Successful Cement VRM Projects

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Successful Cement VRM Projects"

Transcrição

1 Successful Cement VRM Projects Review of Companhia Siderurgica Nacional (CSN) Volta Redonda Plant Dois (2) OK 39-4 FICEM APCAC, September 2011 John Terembula, Product Manager Milling, FLSmidth Luiz Magno Paixão Silva, Gerência Geral, CSN Cimentos S.A.

2 Agenda Project Background Engineering & Design Layout Construction Start-up Operation & Maintenance

3 Localização da Moagem de Cimento na UPV - VR Área CSN - UPV Área CSN Cimentos Trajeto Caminhões FICEM--APCAC Conference Sao Paulo, Brasil September 5FICEM 5-8, 2011

4 Fundo Planta concebida para utilização da escória da UPV Sinergia com a UPV com fornecimento de calcário, malha ferroviária, porto, energia elétrica, etc. Próximo dos 2 maiores mercados consumidores de cimento SP/RJ

5 Engenharia e Design Nº de operários envolvidos na obra colaboradores; Civil Consócio Contern/Cetenco e Paranasa; EletroMecanica Daltec Projeto e Equipamentos FLS Perfil : 60% Importado 40% Nacional

6 Moagem de Cimento Layout 8-Galpão das Paletizadoras Descarga Rodoviária 5-Moinhos e Filtros 2- Galpão de M.Prima 1-Descarga Ferroviária 7- Prédio das Ensacadeiras 6- Silos de Cimento 3- Silo de Clinquer 4- Silos Dosadores

7 Seleção de Equipamentos

8 Equipamentos de Plantas

9 Construção Construção da planta em 02/12/08

10 Construção Start up da planta em abril de 2009

11 Matérias-primas

12 Transportador de Alimentação

13 Materiais em Iniciar

14 Operação Operação de 100% de Escória: Blaine de a cm²/g Finura 45µ (#325) - 2,5% a 3,5%

15 Operação Moinho 1 Guaranteed Production 171 MTPH a CPIII 4500 blaine Moinho 2 Guaranteed Production 171 MTPH a CPIII 4500 blaine Max production 207 t/h CPIII Max production 193 t/h CPIII First Shutdown 15 Dec 2009 First Shutdown 19 Oct 2010 Total hours of operation 91% Cimento 9% Escória-Moída 3.200:17h TOTAL Total hours of operation 95% Cimento 5% Escória-Moída 1.497:55h TOTAL

16 Operação e Manutenção 1ª Parada MOINHO 1-15 a 21/12/2009 Horas Operação: 2.195:12h Horas Cimento: 90% Horas Escoria: 10% 2ª Parada MOINHO 1 05 a 12/07/2010 Horas operação: 2.552:29h Horas cimento: 72% Horas Escoria: 28% Total Geral Produzido: Total Geral Produzido: Enchimento realizado: kg Desgaste: Mesa 60mm Rolos 40mm Enchimento realizado: kg Desgaste: Mesa 60mm Rolos 30mm

17 Cronograma Moinho 1 First Start 24 Apr 2009 Moinho 2 First Start 19 Apr 2010 Guaranteed production 28 Apr 2009 Guaranteed production 20 May 2010 Max production 207 t/h (seca) Max production: 193 t/h (seca) First Shutdown 12 Dec 2009 First Shutdown 19 Oct 2010 Total hs of operation 3.200:17 h (falhas) Total hs of operation 1.497:55 h (falhas)

18 Experiência Positivas Moinho apresenta resposta rápida aos ajustes de processo Possibilita a obtenção de blaines elevados Apresenta baixo consumo energético Baixa vibração e ruído durante a operação

19 Experiência Oportunidades Operação com 100% de escória gera impregnação nas transferencias Diferença de umidade entre os materiais a moagem alternada entre cimento e escória gera A eliminação de metais da alimentação O equipamento Belt Wall requer know how de manutenção ainda não totalmente disponível no Brasil

20 Custos - Peças de desgaste de moinhos de bolas Ball charge 60 g/t 0.06 $/t Liners - Compartment 1 Liners - Compartment 2 TOTAL Shell + head + diaphragm grate Shell + diaphragm liner + outlet grate No labor included 0.06 $/t 0.04 $/t 0.16 $/t

21 Custos Peças de desgaste moinho OK Roller tire 5 year 0.05 $/t Table track 5 year 0.05 $/t Hardface 2 g/t with labor 0.10 $/t TOTAL 0.15 $/t Contractor labor included for Hardfacing

22 Total de Custos de Manutenção Equipment in Same Plant ($/t) OK Mill 0.54 Ball Mill + HRP 0.78 Ball Mill 0.48*

23 Custos - Energia Ball Mill System 42.0 kwh/t 5.04 $/t OK Mill System 28.5 kwh/t 3.42 $/t TOTAL SAVINGS 1.62 $/t 0.12 $/ kwh Economia de energia são maiores do que os custos de manutenção! Energy savings are greater than maintenance costs! 23

24 Obrigado! Gracias! Thank you!

Prática e perspectivas para o processamento de Itabiritos compactos do Quadrilátero Ferrífero

Prática e perspectivas para o processamento de Itabiritos compactos do Quadrilátero Ferrífero SME Belo Horizonte 16/03/2011 Prática e perspectivas para o processamento de Itabiritos compactos do Quadrilátero Ferrífero Joaquim Donizetti Donda Samarco Mineração donda@samarco.com Prática atual Mineração

Leia mais

By Rodrigo Ferreira, FLSmidth Leandro Couto Soares, Brennand Cimentos Rodrigo Telles, Votorantim Cimentos Jared Weston, FLSmidth

By Rodrigo Ferreira, FLSmidth Leandro Couto Soares, Brennand Cimentos Rodrigo Telles, Votorantim Cimentos Jared Weston, FLSmidth - São Paulo/SP By Rodrigo Ferreira, FLSmidth Leandro Couto Soares, Brennand Cimentos Rodrigo Telles, Votorantim Cimentos Jared Weston, FLSmidth Realização Introdução: 20 a 22 de Junho de 2016 Agenda: Visão

Leia mais

Planta de moagem com Horomill

Planta de moagem com Horomill Planta de moagem com Horomill O sistema de moagem sustentável Fives Driving Progress Fives FCB - CBC 2014 1 Benefícios Chave 1) Instalação compacta 2) Maior flexibilidade de produção 3) Qualidade do cimento

Leia mais

A utilização do PI Notifications como ferramenta de redução de perdas. Copyr i ght 2015 O SIs oft, LLC.

