Faculdade Marechal Rondon MANUAL DE NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Faculdade Marechal Rondon MANUAL DE NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO"

Transcrição

1 Faculdade Marechal Rondon MANUAL DE NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO São Manuel-SP 2010

2 SUMÁRIO Página 1- INTRODUÇÃO AS PARTESDA ESTRUTURA DO TCC COMO FAZER CITAÇÕES PRINCIPAIS FORMAS DE REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS FORMATAÇAO E APRESENTAÇÃO GRÁFICA REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS DESTE MANUAL APÊNDICE DE MODELOS Modelo de capa e página de rosto Modelo de resumo e palavras-chaves Modelo de abstract e key-words Modelo de sumário Modelo do termo de autorização... 19

3 1 1- INTRODUÇÃO De acordo com o projeto pedagógico do Curso de Administração da Faculdade Marechal Rondon de São Manuel - FMR, para a obtenção do grau de Bacharel será exigido um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) nos padrões de monografia, podendo ser uma das seguintes categorias: trabalho de revisão crítica da literatura, trabalho de exposição de tema com alguma contribuição pessoal ou aplicação prática ou trabalho original de pesquisa, na área de Administração. Estas categorias devem atender às seguintes linhas de pesquisa: a) Gestão de Pessoas. b) Gestão ou Estratégia. c) Marketing. d) Finanças. O aluno terá, durante a execução do trabalho, um professor orientador designado pela instituição. O TCC, como disciplina divide-se em TCC I (7º semestre) e TCCII (8º semestre) sendo que o TCC II é a continuidade do TCC I. Para o TCC I e TCC II será estabelecido um cronograma de atividades a serem executadas. No TCC I, a avaliação da disciplina será feita exclusivamente pelo professor orientador que estabelecerá a meta a ser atingida no processo de avaliação, sendo uma única nota (7º semestre). Para a avaliação do TCC II (8º semestre), o candidato deverá entregar a Coordenação de TCC, 3 exemplares do trabalho concluído e autorizado pelo orientador, encadernados em espiral, seguindo rigorosamente as orientações deste manual para a elaboração do TCC. O trabalho do candidato será submetido à Comissão Examinadora composta por três professores, sendo que um deles é o próprio orientador. Caso o orientador considere que o aluno não está com o trabalho em condições de apresentação este não poderá participar da apresentação do trabalho, sendo assim reprovado. Considerar-se-á aprovado no TCC o aluno cuja média (das notas atribuídas pelos três examinadores) seja igual ou superior a 6,0 (seis). A argüição oral é obrigatória e pública, sendo que o candidato é considerado reprovado caso não faça a apresentação. Na

4 2 apresentação, o aluno poderá ser questionado sobre aspectos do trabalho pela a Banca Examinadora. Um exemplar final em capa dura azul com as devidas correções sugeridas pela banca examinadora deverá ser entregue a instituição em data estabelecida pela Coordenação do TCC, assim como uma cópia em CD e o Termo de Autorização (ver apêndice). A correção é obrigatória, sendo que, se não for feita, o trabalho será reavaliado pelos membros da banca com alteração na nota e sujeito a reprovação.

5 3 2- AS PARTES DA ESTRUTURA DO TCC A estrutura do TCC compreende: Capa Folha de rosto Dedicatória (opcional) Agradecimento (opcional) Resumo em português Resumo em inglês (Abstract) Lista de tabelas (opcional) Lista de abreviaturas e siglas (opcional) Lista de símbolos (opcional) Sumário Introdução Desenvolvimento Conclusão Referências Bibliográficas Glossário (opcional) Apêndice (s) (opcional) Anexo (s) ( opcional) Fonte: NBR 14724(2002) No Quadro 1 apresentamos as partes obrigatórias do TCC e uma breve explicação sobre cada parte.

6 4 Quadro 1-Partes da estrutura do TCC ELEMENTO COMENTÁRIO Capa A capa deve seguir o modelo conforme apresentado no apêndice. Destaca-se que o título do trabalho deve ser claro, conciso e suficientemente descritivo para definir o assunto nele tratado. Página de rosto Deve conter os mesmos elementos da capa. Dedicatória e Agradecimentos (opcional) Resumo A critério do autor podem ou não ser incluídos, embora a maioria dos TCCs inclua um breve oferecimento e agradecimentos. Deve vir com o título do trabalho no topo da página. Indica a natureza do assunto estudado, a metodologia utilizada, os resultados mais importantes e as principais conclusões, tendo no máximo 500 palavras. Na apresentação, o resumo deve ser redigido em parágrafo único, utilizando espaço simples e ao final devem ser acrescentadas as palavras-chaves. Não há numeração de seção no resumo. Abstract Lista de tabelas, quadros e figuras (opcional) Sumário Deve ser elaborado com fidelidade ao resumo, encimado pelo título em inglês acompanhado pelos Nomes do Autor e do Orientador. Ao final do Abstract devem ser acrescentadas as Key-words (verificar modelo no apêndice). Não há numeração de seção no Abstract. Deve ser elaborado de acordo com a ordem apresentada no texto. Com cada item designado pelo seu nome específico, acompanhado do respectivo número de página. Recomenda-se uma lista para tabela e uma para figura separadamente. No Sumário são relacionados os capítulos e suas subdivisões, exatamente como aparecem no corpo principal do TCC, indicando-se as respectivas páginas. As partes que precedem o sumário não devem ser relacionadas. A palavra SUMÁRIO deve ser impressa no alto e no centro da página, com letras maiúsculas e sem pontuação. Os títulos dos capítulos com letra maiúscula e os das subdivisões com letras minúsculas, exceto a inicial da primeira palavra e a de nomes próprios. Uma linha de pontos, com espaço simples, deve interligar a última palavra de cada

