CLIPPING INFORMA D&B JULHO 2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CLIPPING INFORMA D&B JULHO 2015"

Transcrição

1 CLIPPING INFORMA D&B JULHO 2015

2 ÍNDICE Data publicação Título Publicação/Canal Suplemento/Programa Número Págs Exportações representaram 67% da produção portuguesa País conómico Principal Setor da restauração vale cerca de milhões de euros Actualidad Principal Venda de medicamentos caiu 0.5% em 2014 Executive Digest Principal Empresas portuguesas entre as piores pagadoras Diário Económico Principal Empresas portuguesas já estão a demorar menos tempo a pagar Jornal i Principal Menos salários fora do prazo Metro Principal Mobiliário a Crescer Jornal da Madeira jm.economia Panificação Setor aumenta vendas Jornal de Notícias Principal Montagens recuperam após perda de mil milhões Jornal de Negócios Principal Accionistas da ex SLN elegem como número dois um antigo presidente da PT Público Principal Faro: uma grande cidade que exporta muito pouco Jornal de Negócios Principal empresas criadas por cada firma encerrada Metro Principal Criação de novas empresas cresce 10% no primeiro semestre Diário Económico Principal Criadas 2,5 empresas por cada uma encerrada Jornal da Madeira Principal Empresas Nasceram mais do que fecharam Jornal de Notícias Principal Há mais empresas a nascer do que a fechar Diário de Notícias Madeira Principal Nasceram 2.5 empresas por cada uma que fechou Diário de Notícias Principal Por cada empresa que fechou nasceram 2,5 entre Janeiro e Junho Jornal i Principal Portugueses mais confiantes Correio da Manhã Principal Um país de novas empresas Destak Porto Principal Um país de novas empresas Destak Principal Empresas criadas são mais do que as que encerram Vida Económica Principal Tendência: trabalhador temporário Destak Especial Números Novas empresas Região de Leiria Principal Como pagam as empresas Local.pt Como pagam as empresas em Portugal? Hipersuper Online Há mais empresas portuguesas a cumprir prazos de pagamento Económico Percentagem de empresas com pagamentos dentro do prazo sobe 0,9 pontos Percentagem de empresas nacionais que pagam no prazo dá sinais de melhoria Oje Online... 1 Distribuição Hoje Onlin Empresas portuguesas já estão a demorar menos tempo a pagar I Online Há mais empresas a pagar a horas em Portugal Human Resources Sector da panificação e pastelaria com um crescimento de 2,1% em 2014 Público Online Mercado de panificação e pastelaria cresce 2,1% em 2014 Shopping Spirit Mercado de panificação e pastelaria a crescer. Exportações atingem 187 milhões Oje Online Mercado de panificação e pastelaria cresce 2,1% em 2014 Local.pt Volume de negócio do sector de instalações e montagens cresce em Mercado de panificação e pastelaria cresce 2,1% em 2014 DRG Do Restaurante & do... Local.pt : Por cada empresa que fechou nasceram 2,5 Económico Mais de 21 mil empresas nasceram até junho TVI 24 Online Mais empresas e menos insolvências em 2015 Executive Digest Online Nasceram 2,5 empresas por cada empresa que encerrou Local.pt No primeiro semestre deste ano nasceram 2,5 empresas por cada uma que encerrou TV do Minho Número de empresas criadas supera número de empresas encerradas TVI 24 Online Por cada em presa que fechou nasceram 2,5 entre janeiro e junho Baróetro Correio da Manhã Canadá Por cada empresa que fechou nasceram 2,5 em 2015 I Online Por cada empresa que fechou nasceram 2,5 entre janeiro e junho Notícias ao minuto Por cada empresa que fechou nasceram 2,5 entre janeiro e junho Observador Por cada empresa que fechou nasceram 2,5 entre janeiro e junho Jornal da Madeira Onlin Por cada empresa que fechou nasceram 2,5 entre Janeiro e Junho Diário Digital Por cada empresa que fechou nasceram 2,5 entre Janeiro e Junho Dinheiro Digital Por cada empresa que fechou nasceram 2,5 entre janeiro e junho Açores

3 Por cada empresa que fechou nasceram 2,5 entre janeiro e junho Açores Por cada empresa que fechou nasceram 2,5 entre janeiro e junho Barómetro Por cada empresa que fechou nasceram 2,5 entre janeiro e junho Barómetro Por cada empresa que fechou nasceram 2,5 entre janeiro e junho Barómetro Por cada empresa que fechou nasceram 2,5 entre janeiro e junho Barómetro Por cada empresa que fechou nasceram 2,5 entre janeiro e junho indica Barómetro LUSA INBOX Antena Minho... 1 Destak... 1 Impala... 1 Correio da Manhã Online... RTP Criação de novas empresas cresce 10% no primeiro semestre Económico Por cada empresa que fechou entre janeiro e junho nasceram 2,5 Visão Por cada empresa que fechou nasceram 2,5 ANIL Por cada empresa que fechou nasceram 2,5 ANIL Por cada empresa que fechou nasceram 2,5 ANIL Empresas portuguesas são as piores pagadoras da Europa Diário de Notícias Onli Empresas portuguesas são as piores pagadoras da Europa Dinheiro Vivo Por cada empresa que fechou nasceram 2,5 Notícias Sapo Casa Exportações de mobiliário representaram 67% da produção em 2014 Público Online Universo empresarial português mantém tendências de melhoria Human Resources Bold aposta na criação de emprego Bit Online Bold International entre as empresas que mais contribuem para a criação de emprego em Portugal Business Leak Mercado espanhol de ótica abandona recessão Terra Ruiva Distribuição de água. Empresas faturam 700 milhões Oje Online Empresas de distribuição de água facturam 702 milhões I Online Volume de água faturado está em decréscimo nos últimos anos Local.pt Resultado da Pesquisa: 73

4 País conómico Principal Exportações representaram 67% da produção portuguesa Autor: N.D. Editora: N.D. Id: Data Publicação: Fonte: Revista Edição: 154 Página: 20 Tiragem: Periodicidade: Mensal Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Nacional AlturaxLargura: 24,55cmx18,68cm Media Value: 1566,03 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

5 Actualidad Principal Setor da restauração vale cerca de milhões de euros Autor: N.D. Editora: CCILE Câmara de Comércio e Indústria Luso Espanhola Id: Data Publicação: Fonte: Revista Edição: 217 Página: 15 Tiragem: 6000 Periodicidade: Mensal Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Nacional AlturaxLargura: 13,52cmx6,69cm Media Value: 334,03 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

6 Executive Digest Principal Venda de medicamentos caiu 0.5% em 2014 Autor: N.D. Editora: Multipublicações, Lda Id: Data Publicação: Fonte: Revista Edição: 112 Página: 7 Tiragem: Periodicidade: Mensal Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Nacional AlturaxLargura: 11,75cmx8,92cm Media Value: 1691,66 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

7 Diário Económico Id: Principal Data Publicação: Empresas portuguesas Fonte: Jornal entre as piores pagadoras Edição: 6206 Autor: P.C.S. Editora: ST e SF Página: 12 Tiragem: Periodicidade: Diária 2ª a 6ª Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Nacional AlturaxLargura: 6,93cmx23,81cm Media Value: 1551,56 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

8 Jornal i Id: Principal Data Publicação: Empresas Fonte: Jornal portuguesas já Edição: 1927 estão a demorar menos tempo a pagar Autor: N.D. Editora: LENA Comunicação, S.A. Página: 15 Tiragem: Periodicidade: Diária 2ª a Sábado Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Nacional AlturaxLargura: 28,73cmx8,81cm Media Value: 3190,39 EUR

9 Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

10 Metro Principal Id: Menos salários fora do Data Publicação: prazo Fonte: Jornal Autor: N.D. Edição: 2342 Editora: Cofina Media, S.A. Página: 7 Tiragem: Periodicidade: Diária 2ª a 6ª Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Nacional AlturaxLargura: 13,97cmx10,56cm Media Value: 2958,31 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

11 Jornal da Madeira jm.economia Mobiliário a Crescer Autor: N.D. Editora: N.D. Id: Data Publicação: Fonte: Jornal Edição: Página: 2 Tiragem: Periodicidade: Diário Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Regional AlturaxLargura: 6,24cmx5,74cm Media Value: 115 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

12 Jornal de Notícias Principal Panificação Setor aumenta vendas Autor: N.D. Editora: Controlinveste Media, SA Id: Data Publicação: Fonte: Jornal Edição: 33 Página: 13 Tiragem: Periodicidade: Diário Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Nacional AlturaxLargura: 5,77cmx4,5cm Media Value: 1663,48 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

13 Jornal de Negócios Principal Montagens recuperam após perda de mil milhões Autor: N.D. Editora: Cofina Media, S.A. Id: Data Publicação: Fonte: Jornal Edição: 3035 Página: 12 Tiragem: Periodicidade: Diária 2ª a 6ª Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Nacional AlturaxLargura: 27,97cmx4,79cm Media Value: 1213,15 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

14 Público Principal Id: Accionistas da ex SLN elegem Data Publicação: como número dois um antigo Fonte: Jornal presidente da PT Edição: 9221 Autor: Cristina Ferreira Editora: Público, S.A. Página: 24 Tiragem: Periodicidade: Diário Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Nacional AlturaxLargura: 34,4cmx18,31cm Media Value: 5720,88 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

15 Jornal de Negócios Principal Faro: uma grande cidade que exporta muito pouco Autor: N.D. Editora: Cofina Media, S.A. Id: Data Publicação: Fonte: Jornal Edição: 3042 Página: 4 Tiragem: Periodicidade: Diária 2ª a 6ª Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Nacional AlturaxLargura: 28,2cmx25,14cm Media Value: 5351,3 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

16 Jornal de Negócios Principal Faro: uma grande cidade que exporta muito pouco Autor: N.D. Editora: Cofina Media, S.A. Id: Data Publicação: Fonte: Jornal Edição: 3042 Página: 5 Tiragem: Periodicidade: Diária 2ª a 6ª Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Nacional AlturaxLargura: 28,73cmx24,71cm Media Value: 6163,86 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

17 Metro Principal Id: empresas criadas por Data Publicação: cada firma encerrada Fonte: Jornal Autor: N.D. Edição: 2355 Editora: Cofina Media, S.A. Página: 7 Tiragem: Periodicidade: Diária 2ª a 6ª Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Nacional AlturaxLargura: 8,04cmx5,64cm Media Value: 925,75 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

18 Diário Económico Principal Criação de novas empresas cresce 10% no primeiro semestre Autor: L.S. Editora: ST e SF Id: Data Publicação: Fonte: Jornal Edição: 6219 Página: 10 Tiragem: Periodicidade: Diária 2ª a 6ª Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Nacional AlturaxLargura: 6,09cmx24,1cm Media Value: 1378,7 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

19 Jornal da Madeira Principal Criadas 2,5 empresas por cada uma encerrada Autor: N.D. Editora: N.D. Id: Data Publicação: Fonte: Jornal Edição: Página: 15 Tiragem: Periodicidade: Diário Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Regional AlturaxLargura: 17,44cmx20,21cm Media Value: 819,75 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

