REDE DE COMPUTADORES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REDE DE COMPUTADORES"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO ÊNFASE EM ENGENHARIA DE SOFTWARE ARTHUR HENRIQUE DO PRADO FRANQUELO ALLAN ESTEVAM DE SOUZA CARLOS ALEXANDRE PORFIRIO DA SILVA RONI ARAUJO NANINI REDE DE COMPUTADORES SÃO BERNARDO DO CAMPO 2012

2 ARTHUR HENRIQUE DO PRADO FRANQUELO ALLAN ESTEVAM DE SOUZA CARLOS ALEXANDRE PORFIRIO DA SILVA RONI ARAUJO NANINI Monografia apresentada no curso de graduação à Universidade Metodista de São Paulo, Faculdade de Ciências Exatas e Tecnológica, Engenharia da Computação Ênfase em Software. Área de concentração: Orientação: Prof. Alexandre Atanes de Jesus Prof. André Luiz Perin Prof. Carlos Alberto Pellegrini SÃO BERNARDO DO CAMPO 2012

3 FICHA CATALOGRÁFICA

4 ARTHUR HENRIQUE DO PRADO FRANQUELO ALLAN ESTEVAM DE SOUZA CARLOS ALEXANDRE PORFIRIO DA SILVA RONI ARAUJO NANINI Monografia apresentada no curso de graduação à Universidade Metodista de São Paulo, Faculdade de Ciências Exatas e Tecnológica, Engenharia da Computação Ênfase em Software. Área de concentração: Data de defesa: 29 de Março de 2012 Resultado:. BANCA EXAMINADORA Lázaro Aparecido Silva Pinto Universidade Metodista de São Paulo Prof. Paulo Sergio Sampaio Universidade Metodista de São Paulo Prof. Valter Espíndola Thomaz Universidade Metodista de São Paulo Prof.

5 LISTA DE FIGURAS FIGURA 1 ARQUITETURA DA REDE...09 FIGURA 2 PLANTA BAIXA...11 FIGURA 3 RACK DE EQUIPAMENTOS...14 FIGURA 4 CLIMATIZAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS...15

6 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO OBJETIVO METODOLOGIA INFRAESTRUTURA DO SISTEMA ARQUITETURA DA REDE DISPOSIÇÃO DO RACK DE EQUIPAMENTOS TESTES E RESULTADOS CONCLUSÃO REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS... 16

7 1. INTRODUÇÃO Este projeto de redes consiste basicamente em dimensionar e projetar todo o sistema de transmissão e controle de dados da clínica veterinária. Através disso serão nomeado e dimensionado todos os equipamentos persistente ao funcionamento do sistema, tanto na parte de hardware quanto na parte de sistemas necessários para garantir a integridade e a funcionalidade da solução. A partir daí teremos diagramas lógicos da arquitetura e da disposição física dos equipamentos mostrando claramente a solução por completa, levando o leitor a um nível de entendimento necessário para compreender passo a passo cada funcionalidade consistente neste documento. 2 OBJETIVOS O objetivo desde projeto é contemplar toda a transmissão dos dados gerados no sistema veterinário da clínica Dog, Cat and Friends através do dimensionamento físico dos equipamentos, protocolos utilizados para garantir o controle e operação, range de IPs de cada dispositivo conectado na mesma rede e diagramas lógicos mais planta baixa dos equipamentos para melhor entendimento da solução. Com isto possamos garantir que o sistema irá se comunicar dentre todos os dispositivos conectados de acordo com os processos de funcionamentos já desenvolvidos, gerando o acesso web entre os computadores locais e protegendo a rede interna contra invasões.

8 3 METODOLOGIA Os equipamentos principais, dentre eles Switches e Servidores serão instalados, armazenados e climatizados em um Rack de equipamentos, garantindo a integridade e segurança dos mesmos. O ambiente de armazenamento deve ser um CPD preparado para tal, com equipamentos de ar condicionado (ou similar) que garantem a temperatura ambiente em 18ºC. Já os computadores e impressoras serão espalhados pelo ambiente conforme a utilização no dia-a-dia. Além disso todo o cabeamento e conexões de rede devem seguir o padrão CAT5e Gigabit, afim de garantir a transmissão de dados entre os equipamentos conectados na mesma. 4 INFRAESTRUTURA DO SISTEMA O sistema será constituído fisicamente de dois servidores principais, sendo que, o servidor A é responsável por gerenciar todo o controle da veterinária, incluído de serviços de WEB-Apache (para a publicação do sistema na web), Proxy-squid (para o controle interno de internet dentro da clínica veterinária), processos de autenticação e Firewall (para segurança contra invasões externas no sistema). O servidor B será dedicado unicamente para o banco de dados do sistema, assegurando toda a integridade dos dados, tanto para leitura quanto para gravação. Segue abaixo os requisitos mínimos de hardware referente aos servidores: Servidor A: Processador Intel Xeon E5606 (2.13 GHz, 8 M Cache) Memória de 6GB, 1333MHz (3x2 LV UDIMMS) Disco Rígido de 500GB SATA, 7.2K RPM, 3Gbps Unidade de SATA DVD+/-RW ROM Placa de rede INTEL GIGABIT Ethernet NIC Sistema Operacional Ubuntu Linux Server LTS

9 Servidor B: Processador Intel Xeon E5606 (2.13 GHz, 8 M Cache) Memória de 6GB, 1333MHz (3x2 LV UDIMMS) Unidade RAID 1 com 8 HDs de 1TB cada Unidade de SATA DVD+/-RW ROM Placa de rede INTEL GIGABIT Ethernet Sistema Operacional Ubuntu Linux Server LTS Alem disso, teremos 1 Switch (Modelo A do projeto) Layer 3 Cisco 3560 para administração da rede e controle DNS e DHCP e 2 Switch (Modelo B e C) Layer 2 Cisco 2960 nas bordas atendendo os computadores pessoais da clinica. Para as estações de trabalho do corpo administrativo e atendimento ao cliente, segue abaixo um modelo padrão de especificações mínimas para a utilização do sistema: Processador Intel Pentium Dual CoreTM Sistema Operacional Windows 7 ou Ubuntu Workstation LTS, ambos 32 ou 64 bits. 4GB de memória SDRAM DDR3 a 1333 MHz Unidade de disco rígido SATA de 160 GB Unidade de SATA DVD+/-RW ROM Placa de rede INTEL GIGABIT Ethernet Web-Browser Internet Explorer, Firefox ou Google Chrome. Na ultima versão disponível.

