ÍNDICE DE PREÇOS DE HOTÉIS PRIMEIRO SEMESTRE DE 2012

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ÍNDICE DE PREÇOS DE HOTÉIS PRIMEIRO SEMESTRE DE 2012"

Transcrição

1 ÍNDICE DE PREÇOS DE HOTÉIS PRIMEIRO SEMESTRE DE 2012

2 INTRODUÇÃO Realizado pela Hoteis.com, o Hotel Price Índex (Índice de Preços de Hotéis - HPI ) é uma pesquisa regular de preços de hotéis localizados nas principais cidades ao redor do mundo. O HPI é baseado nas reservas feitas pelo site Hoteis.com e os preços que aparecem são aqueles que os clientes realmente pagaram (sem taxas de publicidade). Agora em seu nono ano, o HPI é reconhecido como o relatório definitivo do valor pago por hotéis em todo o mundo, e é cada vez mais usado como referência para a imprensa, analistas, agentes de turismo e acadêmicos. A escala internacional utilizada pela Hoteis.com (considerando clientes e destinos) faz da pesquisa HPI uma das referências mais abrangentes disponíveis, já que incorpora cadeias de hotéis e propriedades independentes, assim como opções de alojamento de autosserviço (self-catering) e pernoites com café da manhã (bed and breakfast). Esta edição é referente ao primeiro semestre de 2012, comparando os resultados com o mesmo período de. Aproximadamente, 140 mil propriedades em todo o mundo fizeram parte a amostra de hotéis cujos preços foram pesquisados. O HPI identifica os valores reais pagos por quartos pelos clientes da Hoteis.com em todo o mundo, utilizando uma média ponderada baseada no número de quartos vendidos em cada mercado que a Hoteis. com atua. Publicado pela Hoteis.com em setembro de

3 PREFÁCIO David Roche Presidente Global da Hoteis.com Nosso Índice de Preços de Hotéis entra em seu nono ano com a notícia do aumento dos preços em todas as regiões pesquisadas - a primeira vez que pudemos dizer isso em cinco anos. No primeiro semestre de 2012, o preço médio pago por um quarto de hotel, independentemente da moeda, aumentou 4%. Alguns dos maiores mercados hoteleiros do mundo ultrapassaram este valor, com a região do Pacífico com até 6% de aumento e a América do Norte e do Caribe crescendo a 5%, em um ritmo que sugere que a recuperação do setor de hotelaria está ganhando velocidade, pelo menos. As notícias da Europa e do Oriente Médio, presume-se, são menos otimistas, com um aumento de 1%, mostrando que os preços de hotéis coincidem com as perspectivas econômicas europeias. Olhando para além das estimativas, existem algumas tendências interessantes que devem ser examinadas mais de perto. Já foi o bastante O mercado hoteleiro tem sido vítima de uma propagação de emergências e desastres ao longo dos últimos quatro anos, tanto econômicas como naturais - de nuvens de cinzas até crises por causa de dívidas, com terremotos e revoluções. Embora esses fenômenos não parem, parece que seu efeito será menos acentuado na indústria hoteleira em Os preços na Ásia subiram 4% em termos globais assim como o Japão se recuperou, com aumentos de valores significativos em suas principais cidades. A Tailândia tem passado por uma recuperação semelhante desde as enchentes de - muitos destinos já estão mais caros que há um ano. Regiões que viram o colapso da demanda como resultado de distúrbios civis também estão se recuperando. Tunísia, Jordânia e Arábia Saudita viram alguns aumentos significativos, e até mesmo o Egito que viu altos preços diminuírem em quando turistas mudaram seus planos de viagens para outros destinos alternativos, já parece ter virado a esquina. Os chineses estão a caminho Não é uma nova observação de que a dependência do crescimento da China se estende para além das suas fronteiras - e vários destinos podem ser adicionados à lista. Viajantes chineses agora estão mais propensos a viajar de forma independente, se preocupando menos com as exigências de visto, e gastando mais em viagens e compras no exterior. O gasto dos chineses com o turismo internacional cresceu sozinho $18 bilhões de dólares em i. Esta demanda teve um efeito sobre os destinos de viagem populares para os turistas chineses, como Hong Kong ou Taipei, que viram as taxas aumentarem. i United Nations World Tourism Organisation, UNWTO World Tourism Barometer (Março de 2012) Obtido a partir de 30 de maio de 2012 através de 5

4 CONTEÚDO Club Med O enfraquecimento da procura interna já começou a ser sentido pelos hoteleiros nos principais mercados do sul da Europa. Os preços em moedas locais caíram na Grécia, Itália, Espanha e Portugal. Embora a suavidade da demanda internacional esteja levando embora alguns desses turistas, diminuindo a confiança do consumidor, além de gastar energia demais, são as maiores preocupações. A perspectiva para os preços aqui pode ser tão difícil de entender como a situação macro econômica como um todo, mas é provável que isso signifique grandes promoções para aqueles que querem, e podem se dar ao luxo de viajar para alguns dos principais destinos da Europa. Torneio de turismo O impacto dos Jogos Olímpicos sobre a economia de Londres tornou-se um tema muito debatido. É claro que os hotéis cortaram seus preços drasticamente nos preparativos para os Jogos, com taxas de última hora apenas um pouco abaixo do verão de. Enquanto muitas pessoas vieram a Londres, outros viajantes - principalmente a negócios ou em grupos, ficaram afastados da cidade, embora espera-se que retornem em outras épocas ainda esse ano. Em outras cidades, o impacto de eventos esportivos sobre o turismo parece ser universalmente mais positivo, com fortes aumentos de preços em Kiev devido à Euro 2012, por exemplo, e em Helsinque, que teve o seu momento ao sol quando foi anfitriã do Campeonato Europeu de Atletismo. A mensagem parece ser a de que os grandes eventos trazem benefícios hoteleiros a um destino, exceto talvez ao maior de todos eles. Recuperação dos EUA vai Costa Oeste A recuperação do mercado dos EUA tem sido lenta desde o início de 2010, mas os números mais recentes indicam que está ganhando velocidade. A Costa Oeste tem liderado, com um aumento de preços em grandes cidades como São Francisco e Los Angeles, e outros principais destinos estão seguindo essa tendência, de Nova York a Miami. Os temas são consistentes o aumento de conferências e viagens de negócios combinados com a elevação dos gastos do consumidor resulta em altos níveis de ocupação. A segunda metade do ano, com cada vez sinais econômicos misturados, será interessante de acompanhar. Então, se você é um analista da indústria ou adora encontrar um bom negócio, leia e deixe a Hoteis.com ser a sua guia para o que está acontecendo: o que está em declínio, o que há de novo e quem são os principais turistas com os maiores gastos. David Roche Presidente Global da Hoteis.com INTRODUÇÃO 3 PREFÁCIO 5 1. ALTERAÇÃO GLOBAL DE PREÇOS 9 2. MUDANÇAS DE PREÇOS NAS CIDADES 16 MUDANÇAS GLOBAIS DE PREÇOS DE HOTÉIS S v-S VARIAÇÃO DE PREÇOS POR PAÍS FOCO NO BRASIL 27 ALTERAÇÕES DOS PREÇOS DE HOTÉS BRASILEIROS S v-S PREÇOS PAGOS DENTRO E FORA DE CASA ONDE FICAR POR R$ 300 POR NOITE TARIFA MÉDIA POR ESTRELA LUXO POR MENOS HÁBITOS DE VIAGEM 35 Top destinos no exterior para viajantes brasileiros 35 Top destinos brasileiros para os viajantes estrangeiros CONVERSAS DE VIAGEM 37 Novidade Sobre Os Jogos Olímpicos 37 Pesquisa de Viagem Internacional dos Chineses 38 Índice Club Sandwich 40 Comida japonesa na ponta da língua em todo o mundo 41 SOBRE A HOTEIS.COM 42 6

5 1. ALTERAÇÃO GLOBAL DE PREÇOS O relatório do HPI se concentra em duas principais fontes de dados: A primeira seção (Capítulo 1) mostra o Índice de Preços de Hotéis globalmente e regionalmente durante os seis primeiros meses de 2012, em comparação ao mesmo período em. O índice é compilado a partir de todas as transações efetuadas pela Hoteis.com durante este período, em moeda local, ponderados para refletir o tamanho de cada mercado. Representando os movimentos de preços de hotéis em um índice, a Hoteis.com pode ilustrar os movimentos dos preços reais pagos pelos consumidores sem flutuações cambiais que distorcem o resultado. O Índice iniciou em 2004 a 100 e inclui todas as reservas em todas as classificações de estrelas de 1 a 5 estrelas. A segunda seção (capítulos 2-8) mostra os preços dos quartos de hotéis ao redor do mundo, por noite, pago por viajantes brasileiros no primeiro semestre de 2012 em comparação ao mesmo período de. Isto mostra as mudanças nos preços reais pagos pelos consumidores, refletindo tanto os movimentos nas taxas de câmbio e nos preços dos hotéis. Os preços são arredondados para o Real e a percentagens para o ponto percentual mais próximo. O capítulo 9 aborda os destinos mais populares no Brasil e no exterior nos primeiros seis meses de O último capítulo se concentra em alguns pontos adicionais sobre viagens identificados pela Hoteis.com. O relatório também está disponível considerando outras moedas. Entre em contato com Os preços médios dos quartos de hotéis ao redor do As fortes economias da bacia do Pacífico mundo aumentaram 4% no primeiro semestre de 2012, impulsionaram as altas mais bruscas, a América do em comparação com o mesmo período de, de Norte ganhou terreno e a Ásia viu uma recuperação acordo com o último Índice de Preços de Hotéis (Hotel dos preços depois das quedas no ano passado, Price Index) da Hoteis.com, ficando em 108 comparado enquanto a Europa e a América Latina ficaram a 100, quando o índice foi lançado em para trás. Uma análise mais aprofundada sobre o que provocou essas mudanças e como isso afetou Este número ficou atrás do pico de 119 atingido em individualmente as cidades e os países pode ser um semestre de 2007 e representa um grande valor encontrada nos capítulos seguintes. para os viajantes, mas a recuperação agora está bem estabelecida e os preços subiram em todo o mundo. Figura 1 Desagregação global trimestral do primeiro trimestre de 2004 para o segundo trimestre de Index Points Q1 04 Q2 04 Q3 04 Q4 04 Q1 05 Q2 05 Q3 05 Q4 05 Q1 06 Q2 06 Q3 06 Q4 06 Q1 07 Q2 07 Q3 07 Q4 07 Q1 08 Q2 08 Q3 08 Q4 08 Q1 09 Q2 09 Q3 09 Q4 09 Q1 10 Q2 10 Q3 10 Q4 10 Q1 11 Q2 11 Q3 11 Q4 11 Q1 12 Q

