Relatório AWM Investimentos no atual cenário de juros

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório AWM Investimentos no atual cenário de juros"

Transcrição

1 Mudança nas características dos investimentos no Brasil A mudança estrutural que o Brasil está vivenciando diante da forte queda de juros, afetou diretamente os investimentos da população. Conforme abordado no relatório especial enviado aos investidores da Advis Wealth Managament (AWM) Estudo sobre a queda de juros no Brasil hoje os investidores já vivenciam retornos reais negativos, caso seja considerada a inflação provida pela categoria de serviços. Anteriormente, o Brasil possuía um tripé de investimentos que era totalmente atípico em comparação com os padrões internacionais. Era possível criar um portfólio que apresentasse liquidez, retornos positivos descontando a inflação e ainda baixo risco de mercado Gráfico I. Com esta mudança estrutural nos juros, é necessário a construção de um portfólio alinhado ao perfil do investidor e condizente com a situação macroeconômica atual. Na busca por retornos reais positivos, é necessário abrir mão de um pouco de liquidez e/ou tolerar mais risco de mercado. Este trade off deverá sempre ser levado em conta no processo de construção de portfólio. Em um cenário como o atual, investimentos em ativos pós fixados como poupança, CDBs e LCIs, se tornaram menos atrativos e devem ser revistos Produtos como fundos multimercado, ações e outras alternativas de renda fixa deverão se tornar mais frequentes nas carteiras dos investidores brasileiros. O horizonte de investimento deve ser alongado e o portfólio enquadrado a necessidade de liquidez e tolerância a risco. Gráfico I Característica dos Investimentos Alta Liquidez Renda Fixa Pós Fixada Juro Real Positivo Livre de Risco Mediante a esta importante alteração das características dos investimentos, a AWM neste relatório reforçará a tese de construção de uma carteira de investimentos alinhada ao perfil do investidor. Maior tolerância para oscilação no curto prazo Conforme descrito, o investidor que busca o aumento de capital no médio prazo deverá tolerar mais risco de mercado para atingir o objetivo inicial. A construção do portfólio é fundamental, contudo é preciso atentar o investidor que maiores oscilações de curto prazo poderão ocorrer. Além disso, com um CDI apresentando menores taxas de retorno em relação à anos anteriores, existe um menor colchão para os investimentos. Assumindo um portfólio de investimento com 60% de caixa (CDI) e 40% em investimentos mais agressivos é possível exemplificar esta situação. Caso o investimento agressivo apresentasse : : DESTAQUES DO RELATÓRIO PÁG. 02 Processo de Alocação PÁG. 03 Benefícios de um Portfólio Eficiente PÁG. 04 Sugestões PÁG. 04 Novas Oportunidades PÁG. 05 Serviços AWM 13

2 rentabilidade negativa de 1,00% ao mês em dois momentos no tempo, 2008 e 2013, o resultado final seria diferente. Com a queda de juros e o mesmo retorno para o investimento agressivo, atualmente este portfólio apresentaria retorno negativo de 0,11% ao mês - Gráfico II. Este é somente um exemplo para ilustrar que para uma mesma variação nos investimentos, o colchão CDI é menor. Gráfico II Menor colchão atualmente 0,90% 0,80% 0,70% 0,60% 0,50% 0,40% 0,30% 0,20% 0,10% 0,00% -0,10% -0,20% Rentabilidade do CDI ao mês Desempenho do portfólio para uma queda de 1,00% na rentabilidade do investimento agressivo Menor colchão atualmente CDI 2008 CDI 2013 Portfólio 2008 Portfólio 2013 Construção de um Portfólio de Investimento O processo de alocação envolve 3 etapas que são fundamentais para a elaboração de um portfólio completo e eficiente: 1) Análise do Perfil Como primeiro passo, a análise do perfil busca entender a atual situação financeira do investidor, seus objetivos e sonhos futuros, além de sua tolerância a risco. 2) Cenário e Ativos Um segundo momento na construção do portfólio é a análise do cenário atual. É necessário o monitoramento dos indicadores econômicos e variáveis que podem impactar os investimentos de forma estrutural. Exemplo deste processo foi a observação de que as taxas de juros reais permanecerão baixas devido a diversos pontos em relação a economia brasileira. Sabendo o perfil e o cenário em que o Brasil atravessa, a seleção de ativos é fundamental para se estabelecer investimentos que agreguem no médio prazo. 3) Monitoramento e Rebalanceamento Através das etapas mencionadas acima, a carteira ideal é montada. O processo de assessoria continua através do monitoramento e rebalanceamento da carteira inicial de acordo com a etapa de vida que o cliente se encontra somado com o cenários prospectivos e demais variáveis que sejam relevantes para o momento, caso de um objetivo especifico de curto prazo, por exemplo. PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DE UM PORTFÓLIO EFICIENTE Análise de Perfil Cenário e Produtos Monitoramento e Rebalanceamento Entendimento dos Objetivos de Vida Compra de Imóvel Aposentadoria Herança Novas descobertas Tolerância a risco Análise do cenário Análise Macroeconômica Constante monitoramento do mercado Seleção de ativos Busca constante por produtos diferenciados Rígido controle de risco Acompanhamento constante da carteira Rebalanceamento dos investimentos 2

