Anhanguera reporta crescimento de 139,1% na Receita Líquida e de 103,0% no EBITDA Ajustado no ano de de abril de de abril de 2009

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Anhanguera reporta crescimento de 139,1% na Receita Líquida e de 103,0% no EBITDA Ajustado no ano de 2008. 03 de abril de 2009 03 de abril de 2009"

Transcrição

1 Anhanguera reporta crescimento de 139,1% na Receita Líquida e de 103,0% no EBITDA Ajustado no ano de T08 Ricardo Scavazza Vice Presidente Operacional e Relações com Investidores Marcos Guimarães Vice Presidente Administrativo Financeiro José Augusto Teixeira Diretor de Planejamento e Relações com Investidores Tel.: +55 (19) Fax: +55 (19) Valinhos, 31 de março de 2009: A - ANHANGUERA (BOVESPA: AEDU11 e Bloomberg AEDU11_BZ ) anuncia hoje o resultado referente ao quarto trimestre de 2008 (4T08) e ano de As informações operacionais e financeiras da Companhia são apresentadas com base em números consolidados e em Reais, conforme a Legislação Societária Brasileira, exceto se indicado de outra forma. As informações apresentadas neste relatório referem-se ao desempenho do quarto trimestre de 2008 comparado ao quarto trimestre de 2007 (4T07) e ano de 2008 comparado com 2007, exceto quando especificado em contrário. No 4T08, a Companhia realizou todos os ajustes aplicáveis às demonstrações financeiras que estavam regulamentados pela Comissão de Valores Mobiliários CVM e pelos pronunciamentos técnicos do Comitê de Pronunciamentos Contábeis - CPC, para que o resultado de 2008 estivesse adequado à Lei /07. Destaques Financeiros Em milhões de R$ 4T08 4T07 var % var % Receita Bruta 268,6 121,8 120,4% 905,1 347,2 160,6% Receita Líquida 191,9 99,3 93,2% 654,2 273,6 139,1% Lucro Bruto 67,1 37,2 80,6% 264,8 122,0 117,1% Margem Bruta 35,0% 37,4% 40,5% 44,6% EBITDA Ajustado 19,7 17,8 10,4% 130,7 64,4 103,0% Margem EBITDA Ajustado 10,2% 17,9% 20,0% 23,5% Lucro Líquido Ajustado (2,4) 11,3 na 79,4 63,5 25,1% Margem Lucro Líquido Ajustado -1,3% 11,4% 12,1% 23,2% Lucro Líquido (1,9) (8,0) -76,4% (26,7) 0,4 na Patrimônio Líquido 977,9 484,4 101,9% 977,9 484,4 101,9% Teleconferências Português Inglês 03 de abril de de abril de 2009 Horário: 14h00 (horário de Brasilia) Horário: 12h00 (horário de Brasilia) 13h00 (US EST) 11h00 (US EST) Telefone: +55 (11) Telefone: +1 (973) Senha: Anhanguera Senha: Replay: +55 (11) Replay: +1 (800) (Código # ) 1 / 15 Anhanguera Educacional S.A. 31 de março de 2009.

2 Mensagem da Administração É com enorme satisfação que anunciamos os resultados de 2008 da Anhanguera Educacional. Após o encerramento de mais um exercício, a Companhia comemora o alcance das metas financeiras estabelecidas para o ano, o ótimo desempenho acadêmico em suas avaliações junto ao Ministério da Educação (MEC) e a extraordinária expansão de seus negócios para novas cidades e novos segmentos, levando-a ao posto de maior instituição de Ensino Superior do Brasil e a maior instituição de Ensino Profissional das Américas. No início de 2008, mais de novos alunos matricularam-se em nossos campus e pólos de ensino a distância (EaD), atraídos pela combinação de um ensino de qualidade e preços acessíveis. Em abril, realizamos a segunda oferta pública de ações da Companhia, captando R$ 508,3 milhões de reais a serem aplicados na melhoria da qualidade das unidades da Anhanguera, bem como em seu plano de expansão. Concluída a captação de recursos, a Companhia deu continuidade a seu plano de expansão de campus e realizou aquisições de forte importância estratégica, que possibilitaram à Companhia expandir seus negócios para novos segmentos ao mesmo tempo promissores e sinérgicos com a operação existente até então. A Anhanguera Educacional demonstrou mais uma vez sua capacidade de execução do plano de expansão de seus campus ao lançar 6 campus orgânicos no início de 2008 e adquirir 15 campus operacionais, finalizando 2008 com um total de 52 campus operacionais, o que representa um crescimento de 67,7% em comparação ao final de Além disso, adquiriu as sociedades mantenedoras de 3 outros campi pré-operacionais e preparou o lançamento de 4 novos campus para o início de Além das aquisições de campus, a Anhanguera buscou ampliar as oportunidades de crescimento de seu negócio, mantendo a estratégia de oferecer a jovens trabalhadores a oportunidade de qualificação a preços acessíveis. Em julho, a Anhanguera adquiriu 30% do capital social da Microlins, maior empresa de formação profissional do Brasil, atendendo mais de quinhentos mil alunos por ano. Esta aquisição, além de marcar a entrada da Companhia no segmento de formação profissional, apresenta inúmeras possibilidades de sinergias comerciais com as operações de ensino superior presencial. No início de outubro, a Companhia reforçou de forma relevante sua participação no segmento de EaD. Foi concluída a aquisição da rede LFG, mais bem sucedida rede de ensino a distância no Brasil, com mais de 70 mil alunos matriculados em cursos de pós-graduação e de extensão, distribuídos em mais de 300 pólos em todo território nacional. Esta aquisição, além de possibilitar à Companhia crescer no promissor segmento de pósgraduação, deixa a Companhia bem posicionada diante das perspectivas de expansão do ensino de graduação a distância, além de viabilizar uma série de sinergias comerciais e operacionais, tais como a diversificação do mix de produtos dos pólos já existentes e o aumento dos potenciais ganhos de escala. Como resultados de nossos esforços durante todo o ano de 2008, a Companhia alcançou EBITDA de R$130,7 milhões, variação de 103,0% entre 2007 e 2008, e Lucro Líquido Ajustado de R$ 79,4 milhões, crescimento de 25,1%. Agradecemos aos nossos alunos, docentes e demais colaboradores, fornecedores e acionistas pela confiança fundamental para nosso sucesso em Estamos cientes da importância da Educação como base de desenvolvimento do Brasil e confiantes de que, organizada em três divisões Campus, Pólos e Formação Profissional a Anhanguera Educacional estará posicionada de forma ainda mais diferenciada, não só para os novos desafios de 2009, mas também para a perene responsabilidade de contribuir com a qualificação de profissionais para a realização de seus projetos de vida. 2 / 15

