Central de Regulação em Saúde Auditorias Especializadas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Central de Regulação em Saúde Auditorias Especializadas"

Transcrição

1 Central de Regulação em Saúde Auditorias Especializadas

2 Intrafederativa Sul de Minas 19 anos Representa política e institucionalmente 15 cooperativas médicas do Sul de Minas Gerais 162 municípios em sua área de ação Propõe a desenvolver projetos focados na melhoria dos processos, padronização e integração das Singulares envolvidas Missão: Defender e fortalecer os interesses de suas associadas, viabilizando a integração e união entre si e o Sistema Unimed

3 727 metros² 3 andares Auditório 37 colaboradores

4 Projetos em Destaque FRPC Fundo de Recuperação Parcial de Custos CCR Câmara de Compensação Regional NNC - Núcleo de Negociações Corporativas Instituto Unimed Sul de Minas

5 Regulação em Saúde Analisa e implementa soluções viáveis na prestação de serviços em saúde, protegendo o intercâmbio e reduzindo custos.

6 Operadora Unimed Sul de Minas 2º maior intercâmbio do Sul de Minas Pagamentos e Recebimentos - movimentação ultrapassa 4 milhões/mês O setor, além de regular valores mais justos para as Singulares, também regula indiretamente a invasão de área de ação

7

8 GRÁFICO DESEMPENHO - TOTAL GERAL OUT/08 A MAI/ PROCEDIMENTOS

9 Auditorias Especializadas Objetiva padronizar e normatizar os trabalhos de auditoria combatendo o crescente aumento dos custos e valorizando o trabalho dos profissionais. Contratação do Médico Auditor 4 Encontros realizados em 2015 Desenvolvimento de Campanha de valorização a classe

10 Auditorias Especializadas Oftalmologia e Oncologia Auditores Especializados Próximo Passo: IMUNOBIOLÓGICOS

11 Software

12 Software Ferramenta de apoio e registro das solicitações locais e de intercâmbio. Administração centralizada das autorizações de procedimentos, com participação efetiva dos auditores das singulares e das consultorias especializadas. Manutenção de histórico das autorizações, como fonte de pesquisa e base de jurisprudência de casos mais complexos. Não será obrigatório, inicialmente, o registro das autorizações de procedimentos da Tabela de Baixo Risco. Procedimentos da Tabela de Baixo risco serão analisados em um processo pós atendimento, com importação de dados históricos, com período pregresso de 12 meses.

13 Controles Auditores Envolvidos Unimed Origem e Executante Médico Solicitante e Executante Procedimento Cliente Patologia

14 Cadastro de Auditores Um mesmo auditor pode atender a mais de uma Singular. Um mesmo auditor pode atender a mais de uma especialidade.

15 Cadastro de Prestadores O Prestador pode: Atender em mais de uma especialidade ser registrado em mais de uma Unimed ter usuário para interagir com os auditores.

16 Procedimentos - Rol Unimed PROCEDIMENTOS Rol de Procedimentos Unimed sem Materiais e Medicamentos

17 Tela de Acesso às Solicitações Menu Simples Registros Pendentes de Atendimento Por Singular, com indicação de novos atendimentos. Busca Histórica Por Patologia Por Procedimento Termo / Palavra tratada em Fórum

18 Detalhamento das solicitações pendentes, com Status indicando o prazo para resposta. Abertura das Solicitações Possibilidade de Filtros por: Beneficiário, Prestador, Singular e Status das Solicitações.

19 Detalhamento da Solicitação

20 Detalhamento da Solicitação Indicador de procedimento já realizado nos últimos 12 meses. Autorização Individual dos Procedimentos

21 Histórico de Procedimentos Indicação de todos os atendimentos pregressos nos últimos 12 meses, do mesmo Cliente, com o mesmo Solicitante.

22 Fórum de Detalhamento da Solicitação Fórum com histórico de troca de informações entre os envolvidos: Auditores Consultores Técnicos Com possibilidade de troca de arquivos: Vídeos Imagens Documentos

23 Ineditismo Centralização de Auditorias Economia em escala Histórico Regional

24 Próximos Passos Relatórios Estatísticos pós atendimento. Ações regulatórias em desvios identificados. Abertura de novas especialidades.

25 Obrigado! Warlei de Arimatéia Martins

1.1. Informações necessárias para cadastramento do administrador dos logins: a) Nome completo b) E-mail corporativo c) Telefone d) Área e) CPF

1.1. Informações necessárias para cadastramento do administrador dos logins: a) Nome completo b) E-mail corporativo c) Telefone d) Área e) CPF GUIA DO USUÁRIO 2 1. LOGIN DE ACESSO UNIMED E RECURSOS PRÓPRIOS A Unimed prestadora designará um colaborador da equipe de tecnologia ou atendimento para ser o administrador do sistema de criação dos logins

Leia mais

Implantação dos Requisitos Acreditação RN 277 (ANS)

Implantação dos Requisitos Acreditação RN 277 (ANS) Implantação dos Requisitos Acreditação RN 277 (ANS) Debates GVSaúde Acreditação Operadoras de Planos de Saúde Helton Marcondes Coordenação de Processos e Qualidade - GEPP Roteiro Unimed-BH em Números;

Leia mais

Números do Sistema Unimed. 354 Cooperativas Unimed. Presente em 83% dos municípios

