Manual de Utilização do OTRS ITSM [1.3]

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual de Utilização do OTRS ITSM [1.3]"

Transcrição

1 Manual de Utilização do OTRS ITSM [1.3]

2 ÍNDICE Manual de Utilização do OTRS ITSM [1.3]... 1 ÍNDICE... 2 ÍNDICE DE FIGURAS... 3 Prefácio Acesso ao OTRS ITSM... 5 Registo de Ticket Classificação do Ticket e Priorização... 6 Campos Adicionais do ITSM... 8 Gestão de Mudança no OTRS ITSM... 9 Atributos de uma Nova Gestão de Mudança Estados da Gestão de Mudança Interligar uma Mudança a um Pedido de Mudança Criação de um Pedido de Gestão de Mudança Criação de um Work Order Atributos de uma Work Order Tipos de Work Order Estados da Work Order Definição do Agente Responsável pela Work Order Salvar uma Work Order como Modelo Eliminar uma Work Order Gerar Tickets de Problemas a partir de Tickets de Incidentes Estatísticas no OTRS ITSM Gerar Estatísticas Customizadas no OTRS ITSM... 18

3 ÍNDICE DE FIGURAS Ilustração 1 Tipos de Eventos OTRS ITSM... 6 Ilustração 2 Selecção do Cliente... 6 Ilustração 3 Cliente Seleccionado + Estatísticas... 6 Ilustração 4 Histórico do cliente... 7 Ilustração 5 Visualização dos serviços do cliente... 7 Ilustração 6 Campos Adicionais ITSM ITIL... 8 Ilustração 7 Menu Additional ITSM Fields... 8 Ilustração 8 Diagrama de Gestão de Mudança... 9 Ilustração 9 Workflow do Change Management... 9 Ilustração 10 Estados da Gestão da Mudança Ilustração 11 Modelo de Interligação Mudança Pedido de Mudança Ilustração 12 Menu do Change Manager Ilustração 13 Formulário de Change Manager Ilustração 14 Visão geral do Pedido de Mudança solicitado Ilustração 15 Campos do Pedido de Mudança Ilustração 16 Estados da Work Order Ilustração 17 Estados de Transição da Work Order Ilustração 18 Listagem de Agentes para interligação com a Work Order Ilustração 19 Salvar Work Order como Modelo Ilustração 20 Erro ao eliminar uma work order citada como condição Ilustração 22 Botão Novo dentro do menu de estatísticas Ilustração 21 Visão Geral do Menu de Estatísticas Ilustração 23 Menu de Inserção de Estatísticas Customizadas Ilustração 24 Detalhe dos campos do menu de inserção de estatísticas customizadas Ilustração 25 Menu de Definição dos Atributos a Visualizar na Estatística Ilustração 26 Menu de Formatação dos Campos na Estatística Ilustração 27 Definição dos Atributos Finais da Estatística Ilustração 28 Visão Geral das Opções Seleccionadas para a Estatística Ilustração 29 Visualização da Estatística Criada no Menu de Estatísticas

4 4 Prefácio Este Manual surgiu com o intuito de detalhar e especificar os passos a seguir para a inserção de novos clientes na Base de Dados do OTRS ITSM e interligar o cliente a um serviço existente. O Manual terá um crescimento sustentável, sendo adicionado informação nova sempre que necessário; esta é a versão 1.2 do mesmo.

5 Acesso ao OTRS ITSM O OTRS ITSM é uma aplicação que pode ser acedida de qualquer parte desde que haja acesso a Internet e um navegador. O endereço para acesso é: utilize as credencias do Active Directory para acesso. 5

6 Registo de Ticket Classificação do Ticket e Priorização O OTRS ITSM OTRS ITSM é compatível com o ITIL, logo ao registar um ticket a seguinte informação pode ser associada a ele: Tipo de ticket (Incident Problem Problem Known Error Problem RfC) Serviço SLA Impacto Prioridade 6 Duma forma geral o tipo de evento a ser registado é logo diferenciado na criação do ticket no campo Tipo. Ilustração 1 Tipos de Eventos OTRS ITSM Após a selecção do tipo de ticket temos de escolher o cliente desejado, ao digitar as primeira letras do nome do cliente o OTRS faz uma busca automática na BD apresentando todos os clientes com nomes semelhantes e fornecerá a possibilidade de escolher o desejado. Ilustração 2 Selecção do Cliente Uma vez o cliente seleccionado, no lado direito no campo Informação de Cliente surgirá as estatísticas do cliente, apresentando quantos tickets o cliente já possui abertos. Abaixo da janela de abertura do ticket estará o histórico do cliente com o número de tickets abertos e os fechados. Ilustração 3 Cliente Seleccionado + Estatísticas

7 7 Ilustração 4 Histórico do cliente O OTRS ITSM, mapeia o cliente ao tipo de serviço que o mesmo possua, por exemplo, se o cliente ABC não possuir o serviço de Correio, não haverá maneiras de registar uma reclamação do mesmo relativamente a esse serviço, ou seja, ao seleccionar o cliente no campo Serviços somente aparecerão os que o cliente realmente possui. Ilustração 5 Visualização dos serviços do cliente O proprietário do ticket é o técnico a qual o ticket será alocado, como já acordado, na lista serão exibidos os departamentos, por exemplo, tratando-se de um problema de Internet VSat, na lista será seleccionada a lista do Departamento de Transmissão VSat, e não o nome de um técnico específico. Por enquanto não estaremos a trabalha com SLA, dessa forma existe um SLA predefinido (Norma) que servirá para todos os ticket criados. Após a descrição do problema do cliente, restarão apenas 3 campos possíveis de serem alterados, são eles: Próximo estado do ticket (Aberto Fechado Fechado com Sucesso) Impacto (Baixo Normal Alta) Anexo (envio de imagens da tela de possíveis erros) Com todas essas informações acima descritas preenchidas, podemos clicar no botão Criar para criação do ticket. Para visualizar o ticket, basta clicar na Queue relativa ao departamento a qual o ticket foi endereçado.