3 Destaques do 4º Trimestre 2008 No início do 4T08, a Anhanguera Educacional aprofundou sua atuação no segmento de ensino a distância ao concluir a aquisição da rede LFG, rede de EaD distribuídos em mais de 300 pólos no Brasil e com mais de 70 mil alunos matriculados em cursos de pós-graduação e de extensão. A aquisição da LFG representou a superação das metas de expansão do negócio estabelecidas para 2008 e, além de apresentar novas possibilidades de expansão, também possibilitará consolidar as redes de pólos da Anhanguera (graduação) e da LFG (pós-graduação e extensão), diversificando o mix de produtos ofertados pela Companhia e trazendo significativos ganhos de escala. O 4T08 também foi impactado pela aquisição da FAST e da FTS (realizadas no final do 3T08), que fortaleceram nossas operações em Brasília e na Grande São Paulo, respectivamente. Com a contribuição destas aquisições, a Anhanguera atingiu uma Receita Bruta de R$ 268,6 milhões no 4T08, 120,4% maior que no 4T07. Computadas as deduções de R$ 76,7 milhões, a Receita Líquida atingiu R$ 191,9 milhões no último trimestre de 2008, crescimento de 93,2% na comparação com o 4T07. No acumulado do ano, a receita líquida atingiu R$ 654,2 milhões, representando um crescimento de 139,1% em relação o ano de O Lucro Bruto no 4T08 foi de R$ 67,1 milhões, 80,6% superior ao 4T07, alcançando no ano de 2008, R$ 264,8 milhões, crescimento de 117,1% contra o acumulado do ano anterior. A margem bruta do 4T08 representa 35,0% da receita líquida, 2,4 p.p. inferior ao índice do 4T07; seguindo a mesma tendência, no acumulado de 2008 a margem bruta atingiu 40,5% da receita líquida, 4,1 p.p. abaixo do ano de 2007, devido ao grande número de aquisições efetuadas em 2008, cujas estruturas de custos são menos eficientes que a da Anhanguera e aos campus orgânicos recémlançados que ainda não atingiram escala eficiente. As despesas de vendas do 4T08 somaram R$ 27,7 milhões, contra R$ 7,2 milhões do 4T07. No ano, as despesas de vendas somaram R$ 73,0 milhões, representando 11,2% da receita líquida, índice 1,4 p.p. acima do índice de 2007, refletindo a estratégia de fortalecimento da marca Anhanguera Educacional em novas regiões de atuação bem como a um ajuste na PDD. As despesas administrativas alcançaram 11,9% da receita líquida no 4T08; no acumulado do ano, representaram 10,3% da Receita Líquida, redução de 1,0 p.p. ante 2007, refletindo os ganhos de escala, resultado da padronização e centralização de processos de acordo com o modelo de negócios da Companhia. A Anhanguera Educacional atingiu EBITDA de R$ 19,7 milhões no 4T08, 10,4% acima do 4T07 e no acumulado do ano o crescimento foi de 103,0%, em comparação a 2007, alcançando R$ 130,7 milhões. O resultado financeiro líquido no 4T08 foi de R$ 12,8 milhões negativos, acumulando R$ 14,7 milhões negativos no ano devido principalmente às adequações à Lei (R$ 7,9 milhões) e ao aumento dos juros sobre o endividamento da Companhia por conta de aquisições e de empréstimos bancários. As despesas de depreciação e amortização (exceto amortização de ágio) do ano de 2008 registraram variação de 198,3% em relação ao ano de 2007, em função dos investimentos da Companhia na abertura e aquisição de câmpus e do crescimento dos câmpus existentes. O imposto de renda e contribuição social totalizaram R$ 4,9 milhões no ano de 2008, aumento de 37,6% contra o ano de 2007 que computou R$ 3,5 milhões. Deste modo, a Companhia obteve Lucro Líquido Ajustado, que exclui as despesas com amortização de ágio de R$ 2,4 milhões de prejuízo no 4T08, e fecha o ano com R$ 79,4 milhões, 25,1% maior do que os R$ 63,5 milhões apurados em / 15

4 Desempenho Econômico Financeiro Em milhões de R$ 4T08 4T07 var % var % (+) Receitas 268,6 121,8 120,4% 905,1 347,2 160,6% Receitas de Mensalidades 252,4 118,0 114,0% 868,7 339,9 155,6% Taxas, Serviços e Outros 16,2 3,9 317,2% 36,4 7,4 392,6% Receita Bruta 268,6 121,8 120,4% 905,1 347,2 160,6% (-) Deduções de Receita (76,7) (22,5) 240,7% (250,9) (73,7) 240,6% Bolsas (51,4) (11,6) 341,8% (147,1) (34,3) 328,5% Descontos (11,6) (6,7) 73,4% (51,8) (20,5) 153,0% Mensalidades Canceladas (4,7) (1,2) 306,2% (29,3) (10,4) 182,1% Impostos (9,0) (3,0) 198,1% (22,7) (8,5) 167,5% Receita Líquida 191,9 99,3 93,2% 654,2 273,6 139,1% (-) Custo dos Serviços Prestados (124,7) (62,1) 100,7% (389,4) (151,6) 156,8% Lucro Bruto 67,1 37,2 80,6% 264,8 122,0 117,1% Margem de Lucro Bruto 35,0% 37,4% 40,5% 44,6% Receita Bruta de Serviços A receita bruta da Companhia no 4T08 apresentou crescimento de 120,4% em comparação ao mesmo período do ano anterior, atingindo R$ 268,6 milhões, sendo R$ 252,4 milhões proveniente de mensalidades e R$ 16,2 milhões de taxas de inscrição para o vestibular, taxas acadêmicas, serviços e venda de livros, além dos royalties da Microlins. O crescimento de 114,0% da receita de mensalidades deve-se principalmente ao crescimento de 153,7% do número médio de alunos matriculados no 4T08, que atingiu alunos contra um alunado médio de no 4T07. Este crescimento foi impulsionado pelo aumento de 21 câmpus operacionais no ano de 2008, dos quais 15 por meio de aquisições e 6 câmpus via expansão orgânica e a expansão da operação de EaD, com abertura de novos pólos e a aquisição da LFG, adicionando cerca de 70 mil alunos à nossas operações. A mensalidade média, calculada dividindo-se receita de mensalidades, deduzida de cancelamentos, pelo número médio de alunos, passou de R$ 452,5 no 4T07 para R$ 377,8 no 4T08. A redução da mensalidade média deve-se ao crescimento de 549,7% dos alunos em pólos (principalmente devido a aquisição da LFG), cujas mensalidades são significativamente mais baixas do que as dos alunos em campus, que cresceram 77,0%. O crescimento de 317,2% de Taxas, Serviços e Outros verificado no 4T08 em relação ao 4T07 reflete (i) o crescimento do número médio de alunos matriculados e (ii) o recebimento de royalties e vendas de livros da Microlins (R$ 7,4 no trimestre). Com isso, a Anhanguera Educacional termina o ano de 2008 com uma receita bruta de R$ 905,1 milhões, o que representa um crescimento de 160,6% em comparação a 2007, quando a receita bruta atingiu R$ 347,2 milhões. 4 / 15

5 4T08 4T07 Var.(%) Var.(%) Média de Alunos Matriculados ,7% ,1% Alunos em Câmpus ,0% ,3% Alunos em Pólos ,7% ,8% Mensalidade Média 377,8 452,5-16,5% 444,8 484,1-8,1% Alunos por Câmpus em Operação ,0% ,4% Câmpus em Operação (Médio) 52,0 29,7 75,3% 45,6 22,0 107,2% Deduções As deduções da receita cresceram 240,7% no 4T08 quando comparadas às do 4T07, e totalizaram R$ 76,7 milhões. Como percentual da receita líquida, elas representaram 40,0%, aumento de 17,3 pontos percentuais em relação ao índice do ano anterior. No ano, as deduções atingiram um total de R$ 250,9 milhões que representa 38,4% da Receita Líquida e crescimento de 240,6% em relação a As Bolsas alcançaram R$ 51,4 milhões no trimestre, crescimento de 341,8% em relação ao 4T07. Como percentual da Receita Líquida, as Bolsas atingiram 26,8%, refletindo (i) a política de bolsas das unidades adquiridas, que apresentam padrão de bolsa superior ao utilizado pela Companhia; (ii) a maturação das bolsas PROUNI, cuja adesão pela Anhanguera se deu em 2005; e (iii) a ainda incompleta maturação da política de concessão de bolsas relacionadas a convênios corporativos. No ano, as Bolsas totalizaram R$ 147,1 milhões, crescimento de 328,5%. No 4T08, os Descontos cresceram 73,4%, totalizando R$ 11,6 milhões. Como percentual da Receita Líquida, os Descontos atingiram 6,1%, índice 0,7 p.p. menor do que o verificado no 4T07. No ano, os Descontos totalizaram R$ 51,8 milhões, crescimento de 153,0% em relação à As Mensalidades Canceladas registraram R$ 4,7 milhões no 4T08, que representa 2,4% sobre a Receita Líquida, índice 1,3 p.p superior ao do 4T07, devido a ajuste de faturamento em unidades recém adquiridas. No ano os Cancelamentos totalizaram R$ 29,3 milhões, indicando 4,5% sobre a Receita Líquida, aumento de 0,7 p.p. em comparação ao índice do ano de 2007 pelos motivos citados acima. Os impostos sobre a receita totalizaram R$ 9,0 milhões no 4T08 em relação ao 4T07, crescimento de 198,1%. Este valor representa 4,7% da Receita Líquida, aumento de 1,7 p.p. em relação ao 4T07. Este aumento deve-se ao aumento de receita de atividades sujeitas ao pagamento de PIS e COFINS, como pós-graduação, cursos de formação profissional e extensão. No ano, os Impostos sobre a receita atingiram R$ 22,7 milhões, crescimento de 167,5% em relação à Receita Líquida dos Serviços A Anhanguera Educacional obteve receita líquida de R$ 191,9 milhões no 4T08, crescimento de 93,2% quando comparado ao mesmo período do ano anterior. No acumulado do ano, a Companhia totalizou R$ 654,2 milhões em sua Receita Líquida de Serviços, 139,1% maior que os R$ 273,6 milhões apresentados em / 15

