Gunnebo Lifting Classic. A abrangente variedade de produtos para elevação garante alta flexibilidade em qualquer situação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gunnebo Lifting Classic. A abrangente variedade de produtos para elevação garante alta flexibilidade em qualquer situação"

Transcrição

1 Gunnebo Lifting Classic A abrangente variedade de produtos para elevação garante alta flexibilidade em qualquer situação

2 Segurança colocada à prova A Gunnebo Industries iniciou sua produção em 1764 se tornando um dos líderes mundiais na fabricação de sistemas completos de elevação. A qualidade de nossos produtos é reconhecida mundialmente e nosso objetivo é a liderança mundial em nosso mercado. A qualidade sempre será fundamental para a Gunnebo Industries e tudo que fazemos está baseado na dedicação e segurança das pessoas e da propriedade. A Gunnebo Industries é atualmente um grupo internacional em rápido crescimento com empresas localizadas nos 5 continentes. O Grupo é fornecedor em centenas de mercados através de agentes e distribuidores. Possuimos as seguintes unidades de negócios: Gunnebo Industries Elevação, Fixação, Blocos e Anti-Deslizante. A Unidade de Negócios de Elevação fornece correntes e acessórios de elevação (tais como elos de ligação, ganchos e anéis de carga), laços cabos de aço, lingas, catracas, sistemas de ancoragem e amarração de mercadorias. 2

3 Você não pode vencer o original Desde a sua fundação em 1764, a Gunnebo Industries desenvolve e produz produtos de qualidade que são considerados os melhores do mercado. Página 4 O elo com o passado é o futuro em elevação Toda nossa experiência ao longo de nossa história é usada para desenvolver novos produtos de elevação. Página 5 Sinta-se confiante em qualquer situação Nossos clientes podem se sentir absolutamente confiantes em qualquer situação. Página 6 Segurança é nossa maior prioridade Os melhores projetos e vantagens não são suficientes; a Gunnebo Industries garante maior segurança através de produtos de alta qualidade. Página 7 Utilização segura e manutenção Limites de carga de trabalho Conexões Correntes e Acessórios Peças de Reposição Mais informações Lingas mais comuns AVISO: Deixar de ler, compreender e cumprir as instruções, limites de carga de trabalho e especificações nesta publicação poderá resultar em lesões graves ou danos à propriedade. 3

4 Você não pode vencer o original Pense em Gunnebo Industries quando for escolher correntes e acessórios de elevação Elevação é o nosso negócio. Como resultado de mais de 200 anos de experiência, a Gunnebo Industries tornou-se conhecida pela qualidade, design moderno e desenvolvimento de produtos inovadores, até os menores componentes. O orgulho e confiança que a Gunnebo Industries tem em seus produtos são baseados em rigoroso sistema de qualidade e esforços exercidos para melhorar continuamente nossos processos e produtos. Código de rastreabilidade Código de rastreabilidade Identificação do fabricante (H32) Referência, dimensão da peça e grau Todos os acessórios tem, gravado, o nome do fabricante Gunnebo Industries ou G-R (Gunnebo Industries Ramnäs). Gunnebo Industries seu parceiro em elevação segura As correntes e acessórios são fabricados com uma liga de aço tratado e temperado, garantindo alta resistência, baixo peso, grande resistência ao desgaste e vida longa. Todos os acessórios Gunnebo Industries Classic estão uniformemente marcados com a medida da corrente correspondente, grau, designação e identificação do fabricante para uma identificação segura. É fácil ver a diferença entre um acessório Gunnebo Industries original e as cópias, veja a figura acima para identificar as características dos Acessórios Gunnebo Industries. Lembre-se que não é apenas a cor amarela que identifica o produto de qualidade. Certifique-se de obter o original certifique-se de obter Gunnebo Industries. Gunnebo Industries Classic é mais do que apenas um sistema de lingas de corrente. É um conceito total de elevação para elevação pesada. Nossas correntes e acessórios são projetados para proporcionar mais flexibilidade, mais opções para atender uma situação de elevação que envolve lingas quer seja corrente, cabo de aço ou cintas de poliéster. 4

5 O elo com o passado é o futuro em elevação O Gancho de Segurança BK é um dos muitos produtos criados pela Gunnebo Industries. Quando foi lançado há cerca de 30 anos, o Gancho de Segurança BK aumentou significativamente a segurança no mundo inteiro. A nova geração de ganchos de segurança Griplatch (OBK/GBK) fornece uma versão mais compacta do já bem conhecido gancho-bk. O modelo Griplatch oferece melhor estabilidade lateral e o gancho é mais leve. Mais uma vez, a inovação da Gunnebo Industries mostra o melhor caminho. Desenvolvimento contínuo Sinta-se confiante em qualquer situação Sabemos quanto é importante sentir-se confiante em qualquer situação garantimos isso tendo controle total do processo desde a matéria-prima até o produto final. A cooperação íntima que temos com os nossos fornecedores de aço garante que a matéria prima atenda nossa especificação rigorosa. Contamos com nossa própria fábrica de corrente bem como forjaria e ferramentaria especializada para acessórios e anéis de carga. Nós trabalhamos próximos aos nossos clientes no mundo inteiro e temos a aprovação oficial das principais autoridades nacionais e internacionais, incluindo MOD, NATO, BG e muitos outros. As correntes de elevação Grau 10 Gunnebo Industries são fabricadas e testadas de acordo com as exigências das normas EN e ISO. A Gunnebo Industries é certificada pela Lloyd s (LRQA) para garantia de qualidade da EN ISO 9001:2000. Nosso sistema de gerenciamento de qualidade atende todos os aspectos de produção, da matéria-prima ao produto final. A aprovação LRQA para os nossos sistemas inclui projeto, desenvolvimento, fabricação, marketing e distribuição de correntes e acessórios. A Gunnebo Industries foi premiada com a certificação ambiental conforme ISO 14001:1996 pelo Lloyd s Register. Fornecemos certificações de ensaios das correntes e acessórios mediante solicitação. Os nossos ganchos de segurança preenchem muitos requisitos importantes. Um exemplo é que a carga permanece fixa no gancho. A trava fecha automaticamente quando o gancho é carregado. O gancho não abre acidentalmente quando está carregado. Os nossos Ganchos de Segurança são projetados para o trabalho. É fácil operar o gatilho de segurança mesmo com luvas de trabalho. Ele permanecerá aberto deixando ambas a mãos livres para se acoplar a carga ao gancho. Disponibilizamos Ganchos de Segurança para Limites de Carga de Trabalho de até 25 toneladas. -Certificado de aprovação 5

6 Ensaio de carga de ruptura É verificada a Carga de Ruptura (Breaking Force - BF) em cada componente. O valor obtido deve ser no mínimo igual ao valor da Carga Mínima de Ruptura (Minimum Breaking Force - MBF). O valor MBF é igual ao Limite de Carga de Trabalho (Working Load Limit - WLL) multiplicado pelo fator de segurança. Ensaio de fadiga São realizados ensaios de fadiga em máquinas de esforços dinâmicos repetidos, para simular condições severas de trabalho. A Segurança é nossa maior prioridade Somos conhecidos como o fabricante de qualidade nº 1 do mundo, nosso controle de qualidade sistemático em todos as etapas do processo, da matéria-prima ao produto final, garante um alto nível de segurança e longa vida útil. Tipos de ensaios Para aprovar o projeto, o material, o tratamento térmico e o método de fabricação, cada dimensão do acessório e da corrente, na condição acabada, é testada, para demonstrar que o acessório e a corrente possuem as propriedades mecânicas necessárias. Ensaios durante a fabricação Durante a fabricação são executados ensaios contínuos em atendimento aos requisitos de nossas especificações e das últimas normas internacionais. Os procedimentos de ensaios descritos a seguir são particularmente importantes: Carga de prova Cada acessório e sua conexão com a corrente são testados para o nível de Carga de Prova de Fabricação (Manufacturing Proof Force - MPF) antes da entrega. O nível de MPF é igual a 2,5 vezes o WLL igual a 62,5% da Carga Mínima de Ruptura. Ensaio / inspeção não-destrutivos 3% dos produtos de cada lote produzido de componentes forjados são submetidos a ensaio de partícula magnética ou líquido penetrante. É realizada inspeção visual em cada elo de corrente e cada componente forjado para detectar defeitos. Ensaio de ruptura e ensaio de alongamento final Durante a fabricação são testadas amostras e são verificados o valor da Carga Mínima de Ruptura e o alongamento total final. Curvatura de deflexão Durante a fabricação da corrente e seus elos, são recolhidas amostras e é verificada a curva mínima de deflexão. Controle dimensional Os seguintes procedimentos de testes são especialmente importantes: Teste de deformação É aplicada e removida a Carga de Prova de Fabricação (Manufacturing Proof Force - MPF) para a dimensão relevante do acessório. As dimensões após a aplicação da carga não devem se alterar mais do que a tolerância admitida, prescrita em nossas especificações e em padrões internacionais. Cada componente individual é inspecionado e submetido a teste de carga. 6

