PROGRAMA 5S: COMBINAÇÕES FUNDAMENTAIS PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES RESUMO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMA 5S: COMBINAÇÕES FUNDAMENTAIS PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES RESUMO"

Transcrição

1 PROGRAMA 5S: COMBINAÇÕES FUNDAMENTAIS PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES Francislaine Pereira de Souza, Unisalesiano de Lins, Janaina Fanali Daniel, Unisalesiano de Lins, Juliana Espote Moreti, Unisalesiano de Lins, Viviane dos Santos, Unisalesiano de Lins, Profº. M.SC. Máris de Cássia Ribeiro, Unisalesiano de Lins, RESUMO A busca pela melhoria da qualidade de vida e o novo cenário econômico mundial, agora muito mais exigente, tem feito as empresas reverem sua postura diante a sociedade em geral, tornando-as muito mais responsáveis e éticas. Diante desta nova realidade, surgiu o programa 5S uma ferramenta capaz de mudar o relacionamento entre organizações e colaboradores, interagindo e motivando a todos na busca da excelência empresarial, através do programa é possível eliminar os desperdícios, dispor as coisas nos seus devidos lugares, manter o local de trabalho organizado e limpo e melhorar a produtividade, tudo isso devido à criação de hábitos saudáveis e atitudes inovadoras. O estudo teve como intenção a análise da eficiência do programa na busca do sucesso das organizações. Palavras-chave: programa 5S. qualidade. sucesso. organizações. 1. INTRODUÇÃO As crescentes mudanças no mercado consumidor têm impactado sobre as empresas, fazendo com que repensem nas maneiras de agir e direcionar suas atividades. Sabe-se que hoje os consumidores estão mais exigentes, procurando não apenas um bom produto, mas o valor agregado encontrado na qualidade, atendimento e inovações. Além disso, a conscientização da sociedade e o surgimento de vários movimentos ambientalistas têm feito as organizações preocuparem-se com a responsabilidade social, que começa dentro das próprias organizações. A qualidade de vida tem sido outra grande questão em destaque dentro e fora das empresas, a partir desse pressuposto, surgiu no Japão o programa 5S, uma ferramenta simples de fácil aplicação, que tem por objetivo melhorar a disposição dos ambientes mantendo-os limpos e organizados, melhorar o relacionamento e colaboração entre as pessoas, diminuir desperdícios e risco de acidentes, e manter os ambientes esteticamente mais bonitos.

2 2 O artigo vem analisar a contribuição do programa 5S na busca da excelência empresarial. A elaboração do artigo foi realizada através do método de revisão bibliográfica, onde foram abordados os seguintes autores: Silva (1994); Godoy e Matos (2004); Martins e Laugeni (2006); Silva, Bordenal e Parra(2006). 2. O Programa 5S O programa 5S provêem de cinco palavras japonesas que começam com a letra S, sendo elas: seiri (senso de utilização), seiton (senso de ordenação), seisou (senso de limpeza), seiktsu (senso de saúde) e shitsuke (senso de autodisciplina), que em sua tradução no Brasil teve a visão de senso para que fosse assegurado a abrangência do assunto. Conforme Silva(1994), o programa que tem por objetivo melhorar as condições das pessoas pode ser implantado em qualquer organização, independente de seu ramo ou tamanho, já que só traz benefícios ao envolvidos, desenvolvendo espírito de equipe, aumentando a auto-estima dos colaboradores, tornando o ambiente organizado com facilidade de localização dos objetos, reduzindo os estoques ociosos, aumentando a produtividade, otimizando os recursos, eliminando desperdícios e conscientizando as pessoas em relação ao meio ambiente. É um programa de vital importância para as empresas aumentarem seu nível de qualidade, promovendo o crescimento das pessoas, sendo um programa voltado para a criação de hábitos saudáveis. Para sua implementação é necessário o envolvimento e responsabilidade da organização como um todo, e apesar dos resultados serem imediatos, precisa-se de paciência, persistência e flexibilidade, pois o programa é de uso contínuo e deve ser realizado todos os dias. De acordo com Silva, Bordenal e Parra(2006), o programa não deve ser medido por aquilo que se é descartado, e sim pela melhora com sua utilização e pelo quanto se evitou os desperdícios de material, tempo, talento, energia, etc. Para a implantação do programa é necessário o planejamento de todos os seus passos, pois apesar de fácil implantação exige-se muita paciência, já que este, tem por finalidade a mudança de hábitos e comportamentos que são criados pela vivencia e experiências adquiridas ao longo da vida. 2.1 Senso de Utilização Segundo Martins e Laugeni(2006) muitas vezes é difícil distinguir a diferença do que é ou não necessário no ambiente de trabalho, principalmente quando os objetos não estão dispostos adequadamente, em sua visão eles enxergam esse senso como a liberação de áreas, onde é necessário organizar o ambiente de trabalho, livrar-se dos itens desnecessários e alocar os demais nos lugares corretos, eliminando assim estoques ociosos que além de ocupar espaços custam dinheiro. Silva(1994) em sua percepção vai mais adiante, mostrando que o senso de utilização em seu sentido mais amplo pode eliminar o excesso de burocracia e

3 3 evitar o desperdício de talentos dos colaboradores, pressupondo também que além de identificar os excessos é necessário saber o porquê destes. Assim sendo, percebe-se que este senso não é usado somente no remanejamento dos ambientes e que não somente estes devem ser identificados, mas também as qualidades e defeitos das pessoas, ajudando estes a cultivar em si apenas sentimentos valiosos, como amor e companheirismo, despertando assim o espírito de equipe e aumentando a auto-estima. 2.2 Senso de Ordenação Organizar da melhor maneira funcional o local de trabalho. Um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar, é definir locais apropriados e critérios para estocar, guardar ou dispor materiais, equipamentos, ferramentas, utensílios, informações e dados de modo a facilitar o seu uso e manuseio, facilitar a procura, localização e guarda de qualquer item. O senso de ordenação acompanha o de utilização, é através dele que se é possível dispor tudo no local adequado, deixando os recursos essenciais para a rotina de trabalho sempre a disposição, o que facilita o fluxo de pessoas e materiais. Em dimensão mais ampla Silva, Bordenal e Parra(2006) mostram que este senso é também ordenar adequadamente o tempo dedicado ao trabalho, ao lazer, a família e aos amigos, é ter postura coerente frente as decisões, é aprender a valorizar e elogiar o outro, ao invés de apenas criticar. 2.3 Senso de limpeza Na concepção de Martins e Laugeni(2006) o senso de ordenação visa a melhoria continua das áreas de trabalho, mantendo os setores limpos e organizados, procurando eliminar as fontes de poluição, o que conseqüentemente reduz os riscos de acidentes, preserva os equipamentos e contribui para a melhora da imagem da empresa interna e externamente. Este senso deve ser capaz ainda, de incentivar as pessoas procurando mudar pequenos hábitos, e eliminar sentimentos e atitudes que denigrem as pessoas. Godoy e Matos(2004) interpretam este senso como um plano psicológico, na busca de comportamentos éticos, honestos e transparentes, mostrando ainda que deve haver um comprometimento e entrosamento de todos os participantes para que esse senso contribua na melhoria da organização. 2.4 Senso de Saúde Visto por Martins e Laugeni(2006) como o senso de padronização,asseio e arrumação, no sentido realizar os sensos anteriores de modo padronizado, mantendo os ambientes sempre limpos e asseados, na intenção de adquirir um padrão de segurança, este senso é mais abrangente, assim como completa Silva, Bordenal e Parra(2006), mostrando que as empresas devem estabelecer condições favoráveis a saúde física, mental e emocional dos colaboradores,