6 Resultados 4º Trimestre de 2008 Receita Líquida (R$ MM) Número de Alunos Matriculados e Mensalidade Média (R$ por aluno) +139,1% 654,2 191, ,6 99,3 462, , º Trimestre 9M T07 4T08 Alunos Pólos Alunos Campus Mensalidade Média Custo dos Serviços Prestados O custo dos serviços prestados das unidades da Anhanguera Educacional atingiu R$ 124,7 milhões no 4T08, aumento de 100,7% em relação ao mesmo período do exercício anterior. Em todo o ano de 2008, a Anhanguera acumulou R$ 389,4 milhões de custos dos serviços prestados, um crescimento de 156,8% ante 2007, representando 59,5% da receita líquida (aumento de 4,1 p.p. na comparação com 2007) O aumento do custo dos serviços prestados como percentual da receita líquida é resultado (i) do maior custo por aluno dos novos câmpus orgânicos, que ainda não se beneficiam de ganhos de escala, e (ii) do custo por aluno dos câmpus adquiridos ao longo de 2008, que ainda não implementaram completamente o modelo acadêmico da Anhanguera. Tais efeitos negativos foram parcialmente mitigados pelo menor custo por aluno nos pólos de graduação e pós-graduação a distância. Lucro Bruto O lucro bruto da Anhanguera Educacional atingiu R$ 67,1 milhões no 4T08, crescimento de 80,6% em relação ao 4T07. No ano, a Companhia alcançou a marca de R$ 264,8 milhões, frente a R$ 122,0 milhões de lucro bruto acumulado no ano anterior. Deste modo, conforme antecipado e em decorrência do acima exposto, a Companhia encerra o ano de 2008 com margem bruta de 40,5%, 4,1 p.p. abaixo da registrada em É importante salientar que, dos 52 câmpus da Anhanguera, 28 câmpus, com mais de 80 mil alunos, foram incorporados às operações da Companhia nos últimos 24 meses e ainda não tiveram seus modelos acadêmicos completamente adaptados ao padrão Anhanguera. Além disso, 11 câmpus orgânicos foram lançados desde 2007 e ainda não atingiram o número de alunos suficientes para diluição de custos fixos no nível de eficiência de campus já maturados. À medida que esses 39 câmpus convergirem para o padrão de eficiência das unidades com mais de 4 anos (tempo médio de maturação de um campus), a margem bruta deve evoluir de forma substancialmente positiva. 6 / 15

7 80, 0 70, 0 60, 0 50, 0 40, 0 30, 0 20, 0 10, 0-20% 18% 16% 14% 12% 10% 8% 6% 4% 2% 0% Resultados 4º Trimestre de 2008 Despesas Operacionais Despesas de Vendas. A Companhia apresentou R$ 27,7 milhões despesas de vendas no 4T08, crescimento de 284,5% em comparação ao 4T07, devido (i) aos esforços relacionados à entrada da Companhia em novas regiões (Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Distrito Federal), que geram custos adicionais de lançamento da marca Anhanguera e apresentam menor potencial de diluição de gastos com mídia; (ii) ao maior número de datas de processos seletivos em novembro e dezembro, visando garantir o nível de captação de novos alunos esperado para as faculdades da Anhanguera; e (iii) a ajuste da PDD, visando adequar o nível da mesma a 4,9% da receita líquida para o ano de 2008 (0,3 p.p acima do nível praticados nos 9M08). No ano, as despesas de vendas atingiram um total de R$ 73,0 milhões, 172,1% maiores que em 2007, e equivalentes a 11,2% da receita líquida, aumento de 1,4 p.p, dos quais 0,8 p.p. relacionados ao ajuste da PDD. Em milhões de R$ 4T08 4T07 var % var % Lucro Bruto 67,1 37,2 80,6% 264,8 122,0 117,1% (-) Despesas de Vendas * (27,7) (7,2) 284,5% (73,0) (26,8) 172,1% (-) Despesas Administrativas ** (22,9) (12,1) 88,4% (67,1) (30,7) 118,3% (+/-) Resultado Financeiro Operacional 3,1 - na 6,0 - na EBITDA Ajustado 19,7 17,8 10,4% 130,7 64,4 103,0% Margem de EBITDA ajustado 10,2% 17,9% 20,0% 23,5% * exceto amortização de marketing pré-operacional ** exceto despesas com a Primeira Oferta de Ações (IPO 2007) Despesas Administrativas. No último trimestre de 2008, as despesas administrativas foram de R$ 22,9 milhões, 88,4% maiores que o registrado no mesmo período do ano anterior. No ano as despesas administrativas totalizaram R$ 67,1 milhões no acumulado do ano, crescimento de 118,3% em relação a G&A* (R$ MM) 14% 18% 16% 67,1 11% 10% 12% 12% 30,7 7,3 14,4 17,8 12,1 22, T07 4T08 G&A % Receita Líquida *exceto despesas com a Primeira Oferta de Ações (IPO 2007) 7 / 15

8 140, 0 120, 0 100, 0 80, 0 60, 0 40, 0 20, 0 - Resultados 4º Trimestre de 2008 Em relação à Receita Líquida, as Despesas Administrativas de 2008 foram diluídas em 1,0 ponto percentual, passando de 11,2% para 10,3%. Essa redução reflete os ganhos de escala inerentes ao modelo de negócio da Anhanguera Educacional, que busca continuamente padronizar, otimizar e centralizar seus processos. EBITDA Conseqüentemente, a Anhanguera Educacional, atingiu um EBITDA de R$ 19,7 milhões no 4T08, 10,4% acima do apresentado no 4T07. Conforme projeção amplamente divulgada, a Companhia alcançou EBITDA acumulado de R$ 130,7 milhões em 2008, representando crescimento de 103,0% contra o ano anterior, equivalente a 20,0% da receita líquida. EBITDA Ajustado (R$ MM) 130,7 CAGR 99,8% 64,4 +10,4% 8,2 14,5 21,6 17,8 19, T07 4T08 Depreciação e Amortização Excluída a amortização de ágio, as despesas de depreciação e amortização totalizaram R$ 9,6 milhões no 4T08, crescimento de 153,7% ante o 4T07. No ano, o crescimento foi de 198,3 % contra 2007, acumulando R$ 30,8 milhões. O aumento desta linha reflete o aumento do ativo da Companhia, resultado do CAPEX nos câmpus orgânicos, nas aquisições e na sede administrativa bem como as aquisições de novos campus. Resultado Financeiro Líquido O resultado financeiro foi de R$ 12,8 milhões negativos no 4T08, R$ 10,4 milhões pior que o 4T07. No ano de 2008, o resultado financeiro foi de R$ 14,7 milhões negativos, R$ 27,6 milhões menor que os R$ 12,9 milhões alcançados em Tal variação deve-se à (i) incorporação no resultado de R$ 7,9 milhões de juros sobre o valor presente dos compromissos a pagar (de acordo com a Lei ); (ii) aumento dos juros sobre o endividamento da Companhia por conta de aquisições e de empréstimos bancários. Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido No 4T08, o resultado líquido da linha de IR e a CSSL foi positivo em R$ 1,0 milhão, devido a um crédito de imposto diferido. No ano, IR e CSSL geraram despesas de R$ 4,9 milhões, 37,6% contra o ano de 2007 devido ao aumento das operações da Anhanguera em atividades não isentas de IR, como a pós-graduação, extensão e de formação profissional. 8 / 15

