ÍNDICE. Preâmbulo... 7 Nota à l O." edição 9 Abreviaturas TÍTULO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ÍNDICE. Preâmbulo... 7 Nota à l O." edição 9 Abreviaturas TÍTULO"

Transcrição

1 ÍNDICE Preâmbulo... 7 Nota à l O." edição 9 Abreviaturas 1J TÍTULO INTRODUÇÃO I GERAL l. Algumas noções sobre o objecto da disciplina Escorço histórico do direito comercial O presente e o futuro do direito comercial: tendências uniformizadoras Delimitação do objecto e âmbito do direito comercial O direito comercial como direito privado da empresa Autonomia do direito comercial Interpretação e integração de lacunas do direito comercial Fontes do direito comercial A lei Os usos e costumes Outras fontes 34 TÍTULO II A EMPRESA CAPÍTULO I INTRODUÇÃO 9. Organização da vida comercial A Constituição Económica Instituições administrativas, profissionais e jurisdicionais do comércio... 38

2 618 Direito Comercial CAPÍTULO 11 A EMPRESA E O ESTABELECIMENTO COMERCIAL A EMPRESA NO DIREITO COMERCIAL I 10. Conceito jurídico-mercantil de empresa Classificação das empresas Extensão do conceito de empresa: as entidades públicas empresariais e as empresas públicas O ESTABELECIMENTO II COMERCIAL 13. Conceito de estabelecimento comercial Elementos do estabelecimento comercial Natureza jurídica do estabelecimento comercial O estabelecimento individual de responsabilidade limitada Direitos e relações jurídicas sobre o estabelecimento comercial Trespasse Cessão de exploração ou locação de estabelecimento 72 CAPÍTULO III O EMPRESÁRIO O COMERCIANTE I 20. Comerciante: noção e sua importância Espécies: comerciantes em nome individual e sociedades Âmbito do art. 13., n." 1.0, do C. Com Incompatibilidades e impedimentos Categorias de empresários não comerciantes Os Agricultores Os Artesãos Os Profissionais liberais 83 OBRIGAÇÕES ESPECIAIS DOS COMERCIANTES II 25. Firma Escrituração mercantil... 93

3 27. Balanço Registo Comercial 96 CAPÍTULO COMERCIANTE EM NOME INDIVIDUAL 29. Requisitos de acesso à qualidade de comerciante em nome individual Requisitos e condicionamentos de carácter administrativo Situações duvidosas quanto à qualidade de comerciante Gerentes, auxiliares e caixeiros Auxiliares comerciais autónomos Mediadores Intermediários financeiros de valores mobiliários Gestores de sociedades comerciais Sócios de responsabilidade ilimitada 11O 32. O empresário pessoa casada: responsabilidade dos bens dos cônjuges por dívidas comerciais Responsabilidade pelas dívidas contraídas por um dos cônjuges no exercício do comércio Responsabilidade de um só cônjuge por dívidas comerciais 113 IV CAPÍTULO V SOCIEDADES COMERCIAIS INTRODUÇÃO I 33. Noções fundamentais Conceito de sociedade: Elemento pessoal Conceito de sociedade: elemento patrimonial Conceito de sociedade: elemento finalístico Conceito de sociedade: elemento teleológico Conceito de sociedade comercial: objecto comercial Conceito de sociedade comercial: forma comercial Os tipos de sociedades comerciais previstos no CSC Sociedade em nome colectivo Sociedade por quotas Sociedade anónima Sociedade em comandita 136

4 620 Direito Comercial 41. Outros tipos de sociedades comerciais Sociedade europeia Cooperativa Mútua de seguros Sociedade Cooperativa Europeia Agrupamento complementar de empresas Agrupamento europeu de interesse económico Sociedade desportiva Classificações dos tipos de sociedades 145 Il O CONTRATO DE SOCIEDADE 43. Natureza jurídica do acto gerador da sociedade Posição adoptada Pressupostos do contrato de sociedade Capacidade Legitimidade negocial Consentimento Objecto Causa Forma Vícios do contrato de sociedade Incapacidade Ilegitimidade Vícios do consentimento Vícios do objecto Vícios relativos à causa Vícios de forma: As sociedades irregulares Regras comuns aos casos de anulabilidade do contrato Acção de declaração de nulidade Consequências da declaração de nulidade e da anulação do contrato de sociedade Alteração do contrato social Contratos ligados ao contrato de sociedade Contrato-promessa de sociedade Acordos parassociais Associação à quota 189

5 Índice Outros contratos associativos Colaboração das empresas comerciais: as "joint ventures" Contrato de consórcio Contrato de associação em participação 193 III A SOCIEDADE COMO PESSOA COLECTIVA 50. Personalidade jurídica das sociedades comerciais Capacidade jurídica das sociedades comerciais Autonomia patrimonia1 das sociedades Desconsideração da personalidade jurídica Património e capital social Caracterização e distinção Funções do capital socia! Intangibilidade do capital social Aumento do capital Redução do capital Participação social: Obrigações e direitos dos sócios Obrigações dos sócios Obrigação de entrada Obrigação de quinhoar nas perdas Outras obrigações Prestações suplementares Contrato de suprimento Direitos dos sócios. Sua classificação Direito aos lucros. As reservas Direito à informação A participação social como objecto de direitos Partes sociais Quotas Acções Os mercados de valores mobiliários. A negociação em bolsa e as ofertas públicas Órgãos sociais: espécies e titulares dos órgãos Noção de órgãos sociais 240

6 622 Direito Comercial Classificação Órgãos dos vários tipos de sociedade Titulares dos órgãos Incompatibilidade e impedimentos Natureza jurídica dos órgãos das sociedades Responsabilidade da sociedade pelos actos dos órgãos Governo das sociedades Secretário da sociedade Órgão de administração e representação Funções Poderes Titulares do órgão de administração Mandatários Deveres e responsabilidades dos titulares Órgão de fiscalização Assembleia geral Supremacia Convocação Participação e representação dos sócios Mesa da assembleia Local e instalação das reuniões Acta Verificação anual da situação da sociedade: a assembleia geral anual Deliberações sociais Conceito e modalidades Regime geral O voto Processo deliberativo A maioria Vícios das deliberações sociais Responsabilidades dos membros dos órgãos sociais Transformação das sociedades Fusão das sociedades Cisão de sociedades Prorrogação das sociedades Dissolução e liquidação de sociedades Noções gerais Causas de dissolução Formalidades da dissolução 296

7 Índice Liquidação Regresso à actividade Sociedades coligadas 298 CAPÍTULO VI A PROTECÇÃO DA EMPRESA COMERCIAL 77. Introdução: a concorrência e a ordem jurídica Dos direitos de propriedade industrial em geral Natureza jurídica dos direitos de propriedade industrial Regras gerais sobre os direitos de propriedade industrial Âmbito da propriedade industrial Atribuição dos direitos de propriedade industrial Transmissão e 1icenciamento dos direitos Extinção dos direitos Invenções Noção e objecto da invenção, Patentes Titularidade do direito à patente Situação jurídica do titular da patente Transmissão e oneração das patentes Garantias do direito sobre a patente Extinção do direito dapatente Processos de concessão das patentes Regime internacional das patentes Modelos de utilidade Noção e objecto Protecção legal Processos de concessão dos modelos de utilidade Topografias de produtos semicondutores Desenhos ou modelos Noção e objectos Protecção legal A protecção comunitária: o Regulamento (CE) n. 06/ Marcas Noções e funções Modalidades de marcas 342

