Gestão de mudança. na indústria da moda. Gerenciamento de mudança

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gestão de mudança. na indústria da moda. Gerenciamento de mudança"

Transcrição

1 Gestão de mudança na indústria da moda Gerenciamento de mudança

2 Introdução Se você não mudar de direção, pode acabar chegando onde está indo Lao Tzu. A dinâmica inicial de uma marca de moda, varejista ou fabricante para buscar mudanças muitas vezes é desencadeada por um ponto nevrálgico específico, como a necessidade de se tornar mais competitivo, controlar custos ou aumentar as vendas, pela aplicação de diferentes estratégias, como desenvolver mais estilos, simplificar a logística ou reduzir o prazo de lançamento. Mas a verdadeira mudança transformacional, muitas vezes necessária para ter sucesso a longo prazo, implica na vontade de se comprometer num âmbito mais amplo e abordar um conjunto complexo de problemas. Mudança não é um evento, é um processo. Muitas empresas que embarcam em uma mudança envolvendo implementação tecnológica estão mais ansiosas em compreender que novos recursos de software estarão disponíveis. No entanto, deve-se prestar atenção principalmente no elemento humano da mudança; se não for administrado adequadamente, todo o projeto pode ser comprometido. O segredo para uma gestão de mudança bem sucedida é a capacidade de fazer as perguntas certas desde o início e continuar a fazê-las durante todo o processo de mudança. Início As coisas nunca mudarão a menos que você mude a direção. Modelos de gestão de mudança Para guiar uma organização até sua mudança, existem vários modelos de gestão de mudança disponíveis, como o modelo de Kotter com oito etapas abrangentes. Com pequenas variações, esses modelos falam dos mesmos problemas clássicos de gestão de mudanças a necessidade de alinhar e garantir o processo de compra, comunicar, criar vitórias a curto prazo, incorporar a mudança na cultura da empresa, etc. A gestão de mudança em qualquer setor implica no mesmo processo básico, mas dado que a mudança na moda pode ser particularmente difícil, é essencial que um modelo de gestão de mudança seja meticulosamente aplicado para identificar riscos e otimizar o sucesso. A decisão de mudar de direção A primeira coisa que os líderes da fabricação e venda de moda precisam se perguntar antes de pensar na implementação de uma iniciativa de mudança é, basicamente, se estão dispostos a se comprometer a longo prazo. As mudanças que envolvem a implementação de novas ferramentas e sistemas, como software de design, tecnologia de prototipagem 3D, ou o gerenciamento de ciclo de vida de produto (PLM), têm impacto no processo e, consequentemente, nas funções e nos relacionamentos. 2

3 Designers já não podem trabalhar isoladamente, as funções de modelista podem variar e o relacionamento com os fornecedores pode mudar. A mudança transformacional não acontece do dia para a noite; requer um mergulho profundo na maneira atual de trabalho e, dependendo do escopo, pode levar de 6 a 18 meses para dar frutos. Mesmo após a conclusão da iniciativa, quando a tecnologia for implementada e a mudança incorporada, continuará a repercutir em toda a organização, talvez resultando em novas exigências de qualificações de perfis para novas contratações, ou novas ideias para estratégias de marketing com base em recursos possibilitados pela nova tecnologia. Os líderes devem estar dispostos a assumir o compromisso paciente de ver o processo evoluir e ter flexibilidade na direção que a mudança levará a sua empresa. Os líderes também devem se perguntar quais são os objetivos de negócios que esperam obter com a mudança Com bom planejamento, os desafios de gestão de mudança se tornam um pequeno sucesso após o outro. e se certificar de que há indícios significativos de que o processo de mudança atinja essa meta. É preciso haver uma ligação clara entre as ações concretas da iniciativa de mudança e dos resultados finais. Como força motriz responsável pela mudança, devem não só fornecer a mais ampla visão às suas equipes, mas serem capazes de demonstrar resultados claros de negócios dentro de prazos definidos. Embaixadores da mudança O fundamento de qualquer projeto de gestão de mudança em grande escala, tal como implementação de um PLM, está nos embaixadores da mudança, que formam um grupo representativo de catalisadores de mudança. Estes embaixadores são responsáveis por liderar a mudança dentro de seus respectivos grupos, comunicando as metas, promovendo o comportamento desejado e apoiando o gerente de mudança no mapeamento de novos processos. Também podem ser um instrumento para gerenciar as resistências. Quem serão os seus embaixadores da mudança? Dependendo da estrutura da empresa, os embaixadores da mudança devem representar cada equipe ou departamento afetados pela mudança, como modelistas, designers, desenvolvedores, gerentes de produto, etc. Às vezes, é vantajoso ter duas pessoas representando uma função específica, como designers, o que podem representar um desafio específico devido à sua tendência em trabalhar isoladamente. É também aconselhável selecionar uma composição de gêneros e idades, bem como o tempo de empresa. A lógica sugere selecionar líderes naturais com espírito positivo sempre que possível, mas há exemplos de exceções bem-sucedidas. Um varejista de moda envolveu habilmente uma modelista altamente qualificada respeitada em sua equipe, mas notoriamente resistente à mudança. Ouvindo-a, lidando com seus recuos e, mais importante, conseguindo sua adesão, tornando-a parte integrante da mudança, ela se tornou em um agente de mudança de sucesso e ajudou a frustrar a resistência potencial de outros da sua equipe, particularmente depois que a iniciativa específica envolveu mudanças nas futuras funções e responsabilidades das equipes. Os embaixadores da mudança devem estar muito motivados, dado que se espera que dediquem semanalmente algum tempo para o projeto de mudança, além das responsabilidades normais da sua função. Este compromisso traz muitas vezes benefícios de carreira, considerando que os embaixadores da mudança são muitas vezes vistos como alto potencial na empresa e podem provocar uma evolução significativa quando o projeto estiver concluído. É importante comunicar que o papel de embaixador envolve tarefas e comprometimento de tempo, e envolvêlos o mais rápido possível para que possam perceber que estarão lançando uma mudança importante para a empresa. Uma fábula interessante é a história de um embaixador da mudança na equipe de desenvolvimento que se esquivou de suas responsabilidades de embaixador. Em vez de substituí-lo, o gerente de mudança se esforçou para compensar a deficiência. O resultado foi uma mudança de comportamento muito bem sucedida em todas as equipes, exceto na sua. Se um embaixador da mudança não está motivado para a função, substitua-o! lectra.com 3

