MANUAL DO SOFTWARE STARDUST HOST

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DO SOFTWARE STARDUST HOST"

Transcrição

1 VERSÃO

2 MANUAL DO SOFTWARE STARDUST HOST Direitos Autorais 1999, 2002, Respironics, Inc. Todos os direitos reservados. As informações contidas neste documento são de propriedade da Respironics, Inc. Exceto quando especificamente autorizado por escrito pela Respironics, o possuidor deste documento (1) deve manter confidenciais todas as informações contidas no presente e deve proteger as mesmas, totalmente ou em parte, contra revelação e disseminação a terceiros e (2) deve usar o mesmo somente para fins de operação e manutenção. Todas as informações contidas neste documento estão sujeitas a alteração sem aviso. A Respironics se reserva o direito de fazer alterações no design do equipamento ou componentes do programa, tais como progressos nos método de desenvolvimento e fabricação, ou outras circunstâncias. Observe que, neste manual, Stardust se refere ao registrador Stardust original ou o registrador Stardust II, a não ser que especificado de outra maneira. Stardust, Respironics e o logo Respironics são marcas registradas da Respironics, Inc. Todas as outras marcas são de propriedade de suas respectivas empresas. Consulte o CD de instalação para obter uma cópia eletrônica deste manual e um arquivo readme.txt contendo informações atualizadas sobre o produto para usuário do software Stardust Host. i

3 ii

4 Índice 1. INTRODUÇÃO AO SISTEMA STARDUST INTRODUÇÃO Registrador Stardust Software Stardust Host LICENÇA DO SOFTWARE PRÉ-REQUISITOS DO USUÁRIO CONVENÇÕES UTILIZADAS NESTE MANUAL AVISOS E ADVERTÊNCIAS INSTALAÇÃO, INICIALIZAÇÃO E DESINSTALAÇÃO DO SOFTWARE STARDUST HOST 2.1. ESPECIFICAÇÕES RECOMENDADAS PARA O SISTEMA INSTALAÇÃO DO SOFTWARE STARDUST HOST O QUE O PROGRAMA DE INSTALAÇÃO FAZ COMO ACESSAR O SOFTWARE STARDUST HOST REMOÇÃO DO SOFTWARE STARDUST HOST (DESINSTALAÇÃO) COMO NAVEGAR NO SOFTWARE STARDUST HOST INTRODUÇÃO MENU PRINCIPAL Menus Barras de Ferramentas PERSONALIZAÇÃO DO STARDUST HOST INTRODUÇÃO CONFIGURAÇÃO DOS PARÂMETROS DE COMUNICAÇÃO CONFIGURAÇÃO DAS CONFIGURAÇÕES DE PROGRAMA CONFIGURAÇÃO DE OUTRAS OPÇÕES 4-4 iii

5 5. CONFIGURAÇÃO DOS PARÂMETROS DEVARREDURA INTRODUÇÃO PARÂMETROS DE DETECÇÃO DE HIPOPNÉIA Prioridade para Apnéias Início (Queda para%) Final (Retornar para%) Duração Máxima (seg) Duração Mínima (seg) PARÂMETROS DE DETECÇÃO DE FREQUÊNCIA CARDÍACA Limiar de Bradicardia (%) Limiar de Taquicardia (%) FINALIZAÇÃO DOS PARÂMETROS DE VARREDURA CONFIGURAÇÃO DOS PARÂMETROS DE APRESENTAÇÃO INTRODUÇÃO SELEÇÃO DE OPÇÕES DE APRESENTAÇÃO Opção de Apresentação de Período de Falha Opção de Apresentação de Grade Opção de Apresentação de Barra de Ferramentas Grande OPÇÕES DE APRESENTAÇÃO DE DADOS Filtros de Eventos Eventos Personalizados Opções de Aparência AQUISIÇÃO DE DADOS INTRODUÇÃO CONEXÃO DO REGISTRADOR AO COMPUTADOR INICIALIZAÇÃO DO DISPOSITIVO DE REGISTRO Informações do Sistema Informações do Paciente Botões CONFIGURAÇÕES AVANÇADAS DO REGISTRADOR STARDUST Informçãoes do Sistema Uso do LED de Erro Piscante VISUALIZAÇÃO DE DADOS EM TEMPO REAL 7-6 iv

6 Tela de Dados Brutos em Tempo Real Finalização da Visualização de Dados em Tempo Real COMO DESCARREGAR DADOS ARMAZENADOS CÓPIAS RESERVAS DE DADOS INTRODUÇÃO CÓPIA RESERVA AUTOMÁTICA Opções de Cópia Reserva Remoção de Opções COMO FAZER CÓPIAS RESERVAS EM UMA REDE UTILIDADE DE ARQUIVO DE PACIENTE Como Usar a Utilidade de Arquivo de Paciente Envio ou Recebimento de Estudos por VISUALIZAÇÃO DE DADOS DESCARREGADOS INTRODUÇÃO SELEÇÃO DE UM ESTUDO PARA VISUALIZAR Comoo Navegar na Lista de Pastas de Pacientes Remoção de um Estudo VISUALIZAÇÃO DE TELAS DE DADOS TELA DE REGISTRO Teclas da Tela de Registro Menu da Tela de Registro TELA DE DADOS BRUTOS Navegação da Tela de Dados Brutos Modificação da Tela de Dados Brutos TELA DE TENDÊNCIAS DE 10 HORAS Configuração de Luzes Ligadas e Luzes Desligadas Modificação da Tela de Tendência de 10 Horas TELA DE TENDÊNCIAS DE 1 HORA TELA DE TENDÊNCIAS/DADOS BRUTOS LISTA DE EVENTOS TELA DE LISTA DE EVENTOS/DADOS BRUTOS Validação de Dados Coordenação de Telas 9-23 v

7 10. MARCAÇÃO AUTOMÁTICA DE EVENTOS INTRODUÇÃO APNÉIAS HIPOPNÉIAS EVENTOS DE FREQUÊNCIA CARDÍACA DESSATURAÇÃO INDEPENDENTE MARCAÇÃO MANUAL E VALIDAÇÃO DE EVENTOS INTRODUÇÃO CONCEITO DE VALIDAÇÃO MÉTODOS DE VALIDAÇÃO Validação de Forma Livre Validação de Tipo de Evento Validação Seriada Resumo de Teclas de Validação EFEITOS DA VALIDAÇÃO VALIDAÇÃO E MARCAÇÃO DE EVENTOS Confirmação ou Validação de um Evento Como Deletar ou Invalidaar um Evento Alteração de um Tipo de Evento Respiratório Adição de um Evento Alteração de Posição e Duração de um Evento Períodos de Falha Marcação de Períodos de Falha MARCAÇÃO DE EVENTOS DE DESSATURAÇÃO, FREQUÊNCIA CARDÍACA MARCAÇÃO DE VENTOS PERSONALIZADOS RELATÓRIO DE ANÁLISE STARDUST INTRODUÇÃO CRIAÇÃO DE UM RELATÓRIO STARDUST RELATÓRIO ABRANGENTE STARDUST Seção de Informações de Regsitro de Análise Seção de Configurações Técnicas 12-3 vi

8 Seção de Eventos Respiratórios Seção de Resumo de Freqüência Cardíaca Seção de Resumo de Oximetria Seção de Resumo de Posição do Corpo Seção de Resumo de Ronco Seção de Resumo de Terapia Seção de Lista de Eventos RELATÓRIO DE RESUMO STARDUST EM FORMATO PAISAGEM RELATÓRIO DE RESUMO DO STARDUT EM FORMATO RETRATO RELATÓRIO DE TERAPIA STARDUST (SEM ALERTAS DE EVENTOS) RELATÓRIO DE TERAPIA STARDUST COM ALERTAS DE EVENTOS APÊNDICE A. RELATÓRIOS PERSONALIZADOS A-1 A.1. INTRODUÇÃO A-1 A.2. DESCRIÇÃO DE UM ARQUIVO DE ESTRUTURA DE RELATÓRIO A-1 A.2.1. Números de Campo A-2 A.3. COMANDOS A-2 A.3.1. Comentários a-2 A.3.2. Gráficos A-2 A.3.3. Comandos Condicionais A-4 A.3.4. Comandos de Eventos A-4 A.3.5. Comandos de Deslocamento A-7 A.3.6. Seleção de Relatório no Stardust A-8 APÊNDICE B. EXPORTAÇÃO DE DADOS B-1 B1. INTRODUÇÃO B- 1 B.2. VERIFICAÇÃO DE DIRETÓRIO B-1 B.3. FORMATAÇÃO DE DADOS B-1 B.4. CRIAÇÃO DE UM ARQUIVO DE BASES DE DADOS B-2 vii

9 1-1 1 INTRODUÇÃO AO SISTEMA STARDUST 1.1. INTRODUÇÃO Este manual cobre a instalação, inicialização e operação do software Stardust Host da Respironics. A operação do registrador Stardust e do registrador Stardust II são cobertos em manuais separados. O sistema Stardust é um sistema diagnóstico portátil desenvolvido para registrar dados fisiológicos de pacientes adultos durante o sono e para auxiliar Profissionais de Saúde no diagnóstico de distúrbios respiratórios relacionados ao sono. O sistema consiste em um dispositivo de gravação, sensores e software host. Para obter uma lista de sensores, consulte o manual do registrador apropriado Registrador Stardust O dispositivo de registro (Registrador Stardust ou registrador Stardust II) amplifica, filtra, digitaliza e armazena várias entradas fisiológicas, e então se comunica com o software Stardust Host por uma conexão serial a um computador que possui o software Stardust Host carregado. O registrador pode então ser conectado aos dispositivos de terapia por pressão da Respironics citados a seguir. As versões mínimas do hardware e software do dispositivo suportadas pelo sistema Stardust são listadas entre parênteses após o nome do dispositivo: Virtuoso LX (software v. 1.3, hardware v. 3) Virtuoso LX Choice (qualquer hardware ou software lançado) Tranquility Auto (qualquer hardware ou software lançado) Synchrony (qualquer hardware ou software lançado) requer Stardust II BiPAP Pro (software v.3, qualquer hardware lançado) requer Stardust II REMStar Auto (software v.2.2. recomendado) requer Stardust II. Observação: Software v. 2.1 é suportado, mas não fornecerá alertas de eventos NR ou FL O registrador Stardust II pode receber e armazenar os seguintes alertas de eventos de dispositivos de terapia (tais como CPAP, AutoCPAP, ou Bilevel) que indicam condições respiratórias: SN (ronco) FL (limitação de fluxo) HY (hipopnéia) AO (apnéia obstrutiva) NRT (hipopnéia ou apnéia não responsiva) Quando o registrador Stardust não está conectado a um dispositivo de terapia, e uma cânula de pressão é utilizada, o registrador Stardust II marca condições de ronco com um aviso SN (ronco). Observação: Diferentemente de eventos marcados no software Stardust Host, alertas de eventos não contêm duração. Porém, podem ocorrer alertas consecutivos apresentados nos Dados Brutos que se correlacionam a um evento individual.

10 Software Stardust Host O software Stardust Host é um programa Windowes desenvolvido para monitorar, apresentar, processar, descarregar e organizar dados polissonográficos registrados com o dispositivo registrador Stardust. Os dados armazenados no software são classificados por nome de paciente. Uma base de dados mantém o rastreamento do histórico de registro de dados para cada paciente. Um modo de dados de tempo real permite a você apresentar dados de paciente em tempo real em uma resolução de apresentação consistente com as especificações de hardware do computador. Através do software Stardust Host, dados brutos descarregados podem ser visualizados em vários formatos de montagem e tempo. Uma visão detalhada do registro pode ser realizada navegando-se através dos dados. Você pode selecionar os canais apresentados na tela e alterar a cor dos dados brutos. Padrões globais ou tendências para registro podem ser visualizados através do uso de telas de tendências de 1 hora ou 10 horas. O software Stardust Host possui detecção de eventos para eventos fisiológicos tais como apnéia, hipopnéia e eventos de frequência de pulso. Eventos podem também ser distinguidos de acordo com seu contexto, por exemplo, uma apnéia com uma frequência de pulso associada ou redução de saturação. O software Stardust Host pode também apresentar alertas recebidos de alguns dispositivos de terapia a fim de indicar condições respiratórias tais como apnéia, hipopnéia, apnéia não responsiva, limitação de fluxo e ronco. Você pode validar eventos detectados, adicionar eventos adicionais, eventos remotos ou alterar o tipo de evento, duração, ou posição de um evento detectado. Baseado na validação, o software Stardust Host computa estatísticas de resumo relevantes. A estatística pode ser apresentada na tela e ser compilada em relatórios padrão personalizáveis incluídos com o software. Os relatórios podem ser impressos ou apresentados para revisão na tela LICENÇA DO SOFTWARE Leia este contrato de licença cuidadosamente antes de abrir a embalagem contendo os discos do software Stardust Host. Se você não desejar ficar ligado pelos termos deste contrato de licença, você deve devolver o pacote de discos de software e material associado à Respironics. Inc, para obter reembolso de qualquer taxa de licença que você tenha pago. Após quebra da embalagem selada contendo os discos de software, o licenciado ( Licenciado ) do software, conforme apresentado no pedido de compra da Respironics, Inc para o software Stardust Host na forma de um código de objeto legível à máquina ( software ) deve receber uma licença intransferível e não exclusiva, perpétua para usar o Software somente de acordo e juntamente com o sistema Stardust. No evento do Licenciado não pagar à Respironics a taxa de licença do software, a licença pode ser revogada pela Respironics, Inc a qualquer momento a critério único da Respironics Inc. A licença do software restringe o Licenciado a utilizar o software e aceitar e apresentar dados recebidos unicamente por componentes e acessórios do sistema Stardust. O Licenciado é o único usuário autorizado do Software, e o software não pode ser copiado, transferido (totalmente ou em parte, por operação da lei ou outra forma), sublicenciado, revelado, publicado, traduzido, liberado ou distribuído a outros. O Licenciado pode usar o Software somente em um computador único próprio, obtido por leasing ou então controlado pelo Licienciado. O licenciado não pode modificar, adaptar, traduzir, reverter a engenharia, descompilar, desmontar ou criar trabalhos derivados baseados no software. O Licenciado não pode modificar, adaptar, traduzir ou criar trabalhos derivados baseados na documentação do Software e materiais relacionados, sem o consentimento por escrito prévio da Respironics, Inc.

11 1-3 No evento do Licenciado romper ou tentar romper os termos desta licença, a licença será automaticamente e imediatamente terminada. No evento de terminação por qualquer razão, o Licenciado deve devolver o Software e toda documentação e outros materiais relacionados a este à Respinonics, Inc, imediatamente, incluindo todas as cópias do mesmo. Os termos desta Licença de Software devem sobrevider qualquer terminação da licença concedida por meio deste. A Respirnonics Inc reserva todos os direitos não concedidos expressamente ao Licenciado. Título, propriedade e todos os direitos e interesses em qualquer software e firmware relacionado, documentação e material escrito relacionado a este, e todas as cópias de qualquer dos acima, permanecem em todos os momentos como propiedade da Respironics, Inc e não passam ao Licenciado. A compra do dispositivo do Sistema Stardust não carrega com ele qualquer licença expressa ou implícita para obtenção de partes de reposição que poderiam, isoladamente ou em combinação com o sistema Stardust, cair dentro da abrangência de uma ou mais das patentes relacionadas a este dispositivo. O Software/Firmware e a documentação e materais que acompanham possuem proteção de direitos autorais. Cópia não autorizada do Software, incluindo Software que tenha sido modificado, fundido ou incluído a outro software, ou outro material é expressamente proibida. O Licenciado pode ser considerado legalmente responsável por qualquer infração que seja causada por falha do Licenciado em aderir aos termos destra licença. Nada nesta licença fornece qualquer direito além dos fornecidos pela 17 U.S.C O Software/firmware e documentação que acompanha e materiais são fornecidos com os DIREITOS RESTRITOS. O uso, duplicação ou revelação pelo governo é sujeito a restrições, conforme descrito no parágrafo (c) (1) (ii) na cláusula dos Direitos de Dados Técnicos e Software de Computador na DFARS O Contratado/Fabricante é a Respironics Geórgia, Inc localizada na 175 Chastain Medows Ct, Kennesaw, Geórgia O Licenciado reconhece que o software/firmware é de propriedade da Respironics, Inc e constitui segredos comerciais valiosos da Respironics, Inc. O Licenciado deve manter o software/firmware confidencial e protegê-lo de demonstração, revelação, uso ou reprodução não autorizada. O Licenciado deve somente revelar o Software/firmware a empregados do Licenciado na base de necessidade de conhecimento. O Licenciado reconhece que reprodução, uso, demonstração ou revelação não autorizadas do Software/firmware deve causar dano irreparável á Respironics, Inc e a Respironics Inc deve ser intitulada a alívio injuntivo para reforçar as obrigações deste Contrato, em adição a qualquer outra solução disponível na lei, em igualdade, ou sob este Contrato. O licenciado deve notificar á Respironics Inc sobre acesso não autorizado e auxiliar na execução de qualquer reclamação em conexão com tal acesso, possessão ou uso não autorizado.

12 1-4 No evento de uma determinação judicial final que o software viole qualquer direito autoral, patente ou direito de propriedade intelectual de terceiros nos Estados Unidos, a única obrigação da Respironics Inc deverá ser modificar ou trocar o software para torná-lo não infrator. A Respironics, Inc garante ao Licenciado que, por noventa (90) dias a partir da entrega do Software ao Licenciado, o software deverá operar em conformidade substancial com as especificações de desempenho aplicáveis em qualquer documentação do usuário fornecida pela Respironics, Inc. A obrigação de garantia da Respironics, Inc deverá ser usar comercialmente esforços razoáveis para corrigir qualquer não conformidade com este padrão. A garantia citada não deverá ser aplicada na sua extensão se (i) software/firmware tiver sido modificado ou combinado com outros produtos ou equipamentos não fornecidos ou autorizados pela Respironics, Inc, (ii) O Licenciado falhar em prontamente instalar qualquer correção de programa, manutenção e modificação ou Lançamento conforme o caso, (iii) O Licenciado falhar em prontamente notificar a Respironics, Inc sobre a não conformidade, ou (iv) O Licenciado estiver violando qualquer provisão deste Contrato. A GARANTIA ANTERIOR É A ÚNICA GARANTIA DA RESPIRONICS, INC RELACIONADA AO SOFTWARE/FIRMWARE E QUALQUER SERVIÇO, E É FEITA EM SUBSTITUIÇÃO A TODAS AS OUTRAS GARANTIAS E REPRESENTAÇÕES, EXPRESSAS OU INFERIDAS, INCLUINDO, MAS SEM SE LIMITAR A ESTA, QUALQUER GARANTIA INFERIDA DE COMERCIALIZAÇÃO E ADEQUAÇÃO PARA UM FIM EM PARTICULAR OU NÃO. O Licenciado é somente responsável pelo uso do Software/firmware e irá reparar e manter a Respironics, Inc protegida contra qualquer reclamação devido a perdas ou danos (incluindo honorários de advogados) em conexão ao uso do software/firmware. A responsabilidade da Respironics, Inc (seja em contrato, delito, negligência, responsabilidade estrita ou por estatuto ou de outra maneira) ao Licenciado ou a qualquer terceiro relacionado ao desempenho ou não desempenho, ou então relacionado a este Contrato, deve em agregado ser limitado a taxas de licença recebidas pela Respironics, Inc, pelo presente. EM NENHUM EVENTO A RESPIRONICS, INC SERÁ RESPONSÁVEL POR DANOS QUE SURJAM COMO CONSEQÜÊNCIA, INCIDENTAIS, PUNITIVOS, ESPECIAIS, EXEMPLARES OU INDIRETOS, OU DESPESAS (INCLUINDO PERDA DE LUCROS OU ECONOMIA) MESMO SE ESTA FOR AVISADA SOBRE A POSSIBILIDADE DA OCORRÊNCIA DE TAIS DANOS. Esta licença de software consititui um entendimento completo entre a Respironics, Inc e o Licenciado e se sobrepõe a todos os contratos, arranjos e comunicação anteriores, sejam orais ou por escrito, relacionados ao assunto aqui citado. O Licenciado está entrando neste Contrato somente baseado nos contratos e representações contidas pelo presente para suas própias finalidades e não para o benefício de qualquer terceiro. Qualquer modificação a esta licença de Software deverá ser por escrito e assinada pelos representantes autorizados das partes.