A utilização do PI Notifications como ferramenta de redução de perdas. Copyr i ght 2015 O SIs oft, LLC. A utilização do PI Notifications como ferramenta de redução de perdas Presented by João Carlos Cunha Sobre a CSN 2 CSN Companhia Siderúrgica Nacional Time Line 3 CSN Companhia Siderúrgica Nacional 4 O

Leia mais

TECNOLOGIA DE PONTA A PONTA MEMBER OF THE HAVER GROUP

TECNOLOGIA DE PONTA A PONTA MEMBER OF THE HAVER GROUP TECNOLOGIA DE PONTA A PONTA SOLUÇÃO DE ENSACAMENTO Mercado Alta perfomance, capacidade e desempenho Melhoria no processo Automação Flexibilidade Customização Redução de Custos Operacionais 2 SOLUÇÃO DE

Leia mais

ECOEFICIÊNCIA DA INDÚSTRIA BRASILEIRA DE CIMENTO: Gestão de carbono para a sustentabilidade. Yushiro Kihara Associação Brasileira de Cimento Portland

ECOEFICIÊNCIA DA INDÚSTRIA BRASILEIRA DE CIMENTO: Gestão de carbono para a sustentabilidade. Yushiro Kihara Associação Brasileira de Cimento Portland ECOEFICIÊNCIA DA INDÚSTRIA BRASILEIRA DE CIMENTO: Gestão de carbono para a sustentabilidade Yushiro Kihara Associação Brasileira de Cimento Portland Sumário Introdução Desafios da mitigação de Gases de

Leia mais

Experiência da CSN na implementação da cultura e práticas de análise e gestão de riscos em seus projetos

Experiência da CSN na implementação da cultura e práticas de análise e gestão de riscos em seus projetos Experiência da CSN na implementação da cultura e práticas de análise e gestão de riscos em seus projetos Tito Livio Medeiros Cardoso Companhia Siderúrgica Nacional - CSN, São Paulo André Luiz Cintra Leal

Leia mais

Cimento Mizu Contribuição do projeto Uso da escória de alto-forno na produção de cimento na Cimento Mizu para o desenvolvimento sustentável

Cimento Mizu Contribuição do projeto Uso da escória de alto-forno na produção de cimento na Cimento Mizu para o desenvolvimento sustentável Cimento Mizu Contribuição do projeto Uso da escória de alto-forno na produção de cimento na Cimento Mizu para o desenvolvimento sustentável O projeto implantado pela Cimento Mizu tem como principal objetivo

Leia mais

10h às 11h Sala Multimeios, 1º andar, prédio 47 12 DE NOVEMBRO MANHÃ

10h às 11h Sala Multimeios, 1º andar, prédio 47 12 DE NOVEMBRO MANHÃ Palestra: Alternativas Energéticas e o Futuro da Energia Palestrante: Eng. Cláudio Homero Mini currículo: Engenheiro da CEMIG 10h às 11h Empresa responsável: CEMIG Site: www.cemig.com.br TARDE 15h20 às

Leia mais

Curso de especialização em tratamento de minérios. Dimensionamento de moinhos de bolas e barras

Curso de especialização em tratamento de minérios. Dimensionamento de moinhos de bolas e barras Curso de especialização em tratamento de minérios Cominuição Dimensionamento de moinhos de bolas e barras Poços de Caldas 10 de Novembro de 2012 Professor Mauricio Guimarães Bergerman UNIFAL MG - Instituto

Leia mais

A Indústria de Cimento no Brasil

A Indústria de Cimento no Brasil A Indústria de Cimento no Brasil História e desenvolvimento Perspectivas de médio prazo Posicionamento atual e tecnologia Álvaro Lorenz 17 de Outubro de 2.012 A Indústria de Cimento no Brasil História

Leia mais

Controle avançado de processos para a indústria do cimento

Controle avançado de processos para a indústria do cimento Controle avançado de processos para a indústria do cimento ECS/ProcessExpert 2 3 Por que usar o controle avançado de processos? O controle avançado de processos da FLSmidth assegura que as fábricas de

Leia mais

APLICAÇÃO DE MÉTODO SIMPLIFICADO DE DETERMINAÇÃO DE WI NA PREVISÃO DE DESEMPENHO DOS MOINHOS DE BOLAS DA USINA DO SOSSEGO

APLICAÇÃO DE MÉTODO SIMPLIFICADO DE DETERMINAÇÃO DE WI NA PREVISÃO DE DESEMPENHO DOS MOINHOS DE BOLAS DA USINA DO SOSSEGO http://dx.doi.org/10.4322/tmm.2013.051 APLICAÇÃO DE MÉTODO SIMPLIFICADO DE DETERMINAÇÃO DE WI NA PREVISÃO DE DESEMPENHO DOS MOINHOS DE BOLAS DA USINA DO SOSSEGO Vladmir Kronemberger Alves 1 Douglas Batista

Leia mais

ENGENHARIA DE PROJETO

ENGENHARIA DE PROJETO ENGENHARIA DE PROJETO TORKE ENGENHARIA Nossa empresa é especializada na execução de projetos industriais. Grandes e pequenas companhias confiam em nós para realizar seus projetos de novas fábricas, ampliações

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS BRITADOR IMPACTO DE EIXO VERTICAL (VSI) ZL EQUIPAMENTOS. 1. DESCRIÇÃO. Os Britadores de eixo vertical VSI, projetado pela ZL Equipamentos, são confeccionados aqui no Brasil, ou

