Sistemas Hidráulicos Sanitários. Água fria Água quente Esgoto Águas Pluviais Combate a incêndio Gás

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistemas Hidráulicos Sanitários. Água fria Água quente Esgoto Águas Pluviais Combate a incêndio Gás"

Transcrição

1 Sistemas Hidráulicos Sanitários Água fria Água quente Esgoto Águas Pluviais Combate a incêndio Gás

2 Sistemas Hidráulicos Sanitários Instalação hidro-sanitária água fria Processo Executivo 1) Colocar todas as prumadas de água fria de acordo com as especificações de projeto;

3 Sistemas Hidráulicos Sanitários Instalação hidro-sanitária água fria Processo Executivo 2) Transportar materiais e equipamentos necessários para efetuar as prumadas e as ramificações da instalação;

4 Sistemas Hidráulicos Sanitários Instalação hidro-sanitária água fria Processo Executivo 3) Riscar a parede nos locais onde passarão os ramais de água conforme projeto;

5 Sistemas Hidráulicos Sanitários Instalação hidro-sanitária água fria Processo Executivo 4) Fazer o corte da parede onde serão instalados os ramais de água;

6 Instalação hidro-sanitária água fria Processo Executivo 5) Fazer preparação das conexões com fita veda-rosca no caso de conexões rosqueáveis; 6) Rosquear as conexões aos registros para posterior montagem com as tubulações;

7 Instalação hidro-sanitária água fria Processo Executivo 7) Fazer a colocação dos plugs nas conexões terminais para evitar que entre algum tipo de material;

8 Instalação hidro-sanitária água fria Processo Executivo 8) Medir e serrar as tubulações de acordo com as medidas de projeto;

9 Instalação hidro-sanitária água fria Processo Executivo 9) Iniciar a montagem dos ramais, ligando-os com a prumada;

10 Instalação hidro-sanitária água fria Processo Executivo 10) As tubulações deverão ser lixadas, limpas com solução limpadora e coladas com adesivo;

11 Instalação hidro-sanitária água fria Processo Executivo 11) Devem-se conectar todos os pontos de tubulações, registros e conexões de acordo com o projeto;

12 Instalação hidro-sanitária água fria Processo Executivo 12) As posições dos pontos de abastecimento de água, registro e as tubulações deverão ser instalados prevendo o revestimento e o acabamento da parede;

13 Instalação hidro-sanitária água fria Processo Executivo 13) Realizar o teste de estanqueidade.

14 Instalação hidro-sanitária água fria TOLERÂNCIAS Teste de estanqueidade: sem vazamentos; Profundidade do tubo na parede: tubulação deve estar totalmente embutida na alvenaria; Profundidade dos pontos em relação ao acabamento (azulejo/pastilha ou pintura) ± 5 mm; Verificar esquadro das peças em relação a alvenaria.

15 Instalação hidro-sanitária água quente cobre Processo Executivo 1) Transportar para o andar todas as tubulações, conexões e registros conforme o projeto;

16 Instalação hidro-sanitária água quente cobre Processo Executivo 2) Riscar a parede nos locais onde passarão os ramais de água conforme projeto; 3) Fazer o corte da parede onde serão instalados os ramais de água; 4) Medir e cortar as tubulações de cobre conforme projeto; 5) Lixar a tubulação no local do corte para retirar as rebarbas;

17 Instalação hidro-sanitária água quente cobre Processo Executivo 6) Usar uma escova para limpar a conexão e a ponta do tubo; 7) Aplicar pasta de solda na ponta do tubo e na conexão, de modo que a parte a ser soldada fique completamente coberta pela pasta; 8) Encaixar a conexão na tubulação e aplicar chama e soldar com fio de estanho para aquecer o tubo e a conexão, até que a solda derreta quando colocada na união da tubulação com a conexão;

18 Instalação hidro-sanitária água quente cobre Processo Executivo 9) Aplicar zarcão nas roscas de conexão com barbante e rosquear os registos, apertando-os com chave de grifo; 10) Envolver as tubulações nas espumas isolantes térmicas e colocá-las nos corte das paredes; 11) Fazer as instalações das tubulações até ligá-las; 12) Limpeza do local de trabalho após o término do serviço; 13) Realizar o teste de estaqueidade.

19 Instalação hidro-sanitária água quente cobre TOLERÊNCIAS Teste de estaqueidade: sem vazamentos; Profundidade dos pontos em relação ao acabamento (azulejo/pastilha ou pintura): ± 5 mm; Profundidade da tubulação na parede: tubulação deve estar totalmente embutida na alvenaria; Verificar esquadro das peças em relação a alvenaria.

20 Instalação hidro-sanitária esgoto Processo Executivo 1) Transportar materiais e equipamentos necessários para efetuar as prumadas e as ramificações da instalação; 2) Instalar as prumadas da rede de esgoto de acordo com o projeto; 3) Riscar a parede nos locais onde passarão os ramais de água conforme projeto; 4) Fazer o corte da parede onde serão instalados os ramais de água; 5) Medir e serrar as tubulações de acordo com as medidas de projeto;

21 Instalação hidro-sanitária esgoto Processo Executivo 6) Iniciar a montagem dos ramais, ligando-os com a prumada; 7) As tubulações deverão ser lixadas, limpas com solução limpadora e coladas com adesivo; 8) Conectar as tubulações, lubrificando-as para melhor encaixe; 9) Instalar os ramais aéreos de esgoto, obedecendo o espaçamento necessário previsto em projeto;

22 Instalação hidro-sanitária esgoto Processo Executivo 10 As posições dos pontos de abastecimento de água, registro e as tubulações deverão ser instalados prevendo o revestimento e o acabamento da parede; 11) Amarrar o ramal de esgoto à laje com fita metálica perfurada; 12) As pontas das tubulações deverão ser tampadas para evitar que entre algum tipo de material e venham a entupir.

