Designa-se por Trovadorismo o período que engloba a produção literária de Portugal durante seus primeiros séculos de existência (séc. XII ao XV).

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Designa-se por Trovadorismo o período que engloba a produção literária de Portugal durante seus primeiros séculos de existência (séc. XII ao XV)."

Transcrição

1

2 Designa-se por Trovadorismo o período que engloba a produção literária de Portugal durante seus primeiros séculos de existência (séc. XII ao XV). Durante essa época a poesia alcançou grande popularidade, não somente entre os nobres da corte mas também entre as pessoas comuns do povo. Os poemas eram cantados e acompanhados de instrumentos musicais e danças, por causa disso, foram denominados cantigas.

3 Momento final da Idade Média na Península Ibérica, onde a cultura apresenta a religiosidade como elemento marcante. A vida do homem medieval é totalmente norteada pelos valores religiosos e para a salvação da alma. São comuns procissões, romarias, construção de templos religiosos, missas etc.

4 A arte reflete, então, esse sentimento religioso em que tudo gira em torno de Deus. Por isso, essa época é chamada de Teocêntrica. As relações sociais estão baseadas também na submissão aos senhores feudais. Estes eram os detentores da posse da terra, habitavam castelos e exerciam o poder absoluto sobre seus servos ou vassalos.

5 Há bastante distanciamento entre as classes sociais, marcando bem a superioridade de uma sobre a outra. O marco inicial do Trovadorismo data da primeira cantiga feita por Paio Soares Taveirós, provavelmente em 1198, entitulada Cantiga da Ribeirinha.

6 A poesia desta época compõe-se basicamente de cantigas, geralmente com acompanhamento de instrumentos (alaúde, flauta, viola, gaita etc.). Os autores dessas cantigas eram chamados de trovadores. Esses poetas faziam parte da nobreza ou do clero e, além da letra, criavam a música das composições que eram executadas nas cortes.

7 Já nas camadas populares, quem cantava e executava as canções, mas não as criava, eram os jograis. Mais tarde, as cantigas foram copiladas em Cancioneiros. Os mais importantes Cancioneiros desta época são o da Ajuda, o da Biblioteca Nacional e o da Vaticana.

8 As cantigas eram cantadas no idioma galegoportuguês e dividem-se em dois tipos: líricas (de amor e de amigo); satíricas (de escárnio e mal-dizer). Do ponto de vista literário, as cantigas líricas apresentam maior potencial pois formam a base da poesia lírica portuguesa e até brasileira. Já as cantigas satíricas, geralmente, tratavam de personalidades da época, numa linguagem popular e muitas vezes obscena.

9 Origem em Provença, região da França. Trazidas através dos eventos religiosos e contatos entre as cortes. Tratam, geralmente, de um relacionamento amoroso, em que o trovador canta seu amor a uma dama, normalmente de posição social superior, inatingível. Refletindo a relação social de servidão, o trovador roga a dama que aceite sua dedicação e submissão. Eu-lírico - masculino

10 Perguntar-vos quero por Deus Senhor fremosa, que vos fez mesurada e de bon prez, que pecados foron os meus que nunca tevestes por ben de nunca mi fazerdes ben. Pero sempre vos soub'amar des aquel dia que vos vi, mays que os meus olhos en mi, e assy o quis Deus guisar, que nunca tevestes por ben de nunca mi fazerdes ben.

11 Des que vos vi, sempr'o maior ben que vos podia querer vos quigi, a todo meu poder, e pero quis Nostro Senhor que nunca tevestes por ben de nunca mi fazerdes ben. Mays, senhor, ainda con ben se cobraria ben por ben. (Don Dinis, rei de Portugal que viveu entre )

12 Este tipo de texto apresenta um eulírico feminino. O trovador compõe a cantiga, mas o ponto de vista é feminino. Tem como tema o sofrimento da mulher à espera do namorado (chamado "amigo"), a dor do amor não correspondido, as saudades, os ciúmes, as confissões da mulher a suas amigas, etc.

13 Os elementos da natureza estão sempre presentes, além de pessoas do ambiente familiar, evidenciando o caráter popular da cantiga de amigo. Eu-lírico - feminino

14 Ondas do mar de Vigo, se vistes meu amigo! E ai Deus, se verrá cedo! Ondas do mar levado, se vistes meu amado! E ai Deus, se verrá cedo!

15 Se vistes meu amigo, o por que eu sospiro! E ai Deus, se verrá cedo! Se vistes meu amado, por que hei gran cuidado! E ai Deus, se verrá cedo! Martin Codax

16 Nessas cantigas os trovadores preocupavam-se em denunciar os falsos valores morais vigentes, atingindo todas as classes sociais: senhores feudais, clérigos, povo e até eles próprios. Dividem-se em:

17 Cantigas de escárnio - crítica indireta e irônica Cantigas de maldizer - crítica direta e mais grosseira

18 Ai, dona fea, foste-vos queixar que vos nunca louv[o] em meu cantar; mais ora quero fazer um cantar em que vos loarei toda via; e vedes como vos quero loar: dona fea, velha e sandia!...

