II - NORMAS PARA O PENTEADO E O CORTE DE CABELO FEMININO PARA OFICIAIS E PRAÇAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE (CBMRN).

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "II - NORMAS PARA O PENTEADO E O CORTE DE CABELO FEMININO PARA OFICIAIS E PRAÇAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE (CBMRN)."

Transcrição

1 II - NORMAS PARA O PENTEADO E O CORTE DE CABELO FEMININO PARA OFICIAIS E PRAÇAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE (CBMRN). 1. FINALIDADE Estabelecer procedimentos uniformes para a apresentação individual referente ao aspecto visual da Bombeira Militar, quando trajando qualquer fardamento, conforme estabelecido no RUCBM/RN ou em outros regulamentos e/ou discriminações A Militar, por apresentar características peculiares ao sexo feminino, estará enquadrada nestas normas, a fim de que se estabeleça um comportamento padronizado com referência ao seu aspecto individual. 2. DO PENTEADO E DO CORTE DE CABELO FEMININO a) O padrão de penteado exigido para todas as Bombeiras Militares Femininas, quando uniformizadas, é o coque. b) A Bombeira Militar poderá utilizar o cabelo solto, quando este for curto, não podendo seu cumprimento ultrapassar a altura do colarinho, quando uniformizadas. Com esses critérios se inclui como permitido o penteado com trança embutida. c) Admite-se o uso de cabelos com corte longo ou médio. Nestes casos devem estar presos em coque, com ou sem rede, a qual deverá ser da cor preta. 1º - A rede mencionada deverá ser discreta, observando a formalidade do uniforme. Não poderá conter brilho, laços de adorno ou qualquer outro adereço. 2º - O penteado deve ser totalmente preso. Caso haja necessidade, a Bombeira Militar deverá utilizar gel ou outro cosmético do gênero para ajudar na fixação dos fios, desde que não contenha qualquer tipo de brilho. d) Em qualquer das hipóteses previstas nesta Norma, o penteado não deve impedir o correto posicionamento da cobertura. e) Fica vedado o uso de penteado exagerado (cheio ou alto) e/ou cobrindo a testa, ainda que parcialmente. f) Durante a participação nas atividades de Educação física, é facultado o uso dos cabelos presos, no estilo rabo-de-cavalo ou trança.

2 g) Em caso de deslocamentos em motocicletas, quando uniformizadas, será permitido o uso de trança, solta ou embutida, devido ao uso do capacete. Entretanto a Bombeira Militar deverá providenciar o penteado padrão, coque, assim que chegar ao local de destino. h) Os penteados deverão ser feitos com o uso de grampos simples ou presilhas, na cor preta (lisas), sem pedrarias (pedras brilhantes), estampas ou qualquer outro adereço: 1º - É também permitido o uso de acessórios elásticos, sempre na cor preta. 2º - É permitido o uso de tiara ou arco às Bombeiras Militares que apresentem cabelo curto, objetivando a redução do seu volume. Tal acessório deverá ser confeccionado em metal ou acrílico, na cor preta, lisa (sem enfeites, pedrarias, estampas, bordados, relevos ou qualquer outro adereço), com no máximo um centímetro de largura. Sendo que ao utilizar algum tipo de cobertura, o acessório mencionado deverá ficar imperceptível. 3º - É vedado o uso de outros acessórios senão os especificados nesta Norma. i) É autorizado o uso de aplique nos cabelos desde que o penteado obedeça ao que prescreve esta Norma, devendo, obrigatoriamente, ter um cumprimento e uma quantidade moderada, possibilitando um coque sem excessivo volume (10 cm de diâmetro, no máximo). Tais apliques devem ser idênticos à cor do cabelo constantes nas características da identidade funcional, não causando qualquer contraste. j) Prescrições diversas para o cabelo: 1º - É vedado o uso de qualquer tipo de presilha ou adorno exposta (o) no cabelo, devendo os grampos, que fixarem o coque serem colocados através do próprio penteado (e na cor do cabelo). 2º - É autorizado o uso do cabelo longo solto, com penteado opcional, única e exclusivamente em cerimônias de casamento, para as Nubentes, com os uniformes 1ºA, 1ºB e 2ºA, conforme o RUCBM/RN. 3º - É autorizado o uso do penteado trança de raiz desde que o cabelo fique totalmente embutido, em solenidade ou representações em locais cobertos, com os uniformes: 1ºA e 1ºB; 2ºA e 3ºA, conforme o RUCBM/RN. l) A coloração artificial do cabelo deve ser feita com moderação, utilizando as cores naturais, em tonalidade discreta e compatível com o uso do uniforme militar, conforme o RUCBM/RN. m) É vedado o uso de cores berrantes (cores muito vivas), como por exemplo: cores cítricas, tons muito avermelhados, lilás, dentre outras que destoem das cores naturais e que firam a harmonia da Bombeira Militar com o uniforme, conforme o RUCBM/RN. 3. ASPECTOS INDIVIDUAIS PADRONIZADOS: 3.1 Maquiagem

3 É o conjunto de produtos de beleza, aplicado no rosto de forma a realçar os seus traços, tornando-o visualmente adornado, sendo de dois tipos: a. Maquiagem Completa É aquela que no seu conjunto compõe-se dos seguintes produtos de beleza: base e/ou pó compacto; blush (rouge); sombra; batom; rímel (opcional) e lápis para olhos (opcional). É de uso obrigatório nos seguintes eventos: desfiles, solenidades e representações. b. Maquiagem simples É aquela que no seu conjunto compõe-se dos seguintes produtos de beleza: batom; sombra e lápis para olhos (opcional). É de uso obrigatório em qualquer circunstância, exceto naqueles estabelecidos para a maquiagem completa. 4. Unhas Devem estar sempre aparadas e tratadas, de forma a manterem-se higienizadas, devendo ser observados os seguintes aspectos: a. Unha das mãos Além do acima estabelecido, devem ser apresentadas, constantemente, pintadas com esmalte base (incolor) para proteção e embelezamento, bem como opcionalmente, poderão ser pintadas com esmalte em cores claras ou tons avermelhados. É vedado o uso de cores extravagantes, como por exemplo: cores azul, roxa, violeta, preta, verde, amarela ou assemelhadas, bem como esmaltes com coloração múltiplas ou adornadas com petrechos desenhados, colados ou sobrepostos. b. Unhas dos Pés Devem manter-se aparadas e tratadas, sendo opcional a aplicação de esmalte ou esmalte base. 5. Adereços São objetos aplicados ou colocados a partes do corpo, com a finalidade de adornar ou contribuir para a valorização individual, devendo obedecer os critérios abaixo: 5.1. Brinco É permitido o uso de apenas um brinco por orelha, de tamanho e tipo discreto com comprimento não superior a 20 mm, não sendo permitido o tipo argola ou com pingentes Piercing É vedado o uso de piercing, quando visível Cordão para Pescoço