23 Instalação hidro-sanitária esgoto Teste de estaqueidade: sem vazamentos; TOLERÊNCIAS Profundidade dos pontos em relação ao acabamento (azulejo/pastilha ou pintura): ± 5 mm; Profundidade da tubulação na parede: tubulação deve estar totalmente embutida na alvenaria; Verificar esquadro das peças em relação a alvenaria. Para esgoto externo: Caixas de gordura e inspeção: executar conforme projeto hidrosanitário; Caimento mínimo 0,5% ou conforme projeto hidrosanitário;

24 Instalação hidro-sanitária água quente PROCESSO EXECUTIVO 1) Transportar para o pavimento todas as tubulações, conexões e registros conforme o projeto; 2) Riscar a parede nos locais onde passarão os ramais de água conforme projeto;

25 Instalação hidro-sanitária água quente PROCESSO EXECUTIVO 3) Fazer o corte da parede onde serão instalados os ramais de água; 4) Apóie o Termofusor na bancada e limpe os bocais com um pano embebido em álcool gel, antes de iniciar a termofusão.

26 Instalação hidro-sanitária água quente PROCESSO EXECUTIVO 5) Medir e cortar as tubulações de PPR tipo 3 conforme o projeto. Para o corte das tubulações utilizar somente a tesoura especial para corte de PPR, e sempre fazer a limpeza dos bocais com um pano com álcool antes e após o uso;

27 Instalação hidro-sanitária água quente Os Tubos/Conexões PPR são fabricados com o material Polipropileno Copolímero Random tipo 3. Os Tubos/Conexões PPR atendem à norma européia ISO Sistemas de tubulações de plástico para instalações de água quente e fria - Polipropileno (PP) que supera as especificações exigidas pela NBR 7198: Projeto e execução de instalações prediais de água quente.

28 Instalação hidro-sanitária água quente Processo executivo 6) Limpar com um pano a ponta dos tubos e a bolsa das conexões que receberão a Termofusão, se houver necessidade poderá ser utilizado álcool para limpeza dos mesmos.

29 Instalação hidro-sanitária água quente Processo executivo 7) Para a fusão das peças utilizar Termofusor, marcar na extremidade do tubo a profundidade da bolsa da conexão, para certificar-se que a ponta do tubo não ultrapasse o final da bolsa da conexão;

30 Instalação hidro-sanitária água quente Processo executivo 8) Introduzir simultaneamente o tubo e a conexão em seus respectivos lados do bocal já conectado ao Termofusor;

31 Sistema de conexão através da Termofusão O termo Termofusão significa que o material de ambos se fundiu molecularmente, a 260 C, passando a formar uma tubulação contínua, sem rosca, soldas, anéis de borracha ou cola. Desta forma, se elimina a principal causa de vazamentos nas tubulações comuns de água quente ou fria, pois as uniões dessas tubulações estão expostas a erros humanos e a conseqüência de tensões em operação e também aos diferentes graus de dilação e resistência ao envelhecimento dos elementos que as compõem.

32 Sistema de conexão através da Termofusão O tubo e a conexão se aquecem durante poucos segundos nos bocais teflonados do termofusor e em seguida se fundem. Não há necessidade de rosca, nem soldar nenhuma peça. Não há acréscimo de material. O sistema é limpo, rápido e simples, o que resulta em menor tempo e custo de instalação, maior precisão e segurança de um trabalho bem finalizado.

33 Instalação hidro-sanitária água quente Processo executivo 9) A conexão deve cobrir toda a face macho do bocal e o tubo não deve ultrapassar a marcação feita anteriormente;

34 10) Retirar o tubo e a conexão do Termofusor, quando decorrido o tempo mínimo de aquecimento, conforme a tabela abaixo: Diâmetro (mm) Tempo de aquecimento Intervalo para Resfriamento (min) (seg) acoplamento (seg)

35 11) Após retirar o tubo e a conexão do Termofusor, proceder sem pausa à união dos dois materiais, ou seja, introduzir a ponta do tubo na bolsa da conexão imediatamente; 12) A ponta do tubo deverá ser introduzida até o anel formado pelo aquecimento do termofusor; 13) Após a termofusão da conexão com o tubo, num intervalo de 3 segundos iniciais, existe a possibilidade de alinhar a conexão em até 15. Nunca se deve forçar a peça no tubo somente girar;

36 Instalação hidro-sanitária água quente Processo executivo 14) Para a execução das prumadas de recalque, alimentação da geradora de calor e prumadas de hidrômetros, sempre utilizar isolante térmico com espessura de 10mm; 15) Limpeza do local de trabalho após o término do serviço; 16) Realizar o teste de estanqueidade.

37 Instalação hidro-sanitária água quente Processo executivo Teste de estanqueidade : sem vazamentos Profundidade dos pontos em relação ao acabamento (azulejo/pastilha ou pintura) : ± 5mm; Profundidade da tubulação na parede: As tubulações devem estar totalmente embutidas na alvenaria; Verificar o esquadro das peças em relação a alvenaria.

38 EPI - Capacete; - Sapatão; - Óculos de proteção; - Protetor auricular. Ferramentas/ Equipamentos - Martelo; - Trena; - Serrinha; - Talhadeira; - Chave de fenda; - Alicate; - Pincel; - Chave de grifo; - Bujão de gás; - Prumo; - Nível de mangueira; - Maçarico; - Banco; - Mesa; - Furadeira; - Escada; - Aparelho de Solda; - Maquita; - Policorte; - Pistola. - Grifo; - Prumo; - Termofusor; - Estensão; - Bocais para termofusor. EPC - Andaime. Materiais - Cola de PVC; - Espuma isolante; - Fita veda-rosca; - Tubos e conexões (PPR, PVC, cobre e ferro fundido); - Zarcão; - Lixa; - Solda; - Solução limpadora; - Barbante; - Estanho; - Pasta de solda.

Sistema de condução para redes de ar comprimido, com união por termofusão. A revolução em sistema de condução para redes de ar comprimido

Sistema de condução para redes de ar comprimido, com união por termofusão. A revolução em sistema de condução para redes de ar comprimido Sistema de condução para redes de ar comprimido, com união por termofusão. A revolução em sistema de condução para redes de ar comprimido MEMBRO A tecnologia e segurança do PP-R, agora também para redes

Leia mais

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II ÁGUA QUENTE 1 UTILIZAÇÃO Banho Especiais Cozinha Lavanderia INSTALAÇÕES

Leia mais

MEMORIAL DE INSTALAÇÕES HIDROSANITÁRIAS

MEMORIAL DE INSTALAÇÕES HIDROSANITÁRIAS 1 MEMORIAL DE INSTALAÇÕES HIDROSANITÁRIAS A presente especificação destina-se a estabelecer as diretrizes básicas e definir características técnicas a serem observadas para execução das instalações da

Leia mais

Sistema de tubulação multicamada para instalação de gases combustíveis PExb X AL X PExb.