8 Campos Adicionais do ITSM Como previamente informado, o OTRS ITSM é compatível com o ITIL. As opções do ITIL podem ser utilizadas a partir do momento que o ticket é criado. Essas opções aparecem por cima do nome do ticket. Ilustração 6 Campos Adicionais ITSM ITIL Segue abaixo os campos e a sua descrição: 8 Bloquear permite bloquear o ticket enquanto aguarda algum detalhe para fechar, ou pretende que ninguém mais inteja no ticket a não ser o proprietário. (Atenção com essa opção, o que o proprietário bloquear NINGUÉM mais tem acesso) Histórico permite visualizar todas as alterações efectuadas ao ticket, desde o momento da sua criação, mudanças de proprietário, notas incluídas, etc. Imprimir Imprime o histórico do ticket no formato PDF para o ambiente de trabalho do computador. Prioridade permite alterar a prioridade do ticket, somente o proprietário do pode efectuar tal acção. Additional ITSM Fields ao clicar uma janela será aberta com várias opções que permitirão alterar vários campos do ticket criado (título tipo serviço SLA proprietário). Ligar permite interligar tickets, correlacionando problemas individuais com um em geral, exemplo, vários clientes reclamam estar sem Internet, e após o registo é detectado que a PT está down, ao criar o ticket da PT podem todos os outros serem relacionados a causa raiz. Proprietário altera somente o proprietário do ticket. Cliente altera somente o cliente a qual o ticket foi atribuído. Ilustração 7 Menu Additional ITSM Fields Juntar Interliga dois tickets do cliente, e permite notificar o cliente por . Decisão Nota Permitem a interacção virtual entre vários proprietários através de notas nos tickets, externas e internas. As internas somente são visíveis pela MSTelcom e as externas são visíveis também aos clientes. Pendência permite colocar o motivo pelo qual o ticket ainda não tenha sido fechado, exemplo, aguarda-se confirmação por parte do cliente. Fechar fecha o ticket

9 Gestão de Mudança no OTRS ITSM A implementação da Gestão da Mudança no OTRS ITSM, define uma Mudança como uma alteração da arquitectura de TI existente, como por exemplo a instalação de um novo Servidor de . Cada mudança tipicamente consiste em várias subtarefas, o OTRS ITSM permite a mudança de ilimitadas subtarefas definidas. Estas também são conhecidas como Work Orders. 9 Ilustração 8 Diagrama de Gestão de Mudança A implementação correcta e eficaz de uma Gestão de Mudança, incluindo todos os Work Orders necessários, deve seguir o Workflow abaixo: 1. Criação da Mudança 2. Criação das Work Orders necessárias 3. Definição das condições & acções 4. Execução da Mudança Ilustração 9 Workflow do Change Management

10 Atributos de uma Nova Gestão de Mudança Para criar uma nova Gestão de Mudança, os seguintes atributos devem ser inseridos: Atributo Campo Obrigatório Detalhes Título Sim Nome da mudança Descrição Não Descrição detalhada da mudança Justificação Não Explicação detalhada do porquê da mudança; exemplo (Qual a consequência caso a mudança não seja efectuada) Categoria Sim Defina o tipo e nível da mudança, exemplo (1 normal, etc) Impacto Sim Detalhe os efeitos e impactos que a mudança terá, exemplo ( 3 Alta) Prioridade Sim Defina a prioridade que a mudança terá, exemplo, (3 Alta, 3 Normal, etc) Estado Sim Aquando da criação da de uma mudança o estado é automaticamente atribuído. Ao alterar uma mudança já existente o estado poder ser definido manualmente. Data da Solicitação (cliente) Não Se necessário esse atributo pode ser customizado para apresentar a data de implementação acordada com o cliente. Anexo Não Activa a opção para adicionar anexos ao documento no acto da criação. Tabela 1 Atributos de um pedido de mudança 10

11 Estados da Gestão de Mudança O OTRS ITSM, possui já definidas os estados válidos que uma gestão de mudança deve possuir e os seus possíveis resultados. Mas esses são os estados da configuração inicial que podem ser alterados e customizados de acordo com as necessidades da empresa. 11 Ilustração 10 Estados da Gestão da Mudança Interligar uma Mudança a um Pedido de Mudança O sistema permite a interligação de uma mudança a um ticket (problema incidente), dessa forma a origem da mudança, pedido de mudança ou problema, podem ser facilmente identificados. Ilustração 11 Modelo de Interligação Mudança Pedido de Mudança

12 Criação de um Pedido de Gestão de Mudança A partir do Dashboard, clicar em Change Manager e logo a seguir clicar em Novo. Ilustração 12 Menu do Change Manager 12 O formulário de criação de mudança com os atributos já conhecidos por preencherem será aberto. Ilustração 13 Formulário de Change Manager

13 Após o preenchimento do pedido de mudança, clicar no botão Submeter. 13 Ilustração 14 Visão geral do Pedido de Mudança solicitado Campos do Pedido de Mudança Ilustração 15 Campos do Pedido de Mudança Voltar retorna ao menu de change manager Histórico mostra o histórico de alterações efectuadas no pedido aberto Imprimir imprime o pedido Editar edita o pedido já efectuado (alterações) Involved Persons altera adiciona o gestor do pedido e outros envolvido na mudança Add Worker interliga uma workorder ao pedido de mudança Conditions estados que o pedido pode possuir Ligar interliga o pedido de mudança a um ticket existente Template exemplo predefinidos pelo OTRS

14 Criação de um Work Order Aquando da criação de um pedido de mudança o sistema fornece a opção de Adicionar uma Work Order Add Work Order, o que possibilita um número ilimitado de Work Orders seja interligado a mudança. Atributos de uma Work Order Após a criação de um pedido de mudança, o mesmo serve como um contentor para a definição de sub tarefas (work orders), e essas Work Orders podem ser definidas pelo Gestor da Mudança. 14 Atributo Campo Obrigatório Detalhes Título Sim Nome do Work Order Instrução Sim Explicação detalhada do work order Tipo de Work Order Sim Definição do tipo de workorder, exe: Aprovação, PIR, etc Categoria Sim Definição do tipo de categoria Impacto Sim Definição do tipo de impacto Prioridade Sim Definição do impacto Estado Sim Ao criar uma work order o estado é automaticamente gerado, ao editar o estado pode ser alterado manualmente. Data da Solicitação (cliente) Não Data solicitada da mudança Anexo Não Anexos Tabela 2 Atributos de uma Work Order Para além dos atributos acima descritos, o Agente da Work Order pode incluir outros atributos através da opção relatório, que é explicado abaixo no capítulo Relatório de Agente de Work Order. Tipos de Work Order Aprovação Work Order Backout Decision PIR ( Post Implementation Review) Revisão Pós Instalação