4 Não é permitido o uso de cordão sobreposto ao uniforme ou que se façam visíveis Pulseira Será permitido o uso de até 02 (duas) pulseiras com ou sem pingente (com espessura não superior a 20 mm), devendo apresentar-se nas tonalidades de cores dourada ou prateada Anel É permitido o uso de até 03 (três) anéis, incluindo aliança e anel de formatura, nas cores dourada ou prateada, sendo vedado o tipo solitário ou chuveiro Relógio É permitido o uso de 01 (um) relógio, de formato variado, desde que a pulseira acompanhe o mesmo padrão de cor do mostrador, devendo apresentar-se em tonalidades de cores preta, dourado, prateada ou grafite Óculos Podem ser dos seguintes tipos: a) para correção visual: Conforme prescrição médica, devendo a armação e lentes se apresentar de forma discreta, acompanhando o formato do rosto. b) de sol: De uso opcional, devendo a armação se apresentar nas cores preta, marrom, dourado, prateado ou grafite, com espessura de frente e lateral de até 20 mm, no estilo quadrado, redondo ou retangular. É vedada a armação estilo gatinha e/ou com lentes laterais. As lentes deverão ter cores: preta ou marrom, sendo vedado o uso de lentes espelhadas ou coloridas. c) para competições esportivas/treinamento: Fica autorizado o uso de óculos desportivos durante treinamentos e competições, em que se faça necessária proteção dos olhos contra ação do sol e vento Tornozeleira É vedado o uso de adornos nos tornozelos 5.9. Tatuagem É vedada a aplicação de tatuagem em qualquer parte do corpo que fique exposto quando a Bombeira Militar estiver trajando uniforme da Corporação. 6. DAS FORMATURAS, DOS BAILES MILITARES E OUTROS EVENTOS. a) Quando da participação em bailes militares, solenidades de casamento e eventos similares é permitido o uso de penteados especiais, desde que mantenha preso 80% (oitenta por

5 cento) do cabelo. b) O penteado admitirá fios e mechas soltos, desde que não seja ultrapassada a altura inferior do queixo. c) É também admitido o uso dos fios e mechas de uma frontal ou lateral, desde que não se sobreponha aos olhos. 7 Prescrições diversas 7.1. Em caso de prescrição médica ou determinação superior deverá ser dispensado o uso de maquiagem e/ou outros produtos para a Bombeira Militar que o requerer A tonalidade da maquiagem e/ou outros produtos de beleza, deverão ser de apresentação discreta, de acordo com a pigmentação da cútis da Bombeira Militar em obediência aos limites estabelecidos nesta norma É vedado o uso de outros acessórios senão os especificados nestas Normas. É autorizado o uso de apliques nos cabelos desde que o penteado obedeça ao que prescreve esta Norma, devendo, obrigatoriamente, ter um cumprimento e uma quantidade moderada, possibilitando um coque sem excessivo volume (10 cm de diâmetro, no máximo). Tais apliques devem estar num único tom não contrastando com a cor da cútis. 8. DISPOSIÇÕES FINAIS Os casos não previstos nestas Normas serão encaminhados ao Comando deste Centro, para apreciação. Quartel em Parnamirim-RN, 15 de dezembro de Josenildo Acioli Bento Ten Cel BM Chefe do CSFA Despacho do Cmte Geral: Em 21DEZ2010: 1 Aprovado; 2 Publique-se. Cont.BGCB Nº 237 de 27 de dezembro de Confere com Original

POLÍCIA MILITAR DA BAHIA. Subcomando Geral - Nº 012-12 de agosto de 2003 LEGISLAÇÃO JURISPRUDÊNCIA E NORMAS GERAIS LJNG

POLÍCIA MILITAR DA BAHIA. Subcomando Geral - Nº 012-12 de agosto de 2003 LEGISLAÇÃO JURISPRUDÊNCIA E NORMAS GERAIS LJNG POLÍCIA MILITAR DA BAHIA Subcomando Geral - Nº 012-12 de agosto de 2003 LEGISLAÇÃO JURISPRUDÊNCIA E NORMAS GERAIS LJNG SUMÁRIO SUPLEMENTO LJNG N.º 012 06 DE AGOSTO DE 2003 QUARTA - FEIRA 1 - PORTARIA N.º

Leia mais

PORTARIA Nº 12/GCG/PMMT/07 BCG N. 3393 DE 21-01-2008.

PORTARIA Nº 12/GCG/PMMT/07 BCG N. 3393 DE 21-01-2008. PORTARIA Nº 12/GCG/PMMT/07 BCG N. 3393 DE 21-01-2008. Dispõe sobre aprovação do Regulamento para Apresentação Pessoal dos Policiais Militares da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso. O COMANDANTE GERAL

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL PORTARIA Nº 005/BM-1/07

ESTADO DE MATO GROSSO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL PORTARIA Nº 005/BM-1/07 ESTADO DE MATO GROSSO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL PORTARIA Nº 005/BM-1/07 Aprova as Normas Gerais de Ação (NGA) para o Corpo Feminino do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso.