19 Dona fea, se Deus me perdon, pois avedes [a] tan gran coraçon que vos eu loe, en esta razon vos quero já loar toda via; e vedes qual será a loaçon: dona fea, velha e sandia! Dona fea, nunca vos eu loei en meu trobar, pero muito trobei; mais ora já un bon cantar farei, en que vos loarei toda via; e direi-vos como vos loarei: dona fea, velha e sandia! Joan Garcia de Guilhade

20 Maria Peres se mãefestou noutro dia, ca por pecador se sentiu, e log' a Nostro Senhor prometeu, pelo mal em que andou, que tevess' um clérig' a seu poder, polos pecados que lhi faz fazer o demo, com que x'ela sempr'andou. Mãefestou-se, ca diz que s'achou pecador mui't, porém, rogador foi log' a Deus, ca teve por melhor de guardar a El ca o que a guardou E mentre viva diz que quer teer um clérigo, com que se defender possa do demo, que sempre guardou

21 E pois que bem seus pecados catou de sa mor' ouv ela gram pavor e d'esmolar ouv' ela gram sabor E logo entom um clérico filhou e deu-lhe a cama em que sol jazer E diz que o terrá mentre viver e esta fará; todo por Deus filhou. E pois que s'este preito começou, antr'eles ambos ouve grand'amor. Antr'el á sempr'o demo maior atá que se Balteira confessou. Mais pois que viu o clérigo caer, antre'eles ambos ouv'i a perder o demo, dês que (desde que) s'ela confessou. (Fernando Velho)

22 TEXTO 1: Mina do Condomínio Seu Jorge Tô namorando aquela mina Mas não sei se ela me namora Mina maneira do condomínio Lá do bairro onde eu moro

23 Seu cabelo me alucina Sua boca me devora Sua voz me ilumina Seu olhar me apavora Me perdi no seu sorriso Nem preciso me encontrar Não me mostre o paraíso Que se eu for, não vou voltar Pois eu vou

24 Eu digo oi ela nem nada Passa na minha calçada Dou bom dia ela nem liga Se ela chega eu paro tudo Se ela passa eu fico doido Se vem vindo eu faço figa eu mando beijo ela não pega pisco olho ela se nega Faço pose ela não vê Jogo charme ela ignora Chego junto ela sai fora Eu escrevo ela não lê

25 Minha mina Minha amiga Minha namorada Minha gata Minha sina Do meu condomínio Minha musa Minha Monalisa Minha Vênus Minha deusa Quero seu fascínio

26 TEXTO 2: Atrás da porta Chico Buarque Quando olhaste bem nos olhos meus E o teu olhar era de adeus Juro que não acreditei Eu te estranhei Me debrucei sobre o teu corpo E duvidei

27 E me arrastei e te arranhei E me agarrei nos teus cabelos Nos teus pelos Teu pijama Nos teus pés Ao pé da cama Sem carinho, sem coberta No tapete atrás da porta Reclamei baixinho Dei pra maldizer o nosso lar

28 Pra sujar teu nome, te humilhar E me vingar a qualquer preço Te adorando pelo avesso Pra mostrar que ainda sou tua Só pra mostrar que ainda sou tua... Relacionando as canções Mina do condomínio e Atrás da porta com as cantigas medievais, como você as classificaria? Justifique a resposta.

TROVADORISMO. Contexto histórico e características do Trovadorismo, uma escola literária que ocorreu durante o feudalismo. Imagem: Reprodução

TROVADORISMO. Contexto histórico e características do Trovadorismo, uma escola literária que ocorreu durante o feudalismo. Imagem: Reprodução TROVADORISMO Contexto histórico e características do Trovadorismo, uma escola literária que ocorreu durante o feudalismo. Imagem: Reprodução 1 Introdução Podemos dizer que o trovadorismo foi a primeira

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE LETRAS CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE LETRAS CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE LETRAS CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS A SÁTIRA TROVADORESCA NOS TEMPOS DA REPRESSÃO MILITAR Daniel Mateus Barbosa de

Leia mais

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Professor: Claudia S. N. Vieira Disciplina: LPO Série: 1ª Tema da aula: O Trovadorismo Objetivo da aula: Trabalhar as principais características do estilo

Leia mais

LITERATURA PR P O R Fª Ma M. D INA A R IOS

LITERATURA PR P O R Fª Ma M. D INA A R IOS LITERATURA PROFª Ma. DINA RIOS Estilos de época Estilos de época O que são? Traços comuns na produção de um mesmo período/época. O amor em Camões Transforma-se o amador na cousa amada, Por virtude do muito

Leia mais

MULHER SOLTEIRA. Marcos O BILAU

MULHER SOLTEIRA. Marcos O BILAU MULHER SOLTEIRA REFRÃO: Ei, quem tá aí Se tem mulher solteira dá um grito que eu quero ouvir Ei, quem tá aí Se tem mulher solteira dá um grito que eu quero ouvir (Essa música foi feita só prás mulheres

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA PARCIAL DE LITERATURA Aluno(a): Nº Ano: 1º Turma: Data: 02/04/2011 Nota: Professora: Regiane Valor da Prova: 40 pontos Assinatura do responsável: Orientações

Leia mais

XIV 1. Aspectos preliminares: A literatura portuguesa recebeu em suas origens uma forte influência provençal. Provença, uma região do sul da França, teve uma intensa vida cultural na Baixa Idade Média.

Leia mais

De que maneira as pessoas podem expressar seus sentimentos através dos tempos?

