SENAI - ALIMENTOS E BEBIDAS - BOAS PRÁTICAS PARA SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO - RDC 216 ME EPP 80,00 CURSO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SENAI - ALIMENTOS E BEBIDAS - BOAS PRÁTICAS PARA SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO - RDC 216 ME EPP 80,00 CURSO"

Transcrição

1 FORMATO EVENTO SINOPSE PÚBLICO CARGA- HORÁRIA PREÇO SENAI - ALIMENTOS E BEBIDAS - BOAS PRÁTICAS PARA SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO - RDC ,00 SENAI - AUTOMOTIVO - MECÂNICO DE TRANSMISSÃO AUTOMÁTICA ,00 SENAI - AUTOMOTIVO - REGULAGENS E DIAGNÓSTICO DE MOTOR CICLO OTTO ,00 SENAI - CERÂMICA - CONTROLES DE PROCESSO PRODUTIVO DE CERÂMICA VERMELHA 16 90,00 SENAI - CERÂMICA - ENSAIOS PARA CERTIFICAÇÃO DE CERÂMICA VERMELHA ,00 SENAI - CERÂMICA - ENSAIOS TÉRMICOS PARA CERÂMICA ,00 SENAI - CERÂMICA - FABRICAÇÃO DE CERÂMICA VERMELHA 16 90,00 SENAI - CERÂMICA - SECAGEM E QUEIMA DE PRODUTOS DE CERÂMICA VERMELHA 16 90,00

2 SENAI - CERÂMICA - SISTEMA DE QUALIDADE DE LABORATÓRIOS - NBR ISO/IEC ,00 SENAI - CONSTRUÇÃO CIVIL - PINTURA DECORATIVA ,00 SENAI - CONSTRUÇÃO CIVIL -EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA CONSTRUÇÃO CIVIL ,00 SENAI - CONSTRUÇÃO CIVIL -IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTRUTURAS ,00 SENAI - CONSTRUÇÃO CIVIL -INSTALADOR DE DRYWALL ,00 SENAI - COURO E CALÇADOS - CRIAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÃO DE CALÇADOS ,00 SENAI - COURO E CALÇADOS -CRIAÇÃO DE ACESSÓRIOS DE MODA ,00 SENAI - COURO E CALÇADOS -DESIGN ESTRATÉGICO PARA A INDÚSTRIA DE CALÇADOS ,00

3 SENAI - COURO E CALÇADOS -GESTOR DA PRODUÇÃO ,00 SENAI - GRÁFICA - CONTROLE DE PROCESSO NA IMPRESSÃO OFFSET ,00 SENAI - GRÁFICA - ORÇAMENTO DE SERVIÇOS GRÁFICOS ,00 SENAI - GRÁFICA - PCP - PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO ,00 SENAI - GRÁFICA - PRODUÇÃO GRÁFICA ,00 SENAI - GRÁFICA - TECNOLOGIA DE IMPRESSÃO OFFSET ,00 SENAI - MADEIRA E MOBILIÁRIO - DESENHO DE MANUAIS DE MONTAGEM DE MÓVEIS ,00 SENAI - MADEIRA E MOOBILIÁRIO - PROTOTIPAGEM VIRTUAL DE MÓVEIS ,00

4 SENAI - METALMECÂNICO - CONTROLE DIMENSIONAL ,00 SENAI - METALMECÂNICO - DESENHO TÉCNICO MECÂNICO ,00 SENAI - PLÁSTICOS E POLÍMEROS - PROCESSOS DE PROTOTIPAGEM E MODELAGEM COM RESINAS ,00 SENAI - PLÁSTICOS E POLÍMEROS - ENSAIOS MECÂNICO EM MATERIAIS PLÁSTICOS ,00 SENAI - PLÁSTICOS E POLÍMEROS - INJETORAS PARA PLÁSTICOS ,00 SENAI - PLÁSTICOS E POLÍMEROS - MATERIAIS POLIMÉRICOS PARA A INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO ,00 SENAI - PLÁSTICOS E POLÍMEROS - RECICLAGEM DE MATERIAIS PLÁSTICOS ,00 SENAI - VESTUÁRIO - CONTROLE DE QUALIDADE DO VESTUÁRIO ,00

5 SENAI - VESTUÁRIO - TINGIMENTO DE AVIAMENTOS DO VESTUÁRIO ,00 SENAI - VESTUÁRIO -DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES ,00 SENAI - VESTUÁRIO -GRADUAÇÃO DE MODELOS ,00 SENAI-ALIMENTOS E BEBIDAS-GESTÃO DA SEGURANÇA DE ALIMENTOS SENAI-ALIMENTOS E BEBIDAS-INOVAÇÃO DE PRODUTOS E TENDÊNCIAS DO MERCADO DE ALIMENTOS SENAI-ALIMENTOS E BEBIDAS-PANIFICAÇÃO SENAI-ALIMENTOS E BEBIDAS-RECICLAGEM EM BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO Abordar temas referentes à gestão de perigos e contaminantes em alimentos ao longo da cadeia produtiva, com ênfase na implementação das Boas Práticas de Fabricação e nos elementos do Sistema APPCC. Incentivar os participantes quanto a importância da inovação de produto e processo de forma empreendedora e de acordo com as tendências dos mercados nacional e internacional de alimentos. Processamento de produtos de panificação, tendo em vista o aprimoramento do processo produtivo em termos de balanceamento de formulações, fluxograma de processo e qualidade dos produtos. Fortalecer nos participantes a percepção da importância de se produzir alimentos seguros com qualidade e higiene, fazendo uso das Boas Práticas de Fabricação. SENAI-ALIMENTOS E BEBIDAS-SEGURANÇA DOS ALIMENTOS Abordar temas referentes à gestão de perigos e contaminantes em alimentos ao longo da cadeia produtiva, com ênfase na implementação das Boas Práticas de Fabricação e nos elementos do Sistema APPCC; realização de atividades interativas para fixação do assunto. SENAI-AUTOMOTIVO-GESTÃO DE S AUTOMOTIVAS AIR BAG Gestão da produtividade da oficina através de métodos alinhados e ambientes convencionalmente organizados Explanar sobre funcionamento dos sistemas atuais de air bag, e cuidados básicos com o sistema. REDES DE COMUNICAÇÃO Abordar os diferentes tipos de rede de comunicação inter sistemas, e suas principais particularidades; Importância das redes de comunicação nos veículos; e mitos sobre reparo em veículos dotados de redes multiplexadas. TÉCNICAS DE REPARAÇÃO - ABS TÉCNICAS DE REPARAÇÃO - AIR BAG Demonstração de métodos de diagnóstico e reparação em sistemas ABS Demonstração de métodos de diagnóstico, reparação e cuidados com sistema de Air Bag Demonstração de métodos de diagnóstico e TÉCNICAS DE REPARAÇÃO - SISTEMA DE reparação de transmissões automáticas TRANSMISSÃO AUTOMÁTICA TÉCNICAS DE REPARAÇÃO - SISTEMA DE TRANSMISSÃO AUTOMATIZADA Demonstração de métodos de diagnóstico e reparação em sistemas automatizados de transmissão