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR PORTARIA Nº 153/2014 GAB CMDO/CBMRN O COMANDANTE GERAL DO CORPO DE BOMBEIROS

Leia mais

DIRETORIA DE EDUCAÇÃO ESCOLAR E ASSISTÊNCIA SOCIAL. Capítulo I Das disposições preliminares

DIRETORIA DE EDUCAÇÃO ESCOLAR E ASSISTÊNCIA SOCIAL. Capítulo I Das disposições preliminares DIRETORIA DE EDUCAÇÃO ESCOLAR E ASSISTÊNCIA SOCIAL INSTRUÇÃO 02 / 2012. DEEAS Regula o uso de uniformes do Colégio Tiradentes da Policial Militar de Minas Gerais. Capítulo I Das disposições preliminares

Leia mais

Anexo ao Decreto XXXXXXXXX. CAPÍTULO I Das Disposições Gerais

Anexo ao Decreto XXXXXXXXX. CAPÍTULO I Das Disposições Gerais Anexo ao Decreto XXXXXXXXX CAPÍTULO I Das Disposições Gerais Art. 1º - O presente Regulamento contém as prescrições sobre os uniformes, peças complementares, insígnias e distintivos do Corpo de Bombeiros

Leia mais

Profissionalismo, organização, asseio, segurança, confiança. Muitas são as mensagens que uma equipe uniformizada passa para clientes e fornecedores e

Profissionalismo, organização, asseio, segurança, confiança. Muitas são as mensagens que uma equipe uniformizada passa para clientes e fornecedores e Manual de Uniformes Profissionalismo, organização, asseio, segurança, confiança. Muitas são as mensagens que uma equipe uniformizada passa para clientes e fornecedores e que justificam o investimento no

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). CORREÇÕES CORREÇÕES

Leia mais

Instruçoes para fotos biométricas - República da Eslovênia

Instruçoes para fotos biométricas - República da Eslovênia Instruçoes para fotos biométricas - República da Eslovênia Recomendações do Ministério das Relações Exteriores da República da Eslovênia para as fotos biométricas: o o tamanho da foto: 3,5 x 4,5 cm o o

Leia mais

POLÍTICA DE F E M I N I N O

POLÍTICA DE F E M I N I N O POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO DO UNIFORME F E M I N I N O PROPOSTA O Grupo Villela já conta com mais de 160 profissionais em seu quadro funcional, por isso estamos trabalhando pela padronização e pela profissionalização

Leia mais

APÊNDICE V. Modelos de Uniforme e Crachá

APÊNDICE V. Modelos de Uniforme e Crachá APÊNDICE V Modelos de Uniforme e Crachá MARÇO DE 2016 1 23 ÍNDICE 1.1. Apresentação...3 1.2. Tecidos...3 2.1. Gerente Feminino...5 2.2. Atendente Feminino...7 2.3. Gestante...9 2.4. Orientador Feminino...

Leia mais

DESCRIÇÃO DOS UNIFORMES, INSÍGNIAS E DISTINTIVOS DO RUCBMRN

DESCRIÇÃO DOS UNIFORMES, INSÍGNIAS E DISTINTIVOS DO RUCBMRN CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE REGULAMENTO DE UNIFORMES DO CBMRN (RUCBM) ANEXO I DA PORTARIA Nº 153 GAB CMDO, DE 29 DE AGOSTO DE 2014. DESCRIÇÃO DOS UNIFORMES, INSÍGNIAS E DISTINTIVOS

Leia mais

Passo a Passo de Maquiagem Maquiagem Rosa e Roxo A partir desta lição, vamos ver alguns tutoriais de maquiagens em fotos.

Passo a Passo de Maquiagem Maquiagem Rosa e Roxo A partir desta lição, vamos ver alguns tutoriais de maquiagens em fotos. Passo a Passo de Maquiagem Maquiagem Rosa e Roxo A partir desta lição, vamos ver alguns tutoriais de maquiagens em fotos. Os tutoriais são apenas de diferentes maquiagens para os olhos, com a pele já preparada.

Leia mais

Escolhendo a Base Para peles oleosas, o indicado é escolher uma base que seja oil free, ou seja livre de óleo. Para peles secas ou mistas, a base

Escolhendo a Base Para peles oleosas, o indicado é escolher uma base que seja oil free, ou seja livre de óleo. Para peles secas ou mistas, a base Preparação da Pele Mas afinal, a pele deve ser preparada antes ou depois de fazer a maquiagem nos olhos? Isto irá depender de pessoa para pessoa, de maquiador para maquiador. Muitos preferem começar a

Leia mais

O que é um traje típico?

O que é um traje típico? O que é um traje típico? Conta a história que os nobres se revoltavam com o povo por eles imitarem suas vestimentas. Foi criada então uma lei que proibia o povo usar trajes iguais aos da nobreza. Quem

Leia mais

ENXOVAL PARA OS ALUNOS QUE IRÃO INICIAR O CURSO: Bacharelado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública

ENXOVAL PARA OS ALUNOS QUE IRÃO INICIAR O CURSO: Bacharelado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública ENXOVAL PARA OS ALUNOS QUE IRÃO INICIAR O CURSO: Bacharelado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública 1. MATERIAL ESCOLAR BÁSICO - Caneta esferográfica azul, preta e vermelha; - lápis preto,

Leia mais

COMPETIÇÕES DE VOLEIBOL ETAPA ESCOLAR

COMPETIÇÕES DE VOLEIBOL ETAPA ESCOLAR COMPETIÇÕES DE VOLEIBOL ETAPA ESCOLAR INTRODUÇÃO O Atleta na Escola tem como premissas a democratização do acesso ao esporte e o incentivo da prática esportiva na escola. Neste ano, o Programa de Formação

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). SOBRANCELHA E

Leia mais

CÓDIGO DE INDUMENTÁRIA

CÓDIGO DE INDUMENTÁRIA CÓDIGO DE INDUMENTÁRIA Estas regras são válidas para todos os eventos autorizados ou sob a tutela da APPDSI A APPDSI reserva-se o direito de impor regras adicionais ou permitir exceções em eventos específicos.