De que maneira as pessoas podem expressar seus sentimentos através dos tempos? 1 Autor: Nelvi Malokowsky Algeri NRE: Cascavel Escola: Colégio Estadual Santa Tereza do Oeste Disciplina: Língua Portuguesa/ Ensino Médio Disciplina da relação interdisciplinar 1: História Disciplina da

Leia mais

Memória de um Letrado. Daniel Vinícius Ferreira Ronque

Memória de um Letrado. Daniel Vinícius Ferreira Ronque Memória de um Letrado Daniel Vinícius Ferreira Ronque Memórias de um Letrado Homo sum humani a me nihil alienum puto Publio Terêncio Afro Dedicatória Dedico esse livro a todos que ajudaram-me para elaboração

Leia mais

Tovadorismo. 2 - (UFPA - 2010) Das estrofes abaixo, a que apresenta traços da estética do Trovadorismo é:

Tovadorismo. 2 - (UFPA - 2010) Das estrofes abaixo, a que apresenta traços da estética do Trovadorismo é: Tovadorismo 1 - (PUC-Camp - 2011) A poesia medieval procurou enaltecer os valores e as virtures do cavaleiro. Nessa poesia, o amor cortês, referido no texto, pressupunha uma concepção mítica do amor, que

Leia mais

Versão em galego-português Ai eu, coitada, como vivo en gran cuidado por meu amigo, que hei alongado! Muito me tarda o meu amigo na Guarda!

Versão em galego-português Ai eu, coitada, como vivo en gran cuidado por meu amigo, que hei alongado! Muito me tarda o meu amigo na Guarda! Uma representação comum da Idade Média remete à existência de reis e rainhas, príncipes e princesas, em seus castelos. Nobres cavaleiros lutando por sua honra em torneios de bravura, impressionando belas

Leia mais

Texto I. Questão 03. Questão 01. Questão 02. Questão 04. Questão 05. Leia o texto a seguir, depois responda as questões de 01 a 03.

Texto I. Questão 03. Questão 01. Questão 02. Questão 04. Questão 05. Leia o texto a seguir, depois responda as questões de 01 a 03. Leia o texto a seguir, depois responda as questões de 01 a 03. Texto I Cantigas de amor As cantigas de amor são composições líricas em que o trovador exalta as qualidades de uma mulher, a quem chama minha

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

Trovadorismo e Humanismo Literatura Portuguesa

Trovadorismo e Humanismo Literatura Portuguesa Trovadorismo e Humanismo Literatura Portuguesa Prof. Thiago Robson Aletro As Trovas Medievais Contexto histórico-cultural Idade Média (Séc XII) Feudalismo/vassalage m Nobreza Teocentrismo Cruzadas Galego-Português

Leia mais

Semana 4 Sexta Feira L.E. Períodos Literários. O Trovadorismo

Semana 4 Sexta Feira L.E. Períodos Literários. O Trovadorismo L.E. Semana 4 Sexta Feira Períodos Literários O Trovadorismo Idade média O sistema feudal Teocentrismo Língua portuguesa arcaica O Trovador Um poeta itinerante Artista de origem nobre Recitava sua poesia

Leia mais

Músicas Para Casamento

Músicas Para Casamento Músicas Para Casamento 01. Você e Eu - Eliana Ribeiro 7M 7M C#m7 F#7/5+ F#7 Bm7 Quero estar com você, / Lembrar de cada momento bom; C#m7 m7 C#m7 #m7 Em7 7/9 Reviver a nossa história, nosso amor. 7M #m7/5-

Leia mais

Vamos adorar a Deus. Jesus salva (Aleluia)

Vamos adorar a Deus. Jesus salva (Aleluia) Vamos adorar a Deus //: SI LA SOL LA SI SI SI LA LA LA SI SI SI SI LA SOL LA SI SI SI LA LA SI LA SOOL SOOL :// Vamos adorar a Deus, Meu Senhor e Salvador Vamos adorar a Deus, com o nosso louvor. B I S

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

1 - VERBO - João 1:1-3, 14. Intro - (F, Bb, F, Bb) 2x (F, Bb, Dm7, Bb9) 2x

1 - VERBO - João 1:1-3, 14. Intro - (F, Bb, F, Bb) 2x (F, Bb, Dm7, Bb9) 2x 1 - VERBO - João 1:1-3, 14 Intro - (, Bb,, Bb) 2x (, Bb, Dm7, Bb9) 2x Bb m Bb No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus Bb m Dm E o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus m /A Bb Todas

Leia mais

PEDRO, TIAGO E JOÃO NO BARQUINHO ISRC BR MKP 1300330 Domínio Público

PEDRO, TIAGO E JOÃO NO BARQUINHO ISRC BR MKP 1300330 Domínio Público PEDRO, TIAGO E JOÃO NO BARQUINHO ISRC BR MKP 1300330 Domínio Público Pedro, Tiago, João no barquinho Os três no barquinho no mar da Galiléia Jogaram a rede Mas não pegaram nada Tentaram outra vez E nada

Leia mais

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe?

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Trecho do romance Caleidoscópio Capítulo cinco. 05 de novembro de 2012. - Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Caçulinha olha para mim e precisa fazer muita força para isso,

Leia mais

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL 1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL LUGAR: EUNÁPOLIS(BA) DATA: 05/11/2008 ESTILO: VANEIRÃO TOM: G+ (SOL MAIOR) GRAVADO:16/10/10 PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL VOCÊ É O BERÇO DO NOSSO PAIS. PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL

Leia mais

Consternação. Beija-me mais uma vez. Tudo e nada Eu quero Um dilema Em que vivo!