13 1-5 Qualquer provisão desta Licença de Software que seja considerada ilegal, inválida ou então não executável não deverá afetar os outros termos ou provisões daqui ou de todo este Contrato, mas tal termo ou provisão deve ser considerado modificado na extensão necessária na opinião da corte para tornar tal termo ou provisão executável, e os direitos e obrigações das partes devem ser construídos e reforçados de acordo, preservando a total extensão permissível da intenção e os acordos das partes. Nenhuma parte deverá ser responsabilizada por qualquer atraso, erro ou falha de desempenho devido a circunstância além de seu controle. Este Contrato deve ser governado pelas leis do Estado da Geórgia sem aplicação de conflitos de princípios de leis. Qualquer aviso ou outras comunicações em virtude deste deve ser por escrito e deverá ser efetivo por entrega pessoal, ou cinco (5) dias após depósito no correio dos Estados Unidos (correio registrado, recibo de devolução requisitado), endereçado para tal parte no endereço indicado na página anterior deste Contrato. Cada parte é um contratador independente e as partes não terão autoridade para unir, representar ou comprometer a outra. A Respironics, Inc pode usar o nome do Licenciado na sua lista de Licenciados. Nada neste contrato deverá ser considerado ou construído de forma a criar uma fusão, parceria ou relação de agência entre as partes para qualquer finalidade PRÉ-REQUISITOS DO USUÁRIO Este manual assume que o usuário está familiarizado com o funcionamento básico do sistema operacional Windows, tais como operação do mouse, manipulação de janelas, iniciar programas e abertura e fechamento de janelas CONVENÇÕES UTILIZADAS NESTE MANUAL Comandos ou botões na tela que podem ser selecionados com o mouse são impressos em Negrito-Itálico. Quando o usuário é instruído a selecionar um botão, isto significa colocar o cursor no botão e pressionar o botão esquerdo do mouse. Quando o operador é instruído a arrastar, isto significa colocar o cursor sobre o objeto, pressionar e manter pressionado o botão esquerdo do mouse, mover o mouse até que o objeto esteja na nova localização e então soltar o botão do mouse.

14 AVISOS E ADVERTÊNCIAS O operador deve ler e entender todo o manual e o manual do registrador Stardust apropriado antes de utilizar o sistema Stardust. Consulte o manual do registrador Stardust apropriado para obter os avisos, advertências, observações e contra-indicações. A lei federal (EUA) restringe este dipositivo à venda ou sob o pedido de um médico licenciado.

15 2-1 2 INSTALAÇÃO, INICIALIZAÇÃO E DESINSTALAÇÃO DO SOFTWARE STARDUST HOST 2.1. ESPECIFICAÇÕES RECOMENDADAS DO SISTEMA Processador: Espaço de disco Rígido: Memória: Drive CD: Pentium III 500 MHz ou superior 10 GB com 10 MB de espaço de disco livre 64 MB RAM ou superior 2x ou mais alto Drive de Disquete Flexível: 1,44 MB, 3,5 Monitor: Porta Serial: Impressora: Mouse: Modem: Sistema Operacional: Processamento de texto: Monitor SVGA (resolução 800 x 600) ou superior Uma porta serial livre (para conexão do registrador Stardust) Qualquer impressora compatível com Windows Qualquer mouse compatível com Microsoft Qualquer modem compatível com Microsoft Windows XP Pro (windows XP Home e Windows 2000 são aceitáveis) Microsoft Word 95 ou superior (Word 2000 recomendado) 2.2. INSTALAÇÃO DO SOFTWARE STARDUST HOST O software é entregue em um disco compacto (CD). Como os arquivos de programa estão em formato comprimido, você deve utilizar o programa de instalação para instalar o software no seu computador. Em adição, o programa de instalação fornecido irá configurar certas porções do software, assim como verificará seu sistema a fim de garantir que o Stardust possa correr no mesmo. Para instalar o software Stardust Host, realize as etapas descritas nas páginas a seguir.

16 2-2 Etapa 1 SUA AÇÃO Insira o CD no drive apropriado no seu computador. A função Autorun deve iniciar automaticamente a instalação. Continue na Etapa 4. Se Autorun não funcionar, continue na Etapa 2. RESULTADO Etapa 2 Clique no botão e então selecione a opção de menu Run. Etapa 3 Digite D:\setup na janela Run, e então selecione o botão OK. Quando a tela de boas-vindas (Wellcome) aparecer, selecione o botão Next. (O drive do CD ROM é usualmente D: ou mais alto. Se necessário, substitua pela letra do drive apropriado) Etapa 4 Em Choose Destination Location (Escolher Local de Destino) você pode especificar o diretório onde o Stardust será instalado. O diretório default é C:\Stardust. Se isto estiver correto, selecione o botão Next. Para especificar um diretório diferente do diretório default C:\Stardust, selecione o botão Browse. A partir daqui você será capaz de escolher uma outra letra de drive de destino. Observação: Se você desejar fazer isto, versões previamente instaladas devem ser desinstaladas primeiro. Consulte a seção 2.6 ou contate Suporte Técnico.

17 2-3 Etapa 5 SUA AÇÃO A tela Setup Type (Tipo de Instalação) pergunta a você qual tipo de instalação você deseja realizar. A diferença entre os tipos de instalação é: Típica: Recomendada para novas instalações. Instala todos os componentes de software, incluindo arquivos de programa, arquivos de configuração e arquivos de relatórios. Compacta: Instala somente os arquivos do programa Stardust. Personalizada: Fornece a oportunidade de selecionar individualmente quais componentes são instalados Selecione o tipo de instalação e selecione Next. Isto irá iniciar a instalação do software Stardust Host. RESULTADO Etapa 6 Após vários segundos, você verá uma mensagem de fechamento indicando que a instalação do software Stardust Host está completa. Selecione o botão OK.

18 O QUE FAZ O PROGRAMA SETUP O programa SETUP copia os arquivos de programa do Stardust no diretório Stardust no disco especificado. Se estes ainda não existirem, as seguintes pastas de arquivo serão criadas no disco: \Stardust \Stardust\Config \Stardust\Exe \Stardust\Out \Stardust\Report \Stardust\Export \Stardata Local dos arquivos de programa Stardust Local dos arquivos de configuração do Stardust Local dos arquivos executáveis do Stardust Local dos arquivos de trabalho do Stardust Local dos arquivos de relatório do Stardust Local dos arquivos de exportação do Stardust Local dos arquivos de paciente do Stardust Observação: Qualquer arquivo existente será gravado por cima, tais como durante uma atualização de software COMO ACESSAR O SOFTWARE STARDUST HOST O software Stardust Host pode ser iniciado somente a partir do windows. O método particular a ser utilizado depende do computador utilizado e como este está configurado. O Stardust pode ser inicializado a partir de um atalho no desktop ou a partir da barra de tarefas do Windows. Ara iniciar o software Stardust Host a partir de um atalho no desktop, clique duas vezes no íconeo com o botão esquerdo do mouse. Para iniciar o Stardust a partir da Barra de Tarefas windows: Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 A partir da tela de abertura no programa Windows, selecione o botão Start Mova a seta para cima na lista até Programs para revelar os programas disponíveis. Selecione o diretório Respironics de programas. Selecione o programa Stardust. O menu principal, apresentado na Figura 2-1, é apresentado. Figura 2-1: Menu Principal do Software Stardust Host

19 REMOÇÃO DO SOFTWARE STARDUST HOST (DESINSTALAÇÃO) O software Stardust Host pode ser facilmente removido do sistema utilizando a função de desinstalação (Uninstall) do Windows. Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Clique duas vezes no ícone Meu Computador no seu Desktop Abra o Painel de Controle. Clique duas vezes em Adicionar/Remover Programas e a janela de Adição/Remoção de programas aparece. Figura 2-2: Janela de Adição e Remoção de Programas Etapa 4 Etapa 5 Destaque Stardust na lista de software e selecione o botão Add/Remove. Selecione Yes e a janela de Confirmação para Deletar Arquivo e o software Stardust Host não removidos de seu sistema. Figura 2-3: Janela de Confirmação para Deletar Arquivo

20 2-6

21 3-1 3 NAVEGAÇÃO NO SOFTWARE STARDUST HOST 3.1. INTRODUÇÃO O software Stardust Host foi escrito para o sistema operacional Windows. As funções normais associadas a este sistema operacional foram aplicadas. Este capítulo o guiará através de vários menus e telas do software Stardust Host MENU PRINCIPAL (MAIN MENU) A primeira tela que aparece no software Stardust Host é a tela de Menu Principal (Main Menu). A partir do Menu Principal é possível navegar para todas as partes do software Host. Figura 3-1: Menu Principal do Stardust

22 3-2 Os botões do menu acessa as aplicações de trabalho individuais do software Host. Análises de forma de onda, funções de aquisição, geração de relatórios e configurações, tudo começa aqui. O menu também fornece um botão de saída do software Host. Observação: É muito importante que o software Host e o computador sejam desligados apropriadamente no sistema operacional Windows. Falha em desligar o computador apropriadamente pode produzir problemas funcionais graves para todos os programas no computador. Abre a Lista de Pastas de pacientes para acesso dos dados brutos. Ver seção 9.2 Faz uma cópia reserva dos dados adquiridos. Ver seção 8.2 Visualiza os dados em tempo real a partir do registrador Stardust. Ver Seção 7.5. Abre a Lista de Pastas de Paciente para acesso a um relatório Microsoft Word da análise. Ver Capítulo 12. Configura várias opções do sistema. Veja capítulo 4 a 6. Inicializa o registrador Stardust. Ver seção 7.3 Descarrega dados armazenados do registrador Stardust. Ver seção 7.6. Sai do software Stardust Host. O Menu Principal é sempre o primeiro a aparecer ao entrar no software Host e pode ser acessado a qualquer momento pressionando-se a tecla de função [F9] ou selecionando-se o botão Main Menu na Barra de Ferramentas Grande. Figura 3-2: Tela do Stardust

23 Menus Menus estão disponíveis através de todo o software Stardust Host. Estes menus variam de tela para tela. A Figura 3-3 apresenta o menu File (Arquivo). Figura 3-3: Menu File (Arquivo) do Stardust As seleções nos menus são escolhidas seja clicando no item com o botão esquerdo do mouse, destacando o item e pressionando Enter ou pressionando a hot key para aquela seleção em particular.

24 Barras de Ferramentas Várias funções e telas do Stardust podem ser acessadas através das barras de ferramenta do Stardust. O sistema oferece duas barras de ferramentas; a Barra de Ferramentas Grande, configurada como default (Figura 3-4) e a Barra de Ferramentas Pequena do Stardust (Figura 3-5) disponível nas opções do Stardust. Figura 3-4: Barra de Ferramentas Grande do Stardust Figura 3-5: Barra de Ferramentas Pequena do Stardust

25 3-5 A Tabela 3-1 apresenta os comandos da barra de ferramentas e suas funções Barra de Ferramentas Função Barra de Ferramentas Função Abre a lista de pastas de paciente para selecionar um paciente Acessa a tela de Tendência de 10 Horas Acessa a Lista de Eventos Acessa o visor de Tela de Registros Acessa a Lista de Eventos e a tela de Dados Brutos Retorna para o Menu Principal Acessa a tela de Tendências de 1 Hora Acessa a tela de Dados Brutos e Tendência de 1 hora Apresenta a Utilidade Arquivos de Paciente Imprime qualquer informação que possa ser impressa na tela Acessa a tela de Dados Brutos Acessa o arquivo de Ajuda. Tabela 3-1: Comandos da Barra de Ferramentas Quando você coloca um cursor sobre um ícone da barra de ferramentas, uma breve descrição do ícone aparece em uma caixa próxima ao cursor na barra de Status. A descrição também contém um atalho de teclado.

26 3-6

27 4-1 4 PERSONALIZAÇÃO DO STARDUST HOST 4.1. INTRODUÇÃO O dispositivo registrador Stardust pode ser conectado a um computador correndo o software Stardust Host para permitir a visualização de fluxo de dados em tempo real ou para descarregar configurações e dados de aquisição. A conexão do computador é instalada com uma conexão serial RS-232, conforme descrito no Capítulo 7. Antes de iniciar a aquisição de dados, os parâmetros de comunicação devem ser verificados ou configurados conforme requerido. Digite a porta serial que você estará utilizando e configure a duração de sessão mínima para permitir descarregar dados CONFIGURAÇÃO DOS PARÂMETROS DE COMUNICAÇÃO Etapa 1 Para acessar as opções de comunicação, selecione Options a partir do Menu Principal, e então selecione Communications Options. O sistema apresenta a janela de Opções de Comunicações apresentada na Figura 4-1. Figura 4-1: Janela de Opções de Comunicações Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Configure a porta serial na qual será conectada o registrador Stardust, utilizando as setas para cima/para baixo. Para selecionar a duração mínima que um registro deve ter para descarregar para o software Stardust Host, pressione aos botões de setas para cima ou para baixo próximos à caixa marcada Don t Download Studies Shorter Than: (Não descarregue estudos menores que:) Selecione o botão OK para salvar as alterações e retornar para a janela de opções Stardust, ou selecione o botão Cancel para ignorar as alterações e retornar para a janela de opções do Stardust.

28 AJUSTE DE CONFIGURAÇÕES DE PROGRAMA Etapa 1 Para acessar as Configurações de Programa, selecione Options a partir do Menu Principal, e então selecione Program Settings. O sistema apresenta a janela de Configurações de Programa, apresentada na Figura 4-2. Figura 4-2: Janela Configurações de Programa Etapa 2 Etapa 3 Faça as alterações desejadas utilizando as informações abaixo: Data Storage: Local onde o Stardust armazena os dados descarregados. O default é c:\stardata Backup storage: Local onde o Stardust armazena dados reserva. O default é a:\stardata Station name: Nome definido pelo usuário para o computador correndo o software Stardust Host. O default é o nome do computador hospedeiro definido no Windows. Language: Idioma que o Stardust utiliza para apresentar texto. O default é Inglês. Selecione o botão Advance para apresentar a janela de Configurações Avançadas de Programa (ver Figura 4-3) onde você pode alterar configurações que sejam concebidas para usuários avançados.

29 4-3 Figura 4-3: Janela de Configurações Avançadas de Programa Etapa 4 Etapa 5 Etapa 6 Faça as alterações desejadas utilizando as informações abaixo: Executables: Local dos arquivos de programa do Stardust. O default é c:\stardust\exe Report templates: Local onde o Stardust salva os modelos para criar todos os relatórios. O default é c:\stardust\report. Configuration files: Local onde o Stardust salva dados de configuração. O default é c:\stardust\config Output files: Local onde o Stardust grava relatórios e arquivos associados. O default é c:\stardust\out. Export information: Local onde o Stardust grava dados exportados. O default é c:\stardust\export. Selecione o botão OK para manter as alterações temporariamente e retornar para a janela de Configurações de Programa, ou selecione o botão Cancel para ignorar as alterações e retornar para a janela de Configuração de Programas. Selecione o botão OK para salvar as alterações e retornar para a janela de opções do Stardust, ou selecione o botão Cancel para ignorar as alterações e retornar para a janela de opções do Stardust.

30 CONFIGURAÇÕES DE OUTRAS OPÇÕES Etapa 1 Para acessar as Outras Opções, selecione Options a partir do Menu Principal, e então selecione Miscellaneous Options. O sistema apresenta a janela de Outras Opções, apresentada na Figura 4-4. Figura 4-4: Janela Outras Opções Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Etapa 5 Selecione a opção de Compatibilidade de Processamento de Word Report. Insira o Número do Último Estudo, se necessário. Este é o número que o Stardust irá automaticamente incrementar antes de designar um número de aquisição a um estudo. Esta opção está disponível no caso de você necessitar configurar um número de aquisição manualmente. Selecione as unidades desejadas (métrica ou Inglês) para apresentações de dados de paciente Selecione o botão OK para salvar as alterações e retornar para a janela de opções Stardust, ou selecione o botão Cancel para ignorar as alterações e retornar para a janela de opções do Stardust.

31 5-1 5 CONFIGURAÇÃO DOS PARÂMETROS DE VARREDURA 5.1. INTRODUÇÃO Imediatamente após os dados do registrador serem descarregados, o software Stardust Host analisa os dados registrados. Este processo é denominado varredura. O software Stardust Host avalia os dados e marca eventos respiratórios. Para realizar a varredura, o Stardust consulta parâmetros localizados em uma série de arquivos de configuração denominados parâmetros de varredura. Estes parâmetros são configurados a partir do Menu de Opções (Options). As alterações afetam toda a varredura realizada após a alteração, e permanecem em efeito até que sejam alteradas novamente. Para alterar a marcação do Stardust de estudos que tenham sido previamente marcados, você pode alterar o parâmetro de varredura e realizar a varredura novamente (ver seção 9.4.2). Para alterar os parâmetros de referência: Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Selecione Options a partir do menu Principal. Selecione Scanning Parameters a partir do menu de Opções do Stardust Você pode alterar qualquer parâmetro utilizando os botões de seta para cima e para baixo próximo ao parâmetro. Após seleção, a tela de Parâmetros de Varredura aparece, conforme mostrado na Figura 5-1. Figura 5-1: Tela de Parâmetros de Varredura do Stardust

32 5-2 Para obter uma discussão sobre a lógica e bases racionais que fundamentam a marcação, consulte o Capítulo 10. Esta seção descreve somente os parâmetros que o software Stardust Host utiliza quando este realiza a marcação PARÂMETROS DE DETECÇÃO DE HIPOPNÉIA Os parâmetros da seção de Detecção de Hipopnéia controlam como o software Stardust Host detecta hipopnéias Prioridade para Apnéias O software Stardust Host identifica apnéias e hipopnéias independentemente. Portanto, este poderia teoricamente marcar uma apnéia e hipopnéia ao mesmo tempo. O parâmetro Prioridades para Apnéias informa ao software Stardust Host qual evento manter se eventos simultâneos forem marcados em um estudo. O valor default é NO. Isto significa que, se uma hipopnéia e apnéia ocorrerem no mesmo período de tempo, a apnéia não possui prioridade e a hipopnéia é registrada Início (Queda para %) O Inicio (Start) define a condição para determinar o início de uma hipopnéia. Se a amplitude de respiração de pico calculada a partir do canal de fluxo de ar cair pra a porcentagem inicial da amplitude média das respirações prévias, então uma hipopnéia foi inciada. O valor default é 50%. Baseado nisto, a hipopnéia iniciará quando a amplitude de respiração de pico da respiração corrente for somente 50% da amplitude média das respirações prévias Final (Retorno para %) O Final (End) define a condição para determinar o final de uma hipopnéia. Após uma hipopnéia ter iniciado, o software Stardust Host calcula o final quando a amplitude de respiração de pico atinge a porcentagem final da amplitude de pico média das respirações anteriores. O valor default é 60%. Baseado nisto, a hipopnéia irá terminar quando a amplitude de respiração prévia for 60% da amplitude respiratória de pico média Duração Máxima A Duração Máxima (Maximum Duration) limita a duração máxima de hipopnéias. O valor default é 60 segundos Duração Mínima A Duração Mínima (Minimum Duration) estabelece a duração mínima de hipopnéias. Mesmo se a amplitude respiratória de pico cair, se esta for mais curta que o valor aqui configurado, a hipopnéia não será registrada. O valor default é 10 segundos.

