Alcance Social. Kerigma Social. Assistência Social

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Alcance Social. Kerigma Social. Assistência Social"

Transcrição

1

2 IBC FBC Kerigma Jr Bazar Atendimento Médico Alcance Social Celebrando a Restauração Assistência Social Kerigma Social Apoio a ações IBC Ecovidas Comunidade Santa Fé

3 MISSÃO IBC Amar a Deus sobre todas as coisas Amar ao próximo Proclamar Jesus QUAL A MELHOR MANEIRA DE CUMPRIRMOS NOSSA MISSÃO DENTRO DA COMUNIDADE? MISSÃO ALCANCE SOCIAL RELACIONAR PARA TRANSFORMAR

4 Nossos objetivos Contribuir com a mudança do perfil socioeconômico da nossa comunidade, incentivando aos moradores a compreender que podem ser protagonistas dessas mudanças utilizando os recursos existentes na própria comunidade, resultando na melhoria da qualidade de vida. Colaborar com a disseminação e consolidação de valores morais e éticos, através da socializando de conhecimentos e conscientização politica. Proclamar as boas novas do evangelho que traz dignidade ao ser humano e esperança de uma vida melhor aqui e na eternidade.

5 Conhecer e capacitar a equipe Conhecer as características da equipe Identificar o perfil de cada indivíduo Aproveitar dons e talentos Construir uma visão interna pautada em valores que se quer trabalhar na comunidade Incentivar relacionamentos saudáveis Desconstruir pensamento e posições pautadas em religiosidade e preconceitos Pautar nossas ações na vida de Cristo aqui na terra

6 Conhecer a Comunidade Mapeamento geográfico da área Estudo sobre o perfil socioeconômico Compreensão dos costumes, cultura, linguagem e relações Identificar e ouvir as lideranças Estreitar relações com indivíduos, não importando qual sua posição na comunidade.

7 Nossa Comunidade Definindo área de atuação

8 ESTREITANDO AS RELAÇÕES A Comunidade precisa compreender que a igreja é um espaço receptivo, acolhedor e seguro, para quem quiser do jeito que estiver Algumas ações que ajudaram a consolidar essa imagem: Opção por colocar grades abertas em vez de muros altos; Recuo do terreno para construção de uma calçada mais larga Plantio de mudas Mutirão de limpeza de ruas e casas ( Campanha Juntos) Construção e reforma de casas

9 ESTREITANDO AS RELAÇÕES Propriedade aberta para caminhadas, festas, momentos de lazer, reuniões de grupos de relacionamentos Doação de cestas básicas Bazar (roupas e calçados a preços simbólicos) Doação de brinquedos, equipamentos, eletrodomésticos, móveis... Criação de grupos de relacionamento dentro da comunidade Celebrando a Restauração Atendimento médico Gratuidade em tudo o que ofertamos

10

11

12 Projetos Institucionais

13 Foco de atuação : Artes ( Canto Coral, Percussão c/ Recicláveis, Artes manuais e Graffiti) Temas transversais: Bíblia; Educação ambiental, Cidadania Outras atividades: Esporte (parceria com a SECEL) Karatê e Grupos de Relacionamento Público Alvo: Crianças e adolescentes residentes na comunidade Santa Fé com idades entre 07 a 18 anos. Atende a 140 alunos de terça* a sexta no contra turno escolar. (*segunda é dia de planejamento)

14 Objetivo: * Promover a inclusão social de crianças e adolescente oriundos de comunidades carentes, através de atividades artísticas e desportivas, utilizando materiais recicláveis como meio, contribuindo para uma formação humana e cidadã sensíveis as questões ambientais, além de colaborar para a construção de uma visão de futuro, tendo como base valores cristãos.

15 Equipe: 01 Assistente Social (coordenação) 01 Estagiária de Serviço Social 02 Educadoras Sociais (pedagogas) 02 Estagiárias de pedagogia 01 Baterista (apoia a coordenação) 01 Cantora 01 Professor de Graffiti 04 voluntários

16

17

18

19

20

21

22

23 Programa Sócio Ambiental criado em 2012 Incentiva a coleta seletiva Promove a inclusão social de catadores Contribui com o Reciclando Vidas 1ª fase: Funcionários da IBC 2ª fase: Membros da Igreja Batista Central 3ª fase: comunidade

24

25 RECICLANDO VIDAS ASCAJAN

26

27

28

29 Ecovidas na Comunidade Intervenções da IBC 1. Recuo do muro da propriedade para alargamento da calçada 2. Construção da calçada para pedestres até a BR Construção de algumas casas para moradores situados abaixo da linha da pobreza 4. Plantio de 104 mudas de árvores 5. Mutirões de limpeza nas ruas 6. Parceria com a Escola Manoelito Guimarães: grafitagem dos muros, doação de mudas, brinquedos e cestas; recursos para reforma de salas de aula 7. Colocação de pontos de ônibus cobertos para a população 8. Articulação com os órgãos públicos para garantia de direitos da comunidade

30 REUNIÕES DA COMUNIDADE Regras para as reuniões: Não é permitida a participação de partidos, políticos, ou fazer campanha política. É preciso respeitar a opinião do outro, mesmo que discorde Todas as decisões serão tomadas em conjunto, pelo voto da maioria.