Sistema de tubulação multicamada para instalação de gases combustíveis PExb X AL X PExb. Sistema de tubulação multicamada para instalação de gases combustíveis PExb AL PExb. MEMBRO Sistema de tubulações multicamadas para instalações de gases combustíveis Conforme com as Normas 1. Após cortar

Leia mais

PROJETO EXECUTIVO MEMORIAL DESCRITIVO

PROJETO EXECUTIVO MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO MEMORIAL DESCRITIVO DAS INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS DO RESTAURANTE E VESTIÁRIOS Rev. 0: 09/01/13 1. INTRODUÇÃO Este memorial visa descrever os serviços e especificar os materiais do projeto

Leia mais

FORMATO DA REDE. Basicamente existem dois formatos de rede: aberto ou em circuito fechado (anel). Formato Aberto: Formato Fechado:

FORMATO DA REDE. Basicamente existem dois formatos de rede: aberto ou em circuito fechado (anel). Formato Aberto: Formato Fechado: FORMATO DA REDE Basicamente existem dois formatos de rede: aberto ou em circuito fechado (anel). Formato Aberto: Quando não justifica fazer um anel, pode-se levar uma rede única que alimente os pontos

Leia mais

Função: Conduzir água à temperatura ambiente nas instalações prediais de água fria; Aplicações: Instalações prediais em geral.

Função: Conduzir água à temperatura ambiente nas instalações prediais de água fria; Aplicações: Instalações prediais em geral. Função: Conduzir água à temperatura ambiente nas instalações prediais de água fria; Aplicações: Instalações prediais em geral. SETEMBRO/2011 Bitolas: 20, 25, 32, 40,50,60, 75, 85, 110 milímetros; Pressão

Leia mais

III. PERFIL PROFISSIONAL DE CONCLUSÃO DOS EGRESSOS DO CURSO

III. PERFIL PROFISSIONAL DE CONCLUSÃO DOS EGRESSOS DO CURSO PLANO DE CURSO RESUMIDO CURSO Instalador Hidráulico Residencial CBO 7241-15 COD-SGE 014.395 MODALIDADE Qualificação Profissional Área Tecnológica Construção Civil CARGA HORÁRIA 220 horas ITINERÁRIO Regional

Leia mais

CONEXÕES PARA ÁGUA FRIA EM PVC

CONEXÕES PARA ÁGUA FRIA EM PVC CONEXÕES PARA ÁGUA FRIA EM PVC Tubos e Conexões de PVC, para Água Fria, com Junta Soldável Norma Regulamentadora: ABNT NBR 5648 / jan 1999. Campo de Aplicação: Sistemas Prediais, condominiais e pequenas

Leia mais

MÓDULO 2 2.3 - CONEXÕES

MÓDULO 2 2.3 - CONEXÕES MÓDULO 2 2.3 - CONEXÕES Os fabricantes e as conexões devem ser pré-qualificados através de certificados de qualificação emitidos por organismos/laboratórios reconhecidos, ou pelo próprio sistema de qualificação

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES SANITÁRIAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES SANITÁRIAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES SANITÁRIAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS - SANITÁRIA - Arquivo 828-M-SAN.DOC Página 1 1. SERVIÇOS COMPLEMENTARES Serão executados

Leia mais

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Pág. 1 Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Cliente: Unidade: Assunto: Banco de Brasília - BRB Agência SHS Novas Instalações Código do Projeto: 1641-11 Pág. 2 Índice 1. Memorial Descritivo da Obra...3

Leia mais

Sistema de tubos em polipropileno de alta resistência para esgoto e águas pluviais. Maior segurança. Máxima resistência.

Sistema de tubos em polipropileno de alta resistência para esgoto e águas pluviais. Maior segurança. Máxima resistência. Sistema de tubos em polipropileno de alta resistência para esgoto e águas pluviais. Maior segurança. Máxima resistência. União deslizante de duplo lábio: maior segurança e facilidade de trabalho. O anel

Leia mais

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turmas C01, C02 e C03 Disc. Construção Civil II ESGOTO SANITÁRIO 1 Conjunto de tubulações, conexões e

Leia mais

MANUAL TÉCNICO Amanco Ramalfort

MANUAL TÉCNICO Amanco Ramalfort Amanco Ramalfort Desenho e Dimensões Os tubos Amanco Ramalfort foram desenvolvidos para condução de água no trecho compreendido entre o ponto de derivação da rede de distribuição de água e o kit cavalete

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO HIDRÁULICA

MANUAL DE INSTALAÇÃO HIDRÁULICA MANUAL DE INSTALAÇÃO HIDRÁULICA Esquema de Instalação Hidráulica RESIDENCIAL Atenção: Modelo meramente ilustrativo em casas térreas. Para sua segurança e garantia do bom funcionamento das tubulações de

Leia mais

MoNTAGEM E instalação DE ELiMiNADoR DE AR

MoNTAGEM E instalação DE ELiMiNADoR DE AR MoNTAGEM E instalação DE ELiMiNADoR DE AR O respeito ao cliente sempre foi um compromisso da COPASA. E agora, em atendimento à solicitação do Movimento das Donas de Casa e em cumprimento à Lei Estadual

Leia mais

Manutenção, temperatura da água, conexões e facilidade de instalar definem qual o melhor tubo para cada uso

Manutenção, temperatura da água, conexões e facilidade de instalar definem qual o melhor tubo para cada uso Como escolher as tubulações Manutenção, temperatura da água, conexões e facilidade de instalar definem qual o melhor tubo para cada uso As instalações hidráulicas abrangem não apenas as redes de abastecimento

Leia mais

1. Identificação do Produto e da Empresa

1. Identificação do Produto e da Empresa 1. Identificação do Produto e da Empresa Produto: Perfis de Poliestireno Tipo de produto: 96 % de Poliestireno Reciclado e 4 % de Poliestireno Virgem Empresa: Indústria e Comércio de Molduras Santa Luzia

Leia mais

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 10. INSTALAÇÃO HIDRÁULICA

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 10. INSTALAÇÃO HIDRÁULICA DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 10. INSTALAÇÃO HIDRÁULICA Av. Torres de Oliveira, 76 - Jaguaré CEP 05347-902 - São Paulo / SP INSTALAÇÃO HIDRÁULICA 1. INTRODUÇÃO As instalações de água fria devem atender

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS

CATÁLOGO DE PRODUTOS CATÁLOGO DE PRODUTOS A PLASTUBOS é uma empresa do Grupo Empresarial DVG, especializada na produção de tubos rígidos e conexões de PVC para água e esgoto predial, infra-estrutura, irrigação e eletricidade.