20 Jornal de Notícias Principal Empresas Nasceram mais do que fecharam Autor: N.D. Editora: Controlinveste Media, SA Id: Data Publicação: Fonte: Jornal Edição: 50 Página: 11 Tiragem: Periodicidade: Diário Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Nacional AlturaxLargura: 5,16cmx4,58cm Media Value: 1663,48 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

21 Diário de Notícias Madeira Principal Há mais empresas a nascer do que a fechar Autor: N.D. Editora: N.D. Id: Data Publicação: Fonte: Jornal Edição: Página: 21 Tiragem: Periodicidade: Diário Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Regional AlturaxLargura: 7,83cmx24,63cm Media Value: 649,76 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

22 Diário de Notícias Principal Nasceram 2.5 empresas por cada uma que fechou Autor: N.D. Editora: Controlinveste Media, SA Id: Data Publicação: Fonte: Jornal Edição: Página: 16 Tiragem: Periodicidade: Diário Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Nacional AlturaxLargura: 16,56cmx5,21cm Media Value: 757 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

23 Jornal i Id: Principal Data Publicação: Por cada empresa Fonte: Jornal que fechou Edição: 1943 nasceram 2,5 entre Janeiro e Junho Autor: N.D. Editora: LENA Comunicação, S.A. Página: 13 Tiragem: Periodicidade: Diária 2ª a Sábado Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Nacional AlturaxLargura: 20,32cmx8,84cm Media Value: 2262,96 EUR

24 Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

25 Correio da Manhã Principal Portugueses mais confiantes Autor: Raquel Oliveira Editora: Cofina Media, S.A. Id: Data Publicação: Fonte: Jornal Edição: Página: 26 Tiragem: Periodicidade: Diário Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Nacional AlturaxLargura: 29,18cmx25,56cm Media Value: 11868,57 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

26 Correio da Manhã Principal Portugueses mais confiantes Autor: Raquel Oliveira Editora: Cofina Media, S.A. Id: Data Publicação: Fonte: Jornal Edição: Página: 27 Tiragem: Periodicidade: Diário Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Nacional AlturaxLargura: 29,16cmx15,03cm Media Value: 7220,41 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

27 Destak Porto Principal Um país de novas empresas Autor: Carla Marina Mendes Editora: Cofina Media, S.A. Id: Data Publicação: Fonte: Jornal Edição: 2516 Página: 4 Tiragem: Periodicidade: Diária 2ª a 6ª Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Regional AlturaxLargura: 23,68cmx12,62cm Media Value: 2603,73 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

28 Destak Principal Um país de novas empresas Autor: Carla Marina Mendes Editora: Cofina Media, S.A. Id: Data Publicação: Fonte: Jornal Edição: 2516 Página: 4 Tiragem: Periodicidade: Diária 2ª a 6ª Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Regional AlturaxLargura: 23,18cmx12,54cm Media Value: 3545,4 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

29 Vida Económica Principal Empresas criadas são mais do que as que encerram Autor: N.D. Editora: Peixoto de Sousa Id: Data Publicação: Fonte: Jornal Edição: 1599 Página: 6 Tiragem: Periodicidade: Semanal Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Nacional AlturaxLargura: 4cmx12,54cm Media Value: 446,8 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

30 Destak Especial Id: Tendência: trabalhador Data Publicação: temporário Fonte: Jornal Autor: N.D. Edição: 2522 Editora: Cofina Media, S.A. Página: 10 Tiragem: Periodicidade: Diária 2ª a 6ª Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Regional AlturaxLargura: 19,02cmx13,44cm Media Value: 3621,74 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

31 Região de Leiria Principal Números Novas empresas Autor: N.D. Editora: LENA Comunicação, S.A. Id: Data Publicação: Fonte: Jornal Edição: 4089 Página: 25 Tiragem: 8513 Periodicidade: Semanal Idioma: Português País: Portugal Âmbito: Regional AlturaxLargura: 7,36cmx30,53cm Media Value: 545,49 EUR Autorizada pela VISAPRESS para a reprodução, distribuição e/ou armazenamento de conteúdos de imprensa, das publicações por esta representada, sendo interdita qualquer reprodução, mesmo que parcial

32 Como pagam as empresas in Local.pt Autor: gerson ingrês Media Value: 600 EUR Data: Link: Como pagam as empresas A situação dos pagamentos em Portugal está a dar sinais de melhoria A percentagem de empresas que pagam dentro do prazo aumentou 0,9 pontos percentuais (pp) de 2013 para 2014 e desceram as percentagens de empresas com pagamentos com atraso até 90 dias ( 0,5 pp) e com mais de 90 dias ( 0,4 pp). Será, possivelmente, reflexo dos sinais de melhoria da dinâmica empresarial: Em 2013, iniciou se a recuperação no sector privado português: o encerramento de empresas tem vindo a descer desde 2012 e, pela primeira vez desde 2007, houve um declínio no número de insolvências de empresas, afirma Teresa Cardoso de Menezes, diretora geral da Informa D O Estudo de Pagamentos 2015 foi realizado pela CRIBIS Dcom base na informação produzida pelo programa DUNTRADEÒ, onde a Informa Dparticipa com informação sobre Portugal. Apresenta a evolução dos comportamentos de pagamento das empresas nos principais países do mundo. Baseia se no Índice de Pagamentos ou PaydexÒ, um indicador estatístico que revela a performance histórica dos pagamentos aos fornecedores, apresentando um perfil fiável das empresas no que concerne a serem, ou não, boas pagadoras. Nesta edição, foram analisados os indicadores de 28 países, incluindo Portugal. Os pagamentos na Europa estão também em análise, sendo apresentados os resultados agregados de 17 países. As práticas de pagamento são heterogéneas e existem tendências distintas entre os vários países analisados.

33 Como pagam as empresas em Portugal? in Hipersuper Online Autor: Rita Gonçalves Media Value: 600 EUR Data: Link: Como pagam as empresas em Portugal? A situação dos pagamentos em Portugal está a dar sinais de melhoria. A percentagem de empresas que pagam dentro do prazo aumentou 0,9 pontos percentuais (pp) de 2013 para 2014 e desceram as percentagens de empresas com pagamentos com atraso até 90 dias ( 0,5 pp) e com mais de 90 dias ( 0,4 pp). Será, possivelmente, reflexo dos sinais de melhoria da dinâmica empresarial, segundo Teresa Cardoso de Menezes, diretora geral da Informa D Em 2013, iniciou se a recuperação no setor privado português: o encerramento de empresas tem vindo a descer desde 2012 e, pela primeira vez desde 2007, houve um declínio no número de insolvências de empresas. O Estudo de Pagamentos 2015 foi realizado pela CRIBIS Dcom base na informação produzida pelo programa DUNTRADEÒ, onde a Informa Dparticipa com informação sobre Portugal.

34 Há mais empresas portuguesas a cumprir prazos de pagamento in Económico Media Value: 4800 EUR Data: Link: Há mais empresas portuguesas a cumprir prazos de pagamento No entanto Portugal continua a ser o quarto pior país dos 28 estudados, depois das Filipinas e da Grécia. Mais de metade das empresas portuguesas (58,9%) pagam com atrasos até 30 dias A situação dos pagamentos em Portugal está a dar sinais de melhoria. A percentagem de empresas que pagam dentro do prazo aumentou 0,9 pontos percentuais (pp) de 2013 para 2014 e desceram as percentagens de empresas com pagamentos com atraso até 90 dias ( 0,5 pp) e com mais de 90 dias ( 0,4 pp), refere um estudo da CRIBIS Donde a Informa Dparticipa com informação sobre Portugal. Apesar dos sinais de recuperação, a situação dos pagamentos em Portugal é uma das mais críticas entre os 28 países analisados. A percentagem de empresas portuguesas que cumpre os prazos de pagamento (17,4%) está muito aquém da Europa (37,6%). Mais de metade das empresas portuguesas (58,9%) pagam com atrasos até 30 dias e a percentagem das que têm pagamentos em falta há mais de 90 dias ascende aos 12,4%, sendo a terceira maior entre os 28 países analisados, a seguir às Filipinas (50,2%) e à Grécia (19,5%) ficando, mais uma vez, aquém da Europa (3,8%)., refere o estudo.as micro e as pequenas empresas registaram a maior percentagem de empresas cumpridoras dos prazos de pagamento(20,2% e 17,7% das empresas, respectivamente). Ao contrário, as grandes empresas concentraram se mais no pagamento com atraso até 30 dias (76,6%), com apenas 5% a pagarem até ao dia acordado. O sector com melhor desempenho em termos de pontualidade dos pagamentos é a Agricultura, silvicultura, caça e pesca, onde 27,1% das empresas a pagarem dentro do prazo de pagamento. Nos antípodas, a construção tem a maior percentagem de empresas que pagam com mais de 90 dias de atraso (21,5%). "A recessão económica gerou inúmeras dificuldades, especialmente para as pequenas e médias empresas (...). O atraso nos pagamentos, agravado pela maior dificuldade de acesso ao crédito e ao financiamento bancário, tem geralmente um impacto mais negativo em períodos de recessão económica, gerando desequilíbrios financeiros noutros sectores", refere a presidente da Informa D Teresa Cardoso de Menezes. Neste estudo, a Dinamarca encabeça o top dos melhores pagadores, com 90,3% de empresas cumpridoras dos prazos de pagamento. O segundo lugar pertence a Taiwan que regista 75,8% de empresas que são pontuais nos pagamentos. A Alemanha surge em terceiro lugar: tem 74,8% de empresas cumpridoras. Entre os 28 países em análise, estão os três para os quais Portugal mais exportou em 2014: Espanha, França e Alemanha. Espanha registou 46,5% de empresas a pagar dentro do prazo (8,9 pp acima da média europeia), França registou 38,3% e a Alemanha ocupa o segundo lugar no top dos melhores pagadores (74,8%). As empresas que pagam com mais de 90 dias de atraso representam apenas 3,6% em Espanha, 2,3% em França e 0,4% na Alemanha. Apesar da melhoria, Portugal aparece em quarto lugar (17,4%) dos ranking das empresas que não pagam a horas. Depois dos três países com uma menor percentagem de empresas a pagarem dentro do prazo, que são as Filipinas (1,9%), a Austrália (2,8%) e a Nova Zelândia (11,7%).