31

32 Reuniões da comunidade Enumeram os principais problemas da comunidade Discutem as causas e as soluções Planejam estratégias para resolução A IBC dá o apoio estratégico e logístico

33 Reuniões da comunidade Intervenções da IBC Regional VI Reunião com o Secretário ETUFOR Contato com funcionários do órgão Incentivo aos membros da IBC a participar do abaixo assinado Construção de paradas de ônibus na rua do cruzeiro

34 Principal Resultado A Comunidade se apropriou do processo, se viu protagonista de uma conquista e entendeu que o trabalho em conjunto foi importante para resolver a falta da linha de ônibus. A IBC foi mais um membro da comunidade a participar do processo e não o ator principal

35 Ações em andamento Apresentação do trabalho feito por alunas de Arquitetura e Urbanismo para os moradores da área, sobre o perfil socioeconômico da comunidade Acompanhamento do final da obra do posto de saúde e de sua entrega a comunidade Unificação da comunidade que por hora está dividida em duas por causa do tráfico

36 Posto de Saúde

37 Santa Fé = Pacotê

38

39

40

41

42

43 Amar a Deus, amar ao próximo e proclamar Jesus é a nossa missão, e é o que tem pautado o trabalho social desenvolvido pela Igreja Batista Central na comunidade Santa Fé, onde ela está inserida. Entendendo que o papel da igreja não é substituir o Estado, nem distribuir cestas básicas, a IBC tem desempenhado um papel relevante de conscientização política e social, onde cada ser, independente de qualquer coisa, é responsável pelas mudanças que almeja. Nosso objetivo não é fazer pela comunidade, mas sim fazer com a comunidade, entendendo que somos parte dela. O princípio de tudo é o relacionamento. Através dele a igreja se sente comunidade, e a comunidade se sente igreja e juntos formamos um grupo poderoso capaz de mudar a realidade do meio em que vivemos.

ROGRAM SOU NOVO AQUI! COMO FAÇO PARTE DE UM GRUPO DE RELACIONAMENTO? CONTRIBUIÇÃO NOSSA PROGRAMAÇÃO

ROGRAM SOU NOVO AQUI! COMO FAÇO PARTE DE UM GRUPO DE RELACIONAMENTO? CONTRIBUIÇÃO NOSSA PROGRAMAÇÃO A Igreja Batista Central de Fortaleza é uma comunidade comprometida em amar a Deus, amar uns aos outros e proclamar Jesus. Somos uma Rede de Relacionamentos que se reúne em grupos de casa em casa, e também

Leia mais

Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis.

Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis. Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis Localização Missão, Valores e Visão Os 5 Pilares Objetivos e estratégias

Leia mais

BIÊNIO 2012-2013. Tema Geral da Igreja Metodista "IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA. Tema para o Biênio

BIÊNIO 2012-2013. Tema Geral da Igreja Metodista IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA. Tema para o Biênio 1 IGREJA METODISTA PASTORAL IMED PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E PLANO DE AÇÃO BIÊNIO 2012-2013 Tema Geral da Igreja Metodista "IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA

Leia mais

visitas às instituições sociais. Os colaboradores voluntários também foram consultados, por meio da aplicação de um questionário.

visitas às instituições sociais. Os colaboradores voluntários também foram consultados, por meio da aplicação de um questionário. 1. Apresentação O Voluntariado Empresarial é um dos canais de relacionamento de uma empresa com a comunidade que, por meio da atitude solidária e proativa de empresários e colaboradores, gera benefícios

Leia mais

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE Sérgio Dal-Ri Moreira Pontifícia Universidade Católica do Paraná Palavras-chave: Educação Física, Educação, Escola,

Leia mais

Polo de Valoração - Crateús

Polo de Valoração - Crateús Polo de Valoração - Crateús 1998, nasce um sonho... Xingu - Expedição Trilha Brasil No ano 2000, com apoio dos primeiros patrocinadores, a Expedição Trilha Brasil percorreu 25 mil km em 14 estados das

Leia mais

MUDANÇA E OPORTUNIDADES

MUDANÇA E OPORTUNIDADES CRISES: GESTÃO DA MUDANÇA E OPORTUNIDADES PARCEIROS DO BEM: O VALOR DO VOLUNTARIADO LEI DE GERSON O IMPORTANTE PAPEL DE CADA UM DE NÓSN Nossa Responsabilidade Nosso Legado Nossa Liderança NOSSA RESPONSABILIDADE

Leia mais

Pólos da Paz e Praças da Paz SulAmérica

Pólos da Paz e Praças da Paz SulAmérica A iniciativa O projeto Praças é uma iniciativa do Instituto Sou da Paz, em parceria com a SulAmérica, que promove a revitalização de praças públicas da periferia de São Paulo com a participação da comunidade

Leia mais

SOU NOVO AQUI! COMO FAÇO PARTE DE UM PEQUENO GRUPO? CONTRIBUIÇÃO NOSSA PROGRAMAÇÃO ROGRAM

SOU NOVO AQUI! COMO FAÇO PARTE DE UM PEQUENO GRUPO? CONTRIBUIÇÃO NOSSA PROGRAMAÇÃO ROGRAM A Igreja Batista Central de Fortaleza é uma comunidade comprometida em amar a Deus, amar uns aos outros e proclamar Jesus. Vivemos relacionamentos em pequenos grupos, de casa em casa, e também nos grandes

Leia mais

PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária

PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária Apoio: Secretária municipal de educação de santo Afonso PROJETO INTERAÇÃO FAMÍLIA X ESCOLA: UMA RELAÇÃO NECESSÁRIA. É imperioso que dois dos principais

Leia mais

PROGRAMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL PRS-FACIIP

PROGRAMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL PRS-FACIIP PROGRAMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL PRS-FACIIP Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015. O Programa de Responsabilidade Social das Faculdades Integradas Ipitanga (PRS- FACIIP) é construído a partir