6 TRANSMISSÃO AUTOMÁTICA TRANSMISSÃO AUTOMATIZADA SENAI-AUTOMOTIVO-TENDÊNCIAS TECNOLÓGICAS NO SETOR DE REPARAÇÃO AUTOMOTIVA SENAI-CERÂMICA-COMBUSTÍVEIS ALTERNATIVOS PARA A INDÚSTRIA CERÂMICA SENAI-CERÂMICA-TÉCNICAS DE PRODUÇÃO E CONTROLE NA INDÚSTRIA DA CERÂMICA VERMELHA SENAI-CONFECÇÃO / VESTUÁRIO-A IMPORTÂNCIA DO CALENDÁRIO DA MODA E SUAS APLICAÇÕES SENAI-CONFECÇÃO / VESTUÁRIO-COMO APLICAR O ESTUDO DE TEMPOS E MÉTODOS NA INDÚSTRIA DE VESTUÁRIO SENAI-CONFECÇÃO / VESTUÁRIO-COMO MELHORAR SEU PROCESSO PRODUTIVO NA INDÚSTRIA DE CONFECÇÃO SENAI-CONFECÇÃO / VESTUÁRIO-COMO PLANEJAR UMA COLEÇÃO DE MODA SENAI-CONFECÇÃO / VESTUÁRIO-COMO PREPARAR SUA EMPRESA PARA UMA CERTIFICAÇÃO SENAI-CONFECÇÃO / VESTUÁRIO-SENAI MIX DESIGN - INSPIRAÇÕES E TENDÊNCIAS SENAI-CONFECÇÃO / VESTUÁRIO-TECNOLOGIA DA CONFECÇÃO SENAI-CONSTRUÇÃO CIVIL-A IMPORTÂNCIA DA QUALIFICAÇÃO DA MÃO DE OBRA NA INDÚSTRIA Apresentar novas tecnologias, estratégias de funcionamento e cuidados na manutenção de Transmissões Automáticas modernas. Apresentar as tecnologias aplicadas na automatização de transmissões mecânicas, simplificando a compreensão da estratégia de funcionamento e procedimentos de diagnóstico e reparo. Abordagem de novas tendências em equipamentos, ferramentas e serviços para o setor de reparação automotiva SENAI-CONSTRUÇÃO CIVIL-ALTERNATIVAS TECNOLÓGICAS PARA AUTOMAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS - AUTOMAÇÃO PREDIAL SENAI-CONSTRUÇÃO CIVIL-EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Desenvolver competências relativas às atividades envolvidas no consumo de energia, relativas a analise, identificação de potenciais de redução de consumo de energia, para a otimização dos insumos energéticos industriais 8 0,00 SENAI-CONSTRUÇÃO CIVIL-GESSO ACARTONADO SENAI-CONSTRUÇÃO CIVIL-GESTÃO DE RESÍDUOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL SENAI-CONSTRUÇÃO CIVIL-INTERPRETAÇÃO DA NR 18 SENAI-CONSTRUÇÃO CIVIL-INTERPRETAÇÃO DA NR 18 SENAI-COURO E CALÇADOS-ALTERNATIVAS TECNOLÓGICAS PARA AUTOMAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS SENAI-COURO E CALÇADOS-BALANCEAMENTO DA PRODUÇÃO - DIMENSIONANDO SUA EQUIPE DE PRODUÇÃO SENAI-COURO E CALÇADOS-DESIGN - CONCEITUAÇÃO E APLICAÇÃO DE TENDÊNCIAS DE MODA Implementação da Segurança no Trabalho nos canteiros de obras Desenvolver competências relativas ao processo de criação de produtos de moda através da aplicação das informações de tendências apresentadas pelo Box SENAI MIX DESIGN 8 0,00 SENAI-COURO E CALÇADOS-DESIGN ESTRATÉGICO SENAI-COURO E CALÇADOS-DESIGN ESTRATÉGICO - GESTÃO CRIATIVA Disseminar os conceitos e princípios de design, de forma estratégica, para implementar uma cultura de inovação, aplicando ferramentas como diferencial competitivo na criação SENAI-COURO E CALÇADOS-EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Sensibilizar a otimização dos equipamentos elétricos na indústria, visando a diminuição do Conteúdo programático resumido: consumo de energia, sem prejuízo no processo produtivo SENAI-COURO E CALÇADOS-FATORES PRODUTIVOS QUE IMPACTAM NA COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA DE CALÇADOS Sensibilizar quanto ao aproveitamento dos recursos disponíveis na indústria de calçados SENAI-COURO E CALÇADOS-LAYOUT - QUANTO SUA EMPRESA PRODUZ POR M²? SENAI-COURO E CALÇADOS-LEAN DESIGN

7 SENAI-COURO E CALÇADOS-LEAN MANUFACTURING - O SISTEMA DE PRODUÇÃO QUE MUDOU O MUNDO SENAI-COURO E CALÇADOS-O DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO SENAI-COURO E CALÇADOS-O PLANEJAMENTO E Evidenciar o quanto a Produção bem planejada CONTROLE DA PRODUÇÃO COMO DIFERENCIAL DE aumenta a produtividade e diminui perdas e COMPETITIVIDADE desperdícios SENAI-COURO E CALÇADOS-PCP - PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO SENAI-COURO E CALÇADOS-PLANEJAMENTO DE COLEÇÃO PARA ARTEFATOS EM COURO E SINTÉTICO SENAI-COURO E CALÇADOS-QUALIDADE DE PRODUTO UMA OBRIGAÇÃO E NÃO UM DIFERENCIAL COMPETITIVO SENAI-COURO E CALÇADOS-SENAI MIX DESIGN - INSPIRAÇÕES E TENDÊNCIAS SENAI-GRÁFICA-A CERTIFICAÇÃO AMBIENTAL EM EMPRESAS GRÁFICAS SENAI-GRÁFICA-COMO AUMENTAR A PRODUTIVIDADE REDUZINDO PROBLEMAS NA IMPRESSÃO E PÓS-IMPRESSÃO SENAI-GRÁFICA-EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Demonstrar as etapas de desenvolvimento de uma coleção, acessórios e artefatos em geral Desenvolver competências relativas às atividades envolvidas no consumo de energia, relativas a analise, identificação de potenciais de redução de consumo de energia, para a otimização dos insumos energéticos industriais SENAI-GRÁFICA-EFICIÊNCIA ENERGÉTICA SENAI-GRÁFICA-FERRAMENTAS DA QUALIDADE APLICADAS NA INDÚSTRIA GRÁFICA SENAI-GRÁFICA-MASP - METODOLOGIA DE ANÁLISE E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS SENAI-GRÁFICA-O QUE CONTROLAR E PADRONIZAR NA PRÉ-IMPRESSÃO SENAI-GRÁFICA-OTIMIZAÇÃO DO TEMPO / TRABALHO Capacitar aos participantes nas técnicas de Análise e Solução de Problemas MASP com conceitos básicos, com desenvolvimento de competências relativas à qualidade e seus conceitos, de acordo com as normas técnicas da qualidade Capacitar aos participantes na identificação das possibilidades de otimização entre tempo/trabalho, com aplicação de conceitos e ações que agregam 8 70,00 valor no desempenho do trabalho SENAI-GRÁFICA-PCP - PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO SENAI-GRÁFICA-PRODUÇÃO MAIS LIMPA SENAI-GRÁFICA-QUALIDADE E PRODUTIVIDADE NO Capacitar os na importância da qualidade no AMBIENTE DE TRABALHO trabalho para a melhoria da produtividade SENAI-GRÁFICA-REDUÇÃO DE DESPERDÍCIOS DE PAPEL SENAI-GRÁFICA-REDUÇÃO DE SETUPS NOS PROCESSOS GRÁFICOS Capacitar os participantes na aplicação das SENAI-GRÁFICA-RSP - SISTEMA DE ACABAMENTO IN-ferramentas que possibilitam a inserção do sistema LINE - CORTE E MEIO CORTE de acabamento in-line no processo de impressão 8 70,00 offset com corte meio corte, vico e serrilha SENAI-GRÁFICA-TENDÊNCIAS NOS SISTEMAS DE PRÉ-IMPRESSÃO, IMPRESSÃO E PÓS-IMPRESSÃO SENAI-GRÁFICA-WORKFLOW - INTERAÇÃO ENTRE PRÉ-IMPRESSÃO E IMPRESSÃO Promover atualização tecnológica na pré-impressão e impressão, envolvendo a configuração do setor e também a atualização tecnológica dos profissionais 8 70,00 que trabalham na área SENAI-MADEIRA E MOBILIÁRIO-A EMBALAGEM COMO ATRATIVO PARA O AUMENTO DAS VENDAS SENAI-MADEIRA E MOBILIÁRIO-ALTERNATIVAS TECNOLÓGICAS PARA AUTOMAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS SENAI-MADEIRA E MOBILIÁRIO-DESIGN COMO ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO E COMPETITIVIDADE PARA AS MPES SENAI-MADEIRA E MOBILIÁRIO-EFICIÊNCIA ENERGÉTICA SENAI-MADEIRA E MOBILIÁRIO-EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM EQUIPAMENTOS E INSTALAÇÕES SENAI-MADEIRA E MOBILIÁRIO-GESTÃO DE ENERGIA Conscientização do uso correto da energia elétrica Orientação de contratos com as distribuidoras de energia elétrica