9 100, 0 80, 0 60, 0 40, 0 20, 0 - ( 20, 0) Resultados 4º Trimestre de 2008 Lucro Líquido Ajustado Em milhões de R$ 4T08 4T07 var % var % EBITDA Ajustado 19,7 17,8 10,4% 130,7 64,4 103,0% Depreciação e Amortização *** (9,6) (3,8) 153,7% (30,8) (10,3) 198,3% Resultado Financeiro (12,8) (2,4) 437,3% (14,7) 12,9 na Resultado Não Operacional (0,4) (0,0) na - 0,0 na IR e CS 1,0 (0,3) na (4,9) (3,5) 37,6% Participação Quotistas Minoritários (0,4) - na (0,9) - na Lucro Líquido Ajustado (2,4) 11,3 na 79,4 63,5 25,1% Margem de L. Líquido Ajustado -1,3% 11,4% 12,1% 23,2% *** exceto amortização de ágio; inclui amortização de marketing O Lucro Líquido Ajustado, que exclui as despesas com amortização de ágio e com a oferta inicial de Units, registrou, no 4T08, R$ 2,4 milhões de prejuízo, queda de R$ 13,7 milhões em relação ao 4T07 que atingiu 11,3 milhões. No resultado acumulado de 2008, o Lucro Líquido Ajustado foi de R$ 79,4 milhões, crescimento de 25,1% em relação ao ano de 2007, o que representa 12,1% da receita líquida, 11,1 p.p abaixo da margem de Lucro Líquido Ajustado de Lucro Líquido Ajustado (R$ MM) 79,4 CAGR 125,0% 63,5 3,1 11,1 14,9 11,3-2, T07 4T08 Lucro Líquido O Lucro Líquido do 4T08 foi negativo em R$ 1,9 milhões, aumento de R$ 6,1 milhões em relação ao mesmo período do ano anterior. Em contrapartida, no ano de 2008 a Companhia registrou um prejuízo de R$ 26,7 milhões, resultado R$ 27,1 milhões inferior ao registrado no mesmo período de 2007, quando foi obtido Lucro Líquido de R$ 0,4 milhão, decorrente das despesas de amortização de ágio de R$ 106,1 milhões, que apresentou crescimento de 215,4% em comparação a 2007, resultado do grande número de aquisições realizadas ao longo de / 15

10 Investimentos e CAPEX O CAPEX da Companhia no ano de 2008 atingiu R$ 174,7 milhões de reais, crescimento de 119,9 % em relação a 2007, demonstrando a contínua expansão dos negócios da Companhia. Este crescimento é justificado pelos investimentos realizados na (i) construção de 8 novas unidades, (ii) expansão das unidades não maturadas, (iii) compra de imóvel de Campinas, (iv) projetos para melhorias de infra-estrutura da sede administrativa, (v) adequações na estrutura das aquisições; (vi) projetos de inovação que visam auferir aumento de receitas futuras via ganho de competitividade comercial. Capex (R$ MM) 200, 0 180, 0 174,7 160, 0 140, 0 CAGR 107,4% 120, 0 100, 0 79,5 80, 0 60, 0 40,6 40, 0 20, Endividamento Ao final do ano de 2008, a Companhia tinha dívida financeira de R$ 112,2 milhões junto a instituições financeiras, compostos principalmente de R$ 41,0 milhões contratado junto ao Banco Bradesco S/A e R$ 50,0 milhões junto ao banco Santander S.A. Denominados unicamente em Reais, as obrigações com vencimento no curto prazo perfazem 77,1% do total e as de longo prazo, e 22,9%. Em milhões de R$ 2008 % 2007 % Empréstimos e Financiamentos 112,2 100,0% 72,8 100,0% Curto Prazo 86,6 77,1% 20,3 27,8% Longo Prazo 25,7 22,9% 52,6 72,2% Disponibilidades 29,1 33,8 Caixa (Dívida) Líquida (83,1) (39,0) 10 / 15

11 Fluxo de Caixa Em milhões de R$ (14,7) (4,9) 130,7 (485,0) 478,6 40,0 42,7 (174,7) 33,8 (19,9) 2,5 29,1 A Companhia iniciou o ano de 2008 com disponibilidades em caixa de R$ 33,8 milhões. Em abril de 2008, captou R$ 508,3 milhões com a segunda oferta pública de ações na Bolsa de Valores de São Paulo e expurgando as despesas geradas com o Follow-on na ordem de R$ 29,7 milhões, resulta em R$ 478,6 líquidos provenientes da Captação de Emissão de Ações. O EBITDA da operação adicionou ao caixa da Companhia R$ 130,7 milhões, enquanto Imposto de Renda e Contribuição Social consumiram R$ 4,9 milhões e o resultado financeiro reduziu em R$ 14,7 milhões. Os recursos gerados pela operação da Companhia em conjunto com os recursos provenientes da oferta de ações foram investidos na estratégia de expansão e consumiram (i) R$ 174,7 milhões de CAPEX; (ii) R$ 485,0 milhões de aquisições realizadas, as quais foram responsáveis por R$ 40,0 milhões de aumento de capital como parte do pagamento aos proprietários da LFG e pela geração de caixa de R$ 42,7 milhões em atividades de financiamento e; (iii) R$ 19,9 milhões de Ativos Intangíveis, para compra do direito de comercialização da Master Franquias da Microlins e aquisição de licenças de software. Por fim, a variação de outros passivos e ativos adicionou ao caixa R$ 2,5 milhões, reflexo do aumento dos financiamentos de obrigações com fornecedores parcialmente compensados pelo aumento do contas a receber, Como resultado destes eventos, a Companhia encerrou o ano de 2008 com saldo de caixa de R$ 29,1 milhões. 11 / 15

12 Mercado As Units da de Capitais Segunda Oferta Primária de Ações Em abril de a realizou, com sucesso, sua segunda oferta pública de ações, emitindo no mercado de units ao preço de R$ 26,00, que totalizam R$ 508,3 milhões captados para financiar seu plano de expansão orgânica e via aquisições. Mercado Acionário As Units da Anhanguera Educacional Participações S/A, (BOVESPA: AEDU11) encerraram 2008 cotadas a R$ 12,11, acumulando desvalorização de 68,1% no ano. As Units foram negociadas em 99,6% dos pregões, com volume total no ano de R$ 628,8 milhões, equivalente a um volume diário médio de R$ 2,5 milhões. No mesmo período, o IBOVESPA acumulou desvalorização de 41,2%. 12 / 15

13 Demonstração de Resultado do Período Em milhões de R$ 4T08 4T07 var % 4T08 4T07 (+) Receitas 268,6 121,8 120,4% 140,0% 122,7% Receitas de Mensalidades 252,4 118,0 114,0% 131,5% 118,8% Taxas, Serviços e Outros 16,2 3,9 317,2% 8,4% 3,9% Receita Bruta 268,6 121,8 120,4% 140,0% 122,7% (-) Deduções de Receita (76,7) (22,5) 240,7% -40,0% -22,7% Bolsas (51,4) (11,6) 341,8% -26,8% -11,7% Descontos (11,6) (6,7) 73,4% -6,1% -6,8% Mensalidades Canceladas (4,7) (1,2) 306,2% -2,4% -1,2% Impostos (9,0) (3,0) 198,1% -4,7% -3,0% Receita Líquida 191,9 99,3 93,2% 100,0% 100,0% (-) Custo dos Serviços Prestados (124,7) (62,1) 100,7% -65,0% -62,6% Lucro Bruto 67,1 37,2 80,6% 35,0% 37,4% (-) Despesas de Vendas * (27,7) (7,2) 284,5% -14,5% -7,3% (-) Despesas Administrativas ** (22,9) (12,1) 88,4% -11,9% -12,2% (+/-) Resultado Financeiro Operacional 3,1 - na 1,6% 0,0% 0,0% EBITDA Ajustado 19,7 17,8 10,4% 10,2% 17,9% Depreciação e Amortização *** (9,6) (3,8) 153,7% -5,0% -3,8% Resultado Financeiro (12,8) (2,4) 437,3% -6,6% -2,4% Resultado Não Operacional (0,4) (0,0) na -0,2% 0,0% IR e CS 1,0 (0,3) na 0,5% -0,3% Participação Quotistas Minoritários (0,4) - na -0,2% 0,0% Lucro Líquido Ajustado (2,4) 11,3 na -1,3% 11,4% Amortização de Ágio (31,4) (19,3) 62,6% -16,4% -19,5% Despesas de Oferta de Ações 31,9 - na 16,7% 0,0% Lucro Líquido (1,9) (8,0) -76,4% -1,0% -8,1% * exceto amortização de marketing pré-operacional ** exceto despesas com a Primeira Oferta de Ações (IPO 2007) *** exceto amortização de ágio; inclui amortização de marketing pré-operacional 13 / 15