35 Percentagem de empresas com pagamentos dentro do prazo sobe 0,9 pontos in Oje Online Media Value: 600 EUR Data: Link: de e... Percentagem de empresas com pagamentos dentro do prazo sobe 0,9 pontos A situação dos pagamentos em Portugal está a dar sinais de melhoria. A percentagem de empresas que pagam dentro do prazo aumentou 0,9 pontos percentuais (pp) de 2013 para 2014 e desceram as percentagens de empresas com pagamentos com atraso até 90 dias ( 0,5 pp) e com mais de 90 dias ( 0,4 pp). Será, possivelmente, reflexo dos sinais de melhoria da dinâmica empresarial: Em 2013, iniciou se a recuperação no sector privado português: o encerramento de empresas tem vindo a descer desde 2012 e, pela primeira vez desde 2007, houve um declínio no número de insolvências de empresas, afirma a diretora geral da Informa D Teresa Cardoso de Menezes. O Estudo de Pagamentos 2015 foi realizado pela CRIBIS Dcom base na informação produzida pelo programa Duntrade, onde a Informa Dparticipa com informação sobre Portugal. Apresenta a evolução dos comportamentos de pagamento das empresas nos principais países do mundo. Baseia se no Índice de Pagamentos ou Paydex, um indicador estatístico que revela a performance histórica dos pagamentos aos fornecedores, apresentando um perfil fiável das empresas no que concerne a serem, ou não, boas pagadoras. Nesta edição, foram analisados os indicadores de 28 países, incluindo Portugal. Os pagamentos na Europa estão também em análise, sendo apresentados os resultados agregados de 17 países. As práticas de pagamento são heterogéneas e existem tendências distintas entre os vários países analisados. Apesar dos sinais de recuperação, a situação dos pagamentos em Portugal é uma das mais críticas entre os países analisados. A percentagem de empresas portuguesas que cumpre os prazos de pagamento (17,4%) está muito aquém da Europa (37,6%). Mais de metade das empresas portuguesas (58,9%) pagam com atrasos até 30 dias e a percentagem das que têm pagamentos em falta há mais de 90 dias ascende aos 12,4%, sendo a terceira maior entre os 28 países analisados, a seguir às Filipinas (50,2%) e à Grécia (19,5%) ficando, mais uma vez, aquém da Europa (3,8%). Segundo Teresa Cardoso de Menezes, A recessão económica gerou inúmeras dificuldades, especialmente para as pequenas e médias empresas ( ) O atraso nos pagamentos, agravado pela maior dificuldade de acesso ao crédito e ao financiamento bancário, tem geralmente um impacto mais negativo em períodos de recessão económica, gerando desequilíbrios financeiros noutros setores. As micro e as pequenas empresas registam a maior percentagem de empresas cumpridoras dos prazos (20,2% e 17,7% das empresas, respetivamente). As grandes empresas concentram se mais no pagamento com atraso até 30 dias (76,6%), com apenas 5% a pagarem até ao dia acordado. O setor com melhor desempenho em termos de pontualidade dos pagamentos é a Agricultura, silvicultura, caça e pesca, com 27,1% das empresas a pagarem dentro do prazo. A Construção tem a maior percentagem de empresas que pagam com mais de 90 dias de atraso (21,5%). PRINCIPAIS MERCADOS DE EXPORTAÇÃO Entre os 28 países em análise, estão os três para os quais Portugal mais exportou em 2014: Espanha, França e Alemanha. Espanha registou 46,5% de empresas a pagar dentro do prazo (8,9 pp acima da média europeia), França registou 38,3% e a Alemanha ocupa o segundo lugar no top dos melhores pagadores (74,8%). As empresas que pagam com mais de 90 dias de atraso representam apenas 3,6% em Espanha, 2,3% em França e 0,4% na Alemanha. Em termos e dimensão, são pontuais nos pagamentos 53,9% e 45,8% das micro e pequenas empresas espanholas, respetivamente, 26,3% das médias e 11,9% das grandes empresas. Em França, 46,1% e 27,5% das micro e pequenas empresas, respetivamente, cumprem o prazo de pagamento, mas apenas 12,4% e 3,9% das médias e das grandes empresas, respetivamente, o fazem. Na Alemanha, mais de metade das empresas de qualquer dimensão é pontual nos pagamentos (micro: 77,6%; pequenas: 75,6%; médias: 66,5%; grandes: 55%). Em Espanha, o setor com melhor desempenho é a Agricultura, silvicultura, caça e pesca, com 57,9% de pagadores pontuais. Em França, a Construção é o setor com a maior percentagem de empresas que pagam dentro do prazo (50,5%). Na Alemanha, destaca se a Construção com a maior percentagem de empresas boas pagadoras (78,1%). OS MELHORES E OS PIORES PAGADORES Neste estudo, a Dinamarca encabeça o top dos melhores pagadores, com 90,3% de empresas cumpridoras dos prazos de pagamento. O segundo lugar pertence a Taiwan: regista 75,8% de empresas pontuais nos pagamentos. A Alemanha surge em terceiro lugar: tem 74,8% de empresas cumpridoras. Os três países com uma menor percentagem de empresas a pagarem dentro do prazo são as Filipinas (1,9%), a Austrália (2,8%) e a Nova Zelândia (11,7%). Portugal aparece em quarto lugar (17,4%).

36 Percentagem de empresas nacionais que pagam no prazo dá sinais de melhoria in Distribuição Hoje Online Media Value: 600 EUR Data: Link: Percentagem de empresas nacionais que pagam no prazo dá sinais de melhoria Os pagamentos em Portugal começam a revelar sinais de melhoria, apesar da média de pagamentos no prazo continuar aquém da Europa. De acordo com um estudo da CRIBIS D a percentagem de empresas nacionais que pagam dentro do prazo cresceu 0,9% de 2013 para 2014 e a percentagem de empresas com pagamentos com atraso até 90 dias caiu 0,5%, à semelhança daquelas com atraso com mais de 90 dias, cuja percentagem baixou 0,4%. Em 2013, iniciou se a recuperação no sector privado português: o encerramento de empresas tem vindo a descer desde 2012 e, pela primeira vez desde 2007, houve um declínio no número de insolvências de empresas, explica Teresa Cardoso de Menezes, diretora geral da Informa D que divulgou o estudo esta semana. As conclusões agora reveladas baseiam se no Índice de Pagamentos ou Paydex, um indicador estatístico que revela a performance histórica dos pagamentos aos fornecedores, apresentando um perfil fiável das empresas no que concerne a serem, ou não, boas pagadoras. O estudo revela também que apesar dos sinais de recuperação, a situação dos pagamentos em Portugal é uma das mais críticas entre os países analisados. A percentagem de empresas portuguesas que cumpre os prazos de pagamento (17,4%) está ainda aquém da percentagem da Europa (37,6%). Mais de metade das empresas portuguesas (58,9%) pagam com atrasos até 30 dias e a percentagem das que têm pagamentos em falta há mais de 90 dias ascende aos 12,4%, sendo a terceira maior entre os 28 países analisados, a seguir às Filipinas (50,2%) e à Grécia (19,5%) ficando, mais uma vez, aquém da Europa (3,8%), indica o documento. Segundo Teresa Cardoso de Menezes, a recessão económica gerou inúmeras dificuldades, especialmente para as pequenas e médias empresas ( ) O atraso nos pagamentos, agravado pela maior dificuldade de acesso ao crédito e ao financiamento bancário, tem geralmente um impacto mais negativo em períodos de recessão económica, gerando desequilíbrios financeiros noutros setores. As micro e as pequenas empresas são as que registam a maior percentagem de empresas cumpridoras dos prazos (20,2% e 17,7% das empresas, respetivamente). As grandes empresas, por outro lado, concentram se mais no pagamento com atraso até 30 dias (76,6%), com apenas 5% a pagarem até ao dia acordado. O setor com melhor desempenho em termos de pontualidade dos pagamentos é a Agricultura, silvicultura, caça e pesca, com 27,1% das empresas a pagarem dentro do prazo. A Construção tem a maior percentagem de empresas que pagam com mais de 90 dias de atraso (21,5%).

37 Empresas portuguesas já estão a demorar menos tempo a pagar in I Online Autor: sónia peres pinto Media Value: 2300 EUR Data: Link: Empresas portuguesas já estão a demorar menos tempo a pagar A Dinamarca encabeça o top dos melhores pagadores, com 90,3% das empresas a pagar dentro do prazo As empresas em Portugal já estão a demorar menos tempo a pagar. A percentagem das que pagam dentro do prazo aumentou 0,9 pontos percentuais (pp) de 2013 para 2014 e desceram as percentagens de empresas com pagamentos com atraso até 90 dias ( 0,5 pp) e com mais de 90 dias ( 0,4 pp). Esta é uma das conclusões do estudo feito pela Informa De revela que esta regularização dos prazos de pagamento já reflecte os sinais de melhoria da dinâmica empresarial. Em 2013, iniciou se a recuperação no sector privado português: o encerramento de empresas tem vindo a descer desde 2012 e, pela primeira vez desde 2007, houve um declínio no número de insolvências de empresas, afirma a directora geral da Informa D Teresa Cardoso de Menezes. Mas apesar dos sinais de recuperação, a situação dos pagamentos em Portugal é uma das mais críticas entre os países analisados (28 países). A percentagem de empresas portuguesas que cumpre os prazos de pagamento (17,4%) está muito aquém da Europa (37,6%). Mais de metade das empresas portuguesas (58,9%) pagam com atrasos até 30 dias e a percentagem das que têm pagamentos em falta há mais de 90 dias ascende aos 12,4%, sendo a terceira maior entre os 28 países analisados, a seguir às Filipinas (50,2%) e à Grécia (19,5%) ficando, mais uma vez, aquém da Europa (3,8%). Segundo Teresa Cardoso de Menezes, A recessão económica gerou inúmeras dificuldades, especialmente para as pequenas e médias empresas ( ) O atraso nos pagamentos, agravado pela maior dificuldade de acesso ao crédito e ao financiamento bancário, tem geralmente um impacto mais negativo em períodos de recessão económica, gerando desequilíbrios financeiros noutros sectores. As micro e as pequenas empresas registam a maior percentagem de empresas cumpridoras dos prazos (20,2% e 17,7% das empresas, respectivamente). As grandes empresas concentram se mais no pagamento com atraso até 30 dias (76,6%), com apenas 5% a pagarem até ao dia acordado. Sectores com melhor desempenho A agricultura, silvicultura, caça e pesca é o sector com melhor desempenho em termos de pontualidade dos pagamentos com 27,1% das empresas a pagarem dentro do prazo. Já a Construção tem a maior percentagem de empresas que pagam com mais de 90 dias de atraso (21,5%). Entre os 28 países em análise, estão os três para os quais Portugal mais exportou em 2014: Espanha, França e Alemanha. Espanha registou 46,5% de empresas a pagar dentro do prazo (8,9 pp acima da média europeia), França registou 38,3% e a Alemanha ocupa o segundo lugar no top dos melhores pagadores (74,8%). As empresas que pagam com mais de 90 dias de atraso representam apenas 3,6% em Espanha, 2,3% em França e 0,4% na Alemanha. Em termos e dimensão, são pontuais nos pagamentos 53,9% e 45,8% das micro e pequenas empresas espanholas, respectivamente, 26,3% das médias e 11,9% das grandes empresas. Em França, 46,1% e 27,5% das micro e pequenas empresas, respectivamente, cumprem o prazo de pagamento, mas apenas 12,4% e 3,9% das médias e das grandes empresas, respectivamente, o fazem. Na Alemanha, mais de metade das empresas de qualquer dimensão é pontual nos pagamentos (micro: 77,6%; pequenas: 75,6%; médias: 66,5%; grandes: 55%). Em Espanha, o sector com melhor desempenho é a agricultura, silvicultura, caça e pesca, com 57,9% de pagadores pontuais. Em França, a construção é o sector com a maior percentagem de empresas que pagam dentro do prazo (50,5%). Na Alemanha, destaca se a construção com a maior percentagem de empresas boas pagadoras (78,1%). Melhores e piores pagadores Neste estudo, a Dinamarca encabeça o top dos melhores pagadores, com 90,3% de empresas cumpridoras dos prazos de pagamento. O segundo lugar pertence a Taiwan: regista 75,8% de empresas pontuais nos pagamentos. A Alemanha surge em terceiro lugar: tem 74,8% de empresas cumpridoras. Os três países com uma menor percentagem de empresas a pagarem dentro do prazo são as Filipinas (1,9%), a Austrália (2,8%) e a Nova Zelândia (11,7%). Portugal aparece em quarto lugar (17,4%).

