIR AS PRIORIDADES DAS

Leia mais

SÍNTESE DO DIAGNÓSTICO SITUACIONAL UNIDADE SAÚDE DA FAMÍLIA VALDENOR CORDEIRO I BAIRRO: ALECRIM I E II, VILA OLÍMPICA EUNÁPOLIS-BAHIA

SÍNTESE DO DIAGNÓSTICO SITUACIONAL UNIDADE SAÚDE DA FAMÍLIA VALDENOR CORDEIRO I BAIRRO: ALECRIM I E II, VILA OLÍMPICA EUNÁPOLIS-BAHIA SÍNTESE DO DIAGNÓSTICO SITUACIONAL UNIDADE SAÚDE DA FAMÍLIA VALDENOR CORDEIRO I BAIRRO: ALECRIM I E II, VILA OLÍMPICA EUNÁPOLIS-BAHIA GREGÓRIO NETO BATISTA DE SOUSA 2010 1 INTRODUÇÃO A comunidade do Alecrim

Leia mais

RESIDÊNCIA INTEGRADA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE - RIMS - Projeto HMIPV/SMS Ênfase Saúde da Criança

RESIDÊNCIA INTEGRADA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE - RIMS - Projeto HMIPV/SMS Ênfase Saúde da Criança RESIDÊNCIA INTEGRADA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE - RIMS - Projeto HMIPV/SMS Ênfase Saúde da Criança Projeto HMIPV/SMS O HMIPV presta atendimento especializado em diversas áreas, em nível secundário e terciário.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JUNDIAÍ DO SUL

PREFEITURA MUNICIPAL DE JUNDIAÍ DO SUL ANEXOII ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS PARA CONCURSO PÚBLICO PARA EMPREGO PÚBLICO Nº. 001/2010 JUNDIAÍ DO SUL PARANÁ 1. Para os cargos do grupo PSF Programa da Saúde da Família, conveniados com o Governo Federal:

Leia mais

LOCAIS DE INSCRIÇÃO EM TODO O ESTADO

LOCAIS DE INSCRIÇÃO EM TODO O ESTADO LOCAIS DE INSCRIÇÃO EM TODO O ESTADO Águas Lindas de Goiás Área Especial II / III, Setor 12, ao lado da Paróquia São Pedro Apóstolo, CEP 72910-000. Alexânia Secretaria do Trabalho, Avenida 15 de Novembro,

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO. Espírita. ENDEREÇO: Rua Joaquim Pires de Miranda SN Vila Grimpas Hidrolândia-GO. CEP: 75340-000.

IDENTIFICAÇÃO. Espírita. ENDEREÇO: Rua Joaquim Pires de Miranda SN Vila Grimpas Hidrolândia-GO. CEP: 75340-000. IDENTIFICAÇÃO INSTITUIÇÃO PROPONENTE: PROJETO CRESCER CHICO XAVIER - Obra Social do Centro Espírita Eurípedes Barsanulfo CNPJ: 26 943 563/0001-07 ENDEREÇO: Rua Joaquim Pires de Miranda SN Vila Grimpas

Leia mais

CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CRAS

CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CRAS CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CRAS Porta de entrada dos munícipes que necessitam das ações de assistência social que potencializam a família, a comunidade de referência, fortalecendo seus

Leia mais

ANEXO I TABELA DE CARGOS, SALÁRIOS, JORNADA DE TRABALHO E PRÉ-REQUISITOS: CARGA PRÉ-REQUISITOS

ANEXO I TABELA DE CARGOS, SALÁRIOS, JORNADA DE TRABALHO E PRÉ-REQUISITOS: CARGA PRÉ-REQUISITOS CA RGOS Professor Língua Portuguesa Professor Língua Inglesa Prefeitura de Marabá Secretaria Municipal de Educação SEMED Comissão Especial de Seleção do PROJOVEM URBANO - PJU. ANEXO I TABELA DE CARGOS,

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Projeto Exercitando Direitos do PELC - Programa de Esporte e Lazer da Cidade

Mostra de Projetos 2011. Projeto Exercitando Direitos do PELC - Programa de Esporte e Lazer da Cidade Mostra de Projetos 2011 Projeto Exercitando Direitos do PELC - Programa de Esporte e Lazer da Cidade Mostra Local de: Piraquara Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais.

Leia mais

HORTOTERAPIA PARA A MELHOR IDADE

HORTOTERAPIA PARA A MELHOR IDADE Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais do Distrito Federal HORTOTERAPIA PARA A MELHOR IDADE PROPOSTA DE PARCERIA Brasília, junho de 2011 1 1. IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO BENEFICIÁRIA Nome da instituição:

Leia mais

Como se Tornar um Município Amigo do Idoso. Critérios para a Obtenção do Selo de Município Amigo do Idoso

Como se Tornar um Município Amigo do Idoso. Critérios para a Obtenção do Selo de Município Amigo do Idoso Como se Tornar um Município Amigo do Idoso Critérios para a Obtenção do Selo de Município Amigo do Idoso 2 3 GERALDO ALCKMIN Governador do Estado de São Paulo ROGERIO HAMAM Secretário de Estado de Desenvolvimento

Leia mais

Curso I Introdução ao provimento de serviços e benefícios socioassistenciais do SUAS

Curso I Introdução ao provimento de serviços e benefícios socioassistenciais do SUAS Curso I Introdução ao provimento de serviços e benefícios socioassistenciais do SUAS Módulo II - O provimento dos serviços socioassistenciais Proteção Social Especial Recife, fevereiro/2014 Conteúdo Programático

Leia mais

Deixe-me ser feliz CAPI - Casa de Amparo e Proteção à Infância

Deixe-me ser feliz CAPI - Casa de Amparo e Proteção à Infância Deixe-me ser feliz CAPI - Casa de Amparo e Proteção à Infância Objetivo: Como previsto pelo estatuto da entidade, Art 2º, tem por finalidade a proteção e o amparo à crianças na faixa etária de 0 (zero)

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO - ES CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO - ES CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165 001 - CÂMARA MUNICIPAL DE CASTELO 001 - CÂMARA MUNICIPAL DE CASTELO 01 Legislativa 2.410.000,00 450.000,00 2.860.000,00 01031 Ação Legislativa 2.410.000,00 450.000,00 2.860.000,00 010310001 APOIO ADMINISTRATIVO

Leia mais

ANEXO I PROGRAMA ESTADUAL DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA E ESPECIAL, DA REDE SOCIAL SÃO PAULO

ANEXO I PROGRAMA ESTADUAL DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA E ESPECIAL, DA REDE SOCIAL SÃO PAULO ANEXO I PROGRAMA ESTADUAL DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA E ESPECIAL, DA REDE SOCIAL SÃO PAULO I- DA PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA. II- DA PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL. III- DO CO-FINANCIAMENTO E DOS REQUISITOS, PARA O

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I Da Finalidade. CAPÍTULO II Dos Princípios, Objetivos e Metas Seção I Dos Princípios

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I Da Finalidade. CAPÍTULO II Dos Princípios, Objetivos e Metas Seção I Dos Princípios LEI N. 1.343, DE 21 DE JULHO DE 2000 Institui a Política Estadual do Idoso - PEI e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE seguinte Lei: FAÇO SABER que a Assembléia Legislativa do Estado

Leia mais