Entity Beans CMP. O que é CMP? Criação de Entity Beans CMP Deployment no JBoss EJB-QL Exemplo Prático

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Entity Beans CMP. O que é CMP? Criação de Entity Beans CMP Deployment no JBoss EJB-QL Exemplo Prático"

Transcrição

1 Entity Beans CMP O que é CMP? Criação de Entity Beans CMP Deployment no JBoss EJB-QL Exemplo Prático O que é CMP? Container Managed Persistence é a criação automática de lógica de persistência pelo servidor de aplicação O container se encarrega de criar as tabelas (no deployment), inserir os dados removê-los e alterá-los CMP é utilizada na construção de aplicações totalmente independentes de banco de dados 1

2 Como CMP Funciona O container gera automaticamente código de persistência ao estender a classe criada pelo programador Os campos do Entity Bean são informados no arquivo XML de descrição, assim como a lógica dos métodos de seleção e localização: Linguagem: EJB-QL: linguagem de manipulação de dados parecida com SQL Criação de Entity Beans CMP Um Entity Bean CMP é composto de: uma classe abstrata: estende a classe EntityBean, uma interface Home Local, uma interface Local A classe do Entity Bean é abstrata: os métodos get e set de cada campo e os métodos de seleção e localização serão implementados pelo container 2

3 Criação das Interfaces Idênticas às interfaces de um Entity Bean BMP Os clientes não precisam ser alterados se um Entity Bean BMP vira CMP ou vice versa Exemplo da Interface Home public interface ItemHome extends EJBLocalHome { public Item create(string nome, double preco, int quantidade) throws CreateException; public Item findbyprimarykey(string codigo) throws FinderException; public Collection findbynome(string nome) throws FinderException; public double gettotal(); 3

4 Exemplo da Interface Remote public interface Item extends EJBLocalObject { public String getnome(); public void setnome(string name); public String getcodigo(); public double getpreco(); public void setpreco(double preco); public int getquantidade(); public void setquantidade(int quantidade); public double getprecototal(); Criação da Classe do Entity Bean CMP (1) A classe do Entity Bean CMP contém Métodos get e set abstratos para cada campo: serão implementados pelo container Implementação de métodos get com a lógica do negócio por exemplo, gettotal(): chama getsubtotal() e gettaxas()) Métodos ejbselect abstratos lógica definida em EJB-QL no arquivo XML de descrição Implementação de métodos ejbhome que utilizam métodos ejbselect por exemplo, ejbhomegettotalcompras() A classe do Entity Bean CMP não contém métodos ejbfind Declarados e definidos em EJB-QL no arquivo XML de descrição 4

5 Criação da Classe do Entity Bean CMP (2) Assim como BMP, a classe do Entity Bean CMP contém os métodos setentitycontext(): chamado quando o container aumenta o pool (o bean ainda não foi inicializado) unsetentitycontext(): chamado quando o container diminui o pool ejbcreate(): deve chamar métodos set com os dados de inicialização ejbpostcreate(): chamado após a criação do bean, com a chave primária disponível para uso Criação da Classe do Entity Bean CMP (3) Assim como BMP, a classe do Entity Bean CMP contém os métodos ejbactivate(): chamado quando um bean sai do pool para ser usado por um cliente ejbpassivate(): chamado quando um bean retorna ao pool após ser usado por um cliente ejbload(): chamado após a leitura de dados ejbstore(): chamado antes da gravação dos dados ejbremove(): chamado antes da remoção dos dados 5

6 Exemplo da Classe do Entity Bean CMP (1) public abstract class ItemBean implements EntityBean { private EntityContext ctx; public abstract String getnome(); public abstract void setnome(string name); public abstract String getcodigo(); public abstract void setcodigo(string codigo); public abstract double getpreco(); public abstract void setpreco(double preco); public abstract int getquantidade(); public abstract void setquantidade(int quantidade); public double getprecototal() { return getpreco() * getquantidade(); Exemplo da Classe do Entity Bean CMP (2) public void ejbpostcreate(string nome) { public void ejbstore() { public void ejbload() { public void ejbpassivate() { public void ejbremove() { public void ejbactivate() { public void setentitycontext(entitycontext c) {ctx = c; public void unsetentitycontext() {ctx = null; 6

7 Exemplo da Classe do Entity Bean CMP (3) public abstract Collection ejbselectprecostotais(); public double ejbhomegettotal() { double total = 0.0; Iterator it = ejbselectprecostotais().iterator(); while (it.hasnext()) { Double precototal = (Double) it.next(); total += precototal.doublevalue(); return total; public void ejbcreate(string nome, double preco, int quantidade) { setnome(nome); setpreco(preco); setquantidade(quantidade); Deployment no JBoss Arquivo ejb-jar.xml Esquema abstrato de mapeamento Arquivo jboss.xml Nomes JNDI Arquivo jbosscmp-jdbc.xml Definição do data source Mapeamento Físico Deployment da aplicação 7

8 Inserção do EJB no arquivo ejb-jar.xml (1) <ejb-jar> <enterprise-beans> <entity> <ejb-name>item</ejb-name> <home>com.empresa.pacote.itemhome</home> <local>com.empresa.pacote.item</local> <ejb-class>com.empresa.pacote.itembean</ejb-class> <persistence-type>container</persistence-type> <prim-key-class>java.lang.string</prim-key-class> <prim-key-field>codigo</prim-key-field> <reentrant>false</reentrant> <cmp-version>2.x</cmp-version> <abstract-schema-name>item</abstract-schema-name> <cmp-field><field-name>codigo</field-name></cmp-field> <cmp-field><field-name>nome</field-name></cmp-field> <cmp-field><field-name>quantidade</field-name></cmp-field> Inserção do EJB no arquivo ejb-jar.xml (2) <cmp-field><field-name>preco</field-name></cmp-field> <query> <query-method> <method-name>findbynome</method-name> <method-params> <method-param>java.lang.string</method-param> </method-params> </query-method> <ejb-ql> <![CDATA[SELECT OBJECT(i) FROM Item AS i WHERE nome =?1]]> </ejb-ql> </query> <query> <query-method> <method-name>ejbselectprecostotais</method-name> <method-params></method-params> </query-method> 8

