Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 1 Ano Professora: Lusia Raquel OS PORQUÊS. Caicó RN 2018

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 1 Ano Professora: Lusia Raquel OS PORQUÊS. Caicó RN 2018"

Transcrição

1 Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 1 Ano Professora: Lusia Raquel OS PORQUÊS Caicó RN 2018

2

3

4 POR QUE O POR QUE TEM DOIS EMPREGOS DIFERENCIADOS: QUANDO FOR A JUNÇÃO DA PREPOSIÇÃO POR + PRONOME INTERROGATIVO QUE, POSSUIRÁ O SIGNIFICADO DE POR QUAL RAZÃO OU POR QUAL MOTIVO : EXEMPLOS: POR QUE VOCÊ NÃO VAI AO CINEMA? (POR QUAL RAZÃO) NÃO SEI POR QUE NÃO QUERO IR. (POR QUAL MOTIVO) QUANDO FOR A JUNÇÃO DA PREPOSIÇÃO POR + PRONOME RELATIVO QUE, POSSUIRÁ O SIGNIFICADO DE PELO QUAL E PODERÁ TER AS FLEXÕES: PELA QUAL, PELOS QUAIS, PELAS QUAIS. EXEMPLO: OS LUGARES POR QUE PASSAMOS ERAM ENCANTADORES. (PELOS QUAIS)

5 POR QUÊ Quando vier antes de um ponto (final, interrogativo, exclamação), o por quê deverá vir acentuado e continuará com o significado de por qual motivo, por qual razão. Exemplos: Vocês não comeram tudo? Por quê? Andar cinco quilômetros, por quê? Vamos de carro.

6 PORQUE É CONJUNÇÃO CAUSAL OU EXPLICATIVA, COM VALOR APROXIMADO DE POIS, UMA VEZ QUE. EXEMPLOS: NÃO FUI AO CINEMA PORQUE TENHO QUE ESTUDAR PARA A PROVA. (POIS) NÃO VÁ FAZER INTRIGAS PORQUE PREJUDICARÁ VOCÊ MESMO. (UMA VEZ QUE)

7 PORQUÊ É SUBSTANTIVO E TEM SIGNIFICADO DE MOTIVO, RAZÃO. VEM ACOMPANHADO DE DETERMINANTE, COMO UM ARTIGO, PRONOME, ADJETIVO OU NUMERAL. EXEMPLOS: O PORQUÊ DE NÃO ESTAR CONVERSANDO É PORQUE QUERO ESTAR CONCENTRADA. (MOTIVO) DIGA-ME UM PORQUÊ PARA NÃO FAZER O QUE DEVO. (UMA RAZÃO)

8 A FIM DE A FIM DE É UMA LOCUÇÃO PREPOSITIVA QUE INDICA UMA FINALIDADE E EQUIVALE A PARA, COM O PROPÓSITO DE E COM A INTENÇÃO DE : EXEMPLO: ELA MARCOU UM HORÁRIO COM O MÉDICO, A FIM DE VERIFICAR SEUS EXAMES. A LOCUÇÃO A FIM DE PODE TER AINDA SINÔNIMO DE PARA QUE QUANDO ASSOCIADA COM O PRONOME RELATIVO QUE : EXEMPLO: TREINOU BASTANTE, A FIM DE QUE CONQUISTASSE O PRIMEIRO LUGAR NO PÓDIO.

9 AFIM AFIM, QUANDO SUBSTANTIVO MASCULINO QUE INDICA AFINIDADE, PARENTESCO, AMIGOS ÍNTIMOS, ADEPTOS. EXEMPLOS: IREI CONVIDAR TODOS OS AMIGOS DE FACULDADE E AFINS. OS PARTIDÁRIOS E AFINS ESTÃO CONVIDADOS. COMPRAREI LIVROS E AFINS.

10 AFINS PLURAL DE AFIM (ADJETIVO) Afim, quando adjetivo admite plural (afins) e pode expor: a) Um parentesco ou uma ligação por afinidades: Parentes afins. b) Proximidade: Os estados de Pernambuco e Paraíba são afins. c) Uma característica comum, semelhante ou idêntica entre termos. É a maneira mais usual: O departamento de compras e de finanças têm funções afins.

11 OBSERVAÇÕES IMPORTANTES CONTUDO, UMA FORMA MAIS UTILIZADA É DIZER QUE ALGUÉM ESTÁ A FIM DE FAZER ALGUMA COISA, OU SEJA, ESTÁ COM VONTADE DE : ESTOU A FIM DE IR AO CINEMA HOJE. USE, PORTANTO, DESSA FORMA: A FIM DE, SEPARADO. OUTRA MANEIRA TAMBÉM BASTANTE COMUM É DIZER QUE ALGUÉM ESTÁ A FIM DE OUTRA PESSOA, OU SEJA, ESTÁ INTERESSADO: JOÃO ESTÁ A FIM DE MARIA.

12 MAU OU MAL? MAU É SEMPRE ADJETIVO, E SIGNIFICA RUIM, IMPERFEITO, QUE CAUSA PREJUÍZOS. É ANTÔNIMO DE BOM, FAZ O PLURAL COM MAUS E O FEMININO É MÁ. EX: AQUELE ARTISTA SEMPRE FAZIA O PAPEL DE HOMEM MAU. JÁ MAL, PODE SER CLASSIFICADA COMO ADVÉRBIO DE MODO, QUANDO SIGNIFICA INCORRETAMENTE, ERRADAMENTE. NESSE CASO, É INVARIÁVEL E SEU ANTÔNIMO É O ADVÉRBIO BEM. COMO ADVÉRBIO, REFERE-SE SEMPRE A UM VERBO. EX: ELA COMIA MUITO MAL.

13 MAS CONJUNÇÃO ADVERSATIVA O MAS É DEFINIDO COMO UMA CONJUNÇÃO ADVERSATIVA, OU SEJA, REPRESENTA IDEIAS CONTRÁRIAS. O USO DESSA PALAVRA EM UMA FRASE É CORRETO QUANDO O INTERLOCUTOR QUER DIZER ALGO OPOSTO.

14 MAIS ADVÉRBIO DE INTENSIDADE O MAIS É UM ADVÉRBIO DE INTENSIDADE, QUER DIZER, UMA EXPRESSÃO COM SIGNIFICADO DE AUMENTO, GRANDEZA, SUPERIORIDADE E ATÉ DE COMPARAÇÃO. OS EMPRESÁRIOS ESTÃO CADA VEZ MAIS RICOS. TODOS PRECISAM DE MAIS AMOR.