Leia mais

SANARDI Integração de Sistemas de Energia SANARDI

SANARDI Integração de Sistemas de Energia SANARDI A SANARDI é uma empresa especializada na Integração de Sistemas de Energia com foco em geração e cogeração de energia, é responsável pelo planejamento, projeto, gerenciamento e execução da montagem completa

Leia mais

REFERÊNCIAS RELACIONADAS A PLANTAS DE CIMENTO

REFERÊNCIAS RELACIONADAS A PLANTAS DE CIMENTO Rio Branco do Sul - PR Fornos / Instalações Afins Projeto Executivo: Engenharia de integração de projetos e detalhamento para uma nova planta de cimento com capacidade de 5.000 tpd. Primavera - PA Fornos

Leia mais

PROCESSO DE FABRICO DE CIMENTO

PROCESSO DE FABRICO DE CIMENTO PROCESSO DE FABRICO DE CIMENTO Índice Introdução. 2 1 Pedreiras... 3 2 - Furação e rebentamento.. 4 3 - Britagem... 5 4 - Transporte do material britado. 6 5 - Ensilagem e pré-homogeneização 7 6 - Moagem

Leia mais

CIMENTO PORTLAND. A procura por segurança e durabilidade para as edificações conduziu o homem à experimentação de diversos materiais aglomerantes.

CIMENTO PORTLAND. A procura por segurança e durabilidade para as edificações conduziu o homem à experimentação de diversos materiais aglomerantes. Histórico A procura por segurança e durabilidade para as edificações conduziu o homem à experimentação de diversos materiais aglomerantes. Os romanos chamavam e sse s materiais de " caeme ntu m", termo

Leia mais

Contabilidade ambiental de centros de processamento de dados: computação tradicional versus computação nas nuvens

Contabilidade ambiental de centros de processamento de dados: computação tradicional versus computação nas nuvens Contabilidade ambiental de centros de processamento de dados: computação tradicional versus computação nas nuvens Prof. André Luigi Amaral Di Salvo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do

Leia mais

NOVIDADES SMA AUTOCONSUMO COM ACUMULAÇÃO. SMA Solar Technology AG

NOVIDADES SMA AUTOCONSUMO COM ACUMULAÇÃO. SMA Solar Technology AG NOVIDADES SMA AUTOCONSUMO COM ACUMULAÇÃO SMA Solar Technology AG AGENDA 1 2 3 PORTFOLIO SMA INVERSORES DE BATERIAS SMA FLEXIBLE STORAGE SYSTEM SMA INTEGRATED STORAGE SYSTEM 4 SUNNY PORTAL, SUNNY PLACES

Leia mais

Aproveitamento Energético de Resíduos e Biomassa. Eng Rogério C. Perdoná

Aproveitamento Energético de Resíduos e Biomassa. Eng Rogério C. Perdoná Aproveitamento Energético de Resíduos e Biomassa Eng Rogério C. Perdoná 00 Apresentação Pessoal Rogério Carlos Perdoná Graduação Engenharia Elétrica Escola de Engenharia de Lins 1987 a 1992. Pós-graduação

Leia mais

People. Passion. Performance.

People. Passion. Performance. People. Passion. Performance. Apresentando Chicago Pneumatic É simples assim. Você tem trabalho a fazer e clientes a atender. A CP está aqui para ajudá-lo a realizar seu trabalho, sem compromisso. Nosso

Leia mais

CONFIABILIDADE DESEMPENHO

CONFIABILIDADE DESEMPENHO CONFIABILIDADE DESEMPENHO www. magotteaux. com STRATEGIEDESIGN 09/2006 Em 1950, a MAGOTTEAUX desenvolveu as primeiras bolas fundidas ao cromo na sua planta de Vaux (Bélgica). Hoje, o grupo produz mais

Leia mais

CONSULTORIA EM TESTES & TREINAMENTO @ ACTS - from user to user 02.07.2008

CONSULTORIA EM TESTES & TREINAMENTO @ ACTS - from user to user 02.07.2008 CONSULTORIA EM TESTES & TREINAMENTO @ ACTS - from user to user Consultoria & Treinamento - Conceito Seu Objetivo Construção de centro de testes automotivos e/ou aquisição de equipamentos necessários para

Leia mais

AFIRMAÇÕES SOBRE O FUTURO

AFIRMAÇÕES SOBRE O FUTURO AFIRMAÇÕES SOBRE O FUTURO COMPANHIA SIDERÚRGICA NACIONAL A TRAJETÓRIA 2003 Aquisição da Lusosider em Portugal 2002 2005 Início da expansão da Mina Casa de Pedra e do terminal de carvão em Itaguaí Usina

Leia mais

ABM - 44º Seminário de Aciaria Internacional. Fatores Críticos de Engenharia e Projeto na Indústria Siderúrgica PLANEJAR PARA EXECUTAR

ABM - 44º Seminário de Aciaria Internacional. Fatores Críticos de Engenharia e Projeto na Indústria Siderúrgica PLANEJAR PARA EXECUTAR ABM - 44º Seminário de Aciaria Internacional Fatores Críticos de Engenharia e Projeto na Indústria Siderúrgica PLANEJAR PARA EXECUTAR GERDAU NO MUNDO Fonte: RELATÓRIO ANUAL 2012 GERDAU NO BRASIL Produção

Leia mais

TECNOLOGIA PARA BENEFICIAMENTO

TECNOLOGIA PARA BENEFICIAMENTO TECNOLOGIA PARA BENEFICIAMENTO de Matérias-Primas na Indústria Siderúrgica Tecnologia confiável Disponibilidade elevada 60 anos de experiência As melhores referências CARVÃO COQUE ArcelorMittal Tubarão,

Leia mais

CONTROLE DE TEMPERATURA NA SAÍDA DE MOINHO VERTICAL DE CIMENTO

CONTROLE DE TEMPERATURA NA SAÍDA DE MOINHO VERTICAL DE CIMENTO CONTROLE DE TEMPERATURA NA SAÍDA DE MOINHO VERTICAL DE CIMENTO Teodoro Gomes da Silva Filho 1 Terence Mól Santos 2 Orientador: Prof. Dr. Idalmo Montenegro de Oliveira 3 RESUMO O objetivo do presente trabalho