9 Inserção do EJB no arquivo ejb-jar.xml (3) <ejb-ql><![cdata[select quantidade*preco FROM Item AS i]]></ejb-ql> </query> </entity> </enterprise-beans> <assembly-descriptor> <container-transaction> <method> <ejb-name>item</ejb-name> <method-intf>local</method-intf> <method-name>*</method-name> </method> <trans-attribute>required</trans-attribute> </container-transaction> </assembly-descriptor> </ejb-jar> Inserção do EJB no arquivo jboss.xml <jboss> <entity> <ejb-name>item</ejb-name> <jndi-name>com/empresa/pacote/item</jndi-name> <resource-ref> <res-ref-name>jdbc/itemdb</res-ref-name> <resource-name>java:/oracleds</resource-name> </resource-ref> </entity> </jboss> 9

10 Arquivo jbosscmp-jdbc.xml <jbosscmp-jdbc> <defaults> <datasource>java:/oracleds</datasource> <datasource-mapping>oracle9i</datasource-mapping> <create-table>true</create-table> <remove-table>true</remove-table> </defaults> <enterprise-beans> <entity> <ejb-name>item</ejb-name> <table-name>itemtable</table-name> <cmp-field> <field-name>codigo</field-name> <column-name>itemid</column-name> </cmp-field> <cmp-field> <field-name>nome</field-name> <column-name>name</column-name> </cmp-field> <cmp-field> <field-name>quantidade</field-name> <column-name>qtde</column-name> </cmp-field> </entity> </jbosscmp-jdbc> EJB-QL (1) Enterprise Java Beans Query Language Linguagem parecida com SQL Cláusulas SELECT, FROM e WHERE Não possui cláusulas ORDER BY e GROUP BY Não possui funções de agregação MIN(), MAX(), COUNT() e SUM() 10

11 EJB-QL (2) Cláusula SELECT Tipo de Retorno: Métodos finder: Tipo do esquema abstrato do Entity Beans Interface Local ou Remota Métodos Find da Home: Interface remota ou local (ou a coleção) Função OBJECT() para a projeção de tipos complexos Ex: SELECT OBJECT (i) FROM Item AS i SELECT DISTINCT i.nome FROM Item AS i EJB-QL (3) Expressões funcionais: EJB-QL possui funções CONCAT(), SUBSTRING(), LOCATE(), LENGTH(), ABS(), SQRT(), MOD(), COUNT(), MAX( ), MIN( ), AVG( ) e SUM( ) EJB 2.1 Ex: SELECT COUNT( c ) FROM Customers AS c WHERE c.address.state = 'WI' 11

12 EJB-QL (4) Expressão BETWEEN Verifica se uma expressão aritmética está dentro de uma Faixa de valores Ex: SELECT OBJECT(i) FROM Item AS i WHERE i.nome =?1 OR (i.preco BETWEEN?2 AND?3) EJB-QL (5) Expressões IN, LIKE, e ORDER BY: Ex: o.country IN ('UK', 'US', 'France') address.phone LIKE '12%3' Verdadeiro: '123 e '12993' Falso: '1234' SELECT OBJECT( c ) FROM Customers AS c ORDER BY c.lastname EJB

13 Exercício Transformar o Entity Bean do exercício da aula de BMP em CMP Alterar a classe do Entity Bean Alterar os arquivos ejb-jar.xml e jboss.xml Fazer o deployment 13

J530 - Enterprise JavaBeans. Entity Beans. com persistência implícita (CMP) argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org)

J530 - Enterprise JavaBeans. Entity Beans. com persistência implícita (CMP) argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org) J530 - Enterprise JavaBeans Entity Beans com persistência implícita (CMP) Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br 1 Características de EJB CMP Com container-managed persistence o programador

Leia mais

Entity Beans. Introdução Entity Beans BMP

Entity Beans. Introdução Entity Beans BMP Entity Beans Introdução Entity Beans BMP Agenda Conceitos básicos de persistência Definição de entity beans Recursos Conceitos de programação Típos de entity beans Exemplos de entity beans usando Bean-

Leia mais

J530 - Enterprise JavaBeans. Introdução a EJB e Stateless. Session Beans. argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org)

J530 - Enterprise JavaBeans. Introdução a EJB e Stateless. Session Beans. argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org) J530 - Enterprise JavaBeans Introdução a EJB e Stateless Session Beans Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br 1 Componentes de um EJB Para que o container possa gerar o código necessário é preciso

Leia mais

Stateful Session Beans

Stateful Session Beans J530 - Enterprise JavaBeans Stateful Session Beans Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br 1 Stateful Session Beans Quando um cliente chama um método de um bean, ele está iniciando um diálogo

Leia mais

J530 - Enterprise JavaBeans. Relacionamentos em EJB com. CMP e BMP. argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org)

J530 - Enterprise JavaBeans. Relacionamentos em EJB com. CMP e BMP. argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org) J530 - Enterprise JavaBeans Relacionamentos em EJB com CMP e BMP Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br 1 Objetivos Este módulo aborda a modelagem de aplicações orientadas a objetos e sua implementação

Leia mais

Java 2 Enterprise Edition Session Beans

Java 2 Enterprise Edition Session Beans Java 2 Enterprise Edition Session Beans Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Session Beans São objetos de processo de negócio Implementam lógica de negócio, algoritmos, workflow Representam ações Uma