38 Há mais empresas a pagar a horas em Portugal in Human Resources Media Value: 600 EUR Data: Link: Há mais empresas a pagar a horas em Portugal Há mais empresas a pagar a horas em Portugal Contudo, a percentagem de empresas portuguesas que cumprem os prazos de pagamento (17,4%) está aquém da média europeia (37,6%), revela estudo da CRIBIS Dr> No entanto, Portugal é o 4.º país, entre os 28 analisados, com menos empresas cumpridoras. Mais de metade das empresas portuguesas (58,9%) pagam com atrasos até 30 dias, e a percentagem das que têm pagamentos em falta há mais de 90 dias ascende aos 12,4%, sendo a terceira maior entre os 28 países estudados a seguir às Filipinas (50,2%) e à Grécia (19,5%), e mais uma vez, aquém da Europa (3,8%). «A recessão económica gerou inúmeras dificuldades, especialmente para as pequenas e médias empresas ( ). O atraso nos pagamentos, agravado pela maior dificuldade de acesso ao crédito e ao financiamento bancário, tem geralmente um impacto mais negativo em períodos de recessão económica, gerando desequilíbrios financeiros noutros sectores», afirma Teresa Cardoso de Menezes, directora geral da Informa D Outros resultados deste estudo: As micro e pequenas empresas registam a maior percentagem de organizações cumpridoras (20,2% e 17,7%, respectivamente). 76,6% das grandes empresas realizam pagamentos com atraso até 30 dias e apenas 5% pagam até ao dia acordado. O sector que mais cumpre os prazos de pagamento é o primário, que inclui as actividades económicas da agricultura, silvicultura, caça e pesca, com 27,1% das empresas a pagarem dentro do prazo. A Construção tem a maior percentagem de empresas que pagam com mais de 90 dias de atraso (21,5%). Entre os 28 países analisados, a Dinamarca encabeça o top dos melhores pagadores, com 90,3% de empresas a cumprir os prazos de pagamento. Taiwan, com 75,8% de organizações pontuais, e a Alemanha, com 74,8%, ocupam o segundo e terceiro lugar, respectivamente. Os três países com menor percentagem de empresas a pagar dentro do prazo são as Filipinas (1,9%), a Austrália (2,8%) e a Nova Zelândia (11,7%).

39 Sector da panificação e pastelaria com um crescimento de 2,1% em 2014 in Público Online Autor: raquel bastos Media Value: 4335 EUR Data: Link: Sector da panificação e pastelaria com um crescimento de 2,1% em 2014 As exportações atingiram um valor de 187 milhões de euros. O mercado da panificação e da pastelaria, em Portugal, obteve um total de 625 milhões em vendas no ano passado, de acordo com um estudo publicado esta sexta feira pela Informa D Em relação a 2013, os lucros do sector cresceram 2.1%., para um total 612 milhões de euros. As exportações ocupam um papel fundamental no crescimento do mercado, uma vez que, no ano passado, atingiram 187 milhões de euros, verificando se um aumento de 6,3% face ao ano de 2013, quando se situaram nos 176 milhões. O país vizinho é o principal destino das exportações do mercado da panificação e pastelaria portuguesa, com as exportações para Espanha a atingiram os 45%. Por seu lado, as importações neste sector contribuíram com cerca de 293 milhões de euros, registando uma subida de 0,3% relativamente a O mercado das massas congeladas representou um valor de 178 milhões de euros, ou seja, um aumento de cerca de 3%. Este crescimento, nos últimos anos, tem superado o crescimento médio do mercado. No total, no sector da panificação e pastelaria nacional, operam actualmente 4600 empresas que dão emprego a cerca de 30 mil trabalhadores. Em 2012, a maior parte destas empresas correspondia ao sector da panificação, com um total de 4428 companhias na área, incluindo aquelas que se dedicam à produção artesanal. Neste mercado, as empresas que predominam são as de pequenas dimensões, cerca de 80% têm menos de dez funcionários e, apenas seis têm mais de 250 pessoas a trabalhar.

40 Mercado de panificação e pastelaria cresce 2,1% em 2014 in Shopping Spirit Media Value: 600 EUR Data: Link: Mercado de panificação e pastelaria cresce 2,1% em 2014 Segundo o estudo Sectores Portugal Panificação e Pastelaria Industriais publicado pela Informa D o mercado de panificação e pastelaria industriais registou um crescimento de 2,1% em O valor das vendas em Portugal situou se nos 625 milhões de euros, face a 612 milhões no exercício anterior. Relativamente ao comércio externo, as exportações atingiram 187 milhões de euros em 2014, 6,3% acima face ao ano anterior, em que contabilizaram 176 milhões. Espanha constitui o principal destino das vendas para o exterior, assumindo uma quota sobre o total acima de 45%. O valor das importações, por seu lado, situou se em 296 milhões de euros, um aumento de 0,3% face a O segmento de massas congeladas tem registado nos últimos anos um crescimento superior à média do mercado. No exercício de 2014, o mercado de massas congeladas registou um crescimento de 2,9%, percentagem semelhante à dos anos anteriores, alcançando um valor de 178 milhões de euros. No sector de panificação e pastelaria operam perto de empresas, que geram um volume de emprego de cerca de trabalhadores. A maior parte destas empresas corresponde ao segmento de panificação, que contava com empresas a operar em 2012, incluindo estabelecimentos de elaboração artesanal. Nesse ano contabilizaram se 224 fabricantes de bolachas, de bolos e de pastelaria industrial. O sector apresenta um alto grau de atomização, com predomínio das empresas de reduzido tamanho. Cerca de 80% dos operadores tem menos de 10 empregados, e apenas 6 contam com mais de 250 trabalhadores.

41 Mercado de panificação e pastelaria a crescer. Exportações atingem 187 milhões in Oje Online Media Value: 600 EUR Data: Link: de panif... Mercado de panificação e pastelaria a crescer. Exportações atingem 187 milhões Segundo o estudo Sectores Portugal Panificação e Pastelaria Industriais publicado pela Informa D o mercado de panificação e pastelaria industriais registou um crescimento de 2,1% em O valor das vendas em Portugal situou se nos 625 milhões de euros, face a 612 milhões no exercício anterior. Relativamente ao comércio externo, as exportações atingiram 187 milhões de euros em 2014, 6,3% acima face ao ano anterior, em que contabilizaram 176 milhões. Espanha constitui o principal destino das vendas para o exterior, assumindo uma quota sobre o total acima de 45%. O valor das importações, por seu lado, situou se em 296 milhões de euros, um aumento de 0,3% face a O segmento de massas congeladas tem registado nos últimos anos um crescimento superior à média do mercado. No exercício de 2014, o mercado de massas congeladas registou um crescimento de 2,9%, percentagem semelhante à dos anos anteriores, alcançando um valor de 178 milhões de euros. No sector de panificação e pastelaria operam perto de empresas, que geram um volume de emprego de cerca de 30 mil trabalhadores. A maior parte destas empresas corresponde ao segmento de panificação, que contava com empresas a operar em 2012, incluindo estabelecimentos de elaboração artesanal. Nesse ano contabilizaram se 224 fabricantes de bolachas, de bolos e de pastelaria industrial. O sector apresenta um alto grau de atomização, com predomínio das empresas de reduzido tamanho. Cerca de 80% dos operadores tem menos de 10 empregados, e apenas 6 contam com mais de 250 trabalhadores.

42 Mercado de panificação e pastelaria cresce 2,1% em 2014 in Local.pt Autor: gerson ingrês Media Value: 600 EUR Data: Link: Mercado de panificação e pastelaria cresce 2,1% em 2014 Segundo o estudo Sectores Portugal Panificação e Pastelaria Industriais publicado pela Informa D o mercado de panificação e pastelaria industriais registou um crescimento de 2,1% em O valor das vendas em Portugal situou se nos 625 milhões de euros, face a 612 milhões no Relativamente ao comércio externo, as exportações atingiram 187 milhões de euros em 2014, 6,3% acima face ao ano anterior, em que contabilizaram 176 milhões. Espanha constitui o principal destino das vendas para o exterior, assumindo uma quota sobre o total acima de 45%. O valor das importações, por seu lado, situou se em 296 milhões de euros, um aumento de 0,3% face a O segmento de massas congeladas tem registado nos últimos anos um crescimento superior à média do mercado. No exercício de 2014, o mercado de massas congeladas registou um crescimento de 2,9%, percentagem semelhante à dos anos anteriores, alcançando um valor de 178 milhões de euros. No sector de panificação e pastelaria operam perto de empresas, que geram um volume de emprego de cerca de trabalhadores. A maior parte destas empresas corresponde ao segmento de panificação, que contava com empresas a operar em 2012, incluindo estabelecimentos de elaboração artesanal. Nesse ano contabilizaram se 224 fabricantes de bolachas, de bolos e de pastelaria industrial. O sector apresenta um alto grau de atomização, com predomínio das empresas de reduzido tamanho. Cerca de 80% dos operadores tem menos de 10 empregados, e apenas 6 contam com mais de 250 trabalhadores.

43 Volume de negócio do sector de instalações e montagens cresce em 2014 in Local.pt Autor: gerson ingrês Media Value: 600 EUR Data: Link: Volume de negócio do sector de instalações e montagens cresce em 2014 Segundo o estudo Sectores Portugal Instalações e Montagens publicado pela Informa D após quatro anos consecutivos de quebras, em 2014 registou se uma ligeira recuperação da faturação agregada das empresas de instalações e montagens, num contexto de moderada melhoria da economia portuguesa e crescente internacionalização do sector, embora nesse exercício se tenha mantido a queda da atividade construtora. Assim, o volume de negócio situou se em milhões de euros em 2014, o que supôs um crescimento de 1% com respeito ao ano anterior, embora este valor se encontre ainda muito longe do máximo de milhões contabilizados no exercício A fraqueza da procura interna tem impulsado nos últimos anos a abertura ao exterior dos operadores do sector. Em 2013, as exportações agregadas das 50 principais empresas aumentaram perto de 26%, alcançando 455 milhões de euros, representando 28% das suas receitas totais. O número de empresas no setor de instalações e montagens passou de cerca de em 2008 para em 2012, uma descida superior a 20%.

