Publicação web. Será ativado um assistente de publicação que lhe guiará em todas as etapas a seguir apresentadas.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Publicação web. Será ativado um assistente de publicação que lhe guiará em todas as etapas a seguir apresentadas."

Transcrição

1 Publicação web Pré requisitos: Lista de questões Formulário multimídia Este tutorial tem como objetivo, demonstrar de maneira ilustrativa, todos os passos e opções que devem ser seguidos para publicar uma pesquisa na internet. Este recurso possibilita que pesquisas sejam respondidas de qualquer computador com acesso e do navegador, não tendo a necessidade do software instalado. 1 Publicar a pesquisa Abra a pesquisa que será publicada no Sphinx, posicionando se na tela dos três estágios, clique sobre Formulário multimídia. Após, acesse o menu superior *Arquivo e clique em Publicar a pesquisa na internet.... Será ativado um assistente de publicação que lhe guiará em todas as etapas a seguir apresentadas. Arquivo Publicar Passar as opções avançadas As etapas são: Apresentação, Variáveis de controle, Segurança, Ação após o respondente salvar o questionário, Links para as interfaces, Servidor destino, Cópia dos arquivos. Se você marcar a casa Passar as opções avançadas, você passará diretamente à etapa da escolha do servidor de destino, retendo assim as opções por padrão propostas pelo assistente nas diferentes etapas. A publicação restrita para uma simples digitação de formulários em outro servidor HTTP (um servidor não Sphinx) é possível instalando um script de gravação.

2 2 Apresentação Integrar Marcando a casa Integrar os elementos numa página HTML, os elementos (Formulário, tabela de resultados, solicitação de identificação, etc.) serão inseridas no final da página indicada (que deve ter sido anteriormente criada) ou então na posição identificada pela palavra chave PáginaSphinx se esta estiver presente no texto da página. Isto permite, por exemplo: Preservar o aspecto geral do site e conservar outros conteúdos; Inserir um pequeno questionário numa célula de uma tabela; Incluir imagens animadas ou outros elementos (som, bandeira aleatória, vídeos, etc). Para integrar os elementos numa página HTML existente, indique seu nome absoluto ou clique no botão [ ]. Este arquivo HTML será publicado ao mesmo tempo que a pesquisa. Os arquivos de imagens presentes nesta página serão igualmente publicados se as imagens estiverem no mesmo diretório que a página HTML. 3 Variáveis de controle Chave Data Data de registro Data de modificação Duração da coleta IP Essas são variáveis automáticas que podem ser definidas no momento de elaboração do Questionário ou nesta etapa do assistente. A Chave é um identificador único (Variável código ou texto) que atribuirá a cada resposta um código único. Este código será comunicado ao respondente para permitir que este retorne à sua resposta após esta ter sido registrada. A Data de digitação é a data (e hora precisa) da Gravação da Resposta. Utiliza se esta data para medir a rapidez e a periodicidade da digitação. A Data de registro é a data (e hora precisa) de envio do formulário, o momento em que ele é salvo. A Data de modificação é a data (e hora precisa) das modificações realizadas nas respostas coletadas.

3 A Duração da coleta é o tempo que o respondente levou para preencher o formulário, contado em segundos. O Endereço IP é o endereço do computador ou proxy que enviou as respostas. Esta informação não permite identificar os respondentes (os endereços IP são dinâmicos, as máquinas de uma mesma rede possuem o mesmo endereço IP externo, etc.). Utiliza se esta variável para identificar o país origem das respostas, por exemplo. 4 Segurança O controle de acesso tem dois objetivos: Impedir o acesso à pesquisa de pessoas não autorizadas. Utiliza se uma Senha para acessar a pesquisa. Reservar o acesso a uma lista de pessoas conhecidas. Edita se uma lista de Identificadores de digitação para as pessoas que irão preencher o questionário. 4.1 Segurança Para cada tipo de opção (Digitar, Visualizar resultados, Visualizar dados e Consultar/Alterar), escolhe se entre deixar o Acesso livre ou definir um Acesso restrito para o qual indica se uma Senha. 4.2) Identificadores de digitação a) Identificar cada respondente Indicador Se marcarmos a casa Identificadores de digitação, o acesso ao questionário não será direto. O internauta, ao ativar um link que lhe foi fornecido, não chegará diretamente na primeira tela do formulário, mas sim numa página de identificação na qual indica se um identificador que lhe foi comunicado. Se a cadeia de caracteres (senha ou código) não estiver na lista anexa, o acesso ao questionário será recusado. Se marcarmos a casa Variável de identificação, o identificador será registrado na variável escolhida. Isto permitirá a posteriori identificar cada resposta, ou seja, quem respondeu qual observação.

4 b) Preservar o anonimato Se uma pesquisa usar registro de identificação (opção Variável de identificação), isto deve ser claramente anunciado pelo pesquisador, desde o inicio da aplicação. Deixando a opção Variável de identificação desmarcada, mas a opção Identificadores de digitação marcada pode se ao mesmo tempo garantir a proveniência das respostas (somente as pessoas autorizadas, que possuem um código existente no arquivo de Identificadores de digitação poderão responder) e seu anonimato (não se guarda nenhum registro de identidade do respondente). c) Pré preencher as respostas Conhecendo a identidade (individual ou do grupo) dos respondentes (usando o da Variável de identificação), é possível conhecer também outras informações, como por exemplo, usando um painel de respondentes. Essas informações conhecidas, registradas a parte, numa outra pesquisa ou mesmo num banco de dados qualquer, poderão ser fundidas com a pesquisa após sua aplicação e importação das respostas. Pode também ser interessante obtê las desde o momento da gravação. Para isto, deve se então inseri las, uma a uma, no arquivo de identificadores. As informações complementares sobre cada respondente podem ser utilizadas para, por exemplo: Personalizar o formulário indicando o nome da pessoa em cada tela. Exibir ou ocultar legendas condicionais. Calcular tabelas cruzadas usando informações complementares ) Editar uma lista de identificadores A sintaxe dos arquivos de identificadores é similar às das listas de códigos. Define se um identificador por linha, a primeira linha sendo apenas uma descrição das informações: Se o respondente indica o código XD35 (ou se este código é incluído no link que lhe foi enviado), variáveis serão automaticamente identificadas com as palavras Sphinx e Ana para as questões Empresa e Nome, o valor numérico 25 para a questão Idade e segunda categoria da questão Sexo. número da categoria correspondente. Atenção! Para as Questões Abertas, indica se a cadeia de caracteres, e para as questões fechadas indica se o Esse arquivo de identificadores é um arquivo no formato texto que pode ser fabricado com qualquer editor de textos. Pode se mesmo utilizar uma tabela do Access ou uma folha de cálculo do Excel, e em seguida registrá los no formato