10 5 ARQUITETURA DA REDE FIGURA 1 ARQUITETURA DA REDE Toda a rede será administrada diretamente pelo Switch A com serviços de roteamento, DHCP, DNS, VPN (para acesso dos funcionários externamente), SMTP (para tráfego de s) e tráfego de rede. Tudo isso juntamente com os acessos do servidor A, que controla todos os acessos dos usuários via Proxy-Squid e também os usuários externos com o Firewall necessário, evitando invasões externas na base de dados do sistema. As estações de trabalho PC-1 até PC-8 fazem parte do atendimento aos usuários, enquanto as estações PC-9 até PC-20 fazem parte do corpo administrativo da clínica veterinária, todos configurados com um antivírus padrão e atualizados diariamente.

11 Todos os equipamentos serão interligados via Cabo par-trançado (Ethernet Cat5e Gigabit), proporcionando a melhor comunicação de dados em cabeamento disponível nos dias de hoje através de custo-benefício. A partir daí, a rede do sistema será entorno do serviço DHCP gerado pelo switch A, ou seja, gera endereços randômicos com o range IP de: até com a máscara de subrede , garantindo 254 hosts disponíveis em 24 bits. Vide figura 2 com a localização dos equipamentos mencionados conforme a distribuição na planta baixa.

12 Fármacia CPD Rack de Equipamentos PC-01 Consultório Consultório PC-02 PC-09 PC-10 PC-11 PC-03 Consultório Consultório PC-04 Impressora 2 PC-12 PC-13 PC-14 PC-15 PC-16 PC-17 PC-18 PC-19 PC-20 PC-05 Consultório Consultório PC-06 PC-07 Impressora 1 PC-08 Banheiro Masculino Banheiro Feminino FIGURA 2 PLANTA BAIXA

13 6 DISPOSIÇÃO DO RACK DE EQUIPAMENTOS Conforme a distribuição física no ambiente, o Rack de equipamentos deve ser de no mínimo 28Us conforme figura 3, apontando todos os equipamentos de gerenciamento. Levando em consideração o tamanho do Rack para uma futura ampliação do sistema. 28 U 2 U Patch Panel 2 U 3 U Servidor A 3 U Servidor B 2 U 1 Switch A 2 U 1 Switch B 2 U 1 Switch C 2 U FIGURA 3 RACK DE EQUIPAMENTOS Por motivos de aquecimento dos equipamentos, não deverá existir espaço entre os mesmos, além de posicionar os de maior saída de calor por cima, evitando o superaquecimento dos equipamentos menores. Além de precisarem de Ar condicionado no ambiente para garantir a integridade da temperatura em 18ºC constante. Vide Figura 4 para mais detalhes das saídas de calor, onde as setas vermelhas correspondem o ar quente as azuis o ar frio.

14 FIGURA 4 CLIMATIZAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS 7 TESTES E RESULTADOS Todo o sistema de redes foi testado através do simulador chamando Packet Trace e apresentou o perfeito funcionamento e integração entre os equipamentos, mostrando de forma clara que a solução está preparada e pronta para ser implantada juntamente com o sistema veterinário à ser implantado.

15 8 CONCLUSÃO Diante da complexidade do projeto, adquirimos experiência nas atividades desenvolvidas na sala de aula, o que nos ajudou a fixar o conteúdo apresentado. Podemos extrair desse projeto, o conhecimento em novos componentes de redes e a possibilidade de apresentar na prática, principalmente pelo o contato direto com os equipamentos de rede e suas respectivas lógicas, possibilitando a criação de funcionamento de acordo com o desafio pré-estabelecido. Todavia concluímos que esta atividade nos tem trazido uma boa experiência na confecção e análise de redes.

16 9 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS TANENBAUM, A.S. Redes de Computadores. 4ª edição. Rio de Janeiro, Ed. Campus Elsevier, 2003 OLIVEIRA, J. C. Princípios de Telecomunicações Teoria e Prática. 2ª edição. São Paulo, Ed. Érica, 2007

Projeto Infra-Estrutura de rede Coordenadores: DIEGO MIRANDA. Projeto Integrador

Projeto Infra-Estrutura de rede Coordenadores: DIEGO MIRANDA. Projeto Integrador Projeto Infra-Estrutura de rede Coordenadores: DIEGO MIRANDA Projeto Integrador 1. Estrutura de Rede 2. Visão do Rack 3. Planta Baixa TI 4. Planta Baixa Geral 5. Tabela de Endereço 6. Tabela Router 7.

Leia mais

Faculdade Escritor Osman da Costa Lins

Faculdade Escritor Osman da Costa Lins Faculdade Escritor Osman da Costa Lins Sistemas de Informação Projeto Redes de Computadores Professor: Hugo Souza 6º Período Alunos: Gleybson Farias Valmir Santos Sumário Sumário Introdução... 3 Lista

Leia mais

OBJETIVOS DO PROJETO OILBRAS

OBJETIVOS DO PROJETO OILBRAS OBJETIVOS DO PROJETO OILBRAS O objetivo deste projeto é de desenvolver uma rede lógica e estruturada para interconexão dos diversos setores da empresa através de comutadores. Dentro deste contexto procurou-se

Leia mais

SM Dispatch Workstation Categoria Item Mínimo Recomendado

SM Dispatch Workstation Categoria Item Mínimo Recomendado SM Dispatch Workstation Processador Processador Intel Core i5-4590s (Qual Core, 6MB, 3.00GHz Processador Intel Core i7-4770 (3.4GHz até 3.9GHz com c/ Gráficos HD4600) Intel Turbo Boost 2.0, 8 Threads,