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR

ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR MEDALHA SERVIÇO BOMBEIRO MILITAR ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DECRETO Nº 18.428 São Luís, 03 de dezembro de 2001. Regulamenta o art. 158,

Leia mais

REGULAMENTO DE UNIFORMES

REGULAMENTO DE UNIFORMES POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS ANEXO III REGULAMENTO DE UNIFORMES TÍTULO I Generalidades Art. 1º O presente Regulamento

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). MAKE UP PASSO

Leia mais

Art. 1º. Fica aprovado o Regulamento de Uniformes do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte(RUCBM/RN), anexo ao presente Decreto.

Art. 1º. Fica aprovado o Regulamento de Uniformes do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte(RUCBM/RN), anexo ao presente Decreto. Decreto nº 16.039, de 3 de maio de 2002. Dispõe sobre o Regulamento de Uniformes do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte(RUCBM/ RN). O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, usando da

Leia mais

E-book. Passo-a-Passos Pintura em Madeira

E-book. Passo-a-Passos Pintura em Madeira E-book Passo-a-Passos Pintura em Madeira 1 Pintura em Madeira CAIXA COM ROSA Material necessário Pincel ref. 427 nº 8 e 18 Rolo de espuma 988 5 cm Esponja Abrasiva Duplla Ref. 860 Carbono Verniz acrílico

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL (SRP) Nº 56/2013

PREGÃO PRESENCIAL (SRP) Nº 56/2013 39 40 LUVA NITRÍLICA 30 Luva de segurança confeccionada em borracha nitrílica, na cor verde, palma antiderrapante em alto relevo, interior em algodão flocado, espessura mínima de 0,35mm, comprimento não

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DE EDUCAÇAO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA COMISSÃ0 PERMANENTE DE LICITAÇÃO COPEL PORTARIA N.

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DE EDUCAÇAO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA COMISSÃ0 PERMANENTE DE LICITAÇÃO COPEL PORTARIA N. COMISSÃ0 PERMANENTE DE LICITAÇÃO COPEL PORTARIA N.º 50/11 de 05 de Julho de 11 ANEXO I MODELO DE PROPOSTA DE PREÇOS Modalidade de Licitação CARTA CONVITE Número 054/11 DESCRIÇÃO DA PROPOSTA DE PREÇOS ITEM

Leia mais

A nova assistente executiva. Mudanças de estilo, postura, atitude.

A nova assistente executiva. Mudanças de estilo, postura, atitude. A nova assistente executiva. Mudanças de estilo, postura, atitude. Imagem profissional. O que faz parte dela? "Você é o cartão de visitas da Habilidades, talentos, experiência, currículo, entrega e...imagem.

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE OFICIAIS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

CONCURSO PÚBLICO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE OFICIAIS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO GERAL CENTRO DE RECURSOS HUMANOS CONCURSO PÚBLICO

Leia mais

Sinergia consultoria em Gestão de Pessoas é especialista em R&S, T&D, Coach.

Sinergia consultoria em Gestão de Pessoas é especialista em R&S, T&D, Coach. Sinergia consultoria em Gestão de Pessoas é especialista em R&S, T&D, Coach. Ana Lúcia de Paula Silva Daiane Lima de Souza Gleiciane Duarte Silva Luciana Mendes de Souza Luzia da Conceição Azevedo Rebeca

Leia mais

Uniforme. Em ordem para manter as regras de uniforme, e necessário que seja adquirido atravéz da companhia de uniforme:

Uniforme. Em ordem para manter as regras de uniforme, e necessário que seja adquirido atravéz da companhia de uniforme: Uniforme Para todos os alunos é esperado que usem o uniforme completo todo o tempo. É exigido que o aluno lembre de usar o uniforme adequadamente, e que a higiene pessoal é de extrema importância e esperado

Leia mais

clientes, preparou este catálogo, com o que há de mais moderno e de modelos para os mais variados perfis de consumo, abrangendo

clientes, preparou este catálogo, com o que há de mais moderno e de modelos para os mais variados perfis de consumo, abrangendo Prezado Cliente, A Luis De Lucia, sempre preocupada em oferecer o melhor para seus clientes, preparou este catálogo, com o que há de mais moderno e atual no mercado de estojos e expositores para jóias.

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). SEQUÊNCIA DA

Leia mais

REGULAMENTO DE UNIFORMES DO CBMAL

REGULAMENTO DE UNIFORMES DO CBMAL 2014 REGULAMENTO DE UNIFORMES DO CBMAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE ALAGOAS Maceió-AL 1 COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO NOVO REGULAMENTO DE UNIFORMES DO CBMAL Presidente Cel. QOBM/Comb. Mat. 139983-4 - Adriano

Leia mais

A escolha certa das Bijuterias e Jóias. Os brincos

A escolha certa das Bijuterias e Jóias. Os brincos A escolha certa das Bijuterias e Jóias Fonte: http://www.gustavosarti.com.br Um par de brincos é um acessório indispensável para a mulher. O modelo certo confere acabamento perfeito ao traje. O segredo

Leia mais

Material de Expediente Educação

Material de Expediente Educação Material de Expediente Educação Marca/Modelo Item Quant. Unid Descrição do Objeto Aprovado 1 300,00 Und Apontador retangular simples Faber Castell 2 600,00 Und Borracha branca escolar nº. 20 3 60,00 Und

Leia mais

PORTARIA n º 001-CG/2017

PORTARIA n º 001-CG/2017 PORTARIA n º 001-CG/2017 Dispõe sobre aprovação do Padrão Estético para apresentação pessoal dos Policiais Militares masculinos e Femininos no âmbito da PMBA. O COMANDANTE GERAL DA POLÍCIA MILITAR ESTADO

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO GABINETE

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO GABINETE 1 2 ANEXO I REGULAMENTO INTERNO DA UNIDADE PADRÃO DE ATENDIMENTO VAPT VUPT DO PROCON-GOIÁS FINALIDADE Art. 1º A Unidade Padrão de Atendimento Vapt Vupt do PROCON - Goiás tem por finalidade: I. Responsabilizar-se

Leia mais

ANEXO I RELAÇÃO DOS ITENS DA LICITAÇÃO

ANEXO I RELAÇÃO DOS ITENS DA LICITAÇÃO Nr.: - PR Folha: 1/6 1 540,000 UN MEDALHA, MATERIAL FUNDIDO COMPOSTO DE 6,3000 3.402,0000 ZINCO, MAGNÉSIO E COBRE. DESENHO DAS BORDAS EM ALTO RELEVO 3D (2MM EXTRAS), INCLUINDO O DESENHO DOS LOUROS, ANO,