6 Index Points O Pacífico segue em frente Novamente o Pacífico viu o maior aumento percentual nos preços médios dos hotéis, com até amarrou em segundo lugar juntamente com a América Latina, onde os preços estabilizaram. 6%, impulsionado principalmente pelo saudável mercado australiano e a oscilação de seu setor de viagens corporativas. Apesar deste aumento, os consumidores puderam notar que o Índice do Pacífico foi ainda menor do que nos seis primeiros meses de 2007 e nove pontos O HPI do Pacífico ficou em 119 no primeiro semestre de 2012, o que o posicionou por trás do Caribe e a menos que seu pico de 128 em 2008, embora os preços tenham subido 21% nos últimos três anos. Figura 2 Desagregação trimestral do HPI, por região, do primeiro trimestre de 2004 para o segundo trimestre de Ásia Asia Caribe Caribbean 130 Europa Europe & Oriete Middle Médio East América Latin America Latina 110 América North America do Norte 90 Pacífico Pacific 70 Q1 04 Q2 04 Q3 04 Q4 04 Q1 05 Q2 05 Q3 05 Q4 05 Q1 06 Q2 06 Q3 06 Q4 06 Q1 07 Q2 07 Q3 07 Q4 07 Q1 08 Q2 08 Q3 08 Q4 08 Q1 09 Q2 09 Q3 09 Q4 09 Q1 10 Q2 10 Q3 10 Q4 10 Q1 11 Q2 11 Q3 11 Q4 11 Q1 12 Q Johan Svanstrom Vice-Presidente Hoteis.com APAC Apesar da contínua incerteza política e econômica, e das flutuações cambiais em toda a Europa e nos EUA, a força da economia local em toda a região da Ásia-Pacífico resultou no aumento dos preços. As taxas na Ásia aumentaram moderadamente, enquanto a média das taxas na região do Pacífico subiu notavelmente. Um dos principais fatores desses aumentos foi a continua expansão de companhias de baixo custo nessa região. Isso resultou em um boom de viagens, já que as passagens aéreas dentro da região tornamse mais acessíveis e baratas, e também lideraram uma tendência de reservas online. A operadora japonesa pioneira em passagens de baixo custo, Peach, iniciou suas operações em março deste ano e tem contribuído para a recuperação estável do Japão após os desastres do início de, que teve um impacto considerável sobre as viagens de entrada e saída do país durante o ano. Como o país se recuperou e as pessoas voltaram a viajar, as tarifas médias subiram significativamente em Hiroshima e Kyoto, enquanto as taxas em Tóquio têm sido consistentes. Os mercados do Norte de Ásia estão no ápice da expansão de transportadoras de baixo custo nos próximos 12 meses. Com algumas das mais altas taxas de ocupação em todo o mundo, a média das tarifas de hotéis nos hubs de negócios da APAC, tais como Cingapura e Hong Kong, continuaram a subir. Índia e China virão o aumento do número de turistas, com o retorno da classe média em rápido crescimento. e as perspectivas econômicas globais incertas fornecerão uma certa volatilidade e afetarão A previsão é de que as taxas de ocupação dos quartos em toda a APAC continuarão a aumentar conforme a demanda dos viajantes a negócios e a lazer, ultrapassando a oferta em muitos mercados importantes. As flutuações cambiais e as perspectivas econômicas globais incertas fornecerão uma certa volatilidade e afetarão o turismo receptivo, como foi observado, por exemplo, na Austrália. No entanto, ofertas de hotéis estão presentes em toda a região. Os viajantes continuarão contando com várias oportunidades para conseguir descontos, sendo assim estar atento ao que acontece online é recomendado. Em termos de comportamento do viajante, com a Ásia tendo o maior número de usuários de serviços mobile no mundo e uma crescente propensão a viagens, espera-se um aumento nas reservas de última hora utilizando dispositivos móveis conforme os turistas forem se tornando mais confiantes ao usar este canal para fazer as reservas. A Ásia se recuperou Os preços asiáticos se recuperaram bem das quedas no primeiro semestre de quando a confiança no mercado voltou após o terremoto japonês, o tsunami e crise nuclear em março daquele ano. O HPI subiu 4% e estagnou em 108, combinando com a estimativa global. Este foi 18% inferior a alta de 2008, mas a indústria estava de volta aos trilhos assim que as viagens pela região voltaram. O sucesso dos centros de negócios internacionais e as grandes cidades da Ásia ajudaram a empurrar os preços para cima e o número de novas rotas lançadas no mercado pelas transportadoras aéreas de baixo custo também ajudou a aumentar o número de viagens. 11

7 Preços da América Latina pararam Europa e Oriente Médio crescem lentamente Javier Escobedo Vice Presidente Hoteis.com para América Latina O Índice de Preços de Hotéis da América Latina mostra uma pequena variação em comparação ao mesmo período em, com um aumento de apenas 1%. Sendo assim, a taxa de crescimento está diminuindo na média, mas alguns países continuam a registrar grandes desempenhos. Flutuações cambiais também impactaram o custo de viagens ao exterior para muitos turistas da região. O Brasil, por exemplo, lidera a indústria de viagem e turismo da América Latina em termos de resultados absolutos. Sua taxa de crescimento do número de visitantes, movimentada por viagens a trabalho ou de férias, também está significativamente à frente de outros países da região. Brasileiros puderam aproveitar a queda das tarifas em seu país durante o primeiro semestre deste ano. Entretanto, devido à desvalorização do Real em relação às principais moedas, viajantes que visitaram o exterior perceberam que os preços aumentaram em muitos destinos internacionais. Com a aproximação de dois grandes eventos esportivos que serão realizados no Brasil nos próximos anos a Copa do Mundo em 2014 e os Jogos Olímpicos em 2016, é esperado que projetos de infraestrutura nas grandes cidades aumentem a oferta de quartos, oferecendo melhorias consideráveis na quantidade de hotéis para esses torneios. O cenário foi similar no México, onde os preços locais apresentaram pequena variação em comparação ao ano anterior. No entanto, este cenário mudou radicalmente quando destinos internacionais específicos foram levados em consideração, devido à depreciação do peso mexicano. No geral, destinos europeus são opções interessantes para turistas na América Latina. Preços pagos por noites em tradicionais destinos na Europa, tais como Madri ou Lisboa, mostraram uma variação negativa anual e ofereceram os melhores valores em termos de luxo, já que é possível se hospedar em um hotel com 4 ou 5 estrelas com valores melhores do que estabelecimentos das mesmas categorias, em outras regiões. Apesar do crescimento contínuo das economias mais fortes, os preços de hotéis na América Latina em geral estagnaram durante este período e o HPI para a área ficou em 119 depois de um aumento de 1%, o mesmo aumento visto na Europa e no Oriente Médio. Isso posicionou a América Latina em segundo lugar, atrás apenas do Caribe e empatado com o Pacífico. Os preços da América Latina apresentaram índice mais elevado que em 2007, quando ficou em 129, e as taxas do primeiro semestre de 2012 continuam abaixo do nível atingido em Matthew Walls Vice Presidente Hoteis.com para Europa, Oriente Médio e África. Nos últimos seis meses, observamos a crise na Zona do Euro impactar mais países na Europa e espalhar sua influência mais longe. A situação afetou não somente a demanda doméstica, como também a de visitantes internacionais nos antigos favoritos do sul da Europa, tais como Grécia e Espanha com os preços de hotéis caindo ainda mais. Embora esta não seja uma grande notícia para os hoteleiros, isto quer dizer que há bons negócios disponíveis para consumidores procurando por um pouco de sol de verão. Mesmo que em os principais fatores influenciadores tenham sido ambientais, o esporte parece ter sido uma força motriz predominante para Uma das maiores histórias do período foram os Jogos Olímpicos de Londres. Os preços de hotéis eram inicialmente muito altos, mas começaram a diminuir com a aproximação dos Jogos. A cidade esteve repleta de turistas de todas as partes do mundo apreciando o espetáculo, e muitos deles teriam se beneficiado de ofertas de última hora. Outras cidades europeias, tais como Kiev, se beneficiaram de eventos esportivos de grande porte. Como um dos anfitriões do campeonato de futebol Euro 2012, o destino viu um grande aumento no HPI como um todo. Helsinque também observou a alta de suas tarifas com o Campeonato Europeu de Atletismo. Será interessante observar como esse tipo de turismo se desenvolverá com diversos eventos esportivos planejados em todo mundo, mas especialmente quando nos aproximamos do Rio de Janeiro em No Oriente Médio, mares políticos mais calmos impulsionaram ainda mais a recuperação do turismo que já estava em andamento, com alta demanda e aumento dos preços em vários destinos, tais como Sharm El Sheikh e Marrakech. Embora isto seja encorajador, os destinos mais atingidos tem um bom caminho a percorrer antes de alcançar os mesmos níveis antes da Primavera Árabe de. Foram doze meses turbulentos em toda a Europa e Oriente Médio com vários fatores econômicos que impactaram a indústria por agora, alguns desses fatores parecem estar se nivelando, trazendo recuperação para partes da região em seu rastro. O HPI registrou o seu menor aumento com 1% na Europa e no Oriente Médio, elevando o índice para apenas 103. Esta foi a mesma estimativa assim como no primeiro semestre de 2005 e um total de 13 pontos atrás da alta de 116, atingidos em 2007 e O impacto da crise na Zona do Euro foi refletido neste resultado com preços baixos em alguns dos principais mercados europeus. Esse foi um cenário diferente para o Oriente Médio, que viu um aumento de preços generalizados na região conforme algumas incertezas criadas pela Primavera Árabe de

8 Victor Owens Vice Presidente Hoteis.com para América do Norte mais conhecidas em oferecer pacotes all-inclusive, registrou crescimento de mercado de 3%. A boa notícia para os viajantes é de que os preços ficaram 10 pontos atrás do Índice que atingiu o pico em 2007 e ainda continuaram mais baratos do que em Caribe Enquanto Londres atraiu a atenção de todos os holofotes globais neste ano como anfitriã do evento esportivo mais importante do mundo, o Índice de Preços de Hotéis descobriu que muitas cidades surpreendentes merecem aparecer em seu itinerário de viagem. Uma força que liderou os aumentos na América do Norte foi a confiança na economia doméstica. Com o preço do gás caindo e as taxas de juros baixas durante o primeiro semestre do ano, muitas famílias puderam aproveitar um pouco mais da renda disponível. Embora ainda não esteja no mesmo patamar das altas dos anos anteriores, os tempos estão melhores do que em 2008 e 2009, tendo como evidência o aumento das reservas domésticas. Mesmo com a economia norte-americana em perigo, cerca de três em cada cinco norteamericanos planejaram viajar de férias neste verão, segundo dados da recente pesquisa Summer Travel Poll realizada pela empresa Harris Interactive. Se você ainda não tem certeza absoluta de onde ir, ouça nosso conselho de especialista: siga sua paixão. Seja escalar no parque Banff (no Canadá), ou saborear o tradicional sanduiche Po boy em New Orleans, curtir arte em Toronto ou dançar ao som de música indie em Austin, a Hoteis.com encontrará o itinerário e lugar perfeito para você. América do Norte seguindo adiante A América do Norte viu a segunda ascensão mais rápida nos preços médios dos hotéis com um crescimento de 5%, atingindo 109. Isso ainda arrastou os líderes, mas as taxas de aumento aceleraram. O Caribe liderou o caminho O Caribe esteve no topo da tabela do índice com um HPI de 126 para o primeiro semestre de 2012, bem à frente do Pacífico e da América Latina, seguindo um aumento de 5% nos preços médios de hotéis a partir do primeiro semestre de, com estimativa de 120. As taxas no Caribe sempre são mais elevadas no início do ano, que é a época de férias especialmente nos EUA, e este aumento só trouxe taxas mais perto de onde estavam em 2006, mas 10 pontos atrás do Índice de América do Norte Neste ano, também estamos observando que os hoteleiros estão tentando se diferenciar dos competidores, renovando-se, modernizando suas propriedades ou expandindo no segmento de hotéis de luxo, que podem ser responsáveis por aumentos nas diárias. Não importa a categoria de estrelas, os turistas estão agora, mais do que nunca, procurando por preços com valor agregado. O Caribe, uma das regiões A economia dos EUA deu vida ao setor hoteleiro durante este período, embora o ritmo pareça estar diminuindo com o impacto da crise da Zona Euro que é sentida em todo o mundo