4 4 incentivando-os a se relacionarem melhor, aprender em conjunto e a trabalhar em equipe, além de criar um clima favorável a melhoria das condições de vida, e conseqüentemente aumentar a produtividade. Tudo isto na intenção de eliminar o estresse e criar um ambiente saudável para trabalhar. 2.5 Senso de auto-disciplina De acordo com Martins e Laugeni(2006) este senso vem consolidar a implantação dos quatro anteriores, de forma que os equipamentos de segurança e uniformes sejam corretamente usados, e o local de trabalho seja devidamente organizado e higienizado, visando a melhoria das condições de trabalho dos colaboradores, deixando os gerentes e supervisores com a responsabilidade das ações e comportamento destes. No entanto, Silva, Bordenal e Parra(2006) consolidam os sensos anteriores como uma busca na mudança de comportamento, adquirindo novos hábitos e se libertando de padrões ultrapassados. A organização deve estimulá-los, estabelecendo metas desafiadoras, reconhecendo suas virtudes, ajudando com que os próprios se auto-disciplinem e tornem-se responsáveis por suas atitudes. Como nem sempre as regras são cumpridas, existe uma grande dificuldade na manutenção deste senso, mas com o engajamento, persistência e participação de toda a organização, será possível atingir a excelência organizacional. Diante desses fatores observa-se que através do desenvolvimento do autocontrole e hábitos saudáveis, é possível melhorar as relações humanas dentro da empresa, criar autonomia e conquistar os objetivos pretendidos, basta apenas vontade de aderir as mudanças e coragem para quebrar paradigmas. 3. CONCLUSÃO O Programa 5S visa conscientizar a todos da importância da qualidade no ambiente de trabalho, como a chave para o sucesso das organizações e vem sendo utilizado como uma importante ferramenta de reeducação e envolvimento de todos na execução de suas atividades. Através de sua implantação adquire-se uma nova cultura que deve estar aliada ao comprometimento e participação dos colaboradores na busca de locais de trabalho mais limpos e organizados, que proporcione condições para uma maior produtividade. O programa é um processo simples com resultados imediatos e duradouros para a organização, colaboradores, clientes e para o meio-ambiente dentro e fora do local de trabalho, é uma forma simples e direta de evidenciar o engajamento estratégico da organização na busca pela qualidade, enfatizando a importância da participação de todos e estabelecendo o seu compromisso com processos de melhoria contínua, na busca da excelência empresarial. O estudo realizado mostra que pela simplicidade e clareza dessa ferramenta que é aplicável no espaço produtivo e ético da organização, e por seu imediato impacto positivo sobre todos os participantes, tem sido um eficaz

5 5 instrumento educacional, capaz de proporcionar mudanças de atitude conscientes e confiantes das pessoas envolvidas, gerando uma mentalidade de busca pela obtenção de constantes melhorias no trabalho e vida pessoal, inclusive, no que diz respeito ao desenvolvimento das pessoas, e por isso não deve ser implantado somente no local de trabalho em si, mas na organização como um todo e na vida particular dos envolvidos. 4. REFERÊNCIAS GODOY, M.H.P.C.; MATOS, K.K. Trabalhando com 5S, Minas Gerais: Desenvolvimento Gerencial, MARTINS, P. G.; LAUGENI, F.P. Administração da Produção. 2. ed. São Paulo: Saraiva, SILVA, J. M. 5S: O Ambiente da Qualidade. Minas Gerais: Littera Maciel, SILVA, C.O.; BORDENAL, D.C.; PARRA,F.C. Programa 5S (Monografia). Unisalesiano; 2006.

6 This document was created with Win2PDF available at The unregistered version of Win2PDF is for evaluation or non-commercial use only.

Eliminação de desperdícios Otimização do espaço Facilidade no acesso a materiais de trabalho Prevenção de quebras e acidentes Redução ou eliminação

Eliminação de desperdícios Otimização do espaço Facilidade no acesso a materiais de trabalho Prevenção de quebras e acidentes Redução ou eliminação Benefícios! Quais são? Eliminação de desperdícios Otimização do espaço Facilidade no acesso a materiais de trabalho Prevenção de quebras e acidentes Redução ou eliminação de condições e atos inseguros

Leia mais

Disciplina: Gestão da Qualidade Prof. Patricio Vasconcelos. Curso de Administração 5º periodo - Turmas A e B 2º Bimestre

Disciplina: Gestão da Qualidade Prof. Patricio Vasconcelos. Curso de Administração 5º periodo - Turmas A e B 2º Bimestre Disciplina: Gestão da Qualidade Prof. Patricio Vasconcelos Curso de Administração 5º periodo - Turmas A e B 2º Bimestre Pode-se criar um ambiente de qualidade em torno de si, usando as mãos para agir,

Leia mais

MÓDULO 16 Programa 5S da Qualidade

MÓDULO 16 Programa 5S da Qualidade MÓDULO 16 Programa 5S da Qualidade Desenvolvido no Japão, pós Segunda Guerra Mundial, o Programa 5S (conhecido também como Housekeeping) era um método utilizado pelos pais para ensinar a seus filhos os

Leia mais

HOUSEKEEPING A PARTIR DO 5S. Introdução. Para que serve?

