SISTEMAS CERÂMICOS SEM METAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SISTEMAS CERÂMICOS SEM METAL"

Transcrição

1 1 ETEC PHILADELPHO GOUVÊA NETTO LESSANE CARLA LOZANO SISTEMAS CERÂMICOS SEM METAL SÃO JOSÉ DO RIO PRETO 2009

2 2 ETEC PHILADELPHO GOUVÊA NETTO LESSANE CARLA LOZANO SISTEMAS CERÂMICOS SEM METAL Trabalho de Conclusão de Curso para obtenção do título de Técnico em Prótese Dentária da ETEC Philadelpho Gouvêa Netto. Professor Orientador: Gustavo Cosenza B. Nogueira SÃO JOSÉ DO RIO PRETO 2009

3 3 Dedico este trabalho aos meus pais, Luiz e Marilene, e a minha irmã Losanges, por serem exemplos e me apoiarem sempre.

4 4 Agradeço a Deus por tudo o que já consegui; aos meus pais Luiz e Marilene e a minha irmã, que me deram muita força e coragem e foram exemplo de luta e muita persistência; aos amigos e familiares que torceram e rezaram muito por mim; a todos os professores do curso Técnico em Prótese Dentária que me ensinaram, persistiram e colaboraram na minha formação profissional; aos meus colegas de sala, alguns em especial, pelo apoio e ajuda, e por estarem sempre comigo quando eu mais precisei.

5 5...Aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão... Willian Shakespeare

6 6 RESUMO Este trabalho ressalta alguns sistemas cerâmicos sem reforço de metal que tem grande qualidade estética. Cada sistema tem uma técnica e composição diferente, alguns com grande vantagem para dentes anteriores, outros em dentes posteriores, mas todos com estética, funcionalidade, durabilidade e conforto. Esses sistemas foram criados para substituir as próteses metalocerâmicas que necessitam de reforço de metal, usando cerâmicas mais resistentes para a fabricação dos copings, onde o efeito estético obtido se assemelha muito a estética dos dentes naturais. Palavra Chave: Cerâmicas, Prótese Fixa, Prótese sem metal, estética

7 7 ABSTRACT This paper highlights some ceramic systems without reinforcement of metal that has high quality aesthetics. Each system has a different technique and composition, some with great advantage for anterior teeth, other teeth in later, but all with aesthetics, functionality, durability and comfort. These systems were created to replace the prosthesis metalocerâmicas that need of metal strengthening, using ceramics more resistant to the copings fabrication, where the aesthetic effect obtained is very similar the aesthetics of natural teeth. Key words: Ceramics, Fixed Prosthesis, Prosthesis with metal, aesthetics

8 8 Sumário Introdução Sistêmas Cerâmicos sem metal IPS Empress Sistêma Procera Procera AllCeram Procera AllTitan Procera AllZirkon Procera pilar personalizado In Ceram Targis Vectris IPS e-max...20 Conclusão...25 Referências bibliográficas...27 Lista de figuras...29

9 9 INTRODUÇÃO As cerâmicas fazem parte do cotidiano em nossas vidas. São encontradas em pratos, facas, toaletes, chips de computador, nos carros e entre outros. Existe um tipo especial de cerâmica usada na Odontologia, ela deve ser branca e translúcida como os dentes naturais. Desapontados com os resultados estéticos, os pacientes começaram a procurar tratamento dentário por reabilitações com excelência estética, e os profissionais em Odontologia melhores soluções protéticas. Uma das principais críticas feitas às cerâmicas era a fratura sob impactos de baixa intensidade, com isso, foi aceita a pratica de reforçar coroas e próteses parciais fixa de cerâmica com superfícies linguais em ouro (protegendo a borda incisal) acarretando um impasse entre estética e resistência, pois o ouro compromete a estética do trabalho protético. Depois de algum tempo foram desenvolvidas ligas metálicas que permitiram a cocção de porcelanas sobre uma infra-estrutura metálica com 0,5mm de espessura e cobertas por uma camada de cerâmica com cerca de 1,0mm. Essas coroas de porcelana aderidas ao metal foram consideradas altamente satisfatórias na estética durante décadas. As porcelanas disponíveis até então eram de alta fusão e baixa resistência a fratura. As cerâmicas vêm sendo o material de eleição para restaurações estéticas devido às suas propriedades ópticas que permitem reconstruir as características do dente natural. Além disso, características como estabilidade química e resistência ao desgaste fazem da cerâmica o material de escolha para áreas com demanda estética e que exigem maior carga mastigatória. Com isso os materiais cerâmicos têm sido pesquisados por meio de um grande número de pesquisas científicas e modificações estruturais para preencher todos os requisitos e considerá-los um material restaurador ideal sob o ponto de vista estético

10 10 e biomecânico, tornando-as mais resistentes e poderem ser usadas sozinhas como um material restaurador sem o reforço do metal. A primeira porcelana utilizada para confecções de restaurações livres de metal foram as mesmas porcelanas feldspáticas usadas para confecção de coroas metalocerâmicas, com a técnica do troquel refratário. Hoje em dia estão disponíveis diferentes tipos de cerâmicas para restaurações sem metal, onde todas demonstram valores de resistência superiores às porcelanas convencionais para metalocerâmica e são classificadas como: cerâmicas de óxido de Silício- SiO 2 (feldspáticas) cerâmicas aluminizadas (Al 2 O 3) cerâmicas aluminizadas reforçadas por óxido de Zircônio (ZrO 2 ) cerâmicas de óxido de Zircônio (ZrO 2 ) A evolução dos sistemas cerâmicos não ocorreu somente na melhoria na composição das porcelanas, mas ainda na técnica de confecção das restaurações. A demanda por restaurações de cerâmica sem metal como alternativas para restaurações metálicas aumentou drasticamente nos últimos anos e a odontologia estética seria impensável sem elas.

11 11 1.Sistemas Cerâmicos Sem Metal IPS Empress Em 1987 o frances Dr. Michael Sadoun desenvolveu o sistema IPS Empress 3, é um sistema de porcelana modificada eficiente para a confecção de restaurações altamente estéticas, que utiliza a técnica de injeção para confecção da restauração cerâmica. O Empress também pode ser encontrado na forma de leucita e pode ser obtido tanto através da sinterização em forno especial ou através do sistema CEREC CAD-CAM. No caso de sinterização em forno especial a restauração é confeccionada em cera, em seguida, é incluída em revestimento próprio do sistema, após a remoção da cera a cerâmica é injetada com pressão e temperatura controlada em um forno especial 4,5. Figura 1:Forno para sinterização do empress

12 12 Figura 2 e 3: Cerec CAD/CAM e os blocos utilizados em usinagem de restaurações indiretas Em função disto esta porcelana não necessita de uma infra-estrutura de metal, como a utilizada nas coroas metalocerâmicas e exibem excelente ajuste de adaptação. Entre as vantagens deste sistema que utiliza uma porcelana reforçada com leucita, é que há a diminuição da contração da subestrutura quando comparada com as porcelanas convencionais. A presença da leucita permitiu a obtenção de melhores propriedades físicas e estética superior. É uma porcelana composta de cristais de dissilicato de lítio com comprimento entre 0,5 a 4,0µm 4, 6. Figura 4 e5: Alinhamento dos cristais de dissilicato de lítio após a sinterização Outro ponto importante no Empress é sua translucidez que é superior ao de muitas outras porcelanas existentes. Esse sistema é um dos mais documentados na literatura científica onde se encontram resultados de avaliações clínicas com sucesso de até 95% e índices de

13 13 falha de 7% in vivo após seis anos 6. Deste modo, são elaboradas restaurações que dificilmente poderão ser distinguidas dos dentes naturais, já que serão fixados à custa de cimentação adesiva Sistema Procera O sistema Procera é baseado na tecnologia CAD/CAM (desenho e manufatura auxiliados por computador) para a produção industrial de coroas de porcelana pura unitária ou próteses parciais fixas com infra-estruturas de titânio. Foi desenvolvido pelo Dr. Matts Anderson (Suécia- 1981) e lançado pela Nobel Biocare em O desenho em computador é obtido através da leitura de toda superfície de um troquel, em gesso, por uma ponta de rubi em um scanner conectado ao computador fazendo a leitura de toda a periferia do troquel desde o bordo cervical até a porção oclusal-incisal. Esta leitura pode levar cerca de 2 a 3 minutos e registrar cerca de pontos do troquel escaneado. A confecção virtual é iniciada com a escolha e marcação de um ponto no limite cervical da imagem. Com este ponto determinado, o computador tem condições de traçar uma linha que corresponde ao término cervical do preparo dental. Através da magnificação e rotação da imagem virtual, o técnico pode então visualizar e retificar ponto-a-ponto todo limite cervical, assegurando ao futuro coping uma adaptação marginal próxima da perfeição. Após esta etapa, passa-se à seleção no computador do tipo e espessura do coping. O material e espessura do coping foram determinados pelo cirurgião dentista, baseado na solicitação mecânica e estética de cada caso clínico 4. A imagem virtual do coping e troquel é então enviada via modem (juntamente com os dados do paciente e laboratório que a enviou) a uma das três unidades de produção (EUA ou Suécia), onde após o recebimento da mesma, a estrutura cerâmica será industrialmente produzida, num tempo inferior a cinco horas. Esta estrutura passará por um controle de qualidade e enviada ao país de origem, onde será provada pelo dentista e receberá a cerâmica matizada de cobertura pelo técnico de laboratório 8. As coroas Procera são totalmente compatíveis com os abutments personalizados do sistema e com os pilares estéticos do sistema Branemårk e Replace 9.