Leia mais

Braskem Máxio. Maio / May 2015

Braskem Máxio. Maio / May 2015 Maio / May 2015 Braskem Máxio Braskem Máxio Braskem Maxio é um selo que identifica resinas de PE, PP ou EVA dentro do portfólio da Braskem com menor impacto ambiental em suas aplicações. Esta exclusiva

Leia mais

Tecnologias de Moagem Outotec

Tecnologias de Moagem Outotec Tecnologias de Moagem Outotec Com mais de 100 anos de experiência em tecnologia de moagem, a Outotec é um dos maiores fornecedores de moinhos do mundo. A equipe de especialistas em moagem da Outotec fornece

Leia mais

Sistema de Alimentação líquida e seus pontos chaves para bons resultados no Brasil. José Vr. Machado Gerente Regional Minas Gerais

Sistema de Alimentação líquida e seus pontos chaves para bons resultados no Brasil. José Vr. Machado Gerente Regional Minas Gerais Sistema de Alimentação líquida e seus pontos chaves para bons resultados no Brasil José Vr. Machado Gerente Regional Minas Gerais Introdução - Energia Elétrica; - Água; - Espaço de cocho para alimentação;

Leia mais

Capacidade fornecida. Soluções para cimento

Capacidade fornecida. Soluções para cimento Capacidade fornecida Soluções para cimento 2 Experiência incomparável em engenharia Uma fornecedora completa Por mais de um século, a FLSmidth vem abrindo novos caminhos no mundo do cimento, auxiliando

Leia mais

INDÚSTRIA DE PLÁSTICOS

INDÚSTRIA DE PLÁSTICOS FACAS DE METAL DURO NA INDÚSTRIA DE PLÁSTICOS PRODUÇÃO ACABAMENTO -RECICLAGEM 1 V&R Comércio e Participações Ltda. ECONOMIZA Usando facas de metal duro No processo de granulação industrial, forças extremamente

Leia mais

Soluções em Sensores e Sistemas

Soluções em Sensores e Sistemas Soluções em Sensores e Sistemas Balluff 30 anos no Brasil Com uma história de sucesso de mais de 90 anos, iniciada em 1921, em Neuhausen, Alemanha, a Balluff é especializada na fabricação de sensores e

Leia mais

Estudo de Caso Transportador de Correias

Estudo de Caso Transportador de Correias Universidade Federal da Bahia Departamento de Engenharia Mecânica ENG-320- Transportes Mecânicos Prof. Roberto Sacramento Estudo de Caso Transportador de Correias Alunos: Leonardo Passos Marcelo Gomes

Leia mais

SEGURANÇA E INOVAÇÃO PARA REDUZIR OS RISCOS DE MANUTENÇÃO. 19 a 21 maio 2014 São Paulo/SP Brasil

SEGURANÇA E INOVAÇÃO PARA REDUZIR OS RISCOS DE MANUTENÇÃO. 19 a 21 maio 2014 São Paulo/SP Brasil SEGURANÇA E INOVAÇÃO PARA REDUZIR OS RISCOS DE MANUTENÇÃO. 19 a 21 maio 2014 São Paulo/SP Brasil 1 Nossa missão A Martin Engineering torna o manuseio de materiais a granel mais limpo, seguro e produtivo

Leia mais

LOGO EMPRESA LOGO EMPRESA

LOGO EMPRESA LOGO EMPRESA Agenda Introdução 1 Comissionamento 2 Tendências e Desafios 3 4 Perguntas Introdução Professor convidado de Pós-graduação da Escola Politécnica da USP Automação Predial, 2004 e Eficiência Energética em

Leia mais

Seminário Regional 2010. São Paulo, Brasil

Seminário Regional 2010. São Paulo, Brasil Seminário Regional 2010 São Paulo, Brasil Date : 27 e 28/10/2010 Presentation Title : O Cenário Industrial de Negócios da CSN em expansão, utilizando ferramentas da OSIsoft Speaker Name : Resilene Mansur,

Leia mais

Reduction in Generation of Scrap Metal by Internal Reuse and

Reduction in Generation of Scrap Metal by Internal Reuse and Reduction in Generation of Scrap Metal by Internal Reuse and External Recycling at Serralheria Montanheza Redução da geração de sucatas metálicas por meio da reutilização interna e reciclagem externa na

Leia mais

A importância estratégica da Logística na Siderurgia Brasileira

A importância estratégica da Logística na Siderurgia Brasileira A importância estratégica da Logística na Siderurgia Brasileira CARLOS JR. GERENTE DE PLANEJAMENTO INTEGRADO Jun/2013 Jorge Carlos Dória Jr. Votorantim Siderurgia Votorantim Siderurgia O Grupo Votorantim

Leia mais

Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia

Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia OBS: Apresentação obrigatória na primeira página do case Informações cadastrais a) Identificação: empresa b) Nome: ELIANE S/A - REVESTIMENTOS CERÂMICOS

Leia mais

Secagem, moagem e classificação de material (alta umidade) em um único Moinho Vertical de Rolos

Secagem, moagem e classificação de material (alta umidade) em um único Moinho Vertical de Rolos Secagem, moagem e classificação de material (alta umidade) em um único Moinho Vertical de Rolos História da Empresa 1864 Jacob e Karl Pfeiffer fundam a fábrica de máquinas e a fundição Pfeiffer 1890 Primeiro

Leia mais

MODERNIZAÇÃO DO SISTEMA DE AUTOMAÇAO DE UMA FABRICA DE CIMENTO

MODERNIZAÇÃO DO SISTEMA DE AUTOMAÇAO DE UMA FABRICA DE CIMENTO MODERNIZAÇÃO DO SISTEMA DE AUTOMAÇAO DE UMA FABRICA DE CIMENTO Giancarlo Borges de Avelar - Automaton Integração de Sistemas Leopoldo José Naves Alves, AUTOMATON Marcio L Martins Neto - MULTIPLUS 19 a

Leia mais

Levantamento Inicial do Consumo de Energias Térmica e Elétrica na Indústria Brasileira de Revestimentos Cerâmicos

