JAVA. Fabrício de Sousa

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "JAVA. Fabrício de Sousa fabbricio7@yahoo.com.br"

Transcrição

1 JAVA Fabrício de Sousa

2 Agenda 2 Características Ambientes de Desenvolvimento Sintaxe Comentários Tipos de dados primitivos Caracteres especiais Variáveis Operadores Aritméticos Relacionais Lógicos Operador Ternário Fluxo de controle Sequencial Condicional If Switch Repetição For While do Do while Vetor

3 Agenda (cont.) 3 Matrizes Métodos Recursão APIs Tratamento de exceção Orientação a Objetos Get Set Construtores Sobrecarga de métodos Pacote Herança Interface Gráfica Acesso a banco de dados (JDBC) *Threads

4 1HISTÓRICO ª Versão Atualmente 7ª Versão

5 2 PLATAFORMAS 5 Divisão da plataforma em 3 segmentos principais: JavaME (Java Micro Edition) Destinado a pequenos dispositivos computacionais. Ex.: Cel e PDA s JavaSE (Java Standard Edition) Aplicações de pequeno e médio porte JavaEE (Java Enterprise Edition) Aplicações coorporativas complexas

6 3 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS 6 Orientada a objetos (OO) Puramente OO Tudo em Java são classes ou instâncias de classe (objetos) Exceção: tipos primitivos (int, float, etc.) Atende todos os requisitos (abstrações, encapsulamento e hereditariedade)

7 3 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS (cont.) 7 Independente de Plataforma Programas não são compilados para uma plataforma de hardware específica e sim para uma forma intermediária de código destinada à JVM (Java Virtual Machine) - interpretador de bytecodes Formato intermediário bytecodes

8 8

9 3 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS (cont.) 9 Sem ponteiros Uso de referências Mecanismo de gerência de memória Coletor automático lixo (garbage collector) Recupera a memória alocada não mais referenciada pelo programa

10 3 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS (cont.) 10 Performance o 1ª versões Desempenho apenas razoável interpretação Limitação superada Incorporação JIT (Just In Time) na JVM capaz de converter os bytecodes em código nativo.

11 3 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS (cont.) 11 Segurança Rede Applet Multithread Diferentes níveis de acesso Execução de múltiplas rotinas concorrentemente inclusive sincronização

12 12 Qual o ranking das linguagens em 2011?

13 13

14 Ambiente de Desenvolvimento 14 JDK (Java Development Kit) IDE (Integrated Development Environment) NetBeans Eclipse JCreator

15 5 SINTAXE JAVA 15 Linguagem case sensitive (diferencia maiúsculas de minúsculas)

16 Palavras Reservadas 16 abstract assert boolean break byte case catch char class continue default do double else enum extends false final finally float for if implements import instanceof int interface long native new null package private protected public return short static strictfp super switch synchronized this throw throws transient true try void volatile while

17 5.1 COMENTÁRIOS 17 Delimitador // Comentário de linha Descrição /* */ Comentário de bloco (múltiplas linhas) Comentário de documentação (múltiplas /** */ linhas)- javadoc

18 TIPOS DE DADOS Primitivos Categoria Inteiro Real Tamanho Tipo (bytes) byte 1 short 2 int 4 long 8 float 4 double 8 Caracter char 2 Lógico boolean 1

19 Tipos Primitivos (cont.) 19 Boolean: true ou false Por que o tipo caractere possui 2 bytes? Por causa dos caracteres especiais (Ex.: /n) Quantos bits um inteiro longo pode ocupar? 8 Bytes= 1byte = 8 bit, logo, 8*8=64 bits

20 Declaração de Variáveis 20 <Tipo> <nome> [, nome 2 [, nome 3 [..., nomen]]] Pelo menos um nome é obrigatório Exemplos: int i; float total, preco; byte mascara; double valormedio;

21 Entrada Formatada 21 Classe Scanner (API) import java.util.scanner; Tipos primitivos podem ser lidos nextint() nextbyte() nextdouble() nextfloat() nextlong() nextshort() next() // String nextline() // para leitura de uma linha inteira

22 Operação de atribuição simples 22 Variável=expressão Ex.: boolean result = false; int b=0; int a = 5 ; int x=2 y=a*x+b; //sera atribuido valor 10 a y

23 5.3 CARACTERES ESPECIAIS 23 Representação Significado \n Pula linha (newline) \r Retorno de carro \b retrocesso \ Aspas simples \ Aspas dupla \\ Barra Invertida

24 5.4 VARIÁVEIS 24 O nome dado a uma variável é uma representação simbólica do local da memória onde se encontra seu valor. Ex.: int i; float total, preço ; byte mascara;

25 Identificador válido 25 Sequência de um ou mais caracteres alfabéticos e numéricos, iniciados por uma letra ou ainda pelos caracteres _ (underline) ou $ (cifrão) Não pode conter outros símbolos gráficos, operadores ou espaço em branco. Arbitrariamente longo, mas apenas os primeiros 32 caracteres são usados para distinguir.

26 26 Exercício 1: Quais são os identificadores válidos? a Uesb X2 $sistemas _informacao 1x Total geral Numero-minimo void super

27 Resposta 27 a Uesb X2 $sistemas _informacao

28 OPERADORES ARITMÉTICOS

29 OPERADORES RELACIONAIS

30 Exercicio 30 Seja x = 5 e y = 10, responda com valores booleanos: x>=5? true y<=x? false x==y? false y!=x? true x>=y? false

31 OPERADORES LÓGICOS

32 Exercício 2 32 Seja a=5 e b=10, c=true, responda: (a && b) são pares? false (a b ) é par? true (a>0) && (b<10)? false (a>=2) (b<10)? true!c = false

33 33 Exemplo: Programa que calcula média das notas import java.util.scanner; class Media { public static void main (String [] argumentos){ Scanner entrada=new Scanner(System.in); float nota1, nota2, nota3, media; System.out.println("Digite a nota 1"); nota1=entrada.nextfloat(); System.out.println("Digite a nota 2"); nota2=entrada.nextfloat(); System.out.println("Digite a nota 3"); } }//fim da classe nota3=entrada.nextfloat(); media=(nota1+nota2+nota3)/3; System.out.println("a media e:"+media);

34 5.7 OPERADOR TERNÁRIO 34 <condição >? <expressão_true> : <expressão_false> Ex.: int a, b; int c= a>b? a : b;

35 Fluxo de Controle 35 Estrutura Sequêncial Estrutura Condicional If Switch Estrutura de Repetição For Do/while While/do

36 Exercício 36 Faça uma classe Nota em Java, que contenha o método verificarresultado(int faltas, int media), que recebe como parâmetro a quantidade de faltas e a média do semestre. Deverá ser verificado, se o aluno foi reprovado por faltas (máximo de 15 faltas) ou se foi reprovado por média (abaixo de 4), se foi aprovado (maior ou igual a 7) ou por média ou está na final (maior ou igual 2.8).