5 texto com separadores (em seguida, abra o arquivo TXT e substitua as tabulações por sinais de igual (=) que devem existir entre os campos. 4.4 Identificar sem restringir o acesso Um outro protocolo consiste em registrar, no arquivo de respostas, a identidade do respondente mas sem recusar o acesso ao questionário a pessoas não inicialmente identificadas. Às pessoas conhecidas a priori, envia se um e mail personalizado. O link indicado no e mail será diferente para cada um. A operação será efetuada passando parâmetros às opções de digitação: a variável que receberá o identificador, e o valor dessa variável (um dos identificadores). Para os respondentes anônimos, um link, apontando para outro formulário, também estará disponível. Neste caso, a(s) variável(is) de identificação estará(ão) vazia(s), mas os respondentes poderão preenchê las, se assim o desejarem. Esta técnica consiste em passar parâmetros na digitação, o que permite, por exemplo, identificar grupos de respondentes preservando seu anonimato. A variável passada em parâmetros no link indicará o grupo ao qual a pessoa pertence, mas não o nome da pessoa. 5. Ação após gravação do Questionário No momento de responder o questionário, na última tela, encontra se um botão que vai encerrar a digitação e iniciar o envio das respostas ao servidor. Esse botão de validação da digitação é por padrão chamado Salvar, mas ele poderá ser modificado nesta etapa. O encarregado da pesquisa deve definir qual será a Ação a efetuar após a gravação, que pode ser: Confirmar a gravação, Redirecionar ou Enviar as informações. 5.1 Confirmar a gravação O servidor envia uma página HTML contendo uma mensagem personalizada. Por padrão, a mensagem exibida será "Respostas gravadas.". Além desta mensagem é também possível Propor um link, o qual será ativado automaticamente ou então facultará ao respondente clicar ou não. Deve se indicar o Título e a URL (que deve estar definida). Por padrão, esta página contém igualmente um botão Sair que fechará o navegador se o internauta o utilizar. Nessa página de confirmação, é possível também indicar um Lembrete das respostas, ou seja, exibir uma tabela com todas as respostas que foram indicadas. Um botão Imprimir permitirá então ao internauta conservar um registro de suas respostas (escolhendo Salvar no menu Arquivo do navegador, a página poderá ser salva no seu disco rígido).

6 Se a pesquisa tiver sido definida com uma variável automática do tipo Chave, essa chave única será comunicada ao internauta na página de confirmação de gravação. Essa chave servirá para alterar ou completar o questionário no futuro. 5.2 Redirecionar Exibir uma página No lugar de simplesmente exibir esta página padrão de confirmação, é possível direcionar o respondente na direção de uma página especialmente concebida para tal. O encarregado da pesquisa deverá ter criado esta página com um editor HTML ou mesmo um editor de textos. Indica se a página designando seu arquivo no disco rígido. Esta página pode conter imagens, mas estas devem, obrigatoriamente, estar posicionadas no mesmo diretório que a página. No momento da publicação da pesquisa, a página HTML e os eventuais arquivos de imagens serão copiados no servidor Ativar um link Uma outra possibilidade é direcionar o respondente para uma página existente, por exemplo, para a página principal do site da empresa. Indica se o endereço URL do link a ativar. Este link deve já estar definido, e deve começar por como, por exemplo, Enviar as informações Esta função permite enviar ao respondente informações personalizadas em função de suas respostas. Pode se assim Exibir os resultados (numa tabela de resultados concebida para tal), Restituir as Respostas (num outro formulário) ou Executar um script (CGI, PHP,ASP,...) Exibir os resultados Pode se enviar aos respondentes tabelas de resultados, preparados sob a forma de um relatório Restituir as respostas Pode se enviar aos respondentes um outro formulário no qual serão retomadas certas respostas e no qual exibe se variáveis calculadas (média, escore, perfil,...). Este formulário estará inativo/estático, ou seja, as respostas não poderão ser modificadas Executar um script Esses scripts são pequenos programas escritos pelo encarregado da pesquisa ou pelo serviço de informática. Pode se, por exemplo, utilizar para fazer redirecionamentos condicionais, construir textos tipos em função das respostas formuladas, registrar certos elementos numa outra base de dados, etc.

7 6. Linkss para as interfaces Nesta etapa de publicação, definem se links na direção dos comandos que serão utilizadas. Por padrão, os links questionario.htm, consulta.htm, resultados.htm, painel.htm na direção do formulário ativo para digitação, consulta, apresentação de tabelas de resultados e painel de comandos já estarão presentes na lista. Um comando é composto de: um Nome: este nome será dado ao atalho HTML de execução da pesquisa; uma ação: Digitar, Consultar, Alterar, Visualizar os resultados, Visualizar um relatório, Visualizar as tabelas, Painel de comando, Painel personalizado; um Formato: HTML; parâmetros complementares que diferem segundo as pesquisas: um botão... permite acessar um diálogo no qual define se todos esses parâmetros. 6.1 HTML Os formulários Os comandos Digitar, Consultar, Alterar vão exibir um formulário no navegador Internet. Esse formulário será gerado em diferentes telas e controla o desenrolar da digitação. É possível, para certos casos, gerar formulários sob a forma de uma HTML clássica mas com restrições de apresentação e interatividade As tabelas de resultados Os comandos Visualizar os resultados, Visualizar um relatório vão exibir uma visão no navegador Internet. Essa visão será apresentada com uma barra de navegação para passar de uma página à outra e para mudar de estrato.

