Gestão Estratégica - CEPLAC. 01 de março de 2011

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gestão Estratégica - CEPLAC. 01 de março de 2011"

Transcrição

1 Gestão Estratégica - CEPLAC 01 de março de 2011

2 Sobre a Symnetics

3 A Symnetics é uma consultoria internacional fundada no Brasil Fundada em 1989 em São Paulo 14 escritórios no mundo Presença em 11 países Poznan Basel Düsseldorf Munique México - DF Bogotá Quito Lima Santiago * Atuação através de parceiros Fortaleza * Salvador * São Paulo Buenos Aires Luanda Pioneiro na América Latina em: Balanced Scorecard através da parceria com Kaplan e Norton Co-Criação de Experiências através da parceria com Francis Guillart e Venkat Rasmawamy 3

4 Alianças internacionais - Representação Exclusiva Representante exclusivo dos Professores Robert Kaplan da Harvard Business School e David Norton - criadores do Balanced Scorecard A ECC Partnership é a consultoria criada por Venkat Ramaswamy e Francis Gouillart, professores do Insead e University of Michigan 4

5 Publicações: Livros Este livro foi desenvolvido pela Symnetics, documentando as melhores práticas encontradas no Brasil relacionadas à execução da Estratégia, incluindo um capítulo inteiro em torno do alinhamento dos Processo à Estratégia. Este livro foi desenvolvido por Robert Kaplan (está em revisão pela Symnetics), a partir de experiência da Symnetics (que é por diversas vezes referenciada), trazendo as melhores práticas no vínculo dos processos à estratégia. 5

