Portugal tem excesso de dentistas e "mais de dois milhões de desdentados"

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Portugal tem excesso de dentistas e "mais de dois milhões de desdentados""

Transcrição

1 EDIÇÃO PDF Terça-feira, Edição às 08h30 Directora Graça Franco Editor Raul Santos Portugal tem excesso de dentistas e "mais de dois milhões de desdentados" Como pode Portugal ser afectado pela turbulência nas bolsas? Merkel: Violência contra refugiados é "repulsiva" e "vergonhosa" Encontro com Papa "motivou muito" o novo bispo de Setúbal Heloísa Apolónia substitui Jerónimo de Sousa no debate com Portas Autarquias negam descargas poluentes no rio Paiva Legislativas. Quanto vão gastar os partidos? Associações da GNR convocam protestos e "greve" à multa Pneus usados. Um barato que pode sair muito caro Quem decide venda da TAP? Bruxelas "out", avança a Autoridade da Concorrência

2 Terça-feira, Portugal tem excesso de dentistas e "mais de dois milhões de desdentados" Contradição é apontada pela Ordem dos Médicos Dentistas. Foto: DR Por Ana Carrilho Portugal forma dentistas em excesso, mas tem cuidados de saúde orais terceiro-mundistas e mais de dois milhões de desdentados, alerta o bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), Orlando Monteiro da Silva, em declarações à Renascença. Em 2014, o número de dentistas com actividade na Ordem era de 8.543, mais 396 (4,9%) em relação ao ano anterior, de acordo com um relatório da OMD. Daqui a três anos Portugal poderá ter mais de 10 mil dentistas, um número muito superior às necessidades e à média europeia. Nas sete faculdades de Medicina Dentária quase tantas como as de Medicina Geral há uma média anual de três mil alunos e todos os anos entram 500 a 600. Quando acabam o curso, muitos deles não têm emprego e têm que correr por várias clínicas num esquema de subemprego ou emigram, diz o bastonário. Estamos entre os seis países da Europa com maior número de médicos dentistas por habitante. Enquanto o recomendado é cerca de um médico dentista por dois mil habitantes para a Europa Ocidental, nós temos pouco mais de um médico dentista por mil. Nós aqui estamos a dar conta de um problema de formação excessiva de médicos dentistas que têm como saída profissional ou o subemprego ou a emigração, afirma Orlando Monteiro da Silva. Defende que há duas alternativas: deixar tudo como está e condenar os futuros dentistas a emigrar ou o Estado e as faculdades colocam regras no acesso dos alunos à Medicina Dentária. Apesar do número de dentistas, o bastonário sublinha que a generalidade da população não tem acesso a cuidados de saúde oral, no âmbito do Serviço Nacional de Saúde (SNS). É terceiro-mundista que Portugal seja um dos poucos países da Europa, e os outros são países de Leste com situações similares à nossa, onde grande parte da população ou não tem dinheiro ou não tem direito a funeral e a Medicina Dentária, lamenta Orlando Monteiro da Silva. A OMD tem tentado mobilizar os governos para o problema, o cheque-dentista foi uma medida positiva, mas só chega a grupos especiais da população, sublinha. A generalidade não tem acesso nem ajuda, nem quando se dirigem a um hospital ou um centro de saúde para resolver um problema de saúde oral, não tem qualquer tipo de resposta e isso tem que ser alterado, diz o bastonário. Considera ainda que um dos passos para se resolver este problema é apagar a ideia de que a saúde oral é uma espécie de um luxo, que é uma questão meramente estética. Qual é o custo de não intervir? Qual é o custo para a sociedade de ter mais de dois milhões de desdentados como existe em Portugal? Qual é o custo para a sociedade de ter bocas que não são tratadas a causar agravamentos de patologias e de problemas em cirurgias quando as pessoas são submetidas a uma cirurgia hospitalar, problemas de auto-estima, de mastigar mal os alimentos com todas as repercussões que isso tem no organismo? Custo em termos sociais? Quais são esses custos?, pergunta o bastonário. A OMD tem inscritos médicos dentistas de 39 nacionalidades. O Brasil é o país com mais médicos a exercer em Portugal, com Itália Espanha e Alemanha de seguida no ranking.

3 Terça-feira, Encontro com Papa "motivou muito" o novo bispo de Setúbal Em entrevista à Renascença, D. José Ornelas elege desempregados e imigrantes como "fundamentais" na sua missão e diz que irá manter a tradição de empenhamento social dos bispos e das instituições da diocese. Foto: DR Por Eunice Lourenço Já está marcada para 25 de Outubro a ordenação e posse do novo bispo de Setúbal. A nomeação de D. José Ornelas, que até Junho deste ano foi superior geral dos padres dehonianos, foi divulgada esta segunda-feira. Mas foi já em Junho, na véspera do S. João, que o padre Ornelas teve conhecimento da escolha. Como estava mandatado pela sua congregação para ir para África, escreveu ao Papa. De imediato, Francisco respondeu-lhe e marcou um encontro. Pediu-lhe que fosse como missionário, mas para Setúbal. "Foi um encontro, como é sempre um encontro com o Papa Francisco, cheio de motivação e calor humano e do calor de fé e do Evangelho que ele transmite", recorda, à Renascença. A "igreja de Setúbal" passou a "ocupar um lugar central" no "coração" de José Ornelas. "Foi um encontro que me motivou muito para, em comunhão com a Igreja, procurar servir esta diocese e o seu povo, dando-lhe o melhor que posso", diz o novo bispo. D. José Ornelas já enviou uma mensagem à diocese de Setúbal em que se dirige de forma especial aos desempregados, aos idosos e aos imigrantes. "Olhando para a história da diocese e para o empenhamento, não só dos bispos, mas também das organizações diocesanas, parece-me que isso está bem no coração da diocese e isso enche-me de alegria e de esperança, porque significa que não nos resignamos às dificuldades que sente a diocese, a população, pessoas concretas e famílias concretas, que aspiram a ter os meios necessários para viver com dignidade e projectar o futuro. A diocese tem uma tradição de empenhamento dos seus bispos, do seu clero e das organizações das paróquias que acarinho e respeito muito", afirmou o novo bispo à Renascença. D. José Ornelas olha também já para a sua diocese à luz do que se vai passando por toda a Europa. "Setúbal é, segundo me parece, uma das regiões do país que mais diversidade cultural apresenta no contexto nacional. Hoje, o mundo em que estamos a viver, as imagens que nos chegam nestes dias da Macedónia, da Grécia, da Itália e de tantos lados não nos podem deixar indiferentes ao acolhimento da diversidade, da multiculturalidade e também da diferença religiosa. Juntos, podemos encontrar aquilo que o Papa Francisco chama a construção da nossa casa comum", afirmou. "Reinventar" a diocese e manter a tradição D. José Ornelas quis também deixar uma palavra aos jovens, reconhecendo que em todo o mundo hoje não é fácil "sonhar o futuro, como compete aos jovens, e sonhá-lo com realismo, mas sem perder a esperança". E acrescenta: "Espero que a nossas igrejas sejam espaço para eles, particularmente, porque precisamos de reinventar e sonhar de novo o que significa ser Igreja e ser diocese." Reinventar, mas não inventar. Até porque o novo bispo promete dar seguimento à tradição daquela diocese: "Não vou inventar a Igreja de Setúbal, vou continuar a missão da Igreja universal, que vem dos apóstolos, mas concretamente e ultimamente com dois bispos para os quais olho com muita amizade e admiração e que representam, também para mim, um desafio de continuar uma missão de solidariedade, uma missão profética de proximidade ao povo, particularmente àqueles que têm mais necessidade de atenção e de ajuda." D. José Ornelas refere-se a D. Gilberto Reis, que vai deixar a diocese por ultrapassar o limite de idade, e a D. Manuel Martins, o primeiro bispo de Setúbal que será homenageado em Outubro, coincidindo com a ordenação e posse do novo bispo. Esse é, aliás, uma das coincidências que D. José Ornelas aponta para a data escolha para a sua entrada na diocese: 25 de Outubro. A outra é a chegada da imagem peregrina da Virgem de Fátima a Setúbal. "Este peregrinar parece-me uma das imagens, dos sinais que hoje caracterizam a Igreja no dizer da mensagem que o Papa Francisco está a transmitir à Igreja: uma Igreja em saída de si própria, uma Igreja que vai ao encontro do mundo e das suas necessidades guiada pelo espírito de Deus e pela sua misericórdia." Mala abandonada encerrou partidas do Aeroporto de Lisboa Não se verificou qualquer ameaça e a situação foi normalizada uma hora depois, avança a PSP. Uma mala suspeita obrigou esta segunda-feira ao encerramento do terminal das partidas do Aeroporto da