33 PARÂMETROS DE DETECÇÃO DE FREQÜÊNCIA CARDÍACA Os parâmetros da seção de Freqüência Cardíaca modificam as configurações para detecção de arritmia. O canal de freqüência de pulso é analisado quanto a freqüências cardíacas baixas e altas. Uma freqüência cardíaca é calculada a cada segundo, utilizando os batimentos cardíacos dos seis segundos anteriores Limiar de Bradicardia (%) O Limiar de Bradicardia (Bradicardia Threshlold) ajusta a redução percentual na taxa cardíaca requerida para registrar um evento de bradicardia. Conforme mencionado acima, a freqüência cardíaca é calculada a cada segundo durante uma janela móvel de seis segundos. Uma freqüência cardíaca média é também computada durante os oito minutos anteriores. Um evento de freqüência cardíaca baixa é marcado quando a freqüência cardíaca de seis segundos é um certo percentual menor que a freqüência cardíaca média. O valor default é 22,2%. Isto significa que se uma freqüência cardíaca for calculada que seja 22,2% mais baixa que a freqüência cardíaca média, um evento de bradicardia é marcado Limiar de Taquicardia (%) O Limiar de Taquicardia (Tachycardia Threshold) configura o aumento percentual na freqüência cardíaca requerida para marcar um evento de taquicardia. Um evento de freqüência cardíaca alta é marcado quando uma freqüência cardíaca de seis segundo é uma certa porcentagem mais alta que a freqüência cardíaca média. O valor default é 28,6%. Isto significa que se uma freqüência cardíaca for calculada que seja 28,6% mais alta que a freqüência cardíaca média, um evento de freqüência cardíaca é marcado FINALIZAÇÃO DOS PARÂMETROS DE VARREDURA Selecione o botão OK para salvar as alterações e retornar para a tela de opções do Stardust. Selecione o botão Cancel para sair da tela de opções do Stardust sem salvar as alterações Selecione o botão Reset Default para retornar qualquer parâmetro alterado para a configuração default.

34 5-4

35 6-1 6 CONFIGURAÇÃO DOS PARÂMETROS DE APRESENTAÇÃO 6.1. INTRODUÇÃO As opções de apresentação controlam a apresentação de dados. Na janela de Opções de Apresentação, é possível apresentar falhas na janela de dados brutos, apresentar uma grade na janela de dados brutos e apresentar a Barra de Ferramentas Pequena ou a Barra de Ferramentas Grande na parte superior da tela. Você pode controlar filtros de evento, configurar eventos personalizados, configurar canal, eventos e cores de tendências e configurar fontes. Filtros de evento controlam quais eventos são apresentados e relatados. Estes permitem filtrar alguns eventos marcados, de forma que estes não sejam apresentados na tela nem sejam incluídos em relatórios. Quando o Stardust realiza sua análise de dados automática imediatamente após uma descarga, eventos respiratórios são marcados independentemente da duração. Em alguns casos, você pode não desejar ver todos estes eventos. Por exemplo, embora o Stardust marque apnéias mais curtas, você está provavelmente interessado em ver somente aqueles que possuam duração maior ou igual a 10 segundos. O filtro de eventos fornece uma maneira de filtrar retirando aquelas apnéias que sejam mais curtas que o que você deseja ver ou incluir no seu relatório. Filtros podem também ser aplicados para hipopnéias e dessaturações independentes. Alterações nas configurações de filtro não afetam a apresentação de alertas recebidos de dispositivos de terapia. OBSERVAÇÃO: Filtros de evento não têm nada a ver com os parâmetros de varredura descritos no Capítulo 5. Parâmetros de varredura controlam como o Stardust marca os dados brutos. Filtros de evento controlam quais dos eventos que foram marcados serão apresentados e relatados a você. Se alterações forem feitas aos Parâmetros de Varredura, deve ser realizada uma nova varredura do registro antes das alterações terem efeito. Com os filtros de eventos, qualquer alteração é vista imediatamente, de forma que o estudo não precisa receber nova varredura.

36 6-2 Para alterar as opções de apresentação: Etapa 1 Selecione Options a partir do Menu Principal. Etapa 2 Selecione Display Options a partir do menu de Opções do Stardust Quando selecionada, a tela de Opções de Apresentação aparece, conforme mostrado na Figura 6-1. Figura 6-1: Tela de Opões de Apresentação do Stardust

37 SELEÇÃO DE OPÇÕES APRESENTAÇÃO A caixa de diálogo Apresentar Opções permite configurar o visor para apresentar períodos de falha, apresentar grades e apresentar a Barra de Ferramentas Grande ou Barra de Ferramentas Pequena Opção de Apresentação de Período de Falha A primeira opção de apresentação é Apresentar Falhas da Janela de Dados Brutos (Show Fails in the Raw Data Window). Esta opção determina se um período de falha será apresentado em formas de onda que foram determinadas como sendo de artefatos. (Para obter mais detalhes sobre períodos de falha, veja Capítulo 11). A configuração default é SIM (caixa está assinalada). Para retirar a seleção desta opção (falhas NÃO serão apresentadas), clique com o botão da esquerda na caixa. A marca assinalada será removida. A cor do período de falha pode também ser alterada. Para alterar a cor dos períodos de falha, selecione o botão Fail Color para apresentar a janela de cores, apresentada na Figura 6-2 Figura 6-2: Opção de Cores de Período de Falha Selecione a cor desejada na seção de Cor Base, ou crie uma cor personalizada selecionando o botão Define Custom Color. Selecione OK ao terminar a seleção de cor. Observação: Não selecione branco para períodos de falha. Períodos de falha são apresentados sobre um fundo branco e a apresentação de períodos de falha na cor branca os torna ilegíveis.

38 Opção de Apresentação de Grade A segunda opção de apresentação é Apresentar Grade na Janela de Dados Brutos (Show Grid in the Raw Data Window). Esta opção permite apresentar uma grade na janela de dados brutos. Para apresentar a grade, selecione a caixa. A cor pode ser alterada selecionando-se o botão Grid Color. A janela de opção de Cor é apresentada e as cores podem ser selecionadas, conforme descrito na seção Observação: Não selecione branco para a apresentação da grade. A apresentação da grade é feita sobre um fundo branco e a apresentação da grade em branco a torna ilegível Opção de Apresentação da Barra de Ferramentas Grande Para apresentar a Barra de Ferramentas Grande, selecione a caixa próxima ao texto Large Toolbar. Alterações feitas à opção de barras de ferramenta tomam efeito na próxima vez que você iniciar o programa OPÇÕES DE /APRESENTAÇÕES DE DADOS Filtros de Evento Filtros de evento permitem configurar os critérios que determinam os eventos que são apresentados ou relatados. Clique no botão Event filters para configurar os seguintes parâmetros: Duração Mínima de Apnéias Use os botões de seta para especificar a apnéia central mais curta, apnéia obstrutiva ou apnéia mista que deve ser apresentada nos dados brutos, na listagem de eventos e nos relatórios. O valor default para cada configuração é 10,0 segundos e pode ser alterado em incrementos de 0,5 segundos. Nenhum evento de apnéia mais curto que a duração configurada será apresentado desde que o filtro de eventos esteja em efeito. Hipopnéias A configuração de duração mínima especifica a hipopnéia mais curta a ser apresentada na tela e a ser incluída nos relatórios. O valor default é 10,0 segundos e pode ser alterado em incrementos de 0,5 segundos. A configuração de dessaturação mínima especifica a queda mínima requerida de SpO 2 (em porcentagem de oxigênio) associada a uma hipopnéia para que o evento seja apresentado no modo de Visualização ou incluído em relatórios de análise. O valor default é 0% e pode ser alterado em incrementos de 0,5%.

39 6-5 Dessaturação Independente A dessaturação mínima especifica a queda a partir do basal que a SpO 2 (em porcentagem de oxigênio) deve cair a fim de que aquele evento seja considerado uma dessaturação independente. O valor default é 3% e a resolução é 1%. Contexto O 2 Sat. Drop% especifica a queda de SpO 2 (em porcentagem de oxigênio) requerida para anotar uma apnéia em particular como Com queda de SpO 2 ( with SpO 2 drop ). Em outras palavras, uma apnéia deve ser seguida por uma dessaturação de X% (onde X é o valor configurado neste parâmetro) para que aquela apnéia seja relatada como incluindo uma dessaturação associada. O valor default é 3% e pode ser alterado em incrementos de 1%. Hr Drop% especifica a porcentagem de queda de freqüência cardíaca para que apnéias sejam anotadas como com queda de Frequência Cardíaca ( with Hr drop ). O valor default é 10% e pode ser alterado em incrementos de 1%. Limites de Relatório A Configuração Limite SpO 2 [%] especifica um nível de saturação de oxigênio definido pelo usuário para cálculo de estatísticas de saturação de oxigênio em relatórios. A Pressão Otimizada [%] especifica uma porcentagem especificada pelo usuário do tempo de estudo para o qual uma pressão percentual é calculada e incluída nos relatórios. A pressão percentual é a pressão na qual o dispositivo de terapia por pressão está ou então abaixo da porcentagem definida pelo usuário do estudo. Por exemplo, se você inserir 95%, o relatório pode apresentar uma pressão de 13cmH 2 O. Isto significa que para 95% do estudo, o dispositivo de terapia por pressão forneceu 13 cmh 2 O ou menos. Clique no botão OK para salvar as alterações, ou clique no botão Cancel para fechar a janela sem salvar Eventos Personalizados Se a sua instituição observar alguns tipos de eventos que não estão incluídos no Stardust, você pode definir eventos personalizados. Quatro tipos de eventos estão incluídos: instantânea, semelhante à apnéia, página e estado. Um evento instantâneo é qualquer ocorrência instantânea durante o estudo do sono, ou uma ocorrência cuja duração não seja importante. Um evento semelhante a apnéia não é necessariamente uma apnéia ou mesmo um evento respiratório. É um evento que ocorre durante um período de tempo mensurável, relativamente curto. Por exemplo, se você precisar distinguir entre diferentes tipos de hipopnéias, você pode definir um evento semelhante à apnéia. Um evento de página representa qualquer marca ou registro que você possa usar para caracterizar uma página inteira de dados. Um evento de estado marca uma alteração no status em alguma parte dos dados.

40 6-6 Definição de Eventos Personalizados Para definir os eventos personalizados: Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Etapa 5 Etapa 6 Selecione o botão Custom Eventos na janela de Opções de Apresentação. Na janela de Configuração de Eventos Personalizados, clique na coluna do tipo de evento que você deseja definir e então selecione o botão Insert na parte inferior da coluna. Clique na caixa de diálogo Short Name e insira um identificador com até cinco caracteres. O nome curto é utilizado no menu de eventos e no marcador de evento. Clique na caixa de diálogo Long Name e insira um identificador com até 20 caracteres. O nome longo é utilizado nos relatórios. Selecione o botão OK para selecionar as alterações e retornar para a janela de configuração de eventos personalizados. Selecione o botão Cancel para ignorar as alterações e retornar para a janela de configuração de eventos personalizados. Continue a inserir eventos personalizados. Ao terminar, selecione o botão OK para aceitar as alterações e retornar para janela de Opções de Apresentação; ou selecione o botão Cancel para ignorar as alterações e retornar para a janela de Opções de Apresentação. Veja o Capítulo 11 para marcação de eventos personalizados.

41 Opções de Aparência Modificação de Cores de Canal, Evento ou Cores de Tendência Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Etapa 3 Etapa 6 Selecione o botão Appropriate Color para apresenar a janela da Configuração de Cores. Selecione o item a ser modificado no menu selecionando o botão de setas para baixo. Selecione o botão Modify para apresentar a janela de cores. Selecione a cor a ser utilizada, ou selecione o botão Define Custom Colors. Selecione o botão OK para selecionar a alteração e retornar para a janela de configuração de Cores. Selecione o botão Cancel para ignorar a alteração e retornar para a janela de Configuração Cores. Continue a selecionar e modificar canais, conforme necessário. Ao terminar, selecione o botão OK para aceitar as alterações e retornar para janela de Opções de Apresentação; ou selecione o botão Cancel para ignorar as alterações e retornar para a janela de opções de Apresentação. Cores de Canal Default Os canais de SpO 2, Pos e CPAP são pretos; HR (freqüência cardíaca) é verde; e Evento é roxo. O canal de fluxo é Vermelho. O canal Esforço é azul. Cores de Evento Default As cores de eventos default são: Apnéia central é azul Hipopnéia é roxa Apnéia obstrutiva e comentários são vermelhos Apnéia mista é preta Bradicardia e taquicardia são verdes e Dessaturação é azul clara.

42 6-8 Modificação de Fontes Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Selecione o botão Fonts para apresentar a janela de Alteração de Fontes. Selecione o botão para a área para a qual você deseja alterar fontes. O sistema apresenta a janela de Fontes Windows padrão. Faça as alterações e selecione o botão OK para selecionar a alteração e retornar para a janela de Alteração de Fontes, ou selecione o botão Cancel para ignorar a alteração e retornar para a janela de Alteração de Fontes. Continue a selecionar e modificar canais, conforme necessário. Ao terminar, selecione o botão OK para aceitar as alterações e retornar para janela de Opções de Apresentação; ou selecione o botão Cancel para ignorar as alterações e retornar para a janela de opções de Apresentação. Ao completar as alterações da opção de apresentação, selecione a caixa OK na janela de opções de apresentação para aceitar todas as alterações e retornar para a janela de opções Stardust ou selecione a caixa Cancel para ignorar todas as alterações e retornar para a janela de opções Stardust.

43 7-1 7 AQUISIÇÃO DE DADOS 7.1. INTRODUÇÃO O registrador Stardust armazena dados fisiológicos na sua memória interna. O software Stardust Host pode descarregar os dados através de uma conexão de cabo serial a partir do registrador para o computador. Se o cabo serial estiver conectado durante o processo de registro, os dados podem ser visualizados em tempo real com o software Stardust host.

44 CONEXÃO DO REGISTRADOR AO COMPUTADOR O registrador é conectado a um computador ou dispositivo CPAP com um cabo serial RS-232. A conexão com o computador é feita a uma porta COM. A maioria dos novos computadores usa COM1 como interface com dispositivos externos. Consulte o Capítulo 4 para configurar os parâmetros de comunicação, incluindo designação de porta serial. Durante a conexão do registrador ao PC ou dispositivo CPAP, o computador ou CPAP podem ser ligados. Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Com uma chave de fenda plana e pequena, fornecida com o kit do registrador Stardust, gire o parafuso localizado na cobertura do sensor ¼ em sendo horário. O parafuso não sai completamente da cobertura. Levante e remova a tampa. Identifique o soquete de conexão do computador apropriado. As conexões do Stardust são codificadas por cor; a conexão do computador é preta. O plugue do computador é preto com letras brancas e é identificado como ADVERTÊNCIA: Não force o plugue no soquete. Se o plugue não deslizar facilmente no soquete, verifique se o plugue, chaves do soquete e pinos estão corretamente alinhados. Então, tente reinstalar o plugue. Etapa 4 Etapa 5 Etapa 6 Etapa 7 Etapa 8 Etapa 9 Empurre delicadamente o plugue do cabo do computador no soquete do Registrador até que a conexão esteja confortável. Recoloque a tampa do sensor e aperte o parafuso da tampa. Localize a porta de comunicações serial de 9 pinos na parte posterior do seu computador. Esta se parecerá com a ilustração da Figura 7-1, mas pode estar posicionada ou orientada diferentemente. Desloque delicadamente o soquete do cabo do computador para o registrador no plugue de 9 pinos do computador. Prenda o soquete no plugue com os parafusos fornecidos. Ligue o registrador e o computador Figura 7-1: Conexão do Computador

45 Inicialização do Dispositivo de Registro É necessário inicializar o registrador Stardust com o software Stardust Host antes do primeiro uso. Antes de cada estudo de paciente subseqüente, é necessário inicializar o registrador com o software Stardust Host, ou apagar a memória utilizando o software Stardust Host ou o registrador (ver o manual do Registrador Stardust). Para usar o software Stardust Host para inicialização: Etapa 1 Etapa 2 Conecte o registrador Stardust ao computador e ligue o registrador. Inicie o software Stardust Host e selecione Initialize Recording Device no Menu Principal. A caixa de diálogo do Registrador Stardust é apresentada, conforme mostrado na figura 7-2. Figura 7-2: Tela de Configurações do Registrador Stardust Etapa 3 Etapa 4 Etapa 5 Etapa 6 Configure as informações nas caixas de diálogo, se necessário (ver as seções abaixo). Clique no botão Initialize e confirme se você deseja apagar a memória do registrador. Desligue o registrador após a inicialização ou apagar a memória. Caso contrário, o registrador não irá registrar os dados. Ligue o registrador quando você estiver pronto para realizar o estudo do sono.

46 Informações do Sistema A seção de Informações do Sistema relata as informações atuais armazenadas no registrador. Os campos de informação do sistema não são editáveis. Rev. - Indica a versão do software embutido no registrador Stardust. Stardust II Serial Number apresenta o número de série somente para registradores Stardust II Number of Recorded Sessions relata quantas sessões estão atualmente armazenadas na memória do registrador Informações do Paciente A seção de Informações do Paciente se aplica somente aos registradores Stardust II. Esta seção permite inserir os seguintes dados de paciente: Last Name: First name: Birth Date: Gender Patient ID: Insere o sobrenome do paciente Insere o nome do paciente Seleciona o ano, mês e dia do nascimento Seleciona o sexo do paciente Insere um número de identificação exclusivo, se desejado Botões A caixa de diálogo do Stardust contém os seguintes botões: New: Inicitialize: Abort: Apaga os campos de informações do paciente Pede ao usuário confirmação para apagar a memória do registrador e envia dados para o registrador. Se o dispositivo for um registrador Stardust II, então o Stardust Host descarrega informações do paciente ao registrador. OBSERVAÇÃO: Após inicialização, é necessário ligar e desligar o registrador antes dos dados poderem ser registrados. Pára a comunicação com o registrador e fecha a caixa de diálogo de Configurações do Stardust. Advanced: Apresenta a caixa de diálogo de Configurações Avançadas (ver Figura 7-3) CONFIGURAÇÕES DO AVANÇADAS DO REGISTRADOR STARDUST A caixa de diálogo Configurações Avançadas do Stardust aparece quando você clica no botão Advanced na caixa de diálogos Configurações do Stardust.

47 7-5 Figura 7-3: Tela de Configurações do Registrador Stardust Advanced Informações do Sistema A seção de informações do sistema relata as informações atuais armazenadas no registrador. Os campos de Informações do Sistema não são editáveis. A voltagem de Bateria deve ser de pelo menos 7 volts a fim de garantir que os dados possam ser descarregados. A bateria deve ser trocada para cada novo paciente. Data/Horário Atual, apresentado na parte inferior da seção, representa o horário atual, conforme mantido no computador conectado ao registrador Stardust Uso de LED de Erro Piscante Você pode ligar ou desligar (conforme indicado por um sinal assinalando na caixa) os sinais de erro de 3 piscadas e 2 piscadas. Os sinais de 6 piscadas, 5 piscadas, 4 piscadas e 1 piscada estarão sempre habilitados. O sinal com 3 piscadas indica amplitude de Esforço de Pico Baixo O sinal de 2 piscadas indica amplitude Inspiratória de Pico Baixa.