HOUSEKEEPING A PARTIR DO 5S. Introdução. Para que serve? HOUSEKEEPING A PARTIR DO 5S Introdução Basicamente consiste na determinação de organizar o local de trabalho, mantêlo arrumado e em ordem, limpo, mantendo as condições padronizadas e a disciplina necessárias

Leia mais

Apresentação do programa 5S

Apresentação do programa 5S Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência PIBID 2011 Ciências da Natureza Apresentação do programa 5S Dia 04 de janeiro de 2012 Local: Escola Elisa Ferrari Valls Horário: 09h O "Programa

Leia mais

Sensibilizando para Organização e Limpeza

Sensibilizando para Organização e Limpeza Sensibilizando para Organização e Limpeza Engº JULIO TADEU ALENCAR e-mail: jtalencar@sebraesp.com. @sebraesp.com.br Ver-03/04 Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo O QUE PODEMOS FAZER

Leia mais

O R I G E N S JAPÃO DO PÓS-GUERRA KAORU ISHIKAWA. Treinamento

O R I G E N S JAPÃO DO PÓS-GUERRA KAORU ISHIKAWA. Treinamento O R I G E N S 1 9 5 0 JAPÃO DO PÓS-GUERRA KAORU ISHIKAWA O B J E T I V O S Preparar uma empresa, ou qualquer espaço físico para uma intervenção de melhoria no ambiente. OBJETIVOS ESPECÍFICOS ü Melhorar

Leia mais

1.Maior produtividade pela redução da perda de tempo procurando por objetos. - Só ficam no ambiente os objetos necessários e ao alcance da mão;

1.Maior produtividade pela redução da perda de tempo procurando por objetos. - Só ficam no ambiente os objetos necessários e ao alcance da mão; Sistema 5 S's Conceito: O Método "5S" foi a base da implantação do Sistema de Qualidade Total nas empresas. Surgiu no Japão, nas décadas de 50 e 60, após a Segunda Guerra Mundial, quando o país vivia a

Leia mais

5S - 5 sensos da qualidade

5S - 5 sensos da qualidade 5S - 5 sensos da qualidade É um processo com cinco grandes passos que ajudam a organizar melhor trabalho. É um programa que busca tornar o dia a dia na empresa mais tranqüilo, através de : cuidados com

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO MANUAL 5 SENSOS

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO MANUAL 5 SENSOS ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO MANUAL 5 SENSOS MANUAL 5 SENSOS Ref.: MSGQ-001/09-0 Revisão: 00 Emissão: Setembro Qtde. Pág.: 09 1. INTRODUÇÃO O programa 5S tem como principais objetivos mudar comportamentos,

Leia mais

CAMINHADA PARA A EXCELÊNCIA

CAMINHADA PARA A EXCELÊNCIA CAMINHADA PARA A EXCELÊNCIA 1ª FASE ENTENDENDO O SEU TRABALHO 2ª FASE ARRUMANDO A CASA 3ª FASE AJUSTANDO A MÁQUINA 4ª FASE CAMINHANDO PARA O FUTURO ENTENDA O SEU TRABALHO ARRUME A CASA PADRONIZE ELIMINE

Leia mais

Prática desenvolvida no Japão com o objetivo de desenvolver padrões de limpeza e organização, para proporcionar bem estar a todos.

Prática desenvolvida no Japão com o objetivo de desenvolver padrões de limpeza e organização, para proporcionar bem estar a todos. O QUE É O 5S? Prática desenvolvida no Japão com o objetivo de desenvolver padrões de limpeza e organização, para proporcionar bem estar a todos. TAMBÉM É CONHECIDO COMO HOUSE KEEPING 2 QUAIS SÃO OS SIGNIFICADOS

Leia mais

XXII Congresso de Pós-graduação da UFLA 14 a 18 de outubro de 2013

XXII Congresso de Pós-graduação da UFLA 14 a 18 de outubro de 2013 ANÁLISE DO AMBIENTE DE TRABALHO MEDIANTE EMPREGO DA FERRAMENTA 10S THAMIRIS MARIA GARCIA SILVEIRA 1, SIMONE ROCHA RESENDE 2, HERALDO COLOM- BO JÚNIOR 3, ANDRÉ KAZUO KOBAYASHI 4, ALEXANDRE DE PAULA PERES

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DA QUALIDADE

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DA QUALIDADE ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DA QUALIDADE Atualizado em 03/12/2015 GESTÃO DA QUALIDADE As ideias principais que baseiam o significado atual da qualidade são, basicamente, as seguintes: Atender às expectativas,

Leia mais

Programa de qualidade 5s 5 Sensos

Programa de qualidade 5s 5 Sensos Programa de qualidade 5s 5 Sensos 5s no Brasil No Brasil foi lançado em1991.o Brasil é o país campeão mundial de desperdícios,estatísticas comprovam que o desperdício está incorporado na cultura nacional.

Leia mais

PROGRAMA NO AMBIENTE DA QUALIDADE

PROGRAMA NO AMBIENTE DA QUALIDADE PROGRAMA NO AMBIENTE DA QUALIDADE QUALIDADE COMEÇA COM 5S 5S = Filosofia de mudança comportamental baseada em cinco princípios básicos, cujas palavras sinônimas (em Japonês) se pronunciam com o som de

Leia mais

PDF created with pdffactory trial version www.pdffactory.com

PDF created with pdffactory trial version www.pdffactory.com Programa 8S Promovendo a Qualidade de Vida O R I G E N S 1 9 5 0 JAPÃO DO PÓS GUERRA KAORU ISHIKAWA O B J E T I V O S melhorar a qualidade de vida dos funcionários, transformando o ambiente da empresa,

Leia mais

CARACTERÍSTICAS DO EMPREENDEDOR 1. BUSCA DE OPORTUNIDADES E INICIATIVAS

CARACTERÍSTICAS DO EMPREENDEDOR 1. BUSCA DE OPORTUNIDADES E INICIATIVAS 1. BUSCA DE OPORTUNIDADES E INICIATIVAS - faz as coisas antes de solicitado ou antes de ser forçado pelas circunstâncias; - age para expandir o negócio em novas áreas, produtos ou serviços; - aproveita

Leia mais

Gestão Aplicada I. Professor: Venicio Paulo Mourão Saldanha E-mail: veniciopaulo@gmail.com / Site: www.veniciopaulo.com

Gestão Aplicada I. Professor: Venicio Paulo Mourão Saldanha E-mail: veniciopaulo@gmail.com / Site: www.veniciopaulo.com Gestão Aplicada I Professor: Venicio Paulo Mourão Saldanha E-mail: veniciopaulo@gmail.com / Site: www.veniciopaulo.com Formação e ficha profissional: Graduado em Analises e Desenvolvimento de Sistemas