15 Estados da Work Order O OTRS ITSM, possui já definidas os estados válidos que uma work order deve possuir e os seus possíveis resultados. Mas esses são os estados da configuração inicial que podem ser alterados e customizados de acordo com as necessidades da empresa. 15 Ilustração 16 Estados da Work Order Ilustração 17 Estados de Transição da Work Order

16 Definição do Agente Responsável pela Work Order Cada work order poder ser atribuída a um suposto agente, ou seja, a pessoa responsável por executar a mesma. Tenha em atenção que somente os agentes com permissão de escrita no grupo de Change Manager são listados. 16 Ilustração 18 Listagem de Agentes para interligação com a Work Order Salvar uma Work Order como Modelo Uma work order pode ser guardada como modelo para posterior utilização base em outras work orders. Ao criar uma uma work order a opção template deve ser activada antes do término da mesma, fornecer um nome e a mesma estará disponível como modelo da próxima vez que desejar criar uma work order. Ilustração 19 Salvar Work Order como Modelo Eliminar uma Work Order O agente com privilégios de administrador no grupo Change Builders pode eliminar uma work order, desde que a mesma não esteja citada em nenhuma mudança como condição. Ilustração 20 Erro ao eliminar uma work order citada como condição

17 Gerar Tickets de Problemas a partir de Tickets de Incidentes Para gerar um ticket de problema a partir de um ou mais incidentes, crie um novo ticket e o interligue aos incidentes relevantes ao ticket. Dessa forma os incidentes registados podem ser processados individualmente, podem ser fechados com várias opções e se necessário podem ser fechados com uma solução permanente. 17

18 Estatísticas no OTRS ITSM O OTRS ITSM possui um campo geral de estatísticas o qual possui estatísticas predefinidas pelo sistema. O sistema é totalmente customizável podendo o utilizador gerar estatísticas de qualquer objecto que assim desejar. A forma mais rápida de aceder ao menu de estatísticas é clicando no botão no principal. Dessa forma rapidamente poderá visualizar todas as estatísticas predefinidas do sistema. Tenha em atenção que isso é apenas uma demonstração, na realidade as estatísticas 18 Ilustração 21 Visão Geral do Menu de Estatísticas predefinidas são 3 páginas. Gerar Estatísticas Customizadas no OTRS ITSM Uma vez dentro do menu de visão geral de estatísticas clicar em Novo. Ilustração 22 Botão Novo dentro do menu de estatísticas

19 Surgira o menu de criação de estatísticas customizadas, com a detalhe de cada campo a preencher. 19 Ilustração 23 Menu de Inserção de Estatísticas Customizadas Detalhe dos Campos Ilustração 24 Detalhe dos campos do menu de inserção de estatísticas customizadas

20 Definição dos atributos que pretende visualizar na estatística 20 Ilustração 25 Menu de Definição dos Atributos a Visualizar na Estatística Definição da forma que deseja que os dados apareçam (ascendente/descendente) Ilustração 26 Menu de Formatação dos Campos na Estatística

21 Definição dos atributos finais, tenha atenção que após o campo Texto todas as opções são relativas ao Change Management. 21 Ilustração 27 Definição dos Atributos Finais da Estatística Após finalizar a criação da estatística customizada é lhe fornecido uma visão geral das opções escolhidas e a partir desse momento a estatística pode ser gerada. Tenha em atenção que a impressão padrão é no formato.pdf e estatística criada ficará listada na visão geral de estatísticas, para isso basta procurar pelo nome atribuído a mesma.

22 22 Ilustração 28 Visão Geral das Opções Seleccionadas para a Estatística Visualização da estatística customizada criada recentemente na lista de estatística no meu de visão geral de estatísticas. Ilustração 29 Visualização da Estatística Criada no Menu de Estatísticas

23 23

Gerenciamento de Mudanças. Treinamento OTRS ITSM

Gerenciamento de Mudanças. Treinamento OTRS ITSM Gerenciamento de Mudanças Treinamento OTRS ITSM Sumário Introdução...3 Associando a Mudança à Requisições...4 Papéis...5 Construindo uma Mudança...6 Informações Gerais da Mudança...6 Definindo os Papéis

Leia mais

Instituto Politécnico de Tomar. Manual da Área de Secretariados

Instituto Politécnico de Tomar. Manual da Área de Secretariados Instituto Politécnico de Tomar Manual da Área de Secretariados Última actualização: 13 de Outubro de 2004 Índice Como aceder a Área de Secretariados...2 O que posso efectuar na Área de Secretariado (Acções)...4

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE INTRODUÇÃO O portal do Afrafep Saúde é um sistema WEB integrado ao sistema HEALTH*Tools. O site consiste em uma área onde os Usuários e a Rede Credenciada,

Leia mais

SERVICE DESK MANAGER SDM. Manual do Sistema - DPOI

SERVICE DESK MANAGER SDM. Manual do Sistema - DPOI SERVICE DESK MANAGER SDM Manual do Sistema - DPOI Conteúdo SERVICE DESK MANAGER SDM... 1 Manual do Sistema - DPOI... 1 INTRODUÇÃO... 4 ACESSO AO SISTEMA... 5 OPÇÕES DO SISTEMA... 6 SISTEMA... 7 Pesquisar

Leia mais

CGA Directa. Manual do Utilizador. Acesso, Adesão e Lista de Subscritores

CGA Directa. Manual do Utilizador. Acesso, Adesão e Lista de Subscritores CGA Directa Manual do Utilizador Acesso, Adesão e Lista de Subscritores Versão 1.00 de 10 de Março de 2008 Índice Pág. Introdução 3 Capítulo 1 Capítulo 2 Capítulo 3 Acesso Acesso 4 Adesão Adesão 5 2.1

Leia mais

Manual do Atendente. Treinamento OTRS Help Desk

Manual do Atendente. Treinamento OTRS Help Desk Manual do Atendente Treinamento OTRS Help Desk Sumário Apresentação... 4 Efetuando login... 5 Conhecendo a interface de atendimento...5 Painel de Controle... 5 Chamados... 6 Visão de Filas... 6 Pesquisas...