37 Condicional: If then 37 if (x>y) { // se verdadeiro execute aqui } Ex.: If (a>b){ System.out.println(a);

38 // if then else 38 if (x>y) { // se verdadeiro execute aqui } else { //se falso execute } Ex.: If (a>b){ System.out.println(a); else System.out.println(b);

39 Exercício 1 39 Faça um programa em Java que faça o controle de bandeira de um taxi. (Após às 22h até 6h, bandeira 2, caso contrário bandeira 1)

40 Resposta 40 import java.util.scanner; public class bandeirataxi { public static void main (String arg[]){ Scanner ent=new Scanner (System.in); System.out.println("Digite as horas:"); int hora=ent.nextint(); int bandeira=((hora>=22) (hora <=6))?2:1; System.out.println("a bandeira sera: "+ bandeira); }//main }//classe

41 Exercício 1 41 Faça um programa em Java que testa se um número é par.

42 import java.util.scanner; class Par { 42 public static void main(string argumento[]){ Scanner entrada=new Scanner (System.in); System.out.println("Digite o valor"); int valor; valor=entrada.nextint(); if (valor%2==0) System.out.println("eh par"); else System.out.println("eh impar"); }//main }//class

43 5.8.2 Condicional: switch 43 switch (vardecisao) { case valor1: {// se vardecisao == valor1 } break; case valor2: {// se vardecisao == valor2 } break;... default: {// se nenhum } break; };

44 5.8.2 Condicional: switch (cont.) 44 vardecisao pode ser dos tipos byte, char, short, int

45 Resposta 45 import java.util.scanner; class Par { public static void main(string argumento[]){ Scanner entrada=new Scanner (System.in); System.out.println("Digite o valor"); int valor; valor=entrada.nextint(); valor= valor%2; switch(valor){ case 1:{ System.out.println("eh impar"); } break; } }//main }//class case 0:{ System.out.println("eh par");

46 Exemplo: 46 { System.out.println("Digite sua opcao:"); opcao=ent.nextint(); switch(opcao) case 1: case 2: soma(); break; subtrai(); break; }

47 5.8.3 Repetição: FOR 47 // Estrutura for (inicialização; teste; incremento) { bloco de execução } // Exemplo for (int i=0; i<5; i++) { System.out.println(i) }

48 Exercício Faça um programa que imprima a letra da música Cinco Patinhos usando um FOR 2. Faça um programa que imprima os números pares de 0 a 50 utilizando FOR. 3. Múltiplos de 7 entre 50 e 100. (while)

49 5.8.3 Repetição: FOR (cont.) 49 // Erro comum for (i=0; i<100; i++); a++;

50 5.8.4 Repetição - While 50 // Estrutura while (condição) { bloco de execução } // Exemplo i = 0; while (i<9) { System.out.print (i + ); i++; }

51 5.8.5 Repetição do While 51 // Estrutura do { bloco de execução } while (condição); // Exemplo i = 0; do { System.out.print (i + ); i++; } while (i<10);

52 Exercícios Faça um programa que imprima os números pares de 0 a 100. (Use o for) 2 Implemente um programa que imprima os números múltiplos de 5 entre 0 a 50 (while) 3 Faça um programa calcule o fatorial de um número (do/while)

53 Vetor (array) 53 Vetores são estruturas de dados que armazenam usualmente uma quantidade fixa de dados de um certo tipo; por esta razão, também são conhecidos como estruturas homogêneas de dados. Internamente, um vetor armazena diversos valores, cada um associado a um número que se refere à posição de armazenamento, e é conhecido como índice. Os vetores são estruturas indexadas, em que cada valor que pode ser armazenado em uma certa posição (índice) é chamado de elemento do vetor. Cada elemento do vetor pode ser utilizado individualmente de forma direta, ou seja, pode ser lido ou escrito diretamente, sem nenhuma regra ou ordem preestabelecida, fazendo dos vetores estruturas de dados de acesso aleatório.

54 Vetor (cont.) 54 O número de posições de um vetor corresponde ao tamanho que ele tem. Os diferentes elementos de um vetor são distinguidos unicamente pela posição que ocupam no vetor. Cada posição de um vetor é unicamente identificada por um valor inteiro positivo, linear e seqüencialmente numerado, ou seja: vetor[i] i-ésimo elemento do vetor, sendo que o valor da variável i deve pertencer ao intervalo do índice do vetor, ou seja, 0 < i < (vetor.length-1) O Java é zero-based, isto é, as posições do vetor iniciam a numeração a partir do valor 0, portanto, um vetor de tamanho 10 teria índices iniciados em 0 prosseguindo até o 9.

55 Vetor (cont.) 55 estrutura de dados homogênea e indexada todos os elementos da estrutura são igualmente acessíveis tempo e tipo de procedimento para acessar qualquer um dos elementos do vetor são iguais cada elemento componente deste tipo de estrutura de dados tem um nome próprio que é o nome do vetor seguido da posição, ou índice nomedavariávelvetor[ posição ]

56 Declarando Vetor 56 Declaração de vetores deverão ser fornecidas três informações: o nome do vetor o número de posições do vetor (seu tamanho) e o tipo de dado que será armazenado no vetor. A declaração de um vetor para inteiros, de nome vetor, em Java: int vetor[]; // declaração do vetor Podemos notar que as declarações de vetores são semelhantes às declarações de variáveis, os elementos sintáticos que diferenciam as variáveis do tipo vetor das outras variáveis são os colchetes. Embora declarado, o vetor não está pronto para uso, sendo necessário reservar espaço para seus elementos (uma operação de alocação de memória). vetor = new int[10];// alocação de espaço para vetor

57 Declarando vetor (cont.) 57 Na alocação de espaço, não repetimos os colchetes e utilizamos o operador new (uma das palavras reservadas da linguagem) para reservar espaço para 10 (dez) elementos do tipo int. As duas declarações podem ser combinadas em um única, mais compacta: int vetor[] = new int[10]; // declaração combinada

58 Exercício 5 58 Crie um vetor com 10 posições, grave notas, e posteriormente calcule sua média. Dado o vetor abaixo Notas[8,9,10,5.5, 7, 8.5,10] faça um programa que encontre a maior e a menor nota; Crie um vetor com os 10 primeiros valores da série de Fibonnaci (inicialize os 2 primeiros valores: 1 e 1)

59 Exercício 6 59 Implemente um programa, usando vetores, no qual o usuário define as quantidades de temperaturas que serão digitadas e posteriormente calcule sua média.