44 Mercado de panificação e pastelaria cresce 2,1% em 2014 in DRG Do Restaurante &do Gourmet Media Value: 600 EUR Data: Link: Mercado de panificação e pastelaria cresce 2,1% em 2014 Segundo o estudo Sectores Portugal Panificação e Pastelaria Industriais, publicado pela Informa D o mercado de panificação e pastelaria industriais registou um crescimento de 2,1% em O valor das vendas em Portugal situou se nos 625 milhões de euros, face a 612 milhões no exercício anterior. Relativamente ao comércio externo, as exportações atingiram 187 milhões de euros em 2014, 6,3% acima face ao ano anterior, em que contabilizaram 176 milhões. Espanha constitui o principal destino das vendas para o exterior, assumindo uma quota sobre o total acima de 45%. O valor das importações, por seu lado, situou se em 296 milhões de euros, um aumento de 0,3% face a O segmento de massas congeladas tem registado nos últimos anos um crescimento superior à média do mercado. No exercício de 2014, o mercado de massas congeladas registou um crescimento de 2,9%, percentagem semelhante à dos anos anteriores, alcançando um valor de 178 milhões de euros. No sector de panificação e pastelaria operam perto de empresas, que geram um volume de emprego de cerca de trabalhadores. A maior parte destas empresas corresponde ao segmento de panificação, que contava com 4428 empresas a operar em 2012, incluindo estabelecimentos de elaboração artesanal. Nesse ano contabilizaram se 224 fabricantes de bolachas, de bolos e de pastelaria industrial. O sector apresenta um alto grau de atomização, com predomínio das empresas de reduzido tamanho. Cerca de 80% dos operadores tem menos de 10 empregados, e apenas 6 contam com mais de 250 trabalhadores.

CLIPPING INFORMA D&B JUNHO 2015

CLIPPING INFORMA D&B JUNHO 2015 CLIPPING INFORMA D&B JUNHO 2015 ÍNDICE 2015 07 16 Data publicação Título Publicação/Canal Suplemento/Programa Número Págs. 2015 06 01 Empresas deverão criar emprego em 2016 Human Principal 1 2015 06 01

Leia mais

CLIPPING INFORMA D&B SETEMBRO 2015

CLIPPING INFORMA D&B SETEMBRO 2015 CLIPPING INFORMA D&B SETEMBRO 2015 ÍNDICE 2015 10 14 Data publicação Título Publicação/Canal Suplemento/Programa Número Págs. 2015 09 01 Empreendedorismo Blitz Principal 4 2015 09 01 Exportações de alimentos

Leia mais

WORLDWIDE NETWORK CLIPPING INFORMA D&B

WORLDWIDE NETWORK CLIPPING INFORMA D&B WORLDWIDE NETWORK CLIPPING INFORMA D&B OUTUBRO 2015 ÍNDICE 2015 11 20 Data publicação Título Publicação/Canal Suplemento/Programa Número Págs. 2015 10 01 Empresas constituídas são o triplo Destak Porto

Leia mais

8 DE MAIO 2013. ONDE NASCE O NOVO EMPREGO EM PORTUGAL Teresa Cardoso de Menezes

8 DE MAIO 2013. ONDE NASCE O NOVO EMPREGO EM PORTUGAL Teresa Cardoso de Menezes 8 DE MAIO 2013 ONDE NASCE O NOVO EMPREGO EM PORTUGAL Teresa Cardoso de Menezes a empresa activa mais antiga em Portugal nasceu em 1670? 2001 foi o ano em que nasceram mais empresas em Portugal? ontem quando

Leia mais

PERFIL DAS EXPORTADORAS PORTUGUESAS EM 2012. Estudo elaborado por Informa D&B, Novembro 2013

PERFIL DAS EXPORTADORAS PORTUGUESAS EM 2012. Estudo elaborado por Informa D&B, Novembro 2013 PERFIL DAS EXPORTADORAS PORTUGUESAS EM 2012 Estudo elaborado por Informa D&B, Novembro 2013 SUMÁRIO EXECUTIVO Em Portugal, nos últimos 5 anos, o número de empresas exportadoras aumentou 12% O valor das

Leia mais

Nota introdutória. PME em Números 1 IAPMEI ICEP

Nota introdutória. PME em Números 1 IAPMEI ICEP PME em Números PME em Números 1 Nota introdutória De acordo com o disposto na definição europeia 1, são classificadas como PME as empresas com menos de 250 trabalhadores cujo volume de negócios anual não

Leia mais

COFINA, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta

COFINA, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta COFINA, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua do General Norton de Matos, 68, r/c Porto Pessoa Colectiva Número 502 293 225 Capital Social: 25.641.459 Euros EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE NO ANO DE 2006 Após

Leia mais

Conjuntura da Construção n.º 77 O SETOR CONTINUA EM CRISE MAS EMPRESÁRIOS ACREDITAM NA RECUPERAÇÃO

Conjuntura da Construção n.º 77 O SETOR CONTINUA EM CRISE MAS EMPRESÁRIOS ACREDITAM NA RECUPERAÇÃO FEPICOP - FEDERAÇÃO PORTUGUESA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO E OBRAS PÚBLICAS Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais

Leia mais

WORLDWIDE NETWORK CLIPPING INFORMA D&B

WORLDWIDE NETWORK CLIPPING INFORMA D&B WORLDWIDE NETWORK CLIPPING INFORMA D&B DEZEMBRO 2015 ÍNDICE 2016 01 18 Data publicação Título Publicação/Canal Suplemento/Programa Número Págs. 2015 12 01 Convergência de interesses Human Principal 1 2015

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADE outubro 2015

RELATÓRIO DE ATIVIDADE outubro 2015 RELATÓRIO DE ATIVIDADE outubro 2015 Sumário executivo Para a apresentação do Relatório de Competitividade 2015-2016 do World Economic Forum foram desenvolvidas as seguintes ações de comunicação: Elaboração

Leia mais

Estudos sobre Estatísticas Estruturais das Empresas 2008. Micro, Pequenas. e Médias. Empresas. em Portugal

Estudos sobre Estatísticas Estruturais das Empresas 2008. Micro, Pequenas. e Médias. Empresas. em Portugal Estudos sobre Estatísticas Estruturais das Empresas 2008 28 de Junho de 2010 Micro, Pequenas e Médias Empresas em Portugal Em 2008, existiam 349 756 micro, pequenas e médias empresas (PME) em Portugal,

Leia mais

Resultados Mediáticos

Resultados Mediáticos Mediáticos 2014 > Globais Mais de 90 minutos de presença em Televisão Mais de 28 minutos de presença em Rádio Chamadas de capa em 9 jornais Audiência total superior a 20 milhões Globais 135 Total de notícias

Leia mais

1. (PT) - Diário Económico, 07/12/2012, Portuguesa Gesto Energy ganha planeamento energético de Angola 1

1. (PT) - Diário Económico, 07/12/2012, Portuguesa Gesto Energy ganha planeamento energético de Angola 1 Tema de Pesquisa: Internacional 07 de Dezembro de 2012 Revista de Imprensa 07-12-2012 1. (PT) - Diário Económico, 07/12/2012, Portuguesa Gesto Energy ganha planeamento energético de Angola 1 2. (PT) -

Leia mais

Residentes no estrangeiro sustentam ligeiro aumento nas dormidas

Residentes no estrangeiro sustentam ligeiro aumento nas dormidas Atividade Turística Dezembro de 2012 14 de fevereiro de 2013 Residentes no estrangeiro sustentam ligeiro aumento nas dormidas As dormidas na hotelaria atingiram 1,7 milhões em dezembro 2012, mais 1,9%

Leia mais

Inquérito ao Crédito. Relatório

Inquérito ao Crédito. Relatório Inquérito ao Crédito Relatório Março 2012 Destaques O crédito bancário é a fonte de financiamento mais significativa referida por cerca de 70% das empresas. O financiamento pelos sócios ou accionistas

Leia mais

ESTUDO INFORMA D&B. Gestão e Liderança Feminina em Portugal 3ª Edição, Fevereiro 2013

ESTUDO INFORMA D&B. Gestão e Liderança Feminina em Portugal 3ª Edição, Fevereiro 2013 ESTUDO INFORMA D&B Gestão e Liderança Feminina em Portugal 3ª Edição, Fevereiro 2013 Portugal tem uma população activa de 5,5 milhões, dos quais 47% são mulheres. O objectivo deste estudo foi saber como

Leia mais

Desafios da Internacionalização O papel da AICEP. APAT 10 de Outubro, 2015

Desafios da Internacionalização O papel da AICEP. APAT 10 de Outubro, 2015 Desafios da Internacionalização O papel da AICEP APAT 10 de Outubro, 2015 Internacionalização - Desafios Diversificar Mercados Alargar a Base Exportadora 38º PORTUGAL TEM MELHORADO A SUA COMPETITIVIDADE

Leia mais

Análise de Conjuntura do Sector da Construção 2º trimestre 2014

Análise de Conjuntura do Sector da Construção 2º trimestre 2014 Análise de Conjuntura do Sector da Construção 2º trimestre 2014 Apreciação Global Os dados estatísticos disponíveis para o 2º trimestre de 2014 parecem confirmar finalmente, e pela primeira vez em muitos

Leia mais

COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta

COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua do General Norton de Matos, 68, r/c Porto Pessoa Colectiva Número 502 293 225 Capital Social: 25.641.459 Euros Informação financeira do exercício de 2014 (não

Leia mais

ESTRUTURA EMPRESARIAL NACIONAL 1995/98

ESTRUTURA EMPRESARIAL NACIONAL 1995/98 ESTRUTURA EMPRESARIAL NACIONAL 1995/98 NOTA METODOLÓGICA De acordo com a definição nacional, são pequenas e médias empresas aquelas que empregam menos de 500 trabalhadores, que apresentam um volume de

Leia mais

COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta

COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua do General Norton de Matos, 68, r/c Porto Pessoa Colectiva Número 502 293 225 Capital Social: 25.641.459 Euros INFORMAÇÃO FINANCEIRA 1T 2010 Principais indicadores

Leia mais

Id: 2656668 Data Publicação: 22 10 2015 Fonte: Revista Edição: 1181

Id: 2656668 Data Publicação: 22 10 2015 Fonte: Revista Edição: 1181 Id: 2656668 Página: 0 AlturaxLargura: 3,89cmx3,89cm Media Value: 1.083,75 EUR Id: 2656666 Página: 6 AlturaxLargura: 2,12cmx12,36cm Media Value: 1.083,75 EUR Id: 2656661 Página: 68 AlturaxLargura: 24,61cmx18,28cm