14 Demonstração de Resultado do Período Em milhões de R$ var % (+) Receitas 905,1 347,2 160,6% 138,4% 126,9% Receitas de Mensalidades 868,7 339,9 155,6% 132,8% 124,2% Taxas, Serviços e Outros 36,4 7,4 392,6% 5,6% 2,7% Receita Bruta 905,1 347,2 160,6% 138,4% 126,9% (-) Deduções de Receita (250,9) (73,7) 240,6% -38,4% -26,9% Bolsas (147,1) (34,3) 328,5% -22,5% -12,5% Descontos (51,8) (20,5) 153,0% -7,9% -7,5% Mensalidades Canceladas (29,3) (10,4) 182,1% -4,5% -3,8% Impostos (22,7) (8,5) 167,5% -3,5% -3,1% Receita Líquida 654,2 273,6 139,1% 100,0% 100,0% (-) Custo dos Serviços Prestados (389,4) (151,6) 156,8% -59,5% -55,4% Lucro Bruto 264,8 122,0 117,1% 40,5% 44,6% (-) Despesas de Vendas * (73,0) (26,8) 172,1% -11,2% -9,8% (-) Despesas Administrativas ** (67,1) (30,7) 118,3% -10,3% -11,2% (+/-) Resultado Financeiro Operacional 6,0 - na 0,9% 0,0% 0,0% EBITDA Ajustado 130,7 64,4 103,0% 20,0% 23,5% Depreciação e Amortização *** (30,8) (10,3) 198,3% -4,7% -3,8% Resultado Financeiro (14,7) 12,9 na -2,2% 4,7% Resultado Não Operacional - 0,0 na 0,0% 0,0% IR e CS (4,9) (3,5) 37,6% -0,7% -1,3% Participação Quotistas Minoritários (0,9) - na -0,1% 0,0% Lucro Líquido Ajustado 79,4 63,5 25,1% 12,1% 23,2% Amortização de Ágio (106,1) (33,6) 215,4% -16,2% -12,3% Despesas de Oferta de Ações - (29,5) na 0,0% -10,8% Lucro Líquido (26,7) 0,4 na -4,1% 0,1% * exceto amortização de marketing pré-operacional ** exceto despesas com a Primeira Oferta de Ações (IPO 2007) *** exceto amortização de ágio; inclui amortização de marketing pré-operacional 14 / 15

15 Balanço Patrimonial Consolidado ATIVO 4T08 4T07 PASSIVO 4T08 4T07 CIRCULANTE 219,2 108,7 CIRCULANTE 243,9 167,0 Caixa e Bancos 21,7 27,9 Empréstimos bancários 86,6 20,3 Aplicações financeiras 7,4 5,9 Fornecedores 21,5 10,2 Mensalidades a receber 134,3 59,0 Salários, férias e encargos sociais 42,8 27,3 Estoques 7,8 2,5 Impostos e contribuições a recolher 16,2 5,8 Outras contas a receber 19,2 3,2 Impostos parcelados 7,7 3,1 Impostos a recuperar 24,8 7,3 Provisão de bônus a diretores e funcionários 5,3 2,5 Despesas antecipadas 4,0 2,8 Anuidades antecipadas 21,7 18,6 Compromissos a pagar 9,5 69,1 Imposto de renda e contribuição social 15,0 6,7 Outras contas a pagar 17,7 3,4 REALIZÁVEL A LONGO PRAZO 42,8 14,7 EXIGÍVEL A LONGO PRAZO 256,6 168,2 Outros realizáveis 25,4 11,5 Empréstimos bancários 25,7 52,6 Depósitos judiciais 0,9 0,1 Impostos parcelados 23,3 16,6 Despesas Antecipadas 0,6 0,0 Compromissos a pagar 196,3 89,7 Contas a receber de acionistas 13,1 3,0 Fornecedores 1,5 1,2 Mensalidades a receber 2,8 - Provisão para contingências 9,5 8,1 Outras contas a pagar 0,2 - PARTICIPAÇÃO DE QUOTISTAS MINORITÁRIOS (0,1) - PERMANENTE 1.216,3 696,3 PATRIMÔNIO LÍQUIDO 977,9 484,4 Investimentos - - Capital social 1.002,9 483,8 Imobilizado 331,0 186,0 Reserva Legal 0,1 0,1 Diferido 77,3 38,8 Lucros acumulados (25,1) 0,6 Intangível 808,0 471,4 TOTAL DO ATIVO 1.478,3 819,7 TOTAL DO PASSIVO 1.478,3 819,7 A é a maior organização privada com fins lucrativos do setor de educação no Brasil, com unidades de ensino em todos os estados brasileiros e também no Distrito Federal. Em suas mais de unidades são oferecidas mais de 90 modalidades de cursos de graduação e graduação tecnológica, que incluem as áreas de administração, direito, engenharia, saúde e outras ciências sociais aplicadas, além de cursos de pósgraduação, extensão e formação profissional. A maioria de seus alunos são jovens de média e média-baixa renda que trabalham durante o dia e estudam à noite, um segmento pouco atendido pelas instituições de ensino superior do Brasil. A Companhia é comprometida a oferecer ensino de qualidade que ajude esses jovens trabalhadores a alcançar formação educacional compatível com as exigências do mercado de trabalho e a aumentar suas perspectivas de desenvolvimento profissional. A Anhanguera Educacional é listada no Nível 2 da Bovespa e é negociada com o código "AEDU11". 15 / 15

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

Resultados 2005 Resultados 2005

Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 1T06 Bovespa: RSID3 NYSE (ADR): RSR2Y Receita Líquida alcança R$ 85,2 milhões VGV totaliza R$ 94,3 milhões Vendas contratadas crescem 63% São Paulo, 11 de maio

Leia mais

Divulgação de resultados 3T13

Divulgação de resultados 3T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 3º Trimestre do ano de 2013 Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no

Leia mais

RESULTADOS DO 1T11. Destaques do Resultado

RESULTADOS DO 1T11. Destaques do Resultado RESULTADOS DO 1T11 CAPTAÇÃO RECORDE com mais de 73 mil novos alunos (24% acima do 1T10) Aumento de 21% no EBITDA, que totalizou R$48 milhões, e ganho de 1,9 p.p. na Margem, que atingiu 17,4% no 1T11 Rio

Leia mais

Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011

Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011 Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011 RESULTADOS PRO FORMA NÃO AUDITADOS CONSOLIDADOS DA ABRIL EDUCAÇÃO As informações financeiras consolidadas pro forma não auditadas para 30

Leia mais

M ARKETIN G EDUCACION AL E I N TELI GÊNCIA COMP ETITI VA

M ARKETIN G EDUCACION AL E I N TELI GÊNCIA COMP ETITI VA O EN SINO SUPERI OR NO MERCADO DE AÇÕES As instituições de ensino superior brasileiras buscam na classe C, em especial nos jovens trabalhadores, o segmento que mais busca a profissionalização do curso

Leia mais

EARNINGS RELEASE 2T12 e 1S12

EARNINGS RELEASE 2T12 e 1S12 São Paulo, 15 de agosto de 2012 - A Inbrands S.A. ( Inbrands ou Companhia ), uma empresa de consolidação e gestão de marcas de lifestyle e moda premium do Brasil, anuncia hoje os resultados do segundo

Leia mais

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões 2T07 Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões Rio de Janeiro, de 2007 A Estácio Participações (BOVESPA: ESTC11), maior organização

Leia mais

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas)

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Daniel de Andrade Gomes TELEFÔNICA

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Rio de Janeiro, 10 de março de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (Bovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de intermediação

Leia mais

Teleconferência de Resultados. 4T12 e 2012

Teleconferência de Resultados. 4T12 e 2012 Teleconferência de Resultados e 2012 28 de fevereiro de 2013 Aviso Legal Algumas das informações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que poderiam

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO QUARTO TRIMESTRE DE 2013 (4T13 ) LOJAS RENNER S.A.

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO QUARTO TRIMESTRE DE 2013 (4T13 ) LOJAS RENNER S.A. LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação brasileira. Negociada

Leia mais

Apresentação dos Resultados 2T06

Apresentação dos Resultados 2T06 Apresentação dos Resultados 2T06 Aviso Legal Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas

Leia mais

Anhanguera Educacional Participações S.A. (Companhia aberta) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2008 e 2007

Anhanguera Educacional Participações S.A. (Companhia aberta) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2008 e 2007 . Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2008 e 2007 1 . Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2008 e 2007 Conteúdo Relatório da Administração 3-13 Parecer dos auditores independentes

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Rio de Janeiro, 16 de agosto de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de

Leia mais

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A.

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo Passivo e patrimônio líquido Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 17.488 25.888 Fornecedores e outras obrigações 17.561 5.153 Contas a receber

Leia mais

EARNINGS RELEASE 1T12

EARNINGS RELEASE 1T12 São Paulo, 16 de maio de 2012 - A Inbrands S.A. ( Inbrands ou Companhia ), uma empresa de consolidação e gestão de marcas de lifestyle e moda premium do Brasil, anuncia hoje os resultados do 1º trimestre

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL REGIONAL JARAGUAENSE - FERJ BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE Valores expressos em Reais. ATIVO Notas 2010 2009

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL REGIONAL JARAGUAENSE - FERJ BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE Valores expressos em Reais. ATIVO Notas 2010 2009 BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE ATIVO Notas 2010 2009 CIRCULANTE Caixa e bancos 422.947 20.723 Contas a receber 4 698.224 903.098 Outras contas a receber 5 3.304.465 121.908 Estoques 14.070

Leia mais

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p.