4 Terça-feira, Portela, em Lisboa, durante cerca de uma hora. O terminal foi fechado cerca das 20h30 devido a uma mala abandonada, de acordo com fonte do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa. "Não se verificou qualquer ameaça", segundo a mesma fonte da polícia, salientando que a mala terá sido esquecida. A situação ficou normalizada às 21h30, quando foi levantado o perímetro de segurança, acrescenta a PSP. Uma equipa de inactivação de explosivos da PSP foi destacada para a zona de partidas do Aeroporto de Lisboa, devido ao abandono de uma mala de viagem. Ferido grave de acidente no Corvo transferido para Ponta Delgada Despiste de viatura na estrada de acesso ao miradouro do Caldeirão provocou uma vítima mortal e seis feridos. O ferido mais grave de um acidente de viação na ilha do Corvo, nos Açores, foi transferido de helicóptero para o hospital de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel. A informação foi avançada à Renascença pelo chefe de Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores, Carlos Enes. O despiste de um veículo fez um morto e seis feridos, três em estado grave e três ligeiros, que foram assistidos na unidade de saúde da ilha do Corvo, indica a mesma fonte. O acidente rodoviário resultou de um despiste numa estrada de acesso ao miradouro do Caldeirão, na ilha do Corvo. Era uma viatura de passageiros, com sete ocupantes: seis passageiros turistas e o condutor, adianta Carlos Enes. Foram enviados para o Corvo duas equipas médicas, uma da ilha Terceira e outra da ilha das Flores. A turista que morreu tinha 33 anos e é de nacionalidade portuguesa. Mais de condutores apanhados em excesso de velocidade Mil e duzentos guardas estiveram mobilizados nas 600 acções de fiscalização desta operação. A Guarda Nacional Republicana controlou condutores, da passada segunda-feira a domingo, tendo detectado condutores em excesso de velocidade. O balanço foi divulgado na página da GNR na internet. Mil e duzentos guardas estiveram mobilizados nas 600 acções de fiscalização desta operação, designada "Controlo de velocidade", que decorreu em simultâneo em todos os países da Europa. A acção foi promovida pela European Traffic Police Network (TISPOL), organismo que congrega todas as polícias de trânsito europeias e que, em Portugal, é representado pela GNR. As acções foram direccionadas para as vias onde as infracções por excesso de velocidade são mais frequentes, sobretudo auto-estradas e vias no interior das localidades. Foram realizadas por militares dos comandos territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito. Os seis feridos também são portugueses, com idades entre os 18 e os 55 anos. O Corvo, onde vivem 400 pessoas, é a ilha mais pequena dos Açores. [notícia actualizada às 00h16]

5 Terça-feira, Pneus usados. Um barato que pode sair muito caro De 89 pneus analisados, 50 apresentavam falhas graves de segurança. Face aos resultados, a DECO vai pedir à ASAE que fiscalize este tipo de comércio. Quem decide venda da TAP? Bruxelas "out", avança a Autoridade da Concorrência Comissão Europeia declarou-se incompetente para decidir a venda da companhia aérea nacional. A instituição diz que o negócio de venda da TAP "não tem dimensão europeia". Sai mais barato e seguro optar por pneus novos, diz Deco. Foto: DR Por Liliana Monteiro A associação de defesa do consumidor Deco analisou 89 pneus usados e concluiu que, a longo prazo, sai mais caro aos condutores optarem por este tipo de pneus, seja em termos financeiros seja em questões de segurança. Mais de metade da amostra (50) avaliada apresentava falhas graves, como rasto abaixo dos limites legais, furos não reparados e forma oval que não permitia ao pneu assentar totalmente na estrada. Até foram encontrados pneus com estruturas metálicas visíveis em jeito de remendo. Da totalidade de pneus analisados, 17 tinham mais de 10 anos e um dos pares tinha 19 anos. A Deco conclui que os operadores não têm noções básicas da lei e de segurança relativamente a pneus usados, o que deixa os consumidores desprotegidos e enganados. Pede, por isso, a criação de um quadro legal que obrigue a uma triagem obrigatória de pneus usados vendidos, responsabilizando assim os vendedores. Vai ainda pedir às autoridades de segurança que passem a incluir informação sobre a natureza dos pneus das viaturas nos autos dos acidentes. A associação vai também requerer à Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) que fiscalize o comércio de venda de pneus usados. Contas feitas, a DECO afirma que sai mais barato e é mais seguro comprar pneus novos e explica: o piso do pneu usados tem 4,5 milímetros de profundidade mínima, os novos têm oito milímetros. Ou seja, o investimento inicial é compensador e mais seguro. Ao contrário do previsto, a venda da TAP vai ser decidida pela Autoridade da Concorrência e não pela Comissão Europeia como se previa, avança o "Diário Económico". O "Jornal de Negócios" acrescenta que, além da Autoridade de Concorrência nacional, também a espanhola e alemã avaliarão o negócio. A Comissão Europeia declarou-se incompetente para decidir a venda da companhia aérea nacional. A instituição diz que o negócio de venda da TAP "não tem dimensão europeia". "Após a análise da informação fornecida pelas partes, a Comissão Europeia concluiu que não tem jurisdição para avaliar o negócio ao abrigo das regras europeias para as fusões", disse à agência Lusa o porta-voz do executivo comunitário para a Concorrência, Ricardo Cardoso. Assim, sublinhou o porta-voz, "a transacção será avaliada pelas autoridades nacionais competentes", no caso, a da Concorrência. Em conversações com a Comissão Europeia, o grupo que venceu a privatização da TAP ficou a saber que a operação não cumpria os critérios para ter dimensão europeia. Ou seja, Bruxelas declarou-se incompetente para julgar o caso. Para determinar se o negócio cumpre ou não os critérios de operação com dimensão comunitária é tido em consideração o volume de negócios total realizado pelo conjunto das empresas envolvidas seja a nível mundial - mais de milhões ou 5 mil milhões de euros - ou individual - pode ir de 100 milhões a 250 milhões de euros em um de pelo menos três Estadosmembros. Do que é conhecido em torno desta operação, está

6 Terça-feira, em causa uma facturação de milhões de euros relativa à TAP em 2014, não sendo do conhecimento público os volumes de negócio da DGN, empresa de David Neeleman, e da HPGB, de Humberto Pedrosa, as empresas que formam o consórcio que venceu a privatização. O regulador português não comenta as notificações até que estejam publicadas, o que deve acontecer no prazo de cinco dias úteis a contar da data da notificação. [notícia actualizada às 13h30] Nasceu o Banco CTT "Vamos ter um banco que funciona nas lojas CTT, com uma oferta simples, próxima da população, com produtos e serviços com condições atractivas", afirma o presidente dos Correios. com a constituição do Banco CTT está dado "um passo importante", sublinhando que o BdP aprovou o nome, os estatutos e órgãos sociais. "Vamos ter um banco que funciona nas lojas CTT, com uma oferta simples, próxima da população, com produtos e serviços com condições atractivas", acrescentou. Agora o próximo passo é o BdP confirmar que a nova instituição financeira tem as condições reunidas para iniciar actividade e atribuir uma concessão de registo especial. Só após o registo especial o Banco CTT irá iniciar actividade, sendo que "continuamos a apontar o último trimestre" deste ano para tal, disse o gestor, que se manifestou satisfeito por o grupo Correios de Portugal ter dado mais um passo para a oferta de produtos financeiros. A oferta do Banco CTT assumirá uma lógica de baixo custo, com um conceito de `mass market` e uma oferta simples e competitiva, segundo a empresa. Associações da GNR convocam protestos e "greve" à multa Em causa está a não aprovação por parte do Governo do estatuto dos militares da Guarda. Foto: Lusa Os CTT anunciaram esta segunda-feira que foi efectuado o registo comercial dos actos relativos à criação da subsidiária Banco CTT, com um capital social de 34 milhões de euros. Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), os Correios de Portugal adiantam que também foram designados os respectivos órgãos sociais do Banco CTT, conhecido por Banco Postal. Com estes procedimentos, os CTT dão mais um passo para o lançamento da instituição de crédito iniciado após a autorização da sua constituição pelo Banco de Portugal (BdP). Francisco de Lacerda, presidente dos CTT, fica a presidir ao Banco CTT e Luís Pereira Coutinho assume as funções de presidente executivo da nova instituição financeira. A partir desta data passa a aplicar-se ao Banco CTT o regime vigente para as instituições de crédito com sede em Portugal. De acordo com este regime, os investidores que pretendam deter uma participação qualificada nos CTT (e, portanto, indirectamente no Banco CTT), igual ou superior a 10% do capital social ou dos direitos de voto ou que, por qualquer motivo, possibilite exercer influência significativa na gestão, devem comunicar previamente ao Banco de Portugal (BdP) o seu projecto para efeitos de não oposição deste, referem os Correios de Portugal. Em declarações à Lusa, Francisco de Lacerda disse que Os militares da GNR vão fazer uma "grande manifestação" no último dia de campanha eleitoral, anunciaram esta segunda-feira as quatro associações do sector. Num comunicado conjunto divulgado após uma reunião das quatro estruturas socioprofissionais afirma-se também que irão decorrer "diversas acções de protesto" em vários momentos e locais durante a campanha eleitoral, que podem inclusivamente ser em locais próximos dos eventos políticos onde esteja a coligação que sustenta o Governo. As associações socioprofissionais apelam também aos militares para optarem, sempre que possível, pela prevenção e pedagogia, o que implica passarem menos multas, tal como a PSP já está a fazer. As associações convocaram os protestos por ainda não ter sido aprovado o estatuto dos militares da GNR, que já foi negociado com o Governo, mas que ainda não foi aprovado em Conselho de Ministros. Salientam que as motivações dos protestos "são o