3 Benefícios de um Portfólio Eficiente Apesar de um tema muito batido, a diversificação do investimento traz benefícios reais aos investidores, o que faz desse assunto uma discussão sempre importante e atual. Diversificação com 2 ativos No exemplo abaixo, foram analisadas duas carteiras cujos ativos em questão correspondem a três fundos multimercados que compõem o Portfólio da AWM. A correlação entre o Fundo I e o Fundo II é de 87% enquanto que a correlação entre o Fundo II e o Fundo III é de apenas 11%. Na Carteira A, a diversificação da alocação entre os dois fundos não exerce nenhum tipo de benefício em termos de Risco x Retorno, que pode ser observado pela análise do Índice Sharpe 1. Como os fundos são altamente correlacionados, o risco do portfólio composto Carteira A não diminui enquanto que o retorno sim, já que o Fundo II tem um retorno esperado maior. Carteira A Fundo I Fundo II E(Retorno) Vol Sharpe 0% 100% 12,33% 6,00% 0,85 10% 90% 12,19% 5,91% 0,84 20% 80% 12,04% 5,87% 0,82 30% 70% 11,90% 5,84% 0,80 40% 60% 11,76% 5,82% 0,77 50% 50% 11,62% 5,82% 0,75 60% 40% 11,47% 5,82% 0,73 70% 30% 11,33% 5,84% 0,70 80% 20% 11,19% 5,86% 0,67 90% 10% 11,04% 5,90% 0,64 100% 0% 10,90% 5,95% 0,61 Já na Carteira B, a diversificação do investimento entre esses dois fundos contribui na melhora da relação Risco x Retorno. A melhor relação, levando em conta apenas o Índice Sharpe, é a composição de 30% do Fundo II e 70% do Fundo Retorno Esperado III. Lembrando que fatores como perfil, objetivos e análise de produtos também são importantes na composição de um portfólio. O gráfico III, facilita a visualização das tabelas analisadas. Produtos com baixa correlação agregam na relação Risco x Retorno, ou seja, é possível o portfólio apresentar alto retorno esperado e menor risco de mercado. Gráfico III Retorno x Risco 13,00% 12,50% 12,00% 11,50% 11,00% 10,50% 10,00% Carteira B Fundo II Fundo III E(Retorno) Vol Sharpe 0% 100% 9,43% 2,65% 0,823 10% 90% 9,72% 2,55% 0,969 20% 80% 10,01% 2,62% 1,053 30% 70% 10,30% 2,83% 1,078 40% 60% 10,59% 3,15% 1,060 50% 50% 10,88% 3,54% 1,025 60% 40% 11,17% 3,99% 0,982 70% 30% 11,46% 4,46% 0,944 80% 20% 11,75% 4,95% 0,909 90% 10% 12,04% 5,45% 0, % 0% 12,33% 6,00% 0,847 9,50% Carteira A Carteira B Portfólio vermelho é mais eficiente 9,00% 2,00% 3,00% 4,00% 5,00% 6,00% 7,00% Risco Diversificação com +2 ativos Para esse segundo exemplo, analisou-se o retorno e o risco de 5 fundos distintos que compõem o portfólio AWM, contra uma carteira formada pela composição desses mesmos fundos. A carteira (Carteira Composta) 1 Índice de Sharpe: indicador que mede a eficiência do investimento. Retorno ajustado a risco. 3

4 possui 30% do Fundo A, 20% do Fundo B, 20% do Fundo C, 20% do fundo D e 10% do fundo E. Na tabela abaixo também utilizou-se como métrica para melhor desempenho, o Índice Sharpe. Pode-se observar que a Carteira Composta apresentou desempenho superior a todos os ativos individualmente. Isso se deve ao fato da Carteira Composta ter investido em diversas classes de ativos e com isso capturar os diferentes momentos do mercado, tanto de aversão a risco como de tomada de risco. Carteiras Retorno Volatilidade Sharpe Carteira Composta 17,61% 3,47% 2,65 Fundo A 9,24% 0,38% 2,18 Fundo B 18,76% 6,46% 1,60 Fundo C 24,65% 6,36% 2,55 Fundo D 16,42% 3,74% 2,14 Fundo E 29,91% 14,88% 1,44 Sugestão para os investimentos Conforme descrito em todo este relatório, o cenário em que o Brasil se situa força o investidor a repensar sobre seus ativos/produtos. A AWM acredita que para gerar retornos reais no médio prazo e fazer uma gestão patrimonial eficiente, a construção de um portfólio com diversas classes de ativos e maior risco de mercado seja prudente. Logicamente que este portfólio deve estar alinhado com todos os momentos da vida do cliente e portanto, haverá situações em que o investidor abrirá mão de retornos maiores para aumentar a liquidez do portfólio, por exemplo. Novas Oportunidades A Advis Wealth Management pensando na melhor forma de realizar a gestão patrimonial de seus investidores apresenta portfólios diversificados e produtos com alta eficiência. Recentemente foram aumentados o risco de mercado para carteiras arrojadas e agressivas, diante deste novo cenário já explicado no relatório. Portfólios AWM Renda Fixa Fundos MM Ações C M B Ar Ag Pós Fixado 39% 25% 12% 6% 0% Pré Fixado 20% 17% 13% 5% 5% Juro Real 10% 13% 15% 12% 10% Total 69% 55% 40% 23% 15% Juros e Moedas 15% 12% 7% 0% 0% Macro/ Trading 11% 23% 36% 50% 47% Valor Relativo 5% 5% 7% 7% 8% Total 31% 40% 50% 57% 55% Ações 0% 5% 10% 20% 30% Total 0% 5% 10% 20% 30% C:Conservador, M: Moderado, B: Balanceado, Ar: Arrojado e Ag: Agressivo Além disso, a AWM lançou duas novas oportunidades de investimento. O AWM Pacífico Hedge e o AWM BTG Pactual Hedge Plus são fundos da categoria multimercado, considerados de risco intermediário. Analisando a introdução dos dois no Portfólio AWM, nota-se a melhora da relação Risco x Retorno das carteiras analisadas, o que vem de encontro com a visão já relatada. A baixa correlação entre os novos produtos e os já existentes no portfólio amplia mais o leque de informações e oportunidades para o cliente. 4