8 SENAI-MADEIRA E MOBILIÁRIO-VANTAGENS COMPETITIVAS NA AUTOMAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS SENAI-METALMECÂNICO-CONTROLE DIMENSIONAL Melhoria no processo produtivo através da automação industrial Demonstrar importância do controle dimensional durante a fabricação mecânica para evitar não conformidades nos produtos a serem montados SENAI-METALMECÂNICO-CRONOANALISE SENAI-METALMECÂNICO-EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Demonstrar como a eficiência energética tem se tornado um assunto de interesse para as empresas e o país SENAI-METALMECÂNICO-FERRAMENTAS DA QUALIDADE SENAI-METALMECÂNICO-FMEA - ANÁLISE DE MODO E EFEITO DE FALHA SENAI-METALMECÂNICO-KAIZEN - PROCESSO DE MELHORIA CONTÍNUA SENAI-METALMECÂNICO-KPI - INDICADORES CHAVE DE PERFORMANCE SENAI-METALMECÂNICO-LEAN MANUFACTURING - O SISTEMA DE PRODUÇÃO QUE MUDOU O MUNDO SENAI-METALMECÂNICO-MANUFATURA ADITIVA SENAI-METALMECÂNICO-MASP - METODOLOGIA DE ANÁLISE E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS SENAI-METALMECÂNICO-OTIMIZAÇÃO DOS PROCESSOS PRODUTIVOS Demonstrar as ferramentas utilizadas na qualidade, analisando problemas de processo e qualidade para monitorar os processos produtivos em 8 70,00 conformidade com os requisitos Demonstrar o atual cenário, a importância e as aplicações da manufatura aditiva e como esta tecnologia pode auxiliar no desenvolvimento de produtos SENAI-METALMECÂNICO-PROTOTIPAGEM RÁPIDA SENAI-METALMECÂNICO-TECNOLOGIAS CAD/CAM/CAE SENAI-METALMECÂNICO-TPM - MANUTENÇÃO PRODUTIVA TOTAL SENAI-METALMECÂNICO-VANTAGENS COMPETITIVAS NA AUTOMAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS SENAI-PLÁSTICOS E POLÍMEROS-ALTERNATIVAS TECNOLÓGICAS PARA AUTOMAÇÃO DE PRODUTOS E PROCESSOS SENAI-PLÁSTICOS E POLÍMEROS-FERRAMENTAS DA QUALIDADE SENAI-PLÁSTICOS E POLÍMEROS-LEITURA E INTERPRETAÇÃO DA NR 12 SENAI-PLÁSTICOS E POLÍMEROS-MATERIAIS PLÁSTICOS SENAI-PLÁSTICOS E POLÍMEROS-MATERIAIS PLÁSTICOS DE ENGENHARIA SENAI-PLÁSTICOS E POLÍMEROS-MODELO FÍSICO NO DESIGN EM PLÁSTICOS Demonstrar como a tecnologia CAD/CAM/CAE pode auxiliar as empresas no lançamento de produtos mais rápidos no mercado Demonstrar as vantagens competitivas quando são aplicados a automação dos produtos e processos A utilização das ferramentas da qualidade, tipos e aplicações para a garantia da qualidade do produto 8 0,00 Apresentar de forma metodológica as fases do processo para a obtenção de modelo físico por meio de impressora 3D Apresentar a importância, os aspectos relevantes e SENAI-PLÁSTICOS E POLÍMEROS-NR 12 - MÁQUINAS os impactos da Norma Regulamentadora NR 12 nas INJETORAS máquinas injetoras Apresentar a importância, os aspectos relevantes e SENAI-PLÁSTICOS E POLÍMEROS-NR 12 - MÁQUINAS os impactos da Norma Regulamentadora NR 12 nas SOPRADORAS máquinas sopradoras SENAI-PLÁSTICOS E POLÍMEROS-OTIMIZAÇÃO DOS PROCESSOS PRODUTIVOS SENAI-PLÁSTICOS E POLÍMEROS-PROCESSOS DE TRANSFORMAÇÃO SENAI-PLÁSTICOS E POLÍMEROS-RECICLAGEM NO PROCESSO DE TRANSFORMAÇÃO DE MATERIAIS PLÁSTICOS SENAI-PLÁSTICOS E POLÍMEROS-SISTEMA DE CÂMARA QUENTE SENAI-VESTUÁRIO-DESIGN - CONCEITUAÇÃO E APLICAÇÃO DE TENDÊNCIAS DE MODA Utilização do Box SENAI MIX Design como metodologia de trabalho para o desenvolvimento de coleções pertinentes à estação vigente SENAI-VESTUÁRIO-ESTUDO CROMÁTICO PARA DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÃO Entender a importância da construção de uma cartela de cores harmônica no desenvolvimento da coleção. Como escolher e harmonizar cores

9 SENAI-VESTUÁRIO-FERRAMENTAS PARA Sistemas de gestão para melhorar os recursos e MELHORAR O PROCESSO PRODUTIVO métodos de trabalho Passo a passo do planejamento da coleção de SENAI-VESTUÁRIO-PLANEJAMENTO DE COLEÇÃO DE MODA moda: o que é; porque e como planejar

Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial. Curso Superior de Tecnologia em Construção Naval

Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial. Curso Superior de Tecnologia em Construção Naval Automação Industrial Indústria O Tecnólogo em Automação Industrial é um profissional a serviço da modernização das técnicas de produção utilizadas no setor industrial, atuando na execução de projetos,

Leia mais

Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG - Campus CETEC

Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG - Campus CETEC Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG Campus CETEC O Centro de Inovação e Tecnologia SENAI FIEMG Campus CETEC, compõe-se por um conjunto de institutos de inovação e institutos de tecnologia capazes

Leia mais

REUNIÃO - Projeto NAGI

REUNIÃO - Projeto NAGI SERVIÇOS TECNOLÓGICOS REUNIÃO - Projeto NAGI Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a competitividade da Indústria

Leia mais

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/novos-cursos.html

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/novos-cursos.html www.cni.org.br http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/novos-cursos.html Novos Cursos O SENAI criou 40 novos cursos a distância, sendo 10 cursos

Leia mais

SENAI. Historia Criado em 1942, para apoiar o lançamento da indústria brasileira. Necessidade de mão-de-obra qualificada.