60 60 Matrizes

61 Array Multidimensionais 61 Informações dispostas em linhas e colunas Java não suporta arrays multidimensionais diretamente, mas permite arrays unidimensionais cujos elementos também são array unidimensionais. Uso de índices Arranjo [linha][coluna]

62 62

63 Array de arrays unidimensionais 63 int b [][] ={ {1,2}, {3,4} } int b [][] ={ {1,2}, {3,4,5} } int b [][] ; b=new [2][3]

64 public class Matriz { public static void main (String argumento[]) { Scanner entrada = new Scanner (System.in) int b [][] ; b=new int[2][2]; //Faz a leitura dos dados que inseridos via teclado for (int lin=0; lin<b.length;lin++){ for (int col=0; col< b[lin].length;col++){ b[i][j]=entrada.nextint(); }//for interno }// for externo //impressao do vetor for (int lin=0; lin<b.length;lin++){ for (int col=0; col< b[lin].length;col++){ System.out.print(b[lin][col] }//for interno System.out.println( ] }//for externo }//main }//class 64

65 Criando Arrays bidimensionais com 65 expressões de criação de arrays Int b[][]; B=new int[2][]; //cria 2 linhas B[0]= new int [5]; // cria 5 colunas para a linha 0 B[1]=new int[3]; //cria 3 colunas para a linha 1

66 66 public class Matriz { public static void main (String argumento[]) { int b[][]; b=new int[2][]; //cria 2 linhas b[0]= new int [5]; // cria 5 colunas para a linha 0 b[1]=new int[3]; //cria 3 colunas para a linha 1 //Atribuição do array for (int lin=0; lin<b.length;lin++){ for (int col=0; col< b[lin].length;col++) b[lin][col]=1; }//for //Impressão do array for (int lin2=0; lin2<b.length;lin2++){ for (int col2=0; col2< b[lin2].length;col2++) System.out.print(b[lin2][col2]); System.out.println(" "); }//for }//main }//classe

67 public class Matriz { public static void main (String argumento[]) { int array[][]={{1,2},{2,4,5}}; for (int lin=0; lin<array.length;lin++) { for (int col=0; col< array[lin].length;col++) System.out.print(array[lin][col]+" "); }//for }//main }// classe System.out.println(" "); 67

68 Exercício 68 Criar uma matriz 2x2 e peça para o usuário digitar o valores

69 Resposta import java.util.*; public class Matriz { public static void main (String arg[]){ Scanner entrada =new Scanner (System.in); int m[][] = new int[2][2]; System.out.println("Digite os elementos da matriz"); for (int lin=0;lin<m.length; lin++){ //gravacao dos dados for (int col=0;col<m[lin].length;col++) m[lin][col]=entrada.nextint(); } for (int lin=0;lin<m.length; lin++){ for (int col=0;col<m[lin].length;col++) System.out.print(m[lin][col]+ " "); System.out.println(""); } }//main }//class j 69

70 70 Construa a matriz 3x2 se os índices forem iguais preencha com 0, caso contrário 1

71 Exercicio 71 Criar uma matriz 2x3, cujo conteúdo será a soma do seu índice e coluna.

72 72 public class Matriz { public static void main (String arg[]){ int m[][] = new int[2][3]; for (int lin=0;lin<m.length; lin++){ //gravacao dos dados for (int col=0;col<m[lin].length;col++) m[lin][col]=lin+col; } for (int lin=0;lin<m.length; lin++){ for (int col=0;col<m[lin].length;col++) System.out.print(m[lin][col]+ " "); System.out.println(""); } }//main }//class

A Linguagem Java. Alberto Costa Neto DComp - UFS

A Linguagem Java. Alberto Costa Neto DComp - UFS A Linguagem Java Alberto Costa Neto DComp - UFS 1 Roteiro Comentários Variáveis Tipos Primitivos de Dados Casting Comandos de Entrada e Saída Operadores Constantes 2 Comentários /** Classe para impressão

Leia mais

2 Orientação a objetos na prática

2 Orientação a objetos na prática 2 Orientação a objetos na prática Aula 04 Sumário Capítulo 1 Introdução e conceitos básicos 1.4 Orientação a Objetos 1.4.1 Classe 1.4.2 Objetos 1.4.3 Métodos e atributos 1.4.4 Encapsulamento 1.4.5 Métodos

Leia mais

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel Programação de Computadores - I Profª Beatriz Profº Israel As 52 Palavras Reservadas O que são palavras reservadas São palavras que já existem na linguagem Java, e tem sua função já definida. NÃO podem

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Técnico em Informática Professora Michelle Nery

Linguagem de Programação JAVA. Técnico em Informática Professora Michelle Nery Linguagem de Programação JAVA Técnico em Informática Professora Michelle Nery Agenda Regras paravariáveis Identificadores Válidos Convenção de Nomenclatura Palavras-chaves em Java Tipos de Variáveis em

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o. PROFESSOR: Andrey DISCIPLINA: Técnicas Alternativas de Programação AULA: 02 APRESENTAÇÃO: Apresentação; conceitos básicos da linguagem java; estrutura

Leia mais

Aula 09 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 09 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 09 Introdução à Java Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Agenda da Aula Java: Sintaxe; Tipos de Dados; Variáveis; Impressão de Dados.

Leia mais

Universidade da Beira Interior Cursos: Matemática /Informática e Ensino da Informática

Universidade da Beira Interior Cursos: Matemática /Informática e Ensino da Informática Folha 1-1 Introdução à Linguagem de Programação JAVA 1 Usando o editor do ambiente de desenvolvimento JBUILDER pretende-se construir e executar o programa abaixo. class Primeiro { public static void main(string[]

Leia mais

Sintaxe Geral Tipos de Dados. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

Sintaxe Geral Tipos de Dados. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. Sintaxe Geral Tipos de Dados Comentários Comentários: De linha: // comentário 1 // comentário 2 De bloco: /* linha 1 linha 2 linha n */ De documentação: /** linha1 * linha2 */ Programa Exemplo: ExemploComentario.java

Leia mais

JAVA. Introdução. Marcio de Carvalho Victorino. Page 1 1/40 2/40

JAVA. Introdução. Marcio de Carvalho Victorino. Page 1 1/40 2/40 JAVA Marcio de Carvalho Victorino 1/40 Introdução 2/40 Page 1 Programação OO Elementos do modelo OO: Abstração: é o processo de abstrair as características essenciais de um objeto real. O conjunto de características

Leia mais

Aula 2. Objetivos. Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this.