7 Gráfico de força Corrente Grau 8, tipo KL % de Força de Ruptura min Força de Ruptura Mínima Força de Carga de Prova Limite de Carga de Trabalho, fator de segurança 4:1 d nom (mm) Carga de Trabalho Limite Carga de Prova Carga Mínima (toneladas) de Fabricação (kn) de Ruptura (kn) 6 1,12 28,3 45,2 7 1,5 38,5 61,6 8 2,0 50,3 80,4 10 3,15 78, , , , , , , , De acordo com a EN % de alongamento Máquina de solda de corrente Teste de carga de ruptura e alongamento total da corrente 7

8 Projeto otimizado dos ganchos de segurança A fim de oferecer ao nosso cliente maior valor agregado a Gunnebo Industries otimizou o projeto dos ganchos de segurança. Eles possuem novas formas e características proporcionando máxima segurança e facilidade de manuseio e utilização. As marcações foram gravadas na trava de segurança, tornando-as claras e nítidas, minimizando o seu desgaste. Um limitador na peça evita que a trava se mova para trás, provocando a abertura, minimizando o risco de lesões Menor força sobre o pino de retenção em caso de carga na parte posterior (uso indevido). A trava e o gancho foram otimizados para encaixe perfeito. A folga entre o gancho e a trava também foi minimizada. Não há cantos afiados no gancho tipo OBK, o que é especialmente importante ao trabalhar com cintas têxteis. A proteção do gatilho minimiza o risco de danificar o dispositivo de travamento. Sinta-se confiante em qualquer situação Foto: Cortesia do National Science Foundation, USA 8

9 Uso e manutenção seguros Esta seção visa fornecer recomendações e explicar as dúvidas mais comuns sobre elevação com lingas. Para mais recomendações sobre problemas específicos de elevação entre em contato com seu distribuidor Gunnebo Industries. Lembre-se sempre: Nunca utilize uma linga de corrente sem treinamento profissional. Cuide de sua linga de corrente, utilize-a adequadamente e inspecione-a regularmente. Os produtos Gunnebo Industries garantem longa vida útil, elevação segura e eficiente. Recomendações gerais Mantenha um registro de todas as lingas em uso. Certifique-se que a linga de corrente seja a que foi solicitada e que todos os acessórios e a corrente estejam marcados com a identificação da Gunnebo Industries. Certifique-se que o certificado de fabricação e a declaração de conformidade da CE estejam em ordem. Certifique-se que a identificação e o limite de carga de trabalho na etiqueta de identificação da linga correspondam às informações no certificado. Certifique-se que todos os detalhes de todas as lingas de corrente sejam registrados. Certifique-se que o pessoal que utiliza as lingas de corrente recebeu instrução e treinamento adequados. Proteja-se e aos outros Verifique o valor da carga e seu centro de gravidade. Certifique-se que o mesmo possa mover-se e que nenhum obstáculo obstrua a elevação. Prepare o local de descarga. Nunca use uma linga sem uma etiqueta legível da carga válida. Nunca sobrecarregue uma linga e evite carga de choque. Nunca use uma configuração inadequada de linga. Nunca use uma linga desgastada ou danificada. Nunca suba ou fique sobre a carga. Nunca fique sob uma carga suspensa. Leve em consideração que a carga pode balançar. Cuidado com seus pés e dedos durante a carga e a descarga. Nunca use uma linga em condições ácidas. Método de conexão Uma linga de corrente é geralmente conectada à carga e ao guindaste por meio de conexões terminais tais como ganchos e elos. As correntes não devem ter torções ou nós. O ponto de elevação deverá estar bem assentado em um gancho, nunca na ponta ou calçado na abertura; o ganho deverá ficar livre para se inclinar em qualquer direção a fim de evitar dobras. Pelo mesmo motivo, o elo principal deverá ficar livre para se inclinar em qualquer direção no gancho em que estiver encaixado. A corrente pode ser passada sob ou através da carga para formar uma amarração em forca ou amarração em cesto. Onde necessário, devido ao perigo de inclinação da carga, usar mais que uma perna de linga de corrente em uma amarração em cesto que deverá ser feita, preferivelmente, junto com um balancim de elevação. Proteja a corrente com um revestimento apropriado caso hajam extremidades cortantes. Ao usar uma linga em uma amarração em forca, permita que a corrente assuma sua angulação sem forçá-la para baixo. Deixe que a corrente assuma seu ângulo natural Antes de usar Verifique a corrente e acessórios verificando desgastes, entalhes, rachaduras, rupturas, fissuras, alongamento, dobramento, respingo de solda, descoloração por temperatura excessiva e abertura dos ganchos. A articulação entre corrente, acessórios e elos deve ser livre. Quando houver travas nos ganchos, estas deverão trabalhar livremente e se assentar adequadamente sem evidência de distorção permanente. Manutenção Uma inspeção completa deve ser feita no mínimo a cada 12 meses, ou mais frequentemente de acordo com as normas do local, tipo de uso e experiência passada. 1. Devem ser substituídas as correntes com elos deformados, com rachaduras ou fissuras, assim como qualquer acessório, como anéis deformados, ganchos abertos ou qualquer outro elemento que demonstre sinais de danos. 2. O desgaste da corrente e acessórios não deverá exceder em qualquer ponto, 10% das dimensões originais. O desgaste máximo de 10% é definido como a redução do diâmetro médio medido nas duas direções. dn = diâmetro nominal A A... d1 + d2 > 0,9 dn 2 3. As lingas de correntes que foram sujeitas a sobrecarga devem ser retiradas de serviço. 4. Use sempre corrente original, acessórios, pinos de carga e peças sobressalentes Gunnebo Industries Classic, em toda a linga. A - A d1 d2 9

10 Uso e manutenção seguros As pernas das lingas de corrente podem ser conectadas à carga de várias maneiras a) Perna reta Neste caso os terminais inferiores são conectados diretamente aos pontos de ligação. A escolha do gancho e do ponto de ligação deverá ser tal, que a carga seja transportada no colo e o esforço na ponta do gancho seja evitado. No caso de lingas de corrente de pernas múltiplas as pontas dos ganchos devem apontar para fora, a menos que os ganchos sejam especialmente projetados para serem usados de outro modo. b) Amarração em forca Neste caso as pernas das lingas de corrente são passadas através ou sob a carga e o terminal inferior é fixado atrás ou amarrado na corrente. Portanto, este método pode ser usado onde não houver disponibilidade de pontos de ligação adequados e possui a vantagem adicional que as pernas das lingas de corrente tendem a amarrar a carga ao mesmo tempo. Aviso ao empregar amarração em forca o limite de carga de trabalho (WLL) da linga de corrente não deverá exceder 80% do limite indicado (se não for utilizado o ganho de enforcamento tipo LK). c) Amarração em cesto A corrente é passada através ou sob a carga. Os terminais inferiores são conectados diretamente ao anel da carga ou no gancho do guindaste. Geralmente este método exige duas ou mais pernas de lingas de corrente e não deve ser usado para cargas que não são mantidas juntas. Pode-se usar uma única perna de linga de corrente, onde a geometria da carga permitir, desde que a linga passe através da carga diretamente acima do centro de gravidade. Amarração em forca Amarração em forca com duas pernas Exemplos de amarração em cesta. 10

