Catálogo Dentística e prótese

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Catálogo Dentística e prótese"

Transcrição

1 Catálogo Dentística e prótese

2 Pinos e Núcleos Exacto Metal Free Pino intra-radicular cônico em fibra de vidro CURSOR PARA O AJUSTE DE CORTE Apoio de restaurações e coroas protéticas Fibra de vidro: alta resolução estética e transmissão de luz Concentração adequada de fibras: alta resistência mecânica Boa radiopacidade: identificação radiográfica Módulo de elasticidade próximo ao da dentina: baixo risco de fratura radicular Brocas padronizadas: adaptação exata ao conduto devido à calibração precisa dos pinos com a broca presente no kit; estreita linha de cimentação Cursor delimitador: ajuste do corte e identificação da numeração do pino Uso direto (pré-fabricado): economia de tempo clínico e custos laboratoriais Fibras longitudinais: facilidade de remoção Versatilidade de tamanhos PINO 1 PINO 2 PINO 3 Ø 1.4mm Ø 1.6mm Ø 2.0mm 12 mm Ø 1.2mm 17 mm 12 mm 12 mm Ø 1.4mm 17 mm Ø 1.8mm Ø 0.7mm Ø 0.9mm Ø 1.1mm 17 mm Brocas Exacto 911 Exacto trial kit 1 05 unidades de pinos n.1 e broca n Exacto trial kit 2 05 unidades de pinos n.2 e broca n Exacto trial kit 3 05 unidades de pinos n.3 e broca n Exacto kit 15 unidades de pinos (05 n.1, 05 n.2 e 05 n.3) e 3 brocas (1 n.1, 1 n.2 e 1 n.3) 915 Exacto reposição 1 05 unidades de pinos n Exacto reposição 2 05 unidades de pinos n Exacto reposição 3 05 unidades de pinos n.3 Prova do pino no conduto Cimentação

3 Pinos e Núcleos Linha Reforpost Fibra Metal Free Pinos intra-radiculares paralelos com ápice cônico em fibra Apoio de restaurações e coroas protéticas Fibra de vidro: alta resolução estética Concentração adequada de fibras: alta resistência mecânica Boa radiopacidade: identificação radiográfica Módulo de elasticidade próximo ao da dentina: baixo risco de fratura radicular Formato apical cônico: pouco desgaste da região apical do conduto Forma paralela e retenções: ótima retentividade Uso direto (pré-fabricado): economia de tempo clínico e custos laboratoriais Fibras longitudinais: facilidade de remoção Versatilidade de tamanhos Carbono Fibra de Vidro Mix Ref Produto Conteúdo 710 Reforpost Fibra de Carbono RX kit 30 pinos (10 n.1, 10 n.2 e 10 n.3) 3 brocas de Largo (01 n.3, 01 n.4, 01 n.5), 30 cursores de silicone, gabarito 711 Reforpost Fibra de Carbono RX reposição 1 05 unidades do pino n Reforpost Fibra de Carbono RX reposição 2 05 unidades do pino n Reforpost Fibra de Carbono RX reposição 3 05 unidades do pino n Reforpost Fibra de Carbono RX minikit 15 pinos (05 n.1, 05 n.2 e 05 n.3), gabarito 720 Reforpost Fibra de Vidro RX kit 30 pinos (10 n.1, 10 n.2 e 10 n.3) 3 brocas de Largo (01 n.3, 01 n.4, 01 n.5), 30 cursores de silicone, gabarito 721 Reforpost Fibra de Vidro RX reposição 1 05 unidades do pino n Reforpost Fibra de Vidro RX reposição 2 05 unidades do pino n Reforpost Fibra de Vidro RX reposição 3 05 unidades do pino n Reforpost Fibra de Vidro RX minikit 15 pinos (05 n.1, 05 n.2 e 05 n.3), gabarito Reforpost Fibra de Carbono Reforpost Fibra de Vidro - indicado principalmente para dentes com alta necessidade estética

4 Pinos e Núcleos Reforpin Metal Free Pinos acessórios intra-radiculares em fibra de vidro Indicações Reforço de raízes fragilizadas Apoio de restaurações e coroas protéticas Canais amplos Fibra de vidro: alta resolução estética e transmissão de luz Benefício exclusivo: diminuição do risco à fratura de raízes fragilizadas Versatilidade de uso: canais estreitos e amplos Aumento de indicação de pinos pré-fabricados: dentes com pouco remanescente dentinário Concentração adequada de fibra: alta resistência mecânica Boa radiopacidade: identificação radiográfica Módulo de elasticidade próximo ao da dentina: baixo risco de fratura radicular Cimentação do conjunto de pinos: embricamento mecânico do pino ao conduto Uso direto (pré-fabricados): economia de tempo clínico e custoslaboratoriais Fibras longitudinais: facilidade de remoção Produto exclusivo Angelus: patente requerida 797 Reforpin universal 10 pinos Aumento de resistência em raízes fragilizadas Uso conjugado - pino principal mais pinos acessórios Uso exclusivo - somente pinos acessórios

5 Pinos e Núcleos Reforcore Metal free Núcleos pré-fabricados em fibra de vidro para confecção de núcleos diretos de forma prática, ágil e totalmente segura Confecção de núcleo sobre pinos pré-fabricados Alta resistência mecânica: absorção de impactos mastigatórios Módulo de elasticidade similar ao da dentina: baixo risco de fraturas radiculares Estética: cor universal, excelente transmissão de luz Facilidade de ajustes: uso de instrumentos rotatórios Técnica simplificada: confecção do pino/núcleo em sessão única; (3 tamanhos para dentes anteriores e 3 para dentes posteriores) Ausência de corrosão: não causa escurecimento radicular e gosto metálico quando comparado aos núcleos metálicos Economia de tempo e custos: a confecção de núcleos em sessão clínica única é rápida e elimina custos com o laboratório de prótese Produto exclusivo Angelus: patente requerida Reforcore anterior Reforcore pré-molar 934 Reforcore Mini-Kit Anterior 9 núcleos anteriores: 3 P, 3 M, 3 G 935 Reforcore Mini-Kit Posterior 9 núcleos pré-molares: 3 P, 3 M, 3 G / Reconstrução coronária de dentes tratados endodonticamente Estrutura coronária remanescente Preparo do conduto radicular com brocas do Kit Exacto: inserção precisa do pino Seleção do tamanho do Reforcore (anterior: 3 tamanhos e pré-molar: 3 tamanhos) A adaptação do Reforcore ao remanescente coronário com brocas diamantadas em alta rotação e refrigeração Cimentação do Reforcore simultaneamente ao pino Vista dos preparos finalizados com Reforcore

6 6,5 mm 10 mm 7,5 mm 11,5 mm 9,25 mm 13,5 mm 11 mm 15,5 mm 6,5 mm 8 mm 7,5 mm 9,5 mm 9,25 mm 11,5 mm 11 mm 13,5 mm Pinos e Núcleos Reforpost Metálico Pinos intra-radiculares metálicos Apoio de restaurações e coroas protéticas Uso direto (pré-fabricado): economia de tempo e custo Padronização para brocas de Largo (Largo 2 - modelo I, Largo 3 - modelo II) Facilidade de adaptação: dois modelos e versatilidade de tamanhos Rosca inativa: não causa stress na raiz Superfície jateada: ótima retenção do cimento Versatilidade de tamanhos Reforpost I Reforpost II REFORPOST I ,5 mm 1,45 mm 1,3 mm 1,2 mm REFORPOST II 3,23 mm 3,0 mm 1 2,5 mm ,5 mm 749 Mini-kit Reforpost metálico I 28 unidades do modelo I 07 de cada tamanho 750 Reforpost metálico - kit 60 unidades ( 28 unidades do modelo I 7 de cada tamanho e 32 unidades do modelo II 8 de cada tamanho) + chave + régua+ gabarito 751 Reposição Reforpost metálico I-1 05 unidades Reforpost metálico I Reposição Reforpost metálico I-2 05 unidades Reforpost metálico I Reposição Reforpost metálico I-3 05 unidades Reforpost metálico I Reposição Reforpost metálico I-4 05 unidades Reforpost metálico I Reposição Reforpost metálico II unidades Reforpost metálico II Reposição Reforpost metálico II unidades Reforpost metálico II Reposição Reforpost metálico II unidades Reforpost metálico II Reposição Reforpost metálico II unidades Reforpost metálico II Reposição Reforpost metálico (chave e gabarito) 01 unidade da chave posicionadora + 01 gabarito Apoio de restaurações Apoio de coroas