14 14 Basicamente existem quatro modalidades de uso do sistema Procera : Procera AllCeram Procera AllTitan Procera AllZirkon Procera pilar personalizado Procera AllCeram : Casquete de alumina sinterizada para coroas unitárias, facetas laminadas e próteses fixas. Indicações do Procera AllCeram. - Coroas unitárias em dentes naturais. - Coroas Unitárias sobre implantes. - Facetas laminadas. - Prótese fixa de até 3 elementos, com retentor distal até o primeiro molar. Vantagens: Excelência estética. Ausência de metal, sem detrimento do fator de resistência mecânica. Boa estabilidade de cor. Diminuição do tempo de laboratório para a confecção da infra-estrutura de alumina. Excelente adaptação ao troquel de gesso e ao preparo dentário ou pilar de conexão. Não requer equipamento e/ou treinamento clínico especial.

15 15 Maior resistência flexural quando comparado com outros sistemas cerâmicos. Elimina, em parte, o caráter artesanal das próteses convencionais. Desvantagens: Custo do equipamento. Necessidade de laboratório portador da unidade de desenho e manufatura. Requer treinamento especial por parte do técnico de laboratório. Uso clínico limitado para próteses unitárias e casos selecionados de próteses fixas de até 3 elementos Procera AllTitan : Infra-estrutura de titânio para coroas unitárias e próteses fixas. Indicações do Procera AllTitan. - Coroas unitárias e próteses fixas para dentes naturas. - Coroas unitárias e próteses fixas sobre implantes. Vantagens Discordância marginal da coroa em torno de 70 microns ou menos. Criação de estruturas com adaptação passiva sobre implantes. Melhor adaptação das estruturas Procera soldadas a laser que as convencionais de peça única ou com soldagens convencionais. O recobrimento cerâmico para titânio apresenta-se satisfatório quanto à estabilidade de cor, textura superficial, resistência flexural e solubilidade química. Procedimento realizado por computador, eliminando grande parte do caráter artesanal das próteses convencionais. Alternativa para a técnica da cera perdida e fundição de uma liga, com propriedades superiores.

16 16 Não requer equipamento ou treinamento clínico especial. Desvantagens: Necessidade de laboratório protético especializado no sistema. Uso de porcelanas específicas para titânio Procera AllZirkon : Casquete de zircônia para coroas unitárias Indicações do Procera AllZirkon. - Coroas unitárias em dentes naturais. - Coroas unitárias sobre implantes. Contra-indicações: Preparos muito subgengivais e/ou bruxismo. Vantagens Biocompatibilidade. Excelente estética, propriedade semelhante a do dente natural. Precisão e reprodutibilidade por ser produzido industrialmente. Fácil de trabalhar, otimizando o tempo clínico Procera pilar personalizado: -Alumina sinterizada; -Titânio; -Zircônia Indicações do Procera pilar personalizado: - Conexão de implantes mal posicionados.

17 17 - Melhor perfil de emergência para a coroa protética. - Favorece guia de inserção e remoção de próteses fixas de elementos múltiplos onde há presença de diferentes inclinações dos implantes. - Proporciona forma anatômica do pilar de conexão semelhante à forma da raiz do dente que está sendo substituído. - Determina linha de terminação periférica, de preferência chanfrada, acompanhando a sinuosidade do arco côncavo da gengiva. - Minimiza a altura da parede gengival em situações onde o implante ficou muito superficial. - Quando a estética for muito exigida, pode-se usar o pilar de alumina em vez do pilar de titânio 1. Figura 6 de A a I: Substituição de coroa metalocerâmica esteticamente insatisfatória (dente 12) por elemento PROCERA, precedida de cirurgia para nivelamento gengival

18 InCeram Desenvolvido pelo dentista e cientista de materiais Dr. Mickael Sadoun e lançado oficialmente pela Vita no ano de 1989 como uma nova técnica de porcelana pura. Este sistema apresenta um coping confeccionado em óxido de alumínio sinterizado que elimina a necessidade de confecção do coping metálico. Este coping de óxido de alumínio forma uma infraestrutura porosa que deve ser preenchida por uma camada vidro aplicada na superfície do coping. Este processo de infiltração de vidro na estrutura porosa levou os responsáveis pelo desenvolvimento desta porcelana a denominála Infiltration Ceramic, dai originou o nome In Ceram. O material em forma de pó é misturado com um líquido especial em um banho ultra sônico, a massa obtida é aplicada sobre um modelo de gesso onde a restauração tem precisão e ajuste do contorno interno. O material é sintetizado numa temperatura acima de 1100 ºC, esta temperatura forma um numero limitado em conexões entre os grãos exibindo forma calcária e podendo ser processado facilmente mais pra frente 4. Na próxima etapa, obtido esse coping é infiltrado com um vidro especial assegurando uma restauração com sua cor característica, translucidez e resistência final. Esse sistema tem como vantagem a não ocorrência de contração na sinterização, fazendo com que as dimensões do coping fiquem inalteradas como também na infiltração do coping 4. Além desse sistema de infiltração clássico da vita, fabricou- se um produto com o nome de YZ CUBES para CEREC: este tipo de material consiste de óxido de zircônio e só deve ser utilizado para a tecnologia CAD/CAM (CEREC). A alta resistência final do material não é alcançada através de infiltração do coping com vidro, mas através da sinterização controlada. Assegurando a alta precisão de ajuste do YZ CUBES para CEREC 4. O In-Ceram Alumina permite a construção de coroas unitárias anteriores e posteriores e próteses fixas de 3 elementos para a região anterior. Já o In-Ceram Zirconia é ideal para a construção de próteses fixas posteriores.

19 19 O fator mais importante deste material diz respeito à qualidade estética, a cor do coping se assemelha à cor do dente e principalmente permite a passagem de luz com maior intensidade que o coping metálico da metaloceramica. Uma queixa comum dos pacientes é a região escura em volta da gengiva na região cervical. Isto na maioria das vezes é provocado pela passagem da luz escura, originada no metal, através da gengiva mais delgada ou mais translúcida nesta região. As coroas confeccionadas pelo sistema In Ceram não apresentam estes efeitos desagradáveis devido à cor do material do coping. Outro ponto importante é a boa adaptação proporcionada pelo sistema. Este fato contribui para a saúde gengival que também pode modificar a cor da gengiva cervical. Abaixo algumas vantagens: Reduzida sensibilidade térmica em relação às restaurações metálicas Resistência à flexão superior à da dentina e à do esmalte biocompatíveis Superfície desfavorável ao acúmulo de placa bacteriana. Todas as fases de confecção são realizadas no laboratório (menos riscos, maior controle de qualidade). Melhores propriedades físicas em relação as porcelanas convencionais radiolúcidos Indicações: Coroas anteriores e posteriores, próteses fixas anteriores de 3 elementos (Alumina) e fixas de até 3 elementos posteriores (Zirconia), implante, diastema anterior, Alergia a metal. Ideal para casos que demandam maior estética.

20 20 Contra-Indicações: Próteses em In-Ceram são contra-indicadas para pacientes com bruxismo e casos onde não haja espaço suficiente para o desgaste oclusal (1,5 mm por oclusal e 1,2 mm no se contorno circular) 5. Figura 7: Pilares preparados Figura 8: Prótese fixa In Ceram Alumina cimentada

21 21

22 22 Figura 9, 10, 11: Próteses em In-Ceram com recobrimento cerâmico Figura 12: Fluorescência do material 1.4 Targis Vectris Uma dupla com excelente combinação, Targis por fazer parte de uma nova geração de cerômeros (Ceramic Optimized Polymer) unindo com Vectris, Tecnologia reforçada com fibras(frc- Fibre Reinforced Composite).************** Targis: cerômero de revestimento estético que contém uma alta porcentagem de partículas inorgânicas em sua composição, permitindo o seu uso em restaurações suportadas por metal e em restaurações livres de metal. Graças à extensiva variação dos materiais Impulse e Effect com suas diversas tonalidades são possível fazer caracterizações e obter restaurações extremamente naturais 12. Esse material possui alguns destaques: pode ser utilizado para recobrir tanto estruturas metálicas quanto estruturas sem metal (Targis) de próteses fixas; propriedades físicas semelhantes ao esmalte dentário; elevada resistência à abrasão e brilho natural duradouro;

23 23 Combinado à estrutura translúcida Vectris, permite a confecção de próteses fixas sem metal de até 3 elementos. As suas principais aplicações são em Inlays/Onlays, próteses fixas sem metal, facetas laminadas e coroas telescópicas. Por ser um cerômero, além da translucidez e fluorescência similares às da cerâmica, possui fácil polimento e permite ser reparado em boca, quando necessário. Sua matriz orgânica de polímeros favorece a cimentação adesiva. Outra vantagem é a sua dureza, similar à do esmalte 13.