11 Cargas de trabalho e ângulos de carga Limites de Carga de Trabalho (toneladas) Conforme a Norma EN 818-4:1996 Anéis principais recomendados para uso com lingas de corrente Corrente dimensão (mm) Carga (toneladas) 1 perna Anel Principal M/MF 2 pernas Carga (toneladas) ß 0-45º ß 45-60º α 0-90º α º Anel Principal M/MF 3 & 4 pernas Carga (toneladas) ß 0-45º ß 45-60º α 0-90º α º Anel Principal MT*/MTC Linga sem fim em cesto Carga (toneladas) Fator de Carga * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * Nota: Fator de segurança 4:1. Os limites acima se referem às condições normais de uso com lingas de correntes igualmente carregadas. Condição de carga assimétrica Para casos de distribuição desigual da carga pelas lingas de corrente, recomendamos que a Carga de trabalho limite seja calculada como descrito a seguir: Lingas de 2 pernas são calculadas como se correspondessem a lingas de 1 perna. Lingas de 3 e 4 pernas são calculadas como se correspondessem a lingas de 2 pernas. Condições para temperaturas extremas Para lingas de correntes Grau 8, a temperatura em serviço da corrente inteira ou parte dela afeta o Limite de Carga máxima de Trabalho da seguinte forma: Temperatura da linga 40 C a +200 C +200 C a +300 C 10% +300 C a +400 C 25% Redução na Carga de Trabalho Limite Nenhum Ambiente severo As correntes e acessórios de grau 8 não devem ser utilizadas em condições alcalinas ou ácidas. Para utilizar-se de equipamentos de grau 8 em situações de trabalho ou ambientes sujeitos a corrosão, devem ser feitos exames meticulosos regularmente nas condições do material. Em caso de dúvida, consulte o seu distribuidor. Anéis principais recomendados para uso com lingas têxteis conforme a Norma EN 1492 Ao voltar para a temperatura normal, a linga recupera completamente a sua capacidade. As lingas de corrente Grau 8, não devem ser utilizadas acima ou abaixo desses limites de temperatura. Nota: A galvanização ou revestimento da corrente só poderá ser efetuada sob controle do fabricante. Tamanho mm Carga de Trabalho (toneladas) 1 perna Anel Principal M/MF 2 pernas Carga (toneladas) ß 0-45º ß 45-60º α 0-90º α º Anel Principal M/MF 3 & 4 pernas Carga (toneladas) ß 0-45º ß 45-60º α 0-90º α º Anel Principal MT Carga de Trabalho (toneladas) Linga em cesto Anel Principal x2 M/MF 1T 1, ,4 1, ,1 1, , T 2, ,8 2, ,2 3, , T 3, ,2 3, / ,3 4, , T 4, ,6 4, ,4 6, , T 5, / ,0 5, ,5 7, , / T 6, ,4 6, ,6 9, , T 8, ,2 8, / ,8 12, , T 10, ,0 10, ,0 15, , Para conexões com acoplamento SKR 11

12 Cargas de trabalho e ângulos de carga Anéis principais recomendados para uso com cabos de aço com alma de fibra Diâmetro do cabo (mm) Carga (toneladas) 1 perna Anel principal (M/MF) 2 pernas Carga (toneladas) ß 0-45 ß α 0-90 α Anel principal (M/MF) 3 & 4 pernas Carga (toneladas) ß 0-45 ß α 0-90 α Anel principal MT Carga (toneladas) Linga sem fim em cesto 8 0, ,95 0, ,50 1, , , ,50 1, ,25 1, , , ,12 1, ,30 2, , , ,00 2, ,35 3, , , ,85 2, ,65 4, , , ,80 3, ,20 5, , , ,00 4, ,00 6, , , ,20 5, ,00 7, , , ,80 6, ,50 9, , , ,00 7, ,00 11, , , ,80 8, ,00 12, , , ,00 11, ,50 16, , , ,00 14, ,00 21, , , ,50 17, ,00 26, , , ,00 21, ,00 31, , , ,00 25, ,00 37, ,00 Anéis principais recomendados para uso com cabos de aço com alma de aço Diâmetro do cabo (mm) Carga (toneladas) 1 perna Anel principal (M) 2 pernas Carga (toneladas) ß 0-45 ß α 0-90 α Anel principal (M) 3 & 4 pernas Carga (toneladas) ß 0-45 ß α 0-90 α Anel principal MT Carga (toneladas) Linga sem fim em cesto 8 0, ,05 0, ,55 1, , , ,60 1, ,40 1, , , ,30 1, ,55 2, , , ,15 2, ,80 3, , , ,20 3, ,30 4, , , ,20 3, ,80 5, , , ,50 4, ,80 6, , , ,80 5, ,80 8, , , ,40 6, ,00 10, , , ,00 7, ,50 11, , , ,50 9, ,00 13, , , ,50 11, ,00 17, , , ,00 15, ,50 22, , , ,00 18, ,00 28, , , ,50 22, ,00 33, , , ,00 26, ,00 40, ,00 12

13 Conexões Elos de ligação tipo G Os elos tipo G da Gunnebo Industries são universais. Eles podem ser usados com corrente, anéis, ganchos e outros acessórios de conexão e também com cabos de aço. Os elos tipo G da Gunnebo Industries possuem uma superfície suave para evitar travamentos. A bucha de retenção para serviços pesados com sua mola inoxidável e corte quadrado é bem protegida e garante alta confiabilidade e segurança. Os elos tipo G da Gunnebo Industries estão disponíveis para Carga Máxima de Trabalho de até 32 toneladas. Ligação direta a conexões tipo clevis As conexões tipo clevis da Gunnebo Industries são projetadas para facilitar a conexão direta das correntes sem elos de ligação intermediários. Os elos de ligação clevis estão disponíveis para uma Carga Máxima de Trabalho de até 12,5 toneladas. Berglok Os Elos de Ligação Berglok são a prova de erros, pois foram projetados para aceitar apenas a corrente e os acessórios corretos. O projeto evita travamentos. Os elos de ligação Berglok estão disponíveis para Carga Máxima de Trabalho de até 11,5 toneladas. O sistema SK Uma gama de componentes especializados de aço alloy grau 8 para uma montagem segura e fácil de lingas de elevação baseada em correntes, cabos de aço e cintas de poliéster. O sistema SK está disponível para uma Carga Máxima de Trabalho de até 12,5 toneladas. 13

14 Corrente e acessórios Anel tipo, M conforme a Norma EN1677-4, projetado para uso com corrente ou cabo de aço Carga (toneladas) * Peso Código ß 0 45 L B D aprox. kgs M M M M M M M M M M M M M M M-90T M-100T M-125T-10 ** Anel tipo, MF conforme a Norma EN1677-4, desenhado para uso com corrente ou cabo de aço Carga (toneladas) * Peso Código ß 0 45 L B D aprox. kgs MF-6-10 *** MF *** MF *** MF *** ,5 MF *** MF *** MF *** Anel tipo, MT conforme a Norma EN1677-4, desenhado para uso com corrente ou cabo de aço Carga (toneladas) * Peso Código ß 0 45 L1 L B D I b d aprox. kgs MT-6-10 *** MT-8-10 *** ,1 MT *** MT *** MT *** MT *** MT MT MT * Se utilizados para corrente, verifique os valores correspondentes da Carga na tabela de Cargas conforme a Norma EN Fator de segurança 4:1. ** Dimensões L e B não conforme norma pren *** Com rebaixo para uso com Elo de Ligação tipo BL. 14

15 Corrente e acessórios Anel tipo, MTC conforme a Norma EN1677-4, desenhado para uso com corrente Carga (toneladas) * Peso Código ß 0 45 L1 L B D I b d aprox. kgs MTC-6-10 *** MTC-8-10 *** MTC *** MTC *** MTC *** MTC *** MTC * Se utilizados para corrente, verifique os valores correspondentes da Carga na tabela de Cargas conforme a Norma EN Fator de segurança 4:1 ** Dimensões L e B não conforme norma pren *** Com rebaixo para uso com Elo de Ligação tipo BL. Anel tipo O Acoplar a corrente com Elo de Ligação tipo G Carga (toneladas) * corrente mm aprox. Código 1 perna 2 pernas L B D kgs O O , O , O O O O O O , O O O O O O Anel tipo OT Acoplar a corrente com Elo de Ligação tipo G Carga corrente mm aprox. Código (toneladas) * 3- o 4-leg L1 L B D l b d kgs OT OT , OT OT OT OT OT OT OT * Fator de segurança 4:1 15

16 Corrente e acessórios Corrente KLB Dim. (mm) Peso Carga aprox. Código toneladas* D P W 1 kgs/m KLB-6-8E KLB-7-8E KLB-8-8E KLB-10-8E KLB-13-8E KLB-16-8E KLB-19-8E KLB-22-8E KLB-26-8E KLB-32-8E Elo de Ligação G Código toneladas* mm L B G E kgs G G-7/ , G G G G-18/ G G G Elo de Ligação Berglok tipo BL Código toneladas* mm L B G H kgs BL BL-7/ , BL BL BL BL Gancho de Segurança tipo OBK com trava Código toneladas* mm L B E F G H kgs OBK OBK-7/ , OBK OBK OBK OBK-18/ OBK * Fator de segurança 4:1 16