8 É possível escolher um formato HTML. Neste caso, as diferentes páginas da visão serão apresentadas como imagens integradas numa página HTML única. O arquivo HTML proposto ao internauta poderá ser salvo no disco rígido, impresso e retomado com um Editor de textos. 6.2 Os diferentes comandos Digitar Indica se o Formato, o Formulário e eventualmente um Identificador de grupo de respondentes. Esse identificador permitirá afetar diretamente uma ou diversas questões antes de mostrar o formulário ao respondente. Veja a seção Segurança e identificação Consultar Indica se o Formato e o Formulário. As respostas não serão modificáveis. Uma barra de navegação permitirá passar de uma observação à outra. Esta navegação poderá ser seletiva, consultando somente as respostas de um estrato Alterar Indica se o Formato e o Formulário. As respostas serão modificáveis. Este comando exige a presença da variável de controle Chave. A chave será solicitada ao respondente para lhe apresentar o formulário pré preenchido com suas respostas prévias Visualizar os resultados Indica se o Formato, a Tabela de resultados e o estrato. Se a casa Navegação for marcada, uma barra de navegação permitirá passar de uma visão à outra, ou a um outro estrato. Um botão Outro estrato... permitirá definir um estrato não previsto no início. Esse estrato deverá ser expresso sob a forma de uma expressão booleana que é bem simples de escrever. Por exemplo: Sexo = "homem" Visualizar um relatório Indica se o Formato e o Relatório. Um relatório é um conjunto de visões. Somente as visões escolhidas para esse relatório serão disponíveis. O relatório pode ser disponibilizado para todos os estratos ou para todas as categorias de uma Variável Fechada Visualizar as tabelas Indica se a tabela a visualizar (Observações, Fichas, Variáveis, Resumo, Relações). Se a casa Navegação for marcada, uma barra de navegação permitirá passar de uma tabela à outra. Essas tabelas são aquelas que se vê nas funções Consultar e Tabular do menu Dados no estágio Explorar e Analisar. Elas permitem especificamente de visualizar o conjunto de respostas à uma questão aberta ou de obter o resultado da tabulação sob uma forma bem sintética. A tabela de observações pode ser reduzida a uma única variável clicando no cabeçalho da coluna ou indicando na ação a Variável a considerar. Essa função permitirá, por exemplo, obter o conjunto das respostas às diferentes questões abertas.

9 6.2.7 Painel de comando Ativando este atalho, exibe se uma página HTML na qual encontra se o conjunto das ações. Esses links são submetidos aos controles (acesso restrito, lista de identificadores) que terão sido definidos Painel personalizado Indica se o formulário que será apresentado como um painel de comandos, ou seja, sem a barra de navegação ou botão de gravação. Nesse formulário especial não serão exibidas as questões, mas textos, imagens, links hypertextos e botões de ação na direção dos comandos desejados. É possível construir, assim, um painel de comandos. 7. Servidor de destino Indica se o Servidor destino no menu drop down: SphinxOnline, Outro Servidor Sphinx. A opção Outro servidor sphinx somente é acessível para clientes que possuam uma conta no servidor da SPHINX Brasil. No Brasil, o servidor usado é o SphinxNaWeb (Servidor de pesquisas da SPHINX Brasil). Para acessá lo, deve se optar pelo item Servidor de pesquisas BR e indicar: Seu username: aaaaaaaaa Sua senha: xxxxxx O nome do servidor: enquetes.sphinxnaweb.com Porta para publicação: 80 Nome do estudo: teste, por exemplo 8. Cópia dos arquivos Os arquivos serão então copiados no servidor de pesquisas utilizado (SphinxNaWeb). Um arquivo, teste.htm se a pesquisa se chamar teste, será criado no diretório da pesquisa. Nesse arquivo, encontram se todos os atalhos definidos na etapa de Definição de atalhos. Se a casa Iniciar o navegador Internet após a cópia dos arquivos estiver marcada, o navegador Internet padrão será executado abrindo teste.htm. Será então possível testar as diferentes pesquisas.

10 Opções de publicação - Se uma pesquisa de mesmo nome já estiver publicada, o sistema exibirá o seguinte diálogo: Quando a pesquisa é publicada, o programa propõe: - (Re)Inicializar os arquivos no servidor: normalmente, quando a pesquisa é publicada, arquivos de respostas vazios serão criados no servidor. Respostas prévias do servidor, se existentes, serão destruídas. - Conservar as respostas no servidor: as respostas do servidor serão conservadas mas o questionário é republicado. As modificações no questionário serão consideradas. Mas atenção! Se alterações de estrutura tiverem sido feitas no questionário, será detectada uma incompatibilidade e os dados serão perdidos. - Publicar as respostas locais: Se respostas que tiverem sido obtidas de outro lugar (via digitação, via bases de dados, painéis, etc), pode se publicá las juntamente com a pesquisa. Elas serão então contabilizadas nas tabelas de resultados. Utiliza se esta possibilidade nos seguintes casos: Interrogando um painel : as observações são criadas para cada respondente com as informações conhecidas e uma chave que lhes permitirá ir completar ou alterar suas respostas. Já existem algumas respostas, anteriormente digitadas ou importadas de uma base de dados, e deseja se publicá las para que as tabelas de resultados apresentem todo o conjunto de dados. - Publicar dicionários e as imagens utilizadas pelo estudo: as ilustrações contidas nos formulários ou nas tabelas de resultados podem ser muito grandes. A publicação da pesquisa será longa, mas, sobretudo o acesso à pesquisa pelos respondentes ficará mais lento no momento da exibição das páginas correspondentes.