48 VISUALIZAÇÃO DE DADOS EM TEMPO REAL Para visualizar os dados durante registro: Etapa 1 Etapa 2 Faça todas as conexões de paciente necessárias e então conecte o registrador Stardust ao computador e ligue o registrador. Inicie o software Stardust Host e selecione View Realtime Data no Menu Principal. A tela de Dados Brutos em Tempo Real aparecerá, conforme mostrado na Figura 7-4. Figura 7-4: Tela de Dados Brutos em Tempo Real Se o registrador não estiver corretamente conectado, a tela Aguardar Conexão, apresentada na Figura 7-5, é apresentada: Figura 7-5: Tela Aguardar Conexão

49 7-7 O software Host irá aguardar aproximadamente 45 segundos para uma conexão ser feita. Se nenhuma conexão for feita, a mensagem de erro apresentada na Figura 7-6 será apresentada. Você pode cancelar a operação para retornar para o Menu Principal. Figura 7-6: Mensagem de Erro de Tempo Decorrido Selecione o botão OK para cancelar a operação Tela de Dados Brutos em Tempo Real A Figura 7-7 apresenta a tela de Dados Brutos em Tempo Real. Figura 7-7: Tela de Dados Brutos em Tempo Real

50 7-8 Seleção do que é Apresentado Use o menu View para selecionar o que está sendo visualizado durante aquisição de dados. Toolbar Quando o item está assinalado, a Barra de Ferramentas na parte superior da tela é apresentada. Para remover a barra de ferramentas da tela, selecione Toolbar no menu. Status Bar Quando o item está assinalado, a barra de Status na parte inferior da tela é apresentada. Para remover a Barra de Status da tela, selecione Status Bar no menu. Channel Labels Quando a caixa está assinalada, os Títulos de Canal à esquerda do visor são apresentados. Para remover os Títulos de Canal, selecione Channel Labels no menu. Zoom Display Muda a visualização para 6 segundos, 15 segundos, 20 segundos, 30 segundos, 1 minuto, 2 minutos, 5 minutos ou 10 minutos. AutoZoom seleciona um evento na tela de dados brutos e centraliza o mesmo na tela de visualização com aproximadamente 30 segundos de pré e pós dados de evento. Coloque a seta do mouse em Zoom Display para apresentar a lista de opções de zoom. Você pode também aplicar zoom no visor utilizando o menu (ver abaixo). Channel List Selecione os canais que você deseja apresentar a partir da lista de Canais abaixo. Clique em uma caixa aberta para apresentar o canal (o símbolo assinalado aparece) ou clique em uma caixa assinalada (o símbolo assinalado desaparece) para remover um canal do visor. OBSERVAÇÃO: Remoção de um canal do visor não o remove do registro. Troca de Cores e Velocidade de Navegação Use o menu de Opções (Options) para mudar as cores de apresentação e a velocidade de navegação na tela. Color Settings Seleciona as cores do canal, cores da grade e cor de falha para apresentar a tela de Configurações de Cores. Faça alterações conforme descrito na Seção para cores de canal. Scrolling display speed Selecione este comando para apresentar a janela de Velocidade de Navegação da Apresentação. Arraste o controle para configurar a velocidade de Lenta para Rápido, e então selecione o botão OK para retornar para a tela.

51 7-9 Navegação da Tela de Dados Brutos O menu da tela de dados brutos é utilizado para centralizar o visor sobre uma área particular, aplicar zoom e selecionar um período destacado. Para apresentar o menu de dados brutos, coloque o cursor sobre a janela de dados brutos e clique com o botão direito do mouse. Center Page centraliza o visor onde você clicou. Start Highlight Period inicia uma definição de faixa onde você clicou. End Highlight Period finaliza a definição de faixa onde você clicou. Uma barra colorida aparece na parte superior da tela para apresentar a faixa selecionada. Você pode imprimir dados na faixa somente selecionando o comando Range Printing no menu de Arquivo (File). Zoom Controls são incluídos neste menu e operam conforme discutido no item Seleção do Que Está sendo Apresentado, previamente nesta seção. Comandos da Barra de Ferramenta Abrir Deixa a tela de Dados Brutos e seleciona um arquivo armazenado. Tela de Dados Brutos Apresenta a tela de dados brutos (disponível quando a tela Log está apresentada) Log Apresenta a tela de registro (disponível quando a tela de dados brutos é apresentada) Menu Principal Deixa a tela de dados Brutos e retorna para o menu principal Utilidade de Arquivos de Paciente Apresenta os arquivos de paciente Imprimir Imprime a tela de Dados Brutos (disponível quando a tela de Dados Brutos é apresentada) Ajuda Apresenta o arquivo de ajuda Alteração da Cor de Fundo Para mudar o fundo dos dados em tempo real entre clara e escuro, pressione a tecla Enter durante a visualização de dados de tempo real.

52 Finalização da Visualização de Dados em Tempo Real Para parar a visualização de dados em tempo real, retorne para o menu principal selecionando o botão Main Menu na Barra de Ferramentas ou pressionando o botão F9. O registrador Stardust continuará a registrar até que o interruptor seja colocado na posição desligada COMO DESCARREGAR DADOS ARMAZENADOS Se você possuir um registrador Stardust II, você pode inserir as informações do paciente na inicialização ou ao descarregar dados ao computador Host. Se você possuir um registrador Stardust I, você deve inserir informações do paciente, assim como o número de série do dispositivo quando você descarregar os dados. Para descarregar os dados armazenados na memória do registrador: Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Conecte o registrador Stardust ao computador. Inicie o software Stardust Host e selecione Download from Stardust no Menu Principal. A tela de Dados de Paciente, Figura 7-8, é apresentada. Se você tiver um registrador Stardust II conectado, o número de série do dispositivo é apresentado. Insira os dados do paciente ou selecione o botão Find Patient e use as teclas de setas para encontrar os dados de paciente existentes. Quando você insere a altura e peso, o Índice de Massa Corpórea é calculado. Se você desejar inserir informações associadas do paciente, selecione o botão Patient Info. Figura 7-8: Tela de Dados do Paciente

53 7-11 A tela de Informações do Paciente, Figura 7-9, é apresentada: Figura 7-9: Tela de Informações de Paciente Etapa 3a Etapa 3b Etapa 3c Selecione as fichas na parte superior da janela para inserir os dados nos campos de acompanhamento. Todos os campos são campos de texto. Selecione o botão OK para aceitar os dados e retornar para a janela de Dados do Paciente. Selecione o botão Cancel para ignorar os novos dados e retornar para a janela de Dados do Paciente. Na tela de Dados de Paciente, selecione a caixa próximo a Yes, I want to print a report after download para receber um relatório para cada aquisição que é descarregada.

54 7-12 Etapa 4 Na tela de Dados de Paciente, selecione o botão Download para começar a descarregar os dados. A tela de Progressão de Descarregamento, Figura 7-10, é apresentada: Figura 7-10: Tela de Progressão de Descarrregamento Para parar o descarregamento, selecione o botão Abort operation. A caixa de Atividade Atual informa o tipo de transferência a ser realizada. A caixa Tarefa Atual informa qual ação está sendo realizada no momento (inicialização da porta de comunicações, Descarregando sessão 3 de 10, etc). Se o registrador contém sessões múltiplas, o software Host descarrega cada um deles separadamente. A caixa Tempo Remanescente aproxima o tempo remanescente para descarregar a sessão atual. O indicador de gráfico de barras apresenta o progresso relativo do descarregamento. Quando o descarregamento está finalizado, o Stardust retorna para o Menu Principal. Você pode pressionar o botão Abort operation a qualquer momento para parar o descarregamento e retornar para o Menu Principal. Todas as sessões ou sessões parciais são removidas.

55 8-1 8 CÓPIA RESERVA DE DADOS 8.1. INTRODUÇÃO É uma boa prática realizar regularmente cópias reserva dos dados para uma fonte externa e liberar espaço para outros estudos. O software Stardust Host pode criar uma cópia reserva dos dados descarregados, seja automaticamente ou manualmente. A Cópia Reserva Automática requer que você insira os parâmetros na janela de Opções de Remoção & Cópia Reserva REMOÇÃO E CÓPIA RESERVA AUTOMÁTICA O software Stardust Host pode automaticamente realizar cópias reservas e remover dados. Você pode escolher quando a cópia reserva ou remoção é feita. Se a cópia reserva automática está configurada, o Stardust fará cópias reservas dos arquivos assim que o descarregamento estiver finalizado ou após você ter validado os dados do Stardust. Para configurar a cópia reserva e remover parâmetros: Etapa 1 Etapa 2 Selecione Options no Menu Principal Selecione Backup and Remove Options no menu de opções do Stardust. A janela de Opções de Cópia Reserva e Remoção é apresentada, conforme mostrado na Figura 8-1. Figura 8-1: Janela de Opções de Cópia Reserva e Remoção

56 8-2 Na janela de Cópia Reserva e Remoção, você deve configurar: Opções de cópia reserva automática Quantidade de disco livre no drive de cópia reserva para ser deixado após a cópia reserva Se o Stardust irá perguntar pelo título da cópia reserva Remover opções, e Quantidade de espaço livre a atingir após remoção Opções de Backup As opções de cópia reserva de dados automático são: Automática após Descarregamento e Validação Automática após Descarregamento e Sem cópia reserva automática Selecione Automatic After Download e Validation para cópia reserva dos dados após você ter validado qualquer dado ou após descarregamento de estudos a partir do registrador. OBSERVAÇÃO: O drive da cópia reserva deve ser diferente do drive de armazenagem de dados. Selecione Automatic after Download para cópia reserva dos dados após finalização do descarregamento. Selecione No automatic backup para impedir cópia reserva automática dos dados. O parâmetro Free space to leave on the backup (Espaço Livre para Deixar na cópia reserva) configura a quantidade mínima de espaço livre que deve estar disponível no disco reserva antes do Stardust tentar escrever os dados reserva no mesmo. Para configurar o parâmetro, clique na caixa de parâmetro e digite o novo valor. A opção Ask the backup label (Pedir o Título da Cópia Reserva) pede a você para entrar um título para o meio de cópia reserva antes da realização da mesma. Isto é útil para ajudar na busca quando existir um número grande de discos de armazenamento Remoção de Opções Selecione Automatic when free space on the working drive is less than 10% para remover automaticamente arquivos de dados de cópia reserva quando o espaço livre remanescente atingir o valor inserido na caixa. O valor default é 10%. Selecione No automatic remove (Não remover Automaticamente) para remover manualmente os dados, conforme necessário. Clique em Free space to reach after remove (Espaço Livre a ser atingido após a remoção) para ajustar a porcentagem de espaço de disco livre no drive de cópia reserva que você deseja após uma remoção automática. Os dados são removidos até que a porcentagem configurada seja atingida. O valor default é 20%.

57 CÓPIA RESERVA PARA UMA REDE Se o seu computador estiver conectado a uma rede da instituição, você pode usar um drive de rede para fazer a cópia reserva dos dados. Para instalação, a rede deve ser feita somente pelo seu administrador de rede. Estudos do Stardust possuem informações importantes de pacientes, de forma que você deve planejar mover os dados de seu disco ou drive de rede para um meio de armazenagem mais permanente regularmente UTILIDADE DE ARQUIVO DE PACIENTE Use a Utilidade Arquivo de Paciente (Patient File) para gerenciamento de dados mais abrangente que o fornecido pela cópia reserva e remoção automáticas, e pelas funções de cópia reserva manual. A Utilidade Arquivo de Paciente permite a você copiar ou mover estudos de pacientes a partir de qualquer diretório fonte para qualquer diretório de destino. Também permite a você deletar ou enviar estudos de pacientes por . Os percursos apresentados para diretório de dados e diretório de cópia reserva não podem ser trocados aqui; estes são configurados pelas configurações de armazenamento de cópia reserva e de armazenamento de dados na janela de Configurações de Programa (ver seção 4.3). Para operação de cópia e mudança, a utilidade cria o diretório alvo se este não existir. A utilidade aborta as operações de cópia e mudança se o diretório alvo não possuir espaço suficiente Como Usar a Utilidade de Arquivo de Paciente Etapa 1 Clique na utilidade Patient File no menu de Arquivo (File). A janela Utilidade de Arquivo de Paciente, Figura 8-2 aparece. Esta automaticamente apresenta os estudos no diretório de dados selecionado. Figura 8-2: Utilidade de Arquivo de Paciente

58 8-4 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Etapa 5 Etapa 6 Etapa 7 Etapa 8 Etapa 9 Etapa 10 Se necessário, selecione o diretório fonte onde os arquivos a serem manipulados estão atualmente localizados. Clique em: Data directory Backup directory Other directory Se você selecionou Other directory, clique no botão Browse e localize o diretório contendo os dados de paciente. O percurso é apresentado na caixa de texto. Se você selecionou um diretório fonte diferente, clique no botão Read Study List. A janela apresenta os estudos de paciente que existem naquele diretório. Um asterisco no cabeçalho da coluna indica que os dados são classificados por aquela coluna. Para classificar os dados por uma coluna diferente, clique no cabeçalho da coluna. O asterisco se move para aquele cabeçalho de coluna e os dados são classificados por aquela coluna. Selecione o estudo a ser manipulado. O estudo é destacado através de toda a fileira, e os botões , Copy, Move e Delete se tornam ativos. Mantenha pressionada a tecla Shift ou tecla Ctrl para selecionar múltiplos estudos. Observação: Somente um estudo pode ser enviado por por vez. Se você desejar deletar o estudo, clique no botão Delete e então em Yes para confirmar o ato de deletar. O estudo é deletado e desaparece da lista. Você terminou este procedimento. Se você desejar copiar ou mover o estudo, selecione o diretório alvo onde os arquivos deverão estar localizados ao terminar. Repita a etapa 3, se necessário. Clique no botão Copy ou no botão Move, conforme apropriado. O estudo é copiado ou movido e a coluna de status é atualizada. Você terminou este procedimento. Clique em Close para fechar a utilidade de Arquivo de Paciente. A janela desaparece Como Enviar ou Receber Estudos por Para enviar um estudo por , utilize o seguinte procedimento: Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Etapa 5 Etapa 6 Abra a Utilidade Arquivo de Paciente e selecione o estudo a ser enviado por . Clique no botão . A janela Dados de Paciente aparece, pedindo para você remover as informações confidenciais de paciente. Para remover informações de paciente, clique no botão Clear All. Alternativamente, você pode inserir manualmente informações de paciente diferentes (ou seja, Indivíduo Teste N 123). Clique no botão OK para continuar. O software Stardust Host empacota os arquivos de dados em um único arquivo e abre uma nova mensagem utilizando o seu programa de e- mail default. O arquivo de dados empacotado é incluído como um anexo com uma extensão.starmail. Insira o endereço de recebedor no campo T:. Se você desejar, você pode alterar o texto do corpo e assunto. Observação: O assunto do default e texto de corpo podem ser alterados. Contate o Suporte Técnico para obter mais informações. Clique no botão Send.

59 8-5 Para receber um estudo por , use o procedimento a seguir. Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Abra o estudo enviado por . Clique duas vezes no arquivo anexado.stardust. A Utilidade Stardust Mail irá abrir o software Stardust Host (se não estiver já aberto) e irá desempacotar os dados no local de armazenamento especificado na janela de Configurações de Programa. O software Stardust Host pede para você integrar os dados recebidos. Clique em Yes para integrar os dados imediatamente ou clique em No para integrá-los mais tarde. Se você clicar em No, a mesma questão aparecerá a cada vez que você clicar em View and Validate no Menu Principal. A janela de Inserção de Estudo aparecerá (ver Figura 8.3), onde você pode inserir ou alterar os dados de paciente, se desejar. Se os dados de paciente tiverem sido apagados quando o estudo foi enviado, os campos de nome estarão em branco. Se você gravar as informações apresentadas, pode ser de ajuda se você identificar o estudo mais tarde. O botão Reset to Default fica ativo se você alterar as informações e permite a você remover qualquer alteração que você tenha feito. Clique em OK para continuar com a integração ou em Abort Insertion para cancelar. Figura 8.3: Janela de Inserção de Estudo Etapa 5 Após o estudo ser integrado, o estudo aparece na Lista de Pasta de Pacientes. Você pode identificar o mesmo utilizando as informações a partir das informações da janela de Inserção de Estudo ou procurando pela data listada na coluna .

60 8-6

61 9-1 9 VISUALIZAÇÃO DE DADOS DESCARREGADOS 9.1. INTRODUÇÃO Após descarregar dados do registrador, o software Stardust Host automaticamente marca os dados. Você pode visualizar os dados e marcação e validar ou alterar a marcação. Nomes de pacientes, inseridos no início de uma seção de descargamento, atuam como pastas nas quais os dados descarregados são colocados. O descarregamento pode consistir em múltiplas sessões, ou estudos. Um estudo é definido pelo intervalo entre quando a energia do registrador foi ligada e desligada. Um estudo deve também ser mais longo que a duração mínima estabelecida na janela de Opções de Comunicação (ver seção 4.2).

62 SELEÇÃO DE UM ESTUDO PARA VISUALIZAÇÃO Para selecionar um estudo para visualização, selecione o botão View and Validate no Menu Principal. A Lista de Pasta de Pacientes é apresentada, conforme mostrado na Figura 9-1. Figura 9-1: Lista de Pastas de Paciente A Lista de Pastas de Pacientes apresenta: Nome do paciente Data do estudo Sexo do paciente Duração do estudo Data de nascimento do paciente Se o estudo está marcado como completo Se o estudo está arquivado Data de integração do (se aplicável) Número do estudo Qualquer comentário inserido na caixa de diálogo Dados de Paciente Você pode classificar a lista por qualquer cabeçalho de coluna clicando no cabeçalho da coluna. Você pode também redimensionar as colunas colocando o cursor sobre um divisor de coluna e arrastando a linha para esquerda ou direita. A lista é configurada, por default, para apresentar todos os estudos designados a cada paciente. Você pode alterar esta vista conforme descrito na seção a seguir.

63 Como Navegar na Lista de Pastas de Paciente A parte superior da tela de Lista de Pastas de Paciente contém: Localização da pasta de armazenamento de dados. Delete Studies Selecione este botão para remover os estudos associados a um paciente. Veja Remoção de Estudos, a seguir. Show Backup Volume Selecione esta caixa para visualizar os pacientes/estudos no diretório de armazenamento de cópias reserva. Show Delected Selecione esta caixa para visualizar pacientes/estudos que tenham sido deletados. Show Studies Selecione a caixa para apresentar todos os estudos associados a cada pasta de paciente. A parte inferior da tela de Lista de Pastas de Paciente contém: Botão View Para visualizar dados de paciente, destaque a linha de estudo na Lista de Pastas de Paciente que você deseja visualizar; então, selecione o botão View. Botão Edit Para alterar o nome e sobrenome do paciente, data de nascimento, sexo, altura, peso e comentário, selecione o nome do paciente na Lista de Pastas de Paciente e então selecione o botão Edit. Botão Refresh Reconstrói a lista apresentada para apresentar qualquer alteração que tenha sido feita. Botão Cancel Selecione o botão Cancel para retornar ao Menu Principal Botão Split Patient Selecione o botão Split Patient para separar estudos fundidos em estudos separados. Esta opção não está disponível quando a opção Show Studies é selecionada. Botão Merge Patient Selecione o botão Merge Patient para agrupar estudos separados para um paciente. Esta opção está disponível somente para estudos com o mesmo nome, sobrenome, sexo, e data de nascimento. Esta opção não está disponível quando a opção Show Studies é selecionada.