Leia mais

no Sistema Financeiro Carlos David Duarte de Almeida Vice-Presidente do Conselho de Administração

no Sistema Financeiro Carlos David Duarte de Almeida Vice-Presidente do Conselho de Administração As consequências do Orçamento Estado 2010 no Sistema Financeiro Carlos David Duarte de Almeida Vice-Presidente do Conselho de Administração As consequências do OE 2010 no Sistema Financeiro Indice 1. O

Leia mais

Venda de voos internacionais atinge em 2010 87,4% de todas as vendas BSP

Venda de voos internacionais atinge em 2010 87,4% de todas as vendas BSP Venda de voos pelas agências portuguesas acaba 2010 a cair, mas ainda fica acima de 2009 A venda de voos regulares pelas agências de viagens IATA portuguesas, um mercado que em 2008 ultrapassou os 900

Leia mais

Comércio externo de moldes: Portugal, os últimos dez anos

Comércio externo de moldes: Portugal, os últimos dez anos Escola de EngenhariaUniversidade do Minho Departamento de Sistemas de Informação»«MERCADOS E NEGÓCIOS: DINÂMICAS E ESTRATÉGIAS Comércio externo de moldes: Portugal, os últimos dez anos Eduardo Beira WP

Leia mais

- IAE - INQUÉRITO À ACTIVIDADE EMPRESARIAL. ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL PORTUGUESA CCI/Câmara de Comércio e Indústria

- IAE - INQUÉRITO À ACTIVIDADE EMPRESARIAL. ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL PORTUGUESA CCI/Câmara de Comércio e Indústria - IAE - INQUÉRITO À ACTIVIDADE EMPRESARIAL 2006 ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL PORTUGUESA CCI/Câmara de Comércio e Indústria ÍNDICE Introdução Pág. 2 1 Sumário executivo Pág. 5 2 Análise dos resultados 2.1 Situação

Leia mais

nº 3 Novembro 2009 MERCADOS O VINHO NOS E.U.A. BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR

nº 3 Novembro 2009 MERCADOS O VINHO NOS E.U.A. BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR nº 3 Novembro 29 MERCADOS O VINHO NOS E.U.A. BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR O VINHO NOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR Índice 1. INTRODUÇÃO 2 2. PRODUÇÃO 3 3. EXPORTAÇÃO 5 4.

Leia mais

A Carteira de Indicadores inclui indicadores de input, de output e de enquadramento macroeconómico.

A Carteira de Indicadores inclui indicadores de input, de output e de enquadramento macroeconómico. Síntese APRESENTAÇÃO O Relatório da Competitividade é elaborado anualmente, com o objectivo de monitorizar a evolução de um conjunto de indicadores ( Carteira de Indicadores ) em Portugal e a sua comparação

Leia mais

1. Primeiro de Janeiro, 04-05-2010, Capital de risco cresce 14% 1. 2. Diário Económico, 04-05-2010, Actividade de capital de risco cresceu 14% 2

1. Primeiro de Janeiro, 04-05-2010, Capital de risco cresce 14% 1. 2. Diário Económico, 04-05-2010, Actividade de capital de risco cresceu 14% 2 Revista de Imprensa 12-05-2010 1. Primeiro de Janeiro, 04-05-2010, Capital de risco cresce 14% 1 2. Diário Económico, 04-05-2010, Actividade de capital de risco cresceu 14% 2 3. Económico Online, 03-05-2010,

Leia mais

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008 Resumo de Imprensa Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Não espero mais surpresas no BCP (págs. 1, 4 a 9) A nova administração pede 1,3 mil milhões de euros aos accionistas e cancela

Leia mais

PETIÇÃO PARA A REPOSIÇÃO DO IVA NOS SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO E BEBIDAS. Petição N.º 428/XII/4ª

PETIÇÃO PARA A REPOSIÇÃO DO IVA NOS SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO E BEBIDAS. Petição N.º 428/XII/4ª PETIÇÃO PARA A REPOSIÇÃO DO IVA NOS SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO E BEBIDAS Petição N.º 428/XII/4ª IVA Médio na Europa Taxas de IVA dos Serviços de Alimentação e Bebidas na UEM - União Económica e Monetária

Leia mais

1. (PT) - i, 02/10/2012, Construção civil. Empresas "fogem" para o estrangeiro 1

1. (PT) - i, 02/10/2012, Construção civil. Empresas fogem para o estrangeiro 1 Tema de Pesquisa: Construção 02 de Outubro de 2012 Revista de Imprensa 02-10-2012 1. (PT) - i, 02/10/2012, Construção civil. Empresas "fogem" para o estrangeiro 1 2. (PT) - i, 02/10/2012, Precários lançam

Leia mais

Cork Information Bureau 2015. Informação à Imprensa 28 de Agosto de 2015. EXPORTAÇÕES DE CORTIÇA CRESCEM 7,8% (1º. Semestre 2015) apcor.

Cork Information Bureau 2015. Informação à Imprensa 28 de Agosto de 2015. EXPORTAÇÕES DE CORTIÇA CRESCEM 7,8% (1º. Semestre 2015) apcor. Informação à Imprensa 28 de Agosto de 2015 EXPORTAÇÕES DE CORTIÇA CRESCEM 7,8% (1º. Semestre 2015) apcor.pt Exportações de Cortiça crescem 7,8% As exportações portuguesas de cortiça registaram, no primeiro

Leia mais

Análise de Conteúdo à Comunicação Editorial. 4ºTrimestre de 2012

Análise de Conteúdo à Comunicação Editorial. 4ºTrimestre de 2012 Análise de Conteúdo à Comunicação Editorial 4ºTrimestre de 2012 Introdução A análise de performance da comunicação permite avaliar a eficácia das ações de comunicação e relações públicas através da medição

Leia mais

indicadores 1. Capacidade de alojamento na Hotelaria Global

indicadores 1. Capacidade de alojamento na Hotelaria Global boletim trimestral - n.º 4 - março 2014 algarve conjuntura turística indicadores 1. Capacidade de alojamento na Hotelaria Global 2. Hóspedes 2.1. Número total de hóspedes 2.2. Hóspedes por tipologia de

Leia mais

Barómetro de Conjuntura inverno 2014/15. Agências de Viagens

Barómetro de Conjuntura inverno 2014/15. Agências de Viagens Barómetro de Conjuntura inverno 2014/15 Agências de Viagens ÍNDICE Sumário Executivo 3 da procura - inverno 2014/15 Portugal - NUTS II Portugal - Principais NUTS II Principais 4 5 6 da procura - verão

Leia mais

PETIÇÃO PARA A REPOSIÇÃO DO IVA NOS SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO E BEBIDAS

PETIÇÃO PARA A REPOSIÇÃO DO IVA NOS SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO E BEBIDAS PETIÇÃO PARA A REPOSIÇÃO DO IVA NOS SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO E BEBIDAS Petição N.º 428/XII/4ª Audição COFAP Comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA 16.outubro.2014

Leia mais

Caraterização do setor dos serviços em Portugal. Paula Menezes Coordenadora da Área da Central de Balanços 1 dezembro 2014 Lisboa

Caraterização do setor dos serviços em Portugal. Paula Menezes Coordenadora da Área da Central de Balanços 1 dezembro 2014 Lisboa Caraterização do setor dos serviços em Portugal Paula Menezes Coordenadora da Área da Central de Balanços 1 dezembro 2014 Lisboa 1. Estrutura e dinâmica do setor: o que mudou em 10 anos? 2. Análise económica

Leia mais

Análise do Relatório Doing Business 2016

Análise do Relatório Doing Business 2016 CTA-CONFEDERAÇÃO DASASSOCIAÇÕES ECONÓMICAS DE MOÇAMBIQUE Análise do Relatório Doing Business 2016 esengo@cta.org.mz Novembro, 2015 1 O Banco Mundial divulgou recentemente o relatório Doing Business 2016,

Leia mais

Internacionalização da Economia Portuguesa e a Transformação da Indústria Portuguesa. Coimbra, 19 de Novembro de 2010

Internacionalização da Economia Portuguesa e a Transformação da Indústria Portuguesa. Coimbra, 19 de Novembro de 2010 Internacionalização da Economia Portuguesa e a Transformação da Indústria Portuguesa Coimbra, 19 de Novembro de 2010 Enquadramento Enquadramento A importância da Internacionalização na vertente das exportações

Leia mais

A mosca na sopa. PhotoDisc

A mosca na sopa. PhotoDisc A mosca na sopa O reduzido número de IPO continua a ser a mosca na sopa do capital de risco europeu. Não fosse o fraco volume de operações realizadas e a redução de fundos captados e o balanço da actividade

Leia mais

Análise Regional dezembro 2015

Análise Regional dezembro 2015 Portugal Em, o Algarve voltou a liderar o País com 16,6 milhões de dormidas (34% de quota no País) e cresceu 2,7% face a 2014. Lisboa posicionou-se no 2.º lugar com 12,3 milhões de dormidas e assinalou,

Leia mais

Hotelaria com aumentos nos hóspedes, dormidas e proveitos

Hotelaria com aumentos nos hóspedes, dormidas e proveitos Atividade Turística Janeiro de 2014 19 de março de 2014 Hotelaria com aumentos nos hóspedes, dormidas e proveitos A hotelaria registou 1,7 milhões de dormidas em janeiro de 2014, valor que corresponde

Leia mais

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos.

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Economia A 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Prova 712/2.ª Fase 14 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

Índice de Risco de 2011 PORTUGAL

Índice de Risco de 2011 PORTUGAL Índice de Risco de PORTUGAL Índice de Pagamentos Índice de Risco Explicação dos valores do Índice de Risco 190 180 170 160 150 140 130 120 110 100 2004 2005 2006 2007 2008 100 Nenhuns riscos de pagamento,

Leia mais

RELATÓRIO DA BALANÇA DE PAGAMENTOS E DA POSIÇÃO DE INVESTIMENTO INTERNACIONAL, 2011

RELATÓRIO DA BALANÇA DE PAGAMENTOS E DA POSIÇÃO DE INVESTIMENTO INTERNACIONAL, 2011 RELATÓRIO DA BALANÇA DE PAGAMENTOS E DA POSIÇÃO DE INVESTIMENTO INTERNACIONAL, 2011 I. BALANÇA DE PAGAMENTOS A estatística da Balança de Pagamentos regista as transacções económicas ocorridas, durante

Leia mais

01 _ Enquadramento macroeconómico

01 _ Enquadramento macroeconómico 01 _ Enquadramento macroeconómico 01 _ Enquadramento macroeconómico O agravamento da crise do crédito hipotecário subprime transformou-se numa crise generalizada de confiança com repercursões nos mercados

Leia mais

Caracterização das empresas do setor do turismo em Portugal. Paula Menezes Coordenadora da área da Central de Balanços 22 outubro 2014 Funchal

Caracterização das empresas do setor do turismo em Portugal. Paula Menezes Coordenadora da área da Central de Balanços 22 outubro 2014 Funchal Caracterização das empresas do setor do turismo em Portugal Paula Menezes Coordenadora da área da Central de Balanços 22 outubro 2014 Funchal Setor do Turismo I. Estrutura e dinâmica do setor II. III.