5 Serviços Advis Wealth Management PROJETO DE VIDA O Projeto de Vida foi elaborado com a intenção de levar aos clientes uma maneira diferenciada de cuidar da saúde econômica ampliando as possibilidades para desfrutar a vida e realizar os sonhos de maneira consciente. Ele é feito a partir do entendimento da renda, do patrimônio, do perfil e dos objetivos de cada cliente. ASSESSORIA EM INVESTIMENTOS A assessoria em investimentos busca construir riqueza de maneira gradual e consistente para seus clientes. Com um time de profissionais hábil e capacitado, a Advis Wealth Management oferece as soluções mais adequadas ao perfil e objetivos de cada investidor em relação ao seu patrimônio financeiro. A assessoria é baseada em três etapas: análise do perfil, construção do portfólio e monitoramento e rebalanceamento do portfólio. ANÁLISE GLOBAL DE PORTFÓLIO A análise global de portfólio consiste em um diagnóstico da composição da carteira atual do cliente, por meio da sua avaliação sob aspectos como liquidez, risco, concentração de ativos e diversificação de estratégias. O processo compreende também a análise do alinhamento do portfólio ao perfil do investidor e às perspectivas econômicas. Esse serviço tem como objetivo fornecer uma visão detalhada de seu patrimônio. SOLUÇÕES EM PREVIDÊNCIA A Advis Wealth Management em conjunto com o Itaú Vida e Previdência oferece Planos de Previdência Complementar nas categorias PGBL e VGBL. Esse serviço possibilita ao investidor uma gama abrangente de produtos, incluindo fundos de renda fixa, fundos multimercados e fundos balanceados. FUNDOS DE INVESTIMENTO A prateleira da Advis Wealth Management é abrangente e oferece diversas opções de investimento. Buscam-se parceiros com grande diferencial com o objetivo de disponibilizar diferentes produtos e classes de ativo. GESTÃO DE RISCO Através das mais sofisticadas ferramentas de risco, realizamos constantemente o monitoramento do portfólio do cliente. A gestão de risco tem como objetivo trazer consistência de resultado, preservação do patrimônio e riqueza gradual aos nossos clientes. RELATÓRIOS Os profissionais da Advis Wealth Management regularmente produzem conteúdo relacionado aos mercados, produtos oferecidos, economias, estratégias do portfolio e alocação de recursos. Todos esses materiais tem o intuito de manter o cliente informado e atualizado permanentemente e contribuir de maneira ampla na sua tomada de decisão. Além disso, é possível acompanhar o desempenho e posição dos investimentos de forma clara e transparente através do extrato e sistema de acesso via web. 5

6 Disclaimer As informações contidas neste relatório são meramente informativas e não constituem aconselhamento ou sugestão de investimento ou qualquer tipo de oferta de investimentos, convite ou venda. Os investidores devem buscar aconselhamento profissional com relação aos aspectos tributários, regulatórios e outros que sejam relevantes à sua condição específica, sendo que o presente material não foi elaborado com esta finalidade. Investimentos nos mercados financeiros e de capitais estão sujeitos a riscos de perda do capital investido. Recomendamos sempre a leitura dos documentos referentes à oferta e descritivos do produto e/ou das modalidades de investimentos, como, por exemplo, prospectos, regulamentos, term sheets e demais documentos reguladores de cada modalidade de investimento antes de aplicar seus recursos ou adquirir ativos financeiros. Ressaltamos que: (i) os dados e informações aqui contidos não devem servir como base exclusiva para tomadas de decisões de investimento, que somente deverão ser executadas após a compreensão dos riscos envolvidos e da análise de seus objetivos pessoais, e (ii) os resultados e eventuais rentabilidades verificadas no passado para determinado produto, modalidade de investimento ou em algum segmento econômico não representam garantia de desempenho ou rentabilidade futura. Caso os fundos e as demais carteiras de valores mobiliários utilizem estratégias envolvendo derivativos como parte integrante de suas políticas de investimento, tais estratégias podem resultar em significativas perdas patrimoniais para seus investidores, e inclusive acarretar perdas superiores ao capital aplicado e a conseqüente obrigação do investidor de aportar recursos adicionais para cobrir os prejuízos gerados. Em se tratando de fundos de investimento, as normas da ANBIMA recomendam que a análise de rentabilidade de fundos de investimentos e já efetuada considerando, no mínimo, 12 (doze) meses. Ademais, os investimentos em fundos não contam com proteção do FGC Fundo Garantidor de Crédito ou de qualquer outro mecanismo de seguro para os investidores. A Advis Wealth Management, seus administradores e funcionários isentam-se de responsabilidade sobre quaisquer danos resultantes direta ou indiretamente das informações contidas nesta apresentação. As informações utilizadas para a elaboração deste relatório foram consideradas como de procedência idônea pela Advis Wealth Management, no entanto, esta não se responsabiliza por eventuais inexatidões, omissões ou erros cometidos por suas fontes. Esta apresentação não deverá ser reproduzida, distribuída ou publicada sob qualquer propósito e seu conteúdo pode ser revisto ou alterado pela Advis Wealth Management a qualquer tempo independentemente de notificação ou justificativa.

Como analisamos as empresas

Como analisamos as empresas Como analisamos as empresas Analisamos empresas de capital aberto assim como faríamos com uma de capital fechado, conforme processo abaixo: Setor Micro Histórico Sócios Valuation Barreira de entrada Clientes

Leia mais

R isk O ffice PGBL E VGBL RANKING DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO

R isk O ffice PGBL E VGBL RANKING DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO PGBL E VGBL RANKING DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO ELABORADO PELO RISK OFFICE EM JULHO DE 2005 Este relatório apresenta os resultados do trabalho realizado pelo Risk Office ("Relatório Risk Office"), em consonância

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Fundo de Investimento é uma comunhão de recursos, constituída sob a forma de condomínio que reúne recursos de vários investidores para aplicar em uma carteira diversificada de ativos financeiros. Ao aplicarem

Leia mais

RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

Política de Suitability

Política de Suitability Política de Suitability Outubro 2015 1. OBJETIVO O objetivo da Política de Suitability ( Política ) é estabelecer procedimentos formais que possibilitem verificar a adequação do investimento realizado

Leia mais

CSHG Verde AM Horizonte FIC FIM IE

CSHG Verde AM Horizonte FIC FIM IE CSHG Verde AM Horizonte FIC FIM IE MODELO DE GESTÃO Não está autorizada a distribuição deste material sob nenhuma hipótese. Este material foi preparado pela Verde Asset Management S.A., bem como suas sociedades

Leia mais

1. PÚBLICO-ALVO: O fundo é destinado a investidores em geral que pretendam buscar investimentos com rentabilidade superior ao CDI.