Leia mais

Enterprise Java Bean. Enterprise JavaBeans

Enterprise Java Bean. Enterprise JavaBeans Enterprise Java Bean Introdução Elementos do Modelo Enterprise JavaBeans A especificação do Enterprise JavaBeansTM (EJB) define uma arquitetura para o desenvolvimento de componentes de software distribuídos

Leia mais

Java Persistence Query Language JPQL

Java Persistence Query Language JPQL Introdução SELECT FROM WHERE GROUP BY HAVING ORDER BY Java Persistence Query Language JPQL Prof. Enzo Seraphim Definições Tornar SQL orientado a objetos Classes e propriedades ao invés de Tabelas e colunas

Leia mais

UNIDADE IV ENTERPRISE JAVABEANS

UNIDADE IV ENTERPRISE JAVABEANS UNIDADE IV ENTERPRISE JAVABEANS MODELO J2EE COMPONENTES DE Camada de Negócios NEGÓCIOS JAVA SERVLET, JSP E EJB Nos capítulos anteriores, foi mostrado como desenvolver e distribuir aplicações servlet e

Leia mais

J2EE. J2EE - Surgimento

J2EE. J2EE - Surgimento J2EE Java 2 Enterprise Edition Objetivo: Definir uma plataforma padrão para aplicações distribuídas Simplificar o desenvolvimento de um modelo de aplicações baseadas em componentes J2EE - Surgimento Início:

Leia mais

J530 - Enterprise JavaBeans. Entity Beans. com persistência explícita (BMP) argonavis.com.br. Helder da Rocha

J530 - Enterprise JavaBeans. Entity Beans. com persistência explícita (BMP) argonavis.com.br. Helder da Rocha J530 - Enterprise JavaBeans Entity Beans com persistência explícita (BMP) Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br 1 Introdução Entity beans (componentes de entidade) são objetos persistentes

Leia mais

O caminho do inferno está pavimentado de boas intenções. Marx.

O caminho do inferno está pavimentado de boas intenções. Marx. Session Beans O caminho do inferno está pavimentado de boas intenções. Marx. Finalmente implementando um EJB A especificação da Sun Vamos agora utilizar a tecnologia especificada pela sun, chamada Enterprise

Leia mais

Comandos de Manipulação

Comandos de Manipulação SQL - Avançado Inserção de dados; Atualização de dados; Remoção de dados; Projeção; Seleção; Junções; Operadores: aritméticos, de comparação,de agregação e lógicos; Outros comandos relacionados. SQL SQL

Leia mais

EJB. Session Beans. J2EE (C. Geyer) Introdução a SessionBean 1

EJB. Session Beans. J2EE (C. Geyer) Introdução a SessionBean 1 EJB Session Beans J2EE (C. Geyer) Introdução a SessionBean 1 Autores! Autores " Cláudio Geyer " Eduardo Studzinski Estima de Castro (EJB 3.0) " Gisele Pinheiro Souza (EJB 3.0) J2EE (C. Geyer) Introdução

Leia mais

Java Persistence API. Entity Entity Campos e Propriedades Entity Chaves Primárias Entity Associações

Java Persistence API. Entity Entity Campos e Propriedades Entity Chaves Primárias Entity Associações Java Persistence API Entity Entity Campos e Propriedades Entity Chaves Primárias Entity Associações Entity Manager Entity Manager API Java Persistence Query Language (JPQL) Persistence Units 1 Java Persistence

Leia mais

Message Driven Beans. Apresentação. Introdução Implementação de MDBs Deployment no JBoss Java Messaging Service Exemplo

Message Driven Beans. Apresentação. Introdução Implementação de MDBs Deployment no JBoss Java Messaging Service Exemplo Message Driven Beans Apresentação Introdução Implementação de MDBs Deployment no JBoss Java Messaging Service Exemplo 1 Introdução Message Driven Beans são EJBs que consomem mensagens enviadas para filas

Leia mais

Aplicações Distribuídas Cliente/ Servidor Corporativas

Aplicações Distribuídas Cliente/ Servidor Corporativas Aplicações Distribuídas Cliente/ Servidor Corporativas Introdução Desenvolver e distribuir Servlets e aplicativos EJB. Desenvolver e distribuir aplicativos Enterprise JavaBeans (EJB). Introdução Simples

Leia mais

Java 2 Enterprise Edition Entity Beans

Java 2 Enterprise Edition Entity Beans Java 2 Enterprise Edition Entity Beans Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Persistência Uma maneira de armazenar o estado de objetos Java é através da serialização Vantagem: facilidade de leitura e

Leia mais

Enterprise JavaBeans. Java Deployment Course. por Jorge H. C. Fernandes (jhcf@di.ufpe.br) DI-UFPE Julho de 1999

Enterprise JavaBeans. Java Deployment Course. por Jorge H. C. Fernandes (jhcf@di.ufpe.br) DI-UFPE Julho de 1999 Enterprise JavaBeans Java Deployment Course por Jorge H. C. Fernandes (jhcf@di.ufpe.br) DI-UFPE Julho de 1999 Enterprise JavaBeans Java Deployment Course Copyright 1999 by Jorge H. C. Fernandes (jhcf@di.ufpe.br)

Leia mais

Aplicação da Arquitetura Multicamadas Utilizando Java. Raquel Schlickmann Orientador: Marcel Hugo

Aplicação da Arquitetura Multicamadas Utilizando Java. Raquel Schlickmann Orientador: Marcel Hugo Aplicação da Arquitetura Multicamadas Utilizando Java Raquel Schlickmann Orientador: Marcel Hugo Roteiro Introdução Histórico da Arquitetura de Software Enterprise JavaBeans - EJB Voyager Implementação

Leia mais

Enterprise Java Beans (III)

Enterprise Java Beans (III) Enterprise Java Beans (III) Professor: Diego Passos UFF dpassos@ic.uff.br Baseado no material original cedido pelo Professor Carlos Bazilio Última Aula Disponibilização do EJB no container. Arquivo descritor.