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI

ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI PREFEITURA MUNICIPAL DE LONTRAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI DESPERTANDO AÇÕES SUSTENTÁVEIS LONTRAS 2013 1.TEMA A preservação

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 1 Relatório de Sustentabilidade 2014 2 Linha do Tempo TAM VIAGENS 3 Política de Sustentabilidade A TAM Viagens uma Operadora de Turismo preocupada com a sustentabilidade, visa fortalecer o mercado e prover

Leia mais

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013 Relatório Despertar 2013 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

INFORME ANO 6 EDIÇÃO Nº 287 FORTALEZA, 8 DE FEVEREIRO DE 2015 AVALIAR: PRÁTICA RELACIONAL

INFORME ANO 6 EDIÇÃO Nº 287 FORTALEZA, 8 DE FEVEREIRO DE 2015 AVALIAR: PRÁTICA RELACIONAL INFORME ANO 6 EDIÇÃO Nº 287 FORTALEZA, 8 DE FEVEREIRO DE 205 AVALIAR: PRÁTICA RELACIONAL A Igreja Batista Central de Fortaleza é uma comunidade comprometida em amar a Deus, amar uns aos outros e proclamar

Leia mais

Formando o aluno para a responsabilidade social. Esther Carvalho Março 2010

Formando o aluno para a responsabilidade social. Esther Carvalho Março 2010 Formando o aluno para a responsabilidade social Esther Carvalho Março 2010 Missão "Servir com excelência, por meio da educação, formando cidadãos éticos, solidários e competentes" Visão "Ser referência

Leia mais

Programa Viver é Melhor. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente)

Programa Viver é Melhor. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Programa Viver é Melhor Mostra Local de: Londrina Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Legião da Boa Vontade (LBV) Cidade: Londrina/PR

Leia mais

Primeiro Segmento equivalente à alfabetização e às quatro primeiras séries do Ensino Fundamental (1ª à 4ª série).

Primeiro Segmento equivalente à alfabetização e às quatro primeiras séries do Ensino Fundamental (1ª à 4ª série). INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE A EJA 1- Você se matriculou em um CURSO DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA). Esse curso tem a equivalência do Ensino Fundamental. As pessoas que estudam na EJA procuram um curso

Leia mais

Os Catadores de Materiais Recicláveis e a atuação do Ministério Público

Os Catadores de Materiais Recicláveis e a atuação do Ministério Público Os Catadores de Materiais Recicláveis e a atuação do Ministério Público Promotora Marina Brandão Póvoa Coordenadoria de Inclusão e Mobilização Sociais Coordenadoria de Inclusão e Mobilização Sociais Criação

Leia mais

PROTEÇÃO INTEGRAL EM REDES SOCIAIS

PROTEÇÃO INTEGRAL EM REDES SOCIAIS PROTEÇÃO INTEGRAL EM REDES SOCIAIS ENCONTRO DE GRUPOS REGIONAIS DE ARTICULAÇÃO- ABRIGOS - SÃO PAULO O QUE É UMA REDE DE PROTEÇÃO SOCIAL? sistemas organizacionais capazes de reunir indivíduos e instituições,

Leia mais

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de:

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de: Relatório Despertar 2014 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL Fortaleza, 2012 INDICE CAPÍTULO I... 3 DO OBJETIVO GERAL... 3 CAPÍTULO II... 3 DOS OBJETIVOS ESPECÍFICOS... 3 CAPÍTULO III... 4 DA ORGANIZAÇÃO DO PROGRAMA

Leia mais

SOU NOVO AQUI! COMO FAÇO PARTE DE UM PEQUENO GRUPO? CONTRIBUIÇÃO NOSSA PROGRAMAÇÃO ROGRAM

SOU NOVO AQUI! COMO FAÇO PARTE DE UM PEQUENO GRUPO? CONTRIBUIÇÃO NOSSA PROGRAMAÇÃO ROGRAM A Igreja Batista Central é uma comunidade comprometida em amar a Deus, amar uns aos outros e proclamar Jesus. Vivemos relacionamentos em pequenos grupos, de casa em casa, e também nos grandes ajuntamentos

Leia mais

Transformando o presente, construindo o amanhã.

Transformando o presente, construindo o amanhã. Transformando o presente, construindo o amanhã. Primeira sede em 1988 História No dia 23 de novembro de 1988, a Fundação Belgo-Mineira foi oficialmente constituída, a fim de promover ações de marketing

Leia mais

Telejornalismo e Educação para a Cidadania: uma experiência de Educomunicação

Telejornalismo e Educação para a Cidadania: uma experiência de Educomunicação Telejornalismo e Educação para a Cidadania: uma experiência de Educomunicação Educomunicação Comunicação-Educação Uma área emergente Pesquisa na linha do NCE/ECA/USP As pesquisas do NCE/ECA/USP buscam

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CENTRO DE ENSINO ATENAS MARANHENSE FACULDADE ATENAS MARANHESE DIRETORIA ACADÊMICA NÚCLEO DE ASSESSORAMENTO E DE DESENVOLVIMENTO PEDAGÓGICO - NADEP PROGRAMA INSTITUCIONAL DE RESPONSABILIDADE SOCIAL SÃO

Leia mais

Ponto de Partida do Projeto Doar Escola do Futuro

Ponto de Partida do Projeto Doar Escola do Futuro Relatório Projeto Doar Objetivo: Envolver os alunos em Projetos Sociais, estimulando-os a colocar em prática os traços de caráter Cristão ensinados na Instituição. Potencializar a responsabilidade social,