24 24 Fig13: Targis Power para polimerização por luz e calor unidade Fig14: Targis Quick para fixação intermediária Targis pode ser utilizado isoladamente ou associado a outros materiais. Veja o quadro de indicações 12 : Targis puro Targis com estrutura metálica Targis Vectris a) inlays b) onlays c) coroas anteriores d) facetas a) supra-estruturas para implantes b) técnica da coroa dupla c) próteses fixas unitárias d) próteses fixas de 3 elementos a) próteses fixas adesivas b) próteses fixas de 3 elementos c) próteses fixas unitárias Vectris: tecnologia reforçada com fibras que possibilita a confecção de estruturas translúcidas sem metal para pontes anteriores e posteriores, além de coroas. É um composto de fibras translúcido com grande resistência à flexão, tem a sua composição otimizada, para obter os melhores resultados estéticos em conjunto com o material de revestimento estético Targis.

25 25 Sua confecção inclui um processo combinado de fotopolimerização, pressão e vácuo sobre o material FRC. FRC - Fibre Reinforced Composite (Vectris). Utilizando a tecnologia FRC (Fibre Reinforced Composite) o Vectris é um material composto de fibras dispostas de forma uni e multidirecional. Esta tecnologia é encontrada, por exemplo, na indústria de construção, naval e aeroespacial, assegurando excelente estabilidade, coerente distribuição de tensão e elasticidade similar à da dentina 12. Fig15: Unidade para confecção de estruturas vectris

26 26 Figura16: Condições insatisfatórias Figuras 17 e 18: Prótese fixa em targis vectris

27 27 Na seqüência das fotos: restaurações de amálgama defeituosas e o aspecto clínico dos inlays de Targis, logo após a cimentação adesiva.

28 28 Figuras 19 a 22 : Inlays e Onlays de Targis 1.5 IPS e-max IPS e-max é. um novo sistema totalmente cerâmico da Ivoclar Vivadent, que utiliza a técnica de injeção e a tecnologia CAD/CAM. Na técnica de injeção são usadas pastilhas de e.maxpress, uma cerâmica de dissilicato de lítio de alta resistência e e.maxzirpress, uma cerâmica estética de vidro para ser sobre injetada em estruturas de óxidos de zircônia, de forma eficaz e rápida. Na tecnologia CAD/CAM são usados blocos pré-sinterizados e.maxcad, blocos altamente estéticos de dissilicato de lítio e e.maxzircad, blocos de alta resistência de óxido de zircônia. Para recobrir essas infra estruturas a ivoclar Vivadent desenvolveu o IPS e-max Ceram, uma cerâmica a

29 29 base de fluoro apatita, destinada a estratificar todos os tipos de estruturas do sistema, independente de suas técnicas 15,17,18,19. O sistema IPS e.max permite realizar restaurações extremamente personalizadas que oferecem uma estética muito grande e uma estabilidade mecânica invejável quando comparadas às restaurações de cerâmica convencional. As principais indicações do sistema e.max são: - Laminados (venners); - Coroas parciais; - Coroas anteriores e posteriores; - Próteses fixas anteriores (de 3 a 6 unidades); - Próteses fixas posteriores (de 3 a 6 unidades) 16. As contra-indicações são: Preparações subgengivais e muito profundas; Paciente com dentição residual reduzida; Bruxismo. Indicações: Facetas: e-max Press, e-max ZirPress Coroas Parciais: e-max Press, e-max ZirPress 1), e-max ZirCad, e-maxcad, e-max Ceram 2) Coroas anteriores e posteriores: e-max Press, e-max ZirPress 1), e-max ZirCad, e- maxcad, e-max Ceram 2) Coroas anteriores de 3 elementos: e-max Press, e-max ZirPress 1), e-max ZirCad, e-max Ceram 2) Pontes até pré-molares de 3 elementos: e-max Press, e-max ZirPress 1), e-max ZirCad, e-max Ceram 2) Pontes posteriores de 3 elementos: e-max ZirPress 1), e-max ZirCad, e-max Ceram 2)

30 30 Pontes anteriores de 4 a 6 elementos: e-max ZirPress 1), e-max ZirCad, e-max Ceram 2) Pontes posteriores de 4 a 6 elementos: e-max ZirPress 1), e-max ZirCad, e-max Ceram 2) Próteses adesivas (retidas por onlays): e-max ZirPress 1), e-max ZirCad, e-max Ceram 2) *1) em combinação com IPS e-max ZirPress *2) uma cerâmica de recobrimento para todos os materiais IPS e-max) 20. Fig23 : dois incisivos centrais superiores desvitalizados, com acentuada alteração de cor Fig24: Modelo de gesso após o enceramento para definição de um novo comprimento dos incisivos centrais

31 31 Fig25: Aplicação de um gel isolante (vaselina sólida) previamente à confecção das coroas provisórias Fig26: Aspecto frontal durante a cimentação adesiva das coroas cerâmicas

32 Fig27: Por diferentes ângulos e aumentos, aspecto final após a conclusão do tratamento 32

33 33 Conclusão Todos os sistemas têm o mesmo objetivo, eliminar o metal de suas estruturas, aumentar a resistência e a qualidade estética. O sistema que obtém maior qualidade, tanto estética quanto resistência é o IPS e-max, que além de obter pastilhas e blocos reforçados com dissilicato de lítio e oxido de zircônio, são usadas para recobrir suas estruturas, uma cerâmica a base de fluoro apatita que deixa muito mais próximo de um dente natural, e podem ser feitos até 6 unidades de prótese fixa, dando um diferencial dos outros sistemas. O sistema Procera possui grande excelência, pois passa por um controle de qualidade antes de ir pra prova, garantindo o resultado final com reforço e grande qualidade estética. Ele é muito bem aceito e recomendado no mercado, visto como um dos melhores, mas as características tecnológicas deste sistema certamente nos reservam ainda grandes avanços e maiores facilidades técnicas. O sistema In ceram proporciona boa adaptação contribuindo para a saúde gengival, facilidade ao ser manipulado, porém exige treinamento técnico. Targis vectris: targis pode ser uzado com metal ou sem metal, é uma cerâmica das novas gerações, mas não possui fluoro apatita na sua composição. Vectris é reforçado com fibras pode ser fotopolimerizado, por pressão e a vácuo. Com a união desses dois elementos é possível fazer restaurações de até 3 elementos e garantir uma ótima resistência. IPS empress obtém a presença de leucita e dissilicato de lítio isso consequentemente ocorre menor contração da subestrutura, melhores propriedades físicas, e estética superior comparada com as porcelanas convecionais. A quantidade de elementos em peças de cerâmica sem o reforço de metal é limitado, por isso nem todos os sistemas possuem segurança necessária para abuso, acontecendo tal caso a peça pode quebrar e deteriorar todo trabalho, acarretando um prejuízo enorme ao técnico. Cada sistema tem uma limitação, com exceção do IPS e-max que é limitado até 6 elementos, todos os sistemas citados tem limitação de 3 elementos (anteriores / posteriores, ou uma combinação dos dois).

34 34 Não vejo desvantagem em nenhuma das técnicas citadas, são feitas de diferentes maneiras, mas sempre reforçadas por algum tipo de material que possa dar mais resistência e substituir o metal. Por serem inovadores, esses sistemas têm um custo muito alto, exige um grande investimento do laboratório e necessita de um técnico que tenha treinamento específico. Mas a procura por esses tipos de produtos cresce e se aperfeiçoa a cada ano, as pessoas cada vez mais procuram o sorriso perfeito, o que da grande vantagem para os técnicos e os profissionais em odontologia que investem nesses tipos de sistemas.