Números do Sistema Unimed. 354 Cooperativas Unimed. Presente em 83% dos municípios Números do Sistema Unimed 354 Cooperativas Unimed 300 Operadoras de plano de saúde 37 Prestadoras de serviço 110 mil Cooperados ativos 19,5 milhões Beneficiários 2.960 Hospitais Presente em 83% dos municípios

Leia mais

Ajius Software de Contestação

Ajius Software de Contestação Ajius Software de Contestação Mauro Back Jun-2010 Classificação das Unimed no Intercâmbio Eletrônico de Liberações Maio 2009 Março 2010 1.200.000 liberações / mês Crescimento de 3.000% em um ano 220.000

Leia mais

Manual do Usuário. Manual do Usuário - Versão 1.0. 1

Manual do Usuário. Manual do Usuário - Versão 1.0. 1 Manual do Usuário Manual do Usuário - Versão 1.0. 1 Índice 1. Visão Geral... 3 2. Acessar o sistema... 3 3. Módulo Inicial... 6 3.1. Cabeçalho do sistema... 6 3.2. Fale Conosco... 6 3.3. Meu Cadastro...

Leia mais

Empresa de Consultoria especializada em Gestão do Negócio Saúde

Empresa de Consultoria especializada em Gestão do Negócio Saúde Empresa de Consultoria especializada em Gestão do Negócio Saúde Consultoria Técnica para a Gestão da Sinistralidade Suporte para Organização das Auditorias Operadora Consultoria Técnica em OPME Auditorias,

Leia mais

Pronunciamento de Orientação Comunicação Eletrônica E-Mail

Pronunciamento de Orientação Comunicação Eletrônica E-Mail Pronunciamento de Orientação Comunicação Eletrônica E-Mail Relatores: Edison Garcia e Helio Garcia Coordenadores: Haroldo Levy e Geraldo Soares 17 / maio / 2012 1 Conceituação Um eficiente sistema de distribuição

Leia mais

Termo de uso genérico para designar qualquer grau de UNIMED Singular, Federação/ Central e Confederação, individualmente ou no conjunto.

Termo de uso genérico para designar qualquer grau de UNIMED Singular, Federação/ Central e Confederação, individualmente ou no conjunto. 1- INTERCÂMBIO A negociação entre as UNIMEDS do País, que geram relações operacionais específicas e normatizadas para atendimento de usuários na área de ação de uma cooperativa ou contratados por outra

Leia mais

CADASTROS/FUNÇÕES BÁSICOS

CADASTROS/FUNÇÕES BÁSICOS 1 Versão: 2.2.1004 Índice Módulo: CADASTROS/FUNÇÕES BÁSICOS 2 Módulo: CONTABILIDADE 2 Módulo: CONTAS A PAGAR 2 Módulo: TESOURARIA 2 Módulo: OPS ATENDIMENTO 2 Módulo: OPS CONTAS MÉDICAS 4 Módulo: OPS CONTRATOS

Leia mais

MANUAL Sistema de Envio de Documentos Digitalizados

MANUAL Sistema de Envio de Documentos Digitalizados MANUAL Sistema de Envio de Documentos Digitalizados Setembro de 2015 Sumario Envio de Documento Digitalizados 03 Parecer 06 Histórico de atualização 08 Manual do Prestador Envio de Documentos Digitalizados

Leia mais

Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança

Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança Questionário básico de Segurança da Informação com o objetivo de ser um primeiro instrumento para você avaliar, em nível gerencial, a efetividade

Leia mais

Manual Básico do Usuário. Monitoramento de Iniciativas Estratégicas. Planejamento Estratégico - ANVISA 2010-2020

Manual Básico do Usuário. Monitoramento de Iniciativas Estratégicas. Planejamento Estratégico - ANVISA 2010-2020 Manual Básico do Usuário Monitoramento de Iniciativas Estratégicas Planejamento Estratégico - ANVISA 2010-2020 Brasília DF, Maio de 2015 1 Sumário Planejamento Estratégico Anvisa 2010 a 2020:... 4 Supervisão

Leia mais

UNIMED FESP. Dra. Maria Manuela Almeida Nunes Mazzini. Gerente de Gestão em Saúde. manuela.mazzini@unimedfesp.coop.br 22/07/2013 1

UNIMED FESP. Dra. Maria Manuela Almeida Nunes Mazzini. Gerente de Gestão em Saúde. manuela.mazzini@unimedfesp.coop.br 22/07/2013 1 UNIMED FESP Dra. Maria Manuela Almeida Nunes Mazzini Gerente de Gestão em Saúde manuela.mazzini@unimedfesp.coop.br 1 PERFIL UNIMED UNIMED FESP Quantidade de usuários 565.582 Área de abrangência Quantidade

Leia mais

INTRODUÇÃO OBJETIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS

INTRODUÇÃO OBJETIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS INTRODUÇÃO Com base no Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais - REHUF, destinado à reestruturação e revitalização dos hospitais das universidades federais, integrados

Leia mais

Consultório Online Maio 2014

Consultório Online Maio 2014 Consultório Online Maio 2014 O que é? O Consultório Online é uma recurso operacional utilizado diretamente nos consultórios médicos ou prestadores por meio de uma interface web (internet) em conformidade

Leia mais

Comitê Técnico Nacional de Produtos Médicos como ferramenta de Gestão. de OPME

Comitê Técnico Nacional de Produtos Médicos como ferramenta de Gestão. de OPME 1 Comitê Técnico Nacional de Produtos Médicos como ferramenta de Gestão de OPME Palestrante: Diana Indiara Ferreira Jardim diana.jardim@unimedpoa.com.br 2 Sobre as OPME, no site da ANS circula no mercado