64 Remoção de um Estudo Para remover um estudo: Etapa 1 Selecione o botão Delete Studies na parte superior da Lista de Pastas de Paciente. A tela Deletar Estudos é apresentada, conforme mostrado na Figura 9-2. Figura 9-2: Tela Deletar Estudos Os estudos são listados por número de estudo. Se a tela estiver em branco, isto significa que nenhum dos estudos atual foi arquivado. Somente arquivos arquivados são apresentados. Para apresentar os estudos que não foram arquivados, selecione a caixa Show Not Archived Study. Etapa 2 Etapa 3 Selecione o estudo que você deseja remover e então selecione o botão Delete Study na parte inferior da tela, ou clique no botão Cancel para abortar o ato de deletar. Mantenha pressionado a tecla Shift ou Ctrl para selecionar múltiplos estudos. Se você selecionar Delete Study, será perguntado (para verificar se você deseja deletar o estudo) uma vez se o estudo possui cópia reserva (Arquivado = Yes) ou duas vezes se o estudo não possuir cópia reserva.

65 VISUALIZAÇÃO DE TELAS DE DADOS Para visualizar os dados para um estudo, destaque o estudo na Lista de Pastas de Paciente, e então selecione o botão View na parte inferior da tela. Você pode também clicar duas vezes no estudo. Os dados de software Stardust são apresentados em sete telas de visualização principais. A Tabela 9-1 lista o nome da tela, o ícone ou tecla de função para visualizar a tela e a seção do manual que descreve a tela. TIPO DE TELA ÍCONE TECLA DE FUNÇÃO VER SEÇÃO Tela de Registro (Log) F8 9.4 Tela de Dados Brutos F4 9.5 Tela de Tendências de 10 Horas F5 9.6 Tela de 1 Hora F3 9.7 Tela de Tendências + Dados Brutos F Lista de Eventos F2 9.9 Tela Lista de Eventos/Dados Brutos F Tabela 9-1: Acesso das Telas de Dados do Stardust

66 TELA DE REGISTRO (LOG) Quando você seleciona um estudo, a primeira tela a aparecer é a tela de Registro (Log), apresentada na Figura 9-3. Figura 9-3: Tela de Registro A tela de Registro é uma visualização cronológica do estudo, representada pelo par contínuo de linhas azuis e verdes. A linha azul representa os dados brutos; a linha verde representa os dados de tendência. Se um estudo de paciente tiver sido deletado, uma linha preta aparece, representando a duração do estudo. Estas linhas são apresentadas em relação ao horário da escala do dia na parte inferior e escala de data à esquerda da tela. Os componentes remanescentes da tela de Registro são: Dados do Paciente Apresenta o nome do paciente e a data de nascimento Marcador da Janela de Dados Brutos Indica onde a janela de Dados Brutos será apresentada quando você acessá-la. O marcador se move para onde você clicar na linha com o cursor. Dados do Estudo Apresenta os horários de início e término do estudo, se os dados brutos estiverem disponíveis, e se resultados de análise estiverem disponíveis. Horário da Janela de Dados Brutos Apresenta a data e horário do Marcador de Janela de Dados Brutos.

67 Teclas de Janela de Registro As seguintes teclas irão mover o Marcador de Janela de Dados Brutos, conforme indicado na Tabela 9-2: Pressionar Efeito Move para frente um minuto Move para frente 10 minutos Move para trás um minuto Move para trás 10 minutos Tabela 9-2: Teclas da Tela de Registro Menu da Tela de Registro Para visualizar o menu apresentado na Figura 9-4, clique com o botão da direita o cursor sobre um estudo (seja linha azul ou verde). Figura 9-4: Menu da Tela de Registro Completed Marca estudo completo. Isto coloca um Yes na coluna Completed na Lista de Pastas de Paciente Rescan Realiza novamente varredura no estudo. Todas as validações prévias são perdidas quando é realizada novamente a varredura no estudo (Este comando está também disponível no menu Arquivo (File). Report Imprime o relatório do estudo utilizando o modelo selecionado. Telas Você pode mover para qualquer das seis janelas de dados remanescentes ou retornar para o menu principal utilizando os comandos na seção média do menu. Properties Apresenta a janela de Propriedades de Canal, apresentada na Figura 9-5.

68 9-8 Figura 9-5: Janela de Propriedades de Canal A janela de Propriedades fornece: Nome do paciente Data e horário das Luzes Acesas Número do estudo e diretório de armazenamento Status dos dados Data e horário de início do estudo Título da cópia reserva Data e horário do término do estudo Status completo (isto é alterado pelo comando Completed no menu anterior) Tipo de estudo (adulto) Tamanho do estudo (em megabytes) Data e horário das Luzes Desligadas Tipo de aplicação e comentários

69 TELA DE DADOS BRUTOS Para acessar a tela de Dados Brutos a partir da tela de Registro, selecione o ícone da tela de Dados Brutos na parte superior da página, pressione F4, clique duas vezes no traçado de registro, ou selecione Raw Data Screen a partir do Menu. A tela de Dados Brutos é apresentada na Figura 9-6. Figura 9-6: Tela de Dados Brutos A tela de Dados Brutos apresenta as formas de onda em escala de tempo e saídas de sinal para todos os canais registrados durante o estudo. A janela é dividida por linhas verticais representando períodos de 30 segundos. A janela pode ser modificada conforme descrito na seção Os componentes da tela de Dados Brutos são: Dados de Paciente Apresenta o nome e data de nascimento do paciente Canais Registrados Os canis de apresentação padrão são SpO 2, Freqüência Cardíaca (HR), Esforço (Effort), Evento (Event) e Posição (Pos). Outros canais são apresentados somente quando os dados estiverem disponíveis. Os canais de SpO 2, Freqüência Cardíaca, Evento, Pressão (Pres), Vazamento (Leak) e Volume Corrente (TdVol) apresentam dados numéricos juntamente com a forma de onda para fácil identificação de níveis. Os canais de Fluxo (Flow) and Esforço (Effort) apresentam dados gráfico. Os canais Respiração (Resp), Limite de fluxo (FwLim) e Ronco (Snore) apresentam alertas para apresentar condições respiratórias indicadas por dispositivos de terapia. O canal Reonco (Snore) pode também apresentar alertas detectados pelo registrador Stardust II. Observação: Diferentemente de eventos marcados no software Stardust Host, alertas de evento não contêm duração. Porém, podem ocorrer alertas avisos consecutivos apresentados nos Dados Brutos que se correlacionam a um único evento. Horário de Visualização Apresenta o horário e data no início dos dados apresentados no momento da apresentação de Dados Brutos. Tempo de Corrida Apresenta o tempo decorrido a partir do início do estudo.

70 Como Navegar na Tela de Dados Brutos Para navegar na tela horizontalmente, pressione as teclas de seta para esquerda ou direita no teclado. A tela irá continuar a correr até que você pressione qualquer outra tecla. Use o comando Scrolling DisplaySspeed no menu de Opções para configurar a velocidade de navegação. Para correr uma página, pressione as teclas de seta para cima ou para baixo ou as teclas de página para cima ou para baixo. O tamanho de um salto de página depende do fator de zoom. Para procurar através dos dados durante a navegação, pressione a tecla Tab para selecionar o próximo evento ou Shift + Tab para selecionar o evento anterior. Use o comando Display with Scrolling no menu de opções (Options) para controlar se a tela irá correr ou pular para eventos que ocorrem dentro de uma tela de dados após os dados sendo apresentados no momento. Use o comando Show Inner Event no menu de Opções para controlar se a tela correrá ou pulará para eventos que ocorrem a qualquer momento após os dados sendo atualmente apresentados. (a velocidade de corrida depende do estado do comando Display with Scrolling). A tecla Home leva você ao início do estudo e a tecla End leva ao final. A Barra de Navegação, na parte inferior da página, pode ser utilizada para mover através dos dados. Use as teclas de setas para mover uma pequena quantidade. Clique sobre a barra de navegação para mover uma página na direção que você clicou. Para centralizar a página em uma área particular, coloque o cursor do mouse sobre o ponto que você deseja centralizar, clique com o botão direito do mouse e selecione Center a partir do menu Modificação da Tela de Dados Brutos Você pode alterar a visualização da tela de Dados Brutos: Aplicando zoom para aumentar ou diminuir; Especificando qual canal visualizar ou ocultar Ajustando as escalas dos canais Ajustando a cor de um canal e Apresentando ou ocultando a barra de ferramentas, a barra de status e os títulos de canal. Zoom Você pode aumentar ou reduzir com zoom. Existem várias maneiras de realizar zoom: Zoom com o Menu View (Figura 9-7): Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Selecione o menu View na parte superior da tela. Mova o mouse sobre o comando de apresentação de Zoom. Selecione o fator de zoom no menu Zoom. Figura 9-7: Menu de Visualização (View)

71 9-11 Zoom com o Menu (Figura 9-8) Etapa 1 Etapa 2 Clique com o botão da direita sobre as formas de onda para apresentar o menu. Selecione o fator de zoom no menu Zoom. Zoom com Teclas Pressione CTRL + tecla de número correspondendo ao fator de zoom (conforme visto no menu à direita). Por exemplo, CTRL + 3 resulta em uma visualização de 30 segundos, CTRL + 1 resulta em uma visualização de 15 segundos. Em adição, CTRL + ESPAÇO resulta em uma visualização de 6 segundos. Figura 9-8: Menu Ocultar ou Visualizar Canais Existem três maneiras de ocultar um canal e uma maneira de restaurá-lo para ser visualizado. Ocultar/Visualizar com o Menu View: Etapa 1 Selecione o menu View apresentado na Figura 9-7. Etapa 2 Selecione a lista Channel. A Figura 9-9 apresenta o resultado. Um sinal na caixa na coluna à esquerda indica que o canal será apresentado. Para ocultar um canal, clique sobre uma caixa para retirar a seleção, e então selecione OK para aceitar a alteração. Como Ocultar com o Cursor sobre o Título Coloque o cursor sobre o título do canal à esquerda da tela de Dados Brutos e pressione a tecla DELETE no seu teclado. Figura 9-9: Lista de Canais Como Ocultar com o Menu de Títulos de Canal Etapa 1 Etapa 2 Coloque o cursor sobre o título do canal à esquerda da tela de Dados Brutos e clique o botão direito do mouse. O menu apresentado na Figura 9-10 é apresentado. Selecione o comando Disable para ocultar o canal. Figura 9-10: Menu de Canais

72 9-12 Ajuste das Escalas de Canal Para ajustar as escalas de canal, coloque o cursor sobre o título do canal à esquerda da tela e pressione a tecla + ou -, conforme necessário. Para retornar a escala para seu default, pressione a tecla * (SHIFT + 8) Ajuste de Cor Existem duas maneiras de alterar cores de canal. Ajuste de Cores com o Menu Options Etapa 1 Selecione o menu Options, apresentado na Figura 9-11 e selecione o comando Channel Colors. A janela de configurações de cor é apresentada conforme mostrado na Figura Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Selecione o canal que você deseja alterar a partir do menu, acessado com a seta próxima à caixa de diálogo. Selecione a caixa Modify para apresentar a janela de Cores. Selecione as cores ou defina as cores personalizadas conforme discutido na Seção 6.2. Selecione OK na janela de Cor e na janela de Configurações de Cor para aceitar as alterações Figura 9-11: Menu de Opções Ajuste das Cores com Menu Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Coloque o cursor sobre o título do canal que você deseja alterar e pressione o botão direito do mouse. O menu apresentado na Figura 9-13 é apresentado. Selecione o comando Colors para apresentar a janela de Configurações de Cor da Figura Altere as cores conforme descrito acima utilizando o menu de Opções (Options). Figura 9-12: Janela de Configurações de Cor Figura 9-13: Menu de Canais

73 9-13 Adição de Uma Linha de Referência Você pode adicionar até duas linhas de referência nos canis de Esforço (Effort) e Fluxo (Flow). Para criar linhas de referência: Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Clique com o botão direito do mouse nos títulos de Canal de Fluxo (Flow) ou Esforço (Effort) para visualizar o menu. Selecione o comando Reference Line para visualizar as informações de linha de referência conforme mostrado na Figura Uma linha de referência é automaticamente carregada sobre a posição do cursor. A amplitude da localização da linha de referência do cursor é apresentada no lugar do título do canal. A posição do cursor apresenta a posição relativa da linha de referência e o número de linha de referência (1 ou 2). A linha de referência aparece sobre a forma de onda com a amplitude da forma de onda. Mova o cursor para cima ou para baixo até que a linha esteja onde você deseja que esteja. Clique com o botão esquerdo do mouse para colocar a linha. A Linha 2 é automaticamente carregada sobre o cursor. Ao terminar a colocação de linha, mova o cursor par o título da amplitude (onde o título do canal normalmente estaria) e clique com o botão direito do mouse. Para mover para uma linha de referência previamente colocada, selecione o comando Reference Line na janela que aparece e então coloque o cursor sobre a linha a ser movida. Quando o cursor se torna um cursor de movimento, você pode pressionar e manter pressionado o botão esquerdo do mouse e arrastar a Linha de Referência para uma nova localização. Figura 9-14: Colocação da Linha de Referência Apresentação de Propriedades de Canal Clique com o botão da direita do mouse com o cursor sobre um título de canal e selecione Properties no menu. As propriedades são listadas para Título de Canal, Velocidade de Armazenamento, Bits de Dados, Tipo de Canal e Fonte de Canal.

74 9-14 Adição de um Comentário Para adicionar um comentário à tela: Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Clique com o botão direito do mouse com o cursor no local onde você deseja que o comentário apareça. A partir do menu que aparece, apresentado na Figura 9-15, selecione o comando Add a comment. A janela de inserção de texto de comentário é apresentada. O Horário no qual o comentário é adicionado é apresentado na parte superior da janela. Digite o seu comentário na caixa de comentário na parte inferior da janela. Quando o botão OK é selecionado, o comentário aparece na parte superior da tela, iniciando onde você clicou originalmente. Figura 9-15: Menu da Tela de Dados Brutos Adição de Eventos Personalizados Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Na tela Dados Brutos, aponte o cursor do mouse no início do evento. Para adicionar eventos personalizados de Estado, Página ou Instâneo, clique com o botão da direita na tela de Dados Brutos. Clique no tipo de evento personalizado desejado a partir do menu apresentado (Ver Figura 9-15). Para adicionar eventos Semelhantes à Apnéia, arraste sobre a duração do evento. A área será destacada em preto. Escolha o tipo de evento apropriado a partir do menu que aparecer (Ver Figura 9-16). Observação: Algumas opções podem estar cinzas. Tipicamente, se Apnéia ou Hipopnéia estiverem na cor cinza, isto é porque o evento possui duração muito curta. Figura 9-16: Menu de Tipo de Evento

75 9-15 Como Destacar uma Faixa Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Clique com o botão da direita com o cursor onde você deseja que a faixa inicie. Clique com o botão da direita e selecione Start Highlight Period a partir do menu que aparece da Tela de Dados Brutos. Navegue na tela e clique com o botão da direita quando você desejar que a faixa termine. Selecione End Highlight Period a partir do Menu de Telas de Dados que aparece. A faixa está destacada na parte superior da tela. Impressão de uma Faixa Etapa 1 Clique com o botão da direita com o cursor onde você deseja que a faixa inicie. Etapa 2 No menu, clique no comando Start Highlight Period. Etapa 3 Navegue na tele e clique com o botão da direita quando você desejar que a faixa termine. Etapa 4 No menu que aparece, clique no comando End Highlight Period. Etapa 5 No menu File, selecione o comando Range printing. Se você destacar uma faixa menor que a largura de uma tela, toda a tela é impressa. Marcação de Períodos de Falha de Faixa Para formas de onda que apresentem artefatos, ou que você não deseje incluir nos dados de relatório, você pode marcar a forma de onda com um período de falha. Períodos de falha aparecem sobre a tela de dados brutos como uma banda horizontal através da forma de onda. Para marcar um período de falha: Etapa 1 Etapa 2 Destaque uma faixa conforme descrito acima. Selecione o canal no qual o período de Falha de Faixa será marcado a partir do menu. As seleções representam o canal que você selecionou, assim como os canais acima e abaixo. O período de Falha de Faixa é marcado. Observação: Para que a opção de período de Falha de Faixa seja ativo, você deve selecionar Show Fails na opção Raw Data Window na janela de Opções de Apresentação.

76 TELA DE TENDÊNCIA DE 10 HORAS Para visualizar a tela de tendências de 10 horas, selecione o ícone da tela de tendências de 10 horas na parte superior da página ou pressione F5. A tela de Tendências de 10 Horas é apresentada na Figura Figura 9-17: Tela de Tendência de 17 horas A tela de Tendências de 10 Horas fornece uma rápida visão geral dos dados de toda à noite. A parte superior da tela apresenta os dados do paciente. A porção inferior da tela apresenta o horário e a data no centro da apresentação de Dados Brutos e o tempo decorrido a partir do início do estudo. Estas porções são as mesmas para todas as telas de dados. A porção central da tela contém um cursor fino, móvel, uma linha preta que cruza a tela verticalmente. O tempo correspondente para a posição do cursor é apresentado no canto inferior direito da tela. Para mover o cursor, clique o botão esquerdo do mouse com o cursor do mouse sobre o local para onde você deseja mover o cursor fino. O cursor pode também ser movido em incrementos de um segundo com as teclas de setas para direita e esquerda. A tela de Tendência de 10 Horas inclui as seguintes tendências: Tendência SpO 2 O primeiro canal na parte superior da tela. A tendência apresenta uma visão geral dos níveis de SpO 2 durante o estudo. Para ler o nível a qualquer momento, coloque o cursor fino sobre a tendência. O nível correspondente é apresentado à direita da tela.

77 9-17 Tendência de Freqüência Cardíaca O Canal HR representa a freqüência cardíaca calculada durante uma janela deslizante de seis segundos. Eventos Respiratórios: Quatro canais que representam eventos respiratórios. Estes canais não estão disponíveis para dispositivos de terapia que indiquem condições respiratórias. CA representa apnéia central; AO representa apnéias obstrutivas; MA representa apnéias mistas; e HYPO representa hipopnéias. A colocação horizontal de cada marcador corresponde a quando o evento começa; a altura de cada linha é proporcional à duração do evento. Para ler a duração de um evento, coloque o cursor fino sobre o marcador. A duração é apresentada à direita da tela. Freqüência Torácica versus Taxa de Fluxo As linhas de tendência de taxa de fluxo e freqüência respiratória têm como finalidade apontar áreas de distúrbio respiratório. Onde as linhas divergem, uma perturbação respiratória é uma causa possível. Cada taxa é determinada em respirações por minuto. A taxa de fluxo é calculada a partir do canal de Fluxo (Flow) (sem falha) na configuração; a freqüência torácica é calculada a partir do canal de Esforço (Effort) (sem falha) na configuração. Posição do Corpo (Pos) A posição do corpo no local do cursor fino é apresentada à direita da tela. Esta figura representa a evolução da posição do corpo. N= não supina; S=supina. CPAP O canal CPAP representa a tendência de pressão como um gráfico de barras. A pressão CPAP é apresentada em centímetros de água. Este canal está disponível somente se um registrador Stardust ou com um registrador Stardust II estiver sendo utilizado com um dispositivo de terapia CPAP ou um dispositivo de terapia AutoCPAP. LwPr e HgPr Os canais de Pressão Baixa e Pressão Alta representam as tendências de pressão bi-level na forma de gráficos de barras. Estes canais estão disponíveis somente se um registrador Stardust II for utilizado com um dispositivo de terapia de pressão bilevel. A pressão é apresentada em centímetros de água. NR O canal NR representa instâncias onde um paciente não responde a aumentos de pressão e continua a apresentar apnéias e/ou hipopnéias. Este canal está somente disponível se o registrador Stardust II for utilizado com um dispositivo de terapia que indique condições respiratórias. O lado direito da tela apresenta o número de avisos NR durante um período de seis segundos antes da posição do cursor fino. AO - O canal AO representa apnéias obstrutivas indicadas por um dispositivo de terapia. Este canal está somente disponível se o registrador Stardust II for utilizado com um dispositivo de terapia que indique condições respiratórias. O lado direito da tela apresenta o número de avisos HY durante o período de seis segundos antes da posição do cursor fino. FL O canal FL representa a limitação de fluxo indicada por um dispositivo de terapia. Este canal está somente disponível se o registrador Stardust III for utilizado com um dispositivo de terapia que indique condições respiratórias. O lado direito da tela apresenta o número de alertas FL durante o período de seis segundos antes da posição do cursor fino. SN O canal SN representa pontuações. Pontuações podem ser indicadas por um dispositivo de terapia ou por um registrador Stardust II utilizado sem um dispositivo de terapia. O lado direito da tela apresenta o número de alertas SN durante o período de seis segundos antes da posição do cursor fino. Vazamento (Leak) O canal de Vazamento representa o vazamento total na forma de um gráfico de barras. A taxa de vazamento é apresentada em Litros por Minuto. A tendência de Vazamentos está disponível somente quando o registrador Stardust II é utilizado com dispositivos de terapia que forneçam este canal.