Leia mais

MATERIAIS EMPREGADOS NAS REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS

MATERIAIS EMPREGADOS NAS REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS MATERIAIS EMPREGADOS NAS REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS 1 - INTRODUÇÃO. A escolha do material a empregar (tipo de tubulação) nas redes coletoras de esgotos sanitários é função das características dos esgotos,

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELEGRAFOS

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELEGRAFOS MEMORIAL DESCRITIVO I N S T A L A Ç Õ E S H I D R O - S A N I T Á R I A S EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELEGRAFOS AC. CERES ENDEREÇO: AV. PRESIDENTE VARGAS, Nº220, CENTRO, CERES - GO. Página 1 de 8

Leia mais

MÓDULO 4 4.5 - PROCEDIMENTOS DE REPARO

MÓDULO 4 4.5 - PROCEDIMENTOS DE REPARO Normas Aplicáveis MÓDULO 4 4.5 - PROCEDIMENTOS DE REPARO - NBR 15.979 Sistemas para Distribuição de Água e Esgoto sob pressão Tubos de polietileno PE 80 e PE 100 Procedimentos de Reparo - NBR 14.461 Sistemas

Leia mais

Manual de Instalação DOCOL Monocomando

Manual de Instalação DOCOL Monocomando Manual de Instalação DOCOL Monocomando ECLIPSE PARA BANHEIRA/ CHUVEIRO AP PARA CHUVEIRO AP PARA CHUVEIRO BP HAMPTON MONET PARA BANHEIRA/ CHUVEIRO AP PARA CHUVEIRO AP PARA CHUVEIRO BP BICA ALTA LAVATORIO

Leia mais

LATERAIS E ADUTORAS MATERIAIS EMPREGADOS EM TUBULAÇÕES

LATERAIS E ADUTORAS MATERIAIS EMPREGADOS EM TUBULAÇÕES LATERAIS E ADUTORAS Uma tubulação em irrigação pode, conforme a finalidade, ser designada como adutora, ramal ou lateral. A adutora é aquela tubulação que vai da bomba até a área a ser irrigada. Normalmente

Leia mais

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Pág. 1 Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Cliente: Unidade: Assunto: Banco de Brasília - BRB P SUL Ceilândia - DF Novas Instalações Código do Projeto: 3946-11 SIA Sul Quadra 4C Bloco D Loja 37

Leia mais

GUIA DO CANDIDATO Construção Civil

GUIA DO CANDIDATO Construção Civil GUIA DO CANDIDATO Construção Civil Ocupação Processo de Certificação (R$) Reexame (R$) Validade Eletricista instalador predial de baixa tensão 300,00 Tarefa A 250,00 Tarefa B 50,00 60 meses Tarefa 1 120,00

Leia mais

PREDIAL AQUATHERM CATÁLOGO TÉCNICO

PREDIAL AQUATHERM CATÁLOGO TÉCNICO PREDIAL AQUATHERM CATÁLOGO TÉCNICO Qualidade Confiança Tradição Inovação Tecnologia ÍNDICE Por que a TIGRE escolheu o Sistema Aquatherm para o Brasil? 05 Características técnicas 06 Instruções de instalação

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS HC1 PISO TÉRREO ALA B - HEMODINÂMICA HOSPITAL DE CLÍNICAS DE MARÍLIA MARÍLIA SP PROJETO: ENGEST ENGENHARIA LTDA Eng. Civil Marcos Stroppa Rua Lupércio

Leia mais

Sistema Enterrado de Combate a Incêndio com Tubulações e Conexões de PP-R TECNOLOGIA APLICADA NA EXECUÇÃO DE INSTALAÇÕES

Sistema Enterrado de Combate a Incêndio com Tubulações e Conexões de PP-R TECNOLOGIA APLICADA NA EXECUÇÃO DE INSTALAÇÕES Sistema Enterrado de Combate a Incêndio com Tubulações e Conexões de PP-R TECNOLOGIA APLICADA NA EXECUÇÃO DE INSTALAÇÕES SISTEMA ENTERRADO DE COMBATE A INCÊNDIO COM TUBULAÇÕES E CONEXÕES DE PP-R O Sistema

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO HIDROSSANITÁRIO

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO HIDROSSANITÁRIO MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO HIDROSSANITÁRIO OBRA: Biblioteca do câmpus Ibirama LOCALIZAÇÃO: Rua Dr. Getúlio Vargas, 3006 Ibirama/SC 89140-000 SISTEMAS A SEREM EXECUTADOS: Sistema de Água Fria Potável Sistema

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM AQUECIMENTO SOLAR ABRAVA/DASOL 2011

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM AQUECIMENTO SOLAR ABRAVA/DASOL 2011 PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM AQUECIMENTO SOLAR ABRAVA/DASOL 2011 MÓDULO 2 Projetista SAS Pequeno Porte Passo a Passo de Instalação ABRAVA -São Paulo,Maio de 2011 Luciano Torres Pereira Leonardo Chamone Cardoso

Leia mais

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Pág. 1 Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Cliente: Unidade: Assunto: Banco de Brasília - BRB Águas Lindas GO Novas Instalações Código do Projeto: 3947-11 SIA Sul Quadra 4C Bloco D Loja 37 Brasília-DF

Leia mais

Manual de instruções LINHA. Ar puro como sempre deve estar

Manual de instruções LINHA. Ar puro como sempre deve estar Manual de instruções LINHA Ar puro como sempre deve estar Sistema em PPR para Ar Comprimido Normas e Certificados O Sistema AirKap é produzido em material inerte e resistente à corrosão e por ter uma superfície

Leia mais

A) GENERALIDADES: UNIDADES USUAIS

A) GENERALIDADES: UNIDADES USUAIS Hidr ulica Residencial A) GENERALIDADES: UNIDADES USUAIS 1 kgf/cm² = 10 m.c.a 1 MPa = 10 kgf/cm² = 100 m.c.a. 1 kgf/cm² = 14,223355 lb/pol² Etapas a serem executadas a de alvenaria, as instalações hidráulicas