6 + de 650 clientes em 13 setores A NOSSA DROGARIA DE CAXIAS LTDA, ABBOTT, ABN, ACESITA, AÇOS VILLARES S/A, ACS ALGAR CALL CENTER SERVICE S.A, ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO, AGCO, AGÊNCIA DE PROMOÇÃO DE EXPORTAÇÕES DO BRASIL - APEX BRASIL, AGÊNCIA DE SANEAMENTO DO MUNICÍPIO DE RESENDE, AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES TERRESTRES, AGROVALE, AKROS, AL CONSULTORIA LTDA, ALBERTO PASQUALINI - REFAP S/A, ALBRAS, ALCAN, ALCOA, ALUMINA DO NORTE DO BRASIL S/A, AMANCO, AMAZON TRANSPORTES LTDA, AMERICAN TOWER DO BRASIL CESSÃO DE INFRA-ESTRUTURAS LTDA, AMSTED MAXION FUNDIÇÃO E EQUIPAMENTOS FERROVIÁRIOS S/A, ANATEL - Agência Nacional de Telecomunicações, ANP - AGÊNCIA NACIONAL DE PETRÓLEO, ARACRUZ, ARAUJO E SOUTO CONSULTORES ASSOCIADOS LTDA, ARCELOR BRASIL S/A, ARCELOR MITTAL TUBARÃO, AREZZO, ASBEC, ASBEC - SOCIEDADE BAHIANA DE EDUCAÇÃO E CULTURA S/A, ASSOCIAÇÃO CONGREGAÇÃO SANTA CATARINA - HOSPITAL SANTA TERESA, ASSOCIAÇÃO PARANAENSE DE CULTURA, ATENTO, ATHOS FARMA SUDESTE S/A, AURORA TERMINAIS E SERVIÇOS LTDA, AVENTIS, AVIPAL, BACELL, BAHIA PULP S.A, BAHIA SECRETARIA DO PLANEJAMENTO CIÊNCIA E TECNOLOGIA, BANCO AFRICANO DE INVESTIMENTOS (BAI), BANCO Brasil Foods S/A, BANCO CENTRAL DO BRASIL, BANCO COLMENA, BANCO DAIMLER CHRYSLER, BANCO DO BRASIL S.A, BANCO DO DESENVOLVIMENTO DE MINAS GERAIS, BANCO DO ESTADO DE SERGIPE S/A, BANCO IBI S/A - BANCO MÚLTIPLO, BANCO ITAÚ S.A, BANCO NACIONAL DE ANGOLA, BANCO VOLKSWGEN, BANCOOB,BANDEIRANTE ENERGIA S.A, BANK BOSTON, BASF, BAYER HEALTHCARE, BDMG, BEACH PARK, BEMATECH INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS S/A, BIOMERIEX, BNDES - BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL, BOLSA DE VALORES DE FORTALEZA, BOSCH, BOTICÁRIO, BRACELPA, BRANCO PERES AÇUCAR E ALCOOL S/A, BRASIL SUPPLY S/A, BRASILPREV SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A, BRASILTELECOM, BRASKEN, BRASMOTOR, BV FINANCEIRA S/A CRÉDITO FINANCEIRO E INVESTIMENTO, CABLELETTRA DO BRASIL LTDA, CAIXA ECONOMICA FEDERAL, CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, CÂMARA DOS DEPUTADOS, CAMARGO CORRÊA CIMENTO, CAMPANHIA VALE DO RIO DOCE, CARBOCLORO, CARBOCLORO S.A - INDUSTRIAS QUÍMICAS, CARGRAPHICS - GRÁFICA E EDITORA LTDA, CATERPILLAR BRASIL LTDA, CEDRO CACHOEIRA, CEMIG, CEMIG DISTRIBUIÇÃO S.A, CEMIG GERAÇÃO E TRANSMISSÃO S.A, CENSIPAM - CENTRO GESTOR E OPERACIONAL DO SISTEMA DE PROTEÇÃO DA AMAZÔNIA, CENTRAIS ELÉTRICAS DO NORTE DO BRASIL S.A, CENTRAL DE ARTIGOS PARA LABORATÓRIOS LTDA, CENTRO DE INSTRUÇÃO ALMIRANTE ALEXANDRINO, CENTRO TECNOLÓGICO DO EXÉRCITO, CERB - COMPANHIA DE ENGENHARIA RURAL DA BAHIA, CERVEJARIA PETRÓPOLIS, CESP - COMPANHIA ENERGÉTICA DE SÃO PAULO, CGU - Coordenadoria Geral de Planejamento e Orçamento, CHESF, CIA IGUAÇU, CIA INDL DE VIDROS CIV, CIA RALL (MEXICO), CIA SUDERÚRGICA NACIONAL, CIA ULTRAGAZ S.A, CIA VALE DO RIO DOCE, CIDADE DO SABER, CIERGS - CENTRO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO GRANDE SUL, CIKEL BRASIL VERDE MADEIRAS LTDA, CITROVITA AGRO INDUSTRIAL LTDA, CLICK AUTOMOTIVA INDUSTRIAL LTDA, CLOROX, CM CONSULTORIA DE ADMINISTRAÇÃO LTDA, CNI, CNI - Confederação Nacional da Indústria, COMPANHIA BRASILEIRA DE PETRÓLEO IPIRANGA, COMPANHIA BRASILEIRA DE SOLUÇÕES E SERVIÇOS, COMPANHIA DE BEBIDAS IPIRANGA, COMPANHIA DE INFORMÁTICA DE JUNDIAÍ, COMPANHIA INDUSTRIAL CATAGUASES, CONAB, CONFEDERAÇÃO NACIONAL DO COMÉRCIO, CONPI, CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL, CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO, CONSTRUTORA ANDRADE GUTIERREZ S.A, CONTROLADORIA GERAL DA UNIÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, CONVIX, COOPERS AND LYBRAND, COORD. GERAL DE EXECUÇÃO FINANCEIRA, COORDENAÇÃO GERAL DE GESTÃO DE PESSOAS - COGEP, DO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO MPOG, COPEL DISTRIBUIÇÃO S/A, COPESUL, COPESUL - COMPANHIA PETROQUÍMICA DO SUL, CORONA, CORSAN, COSIL CONSTRUÇÕES E INCORPORAÇÕES LTDA, CPFL, CPFL COMERCIALIZAÇÃO BRASIL S.A, CPRM - Companhia de Pesquisa Recursos Minerais, CRT COLOMBIA, CTC, CTEEP - COMPANHIA DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA PAULISTA, CTIS INFORMÁTICA S.A, DATASUL, DEGUSSA, DEGUSSA, DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA, DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S/A, DUKE ENERGY, DUPONT AGRICOLA, ECIL - EMPRESA COMERCIAL INDUSTRIAL LTDA, EDITORA ABRIL, EDP - ENERGIAS DO BRASIL S.A, EKA CHEMICAL, ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A, ELETROBRÁS, ELETRONUCLEAR, ELETROPAULO METROPOLITANA ELETRICIDADE DE SÃO PAULO S.A, ELETROSUL, EMBRACO, EMBRAPA, EMBRATEL, EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS, EMPRESA NACIONAL DE ELETRICIDADE (ENE, E.P), EMPRESA NACIONAL DE ELETRICIDADE DE ANGOLA, ENERGISA S.A, ENGESET, ENTEL S.A, EPCI, ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO FAZENDEIRA, ESCOLA POLITÉCNICA DA USP, ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO, ESPLANADA, EXPRINTER, FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIA DA BA, FACULDADE JORGE AMADO, FEDERAÇÃO DAS UNIMEDS DO ESTADO DE SÃO PAULO, FEDERAÇÃO DAS UNIMEDS DO ESTADO DO PARANÁ, FENAE CORRETORA DE SEGUROS E ADMINISTRAÇÃO DE BENS AS, FERREIRA GUIMARÃES, FIEB, FIEP, FINASA PROMOTORA DE VENDAS LTDA, FINEP - FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS, FIRJAN, FLEURY S/A, FMC, FUJI, FUNCEF, FUNDAÇÃO Brasil Foods, FUNDAÇÃO DOM CABRAL, FUNDAÇÃO FAÇA PARTE, FUNDAÇÃO ITAIPU - BR DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL, FUNDAÇÃO JORGE AMADO, FUNDAÇÃO NACIONAL DA QUALIDADE, FUNDAÇÃO PADRE LEONEL FRANCA, FUNDAÇÃO PETROBRAS DE SEGURIDADE SOCIAL, FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA, FUNDAÇÃO VALE DO RIO DOCE DE SEGURIDADE SOCIAL VALIA, FUNDAÇÃO WALDEMAR BARNSLEY PESSOA, FUNDO DE APOIO DO PODER JUDICIÁRIO, FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S.A, G&K HOLDING S/A, GABINETE DO CAMANDANTE DO EXÉRCITO, GALDERMA, GALEAZZI, GALEAZZI & ASSOCIADOS CONSULTORIA E SERVIÇOS DE GESTÃO EMPRESARIAL LTDA, GALVÃO ENGENHARIA, GASMIG, GERDAU, GERDAU AÇOMINAS, GERDAU AÇOS LONGOS S/A, GERDAU S/A, GLOBO COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A, GOL, GOLDEN CROSS ASSISTÊNCIA INTERNACIONAL DE SAÚDE LTDA, GOVERNO DE MG, GOVERNO DO,CE, GOVERNO DO RS, GOVERNO DO RS, GRAFICA E EDITORA POSIGRAF S/A, GRUPO CAPUCHE, GRUPO GERDAU EMPREENDIMENTOS LTDA, HARALD IND. E COM. DE ALIMENTOS LTDA, HEMOBRÁS - EMPRESA BRASILEIRA DE HEMODERIVADOS E BIOTECNOLOGIA, HERMANPLAST EMBALAGENS PLASTICAS LTDA, HISERV, HMV CALL CENTER, HOERBIGER, HOESCHT, HOSPITAL ALBERT EINSTEIN, HOSPITAL DAS CLÍNICAS, HOSPITAL DO CANCER, HOSPITAL GERAL DO PIRAJUSSARA, HOSPITAL ISRAELITA ALBERT EINSTEIN - INSTITUTO ISRAELITA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL, HOSPITAL MOINHOS DE VENTO, HOSPITAL OSVALDO CRUZ, HOSPITAL SAMARITANO, HOSPITAL SANTA CATARINA, HSBC, HSBC BANK BRASIL S.A - BANCO MÚLTIPLO, HSTERN, IBM, IEL, IEL - INSTITUTO EUVALDO LODI, IGARAS PAPEIS, IGUAÇU COMERCIAL, IHC HOSPITALIUM, IMAP, IMAP - INSTITUTO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, IMAS - INSTITUTO MARISTA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, INACOM, INCA, INFOGLOBO COMUNICAÇÕES S.A, INFRAERO - Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária, INPI - Instituto Nacional de Prosperidade Industrial, INSTITUTO DE PESQUISAS JARDIM BOTÂNICO DE RIO DE JANEIRO, INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA MUNICIPAL DE SÃO PAULO, INT - Instituto Nacional de Tecnologia, INTERACT SOLUTIONS LTDA, INTERCHANGE, INTERFORB, INTERNATIONAL PAPER, INTO, IST/TCU - Instituto Serzedello Corrêa, ITAIPU BINACIONAL, ITD TRANSPORTES, JDEDWARDS, JOFER EMBALAGENS LTDA, JOHN RICHARD LOCAÇÃO DE MÓVEIS LTDA, JOHNSON&JOHNSON, KAISER, KATMANDU COMÉRCIO DE ARTIGOS DE DECORAÇÃO LTDA, KIBON, KLABIN BACELL, KLABIN S/A, KRUPP, L & D LOGÍSTICA E DISTRIBUIÇÃO LTDA, LABORATÓRIOS PFIZER LTDA, LEO MADEIRAS, LEROY MERLIN CIA BRASILEIRA DE BRICOLAGEM, LIQUIGÁS DISTRIBUIDORA S/A, LUMAK PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS LTDA, MAM, MANN+HUMMEL BRASIL LTDA, MANTECORP IND. QUÍMICA E FARMACEUTICA LTDA, MAPFRE SEGUROS,,MASIS, MBC, METALL II, MICHELETTO, MICROSOFT, MIN. AGRICULTURA DO BRASIL, MINERAÇÃO CORUMBAENSE REUNIDA S/A, MINI. AGRICULTURA DE ANGOLA, MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA, MINISTÉRIO DA SAÚDE, MINISTÉRIO DAS CIDADES, MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO, MINISTÉRIO DO ESPORTE, MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, MINISTÉRIO PÚBLICO DO AMAPÁ, MINISTÉRIO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS, MINTER, MK GESTÃO EMPRESARIAL LTDA, MMC AUTOMOTORES DO BRASIL LTDA, MONSANTO, Clientes MORETTO CONSULTORES EMPRESARIAIS LTDA, MPX, MSTELCOM, NADIR FIGUEIREDO, NATURA, NESTLÉ BRASIL LTDA, NETSTREAM, NETWORKS, NORSA, NYCOMED, ORACLE, OXITENO, OXITENO S.A INDÚSTRIA E COMÉRCIO, PÃO DE AÇUCAR, PARCEIROS VOLUNTÁRIOS, PARVI ASSESSORIA E PARTICIPAÇÕES LTDA, PECOM, PEDRA, GROINDUSTRIAL S/A, PEMEX, PEOPLESOFT, PEPSI CO, PETROBRAS, PETROBRÁS - PETRÓLEO BRASILEIRO S.A, PETROFLEX, PETRON, PETROQUÍMICA TRIUNFO, PFIZER, PFIZER SAÚDE ANIMAL, PHILLIP MORRIS, PMSP SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS, POLIBRASIL,PORTO FREIRE, PORTO SEGURO CIA DE SEGUROS GERAIS, Poupex - Associação de Poupança e Empréstimo, PPG INDUSTRIAL DO BRASIL TINTAS E VERNIZES LTDA, PREFEITURA DE PORTO ALEGRE, PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOAS, PRINT MARKET SERVIÇOS LTDA, PROADEC BRASIL LTDA, PROBANK, PROCWORK, PRODASEN, PRODESP - CIA PROCESSAMENTO DE DADOS DO ESTADO DE SP, PROMOM, PROSEGUR, PUBLICAR DO BRASIL LISTAS TELEFÔNICAS S/A, RANDON IMPLEMENTOS, RANDON S/A IMPLEMENTOS E PARTICIPAÇÕES, RAPIDÃO COMETA, RAPIDÃO COMETA LOGÍSTICA E TRANSPORTE S.A, RBS, REAL GRANDEZA FUNDAÇÃO DE,PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL, REAL TOKIO MARINE VIDA E PREVIDÊNCIA, REAL VIDA E PREVIDÊNCIA, RECEITA FEDERAL DO BRASIL, RECKITT BENCKISER, RECOFARMA - COCA COLA COMPANY, REDE ELETROSOM LTDA, REDE NACIONAL DE ENSINO E PESQUISA, REFAP, REMIL, REXAM, REXAM,BEVERAGE CAN SOUTH AMERICA S/A, HODIA STER, RIO TINTO (MCR), RIOCELL, RIOPOL, ROBERT BOSCH, ROBERT BOSCH LTDA, RODHIA, RODO LINEA IMPLAMENTOS PARA TRANSPORTE LTDA, RODOVIÁRIO MORADA DO SOL LTDA, SABESP, SACHS, SAINT-GOBAIN CANALIZAÇÃO LTDA, SAKURA-NAKAYA ALIMENTOS LTDA, SAMARCO MINERAÇÃO S.A, SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DA BAHIA, SANTA MARIA CIA PAPEL E CELULOSE, AS, SASSE, SATIPEL, SCHERING, SCHINCARIOL, SCOPEL, SCOPEL, SEBRAE NACIONAL, SEBRAE RS, SEBRAE - SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS,,SEC. ESP. DE INFORMÁTICA DO SENADO FEDERAL, SECONCI, SECR. FAZENDA DE SÃO PAULO, SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DA BAHIA, SECRETARIA DA FAZENDA DO ESTADO DE SÃO PAULO, SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL, SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE A POBREZA, SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DE MINAS GERAIS, SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE, SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO, SECRETARIA DE ESTADO DE ECONOMIA E PLANEJAMENTO SEP, SECRETARIA DE ESTADO DE TRANSPORTES E OBRAS PÚBLICAS, SECRETARIA DE ESTADO DO PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO, SECRETARIA DO PLANEJAMENTO, SENAC - SERVIÇO NACIONAL 13 DE APRENDIZAGEM setores COMERCIAL - ADM. REGIONAL NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, SENAI, SENAI, SENAI - SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL, SERMA ULTRA, SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, SERVIÇO NACIONAL DA INDÚSTRIA, SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL, SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM DO COOPERATIVISMO, SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL, SESI - SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA, SIEMENS, SIEMENS, SIKA, SLCORP DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE E CONSULTORIA,LTDA, SOLVAY, SONAGAS, SONANGOL, SONANGOL, SONANGOL GÁS NATURAL & SEUS DERIVADOS, SONANGOL HOLDING, SOUZA CRUZ, SSA, STIHL, SUBPREFEITURA DE PERUS, SUL AMERICA, SUL AMÉRICA SEGURO SAÚDE S.A, SUMMIT CHILE, SUNCOKE, SUNCOKE EAST SERVIÇOS DE COQUEIFICAÇÃO LTDA, SUPERINTENDÊNCIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM MINAS GERAIS, SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL NA 1ª RF, SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA, SUPERMERCADO ZONA SUL, SUSEP, SUSEP - Superintendência de Seguros Privados, SUZANO, SUZANO, SYNGENTA, TARPON, TECHNET NETWORKING LTDA, TELEFONICA, TELEMAR, TELEMAR NORTE E LESTE S/A, TELEMIG, TELESP, TELEST, THE WARRANTY GROUP BRASIL, TIGRE, TIGRE S.A - TUBOS E CONEXÕES, TIM, TIM NORDESTE S/A, TINTAS CORAL LTDA, TOKIO MARINE BRASIL SEGURADORA, TRACTEBEL ENERGIA S.A, Transpetro - Petrobrás Transporte S.A, TRANSPORTES TONIATO LTDA, TRAVESSIA, TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO PARANÁ, TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO, TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 22ª REGIÃO, TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 23ª REGIÃO, TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 23ª REGIÃO - MATO GROSSO, TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 6ª REGIÃO, TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL RS, TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE ALAGOAS, TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO ACRE, TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO, ULTRACARGO, ULTRAFERTIL, ULTRAGAZ, ULTRAPAR, UNIBANCO, UNIJORGE, UNILEVER, UNIMED, UNIMED, UNIMED DE LONDRINA COOÉRATIVA DE TRABALHO MÉDICO, UNIMED DO ESTADO DO PARANÁ - FEDERAÇÃO ESTADUAL DAS COOPERATIVAS MÉDICAS, UNIMED LONDRINA - COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO, UNIPAR, UNISINOS, UNISYS, VALE, VARIAN, VARIG LOG, VILLA, LOBOS, VILLARES METALS, VILMA ALIMENTOS, VISANET, VITALMED SERVIÇOS DE EMERGÊNCIAS MÉDICAS LTDA, VIVO, VOLKSWAGEM MONTADORA, VOLKSWAGEN DO BRASIL INDÚSTRIA DE VEÍCULOS UTOMOTORES LTDA, VOLKSWAGEN SERVIÇOS LTDA, VONPAR, VOTORANTIM CIMENTO, WYETH, ZZI SERVIÇOS E COMÉRCIO LTDA, ZZI VAREJO PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO LTDA, 6