SENAI. Historia Criado em 1942, para apoiar o lançamento da indústria brasileira. Necessidade de mão-de-obra qualificada. SENAI Missão Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a competitividade da indústria brasileira. Historia Criado

Leia mais

DIAGNÓSTICO E DEFINIÇÃO DE SOLUÇÕES

DIAGNÓSTICO E DEFINIÇÃO DE SOLUÇÕES Somos uma empresa brasileira, especializada em soluções de automação de máquinas e processos industriais, instalação, comissionamento e segurança de infraestrutura elétrica e de máquinas, microgeração

Leia mais

MISSÃO Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a

MISSÃO Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a 2014 MISSÃO Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a competitividade da indústria brasileira. São 165 unidades

Leia mais

Francisco Cardoso SCBC08

Francisco Cardoso SCBC08 Formando profissionais para a sustentabilidade Prof. Francisco CARDOSO Escola Politécnica da USP Francisco Cardoso SCBC08 1 Estrutura da apresentação Objetivo Metodologia Resultados investigação Conclusão:

Leia mais

Departamento Nacional do SENAI

Departamento Nacional do SENAI Departamento Nacional do SENAI Rede SENAI Ferramentaria Luiz Eduardo Leão Inovação e Tendências Moldes ABM 0º Encontro da Cadeia de Ferramentas, Moldes e Matrizes São Paulo 09 de agosto de 202 Desafio

Leia mais

Automação de Sistemas Industrias. Automação com Qualidade

Automação de Sistemas Industrias. Automação com Qualidade Automação de Sistemas Industrias Automação com Qualidade Por que investir em QUALIDADE? Os crescentes números da Balança Comercial, apontam para uma nova e interessante tendência: a EXPORTAÇÃO de produtos.

Leia mais

AUD. Audiência Pública: PRONATEC

AUD. Audiência Pública: PRONATEC AUD Audiência Pública: PRONATEC SENAI Missão Promover a educação profissional i e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a competitividade da indústria

Leia mais

Quadro de Vagas Cursos de Aprendizagem Industrial 2013.1

Quadro de Vagas Cursos de Aprendizagem Industrial 2013.1 Quadro de Vagas Cursos de Aprendizagem Industrial 2013.1 CÓDIGO Curso Turno Município Vagas Carga Horária 10 Ajudante de Fabricação na Indústria de Bebidas Vespertino Alagoinhas 11 12 13 Auxiliar de Laboratório

Leia mais

Institutos SENAI de Tecnologia e Inovação

Institutos SENAI de Tecnologia e Inovação Institutos SENAI de Tecnologia e Inovação AS INDÚSTRIAS NECESSITAM IN O VAR PARA SEREM MAIS COMPETITIVAS + Educação Tecnologia + Inovação = Competitividade INSTITUTOS SENAI DE TECNOLOGIA (60) MA Construção

Leia mais

Soluções sustentáveis em eficiência energética para a indústria

Soluções sustentáveis em eficiência energética para a indústria Soluções sustentáveis em eficiência energética para a indústria PROGRAMA SENAI + COMPETITIVIDADE INSTITUTOS SENAI DE TECNOLOGIA (60) MA Construção Civil CE EletroMetalmecânica Energias Renováveis RN Petróleo

Leia mais

SENAI Paraná Alimentos e Bebidas. Eng. Ma. Amanda Peregrine Primo Coordenação Alimentos e Bebidas SENAI Toledo

SENAI Paraná Alimentos e Bebidas. Eng. Ma. Amanda Peregrine Primo Coordenação Alimentos e Bebidas SENAI Toledo SENAI Paraná Alimentos e Bebidas Eng. Ma. Amanda Peregrine Primo Coordenação Alimentos e Bebidas SENAI Toledo Áreas de atuação Automação Alimentos e Bebidas Celulose e Papel Gestão Mineração / Minerais

Leia mais

Serviços. Técnicos e Tecnológicos

Serviços. Técnicos e Tecnológicos Serviços Técnicos e Tecnológicos Serviços Técnicos e Tecnológicos Pas Psati Meio Ambiente Segurança do Trabalho Design de moda, calçados e Artesanato Design Moveleiro Gestão Haverá Título?! Sumário A exigência

Leia mais

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF Dezembro de 2013 OBJETIVO Promover a competitividade das micro e pequenas empresas

Leia mais

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/unindustria/2015/07/1,29083/cursos-para-docentes-do-senai.html

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/unindustria/2015/07/1,29083/cursos-para-docentes-do-senai.html www.cni.org.br http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/unindustria/2015/07/1,29083/cursos-para-docentes-do-senai.html Cursos para Docentes do SENAI É de interesse do SENAI que os

Leia mais

Soluções tecnológicas aplicadas a serviços laboratoriais no apoio aos pequenos negócios

Soluções tecnológicas aplicadas a serviços laboratoriais no apoio aos pequenos negócios Soluções tecnológicas aplicadas a serviços laboratoriais no apoio aos pequenos negócios Hulda O. Giesbrecht Enqualab 2013 Congresso da Qualidade em Metrologia São Paulo, 27 de agosto de 2013 Diretoria

Leia mais

SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL

SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL MADEIRA/MOBILIÁRIO SENAI-RR SENAI-RR SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL ORGANIZAÇÃO CURRICULAR DOS CURSOS Catálogo de Cursos 1. TÍTULO DESENHISTA DE MÓVEIS CBO 3184-25 Preparar profissionais para realizar

Leia mais

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014.

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep),

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UNED PARANAGUÁ Ensino Médio Subsequente PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO TÉCNICO EM MECÂNICA ENSINO MÉDIO SUBSEQUENTE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UNED PARANAGUÁ Ensino Médio Subsequente PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO TÉCNICO EM MECÂNICA ENSINO MÉDIO SUBSEQUENTE UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UNED PARANAGUÁ Ensino Médio Subsequente PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO TÉCNICO EM MECÂNICA ENSINO MÉDIO SUBSEQUENTE 2009 SUMÁRIO 1. JUSTIFICATICA... 3 2. OBJETIVO... 3 3. REQUISITOS

Leia mais

Alta Tecnologia em. Injeção de Termoplásticos

Alta Tecnologia em. Injeção de Termoplásticos Alta Tecnologia em Injeção de Termoplásticos História A Jaguar Embalagens é uma unidade de negócios da Jaguar Plásticos, empresa que tem uma história de inovação que prospera há mais de 30 anos. Iniciou

Leia mais

Inovação Tecnológica e Transferência de Tecnologia SENAI-BA / CIMATEC

Inovação Tecnológica e Transferência de Tecnologia SENAI-BA / CIMATEC Núcleo de Inovação Tecnológica - NIT Inovação Tecnológica e Transferência de Tecnologia SENAI-BA / CIMATEC Profª. Maria do Carmo Oliveira Ribeiro, MSc. Coord. Núcleo de Inovação Tecnológica NIT SENAI-BA