78 9-18 Volume Corrente (TdVol): O canal TdVol representa o volume corrente como uma tendência gráfica. O volume é apresentado em mililitros. A tendência TdVd está disponível somente quando o registrador Stardust II é utilizado com dispositivos de terapia que forneçam este canal. Queda de O 2 (Desat) Este canal tendência utiliza marcadores para representar eventos de dessaturação. A colocação horizontal de cada marcador corresponde a quando o evento começa; a altura de cada linha é proporcional à porcentagem de dessaturação do evento. Para ler a porcentagem de um evento, coloque o cursor de linha sobre o marcador. A porcentagem é apresentada à direita da tela. Marcador O canal de tendência de marcador apresenta eventos de paciente a partir do marcador de evento do paciente. A colocação horizontal de cada marcador corresponde a quando o evento começou; a altura de cada linha é proporcional à duração do evento. Para ler a duração de um evento, coloque o cursor fino sobre o marcador. A duração é apresentada à direita da tela. Bradicardia (Brady) e Taquicardia (Tachy) Estes canais de tendência usam marcadores para representar eventos de bradicardia e taquicardia. A colocação horizontal de cada marcador corresponde a quando o evento começou; todos os marcadores são da mesma altura. Para ler a porcentagem de um evento, coloque o cursor fino sobre o marcador. A porcentagem é apresentada à direita da tela Configuração de Luz Ligada e Luz Desligada Para configurar manualmente o inicio e final do estudo de sono, você pode especificar os tempos de Luz Ligada e Luz Apagada nas telas de Tendência de 1 Hora e Tendência de 10 Horas. Os tempos de Luz Acesa e Luz Apagada determinam o Tempo na Cama (TIB), o qual é utilizado nos relatórios para vários cálculos. Etapa 1 Etapa 2 Mova o cursor do mouse sobre o tempo desejado e clique com o botão direto do mouse. O menu aparece, conforme mostrado na Figura Selecione o comando apropriado. Os dados não são apresentados fora destes dois parâmetros. Figura 9-18: Menu da Tela de Tendência de 10 Horas Modificação da Tela de Tendência de 10 Horas Você pode modificar a tela de Tendência de 10 Horas: Ajustando a cor de um canal Ocultando ou visualizando canais Ocultando ou visualizando a barra de ferramentas Ocultando ou visualizado a barra de status Ocultando ou visualizando os valores imediatos Ocultando ou visualizando os títulos de tendências Os comandos para modificação da tela de tendência são os mesmos que os da Tela de Dados Brutos.

79 TELA DE TENDÊNCIA DE 1 HORA Para visualizar a Tela de Tendência de 1 Hora, selecione o ícone da tela de Tendência de 1 Hora na parte superior da página, ou pressione F3. A tela de Tendência de 1 Hora é apresentada na Figura Figura 9-19: Tela de Tendência de 1 Hora A tela de Tendência de 1 Hora fornece uma visão geral de uma hora do estudo do sono. Os componentes da tela de Tendência de 1 Hora são os mesmos da tela de Tendência de 10 Horas. A tela por si só apresenta um período de tempo de 1 hora e, portanto, os dados são mais detalhados. Para mover a tela para outras partes do estudo do sono, use a barra deslizante na parte inferior da tela ou utilize as teclas Page Up e Page Down. Modificação são também as mesmas que na tela de Tendências de 10 Horas.

80 TELA DE DADOS BRUTOS/TENDÊNCIAS Para visualizar a tela de Tendências e tela de Dados Brutos juntas, selecione o ícone de tela Tendência + Dados Brutos na parte superior da página ou pressione F12. A tela Tendências + Dados Brutos é apresentada na Figura Figura 9-20: Tela de Tendências + Dados Brutos A tela de Tendências + Dados Brutos combina a tela de Tendências de 1 Hora e a tela de Dados Brutos. As ferramentas e opções de ambas as elas estão disponíveis. Consulte a Seção 9.5 para navegar e alterar a tela de Dados Brutos. Veja a seção 9.7 para navegar e alterar a tela de Tendência de 1 Hora. Coordenação de Telas A tela de Tendências + Dados Brutos permite a você coordenar eventos na tela de Tendências com os dados atuais na tela de Dados Brutos. Se você clicar na tela de Tendências, a localização que você selecionou estárá centralizada na tela de Tendências e o tempo correspondente será colocado no início da janela de Dados Brutos.

81 LISTA DE EVENTOS Para visualizar a lista de Eventos, selecione o ícone da lista de eventos na parte superior da página, ou pressione F2. A lista de Eventos é apresentada na Figura Observação: A lista não apresenta os alertas de eventos. Figura 9-21: Lista de Eventos A lista de Eventos é uma tabulação de todos os eventos marcados pelo usuário ou Stardust e comentários adicionados por quem fez a marcação. A tabulação fornece: Event Type Descrição do evento. A entrada inclui um ícone representando o evento e a cor corresponde à cor dos marcadores de evento nas outras telas. Time e Date O tempo e horário no qual o evento ocorreu. Duration A duração do evento. Para casos onde o evento não possui duração (por exemplo, para comentários ou marcadores de evento) a coluna é deixada em branco. HR Bef. Freqüência cardíaca antes do início do evento correspondente. HR bef. tem como finalidade ser uma determinação da linha basal. Para a maioria dos eventos, este representa a freqüência cardíaca média calculada para os 20 segundos anteriores ao início do evento. Para eventos de freqüência cardíaca (ou seja, Freqüência Cardíaca Baixa e Alta), a média é calculada para os oito minutos que precedem o evento. HR Ext. A freqüência cardíaca mais extrema durante o evento ou dentro de 24 segundos após o final do evento. HR Delta Diferença entre HR bef. e HR Extr. O2 Bef. SpO 2 médio antes do evento, calculado durante 20 segundos antes do evento.

82 9-22 O2 Min SpO 2 mínimo, durante o evento ou dentro de 20 segundos após o evento. Este valor aparece somente se existir uma queda na saturação maior ou igual à queda percentual especificada pelo Contexto de Queda de O 2 do parâmetro Filtro de Evento. O2 Delta Diferença entre o parâmetro O2 bef. E o parâmetro O2 min. Validation Status do evento. Para obter informações sobre eventos de validação, consulte o Capítulo 11. Se você clicar duas vezes sobre um evento, a tela de Dados Brutos é apresentada com o evento destacado TELA DE LISTA DE EVENTOS/DADOS BRUTOS Para visualizar a lista de Eventos com a tela de Dados Brutos, selecione o ícone da tela Lista de Eventos/Dados Brutos na parte superior da página, ou pressione F11. A lista de Eventos é apresentada na Figura Figura 9-22: Tela de Lista de Eventos / Dados Brutos A tela da Lista de Eventos/Dados Brutos combina a lista de Eventos e a tela de Dados Brutos. As ferramentas e opções de ambas as telas estão disponíveis. Consulte a Seção 9.5 para navegar e alterar a tela de Dados Brutos. Veja Seção 9.9 para navegar e alterar a lista de Eventos.

83 Validação de Dados A tela de Lista de Eventos/Dados Brutos inclui quatro ícones. Estes ícones são utilizados para validar eventos e são descritos mais detalhadamente no Capítulo 11. Os ícones são: Valida o evento destacado. Destaca o evento anterior Rejeita o evento destacado Destaca o próximo evento OBSERVAÇÃO: Alertas gerados a partir dos dispositivos de terapia não podem ser selecionados ou validados Coordenação das Telas A tela de Lista de Eventos/Dados Bruta permite a você coordenar eventos na lista de Eventos com os dados na tela de Dados Brutos. Se você clicar sobre o evento na lista de Eventos, o evento que você selecionou estará centralizado e destacado na tela de Dados Brutos. OBSERVAÇÃO: Eventos Respiratórios não aparecem quando alertas estão presentes.

84 9-24

85 MARCAÇÃO AUTOMÁTICA DE EVENTOS INTRODUÇÃO O software Stardust Host automaticamente realiza varredura dos dados de estudo imediatamente após o estudo ser descarregado. A marcação de eventos do paciente é realizada neste momento, baseada nos parâmetros de varredura ajustados pela sua instituição e por alguns algoritmos fixados dentro do software Stardust Host. É claro que todos os eventos registrados podem ser validados ou invalidados (deletados). Você pode adicionar qualquer evento que o Stardust possa perder. Este capítulo discute os métodos que o Stardust utiliza para marcar eventos. Especificamente, os tipos de eventos que o Stardust pode marcar incluem: Apnéias (central, obstrutiva, mista) Hipopnéias Freqüência cardíaca baixa e alta e Dessaturações independentes OBSERVAÇÃO: O software Stardust Host não marca eventos respiratórios se um dispositivo de terapia capaz de indicar alertas de eventos estiver conectado a um registrador Stardust II durante o estudo. OBSERVAÇÃO: Os alertas de evento não são afetados quando a varredura dos dados é novamente realizada APNÉIAS Ao analisar o canal de fluxo, o Stardust constrói e continuamente modifica um modelo da respiração do paciente. O modelo em qualquer ponto da análise é baseado nas últimas dezesseis respirações. Um aspecto da respiração modelo é a quantidade de alteração no canal de fluxo de ar. Desde que a variabilidade (alteração) permaneça no canal de fluxo, o Stardust não encontra eventos de apnéia. Estabilidade ou falta de alteração no canal indica alguma perturbação na respiração. Sempre que a estabilidade no canal permanecer por 5 segundos ou mais uma apnéia é marcada. OBSERVAÇÃO: Dependendo da filtração de evento (ver Seção 6.3.1) nem todas estas apnéias serão apresentadas ou relatadas. O mesmo tipo de análise é realizado no canal de esforço. Quando as áreas de estabilidade sobre o canal de esforço ocorrem ao mesmo tempo que no(s) canal(is) de fluxo, a apnéia é marcada como central. Se a estabilidade ocorrer somente no canal de fluxo, não no canal de esforço, uma apnéia obstrutiva é indicada. Uma apnéia mista é marcada se a estabilidade no canal de esforço for mais curta que a estabilidade no canal de fluxo. Existem parâmetros de varredura não modificáveis pelo usuário relacionados à marcação de apnéias do Stardust.

86 HIPOPNÉIAS Hipopnéias são determinadas separadamente de apnéias. Os parâmetros de varredura de hipopnéia são aplicados na análise do canal de fluxo para marcar hipopnéias. Em resumo, quando a amplitude da respiração falha em uma certa porcentagem (Queda Inicial para %) do modelo respiratório, uma hipopnéia pode iniciar. A amplitude deve permanecer baixa por um número mínimo de segundos (Duração Mínima), mas não mais que uma duração máxima (Duração Máxima). Desde que a duração caia dentro dos limites, uma hipopnéia é finalizada quando a amplitude novamente atinge uma porcentagem especificada (Retorno Final para %) da respiração modelo. Como a análise para hipopnéia é realizada separadamente da análise de apnéias, é concebível que o Stardust possa marcar uma hipopnéia e uma apnéia no mesmo tempo ou aproximadamente no mesmo tempo. Para prevenir tal marcação nas formas de onda, porém, o parâmetro Prioridade de Apnéia é fornecido. Se for dada prioridade a apnéias, somente a apnéia será marcada na forma de onda e contada nos relatórios. A Lista de eventos, porém, listará tal apnéia como uma apnéia com hipoapnéia ( apnea (w.hyp) ) para indicar pontuação do Stardust. Se não for dada prioridade para apnéias, hipopnéias serão marcadas nos Dados Brutos e contadas no relatório. Tais hipopnéias são indicadas na Lista de Eventos como hipoapnéia com apnéia ( hypopnea (w.apnea) ). Os parâmetros de varredura de Prioridade de Apnéia são discutidos no Capítulo EVENTOS DE FREQUÊNCIA CARDÍACA O Stardust analisa o canal de pulso para marcar eventos de freqüência cardíaca baixa e freqüência cardíaca alta. Os parâmetros de detecção de freqüência cardíaca na janela de parâmetros de Varredura são utilizados nesta marcação. Para marcar eventos de freqüência cardíaca, dois cálculos de freqüência cardíaca são mantidos. Uma linha basal é calculada realizando uma média da freqüência durante oito minutos. Um segundo cálculo de freqüência cardíaca é feito em uma janela deslizante de seis segundos. A janela desliza um segundo de cada vez. A freqüência de seis segundos é comparada à freqüência cardíaca de oito minutos. Se a freqüência cardíaca em seis segundos é uma certa porcentagem (Limiar de Bradicardia) mais baixa que a freqüência cardíaca basal, um evento de Bradicardia é marcado. Se a freqüência cardíaca de seis segundos é uma certa porcentagem (Limiar de Taquicardia) mais alta que a freqüência cardíaca basal, um evento de taquicardia é marcado. Veja o capítulo 5 para ajustar os parâmetros de freqüência cardíaca DESSATURAÇÃO INDEPENDENTE O Stardust analisa o canal de SpO 2 para marcar independentemente eventos de dessaturação. Todas as alterações são observadas durante a varredura e então o sistema apresenta eventos de dessaturação independentes quando a diferença entre o valor máximo de SpO 2 e o valor mínimo de SpO 2 se iguala ao valor especificado pelo usuário como parte das configurações de filtro (ver seção para obter mais informações).

87 PONTUAÇÃO MANUAL E VALIDAÇÃO DE EVENTOS INTRODUÇÃO O Stardust utiliza um processo de varredura para marcar estudos de pacientes com eventos respiratórios, eventos de freqüência cardíaca e eventos de dessaturação. Estes eventos devem ser validados por um profissional do sono CONCEITO DE VALIDAÇÃO Como a marcação auxiliada por computador não substitui o julgamento profissional, a marcação manual de eventos no software Stardust Host é centralizada ao redor de um conceito denominado Validação. Quando você marca eventos, você está validando ou invalidando eventos que o software Stardust Host tenha marcado. Ao abordar um estudo que o Stardust tenha marcado, existem quatro cursos de ação para eventos: 1. Um evento foi marcado apropriadamente e você concorda com a pontuação. Quando isto acontece, você pode confirmar ou validar o evento. OBSERVAÇÃO: Um evento automaticamente marcado que não esteja está positivamente validado é considerado como correto e será utilizado em relatórios de resumo e cálculo de estatísticas. 2. Um evento foi marcado onde nenhum evento real ocorreu. Quando isto acontece, você deleta ou invalida o evento (Isto inclui eventos que são marcados próximo ao local correto, mas que não são longos o suficiente ou são muito longos) 3. Um evento foi marcado onde um evento real ocorre, mas o tipo de evento está incorreto. Quando isto acontece, você altera o tipo de evento que foi marcado. 4. Um evento real ocorreu, mas o software Stardust Host não marcou. Quando isto acontece, você adiciona um novo marcador de evento. Estas são as quatro técnicas de marcação de evento manual que são possíveis no software Stardust Host. Com estas quatro técnicas, você possui completo controle sobre a marcação de eventos. Este capítulo descreve como realizar estas tarefas.

88 MÉTODOS DE VALIDAÇÃO O software Stardust Host proporciona vários métodos de validação de eventos. OBSERVAÇÃO: Alertas de evento não podem ser selecionados ou validados Validação de Forma Livre No método de validação de forma livre, você começa na primeira página das formas de onda e examina os dados de estudo uma página de cada vez. À medida que você vê eventos nos dados, você avalia qualquer marcação que o software Stardust Host tenha feito e então realiza uma das quatro funções descritas na seção anterior. Utilizando este método, você pode fazer uma passagem através dos dados e validar eventos de todos os tipos, ou você pode fazer várias passagens através dos dados, enfocando um tipo diferente de evento em cada passagem. Utilizando esta abordagem, você está livre para marcar os dados da maneira mais confortável para você. A Seção lista as teclas de marcação. Para visualizar a tela de Dados Brutos e iniciar a marcação, siga estas etapas: Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 A partir do Menu Principal, escolha a opção View and Validate Escolha o paciente cujos dados você deseja marcar. A partir da tela de Registro, pressione a tecla F4 para acessar a tela de Dados Brutos. Você está pronto para validar eventos e adicionar qualquer evento que o software Stardust Host tenha perdido. Veja a Seção Na tela de Dados Brutos, você pode mover para cada evento marcado pressionando a Tecla Tab Validação de Tipo de Evento O segundo estilo de eventos de validação no software Stardust Host é a validação de tipo de evento, no qual você pode validar um tipo de evento de cada vez. O software faz boa parte da busca através do estudo, de forma que a validação pode ser realizada muito rapidamente. Utilizando este estilo, é muito mais fácil trabalhar na tela de Eventos/Dados Brutos. Para acessar Eventos/Dados Brutos e iniciar a marcação, siga estas etapas: Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 A partir do Menu Principal, escolha a opção View and Validate Escolha o paciente cujos dados você deseja marcar. A partir da tela de Registro, pressione a tecla F11 para acessar a tela de Eventos/Dados Brutos. Para classificar os eventos por tipo de evento, clique no título da coluna Event type. Então destaque o primeiro tipo de evento e verifique a apresentação na lista de eventos. Etapa 5 Você está agora pronto para validar eventos. Veja seção OBSERVAÇÃO: Pode ser de ajuda marcar eventos respiratórios ou de ronco enquanto estiver em uma tela de 2 ou 5 minutos. Veja seção Na tela Lista de Eventos/Dados Brutos, quando você marca um evento, o software Stardust Host automaticamente move para o próximo evento do mesmo tipo. Se você desejar pular para um evento e mover para o próximo evento do mesmo tipo, pressione a tecla de barra (/). (para mover para o próximo evento de qualquer tipo, pressione a tecla Tab.).