9 2. MUDANÇAS DE PREÇOS NAS CIDADES Os próximos capítulos refletem os valores pagos em Reais por viajantes em 2012, comparados aos preços pagos em Reais no ano anterior. Destinos domésticos mais baratos Os destinos domésticos tiveram uma forte queda no preço médio pago pelos viajantes brasileiros. Nos destinos analisados, a queda média em Reais foi de 6%, devido a uma flutuação cambiária positiva para o mercado doméstico, que fez com que os destinos nacionais ficassem mais atraentes em comparação com os internacionais. Por exemplo, São Paulo caiu 5% ano sobre ano no preço pago por noite em Reais, com uma média de R$ 266 por noite. Porto Alegre e Brasília tiveram a mesma queda percentual (4% ano sobre ano) e diárias de R$ 193 e R$ 229, respectivamente. Salvador também teve uma forte queda de 13% nos preços e o valor pago por noite foi de R$ 190. Natal também segue essa linha, com uma queda de 11% ano sobre ano e média de R$ 208 por noite. Curitiba está entre os destinos domésticos que tiveram a maior variação negativa, 21% ano sobre ano e média de R$ 165 por noite. Estados Unidos mais caro, mas ainda preferido pelos brasileiros Devido à desvalorização do Real em comparação com o mesmo período do ano passado, os destinos nos Estados Unidos ficaram mais caros para os turistas brasileiros. Em média, nos destinos analisados, o preço pago por noite para destinos nos EUA cresceu 24% em moeda local, embora o aumento em dólares tenha sido menor. Alguns destinos, como Orlando e Miami, tiveram aumentos mais pronunciados: Orlando 31%, com um preço médio pago por noite de R$ 173, e Miami com aumento de 24% e uma média de R$ 318 por noite. Nova York, apesar de ter o maior preço pago por noite para destinos nos Estados Unidos, com R$ 441 por noite, teve um aumento de 8% em Reais mas uma queda pequena, se considerarmos a moeda constante (dólar). Orlando Europa: uma boa oportunidade custobenefício O sul da Europa apareceu como um destino bem interessante para os viajantes brasileiros que queriam fazer mais com seu dinheiro. A maioria dos destinos, com a exceção de Londres, teve um aumento bem menor do que os destinos nos Estados Unidos no preço pago por noite em moeda constante e, assim, o aumento em Reais não foi tão expressivo. Por exemplo, Madri teve um aumento de 4% ano sobre ano e uma diária de R$ 235. Roma teve aumento semelhante, mas um preço pago por noite um pouco mais alto, de R$ 326. Entretanto, outros destinos tiveram uma queda em dólares que também impactou o valor em Reais. Edimburgo e Genebra caíram também em moeda nacional: 3% e 19% respectivamente, ano sobre ano. Atenas foi o destino com menor preço pago por noite (R$ 193), 2% menor do que no mesmo período do ano anterior. América Latina: mais cara em comparação com o turismo doméstico ou europeu tiveram uma apreciação importante em comparação com o mesmo período do ano passado. Em média, os destinos analisados cresceram 18% ano sobre ano. Buenos Aires, com um preço por noite de R$ 228, teve um aumento de 7% em moeda local, enquanto Santiago e Montevidéu cresceram acima de 16%, com um preço por noite de R$ 241 e R$ 228, respectivamente. Assim, essas cidades da América Latina ficaram com preços pagos por noite superiores aos de vários destinos na Europa ou dos Estados Unidos, como Las Vegas ou Orlando. Las Vegas Apesar de terem médias mais baixas nos preços pagos por noite, os destinos da América Latina 16 17

10 Figura 3: Preço médio de hotéis no 1º semestre de 2012 comparado ao mesmo período de, por cidade, em Reais Cidade 2012 % mudança Punta Cana % Nova York % Londres % Key West % Genebra % Cancun % Iguazú % Paris % Zurique % Rio de Janeiro % Bariloche % Santa Barbara % Boston % Chicago % Cartagena % Amsterdã % Roma % Punta Del Este % Miami % São Francisco % Washington % Hollywood % Oslo % Barcelona % Cidade 2012 % mudança Cidade do Panamá % Filadélfia % Edimburgo % Toronto % Viena % Los Angeles % São Paulo % Frankfurt % Campinas % Bruxelas % Mendoza % Santiago % Madri % Aracaju % Lima % Brasília % Buenos Aires % Montevidéu % Atlanta % San Diego % Las Vegas % Cidade do México % Berlim % Belo Horizonte % Cidade 2012 % mudança Natal % Budapeste % Lisboa % Fortaleza % Manaus % Porto Alegre % Atenas % Miami Springs % Salvador % Tampa % Foz do Iguaçu % Orlando % Curitiba % Goiânia % Cidade da Flórida % Cidade do México 18 19

11 Figura 4: Destinos com maior aumento de preço no 1º semestre de 2012 comparado ao mesmo período de (em %) Cidade 2012 % mudança Iguazú % Key West % Miami Springs % Atlanta % Tampa % Orlando % Santa Barbara % Cidade do México % Cidade da Flórida % São Francisco % Punta Cana % Miami % Hollywood % Chicago % Cancun % Rio de Janeiro está entre as cidades com o maior preço pago por noite, com R$ 374, e um crescimento de 14%, mas ainda está com um valor mais baixo do que a europeia Paris, que, apesar de ter tido um aumento similar ano sobre ano (15%), ficou com uma média por noite de R$ 392. Por outro lado, Curitiba foi o destino que mais caiu: 21% em Reais ano sobre ano. Curitiba, no mesmo período de, estava no nível de Lisboa em 2012 no preço pago por noite, consequência da queda nos preços pagos e da desvalorização do Real. Os destinos que mais aumentaram ano sobre ano ficam nos Estados Unidos: Orlando, São Francisco e Miami Beach, com uma média de quase 30% de aumento no preço pago por noite. Dos destinos que mais caíram ano sobre ano, a maioria são destinos no Brasil, mas também vários destinos na Europa. Figura 5: Destinos com maiores reduções de preço no 1º semestre de 2012 comparado ao mesmo período de (em %) Cidade 2012 % mudança Curitiba % Goiânia % Genebra % Salvador % Natal % Oslo % Manaus % Belo Horizonte % Aracaju % Campinas % São Paulo % Brasília % Porto Alegre % Edimburgo % Atenas % Genebra Los Angeles % Londres % 20 21

12 MUDANÇAS GLOBAIS DE PREÇOS DE HOTÉIS S v-S1 Londres % São Francisco % Las Vegas % % Orlando % Nova York Paris % Cancun % São Paulo 266-5% % Rio de Janeiro 22 Montevidéu 228 Buenos Aires % +16% 23

13 3. VARIAÇÃO DE PREÇOS POR PAÍS A desvalorização da moeda contribuiu para o aumento dos preços pagos no país, independentemente do preço médio por noite de R$ 209, quase o mesmo valor pago por noite que a Hungria, que não teve preço pago por noite, representando um aumento de 9%; o Chile, com diária de valor semelhante (R$ 244), País 2012 % mudança destino escolhido. O Brasil, por outro lado, teve uma queda de 6% em Reais no preço médio da noite de hotel em destinos nacionais, passando de R$ 274 a R$ 257, em média, a noite. Pelo mesmo motivo, todos os destinos internacionais apresentam incrementos em Reais, apesar de vários deles terem uma queda em moeda constante ano sobre ano, como no caso de Portugal ou Grécia (embora não seja refletida proporcionalmente em Reais). Na grande maioria dos países da Europa, podemos ver um aumento relativamente pequeno em Reais (3% em média ano sobre ano). Por exemplo, Portugal teve um crescimento de 4% em Reais e um Grécia mudança percentual no preço ano sobre ano. A Espanha teve um crescimento de 5% ano sobre ano e, mesmo com esse aumento, o preço pago por noite foi mais de R$ 100 inferior ao pago para o México como destino (R$ 254), que teve um aumento de 17% e um preço de R$ 362 por noite. Outros países da América Latina também sofreram um aumento no preço pago por noite. Assim, Peru, Uruguai, Chile e México cresceram em média dois dígitos cada um e, em alguns casos, tiveram preços mais altos do que países na Europa ou Estados Unidos, se compararmos este país com o preço pago no México. A Argentina teve uma média de R$ 236 no Argentina teve um aumento de 19% ano sobre o ano e o Uruguai, apesar de ter tido um aumento bem menor (13% em Reais), teve o preço pago por quarto mais alto dos três países (R$ 250). O México, por outro lado, teve um preço pago por noite comparável ao da França (R$ 369), com R$ 362 por noite e um aumento de 17% ano sobre ano. Figura 6: Preço médio de hotéis no 1º semestre de 2012 comparado ao mesmo período de, por país, em Reais País 2012 % mudança República Dominicana % Aruba % Emirados Árabes Unidos % Reino Unido % Suíça Hong Kong % Croácia % Fraça % Venezuela % México % Austrália Noruega % Itália % Países Baixos % Rússia % Colômbia Panamá % Canadá % Estados Unidos da América % Turquia % África do Sul % Áustria % Japão % Alemanha % Brasil % Grécia % Espanha % Bélgica % Uruguai % Paraguai % Chile % Argentina % índia % Peru % China % Portugal Hungria % Costa Rica % 24 25