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA Quando da apresentação de protocolos, manual de normas e rotinas, procedimento operacional padrão (POP) e/ou outros documentos,

Leia mais

RANKING DE INTERCÂMBIO

RANKING DE INTERCÂMBIO RANKING DE INTERCÂMBIO Ranking de Intercâmbio A Unimed do Brasil na busca pela qualificação dos processos operacionais do Sistema Unimed, vem trabalhando na modernização do Ranking de Intercâmbio, de forma

Leia mais

MERCADO EM CONSTANTE TRANSFORMAÇÃO

MERCADO EM CONSTANTE TRANSFORMAÇÃO MERCADO EM CONSTANTE TRANSFORMAÇÃO Mudanças constantes no setor Tarifação cada dia mais complexa Aumento dos dispositivos móveis Aumento de novos serviços de Crescimento das despesas em E OS DESAFIOS SÓ

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA REQUISIÇÃO ON-LINE. Unimed Jundiaí Cooperativa de Trabalho Médico Elaboração Setembro de 2008

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA REQUISIÇÃO ON-LINE. Unimed Jundiaí Cooperativa de Trabalho Médico Elaboração Setembro de 2008 MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA REQUISIÇÃO ON-LINE Unimed Jundiaí Cooperativa de Trabalho Médico Elaboração Setembro de 2008 CONCEITO A Requisição on-line substitui o documento - Guia de Solicitação de Internação

Leia mais

MEMORANDUM DE ENTENDIMENTO ENTRE A COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DO BRASIL E A COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS E FUTUROS DE HONG KONG

MEMORANDUM DE ENTENDIMENTO ENTRE A COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DO BRASIL E A COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS E FUTUROS DE HONG KONG MEMORANDUM DE ENTENDIMENTO ENTRE A COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DO BRASIL E A COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS E FUTUROS DE HONG KONG 1. INTRODUÇÃO A Comissão de Valores Mobiliários do Brasil - CVM e

Leia mais

Marcos Bentes. Projeto de Segurança Escopo do Trabalho. www.modulo.com.br. mbentes@modulo.com.br. Líder em Segurança para Redes, Internet e Intranet

Marcos Bentes. Projeto de Segurança Escopo do Trabalho. www.modulo.com.br. mbentes@modulo.com.br. Líder em Segurança para Redes, Internet e Intranet www.modulo.com.br Projeto de Segurança Escopo do Trabalho Marcos Bentes mbentes@modulo.com.br. 5a. Pesquisa Nacional sobre Segurança da Informação. Perfil das Empresas Pesquisadas (148) 14% 15% 8% Privada

Leia mais

MANUAL SCCARD. Rev.00 Aprovação: 16/08/2010 Página 1 de 19

MANUAL SCCARD. Rev.00 Aprovação: 16/08/2010 Página 1 de 19 Rev.00 Aprovação: 16/08/2010 Página 1 de 19 UNIMED BLUMENAU COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO SCCard Sistema de Autorização On-Line O SCCard é a interface web do sistema de autorização da Unimed Blumenau

Leia mais

O papel da Auditoria quanto a Segurança da Informação da organização

O papel da Auditoria quanto a Segurança da Informação da organização 22 de julho de 2011 O papel da Auditoria quanto a Segurança da Informação da organização Francisco Fernandes Superintendente Geral de Auditoria de TI Banco Safra Sistema Financeiro Nacional Fonte: Banco

Leia mais

A Unimed Muriaé esta atualizando a o sistema autorizador (HILUM )

A Unimed Muriaé esta atualizando a o sistema autorizador (HILUM ) A Unimed Muriaé esta atualizando a o sistema autorizador (HILUM ) Houve mudanças em várias áreas do sistema, mas para simplificar ao usuário final estarei ativando só os campos que são obrigatórios para

Leia mais

REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO DA REDE E EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA

REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO DA REDE E EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Câmpus Ibirubá Conselho de Câmpus REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO

Leia mais

RUA TERCEIRA DO PARQUE, 08, 1 ANDAR, SALA 02, GLEBA B. CAMAÇARI-BA. FONE: + 55 (71) 8846-0196 (Aparecida). E-MAIL: consultoria.marca@gmail.

RUA TERCEIRA DO PARQUE, 08, 1 ANDAR, SALA 02, GLEBA B. CAMAÇARI-BA. FONE: + 55 (71) 8846-0196 (Aparecida). E-MAIL: consultoria.marca@gmail. PORTFÓLIO MARCA CONSULTORIA & TREINAMENTOS RUA TERCEIRA DO PARQUE, 08, 1 ANDAR, SALA 02, GLEBA B. CAMAÇARI-BA. FONE: + 55 (71) 8846-0196 (Aparecida). E-MAIL: consultoria.marca@gmail.com SUMÁRIO 1 QUEM

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR WEB

MANUAL DO PRESTADOR WEB MANUAL DO PRESTADOR WEB Sumário 1. Guia de Consulta... 3 2. Guia de Procedimentos Ambulatoriais... 6 3. Guia de Solicitação de Internação... 8 4. Prorrogação de internação... 8 5. Confirmação de pedido