Leia mais

ETRO ento S2i LABM PROGRAMA 5S a de Treinam Program

ETRO ento S2i LABM PROGRAMA 5S a de Treinam Program PROGRAMA 5S Agenda Objetivos do Programa 5S Origem do 5S Senso de Descarte Senso de Ordenação Senso de Limpeza Senso de Saúde Senso de Disciplina 2 Agenda Objetivos do Programa 5S Origem do 5S Senso de

Leia mais

Gerenciamento da Qualidade

Gerenciamento da Qualidade Gerenciamento da Qualidade Processos da Qualidade (JURAN) Planejamento Execução Monitoramento e Controle Planejar a qualidade Realizar a garantia da qualidade Realizar o controle da qualidade Inclui os

Leia mais

A Base para a Qualidade Total

A Base para a Qualidade Total A Base para a Qualidade Total 1 HISTÓRIA Foi concebido por Kaoru Ishikawa em 1950, no Japão pós-guerra; Surgiu com a necessidade de por ordem na grande confusão a que ficou reduzido o país após a derrota

Leia mais

Origem do nome do programa 5S

Origem do nome do programa 5S Os Cinco Sensos PPGEP / UFRGS ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Origem do nome do programa 5S 5S s vem de cinco palavras japonesas que começam por S : SEIRI senso de utilização, seleção, descarte. SEITON senso de

Leia mais

DIA DA BERMUDA - 2011. Arrumando a nossa casa

DIA DA BERMUDA - 2011. Arrumando a nossa casa DIA DA BERMUDA - 2011 Arrumando a nossa casa 2 Entenda o que são os 5S Para praticar o Dia da Bermuda, primeiro você precisa entender o que são os 5S... Princípios dos 5S 3 O conceito de 5S tem como base

Leia mais

PROGRAMA 5S: Parceiro na administração do tempo

PROGRAMA 5S: Parceiro na administração do tempo PROGRAMA 5S: Parceiro na administração do tempo Aliny MALAGUTI¹ - RGM 070591 Carolina Stoze NARDY¹ - RGM 070498 Lidiane Aparecida Dias COSTA¹ - RGM 067031 Renato Francisco Saldanha SILVA² Elcio Aloísio

Leia mais

5Ss: Aplicação em Bibliotecas e Centros de Informação

5Ss: Aplicação em Bibliotecas e Centros de Informação 5Ss: Aplicação em Bibliotecas e Centros de Informação Introdução Década de 50 Japão tenta se reerguer da derrota sofrida na Segunda Grande. Profissionais dos Estados Unidos vão ao Japão a ensinar como

Leia mais

SISTEMA 5S PRATICANDO OS 5S NO SEU LOCAL DE TRABALHO

SISTEMA 5S PRATICANDO OS 5S NO SEU LOCAL DE TRABALHO PRATICANDO OS 5S NO SEU LOCAL DE TRABALHO APRESENTANDO OS 5S s VOCÊ ESTÁ ENTRANDO EM CONTATO COM UM SISTEMA DE EDUCAÇÃO E TREINAMENTO, CRIADO NO JAPÃO POR TAKASHI OSDA, QUE BUSCA A QUALIDADE TOTAL DE UMA

Leia mais

4. Tendências em Gestão de Pessoas

4. Tendências em Gestão de Pessoas 4. Tendências em Gestão de Pessoas Em 2012, Gerenciar Talentos continuará sendo uma das prioridades da maioria das empresas. Mudanças nas estratégias, necessidades de novas competências, pressões nos custos

Leia mais

Analista de Sistemas S. J. Rio Preto SP 2009

Analista de Sistemas S. J. Rio Preto SP 2009 O que é o Programa 5Ss? O Programa 5Ss é uma filosofia de trabalho que busca promover a disciplina na empresa através de consciência e responsabilidade de todos, de forma a tornar o ambiente de trabalho

Leia mais

FERRAMENTAS DA QUALIDADE. Prof. Dr. Renato Montini FATEC MC

FERRAMENTAS DA QUALIDADE. Prof. Dr. Renato Montini FATEC MC FERRAMENTAS DA QUALIDADE Prof. Dr. Renato Montini FATEC MC As ferramentas da qualidade têm os seguintes objetivos: Facilitar a visualização e o entendimento dos problemas; Sintetizar o conhecimento e as

Leia mais

Apostila elaborada por: Teorema Consultoria e Assessoria - São Paulo

Apostila elaborada por: Teorema Consultoria e Assessoria - São Paulo Apostila elaborada por: Teorema Consultoria e Assessoria São Paulo Assunto Assunto Página Página Introdução Introdução...... 01 01 Os Os Cinco Cinco s s...... 02 02 Seiri Seiri Utilização Utilização......

Leia mais

Programa 5S s UDESC/CCT/GQL

Programa 5S s UDESC/CCT/GQL Programa 5S s UDESC/CCT/GQL Prof. Alan Schmitt 1 Estágios de LIMPEZA Limpeza pode ser entendida como inspeção, para encontrar e eliminar problemas que possam se apresentar Limpeza Geral Limpar tudo Varrer

Leia mais

EVOLUÇÃO DAS TEORIAS ADMINISTRATIVAS

EVOLUÇÃO DAS TEORIAS ADMINISTRATIVAS EVOLUÇÃO DAS TEORIAS ADMINISTRATIVAS 1900 1910 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1980 1990 2000 Racionalização do trabalho: gerência administrativa Relações humanas: processo Movimento estruturalista: gerência

Leia mais

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE Sérgio Dal-Ri Moreira Pontifícia Universidade Católica do Paraná Palavras-chave: Educação Física, Educação, Escola,

Leia mais

O Programa 5S ORIGEM. Serviu de base para a implantação dos programas de qualidade total naquele país. Surgiu no Japão no fim dos anos 60

O Programa 5S ORIGEM. Serviu de base para a implantação dos programas de qualidade total naquele país. Surgiu no Japão no fim dos anos 60 O Programa 5S ESCOLA POLITÉCNICA André Gilmar Hélio Surgiu no Japão no fim dos anos 60 Serviu de base para a implantação dos programas de qualidade total naquele país ORIGEM 5S para lembrar as 5 palavras

Leia mais

Edição 01/08. Apresentações: Nome Atividade desenvolvida Tempo de experiência profissional Nome do Hospital Cidade

Edição 01/08. Apresentações: Nome Atividade desenvolvida Tempo de experiência profissional Nome do Hospital Cidade Edição 01/08 MÓDULO 5S`s Apresentações: Nome Atividade desenvolvida Tempo de experiência profissional Nome do Hospital Cidade 1 Conteúdo Programático do Módulo 5S Conteúdo Origem do 5S Objetivos do 5S