1. PÚBLICO-ALVO: O fundo é destinado a investidores em geral que pretendam buscar investimentos com rentabilidade superior ao CDI. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS HEDGE CLASSIQUE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO LONGO PRAZO CNPJ/MF: Informações referentes a Dezembro de 2014 Esta lâmina contém um resumo das informações

Leia mais

Banco do Brasil - Cartilha de Fundos de Investimento Fundos de Investimento

Banco do Brasil - Cartilha de Fundos de Investimento Fundos de Investimento Fundos de Investimento O que é?...2 Tipos de Fundos...2 Fundos de curto prazo...2 Fundos renda fixa...2 Fundos referenciados DI...2 Fundos multimercado...3 Fundos de ações...3 Fundos da dívida externa...3

Leia mais

Apresentação GAP Multiportfolio

Apresentação GAP Multiportfolio Apresentação GAP Multiportfolio Estrutura GAP ASSET MANAGEMENT Renda Fixa Renda Variável Pesquisa Macroeconômica Crédito Risco Portfolio Manager Leonardo Callou Oscar Camargo Renato Junqueira Portfolio

Leia mais

Perfil de investimentos

Perfil de investimentos Perfil de investimentos O Fundo de Pensão OABPrev-SP é uma entidade comprometida com a satisfação dos participantes, respeitando seus direitos e sempre buscando soluções que atendam aos seus interesses.

Leia mais

PERFIL DE INVESTIMENTOS PERFIL DE INVESTIMENTO

PERFIL DE INVESTIMENTOS PERFIL DE INVESTIMENTO PERFIL DE INVESTIMENTOS O QUE É? É a opção dada ao participante para que indique os percentuais de seu saldo que devem ser alocados em Renda Fixa e em Renda Variável (ações), de acordo com a sua aptidão

Leia mais

Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV

Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV INVESTIMENTOS Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV Uma questão de suma importância para a consolidação e perenidade de um Fundo de Pensão é a sua saúde financeira, que garante

Leia mais

CARTILHA PERFIS DE INVESTIMENTOS

CARTILHA PERFIS DE INVESTIMENTOS CARTILHA PERFIS DE INVESTIMENTOS OBJETIVO GERAL O PrevMais prevê para o Benefício de Renda Programada a possibilidade de que os participantes optem por perfis de investimento, em épocas préestabelecidas,

Leia mais

CSHG Unique FIC FIA Comentário do Gestor

CSHG Unique FIC FIA Comentário do Gestor CSHG Unique FIC FIA Comentário do Gestor Novembro 2010 Sobre Insider Buying/Selling Uma das perguntas cuja resposta todo analista ou investidor de ações gostaria de ter se refere à opinião daquelas pessoas

Leia mais

A trajetória da CSHG Imobiliário

A trajetória da CSHG Imobiliário CSHG Imobiliário Este material é meramente informativo, não considera objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades individuais e particulares e não contém todas as informações que um

Leia mais

Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar.

Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar. FUNDO REFERENCIADO DI Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar. Para tal, investem no mínimo 80% em títulos públicos federais

Leia mais

A presente Instituição aderiu ao Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para os Fundos de Investimento. CARACTERÍSTICAS HG Verde Fundo de Investimento Multimercado FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS

Leia mais

1. PÚBLICO-ALVO: O fundo é destinado a investidores em geral que pretendam buscar investimentos com rentabilidade positiva no longo prazo.

1. PÚBLICO-ALVO: O fundo é destinado a investidores em geral que pretendam buscar investimentos com rentabilidade positiva no longo prazo. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS MACRO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CNPJ/MF: Informações referentes a Dezembro de 2014 Esta lâmina contém um

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

BTG Fundo de Fundos. 5ª Emissão. Janeiro, 2013. Para informações adicionais, leia atentamente os Avisos Adicionais no final da apresentação.

BTG Fundo de Fundos. 5ª Emissão. Janeiro, 2013. Para informações adicionais, leia atentamente os Avisos Adicionais no final da apresentação. 5ª Emissão Janeiro, 2013 Para informações adicionais, leia atentamente os Avisos Adicionais no final da apresentação. SEÇÃO 1 Características Características Fundo Carteira Remuneração FUNDO FII fechado

Leia mais

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE JULHO DE 2015 1

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE JULHO DE 2015 1 No segundo trimestre de 2015, o fundo Pacifico Hedge FIQ FIM apresentou rentabilidade de 3,61%, líquida de taxas. No mesmo período, o CDI apresentou variação de 3,03% e o mercado de bolsa valorizou-se

Leia mais

Carta ao Cotista Abril 2015. Ambiente Macroeconômico. Internacional

Carta ao Cotista Abril 2015. Ambiente Macroeconômico. Internacional Carta ao Cotista Abril 2015 Ambiente Macroeconômico Internacional O fraco resultado dos indicadores econômicos chineses mostrou que a segunda maior economia mundial continua em desaceleração. Os dados

Leia mais

Plano de Previdência Complementar. mudança

Plano de Previdência Complementar. mudança Plano de Previdência Complementar Outubro é o mês da mudança Em outubro, você poderá mudar o perfil do seu Plano de Previdência Complementar para o que mais combina com você. Não esqueça: Esse é um momento

Leia mais

HSBC Strategy S&P Diversifique seus investimentos com ativos internacionais

HSBC Strategy S&P Diversifique seus investimentos com ativos internacionais HSBC Strategy S&P Diversifique seus investimentos com ativos internacionais HSBC Strategy S&P Diversifique seus investimentos com ativos internacionais Avaliando oportunidades de sucesso através de um

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O QUELUZ TRADER FIM 09.052.643/0001-53. Informações referentes a Agosto de 2015

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O QUELUZ TRADER FIM 09.052.643/0001-53. Informações referentes a Agosto de 2015 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O QUELUZ TRADER FIM 09.052.643/0001-53 Informações referentes a Agosto de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o QUELUZ TRADER FUNDO

Leia mais

Av. Ataulfo de Paiva, 245-3º andar Leblon CEP: 22440-032 www.animaeducacao.com.br/ri Rio de Janeiro Tel.: +55 (21) 3550-1630. www.genuscapital.com.

Av. Ataulfo de Paiva, 245-3º andar Leblon CEP: 22440-032 www.animaeducacao.com.br/ri Rio de Janeiro Tel.: +55 (21) 3550-1630. www.genuscapital.com. Av. Ataulfo de Paiva, 245-3º andar Leblon CEP: 22440-032 Rio de Janeiro Tel.: +55 (21) 3550-1630 www.genuscapital.com.br A EMPRESA A Genus Capital Group é uma gestora independente centrada em produtos

Leia mais

A ESTRUTURA DO EXODUS 60 FIC FIM

A ESTRUTURA DO EXODUS 60 FIC FIM A ESTRUTURA DO EXODUS 60 FIC FIM XP INVESTIMENTOS SRM XP INVESTIMENTOS SRM EXODUS 60 FIC FIM APLICAÇÃO NO MÍNIMO 95% DE COTAS FIDC DA INDÚSTRIA EXODUS INSTITUCIONAL A GESTORA Evolução do Grupo SRM SRM

Leia mais

ANÁLISE 2 APLICAÇÕES FINANCEIRAS EM 7 ANOS: QUEM GANHOU E QUEM PERDEU?