Leia mais

PADRÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA PARA PRESTADORES DA UNIMED RIO VERDE

PADRÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA PARA PRESTADORES DA UNIMED RIO VERDE PADRÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA PARA PRESTADORES DA UNIMED RIO VERDE Versão 1.0 Data: 09/12/2013 Desenvolvido por: - TI Unimed Rio Verde 1 ÍNDICE 1. Objetivo... 4 2. Requsitos de Infraestrutura

Leia mais

BELLA DONNA CENTRO DE ESTÉTICA Sistema de Gerenciamento de Serviços em Estética SisGSE. Documento de Projeto Lógico e Físico de Rede

BELLA DONNA CENTRO DE ESTÉTICA Sistema de Gerenciamento de Serviços em Estética SisGSE. Documento de Projeto Lógico e Físico de Rede BELLA DONNA CENTRO DE ESTÉTICA Sistema de Gerenciamento de Serviços em Estética SisGSE Documento de Projeto Lógico e Físico Histórico de revisões Versão Data Autor Descrição Localização 1.0 20/OUT/2010

Leia mais

CARDOZO, FELIPE BLANCO, THAIS COSTA RELATÓRIO FINAL DE PROJETO PROJETO INTERDISCIPLINAR

CARDOZO, FELIPE BLANCO, THAIS COSTA RELATÓRIO FINAL DE PROJETO PROJETO INTERDISCIPLINAR Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática ALÉCIO CARDOZO, FELIPE BLANCO, THAIS

Leia mais

DG GATEWAY Requisitos e recomendações. Gustavo Toda gustavo.toda@dicomgrid.com.br. Se precisar de ajuda

DG GATEWAY Requisitos e recomendações. Gustavo Toda gustavo.toda@dicomgrid.com.br. Se precisar de ajuda DG GATEWAY Requisitos e recomendações Resumo Este manual visa instruir o cliente quanto aos requisitos e recomendações para a instalação e devido uso do DG Gateway. Gustavo Toda gustavo.toda@dicomgrid.com.br

Leia mais

REDE DE COMPUTADORES. Desenvolvimento Duração: 35 aulas (2 horas cada aula) Redes de computadores. 1 Apresentação

REDE DE COMPUTADORES. Desenvolvimento Duração: 35 aulas (2 horas cada aula) Redes de computadores. 1 Apresentação REDE DE COMPUTADORES Desenvolvimento Duração: 35 aulas (2 horas cada aula) 1 Apresentação Conhecendo os alunos Conceitos básicos de redes O que é uma rede local Porque usar uma rede local 2 Como surgiram

Leia mais

Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012

Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012 Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012 Apresentação Portfólio de Serviços e Produtos da WebMaster Soluções. Com ele colocamos à sua disposição a Tecnologia que podemos implementar em sua empresa.

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ARQUITETURA DE COMPUTADORES

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ARQUITETURA DE COMPUTADORES FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ARQUITETURA DE COMPUTADORES PROFESSOR: Kelly Alves Martins de Lima Arquitetura de Computadores DISCENTES: Helton Klinthon Douglas Silva

Leia mais

SANTOS, BRUNA VIANA, ISMAEL SPITZER RELATÓRIO FINAL DE PROJETO

SANTOS, BRUNA VIANA, ISMAEL SPITZER RELATÓRIO FINAL DE PROJETO Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática ANDRESSA SANTOS, BRUNA VIANA, ISMAEL

Leia mais

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC Sumário Pré-Requisitos de Instalação Física e Lógica do SISLOC...3 Servidores de Dados...3 Servidores de Aplicação (Terminal Service)...3 Estações

Leia mais

SYSLOG - Sistema de Logística

SYSLOG - Sistema de Logística Integrantes (Grupo 3) Douglas Antony (Gerente) Bruno Sout Erika Nascimento Horácio Grangeiro Isaque Jerônimo Paulo Roriz Rodrigo Lima Versão:01.00 Data:18/05/2011 Identificador do documento:lr Versão do

Leia mais

Uc-Redes Técnico em Informática André Luiz Silva de Moraes

Uc-Redes Técnico em Informática André Luiz Silva de Moraes Roteiro 2: Conceitos Básicos de Redes: parte 1 Neste roteiro são detalhados os equipamentos componentes em uma rede de computadores. Em uma rede existem diversos equipamentos que são responsáveis por fornecer

Leia mais

OBJETIVOS 1 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 1 DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL 2 PLANTA A 5 PLANTA B 6 DISTRIBUIÇÃO E CONFIGURAÇÃO DOS RACKS 7

OBJETIVOS 1 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 1 DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL 2 PLANTA A 5 PLANTA B 6 DISTRIBUIÇÃO E CONFIGURAÇÃO DOS RACKS 7 ÍNDICES OBJETIVOS 1 JUSTIFICATIVAS 1 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 1 SEGURANÇA - INTERNET 1 SISTEMA OPERACIONAL 2 PROTOCOLO TCP/IP 2 INTRANET 2 DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL 2 ESTAÇÕES 2 MICROS 3 IMPRESSORAS 3 PLANTA

Leia mais

Servidor de OpenLAB Data Store A.02.01 Lista de Preparação do Local. Objetivo do Procedimento. Responsabilidades do cliente

Servidor de OpenLAB Data Store A.02.01 Lista de Preparação do Local. Objetivo do Procedimento. Responsabilidades do cliente Servidor Lista de Preparação de OpenLAB do Data Local Store A.02.01 Objetivo do Procedimento Assegurar que a instalação do Servidor de OpenLAB Data Store pode ser concluída com sucesso por meio de preparação

Leia mais

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus: Campo Mourão

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus: Campo Mourão Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus: Campo Mourão Professor Rafael Henrique Dalegrave Zottesso E-mail rafaelzottesso@utfpr.edu.br Site http://www.zottesso.com/disciplinas/rc24b0/ Disciplina