8 624 Direito Comercial Uso das marcas Constituição das marcas Novidade da marca Registo da marca Registo internacional das marcas Harmonização da legislação sobre marcas na CEE Transmissão e licença das marcas Extinção de direito à marca Recompensas Nomes e insígnias do estabelecimento Noções Constituição Conteúdo e protecção do direito ao nome e à insígnia Transmissão do nome e insígnia Extinção do direito sobre o nome e a insígnia Logótipos Denominações de origem e indicações geográficas A imagem da empresa na Sociedade de Informação: os nomes de domínio l. Generalidades sobre os nomes de domínio O regime jurídico dos nomes de domínio Conflitos entre direitos sobre nomes de domínio e outros sinais distintivos A concorrência desleal Introdução Aspectos gerais Categorias de actos Meios de repressão da concorrência desleal A defesa da concorrência Generalidades 381 9l.2. Práticas individuais restritivas do comércio - DL n 370/ l.3. Lei da Concorrência -- L. n. 18/ CAPÍTULO VII A EMPRESA EM CRISE 92. A insolvência. A situação do insolvente A recente evolução do direito falimentar Generalidades sobre a insolvência 393

9 Índice Processo de insolvência Efeitos da declaração de insolvência 398 TÍTULO III A ACTIVIDADE DA EMPRESA CAPÍTULO I ACTOS DE COMÉRCIO 93. Noção de actos de comércio Actos e actividades mercantis: o art do Cód, Comercial Conceito material de actividade comercial Interpretação da L" parte do artigo 2. : actos objectivos Interpretação da 2." parte do artigo 2. : actos subjectivos Classificação dos actos de comércio Actos de comércio objectivos e subjectivos Actos de comércio absolutos e por conexão ou acessórios Actos substancialmente e formalmente comerciais Actos de comércio causais e abstractos Actos bilateralmente comerciais ou puros; e actos unilateralmente comerciais ou mistos 423 CAPÍTULO 11 REGRAS ESPECIAIS DOS ACTOS E OBRIGAÇÕES COMERCIAIS EM GERAL Forma. Solidariedade passiva. Prescrição. Juros. Atrasos de pagamentos CAPÍTULO III TÍTULOS DE CRÉDITO 104. O crédito Função e conceito de título de crédito Características gerais dos títulos de crédito Incorporação ou legitimação Circulabilidade De

10 626 Direito Comercial Literalidade Autonomia Títulos impróprios Tipo1ogia Critério da causa-função, ou do nexo com a relação subjacente Critério do conteúdo do direito cartular Critério do modo de circulação Critério da natureza da entidade emitente Possibilidade de criação de títulos de crédito Principais títulos de crédito Os títulos cambiais: letra, livrança e cheque A letra A livrança O cheque Extracto de factura Conhecimento de depósito e cautela de penhor (warrant) Guia de transporte Conhecimento de carga Acções Obrigações Outros títulos Extinção e reforma dos títulos de crédito A destruição e extravio do documento: a reforma dos títulos de crédito Ineficácia do título Extinção do direito cartular Letra de câmbio Requisitos formais da letra Falta dos requisitos essenciais. A letra em branco Os negócios jurídicos cambiários O saque O aceite O endosso O aval Características da obrigação cambiária Incorporação ou legitimação Literalidade 484

11 Índice Circulabilidade Autonomia Abstracção Independência recíproca 487 ll5. Vencimento e pagamento da letra : Protesto Acções de regresso Prescrição 490 CONTRATOS CAPÍTULO IV COMERCIAIS I CONTRATOS DE DISTRIBUIÇÃO 119. A distribuição comercial Contrato de compra e venda Definição e classificação Classificação Forma Efeitos do contrato de compra e venda Venda de bens futuros, frutos pendentes e partes componentes ou integrantes Venda de bens de existência ou titularidade incerta Venda de coisas sujeitas a contagem, pesagem ou medição Venda a contento Venda sujeita a prova Venda a retro : Venda a prestações Venda sobre documentos Compra e venda comercial Contrato de fornecimento Vendas celebradas fora do estabelecimento comercial Venda ao domicílio Venda automática Venda especial e esporádica Modalidades proibidas Garantias na venda de bens de consumo Contrato de mandato Conceito e modalidades Características

12 628 Direito Comercial Amplitude dos poderes do mandatário Obrigações do mandatário Obrigações do mandante Extinção Mandato comercial Contrato de comissão Contrato de agência Contrato de concessão comercial Distribuição selectiva e autorizada Contrato de franquia Indemnização de clientela e destino dos "stocks" 531 II CONTRATOS FINANCEIROS 128. Operações e contratos bancários Contrato de depósito Contrato de mútuo Contrato de abertura de crédito Contrato de conta-corrente bancária Contrato de cheque Contrato de desconto Crédito documentário : Cartões de crédito e de débito Garantias bancárias 549 l38. Garantias bancárias impróprias: as cartas de conforto Contrato de locação financeira (" leasing ") Contrato de cessão financeira (''factoring'') 553 CAPÍTULO, O COM'ÉRCIO ELECTRÓNICO V 141. A Sociedade de Informação A tele-economia Conceito e conteúdo do Comércio Electrónico A segurança jurídica do Comércio Electrónico Evolução do ordenamento aplicável Os documentos electrónicos A assinatura dos documentos electrónicos A assinatura digital ou "assinatura electrónica avançada" 571

13 A certificação da assinatura O valor probatório dos documentos electrónicos assinados Declarações negociais por meios electrónicos Contratos electrónicos Contratos e tele-economia Formação dos contratos electrónicos Modalidades tipológico-sociais da contratação electrónica "Business-to-Business" (B2B): o EDI Business-to-consumer (B2C): Protecção dos consumidores Contratos à distância A Directiva Comércio Electrónico e o DL n. 07/ "Business-to-Administration" (B2A): Aquisições electrónicas de bens e serviços pelos entes públicos Execução dos contratos electrónicos Factura electrónica Pagamentos electrónicos INST. SUP. DE ENW~HARIA DE COIMBRA BIBLIOTECA

Nota do autor, xv. 6 Nome Empresarial, 48 6.1 Conceito e função do nome empresarial, 48 6.2 O nome do empresário individual, 49

Nota do autor, xv. 6 Nome Empresarial, 48 6.1 Conceito e função do nome empresarial, 48 6.2 O nome do empresário individual, 49 Nota do autor, xv Parte I - Teoria Geral da Empresa, 1 1 Introdução ao Direito de Empresa, 3 1.1 Considerações gerais, 3 1.2 Escorço histórico: do direito comercial ao direito de empresa, 4 1.3 Fontes