Consternação. Beija-me mais uma vez. Tudo e nada Eu quero Um dilema Em que vivo! Amor perfeito À noite, o mar desponta Nos teus olhos doces No teu corpo, O doce brilho do luar Mexe a brisa Em teus cabelos negros E nessas mãos Tão cheias de carinho Encontro esse amor perfeito Que tens

Leia mais

LIVRO DE CIFRAS Página 1 colodedeus.com.br

LIVRO DE CIFRAS Página 1 colodedeus.com.br LIVRO DE CIFRAS Página 1 Página 2 Página 3 ACENDE A CHAMA AUTOR: HUGO SANTOS Intro: A F#m D A F#m D A F#m D Quero Te ver, acende a Chama em mim Bm F#m A Vem com Teu Fogo, vem queimar meu coração Bm F#m

Leia mais

HINÁRIO. Chico Corrente O SIGNO DO TEU ESTUDO. Tema 2012: Flora Brasileira Esponjinha (Stifftia fruticosa)

HINÁRIO. Chico Corrente O SIGNO DO TEU ESTUDO. Tema 2012: Flora Brasileira Esponjinha (Stifftia fruticosa) HINÁRIO O SIGNO DO TEU ESTUDO Tema 2012: Flora Brasileira Esponjinha (Stifftia fruticosa) Chico Corrente 1 www.hinarios.org 2 01 O SIGNO DO TEU ESTUDO Marcha O signo do teu estudo Estou aqui para te dizer

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MÚSICAS PARA A MISSA DO DIA DOS PAIS 07 DE AGOSTO DE 2008

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MÚSICAS PARA A MISSA DO DIA DOS PAIS 07 DE AGOSTO DE 2008 COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MÚSICAS PARA A MISSA DO DIA DOS PAIS 07 DE AGOSTO DE 2008 1. ENTRADA (Deixa a luz do céu entrar) Tu anseias, eu bem sei, por salvação,

Leia mais

Vinho Novo Viver de Verdade

Vinho Novo Viver de Verdade Vinho Novo Viver de Verdade 1 - FILHOS DE DEUS - BR-LR5-11-00023 LUIZ CARLOS CARDOSO QUERO SUBIR AO MONTE DO SENHOR QUERO PERMANECER NO SANTO LUGAR QUERO LEVAR A ARCA DA ADORAÇÃO QUERO HABITAR NA CASA

Leia mais

Prof. Eloy Gustavo. Aula 2 Trovadorismo

Prof. Eloy Gustavo. Aula 2 Trovadorismo Aula 2 Trovadorismo Escolas Literárias História da Literatura Um sistema de tendências artísticas, em vigor, na maioria das obras produzidas, numa determinada época histórica. Periodologia da Literatura

Leia mais

Desde sempre presente na nossa literatura, cantado por trovadores e poetas, é com Camões que o Amor é celebrado em todo o seu esplendor.

Desde sempre presente na nossa literatura, cantado por trovadores e poetas, é com Camões que o Amor é celebrado em todo o seu esplendor. Desde sempre presente na nossa literatura, cantado por trovadores e poetas, é com Camões que o Amor é celebrado em todo o seu esplendor. O Poeta canta o amor platónico, a saudade, o destino e a beleza

Leia mais

Em C Bm Me alegrarei em ti Senhor Em C B Em Me alegrarei em ti Jesus

Em C Bm Me alegrarei em ti Senhor Em C B Em Me alegrarei em ti Jesus Me alegrarei INTRO: Em, /,, D E9 E9 Tudo pode passar, tudo pode mudar #m Mas eu sei que Tua palavra não passará E9 #m Em Ti seguro estou, minha fortaleza és Jesus Tua alegria é minha força D Ainda que

Leia mais

Iva Joana & Magno Énio

Iva Joana & Magno Énio Casamento de: Iva Joana & Magno Énio Igreja do Socorro 22 de Maio de 2010 Entrada do Noivo Hino de Alegria Entrada da Noiva Marcha Nupcial Entrada Dizem que é preciso Dizem que é preciso aprender a viver

Leia mais

DATA: DEZEMBRO/2014 VALOR: 20 PONTOS NOTA: Leia os textos a seguir e responda à questão 1. Dois tiros e D. Maria quase perde a vida.

DATA: DEZEMBRO/2014 VALOR: 20 PONTOS NOTA: Leia os textos a seguir e responda à questão 1. Dois tiros e D. Maria quase perde a vida. DISCIPLINA: LITERATURA PROFESSORA: GLENDA/TEREZA DATA: DEZEMBRO/2014 VALOR: 20 PONTOS NOTA: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 1ª EM TURMA: NOME COMPLETO: TEXTO 1 Leia os textos a seguir e responda

Leia mais

CANTOS DO FOLHETO O DOMINGO

CANTOS DO FOLHETO O DOMINGO CANTOS DO FOLHETO O DOMINGO 1. UM POUCO ALÉM DO PRESENTE (10º DOMINGO) 1. Um pouco além do presente, Alegre, o futuro anuncia A fuga das sombras da noite, A luz de um bem novo dia. REFRÃO: Venha teu reino,

Leia mais

HENRIQUE PORTUGUÊS PRE-VEST 20-03-2015

HENRIQUE PORTUGUÊS PRE-VEST 20-03-2015 PRE-VEST 20-03-2015 HENRIQUE PORTUGUÊS Trovadorismo O Trovadorismo é a manifestação artística que ocorre durante a Idade Média. Era composta por poemas que possuíam uma forte relação com a música. Daí

Leia mais

Nossa Senhora Chitãozinho & Xororó Cubra-me com seu manto de amor Guarda-me na paz desse olhar Cura-me as feridas e a dor me faz suportar

Nossa Senhora Chitãozinho & Xororó Cubra-me com seu manto de amor Guarda-me na paz desse olhar Cura-me as feridas e a dor me faz suportar Nossa Senhora Chitãozinho & Xororó Cubra-me com seu manto de amor Guarda-me na paz desse olhar Cura-me as feridas e a dor me faz suportar Que as pedras do meu caminho Meus pés suportem pisar Mesmo ferido

Leia mais

História da Música Ocidental

História da Música Ocidental História da Música Ocidental A Música na Idade Média e no Renascimento Música medieval é o nome dado à música típica do período da Idade Média. Essas práticas musicais aconteceram há quase 1500 anos atrás.