Leia mais

Manual de Utilização ZENDESK. Instruções Básicas

Manual de Utilização ZENDESK. Instruções Básicas Manual de Utilização ZENDESK Instruções Básicas Novembro/2013 SUMÁRIO 1 Acesso à ferramenta... 3 2 A Ferramenta... 4 3 Tickets... 8 3.1 Novo Ticket... 8 3.2 Acompanhamentos de Tickets já existentes...

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

Novo Order Manager para o Software NobelProcera

Novo Order Manager para o Software NobelProcera Novo Order Manager para o Software NobelProcera Guia Rápido Versão 1 O novo Order Manager facilita mais os processos e procedimentos envolvidos nas encomendas através do sistema NobelProcera. Isto inclui

Leia mais

MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales

MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales INDÍCE O que é?... 3 Como se configura?... 3 ARTSOFT... 3 ANDROID... 3 Login... 4 Home... 5 Funcionalidades... 6 Sincronização... 6 Contas... 7 Consultas... 7 Resumos...

Leia mais

Gerenciamento Incidentes, Problemas e de Nível de Serviço. Treinamento OTRS ITSM

Gerenciamento Incidentes, Problemas e de Nível de Serviço. Treinamento OTRS ITSM Gerenciamento Incidentes, Problemas e de Nível de Serviço Treinamento OTRS ITSM Sumário Gerenciamento de Incidentes e Problemas...3 Cadastro de Serviços...4 Tipo de Serviço...4 Criticidade (Criticalidade)...4

Leia mais

SUAP MÓDULO PROTOCOLO SUAP MÓDULO PROTOCOLO MANUAL DO USUÁRIO

SUAP MÓDULO PROTOCOLO SUAP MÓDULO PROTOCOLO MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO Versão 1.0 2010 1 1. INTRODUÇÃO Administradores públicos defrontam-se diariamente com grandes dificuldades para fazer com que processos administrativos, documentos, pareceres e informações

Leia mais

Sistema de Chamados Protega

Sistema de Chamados Protega SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REALIZANDO ACESSO AO SISTEMA DE CHAMADOS... 4 2.1 DETALHES DA PÁGINA INICIAL... 5 3. ABERTURA DE CHAMADO... 6 3.1 DESTACANDO CAMPOS DO FORMULÁRIO... 6 3.2 CAMPOS OBRIGATÓRIOS:...

Leia mais

MANUAL DO AGENTE VERSÃO 001. Versão 001. Copyright - Todos os direitos reservados

MANUAL DO AGENTE VERSÃO 001. Versão 001. Copyright - Todos os direitos reservados MANUAL DO AGENTE VERSÃO 001 Versão 001 MOEBIUS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. PROCEDIMENTO PARA AUMENTO DA PERFORMANCE...4 3. ACESSO AO SISTEMA...5 4. PALAVRAS CHAVE...6 5. PAGINA INICIAL...7 6. STATUS DO

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GLPI

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GLPI MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GLPI PERFIL TÉCNICO Versão 2.0 DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E TELECOMUNICAÇÕES PREFEITURA DE GUARULHOS SP 1 Objetivo: Esse manual tem como objetivo principal instruir os

Leia mais

CA SERVICE DESK MANAGER

CA SERVICE DESK MANAGER CA SERVICE DESK MANAGER GUIA RÁPIDO: Abertura de Chamado pelo Portal Web (Ferramenta Service Desk ) 1. CA SERVICE DESK MANAGER... 3 2. CONHECENDO AS TELAS INICIAIS... 4 2.1. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO...

Leia mais

Manual de Administração Intranet BNI

Manual de Administração Intranet BNI Manual de Administração Intranet BNI Fevereiro - 2010 Índice 1. Apresentação... 3 2. Conceitos... 5 3. Funcionamento base da intranet... 7 3.1. Autenticação...8 3.2. Entrada na intranet...8 3.3. O ecrã

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: PROPOSTAS VERSÃO 1.1 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 10/11/2011 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 07/01/2013 1.1 Atualização do

Leia mais

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário Smart Laudos 1.9 A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos Manual do Usuário Conteúdo 1. O que é o Smart Laudos?... 3 2. Características... 3 3. Instalação... 3 4. Menu do Sistema... 4 5. Configurando

Leia mais

SIAP - Sistema de Apoio ao Professor

SIAP - Sistema de Apoio ao Professor Introdução O SIAP, Sistema de Apoio ao Professor, é um programa que vai contribuir, de forma decisiva, com o cotidiano escolar de alunos, professores, gestores e funcionários administrativos. Com a implantação

Leia mais

MANUAL DO SERVICE DESK SYSTEM

MANUAL DO SERVICE DESK SYSTEM Manual do Sumário Conhecendo o SERVICE DESK SYSTEM... 3 - A tela de Acesso ao sistema:... 3 - A tela do sistema após o acesso(exemplo):... 3 OCORRÊNCIAS... 4 - Abertura de chamados:... 4 - Atendendo um

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET MANUAL DO UTILIZADOR WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET 1. 2. PÁGINA INICIAL... 3 CARACTERÍSTICAS... 3 2.1. 2.2. APRESENTAÇÃO E ESPECIFICAÇÕES... 3 TUTORIAIS... 4 3. DOWNLOADS... 5 3.1. 3.2. ENCOMENDAS (NOVOS

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GLPI

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GLPI MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GLPI Setembro de 2013 Objetivo: Esse manual, baseado no manual GLPI feito pela DTI, tem como objetivo principal instruir os usuários quanto à utilização do GLPI, sistema

Leia mais

Manual de Serviços WEB

Manual de Serviços WEB Manual de Serviços WEB Guias www.expresso24.pt Env_R1.1 Pag. 1 de 6 I Guias inserção de nova guia A opção de Guias permite fazer a gestão de guias do dia: Gravação Consulta Eliminação Logo que entra na

Leia mais

Aplicação da Qualidade. Manual do Utilizador. Versão 1 2006-05-30

Aplicação da Qualidade. Manual do Utilizador. Versão 1 2006-05-30 Aplicação da Qualidade Versão 1 2006-05-30 Índice 1. Introdução 2. Acesso à Aplicação 3. Menu principal 3.1. Processo 3.1.1. Registo da Ocorrência - Fase 1 3.1.2. Análise das Causas - Fase 2 3.1.3. Acção

Leia mais

Permissão de Usuários

Permissão de Usuários Permissão de Usuários 1 Conteúdo 1. Propósito 3 2. Permissão de Usuários PrefGest 4 3. Permissão de Usuário para PrefCad 10 2 1. Propósito Este documento destina-se a explicar a ação para liberar permissões

Leia mais

Manual de Access 2007

Manual de Access 2007 Manual de Access 2007 Índice Introdução... 4 Melhor que um conjunto de listas... 5 Amizades com relações... 6 A Estrutura de uma Base de Dados... 8 Ambiente do Microsoft Access 2007... 9 Separadores do

Leia mais

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários...