Leia mais

Prof Elly Astrid Vedam

Prof Elly Astrid Vedam Prof Elly Astrid Vedam Despertar e saber lidar com os mecanismos de liderança e se preparar para a gestão de pequenos e médios negócios; Identificar conflitos no ambiente de seu negócio, calculando e avaliando

Leia mais

5S s Introdução a Engenharia de Produção Prof. Evandro Bittencourt

5S s Introdução a Engenharia de Produção Prof. Evandro Bittencourt 5S s Introdução a Engenharia de Produção Prof. Evandro Bittencourt Usado para solucionar os problemas comportamentais nas empresas, principalmente para formar uma cultura de combate ao desperdício, à desordem,

Leia mais

Título: Programa 5S s em uma Empresa Júnior: da melhoria do ambiente físico ao cuidado com as pessoas Categoria: Projeto Interno Temática: Qualidade

Título: Programa 5S s em uma Empresa Júnior: da melhoria do ambiente físico ao cuidado com as pessoas Categoria: Projeto Interno Temática: Qualidade Título: Programa 5S s em uma Empresa Júnior: da melhoria do ambiente físico ao cuidado com as pessoas Categoria: Projeto Interno Temática: Qualidade Resumo Manter um ambiente de trabalho adequado à realização

Leia mais

Programa 5 S. A partir de agora, conheça o programa que mudará para melhor a sua vida no trabalho.

Programa 5 S. A partir de agora, conheça o programa que mudará para melhor a sua vida no trabalho. Programa 5 S A partir de agora, conheça o programa que mudará para melhor a sua vida no trabalho. Com este programa, a qualidade e a segurança será colocada em prática e seu ambiente vai ficar mais alegre

Leia mais

Controle da Qualidade do Almoxarifado 1/15

Controle da Qualidade do Almoxarifado 1/15 Controle da Qualidade do Almoxarifado 1/15 Indicadores de desempenho na Gestão de Materiais Estabelecimento de padrões: Para avaliar indicadores, é necessário ter padrões. Na fase de implantação pode haver

Leia mais

5S EM ESCRITÓRIOS E NA VIDA PESSOAL

5S EM ESCRITÓRIOS E NA VIDA PESSOAL Cópia não controlada 5S EM ESCRITÓRIOS E NA VIDA PESSOAL Nos ambientes administrativos, como escritórios, ainda há uma resistência das pessoas em praticar o 5S por desconhecimento da metodologia e dos

Leia mais

APLICAÇÃO DOS 5 S EM OPERADORES LOGÍSTICOS

APLICAÇÃO DOS 5 S EM OPERADORES LOGÍSTICOS APLICAÇÃO DOS 5 S EM OPERADORES LOGÍSTICOS RESUMO Williana de Souza Costa 1 Bruno de Araújo Santos 2 Carlos Alberto dos Santos Júnior 3 Jean Karlos Gouveia Januário 4 Natália dos Santos Pessoa 5 Osmar

Leia mais

O executivo ou especialista na área de marketing deve identificar três níveis de sistemas:

O executivo ou especialista na área de marketing deve identificar três níveis de sistemas: PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EAD MÓDULO IV A EMPRESA COMO SISTEMA Para o estudioso na área de marketing trabalhar melhor o planejamento nas organizações, ele precisa conhecer a empresa na sua totalidade e

Leia mais

CURSO ONLINE OS 8S s ADMINISTRATIVOS

CURSO ONLINE OS 8S s ADMINISTRATIVOS 1 CURSO ONLINE OS 8S s ADMINISTRATIVOS 2 ESSE CURSO FOI CRIADO E É PROMOVIDO PELA INSTITUIÇÃO Todos os Direitos Reservados 3 Bem Vindo ao Curso! _Seiri _Seiton _Seiso _Seiketsu _Shitsuke _Shido _Sitsuyaki

Leia mais

Gestão da Qualidade 10/04/2011. Os 5 S. Histórico dos 5S. Histórico dos 5S

Gestão da Qualidade 10/04/2011. Os 5 S. Histórico dos 5S. Histórico dos 5S Gestão da Qualidade Os 5 S Histórico dos 5S A gestão da Qualidade é primordial para o estabelecimento e sobrevivência de uma instituição e para viabilizar o controle de atividades,informações e documentos.

Leia mais

ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS

ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS ÍNDICE em ordem alfabética: Artigo 1 - ENDOMARKETING: UMA FERRAMENTA ESTRATÉGICA PARA DESENVOLVER O COMPROMETIMENTO... pág. 2 Artigo 2 - MOTIVANDO-SE... pág. 4 Artigo 3 - RECURSOS

Leia mais

Disciplina: Unidade I: Prof.: E-mail: Período:

Disciplina: Unidade I: Prof.: E-mail: Período: Encontro 05 Disciplina: Planejamento Estratégico de Marketing Unidade I: Introdução ao Planejamento Estratégico Prof.: Mario Filho E-mail: pro@mariofilho.com.br Período: 4º. ADM 2. Visão, Valores, Políticas,

Leia mais

Projeto interdisciplinar para a eficiência - 5S APAE. Programa de Qualidade Total. "O 5S é uma atividade para ser praticada eternamente por todos"

Projeto interdisciplinar para a eficiência - 5S APAE. Programa de Qualidade Total. O 5S é uma atividade para ser praticada eternamente por todos Projeto interdisciplinar para a eficiência - 5S 5 S APAE Programa de Qualidade Total "O 5S é uma atividade para ser praticada eternamente por todos" APRESENTAÇÃO O mundo do trabalho se apresenta cada vez

Leia mais

VANTAGENS E DESVANTAGENS - A IMPORTANCIA DE SABER ESCOLHER UM ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) RESUMO

VANTAGENS E DESVANTAGENS - A IMPORTANCIA DE SABER ESCOLHER UM ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) RESUMO VANTAGENS E DESVANTAGENS - A IMPORTANCIA DE SABER ESCOLHER UM ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) Edilaine Cristina Duarte de Souza, Unisalesiano de Lins e-mail: edilaine.duarte@ig.com.br Érika Yuri Kotaki, Unisalesiano

Leia mais

GUIA PRÁTICO DO PROGRAMA 5S

GUIA PRÁTICO DO PROGRAMA 5S Avalie o Nível da Gestão 5S em sua Área de Trabalho Itens Avaliados 01. Existem objetos e recursos sem serventia na sua área de trabalho? 02. Existe desperdício observável, de qualquer espécie, em sua

Leia mais

Revista Eletrônica Aboré Publicação da Escola Superior de Artes e Turismo - Edição 03/2007 ISSN 1980-6930