7 Pinos e Núcleos Nucleojet Núcleo pré-fabricado em policarbonato para obtenção do núcleo metálico Confecção de núcleos metálicos pela técnica direta Pino e coronária pré-fabricados: economia de tempo e material de moldagem Porção coronária no formato anatômico: diminuição dos passos operatórios Componentes cambiáveis (pino e coronária): facilidade de posicionamento oclusal Encaixes no pino em forma de esferas: permite remoção para adaptação ao comprimento do conduto Material resistente à fratura e com adesão química às resinas de reembasamento 100 Nucleojet misto 17 unidades pino + núcleo (10 ant 2 P, 4 M e 4 G - e 7 pré-molares 2 P, 2 M 3 G) 2 pinos extras 101 Nucleojet anterior 17 unidades pino + núcleo anteriores (5 M, 8 M e 4 G) 102 Nucleojet pré-molar 17 unidades pino + núcleo posteriores (5 P, 8 M e 4 G) 3 pinos extras 103 Nucleojet pinos 30 unidades de pino (sem núcleo) Seleção do melhor tamanho Metalpin Pinos metálicos para coroas provisórias Para confecção de coroas provisórias Facilidade de adaptação: 3 tamanhos Retenções mecânicas: retenção à resina de reembasamento Material leve Resistente à corrosão: não causa gosto metálico na boca Facilidade de desgaste Ref. Produto 400 Metalpin Conteúdo 30 unidades (10 P, 10 M e 10 G)

8 Pinos e Núcleos cimentos resinosos Provjet Coroas provisórias universais Confecção de coroas provisórias em incisivos centrais e laterais Universal: utilização para ambos os lados, realizando pequenos ajustes Facilidade de ajustes Adesão química à resina de reembasamento Excelente forma anatômica: melhoria da estética da coroa provisória Versatilidade de tamanhos: facilidade de adaptação Cor universal: utilizada na maior parte dos casos clínicos Ref. Produto 300 Provjet Conteúdo 12 unidades (6 inc centrais: 2 P, 2 M e 2 G; 6 inc. laterais: 2 P, 2 M e 2 G) Pinjet Pinos para obtenção de núcleos metálicos Indicações Confecção de núcleo metálico pela técnica indireta através da moldagem radicular Confecção de núcleo metálico pela técnica direta através de reembasamento com resina acrílica Material resistente à fratura e com adesão mecânica e química às resinas de reembasamento Facilidade de desgaste: ajuste Versatilidade de uso: pode ser utilizado em técnicas direta e indireta Economia de tempo profissional: pronto para uso Ref. Produto 500 Pinjet Conteúdo 50 unidades Cement Post Cimento resinoso químico (autopolimerizável) Indicações Cimentação de pinos intra-radiculares metálicos e de fibra de vidro ou carbono Cimentação de próteses fixas em metal, cerâmica ou resinas Autopolimerizável: polimerização completa onde a luz não alcança e dispensando o uso de aparelhos fotopolimerizadores Boa radiopacidade: identificação radiográfica Excelente viscosidade: ideal para uso intracanal Espessura de película delgada: não interfere no assentamento da peça protética Tempo de presa adequado: 4 minutos Micrografia Pino de fibra Ref. Produto 830 Cement Post Conteúdo 2,5 g de pasta base 2,5 g de pasta catalisadora Cement-Post Dentina Micrografia cedida pelo Prof. Édson Mesquita - PUC-RS

9 AGENTE DE SILANIZAÇÃO OPACIFICADORES Ácido Fluorídrico 10% - Angelus Gel condicionador de porcelana Condicionamento de peças protéticas em cerâmica pura para cimentação com cimentos resinosos Condicionamento de fragmentos cerâmicos para colagem ou reparo com resinas compostas em gel: facilita a aplicação Excelente viscosidade: escoamento controlado Ref. Produto LANÇAMENTO! condicionador de porcelana 952 Ácido Fluorídrico 10% - Angelus Conteúdo 2,5 g Opak B 0,5 e A3 Resina opacificadora fotopolimerizável Mascaramento de dentes escurecidos e manchados, superfícies metálicas e pinos de carbono Alta opacidade: mascaramento total Fotopolimerizável Excelente viscosidade: uso com pincéis Opções de cores: adaptação para todos os casos clínicos 493 Opak B 0,5 01 seringa com 1,5 g de Opak B, Opak A3 01 seringa com 1,5 g de Opak A3 Dentina escurecida Núcleos e pinos metálicos Reparo de próteses Pinos de carbono

10 AGENTE DE SILANIZAÇÃO ACESSÓRIOS Silano Agente de união para cerâmicas e fibra de vidro Indicações Tratamento de superfícies internas de restaurações de porcelana e pinos de fibra de vidro para cimentação com cimentos resinosos Tratamento de superfícies de porcelana em reparos com resina composta Tratamento de superfícies de porcelana na colagem de fragmentos Solução pré-ativada (frasco único): facilidade de uso e menor evaporação Maior adesão: aumento da adesividade de materiais resinosos (resinas de restauração e cimentos resinosos) às cerâmicas e à fibra de vidro 479 Silano 5 ml Silicon Dappen Dappen em silicone Manipulação de materiais de uso odontológico Biossegurança: esterilizável em estufa e autoclave Antiaderente: pode ser utilizado inclusive com resinas acrílicas Não deforma Não reage com flúor ou medicamentos Inquebrável Casulos para manipulação de pequenas quantidades de material e realização da técnica do pincel (Nealon) 600 Silicon Dappen 01 unidade

11 fibra de reforço Interlig Fibra de vidro trançada, impregnada em resina composta fotopolimerizável Indicações Contenção periodontal Esplintagem de dentes traumatizados Confecção de próteses provisórias adesivas diretas Reforço de restaurações extensas Pré-impregnação (pronta para uso): praticidade de uso e economia de tempo e material Fibra de vidro: alta resistência flexural Facilidade de corte: dispensa o uso de tesoura especial Fibra maleável: facilidade de adaptação Embalagem em sachê: fácil manuseio para proteção das fibras à ação da luz e do calor 483 Interlig 03 sachês com uma tira de fibra trançada de 8,5 cm cada Confecção de prótese provisória utilizando o dente extraído (técnica direta) Confecção de prótese provisória (técnica indireta) Caso inicial Caso final Inserção da fibra Contenção periodontal Reforço de restaurações extensas Caso inicial Caso final Caso inicial Caso final Caso clínico cedido pelo prof. Dr. Heraldo Riehl