7 Terça-feira, resultado da irresponsabilidade e inércia do Governo, que não cumpriu uma promessa feita aos militares da GNR". Dizem ainda os responsáveis que "o Governo enganou os militares da GNR, provocando um enorme sentimento de revolta", visto que não há qualquer garantia de que o diploma entrará em vigor ainda na presente legislatura, havendo, pelo contrário, notícias de pressões para que o documento não seja aprovado. Os oficiais generais do Exército estarão na origem de algumas dessas pressões, por o documento estipular que os lugares de comando da guarda serão gradualmente ocupados por oficiais da guarda, acabando a médio prazo as comissões de serviço dos generais do Exército, indicam as estruturas. Uma situação, acrescentam, depois de quatro anos "de promessas e de vários meses de negociações", durante os quais os dirigentes associativos "fizeram um enorme esforço para viabilizar um acordo possível de forma a acelerar o processo de aprovação do diploma". Subscreveram o documento a APG -- Associação dos Profissionais da Guarda, a ASPIG - Associação Sócio- Profissional Independente da Guarda, a ANOG - Associação Nacional dos Oficiais da Guarda e a ANAG - Associação Nacional Autónoma de Guardas. Greve à multa com forte adesão O protesto dos polícias que consiste em evitar passar multas começou esta segunda-feira com uma "forte adesão", disse à agência Lusa o dirigente de uma das associações envolvidas, sem contudo avançar com números. Paulo Rodrigues, dirigente da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP/PSP), explica que não sendo possível traduzir em números, a informação que chegou de todos as secretarias nacionais (em todos os comandos do país) foi a de que a adesão foi muito grande. A ideia da acção de protesto, chamada de "100% Prevenção" foi "muito bem aceite" pelos polícias, que a consideraram "oportuna e que permite a participação de cada um". E hoje os que puderam levaram o apelo à prática, disse Paulo Rodrigues. Com esta medida, de um mês, os polícias vão abster-se de passar multas, o que deixará os cofres do Estado com menos alguns milhões de euros. Autarquias negam descargas poluentes no rio Paiva Associação SOS Rio Paiva denunciou a existência de descargas poluentes neste curso de água. classificado como área protegida, e pediu medidas urgentes para que a lei seja cumprida. "Em Vila Nova de Paiva, o rio Paiva foi transformado num esgoto a céu aberto, devido às descargas poluentes da ETAR directamente no rio", referia a associação, em comunicado, acrescentando que continua o desenvolvimento de projectos turísticos nesta área sem que estejam resolvidos os problemas de poluição. Contactado pela agência Lusa, o engenheiro do Ambiente da Câmara de Vila Nova de Paiva, Ricardo Coelho, garantiu que tal não é possível e que não foi reportado "qualquer problema operacional" da ETAR. "Temos toda uma infra-estrutura de drenagem de águas residuais, não é possível haver uma descarga ilegal", garantiu, acrescentando que o município tem "alvará de rejeição de águas residuais válido até maio de 2017", atribuído pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA). "Pântano de esgotos sem tratamento" A SOS Rio Paiva contava que, numa visita feita no sábado, verificou que o troço do rio a jusante da ETAR tem "cheiros nauseabundos" e que todo o leito está "transformado num pântano de esgotos sem tratamento, dois quilómetros a montante de uma zona de lazer junto ao rio (Fráguas)", frequentada por centenas de pessoas, o que considera "extremamente grave do ponto de vista da saúde pública". Ricardo Coelho frisou que, melhor do que a autarquia, a APA sabe o estado da água na praia fluvial, porque "retira análises à qualidade da água semanalmente", que ficam disponíveis no seu site. "Até ao momento, em toda a época balnear, não tivemos qualquer inconformidade analítica", assegurou, lamentando que a SOS Rio Paiva não tenha pedido qualquer esclarecimento ou colaboração à autarquia. No comunicado, a SOS Rio Paiva referia ainda que, "também em Castro Daire há problemas graves com as ETAR do concelho, com descargas frequentes de poluição no rio e nos seus afluentes". O presidente da Câmara de Castro Daire, Fernando Carneiro, disse à Lusa que essa afirmação "é completamente falsa", explicando que o concelho tem duas ETAR que estão "a funcionar em condições". "A câmara não faz descargas no rio Paiva, até porque nós estamos a beber de lá água", frisou, contando que, após ter tido conhecimento do comunicado, enviou dois especialistas averiguar a situação. "Não havia qualquer problema." As câmaras de Vila Nova de Paiva e de Castro Daire, no distrito de Viseu, negaram esta segunda-feira a existência de descargas poluentes para o Rio raiva provenientes das suas estações de tratamento de águas residuais (ETAR). No domingo, a associação SOS Rio Paiva denunciou a existência de descargas poluentes neste curso de água,

8 Terça-feira, FRANCISCO SARSFIELD CABRAL Pedagogia e sensatez Uma chamada de atenção aos automobilistas pode ser mais eficaz do que uma multa, muitas vezes sentida como traiçoeira. A ideia do protesto das forças de segurança parece, assim, sensata. Heloísa Apolónia substitui Jerónimo de Sousa no debate com Portas Partidos continuam a trocar acusações sobre quem vetou quem nos debates televisivos. Por Francisco Sarsfield Cabral Uma das formas de protesto contra o atraso na aprovação do estatuto da PSP (atraso que, espera-se, deve terminar esta semana, bem como o do estatuto da GNR), é menos rigor nas multas e maior empenhamento na prevenção. Ou seja, menos repressão e mais pedagogia. É uma ideia sensata, até porque não elimina as multas em casos graves. Mais: sem defender qualquer sistemática tolerância às multas, a actuação da polícia e da GNR devia dar prioridade à pedagogia, independentemente de conflitos sindicais. Um aviso, uma chamada de atenção a automobilistas que conduzam de forma menos correcta podem ser mais eficazes do que uma multa. Sobretudo, quando esta parece resultar de uma caça à multa, com agentes escondidos em locais estratégicos para apanharem condutores desprevenidos. Uma multa sentida como traiçoeira gera revolta nos infractores; pelo contrário, um aviso e um conselho suscitam a boa vontade dos visados. O mesmo se pode aplicar a pequenas infracções que não tenham a ver com a condução automóvel. Desde que se actue com prudência e inteligência. Deputada dos Verdes no frente-a-frente com o líder do CDS. Foto: Lusa Por Eunice Lourenço Se Passos Coelho manda o número dois, Jerónimo de Sousa também e faz-se representar por Heloísa Apolónia no frente-a-frente entre a coligação PSD- CDS e a CDU. A decisão foi anunciada pela CDU a coligação que junta PCP e Os Verdes num comunicado divulgado esta segunda-feira. Na passada sexta-feira, a coligação Portugal à Frente (PAF) anunciou que, face à recusa do PCP e do PS em aceitar debates a dois com o CDS, a participação da actual coligação de Governo no debate com a CDU seria assegurada por Paulo Portas. No mesmo dia, Jerónimo de Sousa reagiu dizendo que Passos Coelho receava debater com o PCP, mas remeteu uma decisão para mais tarde. Essa decisão veio agora, em forma de comunicado, que dá conta que a CDU já informou as televisões que a sua participação no frente a frente com a coligação PSD-CDS (em que participará o líder do segundo partido da coligação) será assegurada por Heloísa Apolónia em representação do PEV, partido que integra, com o PCP, a CDU. No comunicado de sexta-feira, a coligação anunciava que só aceitava participar num debate alargado a todos os partidos com assento parlamentar se incluísse Passos Coelho e Paulo Portas. Agora, a CDU também responde a esse ponto, dizendo que está disponível para tal debate, agendado para dia 22 de Setembro, já em campanha eleitoral, com as forças políticas que estejam dispostas a nele participar. Ou seja, a CDU admite um debate só com partidos de esquerda. Neste comunicado, a CDU aproveita ainda para voltar à troca de acusações sobre quem vetou quem nos debates a dois. O CDS tem dito que foram o PCP e o PS a vetar a inclusão de Paulo Portas. Os comunistas agora afirmam que aceitariam a inclusão do CDS em