Leia mais

Solução de problemas tecnológicos e de gestão

Solução de problemas tecnológicos e de gestão Solução de problemas tecnológicos e de gestão para micro, pequenas e médias empresas Programa de Apoio Tecnológico às Micro, Pequenas e Médias Empresas do Estado de São Paulo Extensão Tecnológica Programa

Leia mais

Inovações organizacionais e de marketing

Inovações organizacionais e de marketing e de marketing Pesquisa de Inovação 2011 Tabela 1.1.22 -, total e as que não implementaram produto ou processo e sem projetos, com indicação das inovações e gás - Brasil - período 2009-2011 (continua)

Leia mais

EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL SENAI SESI

EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL SENAI SESI EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL SENAI SESI SENADO FEDERAL COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE AUDIÊNCIA PÚBLICA: IDÉIAS E PROPOSTAS PARA A EDUCAÇÃO BRASILEIRA PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO SESI

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral Curso: ENGENHARIA ELÉTRICA SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão O Curso de Engenharia Elétrica da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar engenheiros com sólidos e atualizados conhecimentos científicos

Leia mais

APOIO TECNOLÓGICO PARA A INDÚSTRIA BRASILEIRA DE NAVIPEÇAS

APOIO TECNOLÓGICO PARA A INDÚSTRIA BRASILEIRA DE NAVIPEÇAS Programa Plataformas Tecnológicas PLATEC II FPSO Workshop Tecnológico Campinas, 24-25 de abril de 2012 APOIO TECNOLÓGICO PARA A INDÚSTRIA BRASILEIRA DE NAVIPEÇAS Carlos Daher Padovezi Instituto de Pesquisas

Leia mais

Formação da Rede Nacional de Institutos SENAI de Inovação

Formação da Rede Nacional de Institutos SENAI de Inovação Formação da Rede Nacional de Institutos SENAI de Inovação Como Ação Estruturante do Programa SENAI de Apoio à Competitividade da Indústria Brasileira SENAI Departamento Nacional Brasília, 18 de Setembro

Leia mais

Objetivo do Programa

Objetivo do Programa Objetivo do Programa O Programa Futuros Engenheiros visa favorecer o desenvolvimento de competências técnicas e habilidades comportamentais de universitários dos cursos de Engenharia para atuar na indústria.

Leia mais

Sindicato da Indústria de Calçados, Componentes para Calçados de Três Coroas

Sindicato da Indústria de Calçados, Componentes para Calçados de Três Coroas Sindicato da Indústria de Calçados, Componentes para Calçados de Três Coroas Responsável pelo Projeto: Sindicato da Indústria de Calçados, Componentes para Calçados de Três Coroas. 2015 CONCEITOS DE SUSTENTABILIDADE

Leia mais

Reparador de Circuitos Eletrônicos

Reparador de Circuitos Eletrônicos Reparador de Circuitos Eletrônicos O Curso de Reparador de Circuitos Eletrônicos tem por objetivo o desenvolvimento de competências relativas a princípios e leis que regem o funcionamento e a reparação

Leia mais

Sustentabilidade nas Micro e Pequenas Empresas

Sustentabilidade nas Micro e Pequenas Empresas Sustentabilidade nas Micro e Pequenas Empresas Promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável das micro e pequenas empresas e fomentar o empreendedorismo. Otimizar o uso dos recursos naturais

Leia mais

VESTIBULAR 2015/1 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS

VESTIBULAR 2015/1 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS VESTIBULAR 2015/1 SELEÇÃO PARA CURSOS TECNICOS SUBSEQUENTES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS 2015/1 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS CURSO TÉCNICO EM AGRIMENSURA Aprovado

Leia mais

Programa SENAI de apoio à competitividade da indústria brasileira

Programa SENAI de apoio à competitividade da indústria brasileira Programa SENAI de apoio à competitividade da indústria brasileira Energia Ambiente Mobilidade Saúde Segurança Comunicações O SENAI E SUA CAPACIDADE ATUAL DE ATENDIMENTO O SENAI é a maior rede privada

Leia mais

Programa SENAI de apoio à competitividade da indústria brasileira

Programa SENAI de apoio à competitividade da indústria brasileira Programa SENAI de apoio à competitividade da indústria brasileira Ações MEI Políticas de caráter horizontal (incentivos fiscais, crédito, melhoria de marcos regulatórios); Políticas para setores estratégicos;

Leia mais

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/lista-de-cursos.html

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/lista-de-cursos.html www.cni.org.br http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/lista-de-cursos.html Lista de cursos Atualmente, do total de cursos a distância ofertados

Leia mais

SENAI - Educação profissional

SENAI - Educação profissional MAPA DO PORTAL (HT T P: //WWW. PORT AL DAINDUST RIA. COM. B R/CNI/MAPADOSIT E /) SITES DO SISTEMA INDÚSTRIA (HT T P: //WWW. PORT AL DAINDUST RIA. COM. B R/CANAIS/) CONT AT O (HT T P: //WWW. PORT AL DAINDUST

Leia mais

1º Seminário de Melhores Práticas

1º Seminário de Melhores Práticas 1º Seminário de Melhores Práticas SENAI BA Painel 6 Inovação Modelo de atuação do SENAI-BA para o fomento de Leone Peter Andrade Objetivo Apresentação de cases de sucesso. Atendimento Integrado do SENAI

Leia mais

Plano Brasil Maior 2011/2014. Inovar para competir. Competir para crescer.

Plano Brasil Maior 2011/2014. Inovar para competir. Competir para crescer. Plano Brasil Maior 2011/2014 Inovar para competir. Competir para crescer. Dimensões do PBM Oportunidades Desafios Sistema de Gestão Desdobramento do Plano Brasil Maior na Política de Arranjos Produtivos

Leia mais

Política de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação

Política de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação Missão Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a competitividade da indústria brasileira. Políticas de Gestão do

Leia mais

ATENDIMENTO AO SETOR AUTOMOTIVO DE SANTA CATARINA

ATENDIMENTO AO SETOR AUTOMOTIVO DE SANTA CATARINA ATENDIMENTO AO SETOR AUTOMOTIVO DE SANTA CATARINA BALNEÁRIO CAMBORIÚ,14 DE NOVEMBRO DE 2008 Rede SENAI/SC 33 Unidades 316 laboratórios educacionais 14 laboratórios de prestação de serviço 1.360.000 alunos

Leia mais

Panel I - Formación e innovación para la mejora de la productividad y la competitividad. 42ª Reunión de la Comisión Técnica (OIT/Cinterfor)

Panel I - Formación e innovación para la mejora de la productividad y la competitividad. 42ª Reunión de la Comisión Técnica (OIT/Cinterfor) Panel I - Formación e innovación para la mejora de la productividad y la competitividad 42ª Reunión de la Comisión Técnica (OIT/Cinterfor) Principais obstáculos à ampliação da produtividade do trabalho

Leia mais

Índice. 3 Resultados da pesquisa. 17 Conclusão. 19 Questionário utilizado na pesquisa

Índice. 3 Resultados da pesquisa. 17 Conclusão. 19 Questionário utilizado na pesquisa Índice 3 Resultados da pesquisa 17 Conclusão 19 Questionário utilizado na pesquisa Esta pesquisa é uma das ações previstas no Plano de Sustentabilidade para a Competitividade da Indústria Catarinense,

Leia mais

Parecer de Autorização de Funcionamento: CEED nº 650/2014.