Leia mais

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um.

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um. coleção Conversas #10 - junho 2014 - Eu sou Estou garoto num de programa. caminho errado? Respostas para algumas perguntas que podem estar sendo feitas Garoto de Programa por um. A Coleção CONVERSAS da

Leia mais

Festa da Avé Maria 31 de Maio de 2009

Festa da Avé Maria   31 de Maio de 2009 Festa da Avé Maria 31 de Maio de 2009 Cântico Inicial Eu era pequeno, nem me lembro Só lembro que à noite, ao pé da cama Juntava as mãozinhas e rezava apressado Mas rezava como alguém que ama Nas Ave -

Leia mais

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves CAMINHOS Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves Posso pensar nos meus planos Pros dias e anos que, enfim, Tenho que, neste mundo, Minha vida envolver Mas plenas paz não posso alcançar.

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA ENSINO MÉDIO PROF. DENILSON SATURNINO 1 ANO PROF.ª JOYCE MARTINS

LÍNGUA PORTUGUESA ENSINO MÉDIO PROF. DENILSON SATURNINO 1 ANO PROF.ª JOYCE MARTINS LÍNGUA PORTUGUESA 1 ANO PROF.ª JOYCE MARTINS ENSINO MÉDIO PROF. DENILSON SATURNINO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Ensino Médio - Unidade Parque Atheneu Professor (a): Kellyda Martins de Carvalho Aluno (a): Série: 1ª Data: / / LISTA DE LITERATURA

Ensino Médio - Unidade Parque Atheneu Professor (a): Kellyda Martins de Carvalho Aluno (a): Série: 1ª Data: / / LISTA DE LITERATURA Ensino Médio - Unidade Parque Atheneu Professor (a): Kellyda Martins de Carvalho Aluno (a): Série: 1ª Data: / / 2016. LISTA DE LITERATURA Orientações: - A lista deverá ser respondida na própria folha impressa

Leia mais

Recapitulando: quaresma. um tempo de olhar pra dentro e para o evangelho. um tempo de preparação para a Páscoa

Recapitulando: quaresma. um tempo de olhar pra dentro e para o evangelho. um tempo de preparação para a Páscoa Recapitulando: quaresma um tempo de preparação para a Páscoa um tempo de olhar pra dentro e para o evangelho Recapitulando: o caminho de Jerusalém Lc 9.51 Lc 19.41 perigos e distrações: esquecer o foco

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe

Leia mais

Bíblia para crianças. apresenta O SÁBIO REI

Bíblia para crianças. apresenta O SÁBIO REI Bíblia para crianças apresenta O SÁBIO REI SALOMÃO Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Lazarus Adaptado por: Ruth Klassen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da Bíblia na Linguagem

Leia mais

MAIS DE TI JESUS (JULIANO SOCIO) SENHOR DESCOBRI QUE NAO VIVO SEM TI TENS ME SUSTENTADO EM TUAS MAOS

MAIS DE TI JESUS (JULIANO SOCIO) SENHOR DESCOBRI QUE NAO VIVO SEM TI TENS ME SUSTENTADO EM TUAS MAOS MAIS DE TI JESUS SENHOR DESCOBRI QUE NAO VIVO SEM TI TENS ME SUSTENTADO EM TUAS MAOS TODAS AS ANGUSTIAS DO MEU CORACAO EU ENTREGO AO SENHOR POIS TUA PALAVRA ALIVIA A ALMA TUA GRACA ME ATRAIU PRA TI E A

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR Marcha Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe me disse Que é

Leia mais

REPERTÓRIO CERIMONIAL

REPERTÓRIO CERIMONIAL REPERTÓRIO CERIMONIAL Olá! Essas são as músicas mais executadas em cerimoniais religiosos. Contém músicas religiosas (católicas e evangélicas), populares, internacionais e clássicas. Favor verificar com

Leia mais

Tudo que você precisa saber a respeito de Deus está esta escrito no Salmo 23. Tudo que você precisa saber a teu respeito está escrito no Salmo 23.

Tudo que você precisa saber a respeito de Deus está esta escrito no Salmo 23. Tudo que você precisa saber a teu respeito está escrito no Salmo 23. Tema: DEUS CUIDA DE MIM. Texto: Salmos 23:1-6 Introdução: Eu estava pesando, Deus um salmo tão poderoso até quem não está nem ai prá Deus conhece uns dos versículos, mas poderosos da bíblia e o Salmo 23,

Leia mais

Toda bíblia é comunicação

Toda bíblia é comunicação Toda bíblia é comunicação Toda bíblia é comunicação de um Deus amor, de um Deus irmão. É feliz quem crê na revelação, quem tem Deus no coração. Jesus Cristo é a palavra, pura imagem de Deus Pai. Ele é

Leia mais

MÚSICAS. Hino da Praznik Sempre Quando vens p ras colónias Sei de alguém Menino de Bronze Tenho Vontade VuVu & ZéZé

MÚSICAS. Hino da Praznik Sempre Quando vens p ras colónias Sei de alguém Menino de Bronze Tenho Vontade VuVu & ZéZé MÚSICAS Hino da Praznik Sempre Quando vens p ras colónias Sei de alguém Menino de Bronze Tenho Vontade VuVu & ZéZé Hino da Praznik Do Fá Gosto de aqui estar Sol Do E contigo brincar E ao fim vou arranjar