14 4. FOCO NO BRASIL Figura 7: Destinos que mais caíram no 1º semestre Figura 8: Preço médio dos quartos e alterações no 1º Em uma base de comparação anual, a tarifa média no Figura 9: Preço médio de quarto e mudanças nos de 2012 comparado ao mesmo período de por semestre de 2012, comparados a, por queda de Brasil teve uma queda de 6% em Reais nos destinos destinos brasileiros no 1º semestre de 2012 em Reais aumento de valores em Reais País 2012 % mudança África do Sul % Austrália % Emirados Árabes Unidos % Venezuela % Índia % Hong Kong % República Dominicana % Panamá % Japão % Chile % Reino Unido % México % Estados Unidos da América % China % valores em Reais País Rússia 2012 % mudança Costa Rica % Rússia % Brasil % Colômbia % Croácia % Suíça % O menor preço pago por noite foi em Portugal, com R$ 209 por noite, mas com aumento mínimo ano sobre ano de 4%. Esse valor é igual ao preço pago por uma noite de hotel no Chile no ano passado. analisados. Observamos essa queda de preços nos principais destinos do Brasil, como São Paulo, Porto Alegre e Curitiba. Esses destinos tiveram uma queda em moeda constante e também em Reais. São Paulo caiu 5% ano sobre ano, com um preço médio pago por noite de R$ 266 por noite. O destino com o preço médio mais alto em comparação com o ano anterior foi Recife, com um aumento de 44% e diária de R$ 289. Búzios, o segundo em aumento percentual (21%), teve uma diária de R$ 390. Por outro lado, Goiânia foi o destino com o menor preço pago por noite de hotel, com uma média de R$ 163. Ambos os destinos tiveram uma queda ano sobre ano de 21%, sendo os destinos que mais caíram no Brasil. O preço médio pago em Brasília e Belo Horizonte é praticamente igual, embora o segundo tenha caído o dobro do anterior (8% Belo Horizonte vs 4% Brasília). Cidade 2012 % mudança Búzios % Rio de Janeiro % Gramado % Recife % São Paulo % Campinas % Aracaju % Brasília % Belo Horizonte % João Pessoa % Florianópolis % Cuiabá % Natal % Fortaleza % Porto Alegre % Manaus % O maior preço pago por noite foi na República Dominicana, com R$ 528 por noite, mas o país com maior aumento percentual foi África do Sul, com 72% ano sobre ano. O segundo país com maior Salvador % Foz do Iguaçu % Curitiba % Goiânia % crescimento percentual foi a Austrália, embora o preço médio pago por noite seja menor que o do México (R$ 338 da Austrália vs R$ 362 do México)

15 ALTERAÇÕES DOS PREÇOS DE HOTÉS BRASILEIROS S v-S1 5. PREÇOS PAGOS DENTRO E FORA DE CASA Manaus 193-9% Recife % Os brasileiros gastaram R$ 257 em média por noite para destinos nacionais, mas gastaram 15% a mais nos destinos internacionais (R$ 294). O preço médio pago pelos brasileiros nos destinos domésticos é comparável com o preço pago pelos portugueses fora de casa (R$ 254). Para destinos dentro de casa, Portugal foi o país que teve o menor preço médio pago por noite. No outro extremo, a Suíça foi o país com o preço mais alto pago em hotéis em casa, com uma média de R$ 366 por noite. Esse valor é inclusive mais alto do que o maior preço pago por noite em destinos fora de casa (R$ 338). Se considerarmos os preços pagos em hotéis fora de casa, o Brasil está entre os 10 países que mais pagaram, em média, por noite de quarto de hotel em destinos internacionais (R$ 294). O país que mais pagou por noite foi o Japão, com R$ 338 em média. Por outro lado, o país que menos gastou, em média, por noite foi o México, com R$ 226. Os europeus estiveram dentro do grupo que pagou mais barato por noite em destinos domésticos. Dos primeiros 10 que menos pagaram por noite, 60% são países do velho continente, liderado por Portugal com R$ 154 por noite. Curitiba % 193-4% 229-4% 266-5% Porto Alegre Búzios % % São Paulo Brasília Rio de Janeiro Figura 10: Preço médio pago por turistas quando estão viajando em seus países de origem X preços pagos em outros países: 1º semestre de 2012 em Reais País Fora de Casa Japão 338 Austrália 322 Suíça 317 Estados Unidos da América 314 Noruega 306 China 296 Brasil 294 Rússia 292 Reino Unido 291 Suécia 287 Nova Zelândia 285 Canadá 276 Áustria 270 País Fora de Casa Irlanda 266 Dinamarca 265 Hong Kong 263 Coreia do Sul 262 Cingapura 260 Índia 259 México 255 França 254 Itália 254 Portugal 254 Finlândia 251 Alemanha 251 Países Baixos 249 Espanha 249 País Em casa Suíça 366 Noruega 337 Cingapura 336 Austrália 321 Suécia 291 Coreia do Sul 280 Rússia 277 Dinamarca 270 Finlândia 266 Hong Kong 259 Canadá 258 Brasil 257 Japão 250 Países Baixos 234 País Em casa Reino Unido 233 Estados Unidos da América 229 Áustria 218 México 213 Alemanha 210 Itália 205 Nova Zelândia 196 Irlanda 194 França 192 China 175 Espanha 172 Índia 166 Portugal

16 6. ONDE FICAR POR R$ 300 POR NOITE Por R$ 300 por noite, é possível se hospedar em um hotel 5 estrelas em destinos europeus como Bruxelas ou Budapeste, mas não é possível ficar em um hotel da mesma categoria no Brasil. Também é possível se hospedar em um hotel 4 estrelas em várias cidades do mundo, como Madri ou Las Vegas, e também na bela Buenos Aires. Pelo mesmo valor, ainda é possível encontrar hotéis 3 estrelas em Orlando, Los Angeles, Roma ou México. No Brasil, é possível ficar em um hotel de categoria similar em São Paulo. O Rio de Janeiro está na mesma faixa que destinos tradicionalmente caros como Paris ou Londres, onde R$ 300 são suficientes apenas para um hotel 2 estrelas. Budapeste Figura 11: Hotéis com mais estrelas que podem ser visitados por turistas a R$ 300 por noite nas principais cidades mundiais Destino Internacional Classificação por estrela Bruxelas Budapeste Berlim Buenos Aires Dubai Frankfurt Istanbul Las Vegas Lisboa Madri Praga Viena Destino Internacional Roma Santiago Toronto Boston Cancún Chicago Londres Miami Paris São Francisco Destino Nacional São Paulo Rio de Janeiro Classificação por estrela Classificação por estrela Rússia Amsterdã Barcelona Copenhague Los Angeles Cidade do México Milão Montreal Munique Orlando 30 31

17 7. TARIFA MÉDIA POR ESTRELA A Hoteis.com analisou os preços médios pagos por quarto de hotel nas diferentes categorias de estrelas nas principais cidades do mundo. O Índice de Preços de Hotéis (HPI) mostra que os brasileiros obtiveram um melhor valor pelo dinheiro em hotéis de alta categoria (4 estrelas) em destinos europeus como Berlim, Bruxelas ou Lisboa, do que em destinos dos Estados Unidos por hotéis de categoria inferior. Por exemplo, o preço pago por noite em um hotel em Lisboa foi R$ 309 para um hotel 5 estrelas, enquanto para um hotel de uma categoria inferior em Los Angeles foi quase R$ 200 mais caro, com R$ 507 por noite. Entre os destinos com hotéis 5 estrelas mais caros pagos pelos brasileiros estão Nova York e Rio de Janeiro, com R$ por noite para o primeiro destino e R$ para o segundo. Assim, para um turista brasileiro foi mais Amsterdã barato ficar em um hotel 5 estrelas em Lisboa do que 32 em um 3 estrelas em Londres (R$ 312). O preço pago por um quarto de hotel 4 estrelas de Madri (R$ 224) foi inferior ao preço pago por um estabelecimento de categoria inferior em São Paulo (R$ 255). O Rio de Janeiro continua entre os destinos com hotéis mais caros na categoria 5 estrelas, onde o preço pago por um quarto foi de R$ em média por noite, quase o dobro do preço pago por um hotel da mesma categoria em Santiago (R$ 560). Pelo preço de um hotel 2 estrelas em Nova York (R$ 329), é possível se hospedar em um hotel 4 estrelas em Las Vegas e ainda ter dinheiro sobrando para jogar no cassino! Figura 12: Preço médio de quartos por estrelas durante o 1º semestre de 2012 em Reais Cidade Amsterdã Barcelona Berlim Buenos Aires Cancún Chicago N/A Las Vegas Cidade Lisboa Londres Los Angeles Madri Cidade do México N/A Miami N/A Nova York Orlando Paris Rio de Janeiro Roma São Francisco N/A Santiago São Paulo Explicação da classificação de hotéis por estrelas Não há um sistema universal para classificação de estrelas. Cada país tem seu próprio sistema. O Reino Unido tem mais de um em operação. Isto significa que os turistas devem estar atentos para a diferença de padrões e instalações dos hotéis na hora de reservar quartos com a mesma classificação de estrelas em diferentes países. São Francisco 33

18 8. LUXO POR MENOS 9. HÁBITOS DE VIAGEM A Europa aparece como a grande vencedora em se tratando de luxo por menos. A maioria dos destinos cujos hotéis de categorias superiores que caíram ano Figura 13: A queda de preços do luxo: onde os preços de hotéis apresentaram maior queda entre o 1º semestre de e o mesmo período em 2012 em Reais Top destinos no exterior para viajantes brasileiros Figura 14: Top destinos no exterior para turistas brasileiros 2012 Cidade sobre ano ficam na Europa. Assim, na categoria de hotéis 5 estrelas, as melhores opções estão em Bruxelas e Budapeste, por menos de R$ 300 por noite cada um. A pior opção de hotéis nesta mesma categoria é no Rio de Janeiro com um preço por noite de R$ Santiago do Chile aparece como o segundo destino mais caro no segmento de 5 estrelas, com um preço médio de R$ 560 por noite, quase o mesmo valor de um hotel na mesma categoria em Amsterdã (R$ 506). Nos hotéis 4 estrelas, Milão aparece como uma boa Cidade Classificação por estrela 1º Sem º Sem. % mudança Frankfurt % Edimburgo % Amsterdã % Bruxelas % Budapeste % Budapeste % Genebra % Veneza % Os destinos nos Estados Unidos continuam ocupando as principais posições do ranking de destinos internacionais escolhidos pelos brasileiros. No entanto, Orlando e Nova York inverteram posições e agora Orlando lidera o ranking, com Nova York na segunda posição. O resto dos destinos, das posições 3 a 9, manteve a mesma posição quando comparado com o mesmo período do ano passado. A surpresa de 2012 foi Santiago, que subiu 3 posições no ranking em comparação com o ano anterior. 1 Orlando 2 Nova York 3 Buenos Aires 4 Miami 5 Las Vegas 6 Paris 7 Londres 8 Los Angeles 9 Roma 10 Santiago opção se compararmos com hotéis da mesma categoria como por exemplo, São Paulo: R$ 351 vs R$ 373, apesar de o último ter tido uma queda ano sobre ano. Na categoria de 4 estrelas, os destinos europeus também aparecem como uma opção interessante: Frankfurt, Berlim e Budapeste têm os preços pagos por noite mais baixos. São Paulo % Rio de Janeiro % Berlim % Santiago % Viena % Istambul % Zurique % Nova York Istambul % Milão % 34 35