Leia mais

INFORME ANO 6 EDIÇÃO Nº 284 FORTALEZA, 18 DE JANEIRO DE 2015 MEDITAR: PRÁTICA PESSOAL

INFORME ANO 6 EDIÇÃO Nº 284 FORTALEZA, 18 DE JANEIRO DE 2015 MEDITAR: PRÁTICA PESSOAL INFORME ANO 6 EDIÇÃO Nº 284 FORTALEZA, 18 DE JANEIRO DE 2015 MEDITAR: PRÁTICA PESSOAL A Igreja Batista Central de Fortaleza é uma comunidade comprometida em amar a Deus, amar uns aos outros e proclamar

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade Organizando Voluntariado na Escola Aula 2 Liderança e Comunidade Objetivos 1 Entender o que é liderança. 2 Conhecer quais as características de um líder. 3 Compreender os conceitos de comunidade. 4 Aprender

Leia mais

FUNK CONSCIENTIZA. VAI 1 - música

FUNK CONSCIENTIZA. VAI 1 - música PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, fevereiro de 2010 FUNK CONSCIENTIZA VAI 1 - música Proponente Nome RG: CPF: Endereço Fone: E-mail: DADOS

Leia mais

Seminário Responsabilidade Social. Palestrante: Deive Ulhôa e Equipe

Seminário Responsabilidade Social. Palestrante: Deive Ulhôa e Equipe Seminário Responsabilidade Social Palestrante: Deive Ulhôa e Equipe Todos os direitos reservados à Igreja Batista Central de Fortaleza. Reprodução permitida para uso exclusivo em sua igreja. EPL 2012 -

Leia mais

Um novo jeito de governar

Um novo jeito de governar 1 Um novo jeito de governar Apresentamos nosso programa de governo para as eleições da Comunidade Estudantil 2015 do Colégio La Salle Abel, com um objetivo principal de mudar a escola, que há 60 anos,

Leia mais

Somos uma Rede de Relacionamentos, que se reúne em grandes ajuntamentos e de casa em casa através dos Grupos de Relacionamento.

Somos uma Rede de Relacionamentos, que se reúne em grandes ajuntamentos e de casa em casa através dos Grupos de Relacionamento. SOU NOVO AQUI! A Igreja Batista Central de Fortaleza é uma comunidade comprometida em amar a Deus, amar uns aos outros e proclamar Jesus. SEJA BEM-VINDO! Estamos felizes com a sua presença em nossa igreja.

Leia mais

Este Fórum Local da Agenda 21 se propõe a escutar, mobilizar e representar a sociedade local, para construirmos em conjunto uma visão compartilhada

Este Fórum Local da Agenda 21 se propõe a escutar, mobilizar e representar a sociedade local, para construirmos em conjunto uma visão compartilhada Fórum da Agenda 21 de Guapimirim Aprender a APRENDER e a FAZER. Aprender a CONVIVER, e Aprender a SER Cidadãos Participativos, Éticos e Solidários Este Fórum Local da Agenda 21 se propõe a escutar, mobilizar

Leia mais

Relatório Anual. Instituto Nossa Ilhéus. Instituto Nossa Ilhéus

Relatório Anual. Instituto Nossa Ilhéus. Instituto Nossa Ilhéus Resumo da ONG O é uma iniciativa da sociedade civil organizada que tem por objetivo fortalecer a cidadania e a democracia participativa, tendo por base a sustentabilidade e o monitoramento social. O age

Leia mais

A ARTICULAÇÃO DE REDE EM PROJETOS DE JUSTIÇA RESTAURATIVA

A ARTICULAÇÃO DE REDE EM PROJETOS DE JUSTIÇA RESTAURATIVA Cristina Telles Assumpção Meirelles Cecília Assumpção Célia Bernardes Heloise Pedroso Marta Marioni Monica Cecília Burg Mlynarz Violeta Daou Vania Curi Yazbek - Coordenadora da Equipe ARTICULAÇÃO DE REDES

Leia mais

Shopping Iguatemi Campinas Reciclagem

Shopping Iguatemi Campinas Reciclagem Shopping Iguatemi Campinas Reciclagem 1) COMO FUNCIONA? O PROBLEMA OU SITUAÇÃO ANTERIOR Anteriormente, todos os resíduos recicláveis ou não (com exceção do papelão), ou seja, papel, plásticos, vidros,

Leia mais

ANEXO I ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS FIA 2011. Cada projeto deve conter no máximo 20 páginas

ANEXO I ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS FIA 2011. Cada projeto deve conter no máximo 20 páginas Cada projeto deve conter no máximo 20 páginas 1. APRESENTAÇÃO Faça um resumo claro e objetivo do projeto, considerando a situação da criança e do adolescente, os dados de seu município, os resultados da

Leia mais

COMPETÊNCIA AÇÕES ESTRATÉGICAS

COMPETÊNCIA AÇÕES ESTRATÉGICAS Planejamento Estratégico da UFMBB para o ano de 2012 Ênfase: Desafiadas a ser padrão de integridade Tema: Ser como Cristo - meu ideal Divisa: "Assim brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - SEAS

SECRETARIA DE ESTADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - SEAS SECRETARIA DE ESTADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - SEAS VISÃO Ser referência na região norte na efetivação de políticas sociais que promovam o desenvolvimento regional com inclusão social. MISSÃO Contribuir

Leia mais

Sumário. I. Apresentação do Manual. II. A Prevenção de Acidentes com Crianças. III. Programa CRIANÇA SEGURA Pedestre

Sumário. I. Apresentação do Manual. II. A Prevenção de Acidentes com Crianças. III. Programa CRIANÇA SEGURA Pedestre Sumário I. Apresentação do Manual II. A Prevenção de Acidentes com Crianças III. Programa CRIANÇA SEGURA Pedestre IV. Como a Educação pode contribuir para a Prevenção de Acidentes no Trânsito V. Dados

Leia mais

Com-Vida. Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida

Com-Vida. Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida Com-Vida Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida Com-Vida Comissao de Meio Ambiente e Qualidade de Vida Depois de realizar a Conferência... Realizada a Conferência em sua Escola ou Comunidade, é

Leia mais

O desenvolvimento do Terceiro Setor e a profissionalização

O desenvolvimento do Terceiro Setor e a profissionalização O desenvolvimento do Terceiro Setor e a profissionalização Cristiane dos Santos Schleiniger * Lise Mari Nitsche Ortiz * O Terceiro Setor é o setor da sociedade que emprega aproximadamente 1 milhão de pessoas.