17 Corrente e acessórios Gancho de segurança GBK com trava Código toneladas* mm L B G H kgs GBK-7/ , GBK GBK GBK Gancho de segurança BK Código toneladas* mm L B E F G H kgs BK BK-7/ , BK BK BK BK-18/ BK BK BK Gancho de segurança BKG Código toneladas* mm L B G H kgs BKG-7/ , BKG BKG BKG BKG-19/ Gancho Haste de Segurança tipo BKT Dim. (mm) Peso Carga aprox. Código toneladas* L B L1 D dmin G H kgs BKT BKT-7/ BKT BKT BKT d min =a menor dimensão da haste após usinagem. Nota! Depois de usinar a haste deve-se efetuar a carga de teste. * Fator de segurança 4:1 17

18 Corrente e acessórios Gancho Giratório de Segurança tipo BKL Código toneladas* mm L B C E F G H kgs BKL BKL-7/ , BKL BKL BKL BKL-18/ Gancho de segurança giratório com rolamento BKLK Código toneladas* mm L B C E F G H kgs BKLK BKLK-7/ , BKLK BKLK BKLK BKLK-18/ Gancho de segurança giratório Clévis BKH Código toneladas* mm L B K G H kgs BKH BKH-7/ , Gancho olhal EKN com trava F Código toneladas* mm L B E F G H kgs EKN EKN-7/ , EKN EKN EKN EKN-18/ , EKN EKN EKN * Fator de segurança 4:1 18

19 Corrente e acessórios Gancho olhal EK Código toneladas* mm L B E F G H kgs EK EK-7/ , EK EK EK EK-18/ / EK EK EK Gancho Clévis EGK/GK Código toneladas* mm L B G H kgs EGK/GK-7/ , EGK/GK EGK/GK EGK/GK EGK/GK-19/ Gancho Clévis EGKN/GKN Código toneladas* mm L B G H kgs EGKN/GKN-7/ , EGKN/GKN EGKN/GKN EGKN/GKN EGKN/GKN-19/ Gancho de Fundição OKE Código toneladas* mm L B E F G H kgs OKE-7/ , OKE OKE OKE OKE-18/ OKE OKE * Fator de segurança 4:1 19

20 Corrente e acessórios Gancho giratório com trava LKN Código toneladas* mm L B C E F G H kgs LKN-7/ , LKN LKN LKN Gancho Giratório com Trava de Segurança e Rolamento LKNK Código toneladas* mm L B C E F G H kgs LKNK-7/ , LKNK LKNK LKNK Gancho Clevis Giratório LKNG Código toneladas* mm L B C F G H M kgs LKNG * Fator de segurança 4:1 20

Correntes de Elevação - Componentes de Elevação

Correntes de Elevação - Componentes de Elevação Correntes de Elevação - Componentes de Elevação GrabiQ Informações Técnicas :1 - :4 Corrente GrabiQ Grau 10 :5 Anel GrabiQ :6 Anel de carga :6 - :8 Elo de ligação tipo G :9 Elo de ligação CG CGD :9 Elo

Leia mais

Cintas de Poliéster para Elevação e Amarração de Cargas

Cintas de Poliéster para Elevação e Amarração de Cargas Cintas de Poliéster para Elevação e Cintas de Poliéster para Elevação e A Gunnebo Industries, líder mundial em soluções para elevação e amarração de cargas, apresenta neste catálogo sua linha de Cintas

Leia mais

Amarração e Transporte

Amarração e Transporte Amarração e Transporte 5:8 Amarração Tensionador de Corrente, GT 6:2-6:4 Amarração 1-10 toneladas 6:5 Amarração para Máquinas de Construção 6:6 Informações Técnicas Uso Seguro e Manutenção 6:7-6:8 Propriedades

Leia mais

Elevação com Poliéster

Elevação com Poliéster Elevação com Poliéster Elevação Informações Técnicas :2 - :4 Carga Máxima de Trabalho : Laço Redondo :6 - :7 Proteção para Cintas :8 Cintas Planas :9-:10 Cinta para Reboque :11 Cintas Planas com Olhais

Leia mais

Blocos para Elevação Johnson

Blocos para Elevação Johnson Blocos para Elevação Johnson Moitões Patescas Blocos para a Indústria Petrolífera Destorcedores Bolas Construção 6:10 Todas as medidas em mm Blocos Patescas 7:2-7:3 Bloco Derrick, Galvanizado 7:3 Destorcedor,

Leia mais

Corrente $PSSFOUF t $PSSSFOUF EF 4FHVSBOÎB

Corrente $PSSFOUF t $PSSSFOUF EF 4FHVSBOÎB Informações técnicas 4:2-4:3 Corrente de elo curto, GrabiQ 4:4 Corrente de elo curto, KLB, Classic 4:5 Corrente de elo médio, ML, Grau 8 4:6 Corrente de elo longo, LL, Grau 8 4:6 Corrente de elo curto,

Leia mais

MANUAL DO PROPRIETÁRIO

MANUAL DO PROPRIETÁRIO MANUAL DO PROPRIETÁRIO TVK - TVKH Rua Wenceslau Prodo, 181, Jardim Carvalho, Colombo Paraná. CEP: 83402-125 Fone: + 55 41 3201-8000 Fax: 55 41 3201-8080 seyconel@seyconel.com.br www.seyconel.com.br ÍNDICE

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO TALHAS E TROLES MANUAIS

MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO TALHAS E TROLES MANUAIS MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO TALHAS E TROLES MANUAIS TALHAS ELÉTRICAS GUINCHOS DE ALAVANCA TALHAS COM ACIONAMENTO MANUAL 1) NORMAS UTILIZADAS: NBR 10401 e 10402 Especificação: Fixa as condições exigíveis

Leia mais

Olhal soldável VLBS Elevação e amarração de cargas Cumpre as diretrizes de maquinaria 2006/42/EG C F T D E T I Articulação 180 G B A H Descrição Carga de trab. (t) Dimensões (mm) Solda Peso O VLBS forjado

Leia mais

LINGAS DE CORRENTES DE GRAU-8

LINGAS DE CORRENTES DE GRAU-8 LINGAS DE CORRENTES DE GRAU-8 www.seyconel.com.br +55 41.3201.8000 Rua Wenceslau Prodo, 181 Jardim Carvalho 83.402-125 - Colombo - Paraná seyconel@seyconel.com.br www.seyconel.com.br Fone: +55 41.3201.8000

Leia mais

anos Empresa Certificada NBR ISO 9001 Abril 2014 www.qualityfix.com.br 11 4463-7950 DIREITOS RESERVADOS PROIBIDA A CÓPIA E REPRODUÇÃO SEM AUTORIZAÇÃO

anos Empresa Certificada NBR ISO 9001 Abril 2014 www.qualityfix.com.br 11 4463-7950 DIREITOS RESERVADOS PROIBIDA A CÓPIA E REPRODUÇÃO SEM AUTORIZAÇÃO Empresa Certificada Abril 2014 DIREITOS RESERVADOS PROIBIDA A CÓPIA E REPRODUÇÃO SEM AUTORIZAÇÃO EDIÇÃO ESPECIAL t Entrega o teu caminho ao Senhor; confia n Ele, e Ele tudo fará. Sl.37:5' UV T es www.qualityfix.com.br

Leia mais

Blocos para elevação Johnson

Blocos para elevação Johnson Blocos para elevação Johnson Blocos Johnson Moitões 6:2 Patescas 6:3-6:6 Derrick block, galvanizado 6:6 Bloco para Indústria Petrolífera 6:7 Destorcedores 6:7 Polias para cabo de aço 6:8 Soquetes cunha

Leia mais

Marcação máxima. Observar as informações na placa de características. II 1/2 G. Ex d + e/d IIC Ga/Gb I M 1. Ex d + e I Ma. Certificado Conformidade

Marcação máxima. Observar as informações na placa de características. II 1/2 G. Ex d + e/d IIC Ga/Gb I M 1. Ex d + e I Ma. Certificado Conformidade s relativas às instruções Ao trabalhar em zonas com risco de explosão, a segurança de pessoas e equipamentos depende do cumprimento dos regulamentos de segurança relevantes. As pessoas que são responsáveis

Leia mais

QUALITY FIX DO BRASIL INDÚSTRIA, COMÉRCIO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. MANUAL DO USUÁRIO

QUALITY FIX DO BRASIL INDÚSTRIA, COMÉRCIO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO CINTAS QUALITY FIX Condições gerais de segurança... 4 As cores na movimentação... 5 Fator de Segurança... 5 A etiqueta azul de rastreabilidade... 6 Dicas de movimentação... 6 Certificado

Leia mais

Manilha Green Pin Standard ABNT NBR13545 3:2. Manilha Green Pin Standard Grau 6 3:3-3:6. Manilha Green Pin Heavy Duty Grau 8 3:7