4 Comunicando a visão Qual é a história de mudança como será o futuro e como iremos atingi-lo? É fundamental comunicar claramente a visão da empresa no início da iniciativa de mudança. Criar um sentimento de urgência também é essencial o que acontecerá se não mudarmos? As comunicações também devem delinear o roteiro da mudança e as indagações de cada funcionário, que são mais bem explicadas em ações claramente definidas e mensuráveis. A solução criativa de um fabricante de moda para uma campanha de sensibilização bem sucedida foi de fixar, em todo o escritório, cartazes com fluxogramas coloridos que delineavam a meta do PLM. Esta foi uma maneira fácil para os usuários se familiarizarem com a sua cor no gráfico, bem como com a terminologia, para que todos pudessem começar a se comunicar usando o mesmo vocabulário. Você está contando a história de mudança que você quer ver? A importância de ouvir A implementação de uma mudança não é apenas criar novos fluxogramas; o dia a dia dos trabalhadores é afetado, começando muitas vezes com a primeira coisa que fazem todas as manhãs. A implementação de uma nova tecnologia resulta frequentemente em mudanças significativas nas funções e responsabilidades, particularmente para os designers e modelistas. Com um PLM, por exemplo, o designer pode predefinir os blocos que o estilista usa, dando mais responsabilidade aos designers. Ao mesmo tempo, que os modelistas têm mais informações 4 do que antes, podem sugerir mudanças quando um projeto não é tecnicamente viável, antes que avance demasiado no desenvolvimento. Somente prestando atenção aos pontos nevrálgicos, as questões que envolvem mudanças de função podem ser abordadas com precisão; entrevistas intensivas durante a fase de escopo são, muitas vezes, a melhor maneira de entender e lidar com os problemas. É importante entender os detalhes sobre como funcionam as diversas funções, o que pensam sobre seu desempenho, o cliente final, e o que é importante para suas marcas. Com a implementação de um PLM, alguns membros da equipe podem se sentir incomodados no que é percebido como perda de controle da sua função, especialmente em empresas de longa data onde sempre fizemos desta forma. Uma simples comunicação unidirecional da necessidade de mudanças de processos e de funções pode resultar em uma oportunidade perdida para um diálogo enriquecedor e levar apenas a uma adesão superficial.

5 Grupos de discussão Mudança é uma oportunidade fantástica para unir uma empresa. Ao criar estrategicamente grupos de discussão, os impactos não só são mais bem compreendidos pela equipe de mudança, como novas relações de colaboração podem ser estimuladas. Por exemplo, na primeira fase da gestão da mudança, são formados grupos de discussão para mapear o processo de desenvolvimento global, com representantes de várias funções. Muitas vezes esta é a primeira vez que estão realmente juntos na mesma sala. O resultado é que não somente desenvolvem uma compreensão para o que os outros estão fazendo, como criam um sentimento de comunidade, e igualmente importante, um sentimento de posse compartilhada de todo o processo. É também muito bom manter junto todos os que desempenham a mesma função. Um gerente de mudança contou uma história em que juntou todos os designers de vários departamentos para discutir como gostariam que fosse a interface do usuário de um software (colocação dos botões do software, a maneira mais intuitiva de recuperar informações, como classificar as diferentes lavagens de jeans, etc.). Os designers estavam muito entusiasmados por estarem todos juntos em uma sala pela primeira vez e, depois de uma reunião de discussão em grupo bem sucedida, continuaram a colaborar fora do escopo do projeto de mudança, compartilhando dicas simples, como a descoberta de um acessório interessante. Um ano após a implantação, A mudança é uma oportunidade fantástica para unir uma empresa e criar um sentimento de comunidade por meio de objetivos compartilhados. o gerente de mudança fez entrevistas individuais para avaliar o impacto do projeto de mudança. A maioria disse que a melhor coisa que aconteceu foi a união da equipe o maior impacto aconteceu fora do software, no aprimoramento dos relacionamentos humanos. As discussões em grupo envolvem e motivam. Elas também despertam a consciência da importância do compartilhamento das informações e, para compartilhar, todos devem usar o mesmo vocabulário. Com a implementação de processos definidos pelos próprios usuários, eles se tornam responsáveis da mudança, atingindo assim o objetivo de transformar todo mundo em um agente de mudança. Não se esqueça dos fornecedores É importante identificar todos os que são afetados pela mudança, mesmo os que estão fora da empresa. Para uma implementação de PLM específica, o desafio para os fornecedores é que terão de aprender uma nova forma de trabalhar e poderão ter mais responsabilidade. Para garantir a adesão dos fornecedores, gerentes de mudança, inteligentes, entram em contato com eles durante a fase inicial de um projeto para compartilhar os planos e coletar suas ideias e preocupações. Uma gerente de mudança relatou que conseguiu implementar facilmente no PLM algumas solicitações simples do fornecedor, tais como um relatório específico que um fornecedor queria fornecer a um agente em Hong Kong. Ao envolver-se com eles desde o início, os gerentes de mudança descobrem que os fornecedores estão mais dispostos a aceitar a mudança, incluindo especificações técnicas consistentes de todos os departamentos, porque eles têm a oportunidade de se envolver mais com seus clientes. Muitos fornecedores pedem para ter acesso ao sistema, visualização e edição, para que possam fazer comentários diretamente aos designers. O bom desempenho de gestão de fornecedores não está apenas em compartilhar planejamento e dados, mas também em exigir o compartilhamento de metodologia e práticas, como é o caso quando se trabalha com tecnologia de prototipagem 3D. É importante verificar periodicamente como os fornecedores estão lidando com o novo sistema após concluir a implementação. Uma implementação de mudança bem administrada é uma excelente oportunidade para transformar um fornecedor em um parceiro de confiança. lectra.com 5