Leia mais

Catálogo de Produtos. tubos e conexões. Líder na América Latina em. Responsabilidade Sócio-Ambiental. A Mexichem. O Grupo Amanco

Catálogo de Produtos. tubos e conexões. Líder na América Latina em. Responsabilidade Sócio-Ambiental. A Mexichem. O Grupo Amanco Catálogo de Produtos 25 anos Distribuidora Uma Empresa focada nas pessoas e na prestação de serviços Fotos meramente ilustrativas - 2012 A Mexichem Mexichem é um grupo mexicano de empresas químicas e petroquímicas

Leia mais

I s n t s a t l a a l ção ã o de d e Sis i t s e t m e as a s de d Irrigação

I s n t s a t l a a l ção ã o de d e Sis i t s e t m e as a s de d Irrigação Instalação de Sistemas de Irrigação PROJETOS EUCALIPTOS Layout de Água TRANSPORTES CARPINTARIA CP025 CP19 ESCADA CP024 AR CP023 CP18 ESCRITORIO CP17 ESTACIONAMENTO CP06 1-7 1-6 1-3 1-2 1-4 R CP21A CP16

Leia mais

ECV 5644 Instalações II

ECV 5644 Instalações II SISTEMA DE GÁS CENTRALIZADO Fonte: ETFSC Este Sistema também é conhecido como SISTEMA DE GÁS COMBUSTIVEL CENTRALIZADO, é constituído basicamente das seguintes instalações: 1. Central de Gás (Central de

Leia mais

Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS

Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS MEMORIAL DESCRITIVO: APRESENTAÇÃO DO EMPREENDIMENTO: LOCALIZAÇÃO: Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS DESCRIÇÃO: Edifício

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR 1 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 MEMORIAL DESCRITIVO 3 I. DADOS FÍSICOS LEGAIS 3 II. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 3 III.

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO Revisão 03 INSTALAÇÃO DO DISCO SOLAR Parabéns por adquirir um dos mais tecnológicos meios de aquecimento de água existentes no mercado. O Disco Solar é por sua natureza uma tecnologia

Leia mais

SUMÁRIO TUBOS DE COBRE...

SUMÁRIO TUBOS DE COBRE... SUMÁRIO TUBOS DE COBRE... 02 CONEXÕES... Soldáveis e Rosqueáveis 03-08 ACESSÓRIOS PARA INSTALAÇÃO... Fluxo para Solda - Liga para Solda - Isolamento Térmico - Escova para Limpeza 09-10 01/10 TERMOTUBO

Leia mais

Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia

Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia MEMORIAL DESCRITIVO Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia Sumário 1.Considerações gerais...1 2.Serviços

Leia mais

Manual de Instalação dos Bocais em ABS e Metal Cromado

Manual de Instalação dos Bocais em ABS e Metal Cromado Manual de Instalação dos ocais em e Metal romado para piscinas de oncreto Obs 4 OL OGUMELO EM 1- Executar a rede hidráulica antes da concretagem, deixando um pedaço de tubo soldável de Ø50mm (tubo marrom)

Leia mais

Case Sistema Flexível Patologias

Case Sistema Flexível Patologias Case Sistema Flexível Patologias 1 Case Amanco Camargo Correa VOLTAR Case de sistema de instalação de água quente e fria com produto flexível Material flexível com sistema de engate rápido em polibutileno

Leia mais

Hidráulica de Linhas pressurizadas. FEAGRI/UNICAMP - 2014 Prof. Roberto Testezlaf

Hidráulica de Linhas pressurizadas. FEAGRI/UNICAMP - 2014 Prof. Roberto Testezlaf Hidráulica de Linhas pressurizadas Parte 1 - Tubulações FEAGRI/UNICAMP - 2014 Prof. Roberto Testezlaf Tubulações A qualidade e integridade de instalação depende: Escolha do material e do diâmetro adequado

Leia mais

Instalações Hidráulicas: Água Quente. Prof. Fabiano de Sousa Oliveira Curso: Engenharia Civil FTC/VC

Instalações Hidráulicas: Água Quente. Prof. Fabiano de Sousa Oliveira Curso: Engenharia Civil FTC/VC Instalações Hidráulicas: Água Quente Prof. Fabiano de Sousa Oliveira Curso: Engenharia Civil FTC/VC INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS: ÁGUA QUENTE Primeiro ponto: Apresentação da norma técnica, vigente. Projeto

Leia mais

CEMIG DISTRIBUIÇÃO S.A INSTRUÇÕES PARA ABERTURA DO CABO EN320

CEMIG DISTRIBUIÇÃO S.A INSTRUÇÕES PARA ABERTURA DO CABO EN320 a EMISSÃO INICIAL FTY MM LYT 18/12/14 REV. ALTERAÇÕES EXEC. VISTO APROV. DATA EXEC. VISTO APROV. FTY MM LYT DATA: CEMIG DISTRIBUIÇÃO S.A LD 1 ALMENARA - JEQUITINHONHA, 138kV (Op. 69 kv) 18/12/14 INSTRUÇÕES

Leia mais

Caixa d Água. Materiais necessários. Anotações. 0800 771 0001 odebrechtambiental.com odebrecht.amb

Caixa d Água. Materiais necessários. Anotações. 0800 771 0001 odebrechtambiental.com odebrecht.amb Materiais necessários Separe todo o material que será utilizado para a limpeza do seu reservatório. Anotações Papai, precisamos separar o material de limpeza. Claro, filha! Caixa d Água SAIBA COMO LIMPAR

Leia mais

BRICKA ALVENARIA ESTRUTURAL

BRICKA ALVENARIA ESTRUTURAL BRICKA ALVENARIA ESTRUTURAL BRICKA ALVENARIA ESTRUTURAL Indice ALVENARIA ESTRUTURAL MANUAL DE EXECUÇÃO E TREINAMENTO...1 O QUE É ALVENARIA ESTRUTURAL?...1 Seu trabalho fica mais fácil...1 CUIDADOS QUE

Leia mais

UC SYSTEM (PATENTEADO)

UC SYSTEM (PATENTEADO) UC SYSTEM (PATENTEADO) Solução única para a rápida e eficaz limpeza interna, a seco e em segundos de tubulações industriais. Desenvolvido para utilização em tubulações de indústrias farmacêuticas, químicas,