Leia mais

Manual de Utilização do GLPI

Manual de Utilização do GLPI Manual de Utilização do GLPI Perfil Usuário Versão 1.0 NTI Campus Muzambinho 1 Introdução Prezado servidor, o GLPI é um sistema de Service Desk composto por um conjunto de serviços para a administração

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE A EQUIPA DO PTE 2009/2010 Índice 1. Entrar na plataforma Moodle 3 2. Editar o Perfil 3 3. Configurar disciplina 4 3.1. Alterar definições 4 3.2. Inscrever alunos

Leia mais

Índice Apresentação... 3 Mensagens... 4 Tickets... 6 Cadastro de Tickets... 6 Acompanhamento de Tickets:...9 Entregas... 11 Storage...

Índice Apresentação... 3 Mensagens... 4 Tickets... 6 Cadastro de Tickets... 6 Acompanhamento de Tickets:...9 Entregas... 11 Storage... Índice Apresentação... 3 Mensagens... 4 Tickets... 6 Cadastro de Tickets... 6 Acompanhamento de Tickets:...9 Entregas... 11 Storage... 12 Apresentação O Pitstop foi desenvolvido pela Interact com o objetivo

Leia mais

Página 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA FERRAMENTA OFFICE ONLINE WORD ONLINE EXCEL ONLINE POWER POINT ONLINE

Página 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA FERRAMENTA OFFICE ONLINE WORD ONLINE EXCEL ONLINE POWER POINT ONLINE Página 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA FERRAMENTA OFFICE ONLINE WORD ONLINE EXCEL ONLINE POWER POINT ONLINE Página 2 Sumário Como começar usar?... 03 Iniciando o uso do OneDrive.... 04 Carregar ou Enviar os

Leia mais

Internet Update de PaintManager TM. Manual de instalação e utilização do programa de actualização

Internet Update de PaintManager TM. Manual de instalação e utilização do programa de actualização Internet Update de PaintManager TM Manual de instalação e utilização do programa de actualização ÍNDICE O que é o programa Internet Update? 3 Como se instala e executa o programa? 3 Aceder ao programa

Leia mais

Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00

Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00 Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00 Edição 1 Agosto 2011 Elaborado por: GSI Revisto e Aprovado por: COM/ MKT Este manual é propriedade exclusiva da empresa pelo que é proibida a sua

Leia mais

SAMUO APP: MANUAL DO UTILIZADOR

SAMUO APP: MANUAL DO UTILIZADOR as novas tecnologias ao serviço do desenvolvimento de projectos w w w. i m a d i p. c o m CABO VERDE: REALIZAÇÃO DE UMA ACÇÃO- PILOTO PARA A MELHORIA DA GESTÃO NUM GABINETE TÉCNICO SELECCIONADO OFITEC

Leia mais

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU Imagina que queres criar o teu próprio site. Normalmente, terías que descarregar e instalar software para começar a programar. Com a Webnode não é preciso instalar nada.

Leia mais

Configuração do Thunderbird para Exchange. Configuração do Thunderbird para o novo sistema de e-mail da UTAD

Configuração do Thunderbird para Exchange. Configuração do Thunderbird para o novo sistema de e-mail da UTAD Configuração do Thunderbird para o novo sistema de e-mail da UTAD Equipa de Sistemas SIC UTAD Junho 2010 Índice de conteúdos Notas iniciais...1 Mudar a vista de pastas...2 Configurar a conta...3 Adicionar

Leia mais

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria da Agricultura Familiar Departamento de Financiamento e Proteção da Produção Seguro da Agricultura Familiar Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares

Leia mais

Entrega de Folhas de Férias

Entrega de Folhas de Férias Entrega de Folhas de Férias Guia do Utilizador Versão 4.0 Agosto/ 2014 Índice 1. Introdução 2. Criar/ Validar Folhas de Férias 3. Acesso à funcionalidade 4. Inserir/ Consultar Folhas de Férias 5. Comprovativo

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

Manual de Utilização do Sistema GLPI

Manual de Utilização do Sistema GLPI Manual de Utilização do Sistema GLPI Perfil Guest Apresentação Esse manual, baseado no manual GLPI foi elaborado pela Coordenação de Tecnologia de Informação CTI do câmpus e tem como objetivo instruir

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 Atendente... 3 1. Abrindo uma nova Solicitação... 3 1. Consultando Solicitações... 5 2. Fazendo uma Consulta Avançada... 6 3. Alterando dados da

Leia mais

Microsoft PowerPoint 2003

Microsoft PowerPoint 2003 Página 1 de 36 Índice Conteúdo Nº de página Introdução 3 Área de Trabalho 5 Criando uma nova apresentação 7 Guardar Apresentação 8 Inserir Diapositivos 10 Fechar Apresentação 12 Abrindo Documentos 13 Configurar

Leia mais

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo.

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo. Impressão em série de cartas de formulário e mailings em grande número Intercalação de correio Base de Dados em Excel Comece por planear o aspecto da sua página final - é uma carta, uma página de etiquetas

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÃO DAS PARTICIPAÇÕES DO ESTADO

SISTEMA DE INFORMAÇÃO DAS PARTICIPAÇÕES DO ESTADO SISTEMA DE INFORMAÇÃO DAS PARTICIPAÇÕES DO ESTADO SIPART (versão Setembro/2004) Manual de Utilização ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. ACEDER À APLICAÇÃO...4 3. CRIAR NOVO UTILIZADOR...5 4. CARACTERIZAÇÃO GERAL

Leia mais

Índice 1 INTRODUÇÃO...2 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 3 CRIAÇÃO DE ENTIDADES...12 4 DEPENDÊNCIAS...17 5 BANCOS, SEGURADORAS E CONSERVATÓRIAS...