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL (SRP) Nº 56/2013

PREGÃO PRESENCIAL (SRP) Nº 56/2013 1 2 AVENTAL EM RASPA INTEIRO Avental de proteção confeccionado em raspa de couro, com emendas, com altura de 1,00m e largura de 0,60m. AVENTAL IMPERMEÁVEL Avental de segurança tipo frontal, em Trevira,

Leia mais

lábios... 3 rosto... 7 olhos... 12

lábios... 3 rosto... 7 olhos... 12 lábios... 3 rosto... 7 olhos... 12 lábios BATOM Batom com vitaminas para uma sensação suave nos lábios. Possui textura cremosa e se espalha facilmente devido a sua textura suave mantendo os lábios hidratados.

Leia mais

REGRAS OFICIAIS. 1.3. De cada lado deste quadrado será demarcada, à 7 metros da rede e paralela a esta, uma linha denominada linha da área de saque.

REGRAS OFICIAIS. 1.3. De cada lado deste quadrado será demarcada, à 7 metros da rede e paralela a esta, uma linha denominada linha da área de saque. REGRAS OFICIAIS 1. A QUADRA 1.1. A área de jogo trata-se de um retângulo de 10 metros de largura por 20 metros de comprimento. 1.2. Este retângulo será dividido na sua metade por uma rede, formando em

Leia mais

lábios... 3 rosto... 7 olhos... 11

lábios... 3 rosto... 7 olhos... 11 lábios... 3 rosto... 7 olhos... 11 lábios BATOM Batom com vitaminas para uma sensação suave nos lábios. Possui textura cremosa e se espalha facilmente devido a sua textura suave mantendo os lábios hidratados.

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO VISUAL DOS VEÍCULOS DO SERVIÇO SELETIVO DO TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO DE CAMPINAS

PADRONIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO VISUAL DOS VEÍCULOS DO SERVIÇO SELETIVO DO TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO DE CAMPINAS GPT/M008/10/R6 PADRONIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO VISUAL DOS VEÍCULOS DO SERVIÇO SELETIVO DO TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO DE CAMPINAS O presente documento estabelece os padrões de comunicação visual a serem observados

Leia mais

INSTITUCIONALIZA O UNIFORME

INSTITUCIONALIZA O UNIFORME DECRETO Nº29.482, de 03 de outubro de 2008. INSTITUCIONALIZA O UNIFORME DO PROGRAMA RONDA DO QUARTEIRÃO E MODIFICA O DECRETO Nº18.063, DE 06 DE AGOSTO DE 1986 (REGULAMENTODE UNIFORMES DA POLÍCIA MILITAR

Leia mais

Telhas GraviColor. Beleza e modernidade para o seu projeto.

Telhas GraviColor. Beleza e modernidade para o seu projeto. Telhas GraviColor Telhas e Tijolos www.telhado.com Beleza e modernidade para o seu projeto. Telhas GraviColor Estilo, inovação e qualidade. As Telhas GraviColor chegam ao mercado trazendo o rústico com

Leia mais

Prezado(a) Acadêmico(a),

Prezado(a) Acadêmico(a), MANUAL DE FORMATURA 2 Prezado(a) Acadêmico(a), Ao cumprir a integralização curricular estabelecida para seu curso, está na hora de organizar a comemoração. Para tentar facilitar esta tarefa, a FACIMP elaborou

Leia mais

Para que possam oferecer a protecção adequada os produtos deverão ser:

Para que possam oferecer a protecção adequada os produtos deverão ser: proteção facial Proteção Facial Porquê o uso de viseiras? As viseiras são concebidas para proteger os olhos e o rosto. A protecção pode ser conferida através de uma rede metálica de malha fina ou em material

Leia mais

DICAS DE UTILIZAÇÃO PARA SEU UNIFORME.

DICAS DE UTILIZAÇÃO PARA SEU UNIFORME. DICAS DE UTILIZAÇÃO PARA SEU UNIFORME. A PROPOSTA Usar uniforme pro ssional às vezes não é uma prática vista com bons olhos pelos funcionários de uma empresa. As pessoas nem sempre gostam de se sentir

Leia mais

LEI Nº. 1.940,DE 21 DE JUNHO DE 2011.

LEI Nº. 1.940,DE 21 DE JUNHO DE 2011. LEI Nº. 1.940,DE 21 DE JUNHO DE 2011. Disciplina o uso de caçambas estacionárias containers de entulhos nas vias públicas do Município de Porto Velho e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE

Leia mais

DIVISÃO DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO DVSMT PROTEÇÃO DA CABEÇA, FACE E OLHOS

DIVISÃO DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO DVSMT PROTEÇÃO DA CABEÇA, FACE E OLHOS PROTEÇÃO DA CABEÇA, FACE E OLHOS CAPACETE DE SEGURANÇA CAP1 Proteção da cabeça do usuário contra impactos provenientes de queda ou projeção de objetos. a) Casco: deve ser confeccionado em polietileno de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO CONSELHO SUPERIOR

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO CONSELHO SUPERIOR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 032/2009, de 03 de setembro de 2009. Aprova, ad referendum do Conselho Superior, as

Leia mais

ATOS DO PODER EXECUTIVO

ATOS DO PODER EXECUTIVO ESTADO DA PARAÍBA Nº 14.621 João Pessoa - Domingo, 17 de Abril de 2011 Preço: R$ 2,00 ATOS DO PODER EXECUTIVO DECRETO Nº 32.101, DE 15 DE ABRIL DE 2011 Aprova o Regulamento de Uniformes do Corpo de Bombeiros

Leia mais

O BENGALIM DO JAPÃO. O comprimento total do Bengalim do Japão, medido desde a ponta do bico à extremidade da cauda, é de 12,5 cm.