Leia mais

SUGESTÃO PARA O DESENVOLVIMENTO PROGRAMA DE ENSINO DE DIREITO COMERCIAL. Da especificação dos temas do programa proposto para o Semestre (único)

SUGESTÃO PARA O DESENVOLVIMENTO PROGRAMA DE ENSINO DE DIREITO COMERCIAL. Da especificação dos temas do programa proposto para o Semestre (único) Carga Horária Período Semestre (único) SUGESTÃO PARA O DESENVOLVIMENTO PROGRAMA DE ENSINO DE DIREITO COMERCIAL Da especificação dos temas do programa proposto para o Semestre (único) A dicotomia do Direito

Leia mais

PARTE I DO DIREITO PRIVADO

PARTE I DO DIREITO PRIVADO PARTE I INTRODUÇÃO ÍNDICE SISTEMÁTICO AO ESTUDO DO DIREITO PRIVADO O DIREITO ÍNDICE E AS SUAS FONTES Objecto e plano do curso... 21 PARTE I INTRODUÇÂO AO ESTUDO DO DIREITO PRIVADO TÍTULO I O DIREITO E

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular DIREITO COMERCIAL DA EMPRESA Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular DIREITO COMERCIAL DA EMPRESA Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular DIREITO COMERCIAL DA EMPRESA Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Direito (1º Ciclo) 2. Curso Direito 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular DIREITO COMERCIAL

Leia mais

Contrato que transmite propriedade de algo por um preço sem fins lucrativos

Contrato que transmite propriedade de algo por um preço sem fins lucrativos Acto Acto Civil Contrato que transmite propriedade de algo por um preço sem fins lucrativos Importancia do registo comercial na constituição do registo comercial Art. 874 e ss C. Civ Acto Comercial Contrato

Leia mais

Nota do autor, xix. 5 Dissolução e liquidação, 77 1 Resolução da sociedade em relação a um sócio, 77

Nota do autor, xix. 5 Dissolução e liquidação, 77 1 Resolução da sociedade em relação a um sócio, 77 Nota do autor, xix 1 Empresa, 1 1 Empreender, 1 2 Noções históricas, 2 3 Teoria da empresa, 3 4 Registro, 8 4.1 Redesim, 10 4.2 Usos e práticas mercantis, 14 4.3 Empresário rural, 15 5 Firma individual,

Leia mais

Programa da disciplina de Direito Comercial I

Programa da disciplina de Direito Comercial I Universidade de Macau Faculdade de Direito Ano lectivo 2010/2011 Programa da disciplina de Direito Comercial I Regente: Mestre Augusto Teixeira Garcia Assistente: Mestre Miguel Quental Programa da disciplina

Leia mais

Sumário APRESENTAÇÃO... 15

Sumário APRESENTAÇÃO... 15 Sumário APRESENTAÇÃO... 15 Capítulo 1 DIREITO EMPRESARIAL... 17 1. Evolução histórica... 17 2. Evolução do Direito Comercial no Brasil... 18 3. Fontes... 21 4. Conceito e autonomia... 22 5. Questões...

Leia mais

DIREITO COMERCIAL I (DIREITO COMERCIAL GERAL)

DIREITO COMERCIAL I (DIREITO COMERCIAL GERAL) DIREITO COMERCIAL I (DIREITO COMERCIAL GERAL) PROGRAMA * 2014-2015 [Turma N.] [Versão setembro 2014] Coordenação e Regência: Prof. Doutor Manuel Januário da Costa Gomes Assistentes: Mestre Catarina Monteiro

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO DIREITO EMPRESARIAL E FINANCEIRO. 2º ANO\1º Semestre - CURSO DE FINANÇAS ANO LECTIVO 2006/2007 PROGRAMA 1

INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO DIREITO EMPRESARIAL E FINANCEIRO. 2º ANO\1º Semestre - CURSO DE FINANÇAS ANO LECTIVO 2006/2007 PROGRAMA 1 1 INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO DIREITO EMPRESARIAL E FINANCEIRO 2º ANO\1º Semestre - CURSO DE FINANÇAS ANO LECTIVO 2006/2007 PROGRAMA 1 A EMPRESA EM GERAL I 1ª aula 1- Considerações gerais 1.1-

Leia mais

INDICE DO VOL. I. Págs. Prefácio... 7 Nota introdutória... 9 Abreviaturas e siglas... 13

INDICE DO VOL. I. Págs. Prefácio... 7 Nota introdutória... 9 Abreviaturas e siglas... 13 INDICE DO VOL. I Prefácio... 7 Nota introdutória... 9 Abreviaturas e siglas... 13 A Abandono da obra... 19 Abertura de conta... 30 Abertura de crédito... 43 Abertura de crédito documentário... 52 Abuso

Leia mais

Outros actos que têm de ser registados no Registo Comercial

Outros actos que têm de ser registados no Registo Comercial Outros actos que têm de ser registados no Registo Comercial A maior parte das alterações que ocorrem na vida de uma empresa têm de ser registadas no Registo Comercial. O registo comercial destina-se a

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL PONTO I

DIREITO EMPRESARIAL PONTO I DIREITO EMPRESARIAL PONTO I a) Objeto, fontes e autonomia do Direito Empresarial. O Direito de Empresa no novo Código Civil. Perfis da empresa. A empresa e a livre iniciativa. Limites ao exercício da empresa.

Leia mais

Prof. Marcelo Thimoti. Legislação Comercial

Prof. Marcelo Thimoti. Legislação Comercial Prof. Marcelo Thimoti Legislação Comercial 1 DIREITO COMERCIAL Sociedades Anônimas. 2 Sociedade Anônima (S/A) Sociedade com capital dividido em ações, livremente negociáveis, que limitam a responsabilidade

Leia mais

EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL III Período: 5 Período. Carga Horária: 72H/a: EMENTA

EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL III Período: 5 Período. Carga Horária: 72H/a: EMENTA EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL III Período: 5 Período Carga Horária: 72H/a: EMENTA O curso é estruturado de sorte a oferecer uma visão panorâmica dos principais aspectos dos títulos

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEAcc-SP 2/2005

RESOLUÇÃO CONSEAcc-SP 2/2005 RESOLUÇÃO CONSEAcc-SP 2/2005 ALTERA AS EMENTAS E CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DAS DISCIPLINAS CH1301 - COMERCIAL I, CH1306 - COMERCIAL II E CH1308 - COMERCIAL III, DO CURSO DE, DO CÂMPUS DE SÃO PAULO, DA UNIVERSIDADE

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Direito das Empresas

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Direito das Empresas INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico 30/3/2016 Aprovação do Conselho Técnico-Científico 20/4/2016 Ficha de Unidade

Leia mais

Contratos de Prestação de Serviços Minutas de Contratos Actualizado

Contratos de Prestação de Serviços Minutas de Contratos Actualizado Índice de Minutas Contratos em Especial Actualizado Contrato de Compra e Venda de Prédio Urbano Contrato de Compra e Venda de Fracção Autónoma Exemplo 1 Contrato de Compra e Venda de Fracção Autónoma Exemplo