Leia mais

SQL Linguagem de Manipulação de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Manipulação de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Manipulação de Dados Banco de Dados SQL DML SELECT... FROM... WHERE... lista atributos de uma ou mais tabelas de acordo com alguma condição INSERT INTO... insere dados em uma tabela DELETE

Leia mais

PadrãoIX. Módulo II JAVA. Marcio de Carvalho Victorino. Servlets A,L,F,M

PadrãoIX. Módulo II JAVA. Marcio de Carvalho Victorino. Servlets A,L,F,M JAVA Marcio de Carvalho Victorino 1 Servlets 2 1 Plataforma WEB Baseada em HTTP (RFC 2068): Protocolo simples de transferência de arquivos Sem estado (não mantém sessão aberta) Funcionamento (simplificado):

Leia mais

SQL BANCO DE DADOS. Linguagem de consulta SQL. Linguagem de consulta SQL. Linguagem de Consulta Estruturada

SQL BANCO DE DADOS. Linguagem de consulta SQL. Linguagem de consulta SQL. Linguagem de Consulta Estruturada Revisão de tpicos anteriores BANCO DE DADOS Linguagem de consulta SQL Roberto Duarte Fontes Brasília - DF roberto@fontes.pro.br Projeto de banco de dados Modelagem Conceitual (independe da implementação)

Leia mais

Banco de Dados. Prof. Antonio

Banco de Dados. Prof. Antonio Banco de Dados Prof. Antonio SQL - Structured Query Language O que é SQL? A linguagem SQL (Structure query Language - Linguagem de Consulta Estruturada) é a linguagem padrão ANSI (American National Standards

Leia mais

Session Beans. Modelam o estado não-persistente

Session Beans. Modelam o estado não-persistente EJB Session Beans Session Beans Modelam o estado não-persistente O estado será perdido entre chamadas de métodos (sessão sem estado) ou chamadas do servidor (sessão com estado) Modelam processos do negócio

Leia mais

Álgebra Relacional. Conjunto de operações que usa uma ou duas relações como entrada e gera uma relação de saída. Operações básicas:

Álgebra Relacional. Conjunto de operações que usa uma ou duas relações como entrada e gera uma relação de saída. Operações básicas: Álgebra Relacional Conjunto de operações que usa uma ou duas relações como entrada e gera uma relação de saída operação (REL 1 ) REL 2 operação (REL 1,REL 2 ) REL 3 Operações básicas: seleção projeção

Leia mais

Autenticação e Controle de Acesso

Autenticação e Controle de Acesso J530 - Enterprise JavaBeans Autenticação e Controle de Acesso Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br 1 Controle de acesso a autenticação A especificação EJB define controle de acesso a métodos

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Curso: Engenharia de Software Arquitetura de Software Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 12 Consultas JPQL Consultas JPQL Consultas em JPQL

Leia mais

Princípio dos anos 70 IBM desenvolve a linguagem Sequel para o System R. Standards ISO e ANSI SQL-86, SQL-89, SQL-92, SQL:1999, SQL:2003

Princípio dos anos 70 IBM desenvolve a linguagem Sequel para o System R. Standards ISO e ANSI SQL-86, SQL-89, SQL-92, SQL:1999, SQL:2003 Bases de Dados Introdução à linguagem SQL História Princípio dos anos 70 IBM desenvolve a linguagem Sequel para o System R Renomeada para SQL (Structured Query Language) Standards ISO e ANSI SQL-86, SQL-89,

Leia mais

Persistência de Dados em Java com JPA e Toplink

Persistência de Dados em Java com JPA e Toplink Persistência de Dados em Java com JPA e Toplink Vinicius Teixeira Dallacqua Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - IFTO AE 310 Sul, Avenida

Leia mais

JPA: Persistência padronizada em Java

JPA: Persistência padronizada em Java JPA: Persistência padronizada em Java FLÁVIO HENRIQUE CURTE Bacharel em Engenharia de Computação flaviocurte.java@gmail.com Programação Orientada a Objetos X Banco de Dados Relacionais = Paradigmas diferentes

Leia mais

SQL Structured Query Language

SQL Structured Query Language Janai Maciel SQL Structured Query Language (Banco de Dados) Conceitos de Linguagens de Programação 2013.2 Structured Query Language ( Linguagem de Consulta Estruturada ) Conceito: É a linguagem de pesquisa

Leia mais

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Programação com acesso a BD Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br 1 Agenda Estrutura Básica de consultas SQL: A cláusula SELECT; A cláusula FROM; A cláusula WHERE. Operação com cadeias

Leia mais

Definida pelo American National Standard Institute (ANSI) em 1986

Definida pelo American National Standard Institute (ANSI) em 1986 2.3. Linguagens Relacionais SQL Structured Query Language Linguagem para o modelo relacional: Definida pelo American National Standard Institute (ANSI) em 1986 Adoptada em 1987 como um standard internacional

Leia mais

SQL. SQL (Structured Query Language) Comando CREATE TABLE. SQL é uma linguagem de consulta que possibilita:

SQL. SQL (Structured Query Language) Comando CREATE TABLE. SQL é uma linguagem de consulta que possibilita: SQL Tópicos Especiais Modelagem de Dados Prof. Guilherme Tavares de Assis Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas ICEB Mestrado Profissional em Ensino de Ciências