7 5 Introdução Metodologia Desenvolvimento capítulo ou subdivisão ao número da página. A coluna de numeração deve ter como título Página. Os títulos dos capítulos, das subdivisões e as divisões destes, com suas numerações, devem começar na margem esquerda. Tem por objetivo fornecer os antecedentes que justificam o trabalho, bem como focalizar o assunto a ser tratado. A introdução pode incluir informações sobre a natureza e a importância do assunto em relação a outros estudos sobre o mesmo tema. No capítulo da introdução deverá constar o objetivo, justificativa e metodologia do trabalho como subitem da introdução. Esta parte deve ser um subitem da introdução. O trabalho deve apresentar uma descrição detalhada da metodologia utilizada, que permita compreender e interpretar os resultados, bem como a reprodução do estudo ou a utilização do método por outros pesquisadores. Deve-se incluir apenas as informações pertinentes à pesquisa, evitando-se aquelas desnecessárias. Estrutura do trabalho Deve ser um subitem da metodologia. O autor deverá demonstrar a distribuição dos capítulos com um breve relato do assunto tratado em cada um deles. Exemplo: Este trabalho foi dividido em cinco capítulos sendo que: Capítulo 1- neste capítulo trata-se de uma revisão bibliográfica da evolução do marketing desde o século XIX até os dias atuais. Capítulo 2- neste capítulo apresenta-se... Parte principal do texto, que contem a exposição ordenada e pormenorizada do assunto. No desenvolvimento do trabalho poderão ser empregados quantos capítulos o autor julgar necessário, contudo, deverá haver um capítulo para a revisão de literatura e resultados de pesquisa (quando for pertinente). Revisão da literatura Faz parte do desenvolvimento, podendo também ser chamado de fundamentação teórica. A importância deste capítulo do trabalho está relacionada à necessidade de ser mostrado o que existe na literatura pertinente, informações e sugestões sobre o assunto em estudo, bem como uma confirmação da utilidade da pesquisa, quer seja por cobrir lacunas existentes na literatura, quer seja por reforçar trabalhos já realizados e que necessitem confirmação e continuação.

8 6 Conclusão Referências Bibliográficas Mesmo que nos capítulos anteriores, tenham sido apresentadas as conclusões, este capítulo não pode ser omitido. O autor deve apresentar suas conclusões e descobertas de forma lógica, clara e concisa. As conclusões, evidentemente, devem ser baseadas somente nos fatos comprovados e já discutidos nos capítulos anteriores. O autor não deve incluir ou tentar criar o capítulo Resumo e Conclusões. Esta parte deve vir após a do capítulo conclusão e seguir as normas da ABNT NBR-6023: 2002 Informação e Documentação Referências - Elaboração.

9 7 3- COMO FAZER CITAÇÕES As citações devem seguir as normas ABNT- NBR 10520: Informações e documentação - Citações em documentos. As citações do sobrenome do autor quando incluídas na frase devem ser em letras maiúsculas e minúsculas e quando estiverem entre parênteses, devem ser em letras maiúsculas. A seguir algumas definições e exemplos. a) Citação direta até três linhas: Transcrição textual de parte da obra do autor consultado. Devem estar contidas em aspas duplas especificando as páginas consultadas. Exemplos: Exemplo 1 para o sobrenome entre parênteses: Os preços dos fatores determinam a distribuição de renda nacional (MANKIW, 1997, p.38). Exemplo 2 para o sobrenome fazendo parte da frase: O economista Mankiw (1997, p.38) esclarece que Os preços dos fatores determinam a distribuição de renda nacional. b) Citação direta, no texto, acima de três linhas: devem ser destacadas com recuo de 4 cm da margem esquerda, com menor letra que a do texto utilizado e sem aspas. Exemplo: Para entendermos o significado de ciclo operacional de uma empresa, vamos considerar o exemplo de uma indústria, O processo operacional completo da indústria abrange a seqüência de atividades de compra de matérias-primas, pagamento aos fornecedores, produção, estocagem, venda e recebimento das vendas.(oliveira, 2005, p.8). c) Citação indireta: Texto baseado na obra do autor consultado. Nesta forma, a especificação das páginas é opcional. Exemplo 1: Uma empresa em ambiente competitivo exerce pouca influência nos preços. (EATON, 2000). Exemplo 2: Segundo Eaton (2000, p.98) existe pouca influência nos preços quando a empresa atua em ambiente competitivo. d) Citação de citação: Citação direta ou indireta de um texto em que não se teve acesso ao original. Seguem as mesmas regras anteriores. Exemplos: Exemplo 1: Segundo Gorender (1978 apud GREMAUD, 1997, p.18) A inversão do enfoque que permitirá correlacionar as relações de produção às forças produtivas. Exemplo 2: A correlação entre as relações da produção e as forcas produtivas será atingida pela inversão do enfoque (GORENDER, 1978 apud GREMAUD, 1997).

10 8 4- PRINCIPAIS FORMAS DE REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS a) Livros, monografias, relatórios, etc. Formato: AUTOR. Título: subtítulo. Edição. Local da publicação (cidade): Editora, data. Número de volumes ou páginas. Exemplo: SHACKLE, George L. S. Origens da economia contemporânea: invenção e tradição no pensamento econômico ( ). 1 a. ed. São Paulo: Hucitec, p. b) Capítulos de livros ou artigos de coletânea. Autor do capítulo diferente do responsável pelo livro Formato: AUTOR DO CAPÍTULO. Título do capítulo. In: AUTOR/ ORGANIZADOR/ EDITOR DO LIVRO. Título: subtítulo do livro. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data. Volume, capítulo, página inicial-final do capítulo. Exemplo: CARNEIRO, Dionísio D.; MODIANO, Eduardo. Ajuste externo e desequilíbrio interno: In: ABREU, Marcelo de P. (Org.) A ordem do progresso: cem anos de política econômica republicana, a ed. Rio de Janeiro: Campus, cap. 12, p c) Autor do capítulo responsável pelo livro Formato: AUTOR DO CAPÍTULO. Título do capítulo. In:. Título: subtítulo do livro. Edição. Local de publicação (cidade): Editora, data. Volume, capítulo, página inicial-final do capítulo. Exemplo: ABREU, Marcelo de P. Crise, crescimento e modernização autoritária: In: (Org.) A ordem do progresso: cem anos de política econômica republicana, a ed. Rio de Janeiro: Campus, cap. 3, p d) Periódicos Formato: AUTOR. Título do artigo. Título do periódico, Local de publicação, número do volume, página inicial-final, ano. Exemplo:

11 9 CARMO, Maristela S. do. A produção familiar como locus ideal da agricultura sustentável. Agricultura em São Paulo, SP, v.45, t.1, p.1-15, e) Artigo de Jornal Formato: AUTOR. Título do artigo. Título do jornal, Local, dia, mês, ano. Número ou Título do caderno, seção ou suplemento, página inicial-final. Exemplo: SILVA, Antonio dos S.; TAVARES, Hermano. Universidade pública e transparência. Folha de São Paulo, São Paulo, 15 nov Tendências/Debates, p. 3. f) Monografias consideradas no todo (On-line) AUTOR. Título. Local (cidade): editora, data. Disponível em: < endereço>. Acesso em: data. Exemplo: ESTADO DE SÃO PAULO. Manual de redação e estilo. São Paulo, Disponível em: <http://www1.estadao.com.br/redac/manual.html>. Acesso em: 19 maio g) Publicações Periódicas consideradas no todo (On-line) TÍTULO DA PUBLICAÇÃO. LOCAL (cidade): Editora, volume, número, mês, ano. Disponível em: <endereço>. Acesso em: data. Exemplo: CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, Brasília, v. 26. n.3, Disponível em : <http://www.ibict.br/cionline>. Acesso em: 19 maio h) Partes de Publicações Periódicas (On-line) Artigos de Periódicos (On-line) AUTOR. Título do artigo. Título da publicação seriada, local, volume, número, mês ano. Paginação ou indicação de tamanho. Disponível em: <Endereço.>. Acesso em: data.exemplo

12 10 MALOFF, Joel. A internet e o valor da "internetização". Ciência da Informação, Brasília, v. 26, n. 3, Disponível em: <http://www.ibict.br/cionline/>. Acesso em: 18 maio Artigos de Jornais (On-line) AUTOR. Título do artigo. Título do jornal, local, data de publicação, seção, caderno ou parte do jornal e a paginação correspondente. Disponível em: <Endereço>. Acesso em: data.exemplo TAVES, Rodrigo França. Ministério corta pagamento de 46,5 mil professores. Globo, Rio de Janeiro, 19 maio Disponível em:<http://www.oglobo.com.br/>. Acesso em: 19 maio UFSC não entrega lista ao MEC. Universidade Aberta: online. Disponível em: < Acesso em:19 maio Homepage AUTOR. Título. Informações complementares (Coordenação, desenvolvida por, apresenta..., quando houver etc...). Disponível em:. <Endereço>. Acesso em: data.exemplo: ETSnet. Toefl on line: Test of english as a foreign language. Disponível em: <http://www.toefl.org>. Acesso em: 19 maio UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Biblioteca Universitária. Serviço de Referência. Catálogos de Universidades. Apresenta endereços de Universidades nacionais e estrangeiras. Disponível em: <http://www.bu.ufsc.br>. Acesso em: 19 maio 1998.

13 11 5- FORMATAÇAO E APRESENTAÇÃO GRÁFICA Na impressão do trabalho se deve evitar quaisquer rasuras, borrões e outras imperfeições. No Quadro 2 apresenta-se uma síntese da apresentação gráfica. Quadro 2-Síntese da formatação e apresentação gráfica do TCC Item Descrição Papel Papel branco no tamanho A4 (210 x 297mm) Fonte (Letra) Padrão de letra Times New Roman, tamanho 12 em todo o trabalho exceto na capa e página de rosto. Espaço entre linhas 1,5 linhas Parágrafo 2,5 cm da margem esquerda ou um tab Margens 3,0 cm esquerda e superior. 2,0 cm direita e inferior. Rodapé No pé da página. As notas nele contidas devem ser separadas do texto por um traço contínuo de aproximadamente 1/3 da linha, a partir da margem esquerda, com caracteres menores que aqueles usados no texto. Capa e a página de rosto Ver modelo no apêndice. Instituição e título do TCC em letras maiúsculas em letra tamanho 14; todo o restante em tamanho 12. Numeração das Todas as folhas, a partir da página de rosto, devem ser contadas páginas seqüencialmente, mas não numeradas. A numeração é colocada a partir da introdução. A numeração deverá ser colocada na margem superior, no canto direito da página e a cerca de 2 cm do limite superior. As demais folhas incluídos os elementos pós-textuais (referencia bibliográfica e apêndice), devem ser numeradas seqüencialmente seguindo de maneira contínua ao texto principal. Tabelas O título da tabela deve vir na parte superior e numerado seqüencialmente, desde o início do trabalho em número arábico. Figuras O título da figura deve vir na parte inferior e numerado seqüencialmente, desde o início do trabalho em número arábico. São

14 12 Numeração títulos e subtítulos de consideradas figuras: fotografias, esquemas, fluxogramas e gráficos. Os títulos serão em letras maiúsculas em fonte 12 e grifadas. Os subtítulos terão a primeira maiúscula e as demais minúsculas. Utilizam-se dois espaços para separar os títulos e subtítulos do corpo do trabalho. Não há recuo em relação a margem esquerda tanto para título como subtítulo. No apêndice estão os modelos de formatação utilizadas no trabalho de conclusão de curso bem como do termo de autorização para publicação.

15 13 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS DESTE MANUAL ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 14724: informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro, NBR 6023: informação e documentação: referências: elaboração. Rio de Janeiro, NBR 6024: numeração progressiva das seções de um documento: procedimento. Rio de Janeiro, NBR 10520: informação e documentação: citações em documentos: apresentação. Rio de Janeiro, IBGE. Normas de apresentação tabular. 3 ed. Rio de Janeiro, 1993.

16 APÊNDICE DE MODELOS 14

17 15 FACULDADE MARECHAL RONDON ADMINISTRAÇÃO ESTUDO DO USO DO CONTROLE FINANCEIRO NAS MICRO EMPRESAS DE SÃO MANUEL NOME DO ALUNO Orientador: Prof. Dr. Fulano de tal Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade Marechal Rondon São Manuel, para obtenção do título de Bacharel em Administração. São Manuel - SP 2010

18 16 ESTUDO DO USO DO CONTROLE FINANCEIRO NAS MICRO EMPRESAS DE SÃO MANUEL RESUMO Neste estudo procuramos verificar a importância de se ter um setor que controle as formalizações de operações bancárias e averiguar qual é a verdadeira função do chefe de controle de negócios... Palavras-chaves: Área comercial, área operacional, chefe de controle de negócios, orientador, dedo-duro e operações bancárias.