12 fibra de reforço Fibrex-Lab Sistema Pôntico Sistema de pônticos pré-fabricados em fibra de vidro para reforço estrutural em próteses fixas adesivas Reforço estrutural para confecção de próteses provisórias imediatas Fibra de vidro: estética pela translucidez da fibra de vidro em substituição ao metal Absorção e distribuição uniforme das cargas mastigatórias ao longo dos feixes de fibras Leveza Facilidade de uso: maleabilidade das fibras impregnadas Compatibilidade com todas as resinas compostas do mercado Permite correção na fase laboratorial ou diretamente na boca após cimentação 461 Pôntico 24 unidades de pônticos pré-fabricados (12 Anteriores 4 P, 4 M, 4 G e 12 Posteriores, 4 P, 4 M e 4 G) Selecione o tamanho que melhor se adapte ao espaço protético Adapte Fibrex Medial ou Interlig na canaleta do pôntico e nas preparações Posicione a peça no preparo e verifique sua adaptação Peça finalizada com resina composta

13 carbono para articulação Contacto Carbono Papel e Arcada Papel carbono para articulação Para registro dos contatos oclusais nos procedimentos de ajuste oclusal de restaurações, peças protéticas e superfícies dentais FORMATO DE ARCADA. REGISTROS EM PASSO ÚNICO Dupla face Dupla cor: azul e vermelho Fino: 100 micra de espessura Recoberto por fina camada de parafina: resistente à tração e à umidade 560 Contacto Papel 12 folhas 552 Contacto Arcada (Carbonjet) 12 folhas Contacto Film Carbono para articulação LANÇAMENTO! Para registro de articulação das superfícies oclusais e proximais Espessura ultra-fina (19µ): registros precisos Película de polietileno: alta resistência à tração Película hidrofóbica: utilização em ambiente úmido Dupla cor: facilita a diferenciação de contatos oclusais 553 Contacto Film 12 unidades 555 Contacto Film 140 unidades

14 materiais de moldagem Moldex Moldeiras parciais descartáveis para impressão dupla e registro de mordida Moldagem simultânea das arcadas superior e inferior e registro de mordida Moldeira dupla: molda arco superior e inferior e, ao mesmo tempo, registra a mordida Descartável: evita riscos de infecção cruzada Maior conforto ao paciente: por ser parcial, causa menor desconforto em pacientes que tem sensibilidade na região posterior (ânsia) Maior economia de material: não é necessária a moldagem da arcada total superior e inferior Redução do tempo de trabalho: faz os registros simultâneos Minimiza risco de erro na tomada do registro de mordida Bordas retentivas: permite retenção mecânica do material de moldagem Aleta posterior delgada: não interfere no registro de mordida Tela inter-oclusal delgada: não interfere no registro de mordida 250 Moldex sortida 12 moldeiras (4 anteriores e 8 posteriores: 4 G, 4 P) 251 Moldex anterior 12 moldeiras anteriores 252 Moldex posterior 12 moldeiras posteriores (6 G, 6 P) Prova da moldeira Moldagem simultânea dos arcos superior e inferior Impressão obtida Articulação no modelo

15 materiais de moldagem Moldeira Moldeira plástica autoclavável para moldagem dos arcos dentais Indicações Moldagens das arcadas totais superiores e inferiores Moldagens de protocolos de implante LANÇAMENTO! Corte fácil: possibilita a adaptação para moldagens de protocolos de implantes Rigidez: Permite moldagem com alginato e silicones - sem deformação Perfurações: retenção adequada dos materiais de moldagem; permite moldagens com alginato e silicones sem defomação 210 Conjunto de moldeiras superiores e inferiores Uma unidade de cada tamanho: S1, S2, S3 e S4; I1, I2, I3 e I4

16 Angelus Indústria de Produtos Odontológicos S/A. Rua Waldir Landgraf, Londrina - PR - Brasil Fone SAC

Classificação dos Núcleos

Classificação dos Núcleos OBJETIVO Núcleos Permitir que o dente obtenha características biomecânicas suficientes para ser retentor de uma prótese parcial fixa. Classificação dos Núcleos Núcleos de Preenchimento Núcleos Fundidos

Leia mais

Especificação de materiais relacionados aos procedimentos

Especificação de materiais relacionados aos procedimentos Especificação de materiais relacionados aos procedimentos PRÓTESE Confecção de provisório: - resina acrílica (cor 62 e 66) - líquido de resina - vaselina - cimento provisório - fita de carbono - kit brocas

Leia mais

Clinical Update Publicação de Atualização Profissional da Dentsply Brasil

Clinical Update Publicação de Atualização Profissional da Dentsply Brasil Enforce - Sistema Multiuso de Cimentação Adesiva, com Flúor Desde que foi lançado no Brasil, o sistema de cimentação adesiva Enforce com Flúor passou a fazer parte do dia-adia dos profissionais que realizam

Leia mais

SEQUÊNCIA DE POLIMENTO DE CERÔMEROS

SEQUÊNCIA DE POLIMENTO DE CERÔMEROS SEQUÊNCIA DE POLIMENTO DE CERÔMEROS Dr. Alex Antônio Maciel de Oliveira Especialista em Implantodontia Consultor científico do Sistema Friccional de Implantes Kopp Contato: alexamaciel@hotmail.com Nos

Leia mais

Marcação dos contatos: Ajuste interno e dos contornos proximais: Carbono líquido ou Base leve silicone e carbono Accufilm;

Marcação dos contatos: Ajuste interno e dos contornos proximais: Carbono líquido ou Base leve silicone e carbono Accufilm; DEFINIÇÃO AJUSTES E CIMENTAÇÃO Desgaste e polimento necessários para o correto assentamento da peça protética sobre o preparo, garantindo o vedamento marginal e um adequado equilíbrio de contatos proximais

Leia mais

GrandTEC. Tiras de fibra de vidro impregnadas com resina para uso em técnicas adesivas odontológicas

GrandTEC. Tiras de fibra de vidro impregnadas com resina para uso em técnicas adesivas odontológicas GrandTEC Tiras de fibra de vidro impregnadas com resina para uso em técnicas adesivas odontológicas GrandTEC Técnica inovadora Somente aplicando os mais modernos materiais da técnica adesiva, o clínico

Leia mais

Por: Renato Fabricio de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst

Por: Renato Fabricio de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst Por: Renato Fabricio de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst Técnica 1: Faceta I.Dente vital e preparo protético pronto. 1. Medir a altura e a largura do dente homológo do

Leia mais

Ufi Gel SC/P Ufi Gel hard/c. Ufi Gel SC / P Ufi Gel hard / C. aplicação

Ufi Gel SC/P Ufi Gel hard/c. Ufi Gel SC / P Ufi Gel hard / C. aplicação Ufi Gel SC/P Ufi Gel hard/c Ufi Gel SC / P Ufi Gel hard / C O sistema reembasador para qualquer aplicação Ufi Gel SC/P Ufi Gel hard/c O sistema reembasador para qualquer aplicação A atrofia do osso alveolar

Leia mais

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Materiais Dentários. Professora: Patrícia Cé

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Materiais Dentários. Professora: Patrícia Cé Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal Materiais Dentários Professora: Patrícia Cé Introdução AULA II Materiais de Moldagem Alginato Polissulfeto Poliéter Silicone de condensação

Leia mais

Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível

Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível Weider Silva Especialista em Dentística. Especialista em Prótese. Especialista em Implantodontia. Professor do Curso de Especialização de Dentística

Leia mais

Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio

Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio Prof. Dr. Glauco Rangel Zanetti Doutor em Clínica Odontológica - Prótese Dental - FOP-Unicamp

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Quanto ao mecanismo de fratura de um dente, podemos considerar como principal fator determinante:

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Quanto ao mecanismo de fratura de um dente, podemos considerar como principal fator determinante: 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PRÓTESE DENTÁRIA 21. Quanto ao mecanismo de fratura de um dente, podemos considerar como principal fator determinante: a) Tratamento endodôntico. b) Perda da estrutura

Leia mais

Aprovados sem restrições para cavidades oclusais. Diamond

Aprovados sem restrições para cavidades oclusais. Diamond Grandio SO Heavy Grandio SO Heavy Aprovados sem restrições para cavidades oclusais Com o lançamento do compósito compactável, a VOCO introduziu no mercado um material de restauração semelhante ao dente

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Segundo Bonachela, os polígonos importantes a serem avaliados na condição de estabilidade da PPR são:

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Segundo Bonachela, os polígonos importantes a serem avaliados na condição de estabilidade da PPR são: 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PROTESE DENTÁRIA 21. Segundo Bonachela, os polígonos importantes a serem avaliados na condição de estabilidade da PPR são: a) Polígonos de Roy e de Kent. b) Polígono

Leia mais

CURSO EXTENSIVO DE ENCERAMENTO E CERÂMICA

CURSO EXTENSIVO DE ENCERAMENTO E CERÂMICA Dr. Dario Adolfi Dr. Ivan Ronald Huanca Duração: 6 meses/módulos de 2 dias. Datas: 11 e 12 de março de 2010 8 e 9 de abril de 2010 13 e 14 de maio de 2010 17 e 18 de junho de 2010 15 e 16 de julho de 2010

Leia mais

Historicamente, os pinos de fibras

Historicamente, os pinos de fibras 24 Maio 2010 Pinos de fibras: técnicas de preparo e cimentação Este artigo discute as técnicas com a finalidade de estabelecer um protocolo mais seguro para o preparo e cimentação dos pinos de fibras e

Leia mais

Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14

Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 C U R S O O D O N T O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: ODONTOLOGIA PRÉ-CLÍNICA II Código: ODO-028 Pré-requisito:

Leia mais

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico.

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico. Introdução CONTENÇÕES EM ORTODONTIA em ortodontia é o procedimento para manter um dente recém- movimentado em posição por um período suficientemente prolongado para assegurar a manutenção da correção ortodôntica

Leia mais

www.dentaladvisor.com Quick Up Editors Choice + + + + +

www.dentaladvisor.com Quick Up Editors Choice + + + + + www.dentaladvisor.com Material autopolimerizável para a fixação de attachments e elementos secundários em próteses Editors Choice + + + + + A SOLUÇÃO EM UM KIT É muito comum as próteses totais apresentarem

Leia mais

Disciplina de Prótese Parcial Fixa

Disciplina de Prótese Parcial Fixa Disciplina de Prótese Parcial Fixa Docentes: Profa. Dra. Adriana Cristina Zavanelli Profa. Dra. Daniela Micheline dos Santos Prof. Dr. José Vitor Quinelli Mazaro Prof. Dr. Stefan Fiúza de Carvalho Dekon

Leia mais

TABELA DE REEMBOLSO. PRATA R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de tratamento. R$ 11,40 Exame histopatológico R$ 50,00

TABELA DE REEMBOLSO. PRATA R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de tratamento. R$ 11,40 Exame histopatológico R$ 50,00 TABELA DE REEMBOLSO PRATA R$ Consulta Inicial: Exame clínico e plano de tratamento. R$ 11,40 Exame histopatológico R$ 50,00 Urgência / Emergência Curativo em caso de hemorragia bucal R$ 37,80 Curativo

Leia mais

REPARO EM PORCELANA. 3M ESPE Adper Single Bond TM 2 Adesivo Fotopolimerizável

REPARO EM PORCELANA. 3M ESPE Adper Single Bond TM 2 Adesivo Fotopolimerizável REPARO EM PORCELANA Preparação: Isole e limpe a superfície. Deixe a superfície metálica rugosa com uma broca ou através da técnica de jateamento. Remova toda porcelana enfraquecida. Bisele as margens.

Leia mais

Clinical Update. Restauração com Resina Composta de Dentes Anteriores Fraturados Relato de Caso Clínico. Procedimento Restaurador

Clinical Update. Restauração com Resina Composta de Dentes Anteriores Fraturados Relato de Caso Clínico. Procedimento Restaurador Restauração com Resina Composta de Dentes Anteriores Fraturados Relato de Caso Clínico Dr Saul Antunes Neto Desde o surgimento das resinas compostas, das técnicas de condicionamento ácido, das estruturas

Leia mais

MILHÕES P O O S A I S O M E N I T M U 8DE SORRISOS. www.fgm.ind.br 0800 644 6100 PROMOÇÕES VÁLIDAS ENQUANTO DURAREM OS ESTOQUES.

MILHÕES P O O S A I S O M E N I T M U 8DE SORRISOS. www.fgm.ind.br 0800 644 6100 PROMOÇÕES VÁLIDAS ENQUANTO DURAREM OS ESTOQUES. MILHÕES 8DE SORRISOS M U I T M U O I T M A I S O M E N P O O S R BRINDES DESCONTOS ECONOMIA QUALIDADE www.fgm.ind.br 0800 644 6100 PROMOÇÕES VÁLIDAS ENQUANTO DURAREM OS ESTOQUES. LEVE AGORA! WHITE CLASS

Leia mais

INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA

INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA CENTRO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS E LABORATÓRIOS DE PROTESE DENTÁRIA Porque reabilitar pacientes

Leia mais

Amaris naturalmente simples. simplesmente Bonito!

Amaris naturalmente simples. simplesmente Bonito! Naturalmente simples. Simplesmente bonito! Amaris Elegância natural Dois passos simples Estratificação natural Resultados brilhantes Técnica simples Ao longo de décadas, os dentistas utilizaram uma escala

Leia mais

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Materiais Dentários. Professora: Patrícia Cé

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Materiais Dentários. Professora: Patrícia Cé Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal Materiais Professora: Patrícia Cé Introdução AULA I Vernizes Cimento de hidróxido de Cálcio Cimento de Ionômero de Vidro Cimento de

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Analisando-se a imagem de um dente íntegro, todas as suas partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos sua escala de radiopacidade e posição

Leia mais

IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Em um dente íntegro, suas imagens são facilmente identificáveis, pois já conhecemos a escala de radiopacidade. Estudamos as imagens das estruturas anatômicas, suas

Leia mais

SIMPLES E EFICIENTES PROCEDIMENTOS PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE DENTES NATURAIS E IMPLANTES

SIMPLES E EFICIENTES PROCEDIMENTOS PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE DENTES NATURAIS E IMPLANTES PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE Dr. Dario Adolfi Dr. Oswaldo Scopin de Andrade Dr. Maurício Adolfi Data: 7 a 11 de outubro de 2013 OBJETIVOS: Saiba como planejar uma reabilitação total e mostrar ao paciente

Leia mais

DESDE 2003 VISITE O NOSSO SITE: WWW.SYSDENTRIX.P T

DESDE 2003 VISITE O NOSSO SITE: WWW.SYSDENTRIX.P T DESDE 2003 VISITE O NOSSO SITE: WWW.SYSDENTRIX.P T DESDE 2003 Proteção Máscaras Rectangulares Alta qualidade e conforto com capa tripla Luvas de Látex Aderentes de Resistentes Cx. de 50 unidades 4,15 Cx.