89 11-3 Como este tipo de validação pula qualquer dado onde o software Stardust Host não tenha marcado eventos, é aconselhável fazer uma última passagem através dos dados, tela por tela, a fim de garantir que não existam eventos que o software tenha perdido completamente. Se tiver, você terá que marcar manualmente estes eventos Validação Seriada Um terceiro estilo de eventos de validação é avançar de um evento para o próximo em uma maneira seriada. Você pode realizar validação seriada na tela de Dados Brutos pressionando a tecla Tab para pular para o próximo evento. Porém, você pode realizar melhor esta técnica na tela de Eventos Brutos, a qual possui uma barra de ferramentas especial que foi designada para esta finalidade específica (ver Seção ). Para acessar a tela Eventos Brutos e começar a marcação, siga estas etapas: Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Etapa 5 Etapa 6 A partir do Menu Principal, escolha a opção View and Validate Escolha o paciente cujos dados você deseja marcar. A partir da tela de Registro, pressione a tecla F1. A tela de Eventos/Dados Brutos aparece no primeiro evento que estiver destacado em ambas as janelas. Valide o evento utilizando as teclas descritas na seção O Stardust marca os eventos de acordo e avança para o próximo evento. Você está agora pronto para validar eventos. Se você necessitar navegar mais, clique o botão de seta para direita para avançar para o próximo evento, ou clique no botão de seta da esquerda para retornar para o evento anterior. Alternativamente, você pode pressionar as teclas de seta no teclado. Use o estilo Validação em Forma Livre descrito acima para buscar através dos dados uma tela de cada vez para garantir que todos os eventos estejam marcados. Veja a Seção para adicionar eventos Resumo das Teclas de Validação A Tabela 11-1 lista as teclas que você usará para marcar os dados Tecla Função + Valida o evento selecionado - Invalida o evento selecionado C Altera o evento selecionado para uma apnéia central O Altera o evento selecionado para uma apnéia obstrutiva M Altera o evento selecionado para uma apnéia mista H Altera o evento selecionado para uma hipopnéia? Evento duvidoso? Sem validação. Basta pular para o próximo evento do mesmo tipo Tabela 11.1: Teclas de Validação

90 EFEITOS DA VALIDAÇÃO Ao visualizar a lista de Eventos, a coluna da direita é intitulada Validação. Esta coluna apresenta o status de validação para o evento. Os mesmos indicadores C, O, M e H) aparecerão na apresentação de forma de onda de dados brutos nas marcas de eventos. O representa eventos marcados pelo usuário ou comentários. Os eventos rejeitados (-) são apresentados na Lista de Eventos, mas não são apresentados na tela de Lista de Eventos/Dados Brutos VALIDAÇÃO E MARCAÇÃO DE EVENTOS Esta seção descreve como validar utilizando as quatro funções descritas na Seção 11.2, incluindo: Confirmar ou validar um evento respiratório Deletar ou invalidar um evento respiratório Alterar o tipo de um evento respiratório Adicionar eventos respiratórios Confirmação ou Validação de um Evento Validação na Forma Livre Pressione a tecla Tab para deixar o evento. Deixar um evento possui o mesmo efeito no resumo de estatística de validá-lo, exceto que este não será marcado com um +. Validação de Tipo de Evento Pressione a tecla + quando o evento for destacado. Validação Seriada Pressione a tecla + quando o evento for destacado Alternativamente, você pode clicar uma vez sobre o marcador de evento e pressionar a tecla +. Figura 11.1: Menu de Evento

91 11-5 Figura Janela de Diálogo de Evento Uma terceira alternativa é: Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Clique com o botão da direita sobre o marcador de evento para apresentar o menu de eventos apresentado na Figura 11.1 Selecione Properties para apresentar a janela de Diálogo de Evento, apresentada na Figura Selecione Validation + Accepted e selecione OK. Porém, tenha em mente que fazer nada para o evento é o mesmo que validá-lo Como Deletar ou Invalidar um Evento Para deletar ou invalidar um evento, pressione a tecla. Alternativamente, você pode apresentar a janela de propriedades de eventos, conforme descrito na seção Selecione Rejected e selecione OK. O evento será deletado. Se o evento deletado foi marcado pelo Stardust, este ainda aparecerá na Lista de Eventos, mas existirá um sinal de menos na coluna Validação Alteração de um Tipo de Evento Respiratório Para Validação de Forma Livre e Validação de Tipo de Evento, duas opções estão disponíveis: Na tela de Dados Brutos, quando o evento é destacado, digite a primeira letra do novo tipo de evento (ver Tabela 11-1, para obter detalhes) Na tela de Dados Brutos, aponto o cursor do mouse no início do evento e arraste sobre a duração do evento; quando a área estiver destacada, solte o botão do mouse e escolha o tipo de evento apropriado a partir do menu que aparece.

92 Adição de um Evento Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Na tela de Dados Brutos, aponte o cursor do mouse no início do evento. Arraste sobre a duração do evento. A área será destacada em branco. Escolha o tipo de evento apropriado a partir do menu. A Figura 11-3 aparece. OBSERVAÇÃO: Algumas opiniões podem ficar na cor cinza. Tipicamente se Apnéia ou Hipopnéia estiverem na cor cinza é porque o evento possui duração muito curta. Figura 11-3: Menu de Tipo de Evento Alteração do Comprimento e Posição de um Evento Você pode alterar o comprimento e posição de um evento com um dos seguintes procedimentos: Procedimento 1 (Modificação): Etapa 1 Apresente o Diálogo de Evento conforme descrito na Seção Etapa 2 Etapa 3 Modifique a duração do evento e tempo de início clicando nas setas para cima ou para baixo à direita da caixa de Duração. Selecione OK para sair e salvar alterações. Selecione Cancel para sair sem fazer alterações, ou selecione Restore para restaurar o status original do evento.

93 11-7 Procedimento 2 (Gravação sobre o existente): Etapa 1 Etapa 2 Na tela de forma de onda a partir da tela de Dados Brutos (F4) ou a partir da tela Eventos/Dados Brutos (F11), destaque o evento clicando com o botão esquerdo do mouse sobre a posição onde você deseja interromper o evento. Ao soltar o botão do mouse, o menu com os eventos que são permitidos adicionar será aberto (Ver Figura 11-3). Selecione o evento de escolha e pressione a tecla Enter para confirmar sua escolha Períodos de Falha Para formas de onda que sejam artefatos, ou que você não deseje incluir nos dados de relatório, você pode marcar aquela forma de onda com um período de falha. Períodos de falha mostram os dados brutos como uma faixa horizontal através da forma de onda. Você pode definir a cor Marcação de Períodos de Falha Para marcar um período de falha, destaque o período como se você estivesse marcando uma apnéia. Na caixa de seleção de tipo de evento que aparece (ver Figura 11-4) você verá a opção de período de falha. Esta opção é dada para o canal através do qual o mouse foi arrastado, assim como o canal um pouco acima e abaixo daquele canal. Veja também a seção para obter informações sobre marcação de um período de Falha de Faixa para períodos de falha mais longos. Figura 11-4: marcação de um Período de Falha OBSERVAÇÃO: A opção Apresentar Falhas (Show Fails) na janela de Dados Brutos deve ser ativada para que a função de período de falha esteja disponível. Para tanto, a partir do Menu Principal, selecione Options. A seguir, selecione Display Options. Garanta que exista um sinal assinalando a caixa Show File in the Raw Data Window. Você pode também alterar a cor de períodos de falha a partir desta tela.

94 MARCAÇÃO DE EVENTOS DE DESSATURAÇÃO, EVENTOS DE FREQUÊNCIA CARDÍACA Para marcar estes tipos de eventos: Etapa 1 Na tela de Dados Brutos, destaque o evento. Etapa 2 Selecione o tipo de evento apropriado a partir do menu que aparece (ver Figura 11-3) MARCAÇÃO DE EVENTOS PERSONALIZADOS Para marcar um evento personalizado semelhante a apnéia : Etapa 1 Na tela de Dados Brutos, destaque o evento. Etapa 2 Selecione o tipo de evento apropriado a partir do menu que aparece (ver Figura 11-3). Qualquer evento personalizado semelhante a apnéia será apresentado aqui. Par marcar eventos personalizados de página, estado ou instantâneo, clique com o botão da direita sobre o dado onde o evento deve aparecer. Isto fará com que seja apresentado um menu. Qualquer evento personalizado do tipo página, estado ou instantâneo será apresentado aqui. Escolha o tipo apropriado. Para obter uma descrição destes tipos de evento, ou para obter informações sobre a construção de eventos personalizados, consulte o Capítulo 6.

95 RELATÓRIO DE ANÁLISE DO STARDUST INTRODUÇÃO A função de Relatório de Análise do software Stardust Host gera um documento formatado que fornece informações de análise para um paciente selecionado. O Stardust abre o relatório utilizando o Microsoft Word. Após o documento ser aberto, é possível editar, imprimir ou salvar o relatório. O software Stardust possui vários modelos de relatório para serem escolhidos, incluindo: Abrangente (Stardust Comprehensive) Sempre disponível, mas as informações variam dependendo dos dispositivos conectados Resumo com a Folha em Paisagem (Stardust Summary Landscape) Não disponível quando um dispositivo que forneça alertas de eventos seja utilizado. Resumo com Folha em Retrato (Stardust summary Portrait) - Não disponível quando um dispositivo que forneça alertas de eventos seja utilizado. Relatório de Terapia (Sem Alertas de Eventos) (Stardust Therapy Report (no Event Flags) Somente disponível quando um dispositivo de terapia que não forneça alertas de eventos seja utilizado Relatório de Terapia com Alertas de Eventos (Stardust Therapy Report with Event Flags) Disponível somente quando um dispositivo de terapia que forneça alertas de eventos seja utilizado. Esta seção descreve como criar um relatório. A seção também fornece uma visão geral das informações incluídas em um relatório e introduz os diferentes modelos de relatório. Para descobrir sobre como criar um relatório personalizado, consulte o Apêndice A CRIAÇÃO DE UM RELATÓRIO DO STARDUST Existem dois métodos para gerar um relatório. O primeiro método para criar um relatório é: Etapa 1: Etapa 2: Etapa 3: A partir do Menu Principal, clique no botão Report para abrir a janela de Lista de Pastas de Paciente. Selecione um nome de paciente e clique no botão Report no canto inferior esquerdo da janela de Lista de Pastas de Paciente para abrir a janela de Geração de Relatório. Na janela de Layout, selecione um modelo e pressione o botão Edit para abrir o relatório no Microsoft Word, ou pressione o botão Print para abrir o relatório na impressora default. Figura Janela de Geração de Relatório

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Iniciando o Windows XP...2 Desligar o computador...3 Área de trabalho...3

Leia mais

Introdução... 1. Instalação... 2

Introdução... 1. Instalação... 2 ONTE DO Introdução... 1 O que é IPP?... 1 Qual é a função de um software Samsung IPP?... 1 Instalação... 2 Requisitos do sistema... 2 Instalar o software Samsung IPP... 2 Desinstalar o software Samsung

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

Leia antes de utilizar. Sistema de Software de Desenho de Bordados Personalizados8. Guia de Instalação

Leia antes de utilizar. Sistema de Software de Desenho de Bordados Personalizados8. Guia de Instalação Leia antes de utilizar Sistema de Software de Desenho de Bordados Personalizados8 Guia de Instalação Leia este guia antes de abrir o pacote do CD-ROM Obrigado por adquirir este software. Antes de abrir

Leia mais

Guia de instalação do NX

Guia de instalação do NX Guia de instalação do NX 1/2/2014 Introdução Obrigado por comprar o NX da DNP. Leia todo este guia antes de usar o produto. Acordo de licença do software Este acordo ( Acordo ) estabelece os termos e as

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. - INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

Manual de instruções da unidade da impressora

Manual de instruções da unidade da impressora Manual de instruções da unidade da impressora Para Windows 7 DS-RX1 Ver.1.01 Em relação aos direitos autorais Os direitos autorais para o Manual de Instruções da Unidade da Impressora DS-RX1, a Unidade

Leia mais

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM...

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM... 1 de 30 INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 3.1. ONDE SE DEVE INSTALAR O SERVIDOR BAM?... 4 3.2. ONDE SE DEVE INSTALAR O PROGRAMADOR REMOTO BAM?... 4 3.3. COMO FAZER

Leia mais

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Informática - Básico Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Índice Apresentação...06 Quais são as características do Windows?...07 Instalando o Windows...08 Aspectos Básicos...09 O que há na tela do Windows...10

Leia mais

DS-RX1 Manual de instruções da unidade da impressora Para Windows 7

DS-RX1 Manual de instruções da unidade da impressora Para Windows 7 DS-RX1 Manual de instruções da unidade da impressora Para Windows 7 Version 1.01 Em relação aos direitos autorais Os direitos autorais para o Manual de Instruções da Unidade da Impressora DS-RX1, a Unidade

Leia mais

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424 Digitalização Este capítulo inclui: Digitalização básica na página 4-2 Instalando o driver de digitalização na página 4-4 Ajustando as opções de digitalização na página 4-5 Recuperando imagens na página

Leia mais

Manual do Usuário. Cadastro e Manutenção de Pacientes Controle de Consultas Acompanhamento Gráfico Montagem de Plano Alimentar.

Manual do Usuário. Cadastro e Manutenção de Pacientes Controle de Consultas Acompanhamento Gráfico Montagem de Plano Alimentar. Cadastro e Manutenção de Pacientes Controle de Consultas Acompanhamento Gráfico Montagem de Plano Alimentar Manual do Usuário Página 1 de 45 PowerNet Guia do Usuário Página 2 de 45 PowerNet Tecnologia

Leia mais

Avaya DEFINITY Servers, Avaya S8100, S8300, e S8700 Media Servers 555-233-830 Edição 2

Avaya DEFINITY Servers, Avaya S8100, S8300, e S8700 Media Servers 555-233-830 Edição 2 0 Visão geral Propósito Esta introdução contém informações gerais e dicas sobre como usar o seu CD-ROM da Avaya. Facilidades Essa oferta é direcionada para todos os usuários que quiserem ter acesso à documentação

Leia mais

Brasil. Características da Look 312P. Instalação da Look 312P

Brasil. Características da Look 312P. Instalação da Look 312P Características da Look 312P 1 2 3 Lente Foco manual pelo ajuste da lente. Bolso Você pode colocar o cabo no bolso. Corpo dobrável Ajuste a Look 312P em diferentes posições. Instalação da Look 312P 1.

Leia mais

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Conteúdo Etapa 1: Saiba se o computador está pronto para o Windows 7... 3 Baixar e instalar o Windows 7 Upgrade Advisor... 3 Abra e execute o Windows 7

Leia mais

KM-NET for Accounting. Guia de Operação

KM-NET for Accounting. Guia de Operação KM-NET for Accounting Guia de Operação Informações legais e gerais Aviso É proibida a reprodução não autorizada deste guia ou parte dele. As informações neste guia estão sujeitas a alterações sem aviso

Leia mais

ZOOM SOFTWARE SUITE. Versão 7.2 Manual de Instalação P/N 94ZM-ZMJ1P-722

ZOOM SOFTWARE SUITE. Versão 7.2 Manual de Instalação P/N 94ZM-ZMJ1P-722 ZOOM SOFTWARE SUITE Versão 7.2 Manual de Instalação P/N 94ZM-ZMJ1P-722 Símbolos de segurança Atenção Identifique as condições ou práticas que podem afetar o desempenho do produto ou danificar o equipamento.

Leia mais

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.1.1 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados.

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.1.1 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik Sense Desktop Qlik Sense 2.1.1 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik, QlikTech,

Leia mais

Seu manual do usuário HP COMPAQ EVO D310 DESKTOP http://pt.yourpdfguides.com/dref/870005

Seu manual do usuário HP COMPAQ EVO D310 DESKTOP http://pt.yourpdfguides.com/dref/870005 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para HP COMPAQ EVO D310 DESKTOP. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no

Leia mais

Registrador de Dados VB300 3-Axis G- Force Versão 1.0 Novembro 2010

Registrador de Dados VB300 3-Axis G- Force Versão 1.0 Novembro 2010 Utilitário de Ajuda do Software Registrador de Dados VB300 3-Axis G- Force Versão 1.0 Novembro 2010 Introdução ao Software O software do registrador de dados é um programa que coleta dados do registrador

Leia mais

Boot Camp Guia de Instalação e Configuração

Boot Camp Guia de Instalação e Configuração Boot Camp Guia de Instalação e Configuração Índice 3 Introdução 4 Requisitos Necessários 5 Visão Geral da Instalação 5 Passo 1: Buscar atualizações 5 Passo 2: Preparar o Mac para Windows 5 Passo 3: Instalar

Leia mais

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados.

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik Sense Desktop Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik, QlikTech,

Leia mais

Guia do Usuário. idocsscan v.2.1.14

Guia do Usuário. idocsscan v.2.1.14 Guia do Usuário idocsscan v.2.1.14 2013 BBPaper_Ds - 2 - Sumário Introdução... 5 Instalação... 7 Inicializando a aplicação... 12 Barras de acesso e informações... 13 Teclas de atalho... 14 Barra de Ferramentas...

Leia mais

CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA. 0 P27070 - Rev

CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA. 0 P27070 - Rev P27070 - Rev. 0 1. RESTRIÇÕES DE FUNCIONAMENTO RECEPTOR IP ÍNDICE 1. Restrições de Funcionamento... 03 2. Receptor IP... 03 3. Inicialização do Software... 03 4. Aba Eventos... 04 4.1. Botão Contas...

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DE SOFTWARE

MANUAL DO USUÁRIO DE SOFTWARE MANUAL DO USUÁRIO DE SOFTWARE P-touch P700 O conteúdo deste manual e as especificações deste produto estão sujeitos a alterações sem prévio aviso. A Brother reserva-se o direito de fazer alterações sem

Leia mais

Gerenciador USB do Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Versão 3.6

Gerenciador USB do Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Versão 3.6 Gerenciador USB do Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro Versão 3.6 O Gerenciador é um Software para ambiente Windows que trabalha em conjunto com o Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro, através de

Leia mais

Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO. Versão: 1.0 Direitos reservados.

Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO. Versão: 1.0 Direitos reservados. Bem Vindo GDS TOUCH Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO O GDS Touch é um painel wireless touchscreen de controle residencial, com design totalmente 3D, interativo

Leia mais

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA. Microsoft Windows XP

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA. Microsoft Windows XP CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA Microsoft Windows XP William S. Rodrigues APRESENTAÇÃO WINDOWS XP PROFISSIONAL O Windows XP, desenvolvido pela Microsoft, é o Sistema Operacional mais conhecido e utilizado

Leia mais

V O C Ê N O C O N T R O L E.

V O C Ê N O C O N T R O L E. VOCÊ NO CONTROLE. VOCÊ NO CONTROLE. O que é o Frota Fácil? A Iveco sempre coloca o desejo de seus clientes à frente quando oferece ao mercado novas soluções em transportes. Pensando nisso, foi desenvolvido

Leia mais

Boot Camp Guia de Instalação e Configuração

Boot Camp Guia de Instalação e Configuração Boot Camp Guia de Instalação e Configuração Conteúdo 3 Introdução 4 Visão geral da instalação 4 Passo 1: Buscar atualizações 4 Passo 2: Preparar o Mac para Windows 4 Passo 3: Instalar o Windows no seu

Leia mais

LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO

LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO 2013 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 REQUISITOS DO SISTEMA... 3 3 INSTALAÇÃO... 3 4 COMO COMEÇAR... 3 5 FORMULÁRIOS DE CADASTRO... 4 6 CADASTRO DE VEÍCULO... 6 7 ALINHAMENTO...