Leia mais

Edital 012/PROAD/SGP/2012

Edital 012/PROAD/SGP/2012 Edital 012/PROAD/SGP/2012 Nome do Candidato Número de Inscrição - Assinatura do Candidato Secretaria de Articulação e Relações Institucionais Gerência de Exames e Concursos I N S T R U Ç Õ E S LEIA COM

Leia mais

DG GATEWAY Requisitos e recomendações. Gustavo Toda gustavo.toda@dicomgrid.com.br. Se precisar de ajuda

DG GATEWAY Requisitos e recomendações. Gustavo Toda gustavo.toda@dicomgrid.com.br. Se precisar de ajuda DG GATEWAY Requisitos e recomendações Resumo Este manual visa instruir o cliente quanto aos requisitos e recomendações para a instalação e devido uso do DG Gateway. Gustavo Toda gustavo.toda@dicomgrid.com.br

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

FIREWALL APPLIANCE - FAP 500

FIREWALL APPLIANCE - FAP 500 Official Partner imagem ilustrativa FIREWALL APPLIANCE - FAP 500 *pfsense é uma marca registrada da Electric Sheep Fencing LLC. Especificações Técnica PROCESSADOR 1 GHz Dual Core AMD G-T40E APU MEMÓRIA

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO FOLHAS DE DADOS Todas as folhas de dados para os equipamentos mencionados deverão ser devidamente preenchidas conforme determinado a seguir. Deverá ser preenchida uma folha de dados para cada tipo de equipamento

Leia mais

Uc-Redes Técnico em Informática André Luiz Silva de Moraes

Uc-Redes Técnico em Informática André Luiz Silva de Moraes Roteiro 2: Conceitos Básicos de Redes: parte 1 Neste roteiro são detalhados os equipamentos componentes em uma rede de computadores. Em uma rede existem diversos equipamentos que são responsáveis por fornecer

Leia mais

Requisitos de Hardware - Humanus

Requisitos de Hardware - Humanus 1 Requisitos Mínimos Hardware: 1.1 Client Servidor Processador Intel Xeon X3430 2.4GHz ou superior Disco Rígido de 500 GB ou superior Intel Pentium G6950 2.80GHz ou superior Memória de 2GB ou superior

Leia mais

LEVANTAMENTO DE HARDWARES PARA O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. Graphics

LEVANTAMENTO DE HARDWARES PARA O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. Graphics LEVANTAMENTO DE HARDWARES PARA O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Sabe-se que para o desenvolvimento de software as empresas adotam computadores com um grande poder de processamento. Facilitando assim todo

Leia mais

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc Sumário: 1. Pré-requisitos de instalação física e lógica do Sisloc... 3 Servidores de Dados... 3 Servidores de Aplicação (Terminal Service)... 3

Leia mais

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF REDES ESAF 01 - (ESAF - Auditor-Fiscal da Previdência Social - AFPS - 2002) Um protocolo é um conjunto de regras e convenções precisamente definidas que possibilitam a comunicação através de uma rede.

Leia mais

Catálogo. DELL Computadores do Brasil Ltda 90 R$ 7.348,98 1 31207-0 2 31208-8. DELL Computadores do Brasil Ltda 90 R$ 7.400,75

Catálogo. DELL Computadores do Brasil Ltda 90 R$ 7.348,98 1 31207-0 2 31208-8. DELL Computadores do Brasil Ltda 90 R$ 7.400,75 ITEM 1 31207-0 2 31208-8 LOTE 01 DESCRIÇÃO EMPRESA Qtd. VALOR UNITÁRIO SERVIDOR - SEM SISTEMA OPERACIONAL TIPO 1,, POWER EDGE R710, PROCESSADOR NÚCLEO QUÁDRUPLO DE 2.13 GHZ SUPORTA APLICAÇÕES DE 32 E 64

Leia mais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais Curso de Preparatório para Concursos Públicos Tecnologia da Informação REDES Conceitos Iniciais; Classificações das Redes; Conteúdo deste módulo Equipamentos usados nas Redes; Modelos de Camadas; Protocolos

Leia mais

ANEXO 3 FOLHA DE DADOS

ANEXO 3 FOLHA DE DADOS PROJETO BÁSICO DOF 001 / 2010 ANEXO 3 FOLHA DE DADOS EQUIPAMENTO: Medidores de Faturamento SE ABUNÃ - FOLHA DE DADOS Quantidade: 8 (oito) Fabricante Modelo FUNCIONAIS Compatibilidade com IEC 687 Classe

Leia mais

GUIA DE MELHORES PRATICAS NA AREA DE TI

GUIA DE MELHORES PRATICAS NA AREA DE TI GUIA DE MELHORES PRATICAS NA AREA DE TI Ambiente Windows Small Business Rev 10501 DATA : 5 / 07/ 2007 Pag : 1 de7 1) Servidores a) Hardware o Servidor Alocado em Rack Fechado em ambiente reservado e refrigerado

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE 1 1. CABEAMENTO ESTRUTURADO Cabeamento estruturado é a disciplina que estuda a disposição organizada e padronizada de conectores e meios

Leia mais

ALGUNS CONCEITOS. Rede de Computadores

ALGUNS CONCEITOS. Rede de Computadores ALGUNS CONCEITOS Rede de Computadores Prof. Airton Ribeiro de Sousa E-mail: airton.ribeiros@gmail.com 1 OBJETIVO 1. Compartilhar recursos computacionais disponíveis sem considerar a localização física

Leia mais

SCHILLER, NATIELE SIMON, NELSON RODRIGUES. RELATÓRIO FINAL DE PROJETO PROGETO INTERDICIPLINAR

SCHILLER, NATIELE SIMON, NELSON RODRIGUES. RELATÓRIO FINAL DE PROJETO PROGETO INTERDICIPLINAR 1 Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática GABRIEL SCHILLER, NATIELE SIMON,