11 Após publicação, será exibida uma janela do browser indicando os endereços referentes à pesquisa que acaba de ser publicada. Cada link representa um formulário ou visão que foi publicado:

Publicação de uma pesquisa na web

Publicação de uma pesquisa na web Publicação de uma pesquisa na web Pré-requisitos: Lista das questões Formulário multimídia A publicação de pesquisas na web possibilita que pesquisas sejam respondidas de qualquer computador com acesso

Leia mais

4 DIGITAR, CONSULTAR E ALTERAR DADOS DIGITAR DADOS

4 DIGITAR, CONSULTAR E ALTERAR DADOS DIGITAR DADOS Sphinx APRENDIZ - p.94 4 DIGITAR, CONSULTAR E ALTERAR DADOS DIGITAR DADOS Depois de o questionário estar pronto, seus formulários definidos e as respostas coletadas ou prontas a coletar/importar, é possível

Leia mais

Criação de formulários no Sphinx

Criação de formulários no Sphinx Criação de formulários no Sphinx Pré-requisitos para compreensão do tutorial: Lista das questões Formulários são questionários formatados no sistema Sphinx contendo opções avançadas para sua edição, organização

Leia mais

Como gerar arquivos para Sphinx Operador

Como gerar arquivos para Sphinx Operador Como gerar arquivos para Sphinx Operador Pré-requisitos: Lista das questões Formulário multimídia Visões O Sphinx Operador é um sistema específico para digitação de respostas e visualização de resultados

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

REMOÇÃO 2015 MANUAL DE DESISTÊNCIA

REMOÇÃO 2015 MANUAL DE DESISTÊNCIA REMOÇÃO 2015 MANUAL DE DESISTÊNCIA Versão 05/05/2015 SUMÁRIO ACESSANDO O SISTEMA... 03 VISUALIZANDO A SOLICITAÇÃO... 05 DEMONSTRATIVO DAS VAGAS... 06 DESISTÊNCIA DA REMOÇÃO... 08 IMPRIMIR PROTOCOLO...

Leia mais

Importação de Dados no Sphinx

Importação de Dados no Sphinx Importação de Dados no Sphinx A importação de dados refere-se à transferência de dados coletados em outro ambiente para dentro do software Sphinx. No software, encontre a opção Importar dados no estágio

Leia mais

GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas

GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas GerNFe 1.0 Manual do usuário Página 1/13 GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas O programa GerNFe 1.0 tem como objetivo armazenar em local seguro e de maneira prática para pesquisa,

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Criação de Formulários no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Criação de Formulários no Google Drive Introdução...

Leia mais

Uso da ferramenta de mailing

Uso da ferramenta de mailing Uso da ferramenta de mailing A ferramenta e mailing integrada na plataforma SphinxnaWeb permite enviar rapidamente centenas ou milhares de e mails a diversos correspondentes, especialmente para obter respostas

Leia mais

Instalando e usando o Document Distributor 1

Instalando e usando o Document Distributor 1 Instalando e usando o 1 O é composto por pacotes de software do servidor e do cliente. O pacote do servidor deve ser instalado em um computador Windows NT, Windows 2000 ou Windows XP. O pacote cliente

Leia mais

Manual das funcionalidades Webmail AASP

Manual das funcionalidades Webmail AASP Manual das funcionalidades Webmail AASP 1. Configurações iniciais 2. Regras 3. Histórico da conta 4. Autorresposta 5. Dados de acesso (alterando senha de acesso) 6. Identidade (assinatura) 7. Redirecionamento

Leia mais

WORD. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1

WORD. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1 WORD Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br http://www.inf.ufsm.br/~leandromc Colégio Politécnico 1 WORD Mala direta Cartas Modelo Mesclar Etiquetas de endereçamento Formulários Barra

Leia mais

MANUAL DO PVP SUMÁRIO

MANUAL DO PVP SUMÁRIO Manual PVP - Professores SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 6 2 ACESSANDO O PVP... 8 3 TELA PRINCIPAL... 10 3.1 USUÁRIO... 10 3.2 INICIAL/PARAR... 10 3.3 RELATÓRIO... 10 3.4 INSTITUIÇÕES... 11 3.5 CONFIGURAR... 11

Leia mais

Flex. MANUAL DE USO DA FERRAMENTA FLEX O Flex como gerenciador de conteúdo

Flex. MANUAL DE USO DA FERRAMENTA FLEX O Flex como gerenciador de conteúdo 2011 MANUAL DE USO DA FERRAMENTA FLEX O Flex como gerenciador de conteúdo Aprenda como é simples utilizar a ferramenta Flex como seu gerenciador de conteúdo online. Flex Desenvolvido pela ExpandWEB 31/01/2011

Leia mais

Introdução. Nesta guia você aprenderá:

Introdução. Nesta guia você aprenderá: 1 Introdução A criação de uma lista é a primeira coisa que devemos saber no emailmanager. Portanto, esta guia tem por objetivo disponibilizar as principais informações sobre o gerenciamento de contatos.

Leia mais

Conectar diferentes pesquisas na internet por um menu

Conectar diferentes pesquisas na internet por um menu Conectar diferentes pesquisas na internet por um menu Pré requisitos: Elaboração de questionário Formulário multimídia Publicação na internet Uso de senhas na Web Visualização condicionada ao perfil A

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

Guia Sphinx: instalação, reposição e renovação

Guia Sphinx: instalação, reposição e renovação Sphinx : software para coleta e análise de dados acadêmicos e gerenciais. Tecnologia e informação para a decisão! Copyright Sphinx Todos direitos reservados Guia Sphinx: instalação, reposição e renovação

Leia mais

Table of Contents. PowerPoint XP

Table of Contents. PowerPoint XP Table of Contents Finalizando a apresentação...1 Usando anotações...1 Desfazer e repetir...1 Localizar e substituir...2 Substituir...2 Efeitos de transição...3 Esquema de animação...6 Controlando os tempos