Leia mais

Gerenciador de Imóveis

Gerenciador de Imóveis Gerenciador de Imóveis O Corretor Top é o mais completo sistema de gestão de imóveis do mercado, onde corretores terão acesso à agenda, cadastro de imóveis, carteira de clientes, atendimento, dentre muitas

Leia mais

SIMULADO Windows 7 Parte V

SIMULADO Windows 7 Parte V SIMULADO Windows 7 Parte V 1. O espaço reservado para a Lixeira do Windows pode ser aumentado ou diminuído clicando: a) Duplamente no ícone lixeira e selecionando Editar propriedades b) Duplamente no ícone

Leia mais

MODEM USB 3G+ WM31. Manual do Usuário

MODEM USB 3G+ WM31. Manual do Usuário MODEM USB 3G+ WM31 Manual do Usuário 2 Tabela de Conteúdo 1 Introdução... 3 2. Instalação... 5 3. Descrição da interface do cliente... 6 4. Conexão... 10 5.SMS... 11 6.Contatos... 14 7.Estatística... 18

Leia mais

Mirasys VMS 7.3. Manual do usuário Workstation

Mirasys VMS 7.3. Manual do usuário Workstation Mirasys VMS 7.3 Manual do usuário Workstation CONTEÚDOS Conteúdos... 2 Antes de começar... 3 Iniciando a sessão... 4 Interface de usuário... 8 Navegador... 11 Câmeras... 20 Saídas de Vídeo... 37 Saídas

Leia mais

O computador organiza os programas, documentos, músicas, fotos, imagens em Pastas com nomes, tudo separado.

O computador organiza os programas, documentos, músicas, fotos, imagens em Pastas com nomes, tudo separado. 1 Área de trabalho O Windows XP é um software da Microsoft (programa principal que faz o Computador funcionar), classificado como Sistema Operacional. Abra o Bloco de Notas para digitar e participar da

Leia mais

1 - O que é o Conectividade Social? 03. 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04

1 - O que é o Conectividade Social? 03. 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04 Conteúdo 1 - O que é o Conectividade Social? 03 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04 3 - O que é necessário para instalar o Conectividade Social?.... 05 4 - Como faço para executar

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 18 de fevereiro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é

Leia mais

Leia antes de utilizar. Sistema de Software de Desenho de Bordados Personalizados. Guia de Instalação

Leia antes de utilizar. Sistema de Software de Desenho de Bordados Personalizados. Guia de Instalação Leia antes de utilizar Sistema de Software de Desenho de Bordados Personalizados Guia de Instalação Leia este guia antes de abrir o pacote do CD-ROM Obrigado por adquirir este software. Antes de abrir

Leia mais

Copyright. Isenção e limitação de responsabilidade

Copyright. Isenção e limitação de responsabilidade Manual do SMS Copyright 1998-2002 Palm, Inc. Todos os direitos reservados. Graffiti, HotSync, o logotipo da Palm e Palm OS são marcas registradas da Palm, Inc. O logotipo de HotSync e Palm são marcas comerciais

Leia mais

Manual do Usuário. TVA Digital

Manual do Usuário. TVA Digital Manual do Usuário TVA Digital AF_Manual_TV_SD_8.indd 1 AF_Manual_TV_SD_8.indd 2 Parabéns por escolher a TVA Digital! Além de optar por uma excelente programação, você terá uma série de recursos e interatividade.

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5

Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5 Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5 09 de julho de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação

Leia mais

Notas e Avisos. Janeiro de 2009 N/P D560R Rev. A00

Notas e Avisos. Janeiro de 2009 N/P D560R Rev. A00 GUIA DE INÍCIO RÁPIDO Notas e Avisos NOTA: uma NOTA fornece informações importantes que o ajudam a usar melhor o computador. AVISO: um AVISO indica possíveis danos ao hardware ou a possibilidade de perda

Leia mais

A-61750_pt-br. Guia do Administrador

A-61750_pt-br. Guia do Administrador A-61750_pt-br Guia do Administrador INTRODUÇÃO 1-1 CONFIGURAÇÃO DO TRABALHO 2-1 CONFIGURAÇÃO DE CORREÇÃO 3-1 CONFIGURAÇÃO DO CÓDIGO DE BARRAS E DO OCR 4-1 CONFIGURAÇÃO DE PÁGINA 5-1 ATALHOS DE PRODUTIVIDADE

Leia mais

Laplink PCmover Express A Maneira Mais Fácil de Migrar para um Novo PC Windows. Guia do Usuário

Laplink PCmover Express A Maneira Mais Fácil de Migrar para um Novo PC Windows. Guia do Usuário Laplink PCmover Express A Maneira Mais Fácil de Migrar para um Novo PC Windows Guia do Usuário Serviço de Atendimento ao Cliente/ Suporte Técnico Site: http://www.laplink.com/index.php/por/contact E-mail:

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO PROGRAMA. Versão 12. Índice. 1. Requisitos mínimos sistema... 03 2. Requisitos recomendados... 03-08

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO PROGRAMA. Versão 12. Índice. 1. Requisitos mínimos sistema... 03 2. Requisitos recomendados... 03-08 MANUAL DE INSTALAÇÃO DO PROGRAMA Versão 12 Índice 1. Requisitos mínimos sistema... 03 2. Requisitos recomendados... 03-08 1 3. Como instalar... 04 4. Glossário.. 09 5. Referências. 10 Requisitos Mínimos

Leia mais

Guia do Usuário da Matriz Virtual do Avigilon Control Center. Versão 5.6

Guia do Usuário da Matriz Virtual do Avigilon Control Center. Versão 5.6 Guia do Usuário da Matriz Virtual do Avigilon Control Center Versão 5.6 2006-2015 Avigilon Corporation. Todos os direitos reservados. A menos que seja expressamente concedida por escrito, nenhuma licença

Leia mais

INTRODUÇÃO AO WINDOWS

INTRODUÇÃO AO WINDOWS INTRODUÇÃO AO WINDOWS Paulo José De Fazzio Júnior 1 Noções de Windows INICIANDO O WINDOWS...3 ÍCONES...4 BARRA DE TAREFAS...5 BOTÃO...5 ÁREA DE NOTIFICAÇÃO...5 BOTÃO INICIAR...6 INICIANDO PROGRAMAS...7

Leia mais

LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP. Guia de instalação do software

LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP. Guia de instalação do software LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP Guia de instalação do software HP LaserJet Enterprise M4555 MFP Series Guia de instalação do software Direitos autorais e licença 2011 Copyright Hewlett-Packard Development

Leia mais

ÁREA DE TRABALHO. Área de Trabalho ou Desktop Na Área de trabalho encontramos os seguintes itens: Atalhos Barra de tarefas Botão iniciar

ÁREA DE TRABALHO. Área de Trabalho ou Desktop Na Área de trabalho encontramos os seguintes itens: Atalhos Barra de tarefas Botão iniciar WINDOWS XP Wagner de Oliveira ENTRANDO NO SISTEMA Quando um computador em que trabalham vários utilizadores é ligado, é necessário fazer login, mediante a escolha do nome de utilizador e a introdução da

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

NVIDIA GeForce Experience

NVIDIA GeForce Experience NVIDIA GeForce Experience DU-05620-001_v02 outubro 8, 2012 Guia do usuário CONTEÚDO 1 NVIDIA GeForce Experience Guia do usuário... 1 Sobre o GeForce Experience... 1 Instalação e configuração do GeForce

Leia mais

Atualizando do Windows XP para o Windows 7

Atualizando do Windows XP para o Windows 7 Atualizando do Windows XP para o Windows 7 Atualizar o seu PC do Windows XP para o Windows 7 requer uma instalação personalizada, que não preserva seus programas, arquivos ou configurações. Às vezes, ela

Leia mais

Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010.

Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010. Manual de Configuração Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010. Impresso no Brasil. Sujeito a alterações técnicas. A reprodução

Leia mais

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0 Ajuda ao Usuário A S S I S T E N T E P I M A C O + 2.2.0 Ajuda ao usuário Índice 1. BÁSICO 1 1. INICIANDO O APLICATIVO 2 2. O AMBIENTE DE

Leia mais

Seu manual do usuário KASPERSKY ANTI-VIRUS MOBILE 6.0 http://pt.yourpdfguides.com/dref/3931618

Seu manual do usuário KASPERSKY ANTI-VIRUS MOBILE 6.0 http://pt.yourpdfguides.com/dref/3931618 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para KASPERSKY ANTI- VIRUS MOBILE 6.0. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre

Leia mais

Seu manual do usuário XEROX 6279 http://pt.yourpdfguides.com/dref/5579951

Seu manual do usuário XEROX 6279 http://pt.yourpdfguides.com/dref/5579951 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para XEROX 6279. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a XEROX 6279 no manual

Leia mais

Aula 04 Word. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 04 Word. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 04 Word Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Agenda da Aula Editor de Texto - Word Microsoft Office Conjunto de aplicativos para escritório que contém programas

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Norton 360 Online Guia do Usuário

Norton 360 Online Guia do Usuário Guia do Usuário Norton 360 Online Guia do Usuário Documentação versão 1.0 Copyright 2007 Symantec Corporation. Todos os direitos reservados. O software licenciado e a documentação são considerados software

Leia mais

Guia do Wattbike Expert Software para Iniciantes

Guia do Wattbike Expert Software para Iniciantes Guia do Wattbike Expert Software para Iniciantes 1 Índice Introdução............................................... 3 Conexão do software ao Computador de Desempenho Wattbike tela padrão Polar e edição

Leia mais

Manual do Usuário Acesso ao Sistema

Manual do Usuário Acesso ao Sistema Dispositivo de Monitoramento, Rastreamento e Bloqueio por Satélite Manual do Usuário Acesso ao Sistema www.kgk-global.com Conteúdo Conteúdo... 2 Entrar no sistema... 3 Interface... 4 Monitoramento on-line...

Leia mais

Dicas para usar melhor o Word 2007

Dicas para usar melhor o Word 2007 Dicas para usar melhor o Word 2007 Quem está acostumado (ou não) a trabalhar com o Word, não costuma ter todo o tempo do mundo disponível para descobrir as funcionalidades de versões recentemente lançadas.

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior Mozart de Melo Alves Júnior WORD 2000 INTRODUÇÃO: O Word é um processador de texto com recursos de acentuação, formatação de parágrafo, estilo de letras diferentes, criação de tabelas, corretor ortográfico,

Leia mais

HP Mobile Printing para Pocket PC

HP Mobile Printing para Pocket PC HP Mobile Printing para Pocket PC Guia de Iniciação Rápida O HP Mobile Printing para Pocket PC permite imprimir mensagens de e-mail, anexos e arquivos em uma impressora Bluetooth, de infravermelho ou de

Leia mais

Manual do usuário. Midas Touch PISOINTERATIVO.COM.BR

Manual do usuário. Midas Touch PISOINTERATIVO.COM.BR Manual do usuário Midas Touch PISOINTERATIVO.COM.BR 1 INSTALAÇÃO 1.1 Requisitos de sistema 1.2 Conteúdos do CD de instalação 1.3 Instalação 2 CONFIGURAÇÃO 2.1 ENUTV setup 2.2 Midas Touch 1.1 REQUISITOS

Leia mais

Manual de referência do Device Storage Manager

Manual de referência do Device Storage Manager Manual de referência do Device Storage Manager Avisos sobre direitos autorais e marcas comerciais Copyright 2003 Hewlett-Packard Development Company, L.P. É proibida a reprodução, adaptação ou tradução

Leia mais

Manual de Instrução de Uso dos Aparelhos HOBOs e Programa BoxCar Pro 4.0

Manual de Instrução de Uso dos Aparelhos HOBOs e Programa BoxCar Pro 4.0 Universidade Federal de Santa Catarina CTC - Departamento de Engenharia Civil Laboratório de Eficiência Energética em Edificações www.labeee.ufsc.br de Uso dos Bolsista: Isis Soares Pereira do Nascimento

Leia mais

Guia do Usuário do Avigilon Control Center Server

Guia do Usuário do Avigilon Control Center Server Guia do Usuário do Avigilon Control Center Server Versão 4.10 PDF-SERVER-D-Rev1_PT Copyright 2011 Avigilon. Todos os direitos reservados. As informações apresentadas estão sujeitas a modificação sem aviso

Leia mais

Como Usar o DriverMax

Como Usar o DriverMax Como Usar o DriverMax Este programa é uma mão na roda para proteger os drivers dos componentes de um computador. Veja porquê. O DriverMax é uma ferramenta que faz cópias de segurança de todos os drivers

Leia mais

Guia de Instalação e Inicialização. Para WebReporter 2012

Guia de Instalação e Inicialização. Para WebReporter 2012 Para WebReporter 2012 Última revisão: 09/13/2012 Índice Instalando componentes de pré-requisito... 1 Visão geral... 1 Etapa 1: Ative os Serviços de Informações da Internet... 1 Etapa 2: Execute o Setup.exe

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup MANUAL DO USUÁRIO Software de Ferramenta de Backup Software Ferramenta de Backup Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual serve como referência para

Leia mais

Instruções de instalação do software de edição e conexão EmbroideryEditor. Exclusivo para máquina de bordar MC500E

Instruções de instalação do software de edição e conexão EmbroideryEditor. Exclusivo para máquina de bordar MC500E Instruções de instalação do software de edição e conexão EmbroideryEditor Exclusivo para máquina de bordar MC500E Instruções para instalar o EmbroideryEditor Requisitos do sistema no computador: * Sistema

Leia mais

Introdução. Nokia N73-5. 9252572, Edição 2 PT-BR

Introdução. Nokia N73-5. 9252572, Edição 2 PT-BR Introdução Nokia N73-5 9252572, Edição 2 PT-BR Teclas e partes (frente e lateral) Número do modelo: Nokia N73-5. No presente denominado Nokia N73. 1 Sensor de luz 1 2 2 Câmera secundária de baixa resolução

Leia mais

Copyright. Isenção e limitação de responsabilidade

Copyright. Isenção e limitação de responsabilidade Manual do SMS Copyright 1998-2002 Palm, Inc. Todos os direitos reservados. Graffiti, HotSync e Palm OS são marcas registradas da Palm, Inc. O logotipo do HotSync, Palm e o logotipo da Palm são marcas comerciais

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

Microsoft Word 97 Básico

Microsoft Word 97 Básico Poder Judiciário Tribunal Regional Federal da Terceira Região Microsoft Word 97 Básico DIMI - Divisão de Microinformática e Redes Índice: I. Executando o Word... 4 II. A tela do Word 97... 6 III. Digitando

Leia mais

MANUAL DE SOFTWARE ARKITOOL 2012

MANUAL DE SOFTWARE ARKITOOL 2012 MANUAL DE SOFTWARE ARKITOOL 2012 Editado por: Idéias e programas, S.L. San Román de los Montes 25-Março-2012. ARKITool, Arkiplan, Além disso ARKITool são marcas comerciais de idéias e programas, S.L. REQUISITOS

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Configuração do Monitoramento de conectividade de rede net_connect série 2.9 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Snap Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se

Leia mais

STK (Start Kit DARUMA) Primeiro contato com a Impressora Fiscal, a ECF chegou e agora?

STK (Start Kit DARUMA) Primeiro contato com a Impressora Fiscal, a ECF chegou e agora? O que será abordado neste SKT: STK (Start Kit DARUMA) Primeiro contato com a Impressora Fiscal, a ECF chegou e agora? Verificando o papel. Verificando se o ECF está inicializado, caso não esteja como proceder.

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

A.S. Sistemas Rua Prof. Carlos Schlottfeldt, 10A Clélia Bernardes Viçosa MG CEP 36570-000 Telefax: (31) 3892 7700 dietpro@dietpro.com.

A.S. Sistemas Rua Prof. Carlos Schlottfeldt, 10A Clélia Bernardes Viçosa MG CEP 36570-000 Telefax: (31) 3892 7700 dietpro@dietpro.com. Sumário Principais Características...5 Configuração necessária para instalação...6 Conteúdo do CD de Instalação...7 Instruções para Instalação...8 Solicitação da Chave de Acesso...22 Funcionamento em Rede...26

Leia mais

Cliente Microsoft Outlook do Avaya Modular Messaging Versão 5.0

Cliente Microsoft Outlook do Avaya Modular Messaging Versão 5.0 Cliente Microsoft Outlook do Avaya Modular Messaging Versão 5.0 Importante: as instruções contidas neste guia só serão aplicáveis se seu armazenamento de mensagens for Avaya Message Storage Server (MSS)

Leia mais

CMS 2.0 NAZDA. Cms2.0 User Manual

CMS 2.0 NAZDA. Cms2.0 User Manual CMS 2.0 NAZDA Cms2.0 User Manual Parabéns por adquirido o nosso DVR! Este manual foi concebido para ser uma ferramenta de referência para a instalação e funcionamento do sistema de monitoramento remoto

Leia mais

Atualização, backup e recuperação de software

Atualização, backup e recuperação de software Atualização, backup e recuperação de software Guia do Usuário Copyright 2006 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft e Windows são marcas registradas da Microsoft Corporation nos EUA. As informações

Leia mais

2 de maio de 2014. Remote Scan

2 de maio de 2014. Remote Scan 2 de maio de 2014 Remote Scan 2014 Electronics For Imaging. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter legal deste produto. Conteúdo 3 Conteúdo...5 Acesso ao...5

Leia mais

Stratus. Stratus. Floorplan Monitor

Stratus. Stratus. Floorplan Monitor Allied Allied Professional Professional Access Access Point Point Stratus Stratus Floorplan Monitor Manual de operação Release 0506.2014 Índice Alterar / Importar Plano de fundo... 13 Apresentação do Allied

Leia mais

Sumário. Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a começar a usar o IRIScan TM Mouse 2.

Sumário. Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a começar a usar o IRIScan TM Mouse 2. Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a começar a usar o IRIScan TM Mouse 2. As descrições fornecidas nesta documentação são baseadas nos sistemas operacionais Windows 7 e Mac OS X Mountain Lion. Leia

Leia mais

ESET NOD32 Antivirus 4 para Linux Desktop. Guia de Inicialização Rápida

ESET NOD32 Antivirus 4 para Linux Desktop. Guia de Inicialização Rápida ESET NOD32 Antivirus 4 para Linux Desktop Guia de Inicialização Rápida O ESET NOD32 Antivirus 4 fornece proteção de última geração para o seu computador contra código malicioso. Com base no mecanismo de

Leia mais

1. Usar o scanner IRISCard

1. Usar o scanner IRISCard O Guia Rápido do Usuário ajuda você a instalar e começar a usar scanners IRISCard Anywhere 5 e IRISCard Corporate 5. Os softwares fornecidos com esses scanners são: - Cardiris Pro 5 e Cardiris Corporate

Leia mais

Lumitester PD-20. Manual de uso. Índice. Software de controlo

Lumitester PD-20. Manual de uso. Índice. Software de controlo Índice Lumitester PD-20 Software de controlo Manual de uso Muito obrigado por comprar o aparelho Lumitester PD-20. Antes de pôr em operação este manual deve ser lido na sua totalidade para o uso seguro

Leia mais

Guia Rápido do Usuário

Guia Rápido do Usuário Guia Rápido do Usuário 1 Obrigado por adquirir o Mobile Broadband modem USB E3531. Com o seu novo modem USB, você tem acesso à rede sem fio em alta velocidade. Observação: Este manual fornece os atributos

Leia mais

Para ClassPad 300. ClassPad Manager. (ProgramLink) Versão limitada. Manual de Instruções. http://world.casio.com/edu_e/ RJA510188-4

Para ClassPad 300. ClassPad Manager. (ProgramLink) Versão limitada. Manual de Instruções. http://world.casio.com/edu_e/ RJA510188-4 Para ClassPad 300 Po ClassPad Manager (ProgramLink) Versão limitada Manual de Instruções RJA510188-4 http://world.casio.com/edu_e/ Nota Os exemplos de visualização mostrados neste manual de instruções

Leia mais

Manual do aplicativo Conexão ao telefone

Manual do aplicativo Conexão ao telefone Manual do aplicativo Conexão ao telefone Copyright 2003 Palm, Inc. Todos os direitos reservados. O logotipo da Palm e HotSync são marcas registradas da Palm, Inc. O logotipo da HotSync e Palm são marcas

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 09 de novembro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 1 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 1 Procedimentos para Download e Instalação do NVDA... 2 Iniciando

Leia mais