Parecer de Autorização de Funcionamento: CEED nº 650/2014. CURSO TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA O Curso Técnico de Nível Médio em Eletrotécnica, Eixo Tecnológico Controle e Processos Industriais são organizados em 3 módulos de 400 horas. Ao final do curso, 400 horas

Leia mais

DEMANDA GT. Arranjos alternativos para geração eólica

DEMANDA GT. Arranjos alternativos para geração eólica DEMANDA GT Arranjos alternativos para geração eólica OBJETIVOS Desenvolver uma turbina eólica de eixo vertical de pás fixas, de pequeno porte e custo reduzido. Realizar ensaios de rendimento do equipamento

Leia mais

Cálculo Diferencial e Integral 80hrs Funções de uma variável e seus gráficos; Limites e continuidade; Derivada; Diferencial; Integral.

Cálculo Diferencial e Integral 80hrs Funções de uma variável e seus gráficos; Limites e continuidade; Derivada; Diferencial; Integral. Ementas: Cálculo Diferencial e Integral 80hrs Funções de uma variável e seus gráficos; Limites e continuidade; Derivada; Diferencial; Integral. Desenho Mecânico 80hrs Normalização; Projeções; Perspectivas;

Leia mais

Área de Gestão. 1. Cursos de Qualificação e Aperfeiçoamento. Inscrições Abertas. Vagas Limitadas! Faça já a Sua Matrícula.

Área de Gestão. 1. Cursos de Qualificação e Aperfeiçoamento. Inscrições Abertas. Vagas Limitadas! Faça já a Sua Matrícula. Inscrições Abertas Vagas Limitadas! Faça já a Sua Matrícula. Documentos necessários para efetuar a matrícula: RG, CPF e Comprovante de Residência *Parcelamento através de boleto bancário, sujeito a aprovação

Leia mais

O que pode ser financiado?

O que pode ser financiado? BNDES Automático Projetos de Investimento BNDES Automático Obras civis, montagem e instalações Móveis e Utensílios Estudos e projetos de engenharia associados ao investimento Pesquisa, Desenvolvimento

Leia mais

SEGURANÇA NR12 AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

SEGURANÇA NR12 AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL SEGURANÇA NR12 AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL SOLUÇÕES INDUSTRIAIS. A EMPRESA Para a SAFE, a tecnologia é somente um dos elementos de qualquer solução industrial. Suporte e serviços técnicos de alto nível são ingredientes

Leia mais

CADERNO DE DESCRIÇÕES DE CARGOS FÁBRICA

CADERNO DE DESCRIÇÕES DE CARGOS FÁBRICA CADERNO DE DESCRIÇÕES DE CARGOS FÁBRICA REVISÃO DOS DADOS 04 RELAÇÃO DE CARGOS Auxiliar de Montagem Montador Supervisor de Produção Técnico de Programação da Produção Coordenador de Produção IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Introdução à Engenharia de Controle e Automação

Introdução à Engenharia de Controle e Automação Introdução à Engenharia de Controle e Automação O CURSO DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO DA FACIT Renato Dourado Maia Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros Fundação Educacional Montes

Leia mais

Serviços e Soluções para Estamparias

Serviços e Soluções para Estamparias Serviços e Soluções para Estamparias 1 BEM VINDO À PRENSAS SCHULER - BRASIL Inovação e Tecnologia Área total: 103,220 m² Área construída: 32,727 m² A Prensas Schuler instalou-se no Brasil em 1965, época

Leia mais

Segmento Industrial. Alimentos e bebidas; Automação industrial e eletroeletrônica; Automotiva; Biotecnologia; Construção civil;

Segmento Industrial. Alimentos e bebidas; Automação industrial e eletroeletrônica; Automotiva; Biotecnologia; Construção civil; IST Londrina Segmento Industrial O IST Londrina deverá apresentar alta performance no segmento de TIC (tecnologia da informação e comunicação), no entanto, tem característica multi setorial, contemplando

Leia mais

Resumo do Projeto Implementação do Centro de Treinamento Eólico (CTEO)

Resumo do Projeto Implementação do Centro de Treinamento Eólico (CTEO) Dados do Projeto Título do Projeto: Departamento Regional do Ceará CFP Waldyr Diogo de Siqueira Fortaleza/ CEARÁ Resumo do Projeto Implementação do Centro de Treinamento Eólico (CTEO) Descrição (Resumo

Leia mais

NORMAS REGULAMENTADORAS

NORMAS REGULAMENTADORAS NORMAS REGULAMENTADORAS As Normas Regulamentadoras estabelecem critérios e procedimentos obrigatórios relacionados à segurança e medicina do trabalho, que devem ser seguidos por empresas de acordo com

Leia mais

Ciclos de Melhoria e Inovação dos Processos Caso Sebrae/RJ. Palestrante: Marcelo Lima Gerente TI

Ciclos de Melhoria e Inovação dos Processos Caso Sebrae/RJ. Palestrante: Marcelo Lima Gerente TI Ciclos de Melhoria e Inovação dos Processos Caso Sebrae/RJ Palestrante: Marcelo Lima Gerente TI Agenda O Sebrae/RJ Contexto Inicial Iniciativas de Gestão por Processos Iniciativa Interna Projeto Gestão

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DIDÁTICAS, INTEGRANDO ESTUDANTES DE ENGENHARIA MECÂNICA (PUC-RIO) E CURSO TÉCNICO DE MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA DO CEFET-RJ

DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DIDÁTICAS, INTEGRANDO ESTUDANTES DE ENGENHARIA MECÂNICA (PUC-RIO) E CURSO TÉCNICO DE MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA DO CEFET-RJ DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DIDÁTICAS, INTEGRANDO ESTUDANTES DE ENGENHARIA MECÂNICA (PUC-RIO) E CURSO TÉCNICO DE MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA DO CEFET-RJ Alunos: Felipe Portes Lanes (PUC-Rio), Viviane Helena da

Leia mais

CAPACITAÇÃO EM NOVAS TECNOLOGIAS: Um desafio constante. (A Mecatrônica como exemplo do estado da arte)

CAPACITAÇÃO EM NOVAS TECNOLOGIAS: Um desafio constante. (A Mecatrônica como exemplo do estado da arte) CAPACITAÇÃO EM NOVAS TECNOLOGIAS: Um desafio constante. (A Mecatrônica como exemplo do estado da arte) SESTINFO-2008 São Bernardo do Campo/março/2008 Áreas da Tecnologia que estão definindo nosso Futuro

Leia mais

CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE/2013

CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE/2013 CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE/2013 NOVEMBRO/2012 1) CURSOS OFERTADOS: Automação Industrial Eletrônica Eletrotécnica* Informática Informática para Internet* Mecânica* Química* Segurança do Trabalho* * Cursos

Leia mais

Ajustar, reparar e instalar peças e equipamentos em conjuntos mecânicos e dispositivos de usinagem e controle de precisão.