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE SANTA TERESA ANEXO I

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE SANTA TERESA ANEXO I PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA Pregão Eletrônico Nº 000020/2014 Abertura 18/2/2014 09:00 Processo 18211,17796,19207,19365,13451e18427/2013 00001 - LOTE 01 - TIRA TESTE GLICEMIA CAPILAR 00001 00013156 TIRA

Leia mais

5 seringas com 4g cada nas cores: Esmalte: A2, A3, A3,5, B2 e C2 1 seringa de Magic Acid com 2,5mL 1 frasco de Magic Bond DE com 4mL

5 seringas com 4g cada nas cores: Esmalte: A2, A3, A3,5, B2 e C2 1 seringa de Magic Acid com 2,5mL 1 frasco de Magic Bond DE com 4mL Linha de Produtos Fill Magic Resina composta micro-híbrida Excelente consistência e não pegajosa Ótima estabilidade de cor Fluorescência similar ao dente natural Ótimo polimento com brilho semelhante ao

Leia mais

Adper Easy One. Adesivo Autocondicionante. Um adesivo Um frasco. Muitas vantagens

Adper Easy One. Adesivo Autocondicionante. Um adesivo Um frasco. Muitas vantagens Adper Easy One Adesivo Autocondicionante Um adesivo Um frasco Muitas vantagens Um adesivo. Uma camada. Uma única etapa. Rápido! PRATICIDADE EM UM FRASCO Com o Adper Easy One, você precisa de apenas um

Leia mais

PLANO DE DISCIPLINA. 1. Identificação: 2. Ementa: 3. Objetivo Geral: Departamento: Formação Específica Disciplina: PRÓTESE FIXA

PLANO DE DISCIPLINA. 1. Identificação: 2. Ementa: 3. Objetivo Geral: Departamento: Formação Específica Disciplina: PRÓTESE FIXA PLANO DE DISCIPLINA 1. Identificação: Departamento: Formação Específica Disciplina: PRÓTESE FIXA Cód.: FFE0022 Período Ministrado / Semestre / Ano : 5ºP/ 1ºS/ 2009 Corpo Docente: Prof. Dr. Marcos de Oliveira

Leia mais

AGULHA AZUL (NAVITIP 30ga, 25mm) E AGULHA AMARELA (ENDO- EZE 27ga): o 03 UNIDADES DE CADA o marca Ultradent (encontrado na Dental Perboni)

AGULHA AZUL (NAVITIP 30ga, 25mm) E AGULHA AMARELA (ENDO- EZE 27ga): o 03 UNIDADES DE CADA o marca Ultradent (encontrado na Dental Perboni) INSTRUMENTAL E MATERIAL NECESSÁRIOS O material solicitado deve ser organizado em caixas metálicas (perfuradas) e caixas plásticas conforme descrito abaixo: Caixa número 1 Instrumental clínico Caixa metálica

Leia mais

COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS

COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO 01. DIAGNÓSTICO Exame clínico inicial Consultas com hora marcada Exame clínico final Exame admissional (exame de sanidade dentária) 02. ATENDIMENTO DE

Leia mais

avaliação dos modos de descolagem e a presença de fraturas no esmalte, após os ensaios mecânicos.

avaliação dos modos de descolagem e a presença de fraturas no esmalte, após os ensaios mecânicos. da resistência ao cisalhamento destes materiais, com e sem condicionamento ácido do esmalte, após 48 horas e 10 dias; verificação da influência do período dos ensaios mecânicos sobre a resistência ao cisalhamento;

Leia mais

ODONTOLOGIA ESTÉTICA

ODONTOLOGIA ESTÉTICA ODONTOLOGIA ESTÉTICA O sorriso enaltece os dentes que podem assim como outros elementos da face denunciar a idade cronológica do ser humano por meio de desgastes ou mesmo pela alteração da cor. Nesse contexto,

Leia mais

Por: Renato Fabrício de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst

Por: Renato Fabrício de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst Por: Renato Fabrício de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst 1. Anamnese, exame clínico e exames complementares (inclusive radiográfico); 2. Moldagem e Modelagem para estudo

Leia mais

INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA

INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA CENTRO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS E LABORATÓRIOS DE PROTESE DENTÁRIA Porque reabilitar pelo

Leia mais

DISCIPLINA DE PRÓTESE FIXA I ODT 434

DISCIPLINA DE PRÓTESE FIXA I ODT 434 FACULDADE DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE DO BRASIL Departamento de Prótese e Materiais Dentários 1. CARACTERIZAÇÃO DISCIPLINA DE PRÓTESE FIXA I ODT 434 1.1 PRÉ-REQUISITOS: DENTÍSTICA OPERATÓRIA II ODC

Leia mais

! 1. Alterar forma e/ou cor vestibular dos dentes; 2. Realinhar dentes inclinados para lingual. Restaurações estéticas anteriores diretas.

! 1. Alterar forma e/ou cor vestibular dos dentes; 2. Realinhar dentes inclinados para lingual. Restaurações estéticas anteriores diretas. Restaurações estéticas anteriores diretas. O crescente desenvolvimento de materiais resinosos e técnicas adesivas, possibilita o planejamento e execução de restaurações de resina composta na dentição anterior.

Leia mais

Ca C t a álo t g álo o g de Pr de P o r du o t du o t s o

Ca C t a álo t g álo o g de Pr de P o r du o t du o t s o Catálogo de Produtos Unimatrix Sistema de matrizes seccionais pré-formadas, para restaurações de Classe II. Maior facilidade na reconstrução do ponto de contato; A convexidade das matrizes foi especialmente

Leia mais

Structur 2 SC / Structur Premium

Structur 2 SC / Structur Premium Structur Structur 2 SC / Structur Premium Excelentes provisórios com Structur Fácil aplicação O tratamento protético dos seus pacientes, em particular o tratamento provisório, requer a utilização de produtos

Leia mais

Curso de Extensão em Clínica Odontológica Faculdade de Odontologia de Piracicaba - UNICAMP

Curso de Extensão em Clínica Odontológica Faculdade de Odontologia de Piracicaba - UNICAMP Restauração Indireta em Dente Posterior Associando Adesivo e Compósito com Nanopartículas Mario Fernando de Góes Cristiana Azevedo Vinicius Di Hipólito Luís Roberto Martins Cláudio Bragoto Curso de Extensão

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E ASSUNTOS JURIDICOS DEPARTAMENTO DE COMPRAS REGISTRO DE PREÇOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E ASSUNTOS JURIDICOS DEPARTAMENTO DE COMPRAS REGISTRO DE PREÇOS PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E ASSUNTOS JURIDICOS DEPARTAMENTO DE COMPRAS REGISTRO DE PREÇOS Ata: 338 Pregão: 113 Proc.: 195 Data do Pregão: 12/06/15 Validade

Leia mais

Dentes Alemães Classic A Solução Perfeita 4x4

Dentes Alemães Classic A Solução Perfeita 4x4 Dentes Alemães Classic A Solução Perfeita 4x4 Carta Molde Informação de Produto Magister Dentes anteriores Classic Magister Dentes anteriores com 4 camadas Os dentes Magister apresentam estética semelhante

Leia mais

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 8 Especialidade: DENTÍSTICA RESTAURADORA

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 8 Especialidade: DENTÍSTICA RESTAURADORA Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 8 Grupo: 100-Diagnose - As consultas deverão ser faturadas em Guias de Atendimento - GA, separadamente dos demais procedimentos, que serão faturados na

Leia mais

Incisão e Drenagem extra-oral de abscesso, hematoma e/ou flegmão da região buco-maxilo-facial

Incisão e Drenagem extra-oral de abscesso, hematoma e/ou flegmão da região buco-maxilo-facial CÓDIGO 81000049 81000057 82000468 Diagnóstico, Urgência-Emergência: Noturna, Sábado, Domingo ou Feriado (procedimento abaixo) Consulta odontológica de Urgência (Horário normal das 08:00 horas às 18:00

Leia mais

Cimentos para cimentação

Cimentos para cimentação Curso de Auxiliar em Saude Bucal - ASB Faculdade de Odontologia - UPF Requisitos de um agente cimentante ideal Cimentos para cimentação Ser adesivo; Ser insolúvel no meio bucal; Permitir bom selamento

Leia mais

Somos uma empresa especializada em importar e distribuir materiais de última

Somos uma empresa especializada em importar e distribuir materiais de última 1 »» A Oraltech Somos uma empresa especializada em importar e distribuir materiais de última geração destinados as diversas áreas da Odontologia. A nossa filosofia é oferecer excelência de qualidade através

Leia mais

27/05/2014. Dentística I. Classe III. Classe I. Classe V. Terapêutica ou protética; Simples, composta ou complexa.