15 MÁ CONTRÁRIO DE BOA ESSA PALAVRA É O PLURAL DO ADJETIVO FEMININO MÁ, QUE QUALIFICA UMA PESSOA OU COISA QUANDO ELA NÃO É BOA. ELE ESTEVA COM MÁS (BOAS) INTENÇÕES. AS MÁS (BOAS) COMPANHIAS NÃO VALEM A PENA. ELAS SEMPRE FORAM MÁS (BOAS).

16

17 SENÃO SE NÃO PERCEBE-SE QUE A EXPRESSÃO SENÃO CARREGA O SIGNIFICADO DE A NÃO SER, EXCETO - NÃO FAZ MAIS NADA, SENÃO PENSAR NA VIAGEM. A EXPRESSÃO SE NÃO TRATA-SE DA OCORRÊNCIA DE UMA CONJUNÇÃO CONDICIONAL (SE) QUE CARREGA O SIGNIFICADO DE CASO NÃO, QUANDO NÃO. SE NÃO FOR POSSÍVEL COMPARECER À CONSULTA, AVISE-NOS.

18 AO ENCONTRO DE - CONCORDÂNCIA AO ENCONTRO DE: TEM SIGNIFICADO DE ESTAR DE ACORDO COM, EM DIREÇÃO A, FAVORÁVEL A, PARA JUNTO DE. EXEMPLOS: MEU NOVO TRABALHO VEIO AO ENCONTRO DO QUE DESEJAVA. (MEU NOVO TRABALHO ESTÁ DE ACORDO COM O QUE DESEJAVA.) VAMOS AO ENCONTRO DE NOSSA TURMA. (VAMOS PARA JUNTO DE NOSSA TURMA) ESSA LEI VEM AO ENCONTRO DOS INTERESSES DA POPULAÇÃO. (ESSA LEI VEM A FAVOR, EM DIREÇÃO AOS INTERESSES DA POPULAÇÃO) TODOS FICARAM SATISFEITOS, POIS A SOLICITAÇÃO DO GERENTE VEIO AO ENCONTRO DO QUE OS FUNCIONÁRIOS QUERIAM.

19 DE ENCONTRO A - DISCORDÂNCIA DE ENCONTRO A: TEM SIGNIFICADO DE CONTRA, EM OPOSIÇÃO A, PARA CHOCAR- SE COM. EXEMPLOS: ESTA QUESTÃO ESTÁ INDO DE ENCONTRO AOS INTERESSES DA EMPRESA. (ESTA QUESTÃO ESTÁ INDO CONTRA OS INTERESSES DA EMPRESA). A DECISÃO TOMADA FOI DE ENCONTRO ÀS REIVINDICAÇÕES DO SINDICATO. (A DECISÃO TOMADA FOI OPOSTA ÀS REIVINDICAÇÕES DO SINDICATO). O JOVEM DIRIGIU BÊBADO E FOI DE ENCONTRO À ÁRVORE. (O JOVEM DIRIGIU BÊBADO E CHOCOU-SE COM A ÁRVORE).

20 AO INVÉS DE AO INVÉS DE É USADO QUANDO HÁ EXPOSIÇÃO DE IDEIAS CONTRÁRIAS, LITERALMENTE INVERSAS ( INVÉS É ORIGINÁRIO DA PALAVRA LATINA INVERSUM E SIGNIFICA AO CONTRÁRIO [1]). AO INVÉS DE FALAR, PODIA CALAR-SE UM POUCO. DEMORAMOS PARA CHEGAR AQUI, PORQUE AO INVÉS DE VIRARMOS À ESQUERDA, VIRAMOS À DIREITA.

21 EM VEZ DE É USADA PARA MOSTRAR A SUBSTITUIÇÃO DE UMA IDEIA POR OUTRA, DIFERENTE. EM VEZ DE MANDAR UM PARA O MEU CHEFE, IREI TELEFONAR PARA ELE. NÃO TRABALHE HOJE, SE ESTÁ DOENTE. EM VEZ DISSO, VÁ AO MÉDICO.

22 POR HORA A EXPRESSÃO POR HORA, QUANDO ESCRITA COM A LETRA H, REFERE-SE AO TEMPO, A MARCAÇÃO EM MINUTOS. EXEMPLO: O MÉDICO RECEITOU O COMPRIMIDO A CADA SEIS HORAS. O CARRO ESTAVA A CENTO E VINTE QUILÔMETROS POR HORA.

23 POR ORA A EXPRESSÃO POR ORA, QUANDO ESCRITA SEM O H, DÁ A IDEIA DE NO MOMENTO OU AGORA. É UM ADVÉRBIO DE TEMPO, EXPRESSA SENTIDO DE POR ENQUANTO, NO MOMENTO, ATUALMENTE. EXEMPLO: POR ORA ESTOU MUITO OCUPADO. VOCÊ PEDIU MINHA DECISÃO, POR ORA AINDA NÃO A TENHO.

24 APRENDEMOS?

ORTOGRAFIA II Profª Giovana Uggioni Silveira

ORTOGRAFIA II Profª Giovana Uggioni Silveira ORTOGRAFIA II Profª Giovana Uggioni Silveira EM VEZ DE ou AO INVÉS DE? AO INVÉS DE = ao contrário de (somente oposição) Ele entrou à direita ao invés da esquerda. Subiu ao invés de descer. EM VEZ DE =

Leia mais

Emprego de palavras e expressões

Emprego de palavras e expressões Emprego de palavras e expressões Livro 01 Prof. Eugênio Torres Módulo 02 POR QUE POR QUÊ PORQUE PORQUÊ o Por que- Emprega-se quando equivale a por qual motivo ou a pelo qual. Usado também no início ou

Leia mais

Pronomes. Podem substituir ou acompanhar um nome ou substantivo. Ele esteve aqui ontem. Ele esteve aqui e criticou o seu projeto.