Leia mais

Manual Instalação Pedido Eletrônico

Manual Instalação Pedido Eletrônico Manual Instalação Pedido Eletrônico 1 Cliente que não utiliza o Boomerang, mas possui um sistema compatível. 1.1 Instalação do Boomerang Inserir o CD no drive do computador, clicar no botão INICIAR e em

Leia mais

Área de Administração

Área de Administração Área de Administração versão 1.1 Partir de 2012/01/14 aplica-se para a versão phpcontact 1.2.x www.phpcontact.net Geral A área de administração é utilizado para uma fácil configuração do software elaboraçao

Leia mais

Manual de Utilização Autorizador Web V2

Manual de Utilização Autorizador Web V2 Manual de Utilização Autorizador Web V2 OBJETIVO Esse manual tem como objetivo o auxílio no uso do Autorizador de Guias Web V2 do Padre Albino Saúde. Ele serve para base de consulta de como efetuar todos

Leia mais

Sistema de Registro das Atividades do RT - Tutorial de utilização

Sistema de Registro das Atividades do RT - Tutorial de utilização Sistema de Registro das Atividades do RT - Tutorial de utilização Acesso WEB 1. Primeiro acesso Para acessar o sistema, abra seu navegador de internet e vá até o site http://sistemart.crmv pr.org.br. Você

Leia mais

UFPel Departamento de Informática. Tutorial Google Docs. Profa. Lisane Brisolara de Brisolara

UFPel Departamento de Informática. Tutorial Google Docs. Profa. Lisane Brisolara de Brisolara UFPel Departamento de Informática Tutorial Google Docs Profa. Lisane Brisolara de Brisolara Sumário O que é o Google Docs Seus principais recursos Editor de textos/documentos Editor de planilhas eletrônicas

Leia mais

Como criar e editar Blogs. Manual Básico do. Mario Roberto Barro Jerino Queiroz Ferreira Profª Drª Salete Linhares Queiroz

Como criar e editar Blogs. Manual Básico do. Mario Roberto Barro Jerino Queiroz Ferreira Profª Drª Salete Linhares Queiroz Como criar e editar Blogs Manual Básico do Mario Roberto Barro Jerino Queiroz Ferreira Profª Drª Salete Linhares Queiroz São Carlos Setembro / 2008 Sumário Introdução...3 Criando um Blog no Edublogs...4

Leia mais

Cálculo utilizando variáveis do tipo DATA

Cálculo utilizando variáveis do tipo DATA Cálculo utilizando variáveis do tipo DATA Pré requisitos: Elaboração de questionário Análise de resultados Visões: relatórios multimídia Publicação de questionário na internet O uso de variáveis do tipo

Leia mais

Manual do Instar Mail Sumário

Manual do Instar Mail Sumário Manual do Instar Mail Sumário 1 - Apresentação do sistema... 2 2 - Menu cliente... 2 3 - Menu Importação... 5 4 - Menu Campanhas... 9 5 - Menu banco de arquivos... 16 6 - Menu agendamento... 16 7 - Menu

Leia mais

15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB!

15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB! 7 a e 8 a SÉRIES / ENSINO MÉDIO 15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB! Sua home page para publicar na Internet SOFTWARES NECESSÁRIOS: MICROSOFT WORD 2000 MICROSOFT PUBLISHER 2000 SOFTWARE OPCIONAL: INTERNET EXPLORER

Leia mais

Manual de Atualização MATERIAL DE APOIO - KB IMÓVEIS

Manual de Atualização MATERIAL DE APOIO - KB IMÓVEIS 1 2 Manual de Atualização MATERIAL DE APOIO - KB IMÓVEIS Login é a área de autenticação do sistema. Por questões de segurança, é necessário que o usuário se identifique, impedindo a entrada de pessoas

Leia mais

Configuração de Digitalizar para E-mail

Configuração de Digitalizar para E-mail Guia de Configuração de Funções de Digitalização de Rede Rápida XE3024PT0-2 Este guia inclui instruções para: Configuração de Digitalizar para E-mail na página 1 Configuração de Digitalizar para caixa

Leia mais

15/8/2007 Gerencia de Tecnologia da Informação Claudia M.S. Tomaz

15/8/2007 Gerencia de Tecnologia da Informação Claudia M.S. Tomaz 15/8/2007 Gerencia de Tecnologia da Informação Claudia M.S. Tomaz MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO WEBMAIL GETEC 01 2/13 Como acessar o Webmail da Secretaria de Educação? Para utilizar o Webmail da Secretaria de

Leia mais

ÍNDICE. www.leitejunior.com.br 16/06/2008 17:48 Leite Júnior

ÍNDICE. www.leitejunior.com.br 16/06/2008 17:48 Leite Júnior ÍNDICE MICROSOFT INTERNET EXPLORER 6 SP2 (IE6 SP2)...2 JANELA PRINCIPAL...2 PARTES DA JANELA...2 OS MENUS DO IE6...3 MENU ARQUIVO...3 MENU EDITAR...3 MENU EXIBIR...3 MENU FAVORITOS...4 MENU FERRAMENTAS...4

Leia mais

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx 1 Introdução O Conecta S_Line permite que o laboratório envie à Central S_Line os resultados de exames gerados pelo Sistema de Informação Laboratorial (LIS) em forma de arquivos digitais. Todo o processo

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Como acessar o novo webmail da Educação? Manual do Usuário. 15/9/2009 Gerencia de Suporte, Redes e Novas Tecnologias Claudia M.S.