O BENGALIM DO JAPÃO. O comprimento total do Bengalim do Japão, medido desde a ponta do bico à extremidade da cauda, é de 12,5 cm. O BENGALIM DO JAPÃO Tipo e Estrutura O Bengalim do Japão é uma ave de forma compacta e robusta, não devendo, contudo parecer pesado ou gordo. A cabeça é bem proporcionada com o resto do corpo. O dorso

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO GABINETE

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO GABINETE 1 2 ANEXO I REGULAMENTO INTERNO DA UNIDADE PADRÃO VAPT VUPT DA SUPERVISÃO DE INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DA SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - SCTI FINALIDADE Art. 1º A Unidade Padrão Vapt

Leia mais

DECRETO Nº 39.034, DE FEVEREIRO DE 2006

DECRETO Nº 39.034, DE FEVEREIRO DE 2006 1 DECRETO Nº 39.034, DE FEVEREIRO DE 2006 APROVA O REGULAMENTO DE UNIFORMES DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO,

Leia mais

Linha Infantil. Disney

Linha Infantil. Disney Linha Infantil Disney Princesas Fadas Minnie Frozen Violetta Princesa Sofia Linha Box Princesas Linha Box Minnie Linha Display Violetta Linha Display Princesas Brilho Labial Princesas Ref.: 3520 Medida

Leia mais

Protocolo de automaquiagem. Protocolo para realização da técnica de automaquiagem facial dia. LIVRE - Automaquiagem

Protocolo de automaquiagem. Protocolo para realização da técnica de automaquiagem facial dia. LIVRE - Automaquiagem Protocolo de automaquiagem Protocolo para realização da técnica de automaquiagem facial dia LIVRE - Automaquiagem Um dos pontos fundamentais é saber manusear o "equipamento". Pincéis, lápis e esponjas

Leia mais

DECRETO Nº 2.557, DE 10 DE MARÇO DE 2008.

DECRETO Nº 2.557, DE 10 DE MARÇO DE 2008. DECRETO Nº 2.557, DE 10 DE MARÇO DE 2008. Altera a redação do Decreto nº 2.378, de 16 de agosto de 2006, que regulamenta a Lei Complementar nº 112, de 25 de julho de 2006, e dispõe sobre a Autorização

Leia mais

Guia de Imagem Pessoal Aeroportos Maquiagem e Cabelo. Revisão 02 Dezembro 15 Guia 2/2

Guia de Imagem Pessoal Aeroportos Maquiagem e Cabelo. Revisão 02 Dezembro 15 Guia 2/2 Guia de Imagem Pessoal Aeroportos Maquiagem e Cabelo Revisão 02 Dezembro 15 Guia 2/2 Sumário Maquiagem O Conceito Maquiagem Pele BBCream Pele Base Pele Pó facial/compacto Pele Blush Olhos Sombra Para Iluminação

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 13.281

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 13.281 Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 13.281 Estabelece normas e procedimentos para recuperação, manutenção e valorização de edifícios, obras e monumentos tombados, sujeitos ao tombamento vizinho ou identificados

Leia mais

Produtos para fazer um contorno perfeito:

Produtos para fazer um contorno perfeito: Introdução A maquiagem corretiva caiu no gosto das mulheres, e cada vez mais técnicas surgem para te ajudar na missão de afinar e ressaltar pontos estratégicos do rosto. Foi a pensar nisso que decidimos

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO VISUAL DOS VEÍCULOS DO SERVIÇO NOTURNO DO TRANSPORTE COLETIVO DE CAMPINAS CORUJÃO

PADRONIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO VISUAL DOS VEÍCULOS DO SERVIÇO NOTURNO DO TRANSPORTE COLETIVO DE CAMPINAS CORUJÃO GPT/M012/10/R4 PADRONIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO VISUAL DOS VEÍCULOS DO SERVIÇO NOTURNO DO TRANSPORTE COLETIVO DE CAMPINAS CORUJÃO O presente documento estabelece os padrões de comunicação visual a serem observados

Leia mais

Telha GraviColor. Sofisticação acima de tudo.

Telha GraviColor. Sofisticação acima de tudo. Telha GraviColor Sofisticação acima de tudo. Telhas GraviColor Estilo, inovação e qualidade. As telhas GraviColor chegam ao mercado trazendo o rústico com design inovador, dando um toque de sofisticação

Leia mais

SISTEMA GERAL DE GRADUAÇÃO

SISTEMA GERAL DE GRADUAÇÃO SISTEMA GERAL DE GRADUAÇÃO Sumário PágINA 3 INTRODUÇÃO PágINA 4 SISTEMA GERAL DE GRADUAÇÃO ANEXO Sugestão de sistema de graus para praticantes entre 4 e 15 anos Com o intuito de mais uma vez uniformizar

Leia mais

Seja Bem Vindo! Curso Automaquiagem. Carga horária: 45hs

Seja Bem Vindo! Curso Automaquiagem. Carga horária: 45hs Seja Bem Vindo! Curso Automaquiagem Carga horária: 45hs Conteúdo: Introdução História da Maquiagem Como Limpar a Pele Pincéis para a Maquiagem Preparação da Pele Primer Base Corretivo Pó Facial Blush Olhos

Leia mais

Maquiagem no sol e na academia, sim!

Maquiagem no sol e na academia, sim! 46 Março/Abril de 2011 Maquiagem no sol e na academia, comportamento iate sim! Não há restrições para o uso do make. Realçar a beleza e proteger a pele pode ser a qualquer hora do dia, em qualquer lugar

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). O PROFISSIONAL

Leia mais

DEOP DIRETORIA DE ENGENHARIA E OPERAÇÕES EPE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA MANUAL DE TUBULAÇÕES TELEFÔNICAS PREDIAIS

DEOP DIRETORIA DE ENGENHARIA E OPERAÇÕES EPE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA MANUAL DE TUBULAÇÕES TELEFÔNICAS PREDIAIS CAPÍTULO 4: CAIXAS DE SAÍDA CONDIÇÕES As caixas de saída devem ser projetadas nas tubulações secundárias nas seguintes condições: a) Nas entradas e saídas de fios telefônicos nos eletrodutos; b) Para diminuir