Aula 2. Objetivos. Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this. Aula 2 Objetivos Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this. Encapsulamento, data hiding é um conceito bastante importante em orientação a objetos. É utilizado para restringir o acesso

Leia mais

CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS. João Gabriel Ganem Barbosa

CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS. João Gabriel Ganem Barbosa CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS João Gabriel Ganem Barbosa Sumário Motivação História Linha do Tempo Divisão Conceitos Paradigmas Geração Tipos de Dados Operadores Estruturada vs

Leia mais

insfcanceof new public switch transient while byte continue extends for int null

insfcanceof new public switch transient while byte continue extends for int null Palavras -chave de JAV A abstract catch do final implements long private static throw void boolean char double finally import native protected super throws volatile break class float insfcanceof new public

Leia mais

Algoritmia e Programação APROG. Linguagem JAVA. Básico. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2012/13) 1/31

Algoritmia e Programação APROG. Linguagem JAVA. Básico. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2012/13) 1/31 APROG Algoritmia e Programação Linguagem JAVA Básico Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2012/13) 1/31 Linguagem Java Estrutura de um Programa Geral Básica Estruturas de Dados Variáveis Constantes Tipos de Dados

Leia mais

Java - Introdução. Professor: Vilson Heck Junior. vilson.junior@ifsc.edu.br

Java - Introdução. Professor: Vilson Heck Junior. vilson.junior@ifsc.edu.br Java - Introdução Professor: Vilson Heck Junior vilson.junior@ifsc.edu.br Agenda O que é Java? Sun / Oracle. IDE - NetBeans. Linguagem Java; Maquina Virtual; Atividade Prática. Identificando Elementos

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia

Universidade Federal de Uberlândia Universidade Federal de Uberlândia Programação Orientada a Objetos I Introdução a Java Sintaxe básica OO Prof. Fabiano Azevedo Dorça Em Java, cada classe dá origem a um arquivo.java contendo o código fonte.

Leia mais

Criar a classe Aula.java com o seguinte código: Compilar e Executar

Criar a classe Aula.java com o seguinte código: Compilar e Executar Introdução à Java Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br Programação Orientada a Objetos Código Exemplo da Aula Criar a classe Aula.java com o seguinte código: public class Aula { public static void

Leia mais

JavaScript 2.0X 1.0 3.0X 1.1 4.0 4.05 1.2 4.06 4.61 1.3 5.0 1.4 6.0 1.5

JavaScript 2.0X 1.0 3.0X 1.1 4.0 4.05 1.2 4.06 4.61 1.3 5.0 1.4 6.0 1.5 JavaScript Diego R. Frank, Leonardo Seibt FIT Faculdades de Informática de Taquara Fundação Educacional Encosta Inferior do Nordeste Av. Oscar Martins Rangel, 4500 Taquara RS Brasil difrank@terra.com.br,

Leia mais

Introdução à Linguagem Java

Introdução à Linguagem Java Introdução à Linguagem Java A linguagem Java surgiu em 1991 quando cientistas da Sun, liderados por Patrick Naughton e James Gosling, projetaram uma linguagem pequena para ser utilizada em eletrodomésticos

Leia mais

Sintaxe Básica de Java Parte 1

Sintaxe Básica de Java Parte 1 Sintaxe Básica de Java Parte 1 Universidade Católica de Pernambuco Ciência da Computação Prof. Márcio Bueno poonoite@marcioubeno.com Fonte: Material da Profª Karina Oliveira Estrutura de Programa Um programa

Leia mais

Curso Adonai QUESTÕES Disciplina Linguagem JAVA

Curso Adonai QUESTÕES Disciplina Linguagem JAVA 1) Qual será o valor da string c, caso o programa rode com a seguinte linha de comando? > java Teste um dois tres public class Teste { public static void main(string[] args) { String a = args[0]; String

Leia mais

Orientação a Objetos em Java. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br

Orientação a Objetos em Java. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Orientação a Objetos em Java Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Agenda Introdução; Orientação a Objetos; Orientação a Objetos em Java; Leonardo Murta Orientação a Objetos em Java 2 Agosto/2007

Leia mais

Conceitos Básicos da Linguagem Java. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Conceitos Básicos da Linguagem Java. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Conceitos Básicos da Linguagem Java Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Introdução; Histórico do Java; Características do Java; Compilação de um Programa em Java; Modificando o Primeiro Programa em

Leia mais

Programação Orientada a Objetos

Programação Orientada a Objetos Programação Orientada a Objetos Prof. Francisco de Assis S. Santos, Dr. São José, 2014. Introdução ao Java: Definições Linguagem desenvolvida pela SUN para manter o poder computacional do C++ e promover

Leia mais

Algoritmos I Aula 13 Java: Tipos básicos, variáveis, atribuições e expressões

Algoritmos I Aula 13 Java: Tipos básicos, variáveis, atribuições e expressões Algoritmos I Aula 13 Java: Tipos básicos, variáveis, atribuições e expressões Professor: Max Pereira http://paginas.unisul.br/max.pereira Ciência da Computação Primeiro Programa em Java public class OlaPessoal

Leia mais

Características de Java

Características de Java Características de Java Familiar e Simples Sintaxe parecida com C/C++; Porém mais limpa: sem ponteiros, estruturas, etc; Orientada a Objetos (OO) Prática de programação já consolidada no mercado; OO permite

Leia mais

Organização de programas em Java. Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br

Organização de programas em Java. Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br Organização de programas em Java Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br Vamos programar em Java! Mas... } Como um programa é organizado? } Quais são os tipos de dados disponíveis? } Como variáveis podem

Leia mais

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO JAVA

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO JAVA LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO JAVA Curso de Especialização em Tecnologia Java UTFPR Capítulo 1 Parte 1 Introdução à tecnologia Java Ambiente de desenvolvimento Java Introdução à Tecnologia Java O que é Java?

Leia mais

Prof. Esp. Adriano Carvalho

Prof. Esp. Adriano Carvalho Prof. Esp. Adriano Carvalho Um arquivo contendo uma sequência de comandos em uma linguagem de programação especifica Esses comandosrespeitam regras de como serem escritos e quais são as palavras que podem

Leia mais

Java 1 visão geral. Vitor Vaz da Silva

Java 1 visão geral. Vitor Vaz da Silva Java 1 visão geral Vitor Vaz da Silva Introdução 1991 Um grupo de projectistas da Sun Green Team tenta criar uma nova geração de computadores portáteis inteligentes e com grande capacidade de comunicação.