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. No 1T15, a receita líquida totalizou R$ 5,388 bilhões, estável em relação ao 1T14 excluindo-se

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 São Paulo, 22 de março de 2012 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis

Leia mais

Le Lis Blanc inicia o ano com crescimento de 32% nas receitas brutas, 18,5% nas vendas de lojas comparáveis e 26% em EBITDA ajustado 1

Le Lis Blanc inicia o ano com crescimento de 32% nas receitas brutas, 18,5% nas vendas de lojas comparáveis e 26% em EBITDA ajustado 1 Le Lis Blanc inicia o ano com crescimento de 32% nas receitas brutas, 18,5% nas vendas de lojas comparáveis e 26% em EBITDA ajustado 1 São Paulo, Brasil, 15 de maio de 2008 - A Le Lis Blanc Deux Comércio

Leia mais

DESTAQUES DO PERÍODO (2T11)

DESTAQUES DO PERÍODO (2T11) QUALICORP REGISTRA CRESCIMENTO DO TRIMESTRE NO NÚMERO DE BENEFICIÁRIOS DE 18,5%, RECEITA LÍQUIDA DE 43,9%, EBITDA AJUSTADO DE 36,6% EM RELAÇÃO AO 2T10 1 São Paulo, 12 de agosto de 2011. A QUALICORP S.A.

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015 (1T15 ) Resultados 1T15. www.lojasrenner.com.br/ri Página 0 de 9

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015 (1T15 ) Resultados 1T15. www.lojasrenner.com.br/ri Página 0 de 9 Resultados 1T15 www.lojasrenner.com.br/ri Página 0 de 9 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float,

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 13 de maio de 2013 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006.

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. São Paulo, 28 de fevereiro de 2007 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000)

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000) Blumenau SC, 27 de julho de 2007 A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), distribuidora de produtos para a saúde e também líder na fabricação de produtos têxteis e adesivos cirúrgicos, anuncia hoje seus resultados

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. Em 31 de dezembro de 2011 e 2010

Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. Em 31 de dezembro de 2011 e 2010 54 RELATÓRIO ANUAL GERDAU 2011 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS RESUMIDAS Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. Em 31 de dezembro de 2011 e 2010 GERDAU S.A. e empresas controladas BALANÇOS PATRIMONIAIS CONSOLIDADOS

Leia mais

Aquisição da Microlins. Agosto 2008

Aquisição da Microlins. Agosto 2008 Aquisição da Microlins Agosto 2008 Overview da Transação A Anhanguera adquiriu uma participação de 30% na Microlins, a maior rede de cursos profissionalizantes do país Overview 657 franquias em todo Brasil

Leia mais

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11.

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. O Lucro Líquido do 1T09 (sem ajustes) apresentou queda de 1,4%

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

Earnings Release. Relação com Investidores. Destaques do 2T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 2T11

Earnings Release. Relação com Investidores. Destaques do 2T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 2T11 Relação com Investidores Luis Eduardo Fischman Diretor de Relações com Investidores (55 21) 3433-5060 ri@brinsurance.com.br Teleconferência de Resultados 2T11 Terça-Feira, 16 de agosto de 2011 Português

Leia mais

Earnings Release 1T15

Earnings Release 1T15 Santo André, 05 de maio de 2015: A CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens S.A. (BM&FBOVESPA: CVCB3), maior operadora de turismo das Américas, informa aos seus acionistas e demais participantes do mercado

Leia mais

Apresentação de Resultados 4º Trimestre de 2007. 11 de março de 2007

Apresentação de Resultados 4º Trimestre de 2007. 11 de março de 2007 Apresentação de Resultados 4º Trimestre de 2007 11 de março de 2007 Aviso Reorganização Societária e Apresentação das Demonstrações Financeiras As informações financeiras do ano de 2006 aqui apresentadas

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T15

Apresentação de Resultados 1T15 Apresentação de Resultados 1T15 1 Destaques do Período Início da operação comercial de quatro parques do LEN A-3 2011 Início da operação comercial: 04 de março de 2015 Os outros 5 parques serão conectados

Leia mais

Graficamente, o Balanço Patrimonial se apresenta assim: ATIVO. - Realizável a Longo prazo - Investimento - Imobilizado - Intangível

Graficamente, o Balanço Patrimonial se apresenta assim: ATIVO. - Realizável a Longo prazo - Investimento - Imobilizado - Intangível CONTABILIDADE GERAL E GERENCIAL AULA 03: ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS TÓPICO 02: BALANÇO PATRIMONIAL. É a apresentação padronizada dos saldos de todas as contas patrimoniais, ou seja, as que representam

Leia mais

Destaques do Período. Crescimento de dois dígitos em Reservas Confirmadas e Embarcadas, EBITDA e Lucro Líquido Ajustado no 2T15

Destaques do Período. Crescimento de dois dígitos em Reservas Confirmadas e Embarcadas, EBITDA e Lucro Líquido Ajustado no 2T15 Santo André, 05 de Agosto de 2015: CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens S.A. (BM&FBOVESPA: CVCB3), maior operadora de turismo das Américas, informa aos seus acionistas e demais participantes do mercado

Leia mais

Apresentação dos Resultados 3T06

Apresentação dos Resultados 3T06 Apresentação dos Resultados 3T06 Aviso Legal Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas

Leia mais

Operadora: Alexandre Dias:

Operadora: Alexandre Dias: Operadora: Boa tarde, senhoras e senhores. Sejam bem-vindos à teleconferência de resultados do 3T da Anhanguera Educacional. Hoje nós temos a presença do Sr. Alexandre Dias, CEO da Companhia, Sr. Ricardo

Leia mais

NOVAS REGRAS CONTÁBEIS PARA 2010 CONTINUAÇÃO DE PADRONIZAÇÃO INTERNACIONAL CONTÁBIL

NOVAS REGRAS CONTÁBEIS PARA 2010 CONTINUAÇÃO DE PADRONIZAÇÃO INTERNACIONAL CONTÁBIL NOVAS REGRAS CONTÁBEIS PARA 2010 CONTINUAÇÃO DE PADRONIZAÇÃO INTERNACIONAL CONTÁBIL Ana Beatriz Nunes Barbosa Em 31.07.2009, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aprovou mais cinco normas contábeis

Leia mais

Teleconferência. Resultados do 2 o Trimestre de 2007

Teleconferência. Resultados do 2 o Trimestre de 2007 Teleconferência Resultados do 2 o Trimestre de 2007 Aviso Legal Este documento contém declarações futuras, que podem ser identificadas por palavras como espera, pretende, planeja, acredita, procura, estima

Leia mais

Apresentação de Resultados 2T11

Apresentação de Resultados 2T11 Apresentação de Resultados 2T11 Aviso Legal Aviso Legal Encontra-se em curso a distribuição pública inicial primária e secundária de certificados de depósitos de ações ( Units ) de emissão da Abril Educação

Leia mais

Raízen Combustíveis S.A.

Raízen Combustíveis S.A. Balanço patrimonial consolidado e condensado (Em milhares de reais, exceto quando indicado de outra forma) Ativo 30.06.2014 31.03.2014 Passivo 30.06.2014 31.03.2014 Circulante Circulante Caixa e equivalentes

Leia mais

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 Desempenho Em ambiente de queda da atividade na indústria automobilística, a Iochpe-Maxion apresentou um crescimento de 8,4% nas vendas no terceiro

Leia mais

2T09 ESTÁCIO EXPANDE MARGEM EBITDA EM 2,1 P.P. E LUCRO LÍQUIDO AJUSTADO SOMA R$10,9 NO 2T09. NO 1S09, EBITDA ALCANÇA R$61,0M E LUCRO R$43,5M.