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM Roteiro para curta-metragem Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM SINOPSE José é viciado em drogas tornando sua mãe infeliz. O vício torna José violento, até que

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

Dicas de Músicas para casamento Por Arte e Som Eventos

Dicas de Músicas para casamento Por Arte e Som Eventos Dicas de Músicas para casamento Por Arte e Som Eventos www.portalartesom.com/eventos -(45)3264-5367 - Medianeira-PR COLEÇÃO AMO VOCÊ - 13 CDs CD 01 01-Razão da Minha Vida 02-Carinho 03-Amor pra valer 04-Aliança

Leia mais

Literatura. Grande literatura é apenas uma linguagem carregada de sentido até ao mais elevado grau possível (Ezra Pound)

Literatura. Grande literatura é apenas uma linguagem carregada de sentido até ao mais elevado grau possível (Ezra Pound) Literatura Grande literatura é apenas uma linguagem carregada de sentido até ao mais elevado grau possível (Ezra Pound) Texto informativo x texto literário Literariedade = propriedades do texto literário

Leia mais

Como conseguir um Marido Cristão Em doze lições

Como conseguir um Marido Cristão Em doze lições Como conseguir um Marido Cristão Em doze lições O. T. Brito Pág. 2 Dedicado a: Minha filha única Luciana, Meus três filhos Ricardo, Fernando, Gabriel e minha esposa Lúcia. Pág. 3 Índice 1 é o casamento

Leia mais

CANTOS - Novena de Natal

CANTOS - Novena de Natal 1 1 - Refrão Meditativo (Ritmo: Toada) D A7 D % G Em A7 % Onde reina o amor, frater---no amor. D A7 D % G A7 D Onde reina o amor, Deus aí está! 2 - Deus Trino (Ritmo: Balada) G % % C Em nome do Pai / Em

Leia mais

Características das Cantigas de Escárnio Presentes no Rap Fala Sério de Gabriel O Pensador

Características das Cantigas de Escárnio Presentes no Rap Fala Sério de Gabriel O Pensador Características das Cantigas de Escárnio Presentes no Rap Fala Sério de Gabriel O Pensador Laurenci Barros Esteves 1 Renata Rodrigues Mendes 2 Resumo Este artigo consiste em um estudo comparativo entre

Leia mais

Uma história de amor. Elisa Tiegs Gnewuch

Uma história de amor. Elisa Tiegs Gnewuch Uma história de amor Elisa Tiegs Gnewuch Capa TSA - sobre arquivo livre do banco de imagens Morguille (morguefile.com) Todos os direitos desta obra são exclusivos da autora. As mais lindas palavras de

Leia mais

Sete Trombetas (Lauriete)

Sete Trombetas (Lauriete) Sete Trombetas (Lauriete) Uma mistura de sangue com fogo A terça parte deste mundo queimará Eu quero estar distante, quero estar no céu Quando o anjo a primeira trombeta tocar Um grande meteoro vai cair

Leia mais

De Luiz Carlos Cardoso e Narda Inêz Cardoso

De Luiz Carlos Cardoso e Narda Inêz Cardoso Água do Espírito De Luiz Carlos Cardoso e Narda Inêz Cardoso EXISTE O DEUS PODEROSO QUE DESFAZ TODO LAÇO DO MAL QUEBRA A LANÇA E LIBERTA O CATIVO ELE MESMO ASSIM FARÁ JESUS RIO DE ÁGUAS LIMPAS QUE NASCE

Leia mais

ANTES DE OUVIR A VERDADE. Plano fechado em uma mão masculina segurando um revólver.

ANTES DE OUVIR A VERDADE. Plano fechado em uma mão masculina segurando um revólver. ANTES DE OUVIR A VERDADE FADE IN: CENA 01 - INT. SALA DE ESTAR NOITE Plano fechado em uma mão masculina segurando um revólver. Plano aberto revelando o revólver nas mãos de, um homem de 35 anos, pele clara

Leia mais

Enquanto dormimos. É inútil que madrugueis, que tarde Salmos 127:2

Enquanto dormimos. É inútil que madrugueis, que tarde Salmos 127:2 Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Joaquim Costa Jr 1 Enquanto dormimos. É inútil que madrugueis, que tarde 2 repouseis, Que comais o pão de dores: Aos seus amados ele o dá enquanto dormem.

Leia mais

01- NA CACHOEIRA. Eu vi Mamãe Oxum na Cachoeira, Sentada na beira do rio! (bis)

01- NA CACHOEIRA. Eu vi Mamãe Oxum na Cachoeira, Sentada na beira do rio! (bis) 01- NA CACHOEIRA Eu vi Mamãe Oxum na Cachoeira, Sentada na beira do rio! (bis) Colhendo lírio, lírio ê... Colhendo lírio, lírio a... Colhendo lírios, P'ra enfeitar nosso congá. (bis) 02- BRADO DE MAMÃE

Leia mais

2009 Gilberto Gonçalves

2009 Gilberto Gonçalves No ano de 2004, um grupo de amigos pertencentes aos Bombeiros Voluntários de Fafe decidiu juntar-se para preparar uma pequena brincadeira para a festa de aniversário da Associação Humanitária, recorrendo

Leia mais

Tradução da Carta: Dor de Mãe

Tradução da Carta: Dor de Mãe Carta Dor de Mãe Esta carta consta no livro de registro, possivelmente escrito por uma mãe ao deixar seu filho na Roda dos Expostos. Datado de 21 de Maio de 1922. Tradução da Carta: 21 05 1922 Dor de Mãe

Leia mais

igrejabatistaagape.org.br [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo concedeu-lhe liberdade de escolha.

igrejabatistaagape.org.br [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo concedeu-lhe liberdade de escolha. O Plano da Salvação Contribuição de Pr. Oswaldo F Gomes 11 de outubro de 2009 Como o pecado entrou no mundo e atingiu toda a raça humana? [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo

Leia mais

Para a grande maioria das. fazer o que desejo fazer, ou o que eu tenho vontade, sem sentir nenhum tipo de peso ou condenação por aquilo.