Como acessar o novo webmail da Educação? Manual do Usuário. 15/9/2009 Gerencia de Suporte, Redes e Novas Tecnologias Claudia M.S. Como acessar o novo webmail da Educação? Manual do Usuário 15/9/2009 Gerencia de Suporte, Redes e Novas Tecnologias Claudia M.S. Tomaz IT.002 02 2/14 Como acessar o Webmail da Secretaria de Educação? Para

Leia mais

EDITORA FERREIRA MP/RJ_EXERCÍCIOS 01

EDITORA FERREIRA MP/RJ_EXERCÍCIOS 01 EDITORA FERREIRA MP/RJ NCE EXERCÍCIOS 01 GABARITO COMENTADO 01 Ao se arrastar um arquivo da pasta C:\DADOS para a pasta D:\TEXTOS utilizando se o botão esquerdo do mouse no Windows Explorer: (A) o arquivo

Leia mais

EMANNUELLE GOUVEIA ROLIM

EMANNUELLE GOUVEIA ROLIM EMANNUELLE GOUVEIA ROLIM Bacharel em Ciência da Computação, especialista em Gerência de Projetos e em Criptografia e Segurança da Informação. Servidora Publica. Atua na área acadêmica em cursos de Graduação

Leia mais

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit Presskit Guia Rápido Release 2.0 Presskit 06/07/2009 Sumário 1 Login 2 Login e Senha...................................... 2 Esqueci minha senha.................................. 2 Fale Com o Suporte...................................

Leia mais

MANUAL C R M ÍNDICE. Sobre o módulo de CRM... 2. 1 Definindo a Campanha... 3

MANUAL C R M ÍNDICE. Sobre o módulo de CRM... 2. 1 Definindo a Campanha... 3 ÍNDICE Sobre o módulo de CRM... 2 1 Definindo a Campanha... 3 1.1 Incluir uma campanha... 3 1.2 Alterar uma campanha... 4 1.3 Excluir... 4 1.4 Procurar... 4 2 Definindo os clientes para a campanha... 4

Leia mais

MANUAL. Recurso QChat

MANUAL. Recurso QChat MANUAL Recurso QChat Publicação: Dezembro / 2011 Versão oficial Qualitor Advanced: 6.50.00 Versão oficial Qualitor Start: 1.00.06 Revisão: 02 Cópia oficial Sumário Recurso Chat do Qualitor NOVIDADES DA

Leia mais

GERENCIADOR DE CONTEÚDO

GERENCIADOR DE CONTEÚDO 1/1313 MANUAL DO USUÁRIO GERENCIADOR DE CONTEÚDO CRISTAL 2/13 ÍNDICE 1. OBJETIVO......3 2. OPERAÇÃO DOS MÓDULOS......3 2.1 GERENCIADOR DE CONTEÚDO......3 2.2 ADMINISTRAÇÃO......4 Perfil de Acesso:... 4

Leia mais

ÍNDICE BLUELAB A UTILIZAÇÃO DO BLUELAB PELO PROFESSOR RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06

ÍNDICE BLUELAB A UTILIZAÇÃO DO BLUELAB PELO PROFESSOR RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06 ÍNDICE BLUELAB RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06 ELEMENTOS DA TELA INICIAL DO BLUELAB PROFESSOR guia Meu Espaço de Trabalho...07 A INTERFACE DO BLUELAB...07 INICIANDO

Leia mais

Instalação e utilização do Document Distributor

Instalação e utilização do Document Distributor Para ver ou fazer o download desta ou de outras publicações do Lexmark Document Solutions, clique aqui. Instalação e utilização do Document Distributor O Lexmark Document Distributor é composto por pacotes

Leia mais

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Desenvolvido por Fábrica de Software Coordenação de Tecnologia da Informação Pág 1/22 Módulo: 1 Responsável: Desenvolvimento Ti Data: 01/11/2012 Versão: 1.0 Empresa:

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

GABARITO - B. manuel@carioca.br

GABARITO - B. manuel@carioca.br NOÇÕES DE INFORMÁTICA EDITORA FERREIRA PROVA MPRJ -TÉCNICO ADMINISTRATIVO - TADM NCE-UFRJ CORREÇÃO - GABARITO COMENTADO Considere que as questões a seguir referem-se a computadores com uma instalação padrão

Leia mais

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Tutorial Hotmail Sobre o MSN Hotmail Acessando o Hotmail Como criar uma conta Efetuando o login Verificar mensagens Redigir

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Sumário Pré-requisitos para o Moodle... Entrar no Ambiente... Usuário ou senha esquecidos?... Meus cursos... Calendário... Atividades recentes...

Leia mais

Tutorial do administrador do HelpCenterLive (Sistema de Ajuda)

Tutorial do administrador do HelpCenterLive (Sistema de Ajuda) Tutorial do administrador do HelpCenterLive (Sistema de Ajuda) Sumário Introdução...3 Entrar (Login)...3 Página Inicial (Home Page)...4 Ajuda...5 Conversação (Chat)...6 Mensagens Registradas...7 Registros...8

Leia mais

Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário

Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário SERVIÇO PÚBLICO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ ARQUIVO CENTRAL Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário Belém Pará Fevereiro 2000 Sumário Introdução... 3 Acesso ao Sistema...

Leia mais

Manual do Klipper. Philip Rodrigues Carsten Pfeiffer Tradução: Marcus Gama Tradução: André Marcelo Alvarenga

Manual do Klipper. Philip Rodrigues Carsten Pfeiffer Tradução: Marcus Gama Tradução: André Marcelo Alvarenga Philip Rodrigues Carsten Pfeiffer Tradução: Marcus Gama Tradução: André Marcelo Alvarenga 2 Conteúdo 1 Introdução 5 2 Usando o Klipper 6 2.1 Uso Básico.......................................... 6 2.1.1

Leia mais

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição SSE 3.0 Guia Rápido Módulo Secretaria Nesta Edição 1 Acessando o Módulo Secretaria 2 Cadastros Auxiliares 3 Criação de Modelos Definindo o Layout do Modelo Alterando o Layout do Cabeçalho 4 Parametrização

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA Guia rápido A PLATAFORMA MOODLE Moodle (Modular Object Oriented Distance LEarning) é um Sistema para Gerenciamento de Cursos (SGC). Trata-se de um programa para computador

Leia mais

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13 1-13 INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

02 - Usando o SiteMaster - Informações importantes

02 - Usando o SiteMaster - Informações importantes 01 - Apresentação do SiteMaster - News Edition O SiteMaster foi desenvolvido para ser um sistema simples de gerenciamento de notícias, instalado em seu próprio computador e com configuração simplificada,

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Compartilhamento de Arquivos no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução...