35 35 Referências bibliográficas 1. FRANCISCONE, Carlos Eduardo; VASCONCELOS, Laércio Wonhrath. Restaurações estéticas sem metal: Conceito Procera, editora Quintessence, pag 10, 16, 17, 44, 45, Segunda edição, PARREIRA, Giovani Gambogi; SANTOS, Leandro Medeiros dos. Cerâmicas Odontológicas: Conceitos e técnicas, editora Santos, Cap 3, Primeira edição, HENRIQUES, Águida Cristina Gomes; COSTA, Daene Patrícia Tenório Salvador da; BARROS Keylla Marinho de Albuquerque; BEATRICE, Lúcia Carneiro de Souza; FILHO, Paulo Fonseca Menezes. Cerâmicas Odontológicas: aspectos atuais, propriedades e indicações, Disponível em < Acesso: em Setembro Blog dente sábio; Dental Alemão. Metal Free IPS empress, In Ceram. Disponível em < > Acesso em: Maio Laboratório Nicolau. IPS empress, Vita In ceram, procera, targis vectris, Disponível em: < > Acesso em: Maio ANDRADE, Oswaldo Escopin de. Sistema Empress: Versatilidade e previsibilidade em restaurações cerâmicas, Mar/Abr Disponível em < > Acesso em: Abril MIRANDA, Milton Edson. Estética. Disponível em < > Acesso em: junho Garófalo, José Carlos. Alternativas restauradoras indiretas na prática clínica: Sistema PROCERA, Laboratório aliança, Disponível em < Acesso em: Agosto Infor+. Procera: uma visão geral do sistema, mar/abr Disponível em < >. Acesso em: junho 2009

36 Ero Prótese Odontológica. Procera: Procera Zirconia. Disponível em < > Acesso em: agosto ANDRADE, Oswaldo escopin de. Sistemas metal-free: uma visão geral, Laboratório aliança, maio de Disponível em < Acesso em: julho Laboratório Aliança. Targis vectris, Disponível em < > Acesso em: março Laboratório Nicolau. Targis Vectris: Prótese fixa sem metal, Disponível em < > Acesso em: julho FIGUEIRAS, Daniel; SOUZA, Ana Paula Pitanga Barbuda. Sistema targisvectris: relato de um caso, jan- jun Disponível em < > Acesso em: agosto Laboratório aliança. Conheça o IPS e.max. Novo sistema estético traz novos materiais e o uso da tecnologia CAD/CAM pela Ivoclar Vivadent, novembro de Disponível em < >. Acesso em: agosto Blog dente sábio; Dental alemão. IPS e.max zirconia, 14 julho de Disponível em < Acesso em: agosto Ivoclar Vivadent AG. IPS e.max System technicians, Disponível em < > Acesso em: julho Laboratório Julio ltda. Sistema e-max, Disponível em < > Acesso em: Agosto JUNIOR, Edson Medeiros de Araujo. Coroas cerâmicas em dentes anteriores sistema IPS e-max: uma nova alternativa para dentes com alterações de cor, , Editora Ponto, Revista Clínica. Disponível em < > Acesso em: agosto Ivoclar vivadent. IPS e.max one system for every indication, Disponível em: < > Acesso em: agosto 2009

37 37 Lista de Figuras 1. Figura 1 retirada do site: 2. Figuras 2, 3, 4,5, retiradas do site: 3. Figura 6 retirada do site: 4. Figuras 7, 8 retiradas do site: 5. Figuras 9, 10, 11,12 retiradas do site: 6. Figuras 13, 14, 15, 16, 17,18 do site: 7. Figuras 19, 20, 21,22 retiradas do site: 8. Figuras 23, 24, 25, 26,27 retiradas do site:

Nós acreditamos. Conheça o seu novo laboratório!

Nós acreditamos. Conheça o seu novo laboratório! Nós acreditamos. Conheça o seu novo laboratório! Bons profissionais procuram bons parceiros e fornecedores. Trabalhar com profissionais diferenciados, prestando serviços de alta qualidade é a nossa prioridade.

Leia mais

www.laboratoriojulio.com.br TELEFAX: (11) 3082-0306 R. Navarro de Andrade, 155 Pinheiros São Paulo SP CEP 05418-020

www.laboratoriojulio.com.br TELEFAX: (11) 3082-0306 R. Navarro de Andrade, 155 Pinheiros São Paulo SP CEP 05418-020 O Laboratório Julio utiliza produtos com qualidade garantida: www.laboratoriojulio.com.br TELEFAX: (11) 3082-0306 R. Navarro de Andrade, 155 Pinheiros São Paulo SP CEP 05418-020 V I S Ã O & I N S P I R

Leia mais

SEQUÊNCIA DE POLIMENTO DE CERÔMEROS

SEQUÊNCIA DE POLIMENTO DE CERÔMEROS SEQUÊNCIA DE POLIMENTO DE CERÔMEROS Dr. Alex Antônio Maciel de Oliveira Especialista em Implantodontia Consultor científico do Sistema Friccional de Implantes Kopp Contato: alexamaciel@hotmail.com Nos

Leia mais

CURSO EXTENSIVO DE ENCERAMENTO E CERÂMICA

CURSO EXTENSIVO DE ENCERAMENTO E CERÂMICA Dr. Dario Adolfi Dr. Ivan Ronald Huanca Duração: 6 meses/módulos de 2 dias. Datas: 11 e 12 de março de 2010 8 e 9 de abril de 2010 13 e 14 de maio de 2010 17 e 18 de junho de 2010 15 e 16 de julho de 2010

Leia mais

APLICAÇÃO CLÍNICA E LABORATORIAL DO SISTEMA CAD/CAM

APLICAÇÃO CLÍNICA E LABORATORIAL DO SISTEMA CAD/CAM APLICAÇÃO CLÍNICA E LABORATORIAL Data: 24 a 27 de novembro de 2015 Atualmente existe uma forte tendência no mercado mundial sobre os Sistemas CAD/CAM. A proposta deste programa é brindar-lhes com toda

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Quanto ao mecanismo de fratura de um dente, podemos considerar como principal fator determinante:

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Quanto ao mecanismo de fratura de um dente, podemos considerar como principal fator determinante: 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PRÓTESE DENTÁRIA 21. Quanto ao mecanismo de fratura de um dente, podemos considerar como principal fator determinante: a) Tratamento endodôntico. b) Perda da estrutura

Leia mais

Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível

Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível Weider Silva Especialista em Dentística. Especialista em Prótese. Especialista em Implantodontia. Professor do Curso de Especialização de Dentística

Leia mais

Cercon CAD/CAM. Soluções Flexíveis, econômicas, prontas para o futuro

Cercon CAD/CAM. Soluções Flexíveis, econômicas, prontas para o futuro Cercon CAD/CAM Soluções Flexíveis, econômicas, prontas para o futuro O que você considera mais importante ao investir em soluções de CAD/CAM? Flexibilidade Quão importante é a flexibilidade para produção

Leia mais

APLICAÇÃO CLÍNICA E LABORATORIAL DO SISTEMA CAD/CAM

APLICAÇÃO CLÍNICA E LABORATORIAL DO SISTEMA CAD/CAM APLICAÇÃO CLÍNICA E LABORATORIAL DO SISTEMA CAD/CAM DATA à definir Atualmente existe uma forte tendência no mercado mundial sobre os Sistemas CAD/CAM. A proposta deste programa é brindar-lhes com toda

Leia mais

Protemp TM 4. Material Provisório à Base de Bisacril. Restauração provisória. qualidade. com a 3M ESPE

Protemp TM 4. Material Provisório à Base de Bisacril. Restauração provisória. qualidade. com a 3M ESPE Protemp TM 4 Material Provisório à Base de Bisacril Restauração provisória com a qualidade 3M ESPE Protemp TM 4 Com 40 anos de experiência em materiais provisórios e amplo conhecimento em produtos com

Leia mais

Serviços preliminares

Serviços preliminares Vazagem de modelo em gesso tipo lv Vazagem de modelo em gesso sintético colocação de gengiva em silicone (elemento) colocação de gengiva em silicone total Vazagem do modelo de transferência Montagem em

Leia mais

Calgaro. Mais de 40 anos criando resultados surpreendentes.

Calgaro. Mais de 40 anos criando resultados surpreendentes. O Laboratório Calgaro conhece bem o poder transformador de um sorriso e sabe que só é possível mudar a vida das pessoas com muita dedicação e profissionalismo. É por isso que o Calgaro é o parceiro ideal

Leia mais

REABILITAÇÃO ATRAVÉS DE HÍBRIDA APARAFUSADA.

REABILITAÇÃO ATRAVÉS DE HÍBRIDA APARAFUSADA. LABORATÓRIO Joaquín Madrueño Arranz Direção Técnica em laboratório de prótese dental próprio Formação e Peritagem em próteses dentais (Fotografias clínicas cedidas pelo Dr. Villar) REABILITAÇÃO ATRAVÉS

Leia mais

Marcação dos contatos: Ajuste interno e dos contornos proximais: Carbono líquido ou Base leve silicone e carbono Accufilm;

Marcação dos contatos: Ajuste interno e dos contornos proximais: Carbono líquido ou Base leve silicone e carbono Accufilm; DEFINIÇÃO AJUSTES E CIMENTAÇÃO Desgaste e polimento necessários para o correto assentamento da peça protética sobre o preparo, garantindo o vedamento marginal e um adequado equilíbrio de contatos proximais

Leia mais

CEREC. Feito para inspirar.