Índice 1 INTRODUÇÃO...2 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 3 CRIAÇÃO DE ENTIDADES...12 4 DEPENDÊNCIAS...17 5 BANCOS, SEGURADORAS E CONSERVATÓRIAS... Índice 1 INTRODUÇÃO...2 1.1 JANELA ÚNICA DE ENTIDADES...3 1.2 PERMISSÕES POR UTILIZADOR...4 1.3 RESTRIÇÕES À VISUALIZAÇÃO/MANIPULAÇÃO...6 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 2.1 CRITÉRIOS DE PESQUISA...8 2.2 LISTA

Leia mais

Internet Update de PaintManager TM. Manual de registo do utilizador

Internet Update de PaintManager TM. Manual de registo do utilizador Internet Update de PaintManager TM Manual de registo do utilizador ÍNDICE O que é o registo CTS? 3 Como é realizado o pedido de registo? 3 Opção 1: Se o número de registo CTS for conhecido 3 Passo 1: 3

Leia mais

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida Ministério Público Ministério Público Guia de Consulta Rápida Versão 3 (Outubro de 2009) - 1 - ÍNDICE 1. ACEDER AO CITIUS MINISTÉRIO PÚBLICO... 4 2. BARRA DE TAREFAS:... 4 3. CONFIGURAR O PERFIL DO UTILIZADOR...

Leia mais

Microsoft Office FrontPage 2003

Microsoft Office FrontPage 2003 Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Gestão Área Interdepartamental de Tecnologias de Informação e Comunicação Microsoft Office FrontPage 2003 1 Microsoft Office FrontPage 2003 O Microsoft

Leia mais

CORPVS SEGURANÇA SETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

CORPVS SEGURANÇA SETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CORPVS SEGURANÇA SETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ACESSO GLPI ABERTURA E ACOMPANHAMENTO DE CHAMADOS NO SERVICE DESK DATA: 1 0 /0 9 /201 5 VERSÃO: 1.0 AUTOR: Italo Rocha APROVADOR: Raphael Dantas Introdução

Leia mais

Manual de Iniciaça o. Índice

Manual de Iniciaça o. Índice Manual de Iniciaça o Índice Passo 1- Definir... 2 Definir grupos de tarefas... 2 Definir funções... 6 Definir utilizadores... 11 Definir o Workflow... 14 Definir tarefas... 18 Passo 2 - Planear... 21 Planear

Leia mais

Manual utilização. Dezembro 2011. Instituto Politécnico de Viseu

Manual utilização. Dezembro 2011. Instituto Politécnico de Viseu Manual utilização Dezembro 2011 Instituto Politécnico de Viseu 1 Índice Zona pública... 3 Envio da ideia de negócio... 3 Inscrição nas Oficinas E... 4 Zona privada... 5 Administração... 5 Gestão de utilizadores...

Leia mais

Projecto de Implementação da. Modelo 11

Projecto de Implementação da. Modelo 11 Projecto de Implementação da Reforma da Tributação do Património Modelo 11 MANUAL DO UTILIZADOR VERSÃO 1.0 DGITA Lisboa, 2004 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 2 1.1 Principais Funcionalidades da Aplicação...2 1.2

Leia mais

REP idx. Manual de integração com Ponto Secullum 4

REP idx. Manual de integração com Ponto Secullum 4 REP idx Manual de integração com Ponto Secullum 4 Esse manual é fornecido da forma como está e as informações nele contidas estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. As imagens neste manual são unicamente

Leia mais

Descrição de Funcionalidades

Descrição de Funcionalidades Gestão Integrada de Documentos Descrição de Funcionalidades Registo de documentos externos e internos O registo de documentos (externos, internos ou saídos) pode ser efectuado de uma forma célere, através

Leia mais

Manual de Procedimentos. Câmaras Municipais

Manual de Procedimentos. Câmaras Municipais Manual de Procedimentos Câmaras Municipais índice PÁGINA INICIAL... 4 1. Acesso à área reservada... 4 2. Recuperar senha de acesso... 4 3. Lembrar palavra-passe... 5 4. Consulta de legislação relacionada

Leia mais

Os elementos básicos do Word

Os elementos básicos do Word Os elementos básicos do Word 1 Barra de Menus: Permite aceder aos diferentes menus. Barra de ferramentas-padrão As ferramentas de acesso a Ficheiros: Ficheiro novo, Abertura de um documento existente e

Leia mais

Gerenciamento de Mudanças. Treinamento OTRS

Gerenciamento de Mudanças. Treinamento OTRS Gerenciamento de Mudanças Treinamento OTRS Sumário Exemplo prático...4 Preparação do Sistema...4 Criando os Papéis necessários...4 Criando usuários de teste...5 Atribua os papeis aos atendentes...5 Vamos

Leia mais

CERTIDÕES UNIFICADAS

CERTIDÕES UNIFICADAS CERTIDÕES UNIFICADAS Manual de operação Perfil Cartório CERTUNI Versão 1.0.0 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Departamento de Inovação Tecnológica Divisão de Tecnologia da Informação Sumário LISTA DE FIGURAS... 2

Leia mais

Guia para Submissão de Pedido de Pre-LEI junto da London Stock Exchange i

Guia para Submissão de Pedido de Pre-LEI junto da London Stock Exchange i Guia para Submissão de Pedido de Pre-LEI junto da London Stock Exchange i 1. Efectuar registo no site Aceder a https://www.unavista.londonstockexchange.com/datasolutions/login.html e carregar no botão

Leia mais

Glossário. Treinamento OTRS Help Desk

Glossário. Treinamento OTRS Help Desk Glossário Treinamento OTRS Help Desk Sumário Glossário Help Desk...3 Glossário ITSM...7 Índice Remissivo...9 Página 2 Glossário Help Desk Chamado ou Ticket Um chamado (ou ticket como também é conhecido),

Leia mais

Portal AEPQ Manual do utilizador

Portal AEPQ Manual do utilizador Pedro Gonçalves Luís Vieira Portal AEPQ Manual do utilizador Setembro 2008 Engenharia Informática - Portal AEPQ Manual do utilizador - ii - Conteúdo 1 Introdução... 1 1.1 Estrutura do manual... 3 1.2 Requisitos...