Leia mais

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE)

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) É o chamado do Ministério da Educação (MEC) à sociedade para o trabalho voluntário de mobilização das famílias e da comunidade pela melhoria da

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL JOANA DE FREITAS BARBOSA GRÊMIO ESTUDANTIL 11 DE AGOSTO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2004

COLÉGIO ESTADUAL JOANA DE FREITAS BARBOSA GRÊMIO ESTUDANTIL 11 DE AGOSTO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2004 COLÉGIO ESTADUAL JOANA DE FREITAS BARBOSA GRÊMIO ESTUDANTIL 11 DE AGOSTO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2004 EMENTA: Cria o Sistema de Comunicação Interna do Colégio Estadual Joana de Freitas Barbosa (Polivalente)

Leia mais

Carvalho Goretti Moreira Leal de, Themis; Ribas Almeida, Milene. Brasil RESUMO

Carvalho Goretti Moreira Leal de, Themis; Ribas Almeida, Milene. Brasil RESUMO ID:862 PROJETO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA AMPLIANDO AS AÇÕES DE PREVENÇÃO EM DST/AIDS E HEPATITES VIRAIS JUNTO À POPULAÇÃO ESCOLAR: UM ESPAÇO PARA FORMAÇÃO PROFISSIONAL E PROMOÇÃO DA SAÚDE Carvalho Goretti

Leia mais

1) Projeto Mais Saúde - Mutirões de Saúde

1) Projeto Mais Saúde - Mutirões de Saúde 1) Projeto Mais Saúde - Mutirões de Saúde A Cruz Vermelha Brasileira Filial do Estado de São Paulo, cumprindo sua missão de prevenir e atenuar o sofrimento humano, promove ações voltadas à população vulnerável

Leia mais

Atuação do psicólogo na Assistência Social. Iolete Ribeiro da Silva Conselho Federal de Psicologia

Atuação do psicólogo na Assistência Social. Iolete Ribeiro da Silva Conselho Federal de Psicologia Atuação do psicólogo na Assistência Social Iolete Ribeiro da Silva Conselho Federal de Psicologia Concepção de Assistência Social Assistência social direito social e dever estatal Marco legal: Constituição

Leia mais

PLANO DE TRABALHO 2008

PLANO DE TRABALHO 2008 PLANO DE TRABALHO 2008 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1.1. NOME DA ENTIDADE: Casa de Nazaré Centro de Apoio ao Menor 1.2. Endereço: Rua Coronel Timóteo nº 350 1.3. Bairro: Cristal 1.4. Região CORAS: 05 1.5.

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO PEDREGAL PROJETO OFICINA ESCOLA

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO PEDREGAL PROJETO OFICINA ESCOLA Relatório das Ações Desenvolvidas pelo Projeto Oficina Escola 1. Apresentação Companheiros (as) da Associação Tremembé estamos concluindo mais um ano missão e com isso somos convidados (as) a socializar

Leia mais

Anexo II CARGOS DE DCA

Anexo II CARGOS DE DCA Anexo II CARGOS DE DCA CARGO: COORDENADOR DO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO DE EDUCAÇÃO INFANTIL COORDENADOR DO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO DE ENSINO FUNDAMENTAL Coordenar atividades específicas de área, participando

Leia mais

Projeto Pequenas Damas

Projeto Pequenas Damas Mostra Local de: Arapongas Projeto Pequenas Damas Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Associação das Damas de Caridade de Arapongas

Leia mais

MÍSTICA E CONSTRUÇÃO Por que pensar em Mística e Construção?

MÍSTICA E CONSTRUÇÃO Por que pensar em Mística e Construção? MÍSTICA E CONSTRUÇÃO Espiritualidade e profecia são duas palavras inseparáveis. Só os que se deixam possuir pelo espírito de Deus são capazes de plantar sementes do amanhã e renovar a face da terra. Todo

Leia mais

DECLARAÇÃO DE PRINCIPIOS E OBJETIVOS DO MNCR

DECLARAÇÃO DE PRINCIPIOS E OBJETIVOS DO MNCR DECLARAÇÃO DE PRINCIPIOS E OBJETIVOS DO MNCR ARTIGO 1 o - O Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis - MNCR, trabalha pela auto-gestão e organização 1 dos catadores através da constituição

Leia mais

GRUPOS. são como indivíduos, cada um deles, tem sua maneira específica de funcionar.