9 Terça-feira, todo o esquema de debates a dois e debate alargado se o PEV também fosse incluído e que foram o PS e o Bloco de Esquerda a vetar a participação de Heloísa Apolónia. UNIVERSIDADE DE VERÃO PSD olha para o PS e vê "falta de confiança" Vice-presidente social-democrata considera que os temas Grécia e Syriza tornaram-se tabu para o PS de António Costa. Universidade de Verão o desafio eleitoral de irem votar, alguns deles pela primeira vez. Em mais uma farpa para o principal adversário nas legislativas de 4 de Outubro, o vice-presidente do PSD considera que os temas Grécia e Syriza tornaram-se tabu para o PS de António Costa. O doutor António Costa rejubilou na noite eleitoral da Grécia com a vitória do Syriza. Hoje não esconde o incómodo e até o enfado quando os jornalistas lhe perguntam sobre o processo que está a acontecer na Grécia. É confrangedor ver como o PS vive angustiado com este tema como alguns políticos fogem do tema Grécia como o diabo da cruz, atira Marco António Costa. "Já estamos a viver dentro das nossas posses", diz superbanqueiro Numa intervenção na Universidade de Verão do PSD, o presidente do Lloyds Bank, António Horta Osório, mostrou-se alinhado com a coligação. Foto: Paulo Cunha/Lusa (arquivo) O PS está num processo interno de falta de confiança e o líder socialista foge do tema Grécia como o diabo da cruz, acusou o vice-presidente do PSD, Marco António Costa, na abertura da Universidade de Verão social-democrata. Num diagnóstico ao estado do maior partido da oposição, Marco António Costa conclui que as crises internas do PS não se alteraram com a mudança de líder. Este ano, estamos no período pré-eleitoral legislativas 2015, mas temos o mesmo PS, mais uma vez, mergulhado num processo interno de falta de confiança no futuro e embrulhado num conjunto de episódios que fazem com que se instale de forma crescente uma dúvida metódica no PS sobre se as mudanças que realizaram no ano passado eram as mudanças necessárias para o caminho que desejavam trilhar. Marco António Costa argumenta que esta crise de confiança interna no PS nem sequer é gerada pelos partidos da maioria, mas está a ser provocada por erros estratégicos permanentes da liderança de António Costa. Por oposição, PSD e CDS seguem juntos numa coligação que promoveu a retoma e, desta vez, a retoma existe mesmo, afirma o vice-presidente do PSD. Esta retoma não é uma promessa, como muitos outros fazem para o futuro. É, antes de mais, um facto. A retoma que Portugal hoje vive não é uma promessa como muitas daquelas que hoje alguns partidos da oposição fazem quanto ao futuro que procuram projectar, mas é um facto concreto nas nossas vidas. O dirigente do PSD faz, por isso, aos jovens da Foto: DR Os portugueses já não vivem acima das suas possibilidades, mas é preciso continuar as reformas estruturais, defende o presidente do Lloyds Bank, António Horta Osório. Numa intervenção na Universidade de Verão do PSD, em Castelo de Vide, o superbanqueiro português mostrou-se alinhado com a coligação e deu a receita para melhorar significativamente o nível de vida dos portugueses. Já estamos a viver dentro das nossas posses, temos uma balanço externa equilibrada, tivemos um ajustamento duríssimo para a população portuguesa. Além de continuar a viver dentro das nossas posses, como qualquer família e empresa sã devem fazer, o que devemos fazer para, a prazo, melhorar significativamente o nível de vida da população? Temos de continuar a fazer as reformas. António Horta Osório considera que Portugal fez

1. Emprego criado entre Outubro de 2013 e junho deste ano é precário, diz CGTP, TSF - Notícias, 02-09- 2015

1. Emprego criado entre Outubro de 2013 e junho deste ano é precário, diz CGTP, TSF - Notícias, 02-09- 2015 Radios_2_Setembro_2015 Revista de Imprensa 1. Emprego criado entre Outubro de 2013 e junho deste ano é precário, diz CGTP, TSF - Notícias, 02-09- 2015 1 2. António Costa acusa o Governo de não ter sabido

Leia mais

Senhor Presidente da Assembleia, Senhoras e Senhores Deputados, Senhor Presidente, Senhora e Senhores membros do Governo.

Senhor Presidente da Assembleia, Senhoras e Senhores Deputados, Senhor Presidente, Senhora e Senhores membros do Governo. Intervenção proferida pelo Deputado Luís Henrique Silva, na Sessão Plenária de Novembro de 2006 Senhor Presidente da Assembleia, Senhoras e Senhores Deputados, Senhor Presidente, Senhora e Senhores membros

Leia mais

Senhor Presidente. Senhor Presidente,

Senhor Presidente. Senhor Presidente, Intervenção proferida pelo Deputado Clélio Meneses aquando da discussão do Plano e Orçamento para 2012. Senhor Presidente Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente, Senhora e Senhores Membros do

Leia mais

Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão. Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão

Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão. Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão Diário de noticias, por Hugo Filipe Coelho 17-10-11 Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão Dinheiro público. PSD e CDS

Leia mais

Esterofoto Geoengenharia SA. Álvaro Pombo. Administrtador. (www.estereofoto.pt)

Esterofoto Geoengenharia SA. Álvaro Pombo. Administrtador. (www.estereofoto.pt) Esterofoto Geoengenharia SA Álvaro Pombo Administrtador (www.estereofoto.pt) Q. Conte-nos um pouco da historia da empresa, que já tem mais de 30 anos. R. A Esterofoto é uma empresa de raiz, a base da empresa

Leia mais

entre o Senhor Secretário Regional da Economia, Vasco Cordeiro, e o Senhor Ministro da Economia e Trabalho, Álvaro dos Santos Pereira, tendo

entre o Senhor Secretário Regional da Economia, Vasco Cordeiro, e o Senhor Ministro da Economia e Trabalho, Álvaro dos Santos Pereira, tendo Exma. Senhora Presidente da Assembleia Ex. mas Senhoras e Senhores Deputados. Ex. mo Senhor Presidente do Governo, Senhoras e Senhores membros do Governo, Foi no dia 18 Agosto de 2011, em Lisboa, que ocorreu

Leia mais

MENSAGEM DE ANO NOVO DE SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA REPÚBLICA

MENSAGEM DE ANO NOVO DE SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA REPÚBLICA MENSAGEM DE ANO NOVO DE SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA REPÚBLICA --- EMBARGO DE DIVULGAÇÃO ATÉ ÀS 21:00 HORAS DE 01.01.13 --- Palácio de Belém, 1 de janeiro de 2013 --- EMBARGO DE DIVULGAÇÃO ATÉ ÀS 21:00

Leia mais

A NACIONALIZAÇÃO DO AMBIENTE. João de Quinhones Levy 1

A NACIONALIZAÇÃO DO AMBIENTE. João de Quinhones Levy 1 A NACIONALIZAÇÃO DO AMBIENTE João de Quinhones Levy 1 Diariamente temos tomado conhecimento da constituição de novas empresas da holding IPE na Área do Ambiente, ou através do IPE Águas de Portugal, ou

Leia mais

C 213/20 Jornal Oficial da União Europeia 6.8.2010

C 213/20 Jornal Oficial da União Europeia 6.8.2010 C 213/20 Jornal Oficial da União Europeia 6.8.2010 COMISSÃO ADMINISTRATIVA PARA A COORDENAÇÃO DOS SISTEMAS DE SEGURANÇA SOCIAL Estatutos da Comissão Administrativa para a Coordenação dos Sistemas de Segurança

Leia mais

Tratado de Lisboa 13 Dezembro 2007. Conteúdo e desafios

Tratado de Lisboa 13 Dezembro 2007. Conteúdo e desafios Tratado de Lisboa 13 Dezembro 2007 Conteúdo e desafios Os Tratados Tratado de Paris (CECA) 18 de Abril de 1951 Tratados de Roma (CEE e CEEA) 25 de Março de 1957 Acto Único Europeu 17 de Fevereiro 1986

Leia mais

1 - Publituris, 23-02-2007, Viagens e Turismo avaliados em 3 mil ME

1 - Publituris, 23-02-2007, Viagens e Turismo avaliados em 3 mil ME Noticias APAVT - Fevereiro 2007 Revista de Imprensa 09-10-2007 1 - Publituris, 23-02-2007, Viagens e Turismo avaliados em 3 mil ME 2 - Diário Económico, 22-02-2007, Segmento de negócios representa metade

Leia mais

Diálogo 5 + 5. Quinta Conferência Ministerial. sobre a "Migração no Mediterrâneo Ocidental" Algeciras, 12 e 13 de Dezembro de 2006