Leia mais

1. Formalidade versus informalidade e a perspectiva dos Direitos Humanos

1. Formalidade versus informalidade e a perspectiva dos Direitos Humanos 1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D-38 PERÍODO: 7º CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO COMERCIAL II NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA Títulos

Leia mais

Plano 7 Justificação 9 Razão de ordem 11 Abreviaturas mais utilizadas 13

Plano 7 Justificação 9 Razão de ordem 11 Abreviaturas mais utilizadas 13 Plano 7 Justificação 9 Razão de ordem 11 Abreviaturas mais utilizadas 13 INTRODUÇÃO 17 1. Génese e evolução do Direito Comercial. 19 2. Caracterização do Direito Comercial. 25 2.1. Conceito e autonomia

Leia mais

Profa. Joseane Cauduro. Unidade I DIREITO SOCIETÁRIO

Profa. Joseane Cauduro. Unidade I DIREITO SOCIETÁRIO Profa. Joseane Cauduro Unidade I DIREITO SOCIETÁRIO Introdução A unidade I aborda: empresa e empresário; formação das sociedades; tipos de sociedades. Objetivos da disciplina: apresentar aos estudantes

Leia mais

EMENTA: DIREITO EMPRESARIAL: empresa, espécies, divisão. Empresário. Atos de empresário. Sociedades empresariais.

EMENTA: DIREITO EMPRESARIAL: empresa, espécies, divisão. Empresário. Atos de empresário. Sociedades empresariais. AULA XI CIÊNCIAS CONTÁBEIS TEMA: DIREITO PRIVADO: EMPRESARIAL PROFª: PAOLA JULIEN O. SANTOS CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ EMENTA: DIREITO EMPRESARIAL: empresa, espécies, divisão. Empresário. Atos

Leia mais

Albufeira, 18 de abril de 2012 Formalidades para a Constituição de Empresas

Albufeira, 18 de abril de 2012 Formalidades para a Constituição de Empresas Albufeira, 18 de abril de 2012 Formalidades para a Constituição de Empresas Quem Somos O Balcão do Empreendedor, presencial e eletrónico oferece às empresas um ponto único de contacto com a Administração

Leia mais

UNIDADE: FACULDADE DE DIREITO DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS

UNIDADE: FACULDADE DE DIREITO DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS Í N D I C E Código Disciplina Página DIR 04-00153 Direito Comercial I 2 DIR 04-00323 Direito Comercial II 3 DIR 04-00494 Direito Comercial III 4 DIR 04-00842 Direito Comercial

Leia mais

PLANO DE ENSINO EMENTA Visão teórica, e tanto quanto possível prática, dos principais temas relacionados à introdução ao estudo do Direito Comercial.

PLANO DE ENSINO EMENTA Visão teórica, e tanto quanto possível prática, dos principais temas relacionados à introdução ao estudo do Direito Comercial. Faculdade de Direito Milton Campos Disciplina: Direito Empresarial I Curso: Direito Carga Horária: 64 Departamento: Direito Empresarial Área: Privado PLANO DE ENSINO EMENTA Visão teórica, e tanto quanto

Leia mais

ESTATUTO DA SOCIEDADE .. SOCIEDADE UNIPESOAL S.A.

ESTATUTO DA SOCIEDADE .. SOCIEDADE UNIPESOAL S.A. ESTATUTO DA SOCIEDADE.. SOCIEDADE UNIPESOAL S.A. CAPÍTULO I Da Firma, Tipo, Sede, Duração e Objecto Social ARTIGO 1.º (Natureza jurídica, denominação e duração) A sociedade adopta o tipo de sociedade anónima

Leia mais

DIREITO COMERCIAL E DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL DIREITO EMPRESARIAL DIREITO COMERCIAL

DIREITO COMERCIAL E DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL DIREITO EMPRESARIAL DIREITO COMERCIAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO DIREITO COMERCIAL E DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL DIREITO EMPRESARIAL DIREITO COMERCIAL SUMÁRIO DESENVOLVIDO ANTÓNIO SARMENTO OLIVEIRA DEOLINDA APARÍCIO MEIRA JOSÉ DIOGO FALCÃO

Leia mais

CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 PERÍODO: 7º NOME DA DISCIPLINA: DIREITO COMERCIAL II NOME DO CURSO: DIREITO

CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 PERÍODO: 7º NOME DA DISCIPLINA: DIREITO COMERCIAL II NOME DO CURSO: DIREITO 1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D. 40 CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 PERÍODO: 7º NOME DA DISCIPLINA: DIREITO COMERCIAL II NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA Títulos

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL MANUAL TEÓRICO E PRÁTICO

DIREITO EMPRESARIAL MANUAL TEÓRICO E PRÁTICO SUHEL SARHAN JÚNIOR DIREITO EMPRESARIAL MANUAL TEÓRICO E PRÁTICO Obra para alunos da graduação, profissionais do Direito, Exame da OAB/FGV (1 9 e 2 9 fase) e Concursos Públicos. SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 1-1.,\-

Leia mais

Índice de Minutas. Contratos em Especial Minutas de Contratos Actualizado

Índice de Minutas. Contratos em Especial Minutas de Contratos Actualizado Índice de Minutas Contratos em Especial Actualizado Contrato de Compra e Venda de Prédio Urbano Contrato de Compra e Venda de Fracção Autónoma Exemplo 1 Contrato de Compra e Venda de Fracção Autónoma Exemplo

Leia mais

PASSAPORTE PARA ANGOLA

PASSAPORTE PARA ANGOLA PASSAPORTE PARA ANGOLA Susana Almeida Brandão 27 de Maio 2011 VEÍCULOS DE INVESTIMENTO Veículos de Investimento Sociedade comercial angolana Sucursal de sociedade estrangeira SOCIEDADES POR QUOTAS vs SOCIEDADES

Leia mais

Índice Geral. Índices ACTUALIZADO Índice Geral ACTUALIZADO Índice de Minutas ACTUALIZADO. Informações Actuais Links Úteis

Índice Geral. Índices ACTUALIZADO Índice Geral ACTUALIZADO Índice de Minutas ACTUALIZADO. Informações Actuais Links Úteis Índice Geral Índices ACTUALIZADO Índice Geral ACTUALIZADO Índice de Minutas ACTUALIZADO Informações Actuais Links Úteis Agência Nacional de Compras Públicas Assembleia da República Associação Portuguesa

Leia mais

Programa da disciplina de Direito Comercial II

Programa da disciplina de Direito Comercial II Universidade de Macau Faculdade de Direito Ano lectivo 2010/2011 Programa da disciplina de Direito Comercial II Regente: Mestre Augusto Teixeira Garcia Plano de Curso da Disciplina Direito Comercial II

Leia mais

Conceito de Empresário

Conceito de Empresário Conceito de Empresário Requisitos (Art. 966,caput,CC): a) Profissionalismo; b) Atividade Econômica; c) Organização; d) Produção/Circulação de bens/serviços; Não Empresário Requisitos (Art. 966, único,

Leia mais

Índice Sistemático. Capítulo Primeiro NOÇÕES GERAIS. I O Comércio e o Direito Regulador das Atividades Comerciais

Índice Sistemático. Capítulo Primeiro NOÇÕES GERAIS. I O Comércio e o Direito Regulador das Atividades Comerciais Índice Sistemático Capítulo Primeiro NOÇÕES GERAIS I O Comércio e o Direito Regulador das Atividades Comerciais 1. O Comércio como Atividade Empresarial 2. Desenvolvimento do Comércio e do Direito Regulador

Leia mais

Faculdade de Direito da Alta Paulista

Faculdade de Direito da Alta Paulista Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL II Código: Série: 3ª Obrigatória (X ) Optativa ( ) CHTeórica: 136 CH Prática: CH Total: 136 Horas Obs: Objetivos Geral: Apresentar aos alunos os pontos principais da Disciplina

Leia mais

Assim, integram a Categoria E os rendimentos de capitais, enumerados no artigo 5.º do CIRS.