7 Química e Laboratórios Setor Público e ONG s Portfólio de clientes + de 650 clientes em 13 setores Serviços Financeiros Manufatura Consumo Energia Tecnologia & Comunicações Serviços Indústria Pesada 7

8 Portfólio de clientes Organizações Públicas Poder Judiciário Secretaria de Estado de Meio Ambiente de Minas Gerais Superior Tribunal de Justiça STJ Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio de Janeiro Tribunal Regional do Trabalho do Estado do Rio Grande do Sul Ministério Público do Amapá Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Ministério da Saúde Governo do Rio Grande do Sul Governo do Ceará Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais Secretaria de Estado da Fazenda de São Paulo Conselho Nacional de Justiça Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia de Minas Gerais Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais Prefeitura Municipal de Porto Alegre INTO Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia RNP Rede Nacional de Ensino e Pesquisa CEMIG - Cia de Energia de Minas Gerais Eletrosul Centrais Elétricas do Sul Petrobras Petróleo Brasileiro S.A Refap Refinaria Alberto Pasqualini CONAB Companhia Nacional de Abastecimento Escola Politécnica da USP 8

9 Necessidade do cliente Solução customizada Co-criação da solução + Capacitação e aprendizado permanente A essência do nosso trabalho Adaptação à realidade da Instituição com participação de Robert Kaplan Compromisso com resultados para o Cliente 9

10 Balanced Scorecard - BSC

11 BSC X Planejamento Tradicional Principais diferenças entre o BSC e o Planejamento Tradicional: O BSC traduz a estratégia em termos operacionais e promove o aprendizado e capacitação de quem irá executar a estratégia. Com o BSC o pensamento estratégico é contínuo e não com rupturas. 11

12 Benefícios claros para a gestão e governança Estratégia clara Alinhamento para Maior toda agilidade a Instituição e Forma de gestão entre única: todas visibilidade Principais Apoio Foco na dos Governança, para esforços benefícios efetuar e integração as Unidades das múltiplas da esclarecendo eventuais recursos ferramentas percebidos nas Maior Instituição consenso correções o questões papel de gestão pelas e de da em comprometimento desvios estratégicas na execução Finalísticas uma organizações Instituição única plataforma e de da Apoio equipe da estratégia gerencial 12

13 Há quatro barreiras na implementação do Planejamento Barreira da Visão Apenas 5% do nível operacional compreende a visão de futuro Barreira das Pessoas Mais de 75% das organizações não vinculam incentivos e remuneração à estratégia 9 em 10 companhias falham na implementação da estratégia Barreira dos Recursos 78% da empresas não vinculam o orçamento à estratégia Barreira da Gestão Somente 32% das organizações possuem mecanismos eficazes de monitoramento e controle de sua evolução 14

14 O que é o Balanced Scorecard? No mais alto nível conceitual, o Balanced Scorecard é uma ferramenta que auxilia as organizações a traduzir a estratégia em objetivos mais claros, passíveis de comunicação que direcionam comportamentos e desempenhos. 15

15 Elementos do Balanced Scorecard As METAS e os PROJETOS fornecem a VELOCIDADE e a PRIORIDADE do processo de implementação em busca da consecução de um objetivo MAPA ESTRATÉGICO INDICADORES METAS PROJETOS Medem o grau de alcance dos objetivos propostos e influenciam o comportamento das pessoas na busca dos objetivos. Tradução da Estratégia em objetivos quantificáveis, estabelecendo-se relações de causa-efeito entre os componentes 16

16 17 17

17 % de respostas Acompanhamento e a gestão das implementações definidas 1 OBJETIVO Ter excelência no processo de atendimento aos usuários Objetivos articulam os componentes da estratégia Indicador Meta 3 2 INDICADOR / META Respostas às reclamações 90% das reclamações respondidas Atual gap 45% 90% Meta 4 INICIATIVA ESTRATÉGICA Implementar plano de capacitação dos atendentes Indicadores medem o progresso no alcance da meta e comunicam a intenção do objetivo estratégico Iniciativas estratégicas ajudam a fechar o gap entre a desempenho atual e o desejado 18 18

18 GERENCIAR Transformar a Estratégia em Processo Contínuo Financial A Estratégia Fewer planes Customer Flight Is on time Profitability More customers Lowest prices RECOMENDAÇÕES Solução em grupo Atualizar a estratégia Financial Internal Learning Strategic Theme : Operating Efficiency Fast ground turnaround Ground crew alignment Objectives Measurement Target Initiative Ciclo de Aprendizado estratégico Profitability Profitability Market Value 30% CAGR More Customers Seat Revenue 20% CAGR Fewer planes More customers Fewer planes Plane Lease Cost 5% CAGR Customer Flight is on - time FAA On Time Arrival Rating #1 Quality management Flight Is on time Lowest prices Lowest prices Customer Ranking ( Market Survey ) #1 Customer loyalty program Realocar prioridades Internal Learning Fast ground turnaround Ground crew alignment Fast ground turnaround Ground crew alignment On Ground Time On - Time Departure % Ground crew trained % Ground crew stockholders 30 Minutes 90% yr. 1 70% yr. 3 90% yr % An álise de Dese mpenho Cycle time optimization ESOP Ground crew training Ciclo de Controle REFLEXÕES ESTRATÉGICAS Testar hipóteses e promover o aprendizado Pesquisas Objetivos, Indicadores, Metas e Iniciativas Descontinuidades 19

19 Criar a Compreensão sobre a Estratégia Claramente, a comunicação é a principal alavanca para alcançar o sucesso organizacional. (...) Sem a compreensão da visão e da estratégia da empresa, os empregados não estarão aptos para próativamente encontrar alternativas inovadoras para ajudar a organização a atingir seus objetivos." Robert Kaplan Communication and Education to Make Strategy Everyone s Job,

20 Projeto - CEPLAC 2011

21 Macro Etapas do Projeto 1. Elaboração do Plano Estratégico da CEPLAC Elaboração dos Planos Diretores das Unidades Descentralizadas PDUs 3. Definição do Modelo de Gestão e de Governança 22

22 Elaboração do Plano Estratégico da CEPLAC Planejamento do Projeto Evento de lançamento do Projeto Definição de Indicadores de Desempenho Definição de Metas e Iniciativas Capacitação da Equipe Plano de implantação e priorização das Iniciativas Cenários/ Visão/Missão/ Direcionadores Tradução da Estratégia (Mapa Estratégico) 23

23 Elaboração do Plano Estratégico da CEPLAC Cronograma Mapa Estratégico Atividades / Semanas Local Equipes Etapa 1 - Plano Estratégico Corporativo e Mapa Estratégico semanas Planejamento do Projeto Lançamento do Projeto (Reunião) Escritório (apoio remoto) Brasilia Equipe de Lideres + Equipe Interna Oficina 1 - Capacitação de Recursos (16h) Brasilia Equipe Interna Análise de Cenários, resgate da Missão e Construção da Visão de Futuro da CEPLAC e levantamento de fontes de financiamento Oficina 2 - Apresentação de Cenários, Missão e Visão de Futuro (16h) Brasilia Brasilia Equipe Interna + Equipe de Lideres (entrevistas) + gestores (acesso pontual) Equipe de Lideres + Equipe Interna Construção do Mapa Estratégico Brasilia Equipe Interna Oficina 3 - Validação do Mapa Estratégico (8h) Brasilia Equipe de Lideres + Equipe Interna 24