Pronomes. Podem substituir ou acompanhar um nome ou substantivo. Ele esteve aqui ontem. Ele esteve aqui e criticou o seu projeto. Pronomes Podem substituir ou acompanhar um nome ou substantivo. Ele esteve aqui ontem. Ele esteve aqui e criticou o seu projeto. Pessoais Possessivos Demonstrativos Relativos Indefinidos Interrogativos

Leia mais

REVISÃO FINAL DELEGADO DE POLÍCIA

REVISÃO FINAL DELEGADO DE POLÍCIA REVISÃO FINAL DELEGADO DE POLÍCIA Com base no Edital n º 007 SEGPLAN/SSPAP/PCGO, de 4/11/2016 Revisão ponto a ponto POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DE GOIÁS COORDENAÇÃO Leandro Bortoleto Paulo Lépore Rogério Sanches

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Desejo saber o porquê de suas atitudes. Ela pretende responder os porquês do enigma. EXERCÍCIOS

LÍNGUA PORTUGUESA. Desejo saber o porquê de suas atitudes. Ela pretende responder os porquês do enigma. EXERCÍCIOS Questões notacionais da língua: Por que, por quê, porque ou porquê; Mal ou mau; Mais ou mas; Meio ou meia; Onde ou aonde; Estar ou está....01 QUESTÕES NOTACIONAIS DA LÍNGUA: POR QUE, POR QUÊ, PORQUE OU

Leia mais

Gramática Eletrônica. Vamos iniciar o nosso estudo, examinando as dúvidas mais freqüentes. indica tempo que já passou

Gramática Eletrônica. Vamos iniciar o nosso estudo, examinando as dúvidas mais freqüentes. indica tempo que já passou Lição 2 Dúvidas mais comuns Vamos iniciar o nosso estudo, examinando as dúvidas mais freqüentes. QUANDO USAR 1. A ou HÁ? 1. A Ela ou parou HÁ? de estudar há algum tempo. indica tempo que já passou Daqui

Leia mais

Os alunos fizeram uma visita ao zoológico, onde puderam observar várias espécies de animais.

Os alunos fizeram uma visita ao zoológico, onde puderam observar várias espécies de animais. Uso do onde e aonde O advérbio é uma classe de palavras cuja função gramatical é acompanhar e modificar um verbo, exprimindo a circunstância da ação verbal, por isso o nome ad-vérbio, ou seja, a palavra

Leia mais

Pronomes. Nomes são palavras com valor lexical, isto é, com significado em si mesmas.

Pronomes. Nomes são palavras com valor lexical, isto é, com significado em si mesmas. Pronomes Nome X Pronome Pronomes Nomes são palavras com valor lexical, isto é, com significado em si mesmas. Ex.: bola, azul, carro... Pronomes são palavras com valor gramatical, isto é, sem significação

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade IV Ciência- O homem na construção do conhecimento 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES

Leia mais

Tópicos de Ortografia. Prof.ª Paula Barreto

Tópicos de Ortografia. Prof.ª Paula Barreto Tópicos de Ortografia Prof.ª Paula Barreto HOMÔNIMOS Palavras que têm identidade de pronúncia (homônimos homófonos) ou e de grafia (homônimos homógrafos) ou os dois ao mesmo tempo (homônimos perfeitos)

Leia mais

Língua Portuguesa. Profª. Fernanda Machado

Língua Portuguesa. Profª. Fernanda Machado Língua Portuguesa Profª. Fernanda Machado Classes de palavras são agrupamentos de palavras que mantêm características comuns. Na Língua Portuguesa existem 10 classes de palavras: Substantivo Adjetivo Artigo

Leia mais

Língua Portuguesa. Profª: Fernanda Machado

Língua Portuguesa. Profª: Fernanda Machado Língua Portuguesa Profª: Fernanda Machado 01 Classes de palavras são agrupamentos de palavras que mantêm características comuns. Na Língua Portuguesa existem 10 classes gramaticais: 1) Substantivo 2) Adjetivo

Leia mais

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE FUNÇÕES DO QUE? Aqui estudaremos todas as classes gramaticais a que a palavra que pertence. SUBSTANTIVO A palavra que será substantivo, quando tiver o sentido de qualquer coisa ou alguma coisa, é sempre

Leia mais

Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 2 Ano Professora: Lusia Raquel. Orações Subordinadas Adverbiais.

Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 2 Ano Professora: Lusia Raquel. Orações Subordinadas Adverbiais. Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 2 Ano Professora: Lusia Raquel Orações Subordinadas Adverbiais Caicó RN 2018 CLASSIFICAÇÃO CLASSIFICAÇÃO ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS SÃO

Leia mais

Artigo definido / artigo indefinido e seu emprego Nome Género Formação do feminino Formação do plural. Unidade 0

Artigo definido / artigo indefinido e seu emprego Nome Género Formação do feminino Formação do plural. Unidade 0 NÍVEL DE PROFICIÊNCIA LINGUÍSTICA A1/A2 COMPETÊNCIA COMUNICATIVA PARTE 1 PRAGMÁTICA LINGUÍSTICA Unidade 0 Vamos aprender Português! Identificar marcas da identidade cultural portuguesa / língua portuguesa

Leia mais

COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE- C.D.S. Adjetivo. 2º Bimestre. Profª: Caliana Medeiros. Caicó/ RN

COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE- C.D.S. Adjetivo. 2º Bimestre. Profª: Caliana Medeiros. Caicó/ RN COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE- C.D.S Adjetivo 2º Bimestre Profª: Caliana Medeiros. Caicó/ RN O QUE ADJETIVO? É a palavra variável em gênero, número e grau que caracteriza o substantivo, indicando-lhe qualidade,

Leia mais

MODULO NORMAS GRAMATICAIS DA LINGUA PORTUGUESA AULA 7: ELEGÂNCIA PALAVRAS E EXPRESSÕES QUE EXIGEM CUIDADO

MODULO NORMAS GRAMATICAIS DA LINGUA PORTUGUESA AULA 7: ELEGÂNCIA PALAVRAS E EXPRESSÕES QUE EXIGEM CUIDADO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO DE PESSOL DIRETORIA DE DESEMPENHO E DESENVOLVIMENTO COORDENADORIA DE CAPACITAÇÃO E DESENVOLVIMENTO PROGRAMA DE GESTÃO EM SECRETARIADO

Leia mais

Capítulo 2 - Acentuação gráfica Regras gerais...10 Casos especiais...10 Prosódia...12 Exercícios...14

Capítulo 2 - Acentuação gráfica Regras gerais...10 Casos especiais...10 Prosódia...12 Exercícios...14 Sumário Capítulo 1 - Noções de fonética... 2 Fonemas...2 Letra...2 Sílaba...2 Número de sílabas...3 Tonicidade...3 Posição da sílaba tônica...3 Dígrafos...3 Encontros consonantais...3 Encontros vocálicos...4

Leia mais

MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL. SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação.

MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL. SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação. MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação. PREPOSIÇÃO É a classe de palavras que liga palavras entre si;

Leia mais

REGRA GERAL DA CONCORDÂNCIA NOMINAL O adjetivo, o pronome, o artigo e o numeral concordam com o substantivo a que se referem em gênero e número.

REGRA GERAL DA CONCORDÂNCIA NOMINAL O adjetivo, o pronome, o artigo e o numeral concordam com o substantivo a que se referem em gênero e número. REGRA GERAL DA CONCORDÂNCIA NOMINAL O adjetivo, o pronome, o artigo e o numeral concordam com o substantivo a que se referem em gênero e número. Vamos estudar os principais casos de concordância nominal

Leia mais

Recurso Educacional Aberto do projeto REALPTL. 1 SOLUÇÃO (Há x a) 2 SOLUÇÃO 3 SOLUÇÃO. 4 SOLUÇÃO (Junto a x À/Ao)

Recurso Educacional Aberto do projeto REALPTL. 1 SOLUÇÃO (Há x a) 2 SOLUÇÃO 3 SOLUÇÃO. 4 SOLUÇÃO (Junto a x À/Ao) 1 PROBLEMA Há x a Daqui cinco anos estarei formado. Minha escola fica duzentos metros da casa. oito anos que não o vejo. 1 SOLUÇÃO (Há x a) A usado para exprimir ideia de futuro e distância. Daqui a cinco

Leia mais

Funções do que e do se

Funções do que e do se Funções do que e do se Há muitas dúvidas quanto ao emprego do que e do se, pois podem ser empregados em várias funções morfossintáticas. Portanto, iremos analisar cada termo individualmente, a fim de que

Leia mais

1. ARTIGO É uma palavra que determina outra classe de palavra chamada de substantivo. Divide-se em: - Artigo definido: o, a, os, as.

1. ARTIGO É uma palavra que determina outra classe de palavra chamada de substantivo. Divide-se em: - Artigo definido: o, a, os, as. CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 11/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS AULA: 06 CLASSES GRAMATICAIS Ementa Na aula de hoje serão abordados

Leia mais

3ª FASE. Prof. Christiane Mello

3ª FASE. Prof. Christiane Mello 3ª FASE Prof. Christiane Mello Unidade IV 2ª Avaliação de Linguagens Aula 193 Revisão e avaliação de Linguagens 2 Sentido denotativo e conotativo Todo tipo de comunicação, seja qual for, transmite-nos

Leia mais

SUJEITO TIPOS DE SUJEITO

SUJEITO TIPOS DE SUJEITO Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa 9 ano Professora: Lusia Raquel SUJEITO TIPOS DE SUJEITO Caicó RN 2018 SUJEITO SIMPLES Sujeito simples: é aquele que possui apenas um núcleo,

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves ADVÉRBIO Ele bebeu muito. Adv. Intensidade Na frase acima o advérbio muito está intensificando o sentido do verbo BEBER. A banda chegou hoje. tempo. Nessa outra frase o advérbio hoje acrescenta ao verbo

Leia mais

Português. Aula 05. Professor: Ulisses Coelho Blog:

Português. Aula 05. Professor: Ulisses Coelho   Blog: Português Aula 05 Professor: Ulisses Coelho Email: ulisses.1986@hotmail.com Blog: http://entre-palavras-e-acordes.webnode.com/ Pronomes Substantivos: Eu sou professor. Adjetivos: Minha prima chega hoje

Leia mais

Usa-se ainda, neste caso, sujeito antes do verbo ou a palavra interrogativa no fim da oração: De quem você falava? Ele comprou o quê?

Usa-se ainda, neste caso, sujeito antes do verbo ou a palavra interrogativa no fim da oração: De quem você falava? Ele comprou o quê? Usa-se ainda, neste caso, sujeito antes do verbo ou a palavra interrogativa no fim da oração: De quem você falava? Ele comprou o quê? 7. ) Nas orações exclamativas, de sentido optativo ou não, é frequente

Leia mais

Português. Profa. Flávia Rita

Português. Profa. Flávia Rita Português Profa. Flávia Rita Pergunta da Aluna: Danny Unidade: Para de minas 1- você mencionou em uma de suas aulas sobre pronome que o SE (sendo pronome apassivador) segue a regra dos demais pronomes

Leia mais

Aula 10 Pronomes: relativos, indefinidos e interrogativos. Professor Guga Valente

Aula 10 Pronomes: relativos, indefinidos e interrogativos. Professor Guga Valente Aula 10 Pronomes: relativos, indefinidos e interrogativos Professor Guga Valente Na frase do escritor brasileiro Monteiro Lobato, a palavra quem é usada em quatro orações e, em cada uma delas, ela faz

Leia mais

ARTIGOS. Profa Giovana Uggioni Silveira

ARTIGOS. Profa Giovana Uggioni Silveira ARTIGOS Profa Giovana Uggioni Silveira O artigo é um elemento determinante na construção de um sintagma nominal. Seu papel é acessório, funcionando, portanto, como uma palavra adjunta de um nome nuclear

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves EMPREGO DE ALGUMAS PALAVRAS PORQUE PORQUÊ POR QUE POR QUÊ PORQUE É usado para introduzir uma explicação ou causa. Explicação Não vou sair à noite, porque a violência tomou conta da cidade. Causa Cheguei

Leia mais

PRONOMES RELATIVOS Caicó RN 2018

PRONOMES RELATIVOS Caicó RN 2018 Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa Professora: Lusia Raquel PRONOMES RELATIVOS Caicó RN 2018 PRONOMES RELATIVOS: PRONOMES RELATIVOS: O pronome "que" é o relativo de mais largo emprego,

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 11 Sintaxe IV

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 11 Sintaxe IV LÍNGUA PORTUGUESA Professora Rosane Reis MÓDULO 11 Sintaxe IV CONCORDÂNCIA VERBAL REGRA GERAL O verbo concorda em número e pessoa com o sujeito. Com sujeito simples e singular ou substantivo coletivo,

Leia mais

Preposição e Conjunção. Língua Portuguesa 2ª Série Profª Marianna Aguiar

Preposição e Conjunção. Língua Portuguesa 2ª Série Profª Marianna Aguiar Preposição e Conjunção Língua Portuguesa 2ª Série Profª Marianna Aguiar Preposição Conectam os termos dos sintagmas Locuções prepositivas são duas ou mais palavras que funcionam como preposição. Em uma

Leia mais

PORTUGUÊS CONCORDÂNCIA NOMINAL (ESTUDO DIRIGIDO)