Manilha Green Pin Standard ABNT NBR13545 3:2. Manilha Green Pin Standard Grau 6 3:3-3:6. Manilha Green Pin Heavy Duty Grau 8 3:7 Manilhas & Outros Manilhas Manilha Green Pin Standard ABNT NBR13545 3:2 Manilha Green Pin Standard Grau 6 3:3-3:6 Manilha Green Pin Heavy Duty Grau 8 3:7 Manilha Green Pin Sling Wide Body Grau 8 3:8 Manilha

Leia mais

By Columbus McKinnon

By Columbus McKinnon By Columbus McKinnon DICAS PARA OPERAR CARGA COM SEGURANÇA. Estudar o Manual do Fabricante, mesmo que você seja um operacor experiente em movimentacão de cargas. Manter sempre a talha centralizada sobre

Leia mais

PNEUMÁTICA. Enroladores de mangueiras e de cabos. Desempenho superior, design durável e facilidade de uso

PNEUMÁTICA. Enroladores de mangueiras e de cabos. Desempenho superior, design durável e facilidade de uso PNEUMÁTICA Enroladores de mangueiras e de cabos Desempenho superior, design durável e facilidade de uso 2 Para uso profissional em ambientes industriais. Satisfação das necessidades dos ambientes de trabalho

Leia mais

Uso de ferramentas. Um aprendiz de mecânico de manutenção. Ferramentas de aperto e desaperto

Uso de ferramentas. Um aprendiz de mecânico de manutenção. Ferramentas de aperto e desaperto A U A UL LA Uso de ferramentas Um aprendiz de mecânico de manutenção verificou que uma máquina havia parado porque um parafuso com sextavado interno estava solto. Era preciso fixá-lo novamente para pôr

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO TRANSPALETE HIDRÁULICO MANUAL

MANUAL DE INSTRUÇÃO TRANSPALETE HIDRÁULICO MANUAL TERMOS DE GARANTIA I - PRAZO DE GARANTIA 1. A Marcon Indústria Metalúrgica Ltda. dispõe de garantia do produto pelo prazo de 06 (seis) meses (já inclusa a garantia legal referente aos primeiros noventas

Leia mais

Instruções de Montagem / Operação / Manutenção. Porta de Explosão

Instruções de Montagem / Operação / Manutenção. Porta de Explosão Intensiv-Filter do Brasil Ltda. Av. Água Fria, 648 - Sala 01 CEP 02332.000 - Santana - São Paulo - Brasil Fone: +55 11 6973-2041 / Fax: +55 11 6283 6262 e-mail: intensiv@intensiv-filter.com.br Instruções

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES Barramento Elétrico Blindado KSL70 STEMMANN INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. Avenida Stemmann N 204 Bairro Tanque Porto Feliz SP Brasil 18540-000 Fone 55 15 3261-9190 Fax 55 15 3261-9191

Leia mais

Tecnologia e Segurança em Movimentação e Elevação de Cargas

Tecnologia e Segurança em Movimentação e Elevação de Cargas Tecnologia e Segurança em Movimentação e Elevação de argas Nossas parcerias com os mais renomados fabricantes mundiais permitem soluções completas garantindo qualidade e segurança na elevação de sua carga.

Leia mais

MTS Criterion Série 60

MTS Criterion Série 60 MTS Criterion Série 60 Instruções para Levantamento e Movimentação 100-238-533 A Informações sobre Direitos Autorais Informações sobre Marca Registrada Informação Proprietária Validação e verificação do

Leia mais

Seção 9 Cilindros e protetores/reservatórios do cárter

Seção 9 Cilindros e protetores/reservatórios do cárter Seção 9 Cilindros e protetores/reservatórios do cárter Página CILINDROS... 150 Inspeção e medição... 150 Retificação de cilindros... 150 Acabamento... 151 Limpeza... 151 MANCAIS DE MOTOR... 152 Mancal

Leia mais

MANUAL TÉCNICO TUBO EQUIPADO

MANUAL TÉCNICO TUBO EQUIPADO MANUAL TÉCNICO TUBO EQUIPADO Andaime Tubo Equipado...03 Acessórios...04 Modos e Pontos de Ancoragem...05 Dicas Importantes...07 Acesso dos Andaimes...08 Informações de Segurança...09 Fotos Obras...10 Atualização

Leia mais

By Columbus McKinnon

By Columbus McKinnon By Columbus McKinnon DICAS PARA OPERAR CARGA COM SEGURANÇA. Estudar o Manual do Fabricante, mesmo que você seja um operacor experiente em movimentacão de cargas. Manter sempre a talha centralizada sobre

Leia mais

Índice. 1. Advertência. 2. Características técnicas. 3. Aplicações. 4. Estrutura. 5. Instruções de uso e operação. 6. Manutenção.

Índice. 1. Advertência. 2. Características técnicas. 3. Aplicações. 4. Estrutura. 5. Instruções de uso e operação. 6. Manutenção. MODELO: BYG AR 1533 Índice 1. Advertência. 2. Características técnicas. 3. Aplicações. 4. Estrutura. 5. Instruções de uso e operação. 6. Manutenção. 7. Diagrama elétrico. 8. Diagrama hidráulico. 9. Peças

Leia mais

Dispositivo de ancoragem com braço giratório SkyORB TM

Dispositivo de ancoragem com braço giratório SkyORB TM Dispositivo de ancoragem com braço giratório SkyORB TM Descrição O Miller SkyORB TM é um dispositivo de ancoragem portátil com braço giratório especialmente projetado para sistemas de elonamento, carregamento/

Leia mais

Tecnologia em segurança para elevação e amarração de cargas

Tecnologia em segurança para elevação e amarração de cargas Tecnologia em segurança para elevação e amarração de cargas 1 2 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 4-5 PRODUTOS: 1. LAÇOS DE CAO DE AÇO E ACESSÓRIOS... 6-11 2. MANILHAS DE CARGA... 12-13 3. SOQUETES E RESINA DE POLIÉSTER...

Leia mais

MANUTENÇÃO EM MANCAIS E ROLAMENTOS Atrito É o contato existente entre duas superfícies sólidas que executam movimentos relativos. O atrito provoca calor e desgaste entre as partes móveis. O atrito depende

Leia mais

6 CORDÕES DE 7 ARAMES (6+1)

6 CORDÕES DE 7 ARAMES (6+1) Ref : C001 6 CORDÕES DE 7 RMES (6+1) mm Tol. % kg kn 02 2-1 + 7 239 2,35 0,013 03 3-1 + 7 539 5,29 0,035 04 4-1 + 8 958 9,40 0,050 05 5-1 + 8 1 497 14,69 0,087 06 6-1 + 7 2 157 21,16 0,132 Fiação cruzada

Leia mais

Manual do usuário. Monitor LCD LED. www.reibrasil.com.br. Monitor 10,2 TFT Fixo Teto Monitor 15,4 TFT Fixo Teto Monitor 23 TFT Fixo Parede

Manual do usuário. Monitor LCD LED. www.reibrasil.com.br. Monitor 10,2 TFT Fixo Teto Monitor 15,4 TFT Fixo Teto Monitor 23 TFT Fixo Parede Manual do usuário Monitor LCD LED Monitor 10,2 TFT Fixo Teto Monitor 15,4 TFT Fixo Teto Monitor 23 TFT Fixo Parede Obrigado por escolher a REI do Brasil. Precisa de ajuda com rapidez? Leia seu Manual do

Leia mais

Catálogo Geral. Sistemas de elevação, movimentação e amarração de cargas. Elevação Fator 5:1 Elevação Fator 7:1 Amarração Fator 2:1

Catálogo Geral. Sistemas de elevação, movimentação e amarração de cargas. Elevação Fator 5:1 Elevação Fator 7:1 Amarração Fator 2:1 Catálogo Geral Sistemas de elevação, movimentação e amarração de cargas Elevação Fator 5:1 Elevação Fator 7:1 Amarração Fator 2:1 Quem Somos histórico e missão Com 20 anos de experiência no mercado de

Leia mais

SOLUÇÕES PARA ARMÁRIOS SUSPENSOS ARTICULADORES

SOLUÇÕES PARA ARMÁRIOS SUSPENSOS ARTICULADORES www.hafele.com.br SOLUÇÕES PARA ARMÁRIOS SUSPENSOS ARTICULADORES IDEIAS EM MOVIMENTO ARTICULADORES DESENVOLVIDOS PELA HÄFELE A Häfele, por meio da linha Lift + Turn, oferece ao mercado uma completa gama

Leia mais

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA [REV.01 14032012] Obrigado por adquirir o ventilador Eros Cadence, um produto de alta tecnologia, seguro e eficiente. É muito importante ler atentamente este manual de instruções, as informações contidas