Leia mais

Requisitos técnicos dos produtos Thema

Requisitos técnicos dos produtos Thema Requisitos técnicos dos produtos Thema 1 Sumário 2 Apresentação...3 3 Servidor de banco de dados Oracle...4 4 Servidor de aplicação Linux...4 5 Servidor de terminal service para acessos...4 6 Servidor

Leia mais

MIDIACENTER Educacional FNDE Descrição Técnica

MIDIACENTER Educacional FNDE Descrição Técnica MIDIACENTER Educacional FNDE Descrição Técnica Visão Geral A solução do MIDIACENTER Educacional é composta por 4 módulos: Módulo Central de Armazenamento e Distribuição de Conteúdo Educacional NUVEM CENTRAL

Leia mais

TRABALHO DE REDES TRABALHO 3 - TOPOLOGIA DE UMA REDE Francisco Panis Kaseker (GRR20071909) Fábio Augusto Pierin (GRR20081951)

TRABALHO DE REDES TRABALHO 3 - TOPOLOGIA DE UMA REDE Francisco Panis Kaseker (GRR20071909) Fábio Augusto Pierin (GRR20081951) TRABALHO DE REDES TRABALHO 3 - TOPOLOGIA DE UMA REDE Francisco Panis Kaseker (GRR20071909) Fábio Augusto Pierin (GRR20081951) Para a elaboração da topologia da rede foram tomados alguns cuidados: - Escolha

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE REDE: ESCRITÓRIO DE PUBLICIDADE

IMPLANTAÇÃO DE REDE: ESCRITÓRIO DE PUBLICIDADE Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática CAMILO MONZON TAMIRES NUNES RELATÓRIO

Leia mais

Vantagens e Serviços

Vantagens e Serviços Official Partner O pfsense é uma distribuição personalizada do FreeBSD, livre e OpenSource, adaptada para uso como um firewall e roteador totalmente gerenciado via interface web. Além disso, ele inclui

Leia mais

Técnico em Redes de Computadores. Equipamentos e Acessórios

Técnico em Redes de Computadores. Equipamentos e Acessórios Técnico em Redes de Computadores Equipamentos e Acessórios Componentes de uma Rede Uma rede é um sistema composto de um arranjo de componentes: Cabeamento Hardware Software Cabeamento Componentes de uma

Leia mais

WebZine Manager. Documento de Projeto Lógico de Rede

WebZine Manager. Documento de Projeto Lógico de Rede WebZine Manager Documento de Projeto Lógico de Rede Versão:1.0 Data: 10 de Setembro de 2012 Identificador do documento: WebZine Manager Versão do Template Utilizada na Confecção: 1.0 Localização: SoftSolut,

Leia mais

JOSÉ LUIS ALDRIGHI, LEONARDO BARROS, THOMAS FERNANDES

JOSÉ LUIS ALDRIGHI, LEONARDO BARROS, THOMAS FERNANDES Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática JOSÉ LUIS ALDRIGHI, LEONARDO BARROS,

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC RODRIGUES DE ABREU Código: 135 Município: Bauru / SP Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: TÉCNICO EM INFORMÁTICA Qualificação:

Leia mais

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Este artigo demonstra como configurar uma rede virtual para ser usada em testes e estudos. Será usado o VirtualBox

Leia mais

Faculdade de Tecnologia Senac-RS FATEC Senac Pelotas Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática

Faculdade de Tecnologia Senac-RS FATEC Senac Pelotas Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática Faculdade de Tecnologia Senac-RS FATEC Senac Pelotas Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática EMILENE RIBEIRO CARDOSO SILVEIRA, SABRINE IEPSEN WESTPHAL, GUILHERME

Leia mais

SISGEP SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO

SISGEP SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO FACSENAC SISTEMA GERENCIADOR PEDAGÓGICO Projeto Lógico de Rede Versão: 1.2 Data: 25/11/2011 Identificador do documento: Documento de Visão V. 1.7 Histórico de revisões Versão Data Autor Descrição 1.0 10/10/2011

Leia mais

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Windows 2003 Server Introdução Nessa Aula: É apresentada uma visão rápida e geral do Windows Server 2003. O Foco a partir da próxima aula, será no serviço de Diretórios

Leia mais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Configurando e Implantando o Windows Server 2003 Fabricio Breve Requisitos de Hardware de Sistema Processador Mínimo: 266 MHz Mínimo ideal:

Leia mais

Planejamento e Projeto de Redes de Computadores. Eduardo Barrére

Planejamento e Projeto de Redes de Computadores. Eduardo Barrére Planejamento e Projeto de Redes de Computadores Eduardo Barrére Aula Presencial Projeto Físico Eduardo Barrére eduardo.barrere@ice.ufjf.br O projeto deve considerar Seleção de tecnologias (conforme o projeto

Leia mais

TUTORIAL INSTALAÇÃO DA ROTINA 2075 NO LINUX

TUTORIAL INSTALAÇÃO DA ROTINA 2075 NO LINUX Apresentação O departamento de varejo da PC Sistemas inovou seu produto de frente de caixa, permitindo seu funcionamento no sistema operacional do Linux com a distribuição Ubuntu. O cliente poderá usar

Leia mais

PHP SOFTWARE COMPANY. Samily Rocha Gois Francisco Luiz Sobrinho. Projeto de Software Floricultura Beija-Flor Especificação Suplementar. Versão 101.