Leia mais

Introdução à linguagem

Introdução à linguagem A Tecnologia Java 1 Introdução à linguagem Origens do JAVA Projecto Green, programação para a electrónica de Consumo (Dezembro 1990): Pouca memória disponível Processadores fracos Arquitecturas muito diferentes

Leia mais

Linguagens de. Aula 02. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br

Linguagens de. Aula 02. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Linguagens de Programação III Aula 02 Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Linguagens de Programação Técnica de comunicação padronizada para enviar instruções a um computador. Assim

Leia mais

Programação Orientada a Objetos e Algoritmos em Java

Programação Orientada a Objetos e Algoritmos em Java Programação Orientada a Objetos e Algoritmos em Java Prof. Cristiano Camilo dos Santos de Almeida Prof. Rafael Guimarães Sakurai 2010 Índice 1 - Introdução... 6 1.1 - A Linguagem Java... 6 1.2 - Plataforma

Leia mais

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java Linguagem Java Objetivos Compreender como desenvolver algoritmos básicos em JAVA Aprender como escrever programas na Linguagem JAVA baseando-se na Linguagem Portugol aprender as sintaxes equivalentes entre

Leia mais

Programação Orientada a Objetos! Java - Fundamentos. Prof. Sérgio Almagro! e-mail: sergio.ricardo.almagro@gmail.com

Programação Orientada a Objetos! Java - Fundamentos. Prof. Sérgio Almagro! e-mail: sergio.ricardo.almagro@gmail.com Programação Orientada a Objetos! Java - Fundamentos Prof. Sérgio Almagro! e-mail: sergio.ricardo.almagro@gmail.com Estrutura de Programação Bibliografia HORSTMANN, Cay S., CORNELL, Gray. Core Java 2 Volume

Leia mais

Java. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br

Java. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br Java Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br 3. Considere as instruções Java abaixo: int cont1 = 3; int cont2 = 2; int cont3 = 1; cont1 += cont3++; cont1 -= --cont2; cont3 = cont2++; Após a

Leia mais

Java Como Programar, 8/E

Java Como Programar, 8/E Capítulo 2 Introdução aos aplicativos Java Java Como Programar, 8/E (C) 2010 Pearson Education, Inc. Todos os 2.1 Introdução Programação de aplicativo Java. Utilize as ferramentas do JDK para compilar

Leia mais

Java Laboratório Aula 1. Divisões da Plataforma. Introdução a Plataforma Java. Visão geral da arquitetura da

Java Laboratório Aula 1. Divisões da Plataforma. Introdução a Plataforma Java. Visão geral da arquitetura da Java Laboratório Aula 1 Programação orientada a objetos Profa. Renata e Cristiane Introdução a Plataforma Java O que é Java? Tecnologia Linguagem de Programação Ambiente de Execução (JVM) Tudo isso é a

Leia mais

Programação por Objectos. Java

Programação por Objectos. Java Programação por Objectos Java Parte 1: Introdução MEEC@IST Java 1/27 História versões (1) [1995] Versão 1.0, denominada Java Development Kit (JDK) 212 classes em 8 pacotes Lento, muitos bugs, mas com Applets

Leia mais

P n o t n ifíci c a a Un U i n ve v r e si s da d d a e d e C a C t a ól ó ica c a d o d o R i R o o d e d e J a J n a e n i e ro o PU P C U -Ri R o

P n o t n ifíci c a a Un U i n ve v r e si s da d d a e d e C a C t a ól ó ica c a d o d o R i R o o d e d e J a J n a e n i e ro o PU P C U -Ri R o Curso: Técnico em Informática Campus: Ipanguaçu José Maria Monteiro Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro PUC-Rio Departamento Clayton Maciel de Informática Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br

Leia mais

INF1337 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS

INF1337 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS INF1337 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS Departamento de Informática PUC-Rio Andrew Diniz da Costa andrew@les.inf.puc-rio.br Programa Capítulo 2 Visão Geral da Tecnologia Java Aplicação Hello

Leia mais

Introdução à Programação Orientada a Objetos. Programação e Sistemas de Informação

Introdução à Programação Orientada a Objetos. Programação e Sistemas de Informação Introdução à Programação Orientada a Objetos Programação e Sistemas de Informação Paradigmas de programação (1) Um paradigma de programação fornece (e determina) a visão que o programador possui sobre

Leia mais

Introdução à Linguagem Java

Introdução à Linguagem Java Introdução à Linguagem Java Histórico: Início da década de 90. Pequeno grupo de projetos da Sun Microsystems, denominado Green. Criar uma nova geração de computadores portáveis, capazes de se comunicar

Leia mais

Técnicas de Programação II

Técnicas de Programação II Técnicas de Programação II Aula 01 Introdução à Linguagem Java Edirlei Soares de Lima Paradigmas de Programação Um paradigma de programação consiste na filosofia adotada na

Leia mais

AULA DE JAVA 1 - CONCEITOS BÁSICOS

AULA DE JAVA 1 - CONCEITOS BÁSICOS AULA DE JAVA 1 - CONCEITOS BÁSICOS DAS 5316 Integração de Sistemas Corporativos Roque Oliveira Bezerra, M. Eng roque@das.ufsc.br Prof. Ricardo J. Rabelo ROTEIRO Introdução Fases de um programa Java Strings

Leia mais

CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA

CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA Introdução para Iniciantes Prof. M.Sc. Daniel Calife Índice 1 - A programação e a Linguagem Java. 1.1 1.2 1.3 1.4 Linguagens de Programação Java JDK IDE 2 - Criando o primeiro

Leia mais

Módulo 06 Desenho de Classes

Módulo 06 Desenho de Classes Módulo 06 Desenho de Classes Última Atualização: 13/06/2010 1 Objetivos Definir os conceitos de herança, polimorfismo, sobrecarga (overloading), sobreescrita(overriding) e invocação virtual de métodos.