CEREC. Feito para inspirar. SOLUÇÕES CAD/CAM PARA O dentista CEREC. Feito para inspirar. sirona.com.br CEREC NO CONSULTÓRIO: CLINICAMENTE SEGURO. Mais de 28 anos de experiência por um bom motivo: tudo está sob seu controle com CEREC,

Leia mais

Próteses Straumann CARES. Mais que eficiência. Soluções efetivas para seu fluxo de trabalho.

Próteses Straumann CARES. Mais que eficiência. Soluções efetivas para seu fluxo de trabalho. Próteses Straumann CARES Mais que eficiência. Soluções efetivas para seu fluxo de trabalho. PRÓTESES STRAUMANN CARES Experimente as soluções protéticas com Straumann CARES O mercado de restaurações dentárias

Leia mais

Aprovados sem restrições para cavidades oclusais. Diamond

Aprovados sem restrições para cavidades oclusais. Diamond Grandio SO Heavy Grandio SO Heavy Aprovados sem restrições para cavidades oclusais Com o lançamento do compósito compactável, a VOCO introduziu no mercado um material de restauração semelhante ao dente

Leia mais

ODONTOLOGIA ESTÉTICA

ODONTOLOGIA ESTÉTICA ODONTOLOGIA ESTÉTICA O sorriso enaltece os dentes que podem assim como outros elementos da face denunciar a idade cronológica do ser humano por meio de desgastes ou mesmo pela alteração da cor. Nesse contexto,

Leia mais

Cimentos para cimentação

Cimentos para cimentação Curso de Auxiliar em Saude Bucal - ASB Faculdade de Odontologia - UPF Requisitos de um agente cimentante ideal Cimentos para cimentação Ser adesivo; Ser insolúvel no meio bucal; Permitir bom selamento

Leia mais

Técnicas de fundição. Técnicas De Fundição. Page 1 1. Odontologia: tem por função restituir ao dente: Saúde Forma Função Estética

Técnicas de fundição. Técnicas De Fundição. Page 1 1. Odontologia: tem por função restituir ao dente: Saúde Forma Função Estética Disciplina Titulo da aula Expositor Slides 34 Materiais Dentários I Técnicas de fundição Prof. Dr. Eclérion Chaves Duração Aproximadamente 1:30 Plano de aula Publicado em: http://usuarios.upf.br/~fo/disciplinas/materiais%20dentarios/materiais1.htm

Leia mais

Classificação dos Núcleos

Classificação dos Núcleos OBJETIVO Núcleos Permitir que o dente obtenha características biomecânicas suficientes para ser retentor de uma prótese parcial fixa. Classificação dos Núcleos Núcleos de Preenchimento Núcleos Fundidos

Leia mais

SIMPLES E EFICIENTES PROCEDIMENTOS PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE DENTES NATURAIS E IMPLANTES

SIMPLES E EFICIENTES PROCEDIMENTOS PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE DENTES NATURAIS E IMPLANTES PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE Dr. Dario Adolfi Dr. Oswaldo Scopin de Andrade Dr. Maurício Adolfi Data: 7 a 11 de outubro de 2013 OBJETIVOS: Saiba como planejar uma reabilitação total e mostrar ao paciente

Leia mais

Injete essa Idéia. WOLCAM PRESS Inject Sistem SISTEMA DE CERÂMICA PRENSADA

Injete essa Idéia. WOLCAM PRESS Inject Sistem SISTEMA DE CERÂMICA PRENSADA Injete essa Idéia WOLCAM PRESS Inject Sistem SISTEMA DE CERÂMICA PRENSADA www.wolcampress.com.br 0xx62 3210 3671 Manual Técnico CTO-Central de cursos- 0xx19 3405 6545 www.overtec.com.br Índice: I. Sistema

Leia mais

Ponto de Contato. Reabilitação Estética Sobre Implante em Função Imediata. Aesthetic rehabilitation with implants in immediate function

Ponto de Contato. Reabilitação Estética Sobre Implante em Função Imediata. Aesthetic rehabilitation with implants in immediate function Ponto de Contato Reabilitação Estética Sobre Implante em Função Imediata Aesthetic rehabilitation with implants in immediate function José Norberto Garcia Nesello* Manoel Martin Junior** Carlos Marcelo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR FUNÇÃO: Recuperação / Reabilitação SUBFUNÇÃO OU COMPONENTE CURRICULAR:

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE. Daniel da Costa Parrella CERÂMICAS METAL- FREE: UMA REVISÃO DE LITERATURA

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE. Daniel da Costa Parrella CERÂMICAS METAL- FREE: UMA REVISÃO DE LITERATURA INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Daniel da Costa Parrella CERÂMICAS METAL- FREE: UMA REVISÃO DE LITERATURA Montes Claros 2014 DANIEL DA COSTA PARRELLA CERÂMICAS METAL- FREE: UMA REVISÃO DE LITERATURA Monografia

Leia mais

Caso Selecionado. Como o olhar analítico da Odontologia Estética reconstrói um sorriso

Caso Selecionado. Como o olhar analítico da Odontologia Estética reconstrói um sorriso Como o olhar analítico da Odontologia Estética reconstrói um sorriso Marcelo Moreira*, Marcelo Kyrillos**, Luis Eduardo Calicchio***, Hélio Laudelino G. de Oliveira****, Márcio J. A. de Oliveira*****,

Leia mais

Para todos os casos! Implantes-ANKYLOS. Informação ao paciente. Degussa Dental

Para todos os casos! Implantes-ANKYLOS. Informação ao paciente. Degussa Dental Para todos os casos! Implantes-ANKYLOS Informação ao paciente Degussa Dental Fornecido pelo seu cirurgião-dentista: Prezado(a) paciente, Mais cedo ou mais tarde acontece com cada um de nós: os primeiros

Leia mais

Processo de Forjamento

Processo de Forjamento Processo de Forjamento Histórico A conformação foi o primeiro método para a obtenção de formas úteis. Fabricação artesanal de espadas por martelamento (forjamento). Histórico Observava-se que as lâminas

Leia mais

27/05/2014. Dentística I. Classe III. Classe I. Classe V. Terapêutica ou protética; Simples, composta ou complexa.

27/05/2014. Dentística I. Classe III. Classe I. Classe V. Terapêutica ou protética; Simples, composta ou complexa. Mauro A Dall Agnol UNOCHAPECÓ mauroccs@gmail.com Classe I Classe II Classe III Classe IV Classe V Classe I Classe II Classe III Classe IV Classe V Dentística I Terapêutica ou protética; Simples, composta

Leia mais

www.dentaladvisor.com Quick Up Editors Choice + + + + +

www.dentaladvisor.com Quick Up Editors Choice + + + + + www.dentaladvisor.com Material autopolimerizável para a fixação de attachments e elementos secundários em próteses Editors Choice + + + + + A SOLUÇÃO EM UM KIT É muito comum as próteses totais apresentarem

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ Centro de Ciências da Saúde Departamento de Odontologia EMANUELLE DE CARLI

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ Centro de Ciências da Saúde Departamento de Odontologia EMANUELLE DE CARLI UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ Centro de Ciências da Saúde Departamento de Odontologia EMANUELLE DE CARLI RESTAURAÇÕES CERÂMICAS DE ZIRCÔNIO: UMA REVISÃO MARINGÁ 2006 2 EMANUELLE DE CARLI RESTAURAÇÕES

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Segundo Bonachela, os polígonos importantes a serem avaliados na condição de estabilidade da PPR são:

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Segundo Bonachela, os polígonos importantes a serem avaliados na condição de estabilidade da PPR são: 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PROTESE DENTÁRIA 21. Segundo Bonachela, os polígonos importantes a serem avaliados na condição de estabilidade da PPR são: a) Polígonos de Roy e de Kent. b) Polígono

Leia mais

Structur 2 SC / Structur Premium

Structur 2 SC / Structur Premium Structur Structur 2 SC / Structur Premium Excelentes provisórios com Structur Fácil aplicação O tratamento protético dos seus pacientes, em particular o tratamento provisório, requer a utilização de produtos

Leia mais

ADENDO AO EDITAL DE CREDENCIAMENTO

ADENDO AO EDITAL DE CREDENCIAMENTO ADENDO AO EDITAL DE CREDENCIAMENTO REFERÊNCIA: Credenciamento nº 001/2012 Processo nº 52694-10. Objeto: Contratação de prestação de serviços de confecção de trabalhos protéticos para a Faculdade de Odontologia

Leia mais

Casos Clínicos. Caso Clínico: Importância do Acabamento e Polimento na Obtenção de Excelência Estética com Resina Composta Direta.