Diálogo 5 + 5. Quinta Conferência Ministerial. sobre a Migração no Mediterrâneo Ocidental Algeciras, 12 e 13 de Dezembro de 2006 Diálogo 5 + 5 Quinta Conferência Ministerial sobre a "Migração no Mediterrâneo Ocidental" Algeciras, 12 e 13 de Dezembro de 2006 Conclusões da Presidência Nos dias 12 e 13 de Dezembro de 2006 teve lugar

Leia mais

POSIÇÃO DA UGT Audição sobre o Futuro da Europa

POSIÇÃO DA UGT Audição sobre o Futuro da Europa POSIÇÃO DA UGT Audição sobre o Futuro da Europa A UGT saúda o debate em curso na Comissão dos Assuntos Europeus sobre o Futuro da Europa e, particularmente, sobre o futuro do Tratado Constitucional. O

Leia mais

Cidadania Europeia. Debate Ser e Estar na Europa, Pintainho, Janeiro 2009

Cidadania Europeia. Debate Ser e Estar na Europa, Pintainho, Janeiro 2009 Cidadania Europeia Debate Ser e Estar na Europa, Pintainho, Janeiro 2009 O que é a cidadania? Vínculo jurídico entre o indivíduo e o respectivo Estado, traduz-se num conjunto de direitos e deveres O relacionamento

Leia mais

PARLAMENTO EUROPEU. Comissão do Desenvolvimento PROJECTO DE PARECER. destinado à Comissão dos Assuntos Externos

PARLAMENTO EUROPEU. Comissão do Desenvolvimento PROJECTO DE PARECER. destinado à Comissão dos Assuntos Externos PARLAMENTO EUROPEU 2004 ««««««««««««Comissão do Desenvolvimento 2009 PROVISÓRIO 2004/2168(INI) 22.2.2005 PROJECTO DE PARECER da Comissão do Desenvolvimento destinado à Comissão dos Assuntos Externos sobre

Leia mais

6º Congresso Nacional da Administração Pública

6º Congresso Nacional da Administração Pública 6º Congresso Nacional da Administração Pública João Proença 30/10/08 Desenvolvimento e Competitividade: O Papel da Administração Pública A competitividade é um factor-chave para a melhoria das condições

Leia mais

SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO DE ENTIDADES FORMADORAS ASPECTOS PRINCIPAIS DA MUDANÇA

SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO DE ENTIDADES FORMADORAS ASPECTOS PRINCIPAIS DA MUDANÇA SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO DE ENTIDADES FORMADORAS ASPECTOS PRINCIPAIS DA MUDANÇA O Sistema de Certificação de Entidades Formadoras, consagrado na Resolução do Conselho de Ministros nº 173/2007, que aprova

Leia mais

1. António Costa promete mudança política, Antena 1 - Notícias, 07-04-2015 1

1. António Costa promete mudança política, Antena 1 - Notícias, 07-04-2015 1 Radios_8_Abril_2015 Revista de Imprensa 1. António Costa promete mudança política, Antena 1 - Notícias, 07-04-2015 1 2. Sindicatos da PSP enviam proposta conjunta ao ministério, TSF - Notícias, 07-04-2015

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AERONÁUTICA. Departamento de Relações Públicas e Comunicação

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AERONÁUTICA. Departamento de Relações Públicas e Comunicação Departamento de Relações Públicas e Comunicação Regulamento 1. Do Departamento de Relações Públicas e Comunicação 1.1 Definição 1.2. Constituição 1.3. Articulação e procedimentos 1.4. Local de funcionamento

Leia mais

Privatização dos CTT arranca com reestruturação da rede em fase final

Privatização dos CTT arranca com reestruturação da rede em fase final A1 Privatização dos CTT arranca com reestruturação da rede em fase final Tipo Meio: Internet Data Publicação: 11-06-2013 Meio: URL: Sábado Online http://www.sabado.pt/ultima-hora/dinheiro/privatizacao-dos-ctt-arranca-com-reestruturacao-da.aspx

Leia mais

Senhora Presidente Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente e Senhores Membros do Governo

Senhora Presidente Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente e Senhores Membros do Governo Intervenção do Deputado José Andrade na apresentação do Projeto de Decreto Legislativo Regional nº28/x Cria o Programa Regional de Apoio aos Grupos Folclóricos da Região Autónoma dos Açores (PSD) Horta,

Leia mais

Apresentação e Discussão do Orçamento Retificativo para 2012

Apresentação e Discussão do Orçamento Retificativo para 2012 Apresentação e Discussão do Orçamento Retificativo para 2012 Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira Excelentíssimas Senhoras e Senhores Deputados A proposta do Orçamento

Leia mais

DISCURSO PROFERIDO POR VÍTOR CALDEIRA, PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS EUROPEU

DISCURSO PROFERIDO POR VÍTOR CALDEIRA, PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS EUROPEU TRIBUNAL DE CONTAS EUROPEU ECA/09/69 DISCURSO PROFERIDO POR VÍTOR CALDEIRA, PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS EUROPEU ******* APRESENTAÇÃO DO RELATÓRIO ANUAL RELATIVO AO EXERCÍCIO DE 2008 À COMISSÃO DO

Leia mais

A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS

A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS NOVEMBRO DE 2007 CMVM A 1 de Novembro de 2007 o

Leia mais

Refugiados na Europa: a crise em mapas e gráficos

Refugiados na Europa: a crise em mapas e gráficos Refugiados na Europa: a crise em mapas e gráficos 6 setembro 2015 Image caption Alemanha continua a ser destino mais popular para refugiados Fotos: AP/Reuters/EPA As solicitações de asilo para a Europa

Leia mais

O GOVERNO. Art.º 182º da Constituição da República Portuguesa

O GOVERNO. Art.º 182º da Constituição da República Portuguesa O GOVERNO Art.º 182º da Constituição da República Portuguesa «O Governo é o órgão de condução da política geral do país e o órgão superior da Administração Pública.» 1 Pela própria ideia que se retira

Leia mais

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto.

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. <Os Inovadores> <Escola Profissional Atlântico> NOS@EUROPE O Desafio da Recuperação Económica e Financeira Prova de Texto Dezembro de 2011 1 A

Leia mais

ARTIGO 29.º - Grupo de Protecção de Dados Pessoais

ARTIGO 29.º - Grupo de Protecção de Dados Pessoais ARTIGO 29.º - Grupo de Protecção de Dados Pessoais 12054/02/PT WP 69 Parecer 1/2003 sobre o armazenamento dos dados de tráfego para efeitos de facturação Adoptado em 29 de Janeiro de 2003 O Grupo de Trabalho

Leia mais

Declaração ao país. António José Seguro. 19 de Julho de 2013. Boa tarde. Durante esta semana batemo-nos para que:

Declaração ao país. António José Seguro. 19 de Julho de 2013. Boa tarde. Durante esta semana batemo-nos para que: Declaração ao país António José Seguro 19 de Julho de 2013 Boa tarde. Durante esta semana batemo-nos para que: Não houvesse mais cortes nas reformas e nas pensões Não houvesse mais despedimentos na função

Leia mais

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012 NOS@EUROPE O Desafio da Recuperação Económica e Financeira Prova de Texto Nome da Equipa GMR2012 Alexandre Sousa Diogo Vicente José Silva Diana Almeida Dezembro de 2011 1 A crise vista pelos nossos avós

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 37 Discurso na cerimónia de retomada

Leia mais

NEWSLETTER Nº 9 SETEMBRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES

NEWSLETTER Nº 9 SETEMBRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES NEWSLETTER Nº 9 SETEMBRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES O Novo Regime Jurídico do Sector Empresarial Local O novo regime jurídico do sector empresarial

Leia mais

Assembleia Parlamentar da União para o Mediterrâneo. II Cimeira de Presidentes de Parlamentos. Lisboa, 11 de maio de 2015

Assembleia Parlamentar da União para o Mediterrâneo. II Cimeira de Presidentes de Parlamentos. Lisboa, 11 de maio de 2015 Assembleia Parlamentar da União para o Mediterrâneo II Cimeira de Presidentes de Parlamentos Lisboa, 11 de maio de 2015 Senhora Presidente da Assembleia da República, Senhores Presidentes, Senhores Embaixadores,

Leia mais

NÚCLEO DE MEDICINA INTERNA DOS HOSPITAIS DISTRITAIS ESTATUTOS CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE E OBJECTIVOS

NÚCLEO DE MEDICINA INTERNA DOS HOSPITAIS DISTRITAIS ESTATUTOS CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE E OBJECTIVOS ESTATUTOS CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE E OBJECTIVOS Art. 1 - O Núcleo de Medicina Interna dos Hospitais Distritais, também designado abreviadamente por N. M. I. H. D., é uma Associação sem fins lucrativos

Leia mais

Vítor Caldeira. Presidente do Tribunal de Contas Europeu

Vítor Caldeira. Presidente do Tribunal de Contas Europeu Os Tribunais de Contas e os desafios do futuro Vítor Caldeira Presidente do Tribunal de Contas Europeu Sessão solene comemorativa dos 160 anos do Tribunal de Contas Lisboa, 13 de Julho de 2009 ECA/09/46