GRUPOS. são como indivíduos, cada um deles, tem sua maneira específica de funcionar. GRUPOS são como indivíduos, cada um deles, tem sua maneira específica de funcionar. QUANTOS ADOLESCENTES A SUA CLASSE TEM? Pequenos (de 6 a 10 pessoas) Médios ( de 11 pessoa a 25 pessoas) Grandes ( acima

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

Relatório Devolutivo 22 a 23/09/2014 Cascavel - PR

Relatório Devolutivo 22 a 23/09/2014 Cascavel - PR Projeto Rede Cidadania e Qualidade de Vida FIOCRUZ / MinC Relatório Devolutivo 22 a 23/09/2014 - PR Programa CEU - Centro de Artes e Esportes Unificados Projeto Rede Cidadania e Qualidade de Vida Ativação

Leia mais

POLÍTICA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE

POLÍTICA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE POLÍTICA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE Av. Barbacena, 472 8º andar Barro Preto CEP: 30190-130 Belo Horizonte/MG Tel.: 3253.4917 E-mail: renata.gontijo@cemigsaude.org.br Portal Corporativo: www.cemigsaude.org.br

Leia mais

Plano de Ação Plano de Ação Plano de Açã Plano de Ação 2012 2012 201 2012

Plano de Ação Plano de Ação Plano de Açã Plano de Ação 2012 2012 201 2012 Plano de Ação 2012 Quem somos George Williams A Associação Cristã de Moços é uma instituição internacional, presente em mais de 125 países e que proporciona saúde e qualidade de vida para aproximadamente

Leia mais

Igreja Adventista do 7º Dia - Central de Vitória Av. Carlos Moreira Lima, 1200 Ilha de Monte Belo CEP 29.050-650 Vitória, ES, Brasil Tel.

Igreja Adventista do 7º Dia - Central de Vitória Av. Carlos Moreira Lima, 1200 Ilha de Monte Belo CEP 29.050-650 Vitória, ES, Brasil Tel. Projeto de Acompanhamento de famílias Consiste no acompanhamento de famílias em situação de vulnerabilidade social e realização de ações visando auxiliar a família a melhorar sua qualidade de vida e aumentar

Leia mais

Espaço Criança Esperança São Paulo CEE Oswaldo Brandão

Espaço Criança Esperança São Paulo CEE Oswaldo Brandão Espaço Criança Esperança São Paulo CEE Oswaldo Brandão OS RECURSOS FINANCEIROS DO ESPAÇO CRIANÇA ESPERANÇA TV GLOBO realiza CAMPANHA CRIANÇA ESPERANÇA com programa na TV UNESCO recebe DOAÇÃO e apóia diferentes

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM COORDENÇÃO PEDAGOGICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM COORDENÇÃO PEDAGOGICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM COORDENÇÃO PEDAGOGICA A ELABORAÇÃO DO PLANEJAMENTO ESCOLAR O Planejamento é o principal instrumento norteador da ação dos coordenadores e profissionais

Leia mais

REGULAMENTO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL

REGULAMENTO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL REGULAMENTO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL FACULDADE METROPOLITANA DE CAMAÇARI FAMEC - 2010 SUMÁRIO CAPÍTULO I... 1 DOS OBJETIVOS GERAIS... 1 CAPÍTULO II... 1 DOS OBJETIVOS ESPECÍFICOS... 1 CAPÍTULO III...

Leia mais

Avaliação Institucional 2005-2. Faculdade de Jussara. Pós-Graduação

Avaliação Institucional 2005-2. Faculdade de Jussara. Pós-Graduação Graduação ITEM: As carteiras das salas de aula são adequadas. 88,2% Graduação ITEM: As instalações do laboratório de informática são adequadas. Graduação ITEM: As instalações da biblioteca são adequadas.

Leia mais

POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DA PÓS-GRADUAÇÃO DA CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E DOS PRINCÍPIOS

POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DA PÓS-GRADUAÇÃO DA CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E DOS PRINCÍPIOS POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DA PÓS-GRADUAÇÃO DA CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E DOS PRINCÍPIOS Art. 1. A Política de Assistência Estudantil da Pós-Graduação da UFGD é um arcabouço de princípios e diretrizes

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL Nº

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL Nº PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL Nº 01/2014 ANEXO II PRINCIPAIS ATRIBUIÇÕES DOS EMPREGOS EMPREGOS (Ciências) (Ensino Fundamental) ATRIBUIÇÕES proposta da escola. fixando metas, definindo objetivos.

Leia mais

Nossa Missão, Visão e Valores

Nossa Missão, Visão e Valores Nossa Missão, Visão e Valores Missão Acolher e mobilizar os imigrantes na luta por direitos, cidadania e empoderamento social e político; Combater o trabalho escravo, a xenofobia, o tráfico de pessoas

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais Especialização em Gestão Estratégica de Apresentação CAMPUS COMÉRCIO Inscrições Abertas Turma 02 --> Início Confirmado: 07/06/2013 últimas vagas até o dia: 05/07/2013 O curso de Especialização em Gestão

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL BOQUEIRÃO 18/03/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Realizações no dia

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Projeto Exercitando Direitos do PELC - Programa de Esporte e Lazer da Cidade

Mostra de Projetos 2011. Projeto Exercitando Direitos do PELC - Programa de Esporte e Lazer da Cidade Mostra de Projetos 2011 Projeto Exercitando Direitos do PELC - Programa de Esporte e Lazer da Cidade Mostra Local de: Piraquara Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais.