PORTUGUÊS CONCORDÂNCIA NOMINAL (ESTUDO DIRIGIDO) Instituto de Educação Infantil e Juvenil 9º ANO Inverno, 2017. Londrina, de. Nome: PORTUGUÊS CONCORDÂNCIA NOMINAL (ESTUDO DIRIGIDO) Leia a frase abaixo e reescreva-a utilizando as normas gramaticais. O

Leia mais

Crase é a fusão de duas vogais iguais: A + A. Para marcar sua ocorrência, usamos o acento grave (` ). Casos em que o acento aparece: a + as = às

Crase é a fusão de duas vogais iguais: A + A. Para marcar sua ocorrência, usamos o acento grave (` ). Casos em que o acento aparece: a + as = às Crase Crase é a fusão de duas vogais iguais: A + A. Para marcar sua ocorrência, usamos o acento grave (` ). Casos em que o acento aparece: a + as = às (preposição + artigo) a + aquela(s) = àquela(s) (preposição

Leia mais

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS APRESENTAÇÃO PARTE I FONÉTICA

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS APRESENTAÇÃO PARTE I FONÉTICA Súmario Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 15 APRESENTAÇÃO... 17 PARTE I FONÉTICA CAPÍTULO 1 ORTOGRAFIA... 21 1. Introdução... 21 2. O alfabeto...21 3. Emprego das letras

Leia mais

REGRA GERAL E CASOS ESPECIAIS

REGRA GERAL E CASOS ESPECIAIS REGRA GERAL E CASOS ESPECIAIS Concordância Nominal Estuda a flexão e a variação em gênero e número entre o substantivo e seus determinantes. Regra geral pronome numeral substantivo adjetivo artigo O meu

Leia mais

Coordenação e subordinação

Coordenação e subordinação Coordenação e subordinação As frases complexas podem relacionar-se por coordenação ou por subordinação. A coordenação consiste numa relação entre duas orações da mesma categoria por meio de conjunções

Leia mais

Crase ENTENDENDO O CONCEITO DA CRASE (DE VERDADE) Observe a seguinte frase: "vou ao museu".

Crase ENTENDENDO O CONCEITO DA CRASE (DE VERDADE) Observe a seguinte frase: vou ao museu. Crase Hoje, Monster Guerreiros, nós vamos falar sobre a tal da crase, um assunto bem interessante e legal. Você não acha? (por favor, diga "sim" para eu não ficar sem graça). A crase não tem nada de misterioso

Leia mais

Português. Regular A1. Capacitación en Idiomas - Consultoría - Traducciones -

Português. Regular A1. Capacitación en Idiomas - Consultoría - Traducciones  - Português Regular A1 Pronomes Pessoais + Pronomes de Tratamento Eu Você / O senhor / A senhora Ele / Ela Nós / A gente Vocês / Os senhores / As senhoras Eles / Elas Pronomes Interrogativos Que Quem Qual,

Leia mais

Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 1 Ano Professora: Lusia Raquel. HÁ, A ou À. Caicó RN 2018

Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 1 Ano Professora: Lusia Raquel. HÁ, A ou À. Caicó RN 2018 Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 1 Ano Professora: Lusia Raquel HÁ, A ou À Caicó RN 2018 Há verbo haver indicando tempo passado Exemplos: Trabalho nessa empresa HÁ cinco anos

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 37 Preposições I

Bárbara da Silva. Português. Aula 37 Preposições I Bárbara da Silva Português Aula 37 Preposições I Preposição - Preposição é a palavra que estabelece uma relação entre dois ou mais termos da oração. - Essa relação é do tipo subordinativa, ou seja, entre

Leia mais

Crase Preposição a + artigo feminino a

Crase Preposição a + artigo feminino a CRASE Crase Preposição a + artigo feminino a Vamos à piscina Quem vai, sempre vai a algum lugar. Piscina é um substantivo feminino antecedido do artigo do mesmo gênero. Portanto, neste caso constitui-se

Leia mais

ÍNDICE TEXTO E DISCURSO 4 CLASSES DE PALAVRAS 20 FUNÇÕES SINTÁTICAS 66

ÍNDICE TEXTO E DISCURSO 4 CLASSES DE PALAVRAS 20 FUNÇÕES SINTÁTICAS 66 ÍNDICE 1 TEXTO E DISCURSO 4 1.1. Coesão e coerência textual organização de parágrafos 4 1.2. Pontuação 7 1.3. Discurso direto / discurso indireto 10 1.4. Frase ativa / frase passiva 13 CONSOLIDAÇÃO: EXERCÍCIOS

Leia mais

CAPÍTULO 01 - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO TIPOS DE TEXTO GÊNERO DE TEXTO TIPOS DE DISCURSO... 21

CAPÍTULO 01 - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO TIPOS DE TEXTO GÊNERO DE TEXTO TIPOS DE DISCURSO... 21 sumário CAPÍTULO 01 - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO...14 1.1.TIPOS DE TEXTO... 15 1.2.GÊNERO DE TEXTO... 20 1.3.TIPOS DE DISCURSO... 21 1.3.1. DISCURSO DIRETO... 22 1.3.2. DISCURSO INDIRETO... 22 1.3.3. DISCURSO

Leia mais

ELEMENTAR da LÍNGUA PORTUGUESA

ELEMENTAR da LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA ELEMENTAR da LÍNGUA PORTUGUESA A. Gomes Ferreira J. Nunes de Figueiredo 2. CICLO Oo Introdução I. ONDE SE FALA A LÍNGUA PORTUGUESA II. A PALAVRA. A FRASE. SINTAXE E MORFOLOGIA MATÉRIA DAS UNIDADES

Leia mais

Coordenação e subordinação. Porto Editora

Coordenação e subordinação. Porto Editora Coordenação e subordinação Frase simples complexa Frase simples Constituída apenas por um verbo ou por um complexo verbal. Ex.: A Maria brinca muito com o irmão. frase simples (constituída por um verbo)

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO PRO R FES E SORA: A :F ER E NA N N A D N A D A SA S N A T N O T S 1

PERÍODO COMPOSTO PRO R FES E SORA: A :F ER E NA N N A D N A D A SA S N A T N O T S 1 PERÍODO COMPOSTO PROFESSORA: FERNANDA SANTOS 1 CONJUNÇÃO É a palavra ou locução invariável que liga orações ou termos semelhantes da mesma oração. Exemplos: ANÁLISE DO QUE Todos os alunos disseram que

Leia mais

COERÊNCIA. Harmonia entre situações, acontecimentos ou ideias dentro de um texto. É fator determinante para seu total entendimento.