24 Atividades / Semanas Local Equipes Etapa 2 - Painel Estratégico de Resultados semanas Definição de Indicadores Oficina 4 - Validação dos Indicadores Estratégicos (8h) Workshop 1 - Apresentação e refinamento do Plano estratégico para os principais gestores da CEPLAC e Uds (24h) - 2 turmas (1 em Ilhéus e 1 em Belem) Detalhamento dos Indicadores Estratégicos Definição de Metas Brasilia Brasilia Ilheus / Belem Brasilia Brasilia Equipe Interna + Força Tarefa (acesso pontual) Equipe de Líderes + Equipe Interna Equipe de Lideres + Equipe Interna + gestores das unidades descentralizadas e CEPLAC (limitar em 60 Equipe pessoas) Interna + Força Tarefa Equipe Interna + Equipe de Lideres (entrevistas) Oficina 5 - Validação das Metas (4h) Brasilia Equipe de Lideres Atividades / Semanas Local Equipes Definição e Priorização de Iniciativas Estratégicas Oficina 6 - Validação da Carteira de Iniciativas e Priorização (8h) Plano de Implementação Etapa 3 - Iniciativas Estratégicas Brasília Brasília Brasília Equipe Interna + Equipe de Lideres (entrevistas) Equipe de Lideres + Equipe Interna Equipe Interna + Força Tarefa semanas 25

25 Elaboração dos Planos Diretores das UDs Elaboração do Plano Diretor de cada UD Definição de indicadores e metas Definição de iniciativas Elaboração do Acordo de Resultados 26

26 Atividades / Semanas Local Equipes Etapa 1 -Elaboração do Plano Diretor das Unidades Descentralizadas Workshop 2 - Disseminação do Plano Estratégico da CEPLAC e elaboração de plano diretor preliminar de cada Unidade (24h) - Bloco 1 (3 UDs) Workshop 2 - Disseminação do Plano Estratégico da CEPLAC e elaboração de plano preliminar de diretor de cada Unidade (24h) - Bloco 2 (3 UDs) Belém Ilhéus Equipe de Lideres + Equipe Interna + gestores das unidades descentralizadas e CEPLAC (limitar em 60 pessoas) Equipe de Lideres + Equipe Interna + gestores das unidades descentralizadas e CEPLAC (limitar em 60 pessoas) semanas Refinamento PDU pela equipe interna de cada Unidade com o apoio remoto Oficina 8 - Validação do PDU refinado, proposta de metas e levantamento da carteira de iniciativas setoriais (8h) (sendo 1 em cada unidade) Refinamento das iniciativas setoriais pela equipe interna de cada unidade com o apoio remoto Oficina 9 - Validação da carteira de iniciativas setoriais (8h) (sendo 1 em cada unidade) Escritório (apoio remoto) cidade sede da unidade Escritório (apoio remoto) cidade sede da unidade Equipe Interna da UD Equipe Interna da UD + Equipe de Líderes da UD Equipe Interna da UD Equipe Interna da UD + Equipe de Líderes da UD 27

27 Elaboração dos Planos Diretores das Uds Cronograma Acordo de Resultados Atividades / Semanas Local Equipes Etapa 2 - Elaboração e validação do Acordo de Resultado por Unidade semanas Oficina 10 - Validação do Plano Diretor das Unidades com a alta administração da CEPLAC (8h) Elaboração do Acordo de Resultados por Unidade Assinatura dos Acordos de Resultado por Unidade Brasilia Escritório (apoio remoto) Brasilia Equipe de Líderes + Equipe Interna Equipe Interna Gestores CEPLAC 28

28 Definição do Modelo de Gestão e Governança Desenvolvimento do Modelo Monitoramento da estratégia corporativa Monitoramento da estratégia das UDs Preparação e condução 1ª RAE de cada UD Preparação e condução 1ª RAE CEPLAC 29

29 Definição do Modelo de Gestão e Governança Cronograma - Desenvolvimento Atividades / Semanas Local Equipes Etapa 1 Concepção do Modelo de Gestão e de Governança semanas Desenvolvimento do Modelo de Gestão Estratégica e Governança Oficina 7 - Validação do Modelo de Gestão e Governança da proposta de revisão da estrutura organizacional para adequar a equipe de gestão da estratégia (4 horas) Brasília Brasília Equipe Interna Equipe de Líderes + Equipe Interna 30

30 Definição do Modelo de Gestão e Governança Cronograma - Monitoramento Atividades / Semanas Local Equipes Monitoramento da Sistemática de Gestão Estratégica da CEPLAC (3 visitas de 8 horas) Monitoramento da Sistemática de Gestão Estratégica das Unidades Descentralizadas (2 visitas de 8 horas Preparação cada UD) e condução da 1ª Reunião de Análise Estratégica por Unidade Descentralizada (32 horas para cada UD) Unidade Descentralizada 1 Unidade Descentralizada 2 Unidade Descentralizada 3 Unidade Descentralizada 4 Unidade Descentralizada 5 Unidade Descentralizada 6 Etapa 2 - Acompanhamento Preparação e condução da 1ª Reunião de Análise Estratégica CEPLAC Brasília UDs UDs UDs Brasília Equipe Interna da UD Equipe Interna da UD Equipe Interna da UD + Equipe de Líderes da UD Equipe Interna da UD + Equipe de Líderes da UD Equipe Interna + Equipe de Líderes semanas 31

31 Primeiras Datas chave para o projeto CEPLAC Atividade Data sugerida Lançamento do projeto 01/03/2011 Início dos trabalhos 14/03/2011 Oficina 1 (Capacitação da equipe) 22 e 23/03/2011 Oficina 2 (Conferência de Busca) 31/03/2011 Pré-validações - Mapa Estratégico (Reuniões) 11/04 a 14/04/2011 Oficina 3 - Validação do Mapa Estratégico (Oficina 3) 19/04/2011 Pré-validações - Indicadores (Reuniões) 02/05 a 05/05/2011 Oficina 4 Validação de indicadores 10/05/2011 Workshop I Apresentação do plano estratégico 12/05 a 13/05/2011 Pré-validações Metas e Iniciativas 25/05 a 30/05/2011 Oficina 5 e 6 Validação Metas e Iniciativas 02/06/

32 A EXECUÇÃO DA ESTRATÉGIA É TAREFA DE TODOS! Obrigada! Ana Carolina Chaer Alameda Rio Negro, º andar Conj. 204 / 206 Alphaville Barueri, SP Tel.:

GESTAO DE RISCOS ESTRATEGICOS. Angra dos Reis, 17 a 20 de maio de 2012 14. CONGRESSO ANEFAC 2012

GESTAO DE RISCOS ESTRATEGICOS. Angra dos Reis, 17 a 20 de maio de 2012 14. CONGRESSO ANEFAC 2012 GESTAO DE RISCOS ESTRATEGICOS Angra dos Reis, 17 a 20 de maio de 2012 14. CONGRESSO ANEFAC 2012 Nosso Compromisso 2 + de 650 clientes no mundo em 13 setores A NOSSA DROGARIA DE CAXIAS LTDA, ABBOTT, ABN,

Leia mais

Empresas participantes do Programa Pró-equidade de Gênero e Raça 5ª edição

Empresas participantes do Programa Pró-equidade de Gênero e Raça 5ª edição Empresas participantes do Programa Pró-equidade de Gênero e Raça 5ª edição 1 AC Eletrobrás Distribuição Acre - Pública (Empresa de Economia Mista) 2 AL Eletrobrás Distribuição Alagoas Economia Mista 3

Leia mais

O QUE É O BALANCED SCORECARD

O QUE É O BALANCED SCORECARD O QUE É O BALANCED SCORECARD 1 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 I. O QUE É O BALANCED SCORECARD? 3 O QUE NÃO É O BSC 5 CONHECENDO O SIGNIFICADO DE ALGUMAS TERMINOLOGIAS 5 II. QUAL O OBJETIVO DO BSC? 6 POR QUE AS EMPRESAS

Leia mais

O que é o Balanced Scorecard Por David Kallás

O que é o Balanced Scorecard Por David Kallás O que é o Balanced Scorecard Por David Kallás BSC (Balanced Scorecard) é uma sigla que, traduzida, significa Indicadores Balanceados de Desempenho. Este é o nome de uma metodologia voltada à gestão estratégica

Leia mais

1 - Como definir o Balanced Scorecard (BSC)?

1 - Como definir o Balanced Scorecard (BSC)? 1 - Como definir o Balanced Scorecard (BSC)? Conceitualmente, o Balanced Scorecard, também conhecido como BSC, é um modelo de gestão que auxilia as organizações a traduzir a estratégia em objetivos operacionais

Leia mais

Empresas participantes da 6ª Edição do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça:

Empresas participantes da 6ª Edição do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça: Empresas participantes da 6ª Edição do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça: 1. AC Eletrobras Distribuição Acre 2. AL Eletrobras Distribuição Alagoas 3. AL Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

Empresas Certificadas

Empresas Certificadas Empresas Certificadas 2012 Amazonas Distribuidora de Energia Associação de Mantenedores e Beneficiários da Petros Associação Franciscana da Divina Providência Banco Bradesco S.A. Banco do Brasil S.A. Banco

Leia mais

Empresas Certificadas

Empresas Certificadas Empresas Certificadas 2013 Agência de Fomento do Estado do Rio de janeiro S.A. Amazonas Distribuidora de Energia Associação Balbina Fonseca Associação de Mantenedores e Beneficiários da Petros Banco da

Leia mais

Empresas Certificadas

Empresas Certificadas Empresas Certificadas 2014 2 Alianças Armazéns Gerais Afluente Geração de Energia Elétrica S.A. Agência de Fomento do Estado do Rio de janeiro S.A. Amazonas Distribuidora de Energia S.A. Associação de

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DE ALINHAR O MODELO DE GOVERNANÇA À ESTRATÉGIA. Copyright 2013 Symnetics Todos os direitos reservados

A IMPORTÂNCIA DE ALINHAR O MODELO DE GOVERNANÇA À ESTRATÉGIA. Copyright 2013 Symnetics Todos os direitos reservados A IMPORTÂNCIA DE ALINHAR O MODELO DE GOVERNANÇA À ESTRATÉGIA Copyright 2013 Symnetics Todos os direitos reservados Onde estamos Ao longo da nossa história, firmamos importantes parcerias internacionais,

Leia mais

ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO - Exercício 2004 - Fontes de financiamento dos investimentos, por empresa... Página 1 de 9

ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO - Exercício 2004 - Fontes de financiamento dos investimentos, por empresa... Página 1 de 9 Departamento de Coordenação e Controle das 22208 Centrais de Abastecimento de Minas Gerais S.A. 6.0.0.0.00.00 Recursos de Capital - Orçamento de Investimento 9.547 6.1.0.0.00.00 Recursos Próprios 9.547

Leia mais

LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS PARA 2007 ANEXO III RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA 2007

LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS PARA 2007 ANEXO III RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA 2007 LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS PARA 2007 ANEXO III RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA 2007 XIX - Orçamento de Investimento, indicando, por empresa, as fontes de financiamento,

Leia mais

Clique para editar o estilo do título mestre BSC. Mais do que uma ferramenta, um atalho para se alcançar a Visão de Futuro.