19 10. CONVERSAS DE VIAGEM Top destinos brasileiros para os viajantes estrangeiros Rio de Janeiro e São Paulo continuam sendo os destinos mais populares para quem visita o Brasil. Brasília e Curitiba, como destinos de negócios, aumentaram duas posições cada um no ranking, se colocando no 5º e 8º lugar, respectivamente. Rio de Janeiro Figura 15: Top destinos brasileiros para os viajantes estrangeiros 2012 Cidade 1 Rio de Janeiro 2 São Paulo 3 Foz do Iguaçu 4 Salvador 5 Brasília 6 Fortaleza 7 Florianópolis 8 Curitiba 9 Manaus 10 Porto Alegre Novidades Sobre os Jogos Olímpicos Agora que os Jogos Olímpicos acabaram e o alvoroço diminuiu, há uma chance de observar calmamente o que aconteceu com os preços de hotéis durante o evento, para analisar o que os consumidores realmente pagaram. Na preparação para os Jogos, as expectativas eram altas com os preços de hotéis para o período apresentando aumento de 119% em janeiro. No entanto, à medida que a Cerimônia de Abertura se aproximava os valores das diárias começaram a recuar com os hoteleiros reduzindo suas tarifas para aumentar a ocupação tanto que, ao final do evento, os preços caíram abaixo do que foi praticado no mesmo período do ano passado para reservas de última hora. O aumento final de todas as reservas realizadas para os Jogos Olímpicos desde agosto de, quando comparado com o mesmo período do ano passado, 108-3% foi de 146, um crescimento de 31%. No entanto, quem controlou a ansiedade e aguardou por boas ofertas foram recompensados com uma tarifa média de 108, uma redução de 3% em relação ao mesmo período do ano passado na semana anterior ao fim do evento. Não há duvida de que o legado para a capital em relação à oferta de hotéis será muito positiva. Com a abertura de novos estabelecimentos, mais de 12 mil quartos foram adicionados ao mercado na corrida para os Jogos, totalizando em mais de 140 mil quartos. Muitas outras propriedades também realizaram grandes reformas. Este portfólio melhorado de hotéis, junto com os benefícios da cobertura da mídia global durante as Olimpíadas, significam que Londres colherá frutos em 2013 e nos anos seguintes % % Preço médio para todas as reservas de Londres, para o período dos Jogos Olímpicos, realizadas a partir de agosto Preço médio para todas as reservas para Londres, para o período dos Jogos Olímpicos, realizadas durante a semana do 6 de agosto de 2012 Preços médios diários mais altos durante toda a temporada de reservas para o período dos Jogos Olímpicos (2 de janeiro de 2012) % variação comparada ao mesmo período do ano anterior 36 37

20 Pesquisa de Viagem Internacional dos Chineses Em julho de 2012, a Hoteis.com lançou o CITM (sigla em inglês para Monitor de Viagem Internacional Chinês) que evidenciou como o aumento dos turistas chineses está mudando a dinâmica global do mercado hoteleiro. O número de turistas chineses realizando viagens internacionais aumentou 22% ii em, quando comparado ao mesmo período em 2010, e especialistas preveem que a China está a caminho de ultrapassar Alemanha e Estados Unidos no posto da nação que mais viaja para o exterior nos próximos anos iii. Considerando a opinião de mais de hoteleiros parceiros da Hoteis.com em todo mundo, o relatório concluiu que a maioria dos entrevistados prevê a continuidade do crescimento do mercado chinês de turismo. Um em cada cinco respondentes (22%), esperam ver um aumento de quase 40%. O estudo descobriu que o perfil dos hóspedes chineses está mudando à medida que eles se tornam mais independentes, confiantes, jovens e familiarizados com culturas e costumes estrangeiros. importantes, se adaptar ao turista chinês deve estar no The topo rise da of lista the de Chinese prioridades dos hoteleiros. Entre os hoteleiros international consultados, traveller fica claro que muitos estão se It s now or never for global hotel industry adaptando With the number of Chinese à demanda travellers making international ao trips oferecer ballooning 22 per cent funcionários que in when compared to 2010, the world s leading online hotel booking website, Hotels.com, has launched its inaugural Chinese International Travel Monitor (CITM) to gain falam insight from mandarim, the hotel industry about how materiais the influential Chinese traduzidos, traveller is changing menu chinês the dynamics of the global hotel market. e opções de entretenimento, além de pagamento no sistema de cartão de crédito China UnionPay. Johan Svanstrom, vice-presidente da Hoteis. Grandes mudanças nos turistas da China em comparação há 10 anos, identificadas por hoteleiros no CITM com para a região Ásia Pacífico, comentou: Os Eles são mais chineses realizaram cerca de 70 milhões iv independentes, não apenas um grupo de de viagens - Irlanda Viajantes chineses agora tem internacionais Propensão em à mais afinidade e, com a mesmo cultura que várias tenham Estamos vendo um - França aparência, idioma... - Alemanha proporção de viajantes número maior de famílias para o Japaão aumentou viajando a trabalho, ao Eles usam a internet sido invés de viajantes para Hong Muito mais experientes Kong na e Macau, o - Japão número de viagens com mais frequência - negócios sozinhos - EUA turistas - Noruega marcas de luxo europeia - hábitos alimentares, Não somente os ricos, a viagem, melhores habilidades em inglês, nos permitem comunicar mais e melhor com eles - Espanha Eles gostam a internacionais cresce significativamente. comida indiana - Índia A execução Nossos turistas chineses Hóspedes chineses estão tem interesses culturais e escolhendo quartos em maior poder aquisitivo - Brasil de estratégias para atender categorias especificamente superiores - Cingapura este Eles estão Prósperos e mais educados interessados na cultura Chineses são hóspedes viajados, país - Argentina que tem conhecimento e que mercado em ascensão passou são mais confidentes diferencial para viajar para uma necessidade competitiva. Serviços que os hotéis estão planejando adicionar 41% 42% 46% MENU Programas de TV chineses Equipe que fale Menu chinês mandarim Itália 54% 53% 62% NEWS BANK fora de um grupo - Austrália Grandes mudanças nos turistas da China em comparação há 10 anos, identificadas por hoteleiros no CITM Estamos vendo um número maior de famílias viajando a trabalho, ao invés de viajantes negócios sozinhos - EUA Eles estão interessados na cultura do país - Argentina Prósperos e mais educados - Irlanda Propensão à marcas de luxo - França Muito mais experientes na viagem, melhores habilidades em inglês, nos permitem comunicar mais e melhor com eles - Espanha Nossos turistas chineses tem interesses culturais e maior poder aquisitivo - Brasil Eles são mais independentes, não apenas um grupo de turistas - Noruega Viajantes chineses agora tem mais afinidade com a cultura europeia - hábitos alimentares, aparência, idioma... - Alemanha Eles usam a internet com mais frequência - Itália Eles gostam a comida indiana - Índia Não somente os ricos, a proporção de viajantes para o Japaão aumentou - Japão Hóspedes chineses estão escolhendo quartos em categorias superiores - Cingapura Chineses são hóspedes viajados, que tem conhecimento e que são mais confidentes para viajar fora de um grupo - Austrália Com a economia incerta em alguns mercados Site do hotel em chinês Jornais chineses China UnionPay ii Dados pesquisados do The Annual Report of China Outbound Tourism Development Most popular 2012, hotel divulgado facilities por the National Tourism Administration and China Tourism Academy: iii Thraenhart, Jens (2012) Essential China Travel Trends. China Travel Trends Retrieved: 29 de maio de % GYM 6% SPA iv Dados pesquisados do The Annual Report of China Outbound Tourism Development 2012 BAR SHOPS Serviços que os hotéis estão planejando adicionar 39

Hotel Price Index da Hoteis.com

Hotel Price Index da Hoteis.com Hotel Price Index da Hoteis.com Análise dos preços globais de hotéis: janeiro a junho de 2013 Hotel Price Index análise dos preços globais de hotéis: janeiro a junho de 2013 1 Introdução O Hoteis.com Price

Leia mais

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2014 BRASIL

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2014 BRASIL Global leader in hospitality consulting Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2014 BRASIL % DE RESPOSTAS POR REGIÃO INTRODUÇÃO Américas 19% Ásia 31% A pesquisa global de opinião sobre o mercado

Leia mais

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro Como a Copa do Mundo 214 vai movimentar o Turismo Brasileiro 9 dias O estudo As empresas Principais conclusões a 9 dias da Copa 1 principais emissores 1 Desempenho das cidades-sede Chegadas internacionais

Leia mais

O relatório concentra-se em duas fontes principais de dados:

O relatório concentra-se em duas fontes principais de dados: Introdução O Hotel Price Index (HPI ) da Hoteis.com é um relatório periódico sobre o preço de hotéis nos principais destinos do mundo. O HPI baseia-se nas reservas feitas na Hoteis.com e os preços exibidos

Leia mais

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 EQUIPE TÉCNICA DO IPETURIS Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: César Melo Tamiris Martins Viviane Silva Suporte: Gerson

Leia mais

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro O estudo Destaques Os 10 principais emissores 10 Chegadas internacionais Viagens domésticas Cidades sedes Viagens dos brasileiros ao exterior

Leia mais

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 COMUNICADO No: 58 Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 10 de dezembro de 2015 (Genebra) - A International Air Transport Association (IATA) anunciou

Leia mais

Náutica. Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima. Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012

Náutica. Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima. Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012 Náutica Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima Lisboa, 8 de Fevereiro de 2012 Aicep Portugal Global é uma agência pública de natureza empresarial, cuja missão é: Atrair investimento estrangeiro para

Leia mais

VALOR E PARTICIPAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES, POR FATOR AGREGADO E PAÍS DE DESTINO

VALOR E PARTICIPAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES, POR FATOR AGREGADO E PAÍS DE DESTINO VALOR E PARTICIPAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES, POR FATOR AGREGADO E PAÍS DE DESTINO 1 - CHINA 2 - ESTADOS UNIDOS 2014 34.292 84,4 4.668 11,5 1.625 4,0 6.370 23,6 5.361 19,8 13.667 50,6 2013 38.973 84,7 5.458 11,9

Leia mais

Pesquisa de Q2 2013. Expectativa de Emprego Manpower Brasil

Pesquisa de Q2 2013. Expectativa de Emprego Manpower Brasil Pesquisa de Q2 213 Expectativa de Emprego Manpower Brasil Pesquisa de Expectativa de Emprego Manpower Brasil Sumário Q2/13 Expectativa de Emprego no Brasil 1 Comparativo por Região Comparativo por Setor

Leia mais

UNWTO. World Tourism Barometer January August 2015. Análise e resultados estatísticos Turismo Mundial