Leia mais

Apresentação. Apresentação. ltda. PABX: (31) 2535.7762

Apresentação. Apresentação. ltda. PABX: (31) 2535.7762 Apresentação Apresentação Fundada em 2003, a Masterfer é, hoje, uma renomada fornecedora de produtos para saneamento. Prima por possuir um atendimento de forma única e objetiva, o que a credencia apresentar

Leia mais

ANEXO XIII ESPECIFICAÇÕES PROJETO HIDROSSANITÁRIO

ANEXO XIII ESPECIFICAÇÕES PROJETO HIDROSSANITÁRIO ANEXO XIII ESPECIFICAÇÕES PROJETO HIDROSSANITÁRIO 1. GENERALIDADES O presente memorial descritivo trata das instalações hidrossanitárias do prédio acima descrito, o qual foi elaborado segundo as normas

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MEMORIAL DESCRITIVO

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Reforma de Prédio Delegacia CRA Proprietário: Conselho Regional de administração Endereço: Av. Presidente Getulio Vargas, N 2.923 Área: 110,00 m² 1.

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Indicações importantes relativas às instruções de montagem VOSS O desempenho e a segurança mais elevados possíveis no funcionamento dos produtos VOSS só serão obtidos se forem cumpridas

Leia mais

Tubos sem costura e conexões

Tubos sem costura e conexões Tubos sem costura e conexões INTRODUÇÃO A Termomecanica é líder no setor de transformação de cobre e suas ligas, investindo permanentemente em tecnologias e inovações para a melhoria contínua de seus produtos

Leia mais

10. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18. 19. 20. 22. 23. 24. 25. 28. 31.

10. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18. 19. 20. 22. 23. 24. 25. 28. 31. Oitava Edição 6. 8. 9. 10. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18. 19. 20. 22. 23. 24. 25. 28. 31. Características do Sistema. Descrição Técnica e aprovações. Vantagens do Sistema. União por Termofusão. Tabelas complementares.

Leia mais

Memoria descritivo do Residencial Liguria

Memoria descritivo do Residencial Liguria ESPECIFICAÇÕES BÁSICAS MEMORIAL DESCRITIVO DA CONSTRUÇÃO FUNDAÇÕES As fundações serão do tipo diretas, com utilização de sapatas, calculadas conforme solicitações de carga. ESTRUTURA O prédio terá estrutura

Leia mais

PROJETO QUADRA POLIESPORTIVA - SESI

PROJETO QUADRA POLIESPORTIVA - SESI PROJETO QUADRA POLIESPORTIVA - SESI Contratante: SESI - FIEB Localização: Unidade SESI Simões Filho BA. INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS, DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO E DRENAGEM DE ÁGUAS PLUVIAIS Memorial Descritivo

Leia mais

Maçarico de soldar ou bico de soldar portátil - alicate bloqueador - torno de bancada - pára chamas, escudo térmico - lima.

Maçarico de soldar ou bico de soldar portátil - alicate bloqueador - torno de bancada - pára chamas, escudo térmico - lima. FERRAMENTAS NECESSÁRIAS Maçarico de soldar ou bico de soldar portátil - alicate bloqueador - torno de bancada - pára chamas, escudo térmico - lima. COMO ESCOLHER OS MATERIAIS NECESSÁRIOS As ferramentas

Leia mais

MÓDULO 4 4.8.2 - PROCEDIMENTOS DE TESTES DE ESTANQUEIDADE PARA LINHAS DE POLIETILENO PARAGASES E AR COMPRIMIDO

MÓDULO 4 4.8.2 - PROCEDIMENTOS DE TESTES DE ESTANQUEIDADE PARA LINHAS DE POLIETILENO PARAGASES E AR COMPRIMIDO MÓDULO 4 4.8.2 - PROCEDIMENTOS DE TESTES DE ESTANQUEIDADE PARA LINHAS DE POLIETILENO PARAGASES E AR COMPRIMIDO Normas Aplicáveis - NBR 14.462 Sistemas para Distribuição de Gás Combustível para Redes Enterradas

Leia mais

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES Complexo Esportivo de Deodoro Edital 1.10 1. Instalações Hidráulicas e Sanitárias Os serviços de manutenção de instalações hidráulicas e sanitárias,

Leia mais

MANUAL DO PROPRIETÁRIO DO SolarPRO XF

MANUAL DO PROPRIETÁRIO DO SolarPRO XF MANUAL DO PROPRIETÁRIO DO SolarPRO XF MODELO SB 001 NORMAS DE SEGURANÇA IMPORTANTES Leia todas as instruções ANTES de montar e utilizar este produto. GUARDE ESTE MANUAL Seu Aquecedor de Piscina foi projetado

Leia mais

CONTROLE DIMENSIONAL CALDEIRARIA INSTRUÇÕES AO CANDIDATO

CONTROLE DIMENSIONAL CALDEIRARIA INSTRUÇÕES AO CANDIDATO Página: 1 de 9 1. OBJETIVO Este procedimento tem por objetivo orientar os candidatos na execução de provas práticas, na qualificação de Inspetor de Controle Dimensional, modalidade Caldeiraria. 2. REGRAS

Leia mais

NPT 029 COMERCIALIZAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO E UTILIZAÇÃO DE GÁS NATURAL

NPT 029 COMERCIALIZAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO E UTILIZAÇÃO DE GÁS NATURAL Outubro 2011 Vigência: 08 Janeiro 2012 NPT 029 Comercialização, distribuição e utilização de gás natural CORPO DE BOMBEIROS BM/7 Versão: 01 Norma de Procedimento Técnico 5 páginas SUMÁRIO 1 Objetivo 2

Leia mais

1/5. be-16. Bancada laboratório 2 CUBAS 50x40x25cm (L=180cm) eco. Componentes. Código de listagem. Atenção. Revisão Data Página 1 04/04/14

1/5. be-16. Bancada laboratório 2 CUBAS 50x40x25cm (L=180cm) eco. Componentes. Código de listagem. Atenção. Revisão Data Página 1 04/04/14 /5 2/5 3/5 4/5 DESCRIÇÃO Constituintes Tampo de granito polido (L=65cm, e=2cm), cinza andorinha ou cinza corumbá, com moldura perimetral (3,5x2cm) e frontão (7x2cm), conforme detalhe. Alvenaria de apoio