6 Manter a dinâmica Um projeto de gestão de mudança em grande escala, como a implementação de um PLM, leva frequentemente vários meses para ser concluído, o que pode causar uma perda de fôlego dentro das equipes. Deve-se pensar, portanto, num pré-planejamento consciente a fim de manter o ímpeto. Um jeito simples de fazer isso é através de uma cadência bem articulada das sessões de treinamento, que são também uma boa maneira de tomar o pulso da equipe. Embora algumas empresas optem por usar seus embaixadores para treinar os instrutores, outras empresas por razões de cultura corporativa, preferem deixar o treinamento a cargo de profissionais. Eles acreditam que os participantes estão animados para se sentirem ligados a algo fora da sua própria empresa para sentir que fazem parte do que está acontecendo em todo o setor da moda e voltar com entusiasmo renovado por participar dessa onda. A mudança pode parecer às vezes assustadora, mas ficar focado na visão do futuro evitará que as equipes percam o rumo. Outro meio de garantir a dinâmica é se concentrar no sucesso contínuo. Como um gerente de mudança de moda indicou: há sempre desafios em curso ao implementar a mudança. O importante é se concentrar em tudo que está funcionando muito bem e divulgar qualquer vitória de curto prazo às equipes. Um exemplo é garantir que novas funcionalidades de relatórios sejam conhecidas assim que ficam disponíveis. Uma vez um gerente de conta levou um catálogo para uma reunião de vendas interna. Impressionados com a qualidade do documento, na reunião seguinte todos começaram a usá-lo, o que gerou um bochicho sobre o PLM. O reconhecimento público dos principais geradores de mudança também é uma forma clássica de manter a dinâmica. É essencial pôr em prática um plano de comunicação, que utilize vários veículos (como webcasts, boletins por , intranet da empresa, etc.) no início do projeto. Além de destacar as vitórias de curto prazo ou reconhecer publicamente um gerador de mudança, é importante divulgar notícias frequentes sobre o progresso das metas para todas as partes interessadas. Todas as comunicações devem ser monitoradas através de uma metodologia robusta de gerenciamento de projetos com curtos intervalos de controle, processo de escalonamento e status claro de metas atingidas. Sustentar a mudança É necessário vigilância depois de implementar um novo sistema e processo. Apoiar a mudança e a gerência intermediária é fundamental para supervisionar à mudança. Um gerente de mudança conta que descobriu, totalmente por acaso, dois anos após uma implementação de PLM, que um departamento continuava discretamente a depender de planilhas, embora trabalhasse ao mesmo tempo parcialmente no PLM. A causa foi uma mudança anterior no pessoal, resultando em falta de acompanhamento após o treinamento. Esta situação foi remediada com treinamento adicional e a equipe voltou rapidamente nos eixos, feliz por abandonar os arquivos de papel e economizar tempo trabalhando exclusivamente no PLM. O apoio à mudança exige análise periódica e firme integração da mudança na cultura da empresa, de modo que os novos desafios sejam abordados pelas novas ferramentas 6 e processos. Uma empresa de uniformes escolares expandiu o uso de seu novo software de design para apresentar fichas de toda a coleção aos seus clientes, que externaram um sentimento de maior confiança em suas escolhas. Como aconselha um gerente de mudanças: O setor de moda muda a cada dois anos. Os trabalhadores devem ter o reflexo de que a ferramenta pode ajudar nos novos desafios. Não se esqueça disso, pois pode responder aos desafios do futuro. Em última análise, trata-se muito mais de manutenção de comportamento de mudança do que de habilidades. Um projeto de gestão de mudança bem sucedido afetará profundamente a cultura, não só melhorando a colaboração, mas com membros de equipe mais fundamentados em dados e orientados a resultados. Esse comportamento deve ser monitorado, uma vez que constitui a base para futuros projetos.

7 Conclusão Uma iniciativa bem sucedida de mudança transformacional provoca não só melhores resultados finais, como cria equipes motivadas e colaborativas. Como exclamou um gerente de projeto: Criamos uma comunidade em torno do PLM! O que é preciso é um compromisso sustentado da liderança e um plano de gestão de mudança completo. A decisão de implementar essa mudança depende de onde sua empresa precisa estar em cinco anos, e se ela está em uma trajetória para atingir esta visão. Para as empresas que pensam em uma iniciativa de gestão de mudança em grande escala, fazer as perguntas certas desde o início do projeto é essencial. Algumas questões preliminares - A gerência está totalmente comprometida e alinhada? - Quem são as melhores pessoas para atuar como embaixadores da mudança? Quais funções devem ser representadas? - Com que se parece o estado futuro e como será comunicada essa visão à equipe? - Como podemos entender de forma detalhada como as pessoas estão trabalhando atualmente que grupos de discussão devem ser montados? Onde gostaríamos de promover a colaboração e como podemos fazer com que esses grupos comecem a conversar uns com os outros desde o início? - Quanto tempo levará para vermos resultados reais? Que tipos de vitórias a curto prazo podem ser comunicados ao longo do caminho para ajudar a construir a dinâmica? - Quando podemos começar a informar os fornecedores dos nossos planos? Por que lectra? Com 40 anos de experiência no setor da moda, a Lectra está em uma posição ímpar para apoiar empresas de moda e vestuário nos inúmeros desafios que estão enfrentando. Nossa tecnologia de moda reúne soluções que levam a uma abordagem de ponta a ponta para o desenvolvimento de roupas, cobrindo desde design de moda e tecidos até o desenvolvimento de produtos, gestão de coleções e produção. A experiência da Lectra com uma base significativa de clientes, composta pelas mais respeitadas empresas de moda do mundo, tem alimentado o nosso desenvolvimento de P&D de forma ambiciosa e rigorosa. Nossas soluções são movidas pelas necessidades reais dos clientes. Mas a tecnologia não é nada sem consultoria, treinamento e suporte completo do setor e de especialistas nas soluções. Os especialistas Lectra provêm de todos os segmentos da indústria e culturas do mundo e, portanto, trazem uma nova perspectiva para a solução de problemas. Os especialistas da Lectra ajudam a identificar os objetivos de negócio e escolher as soluções certas para atingi-los. Eles orientam os clientes durante o processo de análise, considerando os recursos existentes, para escolher e implementar a tecnologia e o programa de treinamento corretos. Com excelente apoio à distância, incluindo cinco centrais de atendimento internacionais e assistência remota em tempo real, oferecemos aos nossos clientes as chaves necessárias para atingir seus objetivos de redução de prazo de lançamento e custos, e desenvolvimento de seus negócios em seu mercado. Além de ajudar com o planejamento, gestão e comunicação de mudança, a Lectra também ajuda a garantir que a mudança seja sustentável, que a tecnologia esteja integrada à empresa para colher benefícios a longo prazo. Reconhecendo que o elemento humano é fundamental, os especialistas da Lectra ajudam a fornecer a conexão entre a tecnologia e as equipes do cliente, melhorando o comportamento da força de trabalho e as competências necessárias para atingir o estado futuro desejado. Entre em contato com a Lectra para descobrir como podemos apoiar sua iniciativa de mudança. lectra.com 7