ANÁLISE 2 APLICAÇÕES FINANCEIRAS EM 7 ANOS: QUEM GANHOU E QUEM PERDEU? ANÁLISE 2 APLICAÇÕES FINANCEIRAS EM 7 ANOS: QUEM GANHOU E QUEM PERDEU? Toda decisão de aplicação financeira está ligada ao nível de risco que se deseja assumir, frente a uma expectativa de retorno futuro.

Leia mais

Relatório Mensal - Setembro de 2013

Relatório Mensal - Setembro de 2013 Relatório Mensal - Relatório Mensal Carta do Gestor O Ibovespa emplacou o terceiro mês de alta consecutiva e fechou setembro com valorização de 4,65%. Apesar dos indicadores econômicos domésticos ainda

Leia mais

C O E u m a n o v a a l t e r n a t i v a d e i n v e s t i m e n t o

C O E u m a n o v a a l t e r n a t i v a d e i n v e s t i m e n t o C O E u m a n o v a a l t e r n a t i v a d e i n v e s t i m e n t o Objetivos 1. Conceituar o Produto 2. Dados do Mercado Internacional e Local 3. Inserir a utilidade do produto no contexto dos Fundos

Leia mais

Prazos e Riscos de Mercado

Prazos e Riscos de Mercado Prazos e Riscos de Mercado A Pilla Corretora oferece aos seus clientes uma gama completa de produtos e serviços financeiros. Nossa equipe de profissionais está qualificada para atender e explicar tudo

Leia mais

A seguir demonstraremos os passos a serem seguidos para uma seleção adequada e que atenda as expectativas dos investidores:

A seguir demonstraremos os passos a serem seguidos para uma seleção adequada e que atenda as expectativas dos investidores: Como escolher um Fundo de Investimento (Suitability) Tão importante quanto conhecer os Fundos de Investimento oferecidos é conhecer o seu perfil de investimento. Feito isso, você poderá selecionar corretamente

Leia mais

Perfis de Investimento PrevMais

Perfis de Investimento PrevMais Cartilha Perfis de Investimento PrevMais [1] Objetivo Geral O regulamento do PREVMAIS prevê exclusivamente para o Benefício de Renda Programada a possibilidade de os participantes optarem por perfis de

Leia mais

E-book de Fundos de Investimento

E-book de Fundos de Investimento E-book de Fundos de Investimento O QUE SÃO FUNDOS DE INVESTIMENTO? Fundo de investimento é uma aplicação financeira que funciona como se fosse um condomínio, onde as pessoas somam recursos para investir

Leia mais

dt A presente Instituição aderiu ao Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para os Fundos de Investimento. CARACTERÍSTICAS HG Verde Fundo de Investimento Multimercado FUNDO DE INVESTIMENTO EM

Leia mais

a) mercados de derivativos, tais como, exemplificativamente, índices de ações, índices de preços, câmbio (moedas), juros;

a) mercados de derivativos, tais como, exemplificativamente, índices de ações, índices de preços, câmbio (moedas), juros; CREDIT SUISSE HEDGINGGRIFFO 1. Públicoalvo LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS dezembro/2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o CSHG EQUITY HEDGE LEVANTE FUNDO DE INVESTIMENTO

Leia mais

Plano de Contribuição Definida

Plano de Contribuição Definida Plano de Contribuição Definida Gerdau Previdência CONHEÇA A PREVIDÊNCIA REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Oferecido pelo setor privado, com adesão facultativa, tem a finalidade de proporcionar uma proteção

Leia mais

Para quem tem até R$ 30 mil para investir, poupança se mantém mais rentável que fundos DI

Para quem tem até R$ 30 mil para investir, poupança se mantém mais rentável que fundos DI Para quem tem até R$ 30 mil para investir, poupança se mantém mais rentável que fundos DI Vinicius Neder Publicado: 6/05/12-22h42 RIO - Acabou a vida fácil para o pequeno investidor. O governo mudou a

Leia mais

Perfin Long Short 15 FIC FIM

Perfin Long Short 15 FIC FIM Perfin Long Short 15 FIC FIM Relatório Mensal- Junho 2013 O Perfin LongShort 15 FICFIM tem como objetivo gerarretorno superior ao CDIno médio prazo. O fundo utiliza-se de análise fundamentalista eaestratégia

Leia mais

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

Rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV no 1º Trimestre de 2014

Rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV no 1º Trimestre de 2014 Investimentos Rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV no 1º Trimestre de 2014 Como forma de manter os Participantes informados sobre a evolução do seu Plano no que diz respeito à rentabilidade dos

Leia mais

1. Público-alvo. 2. Objetivos

1. Público-alvo. 2. Objetivos LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS dezembro/2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e no Regulamento

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FI MM LONGO PRAZO HEDGE X 11.089.560/0001-80 Informações referentes a Fevereiro de 2013

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FI MM LONGO PRAZO HEDGE X 11.089.560/0001-80 Informações referentes a Fevereiro de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o HSBC FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e no Regulamento do fundo,

Leia mais

Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012

Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012 Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012 Analistas indicam quais cuidados tomar no mercado financeiro em 2012 e quais investimentos oferecem menor probabilidade

Leia mais

CSHG Crédito Privado Magis FIC FIM LP

CSHG Crédito Privado Magis FIC FIM LP CSHG Asset Management Comentários do gestor CSHG Crédito Privado Magis FIC FIM LP Setembro de 2014 1. Revisão do resultado do O obteve rentabilidade de (a) 1,01% (111,1% do ) no mês; (b) 8,44% (107,8%

Leia mais

Relatório de Gestão Invext FIA. Janeiro - Março

Relatório de Gestão Invext FIA. Janeiro - Março Relatório de Gestão Invext FIA Janeiro - Março 2015 1 Filosofia O Invext FIA é um fundo de ações alinhado com a filosofia de value investing. O fundo possui uma estratégia de gestão que busca capturar