PHP SOFTWARE COMPANY. Samily Rocha Gois Francisco Luiz Sobrinho. Projeto de Software Floricultura Beija-Flor Especificação Suplementar. Versão 101. PHP SOFTWARE COMPANY Samily Rocha Gois Francisco Luiz Sobrinho Projeto de Software Floricultura Beija-Flor Especificação Suplementar Versão 101.6 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 20/09/2012

Leia mais

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS INTERNET PROTOCOLOS 1 INTERNET Rede mundial de computadores. Também conhecida por Nuvem ou Teia. Uma rede que permite a comunicação de redes distintas entre os computadores conectados. Rede WAN Sistema

Leia mais

Arquitetura de Computadores - Kelly Alves Martins de Lima. Engenharia de Software e Programação Orientada a Objeto

Arquitetura de Computadores - Kelly Alves Martins de Lima. Engenharia de Software e Programação Orientada a Objeto Arquitetura de Computadores - Kelly Alves Martins de Lima Engenharia de Software e Programação Orientada a Objeto Novo XPS 8700 Desktop Dentre as arquiteturas de trabalho mais poderosas no mercado este

Leia mais

Memória principal; Unidade de Controle U C P. Unidade Lógica e Aritmética

Memória principal; Unidade de Controle U C P. Unidade Lógica e Aritmética Tecnologia da Administração Computador: origem, funcionamento e componentes básicos Parte II Sumário Introdução Origem Funcionamento Componentes Básicos Referências Sistema Binário O computador identifica

Leia mais

Documento de Requisitos de Rede (DRP)

Documento de Requisitos de Rede (DRP) Documento de Requisitos de Rede (DRP) Versão 1.2 SysTrack - Grupo 1 1 Histórico de revisões do modelo Versão Data Autor Descrição 1.0 30/04/2011 João Ricardo Versão inicial 1.1 1/05/2011 André Ricardo

Leia mais

Um guia para soluções de rede CLARiSUITE TM

Um guia para soluções de rede CLARiSUITE TM Perguntas Técnicas Frequentes Segurança do Código CLARiSUITE Um guia para soluções de rede CLARiSUITE TM Visão geral Segurança, integridade e estabilidade da infraestrutura de TI são as principais preocupações

Leia mais

MODULO II - HARDWARE

MODULO II - HARDWARE MODULO II - HARDWARE AULA 01 O Bit e o Byte Definições: Bit é a menor unidade de informação que circula dentro do sistema computacional. Byte é a representação de oito bits. Aplicações: Byte 1 0 1 0 0

Leia mais

Informática. Técnico em Agronegócio 1º. Módulo Profa. Madalena Pereira da Silva madalena.silva@ifsc.edu.br

Informática. Técnico em Agronegócio 1º. Módulo Profa. Madalena Pereira da Silva madalena.silva@ifsc.edu.br Informática Técnico em Agronegócio 1º. Módulo Profa. Madalena Pereira da Silva madalena.silva@ifsc.edu.br Roteiro de Aula Introdução Computador Hardware, Software básico, Software Aplicativo Hardwares

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL. Curso Técnico em Informática

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL. Curso Técnico em Informática SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL Curso Técnico em Informática Estrutura de Endereçamento IP e Mascara de Subrede Endereçamento IP e Classes Autoridade para Atribuição de Números da Internet http://www.iana.org/

Leia mais

IP significa Internet Protocol. A Internet é uma rede, e assim como ocorre em qualquer tipo de rede, os seus nós (computadores, impressoras, etc.

IP significa Internet Protocol. A Internet é uma rede, e assim como ocorre em qualquer tipo de rede, os seus nós (computadores, impressoras, etc. Endereços IP Endereços IP IP significa Internet Protocol. A Internet é uma rede, e assim como ocorre em qualquer tipo de rede, os seus nós (computadores, impressoras, etc.) precisam ter endereços. Graças

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS EDITAL CGDP/SRH Nº 04/2010

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS EDITAL CGDP/SRH Nº 04/2010 UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS EDITAL CGDP/SRH Nº 04/2010 ABERTURA E DISPOSIÇÕES GERAIS DO CURSO DE INFORMÁTICA

Leia mais

AGENTE PROFISSIONAL - ANALISTA DE REDES

AGENTE PROFISSIONAL - ANALISTA DE REDES Página 1 CONHECIMENTO ESPECÍFICO 01. Suponha um usuário acessando a Internet por meio de um enlace de 256K bps. O tempo mínimo necessário para transferir um arquivo de 1M byte é da ordem de A) 4 segundos.

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) ABRIL/2011

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) ABRIL/2011 SERVIÇOS BÁSICOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) ABRIL/2011 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

EEP SENAC PELOTAS CENTRO HISTORICO-RS TÉCNICO EM INFORMÁTICA, MODULO 2

EEP SENAC PELOTAS CENTRO HISTORICO-RS TÉCNICO EM INFORMÁTICA, MODULO 2 EEP SENAC PELOTAS CENTRO HISTORICO-RS TÉCNICO EM INFORMÁTICA, MODULO 2 Andiara da Silva, Andressa Santos, Andrew Miranda, Barbara Tim, Éderson Farias. PROJETO INTERDICIPLINAR Pelotas, 2013 Andiara da Silva,

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SOFTWARE NETCONTROL

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SOFTWARE NETCONTROL MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SOFTWARE NETCONTROL (PACOTE 48) VERSÃO DO MANUAL 2.1. de 11/02/2014 Sumário 1. Apresentação... 3 2. Configurações Mínimas Recomendada do Servidor... 3 3. Compatibilidade com Sistemas

Leia mais

Servidores e Criação de Web Sites 2013

Servidores e Criação de Web Sites 2013 Criação e Hospedagem de Web Sites para Empresas, Profissionais liberais e Pessoais. VeroKatti Empresa do grupo NamiHaru Fundação: Ano 2000 Local: Tokyo Japão (Tokyo to Edogawa, Nishi Kasai 6-19 134-0088)

Leia mais

RANIEL, JOSÉ EDILIO, MARCOS ADRIANO, RAFAEL CAMILLO PROJETO FINAL DE REDE

RANIEL, JOSÉ EDILIO, MARCOS ADRIANO, RAFAEL CAMILLO PROJETO FINAL DE REDE Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática CARLOS RANIEL, JOSÉ EDILIO, MARCOS

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec: Monsenhor Antonio Magliano Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de

Leia mais

Guia de Conectividade Worldspan Go Res! A V A N Ç A D O

Guia de Conectividade Worldspan Go Res! A V A N Ç A D O Guia de Conectividade Worldspan Go Res! A V A N Ç A D O Í n d i c e Considerações Iniciais...2 Rede TCP/IP...3 Produtos para conectividade...5 Diagnosticando problemas na Rede...8 Firewall...10 Proxy...12