Leia mais

Como criar um EJB. Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse

Como criar um EJB. Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse Como criar um EJB Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse Gabriel Novais Amorim Abril/2014 Este tutorial apresenta o passo a passo para se criar um projeto EJB no Eclipse com um cliente web

Leia mais

António Rocha Nuno Melo e Castro

António Rocha Nuno Melo e Castro António Rocha Nuno Melo e Castro SQL- Strutured Query Language é a linguagem mais usada nas bases dados relacionais. Originalmente desenvolvida pela IBM Actualmente é um standard, o mais recente é o SQL:2003

Leia mais

Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Curso de Mestrado em Informática Coordenação de Pós-Graduação em Informática

Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Curso de Mestrado em Informática Coordenação de Pós-Graduação em Informática Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Curso de Mestrado em Informática Coordenação de Pós-Graduação em Informática Ferramenta para Aumento da Produtividade no Desenvolvimento

Leia mais

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício Introdução à Banco de Dados Nathalia Sautchuk Patrício Histórico Início da computação: dados guardados em arquivos de texto Problemas nesse modelo: redundância não-controlada de dados aplicações devem

Leia mais

Introdução à Programação. Interface, Polimorfismo e Dynamic Binding

Introdução à Programação. Interface, Polimorfismo e Dynamic Binding Introdução à Programação Interface, Polimorfismo e Dynamic Binding Interface Programador Java PLENO Possuir sólida experiência em programação Desenvolvimento na linguagem JAVA Webservice, Struts ou JSF(desejável)

Leia mais

Banco de Dados. Maurício Edgar Stivanello

Banco de Dados. Maurício Edgar Stivanello Banco de Dados Maurício Edgar Stivanello Agenda Conceitos Básicos SGBD Projeto de Banco de Dados SQL Ferramentas Exemplo Dado e Informação Dado Fato do mundo real que está registrado e possui um significado

Leia mais

SQL Consultas Básicas

SQL Consultas Básicas SQL Consultas Básicas Consulta a dados de uma tabela select lista_atributos from tabela [where condição] Mapeamento para a álgebra relacional select a 1,..., a n from t where c π a1,..., an (σ c (t)) Exemplos

Leia mais

Structured Query Language (SQL) SQL é uma linguagem normalizada (ANSI) para consultas e actualizações de bases de dados relacionais.

Structured Query Language (SQL) SQL é uma linguagem normalizada (ANSI) para consultas e actualizações de bases de dados relacionais. Structured Query Language (SQL) SQL é uma linguagem normalizada (ANSI) para consultas e actualizações de bases de dados relacionais. A instrução SELECT As consultas a uma base de dados relacional fazem-se

Leia mais

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel Programação de Computadores - I Profª Beatriz Profº Israel As 52 Palavras Reservadas O que são palavras reservadas São palavras que já existem na linguagem Java, e tem sua função já definida. NÃO podem

Leia mais

Enterprise Java Beans

Enterprise Java Beans Enterprise Java Beans Prof. Pasteur Ottoni de Miranda Junior DCC PUC Minas Disponível em www.pasteurjr.blogspot.com 1-O que é um Enterprise Java Bean? O Entertprise Java Bean (EJB) é um componente server-side

Leia mais

Aula 2. Objetivos. Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this.

Aula 2. Objetivos. Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this. Aula 2 Objetivos Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this. Encapsulamento, data hiding é um conceito bastante importante em orientação a objetos. É utilizado para restringir o acesso

Leia mais

Aula 5. Carlos Eduardo de Carvalho Dantas (carloseduardocarvalhodantas@gmail.com)

Aula 5. Carlos Eduardo de Carvalho Dantas (carloseduardocarvalhodantas@gmail.com) Persistência com JDBC e JPA Aula 5 Carlos Eduardo de Carvalho Dantas (carloseduardocarvalhodantas@gmail.com) Quem é sábio procura aprender, mas os tolos estão satisfeitos com a sua própria ignorância..

Leia mais

ANÁLISE E PROJETO DE BANCO DE DADOS

ANÁLISE E PROJETO DE BANCO DE DADOS ANÁLISE E PROJETO DE BANCO DE DADOS SQL FELIPE G. TORRES SQL A linguagem SQL (Struct Query Language) é utilizada como padrão em bancos de dados relacionais. Seu desenvolvimento foi originalmente no início

Leia mais

SQL UMA ABORDAGEM INTERESSANTE

SQL UMA ABORDAGEM INTERESSANTE SQL é uma linguagem de consulta estruturada, do inglês Structured Query Language. É uma linguagem de pesquisa declarativa para banco de dados relacional (base de dados relacional). Muitas das características

Leia mais

Classes de Entidades Persistentes JDB

Classes de Entidades Persistentes JDB Classes de Entidades Persistentes JDB Brasil, Natal-RN, 07 de setembro de 2011 Welbson Siqueira Costa www.jdbframework.com Nota de Retificação: em 11/12/2011 a Listagem 3 desse tutorial sofreu uma pequena

Leia mais

J2EE. Tecnologias de Middleware. Fernando Martins - fmp.martins@gmail.com

J2EE. Tecnologias de Middleware. Fernando Martins - fmp.martins@gmail.com J2EE Tecnologias de Middleware 2006/2007 Fernando Martins - fmp.martins@gmail.com Tópicos J2EE Objectivo Paradigma e Conceitos Servidor J2EE Tecnologias Container Enterprise Beans Session Bean Entity Bean

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 10 Persistência de Dados

Leia mais

EXERCÍCIOS PRÁTICOS. Banco de Dados

EXERCÍCIOS PRÁTICOS. Banco de Dados EXERCÍCIOS PRÁTICOS Banco de Dados Introdução ao uso do SQL Structured Query Language, considerando tanto DDL Data Definition Language quanto DML Data Manipulation Language. Banco de Dados selecionado:

Leia mais

Principais Comandos SQL Usados no MySql

Principais Comandos SQL Usados no MySql Principais Comandos SQL Usados no MySql O que é um SGBD? Um Sistema Gerenciador de Banco de Dados (como no Brasil) ou Sistema Gestor de Base de Dados (SGBD) é o conjunto de programas de computador (softwares)

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 6 EJB Enterprise Java

Leia mais

1. Assinale as afirmações que são verdadeiras e as que são falsas, corrigindo-as:

1. Assinale as afirmações que são verdadeiras e as que são falsas, corrigindo-as: Curso Profissional Técnico de Informática de Gestão 10ºB Prof. Pedro Lopes S i s t e m a s d e I n f o r m a ç ã o M ó d u l o : L i n g u a g e m S Q L T e s t e s u m a t i v o d u r a ç ã o 8 0 m i

Leia mais

ruirossi@ruirossi.pro.br

ruirossi@ruirossi.pro.br Persistência Com JPA & Hibernate Rui Rossi dos Santos ruirossi@ruirossi.pro.br Mediador: Rui Rossi dos Santos Slide 1 Mapeamento Objeto-Relacional Contexto: Linguagem de programação orientada a objetos

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações para Internet Aula 8

Desenvolvimento de Aplicações para Internet Aula 8 Desenvolvimento de Aplicações para Internet Aula 8 Celso Olivete Júnior olivete@fct.unesp.br na aula passada Orientação a Objetos Classes Objetos Construtores Destrutores 2 na aula passada Construtores

Leia mais

Laboratório EJB e J2EE Uma aplicação completa

Laboratório EJB e J2EE Uma aplicação completa J530 - Enterprise JavaBeans Laboratório EJB e J2EE Uma aplicação completa Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br 1 Objetivos O objetivo deste módulo é construir e implantar uma aplicação J2EE

Leia mais

Exemplo de Modelagem Orientada a Objetos

Exemplo de Modelagem Orientada a Objetos Curso Curso de Análise, Design e Implementação de Sistemas OO Exemplo de Modelagem Orientada a Objetos Finalidade deste documento: Exemplificar a modelagem, utilizando-se a UML (Unified Modeling Language

Leia mais

COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS Compreender e utilizar a linguagem SQL, na construção e manutenção de uma base de dados.

COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS Compreender e utilizar a linguagem SQL, na construção e manutenção de uma base de dados. PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 12.ºH CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO MULTIMÉDIA ANO LECTIVO 2013/2014 6. LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO IV Pré-requisitos: - Planificar e estruturar bases

Leia mais

Java 2 Enterprise Edition Uma aplicação J2EE completa

Java 2 Enterprise Edition Uma aplicação J2EE completa Java 2 Enterprise Edition Uma aplicação J2EE completa Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Objetivos O objetivo deste módulo é construir e implantar uma aplicação J2EE completa Inicialmente, será mostrada

Leia mais

1.264 Aula 7. Introdução ao SQL

1.264 Aula 7. Introdução ao SQL 1.264 Aula 7 Introdução ao SQL Linguagem Estruturada de Consulta (SQL) Aula 7 SELECT, INSERT, DELETE, UPDATE Junções Aula 8 Subconsultas Visões (tabelas virtuais) Índices Transações Segurança Desempenho

Leia mais

Linguagem de Consulta - SQL

Linguagem de Consulta - SQL Complementos da Linguagem SQL - Eliminando Tuplas Repetidas Exemplo: Obter o código das editoras que têm livros publicados CodEditora Titulo Publicacao... 04 Banco de Dados 1989 02 Análise 2000 01 XML

Leia mais

SQL DML. Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br

SQL DML. Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br Banco de Dados I SQL DML Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br SQL - DML Os exemplos da aula serão elaborados para o esquema de dados a seguir: Empregado(matricula, nome, endereco, salario, supervisor,

Leia mais

Java 2 Enterprise Edition RMI-IIOP e Enterprise JavaBeans

Java 2 Enterprise Edition RMI-IIOP e Enterprise JavaBeans Java 2 Enterprise Edition RMI-IIOP e Enterprise JavaBeans Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Objetos Distribuídos A comunicação em rede pode ser realizada... Usando soquetes e portas, lidando com todas

Leia mais

Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML

Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML INTRODUÇÃO A SQL - Structured Query Language, foi desenvolvido pela IBM em meados dos anos 70 como uma linguagem de manipulação de dados (DML - Data Manipulation

Leia mais

Básico da Linguagem SQL. Definição de Esquemas em SQL. SQL(Structured Query Language)

Básico da Linguagem SQL. Definição de Esquemas em SQL. SQL(Structured Query Language) Básico da Linguagem SQL Definição de Esquemas em SQL SQL(Structured Query Language) Desenvolvida como a linguagem de consulta do protótipo de SGBD Sistema R (IBM, 1976). Adotada como linguagem padrão de

Leia mais

JPA Passo a Passo. Henrique Eduardo M. Oliveira henrique@voffice.com.br. Globalcode Open4Education

JPA Passo a Passo. Henrique Eduardo M. Oliveira henrique@voffice.com.br. Globalcode Open4Education JPA Passo a Passo Henrique Eduardo M. Oliveira henrique@voffice.com.br 1 Palestrante Henrique Eduardo M. Oliveira (henrique@voffice.com.br) > Trabalha: Arquiteto JEE / Instrutor Java > Formação: Ciências

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA 1. COMPETÊNCIAS O aluno deverá ser capaz de analisar situações e realizar todo o projeto de banco de dados. 2. HABILIDADES Conhecer o ciclo de vida de um projeto de banco de dados; Conhecer os conceitos