Levantamento Inicial do Consumo de Energias Térmica e Elétrica na Indústria Brasileira de Revestimentos Cerâmicos Levantamento Inicial do Consumo de Energias Térmica e na Indústria Brasileira de Revestimentos Cerâmicos Helton José Alves, Fábio Gomes Melchiades, Anselmo Ortega Boschi* Laboratório de Revestimentos Cerâmicos

Leia mais

Companhia Siderúrgica Nacional. Maio / 2011

Companhia Siderúrgica Nacional. Maio / 2011 Companhia Siderúrgica Nacional Maio / 2011 Histórico CSN Pioneirismo na Industrialização do Brasil Incorporada em 1941 - um marco no processo de industrialização brasileiro; Operações iniciadas em 1946;

Leia mais

Cimento. We know how. www.claudiuspeters.com

Cimento. We know how. www.claudiuspeters.com Cimento We know how www.claudiuspeters.com 2 Cimento - Técnica Claudius Peters Technologies GmbH, na Alemanha, e Claudius Peters Technologies SAS, na França, são partes da Divisão de Tecnologia da Claudius

Leia mais

Um Padrão. Global Produtos de qualidade com fabricação de excelência

Um Padrão. Global Produtos de qualidade com fabricação de excelência Um Padrão Global Produtos de qualidade com fabricação de excelência UM Padrão Global A reputação da FG Wilson está pautada no fornecimento de grupos geradores a diesel e gasolina confiáveis e econômicos.

Leia mais

Análise do rejeito de sacos de cimento na CSN Cimentos em Volta Redonda/RJ

Análise do rejeito de sacos de cimento na CSN Cimentos em Volta Redonda/RJ 29 Análise do rejeito de sacos de cimento na CSN Cimentos em Volta Redonda/RJ Reject analysis of Cement bags in the cement CSN Jimmy Attayde Baker¹ Renan Jacinto Tavares¹ Vinicius Machado Mothé¹ Leonidas

Leia mais

Custos de Implantação e Amortização de Sistemas de Irrigação Localizada em Citrus. URI GOLDSTEIN, M.Sc.

Custos de Implantação e Amortização de Sistemas de Irrigação Localizada em Citrus. URI GOLDSTEIN, M.Sc. Custos de Implantação e Amortização de Sistemas de Irrigação Localizada em Citrus URI GOLDSTEIN, M.Sc. A Globalização e a Abertura Comercial Quais as estratégias? Competição em custos Eficiência tecnológica

Leia mais

DuPont Engineering University South America

DuPont Engineering University South America Treinamentos em Gestão de Projetos DuPont Engineering University South America # "$ % & "" Abordagem DuPont na Gestão de Projetos Industriais O nível de desempenho organizacional atingido pela DuPont não

Leia mais

Bioeletricidade no Setor Sucroenergético: uma pauta para o desenvolvimento de seu potencial

Bioeletricidade no Setor Sucroenergético: uma pauta para o desenvolvimento de seu potencial Bioeletricidade no Setor Sucroenergético: uma pauta para o desenvolvimento de seu potencial Zilmar José de Souza, Assessor em Bioeletricidade, UNICA, SP, Brasil Agenda - Situação atual da bioeletricidade

Leia mais

Geração Termelétrica. S. R. Bragança, M. Cooper da Silva, J. J. da Rosa, J. Rubio, A. Meneguzzi e C.P. Bergmann - UFRGS-CGTEE

Geração Termelétrica. S. R. Bragança, M. Cooper da Silva, J. J. da Rosa, J. Rubio, A. Meneguzzi e C.P. Bergmann - UFRGS-CGTEE Otimização da Preparação do Carvão para Combustão na Usina Termoelétrica de Candiota - RS: 1. Técnicas de Caracterização para Separação de Frações Granulométricas Inorgânicas Associadas ao Carvão S. R.

Leia mais

Yushiro Kihara. Prof Dep. Geociëncia USP Gerente de Tecnologia ABCP. O grande desafio:

Yushiro Kihara. Prof Dep. Geociëncia USP Gerente de Tecnologia ABCP. O grande desafio: Concreteshow 2012 1 Mudanças Climáticas e Sustentabilidade Cenário e Desafios da Indústria Brasileira de Cimento Yushiro Kihara Prof Dep. Geociëncia USP Gerente de Tecnologia ABCP DESAFIOS DA INDÚSTRIA

Leia mais

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE BRITADORES APLICADOS AO PROCESSAMENTO MINERAL

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE BRITADORES APLICADOS AO PROCESSAMENTO MINERAL CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE BRITADORES APLICADOS AO PROCESSAMENTO MINERAL J. Varela Dr.-Ing, Tecnologias de Britagem e Peneiramento,ThyssenKrupp Fördertechnik Latino Americana Rua Ceará, 1566, Belo Horizonte-MG,

Leia mais

POR QUE EMBARCAR COM A LOG-IN? Soluções logísticas que integram Brasil e MERCOSUL

POR QUE EMBARCAR COM A LOG-IN? Soluções logísticas que integram Brasil e MERCOSUL POR QUE EMBARCAR COM A LOG-IN? Soluções logísticas que integram Brasil e MERCOSUL SOBRE LOG-IN BENEFÍCIOS MONITORAMENTO 24HS DAS CARGAS Monitoramento de risco e informação de todas as viagens; INTERMODALIDADE

Leia mais

SETOR CIMENTO Proposta Limites de Emissão

SETOR CIMENTO Proposta Limites de Emissão SETOR CIMENTO Proposta Limites de Emissão Clique 06/07/2011 para editar o estilo do subtítulo mestre 1 Cenário do setor no Brasil 12 grupos 71 fábricas 47 integradas 24 moagens Total Fornos: 80 Total Moinhos:

Leia mais

Custo de Secagem de Grãos

Custo de Secagem de Grãos Custo de Secagem de Grãos Daniel Marçal de Queiroz, Ph.D. Engenheiro Agrícola Professor do Depto. de Engenharia Agrícola da UFV Coordenador Técnico do CENTREINAR Junho de 2003 Importância da determinação

Leia mais

A opção ideal para imprimir de forma produtiva, versátil, fiável e económica.