Para a grande maioria das. fazer o que desejo fazer, ou o que eu tenho vontade, sem sentir nenhum tipo de peso ou condenação por aquilo. Sonhos Pessoas Para a grande maioria das pessoas, LIBERDADE é poder fazer o que desejo fazer, ou o que eu tenho vontade, sem sentir nenhum tipo de peso ou condenação por aquilo. Trecho da música: Ilegal,

Leia mais

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus Ensino - Ensino 11 - Anos 11 Anos Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus História Bíblica: Mateus 3:13 a 17; Marcos 1:9 a 11; Lucas 3:21 a 22 João Batista estava no rio Jordão batizando as pessoas que queriam

Leia mais

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados...

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... Apostila de Fundamentos Arrependimento Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... (Atos 3:19) A r r e p e n d i m e n t o P á g i n a 2 Arrependimento É muito importante

Leia mais

LOUVOR DOS PEQUENINOS Cânticos Cifrados

LOUVOR DOS PEQUENINOS Cânticos Cifrados 2015 LOUVOR DOS PQUNINOS Cânticos Cifrados Louvai ao Senhor todos os povos! Conteúdo arca de Noé... 2 CD MOMNTO... 2 MIGO... 3 Barquinho... 3 BOM DI... 3 Cantai Cantai... 4 Dê a sua vida para Jesus...

Leia mais

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO.

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. Roteiro de Telenovela Brasileira Central de Produção CAPÍTULO 007 O BEM OU O MAL? Uma novela de MHS. PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. AGENOR ALBERTO FERNANDO GABRIELE JORGE MARIA CLARA MARIA CAMILLA MARÍLIA

Leia mais

1º VESTIBULAR BÍBLICO DA UMADUP. Livro de João

1º VESTIBULAR BÍBLICO DA UMADUP. Livro de João Upanema/RN, 03 de Agosto de 2013 1º VESTIBULAR BÍBLICO DA Livro de João Leia com atenção as instruções abaixo: 1. Verifique se o caderno de prova contém 30 (trinta) questões. Em caso negativo, comunique

Leia mais

Consagração do Aposento. Hinos de DESPACHO Hinos de CONCENTRAÇÃO Hinário CRUZEIRINHO Mestre Irineu Hinos de ENCERRAMENTO

Consagração do Aposento. Hinos de DESPACHO Hinos de CONCENTRAÇÃO Hinário CRUZEIRINHO Mestre Irineu Hinos de ENCERRAMENTO Oração Pai Nosso Ave Maria Chave Harmonia Hinos da ORAÇÃO Consagração do Aposento Hinos de DESPACHO Hinos de CONCENTRAÇÃO Hinário CRUZEIRINHO Mestre Irineu Hinos de ENCERRAMENTO Pai Nosso - Ave Maria Prece

Leia mais

TROVADORISMO Literatura Portuguesa Profª Flávia Andrade

TROVADORISMO Literatura Portuguesa Profª Flávia Andrade TROVADORISMO Literatura Portuguesa Profª Flávia Andrade 1. Contexto histórico O que estava acontecendo antes e enquanto o Trovadorismo surgia? SÉCULOS IMPORTANTES Séc. XI Baixa Idade Média Séc. XII Independência

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

Três Marias Teatro. Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter

Três Marias Teatro. Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter Distribuição digital, não-comercial. 1 Três Marias Teatro Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter O uso comercial desta obra está sujeito a direitos autorais. Verifique com os detentores dos direitos da

Leia mais

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Autora: Tell Aragão Personagens: Carol (faz só uma participação rápida no começo e no final da peça) Mãe - (só uma voz ela não aparece) Gigi personagem

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

Lista de Diálogo - Cine Camelô

Lista de Diálogo - Cine Camelô Lista de Diálogo - Cine Camelô Oi amor... tudo bem? Você falou que vinha. É, eu tô aqui esperando. Ah tá, mas você vai vir? Então tá bom vou esperar aqui. Tá bom? Que surpresa boa. Oh mano. Aguá! Bolha!

Leia mais

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA At 9.31 A igreja, na verdade, tinha paz por toda Judéia, Galiléia e Samaria, edificando-se

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

Álbum: O caminho é o Céu

Álbum: O caminho é o Céu Álbum: O caminho é o Céu ETERNA ADORAÇÃO Não há outro Deus que seja digno como tu. Não há, nem haverá outro Deus como tu. Pra te adorar, te exaltar foi que eu nasci, Senhor! Pra te adorar, te exaltar foi

Leia mais

A CRIAÇÃO DO MUNDO-PARTE II

A CRIAÇÃO DO MUNDO-PARTE II Meditação Crianças de 10 a 11 anos NOME: DATA: 03/03/2013 PROFESSORA: A CRIAÇÃO DO MUNDO-PARTE II Versículos para decorar: 1 - O Espírito de Deus me fez; o sopro do Todo-poderoso me dá vida. (Jó 33:4)