Leia mais

SOLUÇÕES EM GESTÃO DE RELACIONAMENTO

SOLUÇÕES EM GESTÃO DE RELACIONAMENTO SOLUÇÕES EM GESTÃO DE RELACIONAMENTO Hoje as empresas necessitam e muito de uma ferramenta de Gestão de Clientes! Porém, o alto custo de tal ferramenta inviabiliza sua implantação em empresas de pequeno

Leia mais

DR. SIZENANDO DA SILVA CAMPOS JÚNIORJ DIRETOR PRESIDENTE DA UNIMED GOIÂNIA

DR. SIZENANDO DA SILVA CAMPOS JÚNIORJ DIRETOR PRESIDENTE DA UNIMED GOIÂNIA DR. SIZENANDO DA SILVA CAMPOS JÚNIORJ DIRETOR PRESIDENTE DA UNIMED GOIÂNIA Lei 5764/71 de 16/12/1971 COOPERATIVA DE 3º GRAU CONFEDERAÇÃO COOPERATIVA DE 2º GRAU FEDERAÇÃO OU CENTRAL COOPERATIVA DE 1º GRAU

Leia mais

Unimed Uberaba Relacionamento com o Cooperado Elaine Joudran

Unimed Uberaba Relacionamento com o Cooperado Elaine Joudran Unimed Uberaba Relacionamento com o Cooperado Elaine Joudran Unimed Uberaba Área de ação Onde estamos Farmácia Unimed Nossa estrutura Unimed Domiciliar Clínica Unimed Unidade Sacramento Clínica de Especialidades

Leia mais

PESQUISA O USO DO E-MAIL MARKETING NAS CORPORAÇÕES BRASILEIRAS 4ª EDIÇÃO - 2009

PESQUISA O USO DO E-MAIL MARKETING NAS CORPORAÇÕES BRASILEIRAS 4ª EDIÇÃO - 2009 PESQUISA O USO DO E-MAIL MARKETING NAS CORPORAÇÕES BRASILEIRAS 4ª EDIÇÃO - 2009 REALIZAÇÃO TABULAÇÃO Quem Somos A WBI BRASIL é uma empresa especializada em planejamento de marketing digital, que presta

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO

MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO MINISTÉRIO DA SAÚDE GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO AGENDA ESTRATÉGICA DA GESTÃO (2012-2015) AGENDA ESTRATÉGICA DA GESTÃO (2012-2015) Este documento tem o propósito de promover o alinhamento da atual gestão

Leia mais

A prefeitura a serviço da Comunidade

A prefeitura a serviço da Comunidade A prefeitura a serviço da Comunidade O Projeto Ação Social objetiva-se a centralizar as rotinas de trabalho em um ambiente WEB proporcionando melhoria da visualização das informações, buscando a transparência,

Leia mais

SOBRE A FÉRIAS VIVAS MISSÃO. Lutar pela conscientização e proteger vidas no turismo nacional. VISÃO

SOBRE A FÉRIAS VIVAS MISSÃO. Lutar pela conscientização e proteger vidas no turismo nacional. VISÃO SOBRE A FÉRIAS VIVAS A Associação Férias Vivas é a primeira ONG de âmbito nacional voltada para a segurança no turismo e no lazer. A organização foi criada em 2002 a partir da iniciativa de um grupo de

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 Reestrutura as unidades vinculadas à Secretaria de Tecnologia da Informação SETIN do Tribunal Superior do Trabalho.

Leia mais

1. INTRODUÇÃO 3 2. ESCOPO DO SERVIÇO DE CUSTOMIZAÇÃO 3

1. INTRODUÇÃO 3 2. ESCOPO DO SERVIÇO DE CUSTOMIZAÇÃO 3 2 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 3 2. ESCOPO DO SERVIÇO DE CUSTOMIZAÇÃO 3 2.1. OBJETIVO DOS SERVIÇOS DE CUSTOMIZAÇÕES 3 2.2. NÃO SE COMPREENDE COMO SERVIÇOS DE CUSTOMIZAÇÕES 3 2.3. RESPONSABILIDADE SOBRE ARTEFATOS

Leia mais

Sistema de Logística Reversa

Sistema de Logística Reversa Sistema de Logística Reversa Manual de Utilização do Sistema Índice 1 Acessando o Sistema...3 1.1 Alterando a Senha...3 2 Tela Principal...4 3 Inserindo uma nova solicitação de coleta...4 4 Pesquisar solicitações

Leia mais

CAMPO DE APLICAÇÃO Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta. APROVAÇÃO

CAMPO DE APLICAÇÃO Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta. APROVAÇÃO 05/IN01/DSIC/GSIPR 00 14/AGO/09 1/7 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações CRIAÇÃO DE EQUIPES DE TRATAMENTO E RESPOSTA A INCIDENTES

Leia mais

Este Manual aplica-se a todos os Usuário de T.I. do Ministério Público de Goiás. ATIVIDADE AUTORIDADE RESPONSABILIDADE Manter o Manual Atualizado

Este Manual aplica-se a todos os Usuário de T.I. do Ministério Público de Goiás. ATIVIDADE AUTORIDADE RESPONSABILIDADE Manter o Manual Atualizado Versão 01 - Página 1/8 1 Objetivo Orientar o usuário de T.I. a solicitar atendimento. Mostrar o fluxo da solicitação. Apresentar a Superintendência 2 Aplicação Este Manual aplica-se a todos os Usuário