A opção ideal para imprimir de forma produtiva, versátil, fiável e económica. 3030 3230 Tamanho A4/B4 Alta velocidade de Impressão Alta qualidade 300dpi X 600dpi Facilidade de uso Conetividade Produtividade, Conetividade, Poupança A opção ideal para imprimir de forma produtiva,

Leia mais

GESTÃO DE ATIVOS COM APLICAÇÃO DE POJETO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NA CARGILL

GESTÃO DE ATIVOS COM APLICAÇÃO DE POJETO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NA CARGILL Unidades de negócios GESTÃO DE ATIVOS COM APLICAÇÃO DE POJETO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NA CARGILL Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Unidades de negócios Motores Automação Energia

Leia mais

COMPONENTES. Chapa de gesso: 3 tipos

COMPONENTES. Chapa de gesso: 3 tipos Paredes internas Estrutura leve GESSO ACARTONADO Fixado em perfis de chapa de aço galvanizado (esqueleto de guias e montantes) Parede: chapas de gesso em uma ou mais camadas Superfície pronta para o acabamento

Leia mais

CATÁLOGO CANHÃO DE AR MIDES

CATÁLOGO CANHÃO DE AR MIDES CATÁLOGO CANHÃO DE AR MIDES VANTAGENS EM COMPARAÇÃO A OUTRAS MARCAS SEM MANUTENÇÃO 85 CLIENTES SATISFEITOS NO BRASIL, PORTUGAL, ESPANHA, COLOMBIA, MOÇAMBIQUE, JORDANIA, USA MELHOR PREÇO DE MERCADO CERTIFICAÇÃO

Leia mais

Introdução à Lubrificação Industrial

Introdução à Lubrificação Industrial Introdução à Lubrificação Industrial Prof. Matheus Fontanelle Pereira Curso Técnico em Eletromecânica Departamento de Processos Industriais Campus Lages Objetivos da Unidade Curricular Conhecer os 5 Ws

Leia mais

Júlio Nascif- setembro 2010 TECÉM Tecnologia Empresarial Lda www.tecem.com.br 31-88947533

Júlio Nascif- setembro 2010 TECÉM Tecnologia Empresarial Lda www.tecem.com.br 31-88947533 ORIENTA, INDICA A DIREÇÃO ESTABELECE A VISÃO, DEFINE AS METAS LIDERA O PROCESSO DO QUAL PARTICIPAM TODOS OS SEGMENTOS E COLABORADORES FORNECE OS RECURSOS NECESSÁRIOS FAZ AS AUDITORIAS PROMOVE AS CORREÇÕES

Leia mais

Linha Industrial. Soluções Rexnord ÍNDICE. Soluções em Acoplamentos. Acoplamentos Omega Acoplamentos Omega HSU. Correntes de Engenharia

Linha Industrial. Soluções Rexnord ÍNDICE. Soluções em Acoplamentos. Acoplamentos Omega Acoplamentos Omega HSU. Correntes de Engenharia www.rexnord.com.br vendassl@rexnord.com.br Soluções Rexnord Linha Industrial ÍNDICE Soluções em Acoplamentos Acoplamentos Omega Acoplamentos Omega HSU Correntes de Engenharia Pronto atendimento Rexnord:

Leia mais

Fuller Kinyon-Pump : Transportador de Material Via Seca

Fuller Kinyon-Pump : Transportador de Material Via Seca Fuller Kinyon-Pump : Transportador de Material Via Seca Inovações constantes Resultados excepcionais Transporte Pneumático Experiência A bomba original Filler-Kinyon, foi inventada em 1926 e iniciou uma

Leia mais

CECOMTUR EXECUTIVE HOTEL Florianopolis - SC

CECOMTUR EXECUTIVE HOTEL Florianopolis - SC CECOMTUR EXECUTIVE HOTEL Florianopolis - SC Projeto 130117 CECOMTUR EXECUTIVE HOTEL Florianopolis - SC Projeto 130117 Cenario Atual tipo de iluminaçao consumo unitario quantidade consumo Kw/h Tubo fluorescente

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA XVII Encontro Nacional dos Conselhos de Consumidores de Energia Elétrica Vitória, 26 e 27 de Novembro de 2015 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Julian Villelia Padilla Conteúdo: Conceitos básicos. Aplicações típicas

Leia mais

DuPont Engineering University South America

DuPont Engineering University South America Treinamentos Práticas de Melhoria de Valor (VIP Value Improvement Practices) DuPont Engineering University South America # "$ % & "" Abordagem DuPont na Gestão de Projetos Industriais O nível de desempenho

Leia mais

Energia Solar Fotovoltaica, MC Brito Sizing PV Systems 3/11/1009

Energia Solar Fotovoltaica, MC Brito Sizing PV Systems 3/11/1009 Define load, location, inclination Determine irradiation Calculate installed power to fulfil load Calculate number of modules Define system specs (battery, charge regulator, inverter) Example Stand alone

Leia mais

Nova Geração de Britadores. Britadores cônicos HP3

Nova Geração de Britadores. Britadores cônicos HP3 Nova Geração de Britadores Britadores cônicos HP3 2 2 Apresentação do produto Britadores cônicos HP3 Desempenho Produtivo Não há escolha melhor que um britador cônico quando se trata de... Elevada produtividade,

Leia mais

APLICAÇÃO DO SOFTWARE E3 PARA CONTROLAR OS PROCESSOS DE ARMAZENAMENTO E MOAGEM DOS GRÃOS DE TRIGO REALIZADOS NO MOINHO C DA BUNGE

APLICAÇÃO DO SOFTWARE E3 PARA CONTROLAR OS PROCESSOS DE ARMAZENAMENTO E MOAGEM DOS GRÃOS DE TRIGO REALIZADOS NO MOINHO C DA BUNGE APLICAÇÃO DO SOFTWARE E3 PARA CONTROLAR OS PROCESSOS DE ARMAZENAMENTO E MOAGEM DOS GRÃOS DE TRIGO REALIZADOS NO MOINHO C DA BUNGE Este case apresenta a aplicação da solução Elipse E3 para aperfeiçoar os

Leia mais

Apresentação Institucional. Volkswagen do Brasil

Apresentação Institucional. Volkswagen do Brasil Apresentação Institucional Volkswagen do Brasil Volkswagen Resíduos CRQ 24 setembro 2015 1) A Volkswagen 2) Unidade Anchieta 3) Programa Think Blue. Factory 4) Resíduos Mapeamento Melhores práticas Principais

Leia mais

Fundada em 1941, pelo então Presidente Getúlio Vargas, a CSN Companhia Siderúrgica Nacional está em operação há mais de sete décadas.