Leia mais

meu jeito de dizer que te amo

meu jeito de dizer que te amo Anderson Cavalcante meu jeito de dizer que te amo Dedicatória A Tabata, minha esposa, mulher, amante e melhor amiga, que com muito charme, carinho e um pouco de paciência compartilha comigo as descobertas

Leia mais

Adoração: a satisfação da semelhança

Adoração: a satisfação da semelhança Disciples of Christ Church Ministério vida com vida Pr. Joaquim Costa Jr. 1 Adoração: a satisfação da semelhança Salmos 17:15 Quanto a mim, em retidão contemplarei a tua face; eu me satisfarei com a tua

Leia mais

Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Israel Costa 1

Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Israel Costa 1 Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Israel Costa 1 Refletindo Sua glória, em meio a ventos contrários. Entretanto, o barco já estava longe, a muitos estádios da terra, açoitado pelas ondas;

Leia mais

Aluno(a): Nº. Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE. Análise de textos poéticos. Texto 1. Um homem também chora

Aluno(a): Nº. Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE. Análise de textos poéticos. Texto 1. Um homem também chora Lista de Exercícios Aluno(a): Nº. Professor: Daniel Série: 9 ano Disciplina: Português Data da prova: 03/10/2014. P1-4 BIMESTRE Análise de textos poéticos Texto 1 Um homem também chora Um homem também

Leia mais

TROVADORISMO. Origem, Significado & Contexto Histórico. Por: Brayan, Vinicius, Thierry, Weverton & Davi

TROVADORISMO. Origem, Significado & Contexto Histórico. Por: Brayan, Vinicius, Thierry, Weverton & Davi TROVADORISMO Origem, Significado & Contexto Histórico Por: Brayan, Vinicius, Thierry, Weverton & Davi INTRODUÇÃO: Para começarmos a estudar Literatura Brasileira nós precisamos, inicialmente, compreender

Leia mais

INDICE Introdução 03 Você é muito bonzinho 04 Vamos ser apenas amigos dicas para zona de amizade Pg: 05 Evite pedir permissão

INDICE Introdução 03 Você é muito bonzinho 04 Vamos ser apenas amigos dicas para zona de amizade Pg: 05 Evite pedir permissão 1 INDICE Introdução... Pg: 03 Você é muito bonzinho... Pg: 04 Vamos ser apenas amigos dicas para zona de amizade... Pg: 05 Evite pedir permissão... Pg: 07 Não tenha medo de ser você mesmo... Pg: 08 Não

Leia mais

Músicos, Ministros de Cura e Libertação

Músicos, Ministros de Cura e Libertação Músicos, Ministros de Cura e Libertação João Paulo Rodrigues Ferreira Introdução Caros irmãos e irmãs; escrevo para vocês não somente para passar instruções, mas também partilhar um pouco da minha experiência

Leia mais

Do Livro do Desassossego - Bernardo Soares

Do Livro do Desassossego - Bernardo Soares Do Livro do Desassossego - Bernardo Soares Bernardo Soares (heterônimo de Fernando Pessoa) 1. "O coração, se pudesse pensar, pararia." "Considero a vida uma estalagem onde tenho que me demorar até que

Leia mais

ESCOLA DA FÉ Paróquia Santo Antonio do Pari Aula 15 Creio em Deus Pai - 2.

ESCOLA DA FÉ Paróquia Santo Antonio do Pari Aula 15 Creio em Deus Pai - 2. ESCOLA DA FÉ Paróquia Santo Antonio do Pari Aula 15 Creio em Deus Pai - 2. Frei Hipólito Martendal, OFM. São Paulo-SP, 20 de setembro de 2012. revisão da aula anterior. 2.1- Deus Todo Poderoso. Dei uma

Leia mais

Vivemos uma época em que os homens estão confusos com relação a seus papéis.

Vivemos uma época em que os homens estão confusos com relação a seus papéis. INTRODUÇÃO Vivemos uma época em que os homens estão confusos com relação a seus papéis. Somos cobrados para ser sensíveis emocionalmente, participantes nas atividades domésticas e esteticamente belos em

Leia mais

Vamos Subir Nova Voz

Vamos Subir Nova Voz c c Vamos Subir Nova Voz 2 Letra e Música: Lucas Pimentel Arr: Henoch Thomas 2 5 2 to Eu-pos tem - po te-nho ou vi - do a pro- 2 g g 8 mes - sa de que vi - rás pra res -ga -tar os fi-lhos Teus Nem sem-pre

Leia mais

#93r. 11.7 O Apocalipse X Mateus 24

#93r. 11.7 O Apocalipse X Mateus 24 11.7 O Apocalipse X Mateus 24 #93r Há uma grande semelhança entre a sequência dos acontecimentos do período da Tribulação, descritos no livro do Apocalipse, com relação a Mateus 24. Vamos hoje, analisar

Leia mais

CD EU QUERO DEUS. 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) 02- SIM, SIM, NÃO, NÃO (Irmã Carol)

CD EU QUERO DEUS. 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) 02- SIM, SIM, NÃO, NÃO (Irmã Carol) CD EU QUERO DEUS 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) EU QUERO DEUS \ EU QUERO DEUS SEM DEUS EU NÃO SOU NADA EU QUERO DEUS Deus sem mim é Deus \ Sem Deus eu nada sou Eu não posso viver sem Deus \ Viver longe

Leia mais

SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!...

SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!... SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!...) A cada manhã 71 (A cada manhã as misericórdias se renovam...)

Leia mais

Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias

Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias 1/35 Pai, Estou Te Esperando Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias Fotos de Emma Raynes, 2007 2/35 Retratos dos Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar

Leia mais