Leia mais

GUIA PARA COMPRA ONLINE

GUIA PARA COMPRA ONLINE GUIA PARA COMPRA ONLINE www.tipsal.pt QUEM SOMOS A TIPSAL - Técnicas Industriais de Protecção e Segurança, Lda foi fundada em 1980. Somos uma empresa de capitais exclusivamente nacionais com sede social

Leia mais

ASSINATURA DA CARTA DE AALBORG

ASSINATURA DA CARTA DE AALBORG PROPOSTA ASSINATURA DA CARTA DE AALBORG Desde sempre, desde as sociedades primitivas, o Homem usou os recursos naturais para viver. Porém durante muito tempo, a exploração de recursos era diminuta e a

Leia mais

MANIFESTO. A voz dos adultos aprendentes nas acções de alfabetização na Europa

MANIFESTO. A voz dos adultos aprendentes nas acções de alfabetização na Europa QUEM SOMOS NÓS? MANIFESTO A voz dos adultos aprendentes nas acções de alfabetização na Europa Somos adultos que participam em acções de alfabetização oriundos da Bélgica, França, Alemanha, Irlanda, Holanda,

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Presidência do Governo Secretário Regional Adjunto da Presidência Gabinete do Secretário

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Presidência do Governo Secretário Regional Adjunto da Presidência Gabinete do Secretário Excelência, Em resposta ao Requerimento em epígrafe, cumpre-me transmitir a V. Exª. a seguinte informação: 1. Repondo a verdade histórica da constituição do Clube de Golfe da Ilha Terceira, designado também

Leia mais

MNE DGAE. Tratado de Lisboa. A Europa rumo ao século XXI

MNE DGAE. Tratado de Lisboa. A Europa rumo ao século XXI Tratado de Lisboa A Europa rumo ao século XXI O Tratado de Lisboa Índice 1. Contextualização 1.1. Porquê um novo Tratado? 1.2. Como surgiu o Tratado de Lisboa? 2. O que mudará com o Tratado de Lisboa?

Leia mais

Proposta de Lei da Imigração Inovações que mudam a vida das pessoas

Proposta de Lei da Imigração Inovações que mudam a vida das pessoas da Imigração Inovações que mudam a vida das pessoas Fui expulso, mas tenho um filho menor a cargo a viver em Portugal. Podem recusar-me a entrada? Sim. A residência de filhos menores em Portugal é apenas

Leia mais

MENSAGEM DE ANO NOVO. Palácio de Belém, 1 de Janeiro de 2008

MENSAGEM DE ANO NOVO. Palácio de Belém, 1 de Janeiro de 2008 MENSAGEM DE ANO NOVO Palácio de Belém, 1 de Janeiro de 2008 Portugueses No primeiro dia deste Novo Ano, quero dirigir a todos uma saudação amiga e votos de boa saúde e prosperidade. Penso especialmente

Leia mais

As dividas das empresa à Segurança Social disparam com o governo de Sócrates Pág. 1

As dividas das empresa à Segurança Social disparam com o governo de Sócrates Pág. 1 As dividas das empresa à Segurança Social disparam com o governo de Sócrates Pág. 1 AS DIVIDAS DAS EMPRESAS À SEGURANÇA SOCIAL DISPARAM COM O GOVERNO DE SÓCRATES: - só em 2006 a Segurança Social perdeu

Leia mais

REGULAMENTO ABRIL/2011

REGULAMENTO ABRIL/2011 REGULAMENTO ABRIL/2011 Regulamento dos Voluntários com Asas Í NDICE Pág. 1. Constituição 2 2. Grupo Dinamizador GD 2.1. Missão.. 2 2.2. Obrigações e Atribuições.. 2 2.3. Funcionamento. 3 3. Membros dos

Leia mais

14. Convenção Relativa à Citação e à Notificação no Estrangeiro dos Actos Judiciais e Extrajudiciais em Matéria Civil e Comercial

14. Convenção Relativa à Citação e à Notificação no Estrangeiro dos Actos Judiciais e Extrajudiciais em Matéria Civil e Comercial 14. Convenção Relativa à Citação e à Notificação no Estrangeiro dos Actos Judiciais e Extrajudiciais em Matéria Civil e Comercial Os Estados signatários da presente Convenção, desejando criar os meios

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

1. Greve no Metro de Lisboa, Antena 1 - Notícias, 25-05-2015 1. 2. Greve no Metro de Lisboa, Antena 1 - Notícias, 25-05-2015 2

1. Greve no Metro de Lisboa, Antena 1 - Notícias, 25-05-2015 1. 2. Greve no Metro de Lisboa, Antena 1 - Notícias, 25-05-2015 2 Radios_25_Maio_2015 Revista de Imprensa 1. Greve no Metro de Lisboa, Antena 1 - Notícias, 25-05-2015 1 2. Greve no Metro de Lisboa, Antena 1 - Notícias, 25-05-2015 2 3. PS quer alterar o Código do IVA,

Leia mais

1 A INEFICIENCIA ENERGÉTICA EM PORTUGAL AGRAVA A CRISE ECONÓMICA E SOCIAL

1 A INEFICIENCIA ENERGÉTICA EM PORTUGAL AGRAVA A CRISE ECONÓMICA E SOCIAL Ineficiência energética agrava a crise económica e social em Portugal Pág. 1 A INEFICIENCIA ENERGÉTICA EM PORTUGAL AGRAVA A CRISE ECONÓMICA E SOCIAL RESUMO DESTE ESTUDO A baixa eficiência como é utilizada

Leia mais

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação?

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Índice Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Como efectuar uma operação de confirmação de estimativas? Como aceder ao Serviço de Certificação

Leia mais

DIRECTIVA 93/109/CE, 6 DEZEMBRO 1993

DIRECTIVA 93/109/CE, 6 DEZEMBRO 1993 DIRECTIVA 93/109/CE, 6 DEZEMBRO 1993 SISTEMA DE EXERCÍCIO DO DIREITO DE VOTO E DE ELEGIBILIDADE NAS ELEIÇÕES PARA O PARLAMENTO EUROPEU DOS CIDADÃOS DA UNIÃO EUROPEIA RESIDENTES NUM ESTADO-MEMBRO DE QUE

Leia mais

(Só faz fé a versão proferida)

(Só faz fé a versão proferida) Exmo. Senhor Presidente do Centro Desportivo e Cultural de Londres, Exmo. Senhor Embaixador, Exmo. Senhor Cônsul Geral, Exmo. Senhor Adido Social, Exmo. Senhor Conselheiro das Comunidades Madeirenses,

Leia mais

PHC Mensagens SMS. Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC

PHC Mensagens SMS. Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC PHCMensagens SMS DESCRITIVO O módulo PHC Mensagens SMS permite o envio de mensagens a múltiplos destinatários em simultâneo, sem ser necessário criar e enviar uma a uma. Comunique com mais sucesso: ganhe

Leia mais

Ganhar o Futuro com (a) Educação

Ganhar o Futuro com (a) Educação Começo por congratular todos os deputados, na pessoa da nossa Presidente, e, todos os membros do XI Governo, na pessoa do seu Presidente, certa que em conjunto faremos um trabalho profícuo para bem das

Leia mais

directamente o estabelecimento e o funcionamento do mercado interno; Considerando que é pois necessário criar um certificado complementar de

directamente o estabelecimento e o funcionamento do mercado interno; Considerando que é pois necessário criar um certificado complementar de Regulamento (CEE) nº 1768/92 do Conselho, de 18 de Junho de 1992, relativo à criação de um certificado complementar de protecção para os medicamentos Jornal Oficial nº L 182 de 02/07/1992 p. 0001-0005

Leia mais

Em primeiro lugar, gostaria, naturalmente, de agradecer a todos, que se disponibilizaram, para estar presentes nesta cerimónia.

Em primeiro lugar, gostaria, naturalmente, de agradecer a todos, que se disponibilizaram, para estar presentes nesta cerimónia. Cumprimentos a todas as altas individualidades presentes (nomeando cada uma). Caras Colegas, Caros Colegas, Minhas Senhoras, Meus Senhores, Meus Amigos Em primeiro lugar, gostaria, naturalmente, de agradecer

Leia mais

REGULAMENTO HORÁRIO DE TRABALHO (Aprovado na reunião do Executivo Municipal de 10/12/2007)

REGULAMENTO HORÁRIO DE TRABALHO (Aprovado na reunião do Executivo Municipal de 10/12/2007) REGULAMENTO HORÁRIO DE TRABALHO (Aprovado na reunião do Executivo Municipal de 10/12/2007) CAPÍTULO I NORMAS GERAIS Artigo 1.º Legislação Habilitante Lei nº 23/2004, de 22 de Junho; Decreto-Lei nº 100/99.