Leia mais

SISTEMA PATRIMÔNIO WEB

SISTEMA PATRIMÔNIO WEB UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Subcomissão de Patrimônio - GEFIM REITORIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO COMPATRIM/GEFIM SISTEMA PATRIMÔNIO WEB Manual do usuário v.1.1 Sumário Introdução... 4 Fluxo das Principais

Leia mais

Esse manual é um conjunto de perguntas e respostas para usuários(as) do Joomla! 1.5.

Esse manual é um conjunto de perguntas e respostas para usuários(as) do Joomla! 1.5. Esse manual é um conjunto de perguntas e respostas para usuários(as) do Joomla! 1.5. Ele considera que você já tem o Joomla! instalado no seu computador. Caso você queira utilizá lo em um servidor na web,

Leia mais

Manual de Utilização do Sistema GLPI

Manual de Utilização do Sistema GLPI Manual de Utilização do Sistema GLPI Perfil Guest Apresentação Esse manual, baseado no manual GLPI foi elaborado pela Coordenação de Tecnologia de Informação CTI do câmpus e tem como objetivo instruir

Leia mais

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas 2014 V.1.0 SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Contas Médicas SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Módulos CONTAS MÉDICAS Capa

Leia mais

Tutorial WEB CONTENT MANAGEMENT [WCM] Obtenha benefícios a partir das aplicações customizadas da ADMT.

Tutorial WEB CONTENT MANAGEMENT [WCM] Obtenha benefícios a partir das aplicações customizadas da ADMT. Tutorial WEB CONTENT MANAGEMENT [WCM] Obtenha benefícios a partir das aplicações customizadas da ADMT. PÁGINA: 2 de 21 Nenhuma parte deste documento pode ser utilizado ou reproduzido, em qualquer meio

Leia mais

Criação de Formulários

Criação de Formulários iq2 Criação de Formulários Formulários são os questionários formatados no software Sphinx para coleta de dados, que contêm opções avançadas de edição, organização e personalização. Ao utilizarmos o formulário

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 Este tutorial não tem como finalidade esgotar todas as funcionalidades do Ambiente, ele aborda de forma prática

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Access 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Alterar o tamanho da tela ou fechar

Leia mais

MANUAL VERSÃO 2.13 1

MANUAL VERSÃO 2.13 1 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1. O QUE É O EOL?... 3 2. ACESSANDO O EOL... 3 3. TELA INICIAL... 4 4. EXAMES ADMISSIONAIS... 4 5. MUDANÇA DE FUNÇÃO... 6 6. EXAMES DEMISSIONAL E RETORNO AO TRABALHO... 7 7. EXAMES

Leia mais

Manual Captura S_Line

Manual Captura S_Line Sumário 1. Introdução... 2 2. Configuração Inicial... 2 2.1. Requisitos... 2 2.2. Downloads... 2 2.3. Instalação/Abrir... 3 3. Sistema... 4 3.1. Abrir Usuário... 4 3.2. Nova Senha... 4 3.3. Propriedades

Leia mais

Manual do Usuário Gerenciador de Conteúdo do Site: www.semarh.goias.gov.br/

Manual do Usuário Gerenciador de Conteúdo do Site: www.semarh.goias.gov.br/ 1 Manual do Usuário Gerenciador de Conteúdo do Site: www.semarh.goias.gov.br/ 1) O acesso ao sistema é realizado através do link: http://www.semarhtemplate.go.gov.br/sistema/ obs.: após o lançamento do

Leia mais

Para uma melhor compreensão das ferramentas disponíveis no ambiente, é importante:

Para uma melhor compreensão das ferramentas disponíveis no ambiente, é importante: Módulo A Introdutório - Bases legais, ao Curso políticas, e ao conceituais Ambiente Virtual e históricas da educação Apresentação Este módulo tem por objetivo promover o conhecimento do Ambiente Virtual

Leia mais

Utilização do Webmail da UFS

Utilização do Webmail da UFS Universidade Federal de Sergipe Centro de Processamento de Dados Coordenação de Redes de Computadores Utilização do Webmail da UFS Procedimento Com o intuito de facilitar a execução dos passos, este tutorial

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

PROVA DE NOÇÕES DE INFORMÁTICA CÓD. 11

PROVA DE NOÇÕES DE INFORMÁTICA CÓD. 11 15 PROVA DE NOÇÕES DE INFORMÁTICA CÓD. 11 QUESTÃO 41 Para se imprimir no ambiente do Microsoft Windows, é necessário que a impressora esteja cadastrada no sistema. Na configuração padrão do sistema, o

Leia mais

Migrando para o Outlook 2010

Migrando para o Outlook 2010 Neste guia Microsoft O Microsoft Outlook 2010 está com visual bem diferente, por isso, criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Leia-o para saber mais sobre as principais

Leia mais

Tutorial Administrativo (Backoffice)

Tutorial Administrativo (Backoffice) Manual - Software ENTRANDO NO SISTEMA BACKOFFICE Para entrar no sitema Backoffice, digite no seu navegador de internet o seguinte endereço: http://pesquisa.webbyapp.com/ Entre com o login e senha. Caso

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

Follow-Up Acompanhamento Eletrônico de Processos (versão 3.0) Manual do Sistema. 1. Como acessar o sistema Requisitos mínimos e compatibilidade

Follow-Up Acompanhamento Eletrônico de Processos (versão 3.0) Manual do Sistema. 1. Como acessar o sistema Requisitos mínimos e compatibilidade do Sistema Índice Página 1. Como acessar o sistema 1.1 Requisitos mínimos e compatibilidade 03 2. Como configurar o Sistema 2.1 Painel de Controle 2.2 Informando o nome da Comissária 2.3 Escolhendo a Cor

Leia mais

Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal)

Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal) Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal) Acessando o Sistema Para acessar a interface de colaboração de conteúdo, entre no endereço http://paginapessoal.utfpr.edu.br. No formulário