Leia mais

PORTUGAL - INDICADORES ECONÓMICOS. Evolução 2005-2011 Actualizado em Setembro de 2011. Unid. Fonte 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Notas 2011

PORTUGAL - INDICADORES ECONÓMICOS. Evolução 2005-2011 Actualizado em Setembro de 2011. Unid. Fonte 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Notas 2011 Evolução 2005-2011 Actualizado em Setembro de 2011 Unid. Fonte 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Notas 2011 População a Milhares Hab. INE 10.563 10.586 10.604 10.623 10.638 10.636 10.643 2º Trimestre

Leia mais

47% em I&D duplicou. numa década. Portugal investe 1,52% do PB em Investigação e Desenvolvimento Investimento. última década" e lembra que "é preciso

47% em I&D duplicou. numa década. Portugal investe 1,52% do PB em Investigação e Desenvolvimento Investimento. última década e lembra que é preciso Portugal investe 1,52% do PB em Investigação e Desenvolvimento Investimento numa década em I&D duplicou I&D, a sigla que sintetiza a expressão Investigação e Desenvolvimento é hoje, e mais do que nunca,

Leia mais

HOTELARIA 2008. AEP / Gabinete de Estudos

HOTELARIA 2008. AEP / Gabinete de Estudos HOTELARIA 2008 AEP / Gabinete de Estudos Junho de 2008 1 1. INFORMAÇÃO SOBRE AS EMPRESAS Segundo os dados das Empresas em Portugal 2005, do INE, em 2005 o sector do Alojamento e Restauração compreendia

Leia mais

EFEITO IVA A 23% NO MERCADO DE FITNESS

EFEITO IVA A 23% NO MERCADO DE FITNESS EFEITO IVA A 23% NO MERCADO DE FITNESS ESTUDO AGAP AGAP AGAP Associação de Ginásios de Portugal 1 APRESENTAÇÃO AGAP AGAP é a única associação portuguesa que representa ginásios e health clubes Tem 750

Leia mais

Associação da Hotelaria de Portugal divulga dados do Tourism Monitor do primeiro trimestre de 2014

Associação da Hotelaria de Portugal divulga dados do Tourism Monitor do primeiro trimestre de 2014 Lisboa, 3 de junho de 2014 Associação da Hotelaria de Portugal divulga dados do Tourism Monitor do primeiro trimestre de 2014 De acordo com a Associação da Hotelaria de Portugal, houve um crescimento de

Leia mais

Associação da Hotelaria de Portugal divulga indicadores de novembro de 2012

Associação da Hotelaria de Portugal divulga indicadores de novembro de 2012 Lisboa, 4 de fevereiro de 2013 Associação da Hotelaria de Portugal divulga indicadores de novembro de 2012 TAXA DE OCUPAÇÃO QUARTO SOBE 10,64%, NO PORTO, e 5,75% EM LISBOA COM BOM DESEMPENHO DE TODAS AS

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Crise não afeta lucratividade dos principais bancos no Brasil 1 Lucro dos maiores bancos privados

Leia mais

gabinete de estratégia e estudos

gabinete de estratégia e estudos Gabinete de Estratégia e Estudos Síntese Estatística gabinete de estratégia e estudos INVESTIMENTO DIRECTO Exterior em Portugal e Portugal no Exterior Agosto de 26 Índice Tratamento e análise dos dados

Leia mais

Portugal e Espanha: Comparações no contexto europeu

Portugal e Espanha: Comparações no contexto europeu Portugal e Espanha: Comparações no contexto europeu A Península Ibérica em Números 2010 Os Institutos Nacionais de Estatística de Espanha e de Portugal publicam a 7ª edição de A Península Ibérica em Números/La

Leia mais

COMPORTAMENTOS DE PAGAMENTO DAS EMPRESAS EM PORTUGAL

COMPORTAMENTOS DE PAGAMENTO DAS EMPRESAS EM PORTUGAL COMPORTAMENTOS DE PAGAMENTO DAS EMPRESAS EM PORTUGAL Maio de 2014 ESTUDO INFORMA D&B COMPORTAMENTOS DE PAGAMENTO DAS EMPRESAS EM PORTUGAL E NOUTROS PAÍSES O Barómetro Informa D&B deste mês apresenta o

Leia mais

SUMÁRIO. 3º Trimestre 2009 RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE SEGURADORA. Produção de seguro directo. Custos com sinistros

SUMÁRIO. 3º Trimestre 2009 RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE SEGURADORA. Produção de seguro directo. Custos com sinistros SUMÁRIO Produção de seguro directo No terceiro trimestre de, seguindo a tendência evidenciada ao longo do ano, assistiu-se a uma contracção na produção de seguro directo das empresas de seguros sob a supervisão

Leia mais

WORLDWIDE NETWORK CLIPPING INFORMA D&B

WORLDWIDE NETWORK CLIPPING INFORMA D&B WORLDWIDE NETWORK CLIPPING INFORMA D&B JUNHO 2016 Fonte Data Publicação Título Publicação Suplemento/Programa Núm. Págs. 01-06-2016 Aposta na formação de trabalho temporário aumenta HR - Human Resources

Leia mais

Hotelaria manteve crescimento de dois dígitos mas com desaceleração particularmente no mercado interno

Hotelaria manteve crescimento de dois dígitos mas com desaceleração particularmente no mercado interno Atividade Turística Novembro de 2014 19 de janeiro de 2015 Hotelaria manteve crescimento de dois dígitos mas com desaceleração particularmente no mercado interno As dormidas na hotelaria fixaram-se em

Leia mais

Associação Nacional das Empresas do Comércio e da Reparação Automóvel ANÁLISE SINTÉTICA DA SITUAÇÃO DO SETOR AUTOMÓVEL EM PORTUGAL 2012-2013

Associação Nacional das Empresas do Comércio e da Reparação Automóvel ANÁLISE SINTÉTICA DA SITUAÇÃO DO SETOR AUTOMÓVEL EM PORTUGAL 2012-2013 Associação Nacional das Empresas do Comércio e da Reparação Automóvel ANÁLISE SINTÉTICA DA SITUAÇÃO DO SETOR AUTOMÓVEL EM PORTUGAL 2012-2013 Abril 2013 1 MERCADO AUTOMÓVEL EM PORTUGAL EM 2012 De acordo

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS BBVA BOLSA EURO

RELATÓRIO E CONTAS BBVA BOLSA EURO RELATÓRIO E CONTAS BBVA BOLSA EURO 30 JUNHO 20 1 BREVE ENQUADRAMENTO MACROECONÓMICO 1º semestre de 20 No contexto macroeconómico, o mais relevante no primeiro semestre de 20, foi a subida das taxas do

Leia mais

V Jornadas Empresariais Portuguesas Encontros de Vidago

V Jornadas Empresariais Portuguesas Encontros de Vidago V Jornadas Empresariais Portuguesas Encontros de Vidago Internacionalização das Empresas Luís Laginha de Sousa 2 de Junho de 2006 Agenda Conclusões Um quadro de referência Internacionalizar inevitabilidade

Leia mais

Conferência Alemanha Europeia / Europa Alemã. 26 de novembro de 2014

Conferência Alemanha Europeia / Europa Alemã. 26 de novembro de 2014 Conferência Alemanha Europeia / Europa Alemã 26 de novembro de 2014 1. Empresas Alemãs em Portugal 2. Investimento Direto Alemão em Portugal 3. Exportação / Importação 1. Empresas Alemãs em Portugal Perspetiva

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009

RESUMO DE IMPRENSA. Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009 RESUMO DE IMPRENSA Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Bancos voltam a dar mais crédito às empresas (manchete, pág. 17). Malparado em alta nos empréstimos a famílias e sociedades.

Leia mais

Relatório Global sobre os Salários 2012/13

Relatório Global sobre os Salários 2012/13 Relatório Global sobre os Salários 212/13 Salários e crescimento equitativo Organização Internacional do Trabalho Genebra Principais tendências nos salários A crise continua a refrear os salários Em termos

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Quinta-feira, 31 de Julho de 2008

RESUMO DE IMPRENSA. Quinta-feira, 31 de Julho de 2008 RESUMO DE IMPRENSA Quinta-feira, 31 de Julho de 2008 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Queda nos lucros da banca retira 80 milhões ao Fisco. Resultados dos quatro maiores bancos privados caíram mais de 40% no primeiro

Leia mais

1. (PT) - Turisver, 20/09/2012, Pedro Duarte 1. 3. (PT) - Diário Económico, 25/09/2012, Unicer antecipa crescimento de 15% das vendas em Angola 5

1. (PT) - Turisver, 20/09/2012, Pedro Duarte 1. 3. (PT) - Diário Económico, 25/09/2012, Unicer antecipa crescimento de 15% das vendas em Angola 5 Tema de pesquisa: Internacional 25 de Setembro de 2012 Revista de Imprensa 25-09-2012 1. (PT) - Turisver, 20/09/2012, Pedro Duarte 1 2. (PT) - Jornal de Negócios - Negócios Mais, 25/09/2012, Bluepharma

Leia mais

Notícias Economia Internacional. e Indicadores Brasileiros. Nº 2/2 - Janeiro de 2014

Notícias Economia Internacional. e Indicadores Brasileiros. Nº 2/2 - Janeiro de 2014 Notícias Economia Internacional e Indicadores Brasileiros Nº 2/2 - Janeiro de 2014 Sindmóveis - Projeto Orchestra Brasil www.sindmoveis.com.br www.orchestrabrasil.com.br Realização: inteligenciacomercial@sindmoveis.com.br

Leia mais

Construção continua em queda

Construção continua em queda Construção: Obras licenciadas e concluídas 2º Trimestre de 2012 - Dados preliminares 13 de setembro de 2012 Construção continua em queda O licenciamento de obras acentuou a sua trajetória descendente,

Leia mais

Parceria sólida desde 2011 Programa centrado nos líderes É nas alturas de crise que o líder tem de assumir plenamente a sua missão no desenvolvimento da empresa, dos colaboradores, das famílias e da comunidade

Leia mais

boletim trimestral - edição especial - n.º 0 - abril 2013 algarve conjuntura turística 2. Capacidade de alojamento na hotelaria global

boletim trimestral - edição especial - n.º 0 - abril 2013 algarve conjuntura turística 2. Capacidade de alojamento na hotelaria global boletim trimestral - edição especial - n.º 0 - abril 2013 algarve conjuntura turística indicadores 1. Movimento de passageiros no Aeroporto de Faro 1.1. Movimento total de passageiros 1.2. Movimento mensal

Leia mais

Comunidade de Países de Língua Portuguesa: breve retrato estatístico

Comunidade de Países de Língua Portuguesa: breve retrato estatístico Estatísticas da CPLP 23-21 12 de julho de 213 Comunidade de Países de Língua Portuguesa: breve retrato estatístico A população residente no conjunto dos oito países 1 da Comunidade de Países de Língua

Leia mais

Análise ao Comércio Externo de Equipamento Elétrico e Eletrónico

Análise ao Comércio Externo de Equipamento Elétrico e Eletrónico Análise ao Comércio Externo de Equipamento Elétrico e Eletrónico Janeiro Dezembro 2013 1. Análise global Setor Elétrico e Eletrónico Confirma-se uma tendência decrescente na evolução do comércio externo

Leia mais

importância económica do sector

importância económica do sector importância económica do sector ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS O CONTEXTO DA INDÚSTRIA AGRO-ALIMENTAR E SUA IMPORTÂNCIA ESTRATÉGICA A industria de bebidas não alcoólicas

Leia mais

indicadores 1. Hóspedes 2.1. Número total de hóspedes 2.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 2.3. Hóspedes por país de origem

indicadores 1. Hóspedes 2.1. Número total de hóspedes 2.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 2.3. Hóspedes por país de origem boletim trimestral - n.º 6 - outubro 2014 algarve conjuntura turística indicadores 1. Hóspedes 2.1. Número total de hóspedes 2.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 2.3. Hóspedes por país de origem 1.