19 17 CONTROL OF BANK BUSINESSES: MANAGEMENT INFORMER? Author: CARVALHO, Mario Sérgio Advisor: GOUVEIA, Rosangela Maria ABSTRACT In this study we tried to verify the importance of having a section which controls the formalization of bank operations and to discover which real function of businesses control boss is. Key-words: Commercial area, operational area, businesses control boss, advisor, "informer" and bank operations.

20 18 SUMÁRIO Página 1. INTRODUÇÃO Objetivos Justificativa Metodologia Estrutura do trabalho GESTÃO FINANCEIRA DA MICROEMPRESA Histórico da administração financeira Conceitos de administração financeira OS ÓRGÃOS DE FOMENTO O mercado financeiro O mercado de capitais BNDES Bancos Comerciais Cooperativas CONCLUSÃO REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ANEXOS... 50

21 19 TERMO DE AUTORIZAÇÃO Eu,, Nacionalidade:, estado civil:, Profissão:, residente e domiciliado (endereço):, cidade:, Estado:, portador do documento de identidade nº:, e CPF nº:, na qualidade de titular dos direitos morais e patrimoniais de autor da obra (título): ; monografia apresentada a Faculdade Marechal Rondon - FMR, na data: / /, com fundamento nas disposições da Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998, venho: 1. ( ) AUTORIZAR a Faculdade Marechal Rondon - FMR a reproduzir e/ou disponibilizar na rede mundial de computadores Internet e permitir a reprodução por meio eletrônico (formato PDF), da OBRA, a partir desta data e até que manifestação em sentido contrário de minha parte determine a cessação dessa permissão. 2. ( ) AUTORIZAR, a partir de dois anos após esta data, a Faculdade Marechal Rondon - FMR, a reproduzir, disponibilizar na rede mundial de computadores Internet e permitir a reprodução por meio eletrônico (formato PDF), da OBRA, até que manifestação contrária de minha parte determine a cessação dessa permissão. 3. ( ) NÃO AUTORIZAR a Faculdade Marechal Rondon - FMR, a reproduzi-la e apenas armazenála permanentemente na biblioteca para pesquisa. São Manuel, de de. Assinatura:

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO O trabalho deve ser digitado e impresso em papel formato A4. O texto deve ser digitado, no anverso das folhas, em espaço 1,5, letra do tipo

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA APRESENTAÇÃO NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS O trabalho deve ser digitado e impresso em papel

Leia mais

DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA TCC2

DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA TCC2 UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA COORDENAÇÃO ADJUNTA DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

- TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto de 2008)

- TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto de 2008) Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre Curso de Sistemas de Informação Trabalho de Conclusão de Curso Prof. Dr. Luís Fernando Garcia - TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto

Leia mais

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA A elaboração da monografia deve ter como referência a ABNT NBR 14724/ 2006, a qual destaca que um trabalho acadêmico compreende elementos pré-textuais,

Leia mais

REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS

REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS F A C UL DA DE DE P R E S I DE N T E V E N C E S L A U REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS APRESENTAÇÃO GRÁFICA - CONFIGURAÇÃO DAS MARGENS Ir ao menu Arquivo, escolher a opção Configurar

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA OU DO TRABALHO CIENTIFICO

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA OU DO TRABALHO CIENTIFICO 39 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA OU DO TRABALHO CIENTIFICO 1. MONOGRAFIA Monografias são exposições de um problema ou assunto específico, investigado cientificamente, assim, não exige originalidade,

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE INGRESSO E VITALICIAMENTO DOS NOVOS MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO CEARÁ

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE INGRESSO E VITALICIAMENTO DOS NOVOS MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO CEARÁ GESTÃO2010/2012 ESCOLASUPERIORDOMINISTÉRIOPÚBLICO(Art.1ºdaLei11.592/89) Credenciada pelo Parecer 559/2008, de 10/12/08, do CEC (Art. 10, IV da Lei Federal n.º 9.394, de 26/12/1996 - LDB) NORMAS PARA ELABORAÇÃO

Leia mais

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA 1 Prezado(a) aluno(a), Este roteiro foi preparado para auxiliá-lo na elaboração de sua monografia (TCC). Ele o apoiará na estruturação das etapas do seu trabalho de maneira

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO 1. INTRODUÇÃO A Dissertação é a apresentação escrita do trabalho de pesquisa desenvolvido no âmbito do Programa de

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 013, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012.

RESOLUÇÃO Nº 013, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012. Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Câmpus Porto Alegre RESOLUÇÃO Nº 013, DE 13 DE NOVEMBRO

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA ANEXO da Norma 004/2008 CCQ Rev 1, 28/09/2009 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE QUÍMICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA Salvador 2009 2 1 Objetivo Estabelecer parâmetros para a apresentação gráfica

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado MANUAL DE DEFESA Exame de Qualificação: banca examinadora

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP

CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP 2011 ESTRUTURA 1 ELEMENTOS DE PRÉ-TEXTO 1.1 Capa 1.2 Lombada descendente 1.3 Folha de rosto 1.4 Folha de aprovação 1.5 Dedicatória 1.6 Agradecimentos 1.7 Epígrafe

Leia mais

2- DETALHES SOBRE A ESTRUTURA DO RELATÓRIO A seguir estão orientações sobre como formatar as diversas partes que compõem o relatório.