COERÊNCIA. Harmonia entre situações, acontecimentos ou ideias dentro de um texto. É fator determinante para seu total entendimento. COERÊNCIA Harmonia entre situações, acontecimentos ou ideias dentro de um texto. É fator determinante para seu total entendimento. Subi a porta e fechei a escada. Tirei minhas orações e recitei meus sapatos.

Leia mais

Crase. Professora Raysa

Crase. Professora Raysa Crase Professora Raysa Conceito Processo de contração entre a preposição a e o artigo definido feminino a. Exemplo: Vou à festa. Casos Obrigatórios 1. Em locuções adverbiais femininas: O culto ecumênico

Leia mais

Frase simples e frase complexa

Frase simples e frase complexa Frase simples e frase complexa Orações coordenadas e subordinadas 1 I. Frase simples O O José telefonou à Joana. A A senhora traz umas flores. Eu saio. O O meu vizinho foi ao médico. Cada uma destas frases

Leia mais

Dicas rápidas de. português. p s. d u. k g. a B. m G

Dicas rápidas de. português. p s. d u. k g. a B. m G Dicas rápidas de português k g X o p s z n d u e d a a C o M T k a c x m e i d b m G s P g a B y c r A g e O 1- Anexo / Anexa Errado: Seguem anexo os documentos solicitados. Certo: Seguem anexos os documentos

Leia mais

Outros casos: 1) Partícula SE : a - Partícula apassivadora: b- Índice de indeterminação do sujeito:

Outros casos: 1) Partícula SE : a - Partícula apassivadora: b- Índice de indeterminação do sujeito: Outros casos: 1) Partícula SE : a - Partícula apassivadora: o verbo ( transitivo direto) concordará com o sujeito passivo. Ex.: Vende-se carro./ Vendem-se carros. b- Índice de indeterminação do sujeito:

Leia mais

Libras. Teleaula 2. Sinais da Libras. Sinal Único. Datilologia. Sinal Composto. Profa. Elizanete Fávaro

Libras. Teleaula 2. Sinais da Libras. Sinal Único. Datilologia. Sinal Composto. Profa. Elizanete Fávaro Libras Teleaula 2 Sinais da Libras Profa. Elizanete Fávaro Serão representados por palavras da Língua Portuguesa, em letras maiúsculas ÁRVORE PESSOA AJUDAR Traduzido por duas ou mais palavras da língua

Leia mais

Concordância. 1

Concordância.  1 Sumário Concordância Visão Geral... 4 Concordância verbal - Visão Geral... 5 Verbo fazer haver e ser visão geral... 6 Visc - HFs - Haver e fazer indicando tempo... 7 Visc - Hfs - Verbo haver - existência

Leia mais

Professor Tinoco Luna

Professor Tinoco Luna 1 Professor Tinoco Luna Mestre em Linguística; Especialista em Língua Portuguesa, Leitura e Produção Textual; Especialista em Metodologia e Docência do Ensino Superior; Professor Universitário; Coach Acadêmico.

Leia mais

CONTEÚDOS PARA O 3º. TESTE DE INGRESSO Dezembro 2018 MATEMÁTICA (ingresso em 2019) INGRESSO NO 7º. ANO/2019 DO ENSINO FUNDAMENTAL

CONTEÚDOS PARA O 3º. TESTE DE INGRESSO Dezembro 2018 MATEMÁTICA (ingresso em 2019) INGRESSO NO 7º. ANO/2019 DO ENSINO FUNDAMENTAL CONTEÚDOS PARA O 3º. TESTE DE INGRESSO Dezembro 2018 MATEMÁTICA (ingresso em 2019) INGRESSO NO 7º. ANO/2019 DO ENSINO FUNDAMENTAL Frações decimais e números decimais; Operações com frações; Operações com

Leia mais

AULA 9 CLASSES DE PALAVRAS V MINISTÉRIO DA FAZENDA

AULA 9 CLASSES DE PALAVRAS V MINISTÉRIO DA FAZENDA AULA 9 CLASSES DE PALAVRAS V MINISTÉRIO DA FAZENDA Professor Marlus Geronasso PREPOSIÇÃO Preposição é uma palavra invariável que serve para ligar termos ou orações. Quando esta ligação acontece, normalmente

Leia mais

Borracha: deficiência na educação de base do brasileiro leva à recorrência de erros de português no mundo do trabalho.

Borracha: deficiência na educação de base do brasileiro leva à recorrência de erros de português no mundo do trabalho. Borracha: deficiência na educação de base do brasileiro leva à recorrência de erros de português no mundo do trabalho. Certas competências são obrigatórias para profissionais de qualquer área. O domínio

Leia mais

CONCORDÂNCIA NOMINAL. Adjetivos, artigos, pronomes, numerais concordam com o substantivo em gênero e número.

CONCORDÂNCIA NOMINAL. Adjetivos, artigos, pronomes, numerais concordam com o substantivo em gênero e número. CONCORDÂNCIA NOMINAL Adjetivos, artigos, pronomes, numerais concordam com o substantivo em gênero e número. 1- substantivo + substantivo + adjetivo HOMEM E MULHER GORDOS PÃO E CARNE BOVINA Adjetivo posposto

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 12 Sintaxe V

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 12 Sintaxe V LÍNGUA PORTUGUESA Professora Rosane Reis MÓDULO 12 Sintaxe V CONCORDÂNCIA NOMINAL Consiste no estudo de relações entre adjetivo e substantivo, pronome e substantivo, artigo e substantivo, numeral e substantivo.