Clique para editar o estilo do título mestre BSC. Mais do que uma ferramenta, um atalho para se alcançar a Visão de Futuro. Clique para editar o estilo do título mestre BSC Mais do que uma ferramenta, um atalho para se alcançar a Visão de Futuro Outubro 2009 Como garantir a sustentabilidade dos resultados no curto e no longo

Leia mais

ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO DAS EMPRESAS ESTATAIS - 2006. Principais Grupos

ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO DAS EMPRESAS ESTATAIS - 2006. Principais Grupos Principais Grupos Empresas correntes 2003 2004 2005 2006 Realizado Realizado Realizado LOA Setor Produtivo Estatal 17.301 18.285 20.554 31.404 - Grupo PETROBRAS (No País) 13.839 14.960 16571 24.095 - Grupo

Leia mais

Programas de Gestão e Manutenção

Programas de Gestão e Manutenção LDO2015, Anexo I, Inciso XIV Programa: 0781 Infraestrutura de Instituições Financeiras Oficiais do Programa Constante da LOA: 2.742.392.868 25000 Ministério da Fazenda 3252 Instalação de Pontos de Atendimento

Leia mais

Estratégia nas cadeias

Estratégia nas cadeias Estratégia nas cadeias da demanda ao suprimento Assim como em um ecossistema, as cadeias de valor precisam explorar suas interdependências e potencialidades. Na teoria e na vida, FDC Conheça a Fundação

Leia mais

Melhores Práticas em Balanced Scorecard

Melhores Práticas em Balanced Scorecard Comunicações 254 MELHORES PRÁTICAS EM BALANCED SCORECARD Melhores Práticas em Balanced Scorecard Representante do BNDES: Paulo Cesar de Araujo Barcellos, administrador e gerente do Departamento de Estratégia

Leia mais

Unidade BH. Unidade SP. Campus Aloysio Faria. Centro Alfa - Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 - Nova Lima - MG - Brasil

Unidade BH. Unidade SP. Campus Aloysio Faria. Centro Alfa - Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 - Nova Lima - MG - Brasil Campus Aloysio Faria Centro Alfa - Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 - Nova Lima - MG - Brasil Unidade BH Rua Bernardo Guimarães, 3071 Santo Agostinho 30140-083 - Belo Horizonte

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA EMPREENDEDORA

GESTÃO ESTRATÉGICA EMPREENDEDORA GESTÃO ESTRATÉGICA EMPREENDEDORA Rogério Caiuby 40ª REUNIÃO DA QUALIDADE Porto Alegre, 09 de Outubro de 2006 Introdução Conteúdo Empreendedor Método e Processo Liderança A dificuldade de estabelecer um

Leia mais

Balanced Scorecard - BSC Indicadores de. Prof. Douglas Rocha, M.Eng.

Balanced Scorecard - BSC Indicadores de. Prof. Douglas Rocha, M.Eng. Balanced Scorecard - BSC Indicadores de Desempenho Prof. Douglas Rocha, M.Eng. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1. Estratégica 2. Definições de Visão Estratégica 3. Vantagem competitiva 4. Posicionamento Estratégico

Leia mais

Na teoria e na vida, FDC

Na teoria e na vida, FDC estratégia nas cadeias de valor: da demanda ao suprimento Na teoria e na vida, FDC Conheça a Fundação Dom Cabral UMA DAS VINTE MELHORES ESCOLAS DE NEGÓCIOS DO MUNDO. A Fundação Dom Cabral é um centro internacional

Leia mais

CONSIGNADO PÚBLICO ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO AGENCIA BRASILEIRA DE INTELIGÊNCIA ABIN AGENCIA NACIONAL DE ÁGUAS ANA AGENCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL

CONSIGNADO PÚBLICO ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO AGENCIA BRASILEIRA DE INTELIGÊNCIA ABIN AGENCIA NACIONAL DE ÁGUAS ANA AGENCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL CONSIGNADO PÚBLICO ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO AGENCIA BRASILEIRA DE INTELIGÊNCIA ABIN AGENCIA NACIONAL DE ÁGUAS ANA AGENCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL AGENCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA AGENCIA NACIONAL

Leia mais

Comunicação do Planejamento Estratégico CEPLAC

Comunicação do Planejamento Estratégico CEPLAC Comunicação do Planejamento Estratégico CEPLAC O que é o Balanced Scorecard BSC? 2 Ciclo da gestão da estratégia no setor público Ciclo da gestão da estratégia no setor público AGILIDADE E TRANSPARÊNCIA

Leia mais

"XI - custo médio por beneficiário, por unidade orçamentária, por órgão e por Poder, dos gastos com: a) assistência médica e odontológica;"

XI - custo médio por beneficiário, por unidade orçamentária, por órgão e por Poder, dos gastos com: a) assistência médica e odontológica; Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal ASSISTÊNCIA MÉDICA E ODONTOLÓGICA AOS SERVIDORES, EMPREGADOS E SEUS DEPENDENTES Lei nº 10.707, de 30 de julho de 2003, Inciso

Leia mais

Grandes empresas familiares brasileiras Uma análise da publicação VALOR 1000

Grandes empresas familiares brasileiras Uma análise da publicação VALOR 1000 Grandes empresas familiares brasileiras Uma análise da publicação VALOR 1000 VALOR 1000 é uma publicação anual do jornal Valor Econômico Copyright 2004 Prosperare SUMÁRIO EXECUTIVO INTRODUÇÃO PANORAMA

Leia mais

LUCCRA. Elcio Anibal de Lucca CRA SÃO PAULO SÃO PAULO - 10/08/2011

LUCCRA. Elcio Anibal de Lucca CRA SÃO PAULO SÃO PAULO - 10/08/2011 Excelência em Administração de Pessoas é Essencial para Resultados Elcio Anibal de Lucca Presidente da LUCCRA Lucro com Responsabilidade Presidente do Conselho Superior do MBC Movimento Brasil Competitivo.

Leia mais

2º Fórum Nacional de Benchmarking em Gerenciamento de Projetos. Apresentador: AMÉRICO PINTO, PMP COORDENADOR DO ESTUDO DE BENCHMARKING em GP BRASIL

2º Fórum Nacional de Benchmarking em Gerenciamento de Projetos. Apresentador: AMÉRICO PINTO, PMP COORDENADOR DO ESTUDO DE BENCHMARKING em GP BRASIL 2º Fórum Nacional de Benchmarking em Gerenciamento de Projetos Apresentador: AMÉRICO PINTO, PMP COORDENADOR DO ESTUDO DE BENCHMARKING em GP BRASIL HISTÓRICO EM 2003/2004 EM 2004/2005 EM 2005/2006 Lançamento

Leia mais

Na teoria e na vida, FDC

Na teoria e na vida, FDC P R O G R A M A D E C A PA C I TA Ç Ã O PARA RESULTADOS PCR G E S T ã o g e r a l Na teoria e na vida, FDC Conheça a Fundação Dom Cabral U m a d a s v i n t e m e l h o r e s e s c o l a s d e n e g ó

Leia mais

Importância do Planejamento Estratégico e da Gestão da Estratégia. Seung Hyun Lee

Importância do Planejamento Estratégico e da Gestão da Estratégia. Seung Hyun Lee Importância do Planejamento Estratégico e da Gestão da Estratégia Seung Hyun Lee São Paulo, 23 de setembro de 2010 O novo CFO (EXAME) VISÃO ESTRATÉGICA: No mercado globalizado, cada vez mais competitivo,

Leia mais

Objetivos do Pacto Global da ONU

Objetivos do Pacto Global da ONU nossa missão global Objetivos do Pacto Global da ONU A maior iniciativa voluntária do mundo para a responsabilidade corporativa está presente em 145 países com mais de 8 mil participantes corporativos.

Leia mais

28/03/2014 a 27/03/2015 28/03/2015 a 27/03/2016. 24/07/2014 a 23/07/2015 24/07/2014 a 23/07/2015. 17/03/2011 a 16/03/2012 17/03/2015 a 17/03/2016

28/03/2014 a 27/03/2015 28/03/2015 a 27/03/2016. 24/07/2014 a 23/07/2015 24/07/2014 a 23/07/2015. 17/03/2011 a 16/03/2012 17/03/2015 a 17/03/2016 C O N T R A T O S DE I N T E G R A N T E S DO S I C O M COM A G Ê N C I A S DE P R O P A G A N D A 15.000.000,00 AGÊNCIA NACIONAL DE CINEMA - ANCINE DDB Brasil Publicidade Ltda 27/12/2013 a 26/12/2014

Leia mais

IV Reunião das Administradoras de ZPE. Brasília, 15 de abril de 2015

IV Reunião das Administradoras de ZPE. Brasília, 15 de abril de 2015 IV Reunião das Administradoras de ZPE Brasília, 15 de abril de 2015 I. Atuação da RENAI Roteiro: II. Possibilidades de parceria RENAI - ZPEs Parte I RENAI O que é a RENAI? Rede Nacional de Informações

Leia mais

Na teoria e na vida, FDC

Na teoria e na vida, FDC GESTÃO ESTRATÉGICA DA CADEIA DE SUPRIMENTOS P r o g r a m a i n t e r n a c i o n a l Na teoria e na vida, FDC Conheça a Fundação Dom Cabral U m a d a s v i n t e m e l h o r e s e s c o l a s d e n e

Leia mais

Entrevista Como é o trabalho desenvolvido pelo Departamento? Quantos Fóruns Permanentes de Micro e Pequenas empresas existem hoje?