Leia mais

A ) O cliente terá que implementar uma interface remota. . Definir a interface remota com os métodos que poderão ser acedidos remotamente

A ) O cliente terá que implementar uma interface remota. . Definir a interface remota com os métodos que poderão ser acedidos remotamente Java RMI - Remote Method Invocation Callbacks Folha 9-1 Vimos, na folha prática anterior, um exemplo muito simples de uma aplicação cliente/ servidor em que o cliente acede à referência remota de um objecto

Leia mais

Pedro F. Carvalho OCP Oracle 2008.2 10g LINGUAGEM SQL. www.pedrofcarvalho.com.br contato@pedrofcarvalho.com.br São José do Rio Preto

Pedro F. Carvalho OCP Oracle 2008.2 10g LINGUAGEM SQL. www.pedrofcarvalho.com.br contato@pedrofcarvalho.com.br São José do Rio Preto Pedro F. Carvalho OCP Oracle 2008.2 10g LINGUAGEM SQL Objetivos Revisando a sintaxe SQL SELECT, UPDATE, INSERT, DELETE Manipulando expressões Funções matemáticas, etc Condições de Pesquisa Funções de Agregação

Leia mais

EXEMPLOS DE COMANDOS NO SQL SERVER

EXEMPLOS DE COMANDOS NO SQL SERVER EXEMPLOS DE COMANDOS NO SQL SERVER Gerenciando Tabelas: DDL - DATA DEFINITION LANGUAG Criando uma tabela: CREATE TABLE CLIENTES ID VARCHAR4 NOT NULL, NOME VARCHAR30 NOT NULL, PAGAMENTO DECIMAL4,2 NOT NULL;

Leia mais

Resolvendo objeto-relacional impedance mismatch com hibernate

Resolvendo objeto-relacional impedance mismatch com hibernate Resolvendo objeto-relacional impedance mismatch com hibernate August 7, 2013 Sumário I 1 Introdução 2 3 4 Sumário II 5 Contexto Mapeamento Objeto-Relacional (ORM) é uma técnica de programação para converter

Leia mais

Explorando os novos recursos de EJB 3.1. Fabio Velloso fabio@soujava.org.br

Explorando os novos recursos de EJB 3.1. Fabio Velloso fabio@soujava.org.br Explorando os novos recursos de EJB 3.1 Fabio Velloso fabio@soujava.org.br Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/2.0/br/ Fabio Velloso

Leia mais

Objetivos: Sun recomenda que utilize o nome de domínio da Internet da empresa, para garantir um nome de pacote único

Objetivos: Sun recomenda que utilize o nome de domínio da Internet da empresa, para garantir um nome de pacote único Pacotes e Encapsulamento Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br Programação Orientada a Objetos Introdução Permite o agrupamento de classes em uma coleção chamada pacote Um pacote é uma coleção de classes

Leia mais

Introdução ao SQL Avançado

Introdução ao SQL Avançado Introdução ao SQL Avançado Introdução as consultas, manipulação e a filtragem de dados com a linguagem SQL Prof. MSc. Hugo Vieira L. Souza Este documento está sujeito a copyright. Todos os direitos estão

Leia mais

Introdução à JPA-Java Persistence API

Introdução à JPA-Java Persistence API Introdução à JPA-Java Persistence API Prof. Pasteur Ottoni de Miranda Jr. DCC PUC Minas www.pasteurjr.blogspot.com 1-Entidades São objetos de domínio de problema persistentes. Representam uma tabela em

Leia mais

SQL (Structured Querie Language) Escola Secundária de Emídio Navarro 2001/2002 Estruturas, Tratamento e Organização de Dados

SQL (Structured Querie Language) Escola Secundária de Emídio Navarro 2001/2002 Estruturas, Tratamento e Organização de Dados SQL (Structured Querie Language) SQL é mais que uma linguagem de interrogação estruturada. Inclui características para a definição da estrutura de dados, para alterar os dados de uma base de dados, e para

Leia mais

Unidade 9: Middleware JDBC para Criação de Beans

Unidade 9: Middleware JDBC para Criação de Beans Programação Servidor para Sistemas Web 1 Unidade 9: Middleware JDBC para Criação de Beans Implementando MVC Nível 1 Prof. Daniel Caetano Objetivo: Preparar o aluno para construir classes de entidade com

Leia mais

Prova Específica Cargo Desenvolvimento

Prova Específica Cargo Desenvolvimento UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ Centro de Educação Aberta e a Distância CEAD/UFPI Rua Olavo Bilac 1148 - Centro CEP 64.280-001 Teresina PI Brasil Fones (86) 3215-4101/ 3221-6227 ; Internet: www.uapi.edu.br

Leia mais

Desenvolvimento de aplicações Web. Java Server Pages

Desenvolvimento de aplicações Web. Java Server Pages Desenvolvimento de aplicações Web Java Server Pages Hamilton Lima - athanazio@pobox.com 2003 Como funciona? Servidor web 2 Internet 1 Browser 3 Arquivo jsp 4 JSP Compilado 2 Passo a passo 1 browser envia

Leia mais

EJB 3.1: A Community Update

EJB 3.1: A Community Update EJB 3.1: A Community Update Reza Rahman Autor, EJB 3 in Action Expert Group Member, Java EE 6 and EJB 3.1 Fundador, Cognicellence Julho de 2008 1 EJB 3.0: Revisão Breve > As grandes mudanças > EJB simplificado

Leia mais

Uma Introdução à Arquitetura CORBA. O Object Request Broker (ORB)

Uma Introdução à Arquitetura CORBA. O Object Request Broker (ORB) Uma Introdução à Arquitetura Francisco C. R. Reverbel 1 Copyright 1998-2006 Francisco Reverbel O Object Request Broker (ORB) Via de comunicação entre objetos (object bus), na arquitetura do OMG Definido