Fundada em 1941, pelo então Presidente Getúlio Vargas, a CSN Companhia Siderúrgica Nacional está em operação há mais de sete décadas. Abril de 2013 Fundada em 1941, pelo então Presidente Getúlio Vargas, a CSN Companhia Siderúrgica Nacional está em operação há mais de sete décadas. A empresa sempre exerceu papel fundamental para o desenvolvimento

Leia mais

Desafios e benefícios no uso de plásticos de engenharia para substituir peças de metal

Desafios e benefícios no uso de plásticos de engenharia para substituir peças de metal Desafios e benefícios no uso de plásticos de engenharia para substituir peças de metal Fábio Moreira Gerente de Engenharia de Desenvolvimento de Produto da Mahle AUTOMOTIVE DAY BRASIL, 6 de outubro de

Leia mais

Linha de Pavimentadoras SD Dynapac

Linha de Pavimentadoras SD Dynapac Linha de Pavimentadoras SD Dynapac Dynapac SD2500C / SD2500CS - Esteiras Dynapac SD2500W / SD2500WS - Rodas Nova linha de pavimentadoras D inovação e alta performance a se necessidades de sua obra. IMPACTO

Leia mais

Com excelência e tecnologia de ponta, a Fornac evoluiu seus produtos e serviços em busca da certificação ISO 9001.

Com excelência e tecnologia de ponta, a Fornac evoluiu seus produtos e serviços em busca da certificação ISO 9001. fornac.com.br Produzindo peças em aços e ferros fundidos especiais, a Fornac tem a solução para cada aplicação. Atua no mercado de agregados com mais de 15.000 itens em peças de desgastes e acessórios

Leia mais

DIAGNÓSTICO E DEFINIÇÃO DE SOLUÇÕES

DIAGNÓSTICO E DEFINIÇÃO DE SOLUÇÕES Somos uma empresa brasileira, especializada em soluções de automação de máquinas e processos industriais, instalação, comissionamento e segurança de infraestrutura elétrica e de máquinas, microgeração

Leia mais

PHD TR MD 1. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 1.1 CARACTERÍSTICAS BÁSICAS. 1.1.1. Sistema Hot-plug e Hot-Swap de acréscimo ou desligamento de módulos;

PHD TR MD 1. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 1.1 CARACTERÍSTICAS BÁSICAS. 1.1.1. Sistema Hot-plug e Hot-Swap de acréscimo ou desligamento de módulos; PHD TR MD 1. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 1.1 CARACTERÍSTICAS BÁSICAS 1.1.1. Sistema Hot-plug e Hot-Swap de acréscimo ou desligamento de módulos; 1.1.2. Módulos de potência em formato rack 19, altura 3U; 1.1.3.

Leia mais

1º 107 6 2011: 45% EBITDA 1º

1º 107 6 2011: 45% EBITDA 1º QUEM SOMOS Uma das maiores empresas de mineração do mundo. Cerca de 107 mil empregados diretos. Líderes globais na produção de platina e diamante e participação significativa em cobre, níquel, minério

Leia mais

EXCELÊNCIA NOS DETALHES.

EXCELÊNCIA NOS DETALHES. EXCELÊNCIA NOS DETALHES. A SEA Engenharia é uma empresa com foco na prestação de serviços de execução, consultoria em instalações elétricas, mecânica e automação industrial. Nosso objetivo principal é

Leia mais

Razão Social: CNPJ Nº Insc. Estadual Nº Insc. Municipal Nº Insc CREA/PI Nº Endereço

Razão Social: CNPJ Nº Insc. Estadual Nº Insc. Municipal Nº Insc CREA/PI Nº Endereço PORTFÓLIO A EMPRESA A ENGEMAXIMO Engenharia Ltda. está no mercado a 20 Anos. Pela experiência e credibilidade adquiridas, projeta e executa soluções em engenharia elétrica e civil, dimensionadas especificamente

Leia mais

PORTFOLIO. KAJARIA CERAMICS - Índia

PORTFOLIO. KAJARIA CERAMICS - Índia PORTFOLIO KAJARIA CERAMICS - Índia Planta de preparação de matérias primas Planta com produção de mais de 18 ton/h de pasta cerâmica para monoqueima destinada a pisos. Utilizando prevalecentemente matérias

Leia mais

GESTÃO DA MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS. Paulo Cesar Huckembeck Nunes

GESTÃO DA MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS. Paulo Cesar Huckembeck Nunes GESTÃO DA MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS Paulo Cesar Huckembeck Nunes MANUTENÇÃO é isso: quando vai bem ninguém lembra que existe. quando algo vai mal, dizem que não existe. quando é para gastar, acham que

Leia mais

CIMENTO PORTLAND. O que é cimento Portland?