Leia mais

Detalhes de Maquiagem

Detalhes de Maquiagem Detalhes de Maquiagem Corretivos Para uma maquiagem perfeita o uso do corretivo é obrigatório, afinal ele corrige imperfeições como olheiras, espinhas, cravos, manchas e linhas de expressão. Bastão: De

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015. Série. Número 34

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015. Série. Número 34 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015 Série Sumário SECRETARIA REGIONAL DO AMBIENTE E RECURSOS NATURAIS Portaria n.º 50/2015 Aprova o Regulamento do Fardamento

Leia mais

1º Lição: Pele Preparar a pele para receber a maquiagem é a etapa inicial. Para isso você vai precisar de:

1º Lição: Pele Preparar a pele para receber a maquiagem é a etapa inicial. Para isso você vai precisar de: ESTUDANDO: MAQUIAGEM BÁSICA 1º Lição: Pele Preparar a pele para receber a maquiagem é a etapa inicial. Para isso você vai precisar de: Protetor solar (se a maquiagem não contiver fator de proteção FPS

Leia mais

Página 1 de 6 18 - A besta / Homem lobo Até agora, nós lidamos com variações bastante realistas da natureza humana, abusando por vezes dos detalhes. Neste capítulo, estaremos lidando com a criação de algo

Leia mais

ANEXO IX ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. Referente ao Pregão nº 038/2010

ANEXO IX ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. Referente ao Pregão nº 038/2010 ANEXO IX ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Referente ao Pregão nº 038/2010 LOTE 01: ESPECIFICAÇÕES DO ITEM 1: Blusa para usuários do sexo feminino, colarinho, com pence de busto no sentido horizontal frente e pence

Leia mais

Exposição módulo PISO CENO

Exposição módulo PISO CENO Exposição módulo PISO CENO DESCRITIVO DO CADERNO DE DESENHO 01 Página1 PISO CENO DESCRITIVO DE PROJETO para Exposição Inaugural sobre Miçangas e Adornos Indígenas OUTUBRO. 2013 MUSEU DO ÍNDIO - Fundação

Leia mais

(P 2 ) Exames de ELIMINATÓRIO Aptidão Física (P 3 ) Inspeção da. ELIMINATÓRIO Saúde (P 4 ) Avaliação. ELIMINATÓRIO Psicológica (P 5 ) Investigação

(P 2 ) Exames de ELIMINATÓRIO Aptidão Física (P 3 ) Inspeção da. ELIMINATÓRIO Saúde (P 4 ) Avaliação. ELIMINATÓRIO Psicológica (P 5 ) Investigação CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DIRETORIA DE PESSOAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NAS FILEIRAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL NA QUALIFICAÇÃO

Leia mais

!!!! CATÁLOGO DE CURSOS! 2014! 1o semestre! www.lucianamedeiros.com.br! 1

!!!! CATÁLOGO DE CURSOS! 2014! 1o semestre! www.lucianamedeiros.com.br! 1 CATÁLOGO DE CURSOS 2014 1o semestre www.lucianamedeiros.com.br 1 1) Cursos Profissionalizantes de Maquiador Formação básica e aprofundamentos - voltados para quem deseja atuar como maquiador em diferentes

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO

ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO Item Código comprasnet Qtde Mínima Qtde Máxima Unidade Descrição do Item Valor Unitário Valor mínimo Valor Máximo 01 295318 450,00 860,00 m² Paredes em gesso acartonado

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL CORPORATIVA

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL CORPORATIVA MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL CORPORATIVA Índice 1. Introdução... Pág. 3 2. A Marca Atacadão Guarujá... Pág. 3 3. Logotipo... Pág. 4 4. Símbolo... Pág. 5 5. Utilização das Figuras Corporativas... Pág. 6

Leia mais

TSA/TDA DIFUSOR PARA LUMINÁRIA TROFFER

TSA/TDA DIFUSOR PARA LUMINÁRIA TROFFER TSA/TDA DIFUSOR PARA LUMINÁRIA TROFFER TSA/TODA DIFUSORES PARA LUMINÁRIAS O conjunto de difusão de ar completamente embutido, contribui para um visual leve e sem distorções. Sua flexibilidade própria,

Leia mais

FAZ UM SMASH À ROTINA! REGRAS OFICIAIS WWW.AROUNDTHEFUTURE.PT

FAZ UM SMASH À ROTINA! REGRAS OFICIAIS WWW.AROUNDTHEFUTURE.PT FAZ UM SMASH À ROTINA! REGRAS OFICIAIS WWW.AROUNDTHEFUTURE.PT REGRAS OFICIAIS 1. O CAMPO 1.1. A área de jogo é um rectângulo de 10 metros de largura por 20 metros de comprimento. 1.2. Este rectângulo será

Leia mais

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 013/DAT/CBMSC) SINALIZAÇÃO PARA ABANDONO DE LOCAL

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 013/DAT/CBMSC) SINALIZAÇÃO PARA ABANDONO DE LOCAL ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS - DAT NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 013/DAT/CBMSC)

Leia mais

Manual de Atualização dos Móveis Make-up - Nova Iluminação Fev/08

Manual de Atualização dos Móveis Make-up - Nova Iluminação Fev/08 Manual de Atualização dos Móveis Make-up - Nova Iluminação Fev/08 bandeja de metal que fica na 1ª prateleira. Os Móveis Make-up estão passando por uma atualização. Ganharam um novo display e uma nova iluminação.