UNWTO. World Tourism Barometer January August 2015. Análise e resultados estatísticos Turismo Mundial UNWTO World Tourism Barometer January August 2015 Análise e resultados estatísticos Turismo Mundial ÍNDICE Chegada de Turistas Internacionais ao Mundo e às Macro-regiões TOP 50 Chegadas de Turistas por

Leia mais

Pesquisa de Q2 2012. Expectativa de Emprego Manpower Brasil

Pesquisa de Q2 2012. Expectativa de Emprego Manpower Brasil Pesquisa de Q2 212 Expectativa de Emprego Manpower Brasil Pesquisa de Expectativa de Emprego Manpower Brasil Sumário Q2/12 Expectativa de Emprego no Brasil 1 Comparativo por Região Comparativo por Setor

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2013

Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Volume 40 Ano base 2012 Guia de leitura Guia de leitura O Guia de Leitura tem o propósito de orientar

Leia mais

Pesquisa Global Nielsen sobre a Confiança do Consumidor Maio de 2009

Pesquisa Global Nielsen sobre a Confiança do Consumidor Maio de 2009 Pesquisa Global Nielsen sobre a Confiança do Consumidor Maio de 2009 Observações metodológicas Página 2 Enfoque da pesquisa Mensurar o sentimento e a confiança do consumidor no futuro da economia Padrões

Leia mais

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS www.prochile.gob.cl O Chile surpreende pela sua variada geografia. Suas montanhas, vales, desertos, florestas e milhares de quilômetros de costa, o beneficiam

Leia mais

Gestores mundiais mais confiantes na recuperação económica

Gestores mundiais mais confiantes na recuperação económica 27 de Janeiro, 2010 13ª edição Anual do CEO Survey da PricewaterhouseCoopers em Davos Gestores mundiais mais confiantes na recuperação económica Cerca de 40% dos CEOs prevê aumentar o número de colaboradores

Leia mais

Estudo da Demanda Turística Internacional

Estudo da Demanda Turística Internacional Estudo da Demanda Turística Internacional Brasil 2012 Resultados do Turismo Receptivo Pontos de Coleta de Dados Locais de entrevistas - 25 Entrevistados - 31.039 15 aeroportos internacionais, que representam

Leia mais

PORTUGAL. A recente performance de Portugal enquanto destino turístico Mitos e realidades. João Cotrim de Figueiredo 05 dezembro 2015

PORTUGAL. A recente performance de Portugal enquanto destino turístico Mitos e realidades. João Cotrim de Figueiredo 05 dezembro 2015 PORTUGAL A recente performance de Portugal enquanto destino turístico Mitos e realidades João Cotrim de Figueiredo 05 dezembro 2015 Um ciclo de crescimento longo e a acelerar 12 000 000 10 000 000 Receitas

Leia mais

Despesas em Propaganda no Brasil e sua Interligação com a Economia Internacional. Fábio Pesavento ESPM/SUL André M. Marques UFPB

Despesas em Propaganda no Brasil e sua Interligação com a Economia Internacional. Fábio Pesavento ESPM/SUL André M. Marques UFPB Despesas em Propaganda no Brasil e sua Interligação com a Economia Internacional Fábio Pesavento ESPM/SUL André M. Marques UFPB O NÚCLEO DE ECONOMIA EMPRESARIAL ESPM-SUL PESQUISA E APOIO 1. Despesas em

Leia mais

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2015 BRASIL

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2015 BRASIL Global leader in hospitality consulting Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2015 BRASIL INTRODUÇÃO Europe 43% % DE RESPOSTAS POR REGIÃO Americas 9% Asia 48% A pesquisa global de opinião sobre

Leia mais

WORLD INVESTMENT REPORT 2013 Cadeias de Valor Global: Investimento e Comércio para o Desenvolvimento

WORLD INVESTMENT REPORT 2013 Cadeias de Valor Global: Investimento e Comércio para o Desenvolvimento WORLD INVESTMENT REPORT 2013 Cadeias de Valor Global: Investimento e Comércio para o Desenvolvimento Sobeet São Paulo, 26 de junho de 2013 EMBARGO 26 Junho 2013 12:00 horas Horário de Brasília 1 Recuperação

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2015

Anuário Estatístico de Turismo - 2015 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2015 Volume 42 Ano base 2014 Sumário I Turismo receptivo 1. Chegadas de turistas ao Brasil - 2013-2014

Leia mais

JORGE SUKARIE NETO Campos de Jordão. 23 de Maio

JORGE SUKARIE NETO Campos de Jordão. 23 de Maio JORGE SUKARIE NETO Campos de Jordão. 23 de Maio AGENDA HORÁRIO ATIVIDADE LOCAL 07h00 Café da Manhã Restaurante Principal 08h45 Abertura Brasoftware Salão Tangará 10h00 Business Suite Salão Nobre 13h00

Leia mais

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 2 Semestre 2013 BRASIL

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 2 Semestre 2013 BRASIL Global leader in hospitality consulting Global Hotel Market Sentiment Survey 2 Semestre 2013 BRASIL 50 40 30 20 10 0-10 -20-30 -40-50 Fev 2009 Jul 2009 SENTIMENT NÍVEL GLOBAL Jan 2010 % DE RESPOSTAS POR

Leia mais

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro 2 dias para a copa O estudo Principais mercados emissores Chegadas internacionais nas cidades sede Pernoites no Brasil durante o último jogo O estudo

Leia mais

Industry Insight EDIÇÃO BRASILEIRA. Propriedade Compartilhada 2012: Uma perspectiva de mercado

Industry Insight EDIÇÃO BRASILEIRA. Propriedade Compartilhada 2012: Uma perspectiva de mercado Industry Insight EDIÇÃO BRASILEIRA Propriedade Compartilhada 2012: Uma perspectiva de mercado Índice Análise do mercado brasileiro... 3 Introdução... 5 interessados em adquirir tempo de férias... 6 Questões

Leia mais

Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015

Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015 Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015 PRESIDENTE: Marciano Gianerini Freire EQUIPE TÉCNICA: Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: Heike Duske César Melo

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2012

Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Volume 39 Ano base 2011 Sumário I Turismo receptivo 1. Chegadas de turistas ao Brasil - 2010-2011

Leia mais

Ranking Mundial de Juros Reais Mar/13

Ranking Mundial de Juros Reais Mar/13 Ranking Mundial de Juros Reais Mar/13 O Ranking Mundial de Juros Reais é um comparativo entre as taxas praticadas em 40 países do mundo e os classifica conforme as taxas de juros nominais determinadas

Leia mais

Choques Desequilibram a Economia Global

Choques Desequilibram a Economia Global Choques Desequilibram a Economia Global Uma série de choques reduziu o ritmo da recuperação econômica global em 2011. As economias emergentes como um todo se saíram bem melhor do que as economias avançadas,

Leia mais

PANORAMA DOS MERCADOS Sul-Americanos

PANORAMA DOS MERCADOS Sul-Americanos Boletim PANORAMA DOS MERCADOS Sul-Americanos Edição nº 1 Julho/2015 Coordenação Geral de Mercados Americanos/Asiático - CGMA Diretoria de Mercados Internacionais - DMINT Apresentação A série Boletim Panorama

Leia mais

Comércio (Países Centrais e Periféricos)

Comércio (Países Centrais e Periféricos) Comércio (Países Centrais e Periféricos) Considera-se a atividade comercial, uma atividade de alto grau de importância para o desenvolver de uma nação, isso se dá pela desigualdade entre o nível de desenvolvimento

Leia mais

RPM International Inc. Instruções da linha direta

RPM International Inc. Instruções da linha direta RPM International Inc. Instruções da linha direta Embora, em geral, os problemas de conformidade possam ser solucionados a nível local, a linha direta da RPM International Inc. ( RPM ) oferece outro modo

Leia mais

Taxa de Empréstimo Estatísticas Financeiras Internacionais (FMI - IFS)

Taxa de Empréstimo Estatísticas Financeiras Internacionais (FMI - IFS) Taxa de Empréstimo Estatísticas Financeiras Internacionais (FMI - IFS) África do Sul: Taxa predominante cobrada pelos bancos de contas garantidas prime. Alemanha: Taxa sobre crédito de conta-corrente de

Leia mais

Serviços Adicionais. 12400 - Portal de Voz

Serviços Adicionais. 12400 - Portal de Voz Serviços Adicionais 12400 - Portal de Voz Descrição Totoloto, Totobola, Lotarias e Euro Milhões Pode conhecer os números do Euro Milhões meia hora antes do sorteio na TV. Saiba os resultados e o valor

Leia mais

Seu guia completo para nossos serviços móveis

Seu guia completo para nossos serviços móveis Seu guia completo para nossos serviços móveis Entre na maior comunidade de serviços móveis das Ilhas do Canal Guernsey GRÁTIS www.jtglobal.com Pesquise por Jtsocial A JT oferece mais Custo/benefício A

Leia mais

Pesquisa de Q1 2014. Expectativa de Emprego Manpower Brasil

Pesquisa de Q1 2014. Expectativa de Emprego Manpower Brasil Pesquisa de Q1 214 Expectativa de Emprego Manpower Brasil Pesquisa de Expectativa de Emprego Manpower Brasil Sumário Q1/14 Expectativa de Emprego no Brasil 1 Comparativo por Região Comparativo por Setor

Leia mais

mídiakit www.tvgazeta.com.br

mídiakit www.tvgazeta.com.br mídiakit www.tvgazeta.com.br JUNHO / 2015 #HISTÓRIA Fundada no aniversário da cidade de São Paulo, a TV Gazeta fala com uma metrópole globalizada com a intimidade de quem esteve presente na vida e no coração

Leia mais

4Pro. Telemóvel Telefone Internet Televisão

4Pro. Telemóvel Telefone Internet Televisão 4Pro A oferta mais competitiva, desenhada para empresas e profissionais que lhe garante os melhores resultados 2 cartões de telemóvel com comunicações ilimitadas para todas as redes nacionais, para uma

Leia mais

2013 pesquisa Sobre Escassez de RESULTADOS

2013 pesquisa Sobre Escassez de RESULTADOS 2013 pesquisa Sobre Escassez de TALENTOs RESULTADOS Introdução Para a Pesquisa Anual de Talentos 2013, o ManpowerGroup entrevistou recentemente cerca de 40.000 empregadores em 42 países e territórios.