Revista Eletrônica Aboré Publicação da Escola Superior de Artes e Turismo - Edição 03/2007 ISSN 1980-6930 AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DA QUALIDADE DOS SERVIÇOS PRESTADOS NOS HOTÉIS DE CATEGORIA QUATRO ESTRELAS NA CIDADE DE MANAUS SEGUNDO A PERCEPÇÃO DOS COLABORADORES Érica de Souza Rabelo 1 Helen Rita Menezes Coutinho

Leia mais

ISO 9001:2008 Sistema de Gestão da Qualidade

ISO 9001:2008 Sistema de Gestão da Qualidade Consultoria ISO 9001:2008 Sistema de Gestão da Qualidade Demonstre o seu compromisso com a qualidade e a satisfação dos seus clientes O Sistema de Gestão da Qualidade tem a função de suportar o alinhamento

Leia mais

OSS SANTA MARCELINA HOSPITAL CIDADE TIRADENTES

OSS SANTA MARCELINA HOSPITAL CIDADE TIRADENTES OSS SANTA MARCELINA HOSPITAL CIDADE TIRADENTES CASE DE SUCESSO: 5S COMO FERRAMENTA DE CONSCIENTIZAÇÃO AMBIENTAL PARA AS EQUIPES DO HOSPITAL CIDADE TIRADENTES Responsável pela Instituição: Renata Souza

Leia mais

MRP COMO FERRAMENTA DE CONTROLE E PLANEJAMENTO

MRP COMO FERRAMENTA DE CONTROLE E PLANEJAMENTO MRP COMO FERRAMENTA DE CONTROLE E PLANEJAMENTO Augusto Cesar Giampietro, Unisalesiano de Lins, e-mail: guto.mkt@gmail.com Bruno Bodoia, Unisalesiano de Lins, e-mail: bruno.bodoia@bertin.com.br Carlos Silva,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MARINGÁ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO E OPERAÇÕES II MARCIA TATHIANE DA SILVA RIBEIRO MANTOVANI

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MARINGÁ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO E OPERAÇÕES II MARCIA TATHIANE DA SILVA RIBEIRO MANTOVANI CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MARINGÁ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO E OPERAÇÕES II MARCIA TATHIANE DA SILVA RIBEIRO MANTOVANI PROGRAMA 5 S MARINGÁ 2011 CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MARINGÁ MARCIA

Leia mais

FIB- Faculdades Integradas de Bauru DISCIPLINA: FUNDAMENTOS E EVOLUÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO MODERNA. Profº MS. Carlos Henrique Carobino

FIB- Faculdades Integradas de Bauru DISCIPLINA: FUNDAMENTOS E EVOLUÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO MODERNA. Profº MS. Carlos Henrique Carobino FIB- Faculdades Integradas de Bauru DISCIPLINA: FUNDAMENTOS E EVOLUÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO MODERNA Profº MS. Carlos Henrique Carobino E-mail: carobino@bol.com.br 1 Pressões Externas MEGATENDÊNCIAS Competição

Leia mais

Apresentação. Atuando em diversos ramos do direito, nosso Escritório tem como meta oferecer. O Escritório

Apresentação. Atuando em diversos ramos do direito, nosso Escritório tem como meta oferecer. O Escritório Um Escritório de Advocacia, atualmente, tem que estar preparado para atender as mais diversas situações do mundo moderno. Para tanto, focalizamos como nossos preceitos, que os serviços oferecidos sejam:

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Equipe UNAFIN

APRESENTAÇÃO. Equipe UNAFIN APRESENTAÇÃO O Programa 8 S, Mudança e Qualidade de Vida, está sendo implantado na Secretaria da Fazenda do Estado do Piauí, pela UNAFIN (Unidade Administrativa Financeira) para aumentar a qualidade e

Leia mais

RECONHECIMENTO, OPORTUNIDADES E AUTONOMIA COMO FATOR MOTIVACIONAL. UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF.

RECONHECIMENTO, OPORTUNIDADES E AUTONOMIA COMO FATOR MOTIVACIONAL. UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF. RECONHECIMENTO, OPORTUNIDADES E AUTONOMIA COMO FATOR MOTIVACIONAL. UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF. Danilo Domingos Gonzales Simão 1 Fábio Augusto Martins Pereira 2 Gisele Maciel de Lima 3 Jaqueline

Leia mais

- Aspectos limitadores: Produção com custo alto; Orçamentos mal elaborados; Dificuldade na análise e avaliação; Inadequação ao perfil empresarial;

- Aspectos limitadores: Produção com custo alto; Orçamentos mal elaborados; Dificuldade na análise e avaliação; Inadequação ao perfil empresarial; MARKETING ESPORTIVO E CULTURAL EAD MÓDULO XIX - RESUMO A evolução do ser humano no decorrer da história está associada diretamente ao conceito de cultura, que engloba os costumes e as experiências repassadas

Leia mais

Trabalho aplicado ao 5S

Trabalho aplicado ao 5S Trabalho aplicado ao S Equipe: Cristiano Fábio Paulino Se você continuar a fazer sempre o que fez, continuará obtendo sempre o que obteve. Para conseguir um resultado diferente você terá de fazer algo

Leia mais

Política de Gestão de Pessoas

Política de Gestão de Pessoas julho 2010 5 1. Política No Sistema Eletrobras, as pessoas são agentes e beneficiárias do fortalecimento organizacional, contribuindo para a competitividade, rentabilidade e sustentabilidade empresarial.

Leia mais

Missão, Visão e Valores da Techint Engenharia e Construção. Código: FR-MA-MNG-001-01 R02

Missão, Visão e Valores da Techint Engenharia e Construção. Código: FR-MA-MNG-001-01 R02 da Techint Engenharia e Construção Código: FR-MA-MNG-001-01 R02 15 de Julho de 2008 Missão Nossa missão é agregar valor aos nossos acionistas e clientes através da prestação de serviços de Engenharia,

Leia mais

1.1.1.2. clima organizacional: Para Luz (2003, p. 13) é a atmosfera psicológica que envolve, num dado momento, a relação entre a empresa e seus

1.1.1.2. clima organizacional: Para Luz (2003, p. 13) é a atmosfera psicológica que envolve, num dado momento, a relação entre a empresa e seus AULAS 11, 12 e 13 1. implantação do Mkt interno: implantar o marketing interno em uma empresa é fazer um ajuste na cultura, baseado no uso adequado da sistema de comunicação, alinhado à estratégia da empresa

Leia mais

CENTREIND CENTRO DE TREINAMENTO INDUSTRIAL

CENTREIND CENTRO DE TREINAMENTO INDUSTRIAL Programa 5S Base da implantação da qualidade total nas organizações. Introdução: É possível eliminar o desperdício (tudo que gera custo extra), em cinco fases, com base no programa 5S, surgido no Japão

Leia mais

Projeto ANTT Sustentável

Projeto ANTT Sustentável PROGRAMA DE MELHORIA DE GESTÃO DA ANTT - PROMEG/ANTT Projeto ANTT Sustentável SENSIBILIZAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE & DESENVOLVIMENTO DOS 5 S Nenhum vento sopra a favor de quem não sabe aonde ir. Sêneca

Leia mais

A MOTIVAÇÃO INFLUENCIA NO DESEMPENHO DAS PESSOAS NAS ORGANIZAÇÕES? INFLUENCE MOTIVATION PERFORMANCE OF PERSONS IN ORGANIZATIONS?