8 Sobre a Lectra Cada projeto de moda Lectra incorpora os 40 anos de experiência em moda da Lectra na forma de consultoria, treinamento e suporte contínuo. Os consultores da Lectra avaliam as necessidades e os processos dos clientes propondo soluções adequadas para apoiar suas metas exclusivas de negócios. Entre em contato agora com um de nossos escritórios em todo o mundo para saber se o projeto de moda da Lectra é adequado para o seu negócio. contato com a Lectra A Lectra tem escritórios em todo o mundo. Visite para obter mais informações. Lectra na moda Contando com 40 anos de experiência em moda e vestuário, a missão da Lectra é fornecer um leque completo de soluções de design, desenvolvimento e produção para responder aos desafios do século XXI. Do primeiro flash criativo ao produto final, os nossos serviços profissionais estão direcionados para um processo integral. Apoiamos as operações do dia a dia dos nossos clientes em mais de 100 países para uma otimização do processo, 24 horas por dia. Da fast fashion, passando pela de luxo à moda pret-à-portêr, os clientes da Lectra em mercados tão variados como casual, esportivo, denim e lingerie, representam todo modelo de desenvolvimento e sourcing imaginável. Além de fornecedores e fabricantes, eles são as marcas que você gosta e as lojas onde você compra. lectra.com

O Cenário Mutante da Moda. O surgimento do. Modelo de Negócio Híbrido. Manufacturer

O Cenário Mutante da Moda. O surgimento do. Modelo de Negócio Híbrido. Manufacturer O Cenário Mutante da Moda O surgimento do Modelo de Negócio Híbrido Manufacturer O RITMO D MUDNÇ té recentemente, três modelos dominavam o setor da moda: marcas, varejistas e fabricantes, cada um com um

Leia mais

grandes oportunidades

grandes oportunidades Conecte-se a grandes oportunidades Carreiras sem limites Alcance além do que é possível Qualquer que seja o seu caminho, você pode ser parte das mudanças de vida para melhor no mundo todo. Uma carreira

Leia mais

O Manual Tático do Marketing de Conteúdo

O Manual Tático do Marketing de Conteúdo O Manual Tático do Marketing de Conteúdo Um guia prático de como montar e executar uma estratégia de sucesso 2 ÍNDICE >> Como usar esse manual 3 >> A fundação de sua estratégia 5 >> Produção de Conteúdo

Leia mais

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation.

Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. Project and Portfolio Management [PPM] Sustainable value creation. O SoftExpert PPM Suite é a solução mais robusta, funcional e fácil para priorizar, planejar, gerenciar e executar projetos, portfólios

Leia mais

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade O caminho para o sucesso Promovendo o desenvolvimento para além da universidade Visão geral Há mais de 40 anos, a Unigranrio investe em ensino diferenciado no Brasil para cumprir com seu principal objetivo

Leia mais

CONHEÇA. nosso. processo. Para você lançar sua Startup. Semana de descoberta. Semana de desenvolvimento. E depois de tudo pronto?

CONHEÇA. nosso. processo. Para você lançar sua Startup. Semana de descoberta. Semana de desenvolvimento. E depois de tudo pronto? CONHEÇA nosso processo Para você lançar sua Startup Semana de descoberta Semana de desenvolvimento E depois de tudo pronto? Acreditamos em uma melhor maneira de começar sua startup De forma Colaborativa,

Leia mais

Ser sincero em sua crença de que todos devem ir para casa todos os dias com segurança e saúde - demonstre que você se importa.

Ser sincero em sua crença de que todos devem ir para casa todos os dias com segurança e saúde - demonstre que você se importa. A Liderança Faz a Diferença Guia de Gerenciamento de Riscos Fatais Introdução 2 A prevenção de doenças e acidentes ocupacionais ocorre em duas esferas de controle distintas, mas concomitantes: uma que

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Ultrapassando barreiras e superando adversidades. Ser um gestor de pessoas não é tarefa fácil. Existem vários perfis de gestores espalhados pelas organizações,

Leia mais

Educação Corporativa. Liderança Estratégia Gestão. KM Partners Educação Corporativa

Educação Corporativa. Liderança Estratégia Gestão. KM Partners Educação Corporativa Educação Corporativa Liderança Estratégia Gestão O que é Educação corporativa? Educação corporativa pode ser definida como uma prática coordenada de gestão de pessoas e de gestão do conhecimento tendo

Leia mais

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex...

Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... Atendimento pós-venda: gestão estratégica da ex... (/artigos /carreira/comopermanecercalmosob-pressao /89522/) Carreira Como permanecer calmo sob pressão (/artigos/carreira/como-permanecer-calmosob-pressao/89522/)

Leia mais

ACTION LEARNING. O que é Action Learning? FUN D A MEN T OS D O

ACTION LEARNING. O que é Action Learning? FUN D A MEN T OS D O C L E O W O L F F O que é Action Learning? Um processo que envolve um pequeno grupo/equipe refletindo e trabalhando em problemas reais, agindo e aprendendo enquanto atuam. FUN D A MEN T OS D O ACTION LEARNING

Leia mais

ISO 14001:2015 Revisão Perguntas Frequentes

ISO 14001:2015 Revisão Perguntas Frequentes Latest update New and revised ISO 14001:2015 Revisão Perguntas Frequentes Introdução A ISO 14001 Sistemas de Gestão Ambiental, a primeira norma ambiental internacional do mundo tem ajudado milhares de

Leia mais

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Apoiar a empregabilidade pela melhora da qualidade do ensino profissionalizante UK Skills Seminar Series 2014 15 British Council UK Skills Seminar

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE MATURIDADE

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE MATURIDADE MMGP Darci Prado QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE MATURIDADE Extraído do Livro "Maturidade em Gerenciamento de Projetos" - 1ª Edição Versão do Modelo 1..0-01/Fev/008 - Editora INDG-Tecs - 008 WWW.MATURITYRESEARCH.COM

Leia mais

Quais são os objetivos dessa Política?