Leia mais

1.a. Atividades principais concepção, produção, desenvolvimento e distribuição de bens duráveis e produtos profissionais. São três as suas divisões:

1.a. Atividades principais concepção, produção, desenvolvimento e distribuição de bens duráveis e produtos profissionais. São três as suas divisões: Electrolux AB 1. Principais Características Matriz: Electrolux AB Localização: Estocolmo, Suécia Ano de fundação: 1901 Internet: www.electrolux.com Faturamento (2000): US$ 11.537 mi Empregados (2000):

Leia mais

MANUAL PROGRAMA DE ESTÁGIO IAESTE 2009/2010

MANUAL PROGRAMA DE ESTÁGIO IAESTE 2009/2010 MANUAL PROGRAMA DE ESTÁGIO IAESTE 2009/2010 Caro Participante, Seja bem-vindo ao Programa de intercâmbio de estágio oferecido mundialmente pela IAESTE! Leia atentamente este manual. Ele contém todas as

Leia mais

Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades

Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades Vendas Novas - 02 de julho de 2013 aicep Portugal Global é uma agência pública de natureza empresarial, cuja missão é: Atrair investimento estrangeiro

Leia mais

A aceleração da inflação de alimentos é resultado da combinação de fatores:

A aceleração da inflação de alimentos é resultado da combinação de fatores: SEGURIDADE ALIMENTARIA: apuesta por la agricultura familiar Seminario: Crisis alimentaria y energética: oportunidades y desafios para América Latina e el Caribe O cenário mundial coloca os preços agrícolas

Leia mais

GRUPO DE ECONOMIA / FUNDAP

GRUPO DE ECONOMIA / FUNDAP O mercado de câmbio brasileiro, no primeiro bimestre de 2014 Grupo de Economia / Fundap O ano de 2014 começou com um clima bem agitado nos mercados financeiros internacionais, com o anúncio feito pelo

Leia mais

Seu guia completo para nossos serviços móveis

Seu guia completo para nossos serviços móveis Seu guia completo para nossos serviços móveis Entre na maior comunidade de serviços móveis das Ilhas do Canal Jersey GRÁTIS www.jtglobal.com Pesquise por Jtsocial A JT oferece mais Custo/benefício A JT

Leia mais

Os países do BRIC: dando suporte à economia global

Os países do BRIC: dando suporte à economia global Os países do BRIC: dando suporte à economia global International Business Report 212 Este relatório analisa a ascensão das economias do BRIC, a sua importância crescente para a economia global e as tendências

Leia mais

Expectativas para 2015

Expectativas para 2015 Crise Economia Pessimismo Política Otimismo Segurança Saúde Prosperidade Expectativas para 2015 OBJETIVO Medir a expectativa da população mundial para o ano seguinte, por meio de índices de esperança e

Leia mais

Projeto de Atração de Turistas Norte-Americanos e Portugueses a Santa Catarina

Projeto de Atração de Turistas Norte-Americanos e Portugueses a Santa Catarina Projeto de Atração de Turistas Norte-Americanos e Portugueses a Santa Catarina 1. Introdução O Projeto de Atração de Turistas Norte-americanos e Portugueses a Santa Catarina - etapa 2009-2010, visa consolidar

Leia mais

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Destaques do Education at a Glance 2014

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Destaques do Education at a Glance 2014 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Destaques do Education at a Glance 2014 Diretor de Estatísticas Educacionais Carlos Eduardo Moreno Sampaio

Leia mais

Doingbusiness no Brasil. Jorge Lima Coordenador de Projetos Movimento Brasil Competitivo Curitiba 09 de novembro de 2006

Doingbusiness no Brasil. Jorge Lima Coordenador de Projetos Movimento Brasil Competitivo Curitiba 09 de novembro de 2006 1 Doingbusiness no Brasil Jorge Lima Coordenador de Projetos Movimento Brasil Competitivo Curitiba 09 de novembro de 2006 indicadores Doingbusiness 2006 2007 2008 Abertura de empresas Registro de propriedades

Leia mais

JORGE SUKARIE NETO Campos de Jordão. 19 de Setembro

JORGE SUKARIE NETO Campos de Jordão. 19 de Setembro JORGE SUKARIE NETO Campos de Jordão. 19 de Setembro HORÁRIO ATIVIDADE LOCAL 07h00 Café da Manhã Restaurante Principal 08h45 Abertura Brasoftware Salão Tangará 10h00 Business Suite Salão Nobre 13h00 Almoço

Leia mais

O Guia do Viajante Móvel

O Guia do Viajante Móvel O Guia do Viajante Móvel A indústria de viagens é um dos setores que mais cresce no e-commerce. A ferramenta de busca de viagens www.kayak.com.br, empresa do grupo Priceline com mais de 1 bilhão de buscas

Leia mais

Panorama Mundial (2013)

Panorama Mundial (2013) Panorama Mundial (2013) Produção mundial alcançou US$ 444 bilhões em 2013; Mesmo com os efeitos da crise internacional, registra 85% de crescimento desde 2004, a uma taxa média de 7% ao ano; 54% da produção

Leia mais

P E R S P E C T I V A S D O T U R I S M O

P E R S P E C T I V A S D O T U R I S M O P E R S P E C T I V A S D O T U R I S M O Brasil JULHO 2011 P E R S P E C T I VA S D O T U R I S M O b r a s i l Introdução Com a realização de megaeventos esportivos como a Copa do Mundo FIFA 2014 e os

Leia mais

Egon Zehnder International. As TIC para a Empregabilidade e Inovação

Egon Zehnder International. As TIC para a Empregabilidade e Inovação Egon Zehnder International As TIC para a Empregabilidade e Inovação Luísa Campos Lopes Lisboa, 16 de Janeiro de 2013 Egon Zehnder International uma Firma global A Egon Zehnder International tem 65 escritórios

Leia mais

Cada grupo irá explorar os blocos econômicos que serão definidos em sala de aula.

Cada grupo irá explorar os blocos econômicos que serão definidos em sala de aula. Trabalho 01 dividido em 2 partes 1ª Parte Cada grupo irá explorar os blocos econômicos que serão definidos em sala de aula. 2ª Parte Perguntas que serão expostas após a apresentação da 1ª Parte, e que

Leia mais

PÚBLICO ALVO: Promotores de viagens; agentes de viagens; consultores de viagens; operadores de emissivo e receptivo; atendentes.

PÚBLICO ALVO: Promotores de viagens; agentes de viagens; consultores de viagens; operadores de emissivo e receptivo; atendentes. 3. Geografia Turística 3.1 Geografia Turística: Brasil de Ponta a Ponta Proporcionar ao participante melhor compreensão geográfica do país; Apresentar as principais especificidades existentes nos continentes

Leia mais

Nota à imprensa. Novo estudo sigma da Swiss Re, O seguro no mundo em 2010 revela aumento do volume global de prêmios e do capital

Nota à imprensa. Novo estudo sigma da Swiss Re, O seguro no mundo em 2010 revela aumento do volume global de prêmios e do capital Nota à imprensa ab Novo estudo sigma da Swiss Re, O seguro no mundo em 2010 revela aumento do volume global de prêmios e do capital Contatos: Daniel Staib, Zurique Telefone +41 43 285 8136 Thomas Holzheu,

Leia mais

Room to grow VII conferência anual do Turismo Cidades

Room to grow VII conferência anual do Turismo Cidades www.pwc.pt Room to grow VII conferência anual do Turismo Cidades A dinâmica das cidades europeias César Gonçalves Funchal 4 abril 2014 Quaisquer que tenham sido as razões que nos colocaram neste lugar

Leia mais

RELAÇÃO DOS FESTIVAIS INTERNACIONAIS POR CATEGORIA

RELAÇÃO DOS FESTIVAIS INTERNACIONAIS POR CATEGORIA PROGRAMA DE APOIO À PARTICIPAÇÃO DE FILMES BRASILEIROS EM FESTIVAIS INTERNACIONAIS EM 2007 RELAÇÃO DOS FESTIVAIS INTERNACIONAIS POR CATEGORIA Apoio A Concessão de cópia legendada, envio de cópia e passagem

Leia mais

Pesquisa de Expectativa de Emprego Manpower Brasil

Pesquisa de Expectativa de Emprego Manpower Brasil Pesquisa de Expectativa de Emprego Manpower Brasil Q1 15 Brasil Expectativa de Emprego A Pesquisa de Expectativa de Emprego no Brasil para o primeiro trimestre de 15 foi realizada por meio de entrevistas

Leia mais

PANORAMA DO MERCADO Asiático

PANORAMA DO MERCADO Asiático Boletim PANORAMA DO MERCADO Asiático Edição nº 1 Julho/2015 Coordenação Geral de Mercados Americanos/Asiático - CGMA Diretoria de Mercados Internacionais - DMINT Apresentação A série Boletim Panorama dos

Leia mais

"Faça tudo o mais simples possível, mas com qualidade." (Adaptado livremente de A. Einstein)

Faça tudo o mais simples possível, mas com qualidade. (Adaptado livremente de A. Einstein) Fácil assim. 12345 "Faça tudo o mais simples possível, mas com qualidade." (Adaptado livremente de A. Einstein) 12345 Tudo é mais fácil com Lenze. O forte dinamismo dos tempos atuais o coloca em confronto

Leia mais

Tabela 1 Evolução da taxa real de crescimento anual do PIB em países selecionados: 1991-2014

Tabela 1 Evolução da taxa real de crescimento anual do PIB em países selecionados: 1991-2014 Ano III /2015 Uma das grandes questões no debate econômico atual está relacionada ao fraco desempenho da economia brasileira desde 2012. De fato, ocorreu uma desaceleração econômica em vários países a

Leia mais

O Paraná no mercado de turismo

O Paraná no mercado de turismo O TURISMO NO PARANÁ O Paraná no mercado de turismo Os principais pontos positivos são: 1.Cataratas de Foz de Iguaçu patrimônio natural da Humanidade (UNESCO), 3º destino mais visitado por turistas, além

Leia mais

Expedia. investe no Brasil. Mercado online

Expedia. investe no Brasil. Mercado online Expedia investe no Brasil por Fabio Steinberg Considerada a maior agência online do mundo, a empresa abre um escritório no país, onde o segmento de viagens cresce a uma taxa de 28%, movimentando US$ 29

Leia mais

www.pwc.pt Room for growth European cities hotel forecast 2015 e 2016 César Gonçalves Susana Benjamim 6 maio 2015

www.pwc.pt Room for growth European cities hotel forecast 2015 e 2016 César Gonçalves Susana Benjamim 6 maio 2015 www.pwc.pt Room for growth European cities hotel forecast 2015 e 2016 César Gonçalves Susana Benjamim 6 maio 2015 Agenda Enquadramento 1. 2. Outlook 2015/2016 3. 4. 5. 6. Slide 2 Enquadramento 1º 2º 3ª

Leia mais

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES 05/11/10 05/12/10 05/01/11 05/02/11 05/03/11 05/04/11 05/05/11 05/06/11 05/07/11 05/08/11 05/09/11 05/10/11 05/11/11 05/12/11 05/01/12 05/02/12 05/03/12

Leia mais

Ranking Mundial de Juros Reais Jan/14

Ranking Mundial de Juros Reais Jan/14 Ranking Mundial de Juros Reais Jan/14 O Ranking Mundial de Juros Reais é um comparativo entre as taxas praticadas em 40 países do mundo e os classifica conforme as taxas de juros nominais determinadas