Leia mais

MANUAL TÉCNICO Amanco Ramalfort

MANUAL TÉCNICO Amanco Ramalfort Amanco Ramalfort Desenho e Dimensões Os tubos Amanco Ramalfort foram desenvolvidos para condução de água no trecho compreendido entre o ponto de derivação da rede de distribuição de água e o kit cavalete

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO MGH-500VFD MGH-500VD

MANUAL DE INSTRUÇÃO MGH-500VFD MGH-500VD TERMOS DE GARANTIA I - PRAZO DE GARANTIA 1. A Marcon Indústria Metalúrgica Ltda. dispõe de garantia do produto pelo prazo de 06 (seis) meses (já inclusa a garantia legal referente aos primeiros noventa

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO ABC DESIGN 3 TEC

MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO ABC DESIGN 3 TEC MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO ABC DESIGN 3 TEC Utilização 3 em 1 (sistema travel system) bebê conforto adaptável ao carrinho Altura regulável das alças para empurrar o carrinho 3 posições de regulagem de

Leia mais

REBITADEIRA HIDROPNEUMÁTICA RF06

REBITADEIRA HIDROPNEUMÁTICA RF06 m a n u a l REBITADEIRA HIDROPNEUMÁTICA RF06 1 2 ÍNDICE Rebitadeira Hidropneumática RF06... 04 Características da ferramenta... 04 Recomendações... 05 Especificações de regulagem... 06 Manutenção... 12

Leia mais

QUALITY FIX DO BRASIL INDÚSTRIA, COMÉRCIO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. MANUAL DO USUÁRIO CONECTORES QUALITY FIX

QUALITY FIX DO BRASIL INDÚSTRIA, COMÉRCIO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. MANUAL DO USUÁRIO CONECTORES QUALITY FIX MANUAL DO USUÁRIO CONECTORES QUALITY FIX 1 Sumário Treinamento específico e essencial.... 3 Manutenção, serviço e armazenamento.... 3 Inspeção... 3 Uso... 4 Tempo de vida do Produto.... 4 Garantia... 4

Leia mais

GUINCHO HIDRÁULICO G-1000

GUINCHO HIDRÁULICO G-1000 GUINCHO HIDRÁULICO G-1000 MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO ZELOSO DESDE 1956 PREFÁCIO GUINCHO HIDRÁULICO APLICAÇÃO: Este manual contém informações para a operação e manutenção, bem como uma lista ilustrada

Leia mais

AJUSTADORES AUTOMÁTICOS DE FREIO JUNHO 2012

AJUSTADORES AUTOMÁTICOS DE FREIO JUNHO 2012 AJUSTADORES AUTOMÁTICOS DE FREIO JUNHO 2012 Conheça o funcionamento, diagnóstico e reparo do ajustador de freio automático, um componente primordial para segurança, aplicado em veículos pesados. Que a

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO TALHA MANUAL DE CORRENTE BLK

MANUAL DO USUÁRIO TALHA MANUAL DE CORRENTE BLK MANUAL DO USUÁRIO TALHA MANUAL DE CORRENTE BLK ttadvertência Este equipamento não deve ser instalado, operado ou consertado por uma pessoa que não tenha lido e compreendido todo o conteúdo deste manual.

Leia mais

Sistemas TECCO / SPIDER estabilizam taludes usando aço de alta resistência

Sistemas TECCO / SPIDER estabilizam taludes usando aço de alta resistência Sistemas TECCO / SPIDER estabilizam taludes usando aço de alta resistência malha de fio de arame de alta resistência (resistência à tração de pelo menos 1770 N/mm 2 ) sistema pode ser otimizado com vários

Leia mais

ANDAIME FACHADEIRO ANDAIME FACHADEIRO

ANDAIME FACHADEIRO ANDAIME FACHADEIRO e MANUAL TÉCNICO ANDAIME FACHADEIRO ANDAIME FACHADEIRO Trabalho em Altura Uma das principais causas de acidentes de trabalho graves e fatais se deve a eventos envolvendo quedas de trabalhadores de diferentes

Leia mais

-MANUAL DE INSTRUÇÕES; -LISTA DE PEÇAS. PALETEIRA MÜLLER 3T

-MANUAL DE INSTRUÇÕES; -LISTA DE PEÇAS. PALETEIRA MÜLLER 3T -MANUAL DE INSTRUÇÕES; -LISTA DE PEÇAS. PALETEIRA MÜLLER 3T NOTA: O operador deve LER o Manual de Instruções antes de utilizar a Paleteira Müller 3T. Obrigado por ter escolhido e utilizar a Paleteira Müller

Leia mais

- Cilindro Pneumático ISO

- Cilindro Pneumático ISO de Instalação, Operação e Manutenção Janeiro 2000 - ISO Série P1E (Tubo Perfilado) 32 a 100 mm Índice Introdução... 1 Características Técnicas... 1 Características Construtivas... 1 Instalação... 2 Manutenção...

Leia mais

TORVEL EQUIPAMENTOS HIDRÁULICOS LTDA. PENSE EM SEGURANÇA

TORVEL EQUIPAMENTOS HIDRÁULICOS LTDA. PENSE EM SEGURANÇA TORVEL EQUIPAMENTOS HIDRÁULICOS LTDA. PENSE EM SEGURANÇA Manual Sobre Segurança e Utilização de equipamentos Hidráulicos de Alta Pressão. Página 1 de 24 DE TORVEL PARA VOCÊ... EQUIPAMENTOS HIDRÁULICOS

Leia mais

SYNTEX Instruções de funcionamento e montagem, versão DK (de engrenamento) SYNTEX versão DK

SYNTEX Instruções de funcionamento e montagem, versão DK (de engrenamento) SYNTEX versão DK D-4840 Rheine 1 de 8 SYNTEX versão DK Cubo, versão 1.0 Cubo, versão 4.5 O SYNTEX é um sistema de sobrecarga de operação positiva. Este sistema protege os componentes subsequentes contra destruição. Aquando

Leia mais

Documento No. R 0822 Revisão 0 15 setembro 2008

Documento No. R 0822 Revisão 0 15 setembro 2008 MAKAI Engenharia & Serviços Ltda. fone /fax: +55 11 4032-6001 / 8759 Website: www.makai.com.br Documento No. R 0822 Revisão 0 15 setembro 2008 MANUAL DE INSTALAÇÃO E USO MESA DE REAÇÃO PARA CARGAS DINÂMICAS

Leia mais

manual TÉCNICO ANDAIME FACHADEIRO 2011 Andmax, todos os direitos reservados. Material de distribuição restrita, proibida reprodução total ou parcial.

manual TÉCNICO ANDAIME FACHADEIRO 2011 Andmax, todos os direitos reservados. Material de distribuição restrita, proibida reprodução total ou parcial. manual TÉCNICO ANDAIME FACHADEIRO Sumário Andaime Fachadeiro...03 Instrução de Montagem...04 Acessórios...06 Modos e Pontos de Ancoragem...07 Dicas Importantes...08 Acesso dos Andaimes...09 Informações

Leia mais

Manual para trabalhos em altura.

Manual para trabalhos em altura. Manual para trabalhos em altura. Montagem de andaimes. O trabalho de montagem de andaimes possui características peculiares, pois em geral, os pontos de ancoragem são o próprio andaime, o que requer uma

Leia mais

V Á L V U L A S. MANIFOLD Série 2700 LAMINADO

V Á L V U L A S. MANIFOLD Série 2700 LAMINADO V Á L V U L A S MANIFOLD Série 2700 LAMINADO Índice Informações gerais... 02 Manifold de 2 vias... 04 Manifold de 3 vias... 09 Manifold de 5 vias... 12 Suporte... 15 1 As modernas válvulas Manifold Série

Leia mais

Linha Industrial. Soluções Rexnord ÍNDICE. Soluções em Acoplamentos. Acoplamentos Omega Acoplamentos Omega HSU. Correntes de Engenharia

Linha Industrial. Soluções Rexnord ÍNDICE. Soluções em Acoplamentos. Acoplamentos Omega Acoplamentos Omega HSU. Correntes de Engenharia www.rexnord.com.br vendassl@rexnord.com.br Soluções Rexnord Linha Industrial ÍNDICE Soluções em Acoplamentos Acoplamentos Omega Acoplamentos Omega HSU Correntes de Engenharia Pronto atendimento Rexnord:

Leia mais

KNIPEX NOVIDADES 2015

KNIPEX NOVIDADES 2015 KNIPEX NOVIDADES 2015 2 KNIPEX Pinça para sifões e conectores Para sifões, tubos de plástico e conectores até Ø 80 mm Ajuste de precisão para adaptar-se de forma ideal aos mais variados diâmetros Robusta,

Leia mais

Centro de Suporte Técnico 0800 015 1500 projetos@valemam.com.br Canaletas de Alumínio - Linha Frog CONTEÚDOS 1. Linha 2. Acessórios de acabamento 3. Acessórios complementares 4. Suporte para Equipamentos

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO BF CD3004 BF CC3004

MANUAL DO USUÁRIO BF CD3004 BF CC3004 MANUAL DO USUÁRIO BF CD3004 BF CC3004 BF CD3004 e BF CC3004 Câmera infravermelho Parabéns, por adquirir um produto Braforce. Todos os modelos produzem imagens coloridas quando o ambiente dispuser de iluminação

Leia mais

MANUAL DE SERVIÇO TÉCNICO

MANUAL DE SERVIÇO TÉCNICO MANUAL DE SERVIÇO TÉCNICO BOMBAS PARA USO GERAL SÉRIES 32 E 432 TAMANHOS C - F - FH SEÇÃO TSM 310.1 PÁGINA 1 DE 7 ASSUNTO D CONTEÚDO Introdução........................ 1 Informações especiais.................