Quais são os objetivos dessa Política? A Conab possui uma Política de Gestão de Desempenho que define procedimentos e regulamenta a prática de avaliação de desempenho dos seus empregados, baseada num Sistema de Gestão de Competências. Esse

Leia mais

O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial

O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial Sumário executivo À medida que as organizações competem e crescem em uma economia global dinâmica, um novo conjunto de pontos cruciais

Leia mais

ISO 9001:2015 Revisão Perguntas Frequentes

ISO 9001:2015 Revisão Perguntas Frequentes Latest update New and revised ISO 9001:2015 Revisão Perguntas Frequentes Introdução A ISO 9001, a norma líder mundial em qualidade internacional, ajudou milhões de organizações a melhorar sua qualidade

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO PMI PULSO DA PROFISSÃO RELATÓRIO DETALHADO GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO Destaques do Estudo As organizações mais bem-sucedidas serão aquelas que encontrarão formas de se diferenciar. As organizações estão

Leia mais

Planejando a melhoria de desempenho

Planejando a melhoria de desempenho 10Minutos Auditoria Interna Estudo sobre a situação da profissão de auditoria interna Planejando a melhoria de desempenho Setembro 2014 Destaques A auditoria interna deve estar alinhada com as expectativas

Leia mais

qual é o segredo para obter PPM de forma fácil e econômica em quatro semanas?

qual é o segredo para obter PPM de forma fácil e econômica em quatro semanas? RESUMO DA SOLUÇÃO Pacote CA Clarity PPM on Demand Essentials for 50 Users qual é o segredo para obter PPM de forma fácil e econômica em quatro semanas? agility made possible Agora a CA Technologies oferece

Leia mais

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Avaliação de: Sr. Antônio Modelo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Especialistas The Inner

Leia mais

Questão em foco: Colaboração de produto 2.0. Uso de técnicas de computação social para criar redes sociais corporativas

Questão em foco: Colaboração de produto 2.0. Uso de técnicas de computação social para criar redes sociais corporativas Questão em foco: Colaboração de produto 2.0 Uso de técnicas de computação social para criar redes sociais corporativas Tech-Clarity, Inc. 2009 Sumário Sumário... 2 Introdução à questão... 3 O futuro da

Leia mais

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação Pesquisa realizada com os participantes do de Apresentação O perfil do profissional de Projetos Pesquisa realizada durante o 12 Seminário Nacional de, ocorrido em 2009, traça um importante perfil do profissional

Leia mais

COORDENADOR SÊNIOR (CONSULTORIAS) (Candidaturas serão aceitas até o dia 22/2/2013 envie seu CV para asantos@uniethos.org.br)

COORDENADOR SÊNIOR (CONSULTORIAS) (Candidaturas serão aceitas até o dia 22/2/2013 envie seu CV para asantos@uniethos.org.br) COORDENADOR SÊNIOR (CONSULTORIAS) DESCRIÇÃO GERAL: O Coordenador Sênior do Uniethos é responsável pelo desenvolvimento de novos projetos, análise de empresas, elaboração, coordenação, gestão e execução

Leia mais

Transcrição: Perguntas mais frequentes (FAQs) sobre o PDS

Transcrição: Perguntas mais frequentes (FAQs) sobre o PDS Transcrição: Perguntas mais frequentes (FAQs) sobre o PDS Modelo operacional Qual é o modelo organizacional do PDS? Trabalhamos bastante para chegar ao modelo organizacional certo para o PDS. E aplicamos

Leia mais

Consultoria em RH ENCANTAR COM OPORTUNIDADES DE REALIZAR SONHOS CONTECTANDO GLOBALMENTE TALENTOS IDEAIS COM ORGANIZAÇÕES

Consultoria em RH ENCANTAR COM OPORTUNIDADES DE REALIZAR SONHOS CONTECTANDO GLOBALMENTE TALENTOS IDEAIS COM ORGANIZAÇÕES Consultoria em RH ENCANTAR COM OPORTUNIDADES DE REALIZAR SONHOS CONTECTANDO GLOBALMENTE TALENTOS IDEAIS COM ORGANIZAÇÕES A EMPRESA LOUPE CONSULTORIA EM RH ESPECIALIZADA EM GESTÃO DE PESSOAS A Loupe Consultoria

Leia mais

Por que sua organização deve implementar a ABR - Auditoria Baseada em Riscos

Por que sua organização deve implementar a ABR - Auditoria Baseada em Riscos Março de 2010 UM NOVO PARADIGMA PARA AS AUDITORIAS INTERNAS Por que sua organização deve implementar a ABR - Auditoria Baseada em Riscos por Francesco De Cicco 1 O foco do trabalho dos auditores internos

Leia mais

MSF- MICROSOFT SOLUTIONS FRAMEWORK. Cesar Eduardo Freitas Italo Alves

MSF- MICROSOFT SOLUTIONS FRAMEWORK. Cesar Eduardo Freitas Italo Alves MSF- MICROSOFT SOLUTIONS FRAMEWORK Cesar Eduardo Freitas Italo Alves A ORIGEM DO MSF (MICROSOFT SOLUTIONS FRAMEWORK) Baseado na experiência da empresa na construção de softwares como Office e Windows e

Leia mais

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos.

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. 2015 Manual de Parceiro de Educação Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. Prêmios Reais, a Partir de Agora Bem-vindo ao Intel Technology Provider O Intel Technology Provider é um programa

Leia mais

Então resolvi listar e explicar os 10 principais erros mais comuns em projetos de CRM e como podemos evita-los.

Então resolvi listar e explicar os 10 principais erros mais comuns em projetos de CRM e como podemos evita-los. Ao longo de vários anos de trabalho com CRM e após a execução de dezenas de projetos, penso que conheci diversos tipos de empresas, culturas e apesar da grande maioria dos projetos darem certo, também

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Redesenhando a forma como empresas operam e envolvem seus clientes e colaboradores no mundo digital. Comece > Você pode construir de fato uma

Leia mais

Gestão de Desempenho... Promove Sucesso. Um Guia de Visão Geral

Gestão de Desempenho... Promove Sucesso. Um Guia de Visão Geral Gestão de Desempenho... Promove Sucesso. Um Guia de Visão Geral Gestão de Desempenho... Promove Sucesso. Na Watson, reconhecemos que o sucesso global da nossa Empresa é impulsionado pelo compromisso de

Leia mais

Certificação para Parceiros de Canais Axis

Certificação para Parceiros de Canais Axis Axis Communications' Academy Certificação para Parceiros de Canais Axis O mais novo requisito para Parceiros de Soluções também é um dos seus melhores benefícios. Axis Certification Program o padrão mundial

Leia mais

Como cultivar leads do Comitê de TI

Como cultivar leads do Comitê de TI BRASIL Como cultivar leads do Comitê de TI O marketing está ajudando ou atrapalhando? Confiança + Credibilidade devem ser CONQUISTADAS O profissional de marketing moderno conhece a importância de cultivar

Leia mais

Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador

Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador Investir em pessoal com um programa de gestão de desempenho permite que uma operação de abastecimento não só sobreviva, mas cresça

Leia mais

INNOVA. Soluções de software que capacitam os processadores de aves a...