27/05/2014. Dentística I. Classe III. Classe I. Classe V. Terapêutica ou protética; Simples, composta ou complexa. Mauro A Dall Agnol UNOCHAPECÓ mauroccs@gmail.com Classe I Classe II Classe III Classe IV Classe V Classe I Classe II Classe III Classe IV Classe V Dentística I Terapêutica ou protética; Simples, composta

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR FUNÇÃO: Recuperação / Reabilitação SUBFUNÇÃO OU COMPONENTE CURRICULAR:

Leia mais

O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo

O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo çã APARELHO DE HERBST COM CANTILEVER (CBJ) MAYES, 1994 Utiliza quatro coroas de açoa o nos primeiros molares e um cantilever,, a partir dos primeiros

Leia mais

Tabela Simplificare Denti II

Tabela Simplificare Denti II Tabela Simplificare Denti II Em consequência de condições especifícas convencionadas com os prestadores, o valor assumido pela Pessoa Segura poderá, em algumas circunstâncias, ser inferior ao valor máximo

Leia mais

Ponto de Contato. Reabilitação Estética Sobre Implante em Função Imediata. Aesthetic rehabilitation with implants in immediate function

Ponto de Contato. Reabilitação Estética Sobre Implante em Função Imediata. Aesthetic rehabilitation with implants in immediate function Ponto de Contato Reabilitação Estética Sobre Implante em Função Imediata Aesthetic rehabilitation with implants in immediate function José Norberto Garcia Nesello* Manoel Martin Junior** Carlos Marcelo

Leia mais

Jaleco de manga longa Máscaras descartáveis Luvas de látex para procedimento Óculos de proteção Campo plástico para forrar bancada Gorros descartáveis

Jaleco de manga longa Máscaras descartáveis Luvas de látex para procedimento Óculos de proteção Campo plástico para forrar bancada Gorros descartáveis Lista de Material para PRÉ-CLÍNICA II Prof. Responsável: Leandro de Moura Martins Material de uso comum: PARAMENTAÇÃO Jaleco de manga longa Máscaras descartáveis Luvas de látex para procedimento Óculos

Leia mais

Tabela de Honorários

Tabela de Honorários Tabela de Honorários CONSULTA Código Descrição do Procedimento Quantidade USO Dente/ Área RX Garantia Evento COBERTURA PLANO REGRAS TÉCNICAS 81000065 CONSULTA ODONTOLÓGICA INICIAL 40 - - 6 MESES TODOS

Leia mais

ressaltadas por autores como Sturdevant, 2 3 Gilmore et al, Celenza e Litvak, entre outros. O 4

ressaltadas por autores como Sturdevant, 2 3 Gilmore et al, Celenza e Litvak, entre outros. O 4 VERTICULADOR EMPREGO DO VERTICULADOR EM DENTÍSTICA RESTAURADORA A técnica de utilização dos verticuladores foi desenvolvida há cerca de 50 anos atualmente encontra-se em grande evidência graças a precisão

Leia mais

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM. Aula 2

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM. Aula 2 SUBSECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE ODONTOLOGIA CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISAS ODONTOLÓGICAS Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM

Leia mais

Porta Rolos de algodão - azul ou branco. New Compress - Gaze TNT 5x5 cm 200 unidades. New Mask Pro Shield - Máscaras c/ Viseira

Porta Rolos de algodão - azul ou branco. New Compress - Gaze TNT 5x5 cm 200 unidades. New Mask Pro Shield - Máscaras c/ Viseira DESCARTÁVEIS New cotton rolls - Rolos de algodão nº2-300 gr. Porta Rolos de algodão - azul ou branco New Compress - Gaze TNT 5x5 cm 200 unidades New Mask Pro Shield - Máscaras c/ Viseira New Mask - Máscaras

Leia mais

Introdução a Prótese Fixa Princípios Biomecânicos Aplicados a Prótese Dentária (Atualizado com Imagens)

Introdução a Prótese Fixa Princípios Biomecânicos Aplicados a Prótese Dentária (Atualizado com Imagens) Introdução a Prótese Fixa Princípios Biomecânicos Aplicados a Prótese Dentária (Atualizado com Imagens) Prótese é a ciência e arte que proporciona substitutos adequados para as porções coronárias de um

Leia mais

TABELA PARA O AGREGADO FAMILIAR. Tabela 2011

TABELA PARA O AGREGADO FAMILIAR. Tabela 2011 Dental Clinic New Generaction www.newgeneraction.com.pt Os sócios, colaboradores e familiares do SIT, poderão usufruir do Plano de Medicina Oral - DentalClinic New Generaction, mediante o pagamento de

Leia mais

USP - FACULDADE DE ODONTOLOGIA DISCIPLINA DE DENTÍSTICA OPERATÓRIA DIRETA. - Lista de Materiais -

USP - FACULDADE DE ODONTOLOGIA DISCIPLINA DE DENTÍSTICA OPERATÓRIA DIRETA. - Lista de Materiais - USP - FACULDADE DE ODONTOLOGIA DISCIPLINA DE DENTÍSTICA OPERATÓRIA DIRETA - Lista de Materiais - GERAIS Avental branco Máscara descartável Óculos de proteção Gorro descartável Luvas de procedimentos descartáveis

Leia mais

Tabela de preços convencionada para medicina dentária e estomatologia

Tabela de preços convencionada para medicina dentária e estomatologia Tabela de preços convencionada para medicina dentária e estomatologia Em consequência de condições específicas convencionadas com os prestadores, o valor assumido pela Pessoa Segura poderá, em algumas

Leia mais

ALL BOND 3 GUIA TÉCNICO DPO IMP. EXP. E COM. DE PRODUTOS ODONTOLÓGICOS LTDA

ALL BOND 3 GUIA TÉCNICO DPO IMP. EXP. E COM. DE PRODUTOS ODONTOLÓGICOS LTDA ALL BOND 3 GUIA TÉCNICO DPO IMP. EXP. E COM. DE PRODUTOS ODONTOLÓGICOS LTDA Rua Itapicuru, 495 Perdizes CEP 05006-000 São Paulo SP Fone (11) 3670-1070 www.oraltech.com.br INFORMAÇÕES GERAIS ALL BOND 3

Leia mais

QUADRO FINAL DE JULGAMENTO DE PROPOSTAS E LANCES DO PREGÃO N. 021/2009

QUADRO FINAL DE JULGAMENTO DE PROPOSTAS E LANCES DO PREGÃO N. 021/2009 1 4 unidade Abaixador de lingua Bruning R$ 20,00 DIST. ALÉM PARAÍBA ABC R$ 8,09 R$ 32,36 2 4 unidade Abridor de boca anatomico; adulto; formato trapezoidal com ranhuras laterais; em silicone atoxico; esterilizacao