A MOTIVAÇÃO INFLUENCIA NO DESEMPENHO DAS PESSOAS NAS ORGANIZAÇÕES? INFLUENCE MOTIVATION PERFORMANCE OF PERSONS IN ORGANIZATIONS? A MOTIVAÇÃO INFLUENCIA NO DESEMPENHO DAS PESSOAS NAS ORGANIZAÇÕES? INFLUENCE MOTIVATION PERFORMANCE OF PERSONS IN ORGANIZATIONS? Ana Carolina Gimenes Figueiredo Graduanda em Administração - Universidade

Leia mais

5S: A ESSÊNCIA DA ORDENAÇÃO RESUMO

5S: A ESSÊNCIA DA ORDENAÇÃO RESUMO 5S: A ESSÊNCIA DA ORDENAÇÃO Ana Karla Esteves Pereira Email: karla.esteves@hotmail.com Daniela Dantas Email: dani_blz@hotmail.com RESUMO Surgem diversos programas voltados à Qualidade com o objetivo de

Leia mais

membros do time, uma rede em que eles possam compartilhar desafios, conquistas e que possam interagir com as postagens dos colegas.

membros do time, uma rede em que eles possam compartilhar desafios, conquistas e que possam interagir com as postagens dos colegas. INTRODUÇÃO Você, provavelmente, já sabe que colaboradores felizes produzem mais. Mas o que sua empresa tem feito com esse conhecimento? Existem estratégias que de fato busquem o bem-estar dos funcionários

Leia mais

Diagnóstico de melhorias baseado na metodologia 5S: estudo de caso realizado em uma fábrica de ração

Diagnóstico de melhorias baseado na metodologia 5S: estudo de caso realizado em uma fábrica de ração Diagnóstico de melhorias baseado na metodologia 5S: estudo de caso realizado em uma fábrica de ração Suelem Correia Garcia 1, Lohanne Oliveira Rodrigues 1, Rutiele Tamara Januário Rodrigues 1, Camilla

Leia mais

CARTILHA 5 S DELFIN IMAGEM

CARTILHA 5 S DELFIN IMAGEM CARTILHA 5 S DELFIN IMAGEM Realização: NGQ - Núcleo de Gestão da Qualidade dezembro 2014 SUMÁRIO Sumário Apresentação 1 Objetivos 1 O programa 5S 2 Os 5 sensos 2 Conclusões 8 Anotações 9 Anexo 10 Apresentaça

Leia mais

CARTILHA PROGRAMA 10S

CARTILHA PROGRAMA 10S CARTILHA PROGRAMA 10S CARTILHA PROGRAMA 10S: Orientações para Implementação Coordenação: Lorien Eliane Zimmer Claudete Hara Klein Embrapa Suínos e Aves Concórdia, SC 2007 Exemplares desta publicação podem

Leia mais

ESF Estratégia de Saúde da Família GESTÃO DE PESSOAS. 40 Relatório de Gestão 2014. Copyright. Proibida cópia ou reprodução sem autorização do IABAS.

ESF Estratégia de Saúde da Família GESTÃO DE PESSOAS. 40 Relatório de Gestão 2014. Copyright. Proibida cópia ou reprodução sem autorização do IABAS. ESF Estratégia de Saúde da Família GESTÃO DE PESSOAS 40 Relatório de Gestão 2014 B lanço Soci l ESF Estratégia de Saúde da Família Relatório de Gestão 2014 41 GESTÃO DE PESSOAS Gestão de Pessoas Com o

Leia mais

TÍTULO: BENEFÍCIOS DO USO CONSCIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE EMPRESARIAL ASSOCIADO À EFICÁCIA ORGANIZACIONAL: ESTUDO DE CASO.

TÍTULO: BENEFÍCIOS DO USO CONSCIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE EMPRESARIAL ASSOCIADO À EFICÁCIA ORGANIZACIONAL: ESTUDO DE CASO. TÍTULO: BENEFÍCIOS DO USO CONSCIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE EMPRESARIAL ASSOCIADO À EFICÁCIA ORGANIZACIONAL: ESTUDO DE CASO. CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora à vencer as barreiras internacionais.

Leia mais

Gestão da Qualidade Políticas. Elementos chaves da Qualidade 19/04/2009

Gestão da Qualidade Políticas. Elementos chaves da Qualidade 19/04/2009 Gestão da Qualidade Políticas Manutenção (corretiva, preventiva, preditiva). Elementos chaves da Qualidade Total satisfação do cliente Priorizar a qualidade Melhoria contínua Participação e comprometimento

Leia mais

LeanFoxSoluções em Gestão e Processos Industriais Ltda. 25 de junho Mogi das Cruzes

LeanFoxSoluções em Gestão e Processos Industriais Ltda. 25 de junho Mogi das Cruzes 25 de junho Mogi das Cruzes - Gestão Fabril: - Implantação de Melhorias e Sistemas de Gestão; - Estruturação e Desenvolvimento de Equipes; - Mentoring de Gestores para a Produtividade e Qualidade. - Otimização

Leia mais

Gestão de Pessoas. Capacidade de gerar resultados a partir das pessoas e dos processos inerentes ao negócio.

Gestão de Pessoas. Capacidade de gerar resultados a partir das pessoas e dos processos inerentes ao negócio. Gestão Corporativa Governança Corporativa é o conjunto de processos, costumes, políticas, leis que regulam a maneira como uma empresa é dirigida, administrada ou controlada. PROCESSOS PESSOAS TECNOLOGIA

Leia mais

INOVAR e AGIR. O 5s na Seção de Comunicações

INOVAR e AGIR. O 5s na Seção de Comunicações INOVAR e AGIR O 5s na Seção de Comunicações Karina Ferreira Rocha Castilho maio /2010 De tudo, ficaram três coisas: A certeza de que estamos sempre começando... A certeza de que precisamos continuar...