Entrevista Como é o trabalho desenvolvido pelo Departamento? Quantos Fóruns Permanentes de Micro e Pequenas empresas existem hoje? Entrevista A diretora do Departamento de Micro, Pequenas e Médias Empresas do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Cândida Cervieri, foi entrevistada pelo Informativo RENAPI.

Leia mais

ANEXO DEMONSTRATIVO SINTÉTICO DO PROGRAMA DE DISPÊNDIOS GLOBAIS DAS EMPRESAS ESTATAIS. Empresas do Setor Produtivo. Empresas do Setor Financeiro

ANEXO DEMONSTRATIVO SINTÉTICO DO PROGRAMA DE DISPÊNDIOS GLOBAIS DAS EMPRESAS ESTATAIS. Empresas do Setor Produtivo. Empresas do Setor Financeiro ANEXO DEMONSTRATIVO SINTÉTICO DO PROGRAMA DE DISPÊNDIOS GLOBAIS DAS EMPRESAS ESTATAIS Empresas do Setor Produtivo Empresas do Setor Financeiro EMPRESA DO SETOR PRODUTIVO DEMONSTRATIVO SINTÉTICO DO PROGRAMA

Leia mais

Fronteiras em Gestão Pública: criação de valor, tendências e perspectivas.

Fronteiras em Gestão Pública: criação de valor, tendências e perspectivas. Fronteiras em Gestão Pública: criação de valor, tendências e perspectivas. Campus Aloysio Faria Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 - Nova Lima - MG - Brasil Unidade BH Rua

Leia mais

O Balanced Scorecard BSC e a gestão do desempenho estratégico nas organizações do terceiro setor.

O Balanced Scorecard BSC e a gestão do desempenho estratégico nas organizações do terceiro setor. 1 São Paulo, 06 de junho do 2003 O Balanced Scorecard BSC e a gestão do desempenho estratégico nas organizações do terceiro setor. Peter Drucker (2001 p.67), fez a seguinte afirmação ao se referir ao terceiro

Leia mais

PROGRAMA: 0553 - Atuação Legislativa da Câmara dos Deputados. PROGRAMA: 0551 - Atuação Legislativa do Senado Federal

PROGRAMA: 0553 - Atuação Legislativa da Câmara dos Deputados. PROGRAMA: 0551 - Atuação Legislativa do Senado Federal PROGRAMA: 0553 - Atuação Legislativa da Câmara dos Deputados 3.172.280 9.772.013 Despesas Correntes 2.964.653 9.031.347 Despesas de Capital 207.627 740.666 3.172.280 12.944.292 9.772.013 PROGRAMA: 0551

Leia mais

Anexo II - Programas de Gestão, Manutenção e Serviços ao Estado

Anexo II - Programas de Gestão, Manutenção e Serviços ao Estado Anexo II - Programas de Gestão, Manutenção e Serviços ao Estado PROGRAMA: 0553 - Atuação Legislativa da Câmara dos Deputados 3.185.780 9.806.513 Despesas Correntes 2.978.153 9.065.847 Despesas de Capital

Leia mais

Responsabilidade Social x Cidadania Empresarial - Conquistando o Desenvolvimento Sustentado

Responsabilidade Social x Cidadania Empresarial - Conquistando o Desenvolvimento Sustentado Responsabilidade Social x Cidadania Empresarial - Conquistando o Desenvolvimento Sustentado 44ª Reunião da Qualidade RS Porto Alegre, 02 de Outubro de 2008 Elcio Anibal de Lucca - Pres. de Assuntos Corporativos

Leia mais

Pesquisa Nacional Práticas e Resultados da Educação Corporativa 2009

Pesquisa Nacional Práticas e Resultados da Educação Corporativa 2009 Pesquisa Nacional Práticas e Resultados da Educação Corporativa 2009 Apresentação dos Resultados 27 de Novembro de 2009 Pesquisa Nacional Práticas e Resultados da Educação Corporativa 2009 Realização:

Leia mais

Marcus Gregório Serrano

Marcus Gregório Serrano Marcus Gregório Serrano Presidente marcus.gregorio@pmies.org.br presidencia@pmies.org.br Consultor e professor. Graduado em Sistemas de Informação, é especialista em Gerenciamento de Projetos e certificado

Leia mais

Módulo 2. Origem do BSC, desdobramento do BSC, estrutura e processo de criação do BSC, gestão estratégica e exercícios

Módulo 2. Origem do BSC, desdobramento do BSC, estrutura e processo de criação do BSC, gestão estratégica e exercícios Módulo 2 Origem do BSC, desdobramento do BSC, estrutura e processo de criação do BSC, gestão estratégica e exercícios Origem do BSC Cenário Competitivos CONCORRENTE A CONCORRENTE C VISÃO DE FUTURO ESTRATÉGIA

Leia mais

SIAGRI SISTEMAS Esclarecimentos SPED Contábil

SIAGRI SISTEMAS Esclarecimentos SPED Contábil SIAGRI SISTEMAS Esclarecimentos SPED Contábil O que é SPED? Sistema Público de Escrituração Digital É um projeto de âmbito NACIONAL sendo gerenciado pela RECEITA FEDERAL, tem como objetivo a uniformização

Leia mais

Inovação Tecnológica e Transferência de Tecnologia SENAI-BA / CIMATEC

Inovação Tecnológica e Transferência de Tecnologia SENAI-BA / CIMATEC Núcleo de Inovação Tecnológica - NIT Inovação Tecnológica e Transferência de Tecnologia SENAI-BA / CIMATEC Profª. Maria do Carmo Oliveira Ribeiro, MSc. Coord. Núcleo de Inovação Tecnológica NIT SENAI-BA

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 Líderes : Autores do Futuro Ser líder de um movimento de transformação organizacional é um projeto pessoal. Cada um de nós pode escolher ser... Espectador,

Leia mais

News Release. PwC, a mais admirada no Brasil pelo 7º ano consecutivo

News Release. PwC, a mais admirada no Brasil pelo 7º ano consecutivo News Release PricewaterhouseCoopers Brasil Avenida Francisco Matarazzo, 1400 Torre Torino - São Paulo - SP Tel. 55 11 3674 2000 FaX. 55 11 3674 2077 PwC, a mais admirada no Brasil pelo 7º ano consecutivo

Leia mais

A agenda de inovação das micro e pequenas empresas e o desenvolvimento da cadeia de fornecedores

A agenda de inovação das micro e pequenas empresas e o desenvolvimento da cadeia de fornecedores A agenda de inovação das micro e pequenas empresas e o desenvolvimento da cadeia de fornecedores Reunião da Mobilização Empresarial pela Inovação São Paulo 05.11.2010 Micro e Pequenas Empresas no Brasil

Leia mais

PARCEIROS E APOIADORES DO GVCES EM 2013

PARCEIROS E APOIADORES DO GVCES EM 2013 PARCEIROS E APOIADORES DO GVCES EM 2013 Abril Comunicações S.A. Acumuladores Moura S.A. AES Brasil Alcoa Alumínio S.A. Alphaville Urbanismo S.A. Amil Assistência Médica Internacional Anglo American B2W

Leia mais

COACHING NO PLANEJAMENTO E ACOMPANHAMENTO DE PROJETOS

COACHING NO PLANEJAMENTO E ACOMPANHAMENTO DE PROJETOS COACHING NO PLANEJAMENTO E ACOMPANHAMENTO DE PROJETOS Esta consultoria consiste no apoio aos gerentes de projeto no planejamento e acompanhamento de projetos, onde a própria equipe do projeto elabora os

Leia mais

3ª Pesquisa Nacional Práticas e Resultados da Educação Corporativa. Alguns resultados de destaque

3ª Pesquisa Nacional Práticas e Resultados da Educação Corporativa. Alguns resultados de destaque "O que estamos ensinando atualmente nas universidades brasileiras e as atuais e futuras necessidades do mercado de trabalho: compare e contraste, visando as implicações para a EaD" Marisa Eboli - FIA Bom

Leia mais

Na teoria e na vida, FDC

Na teoria e na vida, FDC C T E C E N T R O D E T E C N O L O G I A E M P R E S A R I A L C T E C o o p e r a ç ã o e n t r e e m p r e s a s d e g r a n d e p o r t e Na teoria e na vida, FDC AF - 05-006 - CTE02 R.indd 2 7/10/07

Leia mais

Como tudo começou...

Como tudo começou... Gestão Estratégica 7 Implementação da Estratégica - BSC Prof. Dr. Marco Antonio Pereira pereira@marco.eng.br Como tudo começou... 1982 In Search of Excellence (Vencendo a Crise) vendeu 1.000.000 de livros

Leia mais

Empresa vencedora (nível nacional) - CIA Telefônica Brasil Central de Itumbiara (CTBC TELECOM/GO) 1997 Prêmio Sesi de Qualidade no Trabalho

Empresa vencedora (nível nacional) - CIA Telefônica Brasil Central de Itumbiara (CTBC TELECOM/GO) 1997 Prêmio Sesi de Qualidade no Trabalho PRÊMIO SESI DE QUALIDADE NO TRABALHO 1996 Prêmio Sesi de Qualidade no Trabalho Empresa vencedora (nível nacional) - CIA Telefônica Brasil Central de Itumbiara (CTBC TELECOM/GO) 1997 Prêmio Sesi de Qualidade

Leia mais

Entendemos Pernambuco.