Assim, integram a Categoria E os rendimentos de capitais, enumerados no artigo 5.º do CIRS. CATEGORIA E RENDIMENTOS DE CAPITAIS Definem-se rendimentos de capitais, todos os frutos e demais vantagens económicas, qualquer que seja a sua natureza ou denominação, pecuniários ou em espécie, procedentes,

Leia mais

Faculdade de Direito da Alta Paulista

Faculdade de Direito da Alta Paulista Plano de Ensino Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL II Código: Série: 3ª Obrigatória (X ) Optativa ( ) CHTeórica: 136 CH Prática: CH Total: 136 Horas Obs: Objetivos Geral: Apresentar aos alunos os pontos principais

Leia mais

Licenciatura

Licenciatura Licenciatura 2015-2016 DIREITO COMERCIAL I e II PROFESSOR DOUTOR PEDRO PAES DE VASCONCELOS Primeira Parte Direito Comercial Geral. Sumário Summary I. O Direito Comercial. 1.O Comércio e o Direito Comercial.

Leia mais

OBRAS DO AUTOR... NOTA EXPLICATIVA... XVII

OBRAS DO AUTOR... NOTA EXPLICATIVA... XVII ÍNDICE SISTEMÁTICO OBRAS DO AUTOR... XV NOTA EXPLICATIVA... XVII CAPÍTULO I TEORIA GERAL DOS TÍTULOS DE CRÉDITO 1. A regulamentação dos títulos de crédito pelo Código Civil e por leis especiais 2. Aplicação

Leia mais

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária D-40 7º 04 04 60

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária D-40 7º 04 04 60 Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária D-40 7º 04 04 60 Turma DIREITO Nome da Disciplina / Curso DIREITO COMERCIAL II D- 32DIREITO COMERCIAL I(EMENTA 2008/01) D- 27 DIREITO COMERCIAL I(EMENTA 2008/02)

Leia mais

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. Direito Empresarial ADM 065. 36h 5º

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. Direito Empresarial ADM 065. 36h 5º Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

SECÇÃO PRIMEIRA ASSEMBLEIA GERAL ARTIGO QUINTO (CONSTITUIÇÃO DA ASSEMBLEIA GERAL)

SECÇÃO PRIMEIRA ASSEMBLEIA GERAL ARTIGO QUINTO (CONSTITUIÇÃO DA ASSEMBLEIA GERAL) ESTATUTOS DA ISA INTELLIGENT SENSING ANYWHERE, S.A. CAPÍTULO PRIMEIRO DENOMINAÇÃO, DURAÇÃO, SEDE E OBJECTO ARTIGO PRIMEIRO (DENOMINAÇÃO, DURAÇÃO E SEDE) A sociedade, constituída sob a forma de sociedade

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL B Código: DV 450

PLANO DE ENSINO. Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL B Código: DV 450 PLANO DE ENSINO Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL B Código: DV 450 Pré-requisito: Direito Civil A, B. Carga horária: 90 (noventa) horas aula Créditos: 6 (seis) Natureza: anual Docente: EMENTA Sociedades

Leia mais

PROJETO DE LEI 1.572/11 NOVO CÓDIGO COMERCIAL ESTRUTURA E COMENTÁRIOS PONTUAIS

PROJETO DE LEI 1.572/11 NOVO CÓDIGO COMERCIAL ESTRUTURA E COMENTÁRIOS PONTUAIS PROJETO DE LEI 1.572/11 NOVO CÓDIGO COMERCIAL ESTRUTURA E COMENTÁRIOS PONTUAIS (material preparado para reunião do Comitê Societário do CESA julho 2011) Autor: Renato Berger LIVRO I DA EMPRESA TÍTULO I

Leia mais

Pacto social da AICEP Global Parques Gestão de Áreas Empresariais e Serviços, S.A.

Pacto social da AICEP Global Parques Gestão de Áreas Empresariais e Serviços, S.A. Pacto social da AICEP Global Parques Gestão de Áreas Empresariais e Serviços, S.A. CAPÍTULO I Denominação, sede, objecto e duração Artigo 1.º Denominação A sociedade adopta a denominação de AICEP Global

Leia mais

Capítulo III DIREITO DE PROPRIEDADE INDUSTRIAL

Capítulo III DIREITO DE PROPRIEDADE INDUSTRIAL Sumário Capítulo I EVOLUÇÃO HISTÓRICA DO DIREITO COMERCIAL 1. Origens do direito comercial 2. Da definição do regime jurídico dos atos de comércio 2.1. Definição e descrição dos atos de comércio e sua

Leia mais

3 Micro e pequenos empresários, 167

3 Micro e pequenos empresários, 167 Nota do autor, xix 1 HISTÓRICO, 1 1 A invenção do comércio e do mercado, 1 2 Antiguidade, 5 3 Idade média e moderna, 16 3.1 Direito comercial no Brasil, 19 4 Unificação do direito privado, 20 5 A valorização

Leia mais

Decreto-Lei n.º 36/1992 de 28/03 - Série I-A nº74

Decreto-Lei n.º 36/1992 de 28/03 - Série I-A nº74 Alterado pelo DL 36/92 28/03 Estabelece o regime da consolidação de contas de algumas instituições financeiras A Directiva do Conselho n.º 86/635/CEE, de 8 de Dezembro de 1986, procedeu à harmonização

Leia mais

CURSO JURÍDICO FMB CURSO

CURSO JURÍDICO FMB CURSO CURSO JURÍDICO FMB CURSO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DOS MÓDULOS 2 Sumário DIREITO EMPRESARIAL TOMO I... DIREITO EMPRESARIAL TOMO II... 3 DIREITO EMPRESARIAL I PROF. FLÁVIO MONTEIRO DE BARROS MÓDULO I Introdução;

Leia mais

Apresentação do curso Objetivos gerais Objetivos específicos

Apresentação do curso Objetivos gerais Objetivos específicos Apresentação do curso O Curso de Especialização Direito das Empresas para Executivos (CEDEE) visa satisfazer a necessidade existente no mercado dos gestores e executivos das empresas conhecerem o direito

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO 1) IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Disciplina DIREITO EMPRESARIAL I Código

Leia mais

Publicado no Diário da República, I série nº 79, de 28 de Abril. Decreto Presidencial N.º 95/11 de 28 de Abril