Leia mais

4 - Padrões da Camada de Integração. Introdução

4 - Padrões da Camada de Integração. Introdução Padrões de Projeto J2EE J931 Padrões da Camada de Integração Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br Introdução A camada de integração encapsula a lógica relacionada com a integração do sistema

Leia mais

Mapeamento Lógico/Relacional com JPA

Mapeamento Lógico/Relacional com JPA Mapeamento Lógico/Relacional com JPA Elaine Quintino da Silva Doutora em Ciência da Computação pelo ICMC-USP/São Carlos Analista de Sistemas UOL PagSeguro Instrutora Globalcode Agenda! Persistência de

Leia mais

Programação Web Aula 12 - Java Web Software

Programação Web Aula 12 - Java Web Software Programação Web Aula 12 - Java Web Software Bruno Müller Junior Departamento de Informática UFPR 25 de Maio de 2015 1 Java 2 Java Web Software 3 Servlets Modelo de Trabalho Funcionamento API Java Código

Leia mais

Escrito por Sex, 14 de Outubro de 2011 23:12 - Última atualização Seg, 26 de Março de 2012 03:33

Escrito por Sex, 14 de Outubro de 2011 23:12 - Última atualização Seg, 26 de Março de 2012 03:33 Preço R$ 129.00 Compre aqui SUPER PACOTÃO 3 EM 1: 186 Vídeoaulas - 3 dvd's - 10.5 Gybabyte. 1) SQL 2) Banco de Dados (Oracle 10g, SQL Server 2005, PostgreSQL 8.2, Firebird 2.0, MySQL5.0) 3) Análise e Modelagem

Leia mais

Linguagem de Banco de Dados DML Exercícios

Linguagem de Banco de Dados DML Exercícios Linguagem de Banco de Dados DML Exercícios 1. A partir do modelo conceitual abaixo e das descrições das tabelas, crie o modelo físico e implanteo no banco de dados. 2. Acrescente os dados, conforme descrito

Leia mais

SQL: Interrogações simples

SQL: Interrogações simples SQL: Interrogações simples Fernando Lobo Base de Dados, Universidade do Algarve 1 / 20 Structured Query Language (SQL) É uma implementação da álgebra relacional incluindo os operadores extendidos. Contém

Leia mais

Sistemas Distribuídos e Tolerância a Falhas Mestrado em Engenharia Informática 1ª ano / 2ª semestre

Sistemas Distribuídos e Tolerância a Falhas Mestrado em Engenharia Informática 1ª ano / 2ª semestre Sistemas Distribuídos e Tolerância a Falhas Mestrado em Engenharia Informática 1ª ano / 2ª semestre Prática: 1 - A plataforma JEE (Java Enterprise Edition) UBI, DI, Paula Prata SDTF T01 1 Arquitectura

Leia mais

SQL TGD/JMB 1. Projecto de Bases de Dados. Linguagem SQL

SQL TGD/JMB 1. Projecto de Bases de Dados. Linguagem SQL SQL TGD/JMB 1 Projecto de Bases de Dados Linguagem SQL SQL TGD/JMB 2 O que é o SQL? SQL ("ess-que-el") significa Structured Query Language. É uma linguagem standard (universal) para comunicação com sistemas

Leia mais

Tarefa Orientada 13 Agrupamento e sumário de dados

Tarefa Orientada 13 Agrupamento e sumário de dados Tarefa Orientada 13 Agrupamento e sumário de dados Objectivos: Funções de agregação Agrupamento e sumário de dados Funções de agregação Nesta tarefa orientada iremos formular consultas que sumariam os

Leia mais

SQL Comandos para Relatórios e Formulários. Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Comandos para Relatórios e Formulários. Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Comandos para Relatórios e Formulários Laboratório de Bases de Dados SELECT SELECT FROM [ WHERE predicado ] [ GROUP BY ]

Leia mais

Treinamento em PHP. Aula 7. Ari Stopassola Junior stopassola@acimainteractive.com

Treinamento em PHP. Aula 7. Ari Stopassola Junior stopassola@acimainteractive.com Treinamento em PHP Aula 7 Ari Stopassola Junior stopassola@acimainteractive.com Banco de Dados Robustes no armazenamento Segurança, velocidade e facilidade na manipulação dos dados Controle e escalabilidade

Leia mais

Programação Orientada a Objetos II

Programação Orientada a Objetos II Programação Orientada a Objetos II AULA Banco de Dados (Exemplo) Prof. Rodrigo Rocha Prof.rodrigorocha@yahoo.com (Modo Texto) Conectando ao Banco de Dados Entre no Diretório do Mysql mysql u root p criando

Leia mais

MANIPULAÇÃO DE BANCO DE DADOS UTILIZANDO INTERFACE GRÁFICA

MANIPULAÇÃO DE BANCO DE DADOS UTILIZANDO INTERFACE GRÁFICA JOSIEL S. MOURA MANIPULAÇÃO DE BANCO DE DADOS UTILIZANDO INTERFACE GRÁFICA ORIENTADO A PROJETO: CONTROLE DE ESTOQUE 2012 JOSIEL S. MOURA MANIPULAÇÃO DE BANCO DE DADOS UTILIZANDO INTERFACE GRÁFICA ORIENTADO

Leia mais

Introdução à Plataforma J2EE Java2 Enterprise Edition. Alex de V. Garcia, Dr.

Introdução à Plataforma J2EE Java2 Enterprise Edition. Alex de V. Garcia, Dr. Introdução à Plataforma J2EE Java2 Enterprise Edition 1 O que é a plataforma J2EE? Estende a linguagem Java através de padrões simples e unificados para aplicações distribuídas através de um modelo baseado

Leia mais