Casos Clínicos. Caso Clínico: Importância do Acabamento e Polimento na Obtenção de Excelência Estética com Resina Composta Direta. Autor: Dr. LUIZ RAFAEL CALIXTO ESPECIALISTA EM DENTÍSTICA PELA UNESP- ARARAQUARA/SP MESTRE EM DENTÍSTICA PELA UNESP- ARARAQUARA/SP DOUTORANDO EM DENTÍSTICA PELA UNESP- ARARAQUARA/SP PROFESSOR DOS CURSOS

Leia mais

Materiais de restauração (Compósitos) x-tra fil. x-tra fil Caps. Material de restauração posterior fotopolimerizável

Materiais de restauração (Compósitos) x-tra fil. x-tra fil Caps. Material de restauração posterior fotopolimerizável x-tra fil x-tra fil Caps Material de restauração posterior fotopolimerizável x-tra fil em cápsulas de aplicação directa Restaurações classe I e II Reconstrução de núcleos Fotopolimerizável em camadas de

Leia mais

Caso Selecionado. Adauto de Freitas Jr. e Luiz Alves Ferreira

Caso Selecionado. Adauto de Freitas Jr. e Luiz Alves Ferreira Integração entre ciência, clínica e arte: a chave do sucesso estético/funcional dauto de Freitas Jr. e Luiz lves Ferreira O desafio do caso selecionado se concentra em duas palavras, integração e harmonia.

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS ZIRCÔNIA COMO MATERIAL DE ESCOLHA PARA INFRA-ESTRUTURA DE PRÓTESES FIXAS REVISÃO DE LITERATURA

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS ZIRCÔNIA COMO MATERIAL DE ESCOLHA PARA INFRA-ESTRUTURA DE PRÓTESES FIXAS REVISÃO DE LITERATURA INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS BRUNO SEEMANN VIEIRA ZIRCÔNIA COMO MATERIAL DE ESCOLHA PARA INFRA-ESTRUTURA DE PRÓTESES FIXAS REVISÃO DE LITERATURA Florianópolis, 2011 BRUNO SEEMANN VIEIRA

Leia mais

Preparos para elementos unitários

Preparos para elementos unitários 11 Preparos para elementos unitários ALFREDO JÚLIO FERNANDES NETO FLÁVIO DOMINGUES DAS NEVES ADÉRITO SOARES DA MOTA REABILITAÇÕES COMPLEXAS INTERAGINDO - PRÓTESE Apesar dos avanços nos níveis iniciais

Leia mais

Coluna Visão Protética

Coluna Visão Protética Coluna Visão Protética 88 PROSTHESIS Prosthes. Lab. Sci. 2013; 2(6):88-97. L A B O R A T O R Y i n Gustavo Bertholdo 1 Elson Bertholdo 2 Eduardo Souza Junior 3 Luis Gustavo Barrote Albino 4 Thays Bertoldo

Leia mais

RESTAURAÇÕES TOTALMENTE CERÂMICAS: CARACTERÍSTICAS, APLICAÇÕES CLÍNICAS E LONGEVIDADE

RESTAURAÇÕES TOTALMENTE CERÂMICAS: CARACTERÍSTICAS, APLICAÇÕES CLÍNICAS E LONGEVIDADE RESTAURAÇÕES TOTALMENTE CERÂMICAS: CARACTERÍSTICAS, APLICAÇÕES CLÍNICAS E LONGEVIDADE Luís Henrique Araújo Raposo Letícia Resende Davi Paulo Cézar Simamoto Júnior Flávio Domingues das Neves Paulo Vinícius

Leia mais

TIOMI SUGUIURA MAKINO INDICAÇÕES E AS PROPRIEDADES DO SISTEMA EMPRESS

TIOMI SUGUIURA MAKINO INDICAÇÕES E AS PROPRIEDADES DO SISTEMA EMPRESS TIOMI SUGUIURA MAKINO INDICAÇÕES E AS PROPRIEDADES DO SISTEMA EMPRESS CAMPO GRANDE 2011 TIOMI SUGUIURA MAKINO INDICAÇÕES E AS PROPRIEDADES DO SISTEMA EMPRESS Trabalho apresentado ao curso de pósgraduação

Leia mais

Resinas compostas: o estado da arte

Resinas compostas: o estado da arte Caso Selecionado Resinas compostas: o estado da arte Maurício U. Watanabe Na Odontologia atual, a resina composta é o material de eleição quando se trata de reconstruções de coroas fraturadas de dentes

Leia mais

Dentes Alemães Classic A Solução Perfeita 4x4

Dentes Alemães Classic A Solução Perfeita 4x4 Dentes Alemães Classic A Solução Perfeita 4x4 Carta Molde Informação de Produto Magister Dentes anteriores Classic Magister Dentes anteriores com 4 camadas Os dentes Magister apresentam estética semelhante

Leia mais

Harmonia. Caso Selecionado. Sidney Kina e José Carlos Romanini

Harmonia. Caso Selecionado. Sidney Kina e José Carlos Romanini Caso Selecionado Harmonia Sidney Kina e José Carlos Romanini Na busca para encontrar uma composição agradável no sorriso, alguns fatores de composição estética devem ser observados, para orientação na

Leia mais

Amaris naturalmente simples. simplesmente Bonito!

Amaris naturalmente simples. simplesmente Bonito! Naturalmente simples. Simplesmente bonito! Amaris Elegância natural Dois passos simples Estratificação natural Resultados brilhantes Técnica simples Ao longo de décadas, os dentistas utilizaram uma escala

Leia mais

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44 Mitos e Verdades da Odontologia Mitos: Quanto maior e colorida for nossa escova dental, melhor! Mentira. A escova dental deve ser pequena ou média para permitir alcançar qualquer região da nossa boca.

Leia mais

ConScientiae Saúde ISSN: 1677-1028 conscientiaesaude@uninove.br Universidade Nove de Julho Brasil

ConScientiae Saúde ISSN: 1677-1028 conscientiaesaude@uninove.br Universidade Nove de Julho Brasil ConScientiae Saúde ISSN: 1677-1028 conscientiaesaude@uninove.br Universidade Nove de Julho Brasil Romão, Waldyr; Rosa de Oliveira, Flávio Sistemas cerâmicos reforçados e suas indicações ConScientiae Saúde,

Leia mais

Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14

Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 C U R S O O D O N T O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: ODONTOLOGIA PRÉ-CLÍNICA II Código: ODO-028 Pré-requisito:

Leia mais

Acesse: http://fuvestibular.com.br/

Acesse: http://fuvestibular.com.br/ Esse molde é (quase) para sempre Manuais ou mecanizados, de precisão, não importa qual o processo de fundição que tenhamos estudado até agora, todos tinham em comum duas coisas: o fato de que o material

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Curso

Trabalho de Conclusão de Curso Trabalho de Conclusão de Curso Tecnologia CAD/CAM Odara Íris Petter Universidade Federal de Santa Catarina Curso de Graduação em Odontologia UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA

Leia mais

GrandTEC. Tiras de fibra de vidro impregnadas com resina para uso em técnicas adesivas odontológicas

GrandTEC. Tiras de fibra de vidro impregnadas com resina para uso em técnicas adesivas odontológicas GrandTEC Tiras de fibra de vidro impregnadas com resina para uso em técnicas adesivas odontológicas GrandTEC Técnica inovadora Somente aplicando os mais modernos materiais da técnica adesiva, o clínico

Leia mais

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente).

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). Consiste na regularização do alvéolo (local onde está inserido o dente), geralmente após a

Leia mais

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 8 Especialidade: DENTÍSTICA RESTAURADORA

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 8 Especialidade: DENTÍSTICA RESTAURADORA Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 8 Grupo: 100-Diagnose - As consultas deverão ser faturadas em Guias de Atendimento - GA, separadamente dos demais procedimentos, que serão faturados na

Leia mais

Ensaiar é preciso! Como você se sentiria se a chave que acabou

Ensaiar é preciso! Como você se sentiria se a chave que acabou A U A UL LA Acesse: http://fuvestibular.com.br/ Ensaiar é preciso! Introdução Como você se sentiria se a chave que acabou de mandar fazer quebrasse ao dar a primeira volta na fechadura? Ou se a jarra de

Leia mais

Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio

Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio Prof. Dr. Glauco Rangel Zanetti Doutor em Clínica Odontológica - Prótese Dental - FOP-Unicamp

Leia mais

Técnica Laboratorial Laboratory technique

Técnica Laboratorial Laboratory technique Técnica Laboratorial Laboratory technique Juliana Nerculini Alexandretti 1 Metalocerâmica do dia a dia Everyday metal-ceramic Resumo As coroas metalocerâmicas são muito utilizadas pelo fato de proporcionar

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 55

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 55 8 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 55 QUESTÃO 17 A Prótese Dentária é considerada uma especialidade odontológica de rico intercâmbio com as outras especialidades da odontologia. Esse intercâmbio

Leia mais

Fibras, Esponjas e Panos

Fibras, Esponjas e Panos 3M Soluções Comerciais Núcleo Profissional Fibras, Esponjas e Panos Food Service O mercado de Profissional é um dos que mais cresce no país e, com ele, cresce também a demanda por padrões cada vez mais

Leia mais

SHEILA DE JESUS GOMES. Cursos de Prótese Dentária do Estado de São Paulo e Capital SÃO JOSÉ DO RIO PRETO-SP 2010