Ajustar, reparar e instalar peças e equipamentos em conjuntos mecânicos e dispositivos de usinagem e controle de precisão. CatÁlogo de cursos Eixo tecnológico - Controle e Processos Industriais Ajustador Mecânico Ajustar, reparar e instalar peças e equipamentos em conjuntos mecânicos e dispositivos de usinagem e controle de

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ENGENHARIA ELÉTRICA MISSÃO DO CURSO O Curso de Engenharia Elétrica tem por missão a graduação de Engenheiros Eletricistas com sólida formação técnica que

Leia mais

Treinamento: FSSC 22000 / Versão 3 Formação de auditores internos

Treinamento: FSSC 22000 / Versão 3 Formação de auditores internos Treinamento: FSSC 22000 / Versão 3 Formação de auditores internos 1. Interpretar os requisitos das normas ISO 22000:2005; ISO TS 22002-1:2012 e requisitos adicionais da FSSC 22000. Fornecer diretrizes

Leia mais

FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA

FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA LINHAS DE FINANCIAMENTO E ACESSO AO CRÉDITO PARA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO 13 / 4 / 09 ACESSO AO CRÉDITO PARA AS MICROS E

Leia mais

VESTIBULAR 2015 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS

VESTIBULAR 2015 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS VESTIBULAR 2015 SELEÇÃO PARA ENSINO PROFISSIONAL INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO, EM REGIME INTEGRAL COM DURAÇÃO DE 3 ANOS, DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS 2015 INFORMAÇÕES

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE 47/99

RESOLUÇÃO CONSEPE 47/99 RESOLUÇÃO CONSEPE 47/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ENGENHARIA INDUSTRIAL MODALIDADE MECÂNICA, COM ÊNFASE EM AUTOMOBILÍSTICA, DO CÂMPUS DE ITATIBA. O Presidente do Conselho de Ensino,

Leia mais

HORÁRIA Informática básica 20 Inglês instrumental 20 Relações interpessoais 20 Redação e documentação organizacional 20 Subtotal 80 TOTAL 240

HORÁRIA Informática básica 20 Inglês instrumental 20 Relações interpessoais 20 Redação e documentação organizacional 20 Subtotal 80 TOTAL 240 COMPLEMENTAR COMPLEMENT AR AUXILIAR ADMINISTRATIVO Rotinas administrativas 40 Rotinas de recursos humanos 40 Rotinas financeiras 40 Empreendedorismo 40 Informática básica 20 Inglês instrumental 20 Relações

Leia mais

Palestra MPME. 30 de junho de 2011

Palestra MPME. 30 de junho de 2011 Palestra MPME 30 de junho de 2011 Como apoiamos? Operações Diretas Contratadas diretamente com o BNDES Operações Indiretas Instituições financeiras credenciadas pelo BNDES Empresário Informação e Relacionamento

Leia mais

Atestado de Conformidade NR 12

Atestado de Conformidade NR 12 TÜV Rheinland do Brasil TÜV Rheinland é um organismo de certificação, inspeção, gerenciamento de projetos e treinamento, que foi fundada na Alemanha em 1872 com o objetivo de proteger os trabalhadores

Leia mais

Instituto de Pesquisas Tecnológicas. Soluções tecnológicas

Instituto de Pesquisas Tecnológicas. Soluções tecnológicas Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo Soluções tecnológicas O que é Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo S.A. Uma das primeiras instituições de P&D&I aplicados

Leia mais

A estrutura da Indústria do Rio Grande do Sul para o segmento de Petróleo, Gás, Naval e Offshore

A estrutura da Indústria do Rio Grande do Sul para o segmento de Petróleo, Gás, Naval e Offshore A estrutura da Indústria do Rio Grande do Sul para o segmento de Petróleo, Gás, Naval e Offshore Comitê de Competitividade em Petróleo, Gás, Naval e Offshore CCPGE 28 de maio de 2014 Atuação FIERGS CCPGE

Leia mais

Premissas conceituais e abordagem

Premissas conceituais e abordagem Premissas conceituais e abordagem EDUCAÇÃO CORPORATIVA: CONSTRUINDO A PONTE ENTRE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS (competências humanas) E ESTRATÉGIAS DE NEGÓCIO (competências organizacionais) Instituto Sindipeças

Leia mais

PRIMEIRA AULA IPQ DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS QUÍMICOS

PRIMEIRA AULA IPQ DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS QUÍMICOS PRIMEIRA AULA IPQ DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS QUÍMICOS Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, Campus Capivari Coordenador : Prof. Dr. André Luís de Castro Peixoto

Leia mais

Ementário do curso de Design de Moda Grade 2004/1

Ementário do curso de Design de Moda Grade 2004/1 1 1 ACESSÓRIOS Fase: 5ª Carga Horária: 30h/a Créditos: 02 Concepção e desenvolvimento de desenho. Modelagem. Montagem. Técnicas de aprimoramento. Fichas técnicas. Processo de padronização. Mostruário.

Leia mais

PRODUÇÃO INDUSTRIAL CRESCIMENTO ECONÔMICO

PRODUÇÃO INDUSTRIAL CRESCIMENTO ECONÔMICO UNIVERSIDADE DE CAIAS DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO Produção mais Limpa: O Caso do Arranjo Produtivo Local Metal-Mecânico Mecânico Automotivo da Serra Gaúcha Eliana Andréa

Leia mais

DESCRIÇÃO DOS CURSOS DO PROGRAMA DE PREPARAÇÃO PARA O MERCADO DE TRABALHO AJUDANTE DE OBRAS

DESCRIÇÃO DOS CURSOS DO PROGRAMA DE PREPARAÇÃO PARA O MERCADO DE TRABALHO AJUDANTE DE OBRAS DESCRIÇÃO DOS CURSOS DO PROGRAMA DE PREPARAÇÃO PARA O MERCADO DE TRABALHO AJUDANTE DE OBRAS Desenvolver competências nos trabalhadores para executarem tarefas relativas ao profissional Auxiliar de Obras.

Leia mais

Treinamento: FSSC 22000 / Versão 3 Interpretação

Treinamento: FSSC 22000 / Versão 3 Interpretação Treinamento: FSSC 22000 / Versão 3 Interpretação 1. Objetivos Interpretar os requisitos das normas ISO 22000:2005; ISO TS 22002-1:2012 e requisitos adicionais da FSSC 22000. Desenvolver habilidades para

Leia mais

FORMULÁRIOS DR PARANÁ ELABORAÇÃO DE SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM

FORMULÁRIOS DR PARANÁ ELABORAÇÃO DE SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM FORMULÁRIOS DR PARANÁ ELABORAÇÃO DE SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM SENAI/PR 1 PLANO DE SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM N.º 1 (1) Seleção de capacidades, conteúdos formativos e definição da estratégia Unidade do SENAI:

Leia mais

Dados gerais referentes às empresas do setor industrial, por grupo de atividades - 2005

Dados gerais referentes às empresas do setor industrial, por grupo de atividades - 2005 Total... 147 358 6 443 364 1 255 903 923 1 233 256 750 157 359 927 105 804 733 1 192 717 909 681 401 937 511 315 972 C Indústrias extrativas... 3 019 126 018 38 315 470 32 463 760 4 145 236 2 657 977 35

Leia mais

Quem somos DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS TRANSPOR TE DE PASSAGEIROS E CARGAS QUALIDADE SEGURANÇA- MEIO AMBIENTE - SAÚDE

Quem somos DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS TRANSPOR TE DE PASSAGEIROS E CARGAS QUALIDADE SEGURANÇA- MEIO AMBIENTE - SAÚDE Quem somos QUALIDADE SEGURANÇA- MEIO AMBIENTE - SAÚDE TRANSPOR TE DE PASSAGEIROS E CARGAS DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS Quem somos O mercado está cada dia mais competitivo e dentro deste cenário, nasce a

Leia mais

Possui um amplo campo de atuação na área de automação, atendendo a diversos seguimentos do mercado industrial, tais como:-

Possui um amplo campo de atuação na área de automação, atendendo a diversos seguimentos do mercado industrial, tais como:- Automação Industrial Ltda. 1 APRESENTAÇÃO A JRD AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL, com sede na cidade de Campinas São Paulo foi fundado no ano de 2008. Inicialmente sua sede inaugural estava localizada na Avenida Carlos

Leia mais

Guia de recomendações para implementação de PLM em PME s

Guia de recomendações para implementação de PLM em PME s 1 Guia de recomendações para implementação de PLM em PME s RESUMO EXECUTIVO Este documento visa informar, de uma forma simples e prática, sobre o que é a gestão do ciclo de vida do Produto (PLM) e quais

Leia mais

Conhecer o cenário de atuação de micro e pequenas empresas é fundamental para subsidiar estratégias de atuação do Sebrae junto a esses negócios.