Leia mais

2. Quando o implante dental é indicado?

2. Quando o implante dental é indicado? Dúvidas sobre implantodontia: 1. O que são implantes? São cilindros metálicos (titânio) com rosca semelhante a um parafuso que são introduzidos no osso da mandíbula (arco inferior) ou da maxila (arco superior),

Leia mais

DentalRede, Lda Tabela a aplicar ao: Exército Português

DentalRede, Lda Tabela a aplicar ao: Exército Português DentalRede, Lda Tabela a aplicar ao: Exército Português 1 - CONSULTA 10110 Exame clínico/consulta S/Custo 2 - ODONTOLOGIA PREVENTIVA 20630 Destartarização, polimento (Limpeza) S/Custo 20610 Aplicação tópica

Leia mais

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM SUBSECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE ODONTOLOGIA CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISAS ODONTOLÓGICAS Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM

Leia mais

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários Nosso consultório odontológico está equipado para oferecer ao produtor rural todos os tratamentos odontológicos disponíveis na atualidade. Segue abaixo uma discriminação detalhada de cada tratamento oferecido

Leia mais

PROTOCOLOS OPERACIONAIS DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A SEREM SEGUIDOS PELOS PERITOS E PRESTADORES DE SERVIÇO DO SESI/DR/AC

PROTOCOLOS OPERACIONAIS DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A SEREM SEGUIDOS PELOS PERITOS E PRESTADORES DE SERVIÇO DO SESI/DR/AC PROTOCOLOS OPERACIONAIS DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A SEREM SEGUIDOS PELOS PERITOS E PRESTADORES DE SERVIÇO DO SESI/DR/AC A) TIPOS DE SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A.1 Consulta Inicial Entende-se como exame clínico,

Leia mais

EXAMES LABORATORIAIS DIAGNOSTICO ANATOMOPATOLOGICO EM MATERIAL DE BIOPSIA NA REGIAO BUCO-MAXILO- 81000138 FACIAL

EXAMES LABORATORIAIS DIAGNOSTICO ANATOMOPATOLOGICO EM MATERIAL DE BIOPSIA NA REGIAO BUCO-MAXILO- 81000138 FACIAL UNIODONTO PORTO ALEGRE Modalidade pré-pagamento sem coparticipação, ou seja, o contratante pagará apenas o valor da mensalidade e terá a sua disposição todos os beneficios previstos pela ANS. Atendimento

Leia mais

MOLDAGEM E CONFECÇÃO DE MODELO DE ESTUDO

MOLDAGEM E CONFECÇÃO DE MODELO DE ESTUDO MOLDAGEM E CONFECÇÃO DE MODELO DE ESTUDO Prof. Dr. Alfredo Júlio Fernandes Neto - 2005 A obtenção do molde e posterior modelo de estudo em gesso é um procedimento crítico e, como em qualquer outro trabalho

Leia mais

Disciplina: Dentística Pré-clínica APARELHO FOTOPOLIMERIZADOR - LED 1 APLICADOR DE CIMENTO DE HIDRÓXIDO DE CÁLCIO DUPLO 1

Disciplina: Dentística Pré-clínica APARELHO FOTOPOLIMERIZADOR - LED 1 APLICADOR DE CIMENTO DE HIDRÓXIDO DE CÁLCIO DUPLO 1 Disciplina: Dentística Pré-clínica LISTA DE MATERIAIS E INSTRUMENTAIS PARA DICIPLINA DE DENTÍSTICA PRÉ-CLÍNICA APARELHO FOTOPOLIMERIZADOR - LED APLICADOR DE CIMENTO DE HIDRÓXIDO DE CÁLCIO DUPLO APLICADOR

Leia mais

KIT Nº 14 KIT Nº 2 0.905

KIT Nº 14 KIT Nº 2 0.905 KIT Nº 1 KIT Nº 2 01 Bandeja Grande Ref.0.2823 01 Rolo de Espuma Pop 23 cm Ref.0.13 com cabo Ref. 0.2072 01 Rolo de Espuma Pop 09 cm com cabo Ref. 0.1109. 01 Rolo de Espuma Pop 05 cm c/ cabo Ref. 0.1105

Leia mais

Casos Clínicos. Caso Clínico: Importância do Acabamento e Polimento na Obtenção de Excelência Estética com Resina Composta Direta.

Casos Clínicos. Caso Clínico: Importância do Acabamento e Polimento na Obtenção de Excelência Estética com Resina Composta Direta. Autor: Dr. LUIZ RAFAEL CALIXTO ESPECIALISTA EM DENTÍSTICA PELA UNESP- ARARAQUARA/SP MESTRE EM DENTÍSTICA PELA UNESP- ARARAQUARA/SP DOUTORANDO EM DENTÍSTICA PELA UNESP- ARARAQUARA/SP PROFESSOR DOS CURSOS

Leia mais

MANUAL DE PRÓTESE FIXA

MANUAL DE PRÓTESE FIXA MANUAL DE PRÓTESE FIXA INDICE Materiais e Equipamentos 05 Materiais e Técnicas de Moldagem 07 Vazamento de Modelos 08 Montagem em Articulador 17 Enceramento 20 Preparo de Troquel 23 Inclusão 25 Fundição

Leia mais

Planilha1. Controle de hemorragia com aplicação de agente hemostático em região buco-maxilo-facial

Planilha1. Controle de hemorragia com aplicação de agente hemostático em região buco-maxilo-facial 81000421 Radiografia periapical CIRURGIA Planilha1 DIAGNÓSTICO 81000065 Consulta odontológica inicial 81000111 Diagnóstico anatomopatológico em citologia esfoliativa na região buco-maxilo-facial 81000138

Leia mais

ANEXO I TABELA PARA ASSISTIDOS PLANO INDIVIDUAL INTERMEDIÁRIO FAIXA ETÁRIA PLANO INTERMEDIÁRIO

ANEXO I TABELA PARA ASSISTIDOS PLANO INDIVIDUAL INTERMEDIÁRIO FAIXA ETÁRIA PLANO INTERMEDIÁRIO ANEXO I TABELA PARA ASSISTIDOS PLANO INDIVIDUAL INTERMEDIÁRIO FAIXA ETÁRIA PLANO INTERMEDIÁRIO DE 0 A 17 ANOS R$56,00 DE 18 A 29 ANOS R$78,40 DE 30 A 39 ANOS R$100,80 DE 40 A 49 ANOS R$123,20 DE 50 A 59

Leia mais

APLICAÇÃO CLÍNICA E LABORATORIAL DO SISTEMA CAD/CAM

APLICAÇÃO CLÍNICA E LABORATORIAL DO SISTEMA CAD/CAM APLICAÇÃO CLÍNICA E LABORATORIAL Data: 24 a 27 de novembro de 2015 Atualmente existe uma forte tendência no mercado mundial sobre os Sistemas CAD/CAM. A proposta deste programa é brindar-lhes com toda

Leia mais

Tabela de Preços Convencionados para Medicina Dentária e Estomatologia

Tabela de Preços Convencionados para Medicina Dentária e Estomatologia Tabela de Preços Convencionados para Medicina Dentária e Estomatologia Em consequência de condições específicas convencionadas com os prestadores, o valor assumido pela Pessoa Segura poderá, em algumas

Leia mais

COROA ENDODÔNTICA ADESIVA - RELATO DE CASO CLÍNICO

COROA ENDODÔNTICA ADESIVA - RELATO DE CASO CLÍNICO COROA ENDODÔNTICA ADESIVA - RELATO DE CASO CLÍNICO ENDOCROWN CASE REPORT Ana Nathalia BACCARIN 1 Cesar Aurélio ZAZE 2 RESUMO O estudo ilustra a reabilitação de um dente posterior inferior utilizando a