Leia mais

2.2. Antes de iniciar uma perfuração examine se não há instalações elétricas e hidráulicas embutidas ou fontes inflamáveis.

2.2. Antes de iniciar uma perfuração examine se não há instalações elétricas e hidráulicas embutidas ou fontes inflamáveis. 1. Normas de segurança: Aviso! Quando utilizar ferramentas leia atentamente as instruções de segurança. 2. Instruções de segurança: 2.1. Aterramento: Aviso! Verifique se a tomada de força à ser utilizada

Leia mais

Para garantir uma operação segura, leia cuidadosamente este manual antes de usar a talha.

Para garantir uma operação segura, leia cuidadosamente este manual antes de usar a talha. ÍNDICE I. Componentes básicos... 3 II. Instalação... 3 III. Requisitos elétricos... 7 IV. Segurança... 7 V. Manutenção... 12 VI. Inspeções diárias... 12 VII. Inspeções mensais... 13 VIII. Inspeções anuais...

Leia mais

GVS GABINETES DE VENTILAÇÃO TIPO SIROCCO

GVS GABINETES DE VENTILAÇÃO TIPO SIROCCO GABINETES DE VENTILAÇÃO TIPO SIROCCO CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS INTRODUÇÃO Os gabinetes de ventilação da linha são equipados com ventiladores de pás curvadas para frente (tipo "sirocco"), de dupla aspiração

Leia mais

Instruções e Manual do Usuário

Instruções e Manual do Usuário Máquina de solda MIG Instruções e Manual do Usuário Favor ler atentamente antes de usar. GUARDAR estas instruções para futura referência. Obrigado por escolher nossa máquina de solda MIG. A máquina de

Leia mais

TC501 componentes. Cabeçote de conexão tipo B

TC501 componentes. Cabeçote de conexão tipo B TE 65.30 Termopares Modelo reto com inserto de medição substituível Medição Eletrônica de Temperatura para medição de gás de combustão Modelo TC 501 Aplicações - altos fornos, aquecedores de ar - processos

Leia mais

Sistema de fixação Renishaw Soluções para fixação em metrologia

Sistema de fixação Renishaw Soluções para fixação em metrologia H-1000-0116-02-A Sistema de fixação Renishaw Soluções para fixação em metrologia Fixações para CMM Fixações para inspeção visual Fixações para Equator Fixações especiais Fixações CMM Renishaw Fixações

Leia mais

Manual de Instalação de Sistemas Fotovoltaicos em Telhados - PHB

Manual de Instalação de Sistemas Fotovoltaicos em Telhados - PHB Manual de Instalação de Sistemas Fotovoltaicos em Telhados - PHB Índice Capítulo Título Página 1 Informações Gerais 3 2 Segurança 4 3 Especificações Técnicas 5 4 Ferramentas, Instrumentos e Materiais 6

Leia mais

Ferramentas de manutenção

Ferramentas de manutenção Ferramentas de manutenção Menos atrito. Mais soluções. Com mais de 100 anos de experiência em tecnologia de rolamentos, a Timken compreende a importância dos procedimentos de manutenção adequados para

Leia mais

Manual de Montagem, Operação, Manutenção e Reparo. Engate de Container

Manual de Montagem, Operação, Manutenção e Reparo. Engate de Container Manual de Montagem, Operação, Manutenção e Reparo Engate de Container Março / 2005 O Engate de Container tem como função principal, promover o acoplamento de implementos rodoviários com containers para

Leia mais

Dados Técnicos Sobre Tubos

Dados Técnicos Sobre Tubos www.swagelok.com Dados Técnicos Sobre Tubos Índice Serviço de Gás.......................... 2 Instalação.............................. 2 Tabelas de Pressão de Trabalho Sugeridas Tubos em Aço Carbono.....................

Leia mais

MÁQUINA DE SOLDA MIG/MAG-400

MÁQUINA DE SOLDA MIG/MAG-400 *Imagens meramente ilustrativas MÁQUINA DE SOLDA MIG/MAG-400 Manual de Instruções www.v8brasil.com.br 1. DADOS TÉCNICOS MÁQUINA DE SOLDA MIG/MAG-400 Modelo Tensão nominal Frequência Corrente nominal Diâmetro

Leia mais

Mancais para Rolamentos de Fixação Rápida

Mancais para Rolamentos de Fixação Rápida Mancais para Rolamentos de Fixação Rápida A Competência é Nossa - A Vantagem é Sua Aplicações Qualidade para Todos os Casos: Rolamentos de Fixação Rápida na Indústria Os rolamentos de fixação rápida estão

Leia mais

Hahn Türband 4. Para portas representativas funcionais e de edifícios. Novo: com inovadora Fixação de Dobradiça

Hahn Türband 4. Para portas representativas funcionais e de edifícios. Novo: com inovadora Fixação de Dobradiça Hahn Türband 4 Para portas representativas funcionais e de edifícios Novo: com inovadora Fixação de Dobradiça 1 2 3 4 6 7 8 9 J 1 2 3 4 5 6 7 8 9 J 2 Hahn Türband 4 Dobradiça de enroscar com óptica de

Leia mais

MÁQUINA DE SOLDA MIG/MAG-250

MÁQUINA DE SOLDA MIG/MAG-250 *Imagens meramente ilustrativas MÁQUINA DE SOLDA MIG/MAG-250 Manual de Instruções www.v8brasil.com.br 1. DADOS TÉCNICOS MÁQUINA DE SOLDA MIG/MAG-250 Modelo Tensão nominal Frequência Corrente nominal Tensão

Leia mais

Chave de Impacto MODELO TW1000 MANUAL DE INSTRUÇÕES PORTUGUÊS DUPLA ISOLAÇÃO IMPORTANTE:

Chave de Impacto MODELO TW1000 MANUAL DE INSTRUÇÕES PORTUGUÊS DUPLA ISOLAÇÃO IMPORTANTE: PORTUGUÊS Chave de Impacto MODELO TW1000 DUPLA ISOLAÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES IMPORTANTE: Para sua própria segurança, LEIA e COMPREENDA este manual de instruções antes da utilização. GUARDE ESTE MANUAL

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS v 1.5

CATÁLOGO DE PRODUTOS v 1.5 CATÁLOGO DE PRODUTOS v 1.5 LEIA O MANUAL COM ATENÇÃO A Bonier é uma empresa especializada no desenvolvimento de equipamentos de segurança e resgate. Temos como princípio a qualidade dos produtos, o design,

Leia mais

Ferramentas especiais e de medição

Ferramentas especiais e de medição Ferramentas especiais e de medição COMPASSOS (INTERNO / EXTERNO / DE PONTA) CAIBRE DE FOGA CAIBRE DE ROSCA IMA PARA ROSCAS PAQUÍMETRO DIGITA ARCOS DE SERRA PARA META PINÇAS (PONTAS CURVAS / RETAS) PINÇA

Leia mais

Linha de pega-chapas São Raphael

Linha de pega-chapas São Raphael Correntes de grau 8 e lingas. Acessórios para montagem de lingas. Correntes calibradas. Correntes para nória; Correntes para a indústria canavieira; Pega chapas; Tensionadores. 1/2007 Linha de pega-chapas

Leia mais

Corrente(11-velocidades)

Corrente(11-velocidades) (Portuguese) DM-CN0001-03 Manual do Revendedor Corrente(11-velocidades) CN-9000 CN-6800 CN-HG900-11 CN-HG701-11 CN-HG700-11 CN-HG600-11 AVISO IMPORTANTE Este manual de revendedor tem como objetivo principal

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO BF CD2004

MANUAL DO USUÁRIO BF CD2004 MANUAL DO USUÁRIO BF CD2004 BF CD2004 Câmera infravermelho Dome Parabéns, por adquirir um produto Braforce. Todos os modelos produzem imagens coloridas quando o ambiente dispuser de iluminação suficiente.