Leia mais

PROGRAMA MEDIAÇÃO DE CONFLITOS

PROGRAMA MEDIAÇÃO DE CONFLITOS Programa Mediação Conflitos PROGRAMA MEDIAÇÃO DE CONFLITOS MARCO LÓGICO 2015 Programa Mediação Conflitos A- Intificação do Problema (Árvore problemas): ÁRVORE DE PROBLEMAS CONSEQUÊNCIAS PROBLEMA Homicídios

Leia mais

PROGRAMA DE GESTÃO SOCIAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo

PROGRAMA DE GESTÃO SOCIAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo PROGRAMA DE GESTÃO SOCIAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo Créditos Elaboração Maria Suziane Gutbier Publicitária e Educadora Social Rúbia Geane Goetz - Assistente Social Vera

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 3 Planejando a Ação Voluntária

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 3 Planejando a Ação Voluntária Organizando Voluntariado na Escola Aula 3 Planejando a Ação Voluntária Objetivos 1 Entender a importância de fazer um planejamento. 2 Aprender como planejar o projeto de voluntariado. 3 Conhecer ferramentas

Leia mais

Projetos Sociais da Faculdade Campo Real CIDADANIA REAL 1. O que é o projeto? 2. Em que consistem as atividades do projeto?

Projetos Sociais da Faculdade Campo Real CIDADANIA REAL 1. O que é o projeto? 2. Em que consistem as atividades do projeto? Projetos Sociais da Faculdade Campo Real A promoção da cidadania é qualidade de toda instituição de ensino consciente de sua relevância e capacidade de atuação social. Considerando a importância da Faculdade

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Centro Educativo Passionista Maria José

Mostra de Projetos 2011. Centro Educativo Passionista Maria José Mostra de Projetos 2011 Centro Educativo Passionista Maria José Mostra Local de: Piraquara Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: Associação

Leia mais

FACULDADE METODISTA DE BIRIGUI REGIMENTO DO NÚCLEO DE EXTENSÃO EMPRESARIAL (NEXEM)

FACULDADE METODISTA DE BIRIGUI REGIMENTO DO NÚCLEO DE EXTENSÃO EMPRESARIAL (NEXEM) FACULDADE METODISTA DE BIRIGUI REGIMENTO DO NÚCLEO DE EXTENSÃO EMPRESARIAL (NEXEM) A extensão é o processo educativo, cultural e científico que articula, amplia, desenvolve e reforça o ensino e a pesquisa,

Leia mais

Estrutura e Metodologia da Oficina 1: Sensibilização de Agentes Multiplicadores

Estrutura e Metodologia da Oficina 1: Sensibilização de Agentes Multiplicadores Estrutura e Metodologia da Oficina 1: Sensibilização de Agentes Multiplicadores Oficina 1: Sensibilização de Agentes Multiplicadores Integração do grupo; Sensibilização para os problemas e potencialidades

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA REDAÇÃO CONCURSO PÚBLICO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PREFEITURA DE DUQUE DE CAXIAS/RJ PROFESSOR DE INFORMÁTICA EDUCATIVA

PADRÃO DE RESPOSTA REDAÇÃO CONCURSO PÚBLICO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PREFEITURA DE DUQUE DE CAXIAS/RJ PROFESSOR DE INFORMÁTICA EDUCATIVA PROFESSOR DE INFORMÁTICA EDUCATIVA 3. O tema: Capacitação e formação continuada como ingredientes indispensáveis ao sucesso do profissional da educação. A exposição e a defesa das ideias do autor do texto

Leia mais

Nº 3 - Nov/14 TRABALHO COMUNITÁRIO

Nº 3 - Nov/14 TRABALHO COMUNITÁRIO ! Nº 3 - Nov/14 o ã ç n e t a A T S PRE TRABALHO COMUNITÁRIO Apresentação Esta nova edição da Coleção Presta Atenção! apresenta pontos importantes para a implantação de projetos e programas de base comunitária.

Leia mais

O Projeto PROVOZ é um Projeto Social de Desenvolvimento para a população de Fortaleza que privilegia a cidadania e os direitos inerentes à todos os

O Projeto PROVOZ é um Projeto Social de Desenvolvimento para a população de Fortaleza que privilegia a cidadania e os direitos inerentes à todos os O Projeto PROVOZ é um Projeto Social de Desenvolvimento para a população de Fortaleza que privilegia a cidadania e os direitos inerentes à todos os cidadãos brasileiros ao nível da sua realidade local.

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Projovem em Ação

Mostra de Projetos 2011. Projovem em Ação Mostra de Projetos 2011 Projovem em Ação Mostra Local de: Londrina. Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: Prefeitura Municipal Santa Cecilia

Leia mais

Política do Programa de Voluntariado do Grupo Telefônica

Política do Programa de Voluntariado do Grupo Telefônica Política do Programa de Voluntariado do Grupo Telefônica INTRODUÇÃO O Grupo Telefônica, consciente de seu importante papel na construção de sociedades mais justas e igualitárias, possui um Programa de

Leia mais

QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA!

QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA! QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA! NOSSA VISÃO Um mundo mais justo, onde todas as crianças e todos os adolescentes brincam, praticam esportes e se divertem de forma segura e inclusiva. NOSSO

Leia mais

O grupo Guardiões da Esperança é uma ONG formada por pessoas comuns, trabalhadores do bem tentando mudar a humanidade. Sem vínculo religioso ou

O grupo Guardiões da Esperança é uma ONG formada por pessoas comuns, trabalhadores do bem tentando mudar a humanidade. Sem vínculo religioso ou O grupo Guardiões da Esperança é uma ONG formada por pessoas comuns, trabalhadores do bem tentando mudar a humanidade. Sem vínculo religioso ou político. O grupo Guardiões da Esperança é composto por pessoas

Leia mais

CANDIDATOS DA MICRORREGIÃO 2

CANDIDATOS DA MICRORREGIÃO 2 CANDIDATOS DA MICRORREGIÃO 2 Nome de urna: Elda Clavé Número: 2413 - Exerceu o cargo de Conselheira Tutelar Substituta; - Membro da Rede de Leitura para Crianças em Bibliotecas Comunitárias; - Serviço