Leia mais

Reconstrução do sorriso em dentes tratados endodonticamente

Reconstrução do sorriso em dentes tratados endodonticamente Reconstrução do sorriso em dentes tratados endodonticamente Este caso apresenta o tratamento a um paciente em que foi utilizada uma associação de pinos de fibra de vidro, de cimento auto-adesivo e de resina

Leia mais

Prof. Dr. Ivo Contin icontin@usp.br. Disciplina de Prótese Parcial Fixa da F. O. Universidade de São Paulo

Prof. Dr. Ivo Contin icontin@usp.br. Disciplina de Prótese Parcial Fixa da F. O. Universidade de São Paulo ATENÇÃO O uso deste material didático está autorizado, desde que seja divulgado que ele foi desenvolvido dentro do Departamento de Prótese Dentária da Faculdade de Odontologia da USP - São Paulo RESTAURAÇÃO

Leia mais

COBERTURA DE PLANOS PESSOA FÍSICA DENTALPAR MASTER I E MASTER IV

COBERTURA DE PLANOS PESSOA FÍSICA DENTALPAR MASTER I E MASTER IV COBERTURA DE PLANOS PESSOA FÍSICA DENTALPAR MASTER I E MASTER IV DIAGNÓSTICO exame inicial exame periódico perícia procedimento diagnóstico anatomopatológico exame histopatológico teste de fluxo salivar

Leia mais

RéguaFox. alumínio e policarbonato. manual de instruções

RéguaFox. alumínio e policarbonato. manual de instruções RéguaFox alumínio e policarbonato manual de instruções ÍNDICE 1-Introdução...1 2-Especificações técnicas...1 3-Conteúdo da embalagem...2 4-Instruções de uso...2 5-Precauções de segurança...2 6-Manutenção

Leia mais

MATERIAL DE ODONTOLOGIA GERAL 2

MATERIAL DE ODONTOLOGIA GERAL 2 Agente de união Barra de Erich Bicarbonato de sódio Broca de Peezo MATERIAL DE ODONTOLOGIA GERAL 2 Conjunto de reagentes para adesão de resina fotopolimerizável à dentina e ao esmalte. Embalagem deverá

Leia mais

Materiais de restauração (Compósitos) x-tra fil. x-tra fil Caps. Material de restauração posterior fotopolimerizável

Materiais de restauração (Compósitos) x-tra fil. x-tra fil Caps. Material de restauração posterior fotopolimerizável x-tra fil x-tra fil Caps Material de restauração posterior fotopolimerizável x-tra fil em cápsulas de aplicação directa Restaurações classe I e II Reconstrução de núcleos Fotopolimerizável em camadas de

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 55

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 55 8 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 55 QUESTÃO 17 A Prótese Dentária é considerada uma especialidade odontológica de rico intercâmbio com as outras especialidades da odontologia. Esse intercâmbio

Leia mais

Dr. Marco António Castro Clínicas Médicas e Dentárias

Dr. Marco António Castro Clínicas Médicas e Dentárias Dr. Marco António Castro Clínicas Médicas e Dentárias Tabela proposta a sócios CCD- V.N.Gaia 01 CONSULTA Consulta de medicina dentária 10 Consulta para apresentação e discussão de plano de tratamento 10

Leia mais

Cobertura RN 338 Lei 9656/98:

Cobertura RN 338 Lei 9656/98: Cobertura RN 338 Lei 9656/98: CÓDIGO PROCEDIMENTO Flex 30% GRUPO 87000032 CONDICIONAMENTO EM ODONTOLOGIA PARA PACIENTES COM NECESSIDADES ESPECIAIS R$ 7,62 CONSULTAS 81000030 CONSULTA ODONTOLÓGICA R$ 10,58

Leia mais

2 Reforço Estrutural com Compósitos de Fibra de Carbono

2 Reforço Estrutural com Compósitos de Fibra de Carbono 2 Reforço Estrutural com Compósitos de Fibra de Carbono 2.1. Introdução Os materiais estruturais podem ser divididos em quatro grupos: metálicos, cerâmicos, poliméricos e compósitos (Gibson, 1993). Em

Leia mais

CONDIÇÕES ESPECIAIS COBERTURA DE ASSISTÊNCIA DENTÁRIA - COMPARTICIPAÇÃO A CARGO DA PESSOA SEGURA

CONDIÇÕES ESPECIAIS COBERTURA DE ASSISTÊNCIA DENTÁRIA - COMPARTICIPAÇÃO A CARGO DA PESSOA SEGURA CONDIÇÕES ESPECIAIS COBERTURA DE ASSISTÊNCIA DENTÁRIA - COMPARTICIPAÇÃO A CARGO DA PESSOA SEGURA 1. CONSULTA (1) 10109 Consulta de urgência (com exclusão de tratamentos) S/Custo 10110 Exame clínico/consulta

Leia mais

Prótese Parcial Removível

Prótese Parcial Removível Prótese Parcial Removível Objetivo: Reabilitar arcos parcialmente desdentados, devolvendo as funções estética, fonética e mastigatória, podendo ser removida tanto pelo profissional como pelo paciente,

Leia mais

Fundamentos essenciais na remoção de pinos pré-fabricados não metálicos: onde a magnificação faz a diferença?

Fundamentos essenciais na remoção de pinos pré-fabricados não metálicos: onde a magnificação faz a diferença? Capítulo15 Fundamentos essenciais na remoção de pinos pré-fabricados não metálicos: onde a magnificação faz a diferença? Patrick Baltieri patrick baltieri Graduado em Odontologia pela FOP- UNICAMP (2003);

Leia mais

NOVA TABELA DE PROCEDIMENTOS - TUSS PROCEDIMENTOS PLANOS PESSOA JURÍDICA VALOR CÓDIGO DESCRIÇÃO ANEXO 1 ANEXO 2 B1 E E-UN EX JÚNIOR US DIAGNÓSTICO

NOVA TABELA DE PROCEDIMENTOS - TUSS PROCEDIMENTOS PLANOS PESSOA JURÍDICA VALOR CÓDIGO DESCRIÇÃO ANEXO 1 ANEXO 2 B1 E E-UN EX JÚNIOR US DIAGNÓSTICO NOVA TABELA DE PROCEDIMENTOS - TUSS PROCEDIMENTOS PLANOS PESSOA JURÍDICA VALOR CÓDIGO DESCRIÇÃO ANEXO 1 ANEXO 2 B1 E E-UN EX JÚNIOR US 81000030 CONSULTA ODONTOLÓGICA X X X X X X X 85 CONTROLE DE HEMORRAGIA

Leia mais

Nós acreditamos. Conheça o seu novo laboratório!

Nós acreditamos. Conheça o seu novo laboratório! Nós acreditamos. Conheça o seu novo laboratório! Bons profissionais procuram bons parceiros e fornecedores. Trabalhar com profissionais diferenciados, prestando serviços de alta qualidade é a nossa prioridade.

Leia mais

Código Estruturado. 79 81000138 Diagnóstico anatomopatológico em material de biópsia. 79 81000154 Diagnóstico anatomopatológico em peça cirúrgica na

Código Estruturado. 79 81000138 Diagnóstico anatomopatológico em material de biópsia. 79 81000154 Diagnóstico anatomopatológico em peça cirúrgica na TUSS Odontologia Código Procedimento US Código Estruturado Especialidade US DIAGNÓSTICO DIAGNÓSTICO 01.01 CONSULTA ODONTOLÓGICA INICIAL 65 81000065 Consulta odontológica inicial 65 01.05 CONSULTA ODONTOLÓGICA

Leia mais