2- DETALHES SOBRE A ESTRUTURA DO RELATÓRIO A seguir estão orientações sobre como formatar as diversas partes que compõem o relatório. 1 - ESTRUTURA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO O relatório do Estágio Supervisionado de todos os cursos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Minas Gerais Campus Formiga - irá mostrar

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III

UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III Projeto Integrado Multidisciplinar Cursos Superiores Tecnológicos G. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Trabalho

Leia mais

NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL) Apresentação Gráfica

NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL) Apresentação Gráfica UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Faculdade de Educação UAB/UnB Curso de Especialização em Educação na Diversidade e Cidadania, com Ênfase em EJA Parceria MEC/SECAD NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL)

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO -TCC

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO -TCC UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE QUÍMICA NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO -TCC 1 APRESENTAÇÃO As recomendações a seguir resumem os princípios para a elaboração

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIAS BÁSICAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MICROBIOLOGIA AGRÍCOLA E DO AMBIENTE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIAS BÁSICAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MICROBIOLOGIA AGRÍCOLA E DO AMBIENTE UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIAS BÁSICAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MICROBIOLOGIA AGRÍCOLA E DO AMBIENTE Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIA CURSO: AGRONOMIA

ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIA CURSO: AGRONOMIA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO Av. Dom Manuel de Medeiros s/nº Dois Irmão, Recife PE Telefone: 3320-6203 ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIA CURSO: AGRONOMIA I ESTRUTURA DO RELATÓRIO 1.1

Leia mais

ANEXO II - Trabalho de conclusão de curso (TCC)

ANEXO II - Trabalho de conclusão de curso (TCC) ANEXO II - Trabalho de conclusão de curso (TCC) O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) compreende a elaboração de trabalho de caráter individual teórico, projetual ou aplicativo, com observância de exigências

Leia mais

universia.com.br/materia/img/tutoriais/ /01.jsp 1/1

universia.com.br/materia/img/tutoriais/ /01.jsp 1/1 5/12/2008 Monografias - Apresentação Fazer um trabalho acadêmico exige muito de qualquer pesquisador ou estudante. Além de todo esforço em torno do tema do trabalho, é fundamental ainda, adequá-lo às normas

Leia mais

REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO

REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO 1 REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO Os seguintes padrões atendem às exigências da FTC Feira de Santana, em conformidade com a NBR 14724:2002/2005 da Associação Brasileira de Normas Técnicas

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA Normas para elaboração de Dissertações do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais MODELO

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL

NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL AQUIDAUANA MS 2009 1. PAPEL E PROCESSO DE MULTIPLICAÇÃO O papel

Leia mais

NBR 14724/2011 ABNT NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 19/10/2011. Objetivo

NBR 14724/2011 ABNT NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 19/10/2011. Objetivo Objetivo ABNT Normas para elaboração de trabalhos científicos Esta Norma especifica os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos, visando sua apresentação à instituição Estrutura Parte

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC ANEXO A TERMO DE COMPROMISSO DE ORIENTAÇÃO DO TRABALHO DE Nome do Aluno: Matricula: Título do TCC CONCLUSAO DE CURSO (TCC) Solicito que seja designado como meu Orientador do Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5. 5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.2 Capa... 48 5.3 Folha de rosto... 51 5.4 Errata... 53

Leia mais

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS MONOGRAFIA Trata-se de uma construção intelectual do aluno-autor que revela sua leitura, reflexão e interpretação sobre o tema da realidade. Tem como base a escolha de uma unidade ou elemento social, sob

Leia mais

Manual TCC Administração

Manual TCC Administração 1 Manual TCC Administração 2013 2 Faculdade Marista Diretor Geral Ir. Ailton dos Santos Arruda Diretora Administrativo-Financeiro Sra. Rafaella Nóbrega Coordenador do Curso de Administração e Gestão de

Leia mais

NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT TRABALHOS ACADÊMICOS:

NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT TRABALHOS ACADÊMICOS: MANUAL PARA TCC www.etecmonteaprazivel.com.br Estrada do Bacuri s/n Caixa Postal 145 Monte Aprazível SP CEP 15150-000 Tel.: (17) 3275.1522 Fax: (17) 3275.1841 NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP. FACULDADE (do aluno) CURSO. TÍTULO DO PROJETO Subtítulo do Projeto AUTOR DO PROJETO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP. FACULDADE (do aluno) CURSO. TÍTULO DO PROJETO Subtítulo do Projeto AUTOR DO PROJETO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP FACULDADE (do aluno) CURSO TÍTULO DO PROJETO Subtítulo do Projeto AUTOR DO PROJETO TÍTULO DO RELATÓRIO AUTOR(ES) DO RELATÓRIO SÃO PAULO 200_ NOTA PRÉVIA

Leia mais

Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos

Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos Maria Bernardete Martins Alves Marili I. Lopes Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos Módulo 3 Apresentação

Leia mais

Escola de Administração Biblioteca. Normas para elaboração do TCC

Escola de Administração Biblioteca. Normas para elaboração do TCC Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Administração Biblioteca Normas para elaboração do TCC O que é um Trabalho de Conclusão de Curso? O TCC, é um trabalho acadêmico feito sob a coordenação

Leia mais

Normas para Apresentação de Monografias

Normas para Apresentação de Monografias UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E COMPUTAÇÃO COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Normas para Apresentação de Monografias Campina Grande, dezembro 2010

Leia mais

Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS 1 ESTRUTURA A estrutura e a disposição dos elementos de um trabalho acadêmico são as

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 01/2015 - PPGEA

RESOLUÇÃO Nº 01/2015 - PPGEA 1 RESOLUÇÃO Nº 01/2015 - PPGEA Aprova normas de exame de qualificação e da elaboração de dissertações de mestrado do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Engenharia de Energia na Agricultura - PPGEA

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIA Atualizada em julho de 2011 A maior parte das Monografias

Leia mais

PIM I. Projeto Integrado Multidisciplinar

PIM I. Projeto Integrado Multidisciplinar PIM I Projeto Integrado Multidisciplinar PIM I - PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Descrição e Análise de Práticas de Gestão Organizacional em uma Empresa. OBJETIVOS: Favorecer aos alunos ingressantes

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO CAMPINA GRANDE 2015 1 DISSERTAÇÃO A defesa pública da dissertação

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Curso (Administração) ETEC TEOTÔNIO ALVES PEREIRA

Trabalho de Conclusão de Curso (Administração) ETEC TEOTÔNIO ALVES PEREIRA Trabalho de Conclusão de Curso (Administração) ETEC TEOTÔNIO ALVES PEREIRA Objetivo: Estas diretrizes têm por objetivo padronizar a apresentação dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) dos Cursos Técnicos

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1. APRESENTAÇÃO É essencial o uso de normas técnicas para uma boa apresentação e compreensão da leitura de um trabalho acadêmico-científico.