SHEILA DE JESUS GOMES. Cursos de Prótese Dentária do Estado de São Paulo e Capital SÃO JOSÉ DO RIO PRETO-SP 2010 1 SHEILA DE JESUS GOMES Cursos de Prótese Dentária do Estado de São Paulo e Capital SÃO JOSÉ DO RIO PRETO-SP 2010 2 SHEILA DE JESUS GOMES Cursos de Prótese Dentária do Estado de São Paulo e Capital Trabalho

Leia mais

pro-part Ficha técnica Aplicações recomendadas Materiais Suportes

pro-part Ficha técnica Aplicações recomendadas Materiais Suportes Ficha técnica pro-part Perfil decorativo para revestimentos cerâmicos; alternativa à tradicional faixa cerâmica decorativa. Adequados para o remate de esquinas e transições entre ladrilhos cerâmicos. pro-part

Leia mais

Por: Renato Fabricio de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst

Por: Renato Fabricio de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst Por: Renato Fabricio de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst Técnica 1: Faceta I.Dente vital e preparo protético pronto. 1. Medir a altura e a largura do dente homológo do

Leia mais

Adper Easy One. Adesivo Autocondicionante. Um adesivo Um frasco. Muitas vantagens

Adper Easy One. Adesivo Autocondicionante. Um adesivo Um frasco. Muitas vantagens Adper Easy One Adesivo Autocondicionante Um adesivo Um frasco Muitas vantagens Um adesivo. Uma camada. Uma única etapa. Rápido! PRATICIDADE EM UM FRASCO Com o Adper Easy One, você precisa de apenas um

Leia mais

Processo de fundição: Tixofundição

Processo de fundição: Tixofundição Processo de fundição: Tixofundição Disciplina: Processos de Fabricação. Professor Marcelo Carvalho. Aluno: Gabriel Morales 10/44940. Introdução O processo de fabricação conhecido como fundição pode ser

Leia mais

Excelência estética obtida com diagnóstico, planejamento e tratamento integrados

Excelência estética obtida com diagnóstico, planejamento e tratamento integrados Caso Selecionado Excelência estética obtida com diagnóstico, planejamento e tratamento integrados Carlos Eduardo Francischone O caso clínico apresentado mostra resultados estéticos e funcionais excelentes,

Leia mais

SISTEMAS CERÂMICOS METAL FREE

SISTEMAS CERÂMICOS METAL FREE SISTEMAS CERÂMICOS METAL FREE Alexandre Carvalho Pedrosa 1 Orientador: Professor Francisco Girundi 2 RESUMO Os sistemas de cerâmicas atuais puras têm tido grande avanço tecnológico, permitindo o seu uso

Leia mais

REABLITAÇÃO ESTÉTICA E FUNCIONAL DA GUIA ANTERIOR E CANINA UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) DE UMA PACIENTE COM EROSÃO E BRUXISMO.

REABLITAÇÃO ESTÉTICA E FUNCIONAL DA GUIA ANTERIOR E CANINA UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) DE UMA PACIENTE COM EROSÃO E BRUXISMO. REABLITAÇÃO ESTÉTICA E FUNCIONAL DA GUIA ANTERIOR E CANINA UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) DE UMA PACIENTE COM EROSÃO E BRUXISMO. Caso clínico realizado pelo especialista em Dentística Restauradora

Leia mais

MANUAL DE PRÓTESE FIXA

MANUAL DE PRÓTESE FIXA MANUAL DE PRÓTESE FIXA INDICE Materiais e Equipamentos 05 Materiais e Técnicas de Moldagem 07 Vazamento de Modelos 08 Montagem em Articulador 17 Enceramento 20 Preparo de Troquel 23 Inclusão 25 Fundição

Leia mais

Laura Tagliari Costa LAMINADOS CERÂMICOS COM DIFERENTES PREPAROS DA ESTRUTURA DENTÁRIA: REVISÃO LITERÁRIA

Laura Tagliari Costa LAMINADOS CERÂMICOS COM DIFERENTES PREPAROS DA ESTRUTURA DENTÁRIA: REVISÃO LITERÁRIA 1 Laura Tagliari Costa LAMINADOS CERÂMICOS COM DIFERENTES PREPAROS DA ESTRUTURA DENTÁRIA: REVISÃO LITERÁRIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA PUCRS PARA A OBTENÇÃO DO TÍTULO DE CIRURGIÃ-DENTISTA

Leia mais

1. Introdução. 2. Fios ortodônticos. Centro de Pós Graduação em Ortodontia

1. Introdução. 2. Fios ortodônticos. Centro de Pós Graduação em Ortodontia 1. Introdução O alinhamento e o nivelamento é o primeiro estágio do tratamento ortodôntico com aparelho fixo. Alinhamento significa colocar os braquetes e os tubos alinhados no sentido vestibulolingual.

Leia mais

SISTEMAS CONSTRUTIVOS Professor:Regialdo BLOCOS DE CONCRETO

SISTEMAS CONSTRUTIVOS Professor:Regialdo BLOCOS DE CONCRETO SISTEMAS CONSTRUTIVOS Professor:Regialdo BLOCOS DE CONCRETO CONCEITO A tipologia estrutural composta por bloco, argamassa, graute e eventualmente armações é responsável por um dos sistemas construtivos

Leia mais

Garantia. Syntesis. Pilares personalizados. Regeneração. Serviços CAD-CAM. Sistemas de Implantes. Soluções Digitais

Garantia. Syntesis. Pilares personalizados. Regeneração. Serviços CAD-CAM. Sistemas de Implantes. Soluções Digitais Garantia Syntesis Pilares personalizados Regeneração Sistemas de Implantes CAD-CAM Soluções Digitais Serviços Syntesis Pilares personalizados Syntesis A solução mais completa, com a garantia Phibo Após

Leia mais

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Materiais Dentários. Professora: Patrícia Cé

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Materiais Dentários. Professora: Patrícia Cé Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal Materiais Professora: Patrícia Cé Introdução AULA I Vernizes Cimento de hidróxido de Cálcio Cimento de Ionômero de Vidro Cimento de

Leia mais

TABELA DE PREÇOS TABELA PREÇOS DENTES BIOCLER :...R$ 12,00 NEW ACE:...R$ 17,00 METALO CERÂMICA MAGISTER:...R$ 38,00

TABELA DE PREÇOS TABELA PREÇOS DENTES BIOCLER :...R$ 12,00 NEW ACE:...R$ 17,00 METALO CERÂMICA MAGISTER:...R$ 38,00 METALO CERÂMICA TABELA DE PREÇOS Metalo Cerâmica Coroa Unitária...R$ 174,00 BIOCLER :...R$ 12,00 NEW ACE:...R$ 17,00 MAGISTER:...R$ 38,00 (coping +troquel+aplicação cerâmica) Metalo Cerâmica s/ Implante

Leia mais

Disciplina de Prótese Parcial Fixa

Disciplina de Prótese Parcial Fixa Disciplina de Prótese Parcial Fixa Docentes: Profa. Dra. Adriana Cristina Zavanelli Profa. Dra. Daniela Micheline dos Santos Prof. Dr. José Vitor Quinelli Mazaro Prof. Dr. Stefan Fiúza de Carvalho Dekon

Leia mais

CURSOS ICMDS PROSTODONTIA

CURSOS ICMDS PROSTODONTIA CURSOS ICMDS PROSTODONTIA OBJECTIVOS Aprimorar a pratica clinica dos profissionais que praticam Prostodontia no seu dia dia e buscam a exelência no planeamento Estético, Mock up, Metal Free, nos Preparos

Leia mais

BR 280 - KM 47 - GUARAMIRIM SC Fone 47 3373 8444 Fax 47 3373 8191 nitriondobrasil@terra.com.br www.nitrion.com

BR 280 - KM 47 - GUARAMIRIM SC Fone 47 3373 8444 Fax 47 3373 8191 nitriondobrasil@terra.com.br www.nitrion.com TÉCNICA DA NITRETAÇÃO A PLASMA BR 280 KM 47 GUARAMIRIM SC Fone 47 3373 8444 Fax 47 3373 8191 nitriondobrasil@terra.com.br www.nitrion.com A Nitrion do Brasil, presente no mercado brasileiro desde 2002,

Leia mais

IPS e.max: harmonização do sorriso

IPS e.max: harmonização do sorriso Artigo Clínico IPS e.max: harmonização do sorriso Victor Grover Rene Clavijo*, Niélli Caetano de Souza*, Marcelo Ferrarezi de Andrade** Resumo Neste artigo será relatada a reabilitação do sorriso com o

Leia mais

Fundição em Moldes Metálicos Permanentes por Gravidade.