Leia mais

CONTEÚDOS PARA OS TESTES 4º BIMESTRE 1º ano

CONTEÚDOS PARA OS TESTES 4º BIMESTRE 1º ano 1º ano Numeração até 89 Vizinhos Números pares e ímpares Adição com dezena Escrita dos números por extenso Números ordinais Problemas de adição com dezena Auto-ditado Leitura e Interpretação de texto Fonemas

Leia mais

COLÉGIO SANTA TERESINHA

COLÉGIO SANTA TERESINHA PROFESSORA: Christiane Miranda Buthers de Almeida TURMA: 6º Ano PERÍODO DA ETAPA: 21/05/2018 a 31/08/2018 DISCIPLINA: Língua Portuguesa 1- QUE SERÃO TRABALHADOS DURANTE A ETAPA: 1. Gêneros: * Reconhecer

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 15 Palavras QUE e SE

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 15 Palavras QUE e SE LÍNGUA PORTUGUESA Professora Rosane Reis MÓDULO 15 Palavras QUE e SE AS PALAVRAS QUE E SE É acentuado e substituível por alguma coisa, qualquer coisa etc.; vem precedido de artigo ou numeral. Este professor

Leia mais

TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO SUJEITO E PREDICADO

TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO SUJEITO E PREDICADO TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO SUJEITO E PREDICADO TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO: são aqueles que não podem faltar, pois caso contrário, a oração deixa de existir. São eles: o SUJEITO e o PREDICADO. a) SUJEITO:

Leia mais

CLASSES GRAMATICAIS E TERMOS DA ORAÇÃO. Revisão

CLASSES GRAMATICAIS E TERMOS DA ORAÇÃO. Revisão CLASSES GRAMATICAIS E TERMOS DA ORAÇÃO Revisão CLASSES DE PALAVRAS A morfologia está agrupada em dez classes, denominadas classes de palavras ou classes gramaticais. São elas: Substantivo Artigo, Adjetivo,

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 39 Conjunções I

Bárbara da Silva. Português. Aula 39 Conjunções I Bárbara da Silva Português Aula 39 Conjunções I Conjunção Além da preposição, há outra palavra que, na frase, é usada como elemento de ligação: a conjunção. Por exemplo: A menina segurou a bola e mostrou

Leia mais

Professora Patrícia Lopes

Professora Patrícia Lopes Professora Patrícia Lopes ADJETIVO É a classe gramatical variável em gênero, número e grau que caracteriza o substantivo. Homem- bom Pessoa- doente Mulher- honesta Dia- chuvoso Carro- sujo Classificação

Leia mais

Relações semânticas entre frases. A.M.C.Lopes Semântica pp

Relações semânticas entre frases. A.M.C.Lopes Semântica pp Relações semânticas entre frases A.M.C.Lopes Semântica pp. 67-69 Relações no plano frásico As relações no plano frásico: 1. paráfrase 2. implicação 3. pressuposição 4. contradição Paráfrase Em matéria

Leia mais

13) As expressões perto de e cerca de levam o verbo a concordar com o numeral. Ex.: Cerca de vinte pessoas estavam na loja.

13) As expressões perto de e cerca de levam o verbo a concordar com o numeral. Ex.: Cerca de vinte pessoas estavam na loja. 13) As expressões perto de e cerca de levam o verbo a concordar com o numeral. Ex.: Cerca de vinte pessoas estavam na loja. 14) Concordância com mais de e menos de. * Com numeral um: verbo no singular.

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa e Metas Curriculares de Português 1º CICLO Português- 3º ano TEMAS/DOMÍNIOS CONTEÚDOS

Leia mais

Advérbios. Os advérbios modificam o sentido de um verbo, de um adjectivo, de outro advérbio ou de uma oração inteira.

Advérbios. Os advérbios modificam o sentido de um verbo, de um adjectivo, de outro advérbio ou de uma oração inteira. Advérbios Os advérbios modificam o sentido de um verbo, de um adjectivo, de outro advérbio ou de uma oração inteira. Advérbios de tempo: quando? agora, ainda, amanhã, antes, antigamente, cedo, dantes,

Leia mais

O verbo apresenta-se no plural, concordando com o sujeito que está no plural. Ex.: As nossas duas amigas italianas nos visitarão em julho.

O verbo apresenta-se no plural, concordando com o sujeito que está no plural. Ex.: As nossas duas amigas italianas nos visitarão em julho. CONCORDÂNCIA VERBAL CONCORDÂNCIA Concordância é a igualdade de gênero e número entre o substantivo e adjetivo, artigo, numeral, pronome e igualdade de número e pessoa entre o verbo e o sujeito. Ex.: Dois

Leia mais

Colégio Tiradentes Concurso de Admissão 2014/15

Colégio Tiradentes Concurso de Admissão 2014/15 Colégio Tiradentes Concurso de Admissão 2014/15 Cientistas conseguem transformar memórias ruins em boas As questões que seguem devem ser respondidas tendo como base o texto anterior. 1. Em termos gerais,

Leia mais

PROFESSORA: VERBENE LIMA

PROFESSORA: VERBENE LIMA PROFESSORA: VERBENE LIMA É a fusão (junção) da preposição a exigida pela regência do verbo ou do nome mais o artigo definido a, os pronomes demonstrativos aquele(s), aquela(s), aquilo e o pronome demonstrativo

Leia mais

ADVÉRBIOS. Profa. Luana Lemos

ADVÉRBIOS. Profa. Luana Lemos ADVÉRBIOS Profa. Luana Lemos DEFINIÇÃO Do ponto de vista sintático: vem associado a verbo, adjetivo ou ao próprio advérbio; Do ponto de vista mórfico: é invariável; Do ponto de vista semântico denota circunstância

Leia mais

Exercícios de múltipla escolha

Exercícios de múltipla escolha Exercícios de múltipla escolha 1-A classe gramatical da palavra alegria é: a-substantivo b-adjetivo c-advérbio d-pronome e-sujeito 2-A função sintática da palavra alegria é: a-predicado b-predicativo do

Leia mais

UDESC 2015/2 PORTUGUÊS. Gabarito do departamento de português sem resposta. Comentário

UDESC 2015/2 PORTUGUÊS. Gabarito do departamento de português sem resposta. Comentário PORTUGUÊS Gabarito do departamento de português sem resposta. a) Incorreta. As orações iniciadas pela partícula se são subordinadas substantivas objetivas diretas do verbo discutir. b) Correta. Todas as

Leia mais

Sujeito Simples. Sujeito Composto antes do verbo O verbo vai para o plural concordando com o sujeito. 18/12/2009. Ele chegou tarde.

Sujeito Simples. Sujeito Composto antes do verbo O verbo vai para o plural concordando com o sujeito. 18/12/2009. Ele chegou tarde. Sujeito Simples O verbo concorda em número e pessoa com o sujeito. Ele chegou tarde. Nós voltaremos logo. Sujeito Composto antes do verbo O verbo vai para o plural concordando com o sujeito. Rafa e Edu

Leia mais

Exemplos adicionais: CERVEJA É BOM. A CERVEJA É BOA. ENTRADA É PROIBIDO. A ENTRADA É PROIBIDA.