Leia mais

SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA

SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA São Paulo 2014 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 1 ELEMENTOS EXTERNOS 1.1 CAPA 1.2 LOMBADA 2 ELEMENTOS INTERNOS PRÉ-TEXTUAIS

Leia mais

ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO. Dissertações, Teses e Trabalhos de Conclusão de Curso de Graduação, Especialização e outros.

ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO. Dissertações, Teses e Trabalhos de Conclusão de Curso de Graduação, Especialização e outros. ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO Dissertações, Teses e Trabalhos de Conclusão de Curso de Graduação, Especialização e outros. Estrutura Elementos Parte externa Capa (obrigatório) Lombada (opcional) Parte

Leia mais

Guia de Orientação para Apresentação de Projeto de Pesquisa para Alunos da FCC de acordo com as Normas da ABNT

Guia de Orientação para Apresentação de Projeto de Pesquisa para Alunos da FCC de acordo com as Normas da ABNT FACULDADE CRISTÃ DE CURITIBA Guia de Orientação para Apresentação de Projeto de Pesquisa para Alunos da FCC de acordo com as Normas da ABNT Elaborado pela bibliotecária Teresinha Teterycz - CRB 9 / 1171

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ARACAJU 2012 2 PREFÁCIO A apresentação dos trabalhos acadêmicos

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA (ABNT - NBR 15287- válida a partir de 30.01.2006) 1 COMPONENTES DE UM PROJETO DE PESQUISA (itens em negrito são obrigatórios) ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS Capa

Leia mais

Normas técnicas para a monografia de graduação da Faculdade de Letras

Normas técnicas para a monografia de graduação da Faculdade de Letras UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE LETRAS DIREÇÃO ADJUNTA DE GRADUAÇÃO SEÇÃO DE ENSINO Normas técnicas para a monografia de graduação da Faculdade de Letras 2 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO...

Leia mais

Os trabalhos acadêmicos devem ser divididos em: elementos pré-textuais, textuais e

Os trabalhos acadêmicos devem ser divididos em: elementos pré-textuais, textuais e NORMAS PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA O projeto gráfico é de responsabilidade do autor

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO ESCOLA DE MINAS COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO ESCOLA DE MINAS COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO ESCOLA DE MINAS COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE GRADUAÇÃO A SER APRESENTADO AO FINAL DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA MANUAL DE NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA FORMOSA/GO

Leia mais

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA APRESENTADA NO FINAL DO CURSO

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA APRESENTADA NO FINAL DO CURSO U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E O U R O P R E T O - U F O P ESCOLA DE MINAS EM C O L E G I A D O C U R S O E N G E N H A R I A D E C O N T R O L E E A U T O M A Ç Ã O ( C E C A U ) NORMAS PARA

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE DISSERTAÇÃO (FORMATO

Leia mais

Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011. São Carlos

Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011. São Carlos Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011 São Carlos Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico As orientações abaixo estão de acordo com NBR 14724/2011 da Associação

Leia mais

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS DOS TRABALHOS Formato: A4 Cor preta Espaçamento entre linhas: 1,5cm Fonte texto: Times New Roman, 12 ou Arial, 11 Margem superior

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - UESC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA - PPGBOT. ANEXO 1 Normas de editoração e estruturação de dissertações

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - UESC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA - PPGBOT. ANEXO 1 Normas de editoração e estruturação de dissertações UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - UESC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA - PPGBOT ANEXO 1 Normas de editoração e estruturação de dissertações 1ª edição Ilhéus BA 2012 SUMÁRIO SUMÁRIO... 2 APRESENTAÇÃO...

Leia mais

Trabalhos Científicos Usuais: Caracterização e Estrutura

Trabalhos Científicos Usuais: Caracterização e Estrutura Trabalhos Científicos Usuais: Caracterização e Estrutura Iniciação à Pesquisa em Informática Profª MSc. Thelma E. C. Lopes e-mail: thelma@din.uem.br 2 Texto Científico: o que é? A elaboração do texto científico

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003)

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) Maio de 2012. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Biblioteca Universitária. Programa de capacitação. 2 NORMAS

Leia mais

TRABALHO ACADÊMICO: Guia fácil para diagramação: formato A5. Formatação do Texto

TRABALHO ACADÊMICO: Guia fácil para diagramação: formato A5. Formatação do Texto TRABALHO ACADÊMICO: Guia fácil para diagramação: formato A5 Antes de iniciar a digitação de seu trabalho acadêmico configure seu documento com as especificações a seguir, facilitando a visualização e sua

Leia mais

Checklist da Estrutura de Monografia, Tese ou Dissertação na MDT UFSM 2010

Checklist da Estrutura de Monografia, Tese ou Dissertação na MDT UFSM 2010 1 Checklist da Estrutura de Monografia, Tese ou Dissertação na MDT UFSM 2010 Pré-textuais Textuais Pós-textuais Estrutura Elemento OK Capa (obrigatório) Anexo A (2.1.1) Lombada (obrigatório) Anexo H Folha

Leia mais

(CAPA) INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE BRASÍLIA

(CAPA) INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE BRASÍLIA (CAPA) INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA CAMPUS BRASÍLIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

Artigo 4º - Os cursos com ênfase deverão ter o TCC relacionado aos conteúdos trabalhados na ênfase.