2T09 ESTÁCIO EXPANDE MARGEM EBITDA EM 2,1 P.P. E LUCRO LÍQUIDO AJUSTADO SOMA R$10,9 NO 2T09. NO 1S09, EBITDA ALCANÇA R$61,0M E LUCRO R$43,5M. 2T09 Cotação - ESTC3 R$23,20/ação 12/8/2009 Quantidade de Ações 78.585.066 Valor de Mercado R$ 1,823 bilhões Free Float 26% Teleconferências: 13/08/2009 Português 9h00 AM (Brasília) 8h00 AM (US EST) Tel.:

Leia mais

Destaques Financeiros e Operacionais Consolidados

Destaques Financeiros e Operacionais Consolidados nte São Paulo, 7 de maio de 2010 A General Shopping Brasil S/A [BM&FBovespa: GSHP3], empresa com expressiva participação no mercado de shoppings centers do Brasil, anuncia hoje seus resultados do primeiro

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01176-2 VULCABRAS SA 50.926.955/0001-42 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01176-2 VULCABRAS SA 50.926.955/0001-42 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/1999 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T10

Apresentação de Resultados 3T10 Apresentação de Resultados 3T10 09 de Novembro de 2010 Agenda 1. Desempenho do Período 2. Evolução das Receitas e Custos Hardware Software Serviços 3. Despesas e Margens 4. Investimentos e Caixa 5. Estratégia

Leia mais

RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2013(1T13)

RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2013(1T13) LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação brasileira. Negociada

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 2º Trimestre de 2013

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 2º Trimestre de 2013 . São Paulo, 06 de agosto de 2013 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis e com grande presença nas classes populares do Brasil, divulga seus

Leia mais

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ).

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 25 de Outubro de 2005. Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). (Os

Leia mais

SEB divulga crescimento de 85% do Lucro Líquido Ajustado no 2T09

SEB divulga crescimento de 85% do Lucro Líquido Ajustado no 2T09 SEB divulga crescimento de 85% do Lucro Líquido Ajustado no 2T09 Despesas Gerais e Administrativas Recorrentes mantiveram queda em termos absolutos São Paulo, 5 de agosto de 2009. O SEB - Sistema Educacional

Leia mais

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 49% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 35% MARGEM DE EBITDA ATINGIU 29% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 3T06. As demonstrações financeiras

Leia mais

3T09 DESTAQUES FINANCEIROS ESTÁCIO: EBITDA DE R$92,6M NO 9M09 COM MARGEM DE 12,1%. LUCRO LÍQUIDO AJUSTADO DE R$65,6M NO 9M09

3T09 DESTAQUES FINANCEIROS ESTÁCIO: EBITDA DE R$92,6M NO 9M09 COM MARGEM DE 12,1%. LUCRO LÍQUIDO AJUSTADO DE R$65,6M NO 9M09 3T09 Cotação - ESTC3 R$24,95/ação 11/11/2009 Quantidade de Ações 78.585.066 Valor de Mercado R$ 1.961 milhões Free Float 27% Teleconferências: 12/11/2009 Português 9h00 AM (Brasília) 6h00 AM (US EST) Tel.:

Leia mais

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 10 Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 10 Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos 2ª edição Ampliada e Revisada Capítulo Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos Tópicos do Estudo Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos (Doar). Uma primeira tentativa de estruturar

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO CIRCULANTE 19.549.765,82 17.697.855,44

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO CIRCULANTE 19.549.765,82 17.697.855,44 BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO ATIVO R$ CIRCULANTE 19.549.765,82 17.697.855,44 Disponibilidades 1.222.288,96 946.849,34 Mensalidades a receber 4.704.565,74 4.433.742,86 Endosso para terceiros 1.094.384,84

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01901-1 EMPR. CONCESS. DE RODOVIAS DO NORTE S.A. 02.222.736/0001-30 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01901-1 EMPR. CONCESS. DE RODOVIAS DO NORTE S.A. 02.222.736/0001-30 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/25 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

Desempenho Econômico- Financeiro 1T15

Desempenho Econômico- Financeiro 1T15 Desempenho Econômico- Financeiro 1T15 Mensagem da Administração Senhores (as) Acionistas: Conforme mencionado no final do exercício de 2014, concluímos com pleno sucesso o processo que converteu em capital

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 MEHIR HOLDINGS S.A. 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 MEHIR HOLDINGS S.A. 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/25 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO

Leia mais

Rodobens Locação de Imóveis Ltda.

Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Demonstrações contábeis referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2013 e relatório dos auditores independentes Approach Auditores Independentes Relatório dos

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2T15 31 de julho de 2015 Magazine Luiza Destaques do 2T15 Vendas E-commerce Ganho consistente de participação de mercado Redução na receita líquida de 10,1% para R$2,1 bilhões

Leia mais

CNPJ: 30.276.570/0001-70. BALANÇO PATRIMONIAL PARA OS EXERCíCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013 (EXPRESSO EM REAIS) ATIVO 3.2 3.

CNPJ: 30.276.570/0001-70. BALANÇO PATRIMONIAL PARA OS EXERCíCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013 (EXPRESSO EM REAIS) ATIVO 3.2 3. CNPJ: 30.276.570/0001-70 BALANÇO PATRIMONIAL PARA OS EXERCíCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013 (EXPRESSO EM REAIS) ATIVO CIRCULANTE 2014 2013 DíSPONIVEL 1.399.149,86 934.204,07 CAIXA 3.1 1.501,05

Leia mais

Resultados do 1 Trimestre de 2007. GVT (Holding) S.A.

Resultados do 1 Trimestre de 2007. GVT (Holding) S.A. Resultados do 1 Trimestre de 2007 GVT (Holding) S.A. RECEITA LÍQUIDA DA GVT CRESCE 25,2% E EBITDA AJUSTADO ATINGE CRESCIMENTO DE 38,6% NO 1T07 Durante o 1T07 a GVT completou seu IPO que atingiu um acréscimo

Leia mais

Teleconferência Resultados 3T10

Teleconferência Resultados 3T10 Teleconferência Resultados 3T10 Sexta-feira, 5 de Novembro de 2010 Horário: 14:00 (horário de Brasília) 12:00 (horário US EDT) Tel: + 55 (11) 4688-6361 Código: LASA Replay: + 55 (11) 4688-6312 Código:

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS De acordo com o comando a que cada um dos itens de 51 a 120 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com

Leia mais

Divulgação de Resultados do Terceiro Trimestre de 2008

Divulgação de Resultados do Terceiro Trimestre de 2008 NETC4: R$ 13,79/ação (Bovespa) NETC: US$ 6,57/ADR (Nasdaq) XNET: EUR 4,73/ação (Latibex) Total de Ações: 338.739.120 Valor de Mercado: R$ 4,7 bilhões Preço de fechamento: 20/10/2008 Divulgação de Resultados

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15 RESULTADOS FINANCEIROS CONSOLIDADOS RECEITA LÍQUIDA 300,1 361,1 20,3% EBITDA AJUSTADO 56,5 68,7 21,6% MARGEM EBITDA AJUSTADO 1 17,9% 18,4% 0,5 p.p. LUCRO LÍQUIDO AJUSTADO

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA

DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA CAPÍTULO 33 Este Capítulo é parte integrante do Livro Contabilidade Básica - Finalmente Você Vai Entender a Contabilidade. 33.1 CONCEITOS A demonstração dos fluxos de caixa evidencia as modificações ocorridas

Leia mais

Rodobens Locação de Imóveis Ltda.

Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Demonstrações contábeis referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2014 e relatório dos auditores independentes Approach Auditores Independentes Relatório dos

Leia mais

e) 50.000.000,00. a) 66.000.000,00. c) 0,00 (zero).

e) 50.000.000,00. a) 66.000.000,00. c) 0,00 (zero). 1. (SEFAZ-PI-2015) Uma empresa, sociedade de capital aberto, apurou lucro líquido de R$ 80.000.000,00 referente ao ano de 2013 e a seguinte distribuição foi realizada no final daquele ano: valor correspondente

Leia mais

DESTAQUES DO CONSOLIDADO

DESTAQUES DO CONSOLIDADO 1 T 13 Passo Fundo, 30 de abril de 2013 A Grazziotin (BM&FBOVESPA: CGRA3 e CGRA4), empresa de comércio varejista do segmento de vestuário e utilidades domésticas, localizada na região sul do país, divulga

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 4T14 3 de Fevereiro de 2015 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A.