Leia mais

Informativo Wealth AAI. Dezembro 2014

Informativo Wealth AAI. Dezembro 2014 Informativo Wealth AAI Dezembro 2014 Sobre o Informativo Wealth AAI Visando ampliar o nível de informação e melhor atendimento aos nossos clientes e parceiros, a Wealth Management da Gradual envia um informativo

Leia mais

XP CAPITAL PROTEGIDO X: BERKSHIRE HATHAWAY

XP CAPITAL PROTEGIDO X: BERKSHIRE HATHAWAY XP CAPITAL PROTEGIDO X: BERKSHIRE HATHAWAY BERKSHIRE HATHAWAY PORTFOLIO DE EMPRESAS Investimentos na Bolsa Americana Warren Buffett é considerado o maior investidor de todos os tempos. Sua filosofia consiste

Leia mais

Relatório Mensal - Junho de 2013

Relatório Mensal - Junho de 2013 Relatório Mensal - Relatório Mensal Carta do Gestor Junho foi mais um mês bastante negativo para o Ibovespa. O índice fechou em queda pelo sexto mês consecutivo impactado pela forte saída de capital estrangeiro

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS MASTER CRÉDITO FI RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO LONGO PRAZO

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS MASTER CRÉDITO FI RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO LONGO PRAZO LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CNPJ/MF: Informações referentes a Setembro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o BNP PARIBAS MASTER CRÉDITO FI RENDA FIXA CRÉDITO

Leia mais

Aplicação de recursos

Aplicação de recursos Aplicação de recursos São 3 os pilares de qualquer investimento Segurança Liquidez Rentabilidade Volatilidade - mede o risco que um fundo ou um título apresenta - maior a volatilidade, maior o risco; Aplicação

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Gestão Financeira Prof. Marcelo Cruz Fundos de Investimento 3 Uma modalide de aplicação financeira Decisão de Investimento 1 Vídeo: CVM Um fundo de investimento é um condomínio que reúne recursos de um

Leia mais

DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA

DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA GUIA PARA A ESCOLHA DO PERFIL DE INVESTIMENTO DO PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA Caro Participante: Preparamos para você um guia contendo conceitos básicos sobre investimentos, feito para ajudá-lo a escolher

Leia mais

2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP

2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP 2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP São Paulo, 21 de Agosto de 2013 Hotel Caesar Park Patrocínio SPX Capital Agosto 2013 Perspectivas Macroeconômicas Inflação acumulada em 12

Leia mais

A presente Instituição aderiu ao Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para os Fundos de Investimento. CARACTERÍSTICAS HG Verde Fundo de Investimento Multimercado FUNDO de Investimento em Cotas

Leia mais

12º FÓRUM PERSPECTIVAS DE INVESTIMENTOS 2016. The asset manager for a changing world

12º FÓRUM PERSPECTIVAS DE INVESTIMENTOS 2016. The asset manager for a changing world 12º FÓRUM PERSPECTIVAS DE INVESTIMENTOS 2016 The asset manager for a changing world INVESTIMENTOS ALTERNATIVOS LUIZ FIGUEIREDO HEAD - INVESTIMENTOS ALTERNATIVOS The asset manager for a changing world 1.

Leia mais

CSHG ALL VERDE AM PRISMA FIC FIM IE Relatório de Gestão Junho de 2015

CSHG ALL VERDE AM PRISMA FIC FIM IE Relatório de Gestão Junho de 2015 Relatório de Gestão Junho de 215 Desempenho Junho 215 Acumulado 215 Prisma -2,39% 18,13% Para mais informações relevantes à análise da rentabilidade deste Fundo - tais como taxa de administração, taxa

Leia mais

FATOR MAX CORPORATIVO FUNDO DE INVESTIMENTO DE RENDA FIXA LONGO PRAZO CRÉDITO PRIVADO

FATOR MAX CORPORATIVO FUNDO DE INVESTIMENTO DE RENDA FIXA LONGO PRAZO CRÉDITO PRIVADO FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FATOR MAX CORPORATIVO FUNDO DE INVESTIMENTO DE RENDA FIXA LONGO PRAZO CRÉDITO PRIVADO Data da Competência: Mar/16 ESTE FORMULÁRIO FOI PREPARADO COM AS INFORMAÇÕES

Leia mais

PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI

PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI UVERGS PREVI A União dos Vereadores do Estado do Rio Grande do Sul visa sempre cuidar do futuro de seus associados Por conta disso, está lançando um Programa de Benefícios

Leia mais

FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO TRAVESSIA INVESTIMENTO NO EXTERIOR 23.352.

FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO TRAVESSIA INVESTIMENTO NO EXTERIOR 23.352. FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO TRAVESSIA INVESTIMENTO NO EXTERIOR 23.352.186/0001-43 Mês de Referência: Novembro de 2015 CLASSIFICAÇÃO ANBIMA:

Leia mais

Regulamento - Perfil de Investimentos

Regulamento - Perfil de Investimentos Regulamento - Perfil de Investimentos 1. Do Objeto Este documento estabelece as normas gerais aplicáveis ao Programa de Perfil de Investimentos (Multiportfólio) da CargillPrev. O programa constitui-se

Leia mais

Se alavancar até o limite de. Concentrar seus ativos em um só emissor que não seja a União Federal até o limite de

Se alavancar até o limite de. Concentrar seus ativos em um só emissor que não seja a União Federal até o limite de LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO DE LONGO PRAZO FRANKLIN GLOBAL ACCESS CNPJ: 09.216.364/0001-88 Informações referentes a Abril de 2016 Esta lâmina contém um resumo

Leia mais

Posição e Desempenho da Carteira - Resumo HSBC INSTITUIDOR FUNDO MULTIPLO - CONSERVADORA FIX

Posição e Desempenho da Carteira - Resumo HSBC INSTITUIDOR FUNDO MULTIPLO - CONSERVADORA FIX BENCHMARK 100.00%CDI Relatório Gerencial Consolidado - Período de 01/04/2015 Posição e Desempenho da Carteira - Resumo a 30/04/2015 pg. 1 Posição Sintética dos Ativos em 30/04/2015 Financeiro % PL FUNDOS

Leia mais

PREVIDÊNCIA RIO BRAVO

PREVIDÊNCIA RIO BRAVO PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR RIO BRAVO Recomendações ao investidor: As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador

Leia mais

Relatório Mensal - Novembro de 2013

Relatório Mensal - Novembro de 2013 Relatório Mensal - Relatório Mensal Carta do Gestor Depois de quatro meses consecutivos de alta, o Ibovespa terminou o mês de novembro com queda de 3,27%, aos 52.842 pontos. No cenário externo, os dados

Leia mais

Material Explicativo sobre Títulos Públicos

Material Explicativo sobre Títulos Públicos Material Explicativo sobre 1. Definições Gerais Os são emitidos pelo Tesouro Nacional, servindo como um instrumento de captação do Governo Federal para execução e financiamento de suas dívidas internas,

Leia mais

Kinea Renda Imobiliária

Kinea Renda Imobiliária Introdução O é um fundo que busca aplicar recursos em empreendimentos corporativos e centros de distribuição de excelente padrão construtivo, de forma diversificada e preferencialmente prontos. Uma oportunidade

Leia mais

ESTUDO DE ALM SERPROS FUNDO MULTIPATROCINADO SERPRO (PSI) e SERPRO (PSII BD/PSII CD)

ESTUDO DE ALM SERPROS FUNDO MULTIPATROCINADO SERPRO (PSI) e SERPRO (PSII BD/PSII CD) ESTUDO DE ALM SERPROS FUNDO MULTIPATROCINADO SERPRO (PSI) e SERPRO (PSII BD/PSII CD) Janeiro de 2012 1 MOVIMENTOS FIC ADVANTAGE III PSI E PSII - BD Carteira Título Vencimento Alocação Atual - MTM Alocação

Leia mais

1. INTRODUÇÃO 2. OBJETIVO

1. INTRODUÇÃO 2. OBJETIVO 1. INTRODUÇÃO Atendendo à legislação pertinente aos investimentos dos Regimes Próprios de Previdência Social RPPS, em especial à Resolução n 3.922 de 25 de novembro de 2010 do Conselho Monetário Nacional

Leia mais

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS POLÍTICA DE INVESTIMENTOS Segurança nos investimentos Gestão dos recursos financeiros Equilíbrio dos planos a escolha ÍNDICE INTRODUÇÃO...3 A POLÍTICA DE INVESTIMENTOS...4 SEGMENTOS DE APLICAÇÃO...7 CONTROLE

Leia mais

FUNDOS DE INVESTIMENTO

FUNDOS DE INVESTIMENTO FUNDOS DE INVESTIMENTO O QUE É FUNDO DE INVESTIMENTO? O Fundo de Investimento é um mecanismo organizado e tem a finalidade de captar e investir recursos no mercado financeiro, transformando-se numa forma

Leia mais

FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES E FUNDOS MULTIMERCADO

FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES E FUNDOS MULTIMERCADO I Curso de Férias do Grupo de Estudos de Direito Empresarial - Direito UFMG EM AÇÕES E FUNDOS MULTIMERCADO Fernanda Valle Versiani Mestranda em Direito Empresarial pela Universidade Federal de Minas Gerais,

Leia mais

FATOR PORTFOLIO VERDE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO

FATOR PORTFOLIO VERDE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FATOR PORTFOLIO VERDE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO Data da Competência: Mai/16 ESTE FORMULÁRIO FOI PREPARADO COM AS INFORMAÇÕES

Leia mais

Curso Preparatório CPA20

Curso Preparatório CPA20 Página 1 de 9 Você acessou como Flávio Pereira Lemos - (Sair) Curso Preparatório CPA20 Início Ambiente ) CPA20_130111_1_1 ) Questionários ) Passo 2: Simulado Módulo II ) Revisão da tentativa 1 Iniciado

Leia mais

Mensagem da Administradora

Mensagem da Administradora Mensagem da Administradora Prezados Cotistas: Submetemos à apreciação de V.S.as. a demonstração da composição e diversificação das aplicações da CSN Invest Fundo de Investimento em Ações, em 31 de dezembro

Leia mais

O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo

O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo histórico de sucesso no mercado de capitais brasileiro

Leia mais

Como funcionam os fundos de investimentos

Como funcionam os fundos de investimentos Como funcionam os fundos de investimentos Fundos de Investimentos: são como condomínios, que reúnem recursos financeiros de um grupo de investidores, chamados de cotistas, e realizam operações no mercado

Leia mais

Impactos da 555 para Assets, Gestores e Investidores

Impactos da 555 para Assets, Gestores e Investidores Impactos da 555 para Assets, Gestores e Investidores Prof. William Eid Junior Professor Titular Coordenador do GV CEF Centro de Estudos em Finanças FGV/EAESP Escola de Administração de Empresas de São

Leia mais

Desempenho Junho 2015 Acumulado 2015. Global Alpha -3,46% 19,66% Libor 6M em BRL -2,55% 17,03%

Desempenho Junho 2015 Acumulado 2015. Global Alpha -3,46% 19,66% Libor 6M em BRL -2,55% 17,03% Relatório de Gestão Junho de 215 Desempenho Junho 215 Acumulado 215 Global Alpha -3,46% 19,66% Libor 6M em BRL -2,55% 17,3% Para mais informações relevantes à análise da rentabilidade deste Fundo - tais

Leia mais

RAÏSSA LUMACK, Vice-Presidente de RH da Coca-Cola Brasil.

RAÏSSA LUMACK, Vice-Presidente de RH da Coca-Cola Brasil. 1 RAÏSSA LUMACK, Vice-Presidente de RH da Coca-Cola Brasil. O Informativo Previcoke (Fundo de Pensão da Coca-Cola Brasil) é feito para quem já pensa no amanhã e para quem quer começar a pensar. Aqui, você

Leia mais

DIRETRIZES PARA PUBLICIDADE E DIVULGAÇÃO DE MATERIAL TÉCNICO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO VERSÃO: 26/08/2011

DIRETRIZES PARA PUBLICIDADE E DIVULGAÇÃO DE MATERIAL TÉCNICO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO VERSÃO: 26/08/2011 DIRETRIZES PARA PUBLICIDADE E DIVULGAÇÃO DE MATERIAL TÉCNICO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO VERSÃO: 26/08/2011 05425-070 SP Brasil 20031-170 RJ Brasil CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DOS FUNDOS DE

Leia mais

XP CAPITAL PROTEGIDO XI

XP CAPITAL PROTEGIDO XI XP CAPITAL PROTEGIDO XI EURO STOXX 50 PORTFOLIO DE EMPRESAS Investimentos na Bolsa Europeia O EURO STOXX 50 é o principal índice de ações blue-chips dos setores líderes do bloco europeu. O índice é composto

Leia mais

POLÍTICA DE INVESTIMENTO

POLÍTICA DE INVESTIMENTO QUEM SOMOS Somos uma gestora independente de investimentos, totalmente alinhada com os interesses de nossos clientes. Os sócios possuem larga experiência no mercado financeiro, em diversas áreas de atuação.