Artigo 4º - Os cursos com ênfase deverão ter o TCC relacionado aos conteúdos trabalhados na ênfase. NORMA CONJUNTA FGV MANAGEMENT (MGM)/ DIRETORIA EXECUTIVA ACADÊMICA (ACD) Nº 11 / 2009 PADRONIZAÇÃO DE APRESENTAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO - TCC O Diretor Executivo do Programa FGV Management

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO OESTE DONA LINDU GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ DIVINÓPOLIS MG 2009 O Trabalho de

Leia mais

FEMPAR Fundação Escola do Ministério Público do Paraná NORMAS METODOLÓGICAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE MONOGRAFIA

FEMPAR Fundação Escola do Ministério Público do Paraná NORMAS METODOLÓGICAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE MONOGRAFIA FEMPAR Fundação Escola do Ministério Público do Paraná NORMAS METODOLÓGICAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE MONOGRAFIA CURITIBA 2012 SUMÁRIO 1. ESTRUTURA DA MONOGRAFIA...03 1.1. Elementos pré-textuais...03

Leia mais

Manual de Trabalho de Conclusão de Curso

Manual de Trabalho de Conclusão de Curso CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Manual de Trabalho de Conclusão de Curso Curso de Engenharia de Produção NATAL RN 2010 Apresentação O curso de Engenharia de Produção institui

Leia mais

OBRIGATÓRIO= + OPCIONAL= *

OBRIGATÓRIO= + OPCIONAL= * Lombada* UFRGS FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS BIBLIOTECA GLÁDIS W. DO AMARAL ORIENTAÇÃO SOBRE A ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO Elementos póstextuais INDICES * PARTE INTERNA ANEXOS * APENDICES * GLOSSARIO

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1,5 espaçamento entre as linhas CURSO xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Nome do Estagiário 2 espaços 1,5 Fonte 14 Fonte 14 RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Fonte 16 COLOCADO NO CENTRO DA FOLHA LOCAL ANO Fonte

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC. Título

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC. Título UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC CENTRO DE CIÊNCIAS NATURAIS E HUMANAS Programa de Pós-Graduação em Biotecnociência Título Santo André dd/mm/aaaa Normas para Dissertações Mestrado em Biotecnociência - UFABC.

Leia mais

Normas para Redação da Dissertação/Tese

Normas para Redação da Dissertação/Tese Normas para Redação da Dissertação/Tese Estrutura A estrutura de uma dissertação, tese ou monografia compreende três partes fundamentais, de acordo com a ABNT (NBR 14724): elementos prétextuais, elementos

Leia mais

PIM III. Projeto Integrado Multidisciplinar

PIM III. Projeto Integrado Multidisciplinar PIM III Projeto Integrado Multidisciplinar PIM III - PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Descrição e análise de práticas de gestão em empresas hospitalares de médio porte. OBS: O Projeto deverá ser

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO-OESTE DONA LINDU CCO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA

Leia mais

REVISTA DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS / FAeCC / UFMT. NORMAS DE APRESENTAÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO PARA A RCiC

REVISTA DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS / FAeCC / UFMT. NORMAS DE APRESENTAÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO PARA A RCiC NORMAS DE APRESENTAÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO PARA A 1 ARTIGO É o trabalho acadêmico que apresenta resultado de uma pesquisa, submetido ao exame de um corpo Editorial, que analisa as informações, os métodos

Leia mais

GESTÃO HOSPITALAR. PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar

GESTÃO HOSPITALAR. PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO HOSPITALAR PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Elaborar um estudo acerca Estrutura e Funcionamento do Sistema de Saúde Pública e Privada no Brasil.

Leia mais

Universidade Federal de São Paulo Instituto Saúde e Sociedade Programa de Pós-Graduação Alimentos, Nutrição e Saúde

Universidade Federal de São Paulo Instituto Saúde e Sociedade Programa de Pós-Graduação Alimentos, Nutrição e Saúde Universidade Federal de São Paulo Instituto Saúde e Sociedade Programa de Pós-Graduação Alimentos, Nutrição e Saúde ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE DOCUMENTO DE QUALIFICAÇÃO E DISSERTAÇÃO PARA O PROGRAMA

Leia mais

Presidente da FUSVE Américo da Silva Carvalho. Vice-Presidente Executivo da FUSVE Antônio Orlando Izolani. Reitora da USS Ana Maria Severiano de Paiva

Presidente da FUSVE Américo da Silva Carvalho. Vice-Presidente Executivo da FUSVE Antônio Orlando Izolani. Reitora da USS Ana Maria Severiano de Paiva Presidente da FUSVE Américo da Silva Carvalho Vice-Presidente Executivo da FUSVE Antônio Orlando Izolani Reitora da USS Ana Maria Severiano de Paiva Vice-Reitor da USS Marco Antonio Soares de Souza Pró-Reitor

Leia mais

Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT

Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT Editoração do Trabalho Acadêmico 1 Formato 1.1. Os trabalhos devem ser digitados em papel A-4 (210 X297 mm) apenas no anverso (frente) da folha. 2 Tipo e tamanho

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS 2013

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS 2013 NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS 2013 Jaciara-MT COMPOSIÇÃO DA MONOGRAFIA MONOGRAFIA Recebe nº página CAPA FOLHA DE ROSTO FOLHA DE APROVAÇÃO DEDICATÓRIA (OPCIONAL) AGRADECIMENTO (OPCIONAL) EPIGRAFE

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica:

Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica: Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica: Conforme NBR 6022:2003 Seção de atendimento ao usuário - SISBI Outubro 2013 Normas técnicas Norma técnica é um documento estabelecido

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS 0 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS MANUAL PARA FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS DA UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS PIRENÓPOLIS 2012 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DE PONTA PORÃ NOME DO(S) AUTOR (ES) EM ORDEM ALFABÉTICA TÍTULO DO TRABALHO: SUBTÍTULO DO TRABALHO

FACULDADES INTEGRADAS DE PONTA PORÃ NOME DO(S) AUTOR (ES) EM ORDEM ALFABÉTICA TÍTULO DO TRABALHO: SUBTÍTULO DO TRABALHO FACULDADES INTEGRADAS DE PONTA PORÃ NOME DO(S) AUTOR (ES) EM ORDEM ALFABÉTICA TÍTULO DO TRABALHO: SUBTÍTULO DO TRABALHO Cidade Ano NOME DO(S) AUTOR (ES) EM ORDEM ALFABÉTICA TÍTULO DO TRABALHO: SUBTÍTULO

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1,5 espacejamento entre as linhas CURSO xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 2 espaços 1,5 Fonte 14 Nome do Estagiário Fonte 14 RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Fonte 16 COLOCADO NO CENTRO DA FOLHA BAMBUÍ ANO Fonte

Leia mais

(Publicações da Biblioteca; 4) ORGANIZAÇÃO. Weber Vasconcellos Gomes Maria Consuelene Marques Maurinete dos Santos

(Publicações da Biblioteca; 4) ORGANIZAÇÃO. Weber Vasconcellos Gomes Maria Consuelene Marques Maurinete dos Santos (Publicações da Biblioteca; 4) ORGANIZAÇÃO Weber Vasconcellos Gomes Maria Consuelene Marques Maurinete dos Santos Revisto e atualizado de acordo com a NBR 15287/2011 Brasília 2011 1 APRESENTAÇÃO De acordo

Leia mais

PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros

PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ Prof. Marat Guedes Barreiros GUARUJÁ 2º semestre de 2013 PROJETO MULDISCIPLINAR Curso superior de BACHAREL em

Leia mais

2.1. A Coordenação do curso de Relações Internacionais é o órgão encarregado de administrar as atividades referentes à elaboração das monografias.