INNOVA. Soluções de software que capacitam os processadores de aves a... INNOVA Soluções de software que capacitam os processadores de aves a... Maximizar o rendimento e a produtividade Estar em conformidade com os padrões de qualidade e garantir a segurança dos alimentos Obter

Leia mais

ISO 9001 Relatórios. A importância do risco em gestao da qualidade. Abordando a mudança. ISO Revisions. ISO Revisions

ISO 9001 Relatórios. A importância do risco em gestao da qualidade. Abordando a mudança. ISO Revisions. ISO Revisions ISO 9001 Relatórios A importância do risco em gestao da qualidade Abordando a mudança BSI Group BSI/UK/532/SC/1114/en/BLD Contexto e resumo da revisão da ISO 9001:2015 Como uma Norma internacional, a ISO

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING 1 ÍNDICE 03 04 06 07 09 Introdução Menos custos e mais controle Operação customizada à necessidade da empresa Atendimento: o grande diferencial Conclusão Quando

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 1 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia Área de Comunicação Produção Multimídia Curta Duração Produção Multimídia Carreira em Produção Multimídia O curso superior de Produção Multimídia da FIAM FAAM forma profissionais preparados para o mercado

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 1. Comercial e Marketing 1.1 Neurovendas Objetivo: Entender

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

http://www.microsoft.com/pt-br/case/details.aspx...

http://www.microsoft.com/pt-br/case/details.aspx... Casos de Sucesso A Cyrela está completamente focada no pós-venda e a utilização do Microsoft Dynamics 2011 só reflete mais um passo importante na busca pela qualidade do atendimento ao cliente Roberto

Leia mais

Alta performance: a base para os nossos clientes, a base para o seu futuro.

Alta performance: a base para os nossos clientes, a base para o seu futuro. Alta performance: a base para os nossos clientes, a base para o seu futuro. www.accenture.com.br/carreiras www.facebook.com/accenturecarreiras www.twitter.com/accenture_vagas Quem somos A Accenture é uma

Leia mais

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve.

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve. Balanced Scorecard BSC 1 2 A metodologia (Mapas Estratégicos e Balanced Scorecard BSC) foi criada por professores de Harvard no início da década de 90, e é amplamente difundida e aplicada com sucesso em

Leia mais

Quem Contratar como Coach?

Quem Contratar como Coach? Quem Contratar como Coach? por Rodrigo Aranha, PCC & CMC Por diversas razões, você tomou a decisão de buscar auxílio, através de um Coach profissional, para tratar uma ou mais questões, sejam elas de caráter

Leia mais

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Miriam Regina Xavier de Barros, PMP mxbarros@uol.com.br Agenda Bibliografia e Avaliação 1. Visão Geral sobre o PMI e o PMBOK 2. Introdução

Leia mais

www.dehterakm.com beatriz@dehtearkm.com

www.dehterakm.com beatriz@dehtearkm.com www.dehterakm.com beatriz@dehtearkm.com Quem somos? A BEATRIZ DEHTEAR KM apresenta a seus clientes uma proposta totalmente inovadora para implementar a Gestão do Conhecimento Organizacional. Nosso objetivo

Leia mais

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

INFORMAÇÕES ADICIONAIS APRENDA SOBRE GOVERNANÇA DE TI Programa de Qualificação COBIT 5 Presencial ou EAD O COBIT 5 define as necessidades das partes interessadas da empresa como ponto de partida das atividades de governança

Leia mais

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale 1.1 Histórico da Prática Eficaz Por meio do Departamento

Leia mais

Perfil. Nossa estratégia de crescimento reside na excelência operacional, na inovação, no desenvolvimento do produto e no foco no cliente.

Perfil. Nossa estratégia de crescimento reside na excelência operacional, na inovação, no desenvolvimento do produto e no foco no cliente. Institucional Perfil A ARTSOFT SISTEMAS é uma empresa Brasileira, fundada em 1986, especializada no desenvolvimento de soluções em sistemas integrados de gestão empresarial ERP, customizáveis de acordo

Leia mais

Cinco práticas recomendadas de business intelligence para dispositivos móveis

Cinco práticas recomendadas de business intelligence para dispositivos móveis Cinco práticas recomendadas de business intelligence para dispositivos móveis Autor: Ellie Fields, Diretora de marketing de produto da Tableau Software Junho de 2011 p2 Cinco práticas recomendadas de business

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

A mudança na aquisição de soluções de tecnologia da informação. O que significa para a TI e a linha de negócios (LOB)

A mudança na aquisição de soluções de tecnologia da informação. O que significa para a TI e a linha de negócios (LOB) A mudança na aquisição de soluções de tecnologia da informação Maio de 2014 O novo comprador de tecnologia e a mentalidade de aquisição Existe hoje um novo comprador de tecnologia da informação Esse comprador

Leia mais

Livro de Metodologia. Competências. Fundamentais. de Coaching. Villela da Matta Flora Victoria

Livro de Metodologia. Competências. Fundamentais. de Coaching. Villela da Matta Flora Victoria Livro de Metodologia Competências Fundamentais de Coaching Villela da Matta Flora Victoria 41 O Treinamento Competências Fundamentais de Coaching O que é e a quem se destina Treinamento composto por 4

Leia mais

Este texto é de autoria da Diretora de Vendas Cláudia Leme, muito bom!!! Vale a pena conferir!!! O PRIMEIRO PEDIDO

Este texto é de autoria da Diretora de Vendas Cláudia Leme, muito bom!!! Vale a pena conferir!!! O PRIMEIRO PEDIDO Este texto é de autoria da Diretora de Vendas Cláudia Leme, muito bom!!! Vale a pena conferir!!! O PRIMEIRO PEDIDO A Sra Mary Kay já dizia: nada acontece enquanto você não vende alguma coisa. Se você está

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

Escolhendo a melhor opção para sua empresa

Escolhendo a melhor opção para sua empresa www.pwc.com.br Escolhendo a melhor opção para sua empresa Auditoria Interna Auditoria Interna - Co-sourcing atende/supera as expectativas da alta administração? A função de Auditoria Interna compreende

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL: ISO 14001. Material Didático: IBB 254 Gestão Ambiental / 2015 Curso: Ciências Biológicas - UFAM

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL: ISO 14001. Material Didático: IBB 254 Gestão Ambiental / 2015 Curso: Ciências Biológicas - UFAM SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL: ISO 14001 Material Didático: IBB 254 Gestão Ambiental / 2015 Conceitos Gerais A gestão ambiental abrange uma vasta gama de questões, inclusive aquelas com implicações estratégicas