Leia mais

OPS CONTRATOS E BENEFICIÁRIOS

OPS CONTRATOS E BENEFICIÁRIOS 1 Versão: 2.2.1014 Índice Módulo: PATRIMÔNIO 2 Módulo: CONTAS A PAGAR 2 Módulo: OPS ATENDIMENTO 2 Módulo: OPS CONTAS MÉDICAS 2 Módulo: OPS CONTRATOS E BENEFICIÁRIOS 3 Módulo: OPS INFORMAÇÕES ANS 3 Módulo:

Leia mais

Cadastro de solicitações com anexos

Cadastro de solicitações com anexos Cadastro de solicitações com O prestador poderá cadastrar as solicitações e incluir nas mesmas. Segue demonstrativo de cadastro de solicitações com anexo. Cadastro de solicitações com Acessar o site do

Leia mais

Manual de Utilização Chat Intercâmbio

Manual de Utilização Chat Intercâmbio Manual de Utilização Chat Intercâmbio 1 INDICE 1 Chat Intercâmbio... 6 1.1 Glossário de Termos Utilizados.... 6 1.2 Definições de uma Sala de Chat... 7 1.3 Como Acessar o Chat Intercâmbio... 8 1.4 Pré-requisitos

Leia mais

Solicitação do Cliente

Solicitação do Cliente Consultoria Solicitação do Cliente IDENTIFICAÇÃO Provedor: 195 Nº Atendimento: 59066 Ambiente Ocorrência Aceite Cliente Externo X Web x Nova Implementação Impresso X Desk Melhoria X Email Mobile Customização

Leia mais

Entidade Administradora da Portabilidade Numérica

Entidade Administradora da Portabilidade Numérica Entidade Administradora da Portabilidade Numérica Brasília, junho de 2011. 1 Pauta da Apresentação A ABR Telecom O que é Portabilidade? Funcionamento (Janelas) Soluções de Arquivos 2 ABR Telecom A ABR

Leia mais

Manual do Módulo SAC

Manual do Módulo SAC 1 Manual do Módulo SAC Índice ÍNDICE 1 OBJETIVO 4 INICIO 4 SAC 7 ASSOCIADO 9 COBRANÇA 10 CUSTO MÉDICO 10 ATENDIMENTOS 11 GUIAS 12 CREDENCIADO 13 LIVRETO 14 BUSCA POR RECURSO 15 CORPO CLÍNICO 16 MENU ARQUIVO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA 1. Número e Título do Projeto: OEI BRA09/004 - Aprimoramento da sistemática de gestão do Ministério da Educação

Leia mais

Partner Network. www.scriptcase.com.br

Partner Network. www.scriptcase.com.br www.scriptcase.com.br A Rede de Parceiros ScriptCase é uma comunidade que fortalece os nossos representantes em âmbito nacional, possibilitando o acesso a recursos e competências necessários à efetivação

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM CNPJ: 10.793.118/0001-78 Projeto T2Ti ERP. Módulo Suprimentos. Gestão de Contratos

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM CNPJ: 10.793.118/0001-78 Projeto T2Ti ERP. Módulo Suprimentos. Gestão de Contratos Módulo Suprimentos Gestão de Contratos Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Suprimentos Gestão de Contratos. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas no

Leia mais

Sistema de Supervisão de Mercados 17.06.2015

Sistema de Supervisão de Mercados 17.06.2015 Sistema de Supervisão de Mercados 7.06.205 AGENDA Modelo de Autorregulação da ANBIMA Descrição da ferramenta e seus principais módulos Módulo I Cadastro de Usuários Módulo II Solicitação de Informações

Leia mais

DIRETRIZES PARA O USO SEGURO DAS REDES SOCIAIS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL

DIRETRIZES PARA O USO SEGURO DAS REDES SOCIAIS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL 15/IN01/DSIC/GSIPR 00 11/JUN/12 1/5 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações DIRETRIZES PARA O USO SEGURO DAS REDES SOCIAIS NA

Leia mais

IV CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO E SAÚDE. Os Impactos da Judicialização na Saúde Pública e Privada

IV CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO E SAÚDE. Os Impactos da Judicialização na Saúde Pública e Privada IV CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO E SAÚDE Os Impactos da Judicialização na Saúde Pública e Privada 25/11/2015 HISTÓRICO: Período anterior a CF de 1988 INAMPS População e procedimentos restritos Movimento

Leia mais

Soluções em Segurança

Soluções em Segurança Desafios das empresas no que se refere a segurança da infraestrutura de TI Dificuldade de entender os riscos aos quais a empresa está exposta na internet Risco de problemas gerados por ameaças externas

Leia mais

gestão eletrônica do sistema da qualidade: uma ferramenta para o Coordenador da Qualidade A gestão eletrônica QUALIDADE QUALIDADE PROJETOS SAC

gestão eletrônica do sistema da qualidade: uma ferramenta para o Coordenador da Qualidade A gestão eletrônica QUALIDADE QUALIDADE PROJETOS SAC TECNOLOGIA WEB QUALIDADE SAC 1 QUALIDADE A gestão eletrônica gestão eletrônica do sistema da qualidade: uma ferramenta para o Coordenador da 2 1 Apresentação do Sistema O AUTODOC é um software para Web