Leia mais

LIGAÇÕES PREDIAIS ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2

LIGAÇÕES PREDIAIS ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 LIGAÇÕES PREDIAIS PÁGINA 1/49 MOS 4ª Edição ESPECIFICAÇÕES MÓDULO 17 VERSÃO 00 DATA jun/2012 SUMÁRIO OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 1701 a 1714 LIGAÇÃO PREDIAL DE

Leia mais

Norma Técnica Sabesp NTS 165

Norma Técnica Sabesp NTS 165 Norma Técnica Sabesp NTS 165 Instalação da Unidade de Medição de Água - UMA (DN 20 - Hidrômetro de 1,5 m 3 /h e 3,0 m 3 /h) Procedimento São Paulo Revisão 05 Janeiro 2015 NTS 165:2015 Rev. 05 Norma Técnica

Leia mais

DRENAGEM DE AR CONDICIONADO

DRENAGEM DE AR CONDICIONADO SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA DRENAGEM DE AR CONDICIONADO LOTE 2 Versão: 002 Vigência: 12/2014 GRUPO DRENAGEM DE AR-CONDICIONADO

Leia mais

Soluções Amanco. Linha Amanco Novafort

Soluções Amanco. Linha Amanco Novafort Linha Amanco Novafort Linha Amanco Novafort s o l u ç õ e s a m a n c o i n f r a e s t r u t u r a Linha Amanco Novafort para Redes Coletoras de Esgotos e Águas Pluviais para Infraestrutura A linha Amanco

Leia mais

MATERIAIS, EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS

MATERIAIS, EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS 6 MATERIAIS, EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS Versão 2014 Data: Abril / 2014 6.1. Tubos e Conexões... 6.3 6.1.1. Sistema em aço... 6.3 6.1.1.1. Tubos... 6.3 6.1.1.2. Conexões... 6.3 6.1.2. Sistema em cobre rígido...

Leia mais

Caixa de Inspeção e Interligação

Caixa de Inspeção e Interligação Caixa de Inspeção e Interligação Localização no website Tigre: Obra predial Esgoto CAIXA DE INSPEÇÃO e/ou Obra predial Águas Pluviais CAIXA DE INTERLIGAÇÃO Função/Aplicação: Caixa de Inspeção: destinada

Leia mais

Construção de Edifícios I Instalações Sanitárias 10-26

Construção de Edifícios I Instalações Sanitárias 10-26 5. MATERIAIS Construção de Edifícios I Instalações Sanitárias 10-26 Numa instalação hidráulica, os materiais são classificados em tubos, conexões e válvulas, os quais abrangem uma grande variedade de tipos,

Leia mais

guia de instalação cisterna vertical

guia de instalação cisterna vertical guia de instalação cisterna vertical FORTLEV CARACTERÍSTICAS FUNÇÃO Armazenar água pluvial ou água potável à temperatura ambiente. APLICAÇÃO Residências, instalações comerciais, fazendas, escolas ou qualquer

Leia mais

Guia prático de instalação

Guia prático de instalação Guia prático de instalação 1 O que são Portas para lareiras e churrasqueiras? São sistemas de fechamento para lareiras e churrasqueiras com modos de instalação, abertura de portas e acabamentos que se

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Indicações importantes relativas às instruções de montagem VOSS O desempenho e a segurança mais elevados possíveis no funcionamento dos produtos VOSS só serão obtidos se forem cumpridas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS LOCAL: SETOR/ENDEREÇO: PERÍODO: RESPONSÁVEL PELAS INFORMAÇÕES: LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS SISTEMAS HIDROSSANITÁRIOS PERÍODICIDADE SERVIÇOS PREVENTIVOS STATUS SEMANA 01 DIÁRIO Verificação

Leia mais

Eletroduto de PVC Rígido Roscável

Eletroduto de PVC Rígido Roscável Eletroduto de PVC Rígido Roscável Localização no Website TIGRE: Obra Predial Eletricidade Eletroduto roscável Função: Proteção mecânica para instalações elétricas embutidas. Aplicação: instalações elétricas

Leia mais

Eng. Moacir de Oliveira Junior, Esp.

Eng. Moacir de Oliveira Junior, Esp. www.viptec.com.br Eng. Moacir de Oliveira Junior, Esp. Contato: (47) 3349-7979 E-mails: moaciroj@gmail.com (Orkut) moaciroj@univali.br moaciroj@hotmail.com (Facebook) moacir@viptec.com.br @Eng_Moacir (Twitter)

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E DE CÁLCULO HIDRO-SANITÁRIO

MEMORIAL DESCRITIVO E DE CÁLCULO HIDRO-SANITÁRIO MEMORIAL DESCRITIVO E DE CÁLCULO HIDRO-SANITÁRIO OBRA: UNIDADE DE ACOLHIMENTO ADULTO PREFEITURA MUNICIPAL DE SOBRAL ENDEREÇO: Rua Dinamarca, S/N Sobral - Ceará PROJETO: HIDRO-SANITÁRIO E ÁGUAS PLUVIAIS

Leia mais

VANTAGENS DO SISTEMA

VANTAGENS DO SISTEMA VANTAGENS DO SISTEMA As redes realizadas com tubos e conexões TOPFUSION, apresentam grandes vantagens desde o início de sua instalação e por toda sua vida útil, de pelo menos 100 anos. Atendem a grande

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO MONTAGEM E OPERAÇÃO DA FOSSA SÉPTICA BIODIGESTORA

MEMORIAL DESCRITIVO MONTAGEM E OPERAÇÃO DA FOSSA SÉPTICA BIODIGESTORA MEMORIAL DESCRITIVO MONTAGEM E OPERAÇÃO DA FOSSA SÉPTICA BIODIGESTORA 1. INTRODUÇÃO Este memorial descritivo se destina a orientar a montagem e a operação do sistema de tratamento de efluentes denominado

Leia mais

FÓRUM DE VITÓRIA DA CONQUISTA

FÓRUM DE VITÓRIA DA CONQUISTA TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA FÓRUM DE VITÓRIA DA CONQUISTA MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE REFORMA DAS INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS E SANITÁRIAS EMPRESA RESPONSÁVEL: Senemig Engenharia LTDA RESPONSÁVEIS

Leia mais

JBS Marginal Direita do Rio Tietê nº 500 SÃO PAULO. BLOCO III e outros MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS

JBS Marginal Direita do Rio Tietê nº 500 SÃO PAULO. BLOCO III e outros MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS JBS Marginal Direita do Rio Tietê nº 500 SÃO PAULO BLOCO III e outros MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS Emissão 3 240512 (Item 2)(Eficiência Energética de Motores) Pág.