Leia mais

Mídias sociais como apoio aos negócios B2C

Mídias sociais como apoio aos negócios B2C Mídias sociais como apoio aos negócios B2C A tecnologia e a informação caminham paralelas à globalização. No mercado atual é simples interagir, aproximar pessoas, expandir e aperfeiçoar os negócios dentro

Leia mais

Entrevista Lean Six Sigma com David Vicentin (para compor reportagem da Revista Banas Qualidade julho/2010)

Entrevista Lean Six Sigma com David Vicentin (para compor reportagem da Revista Banas Qualidade julho/2010) Entrevista Lean Six Sigma com David Vicentin (para compor reportagem da Revista Banas Qualidade julho/2010) 1) Fale a respeito de sua formação profissional e atuação. Sou engenheiro de produção pela Escola

Leia mais

Curso Balanced Scorecard como ferramenta de Gestão por Indicadores

Curso Balanced Scorecard como ferramenta de Gestão por Indicadores Curso Balanced Scorecard como ferramenta de Gestão por Indicadores O Planejamento Estratégico deve ser visto como um meio empreendedor de gestão, onde são moldadas e inseridas decisões antecipadas no processo

Leia mais

Relatório de Competências

Relatório de Competências ANÁLISE CALIPER DO POTENCIAL DE DESEMPENHO PROFISSIONAL Relatório de Competências LOGO CLIENTE CALIPER Avaliação de: Sr. Márcio Modelo Preparada por: Consultora Especializada Caliper e-mail: nome@caliper.com.br

Leia mais

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP DARCI PRADO Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP Versão 2.0.0 Janeiro 2014 Extraído do Livro "Maturidade em Gerenciamento de Projetos" 3ª Edição (a publicar)

Leia mais

ISO Revisions. ISO Revisions. Revisões ISO. Qual é a diferença entre uma abordagem de procedimentos e de processo? Abordando a mudança

ISO Revisions. ISO Revisions. Revisões ISO. Qual é a diferença entre uma abordagem de procedimentos e de processo? Abordando a mudança Revisões ISO ISO Revisions Qual é a diferença entre uma abordagem de procedimentos e de processo? Abordando a mudança Processos vs procedimentos: o que isto significa? O conceito da gestão de processo

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 10 PROFª BRUNO CALEGARO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 10 PROFª BRUNO CALEGARO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 10 PROFª BRUNO CALEGARO Santa Maria, 10 de Outubro de 2013. Revisão aula anterior Documento de Requisitos Estrutura Padrões Template Descoberta

Leia mais

TREINAMENTOS MAGAZINE 3 WORKSHOP INTERNACIONAL DE LIDERANÇA 5 GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS 7 INTRODUÇÃO AO GERENCIAMENTO DE PROJETOS

TREINAMENTOS MAGAZINE 3 WORKSHOP INTERNACIONAL DE LIDERANÇA 5 GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS 7 INTRODUÇÃO AO GERENCIAMENTO DE PROJETOS TREINAMENTOS MAGAZINE 3 WORKSHOP INTERNACIONAL DE LIDERANÇA Líderes eficazes devem encontrar maneiras de melhorar o nível de engajamento, compromisso e apoio das pessoas, especialmente durante os períodos

Leia mais

Questão em foco: O ROI do Gerenciamento de Portfólio de Produto. O Guia para prever o retorno do investimento do PPM

Questão em foco: O ROI do Gerenciamento de Portfólio de Produto. O Guia para prever o retorno do investimento do PPM Questão em foco: O ROI do Gerenciamento de Portfólio de Produto O Guia para prever o retorno do investimento do PPM Tech-Clarity, Inc. 2008 Sumário Introdução à questão... 3 Cálculo dos benefícios do Gerenciamento

Leia mais

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Maio de 2010 Conteúdo Introdução...4 Principais conclusões...5 Dados adicionais da pesquisa...14 Nossas ofertas de serviços em mídias sociais...21

Leia mais

Gestão do Conhecimento A Chave para o Sucesso Empresarial. José Renato Sátiro Santiago Jr.

Gestão do Conhecimento A Chave para o Sucesso Empresarial. José Renato Sátiro Santiago Jr. A Chave para o Sucesso Empresarial José Renato Sátiro Santiago Jr. Capítulo 1 O Novo Cenário Corporativo O cenário organizacional, sem dúvida alguma, sofreu muitas alterações nos últimos anos. Estas mudanças

Leia mais

Internet of Things. utilizá-la em diversos tipos de negócios.

Internet of Things. utilizá-la em diversos tipos de negócios. Internet of Things 10 formas de utilizá-la em diversos tipos de negócios. INTRODUÇÃO As interfaces Machine to Machine (M2M) estão facilitando cada vez mais a comunicação entre objetos conectados. E essa

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

Como conduzir com sucesso um projeto de melhoria da qualidade

Como conduzir com sucesso um projeto de melhoria da qualidade Como conduzir com sucesso um projeto de melhoria da qualidade Maria Luiza Guerra de Toledo Coordenar e conduzir um projeto de melhoria da qualidade, seja ele baseado no Seis Sigma, Lean, ou outra metodologia

Leia mais

Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos. White Paper

Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos. White Paper Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos White Paper TenStep 2007 Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos Não há nenhuma duvida

Leia mais

O desafio da liderança: Avaliação, Desenvolvimento e Sucessão

O desafio da liderança: Avaliação, Desenvolvimento e Sucessão O desafio da liderança: Avaliação, Desenvolvimento e Sucessão Esse artigo tem como objetivo apresentar estratégias para assegurar uma equipe eficiente em cargos de liderança, mantendo um ciclo virtuoso

Leia mais

Benchmark Internacional Usabilidade Prefeituras e Boas Práticas de Planejamento e Gestão. Marcelo Barbosa, M.Sc. José Cláudio C.