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A. Resultados 2T15 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação

Leia mais

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte BALANÇO PATRIMONIAL 1. CRITÉRIO DE DISPOSIÇÃO DAS CONTAS NO ATIVO E NO PASSIVO (ART. 178 DA LEI 6.404/76): a. No ativo, as contas serão dispostas em ordem decrescente de grau de liquidez dos elementos

Leia mais

Teleconferência de Resultados. Data: 13 de março de 2008 Data: 13 de março de 2008

Teleconferência de Resultados. Data: 13 de março de 2008 Data: 13 de março de 2008 MRV ANUNCIA RESULTADOS DO QUARTO TRIMESTRE E DO ANO DE 2007 RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA ATINGE R$128,9 MILHÕES NO 4T07 E R$384,1 MILHÕES NO ANO, UM CRESCIMENTO DE 173,8 % SOBRE O ANO ANTERIOR MARGEM BRUTA

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA (DFC)

DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA (DFC) 1 de 5 31/01/2015 14:52 DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA (DFC) A Demonstração do Fluxo de Caixa (DFC) passou a ser um relatório obrigatório pela contabilidade para todas as sociedades de capital aberto

Leia mais

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2010

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2010 DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2010 1. Mercado de Capitais Cotações: (14/05/2010) ALPA3 R$ 6,10 ALPA4 R$ 5,95 Valore de Mercado: R$ 2,1 bilhões 2. Teleconferência Data: 18/05/2010 às 16h00

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T05

Apresentação de Resultados 3T05 Apresentação de Resultados 3T05 Destaques Crescimento do Lucro Líquido foi de 316% no Terceiro Trimestre Crescimento da Receita no 3T05 A receita bruta foi maior em 71% (3T05x3T04) e 63% (9M05x9M04) Base

Leia mais

RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 1T10 156.512.000,00

RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 1T10 156.512.000,00 RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 156.512.000,00 Resultados do RESULTADOS São Paulo, 14 de maio de 2010 A BRADESPAR [BM&FBOVESPA: BRAP3 (ON), BRAP4 (PN); LATIBEX: XBRPO (ON), XBRPP (PN)]

Leia mais

2. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS E INFORMAÇÕES

2. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS E INFORMAÇÕES 1. INTRODUÇÃO Referente à elaboração e divulgação de informações pelas instituições administradoras dos Fundos de Investimento Imobiliário, para o mercado de valores mobiliários e encaminhamento à Comissão

Leia mais

REDE DE ENSINO LFG AGENTE E ESCRIVÃO PF Disciplina: Noções de Contabilidade Prof. Adelino Correia Aula nº09. Demonstração de Fluxo de Caixa

REDE DE ENSINO LFG AGENTE E ESCRIVÃO PF Disciplina: Noções de Contabilidade Prof. Adelino Correia Aula nº09. Demonstração de Fluxo de Caixa REDE DE ENSINO LFG AGENTE E ESCRIVÃO PF Disciplina: Noções de Contabilidade Prof. Adelino Correia Aula nº09 Demonstração de Fluxo de Caixa Demonstração de Fluxo de Caixa A partir de 28.12.2007 com a publicação

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14 27 de fevereiro de 2015 Magazine Luiza Destaques 2014 Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Ajustado Luizacred Lucro Líquido Ajustado Crescimento da receita

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014 Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2014 Destaques do Expressivo crescimento em vendas mesmas lojas (25,4%) com rentabilidade Crescimento da receita líquida total: 28,5% versus 1T13 R$2,3 bilhões

Leia mais

Anexo 12 - Balanço Orçamentário

Anexo 12 - Balanço Orçamentário Anexo 12 - Balanço Orçamentário BALANÇO ORÇAMENTÁRIO EXERCÍCIO: PERÍODO (MÊS) : DATA DE EMISSÃO: PÁGINA: PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS SALDO RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS INICIAL ATUALIZADA REALIZADAS (a) (b) c

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis 12.1. Introdução O artigo 176 da Lei nº 6.404/1976 estabelece que, ao fim de cada exercício social, a diretoria da empresa deve elaborar, com base na escrituração mercantil, as

Leia mais

Destaques do Resultado

Destaques do Resultado RESULTADOS DO 4T09 E 2009 RECEITA LÍQUIDA de R$1 bilhão; EBITDA de R$119 milhões; MARGEM EBITDA de 12%, aumento de 2 p.p.; LUCRO LÍQUIDO ajustado de R$78 milhões em 2009 Rio de Janeiro, 17 de Março de

Leia mais

www.estacioparticipacoes.com/ri Global Services Conference Phoenix-AZ, 27 de fevereiro de 2008

www.estacioparticipacoes.com/ri Global Services Conference Phoenix-AZ, 27 de fevereiro de 2008 www.estacioparticipacoes.com/ri Global Services Conference Phoenix-AZ, 27 de fevereiro de 2008 0 1. Visão Geral Setor de Ensino Superior no Brasil Visão Geral Estratégia Empresarial Destaques Financeiros

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2011 - ESTACIO PARTICIPAÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2011 - ESTACIO PARTICIPAÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS 3T14 I 9M14

RELEASE DE RESULTADOS 3T14 I 9M14 RELEASE DE RESULTADOS 3T14 I 9M14 Contate RI: Adolpho Lindenberg Filho Diretor Financeiro e de Relações com Investidores Telefone: +55 (11) 3041-2700 ri@lindenberg.com.br www.grupoldi.com.br/relacao DIVULGAÇÃO

Leia mais

Relações com Investidores

Relações com Investidores São Paulo, 14 de novembro de 2011 A Inbrands anuncia hoje os resultados do terceiro trimestre de 2011 (3T11). Bruno Medeiros CEO Relações com Investidores Arnaldo Faissol Mendes CFO e Diretor de RI Clarice

Leia mais

Divulgação de Resultados do 4T13 e 2013

Divulgação de Resultados do 4T13 e 2013 R$ milhões R$ milhões R$ milhões R$ milhões Divulgação de Resultados do 4T13 e 2013 As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto quando indicado o contrário e, a partir de 2011,

Leia mais

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS.

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. I. BALANÇO ATIVO 111 Clientes: duplicatas a receber provenientes das vendas a prazo da empresa no curso de suas operações

Leia mais

Earnings Release 1s14

Earnings Release 1s14 Earnings Release 1s14 1 Belo Horizonte, 26 de agosto de 2014 O Banco Bonsucesso S.A. ( Banco Bonsucesso, Bonsucesso ou Banco ), Banco múltiplo, de capital privado, com atuação em todo o território brasileiro

Leia mais

Evolução do lucro líquido (em milhões de reais) - jan fev mar abr mai jun jul ago set

Evolução do lucro líquido (em milhões de reais) - jan fev mar abr mai jun jul ago set DISCUSSÃO E ANÁLISE PELA ADMINISTRAÇÃO DO RESULTADO NÃO CONSOLIDADO DAS OPERACÕES: PERÍODO DE JANEIRO A SETEMBRO DE 2001 COMPARATIVO AO PERÍODO DE JANEIRO A SETEMBRO DE 2000 (em milhões de reais, exceto

Leia mais

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO A QGEP Participações iniciou o ano de 2011 com uma sólida posição financeira. Concluímos com sucesso a nossa oferta pública inicial de ações em fevereiro, com uma captação líquida

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 ANHANGUERA EDUCACIONAL PARTICIPAÇÕES S.A 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 ANHANGUERA EDUCACIONAL PARTICIPAÇÕES S.A 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Reapresentação Espontânea O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES

Leia mais

Resultados 1º Trimestre 2015 13.05. Rio de Janeiro, 13 de maio de 2015

Resultados 1º Trimestre 2015 13.05. Rio de Janeiro, 13 de maio de 2015 Resultados 1º Trimestre 2015 13.05 Rio de Janeiro, 13 de maio de 2015 RECEITA LÍQUIDA ATINGE R$ 68,5 MILHÕES NO 1T15, CRESCIMENTO DE 7,1% EM RELAÇÃO AO 1T14. EBITDA CONSOLIDADO ATINGE R$ 7,8 MILHÕES, QUEDA

Leia mais

DOAR DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS UMA REVISÃO DOS CONCEITOS MAIO / 2007. Autor - Manoel Moraes Jr

DOAR DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS UMA REVISÃO DOS CONCEITOS MAIO / 2007. Autor - Manoel Moraes Jr DOAR DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS UMA REVISÃO DOS CONCEITOS MAIO / 2007 Autor - Manoel Moraes Jr OBJETIVOS DA DOAR Apresentar de forma ordenada e sumariada as informações relativas

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T11

Teleconferência de Resultados 1T11 Teleconferência de Resultados 1T11 13 de Maio de 2011 Aviso Legal Algumas das informações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que poderiam ocasionar

Leia mais

1T05. Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005. Resultado do 1 o trimestre de 2005. Principais Destaques

1T05. Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005. Resultado do 1 o trimestre de 2005. Principais Destaques Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005 Divulgação Imediata Cot. da Ação PNB CLSC6) em 31/03/05: R$ 0,90/ação Valoriz. No 1T05: -16% Valor de Mercado R$ : 694 milhões US$

Leia mais