Publicado no Diário da República, I série nº 79, de 28 de Abril. Decreto Presidencial N.º 95/11 de 28 de Abril Publicado no Diário da República, I série nº 79, de 28 de Abril Decreto Presidencial N.º 95/11 de 28 de Abril O quadro jurídico-legal Geral das Instituições Financeiras, aprovado pela Lei n.º 13/05, de

Leia mais

SOCIEDADES COMERCIAIS

SOCIEDADES COMERCIAIS Legislação Societária / Direito Comercial Profª Mestre Ideli Raimundo Di Tizio p 11 SOCIEDADES COMERCIAIS Sociedade comercial é a pessoa jurídica de direito privado, nãoestatal, que tem por objeto social

Leia mais

CÓDIGOS TRIBUTÁRIOS EDIÇÃO DE BOLSO

CÓDIGOS TRIBUTÁRIOS EDIÇÃO DE BOLSO CÓDIGOS TRIBUTÁRIOS EDIÇÃO DE BOLSO (5.ª Edição) Actualização N.º 1 Códigos Tributários Edição de Bolso 2 TÍTULO: AUTORES: CÓDIGOS TRIBUTÁRIOS EDIÇÃO DE BOLSO Actualização N.º 1 Texto da Lei EDITOR: EDIÇÕES

Leia mais

ESTABELECIMENTO DE EMPRESAS EM MOÇAMBIQUE

ESTABELECIMENTO DE EMPRESAS EM MOÇAMBIQUE ESTABELECIMENTO DE EMPRESAS EM MOÇAMBIQUE Edição Online e coordenação técnica: Icep Portugal/Unidade Conhecimento de Mercado Actualização: Unidade Conhecimento de Mercado Data: Julho 2004 ÍNDICE 1. Princípios

Leia mais

AVISO N.º 15/2011 de 19 de Dezembro

AVISO N.º 15/2011 de 19 de Dezembro AVISO N.º 15/2011 de 19 de Dezembro Havendo a necessidade de se estabelecer os termos e condições que devem obedecer a celebração dos contratos de factoring, de harmonia com o regulamentado no Decreto

Leia mais

CONTRATO DE SOCIEDADE DA TOMÁS TIMBANE E ASSOCIADOS ADVOGADOS SOCIEDADE UNIPESSOAL, LDA

CONTRATO DE SOCIEDADE DA TOMÁS TIMBANE E ASSOCIADOS ADVOGADOS SOCIEDADE UNIPESSOAL, LDA CONTRATO DE SOCIEDADE DA TOMÁS TIMBANE E ASSOCIADOS ADVOGADOS SOCIEDADE UNIPESSOAL, LDA CAPÍTULO I FIRMA, OBJECTO SOCIAL E SEDE ARTIGO PRIMEIRO (Firma) Um) A Sociedade é constituída sob a forma de sociedade

Leia mais

Código das Sociedades Comerciais

Código das Sociedades Comerciais Código das Sociedades Comerciais - 1 Código das Sociedades Comerciais Decreto-Lei n.º 262/86 de 2 de Setembro Actualizado de acordo com as alterações introduzidas pelos: Decreto-Lei n.º 184/87, de 21 de

Leia mais

M. Carmo Correia Análise Económica e Financeira Turma: FISCN3

M. Carmo Correia Análise Económica e Financeira Turma: FISCN3 Ano Lectivo: Docente: Disciplina: 2003/2004 Semestre: 2 M. Carmo Correia Análise Económica e Financeira Turma: FISCN3 Data de Impressão: 09/06/04 Data Inicio Nº Pres. Sumários Observações 4-Mar-04 8:5

Leia mais

Liquidação Extrajudicial de Instituições Financeiras - Lei nº 6.024/74

Liquidação Extrajudicial de Instituições Financeiras - Lei nº 6.024/74 Legislação Societária / Direito Comercial Profª Mestre Ideli Raimundo Di Tizio 43 Liquidação Extrajudicial de Instituições Financeiras - Lei nº 6.024/74 As instituições financeiras particulares, as públicas

Leia mais

CONSEST, promoção imobiliária, S.A.

CONSEST, promoção imobiliária, S.A. CONSEST, promoção imobiliária, S.A. CAPITULO I Denominação, objecto e sede social Artigo 1º Denominação e sede 1. A Sociedade adopta a firma CONSEST Promoção Imobiliária, S.A., e tem sede na Av. Defensores

Leia mais

Capítulo I Denominação, sede e objecto. Artigo 1º. (Firma e sede) Artigo 2º. (Agências, filiais, delegações e outras formas de representação)

Capítulo I Denominação, sede e objecto. Artigo 1º. (Firma e sede) Artigo 2º. (Agências, filiais, delegações e outras formas de representação) Capítulo I Denominação, sede e objecto Artigo 1º (Firma e sede) 1 - A sociedade adopta a firma de APOR - Agência para a Modernização do Porto, S.A. e tem a sua sede na Rua Justino Teixeira, nº 861, 4300-281

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL APRESENTAÇÃO EMENTA

DIREITO EMPRESARIAL APRESENTAÇÃO EMENTA EMPRESARIAL NÍVEL DE ENSINO: Graduação CARGA HORÁRIA: 80h PROFESSORES-AUTORES: Telder Andrade Lage Ana Luisa Coelho Perim Fabiano Eustáquio Zica Silva APRESENTAÇÃO O direito empresarial, ramo do direito

Leia mais

o comércio e o direito regulador das atividades comerciais

o comércio e o direito regulador das atividades comerciais STJ00055854 ÍNDICE SISTEMÁTICO Sumário... Do Autor........................................................... Apresentação....................................................... XI XIII XV Capitulo Primeiro

Leia mais

AULA 04 QUAL O MELHOR TIPO SOCIETÁRIO PARA SEGURANÇA DOS SÓCIOS? SOCIEDADES PERSONIFICADAS EMPRESÁRIAS SOCIEDADES PERSONIFICADAS OBJETO

AULA 04 QUAL O MELHOR TIPO SOCIETÁRIO PARA SEGURANÇA DOS SÓCIOS? SOCIEDADES PERSONIFICADAS EMPRESÁRIAS SOCIEDADES PERSONIFICADAS OBJETO SOCIEDADES PERSONIFICADAS AULA 04 4.1 TIPOS SOCIETÁRIOS REGISTRO CIVIL DE PESSOAS JURÍDICAS OBJETO REGISTRO PÚBLICO EMPRESAS MERCANTIS SOCIEDADES PERSONIFICADAS EMPRESÁRIAS QUAL O MELHOR TIPO SOCIETÁRIO

Leia mais

Activo subjacente: activo que serve de base a outros instrumentos financeiros, como sejam os futuros, as opções e os warrants autónomos.

Activo subjacente: activo que serve de base a outros instrumentos financeiros, como sejam os futuros, as opções e os warrants autónomos. GLOSSÁRIO Activo subjacente: activo que serve de base a outros instrumentos financeiros, como sejam os futuros, as opções e os warrants autónomos. Assembleia geral: órgão das sociedades anónimas em que

Leia mais

PLANO DE ENSINO. 5. RELAÇÕES INTERDISCIPLINARES Direito constitucional, civil, processual civil, penal, processual penal.