Exemplos adicionais: CERVEJA É BOM. A CERVEJA É BOA. ENTRADA É PROIBIDO. A ENTRADA É PROIBIDA. Exemplos adicionais: CERVEJA É BOM. A CERVEJA É BOA. ENTRADA É PROIBIDO. A ENTRADA É PROIBIDA. 11) Haja vista. Ex.: Haja vista os resultados. (invariável) Obs.: Admitem-se também duas outras construções.

Leia mais

A LÍNGUA RUSSA GRAMÁTICA ELEMENTAR

A LÍNGUA RUSSA GRAMÁTICA ELEMENTAR A LÍNGUA RUSSA GRAMÁTICA ELEMENTAR A LÍNGUA RUSSA GRAMÁTICA ELEMENTAR Índice Índice Duas palavras Duas palavras Alfabeto Russo Alfabeto Russo Breve Notícia Histórica Breve Notícia Histórica Lição 1 O Alfabeto

Leia mais

Crase. Prof. Dr. Alexandre D. S. Feldman

Crase. Prof. Dr. Alexandre D. S. Feldman Crase Prof. Dr. Alexandre D. S. Feldman Vamos estudar a crase sem crise de niervos! Oh, não! Crase!! Nãaooo! Aaaahhh!!! O Grito O grito (1893), obra do norueguês Edvar Munch, é uma das mais importantes

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo 1. INTERPRETAÇÃO DE TEXTO, 21

SUMÁRIO. Capítulo 1. INTERPRETAÇÃO DE TEXTO, 21 SUMÁRIO Capítulo 1. INTERPRETAÇÃO DE TEXTO, 21 1.1. Tipos de texto, 22 1.2. Gênero de texto, 26 1.3. Tipos de discurso, 27 1.3.1. Discurso direto, 27 1.3.2. Discurso indireto, 28 1.3.3. Discurso indireto

Leia mais

PRONOMES Caicó RN 2018

PRONOMES Caicó RN 2018 Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa Professora: Lusia Raquel PRONOMES Caicó RN 2018 PRONOMES Fonte: Google.com PRONOMES Fonte: Google.com PRONOMES PRONOMES PESSOAIS Os pronomes pessoais

Leia mais

Linguagem Língua portuguesa. Preposição e sua construção de sentido

Linguagem Língua portuguesa. Preposição e sua construção de sentido Linguagem Língua portuguesa Preposição e sua construção de sentido Conceito Preposições: ligam palavras e orações, isoladamente NÃO possuem função sintática, possuem na frase um valor semântico. A função

Leia mais

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos Espaço do Concurseiro Sinta-se a vontade para estudar conosco Português Prof. Joaquim Bispo O seu espaço de preparação para concursos públicos 1 Aulas Aula Conteúdo Página 1 Emprego das classes e palavras

Leia mais

Prova de Suficiência em Língua Estrangeira

Prova de Suficiência em Língua Estrangeira Edital 02/2016 Prova de Suficiência em Língua Estrangeira ESPANHOL E INGLÊS A Direção de Ensino do Campus Curitiba do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná IFPR torna públicas as

Leia mais

Concordância Nominal. Profª.: Fátima Liporage

Concordância Nominal. Profª.: Fátima Liporage Concordância Nominal 1 Profª.: Fátima Liporage Concordância Nominal Regra Geral O artigo, o pronome, o numeral e o adjetivo devem concordar em gênero e número com o substantivo ao qual se referem. Ex.:

Leia mais

21/01/2015. Língua Brasileira de Sinais. Introdução. Introdução

21/01/2015. Língua Brasileira de Sinais. Introdução. Introdução Língua Brasileira de Sinais Aspectos Linguísticos da LIBRAS: Categorias Gramaticais e Sintaxe Tema 4 Profa. Ma. Kate Oliveira Kumada Introdução Assimcomoocorrenalínguaportuguesa,a LIBRAS também está organizada

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS

CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS CAUSAIS Principais conjunções causais: porque, visto que, já que, uma vez que, como (= porque). Exemplos: - Não pude comprar o CD porque estava em falta. - Ele

Leia mais

SUJEITO + PRONOME RELATIVO + VERBO + COMPLEMENTO. Ex.: Este é o assunto que fiz referência semana passada.

SUJEITO + PRONOME RELATIVO + VERBO + COMPLEMENTO. Ex.: Este é o assunto que fiz referência semana passada. PREPOSIÇÃO Ordem Direta da Oração: Sujeito + verbo + Complemento Ex.: Todos gostam de carnaval. Todos gostam carnaval. PREPOSIÇÃO QUEM ALGO ALGUÉM ALGUMA COISA SUJEITO + PRONOME RELATIVO + VERBO + COMPLEMENTO

Leia mais

ORAÇÕES SUBORDINADAS. Professor: Aramis de Cássio

ORAÇÕES SUBORDINADAS. Professor: Aramis de Cássio ORAÇÕES SUBORDINADAS Professor: Aramis de Cássio ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS As ORAÇÕES SUBORDINADAS funcionam sempre como um termo essencial, integrante e acessório da oração principal.

Leia mais

Este, esta, esse ou essa: como usar?

Este, esta, esse ou essa: como usar? Este, esta, esse ou essa: como usar? Respondido por Reinaldo Passadori, do Instituto Passadori Educação Corporativa No mundo da informação é indiscutível que a língua escrita faz toda a diferença no momento

Leia mais

CONCORDÂNCIA NOMINAL

CONCORDÂNCIA NOMINAL CONCORDÂNCIA NOMINAL CONCEITUAÇÃO Concordância nominal é a concordância de nomes entre si; estudaremos aqui a concordância do adjetivo com o substantivo. PRINCIPAIS CASOS PERGUNTAS E RESPOSTAS 1 Se eu

Leia mais

Morfologia: 10 Classes gramaticais

Morfologia: 10 Classes gramaticais Português para Concursos Prof. Elias Santana Morfologia: 10 Classes gramaticais 1.1 Substantivo 1.2 Artigo 1.3 Adjetivo 1.4 Numeral 1.5 Pronome 1. Área dos Nomes 1 Ex1: O garoto estudioso. Ex2: Várias

Leia mais

GRAMATICAIS OU DE PALAVRAS REVISÃO

GRAMATICAIS OU DE PALAVRAS REVISÃO CLASSES GRAMATICAIS OU DE PALAVRAS REVISÃO CLASSIFICAÇÃO A morfologia está agrupada em dez classes, denominadas classes de palavras ou classes gramaticais. São elas: Substantivo Artigo Adjetivo Numeral

Leia mais