Leia mais

Retorno dos Investimentos 1º semestre 2011

Retorno dos Investimentos 1º semestre 2011 Retorno dos Investimentos 1º semestre 2011 Cesar Soares Barbosa Diretor de Previdência É responsável também pela gestão dos recursos garantidores dos planos de benefícios administrados pela Sabesprev,

Leia mais

Transferência da administração de recursos e alocação de ativos para profissionais especializados;

Transferência da administração de recursos e alocação de ativos para profissionais especializados; Guia de Fundos de Investimento A CMA desenvolveu o Guia de Fundos de Investimento para você que quer se familiarizar com os princípios básicos do mercado financeiro, ou que tem interesse em aprofundar

Leia mais

O ETF como instrumento na gestão de recursos:

O ETF como instrumento na gestão de recursos: O ETF como instrumento na gestão de recursos: Agosto de 2013 Tendências e Oportunidades no Brasil e no mundo. Informação Pública Política Corporativa de Segurança da Informação Conteúdo Utilização de ETFs

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER SOBERANO CURTO PRAZO 04.871.634/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER SOBERANO CURTO PRAZO 04.871.634/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER SOBERANO CURTO PRAZO 04.871.634/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o SANTANDER

Leia mais

CAIXA FI INSTITUCIONAL AÇÕES BDR NIVEL I

CAIXA FI INSTITUCIONAL AÇÕES BDR NIVEL I CAIXA FI INSTITUCIONAL AÇÕES BDR NIVEL I 1 Por que investir em fundo de AÇÕES BDR NIVEL I? Viabiliza o acesso das instituições reguladas pela Resolução CMN 3792/09 a investimentos no exterior; Estrutura

Leia mais

Posição e Desempenho da Carteira - Resumo HSBC INSTITUIDOR FUNDO MULTIPLO - MODERADA MIX 20

Posição e Desempenho da Carteira - Resumo HSBC INSTITUIDOR FUNDO MULTIPLO - MODERADA MIX 20 BENCHMARK RF:80.00% ( 100.00%CDI ) + RV:20.00% ( 100.00%IBRX 100 ) Relatório Gerencial Consolidado - Período de 01/04/2015 Posição e Desempenho da Carteira - Resumo a 30/04/2015 pg. 1 Posição Sintética

Leia mais

Propel Axis FIM Crédito Privado

Propel Axis FIM Crédito Privado Melhora expressiva na economia dos EUA; Brasil: inflação no teto da meta, atividade econômica e situação fiscal mais frágil; A principal posição do portfólio continua sendo a exposição ao dólar. 1. Cenário

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Banco do Nordeste Fundo de Investimento Ações Petrobras (Administrado pelo Banco do Nordeste do Brasil S.A. - CNPJ: 07.237.373/0001-20) 31 de março de 2014 com Relatório dos Auditores

Leia mais

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI FIC DE FIM BTG PACTUAL HIGH YIELD CNPJ: 07.442.466/0001-96

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI FIC DE FIM BTG PACTUAL HIGH YIELD CNPJ: 07.442.466/0001-96 Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI FIC DE FIM BTG PACTUAL HIGH YIELD Informações referentes a setembro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre

Leia mais

Abrapp Série de Encontros Regionais 2015

Abrapp Série de Encontros Regionais 2015 Abrapp Série de Encontros Regionais 2015 Bruno Stein Vinicius Bueno Lima Abril 2015 SOMENTE PARA USO DE INVESTIDORES INSTITUCIONAIS E PROFISSIONAIS - PROIBIDA A REPRODUÇÃO Mensagem Institucional BlackRock

Leia mais

Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar

Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar Revista EXAME: As 10 armadilhas da Previdência Complementar Os fundos de previdência privada, sejam fechados ou abertos, têm características próprias e vantagens tributárias em relação aos investimentos

Leia mais

A Indústria de Fundos de Investimento no Brasil. Luiz Calado Gerente de Certificação da ANBID

A Indústria de Fundos de Investimento no Brasil. Luiz Calado Gerente de Certificação da ANBID A Indústria de Fundos de Investimento no Brasil Luiz Calado Gerente de Certificação da ANBID A ANBID A ANBID Associação Nacional dos Bancos de Investimentos Criada em 1967, é a maior representante das

Leia mais

Princípios de Investimento

Princípios de Investimento Princípios de Investimento Rentabilidade Rentabilidade é o grau de rendimento proporcionado por um investimento pela valorização do capital ao longo do tempo. Liquidez Liquidez é a rapidez com que se consegue

Leia mais

FUTURO FINANCEIRO: VOCÊ PODE PLANEJAR O SEU. Lilian Massena Gallagher

FUTURO FINANCEIRO: VOCÊ PODE PLANEJAR O SEU. Lilian Massena Gallagher FUTURO FINANCEIRO: VOCÊ PODE PLANEJAR O SEU Lilian Massena Gallagher APRESENTAÇÃO Livros: Minutos de Riqueza, Planeje seu Futuro Financeiro, Como Aumentar seu Patrimônio, Exame de Certificação CPA-10 (teoria

Leia mais

FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FATOR AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES Data da Competência: Abr/16

FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FATOR AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES Data da Competência: Abr/16 FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FATOR AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES Data da Competência: Abr/16 ESTE FORMULÁRIO FOI PREPARADO COM AS INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS

Leia mais

Perfis de Investimento

Perfis de Investimento Perfis de Investimento Manual Perfis de Investimento Manual Perfis de Investimento Índice Objetivo... 3 Introdução... 3 Falando sobre sua escolha e seu plano... 3 Perfis de Investimento... 5 Principais

Leia mais