Leia mais

SISTEMA UNIMED Atendimento no Intercâmbio Eletrônico

SISTEMA UNIMED Atendimento no Intercâmbio Eletrônico SISTEMA UNIMED Atendimento no Intercâmbio Eletrônico SISTEMA UNIMED Presente em dos Municípios Brasileiros 18 MILHÕES DE CLIENTES Fonte: CADU Julho/2012 (*) Balanço Social Unimed 2011 Fonte: CADU Unimed

Leia mais

Consultório Online. Manual de Utilização do Módulo Operacional. índice. Guias consulta / SADT (Solicitação, Execução com Guia e Autogerada): 4

Consultório Online. Manual de Utilização do Módulo Operacional. índice. Guias consulta / SADT (Solicitação, Execução com Guia e Autogerada): 4 índice Passo 1: Visão geral 3 Passo 2: Como acessar o Consultório Online? 3 Passo 3: Recursos disponíveis 4 Guias consulta / SADT (Solicitação, Execução com Guia e Autogerada): 4 Pesquisa de histórico

Leia mais

Política Corporativa de Segurança da Informação

Política Corporativa de Segurança da Informação Política Corporativa de Segurança da Informação Emissão 12/08 /201 3 Aprovação - Diretoria / Presidência Página: 1 Sumário 1. OBJETIVO DA POLÍTICA... 3 2. ABRANGÊNCIA... 3 3. CONTEXTO JURÍDICO... 4 4.

Leia mais

Paraná - Rio Grande do Sul

Paraná - Rio Grande do Sul COMPROMETIMENTO E SATISFAÇÃO DO CLIENTE Paraná - Rio Grande do Sul Missão Oferecer as melhores soluções em serviços e produtos, visando se adequar aos altos padrões de satisfação de nossos clientes e parceiros

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

A FORMALIZAÇÃO COMO TENDÊNCIA

A FORMALIZAÇÃO COMO TENDÊNCIA EVOLUÇÃO DO SEGMENTO DE PROMOÇÃO DE CRÉDITO: A FORMALIZAÇÃO COMO TENDÊNCIA Desenvolvendo Pessoas e Fortalecendo o Sistema Renato Martins Oliva Agenda O que é ABBC Missão e valores Bancos de pequena e média

Leia mais

Registro somente o pessoal do Departamento de Registro pode utilizar este recurso.

Registro somente o pessoal do Departamento de Registro pode utilizar este recurso. Departamento Responsável: Registro Departamento que vão ser beneficiados com este recurso: Objetivos: Registro somente o pessoal do Departamento de Registro pode utilizar este recurso. Cadastrar históricos

Leia mais

Dúvidas Freqüentes: Autorizador Web

Dúvidas Freqüentes: Autorizador Web Dúvidas Freqüentes: Autorizador Web 1. Como faço pedido de intercâmbio pelo autorizador? Acessando a página inicial do autorizador encontrará na barra de tarefas lateral a opção INTERCÂMBIO. Para intercâmbio,

Leia mais

Apresentação Comercial

Apresentação Comercial Apresentação Comercial Quem Somos O HANT é uma vertical da empresa NDDigital, com foco em desenvolver soluções através de software e serviços direcionados a atender a cadeia de compra das empresas, desde

Leia mais

Apresentação da Empresa e seus Serviços.

Apresentação da Empresa e seus Serviços. Apresentação da Empresa e seus Serviços. 1 Conteúdo do Documento Sobre a MSCTI... 3 Portfólio de Serviços... 4 O que a consultoria MSCTI faz?... 5 Outros Serviços e Soluções... 6 Certificações... 7 Clientes

Leia mais

Certificação ISO/IEC 27001. SGSI - Sistema de Gestão de Segurança da Informação. A Experiência da DATAPREV

Certificação ISO/IEC 27001. SGSI - Sistema de Gestão de Segurança da Informação. A Experiência da DATAPREV Certificação ISO/IEC 27001 SGSI - Sistema de Gestão de Segurança da Informação A Experiência da DATAPREV DATAPREV Quem somos? Empresa pública vinculada ao Ministério da Previdência Social, com personalidade

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Contratação de consultoria pessoa física para serviços de preparação

Leia mais

PTU 5.0 Online - UNICOO

PTU 5.0 Online - UNICOO Julho/2015 Título do documento Sumário 1. O que mudou da versão anterior do PTU Online?... 3 2. Atualização e Parametrização do Pacote... 4 3. Comunicação de Decurso de Prazo Nova transação 0700... 6 4.

Leia mais

CIGAM SOFTWARE CORPORATIVA LTDA.

CIGAM SOFTWARE CORPORATIVA LTDA. CIGAM SOFTWARE CORPORATIVA LTDA. Raquel Engeroff Neusa Cristina Schnorenberger Novo Hamburgo RS Vídeo Institucional Estratégia Visão Missão Ser uma das 5 maiores empresas de software de gestão empresarial

Leia mais

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO 1. Projeto: Aprimoramento da sistemática de gestão

Leia mais

PROCEDIMENTO SISTÊMICO DA QUALIDADE

PROCEDIMENTO SISTÊMICO DA QUALIDADE 1. OBJETIVO Estabelecer, documentar, implementar, aprimorar e manter um, que assegure a conformidade com os requisitos da norma de referência. 2. CONTROLE DE DOCUMENTOS E REGISTRO 2. CONTROLE DE DOCUMENTOS