Benchmark Internacional Usabilidade Prefeituras e Boas Práticas de Planejamento e Gestão. Marcelo Barbosa, M.Sc. José Cláudio C. Benchmark Internacional Usabilidade Prefeituras e Boas Práticas de Planejamento e Gestão Marcelo Barbosa, M.Sc. José Cláudio C. Terra, PhD Brasília, 13 de setembro de 2005 Portais trazem inúmeros benefícios

Leia mais

Sandálias e biquínis eram provavelmente as primeiras categorias

Sandálias e biquínis eram provavelmente as primeiras categorias RESUMO EXECUTIVO Sandálias e biquínis eram provavelmente as primeiras categorias de produtos que vinham à mente das pessoas do mundo todo quando o assunto era moda brasileira. Nos últimos anos, porém,

Leia mais

CÂMARA DE COMÉRCIO SUÍÇO-BRASILEIRA Comitê de Recursos humanos

CÂMARA DE COMÉRCIO SUÍÇO-BRASILEIRA Comitê de Recursos humanos PALESTRA COACHING CÂMARA DE COMÉRCIO SUÍÇO-BRASILEIRA Comitê de Recursos humanos COACHING: A EVOLUÇÃO AO SEU ALCANCE. REGINA NOGUEIRA COACHING DE VIDA E EXECUTIVO 3 QUANDO NASCEU Em 1950 foi introduzida

Leia mais

ROSETTA STONE LANGUAGE LEARNING SUITE PARA O SETOR PÚBLICO

ROSETTA STONE LANGUAGE LEARNING SUITE PARA O SETOR PÚBLICO ROSETTA STONE LANGUAGE LEARNING SUITE PARA O SETOR PÚBLICO Garanta o sucesso da missão. Garanta o sucesso da missão. A Rosetta Stone ajuda organizações governamentais e sem fins lucrativos a capacitar

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

REFLEXÃO. (Warren Bennis)

REFLEXÃO. (Warren Bennis) RÉSUMÉ Consultora nas áreas de Desenvolvimento Organizacional e Gestão de Pessoas; Docente de Pós- Graduação; Coaching Experiência de mais de 31 anos na iniciativa privada e pública; Doutorado em Administração;

Leia mais

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO RÁPIDO DE PRODUTO (RPD)

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO RÁPIDO DE PRODUTO (RPD) INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO RÁPIDO DE PRODUTO (RPD) REPRESENTAÇÃO ESQUEMÁTICA PARA DESENVOLVIMENTO INTERNACIONAL DE NOVOS PRODUTOS O esquema abaixo considera o conceito de design de produto, esboços

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

Equipe com mais de 17 anos de experiência em Avaliação de Executivos, Coaching e Desenvolvimento de Lideranças

Equipe com mais de 17 anos de experiência em Avaliação de Executivos, Coaching e Desenvolvimento de Lideranças Equipe com mais de 17 anos de experiência em Avaliação de Executivos, Coaching e Desenvolvimento de Lideranças Responsável pela elaboração e realização de projetos em empresas de porte que foram reconhecidos

Leia mais

Auditoria Interna do Futuro: Você está Preparado? Oswaldo Basile, CIA, CCSA. Presidente IIA Brasil

Auditoria Interna do Futuro: Você está Preparado? Oswaldo Basile, CIA, CCSA. Presidente IIA Brasil Auditoria Interna do Futuro: Você está Preparado? Oswaldo Basile, CIA, CCSA. Presidente IIA Brasil O futuro é (deveria ser) o sucesso Como estar preparado? O que você NÃO verá nesta apresentação Voltar

Leia mais

DIMETRA IP Compact. uma solução TETRA completa e compacta

DIMETRA IP Compact. uma solução TETRA completa e compacta DIMETRA IP Compact uma solução TETRA completa e compacta MOTOROLA - SEU PARCEIRO DE TECNOLOGIA CONFIÁVEL E ATUANTE Uma herança que dá orgulho As soluções TETRA da Motorola alavancam mais de 75 anos de

Leia mais

FERRAMENTAS DA QUALIDADE BALANCED SCORECARD

FERRAMENTAS DA QUALIDADE BALANCED SCORECARD FERRAMENTAS DA QUALIDADE BALANCED SCORECARD Histórico Desenvolvimento do Balanced Scorecard: 1987, o primeiro Balanced Scorecard desenvolvido por Arthur Schneiderman na Analog Devices, uma empresa de porte

Leia mais

SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português

SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português 1 de 7 28/10/2012 16:47 SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português RESULTADO DO SIMULADO Total de questões: 40 Pontos: 0 Score: 0 % Tempo restante: 55:07 min Resultado: Você precisa

Leia mais

Formar LÍDERES e equipes. Atrair e reter TALENTOS. www.grupovalure.com.br

Formar LÍDERES e equipes. Atrair e reter TALENTOS. www.grupovalure.com.br Formar LÍDERES e equipes. Atrair e reter TALENTOS. www.grupovalure.com.br www.grupovalure.com.br Estes são alguns dos grandes desafios da atualidade no mundo profissional e o nosso objetivo é contribuir

Leia mais

Perspectiva Unify. Otimizando o Operador Remoto

Perspectiva Unify. Otimizando o Operador Remoto Perspectiva Unify Otimizando o Operador Remoto Otimizando o Operador Remoto Análise: Operadores em home office e otimização da força de trabalho 2 A Verint, líder mundial em soluções e serviços de otimização

Leia mais

AULA 16 Marketing de Serviços

AULA 16 Marketing de Serviços AULA 16 Marketing de Serviços A cadeia de lucro de serviço Ligações da cadeia de lucro de serviço Fidelidade do cliente estimula lucratividade e crescimento. Satisfação do cliente estimula sua fidelidade.

Leia mais

ANALISANDO UM ESTUDO DE CASO

ANALISANDO UM ESTUDO DE CASO ANALISANDO UM ESTUDO DE CASO (Extraído e traduzido do livro de HILL, Charles; JONES, Gareth. Strategic Management: an integrated approach, Apêndice A3. Boston: Houghton Mifflin Company, 1998.) O propósito

Leia mais

Questão em foco: Gerenciamento do Portfólio de Produto em uma estratégia de PLM. Fechando o ciclo de planejamento do produto

Questão em foco: Gerenciamento do Portfólio de Produto em uma estratégia de PLM. Fechando o ciclo de planejamento do produto Questão em foco: Gerenciamento do Portfólio de Produto em uma estratégia de PLM Fechando o ciclo de planejamento do produto Tech-Clarity, Inc. 2010 Sumário Introdução à questão... 3 As Primeiras Coisas

Leia mais

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com Governança de T.I Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com Information Technology Infrastructure Library ITIL ITIL é um acrônimo de Information Technology Infraestruture Library. Criado em

Leia mais

Reduza os riscos. Reduza os custos. Aumente o desempenho.

Reduza os riscos. Reduza os custos. Aumente o desempenho. Reduza os riscos. Reduza os custos. Aumente o desempenho. Serviços para aquisição profissional. Tenha melhores informações, tome decisões melhores. Enterprise Supplier Management Service (ESMS, Serviço

Leia mais