Leia mais

Banco de Dados Microsoft Access: Criar tabelas

Banco de Dados Microsoft Access: Criar tabelas Banco de Dados Microsoft Access: Criar s Vitor Valerio de Souza Campos Objetivos do curso 1. Criar uma no modo de exibição Folha de Dados. 2. Definir tipos de dados para os campos na. 3. Criar uma no modo

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 24/08/2011 No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

Gravando uma Áudio Conferência

Gravando uma Áudio Conferência Gravando uma Áudio Conferência Para iniciar a gravação da áudio conferência, digite *2. Você ouvirá a seguinte mensagem: Para iniciar a gravação da conferência pressione 1, para cancelar pressione * Ao

Leia mais

Adapti - Technology Solutions www.adapti.net Leonor cardoso nº 331 Fone : (041) 8844-7805 81240-380 Curitiba - PR MANUAL DO USUÁRIO

Adapti - Technology Solutions www.adapti.net Leonor cardoso nº 331 Fone : (041) 8844-7805 81240-380 Curitiba - PR MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO 1 Índice Administração de Documentos...2 Lista de documentos criados...3 Criando um novo documento...3 Barra de ferramentas do editor...4 Editando um documento...7 Administrando suas

Leia mais

Roteiro de acesso ao Autorizador do Plan-Assiste para autorização de procedimentos.

Roteiro de acesso ao Autorizador do Plan-Assiste para autorização de procedimentos. 1 - PRIMEIRO ACESSO AO AUTORIZADOR Tutorial Autorizador WEB Roteiro de acesso ao Autorizador do Plan-Assiste para autorização de procedimentos. 1.1. Acessar o endereço http://assiste.mpu.gov.br/autorizadorweb;

Leia mais

Uso da ferramenta de mailing

Uso da ferramenta de mailing Uso da ferramenta de mailing Pré-requisitos: Publicação da pesquisa no SphinxnaWeb - Host Contratação de créditos com mailing A ferramenta e-mailing é um recurso integrado na plataforma SphinxnaWeb Host,

Leia mais

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Introdução ao Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Visualmente o Windows 7 possui uma interface muito intuitiva, facilitando a experiência individual do

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

A U T O R I Z O R R I GUIA DE INSTALAÇÃO W E B. Versão: 1.02 Agosto/2006 Versão: AW 4.004.006

A U T O R I Z O R R I GUIA DE INSTALAÇÃO W E B. Versão: 1.02 Agosto/2006 Versão: AW 4.004.006 A U T O R I Z A D O R W E B B I O M E T R I A GUIA DE INSTALAÇÃO Versão: 1.02 Agosto/2006 Versão: AW 4.004.006 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 UTILIZANDO A BIOMETRIA... 4 INSTALAÇÃO... 5 CADASTRO DA DIGITAL...15

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE INTRODUÇÃO O portal do Afrafep Saúde é um sistema WEB integrado ao sistema HEALTH*Tools. O site consiste em uma área onde os Usuários e a Rede Credenciada,

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

Curso básico de LibreOffice/Impress

Curso básico de LibreOffice/Impress Curso básico de LibreOffice/Impress O Impress é o aplicativo de criação e edição de apresentações da família BrOffice.org que possibilita realizar as seguintes tarefas: Criação de gráficos vetoriais (imagens);

Leia mais

Banco de Dados Microsoft Access: Criar tabelas. Vitor Valerio de Souza Campos

Banco de Dados Microsoft Access: Criar tabelas. Vitor Valerio de Souza Campos Banco de Dados Microsoft Access: Criar tabelas Vitor Valerio de Souza Campos Objetivos do curso 1. Criar uma tabela no modo de exibição Folha de Dados. 2. Definir tipos de dados para os campos na tabela.

Leia mais

MANUAL DO ALUNO EAD 1

MANUAL DO ALUNO EAD 1 MANUAL DO ALUNO EAD 1 2 1. CADASTRAMENTO NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Após navegar até o PORTAL DA SOLDASOFT (www.soldasoft.com.br), vá até o AMBIENTE DE APRENDIZAGEM (www.soldasoft.com.br/cursos).

Leia mais

FCT Faculdade de Ciências e Tecnologia Serviço Técnico de Informática STI SGCD Sistema Gerenciador de Conteúdos Dinâmicos

FCT Faculdade de Ciências e Tecnologia Serviço Técnico de Informática STI SGCD Sistema Gerenciador de Conteúdos Dinâmicos FCT Faculdade de Ciências e Tecnologia Serviço Técnico de Informática STI SGCD Sistema Gerenciador de Conteúdos Dinâmicos Manual do Usuário Presidente Prudente, outubro de 2010 Índice 1. Introdução e Instruções

Leia mais

Instruções de Instalação do IBM SPSS Modeler (Licença de Usuário Autorizado)

Instruções de Instalação do IBM SPSS Modeler (Licença de Usuário Autorizado) Instruções de Instalação do IBM SPSS Modeler (Licença de Usuário Autorizado) Índice Instruções de Instalação....... 1 Requisitos do sistema........... 1 Código de autorização.......... 1 Instalando...............

Leia mais

Continuação. 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART

Continuação. 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART Continuação 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART a) Vá para o primeiro slide da apresentação salva no item 31. b) Na guia PÁGINA INICIAL, clique no botão LAYOUT e selecione (clique) na opção TÍTULO

Leia mais

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Introdução ao Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Visualmente o Windows 7 possui uma interface muito intuitiva, facilitando a experiência individual do

Leia mais

WecDB - 1 - WecDB Consulta Web Facilitada ao Banco de Dados

WecDB - 1 - WecDB Consulta Web Facilitada ao Banco de Dados WecDB - 1 - WecDB Consulta Web Facilitada ao Banco de Dados WecDB (Web Easy Consultation Database) é uma ferramenta para criação e disponibilização de consultas à Bancos de Dados na Internet. É composto

Leia mais