Leia mais

APRESENTAÇÃO GRAVITYZONE BUSINESS SECURITY

APRESENTAÇÃO GRAVITYZONE BUSINESS SECURITY APRESENTAÇÃO GRAVITYZONE BUSINESS SECURITY 1 A solução GravityZone Business Security O Bitdefender GravityZone Business Security é um serviço desenvolvido pela Bitdefender dedicado à simplicidade e flexibilidade

Leia mais

LISTA DE PREÇOS SERVIDORES DE ENTRADA. Código: T002-01 Código: T001-01

LISTA DE PREÇOS SERVIDORES DE ENTRADA. Código: T002-01 Código: T001-01 LISTA DE PREÇOS Observações: Todos os servidores da lista permitem alterações em sua configuração. Todos os Servidores Intel importados e comercializados pela OEMBR no Brasil, contam com garantia de 03

Leia mais

Admistração de Redes de Computadores (ARC)

Admistração de Redes de Computadores (ARC) Admistração de Redes de Computadores (ARC) Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina - Campus São José Prof. Glauco Cardozo glauco.cardozo@ifsc.edu.br RAID é a sigla para Redundant

Leia mais

Gestão da Qualidade. Marca. Infra-Estrutura Marca POA

Gestão da Qualidade. Marca. Infra-Estrutura Marca POA Gestão da Qualidade Marca Emissão Inicial: 07/07/2010 Nr da última Revisão: 03 Código: IT_AT_01 Nome do Processo: Desenvolvimento de Sistemas Infra-Estrutura Marca POA Data da última Revisão 29/09/2011

Leia mais

ATAS de REGISTRO de PREÇOS 2013

ATAS de REGISTRO de PREÇOS 2013 ATAS de REGISTRO de PREÇOS 2013 Presidência da República Casa Civil Subchefiapara Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.892, DE 23 DE JANEIRO DE 2013 Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art.

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE REDES E FIREWALL

CONCEITOS BÁSICOS DE REDES E FIREWALL Secretaria Municipal de Educação SME Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação CTIC Núcleo de Tecnologia Municipal NTM CONCEITOS BÁSICOS DE REDES E FIREWALL Amauri Soares de Brito Mário Ângelo

Leia mais

Estrutura e funcionamento de um sistema informático

Estrutura e funcionamento de um sistema informático Estrutura e funcionamento de um sistema informático 2006/2007 Sumário A constituição de um sistema informático: hardware e software. A placa principal. O processador, o barramento e a base digital. Ficha

Leia mais

2 computadores de mesa (desktop):

2 computadores de mesa (desktop): Levantamento dos ativos de infraestrutura de TI utilizados em uma empresa. Especificação técnica e localização dos equipamentos que podem ser patrimoniados. As empresas dependem da infraestrutura de TI

Leia mais

Avaliação do sistema de armazenamento EMC CLARiiON AX4

Avaliação do sistema de armazenamento EMC CLARiiON AX4 Avaliação do sistema de armazenamento EMC CLARiiON AX4 Relatório elaborado sob contrato com a EMC Corporation Introdução A EMC Corporation contratou a Demartek para realizar uma avaliação prática do novo

Leia mais

PROJETO LÓGICO DA REDE LOCAL DE COMPUTADORES DA REITORIA

PROJETO LÓGICO DA REDE LOCAL DE COMPUTADORES DA REITORIA PROJETO LÓGICO DA REDE LOCAL DE COMPUTADORES DA REITORIA COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JUNHO/2011 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

Informática Aplicada I. Sistemas Operacionais Projeto e Implementação Andrew S. Tanenbaum Albert S. woodhull

Informática Aplicada I. Sistemas Operacionais Projeto e Implementação Andrew S. Tanenbaum Albert S. woodhull Informática Aplicada I Sistemas Operacionais Projeto e Implementação Andrew S. Tanenbaum Albert S. woodhull 1 Conceito de Sistema Operacional Interface: Programas Sistema Operacional Hardware; Definida

Leia mais

Configuração SERVIDOR.

Configuração SERVIDOR. REQUISITOS MINIMOS SISTEMAS FORTES INFORMÁTICA. Versão 2.0 1. PRE-REQUISITOS FUNCIONAIS HARDWARES E SOFTWARES. 1.1 ANALISE DE HARDWARE Configuração SERVIDOR. Componentes Mínimo Recomendado Padrão Adotado

Leia mais

Requisitos de Sistema Impressão Comerciale Editorial

Requisitos de Sistema Impressão Comerciale Editorial Impressão Comerciale Editorial OneVision Software AG Sumário Asura 10.2, Asura Pro 10.2, Garda 10.2...2 PlugBALANCEin 10.2, PlugCROPin 10.2, PlugFITin 10.2, PlugRECOMPOSEin 10.2, PlugSPOTin10.2,...2 PlugTEXTin

Leia mais

5. CONDIÇÕES GERAIS PARA APRESENTAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO PARA HABILITAÇÃO ENVELOPE A

5. CONDIÇÕES GERAIS PARA APRESENTAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO PARA HABILITAÇÃO ENVELOPE A Aditamento nº 02 Tomada de Preços nº 004/2010 Objeto: Contratação de Empresa de Engenharia Especializada para o fornecimento do Sistema de Supervisão e Controle da Geração a ser implantado no Centro de

Leia mais

Impressão digital Sistema de eleição SisElege. Projeto Lógico de Rede

Impressão digital Sistema de eleição SisElege. Projeto Lógico de Rede Sistema de eleição SisElege Projeto Lógico de Rede Brasilia DF 25/10/2014 Histórico de revisões Versão Data Autor Descrição Localização 1.0 27/SET/2010 Grupo 3 Versão Inicial www.siselege.com.br 1.1 28/SET/2010

Leia mais

Configuração de Microcomputadores 2 Documento de Padronização

Configuração de Microcomputadores 2 Documento de Padronização Configuração de Microcomputadores 2 Documento de Padronização COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 07/2011 Sumário 3 1 Configuração padrão Marca e modelo do equipamento deverão constar da HCL - Lista