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL

A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL Introdução A partir da década de 90 as transformações ocorridas nos aspectos: econômico, político, social, cultural,

Leia mais

GESTÃO CIDADÃO CONSCIENTE

GESTÃO CIDADÃO CONSCIENTE GESTÃO CIDADÃO CONSCIENTE Missão Valores Visão Trata-se da área de significado, dando sentido a tudo o que é feito, respondendo à pergunta: por que é feito isso? 6 C AS FERRAMENTAS PARA GESTÃO CIDADÃO

Leia mais

A MOTIVAÇÃO COMO FATOR DE SUCESSO NA ORGANIZAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF

A MOTIVAÇÃO COMO FATOR DE SUCESSO NA ORGANIZAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF A MOTIVAÇÃO COMO FATOR DE SUCESSO NA ORGANIZAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF Danilo Domingos Gonzales Simão 1 Fábio Augusto Martins Pereira 2 Gisele Maciel de Lima 3 Jaqueline de Oliveira Rocha 4

Leia mais

PLANEJAMENTO E IMPLANTAÇÕES DE UM ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) RESUMO

PLANEJAMENTO E IMPLANTAÇÕES DE UM ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) RESUMO PLANEJAMENTO E IMPLANTAÇÕES DE UM ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) RESUMO Edilaine Cristina Duarte de Souza Flávia Galdino Silva Com a concorrência acirrada nos dias de hoje, com grandes mudanças a todo tempo,

Leia mais

TPM Planejamento, organização, administração

TPM Planejamento, organização, administração TPM Planejamento, organização, administração A UU L AL A Durante muito tempo as indústrias funcionaram com o sistema de manutenção corretiva. Com isso, ocorriam desperdícios, retrabalhos, perda de tempo

Leia mais

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Com uma abordagem inovadora e lúdica, o professor Paulo Gerhardt tem conquistado plateias em todo o Brasil. Seu profundo

Leia mais

Inteligência. Emocional

Inteligência. Emocional Inteligência Emocional Inteligência Emocional O que querem os empregadores?? Atualmente, as habilitações técnicas específicas são menos importantes do que a capacidade implícita de aprender no trabalho

Leia mais

Aperf r e f iço ç a o m a ent n o t o Ge G re r nci c al a para Supermercados

Aperf r e f iço ç a o m a ent n o t o Ge G re r nci c al a para Supermercados Aperfeiçoamento Gerencial para Supermercados Liderança Liderança é a habilidade de influenciar pessoas, por meio da comunicação, canalizando seus esforços para a consecução de um determinado objetivo.

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING CENÁRIO E TENDÊNCIAS DOS NEGÓCIOS 8 h As mudanças do mundo econômico e as tendências da sociedade contemporânea.

Leia mais

Fatores e Indicadores de Desempenho ADP

Fatores e Indicadores de Desempenho ADP Fatores e Indicadores de Desempenho ADP RESPONSABILIDADE / COMPROMETIMENTO COM A INSTITUIÇÃO - Assumir o compromisso na realização das atribuições - Atuar com disposição para mudanças - Buscar qualidade

Leia mais

UNIVERSIDADE LIVRE DO MEIO AMBIENTE

UNIVERSIDADE LIVRE DO MEIO AMBIENTE UNIVERSIDADE LIVRE DO MEIO AMBIENTE A INSTITUIÇÃO A Universidade Livre do Meio Ambiente - Unilivre, instalada em Curitiba, Paraná, é uma organização não governamental sem fins lucrativos, recentemente

Leia mais

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores Sumário Liderança para potenciais e novos gestores conceito Conceito de Liderança Competências do Líder Estilos de Liderança Habilidades Básicas Equipe de alta performance Habilidade com Pessoas Autoestima

Leia mais

Módulo 17 Estratégias mercadológicas

Módulo 17 Estratégias mercadológicas Módulo 17 Estratégias mercadológicas Todas as empresas para terem sucesso no mercado a longo prazo precisam de uma estratégia. Segundo Peter Druker, as estratégias são os planos de vôos das empresas. Analisando

Leia mais

S1 Seiri Separar o desnecessário. Resultado esperado Um local de trabalho desimpedido. Definição Remover objectos não essenciais do local de trabalho

S1 Seiri Separar o desnecessário. Resultado esperado Um local de trabalho desimpedido. Definição Remover objectos não essenciais do local de trabalho S1 Seiri Separar o desnecessário Remover objectos não essenciais do local de trabalho 1. Tirar fotografias à área onde se inicia o projecto 5S; 2. Rever os critérios para separar os objectos desnecessários;

Leia mais

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Setembro de 2010 Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA FERRAMENTA 5S NA GESTÃO DE MATERIAIS DO LABORATÓRIO DIDÁTICO DE PINTURA COM TERRA

A IMPORTÂNCIA DA FERRAMENTA 5S NA GESTÃO DE MATERIAIS DO LABORATÓRIO DIDÁTICO DE PINTURA COM TERRA A IMPORTÂNCIA DA FERRAMENTA 5S NA GESTÃO DE MATERIAIS DO LABORATÓRIO DIDÁTICO DE PINTURA COM TERRA Adriana de Fatima Meira Vital (UFCG) vital.adriana@hotmail.com Gislaine Handrinelly de Azevedo (UFCG)

Leia mais

MATRIZ SWOT VANTAGENS DE SUA UTILIZAÇÃO NO COMÉRCIO VAREJISTA

MATRIZ SWOT VANTAGENS DE SUA UTILIZAÇÃO NO COMÉRCIO VAREJISTA MATRIZ SWOT VANTAGENS DE SUA UTILIZAÇÃO NO COMÉRCIO VAREJISTA Daniela Vaz Munhê 1 Jenifer Oliveira Custódio Camara 1 Luana Stefani 1 Murilo Henrique de Paula 1 Claudinei Novelli 2 Cátia Roberta Guillardi

Leia mais

Cidadania Global na HP

Cidadania Global na HP Cidadania Global na HP Mensagem abrangente Com o alcance global da HP, vem sua responsabilidade global. Levamos a sério nossa função como ativo econômico, intelectual e social para as Comunidades em que

Leia mais

Implantação do Programa 5S em indústrias alimentícias

Implantação do Programa 5S em indústrias alimentícias Implantação do Programa 5S em indústrias alimentícias Maria Alice NASCIMENTO¹; Maria SILVEIRA COSTA²; Welbert PEREIRA DOS SANTOS¹. ¹ Estudantes do Curso Superior Tecnologia de Alimentos, Bolsistas de Iniciação

Leia mais