Leia mais

TCU - Ciclo de Palestras 2011. Papel da Alta Administração na Governança de TI

TCU - Ciclo de Palestras 2011. Papel da Alta Administração na Governança de TI TCU - Ciclo de Palestras 2011 Papel da Alta Administração na Governança de TI Missão do CNJ O Conselho Nacional de Justiça tem o propósito de realizar a gestão estratégica e o controle administrativo do

Leia mais

ABCE REVITALIZADA PLANEJAMENTO 2011-2015

ABCE REVITALIZADA PLANEJAMENTO 2011-2015 ABCE REVITALIZADA PLANEJAMENTO 2011-2015 1 Destaques do levantamento de referências de associações internacionais Além dos membros associados, cujos interesses são defendidos pelas associações, há outras

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 2.031, DE 1999

PROJETO DE LEI Nº 2.031, DE 1999 COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI Nº 2.031, DE 1999 Dispõe sobre o atendimento obrigatório aos portadores da Doença de Alzheimer no Sistema Único de Saúde - SUS, e dá outras providências.

Leia mais

PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS FT DE SAÚDE - "A SANTA MARIA QUE QUEREMOS"

PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS FT DE SAÚDE - A SANTA MARIA QUE QUEREMOS 1 - Apoiar a construção coletiva e implementação do Plano Realizar a Conferência com uma ampla participação da comunidade Sugerir propostas não contempladas na proposta do Plano Conferência Municipal de

Leia mais

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2008/prt1559_01_08_2008.html

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2008/prt1559_01_08_2008.html Página 1 de 5 ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 1.559, DE 1º DE AGOSTO DE 2008 Institui a Política Nacional

Leia mais

CAPITULO 4 A ARQUITETURA LÓGICA PARA O AMBIENTE

CAPITULO 4 A ARQUITETURA LÓGICA PARA O AMBIENTE CAPITULO 4 A ARQUITETURA LÓGICA PARA O AMBIENTE A proposta para o ambiente apresentada neste trabalho é baseada no conjunto de requisitos levantados no capítulo anterior. Este levantamento, sugere uma

Leia mais

NÚCLEO SESI DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

NÚCLEO SESI DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NÚCLEO SESI DE RESPONSABILIDADE SOCIAL Mapa Estratégico da Indústria (2007-2015) 2015) Objetivo Criar a cultura da Responsabilidade Social nas Empresas, incorporando as suas políticas às estratégias corporativas,

Leia mais

RELATÓRIO DE AÇÕES COMUNICAÇÃO

RELATÓRIO DE AÇÕES COMUNICAÇÃO RELATÓRIO DE AÇÕES COMUNICAÇÃO jan/jun 24 RELATÓRIO COMUNICAÇÃO jan/jun 24 O setor de Comunicação da Unimed Blumenau é responsável pela comunicação interna e institucional da marca Unimed. Tem como objetivos

Leia mais

Imobil Starter. Operacional Financeiro. Pessoas Contratos Financeiro Faturamento Relatórios

Imobil Starter. Operacional Financeiro. Pessoas Contratos Financeiro Faturamento Relatórios Imobil Starter Operacional Financeiro Pessoas Contratos Financeiro Faturamento Relatórios Imobil Enterprise Operacional Financeiro Pessoas Contratos Financeiro Faturamento Cobrança Fiscal Relatórios Operacional

Leia mais

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO 1. Projeto: Aprimoramento da sistemática de gestão

Leia mais

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO 1. Projeto: Aprimoramento da sistemática de gestão

Leia mais

Metodologia de Qualificação de Dados dos Planos Privados de Assistência à Saúde: uma experiência na ANS

Metodologia de Qualificação de Dados dos Planos Privados de Assistência à Saúde: uma experiência na ANS Metodologia de Qualificação de Dados dos Planos Privados de Assistência à Saúde: uma experiência na ANS X Congresso Brasileiro de Informática em Saúde out/2006 - Florianópolis (SC) ANS Lei nº 9.656/1998

Leia mais

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO 1. Projeto: Aprimoramento da sistemática de gestão

Leia mais

MMX - Controladas e Coligadas

MMX - Controladas e Coligadas POLITICA CORPORATIVA PC. 1.16.01 Política de Meio Ambiente Emissão: 02/10/06 1 Objetivo: Estabelecer diretrizes visando proteger os recursos naturais e o meio ambiente em todas das unidades operacionais.

Leia mais

Conheça as soluções que irão transformar sua comunicação por email e trazer resultados expressivos.

Conheça as soluções que irão transformar sua comunicação por email e trazer resultados expressivos. Conheça as soluções que irão transformar sua comunicação por email e trazer resultados expressivos. O que é email marketing? Email marketing é o conceito de usar o e-mail como ferramenta de marketing direto.

Leia mais

Apoio a Programas de Conservação

Apoio a Programas de Conservação Apoio a Programas de Conservação OBJETIVOS Apoiar instituições para que desenvolvam ações de conservação em médio e longo prazo, na forma de programa, que resultem em medidas efetivas de conservação. As

Leia mais

CONSULTORIA E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA

CONSULTORIA E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA CONSULTORIA E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA Quem Somos A Vital T.I surgiu com apenas um propósito: atender com dedicação nossos clientes. Para nós, cada cliente é especial e procuramos entender toda a dinâmica

Leia mais

Detalhamento por Localizador

Detalhamento por Localizador Programa 2015 - Aperfeiçoamento do Sistema Único de Saúde (SUS) 20QI - Implantação e Manutenção da Força Nacional de Saúde Número de Ações 3 Esfera: 20 - Orçamento da Seguridade Social Função: 10 - Saúde