Leia mais

Revista de Imprensa 07-11-2013. 1. Jornal do Fundão, 31-10-2013, Portugal deve apostar na "economia verde" 1

Revista de Imprensa 07-11-2013. 1. Jornal do Fundão, 31-10-2013, Portugal deve apostar na economia verde 1 Press Book GGG Revista de Imprensa 07-11-2013 1. Jornal do Fundão, 31-10-2013, Portugal deve apostar na "economia verde" 1 2. Antena 1 - Notícias, 29-10-2013, Mercado das energias renováveis pode vir a

Leia mais

Em 2007, por cada indivíduo nascido em Portugal, foram criadas 1,6 empresas

Em 2007, por cada indivíduo nascido em Portugal, foram criadas 1,6 empresas Em 2007, por cada indivíduo nascido em Portugal, foram criadas 1,6 empresas O Instituto Nacional de Estatística apresentou os primeiros resultados 1 sobre o empreendedorismo em Portugal para o período

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE. INQUÉRITO DE CONJUNTURA Folha de Informação Rápida. CONSTRUÇÃO 3º Trimestre 2013

INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE. INQUÉRITO DE CONJUNTURA Folha de Informação Rápida. CONSTRUÇÃO 3º Trimestre 2013 INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE CABO VERDE CABO VERDE INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE INQUÉRITO DE CONJUNTURA

Leia mais

O incumprimento entre empresas aumenta, em comparação com 2011

O incumprimento entre empresas aumenta, em comparação com 2011 Lisboa, 29 de Maio de 2013 Estudo revela que os atrasos nos pagamentos entre empresas na região da Ásia - Pacífico se agravaram em 2012 - As empresas estão menos optimistas relativamente à recuperação

Leia mais

Análise de Conteúdo à Comunicação Editorial. 1ºTrimestre de 2014

Análise de Conteúdo à Comunicação Editorial. 1ºTrimestre de 2014 Análise de Conteúdo à Comunicação Editorial 1ºTrimestre de 2014 Introdução A análise de performance da comunicação permite avaliar a eficácia das ações de comunicação e relações públicas através da medição

Leia mais

Ficha de informação 1 POR QUE RAZÃO NECESSITA A UE DE UM PLANO DE INVESTIMENTO?

Ficha de informação 1 POR QUE RAZÃO NECESSITA A UE DE UM PLANO DE INVESTIMENTO? Ficha de informação 1 POR QUE RAZÃO NECESSITA A UE DE UM PLANO DE INVESTIMENTO? Desde a crise económica e financeira mundial, a UE sofre de um baixo nível de investimento. São necessários esforços coletivos

Leia mais

VALOR DOS DIREITOS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL NO SECTOR CULTURAL E CRIATIVO

VALOR DOS DIREITOS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL NO SECTOR CULTURAL E CRIATIVO VALOR DOS DIREITOS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL NO SECTOR CULTURAL E CRIATIVO A presente Nota Estatística visa apresentar informação relativa ao valor dos direitos de propriedade intelectual 1 no sector

Leia mais

NOS@EUROPE. Anexo I. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Gestoras Escola Secundária com 3º CEB do Fundão

NOS@EUROPE. Anexo I. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Gestoras Escola Secundária com 3º CEB do Fundão Anexo I NOS@EUROPE O Desafio da Recuperação Económica e Financeira Prova de Texto Gestoras Escola Secundária com 3º CEB do Fundão Ana Maria Ribeiro da Cruz Diana Patrícia Henriques Fernandes Joana Catarina

Leia mais

METALOMECÂNICA RELATÓRIO DE CONJUNTURA

METALOMECÂNICA RELATÓRIO DE CONJUNTURA METALOMECÂNICA RELATÓRIO DE CONJUNTURA 1. Indicadores e Variáveis das Empresas A indústria metalomecânica engloba os sectores de fabricação de produtos metálicos, excepto máquinas e equipamento (CAE )

Leia mais

Comércio Internacional Português

Comércio Internacional Português Comércio Internacional Português Exportações Portuguesas de Bens Janeiro a agosto de 2013 Direção de Informação, outubro de 2013 CIP bens 2013 (janeiro a agosto) - principais resultados Em 2013 (janeiro

Leia mais

As estatísticas do comércio internacional de serviços e as empresas exportadoras dos Açores

As estatísticas do comércio internacional de serviços e as empresas exportadoras dos Açores As estatísticas do comércio internacional de serviços e as empresas exportadoras dos Açores Margarida Brites Coordenadora da Área das Estatísticas da Balança de Pagamentos e da Posição de Investimento

Leia mais

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) definiu a classificação do porte, com base no número de empregados de cada estabelecimento.

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) definiu a classificação do porte, com base no número de empregados de cada estabelecimento. QUEM SÃO AS EMPRESAS DE MICRO, PEQUENO E MÉDIO PORTES? Critérios de Classificação: São dois os principais critérios para classificação da empresa por porte. Um é baseado na receita operacional bruta anual,

Leia mais

O cash flow operacional (EBITDA) do Grupo cifrou-se em 351,4 milhões de euros, um crescimento de 10,2% em relação ao ano anterior.

O cash flow operacional (EBITDA) do Grupo cifrou-se em 351,4 milhões de euros, um crescimento de 10,2% em relação ao ano anterior. Contas de 2007 confirmam sucesso do plano de crescimento do Grupo Lucro de Jerónimo Martins cresceu 13%, para resultado histórico de 131,3 milhões de euros As vendas consolidadas cresceram 21,4%, atingindo

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS BBVA MULTIFUNDO ALTERNATIVO

RELATÓRIO E CONTAS BBVA MULTIFUNDO ALTERNATIVO RELATÓRIO E CONTAS BBVA MULTIFUNDO ALTERNATIVO FUNDO ESPECIAL DE INVESTIMENTO 30 JUNHO 20 1 BREVE ENQUADRAMENTO MACROECONÓMICO 1º semestre de 20 No contexto macroeconómico, o mais relevante no primeiro

Leia mais

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas Porto, 28 de Janeiro de 2014 Índice 1. Enquadramento 2. A aicep Portugal Global 3. Produtos e serviços AICEP Enquadramento Enquadramento

Leia mais

Portugal 2020 O Financiamento às Empresas. Empreender, Inovar, Internacionalizar. Speaking Notes. Fevereiro 10, 2015. Vila Nova de Famalicão

Portugal 2020 O Financiamento às Empresas. Empreender, Inovar, Internacionalizar. Speaking Notes. Fevereiro 10, 2015. Vila Nova de Famalicão Portugal 2020 O Financiamento às Empresas Empreender, Inovar, Internacionalizar Speaking Notes Fevereiro 10, 2015 Vila Nova de Famalicão Casa das Artes Miguel Frasquilho Presidente, AICEP Portugal Global

Leia mais

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL INDIVIDUAL (Não Auditada) Sede: R. GENERAL NORTON DE MATOS, 68, PORTO NIPC: 502 293 225

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL INDIVIDUAL (Não Auditada) Sede: R. GENERAL NORTON DE MATOS, 68, PORTO NIPC: 502 293 225 INFORMAÇÃO TRIMESTRAL INDIVIDUAL (Não Auditada) Empresa: COFINA, SGPS, S.A. Sede: R. GENERAL NORTON DE MATOS, 68, PORTO NIPC: 502 293 225 Período de referência: Valores em Euros 1º Trimestre 3º Trimestre

Leia mais

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 14 de Abril de 2008

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 14 de Abril de 2008 Resumo de Imprensa Segunda-feira, 14 de Abril de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Crise custa 860 milhões aos bancos portugueses (págs. 1, 4 a 6) Quase mil milhões. É este o custo da crise internacional para os

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DA HOTELARIA DE PORTUGAL: INDICADORES DE MAIO MARCADOS POR EVENTOS NACIONAIS E INTERNACIONAIS

ASSOCIAÇÃO DA HOTELARIA DE PORTUGAL: INDICADORES DE MAIO MARCADOS POR EVENTOS NACIONAIS E INTERNACIONAIS Lisboa, 30 de julho de 2014 ASSOCIAÇÃO DA HOTELARIA DE PORTUGAL: INDICADORES DE MAIO MARCADOS POR EVENTOS NACIONAIS E INTERNACIONAIS Grande Lisboa puxou o mês A AHP Associação da Hotelaria de Portugal

Leia mais

As experiências de pagamento são um dos mais fiáveis indicadores sobre o risco de incumprimento de uma empresa.

As experiências de pagamento são um dos mais fiáveis indicadores sobre o risco de incumprimento de uma empresa. Dun-Trade As experiências de pagamento são um dos mais fiáveis indicadores sobre o risco de incumprimento de uma empresa. O que é o DUN-Trade? é um programa de partilha de informação, totalmente gratuito,

Leia mais

1 - ambitur.pt, 23-02-2009, Agências registam quebra na procura para Carnaval

1 - ambitur.pt, 23-02-2009, Agências registam quebra na procura para Carnaval Noticias APAVT - Fevereiro 2009 Revista de Imprensa 08-04-2009 1 - ambitur.pt, 23-02-2009, Agências registam quebra na procura para Carnaval 2 - Presstur.com, 22-02-2009, APAVT estima numa centena o número

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Segunda-feira, 22

RESUMO DE IMPRENSA. Segunda-feira, 22 RESUMO DE IMPRENSA Segunda-feira, 22 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Novos reformados do Estado recebem em média 1.428 euros por mês. Este ano já se reformaram 16.200 funcionários públicos. As pensões médias estão

Leia mais

As Estatísticas do Banco de Portugal, a Economia e as Empresas

As Estatísticas do Banco de Portugal, a Economia e as Empresas 30 11 2012 As Estatísticas do Banco de Portugal, a Economia e as Empresas Teodora Cardoso 1ª Conferência da Central de Balanços Porto, 13 Dezembro 2010 O Banco de Portugal e as Estatísticas O Banco de

Leia mais