Leia mais

Curso Java Starter. www.t2ti.com 1

Curso Java Starter. www.t2ti.com 1 1 Apresentação O Curso Java Starter foi projetado com o objetivo de ajudar àquelas pessoas que têm uma base de lógica de programação e desejam entrar no mercado de trabalho sabendo Java, A estrutura do

Leia mais

Programação de Computadores II TCC-00.174/Turma A-1A

Programação de Computadores II TCC-00.174/Turma A-1A Programação de Computadores II TCC-00.174/Turma A-1A Professor Leandro A. F. Fernandes http://www.ic.uff.br/~laffernandes Conteúdo do: : Introdução ao Java Material elaborado pelos profs. Anselmo Montenegro

Leia mais

Aula 1. // exemplo1.cpp /* Incluímos a biblioteca C++ padrão de entrada e saída */ #include

Aula 1. // exemplo1.cpp /* Incluímos a biblioteca C++ padrão de entrada e saída */ #include <iostream> Aula 1 C é uma linguagem de programação estruturada desenvolvida por Dennis Ritchie nos laboratórios Bell entre 1969 e 1972; Algumas características: É case-sensitive, ou seja, o compilador difere letras

Leia mais

Relevância e Motivação. Programação Orientada a Objetos Utilizando Java. Qualidade do Software. Objetivos. Cancelamentos.

Relevância e Motivação. Programação Orientada a Objetos Utilizando Java. Qualidade do Software. Objetivos. Cancelamentos. Programação Orientada a Objetos Utilizando Java Pedro de Alcântara dos Santos Neto e-mail: pasn@ufpi.edu.br Home Page: http:// www.ufpi.br/pasn Relevância e Motivação Técnicas a serem utilizadas na prática

Leia mais

BC0501 Linguagens de Programação

BC0501 Linguagens de Programação BC0501 Linguagens de Programação Aula Prática: 03 Assunto: Comandos de Seleção 1. Introdução Um comando de seleção define uma condição em um programa, que permite que grupos de comandos sejam executados

Leia mais

L i n g u a g e m d e P r o g r a m a ç ã o I

L i n g u a g e m d e P r o g r a m a ç ã o I Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial Escola de ensino Profissional Senac Pelotas Centro Histórico L i n g u a g e m d e P r o g r a m a ç ã o I A b o r d a g e m P r á t i c a U t i l i z a n d o

Leia mais

Java. Guia do Programador. Peter Jandl Junior. Novatec

Java. Guia do Programador. Peter Jandl Junior. Novatec Java Guia do Programador Peter Jandl Junior Novatec Capítulo 1 Introdução Este capítulo apresenta a plataforma Java, seu histórico resumido, suas principais características e aplicações. Também são indicados

Leia mais

Especialização em desenvolvimento para web com interfaces ricas. Tratamento de exceções em Java Prof. Fabrízzio A. A. M. N. Soares

Especialização em desenvolvimento para web com interfaces ricas. Tratamento de exceções em Java Prof. Fabrízzio A. A. M. N. Soares Especialização em desenvolvimento para web com interfaces ricas Tratamento de exceções em Java Prof. Fabrízzio A. A. M. N. Soares Objetivos Conceito de exceções Tratar exceções pelo uso de try, catch e

Leia mais

Desenvolvimento OO com Java 3 Estruturas de Controle e Programação Básica

Desenvolvimento OO com Java 3 Estruturas de Controle e Programação Básica Desenvolvimento OO com Java 3 Estruturas de Controle e Programação Básica Vítor E. Silva Souza (vitor.souza@ufes.br) http://www.inf.ufes.br/~vitorsouza Departamento de Informática Centro Tecnológico Universidade

Leia mais

Programação Orientada a Objetos

Programação Orientada a Objetos Programação Orientada a Objetos Engenharia da Computação Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto Dados Pessoais Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto MSc. em ciência da computação (UFPE) rosalvo.oliveira@univasf.edu.br

Leia mais

JSP - ORIENTADO A OBJETOS

JSP - ORIENTADO A OBJETOS JSP Orientação a Objetos... 2 CLASSE:... 2 MÉTODOS:... 2 Método de Retorno... 2 Método de Execução... 2 Tipos de Dados... 3 Boolean... 3 Float... 3 Integer... 4 String... 4 Array... 4 Primeira:... 4 Segunda:...

Leia mais

ESQUEMA AULA PRÁTICA 1 Familiarização com o Ambiente de Desenvolvimento NetBeans Introdução à Linguagem de Programação JAVA

ESQUEMA AULA PRÁTICA 1 Familiarização com o Ambiente de Desenvolvimento NetBeans Introdução à Linguagem de Programação JAVA P. Fazendeiro & P. Prata POO FP1/1 ESQUEMA AULA PRÁTICA 1 Familiarização com o Ambiente de Desenvolvimento NetBeans Introdução à Linguagem de Programação JAVA 0 Iniciar o ambiente de desenvolvimento integrado

Leia mais

AULA 02. 1. Uma linguagem de programação orientada a objetos

AULA 02. 1. Uma linguagem de programação orientada a objetos AULA 02 TECNOLOGIA JAVA O nome "Java" é usado para referir-se a 1. Uma linguagem de programação orientada a objetos 2. Uma coleção de APIs (classes, componentes, frameworks) para o desenvolvimento de aplicações

Leia mais

Lab de Programação de sistemas I

Lab de Programação de sistemas I Lab de Programação de sistemas I Apresentação Prof Daves Martins Msc Computação de Alto Desempenho Email: daves.martins@ifsudestemg.edu.br Agenda Orientação a Objetos Conceitos e Práticas Programação OO

Leia mais

Aula 04 Operadores e Entrada de Dados. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.

Aula 04 Operadores e Entrada de Dados. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com. Aula 04 Operadores e Entrada de Dados Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Agenda da Aula Operadores: Aritméticos; Atribuição; Concatenação;

Leia mais

Java Programmer (Parte 1)

Java Programmer (Parte 1) Java Programmer (Parte 1) COD.: TE 1690_0_WEB Java Programmer (Parte 1) Créditos Copyright TechnoEdition Editora Ltda. Todos os direitos autorais reservados. Este manual não pode ser copiado, fotocopiado,

Leia mais

INTRODUÇÃO AO C++ SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DR. EDNALDO B. PIZZOLATO

INTRODUÇÃO AO C++ SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DR. EDNALDO B. PIZZOLATO INTRODUÇÃO AO C++ SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DR. EDNALDO B. PIZZOLATO Tópicos Estrutura Básica B de Programas C e C++ Tipos de Dados Variáveis Strings Entrada e Saída de Dados no C e C++ INTRODUÇÃO O C++ aceita

Leia mais

FBV - Linguagem de Programação II. Um pouco sobre Java

FBV - Linguagem de Programação II. Um pouco sobre Java FBV - Linguagem de Programação II Um pouco sobre Java História 1992: um grupo de engenheiros da Sun Microsystems desenvolve uma linguagem para pequenos dispositivos, batizada de Oak Desenvolvida com base