CIMENTO PORTLAND. O que é cimento Portland? CIMENTO PORTLAND O que é cimento Portland? CIMENTO PORTLAND 1. HISTÓRICO 2. PRODUTO 3. FABRICAÇÃO 4. TIPOS 5. APLICAÇÕES 6. QUALIDADE 7. ITAMBÉ HISTÓRIA DO CIMENTO MURALHA DA CHINA PANTEON COLISEU ROMANO

Leia mais

Workshop Competências Digitais e Empregabilidade

Workshop Competências Digitais e Empregabilidade Vânia Neto Programa Parceiros na Educação Microsoft Portugal Workshop Competências Digitais e Empregabilidade 16.jan.2013 podemos começar por olhar para o passado para as competências exigidas para o trabalho

Leia mais

LUSOFONIA ECONÓMICA PLATAFORMAS CPLP 19 MARÇO 2013

LUSOFONIA ECONÓMICA PLATAFORMAS CPLP 19 MARÇO 2013 PLATAFORMAS CPLP 19 MARÇO 2013 FINALIDADE DO PROJETO LUSOFONIA ECONÓMICA Promover a internacionalização das empresas através da intensificação de: - Parcerias entre empresários da CPLP - Divulgação de

Leia mais

engenharia inteligente em soluções integradas CERTIFICADO/CERTIFIED

engenharia inteligente em soluções integradas CERTIFICADO/CERTIFIED www.device.com.br engenharia inteligente em soluções integradas CERTIFICADO/CERTIFIED CONHEÇA A DEVICE Em um momento de grandes realizações e amplo crescimento, a Device Automation é uma empresa com sólida

Leia mais

CONSTRUÇÕES INDUSTRIAIS

CONSTRUÇÕES INDUSTRIAIS QUALIDADE QUE SUPERA EXPECTATIVAS APRESENTAÇÃO Fundada em julho de 1996, com o propósito de atender às necessidades do mercado, a Munhoz Engenharia assumiu com determinação a prestação de serviços em projetos,

Leia mais

Techplus Automação. Samarone Ruas Diretor de Aplicações Techplus Automação

Techplus Automação. Samarone Ruas Diretor de Aplicações Techplus Automação Techplus Automação Samarone Ruas Diretor de Aplicações Techplus Automação Samarone Guimarães Ruas Diretor Executivo e Sócio da Techplus Automação Responsável pela implantação de dezenas de projetos em

Leia mais

Definição. laje. pilar. viga

Definição. laje. pilar. viga Definição É a rocha artificial obtida a partir da mistura, e posterior endurecimento, de um aglomerante (normalmente cimento portland), água, agregado miúdo (areia quartzoza), agregado graúdo (brita),

Leia mais

EVAPORAÇÃO EM TANQUE DE CIMENTO AMIANTO

EVAPORAÇÃO EM TANQUE DE CIMENTO AMIANTO EVAPORAÇÃO EM TANQUE DE CIMENTO AMIANTO GERTRUDES MACARIO DE OLIVEIRA 1, MÁRIO DE MIRANDA VILAS BOAS RAMOS LEITÃO, ANDREIA CERQUEIRA DE ALMEIDA 3, REGIANE DE CARVALHO BISPO 1 Doutora em Recursos Naturais,

Leia mais

17/04/2015 AGLOMERANTES HIDRÁULICOS PARA PAVIMENTAÇÃO REFERÊNCIAS CAL HIDRÁULICA. UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Centro de Tecnologia

17/04/2015 AGLOMERANTES HIDRÁULICOS PARA PAVIMENTAÇÃO REFERÊNCIAS CAL HIDRÁULICA. UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Centro de Tecnologia UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Centro de Tecnologia Departamento de Engenharia Civil e Ambiental Laboratório de Geotecnia e Pavimentação (LAPAV) AGLOMERANTES HIDRÁULICOS PARA PAVIMENTAÇÃO Prof. Ricardo

Leia mais

Adições Minerais ao Concreto Materiais de Construção II

Adições Minerais ao Concreto Materiais de Construção II Pontifícia Universidade Católica de Goiás Engenharia Civil Adições Minerais ao Concreto Materiais de Construção II Professora: Mayara Moraes Adições Minerais Fonseca, 2010: Aditivos químicos ASTM C125

Leia mais

NOSSA META É O CLIENTE. NOSSA FILOSOFIA É A QUALIDADE.

NOSSA META É O CLIENTE. NOSSA FILOSOFIA É A QUALIDADE. BEM-VINDOS! NOSSA META É O CLIENTE. NOSSA FILOSOFIA É A QUALIDADE. Empresa fundada em no ano de 1987, a PROMAC iniciou suas atividades no ramo de equipamentos de movimentação de carga, atuando nas mais

Leia mais

MOINHO ALTA ROTAÇÃO E BAIXA ROTAÇÃO

MOINHO ALTA ROTAÇÃO E BAIXA ROTAÇÃO MANUAL DE OPERAÇÕES MOINHO ALTA ROTAÇÃO E BAIXA ROTAÇÃO MI-200 / MI-300 1 - Introdução Leia atentamente o Manual de Instruções, pois nele estão contidas as informações necessárias para o bom funcionamento

Leia mais

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM Know-How no Segmento Industrial de Cimento A Eutectic Castolin acumulou vasto conhecimento dos principais setores industrias do Brasil e possui um programa

Leia mais

37 3231-4615 www.levemix.com.br GUIA PRÁTICO DE APLICAÇÃO CONCRETO LEVEMIX. Comodidade, economia e segurança ENTREGAMOS PEQUENAS QUANTIDADES

37 3231-4615 www.levemix.com.br GUIA PRÁTICO DE APLICAÇÃO CONCRETO LEVEMIX. Comodidade, economia e segurança ENTREGAMOS PEQUENAS QUANTIDADES GUIA PRÁTICO DE APLICAÇÃO CONCRETO LEVEMIX Orientações técnicas para o melhor desempenho de sua concretagem Comodidade, economia e segurança 37 3231-4615 www.levemix.com.br ENTREGAMOS PEQUENAS QUANTIDADES

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 001/2014

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 001/2014 Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 001/2014 1 DO OBJETO 1.1 Prestação de serviços de instalação de piso elevado acessível, com fornecimento de componentes, acessórios e materiais, visando

Leia mais

> Guindastes leves, seguros e eficientes para o manuseio de cargas de até 2000kg.

> Guindastes leves, seguros e eficientes para o manuseio de cargas de até 2000kg. > A MKS Marksell FEITA NO BRASIL, PARA O MUNDO. A MKS Marksell é uma empresa 100% Brasileira, pioneira e líder no segmento de equipamentos para movimentação de carga e pessoas desde 1983. Instalada em

Leia mais