PLANO DE ENSINO. 5. RELAÇÕES INTERDISCIPLINARES Direito constitucional, civil, processual civil, penal, processual penal. PLANO DE ENSINO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Direito Professores: Levi Hülse Período/ Fase: 10ª Semestre: 1º Ano: 2015 Disciplina: Direito empresarial

Leia mais

EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL II Período: 4 Período. Carga Horária: 72H/a: EMENTA

EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL II Período: 4 Período. Carga Horária: 72H/a: EMENTA EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL II Período: 4 Período Carga Horária: 72H/a: EMENTA A disciplina busca introduzir o aluno no âmbito do direito societário: abordando a sua evolução

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Nome: Maria de Fátima da Silva Ribeiro. Morada: Rua do Crasto, 652, Hab. 3.2, 4150-243 Porto. Telefone: 226104452

CURRICULUM VITAE. Nome: Maria de Fátima da Silva Ribeiro. Morada: Rua do Crasto, 652, Hab. 3.2, 4150-243 Porto. Telefone: 226104452 CURRICULUM VITAE Nome: Maria de Fátima da Silva Ribeiro Morada: Rua do Crasto, 652, Hab. 3.2, 4150-243 Porto Telefone: 226104452 Data e local de nascimento: 23 de Setembro de 1965 Porto Estado Civil: Casada

Leia mais

Índice de Minutas. Contratos em Especial Minutas de Contratos

Índice de Minutas. Contratos em Especial Minutas de Contratos Índice de Minutas Contratos em Especial Contrato de Compra e Venda de Prédio Urbano Contrato de Compra e Venda de Fracção Autónoma Exemplo 1 Contrato de Compra e Venda de Fracção Autónoma Exemplo 2 Contrato

Leia mais

GESTÃO BANCÁRIA (NOTAS DAS AULAS)

GESTÃO BANCÁRIA (NOTAS DAS AULAS) GESTÃO BANCÁRIA (NOTAS DAS AULAS) ANEXO 3 E S DAS SOCIEDADES FINANCEIRAS Fernando Félix Cardoso Ano Lectivo 2004-05 SOCIEDADES CORRETORAS E FINANCEIRAS DE CORRETAGEM Compra e venda de valores mobiliários

Leia mais

Contabilidade Financeira I

Contabilidade Financeira I Contabilidade Financeira I INVESTIMENTOS É constituído pelos recursos que a empresa detém com carácter de continuidade, não se destinando a ser vendidos ou transformados no decorrer das suas actividades

Leia mais

Índice Geral. Índices. Índice de Minutas. Informações Actuais Links Úteis

Índice Geral. Índices. Índice de Minutas. Informações Actuais Links Úteis Índice Geral Índices Índice Geral Índice de Minutas Informações Actuais Links Úteis Agência Nacional de Compras Públicas Assembleia da República Associação Portuguesa de Direito Intelectual Associação

Leia mais

Estatutos da Sociedade de Transportes Colectivos do Porto, S.A.

Estatutos da Sociedade de Transportes Colectivos do Porto, S.A. Estatutos da Sociedade de Transportes Colectivos do Porto, S.A. CAPÍTULO I Denominação, duração, sede e objecto Artigo 1º Denominação e duração 1 - A sociedade adopta a forma de sociedade anónima e a denominação

Leia mais

Programa da disciplina de Direito Comercial I

Programa da disciplina de Direito Comercial I Universidade de Macau Faculdade de Direito Ano lectivo 2017/2018 Programa da disciplina de Direito Comercial I Regente: Mestre Augusto Teixeira Garcia Assistente: Mestre Miguel Quental Programa da disciplina

Leia mais

Apenas para referência CEPA. Sector ou. 7. Actividade Financeira. Subsector

Apenas para referência CEPA. Sector ou. 7. Actividade Financeira. Subsector CEPA B. Actividade bancária e outros serviços financeiros [excluindo actividade seguradora e serviços de compra e venda de títulos financeiros (securities)] a. Aceitação de depósitos e outros fundos reembolsáveis

Leia mais

GLOSSÁRIO. Auditoria Geral do Mercado de Valores Mobiliários 39

GLOSSÁRIO. Auditoria Geral do Mercado de Valores Mobiliários 39 GLOSSÁRIO Activo subjacente: activo que serve de base a outros instrumentos financeiros, como sejam os futuros, as opções e os warrants autónomos. Assembleia geral: órgão das sociedades anónimas em que

Leia mais

DIREITO SOCIETÁRIO. Sociedades não personificadas

DIREITO SOCIETÁRIO. Sociedades não personificadas DIREITO SOCIETÁRIO As sociedades são classificadas como simples ou empresárias (art. 982, CC). As sociedades empresárias têm por objeto o exercício da empresa: as sociedades simples exercem uma atividade

Leia mais

Financiamento. Financiamento

Financiamento. Financiamento É preciso ter em conta o valor de: Imobilizações corpóreas Imobilizações incorpóreas Juros durante a fase de investimento Capital circulante permanente 1 O capital circulante tem que financiar o ciclo

Leia mais

Índice de Minutas. Contratos em Especial Minutas de Contratos

Índice de Minutas. Contratos em Especial Minutas de Contratos Índice de Minutas Contratos em Especial Contrato de Compra e Venda de Prédio Urbano Contrato de Compra e Venda de Fracção Autónoma Exemplo 1 Contrato de Compra e Venda de Fracção Autónoma Exemplo 2 Contrato

Leia mais

LISGRÁFICA, Impressão e Artes Gráficas, SA

LISGRÁFICA, Impressão e Artes Gráficas, SA LISGRÁFICA, Impressão e Artes Gráficas, SA ESTATUTOS CAPÍTULO I Denominação, Sede e Objecto Artigo 1º Denominação A sociedade continua a sua existência e actividade sob a denominação Lisgráfica-Impressão

Leia mais

MERCADOS, INSTRUMENTOS E INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS ENQUADRAMENTO DO MERCADO DE TÍTULOS ESPAÇO O FINANCEIRO EUROPEU

MERCADOS, INSTRUMENTOS E INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS ENQUADRAMENTO DO MERCADO DE TÍTULOS ESPAÇO O FINANCEIRO EUROPEU MERCADOS, INSTRUMENTOS E INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS ENQUADRAMENTO DO MERCADO DE TÍTULOS ANÁLISE INSTITUCIONAL DO MERCADO DE TÍTULOS 1 ENQUADRAMENTO DO MERCADO DE TÍTULOS 2 ESPAÇO O FINANCEIRO EUROPEU CEE

Leia mais

Disponibiliza em suporte electrónico actualizado e em tempo real

Disponibiliza em suporte electrónico actualizado e em tempo real Artº.75, nº5 do DL nº76a/2006, de 29/03 e Portaria nº.1416a/2006, de 19/12 Disponibiliza em suporte electrónico actualizado e em tempo real Os registos em vigor respeitantes a qualquer entidade sujeita

Leia mais

Sumário. Lei nº 9.279, de 14 de maio de 1996

Sumário. Lei nº 9.279, de 14 de maio de 1996 Sumário Proposta da coleção Leis especiais para concursos... 13 Apresentação da 2ª edição... 15 Apresentação... 17 Abreviaturas utilizadas nas referências e nos comentários... 19 Lei nº 9.279, de 14 de

Leia mais

Sumário. xiii. Olho_Willy_Titulos de Creditos.pmd 13

Sumário. xiii. Olho_Willy_Titulos de Creditos.pmd 13 Sumário INTRODUÇÃO TÍTULOS DE CRÉDITO: SUA HISTÓRIA... 1 1. Origem remota... 3 2. Letra de câmbio na antiguidade... 4 3. Origem lógica... 6 4. Período italiano instrumento de troca... 9 5. Período francês

Leia mais

O investimento em instrumentos financeiros tem sempre associado uma rendibilidade potencial e um risco implícito.