Leia mais

Armazenagem temporária Investimento em eficiência

Armazenagem temporária Investimento em eficiência Armazenagem temporária Investimento em eficiência Por que utilizar a armazenagem temporária? Características e Benefícios A melhor relação Custo-Benefício O de armazenagem temporária de grãos Temp Stor

Leia mais

Produtos pneumáticos

Produtos pneumáticos » Produtos pneumáticos » da indústria há mais de 50 anos As vantagens do desenho de uma união pneumática inovadora foram suficientemente sólidos para, por si só, suportarem o lançamento da CEJN em 1955.

Leia mais

Chaves posicionadoras eletromecânicas múltiplas e simples

Chaves posicionadoras eletromecânicas múltiplas e simples e Conteúdo. 00 conf. DIN 43697.4 6.6 6.8 7.0 46. 40 eletromecânicas.4 F 60 conf. DIN 43693.6 99 00 s s múltiplas 00 6 6 7 46 40 s s F 60 99 00 Acessórios Peças de reposição. múltiplas conf. DIN 43697 para

Leia mais

Instruções de Instalação

Instruções de Instalação Instruções de Instalação Série ST ST/QBM, ST/MRA, ST Experience In Motion 1 Verificação do Equipamento 1.1 Seguir as normas de segurança da planta antes da desmontagem do equipamento: Consulte a Ficha

Leia mais

Extensômetro de Alto Alongamento AHX800 Manual Title

Extensômetro de Alto Alongamento AHX800 Manual Title Extensômetro de Alto Alongamento AHX800 Manual Title Additional Manual do Information Produto be certain. 100-238-343 A Informações sobre Direitos Autorais Informações sobre Marca Registrada Informação

Leia mais

manual TÉCNICO ANDAIME TUBULAR 2011 Andmax, todos os direitos reservados. Material de distribuição restrita, proibida reprodução total ou parcial.

manual TÉCNICO ANDAIME TUBULAR 2011 Andmax, todos os direitos reservados. Material de distribuição restrita, proibida reprodução total ou parcial. manual TÉCNICO ANDAIME TUBULAR Sumário Andaime Tubular...03 Montagem Especial...04 Acessórios...05 Modos e Pontos de Ancoragem...06 Dicas Importantes...07 Acesso dos Andaimes...08 Informações de Segurança...09

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Indicações importantes relativas às instruções de montagem VOSS O desempenho e a segurança mais elevados possíveis no funcionamento dos produtos VOSS só serão obtidos se forem cumpridas

Leia mais

Recuperação de elementos mecânicos

Recuperação de elementos mecânicos A U A UL LA Recuperação de elementos mecânicos O dono da fábrica Quipapá chamou Asdrúbal, um dos melhores mecânicos de manutenção da empresa, e falou: - Asdrúbal, tenho em minha casa um torno antigo, daqueles

Leia mais

Prof. Casteletti. Segurança na Operação de Ponte Rolante

Prof. Casteletti. Segurança na Operação de Ponte Rolante Segurança na Operação de Ponte Rolante Material elaborado pelo Professor LUÍS FRANCISCO CASTELETTI Formação: Técnico em Segurança do Trabalho Técnico Mecânico Licenciatura Plena em Pedagogia Pós Graduação

Leia mais

Manual de Instruções. Estação de Solda HK-936B

Manual de Instruções. Estação de Solda HK-936B Manual de Instruções Estação de Solda HK-936B Para sua segurança, leia este Manual de Instruções atenciosamente antes da operação deste equipamento. Mantenha-o sempre ao seu alcance para consultas futuras.

Leia mais

GRSS. Resistance WELDING SOLDAGEM POR RESISTÊNCIA ELÉTRICA

GRSS. Resistance WELDING SOLDAGEM POR RESISTÊNCIA ELÉTRICA SOLDAGEM POR RESISTÊNCIA ELÉTRICA Princípios A soldagem por resistência elétrica representa mais uma modalidade da soldagem por pressão na qual as peças a serem soldadas são ligadas entre si em estado

Leia mais

Trabalhamos somente com maquinário de última geração e colaboradores altamente capacitados para fabricar sempre produtos de qualidade.

Trabalhamos somente com maquinário de última geração e colaboradores altamente capacitados para fabricar sempre produtos de qualidade. Quem Somos histórico e missão om 20 anos de experiência no mercado de movimentação de cargas, somos um dos principais fabricantes de cintas para amarração e elevação de cargas, catracas, entre outros acessórios

Leia mais

Aspectos de Segurança - Discos de Corte e Desbaste

Aspectos de Segurança - Discos de Corte e Desbaste Aspectos de Segurança - Discos de Corte e Desbaste Os discos de corte e desbaste são produzidos e controlados com rigor, sendo submetidos a testes internos que objetivam a reprodução da qualidade lote

Leia mais

Manual de Instruções POÇOS TERMOMÉTRICOS POR. Instrumentação Industrial para Pressão e Temperatura

Manual de Instruções POÇOS TERMOMÉTRICOS POR. Instrumentação Industrial para Pressão e Temperatura Instrumentação Industrial para Pressão e Temperatura POR Manual de Instruções MI-TW-POR_2 10/2014 Copyright Nuova Fima S.p.A. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida

Leia mais

Manual de Montagem, Operação e Manutenção. Aparelho de Levantamento. Série B200

Manual de Montagem, Operação e Manutenção. Aparelho de Levantamento. Série B200 Manual de Montagem, Operação e Manutenção Aparelho de Levantamento Série B200 Português Índice Página 1 Aplicação e características gerais 1 Aplicação e características gerais 3 1.1 Aplicação 3 1.2 Características

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Indicações importantes relativas às instruções de montagem VOSS O desempenho e a segurança mais elevados possíveis no funcionamento dos produtos VOSS só serão obtidos se forem cumpridas

Leia mais

Capa TN. com Índice. Conheça os produtos TN Faça uma escolha inteligente

Capa TN. com Índice. Conheça os produtos TN Faça uma escolha inteligente Conheça os produtos TN Faça uma escolha inteligente Corrediça Oculta TN Slowmotion Corrediça Telescópica TN H45 Corrediça Telescópica TN H45 Slowmotion Corrediça Telescópica TN MINI H35 Capa TN Corrediça

Leia mais

Classificação e Características dos Rolamentos

Classificação e Características dos Rolamentos Classificação e Características dos 1. Classificação e Características dos 1.1 dos rolamentos A maioria dos rolamentos é constituída de anéis com pistas (um anel e um anel ), corpos rolantes (tanto esferas

Leia mais

VEMAQ 10-1 - CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS 1.1 - APRESENTAÇÃO

VEMAQ 10-1 - CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS 1.1 - APRESENTAÇÃO Equipamento: COLETOR COMPACTADOR DE LIXO 10 m³ Modelo : CCL-10 Aplicação: Coleta de resíduos domésticos e/ou industriais,selecionados ou não Fabricante: VEMAQ - Indústria Mecânica de Máquinas Ltda 1 -

Leia mais

MANUAL ESPECIAL 1. FINALIDADE

MANUAL ESPECIAL 1. FINALIDADE MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-313.0041 CRUZETAS DE AÇO TUBULAR 1/14

Leia mais

Manual de Montagem, Operação e Manutenção. Engate Automático

Manual de Montagem, Operação e Manutenção. Engate Automático Manual de Montagem, Operação e Manutenção Português Índice Página 1 Introdução e características gerais 1 Introdução e características gerais 3 1.1 Introdução 3 1.2 Características gerais 3 1.3 Valor D

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO E SEGURANÇA. Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial sem autorização Locatec-2012 ANDAIME TUBULAR

MANUAL DE OPERAÇÃO E SEGURANÇA. Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial sem autorização Locatec-2012 ANDAIME TUBULAR MANUAL DE OPERAÇÃO E SEGURANÇA ANDAIME TUBULAR ÍNDICE INTRODUÇÃO... 2 1. INFORMAÇÃO TÉCNICA... 2 2. PROCEDIMENTOS GERAIS DE SEGURANÇA... 4 2.1. USO DOS ANDAIMES TUBULARES... 5 2.2. MANUTENÇÃO (DIRETRIZES

Leia mais