Leia mais

Guia de Consulta Rápida. Java 6. Peter Jandl Jr. Novatec Editora

Guia de Consulta Rápida. Java 6. Peter Jandl Jr. Novatec Editora Guia de Consulta Rápida Java 6 Peter Jandl Jr. Novatec Editora Copyright 2008 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução desta

Leia mais

Linguagem de Programação Introdução a Linguagem Java

Linguagem de Programação Introdução a Linguagem Java Linguagem de Programação Introdução a Linguagem Java Rafael Silva Guimarães Instituto Federal do Espírito Santo Campus Cachoeiro de Itapemirim Definição A linguagem Java foi desenvolvida pela Sun Microsystems,

Leia mais

A Linguagem Algorítmica Estrutura de Repetição. Ex. 2

A Linguagem Algorítmica Estrutura de Repetição. Ex. 2 Estrutura de Repetição. Ex. 2 A ESTRUTURA Enquanto faça{} É MELHOR UTILIZADA PARA SITUAÇÕES ONDE O TESTE DE CONDIÇÃO (V OU F) PRECISA SER VERIFICADO NO INÍCIO DA ESTRUTURA DE REPETIÇÃO.

Leia mais

ESQUEMA AULA PRÁTICA 1 Familiarização com o Ambiente de Desenvolvimento Eclipse Introdução à Linguagem de Programação JAVA

ESQUEMA AULA PRÁTICA 1 Familiarização com o Ambiente de Desenvolvimento Eclipse Introdução à Linguagem de Programação JAVA P. Fazendeiro & P. Prata POO FP1/1 ESQUEMA AULA PRÁTICA 1 Familiarização com o Ambiente de Desenvolvimento Eclipse Introdução à Linguagem de Programação JAVA 0 Inicie o ambiente de desenvolvimento integrado

Leia mais

Unidade IV: Ponteiros, Referências e Arrays

Unidade IV: Ponteiros, Referências e Arrays Programação com OO Acesso em Java a BD Curso: Técnico em Informática Campus: Ipanguaçu José Maria Monteiro Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro PUC-Rio Departamento Clayton Maciel de Informática

Leia mais

Faculdade Instituto Educare - FIED Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Linguagem de Programação I Prof.: Rhyan Ximenes E-mail: rxbrito@gmail.

Faculdade Instituto Educare - FIED Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Linguagem de Programação I Prof.: Rhyan Ximenes E-mail: rxbrito@gmail. Um pouco da história Faculdade Instituto Educare - FIED Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Linguagem de Programação I Prof.: Rhyan Ximenes E-mail: rxbrito@gmail.com Introdução a Linguagem Java Java

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Engenharia da Produção / Elétrica Algoritmos e Programação Parte 05 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

Unidade Acadêmica: Faculdade de Computação FACOM Disciplina: Programação Orientada a Objetos I Professor: Fabiano Azevedo Dorça Prática 01

Unidade Acadêmica: Faculdade de Computação FACOM Disciplina: Programação Orientada a Objetos I Professor: Fabiano Azevedo Dorça Prática 01 Unidade Acadêmica: Faculdade de Computação FACOM Disciplina: Programação Orientada a Objetos I Professor: Fabiano Azevedo Dorça Prática 01 Objetivos: Modelar um sistema orientado a objetos simples a partir

Leia mais

BSI UFRPE Prof. Gustavo Callou gcallou@gmail.com

BSI UFRPE Prof. Gustavo Callou gcallou@gmail.com BSI UFRPE Prof. Gustavo Callou gcallou@gmail.com HelloWorld.java: public class HelloWorld { public static void main (String[] args) { System.out.println( Hello, World ); } } Identificadores são usados

Leia mais

public Agenda() { compromissos = null; } public int getnumerodecompromissos() { if (compromissos==null) return 0; else return compromissos.

public Agenda() { compromissos = null; } public int getnumerodecompromissos() { if (compromissos==null) return 0; else return compromissos. import java.util.scanner; class Data... class Compromisso... public class Agenda private Compromisso[] compromissos; private Compromisso[] realoquecompromissos (Compromisso[] vetor, int tamanhodesejado)

Leia mais

Comandos de repetição For (inicialização; condição de execução; incremento/decremento) { //Código }

Comandos de repetição For (inicialização; condição de execução; incremento/decremento) { //Código } Este documento tem o objetivo de demonstrar os comandos e sintaxes básicas da linguagem Java. 1. Alguns passos para criar programas em Java As primeiras coisas que devem ser abordadas para começar a desenvolver

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o. PROFESSOR: Andrey DISCIPLINA: Técnicas Alternativas de Programação AULA: 03 APRESENTAÇÃO: Hoje vamos conhecer o comando switch, o bloco try catch;

Leia mais

Programação Na Web. Linguagem Java Parte II. break com o nome do bloco. Sintaxe. Nome do bloco. Termina o bloco. António Gonçalves ...

Programação Na Web. Linguagem Java Parte II. break com o nome do bloco. Sintaxe. Nome do bloco. Termina o bloco. António Gonçalves ... Programação Na Web Linguagem Java Parte II Sintaxe António Gonçalves break com o nome do bloco Nome do bloco Termina o bloco class class Matrix Matrix { private private int[][] int[][] mat; mat; public

Leia mais

Módulo Básico. Rua Valorbe, 123 Lauzane Paulista Cep 02442-140 São Paulo SP webmaster@dbsystems.com.br

Módulo Básico. Rua Valorbe, 123 Lauzane Paulista Cep 02442-140 São Paulo SP webmaster@dbsystems.com.br Módulo Básico Rua Valorbe, 123 Lauzane Paulista Cep 02442-140 São Paulo SP ÍNDICE JAVA MÓDULO BÁSICO 01. JAVA UMA VISÃO GERAL... 3 02. JAVA E A ORIENTAÇÃO A OBJETOS... 3 03. ABSTRAÇÃO... 3 04. OS TRÊS

Leia mais

INF 1005 Programação I

INF 1005 Programação I INF 1005 Programação I Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição de constantes:

Leia mais

Programação por Objectos. Java

Programação por Objectos. Java Programação por Objectos Java Parte 2: Classes e objectos LEEC@IST Java 1/24 Classes (1) Sintaxe Qualif* class Ident [ extends IdentC] [ implements IdentI [,IdentI]* ] { [ Atributos Métodos ]* Qualif:

Leia mais

Conceitos de Linguagens de Programação

Conceitos de Linguagens de Programação Conceitos de Linguagens de Programação Aula 07 Nomes, Vinculações, Escopos e Tipos de Dados Edirlei Soares de Lima Introdução Linguagens de programação imperativas são abstrações

Leia mais

Histórico Et Estrutura t de um programa Java Sintaxe básica de Java. Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br. O que é a linguagem Java?