Entendemos Pernambuco. Entendemos Pernambuco. SUMÁRIO A Empresa... 3 Produtos e Serviços... 4 Unidades Estratégicas... 7 Clientes... 8 Principais Trabalhos Realizados... 9 Equipe... 10 Outras Informações em Anexo... 11 Página

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DO MAPA

GESTÃO ESTRATÉGICA DO MAPA GESTÃO ESTRATÉGICA DO MAPA Apresentação Geral Brasília, Setembro de 2006 1 AGENDA ORIGEM E OBJETIVOS DA GESTÃO ESTRATÉGICA NO MAPA PARTICIPANTES DO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO FASES E CRONOGRAMA DO PROJETO

Leia mais

Empresa Setor Avaliação

Empresa Setor Avaliação Empresa Setor Avaliação São Martinho Açúcar e Alcool Bom Minerva Alimentos / Abatedouros Bom JBS Alimentos / Abatedouros Bom BRF Foods Alimentos / Abatedouros Bom M. Diasbranco Alimentos / Massas e Farináceos

Leia mais

Balanced Scorecard. Resumo Metodológico

Balanced Scorecard. Resumo Metodológico Balanced Scorecard Resumo Metodológico Estratégia nunca foi foi tão tão importante Business Week Week Entretanto... Menos de de 10% 10% das das estratégias efetivamente formuladas são são eficientemente

Leia mais

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA Inovação é o que distingue um líder de um seguidor. Steven Paul Jobs Grandes ideias mudam o mundo. Missão

Leia mais

Demonstrativo das Receitas Diretamente Arrecadadas por Órgão/Unidade Orçamentária

Demonstrativo das Receitas Diretamente Arrecadadas por Órgão/Unidade Orçamentária Demonstrativo das Receitas Diretamente Arrecadadas por Órgão/Unidade Orçamentária 01. 000 Câmara dos Deputados 1.462.885 1.388.134 74.751 01. 901 Fundo Rotativo da Câmara dos Deputados 1.462.885 1.388.134

Leia mais

MELHORIA DO PROCESSO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS

MELHORIA DO PROCESSO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MELHORIA DO PROCESSO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS 1 - CONSIDERAÇÕES BÁSICAS A Beware possui diversos serviços que são customizados de acordo com a necessidade do cliente. O fundamental é que a melhoria

Leia mais

Date 5 may 2015. SISTEMA S - Brasil. Dionisio Parise. SENAI Departamento Regional do Parana

Date 5 may 2015. SISTEMA S - Brasil. Dionisio Parise. SENAI Departamento Regional do Parana Date 5 may 2015 SISTEMA S - Brasil Dionisio Parise SENAI Departamento Regional do Parana AGRICULTURA INDÚSTRIA COMÉRCIO SISTEMA S EMPREENDEDORISMO COOPERATIVISMO TRANSPORTE CNA Confederação da Agricultura

Leia mais

João José Ferreira Forni Palestras e Debates Participação como palestrante ou debatedor nos seguintes eventos:

João José Ferreira Forni Palestras e Debates Participação como palestrante ou debatedor nos seguintes eventos: João José Ferreira Forni Palestras e Debates Participação como palestrante ou debatedor nos seguintes eventos: 1997/1998 1. O relacionamento institucional da imprensa. - Palestra para Gerentes e executivos

Leia mais

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo INTRODUÇÃO O Balanced Scorecard (BSC) é uma metodologia desenvolvida para traduzir, em termos operacionais, a Visão e a Estratégia das organizações

Leia mais

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013 Atuação das Instituições GTP- APL Sebrae Brasília, 04 de dezembro de 2013 Unidade Central 27 Unidades Estaduais 613 Pontos de Atendimento 6.554 Empregados 9.864 Consultores credenciados 2.000 Parcerias

Leia mais

Polícia Rodoviária Federal concurso de 2009 Fazenda Cultura, Ministério da Integração Nacional Planejamento Ministério da Educação

Polícia Rodoviária Federal concurso de 2009 Fazenda Cultura, Ministério da Integração Nacional Planejamento Ministério da Educação A Polícia Rodoviária Federal teve autorização da presidente Dilma Rousseff para contratar 1.500 policiais rodoviários em 2012. Desse total, 750 serão preenchidas doconcurso de 2009 que ficou parado dois

Leia mais

QUEM SOMOS. EXPERIÊNCIA Forte atuação no. mercado da construção civil. Durante 27 anos, elaborando e executando diferentes tipos de projetos e obras

QUEM SOMOS. EXPERIÊNCIA Forte atuação no. mercado da construção civil. Durante 27 anos, elaborando e executando diferentes tipos de projetos e obras QUEM SOMOS 2014 2008 EXPERIÊNCIA Forte atuação no 1987 Fundado o Grupo Ofício, com a empresa 2000 Passamos a focar nossas atividades na arquitetura corporativa, sempre nos atualizando e propondo soluções

Leia mais

Plano Plurianual DESENVOLVIMENTO, PRODUTIVIDADE E INCLUSÃO SOCIAL ANEXO II

Plano Plurianual DESENVOLVIMENTO, PRODUTIVIDADE E INCLUSÃO SOCIAL ANEXO II Plano Plurianual 216 219 DESENVOLVIMENTO, PRODUTIVIDADE E INCLUSÃO SOCIAL ANEXO II PROGRAMA: 21 - Aprimoramento do Ministério Público Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social 82.71 268.863 Despesas Correntes

Leia mais

Conteúdo. 1 Institucional 03. 2 Nossos Serviços 07. 3 Atuação 10. 4 Credenciais 14. 5 Equipe 22

Conteúdo. 1 Institucional 03. 2 Nossos Serviços 07. 3 Atuação 10. 4 Credenciais 14. 5 Equipe 22 Conteúdo 1 Institucional 03 2 Nossos Serviços 07 3 Atuação 10 4 Credenciais 14 5 Equipe 22 2 1. Institucional Institucional Somos uma consultoria com foco em finanças corporativas. Temos soluções às decisões

Leia mais

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr Imagem: Santa Casa de Santos fundada em 1543 Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr ópicos Filantró Hospitais e Entidades Filantrópicas - CMB Objetivos do Projeto Governança Metodologia Seleção

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA PROJETOS DE EXPORTAÇÃO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA PROJETOS DE EXPORTAÇÃO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA PROJETOS DE EXPORTAÇÃO PORTFOLIO NEOCOM TECNOLOGIA Desenvolvimento de soluções tecnológicas customizadas Sistema de gestão de ativos, que controla indicadores financeiros

Leia mais

AMPLA ENERGIA E SERVIÇOS S/A CNPJ = 33.050.07110001-58

AMPLA ENERGIA E SERVIÇOS S/A CNPJ = 33.050.07110001-58 INSTITUIÇÃO AMPLA ENERGIA E SERVIÇOS S/A CNPJ = 33.050.07110001-58 ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE SÃO PAULO CNPJ = 60.524.550/0001-31 BANCO CITICARD S/A (antigo CREDICARD BANCO S/A) CNPJ = 34.098.442/0001-34

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional ROTEIRO PPT DICA: TREINE ANTES O DISCURSO E AS PASSAGENS PARA QUE A APRESENTAÇÃO FIQUE BEM FLUIDA E VOCÊ, SEGURO COM O TEMA E COM A FERRAMENTA. Para acessar cada uma das telas,

Leia mais

Soluções em Tecnologia da Informação

Soluções em Tecnologia da Informação Soluções em Tecnologia da Informação Curitiba Paraná Salvador Bahia A DTS Sistemas é uma empresa familiar de Tecnologia da Informação, fundada em 1995, especializada no desenvolvimento de soluções empresariais.

Leia mais

PROJETO UTILIZANDO QLIKVIEW PARA ESTUDO / SIMULAÇÃO DE INDICADORES

PROJETO UTILIZANDO QLIKVIEW PARA ESTUDO / SIMULAÇÃO DE INDICADORES PROJETO UTILIZANDO QLIKVIEW PARA ESTUDO / SIMULAÇÃO DE INDICADORES Fábio S. de Oliveira 1 Daniel Murara Barcia 2 RESUMO Gerenciar informações tem um sido um grande desafio para as empresas diante da competitividade

Leia mais

Luciana da Silva Teixeira Consultora Legislativa da Área IX Política e Planejamento Econômicos, Desenvolvimento Econômico, Economia Internacional

Luciana da Silva Teixeira Consultora Legislativa da Área IX Política e Planejamento Econômicos, Desenvolvimento Econômico, Economia Internacional Luciana da Silva Teixeira Consultora Legislativa da Área IX Política e Planejamento Econômicos, Desenvolvimento Econômico, Economia Internacional Câmara dos Deputados Praça 3 Poderes Consultoria Legislativa

Leia mais

O que é Balanced Scorecard?

O que é Balanced Scorecard? O que é Balanced Scorecard? A evolução do BSC de um sistema de indicadores para um modelo de gestão estratégica Fábio Fontanela Moreira Luiz Gustavo M. Sedrani Roberto de Campos Lima O que é Balanced Scorecard?

Leia mais

Aspectos e Impactos de Responsabilidade Social

Aspectos e Impactos de Responsabilidade Social Aspectos e Impactos de Responsabilidade Social Redes sociais O que está impulsionando as empresas www.propagandasustentavel.com.br O que está impulsionando as empresas Rentabilidade: O ISE tem por objetivo

Leia mais

BANCO ITAÚ AGÊNCIA 0911 CONTA 03927-9 BANCO DO BRASIL AGÊNCIA 3070-8 CONTA 343-3 AMPLA ENERGIA E SERVIÇOS S/A CNPJ = 33.050.