Leia mais

MANUAL DE LISTA PRESENCIAL E CONFIRMAÇÃO DE ATENDIMENTO

MANUAL DE LISTA PRESENCIAL E CONFIRMAÇÃO DE ATENDIMENTO MANUAL DE LISTA PRESENCIAL E CONFIRMAÇÃO DE ATENDIMENTO Este Manual tem por finalidade orientar o preenchimento do Novo Portal de Serviços de Atendimento ao Prestador na Confirmação de Atendimento e Lista

Leia mais

http://web.asplan.com.br/aspnet

http://web.asplan.com.br/aspnet MANUAL DE IMPLANTAÇÃO ASPNET 2.0 Cliente http://web.asplan.com.br/aspnet Revisão 10/2010 1. COMO ACESSAR O ASPNET O cadastramento dos usuários Clientes é de responsabilidade dos setores do Escritório Contábil,

Leia mais

EDITAL N 003/2015 PROEX SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA DE UNIDADES AUXILIARES DA UNESP

EDITAL N 003/2015 PROEX SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA DE UNIDADES AUXILIARES DA UNESP EDITAL N 003/2015 PROEX SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA DE UNIDADES AUXILIARES DA UNESP Seleção de propostas de extensão universitária de Unidades Auxiliares no âmbito da PROEX/UNESP para

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Nº de Páginas: 1 / 5 1. OBJETIVOS Os objetivos desta Política de Segurança da Informação são estabelecer orientações gerais de segurança da informação no âmbito da Braslight, fornecendo o apoio conceitual

Leia mais

SUMÁRIO. Este procedimento define a estrutura e a sistemática para a condução da Análise Crítica do Sistema de Gestão de SMS da OGX.

SUMÁRIO. Este procedimento define a estrutura e a sistemática para a condução da Análise Crítica do Sistema de Gestão de SMS da OGX. Procedimento de Gestão OGX PG.SMS.017 Denominação: Análise Crítica SUMÁRIO Este procedimento define a estrutura e a sistemática para a condução da Análise Crítica do Sistema de Gestão de SMS da OGX. ÍNDICE

Leia mais

Evolução da BVS nos Países eportuguêse. Cláudia Guzzo BIREME/PAHO/WHO - São Paulo

Evolução da BVS nos Países eportuguêse. Cláudia Guzzo BIREME/PAHO/WHO - São Paulo Evolução da BVS nos Países eportuguêse Cláudia Guzzo BIREME/PAHO/WHO - São Paulo FATOS HISTÓRICOS Set. 2005 - Pontos focais do eportuguêse se reúnem em GT durante o 9º Congresso Mundial de Informação em

Leia mais

Plano Diretor do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora

Plano Diretor do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora Plano Diretor do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora Missão Formar recursos humanos, gerar conhecimentos e prestar assistência de qualidade na área da saúde à comunidade da região.

Leia mais

FLEXCRM SISTEMA DE GESTÃO DE CLIENTES [MÓDULO ATENDIMENTO] SUMÁRIO

FLEXCRM SISTEMA DE GESTÃO DE CLIENTES [MÓDULO ATENDIMENTO] SUMÁRIO FLEXCRM SISTEMA DE GESTÃO DE CLIENTES [MÓDULO ATENDIMENTO] SUMÁRIO 1. PORQUE A SW1... 2 2. 10 MOTIVOS PARA CONTRATAR... 2 3. ESTUDO DE CASO... 3 4. SOLUÇÃO PROPOSTA... 3 5. CONDIÇÕES COMERCIAIS... 9 6.

Leia mais

SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS

SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS 2014 Tecnologia da Informação - TI Unimed Cascavel MANUAL HILUM 4.0 - FISIOTERAPIA A ANS estabeleceu um padrão de Troca de Informação em Saúde Suplementar - TISS para registro

Leia mais

VIII Fórum de Auditoria Segurança da Informação VIII. Fórum Estadual de Auditoria. Cláudio Reginaldo Alexandre. Cláudio Reginaldo Alexandre

VIII Fórum de Auditoria Segurança da Informação VIII. Fórum Estadual de Auditoria. Cláudio Reginaldo Alexandre. Cláudio Reginaldo Alexandre VIII Fórum Estadual de Auditoria 1 Panorama Atual Leitura dos Números 2 Fonte: http://www.nbso.nic.br 3 Origem dos Incidentes 2008 Mês Total worm (%) dos (%) invasão (%) aw (%) scan (%) fraude (%) jan

Leia mais

Plano Nacional de. Emergências Ambientais com Produtos Químicos Perigosos. Curso LíderesL

Plano Nacional de. Emergências Ambientais com Produtos Químicos Perigosos. Curso LíderesL Plano Nacional de Prevenção, Preparação e Resposta Rápida R a Emergências Ambientais com Produtos Químicos Perigosos Curso LíderesL Brasília, 20 de agosto de 2008 1 Como surgiu o P2R2 Histórico de ocorrência

Leia mais

PÁGINA 4 ITIL V.2 & ITIL V.3

PÁGINA 4 ITIL V.2 & ITIL V.3 PÁGINA 4 ITIL V.2 & ITIL V.3 Gerência de Níveis de Serviço Manter e aprimorar a qualidade dos serviços de TI Revisar continuamente os custos e os resultados dos serviços para garantir a sua adequação Processo

Leia mais