Fundição em Moldes Metálicos Permanentes por Gravidade. Aula 10: Processos de Fundição em Moldes Metálicos por Gravidade (Coquilhas) 01: Introdução - Características do processo - Etapas envolvidas. - Fatores econômicos e tecnológicos - Ligas emprwegadas 02:

Leia mais

Era o que você esperava? Não, superou todas as minhas expectativas. Ficou lindo. SIRONA.COM.BR

Era o que você esperava? Não, superou todas as minhas expectativas. Ficou lindo. SIRONA.COM.BR É o sonho de consumo de qualquer pessoa ter uma máquina dessa, inclusive o meu. Com o equipamento vou poder ajudar as pessoas a terem o sorriso como o meu e a praticidade também. O que você achou de ser

Leia mais

Cobertura com telhas asfálticas. Cobertura com telhas asfálticas

Cobertura com telhas asfálticas. Cobertura com telhas asfálticas Cobertura com telhas asfálticas Cobertura com telhas asfálticas A cobertura conhecida como shingle é uma manta asfáltica composta por elementos descontínuos. A telha possui, na composição, camadas à base

Leia mais

Fragmento CerâmiCo em incisivo Central: abordagem estética e UltraConservadora

Fragmento CerâmiCo em incisivo Central: abordagem estética e UltraConservadora Visão Clínica Fragmento CerâmiCo em incisivo Central: abordagem estética e UltraConservadora Ceramic fragment in central incisor: Aesthetic approach and ultraconservative Carlos Marcelo Archangelo*, José

Leia mais

Visão 2. Protocolo Clínico para Confecção de Facetas Diretas em Resina Composta. Clinical protocol for fabrication of direct composite resin veneers

Visão 2. Protocolo Clínico para Confecção de Facetas Diretas em Resina Composta. Clinical protocol for fabrication of direct composite resin veneers Visão 2 Protocolo Clínico para Confecção de Facetas Diretas em Resina Composta Clinical protocol for fabrication of direct composite resin veneers Fernando Fialho *, Rodrigo Proença **, Mariana Proença

Leia mais

VITRO-CERAM ALUMINA. Alumina infiltrada com vidro para copings e estruturas de próteses fixas de porcelana sem metal.

VITRO-CERAM ALUMINA. Alumina infiltrada com vidro para copings e estruturas de próteses fixas de porcelana sem metal. VITRO-CERAM ALUMINA Alumina infiltrada com vidro para copings e estruturas de próteses fixas de porcelana sem metal Instruções de Uso Introdução Nos últimos anos o desenvolvimento de porcelanas com extraordinárias

Leia mais

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários Nosso consultório odontológico está equipado para oferecer ao produtor rural todos os tratamentos odontológicos disponíveis na atualidade. Segue abaixo uma discriminação detalhada de cada tratamento oferecido

Leia mais

Aparelho Arco E-1886E. Partes do aparelho

Aparelho Arco E-1886E. Partes do aparelho BRÁQUETES Aparelho Arco E-1886E Partes do aparelho Aparelho Arco E -1886 APARELHO PINO E TUBO - 1912 Arco Cinta -1915 Aparelho Edgewise - 1925 Braquete original Os primeiros bráquetes eram.022 de uma liga

Leia mais

Geopolímero para reparo e reabilitação de vigas de concreto armado por P. Balaguru, Professor Stephen Kurtz e Jon Rudolph

Geopolímero para reparo e reabilitação de vigas de concreto armado por P. Balaguru, Professor Stephen Kurtz e Jon Rudolph Geopolímero para reparo e reabilitação de vigas de concreto armado por P. Balaguru, Professor Stephen Kurtz e Jon Rudolph À prova de fogo Reparos externos e reabilitação estrutural para infraestruturas

Leia mais

MILHÕES P O O S A I S O M E N I T M U 8DE SORRISOS. www.fgm.ind.br 0800 644 6100 PROMOÇÕES VÁLIDAS ENQUANTO DURAREM OS ESTOQUES.

MILHÕES P O O S A I S O M E N I T M U 8DE SORRISOS. www.fgm.ind.br 0800 644 6100 PROMOÇÕES VÁLIDAS ENQUANTO DURAREM OS ESTOQUES. MILHÕES 8DE SORRISOS M U I T M U O I T M A I S O M E N P O O S R BRINDES DESCONTOS ECONOMIA QUALIDADE www.fgm.ind.br 0800 644 6100 PROMOÇÕES VÁLIDAS ENQUANTO DURAREM OS ESTOQUES. LEVE AGORA! WHITE CLASS

Leia mais

2 Revisão da Literatura

2 Revisão da Literatura 15 2 Revisão da Literatura Com o objetivo de avaliar e comparar a resistência de materiais totalmente cerâmicos e suas terminações cervicais utilizadas na confecção de próteses fixas investigou-se na literatura

Leia mais

CELTRA CAD E DUO. Porcelana/Cerâmica Odontológica. Instruções de Uso. Apresentação. Composição. Indicações de Uso.

CELTRA CAD E DUO. Porcelana/Cerâmica Odontológica. Instruções de Uso. Apresentação. Composição. Indicações de Uso. Apresentação 5365410005 - CELTRA Cad FC LT A1 C14 (6PCS); ou 5365410011 - CELTRA Cad FC LT A2 C14 (1PCS) ; ou 5365410021 - CELTRA Cad FC LT A3 C14 (1PCS) ; ou 5365410025- CELTRA Cad FC LT A3 C14 (6PCS)

Leia mais

Soldagem de manutenção II

Soldagem de manutenção II A UU L AL A Soldagem de manutenção II A recuperação de falhas por soldagem inclui o conhecimento dos materiais a serem recuperados e o conhecimento dos materiais e equipamentos de soldagem, bem como o

Leia mais

Instituto Latino Americano de Pesquisa e Ensino Odontológico. Cristina Rech Grandi Molin

Instituto Latino Americano de Pesquisa e Ensino Odontológico. Cristina Rech Grandi Molin Instituto Latino Americano de Pesquisa e Ensino Odontológico Cristina Rech Grandi Molin Adaptação marginal de infraestruturas de próteses dentossuportadas obtidas por diferentes técnicas: Revisão de literatura

Leia mais

Cerâmicas Odontológicas

Cerâmicas Odontológicas UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ODONTOLOGIA DEPARTAMENTO DE BIOMATERIAIS E BIOLOGIA ORAL Disciplina ODB401 - Materiais para uso indireto Roteiro de estudos (24/04/13) Prof. Paulo Francisco Cesar

Leia mais

Ufi Gel SC/P Ufi Gel hard/c. Ufi Gel SC / P Ufi Gel hard / C. aplicação

Ufi Gel SC/P Ufi Gel hard/c. Ufi Gel SC / P Ufi Gel hard / C. aplicação Ufi Gel SC/P Ufi Gel hard/c Ufi Gel SC / P Ufi Gel hard / C O sistema reembasador para qualquer aplicação Ufi Gel SC/P Ufi Gel hard/c O sistema reembasador para qualquer aplicação A atrofia do osso alveolar

Leia mais

IMPORTANTES PROCEDIMENTOS CLÍNICOS E LABORATORIAIS PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE DENTES NATURAIS E IMPLANTES

IMPORTANTES PROCEDIMENTOS CLÍNICOS E LABORATORIAIS PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE DENTES NATURAIS E IMPLANTES Dr. Dario Adolfi Data: 27, 28 e 29 de novembro de 2013 OBJETIVOS: Saiba como planejar uma reabilitação total através do enceramento de diagnóstico e a importância das técnicas de preparo e como executar

Leia mais

Structur 3. Structur 3. Brilha sem polimento!

Structur 3. Structur 3. Brilha sem polimento! Compósito para a confeção de coroas e pontes provisórias Brilha sem polimento! 3 PARA COROAS E PONTES PROVISÓRIoS BRILHANTES é um compósito autopolimerizável para a confeção de coroas e pontes provisórias,

Leia mais

FORMAÇÃO EM IMPLANTOLOGIA E PRÓTESE FIXA

FORMAÇÃO EM IMPLANTOLOGIA E PRÓTESE FIXA 28 Maio - 2 Junho 2012 FORMAÇÃO EM IMPLANTOLOGIA E PRÓTESE FIXA curriculum v vitae curric u Prof. Dr. Fernando Almeida Phd 2006 FMDUP - Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto. Administrador

Leia mais

Restabelecimento estético anterior: clareamento, facetas e coroas em cerâmica

Restabelecimento estético anterior: clareamento, facetas e coroas em cerâmica Restabelecimento estético anterior: clareamento, facetas e coroas em cerâmica Mariana Veras Godeiro Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN. Especialista em Dentística

Leia mais

Associação Odontológica Norte do Paraná AONP. Metal Free. João Fernando Souza Bazzo

Associação Odontológica Norte do Paraná AONP. Metal Free. João Fernando Souza Bazzo Associação Odontológica Norte do Paraná AONP Metal Free João Fernando Souza Bazzo Londrina Associação Odontológica Norte do Paraná AONP Metal Free João Fernando Souza Bazzo Monografia apresentada ao curso

Leia mais