Histórico Et Estrutura t de um programa Java Sintaxe básica de Java. Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br. O que é a linguagem Java? Programação Orientada a Objetos Elementos Básicos da Linguagem Java Histórico Et Estrutura t de um programa Java Sintaxe básica de Java Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br Definição O que é a linguagem

Leia mais

Keeper of Knowledge. Capítulo 1 Conceitos Básicos do Java

Keeper of Knowledge. Capítulo 1 Conceitos Básicos do Java Capítulo 1 Conceitos Básicos do Java INTRODUÇÃO O objectivo deste tutorial é ensinar as regras básicas de programação em Java e facilitar a aprendizagem dos capítulos que se seguem. Qualquer dúvida sobre

Leia mais

ITENS FUNDAMENTAIS. Profª Angélica da Silva Nunes

ITENS FUNDAMENTAIS. Profª Angélica da Silva Nunes ITENS FUNDAMENTAIS Profª Angélica da Silva Nunes CONCEITOS BÁSICOS Hardware - é a parte física do computador, tais como: teclado, monitor de vídeo, etc. Software - são os programas e aplicativos que permitem

Leia mais

Algoritmos e Programação 2. Introdução à Programação Orientada a Objetos. Orientação a Objetos. O que é um paradigma de programação?

Algoritmos e Programação 2. Introdução à Programação Orientada a Objetos. Orientação a Objetos. O que é um paradigma de programação? Algoritmos e Programação 2 Baseado no material do Prof. Júlio Pereira Machado Introdução à Programação Orientada a Objetos O que é um paradigma de programação? É um padrão conceitual que orienta soluções

Leia mais

Programação em C++: Introdução

Programação em C++: Introdução Programação em C++: Introdução J. Barbosa J. Tavares Visualização Científica Conceitos básicos de programação Algoritmo Conjunto finito de regras sobre as quais se pode dar execução a um dado processo

Leia mais

7/7/2010. Confiabilidade Independência de Plataforma Segurança Oak se transforma em Java

7/7/2010. Confiabilidade Independência de Plataforma Segurança Oak se transforma em Java Cay Horstmann, Gary Cornell. Core Java, Volume 1 - Fundamentos. Editora: Prentice Hall. Ano: 2007. Edição: 8 The Java Tutorials http://java.sun.com/docs/books/tutorial/ Standard Edition Revisão Geral Fernando

Leia mais

Roteiro 1: Dados, variáveis, operadores e precedência

Roteiro 1: Dados, variáveis, operadores e precedência 1. Introdução Universidade Federal do ABC Disciplina: Processamento da Informação (BC-0505) Assunto: Dados, variáveis, operadores e precedência Roteiro 1: Dados, variáveis, operadores e precedência Nesta

Leia mais

Prof. Marcelo Heitor Teixeira marceloheitor.com. Java Aula Introdutória. # História e Anatomia Java

Prof. Marcelo Heitor Teixeira marceloheitor.com. Java Aula Introdutória. # História e Anatomia Java Prof. Marcelo Heitor Teixeira marceloheitor.com Java Aula Introdutória # História e Anatomia Java O Universo Java Model 1 Model 2 Data source API javac JAD Interface Websphere WEB.xml JME Eclipse Struts

Leia mais

Noções sobre Objetos e Classes

Noções sobre Objetos e Classes Noções sobre Objetos e Classes Prof. Marcelo Cohen 1. Elementos de programação Revisão de programação variáveis, tipos de dados expressões e operadores cadeias de caracteres escopo de variáveis Revisão

Leia mais

Resumo da Introdução de Prática de Programação com C. A Linguagem C

Resumo da Introdução de Prática de Programação com C. A Linguagem C Resumo da Introdução de Prática de Programação com C A Linguagem C O C nasceu na década de 70. Seu inventor, Dennis Ritchie, implementou-o pela primeira vez usando um DEC PDP-11 rodando o sistema operacional

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. A Linguagem C

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. A Linguagem C Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação A Linguagem C Prof. Renato Pimentel 1 Programação Quando queremos criar ou desenvolver um software para realizar determinado tipo de processamento

Leia mais

Para testar seu primeiro código utilizando PHP, abra um editor de texto (bloco de notas no Windows) e digite o código abaixo:

Para testar seu primeiro código utilizando PHP, abra um editor de texto (bloco de notas no Windows) e digite o código abaixo: Disciplina: Tópicos Especiais em TI PHP Este material foi produzido com base nos livros e documentos citados abaixo, que possuem direitos autorais sobre o conteúdo. Favor adquiri-los para dar continuidade

Leia mais

Fundamentos de Programação II. Introdução à linguagem de programação C++

Fundamentos de Programação II. Introdução à linguagem de programação C++ Fundamentos de Programação II Introdução à linguagem de programação C++ Prof. Rafael Henrique D. Zottesso Material cedido por Prof. Msc. Everton Fernando Baro Agenda IDE HelloWorld Variáveis Operadores

Leia mais

Programação por Objectos. Java

Programação por Objectos. Java Programação por Objectos Java Parte 3: Métodos LEEC@IST Java 1/45 Métodos (1) Sintaxe Qualif Tipo Ident ( [ TipoP IdentP [, TipoP IdentP]* ] ) { [ Variável_local Instrução ]* Qualif: qualificador (visibilidade,

Leia mais

CE@D/ETB LINGUAGEM TÉCNICA DE PROGRAMAÇÃO I. Wendell da Cunha Lima. Escola Técnica de Brasília

CE@D/ETB LINGUAGEM TÉCNICA DE PROGRAMAÇÃO I. Wendell da Cunha Lima. Escola Técnica de Brasília CE@D/ETB LINGUAGEM TÉCNICA DE PROGRAMAÇÃO I Wendell da Cunha Lima *Material compilado da bibliografia em referência, com adaptações. Escola Técnica de Brasília Brasília-DF 2013 1 CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA

Leia mais

Programação online em Java

Programação online em Java Universidade Federal do ABC Disciplina: Processamento da Informação Assunto: Programação online em Java Programação online em Java Conteúdo Conteúdo...1 Introdução... 1 1.1.Programas necessários... 1 1.2.Visão

Leia mais

Introdução a conceitos e a prática de programação

Introdução a conceitos e a prática de programação Instituto de Informática - UFG Disciplina: Introdução à Computação Introdução a conceitos e a prática de programação Autores: Marcelo Akira e Anderson Soares Fevereiro de 2011 Alguns direitos autorais

Leia mais