Conhecer o cenário de atuação de micro e pequenas empresas é fundamental para subsidiar estratégias de atuação do Sebrae junto a esses negócios. Conhecer o cenário de atuação de micro e pequenas empresas é fundamental para subsidiar estratégias de atuação do Sebrae junto a esses negócios. Só assim é possível identificar oportunidades de melhorias

Leia mais

Agregando valor ao seu resultado!

Agregando valor ao seu resultado! Agregando valor ao seu resultado! Porto Alegre - Avenida Protásio Alves, 3332, Sala 303 Tel: +55 51 3023 4200 São Leopoldo: Rua Bento Gonçalves, 806, Sala 203, Centro A empresa A empresa foi fundada em

Leia mais

Matriz de Especificação de Prova da Habilitação Técnica de Nível Médio

Matriz de Especificação de Prova da Habilitação Técnica de Nível Médio Matriz de Especificação de Prova da : Técnico em Design de Móveis Descrição do Perfil Profissional: Desenvolve esboços, perspectivas e desenhos normatizados de móveis. Realiza estudos volumétricos e maquetes

Leia mais

Usinas de Asfalto LINTEC-IXON, soluções completas para seu negócio.

Usinas de Asfalto LINTEC-IXON, soluções completas para seu negócio. USINAS DE ASFALTO Usinas de Asfalto LINTEC-IXON, soluções completas para seu negócio. Lintec-Ixon Ind. e Com. de Máquinas e Equipamentos Ltda Santa Rosa - RS +55 55 3511 9700 comercial@lintec-ixon.com.br

Leia mais

SERVIÇOS DE ADEQUAÇÃO CONFIGURAÇÃO E INSTALAÇÃO DE REDES ADEQUAÇÃO DE PAINÉIS

SERVIÇOS DE ADEQUAÇÃO CONFIGURAÇÃO E INSTALAÇÃO DE REDES ADEQUAÇÃO DE PAINÉIS SERVIÇOS DE ADEQUAÇÃO SERVIÇOS DE ADEQUAÇÃO ENGENHARIA MONTAGEM DE PAINÉIS AUTOMAÇÃO CONFIGURAÇÃO E INSTALAÇÃO DE REDES A EMPRESA A Altercon Engenharia em Automação e Sistemas Industriais Ltda., foi constituída

Leia mais

Painel Setorial Inmetro Desafios Atuais da Educação a Distância Módulo VI Educação a Distância: com parcerias se faz mais

Painel Setorial Inmetro Desafios Atuais da Educação a Distância Módulo VI Educação a Distância: com parcerias se faz mais Painel Setorial Inmetro Desafios Atuais da Educação a Distância Módulo VI Educação a Distância: com parcerias se faz mais Centro Operacional do Inmetro Xerém/RJ, 31 de julho de 2009 SENAI Grandes Números

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Manutenção Industrial 4.1-Histórico:

Curso Superior de Tecnologia em Manutenção Industrial 4.1-Histórico: Curso Superior de Tecnologia em Manutenção Industrial 4.1-Histórico: O Curso Superior de Tecnologia em Manutenção Industrial da Faculdade Sul Fluminense FASF, tendo como Entidade Mantenedora o Instituto

Leia mais

People. Passion. Performance.

People. Passion. Performance. People. Passion. Performance. Apresentando Chicago Pneumatic É simples assim. Você tem trabalho a fazer e clientes a atender. A CP está aqui para ajudá-lo a realizar seu trabalho, sem compromisso. Nosso

Leia mais

Conservação de Água e Energia Elétrica 14 de outubro de 2014

Conservação de Água e Energia Elétrica 14 de outubro de 2014 Conservação de Água e Energia Elétrica 14 de outubro de 2014 Instituto Sindipeças de Educação Corporativa Instituto Sindipeças de Educação Corporativa Outubro 2014 Instituto Sindipeças de Educação Corporativa

Leia mais

NORMAS DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA

NORMAS DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA 2015 SUMÁRIO 1 - DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 3 2 - OBJETIVO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO... 3 3 - ACOMPANHAMENTO E ORGANIZAÇÃO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO... 4 4 - EXEMPLO DE ÁREAS PARA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO...

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Formação Inicial e Continuada (Decreto Federal nº 11741/08 e Lei nº 11.741/08) PLANO DE CURSO Área: Manutenção Mecânica Qualificação:

Leia mais

NOVO REGIME AUTOMOTIVO INOVAR-AUTO

NOVO REGIME AUTOMOTIVO INOVAR-AUTO NOVO REGIME AUTOMOTIVO INOVAR-AUTO OBJETIVOS Atração de Investimentos Inovação Tecnológica Incorporação Tecnológica Competitividade da Cadeia Automotiva Adensamento da Cadeia Automotiva Abrangência Automóveis,

Leia mais

MEC - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 108/2010

MEC - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 108/2010 MEC - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 108/2010 EMENTA: Estabelece o Currículo do Curso de Graduação em Engenharia Mecânica - Niterói O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA

Leia mais

CREA-RS. Integrando Profissionais e Sociedade CÂMARA ESPECIALIZADA DE ENGENHARIA INDUSTRIAL

CREA-RS. Integrando Profissionais e Sociedade CÂMARA ESPECIALIZADA DE ENGENHARIA INDUSTRIAL CREA-RS Integrando Profissionais e Sociedade CÂMARA ESPECIALIZADA DE ENGENHARIA INDUSTRIAL INSPEÇÃO TÉCNICA DE SEGURANÇA VEICULAR O QUE FISCALIZAR ONDE FISCALIZAR PARÂMETRO LEGISLAÇÃO Inspeção Empresas

Leia mais

Vânia Caneschi vcaneschi@sp.senai.br 00

Vânia Caneschi vcaneschi@sp.senai.br 00 Vânia Caneschi vcaneschi@sp.senai.br Cursos de Formação Inicial e Continuada FIC ofertados pela Escola SENAI Roberto Simonsen - Brás Instalador Convertedor de Aparelhos a Gás 198 horas; Instalador de Aquecedor

Leia mais

PROGRAMA INOVACRED /FINEP. Empresas com receita bruta anual ou anualizada de até R$ 90 milhões, divididas nos seguintes portes:

PROGRAMA INOVACRED /FINEP. Empresas com receita bruta anual ou anualizada de até R$ 90 milhões, divididas nos seguintes portes: PROGRAMA INOVACRED /FINEP Classificação do porte das empresas Empresas com receita bruta anual ou anualizada de até R$ 90 milhões, divididas nos seguintes portes: Porte I empresas com receita operacional

Leia mais

Centro Tecnológico do Couro, Calçados e Afins

Centro Tecnológico do Couro, Calçados e Afins Centro Tecnológico do Couro, Calçados e Afins O CTCCA - Centro Tecnológico do Couro, Calçados e Afins é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, localizada na cidade de Novo Hamburgo/RS, que

Leia mais