Leia mais

COMUNICADO N o 06/2015-CEV/UECE (13 de janeiro de 2015)

COMUNICADO N o 06/2015-CEV/UECE (13 de janeiro de 2015) Fundação COMUNICADO N o 06/2015-CEV/UECE (13 de janeiro de 2015) Dispõe sobre a convocação para a matrícula no Curso de Formação Profissional referente a Turma Única de Agente de Defesa Civil e dá outras

Leia mais

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO PADRÃO PARA COBERTURA DE QUADRA POLIESPORTIVA

Leia mais

Sistema Modular Alveolar Leve. Ecotelhado

Sistema Modular Alveolar Leve. Ecotelhado Sistema Modular Alveolar Leve Sistema Modular Alveolar Leve Objetivo O Sistema Alveolar tem como objetivo proporcionar, ao telhado com pouca ou sem inclinação, uma cobertura vegetada para conforto térmico

Leia mais

Diário Oficial. Estado de Mato Grosso do Sul. Secretário de Estado de Fazenda JADER RIEFFE JULIANELLI AFONSO

Diário Oficial. Estado de Mato Grosso do Sul. Secretário de Estado de Fazenda JADER RIEFFE JULIANELLI AFONSO SUPLEMENTO 11-1 0-1977 Diário Oficial Estado de Mato Grosso do Sul ANO XXXVI n. 8.810 CAMPO GRANDE-MS, SEGUNDA-FEIRA, 27 PÁGINAS GOVERNADOR ANDRÉ PUCCINELLI Vice-Governadora SIMONE TEBET Secretário de

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE SANTA CATARINA CENTRO DE ENSINO BOMBEIRO MILITAR ACADEMIA DE BOMBEIRO MILITAR

SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE SANTA CATARINA CENTRO DE ENSINO BOMBEIRO MILITAR ACADEMIA DE BOMBEIRO MILITAR SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE SANTA CATARINA CENTRO DE ENSINO BOMBEIRO MILITAR ACADEMIA DE BOMBEIRO MILITAR Caro futuro Cadete, Nós, da Academia de Bombeiro Militar

Leia mais

para o mercado de trabalho

para o mercado de trabalho Orientação Profissional para o mercado de trabalho 2 APRESENTAÇÃO O SINDEPRESTEM, através de seu Plano Diretor, tem trabalhado com responsabilidade social e dedicação empresarial na promoção de ações e

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR MEDALHA ALFERES MORAES SANTOS

ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR MEDALHA ALFERES MORAES SANTOS ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR MEDALHA ALFERES MORAES SANTOS ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DECRETO Nº 18.430 São Luís, 03 de dezembro de 2001. Regulamenta o art. 158, da

Leia mais

Mesa de centro com tabuleiro integrado

Mesa de centro com tabuleiro integrado Mesa de centro com tabuleiro integrado Vamos para a mesa Mesa de centro com tabuleiro integrado Esta mesa de centro é genial: ela dispõe de um tabuleiro para que possa mimar as suas vistas com todo o tipo

Leia mais

UNIFORMES LOCAMERICA DICAS E CUIDADOS

UNIFORMES LOCAMERICA DICAS E CUIDADOS UNIFORMES LOCAMERICA DICAS E CUIDADOS APRESENTAÇÃO No universo corporativo, as regras de conduta e comportamento são mais claras e rígidas do que na vida social. Para projetar a imagem institucional adequada,

Leia mais

ESTADO DO AMAPÁ CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS PORTARIA Nº 011 /05/CAT-CBMAP

ESTADO DO AMAPÁ CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS PORTARIA Nº 011 /05/CAT-CBMAP ESTADO DO AMAPÁ CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS PORTARIA Nº 011 /05/CAT-CBMAP Aprova a Norma Técnica nº 010/2005-CBMAP, sobre atividades eventuais no Estado do Amapá,

Leia mais

Instrução Técnica nº 25/2011 - Segurança contra incêndio para líquidos combustíveis e inflamáveis - Parte 3 Armazenamento... 625

Instrução Técnica nº 25/2011 - Segurança contra incêndio para líquidos combustíveis e inflamáveis - Parte 3 Armazenamento... 625 Instrução Técnica nº 25/2011 - Segurança contra incêndio para líquidos combustíveis e inflamáveis - Parte 3 Armazenamento... 625 SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO

Leia mais

UNIFORME DE OFICIAL R/2 (ORIENTAÇÕES)

UNIFORME DE OFICIAL R/2 (ORIENTAÇÕES) UNIFORME DE OFICIAL R/2 (ORIENTAÇÕES) PEÇA ESPECIFICAÇÃO USO AQUISIÇÃO OBSERVAÇÕES SAPATO Social preto, padrão militar, com cadarço. Preferencialmente em lojas militares Evitar uso de sapato social com

Leia mais

DESCRIÇÃO UNIFORMES BLAZER FEMININO

DESCRIÇÃO UNIFORMES BLAZER FEMININO DESCRIÇÃO UNIFORMES BLAZER FEMININO Blazer padrão alfaiataria, acinturado, modelo tradicional com três botões bolsos com lapelas. Tecido composto c/ 100% poliéster, (padrão Sanyotex ou Superior); Sanyotex:

Leia mais

Curso de Maquiagem. Profissional. Make - up para: Baladas Dia-a-dia Eventos

Curso de Maquiagem. Profissional. Make - up para: Baladas Dia-a-dia Eventos Curso de Maquiagem Profissional Make - up para: Baladas Dia-a-dia Eventos Visagismo é a arte de criar uma imagem pessoal que revela as qualidades interiores de uma pessoa, de acordo com suas características

Leia mais

clássico & delicado O Dia da Mãe não podia ser mais especial com este conjunto de bijutaria!

clássico & delicado O Dia da Mãe não podia ser mais especial com este conjunto de bijutaria! NOVO DIA DA MÃE 6 de Maio clássico & delicado O Dia da Mãe não podia ser mais especial com este conjunto de bijutaria! Conjunto de Bijutaria Conjunto de colar, 3 pendentes e 3 pares de brincos, muito versátil.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO 1 Aquisição de Equipamentos de Proteção Individual - PLANTEQ/2012

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO 1 Aquisição de Equipamentos de Proteção Individual - PLANTEQ/2012 TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO 1 Aquisição de Equipamentos de Proteção Individual - PLANTEQ/2012 1. JUSTIFICATIVA A presente aquisição justifica-se pela necessidade de atender a demanda do Projeto PLANTEQ /2012,

Leia mais

LOOK BOOK UNIFORMES. Visual Merchandising

LOOK BOOK UNIFORMES. Visual Merchandising LOOK BOOK UNIFORMES Visual Merchandising Look Book Fique por dentro de todas as peças femininas que continuam na coleção CANAL LOJA / Multiplicadora Look Book Fique por dentro de todas as peças femininas

Leia mais