BANCO ITAÚ AGÊNCIA 0911 CONTA 03927-9 BANCO DO BRASIL AGÊNCIA 3070-8 CONTA 343-3 AMPLA ENERGIA E SERVIÇOS S/A CNPJ = 33.050. AMPLA ENERGIA E SERVIÇOS S/A CNPJ = 33.050.07110001-58 CASAS BAHIA CNPJ = 59.291.534/0001-67 CDL RIO CLUBE DOS DIRETORES LOJISTAS CLARO S/A (Sucessora de ATL ALGAR TELECOM LESTE S/A e BCP S/A) CNPJ = 40.432.544/0001-47

Leia mais

gestão avançada de projetos Presença nacional, reconhecimento mundial.

gestão avançada de projetos Presença nacional, reconhecimento mundial. gestão avançada de projetos Presença nacional, reconhecimento mundial. Conheça a Fundação Dom Cabral Uma das melhores escolas de negócios do mundo, pelo ranking de educação executiva do Financial Times

Leia mais

PERFIL DAS EMPRESAS APOIADAS PELO PROGRAMA DE SUBVENÇÃO ECONÔMICA 2006 A 2009

PERFIL DAS EMPRESAS APOIADAS PELO PROGRAMA DE SUBVENÇÃO ECONÔMICA 2006 A 2009 2011 Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) Diretoria de Inovação (DRIN) Departamento de Acompanhamento (DAC) PERFIL DAS EMPRESAS APOIADAS PELO PROGRAMA DE SUBVENÇÃO ECONÔMICA 2006 A 2009 Janeiro/2011

Leia mais

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S 1 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS TOMADA DE PREÇOS N 01/2010 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 2 ÍNDICE 1. OBJETIVO...3 2. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA...3 3. CONTEXTO...4

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO IN COMPANY E EM CONSÓRCIO

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO IN COMPANY E EM CONSÓRCIO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO IN COMPANY E EM CONSÓRCIO 2009 Na teoria e na vida, FDC Conheça a Fundação Dom Cabral A 16 a NO RANKING DE MELHORES ESCOLAS DE NEGÓCIOS DO MUNDO.* A Fundação Dom Cabral é um centro

Leia mais

BSC Funciona: Novo método para planejamento de empresas incubadas

BSC Funciona: Novo método para planejamento de empresas incubadas BSC Funciona: Novo método para planejamento de empresas incubadas Maria Clara Fonteque Scacchetti 1 Aparecido Rudnick 2 Washington Fernando Silva 3 Lucia Braga Sousa 4 Resumo: Este artigo tem o objetivo

Leia mais

Remuneração Variável. Câmara Suíça. 15 de Junho de 2004

Remuneração Variável. Câmara Suíça. 15 de Junho de 2004 Remuneração Variável Câmara Suíça 15 de Junho de 2004 Agenda Hay Group Remuneração Estratégica Remuneração Variável Práticas no Mercado Clareza organizacional Capacitação de pessoas Comprometimento dos

Leia mais

BANCO ITAÚ AGÊNCIA 0911 CONTA 03927-9 BANCO DO BRASIL AGÊNCIA 3070-8 CONTA 343-3 AMPLA ENERGIA E SERVIÇOS S/A CNPJ = 33.050.

BANCO ITAÚ AGÊNCIA 0911 CONTA 03927-9 BANCO DO BRASIL AGÊNCIA 3070-8 CONTA 343-3 AMPLA ENERGIA E SERVIÇOS S/A CNPJ = 33.050. AMPLA ENERGIA E SERVIÇOS S/A CNPJ = 33.050.07110001-58 CASAS BAHIA CNPJ = 59.291.534/0001-67 CDL RIO CLUBE DOS DIRETORES LOJISTAS CLARO S/A (Sucessora de ATL ALGAR TELECOM LESTE S/A e BCP S/A) CNPJ = 40.432.544/0001-47

Leia mais

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr Imagem: Santa Casa de Santos fundada em 1543 Atualização: 26/outubro Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr ópicos Filantró Hospitais e Entidades Filantrópicas - CMB Objetivos do Projeto Governança

Leia mais

Campus Aloysio Faria. Campus BH. Campus SP. Campus RJ. Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil

Campus Aloysio Faria. Campus BH. Campus SP. Campus RJ. Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil Campus Aloysio Faria Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil Campus BH Rua Bernardo Guimarães, 3.071 Santo Agostinho 30140-083 Belo Horizonte MG Brasil Campus

Leia mais

46ª 47ª 81ª 82ª 83ª 48ª 49ª

46ª 47ª 81ª 82ª 83ª 48ª 49ª Extraordinárias do Conselho Nacional do Meio Ambiente CONAMA realizadas nos exercícios 2006 e 2007 2006 2007 46ª Reunião Extraordinária do CONAMA, 21 e 22/02/2006 85ª Reunião Ordinária do CONAMA, 25 e

Leia mais

POR QUE EXPOR NESTE EVENTO? VEJA ALGUNS MOTIVOS

POR QUE EXPOR NESTE EVENTO? VEJA ALGUNS MOTIVOS Apresentação A ISA Expo Campinas é evento técnico voltado à exposição de tecnologias em automação, instrumentação, elétrica e eletrônica, sistemas e controle de processos e equipamentos industriais. O

Leia mais

PRÊMIO GLP DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA. *Edição 2013*

PRÊMIO GLP DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA. *Edição 2013* PRÊMIO GLP DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA *Edição 2013* Participante: Cia Ultragaz S.A. Categoria: Infraestrutura Título Ultragaz na busca da excelência da Gestão Ultragaz na Busca da Excelência da Gestão Uma

Leia mais

Comunidades preparadas e comprometidas com a superação de seus desafios.

Comunidades preparadas e comprometidas com a superação de seus desafios. Apresentação O Instituto Camargo Corrêa, criado em dezembro de 2000 para orientar o investimento social privado das empresas do Grupo Camargo Corrêa, é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público

Leia mais

Digitalização pode impulsionar competitividade brasileira, segundo estudo feito pela Siemens e pela Fundação Dom Cabral

Digitalização pode impulsionar competitividade brasileira, segundo estudo feito pela Siemens e pela Fundação Dom Cabral Imprensa São Paulo, 16 de junho de 2015 Digitalização pode impulsionar competitividade brasileira, segundo estudo feito pela Siemens e pela Fundação Dom Cabral O estudo foi baseado em uma pesquisa realizada

Leia mais

Oficina de Trabalho do Plano Brasil Maior no Paraná. Laura Gandolfo Analista de Comércio Exterior. Curitiba, 9 de abril de 2014

Oficina de Trabalho do Plano Brasil Maior no Paraná. Laura Gandolfo Analista de Comércio Exterior. Curitiba, 9 de abril de 2014 Oficina de Trabalho do Plano Brasil Maior no Paraná Laura Gandolfo Analista de Comércio Exterior Curitiba, 9 de abril de 2014 O que é a RENAI? Rede Nacional de Informações sobre o Investimento Coordenação:

Leia mais

TECNOLOGIA E INOVAÇÃO NO SISTEMA ELETROBRÁS

TECNOLOGIA E INOVAÇÃO NO SISTEMA ELETROBRÁS TECNOLOGIA E INOVAÇÃO NO SISTEMA ELETROBRÁS Ubirajara Rocha Meira Diretor de Tecnologia 12ª Feira Internacional da Indústria Elétrica e Eletrônica Belo Horizonte MG 19-22 AGOSTO 2008 Sumário O Sistema

Leia mais

PRODUÇÃO GESSO NO BRASIL de 1999 a 2006 em 10 3 ton. Ano 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006. Gesso 960 1.080 1.240 1.400 1.680 1.920 2.123 2.

PRODUÇÃO GESSO NO BRASIL de 1999 a 2006 em 10 3 ton. Ano 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006. Gesso 960 1.080 1.240 1.400 1.680 1.920 2.123 2. PRODUÇÃO GESSO NO BRASIL de 1999 a 2006 em 10 3 ton. Ano 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 Gesso 960 1.080 1.240 1.400 1.680 1.920 2.123 2.130 Premoldado 396 420 480 590 730 782 928 1.120 Acartonado**

Leia mais

Sustentabilidade no Setor Sucroenergético

Sustentabilidade no Setor Sucroenergético Sustentabilidade no Setor Sucroenergético Maria Luiza Barbosa Gerente Responsabilidade Social Corporativa Piracicaba 14 de junho de 2011 Sustentabilidade Atendimento das necessidades das gerações atuais,

Leia mais

Programa Tear. Objetivo: Propósito: Sustentabilidade. Competitividade

Programa Tear. Objetivo: Propósito: Sustentabilidade. Competitividade Programa Tear Objetivo: Competitividade & Sustentabilidade Propósito: Implementação da RSE em PMEs da cadeia de valor de empresas estratégicas em 07 setores da economia Parceiros Parceiros do projeto:

Leia mais

Gestão Estratégica. BSC: As 4 perspectivas de valor Metáfora da Árvore

Gestão Estratégica. BSC: As 4 perspectivas de valor Metáfora da Árvore Gestão Estratégica 8 Mapas Estratégicos Prof. Dr. Marco Antonio Pereira marcopereira@usp.br BSC: As 4 perspectivas de valor Metáfora da Árvore Financeira Cliente Processos Internos Colaboradores 1 BSC:

Leia mais

Fatores para a mudança em direção à sustentabilidade

Fatores para a mudança em direção à sustentabilidade Mudanças Climáticas - Caminhos e Soluções Fatores para a mudança em direção à sustentabilidade ECOLATINA - 2007 Breve histórico: 1972: Conferência sobre Meio Ambiente ONU / Estocolmo 1980: Superfund -

Leia mais