O investimento em instrumentos financeiros tem sempre associado uma rendibilidade potencial e um risco implícito. INFORMAÇÕES GERAIS. O investimento em instrumentos financeiros tem sempre associado uma rendibilidade potencial e um risco implícito. A rendibilidade é a taxa de rendimento gerado pelo investimento durante

Leia mais

Caderno Eletrônico de Exercícios Títulos de Crédito

Caderno Eletrônico de Exercícios Títulos de Crédito 1) São exemplos de títulos de crédito, exceto: a) Cheque b) Testamento c) Duplicata d) Nota promissória 2) São características de títulos de crédito, exceto: a) Documentalidade b) Força executiva c) Autonomia

Leia mais

Escola Secundária de Paços de Ferreira. Letras e Livranças. Trabalho realizado por:

Escola Secundária de Paços de Ferreira. Letras e Livranças. Trabalho realizado por: Letras e Livranças Trabalho realizado por: Sandra Costa Nº 15 10ºS Cátia Nunes Nº 15 10ºS Maio 2008 1 Índice Introdução..3 Letra..4 Intervenientes na letra.5 Requisitos da letra.6 Formas de transmissão

Leia mais

Contratos financeiros

Contratos financeiros Contratos financeiros Dos vários contratos financeiros existentes, dois merecem especial destaque: o leasing e o factoring. LEASING OU LOCAÇÃO FINANCEIRA O leasing, ou a locação financeira, é o contrato

Leia mais

1. Aproximação descritiva ao sistema mobiliário

1. Aproximação descritiva ao sistema mobiliário Mestrado: Forense Disciplina: Mercado de Capitais Docente: Fátima Gomes Ano lectivo: 2009-2010 Semestre: 1º semestre (1ª parte) 1. Programa da disciplina: 1. INTRODUÇÃO O MERCADO DE CAPITAIS E O DIREITO

Leia mais

Encontre connosco as respostas que procura. Venha conhecer a nossa equipa e o nosso trabalho. P O R T O P O R T U G A L

Encontre connosco as respostas que procura. Venha conhecer a nossa equipa e o nosso trabalho. P O R T O P O R T U G A L Encontre connosco as respostas que procura. Venha conhecer a nossa equipa e o nosso trabalho. P O R T O P O R T U G A L Bem-vindo ao escritório de advogados global, vocacionado para o apoio jurídico a

Leia mais

Índice de Minutas. Contratos em Especial Actualizado Legislação Aplicável Regras Gerais

Índice de Minutas. Contratos em Especial Actualizado Legislação Aplicável Regras Gerais Índice de Minutas Contratos em Especial Actualizado Legislação Aplicável Regras Gerais Regras Gerais Contrato-Promessa de Compra e Venda de Bens Móveis e de Bens Imóveis Forma e Formalidades Questões de

Leia mais

PLANIFICAÇÃO MODULAR ANO LETIVO 2012 / 2013

PLANIFICAÇÃO MODULAR ANO LETIVO 2012 / 2013 Inserir data e Hora N.º ORDEM 6 N.º DE HORAS 33 Horas 39,6 Aulas PLANIFICAÇÃO MODULAR ANO LETIVO 2012 / 2013 CURSO/CICLO DE FORMAÇÃO: Técnico de Comércio 2011/2014 DISCIPLINA: Organizar e Gerir a Empresa

Leia mais

ZON MULTIMÉDIA SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES E MULTIMÉDIA, SGPS, S.A.

ZON MULTIMÉDIA SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES E MULTIMÉDIA, SGPS, S.A. ZON MULTIMÉDIA SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES E MULTIMÉDIA, SGPS, S.A. Assembleia Geral de Obrigacionistas de 21 de fevereiro de 2013 Emissão de 3.150 Obrigações Escriturais, ao portador, com valor nominal

Leia mais

ANTE-PROPOSTA DE DECRETO-LEI VALORES MOBILIÁRIOS DE ESTRUTURA DERIVADA

ANTE-PROPOSTA DE DECRETO-LEI VALORES MOBILIÁRIOS DE ESTRUTURA DERIVADA ANTE-PROPOSTA DE DECRETO-LEI VALORES MOBILIÁRIOS DE ESTRUTURA DERIVADA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Âmbito O presente decreto-lei aplica-se aos seguintes valores mobiliários de estrutura derivada:

Leia mais

EMPRÉSTIMO OBRIGACIONISTA GALP ENERGIA 2013/2018 FICHA TÉCNICA. Galp Energia, SGPS, S.A. Euro. 100.000 (cem mil euros) por Obrigação.

EMPRÉSTIMO OBRIGACIONISTA GALP ENERGIA 2013/2018 FICHA TÉCNICA. Galp Energia, SGPS, S.A. Euro. 100.000 (cem mil euros) por Obrigação. EMPRÉSTIMO OBRIGACIONISTA GALP ENERGIA 2013/2018 FICHA TÉCNICA ENTIDADE EMITENTE: MODALIDADE: MOEDA: MONTANTE DA EMISSÃO: REPRESENTAÇÃO: VALOR NOMINAL: PREÇO DE SUBSCRIÇÃO: Galp Energia, SGPS, S.A. Emissão

Leia mais

CURSO DE EMPREENDEDORISMO E VALORIZAÇÃO DA INVESTIGAÇÃO

CURSO DE EMPREENDEDORISMO E VALORIZAÇÃO DA INVESTIGAÇÃO c E v I CURSO DE EMPREENDEDORISMO E VALORIZAÇÃO DA INVESTIGAÇÃO MÓDULO: Ideia Empresarial/Protecção da Ideia José Paulo Rainho Coordenador do UAtec Universidade de Aveiro Curso de Empreendedorismo e Valorização

Leia mais

Direito Empresarial II. Foed Saliba Smaka Jr. Curso de Direito ISEPE Guaratuba 2015/2

Direito Empresarial II. Foed Saliba Smaka Jr. Curso de Direito ISEPE Guaratuba 2015/2 Direito Empresarial II Foed Saliba Smaka Jr. Curso de Direito ISEPE Guaratuba 2015/2 Contratos Aula 19 Contratos: Teoria Geral; Classificação; Requisitos; Objetos; Elementos; Contratos em Espécie: Compra

Leia mais