Leia mais

Convenção n.º 87 CONVENÇÃO SOBRE A LIBERDADE SINDICAL E A PROTECÇÃO DO DIREITO SINDICAL

Convenção n.º 87 CONVENÇÃO SOBRE A LIBERDADE SINDICAL E A PROTECÇÃO DO DIREITO SINDICAL Convenção n.º 87 CONVENÇÃO SOBRE A LIBERDADE SINDICAL E A PROTECÇÃO DO DIREITO SINDICAL A Conferência Geral da Organização Internacional do Trabalho, convocada em S. Francisco pelo conselho de administração

Leia mais

Acelerar a resolução de litígios entre empresas e chamar arbitragens internacionais a Portugal são dois propósitos do novo quadro legal

Acelerar a resolução de litígios entre empresas e chamar arbitragens internacionais a Portugal são dois propósitos do novo quadro legal RESOLUÇÃO ALTERNATIVA DE LITÍGIOS Arbitragem voluntária tem nova lei a boleia da troika Acelerar a resolução de litígios entre empresas e chamar arbitragens internacionais a Portugal são dois propósitos

Leia mais

Novo Aeroporto de Lisboa e privatização da ANA

Novo Aeroporto de Lisboa e privatização da ANA Novo Aeroporto de Lisboa e privatização da ANA O turismo de Portugal não precisa de uma cidade aeroportuária nem de um mega aeroporto; O desenvolvimento do turismo de Portugal, num quadro de coesão territorial

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 125/IX ACESSO UNIVERSAL À INTERNET EM BANDA LARGA. Exposição de motivos

PROJECTO DE LEI N.º 125/IX ACESSO UNIVERSAL À INTERNET EM BANDA LARGA. Exposição de motivos PROJECTO DE LEI N.º 125/IX ACESSO UNIVERSAL À INTERNET EM BANDA LARGA Exposição de motivos Segundo a Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM), existiam quase 4 milhões (3 912 000) de utilizadores da

Leia mais

VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL, S.R. DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL Despacho n.º 751/2009 de 9 de Julho de 2009

VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL, S.R. DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL Despacho n.º 751/2009 de 9 de Julho de 2009 VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL, S.R. DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL Despacho n.º 751/2009 de 9 de Julho de 2009 O Decreto Regulamentar n.º 84-A/2007, de 10 de Dezembro, estabeleceu o enquadramento

Leia mais

SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL

SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL Manual de Utilização Direcção dos Serviços de Economia do Governo da RAEM Novembro de 2014 SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL Manual

Leia mais

Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal

Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal À margem do Fórum promovido pela Associação Mais Portugal Cabo Verde, que o trouxe

Leia mais

GUIA PRÁTICO CARTÃO EUROPEU DE SEGURO DE DOENÇA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO CARTÃO EUROPEU DE SEGURO DE DOENÇA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO CARTÃO EUROPEU DE SEGURO DE DOENÇA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Cartão Europeu de Seguro de Doença (N39 - v4.07) PROPRIEDADE Instituto da Segurança

Leia mais

Bom dia, Senhoras e Senhores. Introdução

Bom dia, Senhoras e Senhores. Introdução Bom dia, Senhoras e Senhores Introdução Gostaria de começar por agradecer o amável convite que o Gabinete do Parlamento Europeu em Lisboa me dirigiu para participar neste debate e felicitar os organizadores

Leia mais

Entrevista com Clínica Maló. Paulo Maló CEO. www.clinicamalo.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com Clínica Maló. Paulo Maló CEO. www.clinicamalo.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com Clínica Maló Paulo Maló CEO www.clinicamalo.pt Com quality media press para LA VANGUARDIA Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As respostas que aqui figuram em linguagem

Leia mais

Percepção de Portugal no mundo

Percepção de Portugal no mundo Percepção de Portugal no mundo Na sequência da questão levantada pelo Senhor Dr. Francisco Mantero na reunião do Grupo de Trabalho na Aicep, no passado dia 25 de Agosto, sobre a percepção da imagem de

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 390/XI/1.ª SERVIÇO UNIVERSAL DE ACESSO À INTERNET EM BANDA LARGA

PROJECTO DE LEI N.º 390/XI/1.ª SERVIÇO UNIVERSAL DE ACESSO À INTERNET EM BANDA LARGA Grupo Parlamentar PROJECTO DE LEI N.º 390/XI/1.ª SERVIÇO UNIVERSAL DE ACESSO À INTERNET EM BANDA LARGA Exposição de motivos O acesso à internet assume hoje um papel crucial na nossa sociedade, devendo

Leia mais

PREÇO VS. SERVIÇO. Imagem das Agências de Viagens

PREÇO VS. SERVIÇO. Imagem das Agências de Viagens Análise Imagem das Agências de Viagens PREÇO VS. SERVIÇO Os portugueses que já recorreram aos serviços de uma Agência de Viagens fizeram-no por considerar que esta é a forma de reservar viagens mais fácil

Leia mais

Diário da República, 1.ª série N.º 145 29 de Julho de 2008 5106-(19)

Diário da República, 1.ª série N.º 145 29 de Julho de 2008 5106-(19) Diário da República, 1.ª série N.º 145 29 de Julho de 2008 5106-(19) Portaria n.º 701-E/2008 de 29 de Julho O Código dos Contratos Públicos consagra a obrigação das entidades adjudicantes de contratos

Leia mais

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projecto de Lei n.º 46/XII/1.ª

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projecto de Lei n.º 46/XII/1.ª PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar Projecto de Lei n.º 46/XII/1.ª Tributa as mais-valias mobiliárias realizadas por Sociedades Gestores de Participações Sociais (SGPS), Sociedades de Capital

Leia mais

SINDICATO DOS JOGADORES PROFISSIONAIS DE FUTEBOL

SINDICATO DOS JOGADORES PROFISSIONAIS DE FUTEBOL SINDICATO DOS JOGADORES PROFISSIONAIS DE FUTEBOL PROPOSTA DE ALTERAÇÃO QUADROS COMPETITIVOS NACIONAIS A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) apresentou, a 4 de Abril de 2005, uma proposta de alteração

Leia mais

Plano a Médio Prazo e Orçamento 2005. Intervenção no Plenário Assembleia Legislativa da R.A.A. 5 a 8 de Abril de 2005

Plano a Médio Prazo e Orçamento 2005. Intervenção no Plenário Assembleia Legislativa da R.A.A. 5 a 8 de Abril de 2005 Plano a Médio Prazo e Orçamento 2005 Intervenção no Plenário Assembleia Legislativa da R.A.A. 5 a 8 de Abril de 2005 Senhor Presidente da ALRAA Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente do Governo

Leia mais

O PÓS-GUERRA E A CRIAÇÃO DA 1ª COMUNIDADE

O PÓS-GUERRA E A CRIAÇÃO DA 1ª COMUNIDADE O PÓS-GUERRA E A CRIAÇÃO DA 1ª COMUNIDADE Durante muito tempo os países da Europa andaram em guerra. A segunda Guerra Mundial destruiu grande parte do Continente Europeu. Para evitar futuras guerras, seria

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CUIDADOS PALIATIVOS. Núcleo da Região Autónoma dos Açores Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos NRA - APCP

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CUIDADOS PALIATIVOS. Núcleo da Região Autónoma dos Açores Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos NRA - APCP ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CUIDADOS PALIATIVOS Núcleo da Região Autónoma dos Açores Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos NRA - APCP abril de 2012 Núcleo Regional dos Açores da Associação Portuguesa

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Vice - Presidência do Governo Gabinete do Vice-Presidente

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Vice - Presidência do Governo Gabinete do Vice-Presidente Senhor Presidente da Assembleia Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente Senhora e Senhores Membros do Governo Permitam-me que, pela primeira vez que tenho a honra de intervir nesta Assembleia,

Leia mais

TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO

TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO INDICE 1 NOTA PRÉVIA 3 2 LINHAS DE ORIENTAÇÃO ESTRATÉGICA 4 3 PLANO DE FORMAÇÃO 4 4 FREQUÊNCIA DE ACÇÕES DE FORMAÇÃO 6

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO CAMBIAL ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA DE CABO VERDE

ACORDO DE COOPERAÇÃO CAMBIAL ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA DE CABO VERDE Decreto n.º 24/98 Acordo de Cooperação Cambial entre a República Portuguesa e a República de Cabo Verde e o Protocolo para o Estabelecimento da Comissão do Acordo de Cooperação Cambial Nos termos da alínea

Leia mais

(Aprovado em sessão do Plenário de 04.06.93 e publicado no D.R., II Série, n.º 204, de 31.08.93)

(Aprovado em sessão do Plenário de 04.06.93 e publicado no D.R., II Série, n.º 204, de 31.08.93) REGULAMENTO INTERNO DA COMISSÃO PERMANENTE DE CONCERTAÇÃO SOCIAL (Aprovado em sessão do Plenário de 04.06.93 e publicado no D.R., II Série, n.º 204, de 31.08.93) CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS Artigo 1.