Leia mais

Portabilidade da Linha RM Versão 11.20.0

Portabilidade da Linha RM Versão 11.20.0 Portabilidade da Linha RM Versão 11.20.0 Conteúdo Portabilidade para Servidor de Banco de Dados... 3 Níveis de Compatibilidade entre Bancos de Dados... 5 Portabilidade para Servidor de Aplicação... 6 Portabilidade

Leia mais

Treinamento Nettion Administração. Humberto Caetano humberto@alliance3.com.br

Treinamento Nettion Administração. Humberto Caetano humberto@alliance3.com.br Treinamento Nettion Administração Humberto Caetano humberto@alliance3.com.br O Nettion Instalação Hardware Recomendado Processador Pentium Core 2 Duo 2GB de Memória HD Sata II (Para servidores de Email

Leia mais

Ata de Registro de preço versão 1.5-2015 Print

Ata de Registro de preço versão 1.5-2015 Print Prezados Senhores, A Print Solução em tecnologia LTDA, empresa fornecedora de soluções em TI, vem através deste apresentar seu REGISTROS DE PREÇOS disponíveis para aquisição de equipamentos de informática

Leia mais

Portabilidade da Linha RM Versão 11.52

Portabilidade da Linha RM Versão 11.52 Portabilidade da Linha RM Versão 11.52 25/02/2014 Sumário 1. Portabilidade para Servidor de Banco de Dados... 3 2. Níveis de Compatibilidade entre Bancos de Dados... 4 3. Portabilidade para Servidor de

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO INTEGRADOR GERENCIA DE REDES DE COMPUTADORES 4º PERÍODO Gestão da Tecnologia da Informação Alunos: Erik de Oliveira, Douglas Ferreira, Raphael Beghelli, João

Leia mais

Escola de Educação Profissional SENAC-PELOTAS Centro Histórico PRONATEC. Jonathan Silveira Leandro Stein RELATÓRIO TÉCNICO PROJETO INTERDICIPLINAR

Escola de Educação Profissional SENAC-PELOTAS Centro Histórico PRONATEC. Jonathan Silveira Leandro Stein RELATÓRIO TÉCNICO PROJETO INTERDICIPLINAR Escola de Educação Profissional SENAC-PELOTAS Centro Histórico PRONATEC Jonathan Silveira Leandro Stein RELATÓRIO TÉCNICO PROJETO INTERDICIPLINAR PELOTAS/RS 2013 1 Jonathan Silveira, Leandro Stein Relatório

Leia mais

VELOCIDADE DE TRANSMISSÃO DE DADOS UTILIZANDO VPNs

VELOCIDADE DE TRANSMISSÃO DE DADOS UTILIZANDO VPNs VELOCIDADE DE TRANSMISSÃO DE DADOS UTILIZANDO VPNs Rogers Rodrigues Garcia 1, Júlio César Pereira¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavai PR Brasil rogersgarcia@live.com, juliocesarp@unipar.br Resumo:

Leia mais

Guia para atualização de Firmware dos racks RIO1608-D & RIO3224-D. (Firmware 1.50)

Guia para atualização de Firmware dos racks RIO1608-D & RIO3224-D. (Firmware 1.50) Guia para atualização de Firmware dos racks RIO1608-D & RIO3224-D (Firmware 1.50) PRECAUÇÕES 1. O usuário assume total responsabilidade pela atualização. 2. Atualize o Firmware de uma unidade por vez.

Leia mais

Sistemas de Computação. Marcos Portnoi

Sistemas de Computação. Marcos Portnoi Sistemas de Computação Marcos Portnoi Os Computadores Quantas atividades fizemos hoje que não envolveram o uso do computador de alguma forma? Anúncios de Computadores Anúncios de Computadores Anúncios

Leia mais

DEPARTAMENTO DE VAREJO GUIA DE INSTALAÇÃO PCAUX2075 LINUX

DEPARTAMENTO DE VAREJO GUIA DE INSTALAÇÃO PCAUX2075 LINUX Guia Instalação PCAUX2075 LINUX DEPARTAMENTO DE VAREJO GUIA DE INSTALAÇÃO PCAUX2075 LINUX Goiânia, 28 março Página 1 Guia Instalação PCAUX2075 LINUX O partamento varejo da PC Sistemas inovou seu produto

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE DE PEDIDOS SISCOP. Documento de Projeto de Rede. Versão 2.0

SISTEMA DE CONTROLE DE PEDIDOS SISCOP. Documento de Projeto de Rede. Versão 2.0 SISTEMA DE CONTROLE DE PEDIDOS Documento de Versão 2.0 SISTEMA DE CONTROLE DE PEDIDOS Documento de 2 de 16 Histórico de revisões Versão Data Descrição Autor 1.0 23/10/2010 Desenvolvimento do documento

Leia mais

Requisitos de Sistema Impressão Comercial e Editorial

Requisitos de Sistema Impressão Comercial e Editorial OneVision Software AG Sumário Asura 9.6, Asura Pro 9.6, Garda 5.6...2 PlugBALANCEin 6.6, PlugCROPin 6.6, PlugFITin 6.6, PlugRECOMPOSEin 6.6, PlugSPOTin 6.6,...2 PlugTEXTin 6.6, PlugINKSAVEin 6.6, PlugWEBin

Leia mais

AULA 1. Informática Básica. Gustavo Leitão. gustavo.leitao@ifrn.edu.br. Disciplina: Professor: Email:

AULA 1. Informática Básica. Gustavo Leitão. gustavo.leitao@ifrn.edu.br. Disciplina: Professor: Email: AULA 1 Disciplina: Informática Básica Professor: Gustavo Leitão Email: gustavo.leitao@ifrn.edu.br Estudo de caso Empresa do ramo de seguros Presidência RH Financeiro Vendas e Marketing TI CRM Riscos Introdução

Leia mais