Leia mais

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES 05/07/11 02/08/11 30/08/11 27/09/11 25/10/11 22/11/11 20/12/11 17/01/12 14/02/12 13/03/12 10/04/12 08/05/12 05/06/12 03/07/12 31/07/12 28/08/12 25/09/12

Leia mais

Es t i m a t i v a s

Es t i m a t i v a s Brasileiros no Mundo Es t i m a t i v a s Ministério das Relações Exteriores - MRE Subsecretaria Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior - SGEB Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior

Leia mais

Index de Brochuras e Operadores. Index de Brochuras e Operadores

Index de Brochuras e Operadores. Index de Brochuras e Operadores ÁFRICA DO SUL BOTSWANA CABO VERDE Club 1840 Cabo Verde 30/04/05 Mundo Vip Cabo Verde Inverno 30/04/05 TerraÁfrica Ilhas de Cabo Verde 15/01/05 EGIPTO MALAUI MALDIVAS Quadrante Maldivas 21/12/04 MARROCOS

Leia mais

O indicador do clima econômico piorou na América Latina e o Brasil registrou o indicador mais baixo desde janeiro de 1999

O indicador do clima econômico piorou na América Latina e o Brasil registrou o indicador mais baixo desde janeiro de 1999 14 de maio de 2014 Indicador IFO/FGV de Clima Econômico da América Latina¹ O indicador do clima econômico piorou na América Latina e o Brasil registrou o indicador mais baixo desde janeiro de 1999 O indicador

Leia mais

PLC 116/10. Eduardo Levy

PLC 116/10. Eduardo Levy PLC 116/10 Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania Comissão de Assuntos Econômicos Comissão de Educação, Cultura

Leia mais

ROTAS AÉREAS PARA O PORTO. Verão 2011. Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo. Março

ROTAS AÉREAS PARA O PORTO. Verão 2011. Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo. Março ROTAS AÉREAS PARA O PORTO Verão 2011 Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo Março Sumário Oportunidades Reino Unido Londres Alemanha Centro-Oeste e Sul Espanha Madrid

Leia mais

Ranking Mundial de Juros Reais SET/14

Ranking Mundial de Juros Reais SET/14 Ranking Mundial de Juros Reais SET/14 O Ranking Mundial de Juros Reais é um comparativo entre as taxas praticadas em 40 países do mundo e os classifica conforme as taxas de juros nominais determinadas

Leia mais

Pesquisa de Expectativa de Emprego Manpower indica que ritmo de contratação no Brasil deverá manter-se forte no 3 º trimestre de 2012

Pesquisa de Expectativa de Emprego Manpower indica que ritmo de contratação no Brasil deverá manter-se forte no 3 º trimestre de 2012 Informações para a Imprensa: DFREIRE Comunicação e Negócios Tel. (11) 5505-8922 Debora Freire debora@dfreire.com.br Daniela Cabral danielacabral@dfreire.com.br Victor Santana victor@dfreire.com.br Pesquisa

Leia mais

Priorização de Mercados Potenciais ABEXA

Priorização de Mercados Potenciais ABEXA Priorização de Mercados Potenciais ABEXA Associação Brasileira de Exportação de Artesanato Biênio 2014/2015 Elaborado pela: Unidade de Inteligência Comercial - ic@apexbrasil.com.br Apex-Brasil Tel: +55

Leia mais

Pesquisa do ManpowerGroup revela declínio nas expectativas de contratações no Brasil

Pesquisa do ManpowerGroup revela declínio nas expectativas de contratações no Brasil EMBARGOED UNTIL TUESDAY JUNE 09, 2015 AT 00.01 EST Pesquisa do ManpowerGroup revela declínio nas expectativas de contratações no Brasil A expectativa de contratação no Brasil chega a -3% para o próximo

Leia mais

17ª TRANSPOSUL FEIRA E CONGRESSO DE TRANSPORTE E LOGÍSTICA

17ª TRANSPOSUL FEIRA E CONGRESSO DE TRANSPORTE E LOGÍSTICA 17ª TRANSPOSUL FEIRA E CONGRESSO DE TRANSPORTE E LOGÍSTICA PALESTRA FALTA DE COMPETITIVIDADE DO BRASIL FRENTE AO MERCADO EXTERNO JOSÉ AUGUSTO DE CASTRO Porto Alegre, 24 de JUNHO de 2015 2 - TEORIAS No

Leia mais

WORLD GIVING INDEX 2015

WORLD GIVING INDEX 2015 WORLD GIVING INDEX 2015 QUEM SOMOS Fundado em 1999, organização pioneira no apoio técnico ao investidor social no Brasil e na América Latina, e tem como missão promover e estruturar o sistema de investimento

Leia mais

Capítulo 03 Mercados regionais

Capítulo 03 Mercados regionais Capítulo 03 Mercados regionais As organizações decidem atuar no mercado global quando sabem que o crescimento externo será maior do que o interno. Nesse sentido, a China é um dos mercados para onde as

Leia mais

- Pág. 09 Noites Adicionais e Traslados da Série Clássica, faltam os valores da cidade de Praga.

- Pág. 09 Noites Adicionais e Traslados da Série Clássica, faltam os valores da cidade de Praga. Última atualização: 31/Maio/2013 NOITES ADICIONAIS E TRASLADOS - Pág. 09 Noites Adicionais e Traslados da Série Clássica, faltam os valores da cidade de Praga. Temporada Série Cidade Temporada Temporada

Leia mais

Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do

Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do Cidades: O Que Fazer? Competitividade e Desenvolvimento Sustentável no Brasil Senado Federal Subcomissão Permanente de Acompanhamento da Rio+20 e do regime internacional sobre mudanças climáticas Brasília,

Leia mais

Cisco Systems Incorporation

Cisco Systems Incorporation Cisco Systems Incorporation 1. Principais Características Matriz: Cisco Systems Inc. Localização: São José, Califórnia, Estados Unidos Ano de fundação: 1984 Internet: www.cisco.com Faturamento (2000):

Leia mais

POR QUE INVESTIR EM LISBOA? ESPECIALISTA IMOBILÁRIO EUROPEU

POR QUE INVESTIR EM LISBOA? ESPECIALISTA IMOBILÁRIO EUROPEU POR QUE INVESTIR EM LISBOA? ESPECIALISTA IMOBILÁRIO EUROPEU Introdução Portugal está começando a emergir da crise financeira. Nos últimos anos, o governo reestabeleceu suas estruturas organizacionais e,

Leia mais

Crescimento Econômico. Professor Afonso Henriques Borges Ferreira

Crescimento Econômico. Professor Afonso Henriques Borges Ferreira Crescimento Econômico Professor Afonso Henriques Borges Ferreira PIB do Brasil 1947 / 2006 R$ de 1980 PIB do Brasil tendência linear Y t = Y 0 e rt ln Y t = ln Y 0 + rt 3 2 1 0-1 50 55 60 65 70 75 80 85

Leia mais

'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR

'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR 'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR 27/09 Turismo 27/09 Taxas de Juro 21/09 Energia 19/09 Taxas de Juro 15/09 Economia 12/09 Economia INE divulgou Viagens turísticas de residentes 2.º Trimestre de 2006 http://www.ine.pt/prodserv/destaque/2006/d060927/d060927.pdf

Leia mais

Blocos Econômicos. MERCOSUL e ALCA. Charles Achcar Chelala

Blocos Econômicos. MERCOSUL e ALCA. Charles Achcar Chelala Blocos Econômicos MERCOSUL e ALCA Charles Achcar Chelala Blocos Econômicos Tendência recente, com origens na década de 50, com a CEE Comunidade Econômica Européia Em 2007 fez 50 anos Objetivos Fortalecer

Leia mais

Brasil Reputation Pulse As empresas de melhor reputação no país

Brasil Reputation Pulse As empresas de melhor reputação no país Brasil Reputation Pulse As empresas de melhor reputação no país AGOSTO DE 2014 O ESTUDO Desde 2006, o Reputation Institute pesquisa e publica indicadores de reputação corporativa de centenas de organizações

Leia mais

Indicador ANEFAC dos países do G-20 Edição 2013. Por Roberto Vertamatti*

Indicador ANEFAC dos países do G-20 Edição 2013. Por Roberto Vertamatti* Indicador ANEFAC dos países do G-20 Edição 2013 Por Roberto Vertamatti* Brasil recua novamente para a 15ª posição por não melhorar índices de saúde, educação e renda e piorar em relação a pobreza e desigualdade

Leia mais

SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR. Viana do Castelo, 11de Fevereiro

SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR. Viana do Castelo, 11de Fevereiro SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR Viana do Castelo, 11de Fevereiro www.cosec.pt COSEC Companhia de Seguro de Créditos, S.A. 2014 Índice Sobre a COSEC Seguro de Créditos Soluções à medida em resumo

Leia mais

Perfil dos Turistas estrangeiros para São Paulo: Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 TM

Perfil dos Turistas estrangeiros para São Paulo: Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 TM Perfil dos Turistas estrangeiros para São Paulo: Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 TM OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO SÃO PAULO TURISMO Baseando-se em consultas realizadas nos bancos de

Leia mais

PlusPartners. Mais opções para os seus pontos

PlusPartners. Mais opções para os seus pontos PlusPartners Mais opções para os seus pontos Como você vai usar os seus pontos do CLUB WYNDHAM Plus? Carnival Férias comuns tornam-se extraordinárias com o programa PlusPartners do CLUB WYNDHAM Plus No

Leia mais

ROTAS AÉREAS PARA LISBOA. Verão 2011. Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo. Março

ROTAS AÉREAS PARA LISBOA. Verão 2011. Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo. Março ROTAS AÉREAS PARA LISBOA Verão 2011 Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo Março Sumário Oportunidades Reino Unido Londres Alemanha Centro-Oeste Espanha Madrid e

Leia mais

Kevin Anselmo (Duke) +1-919-660-7722 kevin.anselmo@duke.edu. CFOs: Queda no Otimismo Preocupação com Câmbio e Política Econômica

Kevin Anselmo (Duke) +1-919-660-7722 kevin.anselmo@duke.edu. CFOs: Queda no Otimismo Preocupação com Câmbio e Política Econômica CFO Panorama Global dos Negócios Queda acentuada do otimismo no Brasil, preocupação com câmbio e alta da taxa de juros estão entre os principais resultados da pesquisa. -------------------------------------------

Leia mais

CIOs da região Ásia-Pacífico interessados em. liderar o setor de big data e da nuvem

CIOs da região Ásia-Pacífico interessados em. liderar o setor de big data e da nuvem 8 A pesquisa indica ênfase na criação de valor, mais do que na economia de custos; o investimento em big data, na nuvem e na segurança é predominante CIOs da região Ásia-Pacífico interessados em liderar

Leia mais

esta oportunidade é para você

esta oportunidade é para você esta oportunidade é para você 26.000 colaboradores em mais de Empresa listada na FORTUNE países Projetos sociais na AMÉRICA DO SUL beneficiam mais de 230.000 PESSOAS POR ANO QUARTA EMPRESA MAIS INOVADORA

Leia mais