Leia mais

A participação social em programas e projetos governamentais de regularização urbana e ambiental 1

A participação social em programas e projetos governamentais de regularização urbana e ambiental 1 A participação social em programas e projetos governamentais de regularização urbana e ambiental 1 Juliano Varela de Oliveira 2 Cada cidade possui suas peculiaridades referentes às condições de sobrevivência

Leia mais

Núcleo Regional de Rio Branco do Sul

Núcleo Regional de Rio Branco do Sul Núcleo Regional de Rio Branco do Sul Municípios participantes Adrianópolis Bocaiúva do Sul Cerro Azul Doutor Ulysses Rio Branco do Sul Tunas do Paraná Itaperuçu Campo Magro Colombo Almirante Tamandaré

Leia mais

ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MEIO AMBIENTE - AMA HISTÓRICO A ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MEIO AMBIENTE - AMA, fundada em 20/07/1990 é uma organização

ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MEIO AMBIENTE - AMA HISTÓRICO A ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MEIO AMBIENTE - AMA, fundada em 20/07/1990 é uma organização ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MEIO AMBIENTE - AMA HISTÓRICO A ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MEIO AMBIENTE - AMA, fundada em 20/07/1990 é uma organização Não-Governamental, a qual desenvolve suas atividades no campo da preservação

Leia mais

Semana Acadêmica na Faculdade Batista Pioneira 09 a 13 de março de 2015 Prof. Me Rui Osvaldo Teske rui@teske.com.br

Semana Acadêmica na Faculdade Batista Pioneira 09 a 13 de março de 2015 Prof. Me Rui Osvaldo Teske rui@teske.com.br Semana Acadêmica na Faculdade Batista Pioneira 09 a 13 de março de 2015 Prof. Me Rui Osvaldo Teske rui@teske.com.br O planejamento não diz respeito a decisões futuras, mas às implicações futuras de decisões

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS RESOLUÇÃO Nº xx/xxxx CONSELHO UNIVERSITÁRIO EM dd de mês de aaaa Dispõe sobre a criação

Leia mais

Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão:

Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão: II) NOSSA VISÃO Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão: A) Adorar a Deus em espírito e verdade Queremos viver o propósito para o qual Deus

Leia mais

PROJETO DE EXTENSÃO INSTITUCIONAL FTA

PROJETO DE EXTENSÃO INSTITUCIONAL FTA PROJETO DE EXTENSÃO INSTITUCIONAL FTA Faculdade de Tecnologia de Macapá - FTA ALESSANDRO SOUZA DE OLIVEIRA Diretor Geral FRANQUILÉIA L. BEZERRA Diretora Acadêmica Coordenadora de Curso (Gestão RH/Comercial/Hospitalar)

Leia mais

Gestão 2013-2017. Plano de Trabalho. Colaboração, Renovação e Integração. Eduardo Simões de Albuquerque Diretor

Gestão 2013-2017. Plano de Trabalho. Colaboração, Renovação e Integração. Eduardo Simões de Albuquerque Diretor Gestão 2013-2017 Plano de Trabalho Colaboração, Renovação e Integração Eduardo Simões de Albuquerque Diretor Goiânia, maio de 2013 Introdução Este documento tem por finalidade apresentar o Plano de Trabalho

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

PROJETO BRINQUEDOTECA: BRINCANDO E APRENDENDO

PROJETO BRINQUEDOTECA: BRINCANDO E APRENDENDO INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE FLORESTA ISEF PROJETO BRINQUEDOTECA: BRINCANDO E APRENDENDO FLORESTA PE 2013 SUMÁRIO I. JUSTIFICATIVA II. OBJETIVO A. GERAIS B. ESPECIFICOS III. DESENVOLVIMENTO IV. CRONOGRAMA

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável: idéias sobre a perspectiva da integração 1

Desenvolvimento Sustentável: idéias sobre a perspectiva da integração 1 Desenvolvimento Sustentável: idéias sobre a perspectiva da integração 1 Juliano Varela de Oliveira 2 O Desenvolvimento Sustentável é uma proposta alternativa ao modelo de desenvolvimento com viés puramente

Leia mais

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 Candidato Gilmar Ribeiro de Mello SLOGAN: AÇÃO COLETIVA Página 1 INTRODUÇÃO Considerando as discussões realizadas com a comunidade interna

Leia mais

PROJETO EDUCATIVO PASTORAL ESCOLA SALESIANA EM PASTORAL

PROJETO EDUCATIVO PASTORAL ESCOLA SALESIANA EM PASTORAL PROJETO EDUCATIVO PASTORAL ESCOLA SALESIANA EM PASTORAL Brasília, 15/05/2014 Situando a RSE... Cristã Católica Identidade Carisma Dom Bosco Madre Mazzarello FMA - SDB Missão Identidade + Carisma = Função

Leia mais

PROJETO MISSIONÁRIO JUAZEIRO/BAHIA 14 a 26 de janeiro de 2014 FORTALECENDO A IGREJA E SERVINDO PESSOAS

PROJETO MISSIONÁRIO JUAZEIRO/BAHIA 14 a 26 de janeiro de 2014 FORTALECENDO A IGREJA E SERVINDO PESSOAS PROJETO MISSIONÁRIO JUAZEIRO/BAHIA 14 a 26 de janeiro de 2014 FORTALECENDO A IGREJA E SERVINDO PESSOAS Nome do Projeto Projeto Missionário em Juazeiro-Ba Coordenadora da Missão Zero Liliana M. Dhein Coordenador

Leia mais