2.1. A Coordenação do curso de Relações Internacionais é o órgão encarregado de administrar as atividades referentes à elaboração das monografias. UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE GRADUAÇÃO

Leia mais

FAJ FACULDADE DE JUSSARA COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (Artigo Científico) Instruções aos autores e orientadores

FAJ FACULDADE DE JUSSARA COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (Artigo Científico) Instruções aos autores e orientadores FAJ FACULDADE DE JUSSARA COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (Artigo Científico) Instruções aos autores e orientadores ESTRUTURA DO ARTIGO 1. Recomenda-se a utilização do processador

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO 1 ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO 1 APRESENTAÇÃO Tanto o artigo quanto a monografia são trabalhos monográficos, ou seja, trabalhos que apresentam resultados de pesquisa sobre um

Leia mais

Uma instituição qualificando a ação profissional

Uma instituição qualificando a ação profissional Uma instituição qualificando a ação profissional SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...03 2. FORMAÇÃO GERAL...05 2.1 TIPO DE PAPEL...05 2.2 MARGEM...05 2.3 ESPAÇAMENTO...05 2.4 TIPO E TAMANHO DA FONTE...06 2.5 PAGINAÇÃO...06

Leia mais

REGULAMENTO DA III MOSTRA CIENTÍFICA DA FACULDADE ESTÁCIO VILA VELHA ANEXO I

REGULAMENTO DA III MOSTRA CIENTÍFICA DA FACULDADE ESTÁCIO VILA VELHA ANEXO I Diretrizes para Autores das áreas de GESTÃO E FINANÇAS / LICENCIATURAS/ ENGENHARIAS: Os trabalhos deverão seguir a seguinte extensão: - artigos: entre 10 (dez) e 25 (vinte e cinco) páginas, incluindo as

Leia mais

PIM II. Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO FINANCEIRA DA EMPPRESA

PIM II. Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO FINANCEIRA DA EMPPRESA PIM II Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO FINANCEIRA DA EMPPRESA 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: O aluno deverá escolher uma empresa de qualquer porte ou segmento e, com base no cenário

Leia mais

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO MATERIAL DIDÁTICO DA ABNT

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO MATERIAL DIDÁTICO DA ABNT METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO MATERIAL DIDÁTICO DA ABNT www.abnt.org.br Objetivos da normalização Comunicação Simplificação Níveis de normalização Menos exigente (Genérica) INTERNACIONAL REGIONAL

Leia mais

ESTRUTURA DE UM TRABALHO MONOGRÁFICO (NBR 14724/2005)

ESTRUTURA DE UM TRABALHO MONOGRÁFICO (NBR 14724/2005) Errata Folha de Rosto Capa ESTRUTURA DE UM TRABALHO MONOGRÁFICO (NBR 14724/2005) Epígrafe Resumo L. estrangeira Resumo Agradecimentos Dedicatória Folha de Aprovação Anexos Apêndices Glossário Referências

Leia mais

GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) Mestrado Profissional em Metrologia e Qualidade Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial 2010 APRESENTAÇÃO

Leia mais

FACULDADE PAN AMAZÔNICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA. MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I

FACULDADE PAN AMAZÔNICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA. MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I FACULDADE PAN AMAZÔNICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I Este manual atende todos os cursos de gestão 1º semestre, turmas ingressantes em fevereiro

Leia mais

FACULDADE DOM BOSCO. Credenciada através da Portaria nº 2.387, D.O.U. em 12/08/2004 Cornélio Procópio/Paraná MANUAL DE TRABALHO DE CURSO

FACULDADE DOM BOSCO. Credenciada através da Portaria nº 2.387, D.O.U. em 12/08/2004 Cornélio Procópio/Paraná MANUAL DE TRABALHO DE CURSO FACULDADE DOM BOSCO Credenciada através da Portaria nº 2.387, D.O.U. em 12/08/2004 Cornélio Procópio/Paraná MANUAL DE TRABALHO DE CURSO CORNÉLIO PROCÓPIO 2012 Como elaborar um TC 1 Introdução Objetiva-se

Leia mais

NORMAS GERAIS PARA REDAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO E PROJETO ORIENTADO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA.

NORMAS GERAIS PARA REDAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO E PROJETO ORIENTADO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA. NORMAS GERAIS PARA REDAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO E PROJETO ORIENTADO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA. I ESTRUTURA DO TRABALHO A estrutura do trabalho irá depender do tipo de atividade

Leia mais

ABNT NBR 15287 NORMA BRASILEIRA. Informação e documentação Projeto de pesquisa Apresentação

ABNT NBR 15287 NORMA BRASILEIRA. Informação e documentação Projeto de pesquisa Apresentação NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 15287 Primeira edição 30.12.2005 Válida a partir de 30.01.2006 Informação e documentação Projeto de pesquisa Apresentação Information and documentation Research project Presentation

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte Faculdade de Educação ORIENTAÇÕES GERAIS PARA NORMALIZAÇÃO DA MONOGRAFIA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte Faculdade de Educação ORIENTAÇÕES GERAIS PARA NORMALIZAÇÃO DA MONOGRAFIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte Faculdade de Educação ORIENTAÇÕES GERAIS PARA NORMALIZAÇÃO DA MONOGRAFIA 2014 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte

Leia mais