Leia mais

Conselho Municipal de Educação

Conselho Municipal de Educação 1 Regimento do (CME) do Município de Vila Nova de Paiva A Lei 159/99, de 14 de Setembro estabelece no seu artigo 19, n.º2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os conselhos locais

Leia mais

Sacerdotes do Coração de Jesus Dehonianos. Província Portuguesa. Estatutos da Associação dos Leigos Voluntários Dehonianos

Sacerdotes do Coração de Jesus Dehonianos. Província Portuguesa. Estatutos da Associação dos Leigos Voluntários Dehonianos Sacerdotes do Coração de Jesus Dehonianos Província Portuguesa Estatutos da Associação dos Leigos Voluntários Dehonianos CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE E FINS Artigo 1º Denominação A ASSOCIAÇÃO DOS LEIGOS

Leia mais

III Fórum Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis 15 de Outubro de 2010, Ponta Delgada, Açores Saúde em Todas as Políticas Locais

III Fórum Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis 15 de Outubro de 2010, Ponta Delgada, Açores Saúde em Todas as Políticas Locais III Fórum Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis 15 de Outubro de 2010, Ponta Delgada, Açores Saúde em Todas as Políticas Locais I Sessão Plenária: Saúde em Todas as Políticas Locais Reduzir as Desigualdades

Leia mais

Restituição de cauções aos consumidores de electricidade e de gás natural Outubro de 2007

Restituição de cauções aos consumidores de electricidade e de gás natural Outubro de 2007 Restituição de cauções aos consumidores de electricidade e de gás natural Outubro de 2007 Ponto de situação em 31 de Outubro de 2007 As listas de consumidores com direito à restituição de caução foram

Leia mais

Antes de mais gostaria, Sr. Presidente, de desejar-lhe os maiores sucessos no exercício das suas funções, bem como ao jovem IX Governo Regional dos

Antes de mais gostaria, Sr. Presidente, de desejar-lhe os maiores sucessos no exercício das suas funções, bem como ao jovem IX Governo Regional dos Antes de mais gostaria, Sr. Presidente, de desejar-lhe os maiores sucessos no exercício das suas funções, bem como ao jovem IX Governo Regional dos Açores que agora inicia o seu mandato. Sr. Presidente,

Leia mais

ALOCUÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO KAY RALA XANANA GUSMÃO POR OCASIÃO DA INAUGURAÇÃO DA MATERNIDADE-ESCOLA DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

ALOCUÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO KAY RALA XANANA GUSMÃO POR OCASIÃO DA INAUGURAÇÃO DA MATERNIDADE-ESCOLA DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE GABINETE DO PRIMEIRO-MINISTRO ALOCUÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO KAY RALA XANANA GUSMÃO POR OCASIÃO DA INAUGURAÇÃO DA MATERNIDADE-ESCOLA DE NOSSA SENHORA

Leia mais

As Estatísticas do Banco de Portugal, a Economia e as Empresas

As Estatísticas do Banco de Portugal, a Economia e as Empresas 30 11 2012 As Estatísticas do Banco de Portugal, a Economia e as Empresas Teodora Cardoso 1ª Conferência da Central de Balanços Porto, 13 Dezembro 2010 O Banco de Portugal e as Estatísticas O Banco de

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NOTA JUSTIFICATIVA

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NOTA JUSTIFICATIVA NOTA JUSTIFICATIVA Em conformidade com os poderes regulamentares que lhes são atribuídos pelos artigos 112º n.º 8 e 241º da Lei Constitucional, devem os Municípios aprovar os respectivos regulamentos municipais,

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES COMISSÃO DE POLÍTICA GERAL INTRODUÇÃO

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES COMISSÃO DE POLÍTICA GERAL INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO A Comissão de Política Geral reuniu no dia 11 de junho de 2014, na delegação de Ponta Delgada da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, a fim de apreciar, relatar e dar parecer

Leia mais

Regulamento Interno da PROMUNDO Associação de Educação, Solidariedade e Cooperação Internacional

Regulamento Interno da PROMUNDO Associação de Educação, Solidariedade e Cooperação Internacional Regulamento Interno da PROMUNDO Associação de Educação, Solidariedade e Cooperação Internacional Capítulo I Objecto e Âmbito do Regulamento Interno Artigo 1º O presente Regulamento tem como objecto a PROMUNDO

Leia mais

Guião de apoio para divulgação junto da Comunicação Social

Guião de apoio para divulgação junto da Comunicação Social Semana da Liberdade de Escolha da Escola / School Choice Week & I Conferência da Liberdade de Escolha da Escola / 1st School Choice Conference Guião de apoio para divulgação junto da Comunicação Social

Leia mais

Manual de Pedido de Matrícula em Disciplinas pelo Q-Acadêmico WEB

Manual de Pedido de Matrícula em Disciplinas pelo Q-Acadêmico WEB Manual de Pedido de Matrícula em Disciplinas pelo Q-Acadêmico WEB Área Responsável Implantação Preparado por: Leonardo Moulin Franco 27 de maio de 2009 Revisão 00 TABELA DE REVISÃO DESTE MANUAL REVISÃO

Leia mais

27. Convenção da Haia sobre a Lei Aplicável aos Contratos de Mediação e à Representação

27. Convenção da Haia sobre a Lei Aplicável aos Contratos de Mediação e à Representação 27. Convenção da Haia sobre a Lei Aplicável aos Contratos de Mediação e à Representação Os Estados signatários da presente Convenção: Desejosos de estabelecer disposições comuns sobre a lei aplicável aos

Leia mais

ELEIÇÕES REGIONAIS ELEIÇÃO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA

ELEIÇÕES REGIONAIS ELEIÇÃO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA ELEIÇÕES REGIONAIS 2 0 1 5 ELEIÇÃO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA O que é uma eleição? Uma eleição é quando votamos para escolher quem nos vai representar e falar em nosso nome.

Leia mais

COMBATE AO TRABALHO INFANTIL Nota de Imprensa

COMBATE AO TRABALHO INFANTIL Nota de Imprensa COMBATE AO TRABALHO INFANTIL Nota de Imprensa No próximo dia 12 de Junho, comemora-se o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil. O PETI e o Escritório da OIT Organização Internacional do Trabalho em

Leia mais

MUNICÍPIO DE PALMELA CÂMARA MUNICIPAL

MUNICÍPIO DE PALMELA CÂMARA MUNICIPAL MUNICÍPIO DE PALMELA CÂMARA MUNICIPAL EDITAL Nº 09/DAF-DAG/2009 ----- ANA TERESA VICENTE CUSTÓDIO DE SÁ, na qualidade de Presidente da Câmara Municipal de Palmela: --------------------------------------------------------------------------

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º /X SERVIÇO UNIVERSAL DE ACESSO À INTERNET EM BANDA LARGA. Exposição de motivos

PROJECTO DE LEI N.º /X SERVIÇO UNIVERSAL DE ACESSO À INTERNET EM BANDA LARGA. Exposição de motivos Grupo Parlamentar PROJECTO DE LEI N.º /X SERVIÇO UNIVERSAL DE ACESSO À INTERNET EM BANDA LARGA Exposição de motivos O enorme atraso na democratização do acesso à internet é um motivo de preocupação para

Leia mais

Reestruturar o Sector Empresarial do Estado

Reestruturar o Sector Empresarial do Estado PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 458/XI/2.ª Reestruturar o Sector Empresarial do Estado A descrição de carácter económico-financeiro apresentada na próxima secção não deixa dúvidas sobre a absoluta necessidade

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO PARA A EMISSÃO DE PARECERES DO CLAS

REGULAMENTO INTERNO PARA A EMISSÃO DE PARECERES DO CLAS REGULAMENTO INTERNO PARA A EMISSÃO DE PARECERES DO CLAS (Enquadramento) Conforme o disposto na Resolução do Conselho de Ministros nº. 197/97, de 18 de Novembro e no Despacho Normativo nº. 8/2, de 12 de

Leia mais

(Comunicações) PARLAMENTO EUROPEU

(Comunicações) PARLAMENTO EUROPEU 4.8.2011 Jornal Oficial da União Europeia C 229/1 II (Comunicações) COMUNICAÇÕES DAS INSTITUIÇÕES, ÓRGÃOS E ORGANISMOS DA UNIÃO EUROPEIA PARLAMENTO EUROPEU Regulamento da Conferência dos Órgãos Especializados

Leia mais

MENSAGEM DE ANO NOVO DE SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA REPÚBLICA

MENSAGEM DE ANO NOVO DE SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA REPÚBLICA MENSAGEM DE ANO NOVO DE SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Palácio de Belém, 1 de Janeiro de 2012 Boa noite, A todos os Portugueses desejo um Bom Ano Novo, feito de paz e de esperança. O ano que

Leia mais