Leia mais

Glossário Treinamento OTRS Help Desk

Glossário Treinamento OTRS Help Desk Glossário Treinamento OTRS Help Desk Sumário Glossário Help Desk... 3 Chamado ou Ticket...3 Artigos...3 Estado do chamado, estado ou status...3 Novo...3 Aberto...3 Agrupado (merged)...3 Fechado com solução

Leia mais

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet Manual do Usuário Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Vendas...3 Os Recibos...6 Como imprimir?...7 As Listagens...9 Clientes... 10 Consulta... 11 Inclusão... 13 Alteração... 14 Exclusão...

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 1 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA Documento de Arrecadação Estadual DAE Manual do Usuário Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 66.053-000 Av. Visconde de Souza Franco, 110 Reduto Belém PA Tel.:(091)

Leia mais

Manual Projudi Perfil Promotor Juizados Especiais

Manual Projudi Perfil Promotor Juizados Especiais Acesso: Manual Projudi Perfil Promotor PERFIL PROMOTOR Informar nome do Usuário e Senha de acesso ao sistema. 1 O promotor deve clicar na promotoria em que estiver habilitado 2 Área do Promotor: Nesta

Leia mais

GLPI Sistema de Helpdesk. Manual do usuário

GLPI Sistema de Helpdesk. Manual do usuário GLPI Sistema de Helpdesk Manual do usuário GLPI Helpdesk Manual do Usuário 2 Índice I. Abrindo um chamado... 4 II. Notificações (Novo, Atribuição, Follow-up, Validações e Pesquisa Satisfação)... 8 III.

Leia mais

❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE

❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE ❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE a) Checagem de Estoque - Verifique o estoque dos produtos desejados. b) Listar produtos com a quantia de estoque mínimo atingido: ESTOQUE / RELATÓRIO / ALERTA DE COMPRA

Leia mais

I. COMO FAZER O REGISTO NA PLATAFORMA MOODLE 3 II. COMO ACEDER (ENTRAR) NO MOODLE DA ESCOLA 1

I. COMO FAZER O REGISTO NA PLATAFORMA MOODLE 3 II. COMO ACEDER (ENTRAR) NO MOODLE DA ESCOLA 1 Novembro.2010 Índice I. COMO FAZER O REGISTO NA PLATAFORMA MOODLE 3 II. COMO ACEDER (ENTRAR) NO MOODLE DA ESCOLA 1 III. COMO INSERIR MATERIAL PEDAGÓGICO (ANEXAR FICHEIROS) 1 IV. CRIAR UM GLOSSÁRIO 5 V.

Leia mais

INTRANET OPEN BUSINESS ANGELS

INTRANET OPEN BUSINESS ANGELS INTRANET OPEN BUSINESS ANGELS anual Índice de conteúdos INTRODUÇÃO...3 CONFIGURAR DADOS PESSOAIS...5 Preferências Pessoais...6 Alterar senha...7 Consultar dados...8 SECÇÃO INTRANET...9 Conteúdo Intranet...12

Leia mais

Administração da disciplina

Administração da disciplina Administração da disciplina Agrupamento Vertical de Escolas de Tarouca Documento disponível em: http://avetar.no-ip.org 1.Acesso e utilização da plataforma:. Seleccione a opção Entrar, que se encontra

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO Termos Básicos Pesquisa Registo Fazendo Propostas A Minha Conta Pedindo Cotações Ajuda: Geral Bem-vindo! No texto que se segue iremos transmitir noções básicas sobre os termos e modos

Leia mais

Webmail@IPVC. Configuração de contas em Microsoft Outlook 2003/Mozilla Thunderbird

Webmail@IPVC. Configuração de contas em Microsoft Outlook 2003/Mozilla Thunderbird Webmail@IPVC Configuração de contas em Microsoft Outlook 2003/Mozilla Thunderbird Documento Realizado por: Pedro Barbosa Documento Revisto por: Pedro Sousa Documento Realizado por: Pedro Barbosa Página

Leia mais

Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line)

Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line) Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line) Criamos, desenvolvemos e aperfeiçoamos ferramentas que tragam a nossos parceiros e clientes grandes oportunidades

Leia mais

Guia de Utilização. Acesso Universal

Guia de Utilização. Acesso Universal Guia de Utilização Índice PREÂMBULO...3 ACESSO À PLATAFORMA...3 ÁREA DE TRABALHO...4 APRESENTAR PROPOSTAS...9 RECEPÇÃO DE ADJUDICAÇÃO...18 PARAMETRIZAÇÃO DA EMPRESA...19 Acesso universal Proibida a reprodução.

Leia mais

Manual Simbo CRM Abril/ 2012

Manual Simbo CRM Abril/ 2012 Manual Simbo CRM Abril/ 2012 ATENÇÃO: Este manual foi realizado baseado em Usuários Administradores, para usuários corretores muitas funcionalidades são indisponíveis. SUMÁRIO SUMÁRIO... 2 Estrutura do

Leia mais

Índice. Manual do programa Manage and Repair

Índice. Manual do programa Manage and Repair Manual do programa Manage and Repair Índice 1 Menu Ficheiro... 3 1.1 Entrar como... 3 1.2 Opções do utilizador... 3 2 Administração... 5 2.1 Opções do Programa... 5 2.1.1 Gerais (1)... 5 2.1.2 Gerais (2)...

Leia mais

Tutorial HelpDesk. 1. Entendendo como funciona o Ticket. 2

Tutorial HelpDesk. 1. Entendendo como funciona o Ticket. 2 Tutorial HelpDesk Índice Analítico 1. Entendendo como funciona o Ticket. 2 2. Respondendo os Tickets. 3 Opções de envio de resposta e finalização de atendimento: 3 Alterando prioridade das mensagens. 4

Leia mais

Perguntas Frequentes Assinatura Digital

Perguntas Frequentes Assinatura Digital Perguntas Frequentes Assinatura Digital Conteúdo Onde posso obter a minha assinatura digital qualificada... 1 O que preciso para assinar um documento com o cartão de cidadão... 1 Como assinar um documento

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. HELP SUPORTE e HELP - REMOTO (Versão de usuário: 2.0)

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. HELP SUPORTE e HELP - REMOTO (Versão de usuário: 2.0) MANUAL DE UTILIZAÇÃO HELP SUPORTE e HELP - REMOTO (Versão de usuário: 2.0) 1 Sumário 1 Introdução...3 2 O que é o HELP Suporte?...3 3 Cadastro no Help Suporte...3 4 Como Acessar e Utilizar o HELP SUPORTE...3