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO HIDRO SANITÁRIO OBRA: ANEXO 01 Proprietário: CREA SC - CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DE SANTA CATARINA Responsável Projeto: Eng Civil Cleber Giordani

Leia mais

Empresa jovem e 100 % nacional, a Bazze está sediada em PORTÃO RS e é referência na extrusão de perfis em PVC.

Empresa jovem e 100 % nacional, a Bazze está sediada em PORTÃO RS e é referência na extrusão de perfis em PVC. Empresa jovem e 100 % nacional, a Bazze está sediada em PORTÃO RS e é referência na extrusão de perfis em PVC. Comprometida com a qualidade e o desenvolvimento dos nossos produtos investimos continuamente

Leia mais

Recomendações para instalação de rede interna e de equipamentos a gás.

Recomendações para instalação de rede interna e de equipamentos a gás. Recomendações para instalação de rede interna e de equipamentos a gás. USO DE GÁS NATURAL CANALIZADO NORMAS E LEGISLAÇÃO: ABNT NBR 14570 ABNT NBR 13103 COSCIP código de segurança - decreto estadual nº

Leia mais

ECOFOGÃO MODELO CAMPESTRE 3. Manual de instalação, uso e manutenção.

ECOFOGÃO MODELO CAMPESTRE 3. Manual de instalação, uso e manutenção. ECOFOGÃO MODELO CAMPESTRE 3 Manual de instalação, uso e manutenção. Parabéns, ao adquirir o Ecofogão, você tem em mãos uma das tecnologias mais simples, eficiente e limpa atualmente disponível, para o

Leia mais

APÊNDICE "D" Descrição Técnica dos Pequenos Serviços de

APÊNDICE D Descrição Técnica dos Pequenos Serviços de APÊNDICE "D" Descrição Técnica dos Pequenos Serviços de A INTRODUÇÃO Neste apêndice estão discriminados os Serviços de Adequação (PSA) de menor complexidade para atendimento da dinâmica funcional da ECT,

Leia mais

GINÁSIO ESPORTIVO DA COMUNIDADE RIO BONITO ALTO - PONTÃO - RS

GINÁSIO ESPORTIVO DA COMUNIDADE RIO BONITO ALTO - PONTÃO - RS MEMORIAL DESCRITIVO Obra: GINÁSIO ESPORTIVO DA COMUNIDADE RIO BONITO ALTO - PONTÃO - RS Área: 488,50 m² Local: Comunidade de Rio Bonito Alto Bairro: Rio Bonito Alto Cidade: Pontão - RS Proprietário: Comunidade

Leia mais

GRSS. Resistance WELDING SOLDAGEM POR RESISTÊNCIA ELÉTRICA

GRSS. Resistance WELDING SOLDAGEM POR RESISTÊNCIA ELÉTRICA SOLDAGEM POR RESISTÊNCIA ELÉTRICA Princípios A soldagem por resistência elétrica representa mais uma modalidade da soldagem por pressão na qual as peças a serem soldadas são ligadas entre si em estado

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO SPDA. Índice

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO SPDA. Índice MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO SPDA Índice 1 Introdução 2 Local da Obra 3 Normas 4 Malha de Aterramento 5 Equipamento e Materiais 6 Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas 7 Cálculo dos Elementos

Leia mais

AV. Herminio Gimenez RC - RUC: 80061756-8 COR: CIUDAD DEL ESTE-PY TEL: +595 983 613802 contato@options-sa.net - www.options-sa.net

AV. Herminio Gimenez RC - RUC: 80061756-8 COR: CIUDAD DEL ESTE-PY TEL: +595 983 613802 contato@options-sa.net - www.options-sa.net COR: -Instalação rápida e fácil, fixação com resina, ondulação de 2 a 4 mm para passagem dos cabos de energia. - Pode ser instalada em piscinas ou hidromassagens onde não tenha sido previsto sistema de

Leia mais

C-EC/U. Porta Comercial de Encosto em caixilho "U

C-EC/U. Porta Comercial de Encosto em caixilho U C-EC/U Porta Comercial de Encosto em caixilho "U A Dânica Doors recomenda que as instruções de montagem contidas neste manual sejam seguidas rigorosamente para que as portas atendam em sua plena funcionalidade.

Leia mais

Sistemas da edificação Aplicação na prática

Sistemas da edificação Aplicação na prática 1 Vantagens Alta produtividade com equipes otimizadas; Redução de desperdícios e obra limpa; Facilidade de gerenciamento e padronização da obra; Elevada durabilidade; Facilidade de limpeza e conservação;

Leia mais

Elementos de Escoamento

Elementos de Escoamento DISCIPLINA: TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO II PERÍODO: 6 PROFESSORA: DÉBORA CRISTINA ALMEIDA Elementos de Escoamento André Renato Augusto César Carlos Augusto Eduardo Felipe Ivano Heleno Vicente Neto Ytallo

Leia mais

Grupo 30.24 - Material hidráulico

Grupo 30.24 - Material hidráulico O catálogo do grupo 30.24 contém as especificações de material hidráulico. Os itens que estão destacados com a mesma coloração significam que possuem a mesma descrição, no entanto, possuem diferentes unidades

Leia mais

Manual de Instrucoes. Pass-Through Refrigerado. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio

Manual de Instrucoes. Pass-Through Refrigerado. o futuro chegou a cozinha. refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Manual de Instrucoes Pass-Through Refrigerado o futuro chegou a cozinha refrigeracao coccao linha modular exposicao distribuicao apoio Obrigado por ter adquirido Equipamentos ELVI É com satisfação que

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS M E M O R I A L D E S C R I T I V O E S P E C I F I C A Ç Õ E S T É C N I C A S C R I T É R I O D E M E D I Ç Ã O

CADERNO DE ENCARGOS M E M O R I A L D E S C R I T I V O E S P E C I F I C A Ç Õ E S T É C N I C A S C R I T É R I O D E M E D I Ç Ã O CADERNO DE ENCARGOS M E M O R I A L D E S C R I T I V O E S P E C I F I C A Ç Õ E S T É C N I C A S C R I T É R I O D E M E D I Ç Ã O H I D R O S S A N I T Á R I O COREN CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM

Leia mais