Leia mais

EDUTec Learning. José Paulo Ferreira Lousado

EDUTec Learning. José Paulo Ferreira Lousado EDUTec Learning MANUAL DO UTILIZADOR José Paulo Ferreira Lousado Índice Página Principal... ii Página de Desenvolvimento de Conteúdos... iii Página de Comunicações...iv Página de Transferência de Ficheiros...vi

Leia mais

EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE. GestProcessos Online. Manual do Utilizador

EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE. GestProcessos Online. Manual do Utilizador EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE GestProcessos Online Manual do Utilizador GestProcessos Online GABINETE DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO EAmb Esposende Ambiente, EEM Rua da Ribeira 4740-245 - Esposende

Leia mais

BearingNet - Inventário

BearingNet - Inventário Contenuto Introdução... 2 Tabela O Seu Inventário... 3 Adicionar inventário... 4 Editar ou Eliminar Inventário... 5 Tabela de Manutenção de Inventário... 7 O seu inventário/ Lista de pedido de stock...

Leia mais

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de circulação e empréstimos

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de circulação e empréstimos Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de circulação e empréstimos Elaborado por: Amélia Janeiro e Ana Cosmelli SDUL 2008 Índice Apresentação... 3 1. Gestão de leitores... 5 1.1 Pesquisa de leitores...

Leia mais

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito Mais informação Acesso ao Sistema de Transferência Electrónica de dados de Inquéritos (STEDI). Onde se acede ao sistema de entrega de Inquéritos? Deverá aceder ao sistema através do site do GEP www.gep.mtss.gov.pt

Leia mais

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária)

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) /curriculum Julho de 2008 Versão 1.1 1 Introdução O objectivo deste guia é auxiliar o utilizador da Plataforma

Leia mais

BACKUP S IBERWEB MANUAL DE INSTALAÇÃO. Manual de Instalação Backup s IBERWEB (Versão1.0) 2008 IBERWEB, LDA. Todos os direitos reservados.

BACKUP S IBERWEB MANUAL DE INSTALAÇÃO. Manual de Instalação Backup s IBERWEB (Versão1.0) 2008 IBERWEB, LDA. Todos os direitos reservados. BACKUP S IBERWEB MANUAL DE INSTALAÇÃO INTRODUÇÃO Aproveitamos desde já para agradecer a sua adesão ao serviço de Backup s da IBERWEB. De seguida iremos apresentar as principais funcionalidades de um dos

Leia mais

Ministério das Finanças Instituto de Informática. Departamento de Sistemas de Informação

Ministério das Finanças Instituto de Informática. Departamento de Sistemas de Informação Ministério das Finanças Instituto de Informática Departamento de Sistemas de Informação Assiduidade para Calendários Específicos Junho 2010 Versão 6.0-2010 SUMÁRIO 1 OBJECTIVO 4 2 ECRÃ ELIMINADO 4 3 NOVOS

Leia mais

Manual do usuário - Service Desk SDM - COPASA. Service Desk

Manual do usuário - Service Desk SDM - COPASA. Service Desk Manual do usuário - Service Desk SDM - COPASA Service Desk Sumário Apresentação O que é o Service Desk? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Fazendo Login no Sistema Tela inicial

Leia mais

Guia rápido do utilizador

Guia rápido do utilizador Guia rápido do utilizador Índice Relatório de roubo 3 Criar um novo relatório de roubo 4 Fornecer detalhes do relatório de roubo Secção 1. Especificar o computador 5 Fornecer detalhes do relatório de roubo

Leia mais

Faça a gestão da sua base de clientes com o Gestix.

Faça a gestão da sua base de clientes com o Gestix. Gerir Clientes no Gestix A Ficha de Cliente Faça a gestão da sua base de clientes com o Gestix. O Gestix oferece-lhe diversas formas de conhecer e acompanhar os seus clientes. Explore-o como uma poderosa

Leia mais

Office 365 Manual Outlook 365 Web Application

Office 365 Manual Outlook 365 Web Application Office 365 Manual Outlook 365 Web Application Requisitos para usar o Office 365: Ter instalado pelo menos a versão 7 do Internet Explorer, Mozilla Firefox 15, Google Chrome 21 ou Safari no Mac. O que é

Leia mais

Funções básicas Cronograma Cronograma Funções Básicas

Funções básicas Cronograma Cronograma Funções Básicas Funções Básicas Fevereiro 2015 - 1) Selecionar o menu Portfólio > Projetos, clique para janela projetos abrir. 2) Selecione botão incluir para abrir um projeto. Preencha os campos obrigatórios nos Dados

Leia mais

Universidade Federal de Mato Grosso. Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação. SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL

Universidade Federal de Mato Grosso. Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação. SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL Universidade Federal de Mato Grosso Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL Versão 2.1 2013 Cuiabá MT Sumário Usuários do SISCOFRE... 3 Fases

Leia mais

MANUAL DE INTRODUÇÃO AO ALFRESCO 3.0

MANUAL DE INTRODUÇÃO AO ALFRESCO 3.0 MANUAL DE INTRODUÇÃO AO ALFRESCO 3.0 Alfresco é uma marca registada da Alfresco Software Inc. 1 / 42 Índice de conteúdos Alfresco Visão geral...4 O que é e o que permite...4 Página Inicial do Alfresco...5

Leia mais

Manual de Configuração

Manual de Configuração Manual de Configuração Índice Criar conta de Administrador... 3 Criar Negócio... 5 Back office... 7 Criar Locais... 11 Criar Menu... 13 Itens complexos... 18 One Click... 19 Painel de Pedidos... 20 QR

Leia mais

Manual para Cadastro de Questões Prova Colegiada / Professor

Manual para Cadastro de Questões Prova Colegiada / Professor Manual para Cadastro de Questões Prova Colegiada / Professor CÓDIGO: 001 revisão 02. DATA DE PUBLICAÇÃO: 12/04/2010 INÍCIO DE VIGÊNCIA: 12/04/2010 DATA REVISÃO: 23/03/2011 Autor do Projeto: Thiago Galvão

Leia mais

Processo de submissão - Informação para autores

Processo de submissão - Informação para autores Processo de submissão - Informação para autores O sistema de submissão on-line da Colóquios Garcia de Orta oferece aos autores a possibilidade de enviarem as suas submissões directamente para a revista.

Leia mais